Blogs e Colunistas

08/03/2012

às 15:30

Se querem defender agressão até ao patrimônio cultural brasileiro — e da humanidade —, esta não é uma boa página; despeço-me desses leitores! Obrigado pela visita! Adeus!

Sempre soube que chegaríamos a tanto. Quando rompi intelectualmente com a esquerda, de maneira irreconciliável, faz muito tempo, vários fatores pesaram: havia os conjunturais — recebi “ordens” para defender a invasão das Ilhas Falklands (que alguns chamam “Malvinas”), decidida por gorilas sanguinários argentinos — e havia os, chamarei assim, civilizacionais.

Eu sabia que chegaríamos a estes dias porque comecei a notar, já na universidade, a brutalização do ensino, do pensamento, da história; comecei a perceber a utilização da sala de aula como palco do proselitismo. Era o petismo sendo gerado, ainda em estado embrionário, mas com todas as informações da serpente… Percebi que estava contribuindo para a marcha da estupidez.

Mesmo alguns leitores habituais do blog — poucos, mas os há — que se querem fora dessa esfera de influência escrevem defendendo que duas obras de arte do STF sejam adulteradas em nome do laicismo, assim como os talibans destruíram os Budas do século VII (no mínimo) porque consideraram que eles ofendiam o Islã. O que sempre pretendi demonstrar, ao criticar a decisão de eliminar os crucifixos, é que se trata também de um esforço para apagar a memória cultural.

Mais irritante: já escrevi sobre o argumento tolo de que, então, “todas as religiões têm de ter seus símbolos lá”. Ninguém é obrigado a concordar comigo na resposta que dei, mas não dá para escrever comentários ignorando o que já está escrito.

Não! Não publicarei comentários que defendam a retirada do Crucifixo do STF. Se algum escapou, vou cortar tão logo tenha tempo. Eu o farei também em benefício do autor do comentário, para que ele viva, então, seguindo as regras do mundo que ele próprio defende. Afinal, se o “Comentarista X” acha que pode eliminar do Supremo uma referência fundadora dos mais de 500 anos de história do Brasil e censurar as obras de Athos Bulcão e Alfredo Ceschiatti, então acho que posso cortar a opinião do “Comentarista X”. A menos que o Comentarista X se queira mais importante para o Brasil do que o cristianismo e do que Bulcão e Ceschiatti.

O ridículo vai longe. Há quem tenha escrito pra cá afirmando que a estátua da Justiça — uma deusa pagã, grega (Têmis) e depois romana (Iustitia), já perdeu seu significado religioso etc e tal, sendo um traço da cultura. Ora, depois de dois mil anos, não terá acontecido TAMBÉM isso com o cristianismo? “Ah, não, com os cristianismo, não!” E jamais conseguirão dizer por quê.

Não! Jamais imaginei ver gente a defender a destruição de um patrimônio tombado para preservar o “laicismo” — não, ao menos, fora de certa órbita da estupidez esquerdopata. Mas vejo que as coisas realmente chegaram muito longe. Pensam-se donos do próprio pensamento, mas são ou discípulos ou militantes passivos de Gramsci.

“Ah, então não leio mais seu blog”!!!

ATENÇÃO: Eu convivo muito bem com ateus, agnósticos, católicos, protestantes tradicionais, evangélicos, budistas, judeus, islâmicos etc… MAS EU REALMENTE NÃO PRECISO DE LEITORES QUE DEFENDAM PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA EM NOME DO LAICISMO E DEPREDAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL EM NOME DA LAICIDADE DO ESTADO!

Não preciso!

Gente que defende esse tipo de coisa pode defender, amanhã, que opor-se ao aborto, por exemplo — ou ao infanticídio — atenta contra os direitos humanos porque agride o “direito das mulheres”. Numa plenária que debateu o aborto, como revelou uma leitora deste blog, “feministas” defenderam que se criminalize a opinião de quem é contrário ao aborto.

Não poderia ser mais honesto com esses leitores: deles me despeço de maneira clara e civilizada. Há muitas páginas na Internet, ávidas por leitores, que aceitariam a proposta de destruir o patrimônio cultural brasileiro “em nome da democracia e da igualdade”. Lá vocês certamente encontrarão pessoas dispostas a criar o tipo de civilização que vocês pretendem.

Uma civilização em que agentes da razão sairão por aí “descristianizando” o Brasil porque, afinal, também há os não-cristãos no país. Há 35 anos defendo que a democracia é o regime da maioria que está moralmente obrigado a proteger e a garantir os direitos da minoria. Assim se fez civilização. Vejo agora que, depois de 30 anos de pregação boçal, pretendem que a democracia seja o regime em que as minorias se dão o direito de perseguir a maioria. Assim se fizeram as tiranias.

Não! Este não é o lugar de vocês. Se a próxima tarefa é depredar o STF em nome da laicismo, há outros sites e blogs para tão nobre militância. Nem preciso sugerir nomes. Qualquer um do JEG serve. E não! Vão lá cavalgar certas idéias. Até que comecem a ser cavalgados por elas.

Eu ainda não acabei!

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

239 Comentários

  1. Felipe Alves

    -

    12/03/2012 às 13:53

    Não entendo as pessoas que querem retirar símbolos religiosos de tribunais ou de qualquer outro espaço público. Sou agnóstico. Fui católico na infância, mas, no fundo, via que a minha fé não era verdadeira.
    Sei que o Estado Brasileiro é laico, mas não é e nunca foi ateu. Defendo a liberdade para exibir ou não símbolos religiosos em espaços públicos. Um crucifixo no STF não me ofende de forma alguma. No fundo, as pessoas têm dificuldade de aceitar quem pensa diferente.
    Grande abraço.

  2. Rogerio

    -

    11/03/2012 às 23:25

    Coragem bom cidadão.
    Assim como sabemos porquê o símbolo cristão não transformou-se apenas em cultura, mas em algo real palpável (Cristo ressuscitou, e vive em nós), também sabemos que as perseguições são motivadas pela inerrância bíblica. Quantas são as profecias de que a Igreja de Cristo seria perseguida não é mesmo.
    Esses babagas – como você diria-, me fazem acreditar mais. Realmente quando Deus manda até o diabo e seus capangas obedecem…
    Paz…

  3. Rubem

    -

    11/03/2012 às 20:51

    O que não suporto é essa defesa seletiva de um estado laico. Por que outros “símbolos” como os feriados (e pontos facultativos) de Natal, Semana Santa, Nossa Senhora e padroeiras pelo Brasil afora, CARNAVAL, Páscoa, Corpus Christi não entram na pauta?

  4. Cil

    -

    10/03/2012 às 16:08

    Se assim o for também direi adeus. Sou cristã, pois acredito em Jesus e Deus, mas não tenho religião dos homens. Se concordar com os juízes faz de alguns de seus leitores AGORA seguidores da catedra peto-lulista ou das esquerdas, então que assim o seja aos olhos de alguns, já que na prática, continuaremos a ser tão combativos quanto sempre fomos. Aliás, também defendo que o ensino religioso (caso este volte) seja voltado para todas as religiões e não só para o catolicismo, como o era quando eu era criança.
    -
    Como diz aquele ditado, toda unanimidade é burra. Além disso, felizmente em uma coisa concordamos. Se concordo ou aceito, digo que concordo ou aceito. Se não concordo ou aceito, digo que não concordo ou aceito. Essa é mesmo, como você bem ressaltou em vários de seus posts, a graça da democracia.

  5. Beto Santista

    -

    09/03/2012 às 23:20

    Caro Tio Rei, entendo perfeitamente o que disseste s/os 30 anos que viste de mudanças nos pensamentos das escolas, mas afirmo que eu já passei por isso há mais de 55 anos, quando estudava em colégio do Estado, em SP (um dos melhores), inclusive estudei junto com o Serra, na Moóca e tive que aguentar tudo isso com meus 13 a 15anos. Sei como vc se sentiu. Parabéns, continue com nosso apoio. Abç

  6. CRISTO RECRUCIFICADO

    -

    09/03/2012 às 19:29

    Prezado Reinaldo: acredito que os hipócritas que resolveram retirar os crucifixos das repartições da justiça já começaram a vislumbrar que terão de carregar estas “cruzes” para o resto da vida e perceber que o melhor seria tê-las deixado nas paredes; o que posso fazer se cada crime dita seu castigo. E
    m tempo, acredito ter achado o motivo que inspirou os “Valentes magistrados do RS” a retirar os crucifixos: foi o próprio ….. Lula! Não me digam ter esquecido que ao término do mandato quando deixava a residência oficial, além de “esvaziar” os mimos oficiais, o anjo caído surrupiou o majestoso crucifixo local, patrimônio do povo brasileiro. É gente…o A-PÉ-DEU-TÁ está fazendo escola inclusive entre os magistrados.
    ps: para onde irão os crucifixos afinal? Será que os magistrados também levarão como mimo para suas casas também?

  7. Davi

    -

    09/03/2012 às 19:09

    Parabéns. Clara, precisa e concisa, além de corajosa, sua posição. Viva a Democracia e o Estado de Direito. Viva a tolerância.

  8. marcello fonttes

    -

    09/03/2012 às 16:25

    Tem gente aqui no blog que não consegue entender a diferença entre os valores ocidentais (judaico-cristãos) e a defesa do laicismo. Há dois mil anos um ser luminoso por atuação, discurso e vida contribuiu decisivamente com valores que vieram a ser a estrada de condutas que engrandecem, valorizam e civilizam o homem. Desde então, todas as decisões importantes em contextos globais sempre visitaram os códigos morais daquele que peregrinou com a força da sua crença no Criador e na Coragem dos seus princípios. Exaltou Ele a incipiente legislação moral do mundo de então, que escorada nas 10 Leis Maiores judaicas, por iniciativa e férrea vontade de Moisés, vieram conduzindo o homem da idade antiga até os primórdios da idade cristã. E essa denominação existe em função da incontrovertida importância e valor da pregação e exemplo vivido por Aquele judeu palestino. As condutas do homem contemporâneo, repleto de informações mundanas
    que lhe exacerbam os desejos de SER e TER também lhe ofuscam a visão moral e espiritual trazendo deformações em suas possibilidades críticas, de forma a submetê-lo
    ao rigor escravocrata dos hábitos sociais do momento, sob pena de excluí-lo do banquete que a modernidade transformada em sensualismo e abuso de poder maliciosamente e perversamente sugerem àqueles que se lhes acolhem as iniciativas maquiavélicas. Os valores culturais precisam e devem ser respeitados, mesmo porque esses valores são referências da sociedade que se renova todos os dias. Nós ainda necessitamos dos signos, dos avatares, dos exemplos; nossa iniciante educação moral-espiritual abriga-se na necessidade da revitalização diária destes bens que já mostraram-se agregadoras e disseminadoras de condutas de grande expressão humana em suas faces de tolerância e fraternidade. As defesas atuais de ideologias políticas que pregam o materialismo é a face da subalternidade de grupos e de iniciativas individuais que cegos em sensibilidades que magnificam a alma, praticam a estupidez de descartarem “a priori” ferrramentas que lhes diminuiriam as dores que visitam a casa e a família de todos, sejam crentes, agnósticos ou ateus. É onde a burrice encontra a loucura e se enlaçam, para a desdita daqueles que as acolhem. O ambiente democrático deste blog tem abrigado a todos nós, mesmo que as nossas opiniões não sejam a do RA, mas, aqui não é mesmo o lugar de praticar-se a leviandade a idiotice e a má fé. Acho que todos nós concordamos com isso.

  9. Nina

    -

    09/03/2012 às 14:39

    Reinaldo, o que mais me impressiona é, pessoas bem formadas, jornalistas que tem mais informações que os demais, aceitarem passivamente que as minorias se imponham contra a maioria silenciosa…..Tenho medo do que estão tentando transformar nosso país…

  10. nedinho

    -

    09/03/2012 às 14:17

    chibata neles Tio Rei!

  11. Marcelo Sander

    -

    09/03/2012 às 14:02

    Católicos, se a própria bíblia diz pra não cultuarem esculturas, não faz muito sentido vocês ficarem de mimimi por causa de crucifixos retirados de repartições públicas. E não, não são patrimônio cultural brasileiro. São apenas dois pauzinhos transversais (com um significado gigantesco para católicos, mas ainda sim, dois pauzinhos). Se são obras de arte, que vão para o museu. O crucifixo não representa nem os cristãos em sua totalidade, apenas os católicos, número cada vez mais reduzido no Brasil.

  12. Flavio

    -

    09/03/2012 às 13:32

    “Em sua primeira semana, Dilma Rousseff fez mudanças em seu gabinete. Substituiu um computador de mesa por um laptop e retirou a Bíblia da mesa e o crucifixo da parede. Durante a campanha eleitoral, a então candidata se declarou católica e foi atacada pelos adversários sob a acusação de ter mudado suas posições religiosas.” – Folha.com, 9/1/2011.

  13. Luc

    -

    09/03/2012 às 13:17

    Relembro aqui um magnifico discurso de um político que não tem medo de ofender o politicamente correto, como o Brasil precisaria de um desses…

    Ex-Primeiro Ministro Kevin Rudd – Australia

    …IMIGRANTES, E NÃO OS AUSTRALIANOS, TÊM QUE SE ADAPTAR. SE NÃO ACEITAREM, VÃO EMBORA. Estou cansado desta nação que se preocupa sobre se estamos ofendendo algum indivíduo ou a sua cultura. Desde os ataques terroristas em Bali, experimentamos uma onda de patriotismo sobre a maioria dos australianos.’

    ‘Esta nossa cultura foi desenvolvida através de dois séculos de lutas, experiências e vitórias por milhões de homens e mulheres que buscaram liberdade.’

    ‘Falamos principalmente o INGLÊS, não espanhol, libanês, árabe, chinês, japonês, russo ou qualquer outro idioma. Então, se você desejar se tornar parte de nossa sociedade, aprenda o idioma!’

    ‘A maioria dos australianos crê em Deus. Não se trata de um movimento direitista político, mas um fato, porque homens e mulheres cristãos fundaram esta nação em princípios cristãos, e isto está claramente documentado. É certamente apropriado exibir isto nas paredes de nossas escolas. Se Deus o ofender, então sugiro que você considere outra parte do mundo como seu novo lar, porque Deus faz parte de nossa cultura.’

    ‘Aceitaremos suas convicções e não questionaremos por que. Tudo que pedimos é que você aceite as nossas, e que viva em harmonia e desfruto pacífico connosco.’

    ‘Este é NOSSO PAÍS, NOSSA TERRA e NOSSO ESTILO DE VIDA e nós lhe permitiremos toda oportunidade para desfrutar tudo isso. Mas uma vez que você acabe de reclamar, lamentar e se queixar sobre Nossa Bandeira, Nosso Penhor, Nossas Convicções Cristãs ou Nosso Modo de Vida, eu recomendo fortemente que você tire proveito de uma outra grande liberdade do australiano, ‘O DIREITO de IR EMBORA.”

    ‘Se você não está então contente aqui PARTA. Não o forçamos a vir aqui. Você pediu para estar aqui. Assim aceite o país que VOCÊ aceitou.’

    Semelhantemente nosso Brasil durante o longo da sua história assim como todo sistema jurídico ocidental deve muito aos principios Cristãos, se qualquer outro “credo ou não-credo” puder comprovar que tem semelhante participação nessa trajetória histórica, aceitaria de bom grado ceder qualquer espaço público para sua manifestação (ou não manifestação).
    Mas tais não existem, e já possuem o benefício de desfrutarem de liberdade suficiente de seu exercício, agora com isso querer diminuir ou mesmo cercear a nossa liberdade Cristã, é muita cara de pau, burrice, ou ambos.

  14. Valdir A. C.

    -

    09/03/2012 às 12:39

    Paulo-09/03/2012 às 3:38

    Sua fala é exatamente aquilo que se quer implantar no Brasil (e no mundo todo). É contra isso que o jornalista RA luta, fio. Vc está no lugar errado… essa não é sua práia.

  15. ezaki.jp

    -

    09/03/2012 às 11:30

    Triste saber que até mesmo alguns leitores não conseguem perceber a manobra esquerdopata por trás, também, desta fuzarca, como de tantas outras.
    Não sou uma boa cristã, como muitos também. Mas contra a Cruz, não tenho coragem de ir. E não é por medo do castigo divino, mas do vazio, do vácuo onde vale-tudo, que pode ocorrer na ausência dos preceitos cristãos.
    A fé e a moral cristã, são os maiores empecilhos ao desmantelamento da sociedade, que justificaria enfim, o comunismo, uma ditadura socialista, ou seja , o sonho de dez entre dez esquerdopatas.
    Infelizmente, a coisa é tão nociva, que manipulados e manipuladores passam a acreditar que de fato, isto é a verdadeira Democracia – restringir a religião em face ao “estado laico do Estado”, o “direito humano” ao aborto e ao infanticídio, a procriação humana assistida, visando atingir o máximo de prazer e felicidade ou funcionalidade possíveis, com a “coisa” parida. Ah!, ainda não chegamos lá?! Calma, pelo andar da carruagem, um dia chegaremos!

  16. G.Protásio

    -

    09/03/2012 às 11:28

    Reinaldo, sou cada dia mais satisfeito por ser seu leitor assíduo! Chego a acessar seu blog até cinco vezes ao dia, pois me sinto obrigado a rever seus posts após ter refletido sobre os assuntos. Sinceramente, não tenho como expressar a minha gratidão pelas lições de civilidade, tolerância e democracia tão claras e soberbamente dadas por você.
    Caríssimo Reinaldo, muito obrigado!, mesmo, de coração!

  17. zuneide

    -

    09/03/2012 às 10:42

    ”Há quem tenha escrito pra cá afirmando que a estátua da Justiça — uma deusa pagã, grega (Têmis) e depois romana (Iustitia), já perdeu seu significado religioso etc e tal, sendo um traço da cultura. Ora, depois de dois mil anos, não terá acontecido TAMBÉM isso com o cristianismo? “Ah, não, com os cristianismo, não!” E jamais conseguirão dizer por quê.”

    Bom, sou contra essa bobagem militonta, apoio INTEGRALMENTE seu texto. Em suma, defendo o estalo laico LAICO, na verdadeira acepção. Sou cristã, e defendo os valores morais cristãos.
    Dito isso, apenas gostaria humildemente de fazer um comentário sobre essa afirmativa acima. A Iustitia perdeu sim seu significado religioso, enquanto o crucifixo, mesmo sendo um traço cultural indelével, é parte de uma fé viva, posto que há milhoes de praticantes do cristianismo. Coisa que não se pode dizer da morta religião mitológica greco-romana, de quem, se há praticantes, não se tem notícia. Então, embora eu seja radicalmene contra a destruição de objetos sacros, como afirmei, entendo que este argumento, embora honesto na fonte, não seja válido.
    Se não quiser, pode deixar de publicar este comentário.

  18. Marcello Tálamo

    -

    09/03/2012 às 9:55

    Caro Reinaldo. Leitor assíduo, venho acompanhando o tsunami de ignorância que parece ter assolado o Brasil nesses últimos tempos. Tenho 2 comentários. O primeiro, muito sério. Já o segundo, irônico.

    Sobre a extremação de palavras e sentimentos. O nome disso é FALTA DE DINHEIRO. As pessoas normais, que não estão mamando em alguma sinecura governamental, queira o governo ou não, estão EMPOBRECENDO. Salários estagnados, informalidade cada vez maior, empregos formais crescendo apenas para ganhar entre um e dois salários mínimos (o que, convenhamos, não pacifica os ânimos de ninguém) e com a procura de mão de obra cada vez mais especializada, segmentos “alternativos” da sociedade começam a sentir dificuldade em obter bons empregos com boas remunerações, ou seja, a pessoa gosta de usar piercing, se encher de tatuagens, usar os cabelos mais esquisitos e descuidados do mundo, chegar o trabalho suando feito um bicho depois de pedalar vários quilometros sob o sol e não admite que se fale uma vírgula a respeito disso, mas fica OFENDIDÍSSIMO quando gente que não tem a menor vontade de conviver com esse tipo de apresentação lhe veda o acesso a bons salários. Aliado a isso temos a alta generealizada dos custos para a classe média, dos prestadores de serviços às despesas que temos em função do estado incompetente, que são saúde, educação e até segurança e conserto do carro detonado nas ruas esburacadas.

    Isso gera desconforto, ansiedade, angústia e esse trio é responsável por imensa parcela da exarcebação que as pessoas demonstram, afinal quem está feliz, sossegado, com carro na garagem, dinheiro no banco e contas em dia dificilmente sai por aí vociferando impropérios, e sim vai tratar de curtir a vida, pegar um cinema, alugar um DVD, jantar fora…

    O segundo comentário refere-se a essa sandice que está sendo a perseguição aos símbolos cristãos nesse país, algo que não consigo ver como sério (o que é um problema, pois a maior parte das barbaridades na humanidade começou com algo que “não poderia” ser a sério, lembra?), mas está ocupando um espaço desproporcional à importância da coisa.

    A seguir-se a linha de argumentação desses xiitas anti cristãos, você não acha que o governo deveria então escrever nas nossas notas: Nós confiamos em Deus, Maomé, Alá, Buda, Shriva, Quetzacoatl, Iemanjá, Zeus, Messias e etc???

    Será que o governo brasileiro afirmar que confia em Deus é preconceito contra os deuses cultuados por outras culturas? Seria o caso de acionar o estado brasileiro por preconceito e discriminação?

  19. @Sommers@

    -

    09/03/2012 às 9:26

    Esses radicais prescisam lutar por algo imbecil e cometer barbaridades para serem felizes são muito bestas.Uma gente que adora a guerra e finge gostar da democracia e defender o laicismo.A única razão dessa gente não querer se unir ao exército é que o exército obriga a diciplina e a obedecer a lei.Isso não agrada essa galera que adora baderna e maldade e mentir que faz em nome de um ideal!

  20. detesto esses extremistas nojentos

    -

    09/03/2012 às 9:13

    é isso aí!Essa gente radical e nojenta não sabe viver na democracia!Não gostam da paz!Adoram a guerra!

  21. Mariana Deusdará

    -

    09/03/2012 às 8:48

    Palmas para este post!!!!

  22. Romeu

    -

    09/03/2012 às 8:36

    Éisso aí Reinaldão. Dá uma exorcizada nos comichões da tirania. Venha de onde vier. Da esquerda ou da direita, de cima ou de baixo. O convívio harmônico entre pessoas é uma das maiores heranças derivadas do cristianismo:”Amai teu próximo como a ti mesmo”.

  23. Jorge

    -

    09/03/2012 às 8:01

    Santo fundamentalismo, Batman!!

  24. Roberto

    -

    09/03/2012 às 4:24

    Começou com a presidanta retirando o crucifixo do palácio lembram-se?

  25. Paulo

    -

    09/03/2012 às 3:38

    O Brasil é de todos nós, não de pessoas separatistas que usam da religião para criar diferenças. Toda essa manipulação piora a qualidade de vida, os direitos individuais e coletivos, a economia, etc. Fora com essas torcidas organizadas da religão. Não interessa se você é ou não religioso, se é militar ou pacifista, se é negro ou branco, se fala inglês ou é analfabeto, se é gaúcho ou de rondônia, se está desempregado ou milionário. SOMOS TODOS IRMÃOS QUE VIVEM NO BRASIL! O que não nos faz melhores do que qualquer estrangeiro. Dificil ver a manipulação separatista nisso tudo? Somos todos iguais, com direitos e deveres iguais, e se você não gosta disso, entre numa religião e comece a se achar escolhido, abençoado, melhor que os outros, o correto, o manso, etc.

  26. Ribeiro

    -

    09/03/2012 às 1:09

    Reinaldo:

    A democracia é o regime em que a maioria e as minorias convivem da forma mais harmônica possível. O que não se pode e não se deve tolerar (e em alguns casos permitir) são os extremismos, seja de que parte for. Como é que se forma uma minoria? Normalmente na cabeça vazia de alguém ou de alguns. Ou, então, de inconformados que, por qualquer razão, inclusive a diferenciação exibicionista ou oportunista, deixam de comungar daquele que é o senso comum herdado de um processo histórico e cultural, o qual para ser mudado deve ter o consentimento e o apoio da grande maioria. Uma nação não se constrói com modismos de uma época ou ideias exóticas ou interesseiras de minorias circunstanciais.
    O ideal seria não existir o vazio da cabeça das pessoas. Mas, infelizmente, isto parece impossível. Então, sempre haverá campo fértil para todo o tipo de manifestação e posicionamento. Alguns são interessantes e podem, até, mudar o rumo das coisas; para o bem de todos. Outros, somente servem para criar confusões, divisões e entraves à caminhada natural da sociedade.
    Você tem sido usualmente o porta-voz da maioria; a maioria silenciosa, independente, trabalhadora, produtiva. Aquela que “carrega o piano”. Mas, também, tem reconhecido as boas intenções das minorias e tem sido implacável com as ruins. A retirada do crucifixo e o simbolismo que esta ação carrega é uma delas. Uma idiotice – que me perdoem os que a defendem com honestidade intelectual – gerada na cabeça vazia daqueles que a propõem; uma intolerável omissão daqueles que não se posicionam; e, um momento para que a nossa sociedade reflita sobre os caminhos que ela deseja seguir.
    Que valores, afinal, devem ser defendidos? Destruir os existentes só seria aconselhável se houvesse outros que claramente melhor os substituíssem. Pois, se assim não for, é evidente que por trás destes movimentos há alguma sub-reptícia intenção de liquidar os valores existentes para se introduzirem outros desconhecidos de interesse de uns poucos aos quais desejam submeter a maioria. Isto não pode ser tolerado. E, neste sentido, parabéns e agradecimentos pelo trabalho que você vem realizando no seu blog.
    E que fique claro: o crucifixo em uma Igreja Católica Apostólica Romana tem um significado que transcende completamente o entendimento puramente laico. Ali está uma imagem que representa o Filho de Deus entregue à sanha dos homens, num gesto de supremo amor e doação, para, com sua morte e posterior ressureição, dar sentido à vida daqueles que nele creem. Ninguém é obrigado a entrar nos templos católicos, portanto, isto não deve ser objeto de questionamento por quem quer que seja.
    O crucifixo em uma repartição ou em qualquer símbolo público não tem tal alcance e nem poderia tê-lo. Mas, é uma forma incomparável de indicar á sociedade que onde ele esteja presente existe um ambiente onde os valores humanos defendidos pelo Mestre são considerados e, eventualmente, praticados. Ninguém é obrigado a orar perante o crucifixo de um tribunal ou de uma bandeira ainda que isto não deva ser proibido àqueles que o desejarem fazer de forma respeitosa e não invasiva para os outros. E, aqui fica o desafio àqueles que defendem a retirada: deem um exemplo, um só exemplo, de algum valor humano defendido pelo Mestre que não possa ser considerado, por exemplo, em um tribunal.
    O crucifico no pescoço de uma pessoa indica que ela acredita naquilo que o Mestre ensinou, praticou e deixou como legado tanto do ponto de vista humano como religiosos, ou, então, trata-se de um enfeite que respeitosamente algumas usam sem a mesma intenção profunda daquelas tocadas pela Fé. Ninguém pode ser intolerante ao ponto de se sentir incomodado de estar diante de uma pessoas que use um crucifico – por qualquer razão que seja – e julgue se sentir no direito de exigir que a pessoa o retire. Como pode ser entendida, por exemplo, uma situação em que um Juiz de uma Vara seja impedido de ter um crucifixo em suas dependências e ele, por convicção, use um crucifixo em seu pescoço?

  27. Santana*100

    -

    09/03/2012 às 0:56

    Sou católico e o que me deixa mais revoltado é saber que todo esse bestialismos esquerdopata, teve e continua tendo o apoio da igreja que tem por obrigação ética, moral e religiosa de combater. Esta igreja é a Igreja Católica Apostólica Romana Infestada de padres satanistas comunista. Foi com apóio dela que os comunuas chegaram ao Poder!

  28. Regio

    -

    09/03/2012 às 0:48

    Pelo seu reciocínio, seria possível concluir que as repartições baianas deveriam ter símbolos do candomblé e da macumba misturados aos crucifixos, pois fazem parte da identidade cultural. Perdoe-me a discordância, mas não acho que faça muito sentido.

  29. Francisco de Taubaté

    -

    09/03/2012 às 0:40

    Não sou de fazer muitos comentários, mas todos os dias, RELIGIOSAMENTE, a primeira coisa que faço ao ligar o micro é passar por aqui porque esse é o Reinaldo Azevedo, Tio Rei, que aprendi a admirar e de quem sou fã. Como dizem, melhor estraga.
    Abração.

  30. Luiz Fernando Neves

    -

    09/03/2012 às 0:21

    A coisa é muito simples. Tudo que a esquerda tentou: descriminalizaçãodo do aborto,casamento Gay, e etc…, tiveram reação maciça dos cristãos em geral,sejam eles católicos, evangelicos,protestantes,espíritas, judeus e outros. Os cristãos são a pedrinha no sapato da esquerdalha para conseguir seus intentos imorais e amorais. Daí, o que fazer ?! Vamos ofender os cristãos.
    O crucifixo,como já falei anteriormente, é apenas um símbolo do Cristianismo, dos seguidores de Jesus Cristo.
    E justamente o Cristianismo é que encerra a maioria de seguidores no mundo e portanto,é o Movimento Cristão que vem, sempre, contra às ações perversas dos anti Cristãos. Por isso agora é hora no Brasil, dos anticristos se mobilizarem para amendrontarem os Cristãos, com ofensas à sua crença, pois, é sempre dos cristãos que aparece a fúria pelos atos insanos dos Comunistas. Os Cristãos sabem que sempre correrão riscos de serem atropelados pela furia dos anticristãos por defenderem a moral, a caridade, o amor ao próximo, a justiça e a solidariedade.Acabem com os Cristãos e o mundo estará imerso em orgias.
    Sou católico de formação e sigo muito a filosofia kardecista, pois, é desta forma que supero meus obstaculos, compreendo o meu próximo e busco a paz e caridade pela qual me fornece “forças” para suportar as desigualdades e os desmazelos do mundo.
    A cruz como já disse é apenas um simbolo que nos lembra da igreja criada por Cristo assim como Seu sacrificio. O crucifixo estar ou não na parede não impedirá que o juiz não faça justiça. Devemos demonstrar, é a verdadeira intenção de tirar da parede o crucifixo que nada mais é de derrotar a luta dos Cristãos contra o aborto, o infanticidio, o casamento gay e as outras mazelas esquerdeopatas que os de menos fé estão caindo direitinho na conversa do maligno.

  31. Burduna nelles !!!

    -

    09/03/2012 às 0:21

    eeeitcha Véio, brilhante e luminoso como sempre, não me canso de te ler, estas páginas são um bálsamo no mar de trevoso que vivemos.

  32. Bruno

    -

    09/03/2012 às 0:17

    Retirar os crucifixos das repartições públicas estaria de bom tamanho. Se a obra do STF foi encomendada dos artistas e eles decidiram expressar a sua visão cristã da Justiça, não há o que fazer. Penso que um Estado laico não deveria expressar filosofia religiosa, tanto quanto não deveria expressar filosofia política (embora laicidade não tenha nada a ver com apolitismo ou apartidarismo). Os políticos e os funcionários podem carregar essas subjetividades, o Estado não deveria. Deveria ser neutro tanto quanto o possível.

  33. orlandofurioso

    -

    09/03/2012 às 0:09

    Tá certo,Rei. Cavalo que dá garupa uma vez, tem que dar a vida inteira. Tem um texto de Berthold Brecht super manjado que define bem essa situação. “primeiro levaram uns estudantes, mas como….etc etc Agora levaram a mim, mas já é tarde”. A nós eles não levarão, Rei. Estamos espertos !Estamos alertas.Como na secular fortaleza de Santa Cruz. Alerta, sentinela! Alerta estou!!!

  34. eumesma

    -

    08/03/2012 às 23:48

    Tio Rei,
    Parabéns, falou e disse.

  35. João Silva

    -

    08/03/2012 às 23:18

    Reinaldo, não entendi porque tanto por tão pouco. Como pode fazer esse julgamento de quem discorda de você nesse assunto? Ora, porque acho que crucifixos não vão bem em um tribunal, agora devo ir pra turma dos JEGs e sou defensor do aborto? Sou a favor da entrega de cubanos a Fidel por isso?
    Mais uma coisa: destruir é a mesma coisa que retirar?

  36. Sergio Dias

    -

    08/03/2012 às 23:14

    complementando as palavras do Fábio, quero ver quando quiserem tirar o Cristo Redentor. o Brasil virou uma piada. Lamentável.

  37. vitor

    -

    08/03/2012 às 23:12

    Ontem eu pensava diferente de você, mas seus argumentos terminaram por me convencer do contrário. Às vezes, precisamos de iluminação em nossos pensamentos para enxergar além das aparências.

    Longe de me ofender, parabenizo-lhe pelo puxão de orelha.

    P.S.: Continuarei sendo seu leitor.

  38. carlos

    -

    08/03/2012 às 23:07

    ihhh! a chapa esquentou… mesmo achando que a carapuca nao me serviu, e ainda que discorde de voce neste tocante. Vou aceitar seu convite por alguns posts, ate que este tema nao esteja mais no salao. Concordo com voce em 9 em cada 10 opinioes, e quando nao concordo, digo que nao, e pronto. Eh compreensivel sua irritacao com alguns tarados que passam por aqui e de sua negativa em publicar toda e qualquer opiniao em contrario para este tema.
    Espero que sua quase infinita paciencia em ouvir-nos e apresentar seus contra-argumentos recobre o quanto antes, ou que ao menos siguamos adiante. escrevo isto sem o intuito de tripudiar ou debochar de sua decisao, antes sim como sinal de respeito a voce a mim mesmo.
    volto dja!

  39. Heber Osorio

    -

    08/03/2012 às 23:04

    Brilhante Reinaldo, concordo plenamente com você.
    “Não! Este não é o lugar de vocês. Se a próxima tarefa é depredar o STF em nome da laicismo, há outros sites e blogs para tão nobre militância. Nem preciso sugerir nomes. Qualquer um do JEG serve. E não! Vão lá cavalgar certas idéias. Até que comecem a ser cavalgados por elas.”
    Assino em baixo

  40. Não, vocês não podem!

    -

    08/03/2012 às 22:41

    Concordo, Rei. Começam com os crucifixos, depois: liberação do aborto, liberação do assassinato de recém-nascidos, fim da liberdade de imprensa, fim dos direitos individuais, banimento da bíblia, fechamento das Igrejas, golpe, ditadura, milhões de assassinatos, etc.

    No caminho com Maiakóvski
    “[...]
    Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor
    do nosso jardim.
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem;
    pisam as flores,
    matam nosso cão,
    e não dizemos nada.
    Até que um dia,
    o mais frágil deles
    entra sozinho em nossa casa,
    rouba-nos a luz, e,
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.
    E já não podemos dizer nada.
    [...]”
    Eduardo Alves da Costa

  41. Fernando

    -

    08/03/2012 às 22:34

    Parabéns, Reinaldo. Claríssimo e corajoso. Um artigo digno de você, uma luz nas trevas.

  42. Tucson-SP

    -

    08/03/2012 às 22:28

    Reinaldo, só para estar do lado do bom senso e da inteligência jornalística, eu digo que continuo com você.
    Obrigado pela luz que você coloca com suas palavras sempre corretas.

  43. Ronalde

    -

    08/03/2012 às 22:19

    A favor do laicismo do Estado, o Presidente da OAB vai demandar para que o AC(antes de Cristo) e DC(depois de Cristo) seja abolido na contagem de tempo no país.

  44. David Barbosa

    -

    08/03/2012 às 22:16

    Sou ateu, más nunca me incomodei com os símbolos religiosos dos lugares onde ando, até porque moro no interior do ceará e se for me incomodar com esses símbolos, eu ficaria louco. No meu trabalho, na minha casa, nas escolas onde estudei, nas praças, nas placas das ruas, nomes dos bairros, nomes dos sítios, nomes de distritos e nas festas do município(ufa a lista é ainda maior), tudo tem símbolos religiosos. E tem mais eu não só não me incomodo como acho muito bonito essas tradições culturais. Se eu fosse me incomodar com as pessoas que acreditarem naquilo em que eu não acredito eu não teria a vida feliz que tenho nesse meu pedaço de paraíso.

  45. Oscar

    -

    08/03/2012 às 22:04

    Reinaldo,
    brilhante e muito profundo.

    P.S.: a lucidez de Josph Weiler é impressionante!

  46. Zé Luis

    -

    08/03/2012 às 21:33

    O menino entrega o boletim p/ sua mãe.
    Ela corre os olhos no papel, e grita com o menino:
    -Como vc tirou 2 em português?
    e o menino responde:
    -é que…é que quando eu estava estudando para a prova, eu estava usando caneta com tinta preta, mas na prova só podia usar caneta de tinta azul.
    Será que um, dois, tres, mil crussifixos na parede vam impedir alguem de trabalhar, fazer jus ao que o contribuinte lhe paga (com sacrifício)? Sempre tem gente que quer achar pelo em ovo p/ tentar desviar a atenção de alguma “M” que está fazendo ou que não quer que descubram.
    abs

  47. chega!

    -

    08/03/2012 às 21:10

    ~Rei,
    Perdoai alguns de seus leitores. Eles não sabem o que fazem.
    O socialismo sempre defendeu um estado laico, perseguindo os crentes…quaisquer crentes.
    Se a maioria for cristã, desqualificam Jesus, e proíbem a sua adoração…como a URSS fez com os ortodoxos.
    Para eles é perfeito não crer. Assim podem cometer suas selvagerias sem remorsos, pois tudo é permitido, se for favorável à causa.
    Infelizmente, para uma uma enorme parcela de nossa sociedade, ainda não caiu a ficha…
    Que Alá, Buda, Jeová, Jesus, Maomé, Krishna, Abraão
    Deus nos ajude !

  48. Gonçalves

    -

    08/03/2012 às 21:08

    Agora mesmo é que vou colocar um crucifixo na minha sala.

  49. Gonçalves

    -

    08/03/2012 às 21:07

    Muito bem, Reinaldo! Os católicos devem começar a defender seu pensamento milenar dessa ofensiva sem tréguas do mal. Já assinei a defesa do Padre Paulo Ricardo e espalhei pedidos similares para meus amigos.

  50. ixe

    -

    08/03/2012 às 20:37

    Isso se deve a décadas de doutrinamento esquerdista na escola. É a revolução da estupidez.

  51. Le

    -

    08/03/2012 às 20:33

    Reinaldo, permita-me apenas uma última indagação. Se o argumento é que para o símbolo religioso alcançar o direito de estar presente nas repartições públicas o mesmo deve ter ampla conexão cultural com a população, será que nas repartições públicas da Bahia é lícito haver fotos de santos pelas paredes e macumbas pelo chão? Aguardo resposta.

  52. JB

    -

    08/03/2012 às 20:32

    Parabéns!
    E essa turma já vi tarde.

  53. BRITO

    -

    08/03/2012 às 20:28

    Tio Rei, vamos começar uma campanha para dar voz e vez à Liga das Lésbicas . . . para que seja coerente com a campanha, extingam-se os feriados cristãos, a saber: Sexta-feira Santa, Sábado de Aleluia, Domingo de Páscoa, Corpus Christi (uma quinta-feira que não será feriado prolongado mais!), Dia de Nossa Senhora Aparecida, Dia de Todos os Santos e Natal. Será que elas concordam em manter o Carnaval?!E a Quarta-feira de Cinzas?!

  54. Anonimo

    -

    08/03/2012 às 20:26

    Já trabalhei numa creche, onde fui substituída a pedido pois a creche ficava distante do meu bairro, e a minha substituta era uma protestante, o seu primeiro ato ao adentrar a sala foi retirar o crucifixo que estava na parede. Eu retirei e trouxe para casa.
    Nunca esqueci disso.
    Hoje sou espírita e faria a mesma coisa, traria o crucifixo prá casa.

  55. xico

    -

    08/03/2012 às 20:25

    SR REINALDO; Logo logo algum petralha proporá a substituição do cruxifixo por uma estrela vermelha, aguarde e verá do que são capazes essa gente.

  56. Smaibon

    -

    08/03/2012 às 20:21

    Caro Rei,
    frente aos absurdos acontecidos nos últimos (9) nove anos, só podemos pensar no “decálogo de lenin”.
    Só posso agradecer a Deus, o fato de todos os dias ler mais uns de seus textos lúcidos e brilhantes.

    “Deus seja Louvado”

  57. Anonimo

    -

    08/03/2012 às 20:19

    Rei,coloca a Doutrina Espírita antes do etc.
    Obrigado.

  58. Domingos

    -

    08/03/2012 às 20:18

    que o brasil e suas instituições sejam de manisfestações culturais pluralistas e que todas as tendencias ideologicas e religigiosidade encontrem em nosso meio guarida e espaço de manifestação digno de um pais plural e que a convivencia seja benefica a todos e que os JEGs continuem com sua busca incessante para calarem silenciarem e proibirem todos que pensam diferentes deles. O Mundo avança em direção ao plural mais ou menos dias temos certeza que a concordia e a tolerancia triunfará sobre estes delinquentes. E voce Reinaldo é a nossa fonte de informação e de orientação, conte conosco, pois a muito contamos com voce.

  59. jaime f

    -

    08/03/2012 às 20:13

    Se voce pensa que comunista e aquele autoritario que fala quase gritando,esta muito enganado. Aquele da voz mansa que adora falar em democracia ai sim mora o perigo.

  60. João Marcelo

    -

    08/03/2012 às 20:08

    É isso aí Reinaldo!! Muito obrigado por ser a voz da maioria silenciosa deste país !! Tenho certeza que esta maioria silenciosa concorda com tudo o que você diz !

    Um abraço!!

    João Marcelo

  61. cuidado com a patrulha

    -

    08/03/2012 às 20:06

    A Doutrina de Gramsci vai enredando hipnoticamente, subli-
    minarmente os incautos.
    .
    “você vai confiar em mim ou nos seus olhos?”

  62. Surfista Prateado

    -

    08/03/2012 às 20:01

    Concordo com o judeu ortodoxo. No dia em que o POVO decidir que os crucifixos devem sair, tudo bem. Que se faça um plebiscito. Uma faceta desta história toda que você não citou é o velho PATRIMONIALISMO: estes juízes acham que são os donos dos tribunais, que aquilo é deles e não do povo que os paga, aliás, com verbas que julgo altas e mais do que isso, perenes. Acho que um sujeito pode ESTAR juiz, durante um mandato com tempo definido, que quando findo, o faz retornar de onde saiu. E juiz, só depois dos 35 anos. Antes disso, é um absurdo.

  63. Rodrigo

    -

    08/03/2012 às 19:57

    Nossa! Como se diz, “passa a régua”. A esperança nao acabou. Que todos aqui que compreendem o momento decisivo que passa nossas vidas, nosso pais, possam no dia a dia construir relações entre as pessoas que perdurem no Amor, Solidariedade e Democracia.
    Abraços,
    Rodrigo.

  64. dagoberto

    -

    08/03/2012 às 19:53

    Tio rei, e’ ate’ uma blasfemia ter um simbolo religioso em tal ambiente de corrupcao e injustica. E’ como se tivesse um crucifixo num quarto de motel.

  65. Shariat

    -

    08/03/2012 às 19:51

    “Eu convivo muito bem com ateus, agnósticos, católicos, protestantes tradicionais, evangélicos, budistas, judeus, islâmicos etc… MAS EU REALMENTE NÃO PRECISO DE LEITORES QUE DEFENDAM PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA EM NOME DO LAICISMO E DEPREDAÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL EM NOME DA LAICIDADE DO ESTADO!”
    Levantei do pc para te aplaudir, Reinaldão!

  66. AnneennA

    -

    08/03/2012 às 19:47

    Ai, ai, de novo…Sou atéia tal qual uma porta e, no entanto, compreendo perfeitamente -e concordo- com o que o Reinaldo está dizendo. Essa lenga-lenga de usar a Santa Inquisição, os padres pedófilos e ,o car*¨%$& a quatro prá justificar a perseguição à religião católica já encheu! Os petralhas podem procurar à vontade; não acharão uma única boa justificativa para a retirada do crucifixo dos tribunais ou de qualquer espaço público.
    Não existem homens voando, isolados de seu tempo e circuntâncias, no espaço. Todos chegamos aqui trilhando um caminho de erros e acertos e a fé cristã representou um pedaço enorme deste caminho. Se uma atéia ignorante -e convicta- como eu, pode perceber isso, porque querem que o Reinaldo desenhe?

  67. Kaos

    -

    08/03/2012 às 19:45

    Reinaldo, escrevestes “…é que se trata também de um esforço para apagar a memória cultural…”
    As raízes do que está acontecendo são mais profundas, prezado Reinaldo.
    Fui educado nos moldes da tal “cultura judaico-cristã”. Fui batizado, fiz primeira comunhão, tinha que me confessar (era um MARTÍRIO inventar para o padre as mesmas coisas!), meu pai me levava a missa todos os domingos. Estudei em colégios de padres e tive uma ótima formação tirando fora as invencionices religiosas.
    Mas hoje após muito estudo cheguei à conclusão que tudo que as religiões pregam são apenas uma ENORME FALSIDADE. Não existe um deus, um diabo, nem céu, nem inferno, nem almas, nem espíritos, nem santos! Estudando a Evolução das Espécies, Genética e Neurociências cheguei à conclusão de que a humanidade precisa é descobrir a VERDADE sobre nossas origens.
    Chega de educar crianças falando em Adão e Eva, purgatório, anjos, santos, crucifixação, ressuscitação, reino dos céus, etc.
    Elas são MUITO capacitadas intelectualmente para serem amordaçadas e subestimadas pelos dogmas, preconceitos e invencionices das religiões.
    As crianças merecem um mundo VERDADEIRO!!! E muito mais bonito!!!

  68. Marco Jusevicius

    -

    08/03/2012 às 19:37

    Pois é Reinaldo… é incrível a tentação totalitária desses nossos “humanistas” e “progressistas”… como vc sempre diz, sempre querendo o nosso bem.
    Não entendem (ou não querem entender) a essência da liberdade e do estado de direito.
    Sem voce nessa trincheira, a coisa fica complicada pois poucos mais terão a mesma clareza e o mesmo vigor para esse combate.
    Porisso que eu leio seu blog diariamente, pois ainda há onde se refugiar de tanta ignorância que vemos por aí…
    Muita saúde e disposição para vc!!!

  69. joao cintra

    -

    08/03/2012 às 19:28

    Reinaldo, há uma história envolvendo o Chico Xavier, quando foi abordado por um jovem homosexual, que transtornado pediu-lhe conselho, já que chegava a transar até com 30 homens por mês. Chico, na sua proverbial humildade e sapiência deu-lhe o seguinte conselho: Meu filho, saia com 29, depois baixe para 28, e vá diminuindo até sair com apenas UM e aí faça dele seu companheiro permanente… Imagino o que ele falaria, se vivo estivesse entre nós, sobre essa preocupação desses intolerantes de esquerda em comprar briga contra a cruz, quando há tantas coisas para ser corrigidas em nosso país, no ramo da caridade e da tolerância…

  70. TERCIDIO DA BAHIA

    -

    08/03/2012 às 19:21

    Se um dia, nosso pais for de maioria ateu, será comprensível debater-se assuntos dessa natureza, (símbolos religiosos em repartições públicas de todos os gêneros). Mas, num país de maioria cristã como o nosso, discutir essas questões, há meu ver só poder ser coisa de esquerdopatas, que não tem o que fazer. Esse bichos, não perdem uma só oportunidade de mostrarem o rabo. É preciso e urgentemente esfacelar esses víboras vermelhas da política. É o estado totalitário em curso que eles estão querendo, só isso, o que não é pouco.

  71. joao cintra

    -

    08/03/2012 às 19:17

    Reinaldo, voce disse que convive bem com pessoas de quaisquer convicções religiosas, e cita ateus, agnósticos, protestantes, judeus, etc. etc. e não menciona os ESPÍRITAS! Por esquecimento? Creio que sim, pois os espíritas são contra quaisquer tipos de discriminação, seja contra homosexuais, não condena a união entre eles e até adoção de crianças… São radicalmente contrários ao aborto, em quaisquer aspectos, pois entendem que a vida começa na concepção e a sua interrupção é tida como um dos mais graves atentados aos princípios cristãos. Ah, condenam também o suicídio, pois sua prática traz, até mais que o homicídio, gravíssimas consequências ao que o pratica, pois no plano espiritual a dor moral e o arrependimento é atróz, assim como é gravíssima a prática do aborto, devido ao desequilíbrio e o sofrimento moral que acomete os responsáveis pelo mesmo, seja a mulher que não quiz o papel de mãe quanto aqueles que contribuiram para de tão hediondo crime contra as Leis de Deus. Todos nós somos livres para pensar da forma que quizermos, desde que respeitemos o direito de nosso semelhante em crer ou não em Deus, na existencia da vida após a morte, amar e seguir, ou não, nosso Mestre Jesús Cristo. Agora, se insurgir contra os símbolos religiosos, seja a cruz, a estrela de david ou o símbolo das demais religiões é uma insensatez e uma intolerância que não nos engrandece. Por favor, deixem os símbolos religiosos de lado. Se querem abolí-los façam então um blebiscito e verão o que a maioria dos brasileiros pensam a respeito. Façam, Valentes!

  72. leonardo

    -

    08/03/2012 às 19:13

    Vc está certo! Essas atitudes visam a atingir a religião cristã que desperta ódio mortal ao propor fé sobrenatural e vida eterna. Os socialistas ainda teimam em construir o paraíso terrestre prescindindo de Deus, por meio de uma fé natural – falsa – que se quer apoiada na história e na ciência. O embate que perdurará indefinidamente se dá entre cristianismo e socialismo, ambos com seus dogmas de fé, verdadeiras religiões. A democracia é apenas um estimado valor sustentado pelo substrato cristão das sociedades, facilmente suprimível caso prospere a visão totalizante e totalitária das esquerdas. Como a refrega não tem prazo para acabar, vc tem emprego garantido até a senectude como intransigente defensor das liberdades e da verdadeira solidariedade.

  73. alberto autran

    -

    08/03/2012 às 19:02

    ……Caro irmão Reinaldo, chamo de irmão todos aqueles que lutam uma batalha em nosso nome…SINTO ORGULHO DE TER VOCÊ COMO MEU REPRESENTANTE…

  74. José Gomes

    -

    08/03/2012 às 18:55

    Se para ser ateu ou laicisca o indivíduo precisa ser anti-católico, ant-cristão, anti-judeu, anti-isso ou aquilo, então está precisando ir rapidinho a um psicanalista. Alguma coissa está errada com o dito cujo e só os sacerdotes de Freud serão capazes de virá-lo pelo avesso e descobrir o caroço. Algo está errado, sem dúvida. Devem ser pesssoass que odeiam-se a si próprias, pelo que são e pelo que não poderão ser jamais, por conta do que são.

  75. Anónimo

    -

    08/03/2012 às 18:53

    Olá.
    Antes de mais nada, sou ateu. Concordo que áreas públicas de prédios públicos não devam conter símbolos religiosos de nenhum tipo, mas concordo com o senhor que uma vez aberta a porteira, fica difícil conter a boiada. Retirar símbolos que estão na parede há tanto tempo que ninguém sabe quem pendurou, obras de arte ou não( o Cristo Redentor enquanto estátua é feio), coisas que fazem parte da mobília e muitas vezes, nem notamos sua existência, é exagero que não constroi e abre novas frentes de conflito. Coisa de pessoas que querem conquistar direitos com o pé na porta. Talvez novos prédios devam ser construídos (o judiciário adora construir) sem tais símbolos, mas mexer no que já foi feito é perda de tempo. Acredito que temos coisas mais importantes dentro do próprio judiciário para serem discutidas. Além do mais, dúvido que esse pessoal queira abrir mão dos feriados religiosos, que pra eles sempre tem uns dias a mais.

  76. SidneyCWB

    -

    08/03/2012 às 18:52

    E esta porcaria, para não variar, começou onde? Nossos irmãos de bombacha que sempre foram os orgulhosos guardiões das tradições andam mal mesmo. Puseram o PT de novo no governo (o mesmo que já os “detonou”) e agora parece que tudo de ruim sai de lá. E aí, gauchada? Cadê os valorosos defensores dos costumes e tradições? Vocês nunca mais me enganaram, depois que os conheci de perto…

  77. LIVIO OLIVEIRA

    -

    08/03/2012 às 18:52

    Felicitações pelo texto!

  78. Antonio

    -

    08/03/2012 às 18:51

    Ola
    Reinaldo
    Já a muito tempo que retiraram da salas de aula das escolas a bandeira da cidade do estado e do Brasíl, a obrigatoriedade de cantar o hino Nacional e o Hino da cidade, agora estão retirando os cruxifixos, mais tarde só Deus sabe o que eles retiraram, se ninguem se manisfestar a coisa vai crescendo e ninguem saberá que rumo e proporções tomara.
    O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR

  79. cuidado com a patrulha

    -

    08/03/2012 às 18:51

    Caro Reinaldo,
    Grande Jornalista!

  80. LIMA

    -

    08/03/2012 às 18:50

    REINALDO.
    ESSA MANIA DE RETIRAR A CRUZ DA REPARTIÇÕES PUBLICAS SÓ PODE SER COISA DE COMUNISTAS DISFARÇADOS.

  81. LIMA

    -

    08/03/2012 às 18:47

    REINALDO.
    NESSA BAGUNÇA PETRALHA, NUNCA VI TANTA GENTE FAZENDO FORÇA, PARA GANHAR O PRÊMIO DA IGNORÂNCIA MOR. DA PARA FAZER UM PÓDIO E CLASSIFICAR TODOS.

  82. andreromeo

    -

    08/03/2012 às 18:47

    Bravo!!!

  83. José Gomes

    -

    08/03/2012 às 18:46

    Imagine se a cultura e a civilização implkantadass no Brasil, ao invés de ter a Igreja Católica ou alguma das igrejas protestantes históricas (Presbiteriana, Batista, Congregacional, Metodista, Luterana, Anglicana), tivesse como suporte essa Liga Brasileira de Lésbicas. Imagine o nível cultyyral que teríamos.

  84. José Gomes

    -

    08/03/2012 às 18:40

    De fato, Reinakldo, há muitas páginas na internet para êsses gramscianos procurarem abrigo. Só não encontrarão uma que, defendendo o gramscianismo que procuram, tenha o seu nível de clareza e de honestidade no que escreve. Realmente, entrarão os JEGs. Já viu, né?

  85. Ferreira

    -

    08/03/2012 às 18:38

    Reinaldo:Certíssimo.O pt tenta a todo custo destruir a moral e os bons costumes.De uma minoria já conseguiu,ou corrompendo,ou comprando ou simplesmente ajudando em suas lutas imorais.Como era sabido,Gilberto Carvalho já havia declarado “guerra”não apenas aos evangélicos,mais sim aos cristãos.Depois da retirada dos crucifixos virão mais coisas abomináveis contra a maioria cristã do Brasil.Digo outra vez:Comunistas não gostam de Cristão.

  86. Christiane Rebola

    -

    08/03/2012 às 18:33

    Pensam-se donos do próprio pensamento, mas são ou discípulos ou militantes passivos de Gramsci.(2)

  87. Wagner

    -

    08/03/2012 às 18:31

    Sou ateu, nao entendo por que pessoas atacam dessa forma símbolos religiosos. Sao pecas de decoracao (a meu ver) como outras quaisquer, e nunca me ofenderao (mesmo porque minha família quase toda é crista). Destruir obras de arte por causa da religiao é coisa de idiotas. Eu admiro muito arte sacra, sempre visito templos das mais diversas religioes quando em turismo.
    Procuro respeitar todas as crencas desde que respeitem os meus valores. Para mim, é pura perda de tempo, dispêndio de dinheiro e de recursos públicos entrar com acoes na justica para que se reveja o uso da cruz em espacos públicos. Dá até a entender que nao há criminalidade no país, nao há fome, há moradia para todos…

  88. IG BARROS

    -

    08/03/2012 às 18:29

    Meu mais prezado
    Não se abespinhe. É pura tolice e perda de tempo. Essas diatribes irão ocorrer ao longo de sua vida. Seja mais como o jogador chinês de tênis de mesa e devolva todas as “bolinhas” e não como São Tomas de Aquino, o doutor da igreja católica que, por prazer crístico, vituperava contra as mulheres.
    Do ateista seu admirador quase incondicional.

  89. Ataíde

    -

    08/03/2012 às 18:27

    O socialismo (que é o mesmo que esquerdismo) é mesmo coisa demoníaca. Veja ao que leva. Na verdade a esquerdopatia é “anti-tudo” é anti-natural. A esquerda tem uma religião, sim… Pode ser religião entre aspas, mas tem. Mas é uma coisa diferente de tudo o que já temos… Por exemplo: seu profeta é aquele que mais odeiam; Seu profeta é aquele que mais explicou e combateu a maldição esquerdopata; Seu profeta é aquele que literalmente teria o antídoto ao socialismo/comunismo, enfim, o próprio esquerdismo – seu profeta é George Orwell ( e a Bíblia” então, das esquerdas, são os livros do escritor, principalmente o 1984)… O “deus” dos esquerdopatas é o Big Brother, o “Grande Irmão”.

  90. Gerson

    -

    08/03/2012 às 18:21

    O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, na gestão do Presidente Luiz Zveiter, também mandou retirar todos os crucifixos das serventias, gerando acalorado debate em sessão no Orgao Especial. Deve ser essa a fonte de inspiração do Presidente da OAB/RJ.

  91. celeraman+

    -

    08/03/2012 às 18:21

    RA, releia o PNHD. Nesta loucura há um método!
    .
    Na página 100, Objetivo estratégico VI, “Respeito às diferentes crenças, liberdade de culto e garantia da laicidade do Estado.”
    .
    Ações programáticas
    .
    c) Desenvolver mecanismos para impedir a ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos
    da União.
    .
    Responsável: Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República
    .
    Recomendação: Recomenda-se o respeito à laicidade pelos Poderes Judiciário e Legislativo, e Ministério Público, bem como dos órgãos estatais, estaduais, municipais e distritais.
    .
    (Revogada pelo Decreto nº 7.177, de 12.05.2010)
    .

  92. Costa

    -

    08/03/2012 às 18:16

    Reinaldo,

    Será que esse pessoal abre mão dos feriados religiosos que temos no Brasil?

  93. Gerson

    -

    08/03/2012 às 18:01

    Como é possível que uma minoria como essa tal liga de lésbicas pode conseguir impor sua vontade indo contra a opinião da grande maioria da população?? Que país é esse que dá voz a essa gente cujos valores morais estão totalmente desvirtuados? Aonde estão os gaúchos que não cagam a pau esses canalhas?

  94. Lucia São Paulo_SP

    -

    08/03/2012 às 17:56

    Refrescando a memória.
    A cruz está na certidão de nascimento do país.
    Em 22 de abril de 1500 recebeu o nome de Ilha de Vera Cruz , na suposição de tratar-se de uma ilha o monte Pascoal.
    Em 26 de abril de 1500, domingo de Páscoa, frei Henrique de Coimbra celebra a primeira missa diante da primeira cruz da História da Terra de Santa Cruz.
    Só em 1503 o Brasil aparece na História, por força da abundância do pau-brasil.
    Como os fatos demonstram o Brasil nasceu aos pés do símbolo maior da civilização.
    Isto é História.

  95. ilmarnasc

    -

    08/03/2012 às 17:55

    Rei sou contra a retirada do crucifixo das repartições públicas.A religião católica chegou aqui primeiro.É por isso que se tem que respeitar.O que essa gente ganha com isso? Será uma vingança contra a igreja? Se esse grupo não tem fé,respeite quem tem…

  96. Sidney

    -

    08/03/2012 às 17:53

    Como advogado, acho seu posicionamento brilhante. A questão do crucifixo vai além de ser cristão, judeu ou muçulmano. Infelizmente vivemos um tempo em que as pessoas estão tentando viver uma liberdade purista e totalmente despeovida do mínimo bom senso e lógica. Devemos viver o presente sem esquecer nossos valores e tudo que nos trouxe até aqui. Mesmo não praticando o catolicismo, não vejo como um crucifixo numa repartição muda alguma coisa para quem não é cristão. Parabéns pelo seu posicionamento!

  97. Rodolfo

    -

    08/03/2012 às 17:52

    Tudo isso é capitaneado pelo GOVERNO FEDERAL e pela PresidentA Dilma Rousseff em pessoa!
    Enquanto estamos discutindo liberdade religiosa, sexualidade, aborto, Comissão da MENTIRA e temas parecidos, o Governo Federal segue firme e forte ASSALTANDO os COFRES PÚBLICOS!

  98. Tarso

    -

    08/03/2012 às 17:50

    Correndo o risco de generalizar excessivamente: as eleições se decidem e giram em torno de aspectos exclusivamente econômicos.
    Assim, um partido que consiga capitalizar e marquetizar alguma bonança econômica vence a eleição e carrega no bojo uma série de cavalinhos e cavalões de Troia que serão abertos posteriormente para “surpresa” de muitos.
    Quem se elegeu prometendo banir crucifixos de prédios públicos?
    Mas isso foi elaborado, encaminhado e aprovado pelos eleitos, insuflados e pressionados pelos grupelhos bem encaixados na esfera estatal e paraestatal, e depois não há como reclamar, nem fazer pesquisas que apontem que 80 ou 90% da população estão em desacordo com o que foi aprovado.
    Democracia não significa apenas eleições diretas.
    Este fosso entre o voto do eleitor e a respectiva representação em todos os sentidos é de difícil solução (como tudo no Brasil) e, enquanto o Brasil pagar juros encantadores para os rentistas e a China comprar milhões de toneladas de matéria-prima, continuaremos a ser culturalmente flagelados por ‘militantes’ incrustados nos partidões.

  99. PARTIDO - PÊQUEPÊ

    -

    08/03/2012 às 17:50

    .
    CARISSIMO REINALDO,
    .
    CHÊGA O RÊIO !
    .
    ABRAÇO
    .

  100. Raissa Pedra

    -

    08/03/2012 às 17:46

    FERNANDO V-17:05
    Ainda bem que não estou sozinha vendo mais longe o objetivo dessas retiradas dos cruxifícios.Penso como você
    e se o povo em geral não se precaver, qualquer dias desses
    seremos obrigados a torcer para o time do maioral.Ainda bem que já torço para o “curintia”.Qual será o time do coração do EX no Rio?

  101. AdRiaNa

    -

    08/03/2012 às 17:40

    Sou atéia, porém nunca tive e nunca terei raiva, birra, nojo ou qualquer outro sentimento ruim pelos que creem e por seus simbolos.
    Essa ojeriza que alguns demonstram pelas religiões, crenças e seus simbolos só me diz uma coisa: Falta de inteligencia. Realmente não merecem sua consideração Reinaldo.

  102. Luiz Almeida

    -

    08/03/2012 às 17:30

    Reinaldo,Certamente não perderemos mais tempo com manifestantes que apóiam o autoritarismo que o PT tenta implantar desde que chegou ao poder. Falta equilíbrio,ética e respeito aos valores democráticos, a essa gente. Desde sempre os crucifixos convivem em harmonia em lares, repartições públicas ou privadas e ,são sim um traço forte de nossa cultura. Que não goste que não use. Este comportamento raivoso é a marca do PT e sua gente que não consegue conviver nem reconhecer a virtude em seu semelhante. Afinal, o Brasil foi descoberto quando Lula chegou ao governo,eles têm certeza!Estão sempre tentando submeter a maioria do povo brasileiro, seja através de conselhos,disso ou daquilo, desmiolados, seja pela corrupção que aluga a base de apoio. O PMDB começou a sentir na própria carne os efeitos do veneno das cobras que ajudam a se criar.

  103. Memyself

    -

    08/03/2012 às 17:30

    Com você, Reinaldo. Sempre pela civilizaçào e pela evolução.

  104. Alcides

    -

    08/03/2012 às 17:29

    Gozado… usam a democracia igualzinho como faz os esquerdopatas, para golpeá-la. Uma minoria que quer impor à maioria suas ideias furadas e desconexas. Somos uma Nação civilizada e democrática que respeita a Ordem e o Progresso, mas não admitimos ser pisoteados por essa súcia de cretinos que não sabem que o Brasil nasceu sob o signo de uma cruz: Terra de Santa Cruz.

  105. Frank

    -

    08/03/2012 às 17:28

    Certamente meu nobre Azevedo, o senhor não deve se preocupar como o fato de haver pessoas desnorteadas em função do ativismo extremista. Acompanho seu blog há pouco tempo, não tenho dúvidas de que é um dos melhores que tive a oportunidade de conhecer. Aqui sim, as coisas são mostradas com fundamentos sólidos, coisa que não acontece em outros sites, locais esses não preocupados com a verdade e sim com a política ideológica de seus donos. Lá, até opiniões acertadamente contrárias é motivo para censura por parte dos moderadores ideológicos. Um exemplo disso: yahoo, terra, uol, bol etc. Parece até que são frutos da mesma árvore. A minha maior preocupação é a tal uniformidade das notícias veiculadas pela imprensa brasileira onde o copiar é sempre moda, não há se quer uma voz investigativa para tentar confrontar as idéias impostas pela grande mídia. Gosto de seu blog pela sua sinceridade e pela sua iniciativa de sempre buscar a verdade, coisa que a grande mídia não faz. O fato aqui veementemente observado, retirada de crucifixo, é no meu entender uma afronta não apenas a religião dessas pessoas mas também a toda história brasileira, assim como o caso dos budas destruídos pelo talibã. Já se passaram mais de 2000 anos e ela continua ativa, a intolerância continua destruindo culturas inteiras, queimando bibliotecas, censurando dicionários, suprimindo religiões, destruindo castelos, matando pessoas e prendendo opositores pela simples opinião contrária etc. Obrigado Azevedo pela sua implacável luta em busca da verdade..

  106. jarbas barbosa pacheco

    -

    08/03/2012 às 17:27

    Caro Reinaldo,você é uma leitura necessária,sempre.
    Por favor não corrija meus erros de português em público.POr aqui ,(na Bahia)a baderna corre solta.Só estamos esperando o decreto que vai determinar que todos esemos cabelos rastafari.Tambem,logo não poderemos mais falar corretamente sem ser-mos acusados de algum tipo de preconceito.Você sempre tras uma luz para o debate.Nesses tempos de trevas ,ter alguem para destrinchar as questões tão bem como você faz,é um presente.
    nunca se canse!!!

  107. lilian

    -

    08/03/2012 às 17:26

    (republicado pq foi apagado acidentalmente)

    Drakko
    Enviado em 08/03/2012 às 4:51:43pm
    Reinaldo, há imbecilidades a dar com pau nos comentários desse texto:
    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/a-unica-perseguicao-religiosa-que-ha-no-brasil-e-aos-crucifixos-ou-o-argumento-tolo-de-que-ou-todas-as-religioes-sao-representadas-ou-nenhuma-e-digo-por-que-e-tolo/#comment-2031164

  108. Gabriel

    -

    08/03/2012 às 17:26

    Apenas uma correção gramatical ao meu comentário das 17:16:
    .
    “saem-nos pichando e ‘grafitando’”. Acho que é isso…

  109. Juliano

    -

    08/03/2012 às 17:24

    Tenho que admitir e reiterar que você está certo. Um país é feito de sua cultura, e religião é cultura também. Um país sem cultura é um país sem história. E olha que a nossa história já é malhada, principalmente pela esquerda, pra mais da conta! Para muitos, o Brasil começou com Lula! E só teve um período auríco no passado que foi o governo Jango!

  110. Fabio

    -

    08/03/2012 às 17:23

    Quero ver quando comecarem a falar do Redentor no Corcovado…

  111. IZIDRO SIMÕES

    -

    08/03/2012 às 17:23

    Brasileiras e brasileiros, este é meu ponto de vista:

    O Estado deveria mesmo ser laico desde o advento da República, nos símbolos e até em certas datas. Porque um não católico tem de aceitar e, por assim dizer “comemorar” um feriado da valor exclusivamente católico?

    Entretanto, como nada disso foi feito e faz parte da aceitação da maioria brasileira e, como também no caso da cruz simbólica do cristianismo, representa a crença de expressiva parcela do nosso povo, QUE FIQUE O SÍMBOLO, especialmente, nos tribunais, na esperança de que sob a sua égide, nosso magistrados cintam-se ao menos compelidos a honestidade de princípios e justeza das sentenças.

    A mim não prejudica, como NÃO PREJUDICA A NINGUÉM e, mais ainda, NÃO PREJUDICA nem aos ateus e aos comunistas de diversos matizes vermelhos.

    Entretanto, o que os comunistas desejam combater, é a mensgem subliminar que essa cruz traz, qual seja a de que EXISTE UM DEUS QUE TUDO SABE E TUDO VÊ.

    Como os comunistas pretendem criar um futuro ESTADO ATEU (e não laico, como falsamente afirmam), será preciso ELIMINAR toda a qualquer fímbria de qualquer tipo de religiosidade ou crença no SUPREMO SENHOR DA VIDA, retirando o apoio EMOCIONAL E MORAL das pessoas.

    Pode-se até dizer que isso não é mais do que uma muleta psicológica. Pois que seja! Quem é capaz de viver sem ela? Qual a muleta dos comunistas? É de que um dia conseguirão DOMINAR O MUNDO, impondo a todos, a sua idelogia salvacionista.

    Hitler fez algo assim na Alemanha. Visitava colégios de crianças e entre outras coiass, perguntava: quem dá as coisas de que vocês precisam? Quem dá pão para vocês?

    E para que a mensagem subliminar ficasse gravada, mandava distribuir pão e doces às crianças, dizendo: Deus não dá NADA. Hitler é que dá pão para vocês!

    ESSE É O FUNDO LODOSO EM QUE SE DEPOSITA A “VERDADE” COMUNISTA.

  112. Tarso

    -

    08/03/2012 às 17:23

    Este é o ato final de uma ação premeditada.
    Já no corpo do tal PNDH estava com todas as letras “Desenvolver mecanismos para impedir a ostentação de símbolos religiosos em estabelecimentos públicos da União.” Isso levava o nome de “objetivo estratégico”.
    Estratégia bem-sucedida, objetivo alcançado, em nome de meia dúzia de militantes espertos e bem articulados, e às custas da identidade cultural e do patrimônio histórico do país.
    Servirá ao menos para alertar quanto às próximas “estratégias” dos grupelhos?
    Como barrar e se contrapor às ações dos grupelhos que trabalham no vácuo político e cultural do país para impor suas idiossincrasias, obsessões e ideologias?
    Alguém sabe?

  113. anônima

    -

    08/03/2012 às 17:20

    Estas idéias ridículas começam sempre na Europa, principalmente na França.
    Todas as vezes que a Europa voltou as costas para sua herança cristã, perseguindo cristãos, caiu na armadilha de regimes autoritários. É assim desde Robespierre.
    Gozado é que na hora do sufoco, não se importam nem um pouco de implorar pela ajuda dos contribuintes e do exército americanos, formados de forma majoritária pelos “fundamentalistas” cristãos que eles tanto detestam…

  114. baruch

    -

    08/03/2012 às 17:20

    As trevas se abateram sobre o Brasil desde que iniciou o governo da quadrilha cuto-lulo-petista.A imprensa,os aparaticks infiltrados nos jornais e nas tais organizações da sociedade civil aderiram a escuridão.Um bando de gente que nunca suou a camisa com trabalho para valer,lhes falta um minimo de leitura e cultura. AO fundamentalismo dos incultos e dos leitores de capas de livros, se junta advogados de porta de cadeia,procuradores em busca de aparecer por alguns instantes na imprensa.O pior que a classe dirigente aceita estra palhaçada sem mover uma palha.graças termos este blog . precisamos reagir e ir a justiça contara este absurdo. a CNBB hoje orientada pelos freis betos e da vida está muda e calada.Gilberto carvalho, o Rasputin do planalto comanda os bispos de passeata que hoje estão à frente da CNBB!!!!!

  115. Marcelo Pinheiro

    -

    08/03/2012 às 17:19

    Boa tarde Reinaldo

    Não tentem mudar minha origem. Meu óvulo original não habitava a cloaca da mãe do pac e muito menos foi fecundado pelo esperma do pai do Brasil .
    Não ousem imaginar que permitirei que com suas atitudes abjetas farão minha
    consciência esquecer de onde vim.Sei por onde ando e para onde ostento chegar
    por que tenho memória.
    Não acreditem que entre machos e fêmeas, homens e mulheres exista alguma
    semelhança e alguma possibilidade de convivência.Machos e fêmeas só podem ser viáveis no mundo dos civilizados em dois ambientes: na floresta ou na savana ou
    para nossa apreciação e estudos comportamentais dentro de uma jaula.
    Não, prepotentes, vocês não chegarão perto dos meus direitos individuais que,
    sei, dentre muitos o que diz respeito a legitima defesa.

    PS: hoje é só para lembrar da importância que as mulheres devem e podem ter
    em minha vida.Então, para as dignas e inteligentes mulheres que freqüentam
    esta clean room minha lembrança e minha prática em respeitá-las,sempre!

    marcelo

  116. Drakko

    -

    08/03/2012 às 17:14

    Leonardo Ferreira às 16:29

    Vieram como as pragas do Egito… rsrsrs!

  117. CW

    -

    08/03/2012 às 17:14

    Porrete no lombo dessa corja Reinaldo!

  118. Ricardo

    -

    08/03/2012 às 17:12

    Até agora não ouvi um piu saindo da boca dos reis que habitam Brasília.Será que ninguém pergunta nada a esse respeito pra “madama”.Quero ouvir a opinião daquela que um dia disse que Nossa Senhora Aparecida é uma deusa.Antes que as preciosas palavras sejam expulsas pela goela da bichinha vou tomar um anti-ácido.

  119. Deodato A Cavalcante

    -

    08/03/2012 às 17:09

    Infelizmente, continuo discordando. Como você bem frisou, a democracia é o regime da maioria, e é só por isso que respeito essa que hoje está no poder, mas sim, sou favorável a retirada de quaisquer símbolos religiosos de quaisquer prédios publicos no Brasil. Nao vou me despedir aqui porque continuarei lendo o seu blog, pois concordo com a maior parte de suas idéias. No tocante a questão de maioria, minoria, acho que em algumas questões, essa por exemplo, toda a sociedade deve ser respeitada, e eu abomino a presença de quaisquer símbolos religiosos em prédios públicos. Quanto ao Cristo redentor, e outras obras de arte, para mim são apenas isso.

  120. Parcialmente triste

    -

    08/03/2012 às 17:08

    Reinaldo, o seu brilhantismo ofusca essa obtusidade comunista que hoje manda em nosso país. Estamos vivendo uma inquisição inversa, mas isso eles não admitem. Parece que eles vieram com a clara intenção de destruir os cristãos. Mas não conseguirão!

  121. Sergio Dias

    -

    08/03/2012 às 17:05

    é, mas na hora de curtir o feriadão “santo”, um carnaval, etc, não aparece um ateu, agnóstico, católico, protestante, tradicional, evangélico, budista, judeu ou islâmico para reclamar.

  122. Fernando V

    -

    08/03/2012 às 17:05

    Aos incautos que leem sem suficiente atenção, sugiro uma ótima leitura: O HOMEM E SEUS SÍMBOLOS, de Carl Gustav Jung, nele podemos compreender que só nos realizamos através do conhecimento e aceitação do nosso inconsciente e este conhecimento adquirimos por intermédio dos nossos sonhos e seus símbolos.

    Os símbolos são fundamentais para que o cérebro elabore, assimile e até nos proteja no afã de nossa labuta, evitando que caíamos ante algo que não nos é conveniente ou aceitável.

    Não é o catolicismo que estão querendo expurgar, mas a todas as religiões, culturas, princípios morais e sobremaneira o estado de direito. Querem apagar a existência de algo que possa estar acima de todas as mentes e suas consciências.

    Entendo que o banimento iniciado pelo crucifixo é só o começo de um pré elaborado método para tirar nossas referências; com outras palavras é uma lavagem cerebral que logo será preenchida (pelo menos querem) com outros valores, símbolos e crenças.

    Por favor senhores homens públicos, atenham-se a suas tarefas primordiais e parem com essa mania de nos querer levar pelo braço, sabemos nosso rumo, rotina e necessidades bem melhor que vocês.

    O cidadão brasileiro não vive numa redoma protegida como seus governantes; nossa realidade não é feita de bajulações, urdimentos e demagogia.

  123. simplesmente maria

    -

    08/03/2012 às 17:04

    Não me manifestara antes sobre o tema, porque todos os argumentos que eu tinha (e mantenho) em favor do crucifixo você os apresentou com a clareza lógica de sempre. E estou convencida de que sua posição tem o apoio da vasta maioria dos brasileiros, sejam cristãos ou não. Surpreende-me, pois, a notícia de que alguns seus leitores habituais manifestaram ponto de vista favorável à visão ‘progressista’ de um laicismo francamente imbecil, porque em contrariedade não só ao espírito religioso que inspira a franca maioria dos brasileiros, mas principalmente em contrariedade à cultura, à história. Venho, pois, apenas somar minha voz em apoio a suas palavras.

  124. os396

    -

    08/03/2012 às 17:00

    Seria muito bom que as autoridades religiosas, de ponta a ponta, falem e condenem esses absurdos com veemência. Não percebem eles que é contra a Igreja católica e os valores do cristianismo o ataque, e não contra o crucifixo em si???

  125. Raquel

    -

    08/03/2012 às 16:59

    Ricardo, estou com vc! Acredito que seja por causa das OnGs etc e tal. Parece-me que a própria CNBB recebe subsídio federal. Se for assim mesmo, é absolutamente lamentável, e nem é uma instituição que precise disso.

    A igreja já foi afrontada diretamente pelos próprios gays na parada e, se houve manifestação, foi mínima. É lamentável. Seria melhor adotar o dízimo…

  126. André Andrade

    -

    08/03/2012 às 16:59

    Tio Rei, considero excelente sua posição. A paciência com certo tipo de opinião já foi longe demais. John Kennedy, quando foi ser empossado, jurou sob uma Bíblia protestante, embora fosse católico, porque aquela era (e ainda é) a denominação da maior parte da população. Honestamente, eu admiro muito sua paciência e sua infinita capacidade sacal. Não tenho isso…

  127. Paulo Fernandes

    -

    08/03/2012 às 16:59

    Quando elementos minoritários de uma sociedade, mas ativos e com poder político, começam a atacar e perseguir símbolos que formaram a base de toda uma filosofia e dos valores morais e éticos da cultura ocidental judaico-cristã de quase 15 séculos, é o começo do fim de todas as garantias individuais dos seus cidadãos, dos seus valores e da democracia. Isto não pode, de nenhum modo, ser permitido.
    Não tenho religião, mas entendo que esses valores e símbolos já se tornaram supra-religiosos neste país.

  128. Carlos Menezes (Fortaleza)

    -

    08/03/2012 às 16:57

    ” IN GOD WE TRUST ”
    Sera que alguem ja tentou retirar esse simbolo americano de circulacao ? Os simbolos de uma nacao sao seus valores, sem valores uma nacao nao sobrevive. No mundo antigo os conquistadores queimavam os escritos dos povos derrotados… mas isso era no passado. A CRUZ de madeira esta em todos os livros de historia do Brasil, acima de qualquer ideologia. Aos brasileiros meu profundo pesar.
    PS: NAO SOU CATOLICO

  129. Garganta

    -

    08/03/2012 às 16:56

    Caro Reinaldo, o Mario confirma a tese que eu falei às 16:23 de hoje:

    “mario wallace
    - 08/03/2012 às 16:03

    Não existiu nenhuma perseguição religiosa no ato da retirada das cruzes, apenas um ato isonômico de justiça, porque de ninguém e de todos são os prédios públicos. Apenas uma questão de igualdade e de equilíbrio. Um realinhamento, porque se não podemos tocar no que está estabelecido inercialmente, até ao arrepio da lei, não avançaríamos rumo ao desenvolvimento.(…)”

    Garganta.

  130. Sergio S. Oliveira

    -

    08/03/2012 às 16:54

    Bravo, Reinaldo. O que esta minoria pretende é impor a todo custo um padrão de comportamento e pensamento. São tiranos. Bravíssimo. Assino embaixo.

  131. ELF

    -

    08/03/2012 às 16:54

    Então, que proponham o fim dos feriados cristãos comemorados oficialmente no Brasil: Sexta-feira Santa, Páscoa, Corpus Christi, N.S. Aparecida e Natal, sem falar no feriado municipal baseado no(a) Santo(a) padroeiro(a) da cidade. Que mandem retirar as obras de Mestre Aleijadinho, que mudem os nomes das cidades que tenham conotações religiosas ou nomes de santos(as)…
    Sou cristão, mas tenho amigos de várias religiões, agnósticos e até ateus e respeito todos, assim como eles respeitam minha opinião. Não concordo com várias das atitudes que fizeram e que fazem em nome das religiões (Guerras, torturas, julgamentos, execuções…) mas isso não me dá o direito de exigir que retirem seus símbolos religiosos, por exemplo, de suas casas quando eu vou visitá-los! Essas atitudes acabam gerando, cada vez mais, a intolerância do que a igualdade entre os serem humanos. Logo, entraremos em uma nova cruzada, um novo jihad…Por fim, laicismo é um conceito que denota a ausência de envolvimento religioso em assuntos governamentais, bem como ausência de envolvimento do governo nos assuntos religiosos e, até onde eu sei, quando se entra em alguma repartição pública que tenha um símbolo religioso (No caso, o crucifixo) eles não obrigam a pessoa a se tornar um adepto do cristianismo para ter o que se foi buscar, né!?!?.
    Esse Pais está ficando, no mínimo, muito estranho (Para não dizer outra coisa).

  132. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 16:54

    Hummmm… Vejam só que primor de coerência é o comportamento das lésbicas brasileiras, ou parte delas pelo menos: num site de uma ong de exaltação do lesbianismo, há uma campanha pela liberação do aborto no Brasil, qualquer que seja o motivo alegado pela grávida.
    O lema das ongueiras é “Nenhuma morte mais!”.
    Sim!!! Elas dizem que MATAR FETOS é defender a vida!!!
    E têm a cara de pau de se achar mais humanistas que Torquemada?

  133. Rafael Monteiro

    -

    08/03/2012 às 16:52

    Se julgam inteligentes mas não enxergam além do seus narizes. Essa frase se encaixa perfeitamente para aqueles que defedem a retirada do crucifixo, já dizia o velho ditado, idiotas úteis.

  134. ELOUQUISA

    -

    08/03/2012 às 16:51

    Relincha Brasil!Acordem cristãos!Onde está a indignação das Igrejas?Onde estão os padres e a CNBB?

  135. capitão

    -

    08/03/2012 às 16:50

    AO RICARDO! (16h16)

    Quanto à CNBB não me admiro do silêncio! Teólogos da Libertação.
    Mas os setores mais ortodoxos ou conservadores deveriam, sim, manifestar-se.
    Dê uma lida num texto do Júlio Severo no site Mídia sem Máscara sobre a BBC.
    Diretor da BBC diz que a emissora faz piadas com jesus Cristo mas não ousaria fazer o mesmo com Maomé.
    Disse que os cristão não reagem às piadas e ofensas, enquanto os islâmicos são duríssimos na reação.
    Isso diz alguma coisa?

  136. Claudius

    -

    08/03/2012 às 16:50

    A Arte Devocional, mesmo nas confissões imanentes, datam de 45 mil anos, a parte conhecida [ Sula da África, pinturas feitas pelos bosquímanos Manes, atualmente dispersos nas Palnícies Centrais]. A Arte não é realidade más dialoga com a relidade da vida das pessoas.
    Na Vigília da Quaresma aqui no alto são Francisco, a Igreja Matriz tem uma Nave que comporta cerca de 2 mil pessoas. A vigilia é feita em silêncio catacumênico, sepulcral. Pois então: inúmeras Senhoras e Senhores nonagenários foram à vigília amparados pelos parentes. Não se abstiveram mesmo aconselhados. Foi uma réplica da pintura O Grito. Geralmente na vigília de meia-noite às seis eu cochilo de babar na roupa. Desta vez a Igreja estava tão cheia que nem dei uma beliscada, um remezinho de minuto sequer.

  137. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 16:48

    Mario Wallace, as minorias são… minorias. Não deveriam impor suas idiossincrasias e, muito menos, seus caprichos à maioria. Capricho, sim!

  138. Pedro

    -

    08/03/2012 às 16:44

    Prezado Reinaldo: Admiro o blog por mostrar o lado que o governo petista não mostra. Mas notei que vários leitores anti-marxistas têm argumentos sobre a presença (ou não) de crucifixos em tribunais, sendo todos respeitosos e interessantes para a discussão. Não devemos agir como os esquerdistas que eliminam os próprios companheiros quando há alguma divergência.

  139. -

    08/03/2012 às 16:44

    Eu sou ateu, e não um militante ateu, e, sendo assim, um crucifixo em uma repartição ou uma estátua de Yemanjá, ou o Cristo Redentor, não me incomodam nada. Nada. E o caso aqui no Brasil, nem é de laicismo x religiosidade. Não, o problema aqui é que O PARTIDO não aceita concorrência. O PARTIDO pretende ser uma filosofia,um partido, uma religião, uma cultura, etc…posso apostar que todos estes grupelhos de maletas militates, e seus amigos doutores, são direta ou indiretamente ligados ao PT ou a outros partidecos de esquerda.

  140. Sofia Maria

    -

    08/03/2012 às 16:44

    Tio rei,eu concordo com seus argumentos,todos muito lúcidos,sou agnóstica, não ignorante.Esta perseguição é coisa de gentinha mediocre e esquerdopata.A cada dia que passa,nos transformamos nesta coisa esquisita,neste frankstein : uma democracia onde a minoria autoritária é quem manda .

  141. Lord

    -

    08/03/2012 às 16:42

    MAIS UM ATAQUE SEM SENTIDO!!

    Ataque ao Evangelho nas Capelanias Evangélicas do CRT-AIDS e do Instituto de Infectologia Emílio Ribas
    A ACEH – Associação de Capelania Evangélica Hospitalar, na pessoa da Capelã Evangélica Eleny Vassão de Paula Aitken, através das Capelanias Evangélicas do Centro de Referência (CRT-AIDS) e Treinamento em DST-AIDS e do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, em São Paulo, estão sendo atacadas com acusações difamatórias por militantes do movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Travestis).
    O ataque é feito através dos artigos e comentários na Internet: “A HOMOFOBIA (INSTITUCIONAL) NOSSA DE CADA DIA”, de autoria do Sr. Claudio Celso Monteiro Jr. e de outro, de autoria do Sr. Ricardo Aguieiras, intitulado “FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO INVADE HOSPITAIS BRASILEIROS”. O último atinge também a Igreja Presbiteriana do Brasil e é feito a partir de um trecho do livro “A Missão da Igreja Frente a AIDS”, de autoria de Eleny, publicado há quase 20 anos pela Editora Cultura Cristã. As denúncias contemplam também acusações de “homofobia”, atendimento espiritual de maneira invasiva e sérias falhas em questões de biossegurança.
    O texto é ratificado através de acusações verbais levadas às Diretorias destes Hospitais pela Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria de Justiça e Defesa da Cidadania da cidade de São Paulo.
    Cabe à Igreja Evangélica e à Sociedade Brasileira se manifestar, tanto em defesa deste ministério nos hospitais com uma história de 30 anos de atuação em mais de 200 hospitais brasileiros e em 13 outros países, como também em defesa da liberdade de pensamento e expressão, da verdade e da apresentação do Evangelho em nosso país. Dentro de poucos dias toda a Igreja Brasileira experimentará esta perseguição e violação aos Direitos de liberdade de pensamento, crença e expressão, se não reagir com agilidade e firmeza à agressão e ousadia destes grupos. “Para o triunfo do mal só é preciso que os homens de bem não façam nada”
    (Edmund Burke).
    O Artigo 5º da Constituição, em seu caput, afirma que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e a propriedade. A mesma Constituição afirma que é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato. A Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948, expressa em seu Artigo 18 que todo homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião. O Artigo 19 diz que toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar receber e transmitir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.
    Veja, no link abaixo, com que ousadia eles se organizam e lutam por aquilo que chamam de “seus direitos”, enquanto limitam o direito dos outros.
    http://www.justica.sp.gov.br/downloads/Relat%C3%B3rio%20de%20Execu%C3%A7%C3%A3o%20do%20Plano%20Estadual%20LGBT.pdf

  142. Borduna

    -

    08/03/2012 às 16:41

    Caro Reinaldo

    Lembrei-me da nossa Constituição Federal em seu Preâmbulo:
    PREÂMBULO

    Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembléia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, SOB A PROTEÇÃO DE DEUS, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.

    É no mínimo curioso que agora, alguns ignorantes, queiram em nome de não sei o que, apagar nossa história e cultura.
    Só tenho a lamentar.

  143. SidneyCWB

    -

    08/03/2012 às 16:40

    leo – 08/03/2012 às 15:47
    Perfeito. Em poucas palavras você disse tudo.
    ===========================================================
    Reinaldo, estamos com você. Fé e coragem!!!!

  144. Adi

    -

    08/03/2012 às 16:40

    Caro Tio Rei

    Para mim esse povinho devia para de vir aqui e procurar outros sites mesmo, e olha que tem aos montes, alguns até financiados por nós cidadãos comuns, oh desgraça !

  145. Ana Claudia

    -

    08/03/2012 às 16:40

    Obrigado Reinaldo, estava um tanto assustada com o que andei lendo em alguns comentários, obrigado por estar atento.

  146. Nilza

    -

    08/03/2012 às 16:38

    É isso aí, Reinaldo. Vc não precisa condescender com essa gente. Que vão embora… E tarde.

  147. nina@hotmailcom

    -

    08/03/2012 às 16:38

    Faz tempo q venho dizendo q o Brasil ta se tornando um país de FUNDAMENTALISTAS ATEUS!!!!

  148. Netto

    -

    08/03/2012 às 16:37

    Mas se são diabos, então, eles querem fugir da cruz.

  149. prado

    -

    08/03/2012 às 16:36

    Tio Rei, você realmente não fica em cima do muro! Você tem opiniões e quem acessa seu blog jamais é enganado. Obrigado por contribuir para tornar o nosso país um pouco menos estúpido. Ah, os crucifixos representam mais do que um valor religioso – eles representam a esperança de redenção, eles são símbolos perante os quais os homens tornam-se mais contritos, o comportamento torna-se mais decoroso – eles inspiram respeito. Retirá-los dos tribunais nos torna a todos menores.

  150. Mário

    -

    08/03/2012 às 16:36

    http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2012/03/carro-do-governo-federal-e-flagrado-em-vaga-para-deficiente-fisico-no-df.html
    A ministra pró-aborto é politicamente correta até precisar parar o carro. Daí se faz de desentendida e bota a culpa no motorista (como se ela fosse obliterada de mandar parar em outro lugar). Noto que a assessora (que certamente prega a igualdade aos 4 ventos) imediatamente jogou a lama no motorista outrossim. Gente magnânima! Ressalto que o motorista também me pareceu abjeto pela postura (seu salário deve ser o triplo do de um médico do Estado com doutorado em Yale). Sic transit

  151. Sérgio Ramos

    -

    08/03/2012 às 16:36

    Pergunte para os que apóiam a retirada dos crucifixos se eles vão passar a recusar dinheiro, pois nas nossas notas está escrito: “DEUS SEJA LOUVADO”. Parabéns pelo excelente trabalho.

  152. Lopes

    -

    08/03/2012 às 16:34

    Parabéns Marechal Reinaldo.

    Eu continuarei por aqui!

    Soldado Lopes.

  153. Lord

    -

    08/03/2012 às 16:34

    Os pupilos de Fidel estão fazendo a lição de casa direitinho. Desmoralizando os valores básicos do povo brasileiro, confundindo e reprimindo o pensamento, passando um trator ao privilegiar minorias com teses absurdas em detrimento da opinião da maioria. A ditadura está retornando em outros moldes. O futuro do país está ameaçado pela cultura do pão e circo, enquanto sutilmente se instala o fim da ética e da moralidade como maneira de acabar com as desigualdades.

  154. André Luis

    -

    08/03/2012 às 16:33

    Pesquisa sobre o caso.
    No Blog do Políbio Braga há uma pesquisa de opinião sobre o crucifíxo.
    O resultado da 71% contra a retirada dos mesmos e
    29% que são favoráveis.

  155. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 16:33

    OFF TOPIC

    O Sarney mandou comprar tablets pros senadores. Segundo a Múmia Maranhense, fez isso pra modernizar o Senado.

    E há quem diga que o velhote não tem senso de humor.

  156. Luiz

    -

    08/03/2012 às 16:33

    Esta idéia de retirar os crucifixos dos tribunais, das escolas e de outros lugares públicos é de uma imbecilidade e de um autoritarismo atrozes. Os crucifixos estão lá em decorrência da nossa história e da nossa cultura. História que não pode ser modificada para atender interesses de grupos de pressão sejam eles representantes de quem quer que seja, de lésbicas ou de advogados.
    Mesmo que não fosse questão histórica e cultural, o crucifixo representa o Cristianismo. Não há no Cristianismo nenhum princípio que afronte à lei, à justiça e à democracia. O Cristianismo não só incorpora como serve de sustentação ao que há de melhor na nossa civilização.
    Reinaldo você está certo. A lógica e a fundamentação histórica da sua argumentação são impecáveis. O resto é intolerância, incapacidade de conviver com a discordância, inveja e algumas pitadas de ódio.

  157. Lauro

    -

    08/03/2012 às 16:32

    Excelente! Li seus artigos recentes, e confesso, fiquei surpreendido. É verdade que o Sr. perdeu alguns leitores (desonestos ou iludidos), mas em compensação ganhou outros; prova disso sou eu, que venho por meio deste comentário lhe agradecer. Obrigado, Reinaldo, pela coragem em defender a Igreja em tempos em que todos a atacam. “Virão os anjos e separarão os maus dentre os justos” (Mateus 13,49)

  158. pedro campos

    -

    08/03/2012 às 16:30

    Esse pessoal podia ir até São Januário (tem que mudar o nome do estádio para Eurico Miranda), em dia de jogo, e arrancar a cruz de malta do distintivo e da bandeira do clube…Também podia ir ao estádio do Arruda e convencer a torcida do Santa Cruz a mudar o nome do clube.

  159. emeesse

    -

    08/03/2012 às 16:29

    Reinaldo,
    o que está acontecendo agora é o cumprimento de uma profecia de Jesus relatada no Evangelho de São Mateus, cap. 10, versos 32 a 34:
    ” Quem, pois, Me ( Jesus ) confessar diante dos homens, Eu também o confessarei diante do Meu Pai que está nos Céus. Mas aquele que Me negar diante dos homens, Eu também o negarei diante do Meu Pai que está nos Céus. NÃO PENSEM QUE VIM TRAZER PAZ À TERRA; NÃO VIM TRAZER PAZ, MAS ESPADA.”
    Essa revolta de muitas pessoas contra a cruz de Cristo é a evidência do cumprimento dessa profecia, sem dúvida. Jesus, para essas pessoas, NÃO TRAZ PAZ, a cruz as incomoda e ficam elaborando argumentos irrelevantes, em vez de serem claros quanto aos motivos; tenham coragem ao menos uma vez na vida. Covardes.

  160. Geraldo Camelo

    -

    08/03/2012 às 16:29

    Aí tio Rei, como excepcional polemista que vc é, tem que tomar certos cuidados para não se deixar abalar demais com os alienados de sempre, ainda que disfarçados de lúcidos…

    Vc “brabo” é curioso (engraçado até), mas prefiro-o irônico!

    Abração.

  161. Leonardo Ferreira

    -

    08/03/2012 às 16:29

    O Crucifixo não faz parte do mural, simplesmente foi colocado onde não deveria estar. Ninguem esta defendendo a destruição do objeto, mas simplesmente a sua retirada. E falar de censura e Taleban… Ridículo.

  162. Alexandre N.

    -

    08/03/2012 às 16:28

    E muitos que nem opinião formam, sustentam seus pontos de vista com base naquilo que a professora de história, filosofia ou sociologia disse lá no ensino médio. Pois se a professora disse deve ser verdade.

  163. Silva

    -

    08/03/2012 às 16:27

    Análise antológica. Realista e corajosa. A sua coerência e lucidez são tão raras hoje em dia que fazem do seu Blog um local ideal para comentários valiosos dos que têm a mesma postura e no mínimo, espanto para os domesticados pelo ódio ideológico.

  164. Alexandre N.

    -

    08/03/2012 às 16:27

    Acredito que a defesa da retirada dos símbolos por parte de algumas pessoas esteja relacionada à onda do politicamente correto que invadiu a nossa nação. Ora, é mais fácil ter a opinião da maioria ou ainda optar pelo “bem comum” ou pela “igualdade” do que refletir e formar uma opinião própria sustentada em uma linha de raciocínio e fatos concretos.

  165. Daniel

    -

    08/03/2012 às 16:26

    Vai demorar 500 anos para curar a decadência ética e cultural que o governo dos petralhas inflige a sociedade brasileira.

  166. Paulo Henrique

    -

    08/03/2012 às 16:25

    A Comissão da “Verdade” já tem quem pratique o desrespeito à lei de anistia por eles.: o MPF. Leia a matéria do Estadão. Ps: quanto ao post. Tô contigo.

    Wilson Tosta /Rio – O Estado de S.Paulo – 8/03/2012
    O Ministério Público Federal anunciou ontem a criação do Grupo de Trabalho Justiça e Transição do Rio de Janeiro, que vai investigar violações de direitos humanos ocorridas durante a ditadura e processar criminalmente seus supostos autores.

    http://averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=6641&Itemid=1

  167. marli

    -

    08/03/2012 às 16:25

    Infelizmente nossa tolerância permitiu que chegassem a esse ponto. Deixamos que nos persigam em nome das vontades distorcidas de poucos. Somos um país fundado nos valores cristãos e esses valores evocam o respeito, a igualdade, a liberdade e o direito à vida para todos os homens, inclusive para os que ainda não nasceram e são apenas embriões ou fetos. Esses seres não entendem que não fosse esses valores, hoje não poderiam estar nos perseguindo, ou tentem fazer isso em um país muçulmano ou numa de suas adoradas ditaduras comunistas para ver onde e como iriam acabar. Caminhamos para tempos muito difíceis, sabemos como isso termina, esse filme ja passou não faz muito tempo.

  168. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 16:25

    A ONG Fãs dos Simpsons e da Família da Pesada, da qual sou mui digno presidente, luta, há vários anos, pela derrubada da foice, símbolo do comunismo, que afronta a democracia bem em frene ao Memorial JK, em Brasília.

    Será que, na onda esconde crucifixo, conseguiremos tirar da vista aquele símbolo do mal?

  169. Borduna

    -

    08/03/2012 às 16:24

    Caro Reinaldo

    A boçalização da nossa Juventude já vem de longe, o pior é que são emprenhados pelos ouvidos nas Faculdades e não se dão ao trabalho de procurar o contraditório, aceitam todas as porcarias que lhes falam como se fora a mais pura verdade.
    O que se pode esperar de “profissionais” formados ideologicamente, não são capazes de formar juízo isento sobre nada, estarão sempre, defendendo cegamente sua matilha.
    É uma geração perdida! Lamentável!

  170. Garganta

    -

    08/03/2012 às 16:23

    Caro Reinaldo,

    Eu acho que é um pessoal positivista demais e que não percebe que a liberdade religiosa não ofende o progresso que eles acreditam. Nem adianta argumentar, Reinaldo. O que você falar vai ser triturado pelos preconceitos dessa turma. Se você falar: “A manifestação cultural é importante e é totalitarismo suprimi-la”, eles vão entender: “Essa manifestação atrapalha a conquista de um estado laico, seus medievais”. Então, Reinaldo, você precisaria de meses para ensinar essa gente a pensar, o que não é possível.

    Com os melhores cumprimentos,

    Garganta.

  171. Augusto

    -

    08/03/2012 às 16:23

    Estou apenas comentando para dizer que o Reinaldo matou a charada com esta:

    “Pensam-se donos do próprio pensamento, mas são ou discípulos ou militantes passivos de Gramsci.”

    Melhor maneira de descrever aqueles que são contra o PT, mas estão a favor da decisão dos desembargadores gaúchos.

  172. sergio the original since 1ª Leitura

    -

    08/03/2012 às 16:23

    Sinceramente caro Reinaldo, não precisamos dessas cavalgaduras aqui, porque definitivamente não sabem o que está em jogo!
    Não tenho a habilidade com a palavra que vc tem, porém, a atitude desses bárbaros, remete à destruição da biblioteca de Alexandria.
    Não passarão!

  173. Antonio Villas

    -

    08/03/2012 às 16:22

    Pequenos erros a ser corregidos.
    § 2 Nascendo, ainda em estado embrionário?
    Contraditio?
    § 2 para a macha da estupidez
    Marcha
    § 12 democeracia
    Democracia

    § 13 cicilização
    Civilização

    MODERADOR AGRADECE: CORRIGIDO!

  174. Lucas

    -

    08/03/2012 às 16:21

    O ridículo vai longe. Há quem tenha escrito pra cá “afirmando que a estátua da Justiça — uma deusa pagã, grega (Têmis) e depois romana (Iustitia), já perdeu seu significado religioso etc e tal, sendo um traço da cultura. Ora, depois de dois mil anos, não terá acontecido TAMBÉM isso com o cristianismo? “Ah, não, com os cristianismo, não!” E jamais conseguirão dizer por quê.”

    Eu consigo dizer por quê! É porque o cristianismo ainda é uma religião seguida seriamente por aproximadamente 1/3 das pessoas no mundo, enquanto que a mitologia grega já foi desacreditada faz muito tempo.
    Essa foi fácil!

  175. Jorge Dondeo

    -

    08/03/2012 às 16:21

    Boa Tio Rei! Pau nesses tapados…

  176. Therese

    -

    08/03/2012 às 16:18

    Pode ser que me chamem de sua “puxa-saco” mas estou de acôrdo com tudo o que diz sobre esse assunto. Que tal então tirar o Cristo redentor não só do Rio mas de muitas outras cidades por aí. E tem mais, os feriados religiosos – Natal, Semana Santa- Páscoa e vários outros. Aí as lésbicas desamparadas, os juízes não terão mais folgas, só nos dias da Pátria.

  177. Adair G. Baccin

    -

    08/03/2012 às 16:18

    É preocupante: Aos poucos tudo vai se desintegrando na sociedade brasileira; família, escola, justiça e religião. Daqui a pouco (já está acontecendo) as idéias dominantes serão desta gente que defende o aborto os casamentos homem com homem e mulher com mulher, as idéias da liberação das drogas e por aí vai. Os valores aqueles que seguram a casa de pé estão se indo pras cucuias. Depois não reclamem do país que temos. Olha acho que daqui a pouco o Velhinho lá de cima não vai mais aguentar.

  178. Sérgio Carneiro

    -

    08/03/2012 às 16:17

    Os prédios do judiciário do Rio Grande do Sul não são do judiciário do Rio Grande do Sul, são prédios públicos.

    Eles não foram eleitos como representante do povo e como tais não podem decidir por ele.

    Houve exageros e espero que alguém faça algo para corrigir isso.

    Sou ateu agnóstico, mas não concordo com essa decisão.

    Não é um simbolo que irá afetar a minha fé ou a falta dela.

  179. ricardo

    -

    08/03/2012 às 16:16

    o que me espanta eh que todos protestam contra, MENOS A IGREJA!!!! ate agora não vi a manifestação de nenhum padre, nem bispo, nada disso! nenhum deles fala nada! eh impressionante o nível de covardia dessa gente! envergonham a Igreja, esses covardes! tomara que queimem no inferno pela sua falta de fibra e de combate! covardes!

  180. Cidadão

    -

    08/03/2012 às 16:16

    Prezado General Azevedo, boa tarde,
    Me considero um leitor antigo neste seu formidável e raro espaço de conscintização política brasileira.
    Mas gostaria de responder aos vagabundo de plantão, com toda “vênia” e “decôro” que o seu blog e pessoa merecem de minha parte.
    ==============
    Seus vigaristas ordinários! Eu não preciso de Reinaldo Azevedo para dizer o que acho. Vocês são uns impostores de última categoria, viu? Eu sei o que é o ensino depturpado e viciado lecionados nas universidades do Rio de Janeiro, especialmente as faculdades de comunicação, um dos maiores de desprezíveis antros e bueiros da esquerda em todo o país.
    ==================
    Por que vocês, miseráveis!, não levantam a santa voz para exigir que se retirem dos tribunais, os magistrados alinhandos com o crime organizado?
    Esta necessidade raiz do marxismo em destruir o cristianismo é algo patológico que jamais será compreendido por vocês porque carrega uma obscuridade que os impede de entender o quanto isso é sério e danoso para o mundo como um todo.
    ===================
    Os magistrados, os “doutores e guardiões” da lei, vem fazendo verdadeiras barbaridades legais, senão inconstitucionais, em nome de uma democracia que começa a mostrar sua verdadeira face: a tirania branca!
    ===================
    Não preciso de ninguém para saber que lei, prova e testemunha em meu país não significam mas nada, absolutamente nada por falta de vergonha na cara e decoro de juízo dos própios juízes.
    ===================
    Tirar um crucifixo de um tribunal é fácil! Quero ver tirá os marginais e bandidos que vestem toga de onde estão.
    ===================
    Vocês são vigaristas intelectuais e doutores impostores porque, isoladamente, sozinhos, não são de nada; vocês precisam de uma corriola, partido, sindicato e ideologias centenárias falidas e datadas.
    ===================
    Querem tirar o crucifixo? Tirem! Gostem ou não, o Brasil é uma pátria cristão – ainda que em temporário esquecimento. Desejam fazer isso? Façam! O retorno entantidrômico que se avizinha de nossa casa será justo e perfeito.
    Abraços,

  181. Luciano Pimentel

    -

    08/03/2012 às 16:15

    Prezado Reinaldo

    Bom, sou um agnóstico , no entanto, sou também um cristão cultural, pois estudei sete anos em colegio católico, e faço parte de uma familia cristã. Além do fato de considerar-me parte da civilização Ocidental, o que quer dizer, bebo na fonte do iluminismo e do cristianismo.

    A cruz para mim não fere meu agnosticismo. Respeito profundamente a figura histórica de Jesus e seus valores superiores, apesar de não crer em qualquer metafísica ou na sua divindade.

    A Cruz é símbolo do ocidente.

    Um abraço

    Luciano

  182. Jayme Guedes

    -

    08/03/2012 às 16:14

    Reinaldo, apenas um reparo. Cuidado para não conferir a essa minoria mais importância do que ela merece. É da natureza das minorias querer impor-se à maioria, não importa o motivo. Esse comportamento faz parte da necessidade de afirmação. Para a maioria, o melhor é tratá-los como o que são, minoria.

  183. Giuseppe Pocai Junior

    -

    08/03/2012 às 16:13

    Apoiado! Alias, uma mostra contundente do que é democracia, como sempre faz! Obrigado!

    PS: Desculpa, mas tem um errinho no seu texto: ?Assim se fez cicilização ?

  184. Rodrigo L.

    -

    08/03/2012 às 16:12

    Infelizmente, Reinaldo, não percebem que o argumento que agora está sendo usado apenas contra a Cruz, símbolo cristão (não me digam o contrário, por favor) e católico, tem amplo espectro e poderia justificar as maiores barbaridades. Não tarda a chegar o dia que irão querer retirar os profetas de Aleijadinho para fora da rua, em nome do laicismo, afinal, a rua é pública…

  185. Rogério Viana

    -

    08/03/2012 às 16:12

    Muito bem! Parabéns. Que não vejam aqueles ocasionais leitores, aqui, um ato de puxa-saquismo. O que o Reinaldo escreveu e o que ele pensa a respeito de como agem os petistas, sou solidário a ele e digo que em 1986, na então incipiente Unimep – Universidade Metodista de Piracicaba, abandonei o curso de Administração de Empresa por ver nascer, ali, muito do que o PT pratica hoje em escala geométrica por esse Brasil afora. Destaco aqui o que o Reinaldo escreveu: “Vejo agora que, depois de 30 anos de pregação boçal, pretendem que a democracia seja o regime em que as minorias se dão o direito de perseguir a maioria. Assim se fizeram as tiranias.” Na Unimep de 1986 e nos anos que se seguiram, uma minoria petista e virulenta (professores catequistas do evangelho lulista e barbicha), queria fazer dos seus alunos, militantes. E não queria que eles discutissem a Administração dentro dos cânones tradicionais. Era insuportável ter aula com aqueles professores do PT.Eles não eram professores do curso de Administração. Eram professora do curso do Petismo. E foi daquele ninho que surgiu um professor – o José Machado – eleito prefeito de Piracicaba e que, como a história sabe, foi sócio do “desaparecido” Celso Daniel numa empresa de consultoria que atendia prefeituras petistas. O PT foi por um caminho e arrastou – e fez a cabeça – de milhões de “cooPTados”. Eu, saí fora. Não ia pagar mensalidade para aprender a ser boçal! Muito menos, corrupto! Não dê espaço para esses idiotas, Reinaldo! Não dê!

  186. capitão

    -

    08/03/2012 às 16:12

    CRISTIANISMO

    Reinaldo, lamento que tanta gente não consiga aproveitar o teor do que você escreve e refletir ou argumentar, depois, de forma civilizada.
    Penso que isso que foi abordado neste seu texto sobre os depredadores dos valores civilizacionais cristãos é o resultado de décadas da revolução (nem tão silenciosa) do gramscismo.
    Retorno ao René Girard (autor de “O Bode Expiatório”, “Eu vi Satã cair do Céu como um Raio”, “Um longo argumento do princípio ao fim”), autor que, embora seja razoavelmente conhecido em alguns meios, deveria ter seus livros melhor aproveitados na Universidades.
    A teoria dele sobre a origem religiosa de todas as sociedades, a partir de um assassinato fundador (sempre de uma vítima inocente), resultando os ritos e mitos e todas as sociedades de valores pagãos, e a posição dele sobre a importância do Cristianismo como uma raiz civilizatória baseada no reconhecimento da inocência da vítima, se difundida, calaria a boca de todas essas minorias que gritam, berram, zurram sobre os males da Cristandade, nem desconfiando que foi a partir de Cristo que as minorias, elas mesmas, e os inocentes, deixaram de ser sacrificados para apaziguar a maioria, a turba que acreditava (sem consciência disso) na culpa de inocentes.
    Todos esses ativistas revolucionários lutam contra o Cristianismo porque o Cristianismo, como descobriu Nieztsche (segundo Girard) é o obstáculo contra o retorno do mundo a uma nova era pagã.
    Tanto que ideologias totalitárias como o nazismo tinham grande reverência pelo filósofo alemão.
    Tenho amigos ateus, e eles podem ser o que quiserem, só não podem (como alguns leitores seus ateus reconhecem) desprezar toda a herança cultural ocidental-judáico-cristã. São ateus num mundo em que os princípios universais dos direitos humanos ainda são válidos, e lhes garantem o direito de serem ateus!
    No fundo, as minorias ativistas e anti-cristãs, lutam é contra isso mesmo que lhes dá o direito de viver conforme queiram.
    Este é um tempo em que não há mais reflexão.
    J Neto

  187. Claudio - Euclides da Cunha/BA

    -

    08/03/2012 às 16:10

    Sou leitor assíduo do seu blog. Voce com certeza não é o dono da verdade, mas está constantemente ao lado, ou em busca dela. É o único blog que mesmo os incomodados fazem questão de ver. Parabéns Reinaldo!

  188. Alberto Amorim

    -

    08/03/2012 às 16:10

    Totalmente de acordo! A destruição de qualquer patrimônio histórico, seja ele símbolo religioso ou não, deve ser punida nos termos da Lei, e também a manifestação da intenção em fazê-lo, fiscalização e denúncias podem ser feitas por qualquer cidadão a CONDEPHAT, IPHAN, etc. Estes que defendem a sandice contra os símbolos, deveriam deixar de lado o Calendário Oficial do país e cerrar fileiras contra Feriados como Sexta Feira da Paixão, Corpus Christi, Nsa. Sra Aparecida, Finados e Natal por exemplo. Poderiam também atacar o calendário proposto pela EMBRATUR, repleto de festas religiosas e também evitar propagandeá-las, ou até descaracterizar TODOS os templos, de TODAS as religiões, para que se transformassem em edifícios que não aparentem ser o que são. Daí para proibir torcidas de futebol e o povo de ter opinião é só um pouquinho mais!

  189. fisiolg@gmail.com

    -

    08/03/2012 às 16:09

    Reinaldo, meus votos de que você se mantenha firme em meio a essa onda quase avassaladora de secularismo ateísta, tudo ‘em nome do bem’, quando a definição de bem, mal, bom, ruim, certo e errado é monopólio apenas desses esquerdistas totalitários bocós, aspirantes a assassinos covardes (porque defensores do aborto).

  190. ezequiel

    -

    08/03/2012 às 16:09

    apoio, e bato palmas. Mto bem reinaldo azevedo.
    nao estamos falando simbolos religiosos e sim de cultura brasileira!! e essa está totalmente ligada ao cristianismo. Se acabarem com a historia e acabarem com nossa cultura, logo acaba-se o Brasil.
    Vejo que muita gente confunde Estado X Nação. Infelizmente o analfabetismo e falta de cultura se estende ….

  191. ESTADO DE DIREITO, JÁ!!!!

    -

    08/03/2012 às 16:08

    Perfeito!!!!!!!!!!!!!!!
    -
    Reinaldo, não gosto de me meter nesses assuntos, por isso, e por ter certeza da sua imparcialidade,correção com que trata de qualqeur assunto, como disse, fico com as suas colocações…..
    PREZADO, VIVEMOS UNS TEMPOS NEGROS … a baixaria, a mediocridade, a incompetência, os modismos ( afro, gay, mulher, idnio, tortura, discriminação, ambiente, planeta, etc,etc) enchem o saco…em nome dele fazem de um tudo, NÃO IMPORTA OS MEIOS, QUEREM O FIM……. nas minha 7 décadas já vi muita coisa… j´pa vi de tudo…..e nesse governo feminsitas, ou não é?????? a Dilma só não colcou mulhere sem todos os 300 ministerios porque os partidos não indicaram, e la, por ser o priemirom amndato, não teve meios de exigir.. mas se por nossa degraça, foi reeleita, você verá… VI POLITICAS DIZENMDO TANTA BOBAGEM EM RELAÇÃO ASALÁRISO DIFENETES ENRE HOEMS E MULEHRES COMA MESM FORMAÇÃO….. demagogia, ou burrice, eou alienação…. quem fala dessas coisas ou quer voto, ou quer aparcer, ou nã entende de nada….. ou ainda, QUER QUE O ESTADO MANDE NAS EMPRESAS PRIVADAS, DE AS ORDENS, DEFINA QUEM SERÁ CONTRATADO, OS SALÁRIOS, ETC,E TC, em uma democria exemplar….
    -
    -
    -
    “A verdadeira igualdade consiste em aquinhoar desigualmente seres desiguais.” Rui Barbosa
    -
    ACEITARIA ESSA TESE ABSURDA DAS FEMINSITAS D EPLANTÃO, geralmete, uns trombolhos, se houvesse diferenciação nso saláriso dentro do funcionalismo, nas Forças Armadas, etc…… SE HOUVERSSE UM SOLDO PARA O SARGENTO E OUTRA PARA A SARGENTA, e um terceira para o GAY, OU uma assessorista do senado ganhasse R$ 10.000,00 e uma asessoristas ganhasse R$ 7.000,00.
    SE uma professora federal ganahsse R$ 10.000,00 (em sonho, é calro) e um professo federal, an emsma universidade,gfanahsse R$ 12.000,00. aI, ALÉM DE EU ACREDITAR NESSA TESE MALUCA DO FEMINSIMSO, a promessa do Lula, da Dilma, do ADADad teria sido cumprida,E não compRIda, SENHORA PRESIDENTAAA.

  192. neoliberal otimista

    -

    08/03/2012 às 16:07

    É isso aí, Reinaldo ! É incrível como tem OTÁRIO que caiu nessa conversa mole de Estado lLaico ! Estado laico é o pretextro VAGABUNDO que essas minorias cheias de ódio, sedentas de vingança contra os cristãos, usam para praticar a MAIS VIOLENTA e ODIOSA PERSEGUIÇÃO e INTOLERÂNCIA RELIGIOSA que se tem notícia em 500 anos no Brasil ! Eu já estou estudando, juntamente com amigos advogados, formas de representar contra essas ligas lésbicas e associações de ateus militantes perante o Ministério Público pela prática de DELITOS DE INTOLERÂNCIA e DISCRIMINAÇÃO RELIGIOSA !!! Vamos levar essas lésbicas e ateus militantes talebans às BARRAS DOS TRIBUNAIS ! Não percam por esperar !!!

  193. diogo federer

    -

    08/03/2012 às 16:07

    Rei, a ditadura das minorias, sempre apoiada por intolerantes, começa a ganhar espaço? E agora? Daqui ha pouco, os criminosos nos processarão por discriminação! É o fim!

  194. Heitor

    -

    08/03/2012 às 16:06

    Fantástico! É a opinião mais sensata que já li sobre esse assunto. Sensacional.

  195. Le Prevost

    -

    08/03/2012 às 16:06

    Corrigindo: “destes dois últimos MILÊNIOS de nossa história”…

  196. João Jose Augusto

    -

    08/03/2012 às 16:05

    Reinaldo,
    Fico a pensar: qual a diferença destes radicais do laicismo daqueles que queimaram a biblioteca de Alexadria? Qual a diferença deles daqueles que supriram templos na antiga URSS? Daqueles que promoveram o holocausto? Enfim, será que eles tivessem acabado com a Igreja Catolica, teriamos tantos documentos e pergaminhos proudizos e restaurados pelos monges ao longo de mais de 2.000 anos de historia? Concordo com voce: é dificil compartilhar o mesmo espaço com gente que quer suprimir em lugar de avançar para a civilidade. Adelante! Estamos contigo.

  197. Marcelo

    -

    08/03/2012 às 16:04

    Sou cristão protestante e deixo aqui o meu repúdio a essa onda grotesca e totalitária que invade o nosso território. O movimentos homossexual/pró-aborto é uma ameaça real ao cristianismo. Daqui a pouco vão tentar acabar com o a.C e d.C
    Está mais do que na hora da união dos cristãos – independentes denominações religiosas – a fim de conter o avanço das hostes das trevas. Antes que seja tarde demais!

  198. Ricardo

    -

    08/03/2012 às 16:04

    Quem, então, é o verdadeiro PIG, PHA ?

    PIG, de acordo com a Wikipedia, significa “Partido da Imprensa Golpista (comumente abreviado para PIG ou PiG) . É uma expressão usada por órgãos de imprensa e blogs políticos de orientação de esquerda para se referir a órgãos de imprensa e jornalistas por eles considerados tendenciosos, que se utilizariam do que chamam grande mídia como meio de propagar suas ideias e tentar desestabilizar governos de orientação política contrária”.

    PIG, na minha modesta maneira de ver as coisas, é uma expressão negativa, pejorativa, estigmatizante, com a qual o blogueiro Paulo Henrique e seus mujahidins achincalham todos os que não concordam com as bobagens que ele escreve. PIG, porco, é aquele que não se enquadra no maniqueísmo das categorias e das conveniências comerciais do blogueiro. É quem não se alinha ao neobolcheviquismo de araque de PHA.

    O bordão popularizado por ele, as mentiras reiteradas, a arrogância — falta-lhe hombridade até para pedir desculpas! — transformaram Paulo Henrique Amorim numa espécie de ídolo de uma pequena turba de fanáticos religiosos — composta, em parte, pelos fanáticos da igreja universal, em parte pelos desocupados que conseguem uma sinecura no serviço público, em parte — acho que em grande parte — por pessoas bem-intencionadas, simplesmente equivocadas, porque é fácil aderir ao discurso de ocasião.

    Tenho chamado o site dele de Der Angriff (O Ataque). Era o nome do periódico em que Joseph Goebbels, valendo-se das mesmas técnicas, vociferava contra os “canalhas” que ousavam se opor ao nazismo. Quem se der ao trabalho de fazer uma análise dos textos de ambos os Der Angriffs vai notar uma incômoda semelhança.

    PHA é um cara estranho, que não admite críticas, de quem não se pode discordar. A imprensa independente deste País seria, na deformação da estranha paralaxe paulenriqueamoriniana, a trincheira do PIG porque não admite o contraditório, estaria fechada numa conspiração antipetista permanente. Estranho, no entanto, que seu Der Angfriff não publique comentários que contrariam a opinião férrea de seu editor.

    Onde está a democracia ? Seria necessário fazer uma Ley de Medios para democratizar a opinião na “blogosfera”, o espaço virtual em que o primeiro dos jacobinos da internet trama contra a nobreza francesa, a “Chuiça” em que ele transformou o Estado de São Paulo ? Seus mujahidins parecem não se importar com o fato inquestionável de que a tal democracia da “nova mídia” é igualzinha às mais canhestras degenerações da “velha mídia”.

    O mundo de PHA é necessariamente bipolar. Ele próprio incorpora a “velha mídia” na Record e a “nova mídia” na internet. É o bem (encarnado por ele) contra o mal (todos os que discordam do que ele pensa ou manifesta). O opróbrio do PIG contra a magnanimidade do JEG. O petismo e o antipetismo. É necessariamente contraditório. Senão, vejamos.

    PHA denuncia a roubalheira da “direita” brasileira. Transformou a Privataria Tucana numa espécie de Livro Verde que deve, mais do que lido, ser cultuado, tomado como única expressão da verdade absoluta. Mas a roubalheira no governo que agora ele venera, essa fica bem longe de seus pitacos, de sua pena ferina e de seu vocabulário xucro. Ele não se importa, por exemplo, de recorrer ao “chefe de quadrilha” do mensalão para decretar que houve um “empate” com Heraldo Pereira, que está lhe dando uma surra judicial, moral, ética, e de compostura.

    PHA diz que não é racista. Mas não hesita em lançar mão do léxico escravocrata para ofender quase todos os negros deste País majoritariamente negro. Não é racista — pelo menos é o que ele diz –, mas acha que todo negro que não é militante do movimento negro é “negro de alma branca”. Seríamos, portanto, um País de negros de alma ariana (ou branca, como ele gosta de dizer).

    Paulo Henrique Amorim anuncia, no corpo de uma retratação, que vai processar todo mundo que fala que ele injuria, ou que afirma que ele foi condenado por injúrias, inclusive injúrias raciais reincidentes (ele foi condenado sim, por Paulo Preto, “até as pedras sabem”!…). Este blogueiro tem a sorte de estar entre as dezenas de jornalistas que ele já antecipou que vai mesmo processar, o que me confere uma espécie de imunidade para continuar dizendo o que eu bem entender sobre ele. Assim, posso dizer que o sentenciado Paulo Henrique Amorim, que não acata decisões judiciais, não cumpre com acordos judiciais, vai à Justiça que ele desmoraliza para buscar reparação pelo que não pode ser mais reparado no plano de sua reputação.

    O estigmatizador-geral da República adora tachar colegas, mas dá pitis até em retratações públicas que a Justiça lhe obriga a fazer. Ele é capaz de admitir o erro no recôndito de uma sentença acordada– para levar alguma vantagem — mas não tem a honradez necessária para admitir publicamente que errou. Para ele, retratar-se não equivale a admitir culpa. Ora, o que é, então ?

    Ele diz que querem pegá-lo, armam uma arapuca para sufocá-lo financeiramente com os mais de 40 processos que ostenta como troféus. Mas, de uma tacada só, antecipa que lançará mão do mesmo estratagema adotado por seu patrão, o “bispo” Edir Macedo, e vai processar em massa. Transforma, assim, o Judiciário em tacape, borduna, zarabatana de sua sanha irracional contra a Globo. Eu também trabalhei lá durante 12 anos. Lendo os disparates que sua ira lhe inspira, fico muito contente de não ter sido contaminado pelo virus desse ódio mortal que hoje parece ser a razão de sua vida.

    Hoje, passando pelo Blog do Reinaldo Azevedo, assisti ao video do direito de Resposta concedido a Lula contra os disparates do âncora de antanho. Lembro-me da campanha que ele inventou para injuriar Lula por causa da venda de um carro velho, mas não me lembrava em que termos isso tinha acontecido. Reinaldo refrescou-me a memória. O contraditório PHA, na época, estava plenamente alinhado com o pensamento neoliberal-tucano, que dele só recebia elogios. O homem que popularizou e universalizou o Partido da Imprensa Golpista é o mesmo que tentou golpear a candidatura de Lula 13 anos atrás. PHA, portanto, é o verdeiro PIG.

    O que mudou entre o PHA de 1998 e o PHA de 2012 ? Nada! Não se pode acusá-lo de ser incoerente. Na lógica estranha de seu universo de valores, PHA continua o mesmo injuriador compulsivo, arrogante, idólatra do Poder, sabujo do patrão (veja isso aqui, se duvidar), ferino com opositores, absoluto em seus espaços de manifestação profissional.

    Tivesse ele a capacidade de pedir desculpas sinceras, pelo menos isso, talvez não estivesse passando pelo evidente pavor doloroso das perspectivas que lhe aguardam no fim da fila de seus 40 processos.
    .
    http://www.pannunzio.com.br/archives/9508

  199. Le Prevost

    -

    08/03/2012 às 16:04

    Caro Reinaldo, tens toda a razão do mundo em mandar o rebanho de jegues para o JEG. Eu amontôo no mesmo balaio os fascistas de duas rodas, que se autodenominam “ciclistas militantes” e os esquerdopatas esquizofrênicos que adotaram por norma de rastejo a perseguição ao mais emblemático de todos os símbolos da Civilização Ocidental: a cruz cristã. Percebe-se com extrema clareza, em ambas as manifestações, que a motivação é unicamente a vontade de afrontar o pensamento da maioria e o sentimento cristão, em cujo regaço não temos como não deitar a evolução do homem ocidental destes dois últimos anos de nossa História. Assim mesmo, com H maiúsculo. Como maiúsculos são ainda hoje os ensinamentos do Rabi da Galiléia. Fazes um grande Bem em não permitir que a cretinice esquedopática se propague e contamine mentes em formação e consciências inocentes; venha essa cretinice em duas rodas ou em quatro patas… tanto faz!

  200. Nelson Simas

    -

    08/03/2012 às 16:04

    Com mais um pouco estarão defendendo a implosão da Catedral de Brasilia,embora projetada por um comunista, alternativamenteismo poderia porém ser transformada em um templo ecumênico com a criação de diversos altares, um para a Umbanda, outro para o Budismo e por aí vai. São criativos.

  201. mario wallace

    -

    08/03/2012 às 16:03

    Não existiu nenhuma perseguição religiosa no ato da retirada das cruzes, apenas um ato isonômico de justiça, porque de ninguém e de todos são os prédios públicos. Apenas uma questão de igualdade e de equilíbrio. Um realinhamento, porque se não podemos tocar no que está estabelecido inercialmente, até ao arrepio da lei, não avançaríamos rumo ao desenvolvimento. Nunca me incomodou uma cruz em uma parede , pois até tem o seu valor estético (ademais da simbologia), mas que esteja então nas paredes das casas de quem simpatizam com o símbolo, ou nos lugares de cultos ou ritos, a a ninguém incomodarão. Devemos aprender a abrir lugar às minorias, porque elas tem os mesmos direitos das maiorias, e vice versa. Pode não ter sido uma ação simpática, porque mexe em anos de costumes e hpabitos, mas nada mais, e muito menos uma ação fascista, porque teve, constitucionalmente, o apoio da lei. Amém.

  202. Regina

    -

    08/03/2012 às 16:02

    Enquanto se discute esse tipo de questão, e também a tal comissão da Verdade, a saúde fica relegada a um terceiro plano, com milhares de brasileiros se amontoando nos corredores de hospitais, por esse país afora, e nós pagamos a maior carga tributária do mundo. O que aconteceu Reinaldo, é que o pessoal que no nossos tempo de estudantes, comandava os DCES (diretórios Centrais estudantis) assumiu o poder , e eles acham esses assuntos os mais importantes.

  203. Lilyane

    -

    08/03/2012 às 16:00

    Mas o que anda acontecendo com ‘estepaíz’?
    De uma só vez se viram autorizados soltar todos os demônios exorcizados pelo bom senso?

  204. byMel

    -

    08/03/2012 às 15:59

    errata:
    falei do programa de quarta, ontem e postei a data da semana que vem.. hehehe.. sorry

  205. Bukowski

    -

    08/03/2012 às 15:58

    E em nome do tal patrimônio cultural, aqueles que não estão ligados aos signos cristãos – diga-se de passagem, em repartições públicas – são obrigados a conviver com isso. É o signo católico goela abaixo de todos os que não os seguem. E comparar Diké com Cristo é muita falcatrua intelectual. Vc é o petismo às avessas, sem tirar nem por…

  206. Marcelo

    -

    08/03/2012 às 15:58

    Concordo plenamente com você.
    Infelizmente, os leitores aos quais você se refere precisam e muito, aprender oque é democracia, e mais, aprender a pensar. Sei que é difícil pensar, mas não dói não. Tentem fazer isso. A sensação é boa, e ainda pode trazer benefícios ao país !!!

  207. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 15:57

    O que falta aos “ativistas” é “atividade”. Na falta de coisa séria pra fazer, vão pentelhar quem tá quieto.

  208. carravaggio

    -

    08/03/2012 às 15:57

    Eu sei que é difícil para as pessoas acreditarem que não existe um motivo para elas existirem, e, nesse contexto, as civilização criaram seus deuses e religiões.

    É notório que somos poeira cósmica, a qual, por uma sequência de fatores, evoluiu para a espécie humana e os outros seres vegetais e animais.

    Afinal, por que Deus criaria os muçulmanos com a função de odiar os judeus?

  209. byMel

    -

    08/03/2012 às 15:57

    Como destruir a cultura, religião e costumes de uma sociedade.
    Tenham uma vaga idéia escutando o programa de ontem – Wed, March 14, 2012 – de Odecarvalho:
    http://www.blogtalkradio.com/olavo

  210. EINSTEIN

    -

    08/03/2012 às 15:56

    FINALIZANDO A QUESTAO: SE MALAFAIA ENCONTRAR EDIR SAI TIRO,SE EDIR ENCONTRAR VALDEMIRO SAI TIRO,SE VALDEMIRO ENCONTRAR RR SAI TIRO,SE RR ENCONTRAR GAROTINHO SAI TIRO,SE GAROTINHO ENCONTRAR CRIVELLA SAI TIRO,SE TODOS ENCONTRAREM O PAPA,BUDA,GANDI,MAOMÉ NEM PRECISO DIZER.RESPOSTA: “EVANGÉLICOS” ONDE? REALMENTE O IRÃ É AQUI!

  211. Thales

    -

    08/03/2012 às 15:56

    Reinaldo,

    O que eu não entendo em relação aos ateus radicais é o seguinte: se não acreditam em Deus, não acreditam no significado da cruz. Assim, a cruz do STF deveria ser apenas um cruzamento de duas retas perpendiculares com um homem no meio. Ou, por razões históricas, a representação da morte de uma entre milhares de pessoas que foram condenadas à morte por crucificação no Império Romano. Nas duas hipóteses: o que há de ofensivo nisso?

  212. Aldinorah

    -

    08/03/2012 às 15:55

    Será que o Sr. Lula deu a dica, quando “sem querer” levou no caminhão de mudança o crucifíxo do Palácio???
    Seria esta a senha?
    Quanta falta do que fazer, meu Jesus Cristo!!! Por que este pessoal não se une para tratar de arrumar as estradas esburacadas do norte e nordeste do BRASIL, por exemplo? O avião do Jornal Nacional (intencionalmente ou não), tem dado MUITAS dicas do que fazer. Trabalhar que é bom ninguém quer, né? Então… vão caçar piriá !!! Depois que este mesmo Cristo (para quem acredita) voltar as costas- numa hora de aperto- para estes laicos não adianta pedir socorro, viu Lula…

  213. Sergio Sampaio

    -

    08/03/2012 às 15:55

    Excelente!!! Comungamos da mesma opinião, sempre. O alvo dessa corja é sempre afetar a moral cristã, não tenha dúvida. Tudo o que é feito é para ofender a fé-cristã, seja nas decisões mais polêmicas (aborto, uniões ilegítimas), seja para retirar qualquer símbolo católico. Estamos assistindo a decorrocada da Humanidade, que definitivamente se rebela contra Deus.
    Deus é aquele que eles negam e nem querem saber, pois bem, Deus é a bondade suprema, a humildade e a plenitude. Deus é justo. Tudo o que eles não, por isso o incõmodo com o crucifixo.

  214. Noah

    -

    08/03/2012 às 15:53

    Eu defendo que retirem os retratos dos chefes do executivo, legislativo e judiciário.
    .
    Isso sim, seria uma ótima medida.

  215. Claudio

    -

    08/03/2012 às 15:53

    O Laicismo que vá a merda! Os crucifixos ficam onde estão.
    Ovo na cabeça dos frouxos de caráter capazes de renegar o símbolo maior de Cristo apenas para se sentirem politicamente corretos!

  216. mauro

    -

    08/03/2012 às 15:53

    Esse povo só entende símbolos quando estão na baixa literatura. Não percebem que quando tiram o crucifixo (é ó que eu sou só caótico apostático romântico) é um conjunto de valores que põem abaixo.

    E é sintomático que a ação tenha sido movida pela Liga das Lésbicas – eu já acho absolutamente ridículo que haja uma liga de pessoas cujo ponto em comum é o que fazem com seus órgãos sexuais na cama; quanto mais que essas pessoas se juntem para ir a Juízo pedir que tirem crucifixo da parede.

  217. Rodolfo

    -

    08/03/2012 às 15:53

    Não basta a IGUALDADE, a DEMOCRACIA, a LIBERDADE…., eles precisam DESTRUIR a MEMÓRIA, os VALORES, a FÉ CRISTÃ, e se possível for, colocar num paredão de fuzilamento todos que pensam diferente deles!
    Estamos na QUARESMA, Reinaldo, época de provação para todos os CATÓLICOS! Só isso justifica esse movimento das lésbicas do Brasil, a decisão da Justiça, o surgimento dessa Ministra ABORTEIRA e o candidato do KIT-GAY dando todo dia entrevista nas TVs e nos jornais!
    É muita PROVAÇÃO junta!

  218. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 15:53

    O que adianta abolir os crucifixos, se é só olhar pro céu à noite e ver um enorme?

    O Brasil nasceu sob esse signo, e viverá sob ele eterna e literalmente. Não adianta espernear, minorias “orgulhosas”!

  219. Maurício

    -

    08/03/2012 às 15:52

    Ótimo, isso aqui vai ficar ainda melhor.

  220. Claudio

    -

    08/03/2012 às 15:51

    Olá, Reinaldo
    Creio que poderíamos lançar a campanha pela implosão do Cristo Redentor, no RJ. Afinal, a cidade também deve ser laica. E de resto todos os Cristos espalhados pelas cidades brasileiras. Ora, me perdoem esses que querem ser mais realistas do que o rei…só posso imaginar que é falta do que fazer…

  221. Domenico DiCocco

    -

    08/03/2012 às 15:51

    EXATAMENTE ISSO !!! Mantenha-se fiel a voce mesmo!! No final da vida estará em paz e suas mulheres e herdeiras orgulhosas, ainda que possa sofrer agora ou cansar-se de tanto lutar.

  222. Claudius

    -

    08/03/2012 às 15:50

    Reinaldo Azevedo é um Sábio. Então suas decisões também são.

  223. Franz S. Borges

    -

    08/03/2012 às 15:48

    Não exagere Reinaldo, ninguém falou em destruir, só em retirar. Lembre-se que há inúmeros museus e igrejas que conservam obras de arte do catolicismo, crucifixos inclusive, aos quais tenho imenso prazer em visitar e fotografar quando possível. Ali é um lugar adequado para preservar estes símbolos sem sufocar ninguém, vai quem quer e gosta de arte. O catolicismo tem esse lado bom, patrocinou inúmeros artistas da mais alta qualidade que não preciso dizer quais foram, e estão entre os maiores que já passaram por este planeta. E essas obras são um patrimônio inalienável da humanidade, fique tranquilo.

  224. byMel

    -

    08/03/2012 às 15:48

    Reinaldo,
    O professor Olavo de Carvalho falou sobre esses temas (entre outros) no programa de ontem, quarta 7 de março.
    Como a religião, cultura e costumes vem sendo atacada ‘pelas beiradas’, há anos, para destruir a sociedade como um todo.
    Vale a pena conferir:
    http://www.blogtalkradio.com/olavo

  225. leo

    -

    08/03/2012 às 15:47

    Tio Rei está muito brabo. Brabíssimo. Não lhe tiro a razão. O blog tem uma orientação, dada pelo seu autor, e ele não abre mão disso. Eu mesmo já quis parar de ler. Tio Rei não perderia nada, eu sim.
    Não. Não vou para os JEGs.
    E sabe por que?
    Porque quero aprender.

  226. Pedro

    -

    08/03/2012 às 15:47

    Reinaldo, já que estamos falando de perseguição religiosa, de esquerdistas que querem calar a maioria etc, acho que é oportuno lhe transmitir que eu soube de uma notícia que me deixou um tanto chocado. Não sei se o senhor conhece o padre Paulo Ricardo que mantém um site na internet. Ele me parece, ao menos, ser muito fiel à Igreja e denuncia muitas coisas erradas. É, assim como você, um anti-marxista ferrenho, um padre fiel, em suma.

    O fato é que ele está sendo alvo de uma ação na arquidiocese de Cuiabé movida por seus colegas de clero. Se as coisas são como parecem, então estamos diante de um caso de perseguição muito sério. A motivação da fúria do clero (de parte do clero, na verdade) é o discurso que padre Paulo fez e que pode ser assistido no youtube. Gostaria que você tomasse conhecimento e, se achar por bem, até repercuta o assunto, que, penso eu, é bem ilustrativo dos duros dias em que vivemos.

    Aqui está a noticia: http://www.midianews.com.br/conteudo.php?sid=3&cid=110415

    Ah, o discurso que motivou a fúria do clero de Cuiabá é este: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=0pBOSyn80eo#!

  227. Severino

    -

    08/03/2012 às 15:46

    Força Reinaldo, estamos aqui para apoiá-lo, não somos obrigados a seguir seu pensamento, mas a mensagem é onde os malditos esquerdista querem chegar com tanta imbecilidade. Não aprecio imagens ou o que quer que seja, mas porque então um simples crucifixo faz tão mal à um pequeno grupo de lésbicas? Porque este pessoal não procura algo útil para fazer? A que ponto chegamos!!!

  228. Anônimo de Todo Dia

    -

    08/03/2012 às 15:45

    Se na parede do TJ RS ou do STF estivésse pendurado um exemplar do Al Corão eu DUVIDO que aparecesse um magistrado ou associação de lésbicas com culhão suficiente para mandar tirar de lá. DUVIDO.

  229. Valdir

    -

    08/03/2012 às 15:45

    Ha ha ha ha !!! Muita calma nessa hora Reinaldo !!! Quem disse a você que a democracia é perfeita. Só a democracia permite todos de se manifestarem. Até os idiotas. O Brasil vive um momento interessante, onde, como você diz, a minoria quer dizer a maioria como deve se comportar.

  230. Ex-petista

    -

    08/03/2012 às 15:45

    Se concordarem em tirar a foto do Karl Kochen Marx do gabinete de um dos chefões do órgão onde trabalho, concordo com que se tirem os crucifixos.

  231. Alagoano Mordido

    -

    08/03/2012 às 15:45

    Reinaldo, já comentei em seu blog que o PT no poder é pior que praga de mãe.Amigo, vai ser preciso muita reza e sal grosso.Isto é o cúmulo, só poderia acontecer nessa terra de ninguém onde quem detem o poder acha que pode tudo.Mais do que nunca espero que os evangélicos-em geral,não especifico dominação-tem que moralmente e efetivamente dar o troco, já a partir dessas eleições,instruir seus rebanhos que o ante cristo que tanto se fala no mundo cristão, aí está. Abraços ao amigo e disposição na trincheira para não dobrar-se a esse estado de coisa e podridão.

  232. Alex Mamed

    -

    08/03/2012 às 15:43

    Tio Rei,
    .
    “democeracia” e “cicilização”. Corrige aí!

    MODERADOR AGRADECE: CORRIGIDO!

  233. brasil 2022

    -

    08/03/2012 às 15:43

    E Bíblia, pode?

  234. Alessandro

    -

    08/03/2012 às 15:42

    Professor, agora é que nunca mais largo seu blog!
    Agradeço pelas aulas de cada postagem.

  235. ricardo

    -

    08/03/2012 às 15:42

    Reinaldo, mande todos a m…. você, nem nos, precisamos dessa gente…bando de estúpidos que mal conseguem avaliar a Historia…

  236. judeu

    -

    08/03/2012 às 15:41

    Reinaldo, tá precisando aqui é deste frances que deu um pontapé na bunda do brasil da copa. Pra ele dá um pontapé nas bundas destes seguidores do anticristo.

  237. Ricardo D

    -

    08/03/2012 às 15:39

    Bem, Reinaldo, não acho que essa súcia cheia de ódio vá embora.
    Eles não querem se juntar entre eles, nem mesmo a supremacia iria acalmá-los. Eles querem a totalidade absoluta (desculpe a tautologia).
    Se houver uma pessoa que tenha uma opinião divergente, então esse divergente deve mudar de ideia ou ir para a cadeia ou… o cemitério.
    As ideias totalitárias do século passado surgiram com esse tipo de pensamento.

  238. Alves

    -

    08/03/2012 às 15:33

    É isso aí, Reinaldo! Nada de concessões a esses tolos e inocentes úteis! Nada de espaço para o marxismo cultural no seu blog!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados