Blogs e Colunistas

22/01/2014

às 6:04

O “Porta dos Fundos”, a liberdade de expressão e o direito dos cristãos à reação

porta dos fundos

Vamos a um texto longo, longuíssimo?

Vamos às tarefas difíceis, que as fáceis são fáceis. Como afirmei num pequeno post de ontem à noite, não acho que comentaristas de política devam ficar terçando armas com humoristas, embora, em essência, o humor sempre fale a sério. No geral, interessa-me nele mais a mecânica da desconstrução de uma lógica aparente ou formal, de que são capazes os bons, do que o conteúdo propriamente. Em princípio, qualquer assunto pode ser objeto dessa desconstrução. A quem ocorreria, no entanto, fazer graça, deixem-me, ver com os sírios, submetidos ao carniceiro Bashar Al Assad e também a seus adversários, não menos asquerosos? Como arrancar um riso ou fazer uma ironia inteligente sobre a boate Kiss? “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu de nada (nem de ninguém) serei escravo”. É São Paulo na 1ª Epístola aos Coríntios, ensinando que a noção de limite também é libertadora. Para que dê sequência a este texto, é preciso que um valor esteja presente à leitura de cada linha: se, em algum momento, parecer que estou a defender a censura estatal, ou de qualquer outra natureza, ao humor do Porta dos Fundos ou de qualquer outro, ou eu não estarei a me expressar com clareza ou o defeito estará no entendimento. Vamos seguir.

Visitei regularmente esse site de humor até aquele vídeo em que um ginecologista identifica a imagem de Jesus Cristo na vagina de sua paciente, durante um exame ginecológico. Nem vi como terminava, acreditem. Leitores me contaram que o alvo final eram os evangélicos. Sou católico. Aquilo me ofendeu por causa da minha religião? Não! Achei burro, grosseiro, sem graça. Na Internet, é muito fácil “provocar reações”, não é? Mexer com religião, especialmente agredindo a fé das pessoas, é um caminho fácil para mobilizar amores e rancores. Nem sempre, como é o caso, é o mais inteligente.

Cheguei até ali com o “Porta dos Fundos” e não segui adiante. Para mim, estava bom. Vi mais uns dois ou três vídeos, em links recomendados por amigos e leitores. E só. Sim, é verdade, eu já os elogiei aqui e mantenho os termos do que escrevi. Assim, recomendo, com clareza meridiana, que os descontentes com o humor da turma façam como eu: não vejam! Não se perde tempo nem se ganha aborrecimento.

Fiquei sabendo nesta terça — e foi nesta terça mesmo — que uma entidade católica já havia recorrido ao Ministério Público contra o Porta dos Fundos. Agora, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), com faro para a polêmica, decidiu também recorrer ao MP contra um “Especial de Natal” produzido pelo grupo. Segundo Feliciano, o material traz “conteúdo altamente pejorativo, utilizando-se inclusive de palavras obscenas, e de forma infame atacou os dogmas cristãos e a fé de milhares de brasileiros que comungam deles (…)”. O deputado quer uma indenização de R$ 1 milhão. Se vitoriosa a causa, diz que doará o dinheiro para as Santas Casas de Misericórdia.

À Folha, Feliciano afirmou: “Esse vídeo ofende os cristãos. Não há necessidade de fazer humor com religião. Deixem os cristãos em paz. Esse não foi o primeiro vídeo. Agora, esperamos que eles tenham limite. Se não colocarem limites, vou convocar todos os religiosos a fazerem um boletim de ocorrência contra eles. No mínimo, vai dar muita dor de cabeça”. A turma do “Porta dos Fundos” tem seus advogados e não precisa do meu amadorismo. Mas pode, sim, dar uma dor de cabeça dos diabos. A religiosidade é um bem protegido pela Constituição, e o Código Penal também trata do assunto. Isso é lá com eles. Mas não quero me antecipar porque essa questão ainda vai aparecer mais adiante.

Calma lá!
A ação dos católicos repercutiu pouco — eu mesmo a desconhecia. A de Feliciano, por conta da notoriedade que lhe conferiram os gays na Comissão de Direitos Humanos da Câmara, já está gerando um escarcéu danado. E começou a gritaria: “O Estado é laico!”; “Isso é censura!”; “Esse pastor precisa aprender o que é democracia!”; “Feliciano quer ditadura!”. Opa, opa, opa! Calma lá. Se o direito de o “Porta dos Fundos” fazer piadas estivesse em questão, eu estaria entre os primeiros a assinar um manifesto em sua defesa — é bem possível que um ou outro membros do grupo jamais assinassem um manifesto em favor do meu direito de escrever o que me der na telha. Mas essas coisas não exigem reciprocidade.

Devagar com o andor — sem querer fazer graça: numa democracia, recorrer à Justiça é um direito. Não há nada de errado, de antidemocrático ou de autoritário na decisão dos católicos ou de Feliciano. Os que acham que seus direitos foram agravados têm três caminhos: a) silenciar; b) tentar resolver no braço; c) recorrer à Justiça. Sim, há a possibilidade de acordo, sem perturbar o estado com isso, mas não creio que funcionaria no caso em espécie: “Pô, pessoal, vamos pegar leve; acho que houve exagero…”. Não daria pé.

Feliciano enviou ainda uma carta à Fiesp, uma das patrocinadoras do grupo, pedindo que reveja o apoio: “Aproveito para, encarecidamente, pedir à V. Sa. e seus representados que reflitam sobre o patrocínio que estão proporcionando ao site chamado Porta dos Fundos que, reiteradamente, vem através desses vídeos, que alegam proporcionar humor aos seus espectadores e nada mais fazem do que achincalhar as pessoas como nós que professamos a fé cristã”.

De novo, é preciso indagar: o que há de errado nisso ou de antidemocrático? Nada! Feliciano, os católicos e os cristãos em geral têm o direito, inclusive, de propor um boicote ao site e às marcas que o patrocinam. Se ações assim funcionam, não tenho a menor ideia. Práticas dessa natureza, diga-se, foram inauguradas pelas esquerdas. Ninguém lá no “Porta dos Fundos” tem cara de ingênuo. Ou será que eles ignoram que determinadas abordagens enfurecem muitos cristãos? Posso apostar que contam com isso, inclusive, para ganhar audiência e influência na Internet. Convenham: em certos círculos militantes e ateus, arrumar uma briga com Feliciano pode até ser uma bênção. Mas sempre há o risco de passar do ponto, não é? Por definição, é sempre do topo que se começa a cair. Como é mesmo? “A gente é mais famoso que Jesus Cristo” — ou algo assim…

O “Porta dos Fundos”, outros antes deles e outros depois deles são todos herdeiros do Monty Python — um grupo verdadeiramente engraçado, culto, inteligente. A melhor cena de humor que conheço está no filme “A Vida de Brian”, num trechinho conhecido por “O que nos deram os romanos?”. Já publiquei aqui o vídeo e a tradução do diálogo. Pode ser que alguém se ofenda com aquilo? É possível. Não há ali — como em tudo o mais que o grupo fez — uma só canelada, uma só grosseria, uma só generalização estúpida, e o humor vive, em parte, da generalização, daí a necessidade de cuidado. É bem verdade que, na sua curta existência, o “Porta dos Fundos” já fez mais piadinhas do que o Monty Python em décadas. Nem sempre dá para escolher o roteiro, pelo visto. Na falta de uma ideia melhor, por que não provocar os religiosos? Sempre funciona. Perdi o interesse por eles em razão desse e de outros proselitismos — maconha, por exemplo. Humor, quando pretende doutrinar, vira política — e precisa tomar cuidado para não se tomar como uma religião.

Cristo e Maomé
No dia 3 de abril de 2013, faz tempo já, escrevi aqui um post sobre uma entrevista de Fábio Porchat a Sônia Racy. Ele sustentava que o limite do humor é não ter graça. Leiam este trecho (em vermelho):
Por quê? Acha que o limite [do humor] é não ter graça?
Acho que, no nosso caso, somos cinco cabeças pensando. Cinco sócios. Então, é difícil uma coisa passar despercebida. A gente tem batido em coisas que, na verdade, merecem apanhar. No idiota que inventou a Ku Klux Klan, no padre pedófilo. Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer! Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos). Mas, de um modo geral, a gente vai fazendo, vai falando.
Não houve uma situação em que vocês falaram “isso não”?
Já. E a gente não fez.

Na conversa com a Folha, Feliciano afirmou: “Não entendo esses ataques. Eles só mexem com os cristãos porque sabem que somos pacíficos. Por que não mexem com muçulmanos?”. Bem, Porchat respondeu à pergunta de Feliciano, não é mesmo? E vou ter de discordar de ambos — no fim das contas, reparem, eles são mais iguais no pensamento do que ambos gostariam.

Por que não posso concordar com a pergunta-afirmação de Feliciano? Ora, o fato de humoristas não poderem fazer piada com Maomé e Alá não deve servir de argumento definitivo para que não se faça piada também sobre o cristianismo. Fosse assim, a interdição imposta pelos islâmicos relativa à sua religião seria de tal forma poderosa que acabaria se alastrando para as demais religiões. E eu não posso concordar com isso.

Mas a resposta de Fábio Porchat é também inaceitável. O fato de os humoristas, por uma covardia justificada, não fazerem piada sobe o Islã deveria levá-los a uma reflexão: então a violência cultivada por uma religião os empurra para o silêncio, e o reconhecido pacifismo da outra, para a falta de limites — a não ser o da graça? Não é possível! Fosse assim, a tal graça (quando não envolve islâmicos, claro!) seria um valor soberano, superior a todos os outros. Essa fala, ademais, é perigosa porque está a sugerir que, se os cristãos reagissem de forma violenta, eles parariam. Não é um bom modo de pensar.

No dia 8 de março de 2012, dei aqui uma esculhambada em Mark Thompson, que não era um humorista como Porchat e seus amigos, mas diretor-geral da BBC. Hoje, é o chefão do New York Times (já falo sobre este jornal também). E por que ataquei Thompson? Reproduzo parte daquele post (em azul):

O chefe da BBC, Mark Thompson, admitiu que a rede BBC jamais zombaria de Maomé como zomba de Jesus. Ele justificou a espantosa confissão de preconceito religioso dando a entender que zombar de Maomé teria o mesmo peso emocional da pornografia infantil. Mas tudo bem zombar de Jesus porque o cristianismo suporta tudo e tem pouca relação com questões étnicas.
Thompson diz que a BBC jamais teria levado ao ar “Jerry Springer -The Opera” — um polêmico musical que zomba de Jesus — se o alvo fosse Maomé. Eles fez essas declarações numa entrevista para um projeto de pesquisa da Universidade Oxford.
Thompson afirmou: “A questão é que, para um muçulmano, uma representação teatral, especialmente se for cômica ou humilhante, do profeta Maomé tem o peso emocional de uma grotesca peça de pornografia infantil”. O porta-voz da BBC não quis comentar as declarações.
No ano passado, o ex-âncora da BBC Peter Sissons disse que é permitido insultar os cristãos na rede, mas que os muçulmanos não podem ser ofendidos. Sissons, cujas memórias foram publicadas numa série no Daily Mail, afirmou: “O Islã não pode ser atacado sob nenhuma hipótese, mas os cristãos, sim, porque eles não reagem quando são atacados”. O ex-apresentador disse também que os profissionais têm suas respectivas carreiras prejudicadas se não seguem essa orientação da BBC.

Retomo
No dia 16 de março daquele mesmo ano, oito dias depois, registrei post a covardia do New York Times. O jornal publicou um anúncio, que custou US$ 39 mil, que convidava os católicos a abandonar a sua religião, classificando de equivocada a lealdade a uma fé marcada por “duas décadas de escândalos sexuais envolvendo padres, cumplicidade da Igreja, conluio e acobertamento, da base ao topo da hierarquia”. Eis o anúncio.

anúncio contra os católicos

Pois bem. A blogueira Pamela Geller, que comanda a página “Stop Islamization of America”, tentou pagar os mesmos US$ 39 mil para publicar no mesmo New York Times um anúncio convidando os muçulmanos a abandonar a sua religião. O texto afirma: “Junte-se àqueles que, como nós, colocam a humanidade acima dos ensinamentos vingativos, odiosos e violentos do profeta do Islã”. Assim:

anúncio contras o islã

Sabem o que aconteceu? Com a coragem do humorista Fábio Porchat e de seus amigos, o New York Times se negou a publicar o anúncio. Eileen Murphy, porta-voz do NYT, repete a resposta que teria sido enviada a Pamela quando houve a recusa: “Nós não nos negamos a publicar. Decidimos adiar a publicação em razão dos recentes acontecimentos no Afeganistão, como a queima do Corão e o assassinato de civis por um membro das Forças Armadas dos EUA. Acreditamos que a publicação desse anúncio agora poderia pôr em risco os soldados e civis dos EUA, e nós gostaríamos de evitar isso”.

E não se tocou mais no assunto.

Perseguidos
Gregório Duvivier, o melhor ator deles todos, escreveu uma coluna na Folha respondendo com ironia não muito fina ao cardeal arcebispo de São Paulo, dom Odilo Sherer, que reclamou no Twitter de um dos vídeos do Porta dos Fundos. Duvivier estava bravo mesmo. A empresa de que ele é sócio já fez muitos vídeos esculhambando a religião de que dom Odilo é sacerdote graduado. Mas o humorista não engoliu os 140 toques do bispo reclamando no Twitter. De quem é a intolerância com a crítica? Jogou nas costas do bispo a perseguição a Galileu Galilei, o fato de a Igreja não ordenar mulheres, opor-se ao aborto de fetos de anencéfalos etc. Aí o humorista falava a sério. Uma pena!

Estou certo, e acho que ele faz muito bem, que Duvivier não é do tipo que faria piada com palestinos da Faixa de Gaza, por exemplo — ou com os já citados sírios. Não hoje em dia. Com Maomé, a gente já sabe, nem pensar! Há coisas na Igreja de que, a gente percebe, ele não gosta. Tem esse direito. Como humorista e como pensador. Mas se é pra ter um “papo firmeza”, vamos lá.

Em 2012, pelo menos 105 mil pessoas foram assassinadas no mundo por um único motivo: eram cristãs. O número foi anunciado pelo sociólogo Maximo Introvigne, coordenador do Observatório de Liberdade Religiosa, da Itália. E, como é sabido, isso não gerou indignação, protestos, nada. Segundo a Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), 75% dos ataques motivados por intolerância religiosa têm como alvos os… cristãos. Mundo afora, no entanto, o tema quente, o tema da hora — e não é diferente na imprensa brasileira —, é a chamada “islamofobia”, certo?

Se Duvivier quer ir além da piada ideológica, que não tem graça, terá de reconhecer que a igreja que não ordena mulheres é a maior cuidadora do mundo de crianças abandonadas e de mães que trabalham. Também mantém a maior rede de assistência social do mundo. E é a entidade privada que mais financia leitos hospitalares no mundo. Nesta hora, seus missionários estão lá pelos rincões da África, muitos deles protegendo comunidades da fúria de milícias muçulmanas. Em Darfur, mais de 400 mil pessoas foram assassinadas porque eram cristãs. Galileu Galilei? Robespierre matou em dois anos dezenas de vezes mais do que o Santo Ofício em quatro séculos. Eram crimes do Iluminismo?

Atenção!
Nada disso pode impedir, reitero, o “Porta dos Fundos” de fazer humor sobre o que bem entender. Sim, a Constituição protege a liberdade religiosa, conforme se lê no Inciso VI do Artigo 5º:
“VI – é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias”.
Não por acaso, já que são questões contíguas, é o mesmo artigo que trata da liberdade de expressão, no Inciso IX:
“IX – é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença”.
A ele se junta, nas garantias, o Artigo 220:
“Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.
§ 1º – Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV.
§ 2º – É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.

O Código Penal, no entanto, estabelece, no Artigo 208:
“Art. 208 – Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso:
Pena – detenção, de um mês a um ano, ou multa.”

O “Porta dos Fundos” faça o que quiser e siga na trilha que achar melhor, mas há uma penca de leis — inclusive aquelas que protegem a honra — que disciplinam aquela liberdade de expressão, que não é, a exemplo de qualquer direito, um bem absoluto. Se o escarnecimento por motivo de crença é considerado crime, é um sinal de que a liberdade de expressão não o abarca; se a calúnia, a injúria e a difamação são crimes, da mesma sorte não estão protegidas por aquele fundamento. O assunto pode, sim, render. E muito!

Começando a caminhar para a conclusão
escrevi aqui sobre uma igreja criada nos EUA chamada Westboro Baptist Church. É composta por um bando de malucos liderados por um tal Fred Phelps. Ele teria recebido uma mensagem divina informando que Deus estava castigando as tropas americanas no Iraque e no Afeganistão por causa da… tolerância com o homossexualismo!!! A missão de sua igreja seria anunciar isso ao país. E o que fazia Phelps e seu bando de lunáticos, boa parte gente de sua própria família? Cruzava o país de norte a sul, de costa a costa e, onde houvesse funeral de um soldado, lá estavam eles brandindo cartazes com os seguintes dizeres: “Obrigado, Deus, pelos soldados mortos”, “Obrigado, Deus, pelo 11 de Setembro” e “Você vai para o inferno”. Eles são asquerosos? Não tenho a menor dúvida. A direita americana os despreza. Os liberais (a esquerda de lá) não menos.

Albert Snyder, pai de um fuzileiro naval, processou a Westboro. Numa primeira instância, a Justiça lhe concedeu uma indenização de US$ 11 milhões, reduzida depois a U$ 5 milhões. O caso foi parar na Suprema Corte. Atenção! Por 8 votos a 1, os juízes decidiram que a Primeira Emenda garante à canalhada o direito de dizer o que diz. Se bem se lembram, a Primeira Emenda é aquela que proíbe o Congresso até de legislar sobre matéria que diga respeito à liberdade de expressão e à liberdade religiosa. Para quem se interessar, a íntegra da sentença está aqui.

Também em relação aos vídeos do “Porta dos Fundos”, que deixaram de me interessar, faço minhas as palavras o economista Walter Williams, um ultraliberal negro, em entrevista à VEJA:
“É fácil defender a liberdade de expressão quando as pessoas estão dizendo coisas que julgamos positivas e sensatas, mas nosso compromisso com a liberdade de expressão só é realmente posto à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”.

Quando fui contratado para ser colunista da Folha, enfrentei uma canalha, inclusive da imprensa e do humor, que passou a defender uma forma de linchamento moral e de censura. Eu não quero censurar ninguém, ainda que certas coisas possam ser repulsivas.

E agora vou concluir mesmo
Dei uma olhada no tal vídeo de Natal, o que mais está gerando polêmica. Há lá uma tentativa de graça com os cravos fincados nas mãos de Jesus Cristo, representado por Gregório Duvivier. É engraçado? Huuummm… Tem gente que já vem equipada de fábrica com todos os antidepressivos, certo? Processar o “Porta dos Fundos” por aquilo? Eu não o faria. Mas compreendo que os cristãos se sintam ofendidos.

Como se ofenderiam os jornalistas, acho, e qualquer pessoa decente, se fizessem uma graça com Tim Lopes, colocando-o numa pira de pneus (o micro-ondas), com alguém indagando: “E aí, está quentinho?”. Ou, sei lá, se aparecessem humoristas para fazer piadas — vou citar dois assassinos — com Carlos Lamarca ou com Carlos Marighella, ali, na hora final. Acho que seriam chamados de “fascistas”, de “direitistas”, de “reacionários”. Mais: alguém logo escreveria um artigo apontando a, como é mesmo?, “guinada à direita” do humor.

Walter Williams de novo: “A liberdade de expressão só é realmente posta à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”.

Por mim, o “Porta dos Fundos” segue fazendo o que vem fazendo, seja lá o que for. Não me interessa mais faz tempo. Quem não gostar que não veja. Eu continuo com São Paulo: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu de nada (nem se ninguém) serei escravo”. Os rapazes do site têm o direito de ser escravos dos próprios preconceitos. Enquanto for um bom negócio, mudar por quê? Só não vale reclamar e acusar os cristãos de autoritários. Eles também têm o direito de dizer o que pensam e, se acharem que é o caso, de apresentar petições ao Poder Público. Trata-se de um dos pilares da democracia.

 

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

565 Comentários

  1. Feio

    -

    31/03/2014 às 12:57

    Uma das lições básicas do humor é a “distorção cômica”, isto é, o “punch” da piada, sua parte engraçada, visa distorcer a realidade. Ser engraçado é, em regra, exagerar, mudar os fatos, surpreender o público com algo que não corresponde ou não corresponde bem aos fatos. Uma boa piada não tem a intenção de ofender, mas normalmente corre o risco de o fazer, pois toda piada tem um alvo. Entender a natureza do humor, fez humoristas como George Carlin, um ateu confesso, serem ovacionados nos EUA (fazendo piadas muito mais pesadas que as do Porta dos Fundos) ou Chiris Rock fazer piadas sobre negros (ele é negro) sem pisar em ovos (pois o público entendia que eram piadas e que, por definição, distorcem a realidade). Cito estes dois como exemplos inequívocos de que o Porta dos Fundos, goste-se ou não, não está no caminho errado dentro do que fazem, pois trilham passos, no mínimo, muito semelhantes aos de outros mestres do humor.

  2. Wellington Silva

    -

    18/03/2014 às 15:15

    Quem tem fé não procura processar ninguém, a não ser é claro pessoas que tenham interesse em aparecer ou lucram com a fé. Ninguém assisti o canal obrigado, se algum cristão o está fazendo é pelo livre arbítrio que tanto gostam de promover.

  3. Humberto

    -

    06/03/2014 às 3:34

    Eu ENTENDO perfeitamente um cristão querer processar o canal… Mas a questão é: É legal aplicar alguma sanção ao PORTA? Pelo que está escrito NA LEI (transcrita no artigo) não vi nada no vídeo que implique em pena já que não escarnece NENHUMA PESSOA, NEM ATO, NEM OBJETO de culto religioso… Cristo não está processando ninguém (até onde eu sei), nem ato de pessoa religiosa está sendo criticado, nenhum objeto também… E é claro que é TOTALMENTE legal que um representante ou fiel de qualquer igreja diga onde quiser que aquele canal é coisa do diabo e para que seus fiéis NUNCA mais o assistam. Todas as as religiões são fundamentalistas quando podem, a diferença é que as sociedades ocidentais graças a exacerbação passada dos seus seus conflitos religiosos acabou descobrindo que o melhor é separar estado e religião para poder acomodar fiéis protestantes e católicos por exemplo… Infelizmente estamos esquecendo o quanto essa separação fez bem para todas as pessoas seja de que credo forem.

  4. Protestante Adiantada

    -

    04/02/2014 às 17:06

    Jesus É Infinitamente Poderoso para responder a todos os responsáveis por este “porta dos fundos” escarnecedor. E, sim, eu, cristã como milhões de brasileiros, sou livre para fazer um boletim de ocorrência se eu quiser, pois me ofendi com esta piada tão podre sobre a minha fé. Tenho este direito, por mais que queiram gritar o contrário. Como já foi comentado, não mexam com quem está quieto.

  5. alberto

    -

    04/02/2014 às 9:27

    Eu também já fui muito fã desse grupo, só que agora não faz nada que presta.

  6. diana

    -

    04/02/2014 às 0:40

    reinaldo, nem vc percebeu uma coisa séria… não não podem escarnecer de quem é fraco ou pacifico, nem da cultura das pessoas, muito menos da religião delas, pois era assim que os nazistas agiam. Antes de matar o corpo eles matam a “alma”, pra matar a “alma”, começam por fazer com que o publico em geral os despreze e se sinta no direito de agredir com palavras e atitudes e esse tipo de coisa não fica só na internet, vai pra rua também. já imaginou alguém defender humilhar os judeus na internet alegando q acha isso engraçado? o nazismo tá na nossa frente, nosso futuro parece ser pior d q eu pensava…

  7. Luis

    -

    01/02/2014 às 11:21

    Pois é…também já fui mais fã dos Porta dos Fundos…ultimamente não tenho visto muita graça em seus vídeos… Concordo com o Reinaldo. Não sei se é impressão minha, mas parece que os “artistas” em geral tem um ego um pouco maior que os demais mortais. Não admitem ser contrariados…acham-se os senhores (e senhoras) da razão… especialmente os humoristas. Eles são o dono da bola e quem não sabe brincar que saia do play…rsrs… Para terminar, já que estavamos falando em religião. Os dois últimos capítulos de Amor (?!?!?!) à vida trouxe mãe e filha (em seus respectivos casamentos) debochando de dois padres. Já o batizado evangélico foi todo “respeitoso”. Mal comparando, fazer piada com Maomé não pode, né? E pelo jeito a Globo também acha que não deve fazer troça com os evangélicos….Do contrário o Domingo Espetacular descerá a lenha….

  8. Diego

    -

    29/01/2014 às 14:59

    Alguém esta sendo obrigado a assistir os videos do porta dos fundos? Alguém? … Acho que ninguém se manifestou!

  9. Oséias Gusmão

    -

    28/01/2014 às 9:18

    Babaquice, pois é, agora vamos dar o prêmio Nobel a essa engenhosa babaquice; rapaz, o mundo esta sem paz, problemas, por 1 Real se matam outras pessoas, se agridem por coisas tão pequena; tantas coisas para criarem e darem gargalhadas; a questão não é se pode ou não fazer o vídeo, mas daqui a pouco, o que era uma brincadeira ja virou coisa séria; já vi muitos videos de cristãos, Jesus, evangélicos, Padres, católicos e eu pergunto pra que, pra dizer que o Brasil tem a liberdade de expressão, não estão conseguindo expressar o pensa, é, saudade dos verdadeiros humoristas, Chico Anysio e outros que fabricavam humor que transformavam em relaxantes risos !

  10. Ronaldo Moraes

    -

    27/01/2014 às 13:47

    Prezado Reinaldo, aprecio seus textos e fiquei decepcionado com sua visão do episódio. É claro que os católicos tem direito constitucional de propor medidas judiciais contra o Porta dos Fundos. Qualquer pessoa tem o direito de requerer judicialmente, e até direitos que não lhe são devidos, porque é ao final do processo que se reconhece ou não a existência do direito pleiteado. O que se deve discutir é se os católicos ou evangélicos “devem” propor medidas judiciais e a resposta é não. Os católicos acham que estão protegendo sua religião assim como os evangélicos, mas não estão, na verdade estão protegendo a sua visão do mundo. Para mim que sou ateísta essa questão de religiosidade é perda de tempo e dinheiro. Para mim e outros ateístas é um absurdo que alguém inteligente acredite num deus que nunca fez nada, não faz nada e nunca fará nada, mas esta é outra história. Talvez o que os humorista quiseram satirizar, e com razão, são as tais visões, um borrão numa vidraça que faz lembrar a virgem maria é milagre. Roberto Carlos também pode propor ação judicial contra quem se apropria de sua história para vender biografias. A sua história é dele, e ele não vende, nem aluga. Ora, a história dele não é dele, é do mundo. Imagine se a família real dissesse vou entrar com ação para que os livros de história não mencionem D. Pedro I e II. Isso é censura. Quanto à não satirização de muçulmanos por medo de represália dos radicais, acredito que eles não foram satirizados o suficiente, porque se o fizessem toda semana as reações diminuiriam. Expresso minha admiração pelo povo judeu, que apesar de suas mazelas históricas são um povo alegre, que suporta piadas com dignidade, sem levar a sério, e até os melhores humoristas nos Estados Unidos são judeus. Apesar de exercer seu direito, propor ação contra o Porta continua sendo censura.

  11. Renato

    -

    27/01/2014 às 11:29

    Uma ignorância disfarçada de lucratividade, zoar com tudo hoje em dia sem levar em consideração os fundamentos por parte do objeto de escárnio é a máxima de um mundo onde tudo se pode, tudo se faz e nada se respeita!!!

  12. Heloisa

    -

    27/01/2014 às 8:34

    Realmente, são tão ingênuos que não sabem o que fazem.Infelizes.

  13. Max

    -

    27/01/2014 às 1:32

    “Bem- aventurados serão vocês quando, por minha causa, os insultarem, os perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem- se e regozijem- se, porque grande é a sua recompensa nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês.

  14. alvaro

    -

    26/01/2014 às 19:32

    a ação será de certo declarada improcedente, ou arquivada nos tribunais superiores, e ainda servirá de motivo e inspiração para piadas. A espiritualidade de cada um deve ser respeitada. a religiosidade nao precisa disso. todas as instituicoes podem ser alvejadas. no caso do video, o que é atacado sao historinhas que formam o escopo da cultura ocidental, algo que é patrimônio de todos. Os católicos e cristãos em geral não deveriam se autoridicularizar. Já tem gente demais para ridicularizá-los.

  15. Elton Antonio Goulart

    -

    26/01/2014 às 13:08

    Também considero este vídeo grosseiro e de mau gosto. O pessoal do Porta dos Fundos tem capacidade de fazer coisa melhor. E obrigado Reinaldo Azevedo por expor tão claramente os direitos e deveres, inclusive morais,que devem ser respeitados por todos que se propõem a publicar alguma coisa.

  16. Norberto Merlo Granzier

    -

    25/01/2014 às 22:11

    Sou um admirador dos comentários do Reinaldo Azevedo,acho um profissional de extrema inteligencia e coerência.Sempre leio seus comentários onde quer que seja publicado.

  17. nana da luz

    -

    25/01/2014 às 18:43

    a gente para de ver esses ateus covardezinhos também porque pisa em quem já é tão pisado.

  18. nana da luz

    -

    25/01/2014 às 18:41

    a maior covardia de u grupo de humoristas é nãoa tacar o islã porque pode até morrer e atacar o cristianismo porque pode e será aplaudido. Para mim esse grupo morreu.

  19. Julio Diniz

    -

    25/01/2014 às 15:14

    PARABÉNS + parabéns,pelo equilíbrio,TEXTO NOTA DEZ, a turma do “humor”já de longa data perderam o fio da meada , particularmente acho que qualquer coisa que desperte aos ouvintes um sorriso deve ser conciderado um remédio , o problema está quando o remédio é dado em doses erradas .Quem já não contou uma piada de portugues ,judeu, um libanês ou turco ? O problema está quando ferimos a dignidade das pessoas ou etinias ,religião ou crenças .Não perco o meu tempo para ver o que parece óbvio , o nome já diz é porta dos fundos porque não tem competência para ser a porta da frente ,, PODEM ME PROCESSAR .

  20. Renan Ramalho

    -

    25/01/2014 às 12:44

    Olá Reinaldo, parabéns pelo texto, gostei muito. Concordo que quem está realmente comprometido com a liberdade de expressão se comporta como naquele velho ditado: posso falar o que quero, mas também devo estar disposto a ouvir o que não quero. Claro que há limites, para mim, quando de fato existe ameaça iminente à vida (é o que ensina toda a jurisprudência americana, a mais liberal em termos de discurso livre). Quanto ao Porta dos Fundos, também acho meio sem graça e além de tudo covarde. Se quiser realmente uma crítica ácida às piores práticas de quem se diz cristão, sem deixar de lado o bom humor, conheça o pastor Arnaldo:
    http://www.iepg.com.br/

  21. Renato

    -

    25/01/2014 às 7:47

    Ótimo texto, Reinaldo. O nosso (cristão) silêncio é do tamanho do nosso desprezo. “Deixa a ira, e abandona o furor; não te indignes de forma alguma para fazer o mal… Mas os mansos herdarão a terra, e se deleitarão na abundância de paz”. Salmos 37:8-11 São pessoas carentes de amor, usando uma recorrente estratégia de marketing. O amor de Jesus é muito maior que isso. O que me chocou é o dado do nº de cristãos assassinados. Graças por Deus que nos deu este país maravilhoso, onde posso livremente falar de meu amor por Jesus.

  22. Benito

    -

    25/01/2014 às 3:25

    Mente vazia, oficina do diabo !
    Ou seja: apesar de ter curiosidade em ver o que esses humoristas estão fazendo, penso que a minha vontade de não ver é maior. Pois aprendi a reter o que é bom, e desprezar o que não é. Sou orientado pela Palavra, e direcionado através do Espírito Santo de DEUS.Medito de dia e de noite, e deste modo, nego ao diabo, e obedeço à DEUS !

  23. Bruno William

    -

    24/01/2014 às 18:26

    Nao e de hoje que se zombam dos cristaos, liberdade nao e fazer tudo o que quiser, a verdadeira liberdade e acompanhada de limites. Zombar de Jesus nao e correto, com constituicao ou nao tendo pei que comprove isso, porque a Biblia ja comprova, Jesus ama a todos e nesses ultimos dias as pessoas tem tido chance de aceitalo, e serem perdoadas mas ium dia Jesus vai voltar e vai julgar a todos segundo as suas obras e ai a conciencia vai pesar e se nao se arrependerem antes do julgamento final, depois serao castigados.

  24. Sônia Maria Silva de Mattos

    -

    24/01/2014 às 16:58

    “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu de nada (nem de ninguém) serei escravo”.

    Portanto,não assisti,sendo assim não me incomodou;Melhor para os cristãos é estar no centro da vontade do Senhor, obedecer, ler sua palavra, entender a direção de Deus. Na minha humilde opinião, se nós formos nos importarmos estaremos dando ibope para satanás;”o melhor de tudo é levar boas novas” o que mais tem no Brasil e no mundo, são almas sedentas, esfomeadas,em estado terminal esperando uma palavra de Deus para serem libertas. O Senhor nosso Deus tem pressa, JESUS ESTÁ VOLTANDO.

  25. Ariane

    -

    24/01/2014 às 16:50

    Infelizmente a maioria dos integrantes do porta dos fundos são ateus, por isto eles não respeitam a religião de ninguém, eu não conseguir chegar ao final do video especial de natal, repugnante. Existes tantos temas pra brincar, mas percebe-se nitidamente que um dos focos dos roteiristas é provocar os cristãos. Não precisa acreditar em Deus, mas respeitar a fé do outro é obrigatório.

  26. Arthur

    -

    24/01/2014 às 15:31

    Petralha irritado, vê um pastor do outro lado da rua e decide colocar para fora todo o seu ódio aos religiosos que só querem saber do dinheiro do povo.
    - Seu pastor viado filho da puta!
    - Viado é você!
    - Homofóbico!
    - E puta é a sua mãe!
    - Puta não, profissional do sequiçu. Seu nego preconceituoso!
    - Eu não sou negro, sou branco.
    - Racista!
    - Ah vai a merda, isso é um absurdo, vou te processar!

    E no dia seguinte, manchete nos jornais: Pastor preconceituoso, racista e homofóbico, ofende um cidadão e viola o estado laico usando a justiça para rechaçar nossa liberdade de expressão.

  27. luiz carlos xavier da silva

    -

    24/01/2014 às 12:36

    Também me senti muito ofendido pelo ´mal´humor a nós cristãos,não tive vontade nem de ver o vídeo até o final…mas o texto é completíssimo pela visão de quem entende mais do assunto…

  28. Eduardo Ramos

    -

    24/01/2014 às 11:33

    Da mesma forma que os cristãos se ofendem com a brincadeira que fazem em relação a isso os que não acreditam podiam se sentir iguais em relação aos que os cristão tentam enfiar guela abaixo de quem não acredita, sendo que não é um humor ou brincadeira…

    Siceramente acho que cada um devia se preocupar menos com os outros e cada um viver suas vidas em paz, com suas crenças e etc….

  29. Renato

    -

    24/01/2014 às 10:37

    Nilson, concordo que são um bando de mauricinhos sem graça, mas a mídia não está fechando as portas para eles. Ao contrário! Tudo que surge para denegrir os valores cristãos é bem-vindo pela mídia, inclusive um deles foi contratado pela Globo recentemente.

  30. samuel

    -

    24/01/2014 às 10:08

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  31. Cesar

    -

    24/01/2014 às 9:43

    Acho que as comuidades cristãs devem utilizar o recurso jurídico inclusive para não suscitar um IRA da Irlanda no Brasil. Não se meche com quem está quieto.

    Sds

  32. Marlon

    -

    24/01/2014 às 6:43

    “Walter Williams de novo: “A liberdade de expressão só é realmente posta à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”.” E a pergunta que fica no ar é: quem consideramos? Quem são essas pessoas que consideram alguma coisa? O senso comum? A massa? A lei? eu? você?.. Piada é uma questão de contexto, quando você se referiu ao Tim Lopes não teve graça mas se um humorista diz a mesma coisa ele é processado, se faço uma piada sobre minha mãe para 1000 pessoas é engraçado, mas se faço a mesma piada sobre a mãe de alguém ele pode considerar ofensivo. A industria do processo achou uma “teta”. O artista (humorista) vive de aplausos e/ou risadas, onde o público seleciona naturalmente o que fica e o que termina. Consegui ler alguns comentários e percebi que a discussão tomou um rumo religioso sem ao menos considerar o próprio título da matéria. Como citaste que existem pessoas que já vem de fábrica com todos os antidepressivos fica nítido também que algumas ja vem com todas as depressões possíveis. Excelente texto.

  33. MINO NETO

    -

    24/01/2014 às 0:37

    Parabéns, Reinaldo! Acho os vídeos ofensivos, mas também os acho sem graça e carregados de uma intencionalidade preconceituosa, o que os torna uma forçação de barra mesmo.. Simplesmente me desinteressei pelo trabalho do grupo. Por outro lado, acho que nossa legislação – inclusive constitucional – impoe uma espécuie de regulção da liberdade de expressão, adequando-a a outros princípios que tratam do respeitos as crenças religiosas.

  34. augusto leite

    -

    24/01/2014 às 0:23

    O momento é eles avacalharem com os políticos, e porque com os cristãos que não fizeram nada a eles, nem a ninguém ?

  35. Raimundo Costa

    -

    23/01/2014 às 23:33

    Pois é, é isso que eu faço, não vejo um vídeo desse pessoal e pronto.

  36. rutinea jordao

    -

    23/01/2014 às 23:29

    gostei da lucidez da analise. Sou catolica e busco respeitar a todos, pois este e o ensinamento cristao. mas tudo tem limite, como o proprio artigo salientou: ha lei para garantir a liberdade mas ha lei para respeita la tambem. Nao vale a pena polemizar, o tempo mostrara a razao.

  37. Augusto

    -

    23/01/2014 às 21:50

    Excelente texto. Meus parabens pela lucidez na discussão de um assunto polemico como a liberdade de expressão.

  38. H Mendes

    -

    23/01/2014 às 20:53

    Ótimo texto, Reinaldo. Que bom ver alguém reconhecendo tanto a liberdade de expressão, como a de se sentir ofendido. Está difícil achar gente na mídia que é capaz de fazer tal análise – ainda que simples, certo?

    O fato é que no Brasil ou se vê jornalista vermelho por ideologia ou vermelho por vergonha de defender estes princípios, fundamentais a qualquer democracia moderna e séria. Parabéns por ser exceção.

  39. rute m fernandes

    -

    23/01/2014 às 20:41

    DEUS é fiel esta no controle, JESUS É tudo e tem todo o poder não devemos nos preocupar com a porta dos fundo,mas com a porta que vai nos levar para o céu A OBEDIÊNCIA a NOSSO SALVADOR JESUS CRISTO QUE DEU SUA VIDA EM TROCA DA NOSSA, QUE É DIGNO DE TODA HONRA,TODO LOUVOR E TODO PODER,TE AMO JESUS.

  40. Bruno

    -

    23/01/2014 às 20:10

    Dê a outra face e amai uns a outros. Foi isso que ele disse. Cumpra!

  41. cesar coitinho

    -

    23/01/2014 às 19:31

    Sou Ateu mas mesmo relutando um pouco tive que concordar com esse texto.

  42. sem noção

    -

    23/01/2014 às 18:41

    Pânico, CQC, Porta dos fundos… Mesma trajetória… Mereceriam o prêmio nobel de química… Ainda bem que não assisto TV aberta… e Também desisti do PdF faz tempo…

  43. nilson

    -

    23/01/2014 às 17:59

    Meu este pessoal é muito babaca, é isto. Um bando de mauricinho sem graça tentando fazer graça e atraindo pra si o repúdio de todos e eles conseguiram, a mídia já se ligou e já está fechando as portas pra eles, pois a imagem afastam os consumidores.Se ferraram.

  44. Paulo Corrêa de Araújo

    -

    23/01/2014 às 16:56

    A verdade é essa mesma. Porque esses caras todos não avacalham com os dogmas dos islamitas? A novelas da Globo também, de vez em quando, fazem escárnio com os cristãos, justamente porque sabem que eles não vão explodir uma bomba nos estúdios da emissora. Mexam com os terroristas islâmicos para ver.

  45. valdinea

    -

    23/01/2014 às 16:11

    Desrespeito total a cristo e aos que acreditam nele.
    Deveriam ser processados, esse porta dos fundos.

  46. MARCELLO NOOR

    -

    23/01/2014 às 15:39

    JESUS DIZ ,NO EVANGELHO,QUE NEM AS PORTAS DO INFERNO,PREVALECERAM CONTRA A SUA IGREJA,QUANTO MAIS AS PORTAS DOS FUNDOS.

  47. silva

    -

    23/01/2014 às 15:20

    Isso é imaturidade ou desespero, pela falta de criatividade, para ganhar dinheiro fácil. São adolescentes ainda que não conseguem superar essa fase da vida. Crianças mimadas. Filhos de mamãe. Não é fácil lidar com adolescentes que ainda chupam dedo.

  48. marcosbonn

    -

    23/01/2014 às 15:10

    Sugiro As Portas do Inferno,(Portas dos Fundos), a conhecerem o inferno na terra. Vão faz umas graçinhas, com os islamitas, como fizeram com os cristãos.

  49. Sérgio Barros

    -

    23/01/2014 às 14:59

    Nota 10 esse texto! Muito bom, Reinaldo

  50. JPS

    -

    23/01/2014 às 14:47

    RESPEITO A OPÇÃO RELIGIOSA,QUALQUER QUE SEJA.MAS UMA COISA EU NÃO CONCORDO,FAZER PIADA DE BAIXO NIVEL COM A FIGURA DE CRISTO,QUE PARA MIM É O MAIOR EXEMPLO QUE UM SER HUMANO PODERIA DAR,ISSO CONSIDERO FALTA DE CULTURA E HIPOCRESIA.MAS O PRÓPRIO CRISTO DISSE,AINDA NA CRUZ, ENTRE SUAS ÚLTIMAS PALAVRAS:PAI PERDOAI PORQUE NÃO SABEM O QUE FAZEM.

  51. Fernando Soster Bortolotto

    -

    23/01/2014 às 14:37

    Eu comecei a ver porque um colega de estágio vivia me contando dos vídeos deles. “Assinei” eles no youtube e vi por um certo tempo. Meu irmão sempre os achou sem graça. Não tava vendo tanto este canal até que no natal liguei o computador para dar uma olhada na internet. Colocaram um vídeo que não tem graça nenhuma e justa numa data santificada. O único objetivo possível era irritar os religiosos. Dizer que quem não crê é que são os superiores, porque tudo aquilo de sofrimento, de pecados, de uma vida de respeito ao próximo é balela, que perdão e redenção não vale nada. Jesus crucificado não tem importância nenhuma, imagine? Tá fora de moda, é velharia e feio. Perderam este assinante e espero que muitos mais, principalmente patrocinadores. Meu vizinho no outro dia comentou indignado sobre o vídeo, ele é evangélico e não conhecia o Porta dos Fundos. Neste caso o Feliciano está certo.

  52. daniel chynayd

    -

    23/01/2014 às 14:23

    Não poderia me furtar de o elogiar, senhor Azevedo. Muito lúcido e inteligente. É alentador notar um conservador inteligente aqui no Brasil. Espero que permaneça tecendo textos maravilhosos e eu, estarei aqui, curtindo um bom texto.

  53. franco

    -

    23/01/2014 às 14:12

    Mto bom…
    Mas é aquela coisa…
    A internet serve pra isso, voce tem o poder da escolha… se vc nao quer ver nao clica… mas tbm concordo com o repudio dos cristaos… Mas ainda sim parte da primicia… quem nao quer ver, que nao veja… ninguem esta com uma arma em sua cabeça obrigando vc a assistir…

  54. Valton

    -

    23/01/2014 às 13:44

    Salve, AR!
    Que perda de tempo. Se o budismo veio antes, ou o maometismo veio depois, ou que religião ou fé veio antes ou depois não importa; tampouco o ponto de referência para determinar ou identificar o que é “antes” ou “depois”. Tudo provém da evolução do espírito humano, da mente humana, da inteligência humana, do raciocínio racional (epa!), quero dizer: não racionalista. Como alguém que perguntou a um escultor: – “Como você conseguiu esta maravilhosa obra de arte em uma pedra de mármore totalmente irregular; que gênio, que habilidade, que inspiração…”? Ao que respondeu o esteta (o sujeito que esculpiu a obra de arte): – “Nada…! O RESULTADO JÁ ESTAVA NA PEDRA; EU SÓ RETIREI O QUE ESTAVA SOBRANDO”. Eu, pessoalmente não vi (de: vídeo) nada disso que está no seu texto (e, obviamente nem vou assistir), mas pela razão de tê-lo lido inteiramente e agradeendo pelo seu esforço intelectual. Ainda, para não abandonar o caminho das citações acompanha uma chinesa (a primeira era grega; e todas com dono): – “As crianças sempre atiram pedras nas árvores que dão frutos”.

  55. maria amélia junqueira Franco

    -

    23/01/2014 às 13:22

    É estarrecedor saber q. Caixa e Fiesp são PATROCINADORES de uma coisa q. nem porta dos fundos,e ainda estarrecedor q. 5 criaturas são necessarias pra produzir um humoe(?) grosso e rastejante como fazem;não vale dizer q. é só desligar, não;não professo nenhuma religião,mas apoio cristãos e catolicosq. toquem um belo processo nos 5 responsaveis

  56. maria amélia junqueira Franco

    -

    23/01/2014 às 13:10

    tudo é permitido ,mas nem tudo me convem:e nem tudo é pra todos, e viva S. Paulo, santo q. não é da minha preferencia, mas aí acertou em cheio!Estupidos e grosseiros esses porta dos fundos, pelo jeito essa porta abre para o esgoto.

  57. DAVID NOMERO DE MACEDO

    -

    23/01/2014 às 13:08

    PENSEI QUE SÓ EU TIRIA DESISTIDO DO VÍDEO DO PORTA DOS FUNDOS………TÓ CHEIO DE TOLICES E DE ARTES QUE NÃO PASSAM DE LIXOS PARA BOBOS VEREM……TIPO BBB.

  58. Kleyner Arley

    -

    23/01/2014 às 12:47

    Perceba que o artigo do Código Penal citado prevê punição para aquele que escarnece ALGUÉM por sua crença. O vídeo do Porta dos Fundos escarnece a religião cristã e não um indivíduo específico.

  59. Arthur

    -

    23/01/2014 às 12:35

    Fala comigo!, tu tava engasgado com essa p*** não é? Só escreve-se muito e tão bem organizado quando se rumina bastante. Boa Rei!

  60. Pietro Guerriero

    -

    23/01/2014 às 12:15

    Humor na midia brasileira e’, em geral, de baixo nivel. Das “escolinhas”, Praca disso e daquilo, Zorras e outras, pouco se aproveita. E’ so’ conteudo apelativo, nudez sem proposito e baixissima inteligencia.
    Nos cartuns, havia nivel melhor na epoca do Henfil, Angeli, Millor, Jaguar e outros. Mas acho que sou saudosista

  61. Alfredo Andrade

    -

    23/01/2014 às 11:52

    Longo, longuíssimo, mas importante para abrir a cabeça de certos moralistas cuja único “dever” é “ter direitos”. Mais uma vez, sensacional.

  62. maya

    -

    23/01/2014 às 11:38

    Nem sabia que essa tal porta dos fundo existia. Bom também tanto faz,
    acho que não perdi nada.

  63. Ana Lucia Mendes Ribeiro

    -

    23/01/2014 às 11:30

    Que posso dizer? Sua inteligência sempre a me surpreender, sua firmeza de posições, sua ausência de medo da patrulha ideológica… Poderia passar horas a listar qualidades em seus textos, mas, infelizmente, estou aqui a lamentar que tais qualidades não sejam contagiantes, não se espalhem pelo ar, como se espalhou a idiotice de “esquerda”.

  64. Ronaldo

    -

    23/01/2014 às 10:31

    Reinaldo:
    O terrorismo blasfematório de fundo sexual (ou erótico) corresponde a uma das frentes de combate para destruir o pouco que resta de cristianismo nas mentalidades. É o triste epílogo de um processo histórico em que os católicos foram, permanentemente, recuando a ponto de hoje se acharem sob as mais diversas formas de perseguição, desde a sanguinária que se observa nos países islâmicos, até a libertária que se propaga nos países outrora cristãos. Tudo fruto de uma linha de ação que prestigiou as contemporizações e os recuos. Mas, isso servirá de lição para o futuro não distante em que o rumo dos fatos começará a mudar.

  65. Samuel

    -

    23/01/2014 às 10:26

    Sou ateu e também achei vulgar o vídeo da imagem de Jesus na vagina. Já o de Natal me pareceu engraçado. Obviamente, não chegam aos pés de Monty Phyton.

  66. raphael turra

    -

    23/01/2014 às 10:24

    Reinaldo, somente duas coisas em relação ao Monty Python: (i) concordo que os filmes do Monty Python são, no geral, excelentes; mas me pergunto se você já assistiu ao “Flying Circus”. Se já, sabe que o grupo inglês teve péssimos momentos (uma tristeza, dignos de Os Trapalhões), apelando à uma graça dificilmente compreensível, mesmo levando em conta a peculiaridade do humor inglês e (ii) o final de “A vida de Brian” é bastante ofensivo aos cristãos… ou você quer me convencer que fazer Cristo cantar na crucificação (evento mais importante do Novo Testamento) é de bom gosto ou pouco ofensivo?

  67. HENRIQUE ARAUJO DE SOUZA

    -

    23/01/2014 às 10:21

    Difícil acrescentar algum comentário.O excelente texto contempla todos os aspectos inclusive os legais, as previsões constitucionais, etc.Não vejo porque crenças pessoais possam causar tantas críticas, desrespeitos, etc.Na minha opinião essas pessoas que atacam cristãos, muçulmanos ou judeus, elas sim, são doentes,da mesma linhagem de personagens como Hitler, Stálin e outros “benfeitores” da humanidade.

  68. Ricardo Perrone

    -

    23/01/2014 às 10:12

    Comparar o “Porta dos Fundos”ao “Monty Python” é no mínimo desconhecer a inteligencia de um e de outro!
    Assim como nosso povo, inculto, iletrado e mau educado, nossos políticos também o são e na maioria das vezes os que escrevem na mídia se “achando” são de uma cultura muito deficiente.
    Como disse o tal de Fábio, somos em cinco! Caramba e sai o que saiu!!!! Tenho acompanhado alguma coisa deste grupo e uns 98% realmente não dá para rir nem se entreter!!!
    Tenho saudades do Jerry Seinfeld do Mad about you e outros, infelizmente todos ou produções americanas ou inglesas (estas últimas ótimas) por que nestes países existe cultura que ajuda no “bom gosto” que é o que falta à maioria de nossos comediantes! Né Rafinha?

  69. Lenieverson

    -

    23/01/2014 às 10:11

    Carissimos, alguns estao errados quando dizem que não existe censura sadia. Sim, existe sim, mas ela está sendo limada pela esquerda festiva. Quando alguém, dentro do processo educacional bloqueia a criança o uso de internet, videogame, celular ou até TV, pode-se configurar uma censura de direitos da gurizada? Não, é algo que gera aprendizado e legado futuro. Continuando, quando se dá uma palmadinha na criança para educar, significa que está se censurando o ‘direito humano’ da Criança? De acordo com a Maria do Rosário, sim, mas para mim, não.Ou quando se adulto, e proíbe que funcionários de uma repartição, use as redes sociais, significa que se está censurando supostos direitos? É claro que não. E o que de Jesus Cristo, quando expulsou os vendilhões do templo por fazer do lugar um comércio. Pode-se dizer que Jesus, censurou a ação daqueles que queriam fazer do tempo um lugar de mercenária. Todos esses casos, são o que pode ser chamadas de censuras sadias ou correção que, infelizmente, está se relativizando criminosamente, pode-se dizer assim. Diante disso, vou reescrever algumas falas do Feliciano com comparações, mas antes de citá-las, digo que sou católico que tenta seguir o magistério da Igreja e não concordo com muita coisa que ele, Feliciano diz, mas não em certos méritos proferidos por aí, mas vamos lá:
    “ Esse vídeo ofende os cristãos. Não há necessidade de fazer humor com religião. Deixem os cristãos em paz. Esse não foi o primeiro vídeo. Agora, esperamos que eles tenham limite. Se não colocarem limites, vou convocar todos os religiosos a fazerem um boletim de ocorrência contra eles. No mínimo, vai dar muita dor de cabeça”.
    Essa fala do Feliciano, lembra-me o famoso caso da “Casa dos Autistas” , um quadro que era exibido no programa “Comédia MTV”, nos anos de 2010 e 2011. A “Casa dos Autistas” era uma sátira de mau gosto da Casa dos Artistas do SBT. O quadro, óbvio gerou uma reação fortíssima de entidades ligadas a autismo. Em 2011, não lembro, mas creio que um político ingressou com uma ação contra o programa, que foi aceita na justiça. Mas, independente ou dependente da ação, não sei, a direção da MTV retirou o quadro do programa, pediu desculpas e passou a veicular mensagens educativas em favor do autismo – que como sabemos, não é uma doença. A repercussão negativa e o processo, deu um sustinho e dos bons na MTV. Depois, na mesma MTV, houve o caso do PC siqueira que sugeriu pichar igrejas católicas, a mesma coisa foi criticado e parou de fazer aquilo – mesmo a contragosto.
    É censura? Não. No humor, há um limite sim, principalmente, quando deixa de respeitar a sacralidade das religiões. Mas vamos a outra fala do Feliciano:
    “Aproveito para, encarecidamente, pedir à V. Sa. e seus representados que reflitam sobre o patrocínio que estão proporcionando ao site chamado Porta dos Fundos que, reiteradamente, vem através desses vídeos, que alegam proporcionar humor aos seus espectadores e nada mais fazem do que achincalhar as pessoas como nós que professamos a fé cristã”.
    Nada demais, ele chama atenção para o Código Penal e a constituição do Brasil é preciso lembrar que, também duas associações católicas, em particular, exigem a mesma coisa. Então, qual é o problema? Todos podem criticar o Feliciano, eu tenho minhas críticas negativas também, mas ele foi eleito democraticamente, tem seu eleitorado e certamente será reeleito. Mas quem critica o Feliciano, deve criticar o Protógenes Queiroz e o Jean Wyllys que só estão deputados, devido ao voto de legenda. E são infinitamente piores que o Feliciano, a eles nenhuma crítica? Tá brincando, não é? Eu creio que é preciso melhorar os argumentos. Porque os que estão sendo dados, são tão fraquinhos que chegam a dar dó e um nó no coração.
    Mas, eu entendo tanto questionamento acerca da palavra censura. Você, o Tio Rei, o Setti, o Constantino, o Augusto Nunes , o Blinder e outros atracaram a palavra censura somente num porto chamado ‘Ditadura Militar’ ou ‘Regime de Exceção’. No entanto, deveriam observar que a palavra censura têm politranscendências, ou seja, têm vários sentidos e têm polisemiologias ou seja possuem vários significados. O que ficou impregnado apenas a parte ruim da palavra. Vou explicar melhor:
    Quando digo que a censura é politranscendente, quero trazer a baila, aquilo que, por exemplo, os dicionários em português e em inglês definem por censura. No dicionário em português, diz que a censura é um ato ou efeito de censurar, é uma repreensão, é a dignidade ou função de um censor, é um exame crítico de obras literárias ou artísticas e, por último, é a condenação eclesiástica de alguma obra (lembram-se do caso Leonardo Boff X Cardeal Josef Ratzinger X João Paulo II, quando o Boff foi censurado ou silenciado obsequiosamente por causa da Teologia da Libertação?). No dicionário inglês, por exemplo, diz que censura é uma crítica feita adversamente em relação a algo, é uma culpa e, por final, um ato de reprovar.
    Já quando falo da censura do ponto de vista polissemiológico, quero trabalhar com a ideia de que a censura tem vários significados, por exemplo: na religião, na educação escolar; profissional e familiar, na relação entre pessoas, etc.
    Portanto, há uma censura boa, sim.

  70. Cáthia Zago

    -

    23/01/2014 às 9:16

    Gostaria de comentar mais vezes,acontece que nem sempre dá tempo.Mas esse texto não posso deixar passar em branco.Perfeito!
    Grande abraço.

  71. Edson Block

    -

    23/01/2014 às 8:50

    Sou evangélico e antes de mais nada, nem o marco Feliciano (em minúsculas como sua moral cristã) e nenhum outro autoproclamado líder religioso me representa. Estão todos a anos luz do que Cristo formulou no seu evangelho. Também assisti ao vídeo em questão sobre a imagem de Cristo numa vagina, e sinceramente, não me ofendi em nada, pois primeiramente foi uma piada totalmente sem graça, mas tão sem graça, que poderiam ter encontrado a cara do Sarney (também obviamente em minúsculas) na vagina e a do lula-molusco (sem comentários) logo abaixo que continuaria sem graça e sem propósito. Penso que quem se ofende é porque ainda tem sua fé e religiosidade atrelada à opinião e observação de outrem, o que lhe impulsiona a tentar defender-se daquilo que considera um “ataque” a sua fé. Pura baboseira. Ataque à fé recebem inúmeros missionários que estão em países onde cristãos são considerados como inimigos e por isso mesmo são perseguidos, agredidos e muitos são mortos. Quanto aos propalados líderes evangélicos, principalmente os televisivos, são na realidade a projeção moderna de antigos líderes do império romano, que na falta de coisas mais substanciosas para fazer, providenciavam ao povo “pão e circo”. É o que se faz hoje, e a maioria dos evangélicos embarca nessa nau furada, enquanto milhões de necessitados estão à espera de uma ajuda amorosa para resgatá-los das dificuldades, ficam tal qual ovelhas estúpidas, balindo ao comando de seus pastores, que nem ao menos lobos são mais; não passam de porcos a chafurdar na lama da corrupção, tanto do corpo bem como da alma. Porta dos fundos, da frente ou do lado, pouco importa.

  72. Creusa

    -

    23/01/2014 às 8:36

    Na Bíblia está escrito (Gálatas 6:7): “Não vos enganeis, de Deus não se zomba, pois tudo o que o homem semear, isto também ceifará”.-Eis aqui alguns homens:

  73. Paulo Henrique

    -

    23/01/2014 às 8:17

    Ivan Jones tu ao menos leu o texto?! Os crentes não precisam provar nada, escarnecer publicamente de alguém por conta de sua crença é crime. E o que é o Youtube e a internet em geral, senão uma plataforma digital de domínio público. Sendo assim o canal Porta dos Fundos têm todo o direito de postar conteúdo com as inclinações artísticas e ideológicas que lhe derem na telha. Assim como os cristão têm o direito de no caso de se sentirem ofendidos de qualquer maneira recorrerem a justiça.
    Tenho medo de ver no que esse país pode se tornar,pois se percebe que recorrentemente as pessoas vão as redes sociais e à outros veículos digitais, para dizer que os cristãos são contra a liberdade de expressão, são contra os direitos deste ou daquele segmento da sociedade. E esses são os mesmos que acham que eles não podem entrar com ação na justiça, que os políticos que os representam elegidos democraticamente não podem falar nas tribunas, fazer parte de comissões ou qualquer coisa parecida.
    Enfim querem tapar nossa boca e atar nossas mãos, mas cordeiro entre nós só ouve um, que foi imolado e crucificado em uma cruz para expiação de nossos pecados.

  74. rodrigo

    -

    23/01/2014 às 8:05

    Excelente texto Reinaldo, como sempre.

  75. Antonio

    -

    23/01/2014 às 7:16

    Dizem que são comediantes, mas seus esquetes agressivos, desrespeitosos, carregados de ódio, de rebeldia, só nos trazem lágrimas e tristeza.

    Sim, cristãos são pacíficos.

  76. Pedro

    -

    23/01/2014 às 6:44

    Reinaldo, agora você cometeu um grande equívoco. O Marcos Feliciano está propondo algo antidemocrático e destrutivo. Ele sugeriu que milhões de evangélicos processem o grupo. Seria um bomba contra o grupo, pois é economicamente impossível responder a tantos processos. Isso certamente faria o grupo parar com qualquer piada contrária aos interesses dessa gente. A Folha sofreu esse tipo de ataque por parte da Universal. Milhares de fiéis processaram o jornal por publicar uma matéria que desagradou o bispo. Já imaginou se todos os esquerdopatas irritados com os seus texto decidirem processar você e a Veja alegando uma bobagem qualquer? Percebe como é sério? Seria impossível impedi-los, pois, como você disse, todos são livres para processar qualquer um. Os esquerdistas, como os fiéis da Universal, não possuem uma carteirinha de sócio. Portanto, não se poderia provar que eles estariam fazendo isso por razões ideológicas. É óbvio que esse tipo de atitude apenas judicializa a vida política do país. Desse modo, os jornalista e humoristas vão se expressar apenas se um juiz não considerar aquilo uma manifestação ofensiva aos direitos subjetivos de um grupo X? E quem irá julgar a opinião dos juízes sobre opiniões políticas e piadas? É preciso distinguir bem as coisas. Ofender a honra de uma pessoa específica, como ocorreu no caso Wanessa/Rafinha, é uma coisa, mas fazer piada com uma religião ou uma opção política, questões políticas genéricas, é outra. O Feliciano é ridículo! Ora, milhões de gays não estão processando humoristas que zombam dessa opção sexual, nem o Feliciano por dizer que eles vão para o Inferno. Mas qualquer pessoa pode processar quem a agrida diretamente em sua opção sexual, eis a grande diferença! Assim, se um cristão, gay ou simpatizante do Genuíno quer processar alguém por fazer piada ou emitir uma opinião, precisa provar que isso violou os seus direitos de uma forma direta e específica, e não apenas genericamente por ele ser cristão, gay ou não concordar com as opiniões políticas do autor.

  77. bruno carvalho

    -

    23/01/2014 às 6:28

    Excepcional artigo, Reinaldo.

  78. Johann Melo

    -

    23/01/2014 às 5:21

    Quantos comentários sem fundamentos inteligentes e outros até do senso comum, não estamos discutindo aqui a religião em si e sim a liberdade de expressão, Todos tem o direito de ir a juízo pelos motivos que quiserem, a respeito do “Porta dos Fundos”, já vi alguns vídeos, não gostei e por isso não os assisto mais, As piadas deles são imorais e desrespeitosas, entendam que para um cristão, fazerem piadas com Cristo é o mesmo que falarem mal de suas famílias, e é motivo sim de ir a justiça, eles demonstram ser covardes e com o objetivo de humilhar os seguidores de cristo.

  79. deaC

    -

    23/01/2014 às 5:17

    Não vi o vídeo. Não pretendo ver. Não sigo nenhuma religião, mas entendo que se uma pessoa cristã, católica, evangélica ou qualquer outra religião que siga os doutrinamentos de Cristo se sentirem ofendidos, é dever moral mover uma ação contra os ofensores.
    Há um certo cinismo por parte das pessoas com essa tal liberdade de expressão. Há quem diga que liberdade de expressão é mandar o outro calar a boca, liberdade de expressão é não calar a boca, logo, há que se assumir as consequências.

  80. Danilo

    -

    23/01/2014 às 3:37

    Eu também acho, que apesar dxe tudo, que democracia acima de tudo e o Porta dos Fundos de que ter o direito de continuar dizendo tudo sem censura alguma do estado que laíco…ainda.

  81. José Carneiro

    -

    23/01/2014 às 2:37

    O Editor, peço desculpas por não ter argumentado melhor, mas minhas capacidades não tantas.

    Quando falo de uma sadia censura, quero falar de uma justiça que não permita que erros sejam espalhados.

    Se a ação dos católicos sair vitoriosa e o grupo Porta dos Fundos tiver de pagar alguma indenização por causa dos ataques ao Cristianismo, conforme a lei, não seria uma censura na prática? Pois se todos podem se expressar livremente, como alguém pode ser punido por usar esta liberdade de expressão? Seria contraditório a justiça condenar todos os difamadores enquanto eles podem dizer que têm liberdade para expor o que quiserem. Ora, então ninguém mais iria pagar por crime de calúnia?
    E se a justiça condena os caluniadores e difamadores, mas não corrige os erros, não tirando-os de circulação? Onde isso ocorre as verdades não são valorizadas e mentiras podem ser cada vez mais influentes.

    Quer um exemplo? A mentirosa e debochada carta do Gregório Duvivier a Dom Odilo Scherer teve 21 mil recomendações, enquanto as cartas de resposta a ela nem juntas conseguiram metade desse valor… o que mostra que em sociedades sem noção do real, a verdade pouco importa e a mentira continua fazendo seguidores, sem impedimentos.

    Pode parecer que estou sendo ingênuo, utópico, talvez até seja isso, mas pela lógica, sem uma censura que funcione como moderadora, como há neste blog para seu próprio prestígio, visando impedir que covardias e desrespeitos humilhem sem direito o que é inocente, é impossível que haja uma justiça realmente equitativa, que dê direito a todos os partidos de dialogarem amistosamente e encontrarem um fim comum e bom, como, eu creio, estamos fazendo nesta discussão.

    Eu, de maneira alguma, quero uma censura que favoreça o partido do censor e não dê espaço para que os opositores tenham capacidade de defesa. Não vejo comentários desrespeitosos ou de defesas absurdas neste blog, certamente porque o censor do blog não publica tais comentários, o que aumenta a qualidade dos argumentos e teses de todos os leitores, nem sempre em sintonia com a opinião do autor, como é este meu caso neste assunto. Um país não é um blog, porém o fundamento que mantém um blog num alto nível de credibilidade, também manterá um país.

    Estamos num país onde o famoso marxismo cultural emburreceu não uns pequenos grupos isolados, mas quase toda a população, a deixando susceptível a toda ameaça ideológica bem orquestrada, e este fenômeno só floresceu porque encontrou facilidades para si e dificuldades para os opositores. No Brasil, se alguém falar que o PT arruinou tudo, as pessoas só ligam com o superficial aumento de renda e acham que foi a salvação do mundo, porque simplesmente a liberdade de expressão, sem um árbitro que modere as discrepâncias entre as partes, é o mesmo que David contra Golias: só Deus pode fazer David ganhar, e são poucos os que merecem a ajuda divina numa época como a nossa!

    Enquanto a verdade não for prestigiada – dou mesmo ênfase nas repetições – a mentira descarada, sem bloqueios legítimos e eficazes que pelo menos a deixe com o mesmo alcance que as formas honestas de liberdade de expressão, continuará a alastrar-se e fazer multidões de iludidos.

    Mais uma vez, não falo de censura comprometida com ramos ideológicos, mas fiel às leis do país, que mitigue os exageros e não permita que as desonestidades tenham mais meios de se espalhar que a verdade.
    Contudo creio que meu pensamento é impossível de se concretizar, não sou lunático como a maioria dos propagadores da mentira…

    Meus cumprimentos!

  82. Duduzinho

    -

    23/01/2014 às 2:25

    …acusou o golpe. Acha que pode mexer com quer que seja, principalmente se são Cristãos. Mas se os Cristãos revidarem fica com raivinha. …

  83. Fernando Cavalcanti

    -

    23/01/2014 às 2:24

    Sou cristão. E exatamente como o Reinaldo, deixei de assistir ao PF por causa daquele vídeo de mau gosto, com a menina na mesa ginecológica. Para mim, aquilo foi chocante. Pelo respeito e fé que tenho em Jesus, jurei a mim mesmo jamais assistir novamente a um vídeo dessa turma enquanto viver. E, quer saber?, não estou sentindo a menor falta.

  84. Cronos

    -

    23/01/2014 às 2:07

    Respondendo ao Ivan Jones das 22/01/2014 às 22:10.

    Nada disso companheiro.A fé dispensa provas.”Bem aventurados aqueles que não viram e creram”.Se eu acredito o problema é meu e a minha fé não pode ser motivo de chacota.
    O artigo 208 do CP fala em “Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou…”

    Entendeu? A minha fé está protegida por lei e eu não preciso provar nada.Você perdeu uma grande chance de ficar calado.

  85. Cronos

    -

    23/01/2014 às 2:00

    Esses caras desse site de engraçados não têm nada.Vi apenas um vídeo, logo que apareceram, e depois nunca mais.São uns chatos.
    Esse tal de Fábio Porchat consegue ser mais chato que o Adnet.E além de tudo,em termos de cultura geral,são verdadeiros ignorantes.
    Leram aquela literatura indicada por aquele professor barbudinho,vestindo a camiseta do Tchê Guevara e mais nada.Na minha opinião,são uns toupeiras de beira de estrada.

  86. marley

    -

    23/01/2014 às 1:45

    REINALDO, SUBLIME O TEXTO: UMA AULA DE LÓGICA; BOM SENSO; LUCIDEZ E DEMOCRACIA. SUGESTÃO: POR QUE O PORTA DOS FUNDOS, COM ESSES GÊNIOS, QUE LÁ ESTÃO NÃO FOCAM INCESSANTEMENTE NO DESCALABRO QUE ASSOMBRA O PAÍS, ORIUNDO DAS MARACUTAIAS DO PT , E POLÍTICOS EM GERAL. INCLUSIVE DE NÓS MESMOS BRASILEIROS POUCO AFEITOS AO DIREITO E AO RESPEITO DO INDIVÍDUO E DA COLETIVIDADE??? SE FICASSEM SÓ NO PT, JÁ SERIA UM FILÃO E TANTO. É MOTE INFINITO PARA SER EXPLORADO E ABORDADO, SERIAM PIADAS COM O TRÁGICO A CADA MILÉSIMO DE SEGUNDO. AJUDARIAM, INCLUSIVE A CLAREAR AS IDÉIAS DA POPULAÇÃO. AH, MAS ISSO NÃO LHES INTERESSA; AFINAL, FAZEM HUMOR IDEOLÓGICO! E VÃO COLHENDO OS “BENEFÍCIOS” DAÍ ADVINDOS…DENTRE OS FÃS DEVEM ESTAR:LULA; DILMA; SARNEY..ETC…MEIO CLICHÊ ISSO, MAS É A VERDADE; EU ACHO. TANTAS COISAS TRÁGICAS, GROTESCAS, QUE PERMEIAM NOSSAS VIDAS, QUE BEIRAM O ABSURDO…E QUE COMO VC DISSE “…EM ESSÊNCIA, O HUMOR SEMPRE FALA A SÉRIO..” QUE A TURMA PODIA ABORDAR ESSES TEMAS MAIS IMPACTANTES E GROTESCOS, QUE FAZEM CHACOTA DA NOSSA REALIDADE TODOS OS DIAS…SERIA SÓ ABRIR UM JORNAL, DE FORMA ALEATÓRIA, TAL QUAL UMA ROLETA E ESCOLHER PRETO OU VERMELHO, EM QUE PÁGINA DER, TERIAM LÁ INSUMO INESGOTÁVEL, PARA ATRAVÉS DA PIADA MOSTRAR O RIDÍCULO DO SÉRIO. POR EX: ZÉ DIRCEU FALANDO AO TELEFONE NA PAPUDA E ETC…A PASSIVIDADE NOSSA EM RELAÇÃO AO ESCULHAMBO QUE É O PAÍS, QUE POVO MAIS CHINFRIN SOMOS E ETC…

  87. Ana

    -

    23/01/2014 às 1:16

    Por todos os ângulos que se olhe, a coisa tá feia. Tem de fechar o Brasil. A população vai para Europa, EUA, China, para onde quiser e os governantes petistalóides vão para Cuba, Venezuela, Coréia e afins.
    Aqui não fica ninguém, deixa o mato crescer.

  88. Antonio Lima

    -

    23/01/2014 às 1:09

    O fato dos islamistas serem radicais irracionais que pensam que tudo deve ser resolvido na base do homem-bomba, não pode ser usado como justificativa para que grupos não façam piadas ou emitam opiniões contrárias aos dogmas religiosos; dogmas esses sem nenhuma comprovação, por menor que seja.
    Particularmente, achei o vídeo do Fundo de Quintal de um mal gosto irreparável, mas eles têm todo o direito de fazer seu humor.
    O Feliciano e outros crentes invocam o “direito à liberdade de expressão” para promover campanhas contra as pessoas GLBT, mas são ditatoriais quando outros grupos emitem opiniões contra suas crenças, como se todos fossem obrigados a acreditar no que eles acreditam.
    Não é justo.

  89. Ana

    -

    23/01/2014 às 1:02

    Gente!, engraçado era o cinema mudo.

  90. Ana

    -

    23/01/2014 às 0:42

    Gil 21:27 – sensacional. Isso sim é humor.
    *
    Mudando de “lugar” aquele ditado: “Não li e não gostei”, não vi vídeo algum e não achei graça. Só conheço Porta dos Fundos de ler aqui neste blog.
    Pra mim, não existe mais programa de humor. Que graça há nisso de “não faço humor de tal religião por que podem jogar uma bomba na minha casa”? Piada infantilóide. A graça se dá, me parece, por que o dito humorista é ousadinho em afirmar o que é tabu. Mesma situação são as piadas de sexo e palavrão. Por que falar de sexo é engraçado? Na verdade, é ridículo. Deve ser engraçado por que um ousado está falando abertamente de um tabu. Ué, todo animal racional e irracional não faz sexo? Qual é a graça?!

  91. Hernane

    -

    23/01/2014 às 0:33

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  92. Maxwell Lopes

    -

    23/01/2014 às 0:09

    Diante de um texto tão inteligente é lamentável ler um comentário tão idiota como o do Ivan Jones. Só imbecis teriam de provar as crenças das pessoas. Ou vc crê ou não. Seja evangélico, espírita, católico, etc.
    Quanto ao Porta dos Fundos, mesmo com tanta liberdade no Brasil, façam algo semelhante em relação a Maomé. Quer ver toda a coragem de vcs e a tal liberdade IRRESPONSÁVEL em que vcs irão se meter. Não é fazer piadinha com Burcas, é falar de Alá mesmo!
    Ai quero ver todo mundo ver em defesa da tal liberdade de expressão, de expressar o humor com os símbolos sagrados de um povo, expondo estes a ridicularização pública.

  93. Rafael

    -

    22/01/2014 às 23:57

    Fábio Porchat e Gregório Duvivier deram provas cabais que são pessoas contraditórias. O primeiro, ao dizer que “o limite do humor é não ter graça” para em seguida dizer que o grupo já se recusou a fazer certas piadas. Mas se o fez, foi certamente por vislumbrar que o humor tem, sim, limites. O segundo, por colocar num pedestal seu direito de se expressar (através de quadros humorísticos), mas negar idêntico direito de expressão a um religioso que criticou seu trabalho. Em outros termos, o direito de se expressar – que ele invoca a favor de seu trabalho – não se aplica aos destinatários deste mesmo trabalho que se sintam ofendidos.
    Há um outro ponto que precisa ser considerado. Os quadros onde se zomba da religião cristã são puro “humor” ou ofensa disfarçada de obra artística? Ora, é sabido por qualquer criança que é possível agredir violentamente os sentimentos de alguém através de “humor”. O bullying é uma das mais francas e explícitas formas de agressão e muitas vezes é feito sob a forma de piadas. É possível portanto praticar os atos mais hostis através de “humor”, que passa a ser uma capa, um verniz a encobrir uma verdadeira intenção de violentar sentimentos. Se me perguntassem “qual o limite do humor” eu diria simplesmente: o humor acaba quando se torna veículo de escárnio, de ofensa, de agressão aos sentimentos ou valores de outrem, ocasião em que o ânimo de agredir vem disfarçado de outra coisa. O humor pode ser uma sofisticada forma de escarnecer de alguém, ocasião em que o ofensor pode se defender dizendo: “foi só uma piada”.

  94. Luiz

    -

    22/01/2014 às 23:56

    O tal do Gregorio Duvivier ficou ironizando o pleonasmo do D. Odilo no tweeter, mas quer pleonasmo pior do que aquele bando de… humoristas, claro, se autonomear “porta dos fu ndos”?

  95. sr. viveiros

    -

    22/01/2014 às 23:56

    deixei de ver esse porta dos fundos faz muito tempo; se puder tentarei evitar comprar produtos de empresas patrocinadoras do grupo.

  96. Blumenau

    -

    22/01/2014 às 23:51

    Reinaldo.
    Teve uns 3 vídeos do pf que achei muito engraça o,teve um de Jesus ,outro com as muçulmanas escolhendo burcas pretas e fazendo comentários como fazem nossas jovens moderninhas.
    Outros achei muito forçado,e não curti mais.E tem a Caixa patrocinando,então piadas sobre o pt e verdades sórdidas sobre os acontecimentos atuais do Brasil ficam acobertados por assuntos que moralmente tiveram respeito como Jesus,amor,dignidade….
    Sou espírita e creio que nada tem a ver se alguém falar bobagens e piadas .Nada pode tirar o foco da verdade.
    Enquanto o pf distrai o povo, a Pátria continua sendo subtraída.Monetária e intelectualmente.Elles são apenas mais alguns brasileiros que colaboram de alguma maneira para manter o povo muiiiiiito ignorante,

    Querido Reinaldo,teu texto é brilhante,reflexo de seu caráter impecável.
    Porém estou descolada.Quando vejo patrocínio da Caixa,Petrobrás,Correios,BNDES, e outros órgão do governo,que pagam milhões por porcaria,jogam nosso dinheiro no lixo,para completar manobras eleitoreiras e apostam tudo na ignorância cada dia maior dos brasileiros.Provocam a cizânia ,a confusão, a burrice,a dependência por esmolas,enfim pão e circo.
    Bom programa para assistir ,Roda Viva será no dia 03 de fevereiro com Romeu Tuma Júnior,com certeza não vamos dar risadas,vamos ficar estarrecidos.
    Acorda Brasil!

  97. Rakynelly Moraes

    -

    22/01/2014 às 23:43

    Reinaldo, você falou por todos os cristãos! Simplesmente perfeito. obrigada.

  98. André

    -

    22/01/2014 às 23:37

    Rei, acho que você deve voltar mais nesse tema. Me refiro aos ataques que nós cristãos sofremos diariamente. Só há comentários sobre pedofilia, que os padres não podem casar, a condenação ao aborto, a riqueza do Vaticano, etc. Esquecem todo o trabalho realizado pelos missionários mundo afora, sem ter nada em troca. Veja o destino da Zilda Arns no Haiti, apenas para citar um exemplo.
    Acho que o porta dos fundos foi o bobalhão da vez, só isso.
    Ab

  99. chato de plantão

    -

    22/01/2014 às 23:26

    Quanto ao vídeo do Porta dos Fundos, ninguém pode reclamar, afinal, ASSISTE QUEM QUER.
    Se o Porta dos fundos quiser fazer um vídeo zombando das vítimas do holocausto, por exemplo, também não haverá nada de mais, afinal, ASSISTE QUEM QUER.
    Se o Porta dos Fundos quiser fazer um vídeo em defesa da pedofilia, não há nada de mais, ASSISTE QUEM QUER.
    O Porta dos fundos fez um vídeo que mostra José como um corno, Maria como uma hipócrita, Deus como um cínico e Jesus como um falso moralista, um vídeo que escarnece do Cristianismo e mostra todos os Cristãos como idiotas, mas não há nada de mais nisso… basta parar o vídeo, ASSISTE QUEM QUER.
    Vocês não estão sendo RACIONAIS…

  100. marco a.

    -

    22/01/2014 às 23:18

    Ivan Jones
    -

    22/01/2014 às 22:10
    O mesmo vale se existir um vídeo pregando a morte de gays, e de cunho racista. quem for gay ou preto (AFRO?) é só não assistir.

    Outra vc acha que hitler chegou e disse: Vamos acabar com os judeus? n antes veio os filmes vilipendiando e humilhando e fazendo chacotas. o que gerou isto? preparação para o ódio

  101. marilene

    -

    22/01/2014 às 23:17

    Eu não entendo por q as pessoas teimam em condenar as ações da Igreja pelas leis de hoje. Tem que julgar pelas leis e contexto da época. E conceder os devidos atenuantes. A santa inquisição foi um momento negro na história da Igreja que não aconteceria hoje, jamais, porque o mundo é outro.

  102. Viana

    -

    22/01/2014 às 23:12

    Eu nem cheguei a perceber que o texto é longo. É isso a´: direito de expor o pensamento é via de mão dupla.

  103. Franklin

    -

    22/01/2014 às 23:06

    O New York Times é o líder da imprensa dita (lá nos EUA) como “liberal”. Mas, na verdade, é o maior instrumento de defesa e promoção da tal legenda/agenda “Yes, We Can”, com a qual o ocupante da Casa Branca, B. Hussein O., está, aos poucos, destruindo o que representa a essência do espírito dos “Founding Fathers” do país : uma nação cristã, constituída sob a premissa da crença em Deus.

  104. Tessalia

    -

    22/01/2014 às 22:56

    “É fácil defender a liberdade de expressão quando as pessoas estão dizendo coisas que julgamos positivas e sensatas, mas nosso compromisso com a liberdade de expressão só é realmente posto à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”. Reinaldo, estou começando a mudar de opinião a respeito dos norte americanos. Que país maravilhoso, onde você pode ser o que quiser, falar o que quiser, claro respeitados os limites do código civil e criminal (daquele país, porque do nosso…) sem ser considerado um criminoso ou um processado em potencial. Já por estas paragens ultimamente temos que sair às ruas com a cabeça embrulhada em papel alumínio, porque a coisa está tão absurda que só assim talvez seja possível não ter nossas mentes e pensamentos captados pelos espiões dos costumes.Sim, porque é isso que tem se tornado a maioria da população que defende este governo que aí está. E que beleza de país em que a Constituição realmente é aplicada e respeitada em seus artigos. Diferente daqui, em que a tal Constituição vem sendo constantemente violada, se transformando num arremedo do que deveria ser. Por aqui, neste país de banania, o tal “Estado de Direito” tem justificado todas as barbaridades que se cometem em seu nome contra os cidadãos que fingem se preocupar. Quanto ao humor às vezes é grotesco e nada tem de engraçado, ainda assim, não deixa de ser uma forma de manifestação do indivíduo ou de uma coletividade. Ainda que por vezes ofensivo.

  105. Anderson Silva, do âmago do vulcão carioca e enxugando gelo

    -

    22/01/2014 às 22:51

    Esse texto sobre a turma do PdF pode ser longo mas, com certeza, foi profilático, tio Rei. Mil vezes valeu, mil vezes grato, porque tb compartilho dessa visão de LIBERDADE & DEMOCRACIA, onde a dinâmica social exige que 2+2 dê 4 e não 5,465Pi.

    .

    PS: Percebo que, tz SEM QUERER, o humorista Fábio Porchat (Porchato… mas de todos ali, DISPARADO, o mais talentoso), naquela entrevista, quando diz que “NÃO FARIA PIADA COM MUÇULMANO PORQUE TEM MEDO DE MORRER”, ele estava a fazer (tz sem perceber) uma PIADA tb (indireta?) sobre o próprio Islam, não sobre o Cristianismo. E dá pra capitalizar em cima disso (dessa ESCORREGADA, que, eu sendo cristão, me serviu de ESCADA pra TROÇAR tb em cima da lógica deles, como já fiz em outro blog. Porque o problema maior desse grupo ‘Porta dos Fundos’ NÃO É o tipo de humor que fazem (polêmico, duvidoso e principalmente PREGUIÇOSO, pois tiram e usam os fatos PRONTOS do cotidiano, que muitas vezes nos causam VERGONHA ALHEIA, como AUTO-EVIDENTES e- aspas- “CRIATIVAS” esquetes de humor), mas a falta de DISPOSIÇÃO em ouvir a crítica e a incapacidade pra desculpar-se (denotando ali uma conduta, no mínimo, imatura pra sujeitos já crescidos).

    .

    Eu cheguei a dizer no outro espaço que, SEM QUERER, com essa piada endereçada ao Oriente Médio, ele (o Porchat) acabou por CONFIRMAR a superioridade ética, moral, civilizacional enfim, do próprio Cristianismo que, no caso, por essa ótica, é uma religião tão boa, mas TÃO BOA, pois pacífica, não beligerante e EXTREMAMENTE TOLERANTE ao ponto de permitir que eu a escarneça em público e lucre com isso sem sofrer nenhuma represália. Ó que legal!
    A gente tem que usar ESSA MEDIDA pra na hora de ‘cair matando’ nesse pessoal humorista meio sem noção…

    .

    -Viu! Vcs cristãos são muito suscetíveis, fazem O MAIOR ESCARCÉU; na primeira chance que tem, querem fazer logo churrasquinho inquisitorial na gente!! Intolerantes é o que vcs são!!

    -

    -:¬\ Ué!? Mas são vcs mesmos que dizem que fazer piada da fé cristã é melhor porque mais fácil E MAIS SEGURO, já que suas cabeças continuarão presas aos seus corpos. E na hora que ALGUNS MEMBROS da Igreja levantam UM POUQUINHO A VOZ contra suas esquetes humorísticas, vcs NÃO TOLERAM EM TEMPO ALGUM um fiapo de divergência, NÃO SE DISPONHEM A OUVIR a crítica do grupo social que LHES SERVEM de inspiração.
    Quem está MAIS PRÓXIMO das autoridades inquisitoriais?

  106. Almir

    -

    22/01/2014 às 22:44

    Há alguns meses atrás vi dois ou três vídeos desta turma. Achei-os muito chatos.Nunca mais os vi.

  107. Ivan Jones

    -

    22/01/2014 às 22:10

    Para reclamarem do Porta dos Fundos, os crentes teriam que provar que aquela história da bíblia é uma verdade irrefutável.
    Se não podem provar, então não podem reclamar.
    E, no final, ASSISTE QUEM QUER.
    Como um cara entra numa locadora repleta de vídeos nas prateleiras, pega um filme pornô por sua livre e espontânea vontade, assiste e não gosta do que vê. Depois sai reclamando da locadora e vai processar o produtor do vídeo???
    ISSO É IRRACIONAL. Sem dizer que é masoquismo. E isso requer tratamento.

  108. Joseph

    -

    22/01/2014 às 22:06

    Um jornaleiro me disse há alguns meses que tudo que tinha Jesus e nazistas como tema vendia uma barbaridade naquela banca. Pesquisei em uma livraria e… não deu outra. Nazistas e Jesus eram temos altamente vendáveis. Talvez por essa e por outras que os judeus criaram a Liga Contra a Difamação há décadas, e que vem dando certo. Promoveram em vários países a criação de legislação que criminaliza a negação do holocausto. Por que os católicos não seguem o exemplo dos judeus? É uma mera organização de lobbies. Infelizmente a tal de CNBB não defende cristão e muito menos os católicos. Só serve para difundir e defender a Teologia da Libertação.

  109. lima

    -

    22/01/2014 às 22:03

    Reinaldo, Tive a mesma ação que voce quando vi o video, não quis ver até o final, me passou a sensação que os caras estavam ficando doidos, a gente gosta dos caras, mas há um certo limite, não é a mesma coisa que falar do seu time preferido, é algo mais profundo, é respeito, é crença. Não sei se o Porta dos Fundos liga para audiencia, mas se for por esta linha, vai falar para poucos.

  110. Almeida

    -

    22/01/2014 às 21:57

    Por que esses “humoristas inteligentes” do Porta dos Fundos (o nome escolhido já revela a que vieram: roubar na surdina) não fazem piada com o espiritismo global (da Rede Globo) do Chico Xavier, o peruquento?
    Já perceberam que o Chico Xavier ascendeu a um patamar de “santo brasileiro”?
    Esse pessoal “progressista” (que tem na Rede Globo sua “vênus” platinada)é um porre. Se acham acima de qualquer crítica, pois são “agentes do progresso”. Não são humoristas, são ideólogos da agenda esquerdista anti-cristã.
    Nunca vi essa porcaria de Porta dos Fundos e continuarei a não ver. Não vou mover nenhum processo contra esses farsantes e idiotas porque, ser idiota não é crime.
    Esses processos do Feliciano e de entidades católicas não devem dar em nada, mas é bom ver como reagem os tais “humoristas democráticos” quando deixam de ser pedra e se tornam vidraça: reagem virulentamente e não admitem que se faça piada com eles (como brincou seu colega de VEJA, Felipe Moura Brasil).
    São covardes frutos da militância neoateísta, essa coisa idiota de moleques (mesmo quando adultos, são moleques mentalmente, muito diferente de ateus do passado que, como pessoas maduras, não se prestavam a esses chiliques birrentos infantis).
    A Porta dos Fundos é a serventia da casa. Vade retro, Porchato, Tuviudoer e companhia.

  111. Maria

    -

    22/01/2014 às 21:55

    Maravilhoso texto. Será que eles entendem?…

  112. Fabrizio Leone Barbosa

    -

    22/01/2014 às 21:43

    Gostei

  113. paulo roberto

    -

    22/01/2014 às 21:41

    Não vejo Humor no porta dos fundos, vi dois vídeos que na verdade são tentativas de agressão a fé de muitos.
    Sinceramente o trabalho deles pode ser classificado como APELO.

  114. Claudia

    -

    22/01/2014 às 21:39

    BRAVO! Obrigada.

  115. Marcelo Leite

    -

    22/01/2014 às 21:38

    O tal Fabio Porchat, do Porta dos fundos, é garoto propaganda da Caixa Econômica Federal.
    OU SEJA: O DINHEIRO DOS CONTRIBUINTES CRISTÃOS SERVE PARA FINANCIAR HUMORISTAS QUE ATACAM O CRISTIANISMO!
    Não me surpreende que o governo do PT patrocine humoristas que são pautados pela militância ateísta e ódio anticristão.

  116. sandra

    -

    22/01/2014 às 21:33

    Texto brilhante.
    Faço uma pergunta, pois minha cabeça viajou pela nossa sociedade atual.
    A violência dos mulçumanos é o que segura as piadas.
    Sempre achei que eles eram ignorantes por defender os islâmicos, sempre dizem que devemos respeitar o diferente, e bla, bla , bla , mas pelo jeito é covardia mesmo.
    Isso explicaria a violência de hoje em dia.
    Eles tem medo dos traficantes, ladrões, assassinos, menores infratores. Aí defendem aquela idéia de que a sociedade corrompeu os caras.
    Quanto ao cidadão de bem, não oferece nenhum risco, pode ser escrachado a vontade.
    Não tenho religião, mas respeito e concordo com as medidas tomadas pelos cristãos.
    Acho até que o Feliciano demorou para recorrer, já poderia estar tirando dinheiro desse pessoal que faz oposição a ele a muito tempo.

  117. RitaB

    -

    22/01/2014 às 21:31

    Rei, Parabéns excelente texto adoro quando você se alonga. Esses rapazes precisam de Jesus…

  118. Gil

    -

    22/01/2014 às 21:27

    Só não entendo como um deus q criou todo o universo precisa de um mané como Feliciano ou de algum homem bomba para defendê-lo?

  119. FERNANDO

    -

    22/01/2014 às 21:16

    Nobre Reinaldo, “Você” foi e estar perfeito em tudo que escreveu! Essa turma quer aparecer “Tripudiando” as religões de pessoas pacificas, Euzinho duvido que Eles(Porta dos Fundo), que por sinal tem um nome bem sugestivo, “Porta dos Fundos” no duplo sentido mesmo, e por isso às vezes saem tantas besteiras nos vídeos, @m#$e#r&d@$%a@%s. Mas, voltando ao “Euzinho” duvido que Eles tenham essa mesma coragem e facilidade de tirar onda com o “Maomé e o Islamismo”, ainda tiram! Como os “Católicos e Evangêlicos” são povos pacíficos e como “Você” já deixou claro os tipos de “Serviços e Missões Humanitárias” mundo afora, Eles(Porta dos Fundos) tendem a insultá-los direta ou indiretamente ou por “Burrice” ou por “Maldade” mesmo, fico com a segunda opção. O único video que vi e achei legal dessa turma foi: “Reunião de Emergência”, os demais são sem graça. E só dei uma olhada porque meu filho me mostrou… Só por isso. “Voce” como sempre acertou na “Mosca”. E se bem lido e prestado atenção ao “Texto” como Eu e muitos outros comentaristas aqui, “Você” fez algumas ressalvas sobre os conteúdos da turma, bem como defendeu o direito deles(Porta dos Fundos) de fazer o que bem entenderem, porém explicitando o direito de quem se sentir “Ofendido”, o que é justo, correto e legal no “Estado de Direito”, numa “Democracia”, perfeito! Ora, Eles(Porta dos Fundo) esquecem que existem o “Ônus e o Bônus” para esse tipo de “Vídeos de Sátiras” produzidos por Eles… Tem que arcar com a responsabilidade sim pelo produz. Nobre Reinaldo, são por essas e outras que estamos juntos e misturados, claro que, “Você” aí e “Euzinho” aqui! No mais… Vamos que vamos!!! Nobre Reinaldo, estou 100% de acordo com “Você”… Parabéns por mais esse excelente texto! Como “Você” diz: Quem não gostou, não gostou, fazer o que, hein! Meu nobre Reinaldo é isso aí… “Ame-o ou Odeie-o”. Parabéns pelo excepcional texto, nobre Reinaldo!!!

  120. danir

    -

    22/01/2014 às 21:12

    Só para ilustrar, alguém comentou ai em baixo a respeito dos burca. Em uma de minhas viagens ao Oriente Médio, fui recebido por um Palestino (99% dos funcionários públicos na Arábia Saudita são palestinos, com direito ao passaporte Saudita só após a terceira geração) que me contou sua versão do burca. Segundo ele, diz o Corão que todas as mulheres devem se vestir devidamente cobrindo todas as partes opulentas do corpo para não provocar a lascívia de outros homens que não sejam seus maridos (e senhores). Ocorre que por ocasião da invasão Persa, que dominou o Islã por um longo tempo, os nobres persas considerando que os dominados eram inferiores e não mereciam ver os lindos rostos de suas mulheres, faziam com que elas usassem véus ou outros artifícios para cobrir suas faces e negar a visão de tal beleza aos dominados. Daí a se transformar em um hábito por assimilação cultural e um tempo depois ser somado ás restrições já contidas no Corão, foi um pulo. Não inventei a história nem achei em algum livro de história. Foi um muçulmano de origem palestina que me contou, durante uma visita á sua casa. Uma das impressões que guardei indelevelmente de minhas viagens ao Oriente Médio, é que o Árabe de uma forma geral quando se considera seu amigo, tem uma fidelidade que o faz dar a vida por você quase incondicionalmente. Por outro lado, se este humor muda por qualquer razão que para ele seja de importância, o seu comportamento dá uma guinada de 180 graus em relação ao mesmo indivíduo. Também notei que são pessoas afáveis mas não ultrapassam certos limites, o que pessoalmente atribuo ao fato que mesmo que não concordem com a maneira cruel que certos preceitos sejam colocados, eles sabem que sua integridade corre sérios riscos quando saem do comportamento que é esperado por seus pares. Não dá para se saber ao certo quando é a fé transformada em obsessão opressiva ou um tipo de fanatismo que norteia suas ações. De minha parte, em todas as minhas viagens à região, procurei sempre respeitar as normas de convivência e respeito, ao ponto de ser convidado para visitar a casa de um deles, mas nunca me acostumei com a maneira passional com que encaram a religião. Eu creio que em parte a maneira com que veem o Cristão e em muitas ocasiões o atacam, é que para eles é quase incompreensível que alguém se coloque passivamente quando está sendo ameaçado em sua integridade. Talvez se nós provenientes da cultura ocidental judaico cristã fossemos mais duros na forma que os tratássemos quando estão em nossa casa, exigindo que demonstrem o mesmo respeito que demonstramos quando estamos em suas casas; os fizesse ser mais comedidos e civilizados no trato com os diferentes. É claro que num mundo insuflado por interesses contrários à civilização cristã, onde mitos são criados, e situações são armadas para provocar a ideia de classes que se antagonizam e onde algumas se aliam para destruir esta civilização, fica difícil esperar que haja uma convivência mais respeitosa ou pacífica. Não estou falando de violência necessariamente, mas de firmeza, clareza e determinação da nossa parte. Nossos valores morais são fortes e verdadeiros e devem ser preservados a despeito de riscos.

  121. Marcos Antonio

    -

    22/01/2014 às 21:01

    Reinaldo, faço minha as suas palavras. Seu melhor artigo!

  122. Lucas

    -

    22/01/2014 às 20:56

    Lastimável a Rede Globo ainda dar espaço na mídia para essas pessoas (engraçadas para uma reduzida parcela da sociedade que odeia o cristianismo mas TEME o islã e as religiões africanas). Deve ser uma cota interna. Hoje em dia tem cota pra tudo né?

  123. Lucas

    -

    22/01/2014 às 20:49

    Não vejo graça nenhuma nesses humoristas (tenho 25 anos e sou católico não praticante). Para mim podem falar o que quiserem. Quanto a processar eu não vejo necessidade, a maioria das pessoas com quem conversei sobre esse “Porta dos Fundos” (pessoas comuns, colegas de facul e amigos) não acham graça, é muito apelativo. Mas vocÊ disse uma coisa interessante e eu pergunto para o PORCHAT: “PORQUE O MEDINHO EM FALAR DOS MUÇULMANOS?” Falta culhões nesses caras além de tudo.

  124. Ana

    -

    22/01/2014 às 20:37

    Obrigada por ser o único jornalista a denunciar esse crime gravíssimo sendo perpetrado contra os cristãos. Estamos verdadeiramente sendo perseguidos. Quando não fisicamente, moralmente.

  125. Wesley Lucas Campana Custódio

    -

    22/01/2014 às 20:28

    Reinaldo, seu texto é muito claro quanto à opção do grupo de humor em não fazer piadas com alguns temas. No fim do comentário segue link em que um dos proprietários da produtora afirma, com todas as letras, que não é seu objetivo fazer piadas com muçulmanos. A partir de 1min e 45seg.

    http://www.youtube.com/watch?v=DOeNaF5ONPs

    Abraço.

  126. danir

    -

    22/01/2014 às 20:23

    É bom saber que não se está sozinho ao defender direitos e obrigações. Estou com você, com Walter Willians e com quem mais esteja de acordo com o seu texto. Acessei o Porta dos Fundos algumas vezes e decidi que não me interessam, seja pela linguagem vulgar transformada em comicidade forçada, seja por alguns excessos com relação à religião. Especialmente o cristianismo em suas diversas formas. Moral da história não assisto nem busco. Isto vale para o Programa do Faustão, para o Big Brother e para outros que estão fora da minha opção cultural e/ou dos padrões de minha educação. Nem por isto quero que sejam censurados, calados, ou agredidos. Simplesmente os ignoro, e, caso ultrapassem os limites previstos na lei, que sejam chamados à responsabilidade. Eu li o texto do Gregório Duvivier, e simplesmente penso que ele ultrapassou os limites do razoável quando tentou atacar o direito de outros não gostarem daquilo que ele faz. É uma atitude tipicamente de quem é da esquerda. Quanto á covardia quando se fala das atitudes dos muçulmanos, creio que faz parte da atitude das esquerdas também. Por enquanto eles são aliados e tolerados, assim como os ditos ativistas negros, as feministas e os gayzistas. Se e quando os militantes das esquerdas assumirem um poder global incontestável, ai sim vamos ver como estas minorias serão tratadas. Tenho certeza que não será com a liberalidade ou consideração com que são tratados pelos verdadeiros Cristãos. De minha parte não quero que isto aconteça e sempre estarei na trincheira defendendo seu direito de existir como seres humanos, assim como combatendo os desmandos daqueles que se dizem donos da virtude, da verdade e do direito de nos escravizarem e nos dizer o que fazer. “Tudo me é permitido mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido mas eu de nada (nem de ninguém) serei escravo”. Alguém do ramo deveria fazer um adesivo para se colocar nos carros com esta frase, no lugar daqueles bonequinhos que vemos colados por ai.

  127. Eufrazio

    -

    22/01/2014 às 20:19

    Essa gente nada sabe sobre NOSSO SENHOR JESUS CRISTO. É uma pena! NO DIZER DE PONDÉ (FILÓSOFO E PROFESSOR): eles não lêem nada! É tudo na base do grito ou gritaria. EM FRENTE!!!!

  128. Josi

    -

    22/01/2014 às 20:16

    Reinaldo, esses caras querem fama de forma fácil. E logicamente que fazer piada esculachar religiao acaba sendo um meio bem fácil de se conseguir expressão. É igual aquela rapariga do BBB que se vestiu de santa em pose sensual e sem roupa. Estava logicamente provocando fama de maneira a chocar e consequentemente aparecer.Mas não adianta nao sobrevivem muito tempo com essas asneiras…

  129. Rodrigo Alves Lemes

    -

    22/01/2014 às 20:14

    Tio Rei como sempre sensato, embasado e fino. Também gostava …, mas senti o cheiro ideológico logo no começo e fiz como você, parei de assistir.

  130. Edvaldo Nunes

    -

    22/01/2014 às 20:14

    Se porta dos fundos produzisse a mesma cena da mulher dando a luz, mas ao invés de Cristo fosse um travesties? Seria considerado homofóbico? Qual a reação que seria da folha de são Paulo? E da imprensa?

  131. Gustavo Santos

    -

    22/01/2014 às 20:10

    Endosso o que você disse. Só acho que ficou muito extenso e redundante. Bastava dizer: é fácil bater no lado mais fraco ou no lado pacífico. É fácil repetir clichês. É fácil estar do lado dos “modismos ideológicos”. Agora, isso não significa que eles devam ter sua porta fechada, ou não possam ser criticados/processados. Simples.

  132. O Editor

    -

    22/01/2014 às 20:06

    Caro José Carneio (22/01/2014 às 18:31),
    Estou realmente PREOCUPADO com seu comentário.
    Não quero ser chato, mas ouvir alguém (qualquer pessoa, ainda mais alguém que lê um blog assumidamente de direita e liberal) defender uma suposta “censura sadia”, é assustador.
    Não existe censura sadia. Qualquer censura baseia-se nas idéias e conceitos do censor, que podem (ou não!) serem as mesmas que as suas.
    Como sempre defende o Tio Rei, os problemas da liberdade de expressão, se resolvem com mais liberdade de expressão.
    Um abraço,
    O Editor.

  133. Tom Carlos Silva

    -

    22/01/2014 às 19:40

    Texto muito bem escrito, Sr Reinaldo …

  134. M.Lima (BH)

    -

    22/01/2014 às 19:34

    Prezado Reinaldo, concordo até com as vírgulas do seu texto. Que eu saiba, você é o único jornalista secular a falar sobre a perseguição aos cristãos ao redor do mundo. Em geral, a maioria das pessoas, até mesmo dos cristãos, ignora que milhares de pessoas são mortas, martirizadas, torturadas, presas, expulsas de suas casas e destituídas de seus direitos simplesmente pelo fato de professarem sua fé no Senhor Jesus. Eu nunca vi nem quero ver um site onde debocham de Cristo e oro para que Ele tenha misericórdia destes que, por ignorância, estão zombando de Deus. Me lembro do apóstolo Paulo, citado por você. Ele próprio era perseguidor ferrenho dos cristãos, mas foi tocado pelo amor de Cristo, rendendo-se inteiramente a Ele. Este é o nosso Deus: Sempre pronto a perdoar.

  135. Profº Paulo Mori

    -

    22/01/2014 às 19:29

    Sabias palavras e continuo seu fã.

  136. Memyself

    -

    22/01/2014 às 19:21

    Mais uma grande aula, Mestre.

  137. José Carneio

    -

    22/01/2014 às 19:19

    Quanto a dizer que o Cristianismo é indefeso e compreensivo, é mentira! Um cristianismo que se cala diante de atrocidades contra a Fé Católica não é Cristianismo, é coisa de um pensamento pervertido ao modernismo da pastoral do concílio Vaticano II!

    A Igreja sempre defendeu a integridade da Fé, tolerando e respeitando as religiões do mundo, não porém consentindo em barbaridades que as outras religiões do mundo ou hereias apregoavam. Para impedir que o erro continuasse a vitimar a humanidade, a Igreja extinguiu a influência de todas as correntes erradas de pensamento, como os sacrifícios humanos ou práticas imorais das religiões mundanas, com a Santa Inquisição, que em virtude das necessidades de cada tempo e lugar chegou a usar penas de morte mais frequentemente do que hoje seria necessário mas que na época era fundamental. E mesmo na época a Inquisição não foi assassina com gosto de sangue, como dizem os mentirosos, mas usava apenas o legítimo direito de defender o bem comum com pena de morte quando preciso.

    O islamismo, ao contrário, em suas próprias escrituras incentiva não o direito a legítima pena de morte, mas o assassinato, a violência, em defesa do que a religião de Maomé pensa ser Deus. É um atentado contra a liberdade do homem; força que as pessoas se convertam ao islamismo, senão são mortas: é assassinato. Diz o Corão: “Uma vez expirados os meses sagrados, matai os idólatras onde quer que os encontreis, e apanhai-os e tornai-os prisioneiros, e ficai a sua espreita; mas, se eles se convertem, se observam a oração, se concedem a esmola, então deixai-lhes livre o caminho, pois Deus é indulgente e misericordioso” (Sura 9,5). Só nos “meses sagrados” não pode matar os “idólatras”…

    A Religião de Deus, o Cristianismo, existente somente na Igreja Católica(ou, em quase totalidade, na Ortodoxa), tem na liberdade um fundamente. Apenas livremente alguém se torna católico. O que força um homem a se converter a uma religião é a escravidão, o que Cristo abole. Mas, como no exemplo da Inquisição, há o direito de legítima defesa, de proteção do bem comum, que todos têm direito, sem usar violência, que é quando se age sem ter o direito.

    Não se deve botar medo violentamente como o islamismo, mas exigir que as leis que salvaguardam o bem comum sejam cumpridas com quem as transgredirem. O que é justo não é punido por lei justa alguma!

  138. Ageu Magalhães

    -

    22/01/2014 às 19:14

    Reinaldo, excelente comentário. Continue escrevendo.

  139. Abraão Bastos

    -

    22/01/2014 às 19:13

    Estes imbecis Porta dos Fundos realmente são dos fundos porque não tem competencia para confrontar as verdades cristãs de liberdade e amor ao próximo. Os cristãos não precisam de um defensor pois acreditam que o poder de Deus é suficiente. Desafio estes idiotas a denegrirem os muçulmanos.

  140. Alex

    -

    22/01/2014 às 19:03

    Eu acho que da mesma forma que se pode concordar ou não com um post em um blog, pode-se concordar ou achar grosseiro uma piada contra uma religião, humor negro, etc.. A patrulha do politicamente correto é chata.

    Não gostou não veja, mas quando for opinar pesquise melhor. Há vários vídeos desse grupo com críticas ao islã, procure pelo vídeo “moda”, lançado alguns dias antes do especial de Natal, que na minha opinião não foi uma sátira pesada. Me processem também porque eu ri muito com esse vídeo.

  141. Francisco Alencar

    -

    22/01/2014 às 18:56

    Caro Reinaldo, “Só não vale reclamar e acusar os cristãos de autoritários. Eles também têm o direito de dizer o que pensam e, se acharem que é o caso, de apresentar petições ao Poder Público. Trata-se de um dos pilares da democracia”. O apóstolo Paulo escreveu na Carta aos Gálatas, cap. 6, vers. 7: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”. Existem duas coisas muito sérias das quais não se devem fazer piadas: a morte e a Bíblia. Os que fizerem graça dessas coisas incorrerão no juízo de Deus, pois Ele “escarnece dos escarnecedores”.

  142. Eli Ferreira

    -

    22/01/2014 às 18:53

    Simplesmente, obrigado, caro Reinaldo! Eu estava aguardando ansioso as suas sensatas ponderações sobre esse tal “humor”. Parabéns!

  143. Ney

    -

    22/01/2014 às 18:52

    Achei justa a reação tanto da Igreja Católica como da Evangélica. Um vídeo daquela natureza, ainda mais no natal, só visava a intolerância e a ridicularização.

  144. Genilson Alves

    -

    22/01/2014 às 18:48

    Ótimo artigo Reinaldo. Queira as pessoas ou não, Jesus Cristo é o Deus vivo, que retornará para julgar vivos e mortos, inclusive os que zombam do seu santo nome e não se arrependem.

  145. Renato

    -

    22/01/2014 às 18:33

    Adorei o video, confesso que ri muito. Nao gosto dessa historia de pautar humor, viva a liberdade do outro dizer coisas que eu considero repulsivas.

  146. José Carneio

    -

    22/01/2014 às 18:31

    O meu comentário anterior saiu por acidente, incompleto. Este é o correto:

    Um bom texto esclarecedor, concordo em quase tudo.

    Mas há uma sadia censura que deveria ser usada hoje, por exemplo: quando um programa de grande influência na sociedade começa a propagar que a direita é assassina, nazista e fascista, que se tomar o poder vai transformar o país num campo de extermínio dos salvadores esquerdistas, que devem ser protegidos de uma possível ascensão da direita com o apoio da população; numa sociedade inculta como a atual, que acredita em tudo que passar no programa, tal propaganda contra a direita seria mais uma catástrofe que daria ainda mais poder à esquerda, poder para todos os devaneios da ideologia se tornarem leis. Pergunto: Uma censura sadia, que evitasse o espalhar da mentira do programa esquerdista, não viria a calhar, visto o mal que a mentira dos esquerdistas traria ao bem comum?

    E quando os programas dizem a mesma coisa usando uma linguagem educada e sucinta, mas igualmente perigosa, levando aos menos esclarecidos o ódio à direita e o amor doentio à causa da esquerda?

    Porém fique claro que quando eu falo desta censura sadia, não falo jamais de uma censura que impede a liberdade de expressão, mas de uma que planeja impedir que o mal da mentira se alastre, porque uma coisa é a liberdade que todo ser humano tem, outra coisa é um abuso da liberdade, é usar a liberdade como justificativa de mentiras perniciosas que levam a sociedade para um caminho de futuro incerto ou de certa destruição.

    O caso desse grupo Porta dos Fundos é de um exemplo de humilhação e difamação da Fé Católica, para difundir um pensamento que faz com que um público alvo escarneça da Religião Cristã e comece a abandoná-la. É um proselitismo desonesto do secularismo, do anticristianismo, religiões muito perigosas!

    Por isso esse grupo precisa ser punido como a lei exige, com o vídeo em questão retirado de circulação com o fim de evitar que o erro seja espalhado.

    E mostrei o exemplo da difamação injusta que a esquerda faz sobre a direita, sem eu ser da direita. Eu nem sou da direita nem da esquerda! Há coisas na direita que são ruins, até mais perigosas que as da esquerde que em verdade protesta contra as injustiças sociais, porém isto para só enganar os pobres. Mas cito a desonestidade da esquerda em mentir sobre a direita, sem ter nada em defesa das duas ideologias, para mostrar que é necessário uma censura que modere todas as inclinações ideológicas, tendo em mente que as desonestidades sempre são mais compradas que as verdades – numa sociedade subvertida à loucura, é lógico!

    Como diz mesmo São Paulo, as leis não são para os cristãos, que foram redimidos dos pecados mortais pelo Sacrifício de Jesus Cristo, mas para os pecadores, para os que transgridem a liberdade humana e chegam nos âmbitos da bestialidade, da escravidão no mundo. O tempo da lei acabou com a vinda de Cristo, pelo que não estamos mais sujeitos a leis, que não salvam por si. Se temos Jesus, O imitamos e não somos mais punidos por lei justa alguma. A lei é para punir os que não respeitam a dignidade humana e agem como animais, sem raciocinar, lutando por coisas caducas ou fora de proporção e sem pensar no bem comum.

    Se uma pessoa for decente, mesmo que não seja cristã, por ignorância, mas segue a consciência, raciocina o mínimo para discernir seu caminho, não faria nada que seja punível pela lei; portanto, se houver justiça na aplicação das leis aos seus transgressores, nenhum justo terá o que temer.

    Se algum veículo de informação for justo, não temerá nenhuma censura que respeite a liberdade de expressão, mesmo se a expressão for contra a da maioria desde que respeitosa e honesta intelectualmente. Porque também como diz São Paulo, é bom que tenham opiniões diferentes, para que as verdadeiras vençam as falsas, onde exista um bom e sincero desejo de conhecer a verdade. O problema está quando esse desejo é subvertido e alienado, aí a censura é necessária, não para tender a determinado fim ideológico e portanto falso, mas ao bem de todos.

    No mais, concordo com seu texto, Reinaldo Azevedo, e o parabenizo!

  147. Pereira

    -

    22/01/2014 às 18:27

    Excelente texto, não tenho curiosidade de olhar os vídeos destes humoristas.

  148. Elah

    -

    22/01/2014 às 18:21

    Gil Diniz – 15:48

    Disse tudo!

  149. Diogo Federer

    -

    22/01/2014 às 18:07

    Parabéns pelo excelente texto! 2014 promete!

  150. LUCIANA BENTO DE SOUZA

    -

    22/01/2014 às 18:02

    A cada artigo que leio do Reinaldo Azevedo?, fico mais admirada com suas colocações! Não por ser cristão, nem por “não ser esquerdista” (rsrsrsr), mas principalmente por sua coerência em relatar os fatos e baliza-los com tamanha imparcialidade!!!

    Oxalá nossa imprensa fosse toda (ou boa parte dela) assim!!! Ou ainda, oxalá que o povo lesse seus artigos… com certeza, tal leitura abriria-lhes a mente!!!

    Mais uma vez parabéns Reinaldo Azevedo, belíssimo artigo!!

  151. tonio cunha

    -

    22/01/2014 às 18:01

    Como sempre você consegue sintetizar o pensamento dos ditos “libertários”. Todos se julgam no direito de emitir opinião, mas poucos tem a coragem de defender a liberdade de opinar sobre temas como islamismo, gays, negros, índios, etc. Todos que defendem posições que discordam destes temas são imediatamente atacados e ridicularizados, mesmo que possuam argumentos defensáveis. O humor é uma forma de expressão que só existe em países onde existe a liberdade de expressão. Hoje, todos que defendem a censura são grupos que se dizem “libertários e modernos”, o que impressionam é que os “direitistas” e “fascistas” são os que mais defendem sua manutenção da liberdade ampla, geral e irrestrita.

  152. Amanda

    -

    22/01/2014 às 18:00

    Eles fizeram piada com o islã, o nome do episódio é moda… podem procurar no you tube…

  153. paulo ferreira

    -

    22/01/2014 às 17:54

    Belo texto. Tem muita gente fresca que se acha porque sabe fazer humor mas não aguenta ouvir 1 minuto de opinião contrária e repreensão. Cheias de não me toques.

  154. Alex

    -

    22/01/2014 às 17:53

    Reinaldo, que texto! Parabéns, você foi brilhante.

  155. André

    -

    22/01/2014 às 17:51

    O Porta dos Fundos recebe patrocínio da CAIXA ECONÔMICA, não? Assim é fácil não ligar para boicotes, sendo sustentados pelo governo.

  156. Bottanelles

    -

    22/01/2014 às 17:50

    .
    Estes…somente respeitam o islamismo por medo, como eles mesmos assumem.
    .
    Logo, somente respeitarão os cristãos também por medo, pois não são civilizados para conviver de outra maneira.
    .
    ….
    Não há força neste mundo capaz de despertar o respeito pelos outros nessas pessoas. Só o MEDO.
    .
    Vamos dar-lhes o que pedem!
    .

  157. Paulo Asinelli

    -

    22/01/2014 às 17:47

    “Não vos enganeis: de Deus não se zomba. O que o homem semeia, isso mesmo colherá” (Gal. VI, 7).

  158. César Miranda

    -

    22/01/2014 às 17:45

    Reinaldo (e todo mundo), precisa ver esse filme http://www.imdb.com/title/tt0469021/combined.
    Um dos mais engraçados que vi ano passado.
    A certa altura o dono de um programa de rádio dá esporro no seu assistente: “não faz piada com muçulmanos e judeus, seu idiota. Só com cristãos. Cristãos tá liberado…”.

  159. Igor

    -

    22/01/2014 às 17:44

    Em suma, grande Reinaldo: quando o islã chacinou europeus mundo afora por conta das charges dinamarquesas de Maomé, a culpa era… das charges. Quando os cristãos (idem com os judeus)- não usando bombas e massacres, mas sim através do legítimo acesso à justiça – questionam as piadas ou adornos carnavelescos de péssimo gosto, são chamados de … censores, fascistas, medievais, etc. Dois pesos… duas medidas !

  160. O Editor

    -

    22/01/2014 às 17:43

    Tio Rei,

    Como você, começo meu comentário com São Paulo na 1ª Epístola aos Coríntios: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém. Tudo me é permitido, mas eu de nada (nem de ninguém) serei escravo”. Em seu artigo, é claro e cristalino que há um abismo entre o que é direito, legal, e o que é correto, justo ou moral. Ou por outra: você pode ter o direito de agir como age, mas é imoral que assim o faça. Entendo que é isso que ocorre com aqueles que se juntarem à eventual avalanche de ações judiciais.

    Em seu texto “Os petistas como policiais da Internet. Ou: PT não é como colesterol e não tem versão HDL. Ou: Expulse o homem-partido de sua praia”, de 23/05/2012, há um parágrafo que diz o seguinte: “O partido [PT] ameaça os que não rezam segundo a sua cartilha com uma indústria de ações judiciais. É uma intimidação explícita. Elas podem não dar em nada, mas tomam tempo, enchem a paciência. Diogo Mainardi sabe disso. Eu sei disso.”

    A Justiça existe para penalizar o criminoso, reparar o agravado e garantir a existência de critérios e padrões mínimos de convivência. Todavia, assim como eleições e outros instrumentos da democracia podem ser distorcidos e utilizados para solapar a própria democracia (parafraseando um grande pensador de Dois Córregos, hehe), a justiça pode ser utilizada para criar e propagar in justiças.

    Uma enxurrada de ações judiciais (por mais inócua que cada uma delas, isoladamente, possa ser) causa muita dor de cabeça, muitos problemas e muitos gastos para o réu. E tais ações podem ser utilizadas (como você e alguns outros jornalistas bem sabem) para garantir a censura prévia de idéias, opiniões e fatos.

    Assim, goste ou não goste de Porta dos Fundos, Reinaldo Azevedo, PIG, JEG, Zorra Total ou Praça É Nossa, eles tem todo o direito de divulgar sua opinião. E aqueles efetivamente prejudicados tem o direito de buscar a reparação judicial. Mas o que menciona o nobre Deputado Feliciano não é isso. É promover uma enxurrada de ações para coagir os humoristas a não mais expressarem opiniões que o desagradam. Isso é censura, meu caro Reinaldo.

    Um abraço,
    O Editor.

  161. Thomas Hohl

    -

    22/01/2014 às 17:37

    Acho que o Porta dos Fundos tem o direito de se expressar como quiser. No entanto, devem estar preparados para processos de retratação ou ordem indenizatória de pessoas que se sentirem moralmente ofendidas. Assim funciona a lei numa democracia. Esse é o risco que eles correm ao se expor em qualquer veiculo de comunicação.

  162. Joana

    -

    22/01/2014 às 17:31

    O Porta dos Fundos gosta de polêmica, mas como vc apontou Reinaldo, não entram “pra valer”. Quer coisa mais fácil, segura e “inteligente” do que fazer piada com Cristianismo? Não dá nem pra chamar o vídeo de “politicamente incorreto”…rsrsrs É só ruim mesmo…..

  163. Vinícius

    -

    22/01/2014 às 17:30

    Luis
    -
    22/01/2014 às 16:26

    Pois, sou católico, não gosto do programa e parabenizo quem acionou a justiça. Eles são livres para fazer as piadas e os cristãos para buscar reparações judiciais.

  164. Marcelo Leite

    -

    22/01/2014 às 17:28

    No vídeo eles retrataram José como um corno, Maria e Deus como personagens cínicas e abjetas, e Jesus como um falso moralista e promíscuo, o que fica claro na passagem em que o personagem romano lhe diz não ser mais uma “de suas ‘negas’”… e para alguns, a reação dos Cristãos diante disso foi “exagerada”?
    A meu ver é crime de vilipêndio, e também intolerância religiosa e ódio anticristão travestidos de humor.
    Considerando-se o caráter doutrinário e militante assumido pelos humoristas do tal “Porta dos Fundos”, impossível não lembrar do teórico comunista Gramsci, que defendia a destruição dos valores judaico-cristãos justamente por meio desse tipo de estratégia, dentre outras.
    Decepcionei-me bastante com a Clarice Falcão, a quem considerava inteligente e criativa, mas que acabou virando uma militante atéia.
    ps: sou ateu, mas não sou “militante”(acho todos os militantes incrivelmente chatos, sejam eles militantes ateus, religiosos, políticos, etc.) e não tenho ódio anticristão. Porém, pelo que tenho visto no Brasil, acho que sou mais Cristão do que a maioria dos que se dizem “Cristãos”…

  165. carlos

    -

    22/01/2014 às 17:27

    Já vi videos deles brincando com outras religiões além do cristianismo, com as indumentárias femininas do Islã entre outros. Concordo que todos tem o direito de solicitar amparo jurídico quando se sentirem ofendidos mas discordo quando acha que certas coisas devem ser preservadas de piadas ou críticas.
    Nada deve ser tão sagrado que não possa ser questionado.

  166. Gorp Fnark Schmegle

    -

    22/01/2014 às 17:26

    Só completando,

    Nunca ví um texto seu ruim, vi alguns que discordei muito.

    Como já disse, esse de cima foi o que mais gostei em 7 anos.

    Os que mais discordei são os que voce fez sobre os movimentos de junho de 2013 (você entendeu, mas não sentiu) e quando faz proselitismo do Serra. (ai que saco).

    Abrs

  167. Camila de Almeida Rodrigues

    -

    22/01/2014 às 17:25

    Excelente texto.

  168. José Carneio

    -

    22/01/2014 às 17:25

    Um bom texto esclarecedor, concordo em quase tudo.

    Mas há uma sadia censura que deveria ser usada hoje, por exemplo: quando um programa de grande influência na sociedade começa a propagar que a direita é assassina, nazista e fascista, que se tomar o poder vai transformar o país num campo de extermínio dos salvadores esquerdistas, que devem ser protegidos de uma possível ascensão da direita com o apoio da população; numa sociedade inculta como a atual, que acredita em tudo que passar no programa, tal propaganda contra a direita seria mais uma catástrofe que daria ainda mais poder à esquerda, poder para todos os devaneios da ideologia se tornarem leis. Pergunto: Uma censura sadia, que evitasse o espalhar da mentira do programa esquerdista, não viria a calhar, visto o mal que a mentira dos esquerdistas traria ao bem comum?

    E quando os programas dizem a mesma coisa usando uma linguagem educada e sucinta, mas igualmente perigosa, levando aos menos esclarecidos o ódio à direita e o amor doentio à causa da esquerda?

    Porém fique claro que quando eu falo desta censura sadia, não falo jamais de uma censura que impede a liberdade de expressão mas de uma que planeja impedir que o mal da mentira se alastre, porque uma coisa é a liberdade que todo ser humano tem, outra c

    E mostrei o exemplo da difamação injusta que a esquerda faz sobre a direita, sem eu ser da direita. Eu nem sou da direita nem da esquerda!

  169. Gorp Fnark Schmegle

    -

    22/01/2014 às 17:15

    Lei você desde 2007.

    Este foi SEU MELHOR texto.

    Professoral.

    Parabéns

  170. Nani

    -

    22/01/2014 às 17:14

    Não assisto! O que as pessoas não entendem é que podem ser manipuladas, facilmente por um programa de humor, novelas, jornais,enfim. Não entendem que tudo é manipulado, que existem interesses mesquinhos.Vejo as pessoas argumentando: eu gosto, acho legal, mas não analisam o conteúdo, ingerem tudo, por isto são alvo fácil de programas como este! Fico feliz em ler o seu blog e haver lucidez( mesmo assim não perco o senso crítico). Sem justiça, não há lucidez!!!

  171. Daniel Camara

    -

    22/01/2014 às 17:11

    Genial o texto, parabéns!

  172. Marcelo

    -

    22/01/2014 às 17:03

    Como Cristão tenho muito orgulho dessas considerações. Uma bobagem como aquele vídeo nem me aborrece. Imagine se afetaria minha fé. Aliás, alguns vídeos são engraçados. Poucos.

  173. Alessandro

    -

    22/01/2014 às 16:52

    Verum satis dictum

  174. justice

    -

    22/01/2014 às 16:49

    Quem não aceita que um dia o Filho de Deus caminhou entre os homens, que por eles foi crucificado, podem fazer suas piadinhas ridículas, e ganharem o pão sujo de cada dia.
    Em um momento de suas vidas, aquele crucial, destino final de todo mortal descrente, particularmente de debochados, que jamais saberão porque vieram a este mundo, a Ele pedirão clemência e perdão. E embora Deus seja amor, não aceita arrogância e ignorância. Os tais irão contar suas piadinhas no Inferno.

  175. Marcos Augusto

    -

    22/01/2014 às 16:48

    “Deus esta morto” decretou Nietzsche. A chamada pos-modernidade enterrou-o, mas quem o matou foram os modernos do século 17 ao 19. A unica discussão deveria ser em torno da piada, se foi engraçada ou nao. Ficar discutindo se este ou aquele grupo religioso ficou ofendido com as piadas de quem quer que seja eh um retrocesso. Se você nao achou graça na piada, faca como o Reinaldo Azevedo, nao assista mais.

  176. Roberto A

    -

    22/01/2014 às 16:47

    É realmente muito repulsivo, mesmo para aqueles que não praticam nenhuma religião. Acho muito sem graça as graças que eles fazem, independente se se referem a religião ou não.

  177. Angèlìka

    -

    22/01/2014 às 16:33

    Pessoas, ESTELA quer porque quer a aprovação do Marco Civil da Internet – cujo significado é: CONTROLAR E AMORDAÇAR.
    Ela exige que o projeto seja aprovado AGORA no retorno dos parlamentares.
    Motivo:
    As REDES SOCIAIS expõem a realidade do país e isso abala a frágil ALICE.
    Reinaldo, vc vai falar sobre AS DEMISSÕES na PETROBRÁS?

  178. Luiz M.

    -

    22/01/2014 às 16:30

    Sandra 12,31- Dei boas risadas com seu comentário.

  179. Oscar

    -

    22/01/2014 às 16:26

    Reinaldo,
    enquanto não houver patrocínio governamental, esses caras podem falar o que quiserem, dentro das leis do país.
    Mas não pense que poderão entender o que você escreveu.

  180. Luis

    -

    22/01/2014 às 16:26

    Sou católico e fã do programa. Não vejo problema algum. Acho que algumas pessoas estão fazendo “tempestade em copo d’água”.

  181. DEMOCRATA

    -

    22/01/2014 às 16:26

    Reinaldo
    Nunca havia ouvido falar deste tal de “porta dos fundos”. Dai não ter opinião a respeito deles. Porém em função do que seu texto expõe, devo concordar contigo. Eu já havia lido sobre a reação covarde do NYT sobre não fazer brincadeiras com o Islamismo, devido ás reações violentas que provocariam e que o mesmo não ocorrendo com os cristão, tudo é permitido. Covarde, não só pelo medo da reação islâmica e sim mais pelos ataques aos cristãos que toleram as injurias e que reagem como o próprio Cristo ensina, “Se te baterem em uma face ofereça a outra”. Ou seja não reaja com violência ante á ignorância e ao atraso espiritual dos que te injuriam, pois se assim o proceder, não serás melhor do que eles.

  182. Vera L.

    -

    22/01/2014 às 16:20

    Reinaldo,
    Fiquei sabendo do tal “auto de Natal” e das críticas de Dom Odilo. Na hora fiquei indignada com os COVARDES da Porta dos Fundos. Depois pensei, nem vou olhar o vídeo, porque como você, também desgostei do site. Um dia fui lá e vi grosserias ao invés de humor e nem fui mais. Não é agora que vou. Tem que fazer isso mesmo, não dar ibope. É bem verdade que quando se está no auge é que se começa a descer. Jesus Cristo e as religiões vão continuar pelo resto dos tempos. Espero. Já esses aí, qualquer dia desses serão esquecidos. Cadê Michel Teló? Uma febre que passou. Agora tem a tal de Anita.. Quem nasce para ser “Porta dos Fundos” nunca chegará a ser um CHICO ANÍSIO!
    Porchat virou “colunista” do Estadão. Li uma coluna que escreveu e NÃO gostei. Minimizando nossas mazelas e comparando com países de primeiro mundo dizendo que lá também acontecem. Será? Será que ele ficou num calorão em algum aeroporto da Europa ou Estados Unidos? E muitas outras “cositas” mais que têm por aqui, e que não têm por lá porque já passaram do subdesenvolvimento há MUITO TEMPO. Colunista medíocre.
    Aquela cantora careca irlandesa, nem lembro mais do nome dela, resolveu atacar João Paulo II. Não deu outra, foi parar no fundo do POÇO! Cuidado, “Porta dos Fundos”…. E vocês só são uns idiotinhas, covardes. Continuem aí. Não vou ver mesmo.
    Essas bobagens que eles fazem acabam cansando. É bom aproveitar o tempo das vacas gordas. As magras, com certeza, chegarão. Podem começar com Feliciano… Vai que todo mundo resolva processar? Vou achar MUITO bom…

  183. Susana

    -

    22/01/2014 às 16:18

    Se mexer com o panteão sagrado deles… Lembra como o Boechat ficou revoltadinho quando você escreveu sobre o Niemayer- metade génio, metade idiota?

  184. Luiz Schuwinski

    -

    22/01/2014 às 16:15

    Quem não nasce pra ser Zé Vasconcelos, acaba indo pela linha de fundo, digo, porta dos fundos!
    O “humor” do Porta dos Fundos é excessivamente apelativo. Há uma extrema “forçação” de barra.
    É o tal negócio: – Ria, senão leva porrada!
    Vão acabar se queimando na fogueira da própria insensatez.
    Vida louca, vida breve…Como já dizia alguém…

  185. Valter

    -

    22/01/2014 às 16:14

    Com Deus nao se brinca, nao se faz piada nao debocha lembra do titanic. A frase “nem Deus afunda esse navio”

  186. ADAM

    -

    22/01/2014 às 16:09

    Reinaldo, peço que assista a apenas mais um vídeo do Porta dos Fundos, onde Duvivier critica exatamente o que fez. Chama-se terapia de casal – nele, Duvivier e Clarice Falcão discutem a relaçao, e começam a levantar mágoas do passado, até iniciar a fase surreal, onde falam do holocausto (o personagem do Duvivier é judeu e a de Clarice germano-descendente), pogroms, império romano, etc.

    Nào é ironico ver o Duvivier atacar a igreja católica pela inquisição depois disso?

  187. J.B.CRUZ

    -

    22/01/2014 às 16:03

    CARO REI:
    Estou cansado dessa mixórdia em que transformaram nosso PAÍS e começo até a questionar o conceito e as palavras de CHURCHILL, quando afirmou que “”a DEMOCRACIA é o pior dos regimes; a não ser que seja comparado com os outros”"..Em outras palavras: sem um PADRÃO MORAL ELEVADO,EDUCAÇÃO,E BOA LIDERANÇA; o povo fica do jeito que está o BRASILEIRO, discutindo em torno de “lula’,”roses e “dirceus’, sem esquecer os telefones que pululam na papuda, com perdão do trocadilho…
    Cada vez mais, sinto falta de um CASTELO BRANCO, um ERNESTO GEISEL e outros militares que, por algum tempo, nos salvaram do comunismo russo e seus satélites(Cuba,Albânia,etc)..
    Hoje, a coisa estando “russa” com os mentirosos e mensaleiros,lulo-petismo, “mudei de raiva” quando li que o secretário da Indústria da BAHIA,James Corrêa, disse ter falado, pelo celular, com o insistente e poderoso “chefão” José Dirceu,na cadeia..Esse ninguém segura né??..
    O BRASIL não precisa de reformas,precisa é de se “”construir”..Por que isso que está aí não tem conserto; é questão de tempo…

  188. Rodrigo

    -

    22/01/2014 às 15:59

    Sobre quem diz que eles já fizeram UM (isso mesmo HUM) vídeo sobre a “Burca”, esquecem que eles já fizerem dezenas criticando o Cristianismo. Além disso, FALAR SOBRE BURCA não é o mesmo que falar sobre MAOMÉ, a Burca só é utilizada por alguns seguimentos do Islã em alguns países Muçulmanos, não é um símbolo comum a todas as vertentes do Islã

  189. Paulo Ricardo

    -

    22/01/2014 às 15:58

    Porta dos fundos lixo podre!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


    Espero que o pessoal do porta dos fundos não fique triste com meu humor :-)

  190. Daniel

    -

    22/01/2014 às 15:58

    Interessante Reinaldo. Lembrou-me de um episódio de outro programa de humor ácido que eu particularmente gosto muito; South Park. Em tal ep, vagamente me lembro, que os personagens montaram um programa de humor mas ficaram com medo de fazer piadas sobre o islamismo, com receio de retaliação. E, no desenho, foi exatamente o que aconteceu quando eles finalmente o fizeram. Atentados terroristas nos EUA devido às piadas. Enfim, reflete justamente a intolerância de parte dos muçulmanos, e que, dificilmente encontrar-se-á por parte dos cristãos. NO máximo um processo… nada mais democrático, oras.

  191. Anónimo

    -

    22/01/2014 às 15:54

    Olá Reinaldo.
    Perfeita a argumentação.

  192. Rodrigo

    -

    22/01/2014 às 15:52

    André Menezes – às 14:48, Você é mais um que não conhece nada sobre a História da Igreja

  193. Patrick

    -

    22/01/2014 às 15:51

    Seu texto foi simplesmente o melhor que eu li ate agora sobre o assunto exelente

  194. Rodrigo

    -

    22/01/2014 às 15:50

    Alexandre Henri às 15:14 Parece que você não leu o texto do Reinaldo… Então quer dizer que o Deputado esta defendendo sua religião para segundo você “se aproveitar da mídia e repercussão”… Porque você só deu atenção a atitude do Deputado Evangélico enquanto a primeira a entrar na Justiça foi uma Associação Católica? Fica a dica, continua assistindo o Bost.. dos Fundos você deve ter o mesmo nível esquerdista deles

  195. Gil Diniz

    -

    22/01/2014 às 15:48

    Discordo de você Reinaldo de Azevedo, não trata-se apenas de humor, ou liberdade expressão, censura ou democracia! O humor do porta dos fundos é dirigido!

    Se falam de religião, eles querem desconstruir valores, como o “Especial de natal” que você se referiu e outros mais que duvido que você tenha visto!

    Se falam de família tradicional, desconstroem também a família! Como por exemplo num vídeo onde o marido pega sua esposa com um amante na própria cama e é humilhado pelo amante, como se o erro ali fosse o fato da adúltera ter traído o amante não contando para o mesmo que era casada!

    Se querem satirizar a política, tem endereço certo: A direita, os liberais ou conservadores! Salvo um único vídeo onde aparece uma reunião de uma “presidenta” com seus ministros pedindo para que “roubem menos, pelo menos por enquanto” (época das manifestações), eles sabem bem em quem bater!

    O mesmo tratamento é dado a outros temas polêmicos como: Corrupção policial, drogas, entre outros!

    Por isso, repito: O humor é dirigido ali! E pode crer que o limite deles não é apenas o “humor” como foi dito! Cadê as sátiras sobre Dirceu, Delúbio e Genuíno? Sobre Lula e Fidel? Stalin ou qualquer outro “figurão” adorado por um certo grupo? Não há!

    O humor está sendo utilizado como ferramenta ideológica escancaradamente! O Feliciano já foi retratado por eles e se manteve em silêncio. Agora, resolveu dar seu parecer, assim como o Cardeal Dom Odilo o fez também! E convenhamos, Duvivier fazer alusão ao Santo Ofício, comparando-se a Galileu? Menos, bem menos ao humorista!

    Se os “tiros” de humor não tivesse uma única direção, seria normal, porém há alvo certo! Estão fazendo com humor o que a militância cyber faz por aqui na internet, reduzindo o que seria normal e banal, numa ferramenta de “guerra” cultural!

  196. Henrique Stel

    -

    22/01/2014 às 15:45

    Há um vídeo do Porta dos Fundos em que mulheres com burcas pretas cobrindo totalmente o corpo discutem em uma loja sobre “modelitos” de burcas. Sou sincero em dizer que não sei se o uso da burca é 100% devido à religião ou se há uma parcela de costume propriamente dito, mas para mim está claro que é uma piada que poderia ser tomada como uma ofensa terrível por uma mulher muçulmana, o que vai contra algumas coisas que foram escritas nesse texto aqui, como a tal “perseguição” ao católico. Não vejo por esse lado. Entendo que religião é um assunto extremamente delicado, que tende a tocar sensivelmente as pessoas. Mas as vezes fico me perguntando se “dar bola” a uma piada sobre isso não vai contra ao próprio conceito de fé daquele que crê de verdade na sua religião. O mesmo Duvivier disse uma vez que o bom do “Porta” é estar na internet, assim vê quem quer. De novo, entendo sim que o assunto religião é delicado, mas não acho que sequer esses vídeos sejam DESTINADOS aos católicos. São destinados àqueles que querem ver e acham graça disso. Ninguém é obrigado a achar graça, e ninguém é obrigado a ver. Eu não posso colar o ouvido na porta do meu vizinho pra ouvir o que ele conversa e me sentir ofendido com o que ele fala bisbilhotando a vida dele.

  197. Rodrigo

    -

    22/01/2014 às 15:44

    “…os cristãos em geral têm o direito, inclusive, de propor um boicote ao site e às marcas que o patrocinam. Se ações assim funcionam, não tenho a menor ideia.” — Caro Tio Rei, BOICOTE funciona SIM é só os Cristãos saírem da Zona de Conforto em que estão a muito tempo e passarem a mostrar sua força…Nos EUA o boicote a Rede A&E em favor de Phil Robertson deu certo, eu já deixei de assistir esse canal a muito tempo e já parei de comprar as marcas que os patrocinam

  198. Sérgio

    -

    22/01/2014 às 15:39

    É, Reinaldo, coincidência ou não, quando vi que o humor praticado não mais me divertia, mas que passou a atingir os valores que para mim são caros (caríssimos!), também deixei de assistir.
    Não me alegra piadas que atingem a minha fé, os ensinamentos e as figuras que formam a minha religião (católica), da qual nunca me arredei e que nunca tive qualquer dúvida de que seguir seus ensinamentos seja o caminho mais correto.

  199. Judas (piada, claro)

    -

    22/01/2014 às 15:36

    Como católico, não me importo com a sátira à minha religião. Ao contrário de denegri-la, a gozação acaba por revelar o quanto somos tolerantes, até porque sabemos separar o sério, o ataque real, do humorismo, que é ficção. Podem tirar sarro à vontade porque não vamos querer matar ninguém por isso. Podemos até rir também, se for engraçado, como foi o especial de Natal do Porta dos Fundos. Rir de nós mesmos é um sinal de inteligência, como provam os judeus – judeu contando piada de judeu é impagável. Somos evoluídos, enfim. E, como dizia o mestre Chico Anísio, só existem dois tipos de humor: o engraçado e o sem graça. Quem leva piada a sério é chato pra cacete.

  200. josé reis barata

    -

    22/01/2014 às 15:35

    Porta dos Fundos, liberdade e religião.
    .
    Porta dos Fundos – Então, devo ser um desinformado. Desconhecia a existência do Porta dos Fundos. Esse o desserviço que a popularidade do Reinaldo, vez por outra, presta à sociedade. Minhas andanças são metódicas e se restringem a espaços previamente avaliados. Dignos de um cartão de fidelidade. Com a devida extensão Schopenhauer bem que alerta: “Para ler o que é bom uma condição é não ler o que é ruim, pois a vida é curta, o tempo e a energia são limitados”
    .
    Liberdade é gênero e relativa. Stricto sensu somente existe a de pensar. Com um pouco mais de tolerância, a de agir. Ambas limitadas. Aquela porque pendente do expressar. Caso contrário, abortada, nada mais que um natimorto. A outra, de agir, encontra esbarro na capacidade. Rousseau exemplifica:
    “Que um paralítico deseje correr e um homem ágil não o queira, ambos ficarão no mesmo lugar”
    A relatividade pode buscar fundamento segundo este pensamento de Hans Kelsen:
    “Para las leyes causales las conductas humanas forman parte del domínio de la naturaleza; se encontran enteramente determinadas por causas de las cuales son efectos. Como no puede escapar a la naturaleza y a sus leyes, el hombre no goza de ninguna libertad”
    .
    Religião na visão deste católico apostólico romano é a denominação que se dá a um determinado tipo de fé em outra vida, além da morte; é o sentido da vida. É o dilema nietzschiano: querer o nada ou o nada querer. Diz mais:

    “…a fé intensa só prova sua intensidade, não a verdade daquilo em que se crê”
    “Este é o combate. Depende apenas duma coisa a solução: o combatente quer obter o possível: quer ele crer? No entanto, falando ao rés do chão, ele bem sabe que sua perda é mais que certa. E é esse o movimento dialético da fé. Comumente, limita-se à esperança, ao provável etc., contanto que isto ou aquilo não lhe virá acontecer. Em seguida vem o acontecimento e ele morre – Sören K.”
    Se este ou aquele usa e gratuitamente abusa de marcos da fé; se ridículo; se crime legal e moral, nada pode pesar sobre minha consciência cristã, salvo minha triste e silenciosa repulsa. Diversamente, seria um contrassenso, um pensamento ou conduta não cristã.

  201. JC GODINHO

    -

    22/01/2014 às 15:35

    Os Valores estão sendo vilipendiados

    Começo afirmando que todas as religiões são boas tem um significado, afinal são todas baseadas em ensinamentos sobre a unicidade do gênero humano.
    Cada qual com seus valores, seus rituais específicos, entretanto, comandadas por seres humanos, e, como tal, imperfeito, não gera a perfeição, haja vista, a perfeição não existir, mas sim, um ideal a ser conquistado.

    Buda foi um grande sábio da India que viveu entre os anos 560 e 480 a.C.. O seu nascimento deu-se em Lumbini, na região de Kapilavastu, e, segundo se conta na tradição, a sua mãe (chamada Maya) teve um sonho onde teria sido avisada de que iria ter um filho notável que se tornaria um grande Iluminado. Curiosamente, Maria (mãe de Jesus) e Isabel sua prima (mãe de João Baptista), tiveram o mesmo tipo de avisos oníricos…

    A óctupla vereda de Buda, ou os “8 caminhos” é uma forma de praticar as virtudes necessárias para superar as limitações do ego e fazer surgir o Eu verdadeiro, tal como os Evangelhos de Cristo ensinam o verdadeiro Caminho da Vida e da Ressurreição. Curiosamente o nº 8 é também o símbolo de Jesus Ressuscitado, segundo a Sabedoria da Tradição…
    Carrin Dunne, diz mesmo o seguinte: “de um ponto de vista cristão, vejo Buda como um precursor que prepara os caminhos do Senhor; de um ponto de vista budista vejo Jesus como o verdadeiro sucessor de Buda”. No entanto, o Espírito de Cristo ou Logos Solar (A Luz do Mundo), em sua radiosa manifestação, é sempre o mesmo que ilumina as consciências dos homens que buscam o conhecimento da Verdade e sentem Deus no seu coração.

    Segundo a Bíblia e o Alcorão, Jesus nasceu em Belém e morreu em Jerusalém; Maomé nasceu em Meca e morreu em Medina.

    Ambos falaram de um Deus único e verdadeiro, por quem todas as coisas foram feitas.

    Ambos pregaram uma doutrina de Paz, Justiça, Amor e Verdade para esta Humanidade, porém o fanatismo, o obscurantismo ou fundamentalismos de duas grandes religiões (cristã e muçulmana) levaram a muitas guerras e dissenções.

    O Alcorão, tal como os Evangelhos, fala do mesmo Anjo (Gabriel) que apareceu e interveio no processo da Anunciação e Revelação da Palavra de Deus, o Altíssimo.

    Os dois livros sagrados falam dos mesmos Profetas do passado, bem como dos Apóstolos e de Maria mãe de Jesus, embora os Evangelhos não refiram Maomé que só surgiria 570 anos depois. No Alcorão, o nome de “Iça” é atribuído a Jesus, conhecido assim também pelos maometanos ou muçulmanos.

    Por isso, não se compreende a rivalidade entre cristãos e muçulmanos desde o passado até ao presente, dividindo em nome de Deus tanta gente numa ‘guerra’ de crenças de Religiões que têm separado povos irmãos que deviam saber dar as mãos. (Rui Palmela)

    Para os negros fundadores das terras do Brasil e de outras partes do planeta – como também para toda a humanidade que se pauta por alguma religião, alguma crença – a família é constituída e regida pelo modo de professar a crença no Supremo. Nesse sentido e por esse elo, a família religiosa supera a família consanguínea, na medida em que a família religiosa é aquela onde a criatura se encontra com o Supremo; onde reina a compreensão e a ajuda mútua, por força de uma união “escolhida”, fruto da devoção, onde a relação estabelecida é do plano da conexão com o Supremo. Assim é como é; e assim é como precisa ser!

    Guiadas pelo Orixá, pelo Guia, pelo Preto-Velho, pelo Caboclo, as criaturas constituem famílias espirituais, onde as funções de pai, mãe, filho, irmão, filho mais velho, dentre outros, se reproduzem no nível religioso, alcançando o nível social quando, para atender a um filho/a, todos se reúnem e resolvem entre si, com base nos valores éticos, espirituais, filosóficos. Esse momento é oportunidade ímpar de vivenciarmos a importância da família cooperando para que possamos sobreviver às adversidades do mundo contemporâneo, tão cheio de altos e baixos!

    Nossas religiões afro-brasileiras não colocam qualquer determinação sobre “pregação”, sobre convencimento de outras pessoas, sobre como o homem deve agir em relação à mulher, ou a mulher com relação ao homem, ou em relação aos filhos, filhas e amigos. Diferente das chamadas religiões “reveladas” que possuem um “livro sagrado” (com proposições, pecados e proibições), as religiões de matrizes africanas se pautam pela transmissão oral, pelos mitos e ritos que envolvem e evocam as Entidades. Esses mitos e ritos estão caracterizados nos fenômenos da natureza, onde os Orixás habitam; na realidade histórica que constituiu os Pretos Velhos; na grandeza da preservação da natureza e na superação de limites, por parte de Caboclos, Exus e Pombo-Giras; na pureza inteligente das Crianças.

    As religiões de matrizes africanas nada proíbem; nada impõem! Assim, caberá a cada criatura, filho de Fé, a escolha harmonizada com o que ela construiu; com o que ela constituiu: escolha Harmonizada com a família social biológica, de sua responsabilidade e, ao mesmo tempo, escolha Harmonizada com a família espiritual, de sua devoção.

    Quando os componentes de uma família social biológica trilham caminhos diferentes na busca para a descoberta do Supremo, o que deve ser preservado é o próprio equilíbrio (para o equilíbrio de cada um/a), fazendo frente às responsabilidades que foram constituídas e assumidas. Nessa situação, “eu” sou o elo do diálogo da família a que estou unido/a pelo amor e da família que tenho como devoção, onde uma e outra vão buscar o que for de melhor para o “nosso” equilíbrio, para o equilíbrio de todos, amparados na liberdade e na confiança. (Ana Maria Felippe)

    Portanto, a sátira, com intuito de demonização, somente é e será exercida por aqueles que desprezam o RESPEITO, o direito de ESCOLHA, que eles mesmos defendem para produzir a ofensa, vilipendiando assim a crença alheia, assim como, por aqueles que se intitulam com outorga divina, e, enriquecerem a custas da falta de raciocínio lógico do verdadeiro sentido de religião e religiosidade.

    A “porta dos fundos”, nesse caso, é o fosso em que se encontram.

  202. José Humberto

    -

    22/01/2014 às 15:32

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  203. Dionisio Mitridates

    -

    22/01/2014 às 15:31

    A frase não é de Walter Williams, é de Rosa Luxemburgo, autora da famosa frase:

    “Freiheit ist immer Freiheit der Andersdenkenden”,

    ou seja:

    “Liberdade é sempre liberdade de quem diverge”.

  204. Pequeno erro

    -

    22/01/2014 às 15:30

    No fim a citação de Sao Paulo tem um pequeno erro …em vez de digitar o “D” você digitou a “S” que fica ao lado ….. Muito bom o artigo

  205. Ricardo Barbosa

    -

    22/01/2014 às 15:29

    Já assisti um vídeo desse grupo e achei mediano como humor e de também mediano mau gosto . Depois desse teu texto, Reinaldo , confesso que perdi totalmente o interesse em assisti-los outra vez , embora isso nunca estivesse em minha agenda de entretenimentos.

  206. Edmundo

    -

    22/01/2014 às 15:28

    Muito bom artigo e argumentação. Dúvido que esta geração de pensamento fácil consiga entender o que você disse. No mais, este pessoal, não só estes do dito site, mas todos os que estão por aí, fazem é gracinhas, gozações, e não humor. Humor é algo mais refinado, até mesmo quando se apresenta pastelonico. Esse pessoal quer é risada fácil. Produzir rapidinho e publicar na net para ganhar tantos likes quanto possiveis, e faturar.

  207. Kaio

    -

    22/01/2014 às 15:26

    Não concordo com o post sobre o porta dos fundo,mesmo sendo Cristão,e discordo da posição de todos que se colocam contra isso,pois existem diversos “artistas gospel” por exemplo,que a turma do oba oba adora,que envergonham muito mais o nome de Cristo,e além,usam o nome dele e se apoiam na mídia para “propagar o nome de Deus”,o Porta dos Fundos é um canal de Humor inteligente,não quer dizer que seja a voz da verdade.

  208. Gardenal

    -

    22/01/2014 às 15:25

    Faz tempo que não comento, mas, desta vez, quis deixar este registro de admiração pelo excelente texto.

  209. Angela

    -

    22/01/2014 às 15:19

    É Reinaldo, fácil criticar. O difícil mesmo é ouvir a crítica e aceitá-la.
    Eu também já perdi o interesse pelo Porta dos Fundos já faz algum tempo, nem vi esse aí de fim de ano. Confesso, mesmo depois de ler seu post longuíssimo, ainda assim não irei ver. Tem coisas que vale investir tempo, outras não.

  210. Ghislain

    -

    22/01/2014 às 15:19

    Reinaldo, parece que você levou a resposta do Porchat muito ao pé da letra. Quando ele declara “Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer! Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos)”. Essa resposta foi justamente uma tentativa de humor (concordo, piada bem básica).
    E como vários comentaram, melhor assistir esse vídeo deles sobre islã: não vai reconciliar você com o porta dos fundos (o nível desse vídeo é bem baixo), mas não pode acusar eles de só partir pro cima dos católicos ou evangélicos.
    De resto, lamento como você as interdições impostas pelo Islã. Temos ainda a sorte no Brasil de ter essa liberdade. Na Europa, a redação de porta dos fundos já teria sido incendiada (remember Charlie Hebdo)

  211. R. Meneguite

    -

    22/01/2014 às 15:18

    Fica o meu protesto como cristão contra o “Porta dos Fundos”.

  212. Alexandre Henri

    -

    22/01/2014 às 15:14

    Sou frequentador assíduo deste blog Reinaldo, também o sou do humorístico Porta dos Fundos. Gosto muito dos Dois! O seu pela clareza e isenção com que debate assuntos dos mais variados e o Porta dos Fundos pela irreverência e sagacidade com que abordam assuntos corriqueiros e cotidianos sugiro “REUNIÃO DE EMERGÊNCIA”. Em relação a polemica criada, assim como os blogs financiados pelo Governo Federal, o ilustríssimo deputado tenta se aproveitar da mídia e repercussão, já consolidada neste episodio.

  213. "No dos outros, é um pancadão que só vendo !!!"

    -

    22/01/2014 às 15:14

    Olá TRx,
    *****
    *****
    Na Porta dos Fundos dos outros é Hipoglós…
    *****
    já, no Arco do Triunfo dos Bravos e Corajosos paparicados ‘Filhinhos da mamãe’, é um tal de:
    “- Pô…Calma aí, pô, fundilho que mamãe passou talquinho não!,
    e,
    além disso,
    vai devagar com o ardor que eu tenho um pouco de
    hemorróida…”
    *****
    *****
    V&OL, TRx !!!…
    *****
    *****
    e.t.: só assisti à um sketch desses valentes (como diz o Tio).
    Uma seqüência do Lula-Rosegate – o BARBA, Pingaiada & Milionário
    (aliás, próxima segunda-feira no Roda Viva do Augusto Nunes, o DR. TUMINHA, pela prima volta, terá a oportunidade de ser entrevistado pela gRANDE iMPRENSA. Nesse caso, comandada por um ‘Realmente Grande’ Jornalista, o AN)
    - numa reunião de ‘negócios políticos’ (via link no BlogRex, acho)…
    …foi bom, mesmo, só enquanto durou !!!
    Já, num segundo episódio, me meti à assistir sem prescrição e bula…e parei logo pelo meio do troço…
    …muito chinfrin, feito prá $$$, e datado de mais de décadas (Monty Python (70’s) e Saturday Night (80’s).
    *
    Graça insossa, sem espírito nem pegada !!!
    Eu, Querido Titio Romano, na minha idade,
    eu próprio já não tenho mais a mínima paciência (e tempo) para
    degravações piratas tardias,
    pretensiosas,
    decadentes
    e
    de
    quinta.
    *****
    *****
    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/direto-ao-ponto/romeu-tuma-junior-sera-o-entrevistado-do-programa-roda-viva-de-3-de-fevereiro/
    dia 03/02,SEGUNDA-FEIRA, das 22:00 às 23:30 hs !!!
    *
    Essa sim,
    será uma peça
    IMPERDÍVEL !!!!!!!!!!!!!!…….

  214. Nelson Simas

    -

    22/01/2014 às 15:10

    Perfeito de fio a pavio, isto é ser liberal.

  215. Marcelo

    -

    22/01/2014 às 15:09

    Parabéns!

  216. Lelandi

    -

    22/01/2014 às 15:05

    Li algo sobre as piadas dos europeus são melhores que dos brasileiros… quero só deixar um adendo, não querendo interferir no gosto alheio. O brazil perdeu seus melhores comediantes e o que sobrou foi isso, que está sendo criticado pelo Reinaldo.
    Costinha, “Vera Verão”, Chico Anísio, Mazaropi e inúmeros outros deixaram saudade.
    Não é o humor brasileiro que é uma merda, e sim os atuais “comediantes”, salvo raras exceções.

  217. Cida Abreu

    -

    22/01/2014 às 15:00

    Como sempre, você perfeito em suas colocações. Obrigada por me ensinar a pensar com clareza e objetividade.

  218. ron

    -

    22/01/2014 às 14:58

    O grande problema dos humoristas é que eles não reconhecem sua própria evolução histórica, no passado eram bufões, e hoje também, mas no passado se fizessem graça, sem graça, perdiam as cabeças. Talvez falte um pouco disso para eles melhorarem, e mais, ainda são bufões mas pensam que são celebridades.

  219. Apoc

    -

    22/01/2014 às 14:57

    Será que o Costinha seria permitido nos dias de hoje?
    E as piadas do Didi com o Dedé Santana nos Trapalhões?

  220. Rafael

    -

    22/01/2014 às 14:57

    Engraçado que o autor do texto se deu ao trabalho de pesquisar a resposta do Fabio Porchat, mas ignorou o vídeo em que o Porta brinca com tal religião. Aos que adoram citar Chico Anysio e Monty Python, e principalmente para o povinho que se acha super culto e maduro, desmerecendo esses “humoristas novos” da “geração stand up que acha que pode tudo”, por favor, vão conhecer um pouco mais de stand up comedy, a começar por um falecido humorista, que assim como o Chico, começou no humor no final dos anos 50, um tal de “George Carlin”. Essa “falta de limites” sempre foi característica marcante no trabalho do Carlin, que até hoje é homenageado e admirado pelos principais comediantes do mundo. Jerry Seinfeld, conhecido por ser “certinho” e nunca utilizar palavrões, disse uma vez ao relembrar Carlin, a quem ele admira, “a verdade é que para comediantes, até mesmo a morte é premissa para uma piada”.

  221. André Menezes

    -

    22/01/2014 às 14:48

    Tinha tudo para ser uma ótima crítica, porém se prendeu muito a uma piada que o Porchat fez, tendo deficiência de interpretação do próprio autor, sr. Reinaldo.
    Só pesquisar um pouco mais pra ver que eles já fizeram piada sobre o islamismo e seu argumento sobre esse ponto é patético e mentiroso.
    Sobre a história dos cristãos, é ridículo colocar os cristãos como pobres coitados pelas mortes que sofreram, esquecendo das mortes que provocaram inclusive no Brasil e ainda mais o motivo. “Não concorda com a igreja, morre.”
    Os pontos sobre liberdade de expressão são excelentes, mas infelizmente pecou no resto, onde por vezes se mostra completamente parcial no assunto.

  222. professor da poli

    -

    22/01/2014 às 14:48

    O Brasil é o país onde deputados que se dizem conservadores são da base de apoio do governo do PT, um partido gramsciano de corpo e alma. Só esta distorção mostra o estado de confusão mental em que vivemos. Não é pragmatismo. Sendo otimista, seria só desconhecimento da verdadeira natureza do PT. Talvez oportunismo fosse uma explicação melhor. Infelizmente os aproveitadores deitam e rolam em cima de um povo que ainda esta na infância, que ainda não entendeu que a liberdade de expressão pode implicar na existência de manifestações que podem ser chocantes para alguns ouvidos. Custo a entender que um vídeo colocado na internet seja um atentado ao exercício da liberdade religiosa no Brasil. Não há como comparar os vídeos do PdF com, por exemplo, o que fez o pastor da IURD ao chutar a imagem da padroeira, ao vivo, num canal de TV aberta. E vamos seguindo num rumo triste onde cada um vai se achando duramente agravado por qualquer coisa. Todos estão se convertendo em militantes, gays, religiosos, vegetarianos, carnívoros, ciclistas,… Todo mundo tem uma causa particular a ser defendida sem nenhum limite. Ao mesmo tempo princípios de civilização vão sendo relativizados.

  223. Augusto

    -

    22/01/2014 às 14:45

    Num Estado Democrático de Direito, a palavra “liberdade” pressupõe, necessariamente, outra chamada “limite”. Este, se transgredido, pressupõe a palavra chamada “responsabilidade”.
    .
    Assim temos:
    .
    Liberdade —> limite —> responsabilidade
    .
    No Direito, como na vida, há limite para tudo!
    .
    Como diz o povão: “liberdade sem limites é LIBERTINAGEM”!
    .
    O povo nos ensina também: ” o direito de um termina (liberdade de expressão do Porta dos Fundos) onde o do outro começa (respeito à religião).
    .
    Qual é o limite?
    .
    Não é o da discordância ou o do desagrado, mas o da ofensa gratuita, o do escarnecimento, o do vilipêndio.
    .
    O bom senso sempre mostra o caminho certo!

  224. Heloah

    -

    22/01/2014 às 14:44

    Já tinha sentido a falta deste post…
    Eu também, desde o vídeo de natal, não vejo mais o que sai pela porta dos fundos.

  225. Clayton Moreira

    -

    22/01/2014 às 14:35

    Ignoro-os já faz tempo. No fundo, parecem-me uns bobinhos e chatinhos que postam esses vídeos como quem está dizendo: “Olha como eu sou legal! Olha como eu sou bacana! Olha como o meu humor é inteligente…”

    E ainda ficam com essa coisa de ignorar ostensivamente a Globo. “Ah, não precisamos da Globo! Ah, prezamos a nossa liberdade de expressão…” Podem não ir lá em grupo, mas cada um por si vive dando pinta por lá… No fundo, no fundo, tudo não passa de pose!

  226. Senta lá Cláudia

    -

    22/01/2014 às 14:35

    Realmente, a maioria dos esquetes do especial de Natal foi bocó e sem graça. Mas valeu pelo esquete do Sandrinho colocando pulseirinha em todo mundo pra Santa Ceia, fazendo referência ao excelente esqueta “A Cura.” Quem não viu “A Cura”, veja. No mais, querido Reinaldo, eu te amo de paixão, mas devo confessar que o artigo do Pondé me umidificou um pouco mais a alma.

  227. Macunaíma

    -

    22/01/2014 às 14:35

    Comentário fora do tópico:

    Em reportagem do Globo, vemos que MARXilena Chauí anda fazendo escola:
    http://oglobo.globo.com/educacao/jovem-usou-empregada-domestica-para-burlar-sistema-de-cotas-na-uerj-11369319

    Impressionante é a fala do reitor da UERJ:

    “- É o sinal de que estamos vigilantes. Que a classe média dispute de forma correta as vagas que lhe são destinadas. Acredito que está ocorrendo hoje em dia um desespero diante da falta de uma oferta suficiente de vagas, em geral e principalmente nas públicas. Então começam a surgir novas tentativas de fraudes a até quadrilhas tentam se estabelecer. É uma pena porque somos educadores, não somos polícia, mas temos que agir como investigadores.”

    Ah, a coragem dos covardes…

  228. Marcelo Pinheiro

    -

    22/01/2014 às 14:33

    Sandra – 22/01/2014 às 12:31
    Faço suas minhas palavras.
    100% com seu argumento!

  229. Bottanelles

    -

    22/01/2014 às 14:31

    Reinaldo, concordo totalmente com o texto.
    .
    Considerando a mesma liberdade de expressão, preciso registrar:
    .
    - Fábio Porchat é um COVARDE! COVARDE! e COVARDE!
    .
    - Gregório Duvivier também é um COVARDE! MUITO COVARDE! COVARDE MESMO!
    .
    Ambos são COVARDES! MIL VEZES COVARDES!
    .
    Reinaldo, admiro cada vez mais a sua lucidez!
    .
    Ah! se as pessoas tivessem ao 1% de sua inteligência.
    .
    Obrigado pelo sua obra. Permanecerá para sempre.
    .
    Saúde, paz e vida longa.

  230. roberto lima

    -

    22/01/2014 às 14:29

    infelizmente Reinaldo, esses humoristas não respeitam as convicções religiosas e fazem humorismo sem graça nenhuma, penso que realmente vivemos uma época de imbecilidade artística sem precedentes, nossos humoristas carregam nos palavrões e palavras chulas, se isso for cultura preferido ser um “sem cultura”, tenho evitado em ir a teatro assistir determinadas peças, pois os atores abusam dos palavrões. Sinceramente quanto ao “Porta dos Fundos” acessei uma vez e não gostei do tipo de humor, muito fraco, falta qualidade, inteligência dos produtores e infelizmente tudo que é porcaria vende no Brasil. como já disse vivemos em plena era da imbecilidade, é uma pena.

  231. Cicero Cavalheiro

    -

    22/01/2014 às 14:24

    Gosto de black humor, de que sacaneiem as religões, acho o Porta.. o máximo.

  232. Alfredo

    -

    22/01/2014 às 14:23

    Os que estão aqui esperneando são os ateus, porque os cristãos resolveram correm atrás de seus direito, segundo a lei permite. O que dizer a eles esperneie o quanto quiser Mas Lei e Lei, e ela serve aos dois e vocês também a utilizam quando lhe convém. Para bens Reinaldo pela matéria e parabéns ao Feliciano e a todos os Católicos ou outros Cristãos que entrarem com ação na justiça ou for a delegacia abrir um boletim de ocorrência por ofensa, pois isso não é vingança como um idiota se expressou aqui, mais sim um direito de defesa assegurada pele lei maior. Vingança seria ir até onde eles estão e jogarem ovo ou outra coisa pior, nestes covardes.

  233. Augusto

    -

    22/01/2014 às 14:20

    IMPORTANTE MENSAGEM AOS CATÓLICOS, RELIGIOSOS E CONSERVADORES EM GERAL:
    .
    Vejam o escarnecimento que os militantes da MARCHA DAS VADIAS fizeram com os símbolos religiosos católicos por ocasião da visitar do Papa ao RJ, em atitude criminosa e altamente provocativa.
    .
    Milagrosamente, sai no Jornal Nacional:
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=zIXDVYZDeFk

    AGORA EU PERGUNTO AO GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL, À POLÍCIA CIVIL E AO MINISTÉRIO PÚBLICO DO RJ…
    .
    POR QUE ATÉ HOJE ESSES CRIMINOSOS NÃO FORAM IDENTIFICADOS, LOCALIZADOS E RESPONSABILIZADOS?
    .
    QUE DESCASO É ESSE QUE OS SENHORES TÊM EM RELAÇÃO A ATOS DE TAMANHA GRAVIDADE???

  234. Alexandre

    -

    22/01/2014 às 14:19

    Parabéns…sinceramente quando comecei a ler sua coluna imaginei que viriam monótonas lições de moral ao pior estilo TFP…contudo, a clareza de seus argumentos é incontestável. Não creio que o Feliciano mudará de opinião por força de sua coluna ou o Porta dos Fundos, mas se tiverem real humildade para ler, certamente agirão de forma mais pacífica e tolerante nas próximas vezes. É um raro texto que realmente ensina e ensina porque faz pensar…e assim, modifica…

  235. Silvelandio Martins

    -

    22/01/2014 às 14:17

    Esse porta dos fundos é um lixo oportunista! Reinaldo está certíssimo em não assistir àquilo!

  236. Diogo Hoffmann

    -

    22/01/2014 às 14:17

    Reinaldo, já li muitos textos bons seus. Mas neste, você se superou. Sou cristão protestante, e minha atitude diante do Porta dos Fundos é parecida com a sua: ignorar solenemente. Um abraço.

  237. jurides

    -

    22/01/2014 às 14:16

    Caro Reinaldo,

    Achei o vídeo muitíssimo engraçado, é uma sátira aqueles fanáticos religiosos ou malucos que veem imagens em janelas, nuvens , túnel como o caso do …do Nicolas Maduro e não vi nada de ataque religioso.

  238. sandra

    -

    22/01/2014 às 14:15

    Bom dia, veja que interessante um diálogo que me mandaram.

    “- Filho, eu descobri essas coisas no seu armário…
    - Qual é o problema de ter uma máscara do anônimos e um taco de beisebol?
    - Você usa isso?
    - Não… quer dizer, às vezes…
    - É que que estou precisando. Será que você me empresta?
    - Precisando? Pra quê?
    - É que eu li as coisas que você andou escrevendo na internet…
    - Você andou lendo o meu face?
    - Qual é o problema? Não é público?
    - É…mas…
    - Pois é, eu li o que você escreveu e …
    - Pai, eu sei que você não gostou do que eu escrevi lá , mas… eu não vou discutir, são as minhas ideias. Eu sou anarquista e…
    - Não. Eu achei legal. Você me convenceu.
    - Convenci? De quê?
    - Tá tudo errado mesmo… eu li o que você escreveu e concordo. Agora eu sou anarquista também, que nem você…
    - Você o quê? Pai… que história é essa?
    - É, você fez a minha cabeça. tem que quebrar tudo mesmo! Agora eu sou Old Black Bloc!
    - Pai, você não pode… você é diretor de uma empresa enorme e…
    - Não sou mais não. Larguei o meu emprego. Mandei o meu chefe tomar no …. Mandei todo mundo lá tomar no ….
    - Pai, você não pode largar o seu emprego. Você está há 30 anos lá…
    - Posso sim! Aliás tô juntando uma galera pra ir lá quebrar tudo.
    - Quebrar tudo onde?
    - No meu trabalho! Vamos quebrar tudo ! Abaixo a opressão! Abaixo tudo!
    - Você não pode fazer isso, pai…
    - Posso sim! É só você me emprestar a máscara e o taco de beisebol. E aí, você vem comigo?
    - Não… acho melhor não…
    - É melhor você vir porque agora que eu larguei tudo, a gente vai ter sair desse apartamento…
    - Sair daqui? E a gente vai morar onde?
    - Sei lá! Vamos acampar em frente a uma empresa capitalista qualquer e exigir o fim do capitalismo!
    - Pai, você não pode fazer isso ! Não pode abandonar tudo!
    - Tô indo! Fui!
    - Peraí, pai! Pai! E minha mesada ? E meu computador ? E a gasolina do meu carro ? Onde eu vou morar ? Volta aqui! Volta aqui, pai!!! Voooltaaaaa!”

  239. Alan Sam

    -

    22/01/2014 às 14:14

    Nuca assisti esse PdF, mas meu afilhado passava horas no computador assitindo, por isso tive uma idéia do que faziam. Nunca achei que fossem humoristas maduros, pois as piadas sao voltadas para um público mais jovem e menos instruído.

    O humor britanico e o frances sao pra mim os mais interessantes.

  240. André

    -

    22/01/2014 às 14:12

    Completamente sem sentido esse pessoal que fica dizendo que o Porta dos Fundos já fez piada com Islamismo. Fazer vídeo ironizando burca (que foi o que eles fizeram) é a mesma coisa que ironizar certas católicas e evangélicas que só usam saia abaixo do joelho. Ou seja, não toca em nada a doutrina e aquilo que é considerado sagrado pelas religiões. A diferença entre o único vídeo que o Porta dos Fundos fez mencionando o Islã (esse da burca) e os vários que fez avacalhando o Cristianismo é imensa.
    Esse pessoal se tem em tão alta conta que Duvivier se compara a Copernico, Galileu e outras grandes figuras da história para querer calar os cristãos que não gostaram dessa presepada.

  241. FabioS

    -

    22/01/2014 às 14:11

    Fala Rei,

    Segue abaixo link para uma série de 4 vídeos em que o John Cleese e o Mark Palin debatem sobre “A Vida de Brian” no Friday Night, Saturday Morning”, em novembro de 1979.
    No primeiro vídeo o John Cleese afirma categoricamente que apos muitas leituras e estudos ficou claro que seria impossível fazer uma comédia baseada na vida de Jesus. No segundo vídeo da serie ele afirma que a cena antologica do final do filme onde todos cantam Always Look to the bright side of Life, gerou enorme controvérsia no grupo. Ele pessoalmente não concordou com os flashes onde aparecem pessoas sendo pregadas a cruz e que isso para ele é inadmissível, zombar do sofrimento alheio.
    abs
    https://www.youtube.com/watch?v=1ni559bHXDg

  242. Adilson Brilhante

    -

    22/01/2014 às 14:08

    Muito boa e correta essa análise de Porta dos Fundos. Concordo e agora, depois de ler a crítica, é que me dei conta que a mais de um mês não vejo os vídeos, nem nas quintas feiras quando o PdosF manda aviso.

  243. Augusto

    -

    22/01/2014 às 14:06

    Feliciano não tem preparo intelectual ou teológico para representar nem os evangélicos, quanto mais os cristãos…

  244. Willian

    -

    22/01/2014 às 14:05

    Como dizia o grande mestre do humor brasileiro, Chico Anísio, só existem dois tipos de humor:o engraçado e o sem graça, e o velho mestre sabia tirar sarro de todos os grupos sociais, inclusive os evangélicos(lembram do Jim Jones). Este humor do porta do fundos,e não só deles como de toda essa nova geração “stand-up”, além de ideológico é totalmente sem graça. Só adolescente retardado educado a base de escola pública,videogame e Hq’s consegue achar graça naquilo, seus cérebros já estão irremediavelmente deteriorados pela cultura nerd moderna, que de intelectual não tem nada.

  245. Alfredo

    -

    22/01/2014 às 13:58

    Primeiro quero dar os parabéns ao Reinaldo Azevedo pela matéria, Muito boa mesmo.
    Ao mesmo tempo peço licença para discordar de um único ponto da matéria e vou tentar colocar meu ponto de vista quando a esta frase. Ele se refere ao texto: “Não entendo esses ataques. Eles só mexem com os cristãos porque sabem que somos pacíficos. Por que não mexem com muçulmanos?”. Bem, Porchat respondeu à pergunta de Feliciano, não é mesmo? E vou ter de discordar de ambos — no fim das contas, reparem, eles são mais iguais no pensamento do que ambos gostariam”. Bom no meu modo de ver, esta pergunta e esxatamente o que é, uma pergunta e não uma ordem, Ele não esta mandando este grupo ou outro fazerem piadas com mussumanos e sua religião, a indagação foi sim respondida e mostra sim a covardia deste grupo nos dois sentidos segunda a resposta que ele deram ao Feliciano. Ou seja vou zombar dos Cristão porque sei que ele são pacificos, ao inves de respeitarem e vou respeitar os mussumanos e outros porque nos borramos todos de medo porque eles respondem rigidamente as onfensas. Isso equivale a chutar uma crinça ou um filhote de animal ele não oferecem resistencia, mas ele não bricam com um leão ou tigre selvagem. O que é muito proprio de pessoas que usam o argumento da liberdade de expressão só quando beneficia a eles.

  246. francisco

    -

    22/01/2014 às 13:58

    a igreja católica e os cristãos fez e faz muitas coisas boas mais isto não justifica seus crimes e injustiças contra quem não segui a ela e seus dogmas…

  247. Onagro.

    -

    22/01/2014 às 13:57

    Reinaldo.

    MEFISTÓFELES, indagado por FAUSTO, responde:”Quem eu sou? Parte da força,que, empenhada no mal, o bem promove.”
    Essa é a lógica da troupe Porta dos Fundos.

  248. Alvaro

    -

    22/01/2014 às 13:56

    Entendi que o Porchat teria sido irônico ao citar o impedimento a piadas sobre o Islã. Tanto o é que fizeram, recentemente, um quadro sobre as burcas.

  249. Aurélio Tasso de Miranda

    -

    22/01/2014 às 13:55

    Reinaldo, achei muito boa a sua argumentação. Como base cita São Paulo, Apóstolo: “Tudo me é permitido, mas …”. Está na linha do pensamento de Santo Agostinho: ” Ama e fazes o que quiseres …”. – Há todo um arcabouço doutrinário que emoldura (coloca limites) a esses dizeres.
    Williams das (12:33 h.) diz bem, que este sujeito, “das portas dos fundos”, não acharia graça de uma anedota de sua mãe ” ter sido encontrada” em lugar que a desonraria. Se achasse graça disso é por que ele é um cafajeste.
    Se ele porta-se assim com a própria mãe, tendo-a com muito respeito, não será diferente com as pessoas que, com as coisas sagradas, as tem como sagradas.

  250. Augusto

    -

    22/01/2014 às 13:52

    Para não dizerem que estou apenas criticando os evangélicos, também acho muito suspeita a postura da CNBB de permanecer inerte enquanto a agenda gramsciniana de destruição do valores cristãos e da família só avança no Brasil pelas mão do PT.
    .
    Por falar no PT e em Igreja Católica, não é que Dom Orani foi, lamentavelmente, “beijar a mão” de Dilma antes de ir para o Vaticano?
    .
    http://g1.globo.com/politica/noticia/2014/01/presidios-no-brasil-nao-reeducam-pessoas-diz-dom-orani-tempesta.html

  251. aldo

    -

    22/01/2014 às 13:49

    Droga, apertei o tab sem querer e publicou antes de eu terminar de escrever. Vai o texto completo: Liberdade de expressão é liberdade de expressão e ponto final. Cristãos tem todo o direito de espernear e só. Já pensou se os EUA, que é mais conservador que o Brasil, fosse fazer o que os cristãos querem? Não teríamos South Park, Simpsons nem nada… o mesmo vale para tudo e todos, se permitirmos a censura por motivos ideológicos, um dia o feitiço vira contra o feiticeiro e os censores de hoje, serão os censurados de amanhã. Se o MP acatasse o pedido de censura do Porta dos Fundos, amanhã seriam obrigados a acatar pedido de censura dos evangélicos contra católicos, dos petistas contra tucanos, dos blogs sujos contra os limpos, da Maria do Rosário contra o Reinaldo Azevedo… Já Feliciano, é apenas um político, está fazendo o que pode para aparecer na mídia e arrebatar votos, afinal, num país como esse não se ganha eleição com propostas sérias, se não fizer palhaçadas, não passa nem pelas prévias do partido.

  252. jaime junior

    -

    22/01/2014 às 13:47

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  253. Cau Marques

    -

    22/01/2014 às 13:44

    Feliciano disse “deixem os cristãos em paz”. Bobagem. É a mesma coisa que dizer: “deixem os torcedores do Flamengo em paz”. Religião cristã (católica) NÃO É UM DIREITO. Foi uma revolução CIVILIZACIONAL gigantesca. Vejam o que era o mundo pré-cristão: sofisticado, mas BRUTAL. Por que a democracia surgiu no Ocidente cristão? Coincidência? A legislação nos países democráticos, no fundo, não passa dos 10 Mandamentos traduzidos em lei civil.

  254. Rosi

    -

    22/01/2014 às 13:43

    Parabéns pelo texto. Ganhou o meu respeito e admiração.

  255. aldo

    -

    22/01/2014 às 13:43

    Liberdade de expressão é liberdade de expressão e ponto final. Cristãos tem todo o direito de espernear e só. Já pensou se os EUA, que é mais conservador que o Brasil, fosse fazer o que os cristãos querem? Não teríamos South Park, Simpsons nem nada…

  256. wal

    -

    22/01/2014 às 13:39

    Obrigado Reinaldo,por EXISTIR, ja li muito sob este assunto, mas este texto de hoje, esta simplismente MARAVILHOSO, por isto os ESQUERDOPATAS te ODEIAM, mas uma aula.

  257. Augusto

    -

    22/01/2014 às 13:38

    (Paulo Bento Bandarra – 22/01/2014 às 13:15)
    .
    AQUI, O “BISPO EVANGÉLICO” EDIR MACEDO, FIEL APOIADOR DO GOVERNO DILMA, SE DECLARA A FAVOR DO ABORTO:
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=7aL470RWdNU

    AGORA, O DOCUMENTÁRIO “O GRITO SILENCIOSO”, QUE MOSTRA TODA A CRUELDADE DO PROCEDIMENTO ABORTISTA:
    .
    http://www.youtube.com/watch?v=XjUGoSr4MWE

    NÃO VI UM LÍDER EVANGÉLICO SEQUER CONDENAR A POSIÇÃO CRIMINOSA ASSUMIDA PELO “BISPO” MACEDO… UM LÍDER SEQUER!
    .
    FICARAM TODOS CALADINHOS, POR QUÊ?

  258. Matheus

    -

    22/01/2014 às 13:38

    Reinaldo, leio bastante o seu blog porque seus textos têm sempre muito embasamento antes de afirmar algo. Entretanto eu quero discordar do parágrafo sobre o Porchat. Acredito que você tenha levado “a ferro e fogo” o que o cara falou, lembrando que ele é um humorista e estava, na própria resposta, tentando fazer piada por meio da associação (mesmo que fútil) do Islamismo com o terrorismo. Ainda assim o convido a assistir um vídeo deles chamado “Moda”, em que embora não haja críticas profundas, é feita sátira com a forma como as mulheres islâmicas se vestem.

  259. Renilson

    -

    22/01/2014 às 13:37

    Reinaldo azevedo,como Cristão gostaria de parabenizar você pelo rico texto e pela visão democrática que tens sobre o assunto.acredito que se todos os que de alguma forma se sentiram constrangidos ou humilhados pelas piadas do referido grupo deixassem de assistir os seus videos eles mudariam o tipo de humor que praticam para algo mais saudável

  260. Paulo Brito

    -

    22/01/2014 às 13:35

    Obrigado por mais oxigênio para a alma Reinaldo, se você fosse padre da igreja católica, talvez eu a frequentasse mais.

  261. Nikolas

    -

    22/01/2014 às 13:35

    Não concordo com o medo deles fazerem vídeos sobre maomé. Provavelmente não o fazem porque por aqui, ninguém conhece essa cultura. É muito mais fácil apunhalar a maioria católica. Eu gosto do canal e gosto dos atores, quem não gostar dos temas abordados, que pare de assistir. Fim de papo.

  262. Anomia.

    -

    22/01/2014 às 13:35

    A impressão é que todos concordam que há um tabuleiro, só nao concordam se o jogo é de damas ou xadrez.

  263. Renato A Azevedo

    -

    22/01/2014 às 13:32

    Ou seja, caríssimo Reinaldo (e parabéns por outro texto brilhante!), os pretensos humoristas do Porta dos Fundos acusam os católicos de preconceito, mas eles mesmos acham, aparentemente, que todo muçulmano é terrorista, não é? Quem está sendo preconceituoso mesmo? Saudades do humor dos velhos tempos, Trapalhões, Casseta e Planeta… grande abraço!

  264. Milton de Oliveira

    -

    22/01/2014 às 13:31

    Gostei mais quando os suicidas se matam diante de Brian, que faz um misto de decepção com surpresa pelo ridículo do que aconteceu aos pés da cruz. Sem falar quando gritam para a sua mãe e perguntam “É a virgem?”. O comediante inglês faz a cara mais cínica dos últimos tempos.

    Sabe quando esse pessoal dos fundos vai chegar a esse nível?

    Agora, quanto aos números da Inquisição, há controvérsias.

    Sempre haverá.

  265. claudio martins

    -

    22/01/2014 às 13:31

    : piada mesmo é o troço se chamar “dos fundos” , com tanto patrocínio envolvido …

  266. C

    -

    22/01/2014 às 13:29

    Bem empregado que esses bufões, fossem condenados a algum tempo na cadeia e encaminhados para cumprir pena em Pedrinhas, MA. Lá, em Pedrinhas, tem um pavilhão de presos convertidos evangélicos. Ai não ia faltar brazucas, hhhh!

  267. Joe Silva

    -

    22/01/2014 às 13:28

    Reinaldo, Veja essa pérola do gênio da filosofia Sakamoto:

    “Mais um gay é morto. E o Congresso Nacional pode ter sido cúmplice” (Leonardo Sakamoto, 16/01/2014)
    http://blogdosakamoto.blogosfera.uol.com.br/2014/01/16/mais-um-gay-e-morto-e-o-congresso-nacional-pode-ter-sido-cumplice/

    Esse Sakamoto, que é (Deus do céu!) professor de filosofia da USP, é o exemplo da completa ignorância e histeria que duas décadas de socialismo criaram na juventude brasileira.
    Ele é aquele que escreveu que os paulistanos mereciam ser assaltados nos restaurantes. Agora vem com mais bobagens, mas reparem no ” estilo” do texto, que parece um chilique de adolescente, sem construir um argumento, sem fluxo, sem conclusão: ” Você que senta no fundo da sala e goza da menina lésbica”…”Você que acha que a família é solução para tudo…” o texto todo é construído em cima dessas explosões de raivinha. Patético.

  268. Marta

    -

    22/01/2014 às 13:27

    Parabéns pelo equilíbrio e lucidez.Sim, os humoristas tem o direito de usar o Cristianismo para fazer o seu humor de mau-gosto. Dentro de um estado democrático,realmente não há como proibi-los. Mas também não podem reclamar se os cristãos se sentirem ofendidos e tomarem as devidas providências. Estão apenas exercendo os seus direitos de cidadãos, como todos os outros. Agradeçam por não viverem num estado autoritário e aprendam a usar as regras da democracia de maneira responsável.

  269. Alice

    -

    22/01/2014 às 13:27

    Nossa vc arrasou no trecho (os rapazes do site tem o direito de ser escravos dos proprios preconceitos) vc foi muito elegante reinaldo deu um tapa na cara eles com luva de pelica hehehehe.

  270. Beto gaúcho

    -

    22/01/2014 às 13:25

    Prezado Reinaldo, se me permite.
    Assim que começa, com esse humor aparentemente despretencioso, embora ofensivo, e termina com coisas como esta, que está acontecendo no México:
    .
    http://www.rainhamaria.com.br/Pagina/15010/Sacerdote-celebra-Missa-com-colete-a-prova-de-balas-devido-a-ameacas-do-crime-organizado-no-Mexico

  271. Francisco

    -

    22/01/2014 às 13:21

    CARO REINALDO
    Uma das premissas que o “Porta dos Fundos” colocou, logo no começo, foi utilizar um humor atemporal, abordando temas universais que não saíssem de moda. Achei até interessante este conceito e me lembrei do genial Chico Anysio e seus redatores Max Nunes e Arnoud Ribeiro, bem como de Jô Soares (quando era realmente engraçado; hoje em dia não lida com o humor e abandonou a carreira de ator cômico) que eternizaram dezenas de personagens e bordões, a maioria de fino gosto.
    O que aconteceu foi que o “Porta” perdeu a graça; faz tempo que não dou risada com os sketches que produzem e que vejo por curiosidade e por procurar sempre algo de humor. E uma de suas avaliações – no longo texto – está mais do que correta, pois parece que hoje eles produzem um material para ser polêmico e se manter como viral na internet. Pra simplificar “…falem bem ou mal, mas falem do Porta”. É difícil, quase impossível, trabalhar com humor e mantê-lo em alto nível. Agora, sobre o direito da crítica a sua exposição de motivos parece que exauriu o assunto.
    FRANCISCO

  272. Paulo Bento Bandarra

    -

    22/01/2014 às 13:15

    Por sinal, quando os evangélicos chamam o Papa de Anticristo estão fazendo piada ou falando com convicção?
    .
    “Este obelisco, no meio da satânica Roda das Oito Etapas para a Iluminação, encontra-se na Praça de São Pedro, no Vaticano. Bastante interessante ver uma representação sexual no Vaticano, pois eles falam muito sobre sexualidade, uma prova de que o catolicismo romano é uma forma de satanismo muito profunda. Outra prova é a ‘cruz invertida’, usada pelo papa.”
    .
    http://www.bispomacedo.com.br/2013/01/21/semiramis-obelisco-e-a-farsa-do-natal/

  273. Eduardo SP

    -

    22/01/2014 às 13:13

    Uma aula de democracia. Sensacional , Reinaldo. A citação à Walter Williams é absolutamente precisa.

  274. Arthur

    -

    22/01/2014 às 13:08

    Do tamanho certo. Parabéns Reinaldo!

  275. Homero

    -

    22/01/2014 às 13:06

    A essência do cristianismo, vivido e testemunhado por Cristo, é o amor, a humildade e a submissão. Qualquer coisa fora disso deixa de ser cristão. Mas, com o arrependimento, sempre haverá o perdão e o retorno ao caminho da retidão.

  276. Fred

    -

    22/01/2014 às 13:01

    Os defensores dos pseudo-humoristas do “porta dos fundos” estão dizendo que eles também debocharam dos islã, porque teriam feito um vídeo “criticando” o uso da ‘burqa’. Ridículo! Uma coisa é criticar um ícone como Maomé ou Jesus, outra coisa é criticar costumes que os muçulmanos nem dão bola. Ora, criticar o uso da ‘burqa’, em desuso, nada tem de “corajoso” ou relevante, pois os fundamentalistas salafistas são minoria da minoria. Estudem, meninos

  277. Maria Helena Tozzi

    -

    22/01/2014 às 12:58

    Não vou falar em liberdade de expressão mas em liberdade de decisão! A minha convicção ‘religiosa’ é baseada nos princípios das leis divinas expressas no livro sagrado: a Bíblia! E só. A minha fé está baseada nas suas verdades imutáveis…naquilo que me foi deixado por Cristo como ensinamento…nos conceitos que me tornam uma pessoa melhor – pra mim mesma e para a minha interação no mundo em que vivo. Tudo que fuja disso vai atingir a minha serenidade e paz pessoal. Não compactuo e não julgo quem pensa diferente. Se alguma coisa…pessoa…leitura…brincadeiras…comportamentos inadequados, ou o que que possa me tirar do prumo… simplesmente ignoro! ‘Humoristas’ que brincam ( debocham…ridicularizam…desrespeitam ) com a fé e os princípios que norteiam a vida das pessoas – seja de que religião for – apenas revelam o respeito que têm, ou não, à…Deus!

  278. Jair Silva

    -

    22/01/2014 às 12:54

    Fazia tempo que não lia algo tão bom. Eu sou evangélico e já assisti diversos vídeos do Porta dos fundos e também detestei essas piadas. É tudo questão de equilíbrio como diz a própria bíblia, não concordo com os vídeos, assim como não concordo com as polêmicas feita por causa deles. Nós como cristãos precisamos ser respeitados e podemos buscar esses direitos sem ter que agredir a ninguém. Sou a favor da liberdade de expressão e também a favor do bom senso. Somente com o uso desse último essa discussão já teria sido resolvida. Que esse artigo leve as pessoas a pensar sobre isso.

  279. Alessandro Barreta Garcia

    -

    22/01/2014 às 12:53

  280. Michel Pinto Costa

    -

    22/01/2014 às 12:53

    Fantástico!
    Posso discordar de uma coisa ou outra, mas foi uma aula.
    Parabéns pela sensatez.

  281. Burduna nelles !!!

    -

    22/01/2014 às 12:48

    off topic mas pertinente com o estado das coisas…

    O banquete de Roseana
    Com os presídios em chamas, o Maranhão escolherá nesta semana
    as empresas que abastecerão as geladeiras de Roseana Sarney (PMDB) em 2014.
    A lista da governadora inclui
    80 kg de lagosta fresca, uma tonelada e meia de camarão e oito sabores de sorvete.
    As iguarias deverão ser entregues na residência oficial
    e na casa de praia usada pela peemedebista.
    O Estado prevê gastar R$ 1 milhão para alimentar a família Sarney
    e seus convidados até o fim do ano.

    Fartura
    A lista dos palácios maranhenses também inclui
    750 kg de patinha de caranguejo, por R$ 39 mil.
    O governo do Estado comprará ainda duas toneladas
    de peixe e mais de cinco toneladas de carne bovina e suína.

    Para adoçar
    As residências oficiais receberão 50 caixas de bombom
    e 30 pacotes de biscoito champanhe. Outro item curioso:
    R$ 108 mil em ração para peixes.

    Jesus tá vendo
    O edital ainda prevê a compra de 2.500 garrafas de 1 litro de “refrigerante rosado”
    com “água gaseificada, açúcar e extrato de guaraná”.
    Descrição sob medida para a compra do guaraná Jesus,
    bebida famosa do Maranhão.

    Martelo
    Com tantas encomendas,
    o governo fará duas licitações para escolher os fornecedores.
    O primeiro pregão, de R$ 617 mil, está marcado para amanhã às 14h30.
    O segundo foi agendado para esta sexta-feira.

    Em silêncio
    Com tradição de enfrentar governos para defender os direitos humanos,
    a OAB não tem dado um pio sobre a barbárie nas prisões do Maranhão.
    O presidente da entidade, Marcos Vinicius Coêlho,
    foi advogado de Roseana no TSE.

  282. capitão

    -

    22/01/2014 às 12:47

    Reinaldo, o texto é uma aula sobre a liberdade de expressão e seus limites.
    O problema do Porta do Fundo é que eles, às vezes, se expressam pela porta dos fundos…

  283. Tácito Forte

    -

    22/01/2014 às 12:47

    Nenhuma outra palavra: Ex-cep-cio-nal.

  284. Augusto

    -

    22/01/2014 às 12:45

    CRÍTICA À POSTURA DO DEPUTADO MARCO FELICIANO:
    .
    Quando este deputado evangélico passou por uma das maiores campanhas de difamação e perseguição, QUEM O AJUDOU A VIRAR O JOGO?
    .
    NÓS, DA ALA CONSERVADORA (Veja, Jornal do SBT, católicos, alguns setores evangélicos), que tomamos as redes sociais e os sites de notícia com o slogan:
    .
    “Se os criminosos condenados Genoino e João Paulo Cunha podem ficar na CCJ, o deputado Feliciano, que não é criminoso condenado, não pode ser tirado da CDHM”.
    .
    Mas aí, superado o obstáculo, NÃO É QUE O DEPUTADO – PASTOR FELICIANO CONTINUA NA BASE DO GOVERNO DILMA E, PIOR, AINDA APRESENTOU UM PROJETO DE COTAS RACIAIS NO SERVIÇO PÚBLICO???
    .
    Ô, DEPUTADO FELICIANO, “DE QUE LADO VOCÊ SAMBA”???

  285. Rods

    -

    22/01/2014 às 12:45

    REI.
    ACHO QUE VC DEVERIA DAR UMA OLHADELA NESTE VÍDEO, POIS, TRATA-SE DE UM HUMOR – NO MEU MODESTO JULGAMENTO – INTELIGENTE E SUTIL, DIFERENTEMENTE DOS VÍDEOS PRODUZIDOS PELA PORTA DOS FUNDOS.
    http://www.youtube.com/watch?v=2gijOih9siw
    Rods

  286. olga

    -

    22/01/2014 às 12:45

    Reinaldo, parece que já tem gente colocando Deus no banco dos réus. Para estes a verdade é relativa. Mas, tudo bem, enquanto há vida há esperança! Só gostaria de falar algo que esqueci. Por que os grupos que defendem negros e gays queriam processar o deputado Feliciano, mesmo? Por algo que ele disse anos atrás, dentro de uma igreja? Agora este pessoal se utiliza de todos os meios (internet, tv) pra propagar suas ideologias e preconceitos e, pasmem! ainda ganham para fazer isto, inclusive fama e, são aplaudidos! Será que humor como este não pode gerar crime de ódio? Daqui há pouco este pessoal vai eleger seus “judeus” pra perseguir, vai demorar não!

  287. Marcos Pereira

    -

    22/01/2014 às 12:45

    A Deus, nosso Pai Celestial, nada afeta, nada constrange. Como disse Jesus, O Soberano de Nosso Universo Local: Pai perdoai-os, eles não sabem oque estão fazendo.
    Em nossa constrangedora ignorância, pouco sabemos da realidade universal; De sua Hierarquia, sua Organização, seus projetos. Uns poucos, tem a noção de quem é Jesus, quase ninguém, ou mesmo ninguém a noção de quem sejam o Pai, do Filho Eterno ( Normalmente confundido com Jesus) e o Espírito Infinito(Normalmente confundido com o Espírito Santo). Vivemos num Universo de Ignorância que é constrangedor. Com certeza, esse estado lastimável ignorância é consequência do longo isolamento/quarentena consequência dos erros de nosso antepassados e administradores.
    Enquanto isso, a nau de insensatos continua a cruzar, sem rumo, um mar de ignorância. Como consequência óbvia, pessoas inteligentes, que poderiam usar seus bem aparelhados cérebros para fazer, humor inteligente, dada a sua total falta de cultura ou plena ignorância para para fazer, escrever e falar besteiras. O Saber, a Cultura são o salvo conduto para uma vida consciente e civilizada na Terra.

  288. Seilon

    -

    22/01/2014 às 12:45

    O que o Portas dos Fundos faz em relação ao Cristianismo,é ofensa disfarçada de piada.
    Humorista tem a função da fazer as pessoas rirem,não se de sentirem ofendidas.Acho que,por educação,não se deve fazer uma piada quando há a chance de quem a ouve,se sentir ofendido.
    Não vejo os vídeos deles,e continuarei a não vê-los.

  289. AbuCarnab

    -

    22/01/2014 às 12:44

    Jornalista Reinaldo:
    Esse gracejadores, (sem graça), bem que merecem o nome de “portas dos fundos”. Quem sabe … não sejam as “portas dos fundos” de humanos? Eles estão mais para “portas dos fundos” de humano, um lugar de péssimo odor … ou, já devem estar, nas portas dos fundos do inferno …

  290. Anónimo

    -

    22/01/2014 às 12:42

    folha.com
    Shoppings querem que Alckmin construa ‘rolezódromos’ em SP

    Eis o retrato do país governado criado e governado pelas esquerdas.

    Brasil movido a lixo e sem futuro algum. Alguém se habilita a comprar, digo colonizar essa porcaria? Vende-se porteira fechada.

  291. Adriana

    -

    22/01/2014 às 12:40

    Reinaldo, atenção para esta notícia – diz respeito à incitação ideológica ao crime contra cristãos que está sendo promovido (PROMOVIDO, FINANCIADO, EXECUTADO) POR UMA INDÚSTRIA CULTURAL ATÉIA, COMUNISTA E ANTI-CRISTÃ:

    A NOTÍCIA>>>

    Inglaterra: Padre assassinado com as palavras escória cristã colocadas em seu corpo

    22.01.2014 -
    n/d
    As heresias do ateísmo e do islamismo estão inundando a Inglaterra, e isso está trazendo consequências que são tanto inatas quanto inevitáveis pelo fato de que os ingleses estão de forma perigosa aceitando a tolerância religiosa: a violência contra o Cristianismo.
    Na Inglaterra, o corpo mortalmente esfaqueado do Rev. John Suddards foi descoberto em Thornbury com uma nota que dizia “escória cristã.”
    Nos últimos cinco anos, 200 padres e vigários* sofreram agressões físicas na Inglaterra. Um padre foi espancado em sua igreja, outro foi atingido na cabeça por um pedaço de madeira, e um outro foi mordido na mão, não por um animal, mas por satanista que odiava a Deus.
    O Padre Timothy Lipscomb, o vigário de Preston, disse:
    “Penso que o problema é que realmente só dá para fazermos um trabalho eficaz quando nos tornamos vulneráveis. É triste que tenhamos de nos proteger para proteger os outros. É completamente errado que as pessoas ataquem o clero. Não estou surpreso… Acho que isso é horrível.”
    O que a maioria não confessará é que toda essa violência é a consequência da tolerância religiosa para com as religiões falsas e malignas: ateísmo, islamismo, darwinismo, e todos os frutos em estado de apodrecimento concebidos por árvores cujas raízes estão no submundo e que são fertilizadas e nutridas pelo esterco repugnante dos que querem que a liberdade para pecar seja crida e vivida acima da liberdade pela verdade, sem medo das mãos encharcadas de sangue dos heréticos.
    Esta é a raiz principal da violência que está acontecendo contra os cristãos, e só terminará quando as ideologias malignas forem extirpadas. Os filhos de Caim prosperaram em toda a Terra, e por causa disso, “a maldade do homem era grande,” “toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente,” “e a terra estava cheia de violência.” (Gênesis 6:5,11)
    A heresia leva à violência, e agora o mundo ocidental está tendo que provar os seus frutos amargos.
    * Nota do tradutor: Padres e vigários, das palavras em inglês “priests and vicars,” podem significar tanto da Igreja Anglicana da Inglaterra quanto da Igreja Católica.
    Traduzido por Julio Severo do artigo: Priest Found Stabbed To Death, With The Words “Christian Scum” Placed On His Body
    Fonte: http://www.juliosevero.com

  292. Marcos Torres

    -

    22/01/2014 às 12:38

    Caso semelhante ocorreu com produtores da RedBull fazendo sátira pública de Jesus em um comercial de tv. Após manifesto foi retirado do ar. Mas, e se amanhã surgir humoristas cristãos por profissão e fazerem sátiras com outras religiões, o ateísmo e a homossexualidade, o que dirão? Preconceito? Intolerância? Não haverá escarcéu na mídia? Óbvio que haverá! E com direito a estampa em primeira página e grandes holofotes de mídia militante. E depois insinua-se que Feliciano gosta de uma polêmica. E seguindo a conclusão do texto ainda insisto: Uma graça pública com outras religiões, o ateísmo e a homossexualidade? Não apenas de cidadãos comuns como humoristas cristãos por profissão que surjam? E aí? Como fica? Se há humor bom e genuíno que valha a pena, e até faça rir os próprios cristãos, sejam católicos ou evangélicos, então humor sobre outras religiões, ateísmo e a homossexualidade também surgirão. Agora o que o pdf vem fazendo não é à toa. Tem um cunho ideológico por trás disso tudo. E deixo aqui meu manifesto contra o que andam fazendo. Ridicularizando a fé cristã publicamente. Se há humor de verdade então que aprendam a fazê-lo! Ao ponto de poder reunir família e ir à uma casa de risos e rir muito! Humor culto e inteligente conquista e não causa o que se vê.

  293. Renata

    -

    22/01/2014 às 12:34

    O que está errado não é poder esculhambar o cristianismo: é não poder esculhambar o Islã.
    A vida é assim… diga-se o que se quiser dizer, e arque-se com as consequências, ora! Eu te esculhambo, você me ignora, me esculhamba também, ou me processa. Simples assim.

  294. anônima

    -

    22/01/2014 às 12:34

    A minha fé não se abalou com o vídeo. Eles que prestem contas aos Pais do cristianismo, quando estiverem do outro lado. O vídeo me deu a possibilidade de pensar em José marceneiro, Maria e a cruz de madeira usada para tirar a vida de seu filho há quase 2014 anos. Uma historia entrecortada pelo “pai” das crianças no natal: Papai Noel, o “rei” das crianças, o incentivador de compras das porcariadas em shopping, nesta época.

  295. Williams

    -

    22/01/2014 às 12:33

    Prezado Reinaldo
    Achei seu texto excelente. No alto dos meus sessenta e tres anos, vi e ouvi muitas coisas. Especificamente sobre o Porta dos Fundos, no início achei divertido, mas quando houve um primeiro quadro com religião (apóstolos no deserto, sobre os dez mandamentos)achei que aquele não era o caminho. A vida tem tantas situações que parecem uma piada pronta. Basta dar uma retocada em determinados assuntos e pronto, o humor está feito.
    Agora, mexer com religião, acho sem graça. Tem que haver algum respeito. Já imaginaram se alguém chegar pro Gregório e dizer que viu a mãe dele na zona? É mais ou menos isso, tem que haver um limite e eles são inteligentes e sabem disso.
    Talvez isso seja o motivo pela diminuição da audiência. O que poderia ser um fenômeno da internet, pode ir em breve para o ralo do esquecimento.

  296. Sandra

    -

    22/01/2014 às 12:31

    Eu comecei a dar a alegria de minha ausência a quem me despreza.
    Não gosta de paulista, de cristãos e da classe média? Está bem. Não estarei entre seu público, seu leitores e seus eleitores.
    Saramago comentou, com certa mágoa, que os leitores de Israel, que eram um público considerável, boicotaram-no depois de uma certa entrevista. Vão obrigá-los a ler o que não querem? E se ele realmente acreditava no que dizia, então não deveria se importar com esse tipo de reação.

  297. Rogerio Haack

    -

    22/01/2014 às 12:31

    É assim: tudo que entra pela boca sai pela “porta dos fundos”. Entenderam? É lixo. Eles não tem graça, são grosseiros, ofensivos. O humor não precisa ser apelativo ou chulo. Simplesmente os ignoro, não perco meu tempo com eles. Assisti um ou dois vídeos e foi o suficiente. É interessante observar que piadinhas e vídeos atacando os cristãos, pode. No entanto, como o Porta dos Fundos é “politicamente correto”, prefere não fazer piadinhas sobre a comunidade LGTB, ou sobre as religiões afro.Isso não é uma forma de discriminação e preconceito? Claro que sim! O que vale para uns, não vale para outros.

  298. Nausícaa

    -

    22/01/2014 às 12:30

    Neste caso, pelo bem do rebanho de Nosso Senhor Jesus Cristo, cumpre-nos apontar a atitude absolutamente anticristã dessa gente. Não é, apenas, uma questão de “mau gosto”! Nossa sociedade sustenta a diversidade de pontos de vista, não é mesmo?!

    Já, ao contrário, dizer “soca bosta” ou mandar banqueiros para aquele lugar – como “la quenelle” – não é um juízo de valor, mas percepção da realidade, portanto quem diz isso não é homofóbico ou antissemita! ;)

  299. Quézia

    -

    22/01/2014 às 12:25

    Faz tempo não leio algo tão real e fantástico, acredito que essas são palavras de muitos cristãos como eu e que não tem a chance ou o intecto de escrever e expressar tão bem o que pensamos. No dia que a humanidade entender que Deus é mais muito mais que uma religião, que Deus é a prova viva do amor, a essência pura do amor que leva ao perdão a guerra religiosa terá fim. Que nós possamos respeitar uns aos outros indepedente de religião, cor, raça e vivamos sim o amor, o amor incondicional de um Deus maravilhoso que criou o universo para todos nós.

  300. Sandra

    -

    22/01/2014 às 12:25

    Havia uma cena, em A vida de Brian, em que um soldado divide as pessoas em dua filas: liberdade e crucificação. Tal soldado conversa polidamente com um prisioneiro que estaria na fila errada. Eu ri da cena, mas o que era engraçado era a polidez britânica, até numa situação como aquela.
    O que é engraçado no vídeo da Porta dos Fundos? A tortura?
    E dá para rir dos cristãos sem rir de Cristo. Mesmo porque nós é que somos engraçados. Tanto que o Monty Python mexeu bem pouco com o Cristo. Para isso serviu o Brian.

  301. Carivaldo

    -

    22/01/2014 às 12:22

    Eu, por principio e como cristão, não me dou ao trabalho de vê esses caras que, em muitos casos, apelam para a baixaria explicita.
    Porém, concordo com o pensador Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las”.

  302. Roberto Montano

    -

    22/01/2014 às 12:22

    Caro Rei,

    Mais um excelente post. Impagável. Gosto do Porta dos Fundos. Não tenho nada contra o Feliciano. Assim, os 2 estão tão certos quanto errados. Mas, como você diz, o que impera é a liberdade de cada um. Pelo menos a isso temos direito.

  303. fontana

    -

    22/01/2014 às 12:21

    Está mais para agressão moral do que para humor. É o reflexo dos tais “direitos das minorias”, dos privilégios confundidos com direitos.

  304. Antimarxista

    -

    22/01/2014 às 12:19

    Reinaldo: eu, como católico fervoroso, acho que nossa Igreja é muito pacífica em relação a este tipo de ofensa. Os humoristas tem o direito de fazer o que quiserem, Nós, de reagir.
    Discordo de você em alguns pontos. Por medo, não se debocha de Maomé. Por medo, se evita piada com islã. Aqui, por medo de uma sentença de morte mesmo!
    Mas também por medo de processos e boicotes não se debocha do judaísmo e muito menos do holocausto judaico (que muito judeus adotaram como religião).
    Sempre fui contra os católicos e cristãos aceitarem qualquer ofensa e tirar por menos.
    O humorista Gregório Duvivier deveria rever seus conceitos, ler mais e se informar mais. Não sabe, certamente, que a civilização ocidental deve muito, mas muito, à Igreja Católica – base de sua formação. basta visitar qualquer cidade européia para verificar as catedrais, os monumentos, as obras em museus – tudo fruto do cristianismo. Isso fora as bibliotecas, a agricultura, a pecuária, a medicina e, sobretudo, a caridade católica que mudou o mundo.
    Não saber isso é burrice. Basta ler “Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental” de Thomas E Woods Jr…mas é pedir demais para humoristas que – dada a falta de inteligência – se debruçam no ódio antirreligioso para ofender muito mais do que para fazer graça.

  305. PEDRO VIEIRA

    -

    22/01/2014 às 12:18

    Rei, dá uma olhada neste texto bíblico que se encontra em Eclesiastes 10; 2 . A sabedoria de DEUS é loucura para os “petistas” quer dizer. homens!!

    “O coração do sábio se inclina para o lado direito, mas o do tolo, para o da esquerda”(Eclesiastes 10; 2)

  306. José Magalhaes

    -

    22/01/2014 às 12:18

    Antes os prisioneiros não eram decapitados. Isto e uma inovação no sistema prisional Brasileiro?

  307. Si

    -

    22/01/2014 às 12:18

    Eu sou cristã e não vejo nada nesses vídeos, seja graça ou ofensa. Eu não me ofendo com piada. Não sei se sou uma má cristã por não sentir vontade de processar ou de reagir ou se a reação que esses religiosos propõem é exagerada. O Feliciano é um cara que pra mim não diz nada. Ele é muito combativo, litigioso, muito “nós e eles”. Nós os cristãos, eles os gays, nós os evangélicos, eles os católicos. Ele vive achando pêlo em ovo. Não o apoio e nem caio nessa onda.

  308. CerradoemChamas

    -

    22/01/2014 às 12:18

    Reinaldo, a sua lembrança das palavras de São Paulo resumo tudo. O Porta dos Fundos deve continuar a fazer o seu trabalho. Mas se não tiver coragem, não mexa com quem pode e vai reagir. Se tiver coragem, viva com as consequências.

  309. CHESTER MONCERRATH DIAS

    -

    22/01/2014 às 12:17

    Tio Rei, de longe um dos melhores textos seus. Abraço.

  310. Anomia.

    -

    22/01/2014 às 12:16

    Para elevar o nivel, sugiro a leitura de um pequeno texto, Woody Allen Teólogo. Em ingles, aqui http://www.religion-online.org/showarticle.asp?title=1171

  311. f Silva

    -

    22/01/2014 às 12:16

    Eu sugiro que os “cômicos do porta dos fundos” façam um vídeo contra os mulçumanos, Maomé e outros profetas e, ao final, indiquem os seus endereços e os de seus familiares.
    Será prazeroso ver o vídeo!

  312. R.P.

    -

    22/01/2014 às 12:16

    Que texto sensacional!!! Penso da mesma forma Tio Rei.

  313. Bruno Assunção

    -

    22/01/2014 às 12:16

    Sobre o caso da “igreja” do tal Phelps, acho, sim, que eles têm o direito de dizer todo o fenomenal conjunto de absurdos que dizem, mas talvez alguma espécie de restrição, não ao que dizem, mas a onde dizem, deveria ter sido imposta. Brandir cartazes dizendo “Obrigado, Deus, pelos soldados mortos” no enterro de um soldado é algo totalmente abjeto, é escarnecer da dor alheia em um de seus momentos mais agudos! Sem regular sobre o conteúdo dos cartazes, deveria ter sido imposto algum raio mínimo de distância entre a manifestação e a cerimônia, para preservar os familiares e amigos do morto da ofensa.

  314. Jotinha (ES)

    -

    22/01/2014 às 12:15

    Ouvi esses sabichões trocando bobagens com Jô Soares. Não passam de cínicos que ganham a vida dizendo abobrinhas. Sabem que têm plateia. Alguns deles chegam a ser “prizidenti” de republiquetas sindicalistas socialistas bolivarianas progressistas do atraso de bananas. Só existem espertalhões porque há ingênuos. Dependessem do meu dinheiro e da minha atenção para produzir essa lixaria em voga, nem teriam aberto a banca. O pior de tudo é que os seus patrocinadores parecem que estão pouco se lixando (já que o lixo virou moda) para os consumidores. Pelo visto, a Fiat deve estar pensando assim: os cristãos não irão comprar carro de outra marca “só por isso”. O que o sofrido povo brasileiro precisa, de fato, é de mais informação, não de mais desmoralização. Por que os desavergonhados não fazem alguma coisa de útil? Já que têm o recurso da comunicação, por que não incentivam os brasileiros, por exemplo, a não jogarem toneladas de lixo nas ruas, praças e praias? Há tanta coisa boa e inteligente para serem ditas: criatividade, dignidade, vencer na vida honestamente, qualificação profissional, ordem, progresso, salubridade, não roubar, não depredar, não enganar. Mas, não; desmoralizar os cristãos é mais fácil. RESUMO DA ÓPERA: Se os sabe-tudo e seus patrocinadores tiverem um pingo de juízo, pedirão desculpas a grande maioria, que é cristã, do povo brasileiro. É assim que funciona em qualquer nação de vergonha na cara.

  315. Pietro Guerriero

    -

    22/01/2014 às 12:13

    Reinaldo e colegas, concordo com “A vida de Brian” mas prefiro o Pilatos de M. Pallin, discutindo os problemas de seu amigo e os guardas tentando nao rir. Impagavel.
    Embora nao pratique nenhuma religiao, respeito todos os praticantes e sou mais preocupado com ataques (chutes na santa, queima do Alcorao) do que humor de alcance limitado.
    Bill Maher, comediante americano, tem um documentario sobre (todas) religioes no qual ele espinafra, sem do’ nem piedade, todas elas.
    Pesquisem e assistam. Vale a pena.
    Um aspecto do humor brasileiro que me remete de volta aos anos 70 e’ a falta de humor politico. E’ quase que proibido fazer graca de alguns personagens e os que ousam sao devidamente enquadrados.
    Isso sim, e’ preocupante.

  316. Cesar Silva

    -

    22/01/2014 às 12:13

    Excelente texto.
    RA é phoda.

  317. flavio

    -

    22/01/2014 às 12:11

    Pois fui verificar a audiência do site. Tem caído bastante. Talvez seja a tentativa – frustrada, errada – de causar polêmica e trazer o site para a “boca do povo”. Do “Especial de Natal” em diante (milhões): 4,6 – 3,9 – 2,2 – 2,9 – 2,3 – 2,5 – 2,7. Já houve no passado 9 e alguma coisa milhões, imagina o tamanho da queda, Reinaldo, como ficam os patrocinadores?

  318. Antoniobrasil

    -

    22/01/2014 às 12:11

    O Debate é livre,prevalecendo e permanecendo sempre as verdades aqui registradas por você Reinaldo!Na minha opinião,”Todos os que fazem O Porta dos Fundos são simplesmente um lixo”!…

  319. fernando

    -

    22/01/2014 às 12:09

    Rei, quem acompanha os programas de humor americanos, sabe que lá, a barra nas piadas pesa muito mais que no Brasil. E não falo de gente desconhecida, falo justamente dos humoristas “stand up” mais famosos deles. Considerando que lá provavelmente muita gente se ofenda que nem aqui e que a justiça está a disposição e eles utilizam muito a sabemos que lá a justiça funciona melhor, mesmo assim esse tipo de humor continua muito bem obrigado. E repito, com piadas muito mais pesadas e sobre qualquer pessoa independentemente da sua posição política, religiosa, de sexo, raça, credo etc.

    A partir disso só tenho a dizer o seguinte, tenho pena, muita pena mesmo das pessoas que não sabem separar o humor das suas crenças e valores individuais. São pessoas incrivelmente amargas e chatas e que na prática não fazem diferença nenhuma para as demais pessoas inclusiva as que compartilham das suas crenças e valores, porque tenho certeza que muitas delas se divertem com o humor e continuam tocando suas vidas do mesmo jeito que sempre fizeram. Isso não passa do reflexo da nossa cultura de “síndrome do coitadismo” que tanto cultuamos, principalmente nos meios de comunicação. Sem falar no alto nível de hipocrisia dessas pessoas que levantam uma causa dessas “em nome” dos demais “atingidos”.

  320. Paulo Bento Bandarra

    -

    22/01/2014 às 12:09

    Feliciano está mais próximo de Robespierre do que Gregório Duvivier. O que dá motivação aos islâmicos, aos comunistas, aos cristãos em silenciarem ou matarem o próximo, os divergentes, os ateus e infiéis das suas doutrinas é a certeza das suas verdades absolutas, que lhes dá este direito. Moisés desce do monte depois de alegar receber de Deus as tábuas das leis e a primeira coisa que faz é jogá-la ao chão e matar milhares que ele retirara do Egito para “libertá-los”! Os israelitas matam todos que habitavam a Terra prometida em nome da sua falsa verdade. Não há diferença em fazer piada ou pregar. Quantas pessoas desejam calar Feliciano de qualquer meio?

  321. wilson

    -

    22/01/2014 às 12:08

    Ótimo artigo. Walter Williams está correto a dizer: “A liberdade de expressão só é realmente posta à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”.

  322. olga

    -

    22/01/2014 às 12:08

    Reinaldo, se a maioria dos cristãos, principalmente os evangélicos, não consumissem este lixo, os patrocinadores iriam rever seus conceitos. Mas… novelas, panicos, bbbs, etc., lixo! lixo! lixo!
    Com relação a entrar na justiça eu concordo por um ponto: Se algum cristão falar contra outras religiões, homossexualismo, etc., corre o risco de ser processado então a reciproca tem que ser verdadeira! Se existe constituição que se cummpra a lei, se bem que eu acho que neste país há muito tempo não se cumpre… Cada um tem a sua própria lei!
    Eu vou dar um exemplo de como este pessoal da tv e midia em geral deturpa as coisas… Eu assisti a entrevista que o Ney Matogrosso deu a Marilia Gabriela… Parece que ela se realizou completamente com aquela entrevista! Num determinado ponto ela pergunta se o Ney imaginava que um dia veria a sexulaidade das pessoas sendo decidida num congresso nacional… Aí é que está a questão. O tipo de pergunta tendenciosa. Não são, por exemplo, os evangélicos que querem impor sua sexualidade para as pessoas. É a militância gay que quer impor sua sexualidade para todos, inclusive, se utilizando de cartilhas nas escolas! Eles querem que passivamente se aceite isto! Esta é a democracia que conhecem! Se cada uma vivesse sua sexulaidade de forma saudável, não passaria na mente “criativa! do autor de colocar uma imagem na vagina de uma mulher! Aliás, e os movimentos feministas que me dizem disto?! A mulher na tv brasileira nunca foi tão explorada! Pra encerrar devo dizer que não foi o diabo que criou o sexo. Foi Deus! Sexo é benção! Sexo saudável e, não “anormalidades patológicas”! O diabo criou apenas a mentira e é dela que este pessoal se nutre!

  323. Fernando S

    -

    22/01/2014 às 12:08

    Sinto falta dos trapalhões.Eles faziam humor politicamente incorreto mas tinham respeito.
    Eles falavam de racismo, alcoolismo, falcatruas,religião sem usar leviandade ou preconceito.
    Gostei dessa resposta do Renato Aragão ao Gregorio Duvivier falando de piadas sobre religião no programa na moral:
    http://www.youtube.com/watch?v=-IT0B2hIbIw

    Por essas e outras não assisto o porta dos fundos.

  324. João p.

    -

    22/01/2014 às 12:07

    Particularmente, achei bonita a sentença, Rei. A atitude dos religiosos em funerais estava sendo muito inadequada, ofensiva e até perigosa. Porém, preservaram a liberdade de expressão, pois algum dia esses mesmos argumentos poderiam ser empregados para censurar alguém que se expressasse legitimamente (e não em funerais). O juiz considerou que eles se expressavam sobre assuntos públicos, por meio de exageros (hipérboles), e não sobre a vida privada dos soldados e suas famílias. Note que proteger os religiosos significa permitir a agressão à família dos soldados – em meio a valores conflitantes, o juiz escolheu a liberdade.

  325. Maurilio

    -

    22/01/2014 às 12:06

    O problema é que os humoristas deste país, jovens ou não tão jovens assim, estão colocando o humor acima do bem e do mal e, humoristas que são, estão se colocando acima do bem e do mal, da moralidade, do respeito, da noção de que o meu direito acaba onde começa o do outro. Isso se aplica a vários expoentes de diversos outros sites ou programas de televisão.

  326. Jorge Chequer

    -

    22/01/2014 às 12:04

    Não é necessário ser idiota para ser ateu,
    mas é essencialmente idiota aquele que ofende
    a religiosidade.

  327. Eduardo Jorge Coelho Simões

    -

    22/01/2014 às 12:04

    Creio que a liberdade de expressão não foi criada pelos fundadores da democracia moderna, principalmente, “para ser posta a prova”, mas antes para esclarecer, educar e melhorar moralmente o cidadão comum e as elites, usá-la para ofender indiscriminadamente essa ou aquela forma de expressão política ou religiosa, independente de um fato específico (quem ameaça a paz mundial e perpetra atentados, hoje, não é o profeta Muhammedh, mas Osama Bin Laden, a Al Qaeda, agora o seu substituto, e outros terroristas claramente identificados; estes sim merecem o deboche do humor inteligente, mas ainda raro nos veículos de comunicação). Em uma coisa eu concordo com a ira dos muçulmanos: deve existir alguma coisa sagrada, que mereça respeito no mundo, além da liberdade de se dizer o que se quer e ofender indiscriminadamente, ainda mais quando isso é feito com covardia, privilegiando os grupos que não reagem, como os nazistas faziam com judeus, ciganos, prisioneiros políticos, etc. Quanto aos cristãos eu não creio que eles devam ficar muito melindrados com isso, embora não seja fácil, afinal isso mostra bem qual é a diferença qualitativa entre o cristianismo, quando comparado com o islamismo, o capitalismo, o secularismo, o ateísmo, etc., afinal isso já foi previsto pelo fundador dessa religião há dois mil anos atrás: “o discípulo não é maior que o mestre, se perseguiram a mim, que sou o mestre, quanto mais a vós perseguirão”. Isso faz parte de um jogo que há dois mil anos os cristãos vencem de goleada.

  328. Glênio

    -

    22/01/2014 às 12:03

    Excelente texto, Reinaldo!
    Eu já pude ver alguns vídeos dessa geração Y do humor e não consegui ver humor em nada. Ao contrário, vi alguns fedelhos arrogantes tentando, sofregamente, histericamente, fazer graça. E como genuínos reperesentantes dessa geração Y, sequiosos de muitos aplausos e reconhecimento, não podem ser criticados e contrapostos, senão, fazem birrinha, deixam de fazer o que acham que sabem e tentam imputar aos outros as suas falhas.

  329. Fabricio

    -

    22/01/2014 às 12:03

    Caro Reinaldo, achei brilhante sua explanação ! O vídeo me deixou indignado como CATÓLICO QUE VIVE O NATAL (Longe dos presentes, comilança e viagens, e toda FALSIDADE DO FINAL DE ANO) e o resto do ano junto ao seio da SANTA IGREJA. Inclusive já assinei todas a petições possíveis e imaginárias contra esse GRUPELHO DE HUMORISTAS (Muitos deles ,senão todos, ATEUS). Há uma sede insaciável de vingança pior que a do meus tempos de escola onde o PROFESSOR DE HISTÓRIA (95 POR CENTO PETISTAS) tinha ORGASMOS quando o capítulo do livro iria abordar sobre a INQUISIÇÃO. Vivemos uma época onde a LIBERDADE se deteriorou a tal modo que a LIBERTINAGEM virou rotina… E as pessoas que pensam e seguem uma conduta de vida e caráter, digamos à moda ANTIGA, são motivo de CHACOTA entre outras graves ofensas ! Na verdade essa é a forma que a sociedade como um todo tenta justificar suas atitudes e pensamentos contraditórios… Ao invés de assumir suas posições, prefere condenar quem não as segue, não importa como…
    E quando a reação se limita a palavras e não a violência como é o caso de pessoas como eu, que vivem a FÉ CATÓLICA em sua plenitude… E muito mais fácil !

  330. Dr Kaligari

    -

    22/01/2014 às 12:01

    Maravilhoso texto!!
    Esses idiotas tem uma dificuldade tremenda de entender alguns valores importantes da civilização. Acho que não adianta desenhar, acontece que eles não tem interesse nem querem entender. São abutres que se alimentam com carniça e a gente tem que conviver com o cheiro.
    Obrigado pela aula, voce deu uma de mestre!

  331. olga

    -

    22/01/2014 às 12:00

    Reinaldo, se a maioria dos cristãos, principalmente os evangélicos, não consumissem este lixo, os patrocinadores iriam rever seus conceitos. Mas… novelas, panicos, bbbs, etc., lixo! lixo! lixo!
    Com relação a entrar na justiça eu concordo por um ponto: Se algum cristão falar contra outras religiões, homossexualismo, etc., corre o risco de ser processado então a reciproca tem que ser verdadeira! Se existe constituição que se cummpra a lei, se bem que eu acho que neste país há muito tempo não se cumpre… Cada um tem a sua própria lei!
    Eu vou dar um exemplo de como este pessoal da tv e midia em geral deturpa as coisas… Eu assisti a entrevista que o Ney Matogrosso deu a Marilia Gabriela… Parece que ela se realizou completamente com aquela entrevista! Num determinado ponto ela pergunta se o Ney imaginava que um dia veria a sexulaidade das pessoas sendo decidida num congresso nacional… Aí é que está a questão. O tipo de pergunta tendenciosa. Não são, por exemplo, os evangélicos que querem impor sua sexualidade para as pessoas. É a militância gay que quer impor sua sexualidade para todos, inclusive, se utilizando de cartilhas nas escolas! Eles querem que passivamente se aceite isto! Esta é a democracia que conhecem! Se cada uma vivesse sua sexulaidade de forma saudável, não passaria na mente “criativa! do autor de colocar uma imagem na vagina de uma mulher! Aliás, e os movimentos feministas que me dizem disto?! A mulher na tv brasileira nunca foi tão explorada! Pra encerrar devo dizer que não foi o diabo que criou o sexo. Foi Deus! Sexo é benção! Sexo saudável e, “anormalidades patológicas”! O diabo criou apenas a mentira e é dela que este pessoal se nutre!

  332. Thiago Vinicius Teixeira Pereira

    -

    22/01/2014 às 11:59

    A Constituição Federal e as leis combatem os preconceitos e discriminações em face das etnias, raças, credos, religiões, certo? Mentira, no Brasil esta repressão é seletiva!!! Pode-se fazer piadas, desmerecer, humilhar e escarnecer as pessoas de pele branca (O ex-presidente imputou a crise mundial aos “de olhos azuis”), os loiros (piadas de loiros, associando-os a pouca inteligência) e os católicos. Agora Tio Rei, nesta nossa sociedade “progressista”, vá fazer uma piada com negros, com pessoas de cabelo pixaim, ou de gays ou umbandista!!!! Virá até a Secretaria de Direitos Humanos, PF, MPF, entre outros órgãos, imputando-lhe um crime inafiançável e imprescritível. Hoje, no Brasil, branco, católico e da classe média é um pária, sem direitos e somente com deveres.

  333. mensaleiro com celular na papuda

    -

    22/01/2014 às 11:59

    O globo não abre mais comentarios para estes assuntos(helio gaspari)

  334. mensaleiro com celular na papuda

    -

    22/01/2014 às 11:59

    Reinaldo, se puder dê uma lida na coluna do helio gaspari , e se puder, comente… Falando sobre o “rolézinho” Ele diz ;” em junho passado a policia de são paulo jogou gasolina no fogo durante uma passeata e incendiou o pais”…QUE CARA DE PAU !

  335. Sergio Soares

    -

    22/01/2014 às 11:58

    Monty Python, Vida de Brian: com certeza, é uma das melhores sequencias.
    Ah estes imperialistas! kkkkk

    Versão Dublada

    http://www.youtube.com/watch?v=gEf1Dyf5hog

  336. Observador

    -

    22/01/2014 às 11:56

    “NO CAMINHO, COM MAIAKÓVSKI

    Assim como a criança
    humildemente afaga
    a imagem do herói,
    assim me aproximo de ti, Maiakósvki.
    Não importa o que me possa acontecer
    por andar ombro a ombro
    com um poeta soviético.
    Lendo teus versos,
    aprendi a ter coragem.

    Tu sabes,
    conheces melhor do que eu
    a velha história.
    Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor
    do nosso jardim.
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem:
    pisam as flores,
    matam nosso cão,
    e não dizemos nada.
    Até que um dia,
    o mais frágil deles
    entra sozinho e nossa casa,
    rouba-nos a luz e,
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.
    E já não podemos dizer nada.

    Nos dias que correm
    a ninguém é dado
    repousar a cabeça
    alheia ao terror.
    Os humildes baixam a cerviz:
    e nós, que não temos pacto algum
    com os senhores do mundo,
    por temor nos calamos.
    No silêncio de meu quarto
    a ousadia me afogueia as faces
    e eu fantasio um levante;
    mas amanhã,
    diante do juiz,
    talvez meus lábios
    calem a verdade
    como um foco de germes
    capaz de me destruir.

    Olho ao redor
    e o que vejo
    e acabo por repetir
    são mentiras.
    Mal sabe a criança dizer mãe
    e a propaganda lhe destrói a consciência.
    A mim, quase me arrastam
    pela gola do paletó
    à porta do templo
    e me pedem que aguarde
    até que a Democracia
    se digne aparecer no balcão.
    Mas eu sei,
    porque não estou amedrontado
    a ponto de cegar, que ela tem uma espada
    a lhe espetar as costelas
    e o riso que nos mostra
    é uma tênue cortina
    lançada sobre os arsenais.

    Vamos ao campo
    e não os vemos ao nosso lado,
    no plantio.
    Mas no tempo da colheita
    lá estão
    e acabam por nos roubar
    até o último grão de trigo.
    Dizem-nos que de nós emana o poder
    mas sempre o temos contra nós.
    Dizem-nos que é preciso
    defender nossos lares,
    mas se nos rebelamos contra a opressão
    é sobre nós que marcham os soldados.

    E por temor eu me calo.
    Por temor, aceito a condição
    de falso democrata
    e rotulo meus gestos
    com a palavra liberdade,
    procurando, num sorriso,
    esconder minha dor
    diante de meus superiores.
    Mas dentro de mim,
    com a potência de um milhão de vozes,
    o coração grita – MENTIRA!”

    ( EDUARDO ALVES DA COSTA
    Niterói, RJ, 1936 )

  337. Pedro

    -

    22/01/2014 às 11:56

    O humor, quando não tem classe e inteligência, empastela. Fica enfadonho e repetitivo, ainda que os temas mudem. Chico Anysio nunca ficou chato, mesmo tendo as limitações do regime militar, ou de uma democracia nascente, e tendo que trabalhar com as contenções exigidas pelo horário nobre da Globo. Nas frestas, ele demonstrava a inteligência. O Porta dos Fundos está a meio caminho do Pânico: apelativo e emburrecido, feito para cérebros líquidos. Falta-lhes inteligência e coragem. Logo, logo, será feito para o mesmo público do Pânico. Quanto a mim, cristão, não consigo sequer me ofender. É como se uma criança resolvesse criticar minha religião. Não faz diferença.

  338. flavio

    -

    22/01/2014 às 11:55

    Reinaldo, a crítica na Folha iniciou com o “péssimo mau gosto”. Não achas que mau-gosto deveria ser palavra composta hifenizada? Bom-senso, que falta ao PDF, e mau-caráter, que parece lhes sobrar, já o são. O que te parece, não seria permissível “péssimo mau-gosto”?

  339. alberto

    -

    22/01/2014 às 11:55

    Reinaldo,creio que a pergunta essencial nos dias de hoje que o ser humano deveria fazer para si mesmo seria;
    -”Eu faria tudo por dinheiro e fama?”
    Para mim é nisso que está baseado,o porta dos fundos e congêneres.

  340. Luiz Fernando

    -

    22/01/2014 às 11:54

    Que todos os cristãos, independente sa denominação, deixem de dar audiência a esse grupo e a quem os apoia. Ao invés de dar audiência à TV Globo, deem audiência à outra emissora; ao invés de lerem o Estadão – onde o Pochart tem uma coluna ‘ leiam, por exemplo, a Zero Hora e deixem também claro ao Skaf, que ele não terá o nosso voto.
    Gostei da idéia do Feliciana: que cada cristão entre com uma ação contra esse grupo, em comarcas diferenres: já imaginou eles terem de responder por 40, 50 milhões de ações emmilhares de comarcas ? Pesoal, mãos às obras.

  341. mauro

    -

    22/01/2014 às 11:54

    Caro (Guilherme – 22/01/2014 às 10:48),
    O versículo está correto, nada foi acrescentado pelo autor.
    Há traduções e versões desta carta de S.Paulo que traz o texto exatamente assim.

  342. Márcio Stein

    -

    22/01/2014 às 11:53

    Blablabla… Monthy Pyton soh eh engraçado, culto e inteligente porq vc não eh Romano… chega dessa palhaçada de culpar a arte por simplesmente imitar a vida. E Mais discernimento para quem consome. Ponto.

    REINALDO COMENTA

    PORQUE EU NÃO SOU ROMANO???
    Acho que você não entendeu o filme…
    Reinaldo

  343. Afonso Cardoso

    -

    22/01/2014 às 11:53

    Reinaldo, eu apoio o Feliciano nessa ação. Mas não por que eu ache certo calar humoristas (acho erradíssimo), mas sim por causa da guerra civil que está ocorrendo no Brasil com o governo do PT. Ora, se fosse uma piada racista ou sobre gays, o movimento dos negros e dos homossexuais se mobilizariam e com a ajuda da imprensa calariam os humoristas. Portanto, por que os cristãos não podem fazer isso ? Pois se permanecerem pacíficos haverá presunção de uma concordância tácita. Porém, acho um erro proibir humoristas de falarem ou criticarem qualquer coisa, parece até contraditório, mas não é, apenas apoio o pastor nessa ação por causa da guerrilha criada pelo PT, em que brancos e negros, homossexuais e heterossexuais, se enfrentam fulminando a liberdade de expressão. Pelo visto isso é uma tendencia mundial.

  344. rastilho

    -

    22/01/2014 às 11:50

    Nada menos que 16 mil crianças, na faixa de 6 a 7 anos, de Curitiba, foram submetidas a uma verdadeira prova de pornografia explícita.

    A imagem de um fazendeiro com um pênis avantajado escondido na roupa, alimentado galinhas e pintinhos com as cloacas dilatadas, denotando um estupro, foi usada no exame para as criancinhas.

    Quem vai tomar uma providência contra os organizadores de tal exame – denunciado na mídia paranaense?
    ….
    As insubordinações e rebeliões vem tornando DEUS X
    LÚCIFER,Consequências terríveis devido quererem se apossarem das mesmas Autoridades sem uma mínima direção.Sobre todos os aspectos essa revolta,esta relatada:Diante de sua rebeldia contra a Autoridade suprema de Deus,diante de suas cobiças,lançarei tuas maldades para bem longe do céu;Então sua cauda arrastava consigo parte dos anjos de luz.A sua cauda arrastava a terça parte das estrelas do céu,as quais lançou para a Terra. [Certos em não dar obediência mais A Deus[AQUELE QUE SE FEZ CONHECER FIEL QUE ENTROU EM TODAS AS CASAS]Em concordância ao lado que quem não esta Liberto,fazem neste próprio Tempo por conta e Risco,imitando de forma estranhas outras línguas,seguro sobre estes assuntos levando mais e mais gente a uma vida de verdadeiro Inferno.

  345. Jacqueline

    -

    22/01/2014 às 11:48

    Esse grupo só resvala na baixaria, não só por ser ofensivo à cristandade, mas a qualquer pessoa provida de valores e ética firmes. Suas piadas são infames, eu vi dois vídeos e desisti. Sou cristã e uso a já citada recomendação do apóstolo Paulo: “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”.

  346. Ira Santa

    -

    22/01/2014 às 11:46

    Pôxa Reinaldo, agora todo dia eu vou ter de lhe elogiar pela excelência dos seus textos ?
    .
    Tá virando rotina.
    Excelente ! Justo !
    .

  347. Evandro

    -

    22/01/2014 às 11:42

    Os cristãos não são obrigados a ficar numa atitude passiva, como se fossem cordeirinhos, achando que não têm como oferecer respostas convincentes aos inimigos da fé. O cristianismo e a crença em Deus são intelectualmente defensáveis, como já demonstraram muitos autores ao longo da história, desde os apologistas do 2º século, passando pelos escolásticos medievais (Anselmo de Cantuária e Tomás de Aquino, entre outros), até pensadores do século 20, como C. S. Lewis, Francis Schaeffer e Cornelius Van Til. Um exemplo atual na comunidade científica é o geneticista cristão Francis Collins .
    Por último, essas manifestações de antipatia à religião são reveladoras do estado de ânimo do homem contemporâneo, com todas as angustiosas perplexidades do tempo presente. Existem questões para as quais simplesmente não há uma explicação naturalista, como a origem da vida. Outra área crucial em que a ciência e a filosofia têm falhado em dar respostas satisfatórias são as grandes questões existenciais, aquelas que dizem respeito ao sentido da vida e da pessoa humana. Por mais que os materialistas neguem, sua concepção do homem tende a trivializar a significado e a importância da vida, abrindo as portas para horríveis violações da dignidade humana. Esse estado de coisas oferece aos cristãos valiosas oportunidades de testemunho sobre a esperança que neles há.

  348. LuladaÇiuva

    -

    22/01/2014 às 11:42

    Cumpanhêruz, vâmo tê cuidadu coz ômi-bomba, ó quêi?

  349. Einar Larson

    -

    22/01/2014 às 11:42

    Como sempre um texto excelente. Apenas acho que você e o Olavo de Carvalho gastam muito tempo com gente muito, mas muito abaixo da crítica.

  350. marceloDF

    -

    22/01/2014 às 11:41

    Assisti alguns vídeos desses boçais, a maioria é sem graça nenhuma. Se fazem sucesso é por que no universo desse humor tosco da internet eles parecem ser o menos pior e claro por que são cariocas, logo tem apoio de certas emissoras.

    São bobos e toscos e deveriam sim ser processados por ofender a religião de milhões de pessoas.

    São intolerantes e perseguidores.

  351. razumikhin

    -

    22/01/2014 às 11:40

    Humoristas brasileiros têm ao seu dispor um universo de boçalidades, de variadas intensidades e matizes. Na Era da Boçalidade, seu ápice mais profundo, Lula da Çiuva, ainda não figurou como personagem humorístico imbatível. Por quê?

  352. Paulo

    -

    22/01/2014 às 11:36

    A questão é complexa, mas não podemos deixar de fazer o que acreditamos que seja verdade.
    Se todos os Cristãos oferecerem o pescoço para o sacrifício, só teremos Cristãos mortos.
    Por outro lado, não existe demanda por pescoços alheios que possa ser justificada. Nem mesmo pela lei de Talião.
    Por outro lado, é muito desonesto que as pessoas queiram escolher qual o momento do Cristianismo elas queiram.
    Tipo.
    A pessoa faz escolhas quando está bem: transa com quem quer, toma pílula do dia seguinte, faz abortos. Briga com tudo e com todos. Usa da força e da beleza para enganar e para conseguir tudo o que quer. Exige dos pais “sua herança” adiantado e quer viver a sua vida.
    Se dá certo. Vangloria-se. Ok. Tudo bem.
    E se dá errado?
    Vai bater na Santa Casa de Misericórdia buscando um tratamento?
    Vai querer caridade de desconhecidos?
    Vai voltar para a casa dos pais “como o filho pródigo’?
    E na vida comum?
    Vai condenar violentamente a opinião Papal a respeito de pílulas anticoncepcionais e vai gostosamente aproveitar o feriado de páscoa? Ou mesmo o Natal?
    A contradição é parte do ser humano. Sem problemas nas pequenas contradições.
    Mas a violência contra os Cristãos é um fato e dar razão aos ataques aos Cristãos não é uma pequena contradição.
    É falta de honestidade.
    Faço sempre um teste: se faço uma piada a respeito dos outros, como me sentiria se a piada fosse a meu respeito?
    O porta dos fundos é um momento baixo. Humor de preconceito e de uso de mulheres bonitinhas falando bobagens. Coisa de pré-primário! “Ah…. ela falou que quer ‘foder’! hahahahah”.
    É provável que vá para um canal de TV e faça sucesso, afinal, é o que corresponde à população brasileira que gosta do “quadradinho de oito” e do “funk da popozuda”.
    Mas quando a biografia for cobrada, estaremos prontos para perdoar.
    Somos Cristãos.
    Tenho pena da desonestidade de quem se acovarda sabendo que não vai ofender os islâmicos porque não quer morrer mas que vai vilipendiar os Cristãos porque estes não reagem.
    Por mim estão perdoados. Como disse, sou Cristão.
    Mas cuidado, porque Jesus Cristo é considerado pelos islâmicos como o último profeta.
    De repente, pode aparecer um islâmico…

  353. Rods

    -

    22/01/2014 às 11:35

    REI.
    GOSTEI.
    UM ESPETÁCULO DANTESCO ESTAMOS ASSISTINDO NO BRASIL, ESSES QUERIDINHOS DA MÍDIA SÃO ALÇADOS A CONDIÇÃO DE SERES SUPERIORES (ARTISTAS EM GERAL), QUE AVOCARAM PARA SI O DIREITO DE PAUTAR OS COSTUMES MORAIS COM SUAS OPINIÕES DESEQUILIBRADAS E ALINHADAS COM A CAUSA.
    NA REALIDADE ACABARAM CONFESSANDO UMA CLARA COVARDIA, EM ESPECIAL, QUANDO PARTEM PARA UM DEBATE ONDE SE UTILIZAM DE ARGUMENTAÇÃO EIVADA DE TIBIEZA.
    UMA INFELICIDADE.
    Rods
    E.T.: SUBSCREVO O QUE DISSE O “PACATO – 22/01/2014 às 10:48″

  354. flavio

    -

    22/01/2014 às 11:33

    A coisa continua do mesmo jeito. Eu sou o que me pagam.

  355. CW

    -

    22/01/2014 às 11:32

    Porta dos fundos não aquele buraco por onde se esvazia o reto?

  356. Guilherme Lacerda

    -

    22/01/2014 às 11:31

    Eu assisti os vídeos em questão(especial de Natal), ri de alguns de outros não. Mas acho muito pertinente a crítica do Reinaldo Azevedo. Tomara que essa turma leia e reflita!

  357. martiny

    -

    22/01/2014 às 11:31

    É por essas e outras que te acompanho diuturnamente, Reinaldo. Seus argumentos, são, via de regra, imbatíveis. Quanto ao porta dos fundos, que permaneçam lá, na cloaca da sociedade

  358. Bruno Gomes Leal

    -

    22/01/2014 às 11:31

    Como sempre Reinaldo, expressando de forma coerente sua opinião e sendo fiel ao seu princípio de liberdade de expressão e estado de direito. Bom, seu texto serve para calar este “personagens” ( Sim, porque irão com esse ódio cristão até quando o assunto der audiência, depois….) do porta dos fundos. Creio que isso ainda tem muita coisa pra acontecer e torço para que justiça brasileira faça jus ao seu ideal manter a pacificação e a justiça entre causas. Abraços!

  359. Walter Lopes Frota

    -

    22/01/2014 às 11:30

    Corintianos e Sampaulinos…. (como falamos…

  360. OS CARAS

    -

    22/01/2014 às 11:30

    REINALDO, SE ESTES SUJEITOS DOS PORTA DOS FUNDOS FOR MACHO MESMO, ENTÃO FAÇAM UMA DESTAS BRINCADEIRAS SEM GRAÇA COM OS MUÇULMANOS. COM ELES NÃO TEM CONVERSA, É NA BASE DA DINAMITE.

  361. Newton

    -

    22/01/2014 às 11:30

    Dr. Reinaldo,
    Excelente artigo, colocou os pingos nos is.
    Vi uma vez um trabalho do porta dos fundos e achei aquele pessoal artificialmente alegre. Não gostei.
    Quanto a eles atacarem Jesus, meu rei e salvador, demonstra que não conseguem criar nada melhor. São limitados é isso.
    Outra hipótese é que leram a Bíblia e se assustaram com a 2ª carta de Paulo aos Coríntios que diz quem não entrará no reino de Deus: os injustos, os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbedos, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
    Ficaram desesperados e começaram a agredir o juízo que está sobre eles. Como eu disse, é apenas uma hipótese.
    Newton

  362. Walter Lopes Frota

    -

    22/01/2014 às 11:27

    Olhe, eu só acho perigoso juntar num mesmo texto o São Paulo e os Coríntios, kkkkk . Vai que eles comece uma briga! Torcida é assim mesm! kkk Brincadeira!

  363. anônima-RJ

    -

    22/01/2014 às 11:24

    Mais uma daquelas aulas que arejam as cabeças!
    Excelente!

  364. Escritor

    -

    22/01/2014 às 11:24

    Reinaldo, não tem o que acrescentar. Seu texto é uma brisa de alívio de inteligência..risos…. Sobre essa gentalha, penso que a mediocridade só encontra espaço entre os medíocres.
    Não perco meu tempo vendo nada que essa gente idiota faz. Vi O humorista Didi, o Renato Aragão, dizer olhando para um deles que o humor não precisa ser assim. Eles deviam aprender com o Chaves. Sucesso sem ofender ninguém.

  365. Dijaime

    -

    22/01/2014 às 11:24

    As vezes gostaria que a postura dos Católicos daqui fosse igual à postura dos Católicos do I.R.A. Será que estes humoristas continuariam esta zombaria imbecil?

  366. Wanda

    -

    22/01/2014 às 11:23

    Voltando….Como é mesmo? O ruim é quando os bons se calam? Então, vamos fazer barulho! Um abraço.

  367. Julio

    -

    22/01/2014 às 11:23

    Acho que eles começaram bem, e eu via sempre. Até eles começaram a ficar grosseiros e a mostrar grande desrespeito por pessoas que têm o direito de serem religiosas sem serem humilhadas por isso. E olha que eu sou ateu. Quando eles começaram a dar declarações dizendo que não estavam nem aí para o público conservador eu já tirei o pé e comecei a ver menos. Se eles não gostam de mim, não vou dar dinheiro pra eles. A pessoa pode ser um ateu, eu sou um, sem agir como um babaca. É preciso respeitar os outros, pelo menos um pouco.

  368. Alexandre L. Machado

    -

    22/01/2014 às 11:22

    Meu Caro Reinaldo, mais uma vez, parabéns! Texto primoroso, conduta primorosa, não vou dizer que você é “O Cara”, pois já conseguiram estragar essa expressão, mas em nome de São Paulo, se é que ele me permite, obrigado por mais um texto digno de um grande cristão!

  369. Luiz

    -

    22/01/2014 às 11:21

    Reinaldo, se o Brasil estive-se em tempos de normalidade, o caso do portas dos fundos seria para esquecer, deixar para lá mesmo, só que o país não está. A revolução cultural é brutal e se ela não for combatida ai é que a vaca vai para o brejo, mesmo que não seja a intenção do grupo, para a revolução isso não faz a menor diferença se os agentes estão ou não conscientes de seu papel.

    Ou os cristãos acordam ou daqui a pouco igreja cristã vai ter que ser que nem na China.

  370. rogerio

    -

    22/01/2014 às 11:19

    E o irmão entregará à morte o irmão, e o pai o filho; e os filhos se levantarão contra os pais, e os matarão.
    E odiados de todos sereis por causa do meu nome; mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.
    Quando pois vos perseguirem nesta cidade, fugi para outra; porque em verdade vos digo que não acabareis de percorrer as cidades de Israel sem que venha o Filho do homem.

    Mateus 10:21-23

  371. Adriano

    -

    22/01/2014 às 11:19

    Esse “nem de ninguém” da citação de São Paulo foi acrescentado por você, Reinaldo? Ou está em alguma tradução rara da Bíblia?

  372. Wanda

    -

    22/01/2014 às 11:18

    Reinaldo, bom dia. Sou católica e concordo com o deputado Marco Feliciano: tem que mandar processo em cima deles, acho muita falta de imaginação brincar justamente com a imagem de Jesus Cristo ou de qualquer santo da religião católica. A sua liberdade termina onde começa a minha. Eles que façam um bom pé de meia porque o futuro pode ser negro e ai o imoral de hoje vira o moralista de amanhã e pobre. Um abraço.

  373. Maria MG

    -

    22/01/2014 às 11:18

    Rei, parabéns, só isso! Cada vez que eu fico meio desligada, você vem e esclarece tudo! Como nesse caso acima. Obrigada!

  374. Reinon

    -

    22/01/2014 às 11:15

    Está tudo dominado !

  375. Berlatto

    -

    22/01/2014 às 11:15

    Ah se a humanidade seguisse os ensinamentos do “Mestre Maior”, Jesus.
    Allan Kardec apresenta Jesus como “o tipo da perfeição moral a que a humanidade pode aspirar na Terra”. Jesus era um espírito superior encarnado na Terra. Espírito puro por excelência.
    A premissa que orienta todos os passos dos seres humanos no caminho da evolução espiritual esta nestas palavras de Cristo: “Amar a Deus sobre todas as coisa e ao próximo como a ti mesmo”.
    Tolerância, pacifismo, mansidão, esse é o legado cristão.
    Qual religião que segue essas premissas? O islamismo?

  376. Tiago K.

    -

    22/01/2014 às 11:13

    Com todo respeito, mas na sua falha tentativa de argumentar pró e contra o Porta dos Fundos, você pecou fundamentalmente naquilo que você prega – não gosta, não veja. Se você não vê os vídeos, como pode afirmar categoricamente que o Porta dos Fundos nada em algumas águas (mexer com os cristãos), mas não mergulha em outras “mais profundas” (mexer com o islamismo)? Não faz tanto tempo que eles lançaram um vídeo abordando os trajes e costumes do Islã, em um vídeo chamado “Moda”.

    Vou fazer um comparativo com o seriado de humor chamado Family Guy, uma das inspirações da grande maioria dos sócios do Porta dos Fundos, para defender a minha ótica sobre o humor aqui feito no Brasil:

    O desenho, estrategicamente, coloca pequenas esquetes no meio do enredo do episódio, com uma pitada ácida, satirizando os costumes, preconceitos, cultura, tabus, chavões, entre outros assuntos; eles pegam um estereótipo e o banalizam o máximo possível, a ponto de torná-lo nonsense. Às vezes tem graça, outras não, mas o formato do humor está ali: pegar um estereótipo ou um costume, qualquer que seja, e banalizá-lo o máximo possível. A intenção não é mexer com a classe satirizada, mas, sim, com o estereótipo que aquela classe sofre das outras, do preconceito que as outras classes impõem a eles. Ao abordar os árabes, eles sempre trazem a máxima de que eles são terroristas xiitas; ao abordar os judeus, eles sempre satirizam de que eles são viciados em dinheiro. Os asiáticos, de que são todos iguais e péssimos motoristas. E por aí vai.

    Veja: os judeus ou os árabes podem se sentir ofendidos? Sim. E eles podem recorrer aos seus direitos, afinal, tanto ali quanto aqui, há a democracia e o poder jurídico que estreitam os laços sociais. Só que a intenção daquele humor, tal como o humor do Porta dos Fundos, é brincar com o próprio estereótipo que aquela classe é vítima, e não ofendê-la ou reforçar os preconceitos. Até ouso dizer que, ao empregar tamanho nonsense ou banalização, eles zombam, na realidade, dos preconceituosos que deram àquela classe o estereótipo, demonstrando o quão idiota ela é, a ponto de poder ser vítima de um humor sem noção, demonstrando que não há razão naquilo que eles colocam – nem todo árabe é terrorista, nem todo judeu é ganancioso e, ao pensar assim, você é tão sem noção quanto um vídeo de humor que contextualiza desta forma.

    E outra coisa: se a intenção é zombar de estereótipos e costumes, é óbvio que eles irão pegar aquilo que está mais presente na sociedade em que convivem. Nos EUA, os italianos do subúrbio ou mesmo o Islã é muito mais presente do que aqui no Brasil; então, nada mais justo que o Family Guy tenha mais esquetes sobre os islamismo ou os italianos no subúrbio do que o Porta dos Fundos; da mesma forma que, como o evangelismo é muito mais discutido aqui, eles sejam mais abordados.

    Não é perseguição contra a classe, nem algo pessoal. Apenas um assunto mais recorrente no nosso cotidiano.

    REINALDO RESPONDE
    Acho que fui claro, não?Acompanhei o trabalho deles até certa altura. Quanto ao Islã, eu reproduzi trecho de uma entrevista de um dos sócios do grupo, justamente o de maior visibilidade. Não conheço a peça sobre os trajes islâmicos e também não verei, lembrando sempre que é fácil fazer piadas rasas sobre qualquer religião, inclusive sobre o Islã. Espero que não seja o caso.

  377. francanídeo

    -

    22/01/2014 às 11:11

    Antidemocráticos são eles e a súcia que os defende, neste particular,criticar quem se sente ofendido com o mau gosto de seus temas.
    Esta cantilena, a saber: “direitista”, “fascista”,”reacionário” é clichê de safado e canalha normalmente mal intencionado ou de alunos da progressão continuada.

  378. xLuiz

    -

    22/01/2014 às 11:11

    Mestre Rei
    A turma do site tem sua visibilidade graças ao ingrediente “polêmica” inserida em seus trabalhos. E, na busca de manter audiência, ou aumentar a audiência para trazer novos patrocinadores, passaram do limite razoável com este vídeo, e caíram no lamaçal da infâmia.
    No texto, fica explícito o espírito condutor que moveu a turma do site na produção desse vídeo, quando diz – ” Ninguém lá no “Porta dos Fundos” tem cara de ingênuo. Ou será que eles ignoram que determinadas abordagens enfurecem muitos cristãos? Posso apostar que contam com isso, inclusive, para ganhar audiência e influência na Internet.”
    Parabéns por este belíssimo texto, profundo e didático, que agrada a “gregos e troianos.

  379. Fabrício

    -

    22/01/2014 às 11:09

    Reinaldo, eu também parei de acompanhar Porta dos Fundos, e olha que faz tempo. É um humor apelativo e grosseiro, falam o que a massa quer ouvir. Um adolescente de 13 anos até pode achar graça nisso.

    Os esquerdistas, feministas, gayzistas, etc., querem acabar com a igreja. Vejam quando o PAPA veio ao Brasil. É engraçado, porém, que qualquer tragédia, como os deslizamentos de terra no ES e MG, em dezembro, a igreja abre as portas pra prestar auxílio e aí ninguém mais lembra de destruí-la.

    Enquanto isso, os centros de feministas, gayzistas, esquerdistas continuam fechados.

  380. Ilmar

    -

    22/01/2014 às 11:09

    Mais uma grande ponderação sobre o caso, meu caro. Belo texto!

  381. Eric Vieira

    -

    22/01/2014 às 11:08

    Jaguretê Mirim – 22/01/2014 às 10:50
    Vamos esquecer Alá e Maomé: Nunca vi os humoristas brasileiros fazerem piadas com Iemanjá, Ogum, Oxóssi, Tranca-rua etc. Por que será?

    Será pq os citados por ti não são tão populares neste país? Será que é por conta disso jovem?

  382. rqsmp

    -

    22/01/2014 às 11:08

    A graça do vídeo da vagina está não na religião em si, mas em todas aquelas notícias de pessoas que veem o rosto de Cristo ou da virgem Maria em torrada, em mancha no vidro de casa, etc. De repente, aparece um fileira de gente para rezar no local…

  383. Brandão

    -

    22/01/2014 às 11:08

    O direito a liberdade de expressão e a livre manifestação do pensamento não é absoluto. Tanto é assim que a Constituição garante ao ofendido a reparação material e moral. Ou seja: os imbecis podem dizer livremente o que bem entenderem, mas não estão livres da responsabilização, inclusive penal. Também é bom lembrar que a Constituição também protege a liberdade de culto e as liturgias e o livre acesso ao Poder Judiciário também é direito fundamental. Imaginem se os cristãos, incomodados com as piadas grosseiras, resolvessem fazer um “rolezinho” básico, na sede (?) do grupo de humor? Ou então iniciassem uma campanha de boicote, na internet, contra os seus patrocinadores? Como diz o sábio ditado popular “quem diz o que quer, ouve o que não quer”.

  384. Marcia Costa

    -

    22/01/2014 às 11:08

    Guilherme – 22/01/2014 às 10:48
    Penso o mesmo:
    “Se os bons combates eu não combater
    Minha coroa não conquistarei
    Se minha carreira eu não completar
    De que vale a minha fé tanto guardar

    Se perseguido aqui eu não for
    Sinceramente um cristão não sou
    A Tua glória quero conhecer
    Ver a experiência de sobreviver”
    Abs.

  385. Oswado

    -

    22/01/2014 às 11:07

    Primeiro um mea-culpa. Eu concordo com 95% do que você escreve, mas, por alguma razão, só posto nos poucos temas que não concordo. Ao contrário da maioria dos que aqui postam, achei o especial de natal muito bom. O esquete dos reis magos indignados pois o ouro é um presente muito melhor que o incenso e a mirra é genial, e o almoço em família com a Maria Madalena é muito bem sacado também. Tem partes chatas, sim, como a da cruz, e todo o lance do papai noel (que aliás não causa polêmica), mas, é impossível ser engraçado o tempo todo e pessoas diferentes riem de coisas diferentes. O próprio Monty Python brinca com a crucificação. Quem não lembra de “always look to the bright side of life”? Acho que o Porta acerta muito mais do que erra. O vídeo do ginecologista é ruim, mas tudo bem. Segue o jogo. Eles caminham no limite e brincam com tudo, religião (já brincaram com os muçulmanos sim no vídeo da burca, ótimo por sinal), arte, política… Às vezes erram, normal. Se eu parar de assistir algo na primeira piada sem graça, não tem programa de humor que resista. Não é possível que, por mais católicos que sejamos, não possamos conceber a idéia de que outras pessoas que não tenham a mesma fé achem engraçada a cena de Maria tentando contar pra José que ela está gravida, mas tudo bem, a concepção foi imaculada. Deve ter sido um momento embaraçoso…

  386. Ghislain

    -

    22/01/2014 às 11:05

    Se tivesse assistido o vídeo “Moda” da Porta dos Fundos, cujo assunto é diretamente o Islã radical, burca e niqab, poderia ter nos poupado essa litania indigeste sobre a diferença de tratamento do catolicismo e do islã.

    REINALDO RESPONDE
    Litania indigesta? Espero que você não tenha lido um texto imenso como esse até o fim — acho que não, ou teria morrido. “Litania”??? Não vi o vídeo a que você se refere pelos motivos já apontados. Mas a fonte que me levou a fazer o comentário parece boa, não? Um dos sócios da turma, justamente o de maior visibilidade. De resto, leia com cuidado: eu não disse que as interdições impostas pelo Islã devam se estender às demais religiões. Eu disse justamente o contrário.

  387. roby

    -

    22/01/2014 às 11:05

    No mesmo filme, “A Vida de Brian”, há outra cena hilariante, quando o grupo de soldados romanos flagra o personagem principal a pichar as paredes com frases de repúdio ao domínio estrangeiro e o oficial põe-se a corrigir o seu latim mequetrefe. Inesquecível.
    Quanto ao “Porta dos Fundos” e assemelhados — pela primeira e, até aqui ÚNICA VEZ, fico com a Soberana: a melhor censura televisiva ainda é o controle remoto.

  388. Abreu

    -

    22/01/2014 às 11:05

    .
    Com este texto, voltei a aprender — e muito! — de novo.
    .
    Já o separei para manter guardadas as anotações que, doravante e sempre que oportuno, hei de citar.
    .
    Parabéns por ser este Farol que ilumina e orienta.
    .

  389. anon de azevedo

    -

    22/01/2014 às 11:04

    Abaixo a repressao policial!Cadeia so paraempresario e politico ladrao e corrupto

    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/eliogaspari/2014/01/1400997-o-rolezinho-pode-acabar-em-rolao.shtml

    Acho que o humorista inteligente ri de si mesmo,acho que este seria um limite do humor,para quem o faz,nao se levar a serio e com isto aceitar quando outras pessoas nao entendem a piada ou mesmo nao a aceitam.Reclamar,falar mal da biblia e de qualquer um de seus personagens tudo bem,achar que aquilo que vc escreveu como sendo humor`e um valor absoluto,acima da critica,ai eu nao concordo,pois humor nao `e ciencia,humoristas nao sao cientistas,muito menos sabios.
    Afinal Jesus existiu?-Duvivier nao acredita,ele ja afirmou pelo menos uma vez que `e ateu e o seu conto de natal ele fala claramente da desilusao de saber que papai noel era o seu avo e depois quando viu uma foto,ou sei la,uma estatua de Cristo,teve vontade de puxar a barba e falou assim:Tadinho do vovo ele acha que me engana!Detalhe:Este conto foi publicado em 23 de dezembro,`e claramente para ser um `conto de natal`.
    http://www1.folha.uol.com.br/colunas/gregorioduvivier/2013/12/1389265-conto-de-natal.shtml
    Tadinho `e do G. Duvivier e mesmo do seu grupo porta dos fundos,se ele(s) acha(m) que eu vou me ofender com suas opinioes idiotas e grosseiras ou claramente ofensivas,apesar de travestidas de humor,e rir e/ou me divertir com elas.
    E a esquerda tem humor?Stalin era engraçado,Mao e P. Pot um verdadeiro palhaço e todos eles eram seres humanos muito divertidos.Os irmaos Castro,ate mesmo a nossa chefa Dima R.,tem um humor fino e inteligente!Viu G. Duvivier,estes sim sao sabios,estes caras tem uma verdade absoluta estampada na testa e uma fe sincera que estao fazendo,ou fizeram o melhor pela humanidade,estes sim sao os verdadeiros humoristas!!!

  390. Marcia Costa

    -

    22/01/2014 às 11:02

    O video do ginecologista é de um mau gosto sem par, mas o alvo não poderia ser os evangélicos, sim os católicos, pelo uso das velas. Mas o video que mais sacaneia o Feliciano é o do pastor e o da cura gay, que não tem nada demais. Sou católica praticante, by the way.
    Vi o video de Natal e as piadas são típicas deles, a Igreja não deveria entrar nessas polêmicas, o humor não tem o poder de eliminar o sagrado e não há sujeito passivo para caracterizar um crime. Aonde falta humor, tb falta tolerancia, não devemos nos igualar aos seguidores do Islã.
    Abs.

  391. Kardico

    -

    22/01/2014 às 11:02

    É, engraçado( rsrsrs ), o senhor Porchat, quando perguntado do por quê não fazer piadas com o Islã, amarelou… Tem medinho… Cagão. O Catolicismo, seguramente, hoje, a religião mais tolerante e democrática, os humoristas – como o senhor Porchat – se enchem de ‘coragem’ para atacá-la com piadas xucras. Não é para rir ? Dele, claro, sem o infeliz fazer piada alguma ! Rárárá ! Cagão.

  392. Fernando

    -

    22/01/2014 às 11:02

    Cristo ensinou a amar o próximo a perdoar os inimigos quantas vezes necessárias , a orar e vigiar , não julgar , ter bom animo … O cristianismo não precisa da nossa “defesa” . Jesus não ordenou que Pedro guardasse a espada ??? Façamos o mesmo !!!

  393. Angèlìka

    -

    22/01/2014 às 11:00

    COMO ASSIM?!!!
    Reinaldo, há coisas MAIS sérias acontecendo.
    Veja:
    Li agora sobre o FRACASSO do ETANOL. Estamos importando seu similar oriundo do milho, dos Estados Unidos?
    Navios carregados de álcool anidro norte-americano começaram a descarregar 100 milhões de litros no Porto de Itaqui (Maranhão). É somente o começo, destinado ao abastecimento do Nordeste.
    E ae?
    Não nos demos conta do “deixa prá lá” do etanol no DESgoverno Estela, Alice, Dilma. Lulla viajou meio mundo divulgando o etanol e NADA?
    Qual parte não entendemos?
    O etanol foi usado para dar ao Lulla seus 15 min de fama lá fora?
    Fracassou mesmo, o projeto?
    E os carros FLEX?
    TEMOS QUE FICAR DE OLHO EM TUDO, REINALDO.
    Enquanto isso…
    Rui Falcão convoca os 27 secretários de Comunicação do PT – chique não?
    Elles deram a arrancada para a reeleição não só de Alice, mas de todos os políticos ptISTAS.
    Reinaldo, o BRASIL NAÇÃO PAÍS foi esquecido de verdade, sem o menor pudor.
    Esses tipos de coisas precisam ser divulgadas.
    Você é o nosso porta voz.
    Vamos lá: ATACAR!!!!
    Porque…
    As safadezas mesquinhas e os despreparos delles já sabemos.

  394. AC

    -

    22/01/2014 às 11:00

    Eu acho que, além do recurso legal, o recurso mais eficaz e democrático é o boicote a produtos e marcas patrocinadoras. Mas falta aos católicos lideranças efetivas, bispos e padres dispostos an defender sua religião.

  395. Augusto

    -

    22/01/2014 às 10:58

    Augusto – 22/01/2014 às 10:51
    .
    Correção: “Não há dúvidas DE que…”. (terceiro parágrafo)

  396. Ramon Navarro

    -

    22/01/2014 às 10:58

    Li com atenção seu longuíssimo texto, sempre um aprendizado a mais; há tempos sigo seu conselho inicial, não vejo para não me aborrecer e não dou valor nenhum a esse grupo; carecemos de verdadeiros humoristas creio que há mais de 20 anos, esses do porta dos fundos são mais uns deslocados da zona sul e pertencentes a essa “esquerda caviar”, que sejam mantidos seus direitos de falarem a besteiras que quiserem porém, que sejam mantidos os direitos dos ofendidos de reclamarem na justiça ou não. Não dou a mínima pra essa gente, não idolatro nenhum famoso ou qualquer profissional de TV ou cinema só por serem famosos, mas há muito sei de um ditado que diz: “Respeito é bom e eu gosto”.

  397. André Passos

    -

    22/01/2014 às 10:58

    Parabéns Reinaldo. A razão e a lógica vêm perdendo espaço para um relativismo pernicioso, que abre as portas para o vale-tudo imoral, e torna deléveis quaisquer limites de conduta. Você está certíssimo em defender a liberdade de expressão, bem maior a ser tutelado e resguardado contra aqueles que diuturnamente sonham em inibi-la. Censurar os humoristas seria contraproducente, tanto quanto tentar convence-los num debate aberto de que existem, sim, o bem e o mal, o certo e o errado, a sensatez e a tolice. O binômio grana e fama já os anestesiou há tempos! Estejam eles, portanto, e aqueles que os admiram, preparados para suportar as consequências das suas gracinhas: quem se sentir por elas ofendido há de buscar, sob os ditames da lei, a devida reparação.

  398. Eduardo Barros

    -

    22/01/2014 às 10:56

    Parabéns Tio Rei. Esse texto é um tapa na cara daqueles que não entendem de liberdade de expressão.

  399. Augusto

    -

    22/01/2014 às 10:51

    Walter Williams de novo: “A liberdade de expressão só é realmente posta à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”.

    Não é a repulsividade da coisa em si que é limitada pelo Direito, mas o DIRECIONAMENTO a um DETERMINADO GRUPO com OBJETIVO DE OFENDÊ-LOS, DE CRIAR MOTIVO DE ESCÁRNIO, etc.
    .
    Não há dúvidas que o canal Porta dos Fundos embute um propósito específico de atingir os cristãos através da ridicularização da figura sagrada de Jesus.
    .
    TRATA-SE DE UM EMPREENDIMENTO ORQUESTRADO! Não houve um único vídeo feito com esse propósito, MAS VÁRIOS VÍDEOS SUCESSIVOS, SEMPRE COM A MESMA PEGADA ANTICRISTÃ, com a finalidade de ridicularizar e escarnecer.
    —-
    A PROPÓSITO, OS ATIVISTAS LGBTS QUE DESTRUÍRAM AS SANTAS NA ORLA DO RJ, na ocasião da visita do Papa, JÁ FORAM LOCALIZADOS E RESPONSABILIZADOS, GOVERNADOR SÉRGIO CABRAL, POLÍCIA CIVIL DO RJ E MP-RJ?

  400. Jaguretê Mirim

    -

    22/01/2014 às 10:50

    Vamos esquecer Alá e Maomé: Nunca vi os humoristas brasileiros fazerem piadas com Iemanjá, Ogum, Oxóssi, Tranca-rua etc. Por que será?

  401. Celso Silva

    -

    22/01/2014 às 10:49

    Tinha que ser porta dos fundos. Pela porta da frente entram o respeito, a dignidade. Em imagem, a porta dos fundos é a da descarga, por onde sai o lixo, o resto. E por onde, às vezes sorrateiramente, saem os indivíduos que praticam mal feitos. O nome desse grupo é a marca registrada de quem tem orgulho de ostentar o que há de pior na prática das ofensas.

  402. Guilherme

    -

    22/01/2014 às 10:48

    Que bom que nós, cristãos, somos perseguidos. É o que Jesus disse que aconteceria mesmo. E melhor ainda que o Fábio pense que fazer piadas com profetas islâmicos poderia gerar reações violentas, ao contrário de piadas com Jesus. Isso significa que estamos deixando de lado tudo isso e preocupados com o que Ele nos ensina.
    Só uma coisa: o versículo citado, em 1 Coríntios 6:12, não diz “nem de ninguém”. Isso foi acrescentado pelo autor.

  403. PACATO

    -

    22/01/2014 às 10:48

    BOM REI.
    Todo humorista perde a graça quando torna-se um covarde!
    Principalmente quando o país,com a sua lei maior,garante ao mesmo os parágrafos 1º e 2º do Art.220.

  404. Maru

    -

    22/01/2014 às 10:48

    Bom Demais esse texto!

  405. Antônio Carlos Rodrigues

    -

    22/01/2014 às 10:47

    Caro Reinaldo,

    Acompanho suas reflexões há algum tempo e este texto sobre o Porta dos Fundos e de forma geral sobre o pretenso humor inteligente (que nem sempre o é) chamou minha atenção. Embora, como muitos já ri demais e ainda rio com algumas sátiras produzidas pelo grupo, de fato existem episódios quem ou não concordo com a abordagem, ou não concordo com o tema, ou ainda os dois. E como ontem mesmo entrei no Canal Youtube e ri de alguns vídeos, afirmo que aprendi a ser seletivo e quando aparece no meio das falas dos personagens algo que eu de forma muito particular considero ofensivo não apenas para mim, mas também desrespeitoso para um grupo simplesmente deixo de assistir a partir daquele ponto e deixo de recomendar por entender que ali havia algo que julguei inconveniente e que feriu valores, que estão inclusive, acima de questões religiosas. O resumo disso é que o sucesso demasiado tem o poder inclusive de estragar o que está(va) bom. Espero que as críticas recebidas (quem sabe percebidas) os façam refletir sobre a responsabilidade que (sempre) existe nos caminhos adotados pelo grupo, assim como o poder da mensagem que querem propagar. Sempre podemos usar nossa capacidade de sermos seletivos em tudo mas nem sempre usamos esse direto (às vezes um dever). Parabéns pela sua imensa capacidade de pesquisa e ponderação.

  406. Paulo Bento Bandarra

    -

    22/01/2014 às 10:46

    Eu concordo em parte como o texto. Porque lembro que a intolerância começa assim mesmo.
    “Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor
    do nosso jardim
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem;
    pisam as flores,
    matam nosso cão,
    e não dizemos nada.
    Até que um dia,
    o mais frágil deles
    entra sozinho em nossa casa,
    rouba-nos a luz, e,
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.
    E já não podemos dizer nada.”
    Foi assim que o Islã iniciou a intolerância que hoje “105 mil pessoas foram assassinadas no mundo por um único motivo: eram cristãs.” A intolerância deles com o humor é um iceberg em relação a tudo. Até de pregar o cristianismo ou portar no peito um breviário ou crucifixo, até comer carne de porco. Não melhoraríamos o mundo imitando os seus métodos. Não melhoraremos o mundo aceitando que devemos usar o mesmo método que só pode para em um lugar, como é lá.

  407. felipe

    -

    22/01/2014 às 10:44

    outra coisa. eles deveria contratar o ator Victor Leal p elenco, pq eu so consegui rir mesmo de verdade, em dois episodios que assisti em que ele fez parte. O que falta ao porta dos fundos: bons atores + ideias simples do cotidiano. ou seja, um pouco mais de conteudo p galera.

  408. Milena

    -

    22/01/2014 às 10:44

    Eu nunca vi graça nos vídeos desse grupo. Eu vi um, aquele dos nomes nas latinhas de refrigerante. Fiquei com cara de “hmmm, qual foi a graça disso?”…

    Então, eu não dou audiência.

  409. Sandro

    -

    22/01/2014 às 10:44

    Parabéns, Reinaldo! Linhas de raciocínio perfeita. Será que o “porta dos fundos” para entender o que estão fazendo e as reações adversas que estão recebendo nós teremos que desenhar? Tá faltando DEUS NA VIDA destes rapazes, só isso!

  410. Adriano

    -

    22/01/2014 às 10:43

    O fascismo é tanto que o Estadão nem fala mais “governo”. Agora é “Dilma e PT”. Manchete de hoje: “Dilma ePT agem para evitar ações violentas na Copa”

  411. Flávio BP

    -

    22/01/2014 às 10:42

    Boicote a quem patrocina algo que não concordamos, é a melhor forma de protesto, pois é pacífica e mexe no bolso, ai asim dá resultado. Convoco para que todos que são contra a Copa do Mundo no Brasil, boicotem também os patrocinadores da seleção ou as emissoras de TV/Rádio que incentivam essa pouca vergonha da corrupção.

  412. Antonio Claret

    -

    22/01/2014 às 10:41

    Parabéns pelo texto, pelo suas colocações sensatas, pelo raciocínio lógico e pelo respeito às diferenças, ainda que muitos “democratas não as respeitem.

  413. Dinho

    -

    22/01/2014 às 10:40

    O assunto é explosivo (sem trocadilho).Por um lado temos os que se erguem em fúria ao que entendem por “sacrilégio”. Por outro lado os que se dispõem a sempre oferecer a outra face à ofensa. No meio, a maioria, que rí de umas situações, deplora outras e se desagrada de mais algumas, mas logo passa uma borracha no assunto e passa a se preocupar com outra coisa. Neste contexto devemos analisar a liberdade de expressão. Mas é muito difícil. Simnplesmente não sei que posição assumir.

  414. Augusto

    -

    22/01/2014 às 10:38

    UMA SUGESTÃO:
    .
    Cristãos, peçam à Rede Globo o desligamento de Fábio Porchat da emissora.

    REDE GLOBO
    CAT – Central de Atendimento ao Telespectador
    .
    Telefone: 400-22-884
    http://falecomaredeglobo.globo.com

  415. Eduardo

    -

    22/01/2014 às 10:36

    Prezado Rei.

    Concordo, em essência, com o seu pensamento, mas tenho de fazer um reparo a suas considerações jurídicas.
    O Código Penal é uma legislação de 1940, logo ele deve se interpretado em conformidade com a Constituição de 1988.
    Há também a Convenção Americana dos Direitos Humanos. O STF já fixou o entendimento de que a Convenção encontra-se acima das leis ordinárias/complementares no ordenamento jurídico brasileiro e abaixo da Constituição.
    A Convenção, quando trata de liberdade de pensamento no artigo 13, prevê no inciso 5:
    “5. A lei deve proibir toda propaganda a favor da guerra, bem como toda apologia ao ódio nacional, racial ou religioso que constitua incitamento à discriminação, à hostilidade, ao crime ou à violência”. Só poderão ser considerados crime (os anteriores passam a ser ilegais/inconstitucionais) as manifestações de pensamento que se deem nestes termos.
    Só poderá ser objeto de crime, no presente caso, a apologia ao ódio religioso, desde que constitua incitamento à hostilidade, ao crime ou à violência. Dai a razão pela qual o crime de homofobia, nos termos em que o pensamento de esquerda deseja [o de criminalizar a censura à homossexualidade], não pode ser criado.
    O parâmetro ao limite de liberdade não é mais o de 1940, do Estado Novo. Ele é dado hoje pela CF/88 e pela Convenção. É o caso do artigo 308 do CP. o limite à liberdade, referido por você, é dado pela Convenção e não pelo CP.
    Abraços fraternais.
    Eduardo.

  416. felipe

    -

    22/01/2014 às 10:34

    eu me vejo como o gregorio duvivier lendo isso! ele deve engolir seco varias vezes… acho muita falta de criatividade recorrer a piadas sobre religião (principalmente a catolica) já tão lugar comum. como vc falou, o monty phyton ja fazia isso (e muito bem) nos anos 70!!! o porta dos fundos inovou em ser um canal de humor na internet, mas não inovou em absolutamente nada o humor. muito pelo contrario. é um ‘se beber não case’ + ‘familia da pesada’ + ‘quero ser monty phyton’ = humor reciclado e nada original. eu ja faço como vc ha algum tempo. parei de assistir.

  417. Rodrigo Santos

    -

    22/01/2014 às 10:31

    Eu vi os videos e achei eles engraçados, em sua maioria. Sou cristão e católico e crei que Deus deva ter senso de humor, para o mundo ser do jeito que é. De qualquer modo, eu pessoalmente jamais teria coragem de fazer vídeos como aqueles, me sentiria envergonhado. Do mesmo modo, não assisti o vídeo da imagem na vagina, porque aquele lá eu acho que passou dos limites, achei sem graça mesmo e nada a ver.

  418. Wombatmucholoco

    -

    22/01/2014 às 10:30

    Caro Reinaldo,
    acho que você, como sempre, foi bem claro em seu texto. Só não entende que não quer entender.
    Dito isto, eu sou um dos muitos que não acha o grupo “Porta dos Fundos” importante o suficiente. Assisti um vídeo que achei engraçado, e o restou foi de mediano para baixo, ao ponto de gerar o desinteresse atual com o qual recebo meus amigos quando falam do “novo” vídeo do grupo, então simplesmente não os assisto.
    As pessoas precisam aprender que elas têm o poder de decidir, que podem não entrar numa determinada página da internet, que podem trocar de canal ou simplesmente desligar a televisão ou o rádio, que podem boicotar tudo aquilo que as desagrada, e até mesmo convocar outros que pensem igual a fazê-lo também.
    Com raras exceções, o humor hoje no cinema, na televisão ou rádio, nos jornais e na internet, tem a cara da média da sociedade moderna, é tosco, rasteiro, ofensivo e sem nenhum charme ou inteligência. Daí sou obrigado a me contentar com o humor de antigamente onde puder achá-lo.

  419. Iran

    -

    22/01/2014 às 10:30

    Já encomendei a moldura. Obra prima de texto!

  420. Fernando

    -

    22/01/2014 às 10:29

    Em tempo, sobre a Constituição: ela só menciona direito! O povo brasileiro não tem deveres.

  421. Carlos Alencar

    -

    22/01/2014 às 10:28

    Nunca assisti nenhum vídeo do citado grupo de pseudohumor, como excessão, para manter a regra, vi o vídeo polêmico do natal, apenas para que pudesse falar com algum respaldo. Não gostei, não assisto mais nada, simples assim.
    Mas, não posso deixar de comentar a respeito das idiotices, talvez por desconhecimento, do post do Sr. Leo Salem que faz um raciocínio às avessas, diz e desdiz, “os cristãos tem direito de processar quem quiserem, livre arbítrio e democracia”, a seguir escreve que “recorrer-se a ações judiciais; é vingança, nada mais”.
    Tem mais “não litigar deveria ser um preceito cristão”, mas o “voto de pobreza também”…ou basta dizer que crê?
    Não conhece nada a respeito da Bíblia: Somos orientados a “se possível tende paz com todos os homens.” O amor ao dinheiro, a avareza, etc… São ações condenadas. Crê e serás salvo. A salvação vem pela fé… Etc… Existem diversos textos, leia. Quando postar alguma coisa, seja pelo menos inteligente, nesse blog não cabem imbecilidades…

  422. Sandra

    -

    22/01/2014 às 10:27

    Acho legítimo o boicote aos patrocinadores. Alguém é obrigado a comprar um produto por qualquer razão? Daqui a pouco, não dar risada de tais vídeos será considerado manifestação de preconceito.
    No meu caso, porém, o limite do humor é não ter graça. E alguém riu daquela tentativa de imitação barata de Monty Python?

  423. giselle

    -

    22/01/2014 às 10:27

    Belíssimo texto!
    Obrigada Reinaldo.

  424. ivanor

    -

    22/01/2014 às 10:27

    O dia que o Mundo todo comungar e ou ter a grandiosidade de Personalidade e carater de um Reinaldo Azevedo, o Mundo chegará ao fim. É normal pois, que continuem a exisitr hipócritas, permissivos e complexados no Mundo. Se la vi.

  425. cassio gomes

    -

    22/01/2014 às 10:26

    Reinaldo,

    Texto perfeito!! Me fez lembrar de um show de um comediante Australiano e busquei no youtube.

    http://www.youtube.com/watch?v=FbITD6bJkeY

    Começa a falar sobre religião por volta dos 5 minutos, basicamente idiotices sobre o cristianismo (inclui uma piada muito boa sobre os ursos pandas por volta dos 11:30 minutos). É muito interessante quando ele fala sobre muçulmanos e a tensão que isso cria no ambiente (por volta dos 12:45 minutos).
    Se tiver tempo dê uma olhada, ele quase que pede desculpas para falar dos muçulmanos.

    Abraço

    Cássio

  426. Tião bento,Rj

    -

    22/01/2014 às 10:25

    Sabe aquilo de se apegar a tudo que deu errado? pois é. O que sonho não é isso que se apresenta. Mas este sonho embute um sonho meu que interfere no sonho dos outros.Queria que todos fossem felizes, mas primeiro eu. Ataco tudo que me ameaça, bato em mendigos bêbados e lhes ofereço após a espancação um litro do que eles precisam para fugir do que sou. Há uma avalanche de gente que detesta a verdade , hoje. Fuga ou apenas relaxamento, bater é facil, suportar pancadas é que exige um poco mais, nos tornamos estóicos sem querer e caminhamos para a entrega. a fala suave dos caciques indicam o lugar exato para o sacrifício das ovelhas. esperneiam quem não tem razão, mentem e colocam em risco o rumo do paraíso ao que o PT quer nos conduzir. Porta de Trás, porta dos fundos, que qual diabo esta porta seja, é menos perigosa que a porta de uma Maria com Rosário. O mundo político já se arruma , eu não gostaria de votar em nenhum deles, e vou fazer isto. Vou orar pelo Rio, moro aqui. Cabral e porta dos fundos é só questão de tempo, sem mudar a essência o perfume vai continuar a ser o mesmo. O valor das coisas nunca mudou, o que muda muito é a interpretação.

  427. SHIRU

    -

    22/01/2014 às 10:23

    Ah! E também já compartilhei até aquele post de 2009, do “O que nos deram os romanos?”. Abs

  428. Fernando

    -

    22/01/2014 às 10:22

    Parabéns Reinaldo, muito oportuno o seu texto. Eu não tenho dúvidas quanto a um futuro confronto entre os mulcumanos e os cristãos, que já está ocorrendo conforme mencionado em seu texto, com o assassinato de cristãos. Esta na Bíblia e, creio, no Alcorão ainda mais enfático , o texto do Deuteronomio 13. Outro dia assisti alguém lendo em voz alta no centro aqui do Rio de Janeiro me espantei como o roedor estava transtornado.

  429. SHIRU

    -

    22/01/2014 às 10:20

    Raríssimas vezes discordo de ti, caro tio Rei (ainda bem que temos discordâncias, conforme sempre afirma), e mesmo desta vez, entendo que, apenas lendo a resposta de Fábio Porchat a Sônia Racy pode parecer mesmo meio ambígua, mas acho que ele acabou de fazer uma piada sobre Alá e Maomé ao lhe responder. Não acha? Abs

  430. Samuel Pavan

    -

    22/01/2014 às 10:20

    Reinaldo, folgo em saber que ocorreu com você o mesmo que ocorreu comigo: eu também acompanhava o Porta dos Fundos, assistia a todos os vídeos, até aquela aberração do ginecologista. A partir dali, não apenas quero distância desse lixo, como também sugeri aos meus amigos cristãos no Facebook que fizessem o mesmo.
    Só divirjo de você numa coisa: além de não ter gostado do vídeo por ser “burro, grosseiro e sem graça”, eu fiquei sim ofendido pela agressão gratuita e covarde a minha religião. Sou evangélico, mas não vi como agressão apenas a esse segmento do Cristianismo. Pra mim, foi uma agressão a todos os cristãos, indistintamente.

  431. Caio

    -

    22/01/2014 às 10:19

    A religião cega e fundamentalista está emburrecendo os brasileiros. Já tenho que aguentar esses petistas e esquerdistas radicais com cada porcaria que falam e fazem, mas os cristãos estão no páreo para saber quem é mais bocó! Essa CAMBADA (cambada mesmo!) de socialistas cristãos consegue superar os petistas, psolistas e outros vermelhinhos que adoram o verde! O VERDE DO DINHEIRO (Que o diga José Dirceu, Delúbio e outros)
    Olha Reinaldo, eu sou católico acredito em Deus e Nele confio. ELE protege TODA A MINHA FAMÍLIA e o MEU PAÍS das garras desses comunas intervencionistas, pois se depender do próprio cristão…. isso aqui já tinha virado CUBA!
    Só que eu (cidadão) separo o minha liberdade de ser católico e orar para Deus com o cotidiano! Não me importo com o que o tal porta dos fundos fez, não assisto esse canal, pois NÃO QUERO, não sou obrigado a ver e minha liberdade de não acessar, por enquanto, é respeitada, procuro concorrentes que me agradem E PRONTO!
    Acredito na liberdade civil e na Liberdade econômica. Respeito a sua posição política mais conservadora em certos sentidos e acho que o problema de nós direitistas (sou libertário, mas reconheço que meus ideais se adequam a direita, vide o partido republicano dos EUA, com os libertários ganhando mais e mais espaços) é unirmos a direita num único bloco de pensamento LIBERAL para se tentar fazer frente contra esses filhotes de Che Guevara, Kim Jong Un e Fidel Castro intervencionistas, ditadores anti LIBERDADE.
    O vídeo nem pode ser levado em consideração por cristãos sérios.

  432. Adriano

    -

    22/01/2014 às 10:18

    Cachorro louco simplista às 9:26 (Augusto).

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  433. Bruno Sampaio

    -

    22/01/2014 às 10:17

    Henrique, uma burcazinha, convenhamos, é pouco, né?

  434. Rocha

    -

    22/01/2014 às 10:16

    O mesmo vídeo do exame ginecológico me fez perder o interesse pelo site. pena porta,pena.

  435. Bruno Sampaio

    -

    22/01/2014 às 10:16

    Matou a pau, Reinaldo. Também achei o texto do Duvivier em resposta ao clérigo bastante bobo e metido a intelectual. O melhor remédio para essas bobagens é não colocar azeitona na empada deles.
    P.S. – Alguns são bons, mas muitos vídeos são simplesmente xulos e sem a MENOR GRAÇA.

  436. Fernando Del Bono

    -

    22/01/2014 às 10:16

    Reinaldo,

    Veja o cúmulo da demagogia atingido pelo Sakamoto no caso Kaique.

    Ainda aproveitou pra destilar preconceito contra os evangélicos, cristãos. Citou o caso Herzog.
    Um show de clichês e demagogia barata.
    Segue o link e um um post com trechos do artigo dele que eu postei num fórum na internet.


    Meu post:

    SAKAMOTO, O JUSTICEIRO DESTEMIDO!

    Grande Sakamoto…..
    Sabe tudo.

    Veja o julgamento sumário que este ele fez do caso Kaique.
    Ah, a demagogia sobre a morte alheia….
    É sempre fácil buscar o caminho da estigmatização. Principalmente se for pra culpar a polícia.

    E agora? Pedirá desculpas?
    Esta palavra não parece constar no dicionário destes humanistas que fazem de forma atabalhoada o mesmo julgamento atabalhoado que tanto criticam nos “conservadores”.

    E ele, não foi preconceituoso?

    Mais um gay é morto. E o Congresso Nacional pode ter sido cúmplice – Cotidiano – Cotidiano

    Kaique, negro e homossexual, de 16 anos, foi encontrado morto na madrugada de sábado (11). Segundo familiares que reconheceram o corpo, não havia dentes na boca do rapaz ( Aqui o texto dá a impressão que o rapaz tivesse perdido todos os dentes, o que é uma inverdade) ele apresentava sinais de tortura (olha o perito justiceiro ), hematomas na cabeça (uma pessoa cai , ou se joga, de um viaduto ,e natural que tenha um hematoma na cabeça) e uma barra de ferro cravada na perna. (2º a lógica do “perito” Sakamoto, om torturador, não bateu no corpo do rapaz , mas quebrou os seus dentes, deu uma porrada na cabeça depois cravou a barra de ferro na perna, afinal a técnica da perícia ativista deste rapaz aponta sempre para um único culpado: A polícia) De acordo com matéria de Felipe Souza e Ricardo Senra, na Folha de S. Paulo, desta quinta (16), ele havia sido visto pela última vez em uma balada gay no Centro da capital paulista.
    Antes de mais nada, uma curiosidade: sabe como a Polícia Civil do 2º DP registrou o caso segundo a matéria? Suicídio. E a Secretaria de Segurança Pública não vai comentar a tortura (ele já tinha vaticinado, irresponsavelmente, que era tortura.) porque o laudo da morte seria sigiloso e haveria uma investigação em andamento.
    Gente… Sério? Registrar como suicídio?
    Porque tudo indicava, como se comprovou, que era um suicídio.
    O Estado não aprendeu que não se “suicida” alguém diante de elementos que apontam o contrário?
    (Sakamoto é perito e já tinha concluido que os elementos apontavam o contrário.)

    No restante do artigo ele segue acusando toda a sociedade de ser conivente com homofóbia, menos ele e os seus amigos de esquerda que são descolados e bonzinhos, obviamente.
    Critica o governo, o MP e de quebra destila preconceito contra os evangélicos.
    Como se os países cristãos não fossem conhecidos pela ampla liberdade e as revoluções socialistas não tivessem perseguido e exterminado milhares de homossexuais.

    Sem problemas. Rotwailer é o Reinaldo Azevedo.
    Sakamoto é um sabiá que encanta a todos com o seu canto doce e sua luta permanente por um mundo melhor.

  437. Adriano

    -

    22/01/2014 às 10:16

    Comentário dirigido ao Leo Salem, das 9:42: sua dúvida já está respondida no texto do Reinaldo: “então a violência cultivada por uma religião os empurra para o silêncio, e o reconhecido pacifismo da outra, para a falta de limites — a não ser o da graça?”

  438. Paulo

    -

    22/01/2014 às 10:15

    REDICAIS DIFERENÇAS ENTRE O CRISTIANISMO DE JESUS CRISTO, RELIGIÃO DO AMOR E O ISLAMISMO, A RELIGIÃO DO ODIO!
    Eis o por que de os muçulmanos perseguirem os cristão e judeus: é devido ao deus deles “Alah” não ser o mesmo nosso Deus de Israel e MAIS FUNDAMENTAIS DIFERENÇAS!
    1 – “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, e chamará o seu nome Emanuel.” Isaías 7:14.
    ALCORÃO: “Sabei que Deus é Uno. Glorificado seja! Longe está a hipótese de ter tido um filho. A Ele pertence tudo quanto há nos céus e na terra, e Deus é mais do que suficiente Guardião.” Surata 4, 171
    2- Daí, os muçulmanos não adoram o Deus bíblico, além de serem os mais ativos e cruéis perseguidores de cristãos até hoje, e o patente ódio aos judeus. E Jesus era judeu, como está escrito:
    “Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus.” João 4:22
    O ALCORÃO:
    “Ó fiéis, não tomeis por amigos os judeus nem os cristãos; que sejam amigos entre si. Porém, quem dentre vós os tomar por amigos, certamente será um deles; e Alá não encaminha os iníquos.” Alcorão, Surata 5, 51
    3 – O principal problema se encontra no Alcorão onde Maomé quase 4000 anos após o judaísmo e quase 700 anos após o cristianismo descrever uma suposta nova divindade originaria da Caaba, Meca, Arabia Saudita, a qual nada tem a ver com as revelações que Deus fez de si próprio nas Escrituras, ao confrontarmos trechos bíblicos com os do Alcorão, donde apresenta uma suposta divindade paradoxa ao Verdadeiro Deus, não sendo textos referentes ao Deus e Pai do Senhor Jesus Cristo.
    O Alah de Maomé não é, portanto, o Deus de Israel!
    4 – Segundo o Alcorão de Maomé, Deus nunca teve um Filho e contestam a divindade de Jesus e doutrinava que cristãos e muçulmanos não poderiam viverem juntos.
    “São blasfemos os que dizem: Deus é o Messias, filho de Maria. Dize-lhes: Quem possuiria o mínimo poder para impedir que Deus, assim querendo, aniquilasse o Messias, filho de Maria, sua mãe e todos os que estão na terra? Só a Deus pertence o reino dos céus e da terra, e tudo quanto há entre ambos. Ele cria o que Lhe apraz, porque é Onipotente.” Alcorão, 5ª Surata, 17
    Ao contrario seus apóstolos e todos os cristãos primitivos e até hoje: Jesus Messias!
    “Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco obtiveram fé igualmente preciosa na justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo” 2 Pedro 1:1
    “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.” João 1:1
    “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.” João 1:14
    O ALCORÃO: “O Messias, filho de Maria, não é mais do que um mensageiro, do nível dos mensageiro que o precederam; e sua mãe era sinceríssima. Ambos se sustentavam de alimentos terrenos, como todos. Observa como lhes elucidamos os versículos e observa como se desviam.” Alcorão, 5ª Surata,75
    5 – ALCORÃO afirma que Jesus não foi crucificado e não morreu; também que a crucificação do Senhor Jesus Cristo foi uma simulação.
    “E por dizerem: matamos o Messias, Jesus, filho de Maria, o Mensageiro de Deus, embora não sendo, na realidade, certo que o mataram, nem o crucificaram, senão que isso lhes foi simulado. E aqueles que discordam, quanto a isso, estão na dúvida, porque não possuem conhecimento algum, abstraindo-se tão-somente em conjecturas; porém, o fato é que não o mataram.” Alcorão, 4ª Surata, 157-158.
    Até o Talmud dos judeus menciona a crucificação de Jesus, além de documentos de historiadores da época, como Josefo e Romano Tácito.
    De acordo com a tradição Muçulmana, Alah fez Judas Iscariotes parecer-se com Jesus, então, desta forma, Judas foi crucificado no lugar de Jesus, enganando as pessoas…
    Porém, está escrito:
    “Então o crucificaram, e repartiram entre si as vestes dele, lançando sortes sobre elas para ver o que cada um levaria. E era a hora terceira quando o crucificaram.” Marcos 15:24-25
    … fui morto, mas eis aqui estou vivo pelos séculos dos séculos; e tenho as chaves da morte e do inferno.” Apocalipse 1: 18
    Os muçulmanos rejeitam a SS Trindade e ainda acusam os cristãos de politeístas: “São blasfemos aqueles que dizem: Deus é um da Trindade! Portanto, não existe divindade alguma além do Deus Único. Se não desistirem de tudo quanto afirmam, um doloroso castigo açoitará os incrédulos entre eles.” Alcorão, 5ª Surata,173
    6 – Todas as religiões do pagãs prometem SEXO após a morte, como o Alcorão. As S Escrituras, ao contrario:
    “Porquanto, ao ressuscitarem dos mortos, nem se casam, nem se dão em casamento; pelo contrário, são como os anjos nos céus.” Marcos 12:25
    O ALCORÃO:
    “Todavia, os tementes estarão em lugar seguro, entre jardins e mananciais, vestir-se-ão de tafetá e brocado, recostados frente a frente, assim será! E os casaremos com huris (mulheres formosas) de maravilhosos olhos” Alcorão, 44ª Surata, 51,52,53,54
    Os Muçulmanos esperam um “messias” a quem chamam de Mahdi, havendo alguns estudiosos associando-o ao Anti Cristo, por ter as características de uma religião de preceitos e fundamentação apenas humanos.
    “Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Esse mesmo é o anticristo, esse que nega o Pai e o Filho. 1 João 2:22.
    Não é à toa que os maometanos se aliam sempre às relativistas ideologias comunistas, mesmo desde Hitler que, como eles, odeiam-se fortemente entre si, compartilhando o ódio à Igreja católica em especial, e aos cristãos em geral, de igual forma aos judeus.
    CONCLUINDO: no islamismo não há distinção entre a lei de Alah e a lei do Estado e de seus sheiks e califas do poder, e o mesmo Alah do Alcorão de Maomé que até hoje cria e arranja as novas leis políticas que governam as sociedades islâmicas divergentes entre si séculos afora, tudo de inspiração de Alá, apesar de entre si cultivarem intenso ódio…
    Imaginemos a nós, então os de fora!
    Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João
    Mateus 11:13

  439. ronaldo

    -

    22/01/2014 às 10:09

    eu não vejo e não verei porta dos fundos. acredito que seja um humor meio burro. ainda fico com chico anysio.

  440. oydemaferreira

    -

    22/01/2014 às 10:08

    Se esses sujeitos não respeitam nem a Jesus, o Filho do Criador, em nome da libertinagem de expressão, imagina os cidadãos de bem e do bem?. Liberdade é o direito de divergir com dignidade, com argumentos, jamais ferir alguém, alguma instituição, o próprio Filho de Deus sem nenhum sentido. São criaturas má, sem objetivos,sem esperança e sem amor. É lastimável!

  441. Vagner Luis

    -

    22/01/2014 às 10:08

    Reinaldo, apenas uma observação ao seu brilhante texto: Eu não acho que o Feliciano pense que o fato de humoristas não poderem fazer piada com Maomé e Alá deve servir de argumento definitivo para que não se faça piada também sobre o cristianismo”. Ele apenas fez uma consideração que não se faz piadas sobre o islamismo, e não se faz mesmo pelos motivos já conhecidos e divulgados novamente aqui em seu blog. Abraço!

  442. Aos “donos” do Maranhão

    -

    22/01/2014 às 10:07

    Carta aberta de 13 bispos maranhenses convocando uma caminhada para o próximo dia 2.
    “Vivemos num Estado que erradicou a febre aftosa do gado, mas que não é capaz de eliminar doenças tão antigas como a hanseníase, a tuberculose e a leishmaniose. É verdade que a riqueza no Maranhão aumentou. Está, porém, acumulada em mãos de poucos. Os índices de desenvolvimento humano permanecem entre os mais baixos do Brasil. Não é este o Estado que Deus quer. Não é este o Estado que nós queremos!” Maria Helena

  443. Roberto BH

    -

    22/01/2014 às 10:06

    Reinaldo, seus artigos são verdadeiras aulas de bom censo e português. Pena que certos âncoras de radio, por suas incompetências querem somente ficar bem com a galera.
    Defendem os rolezinhos mas duvido que levem seus filhos no Shopping Leblon no dia de um “MARAVILHOSO e pacífico ato de liberdade”

  444. Rafael

    -

    22/01/2014 às 10:05

    Não tem como compará-los ao Monthy Python.

  445. Leandro Garcia

    -

    22/01/2014 às 10:03

    Parabéns, pelo artigo, gostei muito.

  446. Anónimo

    -

    22/01/2014 às 10:00

    O porta dos fundos é humor global com viés panfletário de quinta. Por falar em Globo acho que graças a seus artigos pelo visto a roda da caroça já começou a pegar por aqueles lados, hoje notei que estão inserindo uma campanha em defesa do seu jornalismo “isento” e que “ouve todos os lados” durante os intervalos comerciais. Estão intelectualmente e moralmente acabados, gente com inteligência mediana para cima os despreza, seja a direita ou a esquerda (em menor número é claro).

  447. david

    -

    22/01/2014 às 10:00

    O problema é que eles vivem fazendo piada (sem graça) de Cristo e dos cristãos (são covardes, pois tem medo de fazerem piada com outras religiões)censura? jamais, Processo? todas as igrejas cristãs, católicas, protestantes, as assembleias, enfim todas DEVEM processá-los, pois se não respeitam o espirito certamente respeitarão o material, nesse caso bastante dinheiro de indenização por danos morais.

  448. Wesley

    -

    22/01/2014 às 9:58

    Nos EUA, não falam nada nos jornais, pois quem paga a conta são os muçulmanos.

  449. PT apavorado com o #naovaitercopa.

    -

    22/01/2014 às 9:54

    Acostumado a lançar lixo na internet, plantando dossiês, listas e acusações apócrifas inclusive nos perfis institucionais do partido, o PT não sabe o que fazer com o movimento #naovaitercopa que surgiu nas redes sociais.

    Para o próximo sábado estão previstos 36 protestos contra a Copa em todos os Estados do País e no Distrito Federal. Mais de 20 mil pessoas confirmaram participação no ato de São Paulo marcado para 17h, no vão livre do Masp. As convocações estão sendo feitas pelo facebook.
    O PT também tem atuado para evitar um desgaste da presidente às vésperas da eleição. No dia 12 o partido lançou a hashtag #vaitercopa. A iniciativa, no entanto, foi abandonada. Agora a ideia é adotar o slogan #CopadasCopas, lançado pela própria Dilma no Twitter e baseado no discurso da presidente na cerimônia de sorteio dos grupos do torneio, em dezembro.

    “Não vamos dialogar com este movimento #naovaitercopa . Não tem sentido”, disse o secretário de Comunicação do PT, José Américo. Segundo ele, o partido vai usar as redes sociais para desmentir boatos contra o governo espalhados na rede e divulgar fatos positivos. (Com informações do Estadão) – blog do Coronel
    Agora, digo eu: já pensaram o pavor do PT e da Globo se o Brasil for eliminado já na primeira fase da Copa?
    Aí o povo vai acordar e pensar o quanto foi gasto para fazer a Copa em detrimento do investimento na saúde da população brasileira, em Hospitais… E nos adendos de contratos que favorecem a corrupção, mormente aos fanáticos por Mensalões! (Erenice)

  450. henrique

    -

    22/01/2014 às 9:54

    para os que “cobravam” humor com muçulmanos, vale assistir o vídeo do grupo antes de postar comentários…
    http://www.youtube.com/watch?v=W0NosW_DgkM

  451. Luiz

    -

    22/01/2014 às 9:54

    Brilhante!!!

  452. mairalur

    -

    22/01/2014 às 9:54

    Acho que faço muito bem: nem sei quem são tais fulanos. Já nem a TV por assinatura estou assistindo mais. TV aberta, então…

  453. Leonardo Diniz

    -

    22/01/2014 às 9:53

    Excelente texto, Reinaldo. Entretanto, gostaria de comentar 2 pontos:
    1. Acredito que a Suprema Corte americana tenha errado em considerar apenas a liberdade de expressão. Até esse ponto concordo. Por mais repugnante que sejam as ideias é um direito expressa-las. Outra coisa é ir a um funeral para agravar o sofrimento de amigos e familiares num momento de dor.
    2. Quanto a esse tal porta dos fundos, acho que são humoristas muito ruins que precisam apelar para esse tipo de expediente e conseguir repercussão. A resposta deve ser pelo desprezo à imensa mediocridade do seu trabalho.

  454. Fred Lopes

    -

    22/01/2014 às 9:51

    porta dos fundos? hehehe é um lixo. Só vi um vídeo, até hoje. o travesti que parava do lado do carro, mas o dono do carro era conhecido do travesti.
    .
    Achei aquilo tão sem graça que nunca mais vi esse canal.

  455. Carlos

    -

    22/01/2014 às 9:50

    Lembro de dois trecho do filme “the people x Larry flint” ,em um dos julgamentos , nos argumentos finais, O advogado Alan Isaccman (Edward Norton) fala algo como “Não estou aqui para convence-los a gostar do que Larry Flint faz, eu não gosto do que ele faz, Mas eu gosto de viver em um país em que eu tenho o direito de tomar essa decisão por mim mesmo…”
    Outro trecho fabuloso, quando o advogado esta na suprema corte mostrando um cartoon de séculos passados, o juiz pergunta se não há meio termo entre insinuar que o presidente é um imbecil e dizer que um pastor faz sexo com sua mãe.Vejam a resposta: “Não Ministro Scalia, eu tenho que dizer que não existe diferença entre eles. Porque claramente isso é uma questão de gosto, não de leis. E como o senhor mesmo disse ” É inútil discutir sobre gosto.E ainda mais inútil litigar sobre o assunto”.Já foi determinado que é uma questão de gosto e não de leis”.
    Meu ponto é que se pudermos processar alguém porque não gostamos do que ele diz não será possível termos liberdade de expressão. E quando um pastor ameaça inundar o grupo com processos de zilhões de fiéis ele está fazendo chantagem.

  456. celio

    -

    22/01/2014 às 9:49

    Atenção povo Cristão deste País vamos nos mobilizar e fazer um boicota a este porta dos fundos,justiça neles.

  457. theo

    -

    22/01/2014 às 9:48

    Eu também deixei de ver o Porta dos Fundos. Uma boa ideia seria boicotar os produtos que eles anunciam.

  458. daniel

    -

    22/01/2014 às 9:48

    Deveriam fazer humor sem ofender o próximo. Quando ofendemos, deixa de ser humor e passa a ser agressão e aí não tem graça nenhuma.
    Atualmente, vivemos no tempo dos:”cabeça quente e pavio curto”. Dependendo de quem é ofendido a chance do agressor sofrer uma represália física é enorme.
    Finalizando, há humoristas que criticam atos errados dos governos. Há humoristas que fazem graça inocentes, como criança e lá no fim da fila, há “humoristas” como do site Porta dos fundos.

  459. ctm

    -

    22/01/2014 às 9:47

    Entendo que cada artigo seu tem centenas de comentários.mais seria bom ver sua opinião em relação aos comentários

  460. Reinaldo - RJ

    -

    22/01/2014 às 9:46

    Porta dos Fundos já era. Foi pra Caixa e acabou no caixão. RIP

  461. Marilena Chun Li

    -

    22/01/2014 às 9:44

    Acho que faz parte de nossa índole bananeira tirar sarro de quem gostamos e de quem temos intimidade como forma de demonstrar apreço. Não faria sentido que Porta dos Fundos tirassem onda com a religião muçulmana pq não há esse tipo de proximidade aqui no Brasil e a piada obrigatoriamente seria apenas sem graça e ofensiva. Acho que tentar “privatizar” Jesus e espalhar revolta entre os fieis como fez o Feliciano por conta de um vídeo de humor só faz com que a religiosidade seja vista como refratária a juventude e a liberdade de expressão.

  462. Leo Salem

    -

    22/01/2014 às 9:42

    Os cristãos tem direito de processar quem quiserem, livre arbítrio e democracia.
    É tão somente incoerente se dizer seguidor de Jesus Cristo, que proclamou que todos deveriam dar a outra face quando ofendidos, e recorrer-se a ações judiciais; é vingança, nada mais.
    Não litigar deveria ser um preceito cristão, mas o voto de pobreza também…ou basta dizer que crê?

  463. Eduardo FMP

    -

    22/01/2014 às 9:42

    Excelente texto. Compartilho muito das suas opiniões, às vezes até mesmo sem notar. É interessantíssimo.

  464. Michell

    -

    22/01/2014 às 9:40

    Bom, pelo visto o texto rendeu mais comentários que o que se vê normalmente por aqui. Eu quase nunca comento e quase sempre aplaudo seus posts, “Tio Rei”. Porém, nesse eu tenho que manifestar o meu pensamento: na tentativa de não tomar partido de ninguém, o texto acabou, com todo o respeito, ficando morno. Mas acho que o mais proveitoso de tudo é: se não gostou – ou não gosta! – troca de canal. É claro que o direito de levar seus pleitos a justiça faz parte do estado democrático de direito, garantido constitucionalmente. Mas daí a querer imputar aos integrantes supostas práticas criminosas/delituosas, é demais. Não coaduna com uma democracia.

    Duvivier errou feio em seus comentários; tentou atacar a igreja e seus representantes. Politizou o assunto. De outra sorte, Porchat, por sua entrevista, não deve ser levado tão a sério assim. Não é exatamente uma linha de pensamento, tendo em vista que o “porta” já fez sim vídeos sobre islamismo.

    E o que de mais importante se extrai do texto é: como é louvável – e funcional! – a democracia norte-americana! Se em um caso como o citado, que são atitudes asquerosas e repulsivas, a Supre Corte entendeu que há de ser obedecida a liberdade de expressão, conferindo o direito a esses lunáticos de continuarem a fazer o que faziam (ou fazem, não sei!), como condenar esquetes de humor? Por mais que tenham um viés às vezes politizado, o princípio dos vídeos do “porta” são, sim, de humor.

    Sou católico, mas acho que o porta dos fundos não adentrou (pelo menos até hoje) searas jurídicas de natureza criminal ou cível. Alguns vídeos seus são apenas sem graça. Um pouco ácido, às vezes. Basta não assistir. A queda de qualquer artista é a falta de público.

  465. Marcelo Abdul

    -

    22/01/2014 às 9:37

    Acho que o senhor Feliciano está usando muito bem os “15 minutos de fama” que ganhou ao ganhar a presidência dos direitos humanos no ano passado. Com certeza ganhará a eleição com o dobro de votos de 2010. Virou o “representante da fé” e agora usa a sua bandeira para processar humoristas. Sinceramente como deputado ele tem coisas muito melhores para fazer pelo Brasil. Feliciano é um embuste religioso.

  466. Burduna nelles !!!

    -

    22/01/2014 às 9:34

    Excelente texto.
    Os ditos humoristas são covardes devido sua natureza chistosa e não aguentariam um confronto direto com aqueles que os cortaria a garganta na frente de uma camera de video como já tem acontecido seja em Pedrinhas ou nas terra do bom Allah…

  467. André C. Lyra

    -

    22/01/2014 às 9:34

    Se o líderes cristão, em todo brasil, partisse para ataque na justiça, tenho certeza que eles nos respeitaríamos mais.

  468. Adu ElShari

    -

    22/01/2014 às 9:32

    A covardia do ocidente vai levá-lo a destruição, imposta pelo próprio ocidente!!! A esquerdização acelerada das ideias ocidentais é o que move o medo!

  469. Celso Daniel

    -

    22/01/2014 às 9:32

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  470. MariaC

    -

    22/01/2014 às 9:31

    Coerência cristalina!

  471. zefelix

    -

    22/01/2014 às 9:31

    Engraçado…também me interessava pelos videos (do porta dos fundos) e me divertia bastante. De repente, comecei a achar pouco interessantes e passei a não acessar mais. Não tinha percebido até então o porque. Sim, também sou católico.

  472. Jessica

    -

    22/01/2014 às 9:30

    Gostaria de parabenizá-lo pela excelente análise sobre liberdade de expressão e religiosa. No ordenamento jurídico, nenhum direito é absoluto, assim, devemos nos atentar pela razoabilidade e respeitar o direito alheio. Penso também que o “humorismo” a qualquer custo torna-se extremamente sem graça e antiquado.

  473. karamazov

    -

    22/01/2014 às 9:30

    Concordo com o Reinaldo. A única censura aceitável à qualquer tipo de manifestação artística, politica, ideológica, religiosa, etc., é aquela que traz como consequência a perda do interesse pessoal ou coletivo
    pela mensagem ou pelo “trabalho” de seus autores, levando-os ao ostracismo e à saída de cena, dando lugar à outros
    mais qualificados. É inaceitável em países democráticos e para pessoas dotadas do livre arbítrio que se faça qualquer restrição à livre manifestação, mesmo daquelas que ofendam convicções de minorias ou até mesmo de maiorias. Para reparar possíveis danos pessoais ou coletivos já existe legislação pertinente que garante o amplo direito de petição e de defesa. Ninguem deve ser refém da censura prévia à qualquer tema mas somente aos limites de sua própria consciência. O ser humano, segundo dizem, seria dotado de uma “inteligência superior” capaz de, por si só, protege-lo de ações deletérias de seus “semelhantes”, principalmente daqueles que se destacam pela sua notória mediocridade.

  474. Valéria

    -

    22/01/2014 às 9:27

    Excelente Rei,
    São esquerdistas superficiais, podem atém ter esboçado uma certa inteligência humorística, mas provam que são ignorantes, precisam estudar os idiotas-inúteis. Não se dão conta dos próprios problemas que tem.
    Eu nunca tinha ouvido falar nesse grupelho tenho bastante restrição à comédia. Nunca os assisti, não há tempo para se perder com esse tipo de alegoria diabólica hoje em dia.
    O Brasileiro não é um povo sério e sofrerá as consequências de suas micagens. Já estamos sofrendo.
    Primeiro precisam estudar a maravilha que é a história e a moral Cristã em profundidade. Depois quem sabe com a graça de Deus experimentem a Fé, e se convertam, então não haverá mais esse tipo de escárnio que só vem para destruir. Só isso.
    Mas que é bom essa atitude do Feliciano é, quem sabe eles aprendem o quanto arde a pimenta nos olhos, e que não é bom para ninguém.
    Parabéns pelo texto.

  475. mario silva

    -

    22/01/2014 às 9:26

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  476. Gilson Herculino

    -

    22/01/2014 às 9:26

    Bravo,bravo. Parabéns Reinaldo.Excelente artigo.Essa turma pensa que a democracia´só serve para eles.Direito a liberdade,a vida,a opinião.São exclusividade deles.

  477. Augusto

    -

    22/01/2014 às 9:26

    “E o direito dos brancos? E dos homens? E dos cristãos?”
    É com esse pensamento simplista e até ignorante que somos brindados por essa nova onda de cristãos “pensadores”, que acreditam que é errada a “onda do politicamente correto” e esquecem que também podem ser as vítimas do mesmo tipo de humor.
    Enquanto os humoristas falavam de negros, judeus e minorias em geral (vide Danilo Gentili) estava ótimo, tocou no cristianismo tem gente virando fera.

  478. O Comentarista

    -

    22/01/2014 às 9:25

    O primeiro holocausto parece que não serviu para nada.
    Eles não apenderam nada.
    O que querem eles?
    Caminhar para um segundo holocausto global?
    braziú, UM PAÍS DE TODOS. TERRORISTAS ITALIANOS. TRAFICANTES NIGERIANOS, BOLIVIANOS E COLOMBIANOS. E DE TODOS OS QUE ENTRAM PELA PORTA DOS FUNDOS!

  479. Anonimo

    -

    22/01/2014 às 9:23

    Olá Reinaldo,
    Seu texto é impecável como sempre, mas você não precisa de mim para te elogiar, por isso vou implicar com dois pontos do seu texto.
    Primeiro, diz você sobre o Monty Python: “Não há ali — como em tudo o mais que o grupo fez — uma só canelada, uma só grosseria, uma só generalização estúpida, e o humor vive, em parte, da generalização, daí a necessidade de cuidado”.
    No início do próprio A Vida de Bryan, aparecem os três reis magos visitando a mãe de Bryan por engano, esta que havia sido engravidada por um soldado romano e de virgem não tinha nada. Você ignora a sutileza nem tão sutil que a analogia feita era ao Cristo histórico, e sobre Maria que supostamente havia sido ela engravidada por um soldado romano e José, bem mais velho, lhe propôs casamento para que não fosse apedrejada até a morte? Não sei você, mas garanto que muita gente ficou e ficaria ofendida com aquela passagem ainda hoje.
    Segundo, novamente você fala como a “brilhante” Suprema Corte Americana considerou legítimo o direito da Westboro Baptist Church se manifestar, pois estaria abrigada pela primeira emenda e a liberdade de expressão. Hummm…
    Caso uma organização qualquer se manifestasse da mesmíssima forma, com cartazes agradecendo as mortes e as atribuindo ao fato do Exército aceitar soldados negros e a América ser tolerante com os negros, você acha que a Corte também seria tão tolerante? Tais organizações sequer podem existir nos Estados Unidos que dirá se manifestar abertamente.
    Poderia te cobrar uma resposta sobre esses dois pontos, mas nem vou. Democracia é o sistema que convive e remedia as divergências. Eu tenho que tolerar suas imbecilidades e você as minhas, e se algum de nós se sentir lesado que recorra a justiça. Até agora não inventaram nada melhor.
    Abraços.

  480. Sergio Hora

    -

    22/01/2014 às 9:22

    Uma aula de democracia.
    Uma aula de civilização.
    Parabéns.

  481. Sandra

    -

    22/01/2014 às 9:20

    Eu vi o tal vídeo e um outro e parei, não por repulsa, mas pela absoluta falta de graça.
    Não adianta. Quem nasceu para Porta dos Fundos não chega ao humor fino e inteligente de Monthy Python.

  482. Luiz Augusto

    -

    22/01/2014 às 9:19

    Parabéns pelo texto. Ou os corajosos que atacam os cristãos fazem piada com tudo e todas as religiões ou então aprendem a ter noção do (próprio) ridículo. Falta um pouco mais de estudo a esta turma, chutar “cachorro morto” é fácil. E, numa democracia, há justiça para os ofendidos.

  483. CW

    -

    22/01/2014 às 9:19

    Qual estado comunista foi ou é laico? É ateísmo de estado! O laicismo só é obrigatorio até a revolução! Esse laicismo da esquerda faz parte da dialética marxista!

  484. j.f.bergamaschi

    -

    22/01/2014 às 9:18

    Parabéns, mais uma vez, Reinaldo. Lógica e coerência impecáveis.

  485. Leopoldo Dogher

    -

    22/01/2014 às 9:13

    Belo texto, parabéns!

  486. Ana

    -

    22/01/2014 às 9:10

    Reinaldo:

    Que tal fazer uma artigo destes sobre $$$ O LEGADO(SIC) DA COPA DO MUNDO NO BRASIL $$$?? Sabedores desde 2007 (LÁ SE VÃO 7 ANOS E NADA ESTÁ PRONTO??), onde o irresponsável do sr. lula disse e afirmou ao vivo para o mundo inteiro: NESTA COPA NO BRASIL, NÃO SERÁ GASTO 1 CENTAVO DE DINHEIRO PÚBLICO?? Lá já se vão mais de 30 BILHÕES DE DE DE DE DINHEIRO PÚBLICO e: AEROPORTOS FICARÃO PRONTO DEPOIS DA COPA, SE FICAREM; AS OBRAS DE MOBILIDADE URBANA VÃO PARA AS CALENDAS GREGAS; NÃO SABEM O QUE FAZER COM OS ELEFANTES BRANCOS DEPOIS DA COPA(MANAUS, RN, PANTANAL E BRASÍLIA, CUSTOS DE 500 MIL MENSAIS); e lula fazendo campanha politiqueira para presidência da CBF? Mas que País é este meu caro? E ainda tem OLIM=PIADA(MAIS 7 BILHÕES DE DINHEIRO PÚBLICO)? E, a dona FIFA(SIC), ainda leva 4 BILHÕES DE LAMBUJA?

  487. estevao dom

    -

    22/01/2014 às 9:09

    Há uns 25 anos atrás,(creio eu)aquela cantora Sinead o Conor,em uma apresentaçao de gala,rasgou a foto do Papa.Quis fazer seu protesto,contra a igreja católica.Levou uma tremenda vaia,e nunca mais se levantou..Foi a derrocada da cantora..
    Também aquele humorista Sacha Baron Cohen,ia muito bem,quando resolver esculhambar com a igreja católica,em seu ultimo filme…ele sumiu.
    Acho que fazer essa esculhambaçao com a igreja católica,está sendo cada vez mais aceito no Brasil,pois aqui,tudo que é vulgar indecente,e de mau gosto prospera,pois confundimos isso como se fosse modernidade,e quem nao gosta é considerado careta direitista!!

  488. Leonardo

    -

    22/01/2014 às 9:07

    Caríssimo Reinaldo,
    Primeiramente, parabéns pelo texto. Gostaria, todavia, de comentar alguns pontos. Sob o aspecto jurídico, não há a menor possibilidade de pleitos judiciais como os descritos no texto prosperarem em última instância (pelo menos considerando o teor dos vídeos e a atual jurisprudência do STF sobre liberdade expressão). Particularmente, acho poucos vídeos do “Porta dos Fundos” realmente engraçados. Mas acho que eles têm o direito, por exemplo, de fazer piada sobre a virgindade de Maria assim como fazemos piadas sobre o que julgamos ser nonsense em outras religiões (por exemplo, o planeta Kolob na crença mórmon, etc.; o nonsense depende do ponto de vista…). Por último, como você mesmo observou, ao demonstrar receio de fazer piadas com a religião islâmica, o pessoal do Porta está, de certa forma, fazendo um favor para os cristãos, atestando que as práticas deles são superiores às práticas islâmicas (para ilustrar o ponto, um texto realmente engraçado sobre o assunto: http://www.youtube.com/watch?v=p9i7fRy26V4). Um forte abraço!

  489. Carlos

    -

    22/01/2014 às 9:05

    Quando Rafinha Bastos fez aquela piada sobre aquela cantora que estava grávida, achei de uma pobreza criativa enorme e falta de consideração com uma mulher que poderia ser muito linda, mas que naquele momento certamente estava sendo despertada por sentimentos maternais. Nunca mais assisti nada dele. Simples assim.

  490. Leonardo Girundi

    -

    22/01/2014 às 9:04

    Parabens pelo post. Elucidativo, claro, equilibrado e que demonstra um lado triste da humanidade. Temos perdido o respeito ao proximo levantando bandeiras de liberdade.

  491. Rod

    -

    22/01/2014 às 8:59

    Bando de babacas!!!
    São muito valentes , quero ver sacanear Maomé.

  492. Henrique

    -

    22/01/2014 às 8:58

    Quando o humorista apela para o cristianismo já é sinal de falta de criatividade, de esgotamento de fórmula. Lamentável, sob todos os aspectos. O que se pretende “engraçado” é, no fundo, triste. Isso, triste mesmo.

  493. Aldo Gonçalves

    -

    22/01/2014 às 8:57

    Caras que de inicio achei bons, mas na verdade são bobões sem assunto, e que acham que por esse caminho iriam conseguir audiência. O Reinaldo, como sempre, fabuloso.

  494. Angèlìka

    -

    22/01/2014 às 8:57

    Respeito é bom e eu gosto.
    Os “valores morais” ficaram de pernas pro ar.
    A raça humana está em decadência, involuindo na contramão da evolução tecnológica.
    Se o RHM (Recurso Humano Moral) se extinguir, todo o resto será em vão.
    Ou há limites, ou não há limites. O conceito salvador que ensina: Meus direitos terminam onde começam os teus, foi esquecido por uns e abolido por outros, conforme seus interesses “interesseiros e egoísticos”.
    A bestialidade tornou-se a simbologia do homem moderno.
    Isso não está dando certo.
    Deve ser esta, a entrada do Apocalipse.

  495. Eduardo Galvão

    -

    22/01/2014 às 8:56

    Excelente. Como sempre.

  496. Antonio

    -

    22/01/2014 às 8:55

    Como sempre, Reinaldo, brilhante. Simples assim.

  497. Renan Martins

    -

    22/01/2014 às 8:55

    Excelente texto, Reinaldo. E precisa a comparação com o Monthy Python. Na verdade, você foi gentil, pois está claro que esse “especial” é uma tentativa (frustrada) de fazer o que os ingleses conseguiram com muito sucesso no excelente “A vida de Brian”.
    Aliás, o que sobrava de sutileza e ironia à trupe britânica infelizmente falta no “humor” de hoje, pelo menos quando o assunto é a religião.
    O Porta dos Fundos tem dois vídeos que acho excelentes, um em que uma mulher descreve seu agressor como um ser abstrato, um sentimento, um resultado de todos os males da humanidade, sendo incapaz de descrevê-lo simplesmente como humano, e outro, mais recente, em que a questão das biografias é muito bem retratada.
    Para se compreender a verdadeira piada, o receptor da mensagem precisa ter informações sobre o assunto, digerir a mensagem, refletir, e, então, rir com o que acabou de ver. Já quando o assunto é religião, o grupo, infelizmente, afunda em um mar de ignorância e obviedades.
    É como você disse. Faltou ideias melhores? Invente qualquer coisa com um cristão e pronto! Triste. E os ignorantes sempre serão os cristãos, caso tentem dizer isso.

  498. Lúcia BH

    -

    22/01/2014 às 8:48

    Perfeito, Reinaldo!
    Democracia é isso.

  499. Anónimo

    -

    22/01/2014 às 8:45

    PERFEITO REINALDO!

    Batidas sensatas (palavras) na Porta da Frente!

    AOS HUMORISTAS DO PORTA DOS FUNDOS, CONVÉM A REFLEXÃO:
    ” Existem em todo o homem, a todo o momento, duas postulações simultâneas, uma a Deus, outra a Satanás. A invocação a Deus, ou espiritualidade, é um desejo de elevar-se; aquela a Satanás, ou animalidade, é uma alegria de precipitar-se no abismo.”
    (Charles Baudelaire)

    É ISSO!

  500. emeesse

    -

    22/01/2014 às 8:43

    Caro Reinaldo,
    vale indagar do por que dessa hostilidade contra Deus? Pois, ao fim e ao cabo é isso o que acontece.
    Voltemos ao passado; nesse passado ocorreu uma tragédia, um desastre, a humanidade perdeu o seu caráter moral na sua rebelião ao Criador. Somos infelizes e insatisfeitos com tudo, nos revoltamos, e isso é apenas o resultado da nossa alienação de Deus. A ruína tomou conta da humanidade, espiritual, moral e fisicamente. A história, os jornais, a TV dão testemunho da nossa ruína moral. A zombaria contra Deus em todas as sua infinitas formas, nos mostra nossa ruína espiritual, enquanto a doença, a velhice e a morte dão um triste testemunho da nossa ruína física. Somos todos por natureza ímpios e pela ação injustos.
    Para fugir dessa corrupção é imperioso que busquemos o favor de Deus na pessoa de Seu Filho Jesus Cristo, o Salvador. Mas, fazê-lo é atrair sobre si a hostilidade do mundo e incorrer na infelicidade que irá seguir-se.
    “O mundo jaz no Maligno.”( 1 Carta de João, cap.5, verso 19 )

  501. Rufiao

    -

    22/01/2014 às 8:41

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  502. Juliano C.

    -

    22/01/2014 às 8:39

    Me sinto mais feliz por saber que parei de assisti-los após o mesmo vídeo que você. Estou no caminho certo…

  503. Bruno Rivolta

    -

    22/01/2014 às 8:37

    Antes de mais nada gostaria de dizer que acompanho seu blog e concordo c/ quase tudo o que vc escreve, menos quando vc ataca as liberdades individuais.
    Reinaldo, suas idéias são tão bem fundadas, articuladas e racionais, pq não usar a mesma racionalidade em relação à liberdade?

  504. Flavio

    -

    22/01/2014 às 8:37

    Reinaldo, só ao final você esclareceu definitivamente a sua posição, que, ao longo do texto, parecia caminhar para outro lado. Não sei…, tirando as críticas à covardia dos humoristas, com as quais estou inteiramente de acordo, fico com a impressão de que você mistura situações muito diferentes. O contexto do humor, como humor!, precisa ser levado em conta. Não é a mesma coisa de um movimento político que, suponhamos, defenda aberta ou veladamente a perseguição. Eu assisto aos vídeos do Porta dos Fundos sem colocar em primeiro plano a mensagem literal – como, por outro lado, teria de fazer caso se tratasse de um programa político-partidário. São várias coisas que estão em jogo ali, de tal modo que nem sempre o que parece ser o primeiro plano o é de fato. A recepção e a interpretação do humor, portanto, devem fazer as contas com essa pluralidade. Acho que é possível – e mais até: acho necessário, fundamental! – fazer graça com TUDO. Se todos conseguíssemos, em alguns momentos!, rir de nós mesmos, inclusive de nossas crenças, quaisquer que sejam elas, isso seria um exercício saudável de crítica e auto-análise do qual poderíamos sair mais fortalecidos. O medo do riso não é bom companheiro.
    E se no Islã nada disso é possível, ora, trata-se apenas de mais uma razão para afirmar a SUPERIORIDADE da civilização ocidental. Essa possibilidade nos é dada pelo “recolhimento” da religião à vida privada e não me parece, talvez você não concorde, que isso seja a decorrência de uma qualidade intrínseca (pacifismo) do cristianismo. Entendo-a mais como uma conquista da civilização nas vicissitudes de sua história.
    Não acho que fazer graça seja desrespeitoso e não tomo o humor pelas declarações dos humoristas fora daquele contexto. Assim, nota 10 para você quanto às críticas ao texto ruim, desnecessário e intelectualmente vulgar do Gregório. Mas esse texto não me serve de baliza para “interpretar” o humor que ele faz, com sucesso variável, é claro, nos vídeos do Porta dos Fundos.
    Um forte abraço de um leitor fiel e grande admirador.

  505. Chunda

    -

    22/01/2014 às 8:36

    Texto bem escrito, concordo com quase tudo que é dito, mas não perderia tanto tempo.
    A representação de Feliciano interessa a ambas as partes. Ao deputado que gosta de holofotes e ao porta dos fundos que ganha com a divulgação. Eu, por exemplo, só soube da existência do “especial de Natal” por que li uma notícia sobre a tal representação. O pior é que, confesso, achei engraçado (acho sem graça a maioria dos vídeos do referido grupo).
    Enfim, o pedido de indenização é balela, não vai dar em nada e o deputado sempre soube disso. Mas já cumpriu a finalidade pretendida.

  506. Carlos Gil

    -

    22/01/2014 às 8:35

    Nós Cristãos deveríamos contratar um banca de advogados para processar incessantemente todos que agredissem os nossos valores.Nós sabemos que as ideologias esquerdistas odeiam o Cristianismo,e, este é o motivo do Porta dos Fundos fazer humor com os símbolos Cristãos.É só odeio e mas nada…

  507. Paulo Lincoln

    -

    22/01/2014 às 8:34

    Tio Rei:

    Este seu texto é a essência da inteligência. FICO FELIZ POR EXISTIR BRASILEIROS COMO VOCÊ. Digo mais: Que Deus o abençoe, apesar de me ver como um agnóstico mas, caso Deus exista mesmo – quem sabe?, já estou fazendo aminha parte com relação ao fantástico pensador que você é. Continue a nos brindar com suas preciosidades. Não esmoreça jamais.

  508. Regina

    -

    22/01/2014 às 8:34

    Li o longo texto do Reinaldo. Ainda bem que a doença de Lula (ler dá preguiça), não me contagiou. Muito bem colocado na minha opinião, e como ele não apelo para a censura pública, e sim a minha. Assim faço com o Big brother que não assisto, com as novelas , e a maioria dos programas da TV aberta. Na internet é mais fácil ainda, pois não invade minha casa. O mesmo fiz com o Porta dos fundos…deixei de acessar por ter deixado de achar graça. Simples assim.
    Parabéns Reinaldo, mais uma vez você mostrou coragem e dignidade.

  509. Gabriel Valença

    -

    22/01/2014 às 8:32

    Falou tudo! Belo texto! Sou cristão evangélico e não perco com esse “humor de qualidade” do Porta dos Fundos. Se quiserem fazer piadas burras e grotescas, que façam! São, como você bem falou, escravos do próprio preconceito!

  510. ctm

    -

    22/01/2014 às 8:30

    Se o vídeo fosse feito em outra época do ano, não ia incomodar tanto , passaria como humor . apesar de ser um vídeo de internet ,que pode ser visto a qualquer momento,vídeo foi divulgado na véspera de natal , isso foi feito para atacar os religiosos e não para fazer uma brincadeira ingenua com crença dos cristãos. eles não querem fazer humor ,a intenção deles é uma militância contra a religião de forma engraçada , muitos humorista são contra eles . porque sabem que eles usam o humor para uma causa

  511. Airton

    -

    22/01/2014 às 8:27

    Parabéns. Belíssimo texto.
    Respeite, para ser respeitado. Abuso deve ser punido. Pense antes de fazer ou falar. A sociedade justa, livre e democrática, é a que nos da felicidade e amor a vida.

  512. Alberto Cirilo

    -

    22/01/2014 às 8:23

    Texto simplesmente perfeito, Reinaldo. Parabéns pela sua capacidade de argumentar e escrever de forma tão clara e precisa.

  513. Andrade

    -

    22/01/2014 às 8:22

    Perfeito, absolutamente perfeito, obrigado.

  514. Jailson Martins

    -

    22/01/2014 às 8:21

    Como sempre perfeito nas suas observações.

  515. HELENA

    -

    22/01/2014 às 8:20

    Mandou bem Reinaldo!

  516. Ivy

    -

    22/01/2014 às 8:20

    Há muito o tal porta dos fundos “perdeu a mão”.De extremo mau gosto a insistente militância contra os crentes em Deus.Não vejo mais.

  517. RONALDE

    -

    22/01/2014 às 8:18

    … Não existe mais humor no Brasil, nem na TV, nem em qualquer outro meio de comunicação.

  518. Apedeuta da Çilva

    -

    22/01/2014 às 8:17

    Humorismo é arte; sarcasmo, zombaria, é outra coisa. O mundo não tem melhorado em nada, sob o aspecto moral, com os ataques desferidos contra valores religiosos, sejam estes quais forem. Não estou para pieguices, porém, querem ver esses ‘sarcáticos’ enfiar o rabo entre as pernas? É só algum deles ser acometido de um câncer e o médico lhe dizer que resta apenas um mês de vida. He he he he! Será uma estridente ladainha nos ouvidos da mamãe, da família, dos vizinhos, por um “que Deus me ajude”, ou um “que Deus me perdoe”, ou ainda “que Deus me tire dessa que eu prometo isso, prometo aquilo…, etc., etc.” Humorismo é aquilo que praticava, com inigualável versatilidade e desenvoltura, Chico Anysio, um doutrinador do riso, da crítica inteligente e pedagógica. Nunca mais, que saudades.

  519. a dilson cg

    -

    22/01/2014 às 8:17

    Tá no Livro . O joio só será arrancado na colheita. Por mim os palhaços profissionais querem fazer apologia do estupro, debochar das religiões dos outros vivam e morram segundo suas convicções e continuem depois da morte. Na Internet tenho visto cada barbaridade até atriz teen estuprando cachorro . Já imaginou se o cão pega hpv?

  520. Gilvana Coleman

    -

    22/01/2014 às 8:17

    Reinaldo, você disse tudo. É fácil atacar uma religiao pacífica. Difícil é ter opiniao séria e isenta sobre a religiao mulcumana por pura covardia.

  521. Daise

    -

    22/01/2014 às 8:15

    Acertou na mosca, só para não variar. Eu tinha percebido isto e tbém não vejo mais o Porta dos Fundos, assim como não ouço mais a Madona, que é mestre na arte de chutar e/ou deitar na cruz,sempre que vai caindo no esquecimento. Como este grupo passou a ter patrocínio de uma certa estatal, não pode mais criticar a política brasileira e o que resta? Claro, o cristianismo!

  522. RONALDE

    -

    22/01/2014 às 8:15

    discordo de tudo e de todos, inclusive do Reinaldo. É evidente que o gripo Porta dos Fundos não é religioso, assim como milhares de outras pessoas. Creio que liberdade de expressão não deva ser relativa, cada um se expressa como quer e como pode, arcando com as devidas consequências. No caso do Porta dos Fundos as consequências poderão ser de maneira a perder audiência dos religiosos, patrocínio de empresas que não desejam ver seus produtos expostos pelo Grupo, problemas comerciais enfim. Agora, querer que haja ingerência da justiça, ou outro meio qualquer de censura, é ir de encontro ao que se prega neste blog.

  523. Thaisa

    -

    22/01/2014 às 8:13

    Excelente texto, Reinaldo!

  524. Eduardo Esteves

    -

    22/01/2014 às 8:11

    Reinaldo, um texto perfeito. Também achei que passaram do limite e ficou mesmo sem graça.Não precisava. Eu ainda assisto alguns videos, alguns são engraçados e outros (como este especial de natal) sem graça nenhuma. Não sei qual é a dependência da grana pública dessa turma (muitos integrantes estão no cinema com verbas da lei de incentivo a “cultura”), mas acho que apesar de fazerem piadas também com integrantes do governo, sempre me parece que pegam bem mais leve com essa petralhada, que convenhamos, seria um prato de cheio para milhares de piadas de humor negro.

  525. Roberto Martins

    -

    22/01/2014 às 8:11

    Os evangélicos esculhambam a fé dos umbandistas e os próprios, a fé dos espíritas e os próprios, os santos dos católicos e os próprios e também a falta de fé dos ateus e os próprios ateus. E o fazem com ódio, com desprezo e com a empáfia de quem se considera “o povo escolhido”. Isso, dentro de um juízo de valor de fácil compreensão, é um ataque maior à liberdade de religião do que uma peça rápida de humor. Jesus perdoaria o bom humor e condenaria ódio, tenho certeza.

  526. gustavo

    -

    22/01/2014 às 8:11

    “Liberdade é principalmente a liberdade de quem discorda de nós.” Rosa Luxemburg, que não poderia ser acusada de reacionarismo.

  527. Antonio Dávila Jr

    -

    22/01/2014 às 8:06

    Magnífico!

  528. Luiz

    -

    22/01/2014 às 8:06

    Obrigado Reinaldo! para mim foi uma grande aula. Obrigado.

  529. janusbiffrons

    -

    22/01/2014 às 8:05

    Caro Reinaldo.
    Vamos combinar com os caras do “rolê” que façam uma campanha pela “LIBERAÇÃO DO PORTE DE ARMA JÁ’, quem sabe ficaremos vivos para esse ano votar bem.

  530. affonso

    -

    22/01/2014 às 8:05

    Como achar graça naquilo que nos ofende?Se ofendêssemos a esposa-ou qualquer familiar- desse humorista fazendo uma charge extremamente ofensiva,será que ele teria coragem de rir?

  531. Renan

    -

    22/01/2014 às 8:05

    “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador”. Jo 10:1
    Não é que o PORTA DOS FUNDOS do Gregorio Duvivier faz lembrar pelo nome que adotaram?
    O outro aliado das ideologias niilistas anti cristãs “Porteiro dos fundos”, Fabio Porchat, companheiro do Gregorio, perguntado porque não faz humor com Alá ou Maomé disse:
    Eu, por exemplo, não faço piada com Alá e Maomé, porque não quero morrer!
    Não quero que explodam a minha casa só por isso (risos)…
    Mesmo sem pilheriarem com Alá ou Maomé, vejam o que diz o Alcorão:
    “Uma vez expirados os meses sagrados, matai os idólatras onde quer que os encontreis, e apanhai-os e tornai-os prisioneiros, e ficai a sua espreita; mas, se eles se convertem, se observam a oração, se concedem a esmola, então deixai-lhes livre o caminho, pois Deus é indulgente e misericordioso.(Sura 9:5).
    Infiel é qualquer pessoa que não confessa os dois credos do Islã, ficando automaticamente condenado á morte:
    1 – Não há outro Deus além de Alá;
    2 – Maomé é o mensageiro de Alá.
    Aí está a radical diferença: enquanto Jesus é o Senhor Deus de amor, Alá é um deus pagão, do ódio, sendo considerada uma religião satanista, e apareceu quase 4.000 anos após o judaísmo e quase 700 após o cristianismo com a vinda de Maomé ao mundo e odeiam-se entre as facções diversas, como xiitas x sunitas, com recorrentes lutas e milhões de mortos.
    Alá é o antigo deus da lua das tribos árabes, tendo como reminiscência o QUARTO CRESCENTE nas bandeiras dos países muçulmanos, no topo das mesquitas, nas ambulâncias etc.
    Os massacres de cristãos na Siria – muitas fotos de execuções ao vivo – e noutros países maometanos dão a ideia de quem são, de parecido conosco têm apenas de serem monoteístas, acreditar nos anjos, demônios e salvação eterna, mesmo assim sob completamente diferentes critérios.

  532. gente rica

    -

    22/01/2014 às 8:04

    Licença aí, Reinaldão.
    Esse negócio que o desgoverno Dilllma está investindo em Cuba em torno de R$-1.6 Bi, deixando os portos brasileiros na poeira, não é mais do que um escândalo, mais que um absurdo, mais que um grande roubo para receber o troco via caixa 2 para sua reeleição e outros mimos da campanha?!
    Oia o porto em Cuba:http://4.bp.blogspot.com/-ID6y-eMLZWI/UssFGvk8RrI/AAAAAAABby4/2N–1G1BxDI/s1600/Cuba_Porto_Mariel04.jpg
    “Nóisétroxa” ou o que…?!

  533. Enézio E. de Almeida Filho

    -

    22/01/2014 às 8:01

    Amém!

  534. Mariazinha

    -

    22/01/2014 às 7:56

    Faz tempo que deixei de ver novelas,pois percebi que era uma perda de tempo. Antes acessava o Porta dos Fundos com mais frequencia, agora o faço esporadicamente. Percebo uma queda na criatividade do pessoal do Porta dos Fundos, o que é uma pena. Nem sempre ser grotesco conduz ao riso.

  535. Ivan Ilitch

    -

    22/01/2014 às 7:54

    O Gregório Duvivier é um neoateu militante fanático. A maioria das “ideias” de piadas debochando das religiões e dos religiosos partem dele.
    .
    Ele mesmo não tem capacidade de criar um vídeo debochando de ateus militantes, cultuando Richard Dalwkins e levando o livro “Deus, um delírio” embaixo do braço.

  536. Rodrigo

    -

    22/01/2014 às 7:51

    Maravilha de texto! Vou copiar e guardar em meus arquivos de material a ser relido, apreciado e disseminado! Eu também parei de ver Porta dos Fundos depois da piada com a paciente ginecológica. Não foi só porque fiquei ofendido… achei que o PF se perdeu, procurou o caminho mais fácil: escandalizar ofendendo seguidores de uma fé. Dali para frente eu percebi que o PF ia ladeira abaixo. A verdade é a seguinte: o humor no Brasil morreu com Chico Anísio. Esse PF fez um pouco de sucesso mas resolveu trilhar a senda da agressividade gratuita aos fiéis, pobres e pouco letrados. Assim como entrou pela porta dos fundos, vai sair por ela também. E tarde!

  537. Maria Aparecida

    -

    22/01/2014 às 7:50

    Brilhante!
    Parabenizo você, Reinaldo, augurando que Jesus, o Filho de Deus Pai, o cubra com as suas bênçãos por tanta sabedoria e sensatez:
    “a igreja que não ordena mulheres é a maior cuidadora do mundo de crianças abandonadas e de mães que trabalham. Também mantém a maior rede de assistência social do mundo. E é a entidade privada que mais financia leitos hospitalares no mundo. Nesta hora, seus missionários estão lá pelos rincões da África, muitos deles protegendo comunidades da fúria de milícias muçulmanas. Em Darfur, mais de 400 mil pessoas foram assassinadas porque eram cristãs. Galileu Galilei? Robespierre matou em dois anos dezenas de vezes mais do que o Santo Ofício em quatro séculos”.

  538. Danielle

    -

    22/01/2014 às 7:50

    O problema sao os que sao capazes de tudo, nao necessariamente os incapazes. Esse pessoal que fica sentado no Leblon ou na Vila Madalena, tomando sua bock alema de trocentos contos de reis, e discursando sobre a decadencia da religiao, e sobre como um vagabundo barbudo currador da empregada, numa Londres suja e nojenta, vivendo aas custas do dinheiro de padrinhos, foi visionario em relacao aa visao do mundo de hoje, quase 200 anos depois. Eh… Depois quem acredita nos ensinamentos de um livro com milenios, lido por trilhoes de pessoas ao longo da historia, pensado, comentado, discutido ao menos em cada homilia dominical em cada paroquia em todos os cantos do mundo, aahh, esses sim sao radicais. Esses nossos preps tropicais, que ao inves de porridge cresceram aa base de banana com aveia, sao peculiares mesmo. As colunas da PUC-Rio e as escadarias da FFLCH sao seus quarteis de lavagem cerebral, e saem de la, Che Guevara no peito, Nike nos pes, Mackbook na bolsa. Aff.

  539. affonso

    -

    22/01/2014 às 7:47

    Covardia,não?;fazer humor ofensivo aos cristãos pode,aos muçulmanos,nâo?E censurar outrem pelo seu-dele- direito de acionar a justiça,o quê é isto?Chamá-lo de “reacionário” não é exibir uma índole autoritária? Achamos sem graça esse humor;por isso não rimos.Não conseguimos rir de coisas levianas.

  540. bereta

    -

    22/01/2014 às 7:47

    “ENQUANTO FOR UM BOM NEGÓCIO, MUDAR POR QUÊ?” Eis aí o começo da coisa. Negócios, negócios e negócios…… Não importa a quem denegrir, a quem injuriar, a quem desqualificar, desde que nossas burras se abarrotem de dinheiro. O dinheiro é o shampoo que lava tudo. O lucro que advém da sujeira é a mola mestra da canalha. Respeito, ponderação, tolerância? Coisa do passado, se algum dia houve isso.

  541. Emilson Nunes Costa

    -

    22/01/2014 às 7:45

    O correto não é eu dizer que você está proibido por lei de me ofender ou ofender minha religião… Mas sim dizer que você tem toda liberdade circunstancial em fazê-lo. Apenas estará sujeito a ser punido pela lei, caso o conteúdo do que me adjetivará for tipificado por ela como crime. Ou seja, dizer irrefletidamente, e de modo público, é assumir o risco de ser punido judicialmente. Risco esse que assumiu o Porta dos Fundos. Tem torcer, agora, para que, no trâmite do processo em que está sendo acusado, com base no artigo 238 do Código Penal, seja sujeito à avaliação jurídica de promotores e juízes militantes das causas progressistas, já que há sobrantes no sistema de justiça brasileiro. Se o processo for julgado por um juiz militante como aquele que negou reintegração de posse à reitoria da USP, depois que ela foi invadida a marretadas, o processo será arquivado. E eu espero que não seja, pois não quero ver criada nesse país a cultura do homem bomba como instrumento único na defesa da honra e da dignidade da fé cristã.

  542. Pedro Brasileiro

    -

    22/01/2014 às 7:39

    Reinaldo, vc. conhece a rádio Vox? É uma ilha de inteligência ano Brasil! Sou apenas um ouvinte. É um local de combate à revolução cultural gramasciana e aos petralhas! Aqui: http://radiovox.org/

  543. Mari Labbate - São Paulo

    -

    22/01/2014 às 7:39

    Amado Azevedo: de acordo com a Lei de Causa e Efeito, os irmãos que desrespeitam a unidade da Santíssima Trindade desencarnam, em terríveis circunstâncias. Não é necessário, portanto, defender Gesù Cristo. Escrevo o nome do Arcanjo-Protetor do Planeta Terra, em italiano, pois a minha ascendência espiritual é italiana, e participo de um movimento planetário de estreitamento energético com o Vaticano, e de expansão-da-consciência = processo profundo de autoconhecimento, através de Hipnose: fundamental em países formados por imigrações. Os irmãos ateus são espíritos recém-criados, que ainda não descobriram as maravilhas da Criação-Divina. Com as várias existências vão experimentando, na pele, as suas origens. Um dia, nós dois passamos por essa fase. Eu não ofendo-me! Ao contrário, conto-lhes a VERDADE… Sou muito desrespeitada, porém fico aliviada ao saber das correções que vivenciarão, porque participo do julgamento, junto com os Anjos de Guarda = Guias Espirituais = Espíritos Santos = Mentores de Luz Universais. Somente acompanho. Felicidade não sinto, ao observar o sofrimento dos rebeldes irmãos. Mas sinto-me purificada, no final do processo. DEUS É PERFEITO!

  544. Artur

    -

    22/01/2014 às 7:36

    Mais um texto brilhante. Parabéns!!

  545. José Dalton

    -

    22/01/2014 às 7:32

    o que há de errado nisso ou de antidemocrático? Nada! Feliciano, os católicos e os cristãos em geral têm o direito, inclusive, de propor um boicote ao site e às marcas que o patrocinam. Se ações assim funcionam, não tenho a menor ideia. Práticas dessa natureza, diga-se, foram inauguradas pelas esquerdas.

    Caros amigos, compartilhem:

    http://lucianoayan.files.wordpress.com/2014/01/7vsc.jpg
    http://lucianoayan.files.wordpress.com/2014/01/pmh1.jpg
    http://lucianoayan.files.wordpress.com/2014/01/fbrc.jpg

  546. Clovis

    -

    22/01/2014 às 7:29

    Excelente texto tio Rei. Gostava do Porta dos Fundos, simplesmente não assisto mais. Mas, censurá-lo, nunca.

  547. ohmygod-o verdadeiro!

    -

    22/01/2014 às 7:28

    Caríssimo.
    No nordeste se diz que:-”boi sabe a cerca que rompe”.
    Significa que quem faz, seja lá o que for, já sabe de antemão a reação que vai obter.
    Dentro da liberdade de opinião, manifestação de arte, humor, teatro, cinema, televisão, quem faz o que faz, já sabe que vai dar em nada.
    Isto posto, considero uma certa covardia, fazer piadinha com quem sabe que não vai querer muita briga. Ao que se saiba, o Vaticano não se manifestou a respeito da piadinha dos televisivos tupiniquins.
    Resta saber se teriam coragem de fazer a mesma piadinha com Maomé…
    Sobreviveriam para repetir a piadinha com Buda?

  548. affonso

    -

    22/01/2014 às 7:24

    Censura,não.Mas que arquem com as consequências de eventuais ações de grupos religiosos em defesa de seus direitos.A democracia está aí para isso mesmo.Numa verdadeira democracia há direitos e seus correlatos deveres e/ou obrigações.Assim deve ser.

  549. Gilberto Euler

    -

    22/01/2014 às 7:16

    Coincidência…também deixei de ver o Porta dos Fundos após o vídeo em que a imagem de Jesus aparece em uma vagina…nunca mais vi nada e sequer leio matéria associada a divulgação deles. Você bem que poderia compor o STF, viu Reinaldo! Se a questão é notório saber jurídico e reputação ilibada…perfeitas as suas colocações. Um abraço.

  550. Emilson Nunes Costa

    -

    22/01/2014 às 7:16

    Sem querer ser presunçoso, acho que tenho duas participações nesse artigo. 1ª Como você, Feliciano recebeu um meu twitte onde eu peço a FIESP que peça seus filiados, como a Fiat, não patrocinarem o Porta dos fundos por aqueles vídeos, lembra?! Isso foi bem antes de o Feliciano mandar aquela carta à FIESP. 2ª Foi sobre o seu arrazoado sobre não ser a Liberdade de Expressão uma valor absoluto. Não tenho dúvidas de que esse seu texto vai repercutir e muito. Se você leu alguns twittes padrão que lhe enviei, instando a Fiat Brasil a não financiar o Porta dos Fundos, compreenderá o fato de ela ter pedido o meu e-mail. Por ele pediu meu telefone e me ligou três vezes, dizendo que esse meu pleito fora enviado a diretoria. Imagina a Fiat Brasil recebendo a mesma mensagem mais de sem vezes, apenas trocando a testemunha, sendo uma delas você. Parabéns pelo texto!

  551. affonso

    -

    22/01/2014 às 7:12

    Devemos lutar para que haja um bom relacionamento humano;por quê ferir o outro nas suas crenças? O que ganhamos com isso?Se almejamos a paz por que excitar a violência desnecessariamente?Aqueles que o fazem, não terão direito de reclamar da violência geral porque estamos passando.Somos,na verdade,ainda que infimamente,responsáveis por ela.Nunca admiti-e não acho graça-de humor ofensivo aos valores religiosos.Sejam quais forem.É possível, e tem existido,humor inteligente e gracioso,sem ferir nossos irmãos religiosos.Há limites até ao mau gosto.Há limites sim,e devemos observá-los.

  552. Vanderlei Paz

    -

    22/01/2014 às 7:07

    Não vejo esse lixos de portas dos fundos,também passei a boicota as marcas que os patrocinam, afinal me digas com quem andas que direi quem és tu! NÃO VEJO AS MESMAS ZOMBARIAS COM JUDEUS E MUÇULMANOS, não fazem contra os primeiro por saber que serão silenciados, sabem da força que os primeiros tem. Também não fazem com os segundos por saberem que podem ir fazer chacotas a sete palmos. Já contra os cristãos tudo é permitido, é valido, não pega nada, não é crime.CRISTÃO É PRECISO REAGIR FIRMEMENTE, BOICOTEM OS PRODUTOS DAS MARCAS QUE PATROCINAM OS DESRESPEITADORES DA FÉ CRISTÃ E DA CONSTITUIÇÃO. Reajam, ações pequenas se somadas surtem efeitos, basta se mover! SÓ FALTOU REINALDO CITAR A ENTIDADE CATÓLICA QUE ENTROU NO MINISTÉRIO PUBLICO CONTRA O TAL GRUPO,QUAL A RAZÃO DE NÃO TER CITADO A ENTIDADE ? TENHA VISTO QUE OUTRAS FONTES FORAM CITADAS NA MATÉRIA.

  553. Manfred

    -

    22/01/2014 às 7:04

    ReinaldoXXXXXX na cascuda!

  554. Conceição Garcia

    -

    22/01/2014 às 7:00

    Ler este texto, no inicio do dia foi muito bom. Perfeito.

  555. Carlos Steinsfield

    -

    22/01/2014 às 6:56

    Prezado Reinaldo, parabéns por este Post, no mínimo, Espetácular! – É muito fácil esculhambar quem não oferece resistência. Isto se chama, Covardia

  556. emeesse

    -

    22/01/2014 às 6:53

    Caro Reinaldo,
    não sabia da existência desse Porta dos Fundos, mas conclui que eles e muitos outros humoristas, como Chico Anysio, se utilizam da religião cristã para zombar de Deus e de Suas doutrinas.
    Se aborrecer com isso?
    Sim e não!
    Sim, pois estão zombando do Deus Salvador que morreu crucificado para nos resgatar da morte eterna. É de um mal gosto tremendo, é falta de sensibilidade e de vem de um coração corrupto e de pedra.
    Não,porque de Deus não se zomba. Tudo aquilo que uma pessoa plantar é o que ela também vai colher. Aquele que planta para satisfazer sua natureza pecadora ( e esse é o caso deles ), da sua natureza pecadora vai colher a morte eterna. ( Galatas, cap 6, versos 7 e 8 )
    Receberão o justo pagamento por seu humor, Deus pessoalmente vai pagar a gracinha que fizeram com o Filho DEle.
    Coitados!

  557. carlos alberto

    -

    22/01/2014 às 6:53

    Quando vi, na época, o tal vídeo reagi da mesma forma que você. Não me interessa mais o que essa turma faz, carrego um desprezo por todos eles e deles não falo mais.

  558. josé reis barata

    -

    22/01/2014 às 6:52

    “É fácil defender a liberdade de expressão quando as pessoas estão dizendo coisas que julgamos positivas e sensatas, mas nosso compromisso com a liberdade de expressão só é realmente posto à prova quando diante de pessoas que dizem coisas que consideramos absolutamente repulsivas”
    .
    Repulsiva ou não, liberdade de expressão enquanto se mantiver em seus lindes metafísicos de modo direto ou reflexo, é intocável.

  559. Jose

    -

    22/01/2014 às 6:51

    Pela primeira vez fui um dos primeiros a lêr sua cronica,tambem ,estou em San Francisco,com fuso de seis horas a menos é facil,he,he he.Agora o que interessa, o texto.Perfeito,bem amparado nas leis e nos exemplos.Quando cheguei a conclusão que o conteudo dos vídeos não acrescentava nada que se pudesse aproveitar,parei de assistir e pronto.Simples assim.

  560. Jose

    -

    22/01/2014 às 6:50

    Pela primeira vez fui um dos primeiros a lêr sua cronica,tambem ,estou em San Francisco com fuso de seis horas a menos é facil,he,he he.Agora o que interessa, o texto.Perfeito,bem amparado nas leis e nos exemplos.Quando cheguei a conclusão que o conteudo dos vídeos não acrescentava nada que se pudesse aproveitar,parei de assistir e pronto.Simples assim.

  561. AUGUSTO PEDROSA

    -

    22/01/2014 às 6:49

    QUE TEXTO! QUE TEXTO MARAVILHOSO! Foi PONDERADO, foi HONESTO, foi CONSTITUCIONAL, foi LIBERAL, foi DEMOCRÁTICO, foi INTELIGENTE, foi INSPIRADOR! REINALDO AZEVEDO, não sou bajulador de homens mas não me furto a um elogio. PARABÉNS! BRAVO!!

  562. josé reis barata

    -

    22/01/2014 às 6:43

    “Trata-se de um dos pilares da democracia”.Democracia!?
    .
    Qualquer análise política séria ou não sempre desemboca na tão prodigiosa democracia. Todo mundo sabe o que é. Igual a orelha de freira, todo mundo sabe que existe, mas ninguém vê. Algo como a linha do horizonte.
    Ao longo do tempo estamos gerando um mundo de mitos, hipocrisias, cinismos e inverdades. Com palavras produzimos fatos e assim edificamos um universo ao inverso.

    Em um universo caracterizado por representações, a linguagem é a principal delas, cada um tem seu próprio mundo que acredita, ou finge, que também é o do próximo.
    A contradição nisso é que a realidade não muda em função do que se pensa que ela é. A compreensão dela e portanto para interação entre os homens há necessidade da convenção de conceitos sempre surgidos de preconceitos, da ignorância.
    Politicamente a instituição que permite o estágio dito civilização, de origem na revolução francesa, é o Estado Constitucional.
    Democracia, para o Brasil, é a escrita e sintetizada logo no artigo primeiro, parágrafo único da Constituição Federal com a extensão do Título I – Dos Princípios Fundamentais. Ir além ou aquém é conversa de bar. Por mais que filosoficamente se argumente e mesmo com vigoroso raciocínio histórico e lógico, atribuir outro conceito para a expressão, é fundar um Estado particular, é apologizar a anarquia.
    “Dos Princípios Fundamentais

    Art. 1º A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:

    I – a soberania;

    II – a cidadania;

    III – a dignidade da pessoa humana;

    IV – os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;

    V – o pluralismo político.

    PARÁGRAFO ÚNICO. TODO O PODER EMANA DO POVO, QUE O EXERCE POR MEIO DE REPRESENTANTES ELEITOS OU DIRETAMENTE, NOS TERMOS DESTA CONSTITUIÇÃO.

    Art. 2º São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário.

    Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil:

    I – construir uma sociedade livre, justa e solidária;

    II – garantir o desenvolvimento nacional;

    III – erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais;

    IV – promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

    Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:

    I – independência nacional;

    II – prevalência dos direitos humanos;

    III – autodeterminação dos povos;

    IV – não-intervenção;

    V – igualdade entre os Estados;

    VI – defesa da paz;

    VII – solução pacífica dos conflitos;

    VIII – repúdio ao terrorismo e ao racismo;

    IX – cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;

    X – concessão de asilo político.

    Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.”

    Sendo assim: está deslindada a lide? Não. Aí é que ela principia. Justamente na infinidade de conceitos que se escondem por detrás da beleza filosófica, cívica, utópica e poética do “TODO O PODER EMANA DO POVO,…”. Mais precisamente sobre a pergunta que exige resposta: mas, o que é o poder que emana do povo e alguém “por representação” pega no ar e coloca no bolso?
    Embora se possa elucubrar sobre conhecimento, saber, etc. refletindo objetivamente sobre o poder material do Estado nos dias presentes é difícil fugir de que está na conjugação pelos governos da tríade: força, dinheiro e Direito. Supostamente nas mãos do povo. Sim, só supostamente. JHERING, RUDOLF von em A Evolução do Direito é preciso:
    “Quantitativamente, pois, o detentor natural da força, o povo, é sempre superior ao detentor natural, o Estado. Mas a relação é essencialmente alterada pelo fato de que a força só reside no povo em substância ao passo que no Estado está organizada.”
    .
    Na mesma linha afirma Hans Kelsen em Teoria Pura del Derecho:
    “Las manifestaciones exteriores del poder del Estado, las cárceles e las fortalezas, las horcas y las ametralhadoras, no son en si mismas más que cosas intertes. Se coviertem en instrumentos del poder estatal solo en la medida en que los individuos se sierven de ellas en el marco de um orden juridica determinado, es decir, com la idea de que deben conducirse de la manera prescrita por este orden”
    .
    M. Foucault também auxilia: “Dispomos da afirmação que o poder não se dá, não se troca nem se retoma, mas se exerce, só existe em ação, como também da afirmação que o poder não é principalmente manutenção e reprodução das relações econômicas, mas acima de tudo uma relação de força… O poder não é uma instituição e nem uma estrutura, não é uma certa potência de que alguns sejam dotados: é o nome dado a uma situação estratégica complexa numa sociedade determinada”
    .

    Marcelo Caetano alerta, com desalento, para os abusos: “É porém, muito difícil evitar os abusos, pois a experiência eterna mostra que todo homem investido no poder tende a abusar deles até que encontre limites. Ora, o poder só pode ser limitado por outro poder; para que um poder seja limitado é preciso que haja poder capaz de o limitar: (…). O Direito não pode reinar sem o apoio do poder e, quando uma regra de direito se impõe a algum poder, é porque outro poder o escora –”
    “Ora, o poder só pode ser limitado por outro poder, para que um poder seja limitado é preciso que haja poder capaz de o limitar…O Direito não pode reinar sem o apoio do poder e, quando uma regra de direito de impõe a algum poder, é porque outro poder o escora”

    Democracia não é um objeto, portanto, uma realidade. É um ideal de luta que H. Arendt escutando Montesquieu vigorosamente defendido por John Adams, bem formula:
    “Deve-se opor o poder ao poder, a força à força, a coerção à coerção, o interesse ao interesse, bem como a razão à razão, à eloquência à eloquência e a paixão à paixão – em H. Arendt

    “Humanizamos o que ocorre no mundo e em nós mesmos apenas ao falar disso, e no curso da fala aprendemos a ser humanos – H.Arendt”

  563. Fábio

    -

    22/01/2014 às 6:41

    Reinaldo, admiro seu trabalho e competência. Que possa inspirar os jovens jornalistas, sendo um contraponto à massificação esquerdopata que recebem nas faculdades.

  564. juspuniendi

    -

    22/01/2014 às 6:38

    Resumindo:falta bom senso,razoabilidade aos engracadinhos.

  565. Lucaveira

    -

    22/01/2014 às 6:32

    Porta dos Fundos, uma boa saída para o humor que vira escárnio.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados