Blogs e Colunistas

25/10/2013

às 4:49

O homem como porco do homem. Ou: Quando a imprensa estimula a delinquência

O que é um “ativista”, além de ser o contrário de um “passivista”? Bem, o ativista é um adepto do “ativismo”. O Houaiss traz várias boas acepções para a palavra. Leiam.

ativismo houaiss

Na semana passada, os ditos “ativistas” fizeram aquela barbaridade no Instituto Royal. Nesta quarta, dia 23, li no G1, alguns outros interromperam uma aula prática de medicina na PUC de Campinas para registrar — isto é, filmar, em sinal de protesto — o uso de cinco porcos para treinar a técnica da traqueostomia, que salva vidas mundo afora todos os dias, em especial a dos alérgicos, como eu, que podem ter um choque anafilático, com edema de glote, e morrer sufocados. Os inimigos não delirem de satisfação só com o meu caso. Pensem que poderia ser um filho ou irmão de vocês. Entende-se com mais facilidade. A necessidade de eventualmente ter de recorrer a um procedimento assim talvez seja o que mais assombre os médicos se eles pensarem no assunto. Até porque, na maioria das vezes, a traqueostomia é uma emergência, realizada fora de salas cirúrgicas, sem as condições consideradas mínimas para intervenção tão drástica.

Foi invasão mesmo. Leio na reportagem que Flávio Lamas, presidente do Conselho de Defesa dos Animais de Campinas, apoia a ação. E ele afirma com aquela certeza que confere a irresponsabilidade de quem jamais terá de fazer uma traqueostomia: “O ato foi para mostrar a crueldade com o animal. Existem outros modelos, como simuladores e filmagens, que podem ser utilizados de forma didática. É uma mudança que precisa ser feita”.

Eu sempre fico muito impressionado com a arrogância dos ignorantes. Não há simulação possível que possa substituir determinadas experiências. Fosse assim, um cirurgião se tornaria um especialista sem jamais ter tocado no corpo de bicho ou de gente. Fico aqui a me perguntar: qual é a hipótese de Lamas para que a Faculdade de Medicina da PUC, então, recorra aos porcos? Maldade? Perversidade? Gosto de ver sofrer os animais? Paixão por cortar corpos? Fico aqui a me perguntar por que o sr. Lamas se considera moralmente superior ao professor que ministrava as aulas e aos alunos que estavam ali para aprender.

O mesmo vale para os beagles. Por que diabos o Instituto Royal, sob supervisão de órgãos competentes, fazia o teste de drogas nos cães se supostos modelos de computador poderiam, com eficiência, substituí-los? Com frequência, determinadas drogas, mesmo depois de amplamente testadas, saem de circulação porque, a despeito de todos os cuidados, acabam implicando riscos considerados excessivos.

Um médico que não faça a sua primeira traqueostomia num porco haverá de fazê-la pela primeira vez num humano, numa criança, numa mãe, num pai, em alguém que tem construída uma rede de afetos, que tem uma história, que tem memória ou, então, um longo futuro pela frente. Se não for num porco, então o homem será o porco do homem.

Há algo de profundamente perturbado e perturbador nessa visão moral do mundo. A PUC-Campinas diz seguir todas as determinações do Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal. O professor que conduzia o trabalho registrou Boletim de Ocorrência no 11º Distrito Policial.

O erro da imprensa
O vídeo, curto, foi tornado público pelos ditos “ativistas”. O G1 o reproduz, com o seu logotipo. Cabe, entendo, um questionamento ético. Chegou a hora de a imprensa se perguntar se deve estimular — porque é inegável que a publicação provoca tal efeito — esse tipo de comportamento. O que se vê, ainda que rapidamente, não é bonito: um porco esticado, com a barriga para cima, tendo a traqueia perfurada, com o inevitável fio de sangue. Ora, qual é o propósito de tal exibição?

É claro que essa divulgação representa uma vitória para aqueles que, afrontado a lei, afrontado o regulamento da universidade, afrontando a autoridade do professor em sala de aula, afrontando o bom senso, invadiram uma sala de aula. Outros, agora, procurarão seguir o seu exemplo. Não tardará, a ciência brasileira haverá de ficar refém dos militantes da, como é mesmo?, “Frente de Libertação Animal”. Práticas e discursos irresponsáveis, como as dos deputados tucanos Ricardo Trípoli (federal-SP) e Fernando Capez (estadual-SP), estimulam a delinquência.

Volto à palavra
“Ativismo”? Em qualquer das acepções das palavras, mesmo naquela que fala em “revolução”, se os supostos “ativistas” ganhassem, o perdedor seria principalmente o homem — e também os bichos, ao menos os domésticos, já que um veterinário também estaria proibido de “aprender” tendo como modelo o próprio animal.

Não, senhores! Isso não é “ativismo”. Chamem-se essas coisas pelo nome que elas têm: crime. Se os cientistas, desde já, não se manifestarem de maneira firme e clara; se a Polícia, país afora, não for extremamente severa no cumprimento da lei; se a imprensa não sair dessa retórica “nem-nem”, esse tipo de vandalismo vai crescer.

Uma questão ao jornalismo
Digamos que um criminoso decidisse filmar o sequestro de, atenção!, uma personalidade pública, registrando detalhes que, de outro modo, ninguém teria. Pergunto: seria o caso de levar ao ar esse filme? Um espertinho poderia tentar sair do “sim” ou “não” afirmando um “depende”… Como? “Ah, se ajudasse a esclarecer o caso e fosse no interesse da vítima, sim…” Errado! O bandido sabe melhor do que você, espertinho, o que é bom para ele e para a sua causa. Divulgar as imagens seria entrar como mais um elo na cadeia do crime.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

198 Comentários

  1. Angèlìka

    -

    28/10/2013 às 16:23

    E o BRASIL…quem defende?!
    Ninguém, porque estão todos ocupados – saqueando-o.

  2. Sérgio

    -

    26/10/2013 às 20:27

    A solução para este problema seria usar criminosos que cometeram crimes hediondos nas pesquisas.
    Seria uma solução mais humana, deixem os animais inocentes em paz.

  3. Eduardo

    -

    26/10/2013 às 11:09

    Esse pessoal não deveria comer carne animal, porque deveria achar crueldade criar o animalzinho e matar para comer. No entanto, nem se importam com a matança diária de humanos no Brasil por negligência do governo.

  4. luis Antonio Pereira

    -

    26/10/2013 às 11:08

    A solução para fim de toda essa baderna é retirarmos o P.T. do poder. É o único que está ganhando com essa situação. Vçs já viram algum pronunciamento dos aPedeuTas condenando este caos instalado no País?

  5. ney

    -

    26/10/2013 às 10:49

    As consequências do analfabetismo funcional institucionalizado neste país já começa render seus frutos. Um bando de iletrados, com a pecha de defensores de animais, massa de manobra de interesses escusos, tomam atitudes da ignorância frente a evolução da ciência. Não vai demorar aparecer, após mais de um século, a revolta da vacina de Oswaldo Cruz, mostrando o quanto o analfabetismo instalado neste país é resistente e de difícil erradicação.

  6. pagador de impostos

    -

    26/10/2013 às 9:38

    Desta vez Discordo do Reinaldo…Acho sim que estes inocentes cachorrinhos lindos estão sendo mal tratados ….conheço tantas pessoas que poderiam ocupar o lugar deles, só assim fariam um enorme bem pela humanidade. Poupem estas gracinhas, pois há um enorme contingente de pessoas nefastas que bem poderiam ocupar o lugar deles, começando por muitos petistas!!

  7. Watson

    -

    26/10/2013 às 1:25

    O pior burro é o burro com iniciativa. Esses ativistas são assim.

  8. Renata

    -

    26/10/2013 às 0:30

    Quando eu fazia faculdade de geologia e não havia verbas para fazermos aulas práticas em campo, estudando cortes de terreno e afloramentos rochosos verdadeiros, um diretor da universidade (externo ao curso) sugeriu que estudássemos por maquetes…

  9. Jack

    -

    26/10/2013 às 0:07

    Aliás, não vejo razão para a Folha não ampliar o seu espaço. O Gaspari, aos domingos, tem meia página para falar um monte de asneira. Meia página para você é dever cívico, Reinaldo.
    Por favor, só não deixe o jornal. Acredito firmemente que você veio para ser uma eterna pedra no sapato dos esquerdistas bobalhões.

  10. Jack

    -

    26/10/2013 às 0:05

    Excelente, Reinaldo. Essa coluna, devo dizer, cairia muito melhor na Folha de ontem. Pena que o espaço é curto. De todo modo, confio na sua capacidade e sei que, nas próximas colunas, com o leitor já introduzido à sua perspicácia, conhecimento e estilo que sobram aqui serão transportados para o jornal.

  11. José Caetano da Silva Filho

    -

    25/10/2013 às 23:52

    Vi que a prefeitura, decidiu suspender a Licença do Instituto Royal. Será que também vão cassar a da PUC-Campinas. Gostaria de ver esses “neo-ativistas”, invadirem as “biqueiras” do tráfico, para impedir que os animais “dependentes químicos”, continuem morrendo e sendo maltratados. Será que eles não se compadecem dos usuários de Crack. Aind aacho que tem coisa por trás disso.

  12. Santana*100

    -

    25/10/2013 às 22:52

    Reinaldo, só tem um jeito de resolver estes e outros problemas causados por grupelhos esquerdistas vagabundos…. O Brasil está indo para o “inferno”! baixamos à guarda para estes vagabundos.

  13. Charles A.

    -

    25/10/2013 às 22:47

    Acho que us cupanherus dos animais deveriam invadir logo um frigorífico,um açougue , uma fábrica de salsichas,linguiça calabresa e presunto,e comemorar depois com um rodízio de churrasco com tender ,linguiça,lombo ,bacon .Afinal,presunto é presunto.O problema é a traqueostomia ou os porcos? Eu acho que o problema são os invasores que estão preferindo carne humana…

  14. samuel

    -

    25/10/2013 às 22:32

    Também não precisa formar MAIS MÉDICOS. Basta pegar um cortador de Cana de Cuba (me antecipo a Dilma e digo não é racismo) e carimba-lo de MÉDICO e está resolvido a parada kkk
    No fundo esses problemas fazem parte da mesmo abandono da racionalidade…

  15. Jorge Aguiar Vicente Viana

    -

    25/10/2013 às 22:24

    Exemplo como estes servem também para outros casos em que ativistas se julgam juízes e invadem terras, empresas, acham que podem decidir o que se pode plantar no brasil, como na vez que destruíram um experimento com eucalitos.

  16. Nali

    -

    25/10/2013 às 22:21

    Acho que esses “ativistas” deveriam assistir ao filme “A escolha de Sofia”. Talvez repensem seus conceitos.

  17. roxana filetti

    -

    25/10/2013 às 22:06

    Quando as aulas de anatomia começaram a usar cadáveres – não tenho muita informação a respeito – foram combatidos de forma irracional e radical. Havia toda ordem de tabus quando se iniciou o estudo da anatomia humana. Foi considerada uma profanação do sagrado corpo humano e seus adeptos perseguidos. Cada era, sua crença, seu tabu e,claro, sua descrença.

  18. Brasigois Felicio

    -

    25/10/2013 às 22:05

    No Brasil onde submetido à ditadura do politicamente correto ativismos e ativistas estão na moda. E eles existem em todas as modalidades e para todos os gostos.Abundam e prejudicam. Temos ativistas que são verdadeiros saltimbancos.O caso da invasão ao laboratorio Royal demonstra a que ponto chegou tal modismo. O Brasil tem uma conterrãnea nossa presa em uma cela na Russia, por excesso ou overdose de ativismo. Atualmente nossa valente defensora do oceano dos oceanos da terra encontra-se entretida em ler Machado de Assis – coisa que certamente jamais o fez. Talvez não tivesse tempo para tanto, em suas aventuras politicamente corretas. Na frieza da cela russa, exposta à curiosidade publica, ela pode chegar à conclusão de que por l[a as coisas são diferentes, e as leis são para valer – não como no Brasil, onde leis são para inglês ver.

  19. Leniéverson Azeredo

    -

    25/10/2013 às 21:28

    Soube que o Alvará do Instituto foi suspenso. Isso é uma lástima, uma verdadeira marca do atraso a qual (ativistas) querem. Tem jeito, Reinaldo?

  20. Marçal Hokama

    -

    25/10/2013 às 21:21

    Reinaldo, isso me lembra o caso da Escola Base… Mas adaptado a realidade das mídias sociais. As coisas estão andando rápido demais, versões desencontradas, muita emoção e pouca razão… Está faltando a reflexão antes de tomar posições precipitadas. Deixo o link para as pessoas recordarem do caso -> http://noticias.r7.com/educacao/fotos/quase-20-anos-apos-injustica-historica-ex-funcionarios-da-escola-base-ainda-ensinam-o-brasil-20130328.html

  21. Itiel Monteiro de Lucena

    -

    25/10/2013 às 21:11

    O maior culpado neste episódio dos beagles é o governo brasileiro. Existe hoje no Brasil um exagerado protecionismo aquelas pessoas que resolvem infringir as leis. Costumamos ouvir na mídia televisiva a frase “sensação de impunidade”, o que é uma grande mentira, pois não é sensação, é impunidade mesmo. As pessoas não temem as leis porque sabem que elas são frágeis, a justiça é lenta, livrou o flagrante e responde o crime em liberdade, a sociedade tem memória curta, e logo esquece o ocorrido,etc. Além do mais mesmo que seja condenada a pessoa terá inúmeros benefícios.

  22. Humberto

    -

    25/10/2013 às 20:23

    Uma coisa que eu me pergunto: Por qual razão eles não fazem os mesmos protestos e invasões nos terreiros de macumba espalhados pelo Brasil? Ao que consta, animais são sacrificados nesses lugares sem nenhum propósito que não seja o de “trazer o marido de volta” ou “fazer a amante do marido cair doente”.

  23. Desconhecida

    -

    25/10/2013 às 20:04

    é um absurdo. por causa de uns vândalos, que se acham superiores, donos da razão e pensam que são maioria o instituto Royal foi lacrado por 60 dias. Se a grande maioria da população fosse a favor dos pensamentos deles, a petição teria milhões de votos, e para ser valida uma pessoa não poderia votar mais de uma vez (como os ativistas fazem.

  24. José Mesquita de F. Barbosa

    -

    25/10/2013 às 19:42

    http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11794.htm

    Não se tem notícia de a CEUA do Instituto Royal tenha feito denuncia.

  25. conceicao

    -

    25/10/2013 às 19:28

    REINALDO QUE GENTE ASQUEROSA ESTES MENSALEIROS DITADORES PETRALHAS!SABE O QUE ESTÃO FAZENDO EM MINAS GERAIS? ESTÃO ORGANIZANDO UM PLEBISCITO CONTRA O ALTO CUSTO DA ENERGIA ELETRICA,MAS O FOCO PRINCIPAL COM CERTEZA É DENEGRIR A IMAGEM DE AÉCIO NEVES.

  26. Sergio G

    -

    25/10/2013 às 19:25

    Fiquei a imaginar como esses valentes praticam sexo, já que existem outros modelos, como simuladores e filmagens, que podem ser utilizados…

  27. Guilherme

    -

    25/10/2013 às 19:00

    Muitos desses “ativistas” têm tatuagem. Será que eles vão proibir de surgirem novos tatuadores? Afinal, tatuadores começam praticando em porcos e não em humanos…

  28. WALDIR

    -

    25/10/2013 às 18:54

    CARO REINALDO AINDA BEM QUE TEMOS PESSOAS QUE SÃO FORMADORES DE OPINIÃO COMO VOCE,FACA UM MANIFESTO VIA VEJA PARA COLOCAR TODOS OS QUE INVADIRAM O INSTITUTO ROYAL POR QUE A CIENCIA NÃO PODE SE PERDER POR CONTA DE UMA MEIA DUZIA DE ARRUACEIROS QUE SÓ QUERIAM SEUS QUINZE MINUTOS DE FAMA E CONSEGUIRAM AGORA CADEIA E PRONTO POIS A CIENCIA NÃO PODE ESPERAR .

  29. Leto Esher

    -

    25/10/2013 às 18:22

    Caro Reinaldo,
    Lendo seu texto lembrei-me de um artigo escrito pelo Nelson Rodrigues (veja só que fonte!) a respeito da “opinião pública” publicado no Correio da Manhã em28/3/1967 sob o título “Memória nº 27″, onde em seu parágrafo 8 informa citando um amigo – Nepomuceno – de seu velho pai – que “A opinião pública é louca! Louca!”.. Mais a frente no parágrafo 9 escreve “E para demonstrar a loucura da opinião pública, Nepomuceno falava da vacina obrigatória. Ouvi a mesma história uma cem vezes. Mais tarde, fui ler, nas velhas coleções da Biblioteca Nacional, o que acontecera na época. E, de fato, toda a cidade se levantara a favor da peste contra a vacina; a favor das ratazanas contra Oswaldo Cruz; a favor da varíola contra a saúde”. Atitude idêntica ao que fizeram os atuais “ativistas/ manifestantes” com respeito às pesquisas do Instituto Royal.

  30. A Montanha Pariu um Rato

    -

    25/10/2013 às 17:53

    Tomas Pig Lupus Hobbes na matilha ignara

  31. Bira

    -

    25/10/2013 às 17:37

    Só falta agora criar o Telecurso 3000 Terceiro Grau.

  32. Tânia SP

    -

    25/10/2013 às 17:16

    Que vergonha deste País!!! Sinto vergonha sim, de ser brasileira, onde “brucutus” invadem laboratórios, universidades e o povo ignorante e alienado ainda aplaude.

  33. ney andrade

    -

    25/10/2013 às 17:05

    Reinaldo enquanto este país tendencioso e atrasado chamadoBrasil, que imita o que tem de ruim (black bloc) em ouros países, não copiar a Russia no diz respeito a segurança, e enquadrar esses invasores sem vergonha como fora feito com ativista do green peace ficaremos a deriva com esta corja de terrorista que surgiu por aquí.

  34. Nélson

    -

    25/10/2013 às 16:57

    Na medicina veterinária,toda a aula prática de cirurgia, técnica cirúrgia é feita em animais, geralmente cachorros. Na primeira aula de anatomia, começa-se estudando num corpo de cavalo mumificado. Qual é o problema. Um indivíduo desses dizer que existem programas que substituem a análise em animal. Esse cara não sabe o que diz. No máximo é formado em ciências humanas.

  35. Sibila

    -

    25/10/2013 às 16:28

    Sobre pesquisas cientificas:
    Eu acho que os animais racionais deviam “encomendar” aos membros da casa da mãe joana uma lei, uma PEC, sei lá o que, que estabelecesse a obrigatoriedade de constar nas bulas dos remédios algo assim “para este medicamento existir foi necessário experimentos com ….(colocar a espécie de bicho: cachorro, gato,rato, porco, macaco, asno, pulga, rinoceronte, etc, etc).
    O doente decide se toma ou não, oras.
    Será que papais e mamães ativistas negariam remédio ou vacina para o seu bebê fofinho?
    Deixem de ser hipócritas, senhores!

    A propósito: Não assisti “o chá das cinco” entre brasileiros e chineses, mas gostaria de saber se o greenpeace fez protesto no dia do leilão do campo de Libra.

  36. Rods

    -

    25/10/2013 às 16:14

    REI.
    QUEREMA APOSTAR QUE ESTA RIDICULARIA SERÁ OBJETO DE DISCUSSÃO NAS CAMPANHAS QUE SE APROXIMAM4,E SOB O PALÍO DOS DIREITOS DOS ANIMAIS???
    SE ESTÁ DANDO CERTO COM O MANTRA DOS DIREITOS HUMANOS, QUE VIROU ATÉ MATÉRIA EM CURSO EM ACADEMIAS DE POLÍCIA, IMAGINEM COM OS AMINAIZINHOS.
    SIMPLES, ELE MEXE COM OS SENTIDOS DOS IDIOTAS ÚTEIS QUE VOTARÃO MASSIVAMENTE NA MALTA.
    Rods

  37. João Marcelo

    -

    25/10/2013 às 16:14

    Reinaldo
    Uma sugestão: substitue “porco” por “suíno”. Fica parecendo que o suíno é um animal sujo, o que não é verdade. Hoje os suínos são criados em instalações que priorizam muito boas condições de higiene, para que não fiquem expostos a inúmeros agentes patogênicos que se encontram na sujeira, nas suas fezes. Nós, veterinários, costumamos dizer que “porco” é o proprietário e criador que não oferece condições mínimas de higiene para que os suínos possam desenvolver melhor seu potencial zootécnico ( produzir carne de qualidade em um menor espaço de tempo possível).

    Um forte abraço de um leitor assíduo !!

  38. André Luiz

    -

    25/10/2013 às 16:07

    David Eduardo Luzetti Filho a resposta para isso é bem fácil: 1º Essa conversa de que usar animais é mais barato que usar tecnologia é conversa fiada, mentira pura. Quando se compra um computador para simulações o único gasto é a aquisição do equipamento e uma EVENTUAL manutenção. Agora pense no custo que é gerir um biotério, você tem padrões de higiene e segurança a serem atingidos, tem o cuidado veterinário dos animais, alimentação, e constantemente a aquisição de novos animais. É um custo enorme e constante, sem retorno imediato. Acredite, se houvesse a chance de banir esses testes e usar só a tecnologia, isso seria a primeira coisa que os laboratórios fariam!
    2º Simuladores e programas de computador não conseguem ser 100% exatos. Pois a quantidade de variáveis em um teste pode ser imensa, por essa razão eles são apenas a primeira fase dos testes. Após a simulação virtual sempre é feito o teste com animais.

  39. Guilherme

    -

    25/10/2013 às 16:04

    Já virei seu fã e acompanho todos os posts!! Juntos remando contra a corrente do mal vamos seguindo!! Agora sentar no bar pra beber cerveja e comer torresmo eles gostam né….

  40. Fernando C de Mello

    -

    25/10/2013 às 15:57

    Os corruptos querem dar mamadeira a seus bebes antes de nascerem ! Por isso toda essa polemica diversiomista sobre cães, canis, animais e ciencia !
    Atençao corruptos ativos, passivos e acobertadores, sem esperneio: A criança tem que nascer e só depois mamar nas tetas do Estado !

  41. PALCOSCENICO

    -

    25/10/2013 às 15:56

    NÓS JÁ ESTAMOS SENDO GOVERNADOS PELOS PORCOS.

    –NADA HÁ DE DIFERENTE NOS MÉTODOS PETISTAS DOS QYE OS UTILIZADOS PELOS porcos em “A REVOLUÇÃO DOS BICHOS”.

    – Os pobres continuam a ser enganados e trabalham cada vez mais para conseguir comer. Os idosos e aposentados, como já restou provado, são um estorvo para DILMA E lula, POIS, ALÉM DE A GRANDE MAIORIA NÃO VOTAR NO PI (devido a sua carga de experiência), ainda continuam a receber as aposentadorias que o governo DIMA E LULA “GOSTARIAM DE TRANSFERIR PARA ELEITORES PETISTAS SOB A FORMA DE BOLSA FAMÍLIA PARA ETERNIZAR-SE NO PODER, sejam eles FAMÉLICOS ou NÃO;

    – Como restou provado no último tumulto causado pela CEF que a PARCIAL Secr.de DIREITOS HUMANOS CULPOU A OPOSIÇÃO, 60% daquelas pessoas nãopoderiam estar recebendo a BOLSA.
    -
    - Vejam foto comentada sobreeste ponto em http://www.flickr.com/pietro_mascagni

  42. PALCOSCENICO

    -

    25/10/2013 às 15:32

    O mais popular dos porcos brasileiros e uma porca lançada por aquele, além do porco rábula, resolveram reviver o conto de GEORGE ORWELL. Assim como os porcos de “The Animal Farm”, são perversos, cruéis, maus e vingativos. No nosso caso o são com os idosos da antiga Classe Média que estão se aposentando ou já se aposentaram nos governos petistas. Estão gradativamente levando-os à fome, à bancarrota e à penúria. Isto é feito maquiavelicamente através da maquiagemdos índices de inflação, expurgados criminosamente, apenas porque queriam obrigá-los a votar em LULA e DILMA com apoio do rábula Temer. Este é um BURGUÊS ELITISTA que odeia o povão, mas vive mamando nos recursos do governo e colocando ricos amigos, em cargos de alto escalão (aos milhares) em troca do seu apoio ao PT. É um homem covarde para com os brasileiros pobres e idosos. Vejam foto comentada de desa trica, a caráter, em: http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  43. Rafael

    -

    25/10/2013 às 15:31

    Quem der uma olhada no site da Folha de São Paulo verá asfotos do dia da invasão e roubo (termos mais apropriados) dos beagles. Não há uma única foto que mostre um cão ferido, desnutrido, sujo, mutilado, nada, mas nada que indique maus-tratos. O que realmente colocou em risco estes animais foi o “resgate”, ato que os deixará sem os cuidados necessários, pois mesmo que sejam levados a veterinários estes desconhecerão por completo seu histórico, se tomavam alguma medicação no instituto e que não poderia ser suspensa, se dependiam dedieta especial ou se só poderiam consumir determinado tipo de ração, se são alérgicos etc.

  44. Marcelo

    -

    25/10/2013 às 15:29

    Reinaldo, você já assistiu “Os 12 macacos”?

  45. Ney S. Monteiro

    -

    25/10/2013 às 15:28

    Ah, e em relação a vacinas e medicamentos que a abstinência seja extensiva a filhos e pais.
    Vamos ver se são suficientemente “machos” para bancar isso.

  46. Ney S. Monteiro

    -

    25/10/2013 às 15:26

    Reinaldo, ativismo com ativismo se cura.
    Vamos ser ativistas monitorando esses “ativistas”.
    Para serem coerentes devem se abster de usar vacinas e medicamentos que foram testados em animais.
    As “princesas” devem se abster deusar cosméticos.
    Vamos lá, todas de cara lavada.

    E quando ficarem doente procurem um pajé para lhes curar com ervas da floresta.

  47. Rafael

    -

    25/10/2013 às 15:11

    A massa é realmente impressionante: por ocasião da votação da liberação de pesquisas com células-tronco humanas no STF, muita gente começou a atacar a religião chamando-a de “obscurantista”, termo particularmente usado por uma geneticista de São Paulo que acabou virando a queridinha da mídia. A ciência, para a mídia e parte significativa da população, virou sinônimo de racionalidade e busca do bem-estar humano. Agora, esta mesma ciência começa a ser atacada pela massa, que a acusa de “medieval”, “cruel”, “atrasada”, “sádica” etc. Os cientistas que tanto defendiam a ciência por ocasião da celeuma envolvendo embriões humanos agora botam o rabinho entre as pernas e não defendem as experiências com animais (que eles mesmos fazem no dia a dia)com medo da turba.

  48. David Eduardo Luzetti Filho

    -

    25/10/2013 às 14:50

    Salve, Reinaldo!
    Meu nome é David, sou professor de Filosofia.

    Primeiramente, quero parabenizá-lo pela coluna do senhor. Sou visitante diário. Sou grato pela coragem do senhor em marchar contra a corrente.

    Diante deste texto (o qual concorda em gênero, número e caso[no caso latino, rs])fico pensando nas respostas dos ativistas à pergunta do senhor:

    “Por que diabos o Instituto Royal, sob supervisão de órgãos competentes, fazia o teste de drogas nos cães se supostos modelos de computador poderiam, com eficiência, substituí-los?”

    Um militante disse-me: “Ora, por causa dedinheiro! É mais caro usar tecnologia do que usar os animais, indefesos”.

    Gostaria que o senhor pudesse dizer algo sobreisso, mesmo que seja em meu e-mail, de modo particular!

    Abraço!

  49. Sempre Crítico

    -

    25/10/2013 às 14:48

    Com certeza muitos desse acéfalos que participaram disso sentam seus traseiros à tardinha e noite nos botecos beber cerveja e comer TORRESMINHO DE PORCO. Querem defender animais? Porque não vão à África tomar as presas da boca dos leões e crocodilos?

  50. Marcos F

    -

    25/10/2013 às 14:46

    Aqueles “que não perdem um post teu” mesmo não gostando, gostariam muito de ver o Marcola matando aquele político principal que tanto estava na sua agenda. Pelo bem!
    Eles não medem nada.

  51. Willen

    -

    25/10/2013 às 14:27

    Não demora essa gente publica um livro, ou cria um blog (escrever livro dá muito trabalho), na linha: “Dr. Mengele, esse incompreendido”.

  52. Rodolfo

    -

    25/10/2013 às 14:26

    A Globo passou a ser não uma emissora onde se pratica um jornalismo decente, honesto, correto, mas uma emissora que busca estar ao lado da internet, das redes sociais, da novidade, ou seja, pretende ser o elo entre o passado e o futuro, entre a mídia tradicional e a nova mídia, ou, uma emissora “prafrentex” e moreninha, quer estar “in”!

  53. marcos

    -

    25/10/2013 às 14:21

    Proposta de Projeto de Lei: Aos ativistas, políticos que os apoiam e imprensa que auxilia na sua propagação, fica vedado o uso de todo e qualquer benefício científico já existente e a serem descobertos, contentando-se com o conforto e procedimentos médicos que comprovadamente não foram submetidos a exaustivos testes de segurança e eficácia.

  54. Gregor Samsa

    -

    25/10/2013 às 14:14

    A infantilidade dominou a sociedade.
    Argumentação lógica e racional evidenciando a verdade dos fatos não os atinge. Quem lê as postagens desses “ativistas” constata que em sua maioria são analfabetos funcionais, não conseguem entender o mais simples texto.
    Não é à toa que o Maduro lá na Venezuela acabou de criar o MINISTÉRIO DA SUPREMA FELICIDADE, e vejam só quem é o Ministro: um PEDIATRA. Nada mais lógico para governos que tem “crianças” como eleitores.
    E oBrasil segue firme rumo à PEDIATRIA GERAL.

  55. Felipe A. Mendes

    -

    25/10/2013 às 14:13

    Caro Reinaldo,
    Já comentei algumas colunas suas e em algumas ocasiões já disse que sou médico. Estudei na PUC de São Paulo (Campi em Sorocaba), e durante a minha formação também utilizei animais (porcos, ratos e sapos) para treinar técnicas cirúrgicas. Tendo feito residência médica na PUC de Campinas, também sei que os estudantes dessa faculdade também assim o fazem. Nas duas faculdades os animais são criados em um biotério e são mortos antes dos procedimentos. O motivo disso é obvio, e você já mencionou no texto, para treinarmos primeiro em animais, aperfeiçoar a técnica, para depois fazermos em seres humanos. Se não houver animais, os estudantes e residentes terão que treinar em humanos, simples assim. Aí eu me pergunto que tipo de progresso é esse? Obscurantismo no lugar de ciência. O que você acabou de expor é justamente algo venho pensado há algum tempo. Se realmente existe uma solução alternativa ao uso de animais por que essas pessoas continuam insistindo em usa-los? Por puro sadismo?
    Como diria uma professora minha, se não é fim do mundo, é a véspera.

  56. conceicao

    -

    25/10/2013 às 14:12

    Reinaldo como sempre lutando para nos esclarecer tudo que se passa com seus cotundentes textos. mas afinadade neste momento, é para te dizer, que ontem ficamos estupefato com á ação destes petralhas,aqui em Salinas espalhando panpletos dizendo mentiras sobre Anastazias e Aécio, sobre energia que é mais cara do Brasil, e comvocando o povo para que no dia 27 -10-2013,irem para as ruas para um Plebocito..

  57. Júlio Eira

    -

    25/10/2013 às 14:10

    Agora entendi porque a oposição no Brasil é inexpressiva. Os deputados do PSDB estão mais preocupados em fazer média com ativistas, cuidando dos animais, do que apontar os desmandos do governo.

  58. Jhonas

    -

    25/10/2013 às 14:08

    Minha irmã é veterinária. Durante seu curso, lembro que ela “matava” ratos, sapos, patos e alguns animais, doentes ou não. E a justificativa era e ainda é válida: você vai sacrificar poucos para salvar centenas. Ela AMA os animais, tanto que não encara como “trabalho” o que faz, tamanho o prazer que tem ao cuidar dos bichos. Era triste o que fazia, mas era o único meio de se acostumar com o sofrimento animal, com o ambiente de “pânico” ao ter um animalzinho com risco de vida nas mãos. Isso nenhum simulador vai conseguir passar, pois nestes é só colocar outra ficha e começar de novo. Infelizmente vidas extras não existem no mundo real… e como bem dito no texto, se o porco não for a cobaia, vai ser um ser humano. E pensar que pessoas assim se dizem humanistas…

  59. Ângelo Itamar de Souza

    -

    25/10/2013 às 13:52

    Imaginem a seguinte situação. Médico apronta-se para realizar uma traqueostomia, aí, o paciente pergunta: Doutor como o senhor aprendeu a fazer traqueostomia? O Médico: Bom, no início treinei em computador, sabe como né, virtualmente, sem sangue. Depois passei a cortar uma abóbora e por fim em um boneco de borracha que imita perfeitamente o corpo humano. Paciente: O Doutor acha que aprendeu bem o procedimento? Médico: Olhe no computador tirei nota dez; na abóbora fui muito bem, pois fiz a incisão sem que aparecessem as suas sementinhas e no boneco, bem, no boneco eu errei um pouquinho a pressão no bisturi, mas aproveitei e extirpei as amídalas. O Paciente: Então tá né…

  60. Ferrabraz

    -

    25/10/2013 às 13:37

    Vão dar alma ao animais. Ora, já escrevem que a natureza se vinga. Falta muito pouco para que um jornalista escreva que a preferência é para os animais, seres humanos são secundários, uma deformação da evolução. E por aí vai.

  61. angela

    -

    25/10/2013 às 13:36

    Chega um touro no mourão,não chega um bruto na razão.Dizer de amada e santa mãe. Eu A ESQUISITA. NOSSA SENHORA JÁ NOS COBRIU COM SEU MANTO.

  62. Márcio

    -

    25/10/2013 às 13:34

    Reinaldo,
    estou impressionado (negativamente, é claro), por fazer parte de um momento histórico da sociedade brasileira. Do jeito que a coisa vai, daqui a pouco vão estar invadindo as propriedades com gado bovino da Friboi, da JBS, da Sadia, da Perdigão etc, para “socorrer” algum animal. Afinal, serão sacrificados para saciar a fome da população.
    Os dirigentes do Instituto Butantan, órgão do Governo do Estado de São Paulo, responsável por mais de 90% da produção de soros e vacinas nesse país fiquem atentos: de repente, esses “ativistas” vão invadir o instituto e, depois, sair pela cidade com cobras e lagartos, literalmente.
    E não podemos nos esquecer que tudo isso está fundado no populismo petralha, associada à irresponsabilidade de boa parte da imprensa.
    Se a petezada quer a anarquia como meio de se perpetuar no poder, estão indo muito bem.

  63. Martha B.G.

    -

    25/10/2013 às 13:28

    No Brasil, em breve, não haverá mais pesquisa, nem faculdade de medicina. A idade da pedra lascada nos aguarda! Ô desgraça.

  64. cleusa

    -

    25/10/2013 às 13:22

    Li (num jornal local) sobre o pq a folha errou ao contratar Reinaldo Azevedo. Lendo o texto acima me pergunto, se a maioria dos antigos( novos) leitores da folha, estão preparados pra este tipo de questionamento claro e preciso? Se estão prontos para um debate mais sério a favor da vida, a favor do que pode nos tirar da escravidão mental?

  65. anônimo

    -

    25/10/2013 às 13:18

    Para SILVIA,10:48,se Reinaldo permitir.Vou recomendar alguns livros e filmes bem manjados: “Mãos Poderosas”e “Quase Deuses”,filmes que você encontra fácil em dvd de 11,00;”O século dos cirurgiões”,livro de Jurgen Thorwold,acho que tem para download.Esse li ainda criança.E reli.Impressionante como mesmo médicos resultaram em usar anestesia,depois em abandonar o hábito de operar com casacas imundas,prova de experiência.Resultaram em operar corações,depois o cérebro.Em lavar as mãos,em usar antissépticos que lhes manchassem mãos ou roupas.Também não acho aceitável o uso de animais em demonstrações já comprovadas.Mas é inevitável que se use cobaia em pesquisa ou treinamento.E você também vai achar se um dia tiver que escolher entre um médico que treinou em bonecos de plástico ou cadáveres nas aulas de anatomia.

  66. Sergio R.

    -

    25/10/2013 às 13:14

    E o Rogério Magri, quem diria, teria comprovado 20 anos depois que cachorro também é gente. Prefiro pensar que tem gente que é muito cachorro. Do jeito que nossos estudantes de medicina estão se engajando na causa, logo estaremos formando médicos cubanos. Tivessem nossos militantes da causa animal vivido na idade média, a peste bubônica teria devastado a Europa inteira. Afinal, rato também é gente. Ou será o contrário?

  67. Fernando

    -

    25/10/2013 às 13:05

    Cuma? A Banânia apodreceu?
    .
    Isso está me lembrando a resposta do saudoso (“senhor diretas já”) Ulysses Guimarães a um outro reeleito deputado federal que reparava que o plenário se enchera, ainda mais, de picaretas (eram 301 no tempo do Lulla, lembram?): “E vai piorar a cada eleição”, previu Ulysses.
    .
    Estepaís também, arrisco eu. Nosso modelo era a degradação lenta e gradativa. Só estamos acelerando.

  68. Chacon

    -

    25/10/2013 às 13:03

    Comparto de sua opini°ao. “Eu (também) sempre fico muito impressionado com a arrogância dos ignorantes”. Abrazo

  69. Eulálio

    -

    25/10/2013 às 12:59

    Mário Ferreira dos Santos, filósofo de primeiríssima grandeza, constatou em “Invasão Vertical do Bárbaros” a inteira desumanização do homem. “…a tendência de colocar o homem numa situação secundária, a hipovalorizá-lo, a visualizar a sua significação, ao mesmo tempo que se valorizam coisas. O que assistimos hoje não é algo sem paralelo na história. Assim aconteceu muitas vezes e provocou as mesmas ênfases opositivas e as mesmas reviravoltas na maneira de o homem apreciar a si mesmo…”
    Apenas uma pergunta: Qual a razão “red bullmaníaca” que move a grande maioria dos ativistas, a ser ardorosamente a favor do aborto?????????????????????? aborto???????????????????????????????????????????????

  70. Paula Costa

    -

    25/10/2013 às 12:50

    Tio Rei, além da imprensa, dos cientistas e da polícia, quem tem q se manifestar é a sociedade, q está ficando refém de tudo quanto é tipo de maluquice politicamente correta e democraticamente incompatível! Se eu estivesse lá naquela sala de aula teria uma excelente oportunidade de sair na porrada. Os ativistas eram maioria sobreos alunos, professores e seguranças daquela faculdade? POR QUE OS OFENDIDOS NÃO REAGEM???

  71. jamesmdr@gmail.com

    -

    25/10/2013 às 12:49

    A hipótese que você não citou, e que é provavelmente a verdadeira, é que os porcos são utilizados porque (1) é muito mais barato e (2) é mais efetivo o ensino, ambos em relação a outra alternativa, usar simulações em computadores. E não vejo problema, nem em (1), nem em (2).

  72. Paulo Alberto de Souza

    -

    25/10/2013 às 12:48

    Reinaldo:

    Ou o Brasilestá emburrecendo (sic !,) ou a internet está mostrando a verdadeira cara do Brasil .
    Não está dando prá aguentar mais tanta irracionalidade.

    Só uma pergunta: Onde está o Capilé ?

  73. Mariazinha

    -

    25/10/2013 às 12:47

    Daqui a pouco até o mosquito da dengue vai ganhar um fã-clube. Já imaginaram médicos que nunca viram sangue e só usaram o bisturi em bonecos? Só gente de cabeça lavada e enxaguada por ideologias falidas para fazerem tanta bobagem. Por enquanto, só a Rússia é que está tratando ativista como adultos, ou seja, desrespeitaram as leis russas e acabaram todos em cana. Sem choro nem vela e muito menos fiança.

  74. Helena

    -

    25/10/2013 às 12:45

    Concordo com a Zenilda Andrade:

    Talvez a nova geração não lembre ou não saiba da tragédia da “talidomida”(anos 50), remédio para náuseas testado em macacas prenhas.Pois bem, foi liberado para as mulheres grávidas e todas aquelas que usaram o tal medicamento tiveram bebês com deformidades gravíssimas! Existe inclusive a Associação das Vítimas da Talidomida.Esses experimentadores não usam tecnologia substitutiva porque é cara.Querem menosprezar a inteligência das pessoas , mas as redes sociais chegaram para acabar com isso

  75. Angélika.

    -

    25/10/2013 às 12:44

    Era da Mediocridade, onde se perdoa qualquer coisa, menos a GRANDEZA.
    Estes são dias de malandragem.
    Segundo o espiritismo, os animais são seres de “espíritos elevados” que estão a serviço da evolução humana.

  76. aldo

    -

    25/10/2013 às 12:41

    Isso é resultado da incompetência das “otoridades” diante do ato terrorista no Instituto Royal. Agora vai virar moda… a única salvação para esse país se chama Vladimir Putin. Já importamos médicos cubanos, agora está na hora de importarmos um presidente russo. Aí eu dúvido que esses bandidos terão coragem de sequer passar em frente a um Instituto ou Universidade, a coisa vai é ficar russa pra essa gentalha…

  77. anônimo

    -

    25/10/2013 às 12:41

    Quem aqui já assistiu “Quase deuses”,a história de Vivian Thomas? É sobrea cirurgia em bebês hipovolemicos.A técnica só foi alcançada após exaustivo treinamento em cães.Thomas iniciou as pesquisas como cuidador de laboratório do médico.Não poderia citar exemplo mais popular.O país está mergulhado em ignorância.Se bem que não veja ninguém recusando o uso decosméticos com proteína animal.

  78. Claudio Duarte

    -

    25/10/2013 às 12:40

    Para esse pessoal ser coerente, tinha de salvas as serpentes do Butantã e levá-las para casa. Ou a serpente é menos animal que o cão? Cadê o critério?

  79. Denise Rocha

    -

    25/10/2013 às 12:39

    Com relação aos ativistas que defendem os porcos , tenho um conselho . Têm que ir para os matadores de porcos e proibir que os mesmos sejam alimento humano , que tal ??? Ora , ora , porcos morrem em condições muito piores do que estes que são submetidos à traqueostomia, somente para deleite das pessoas que querem comer um carrézinho . Palhaçada essa invasão , perguntem aos ativistas se na casa deles ou dos seus papais que os sustentam não se come porco , esse sim sacrificado em condições nada “humanas “

  80. Carlos Aurélio

    -

    25/10/2013 às 12:39

    O problema não está no uso do animal utilizado numa pesquisa científica, seja ele um rato, um macaco ou um leão. Contudo, se faz necessário a definição dos procedimentos e padrões da pesquisa científica que será conduzida, seus protocolos, relatórios e credenciamento que autorize os procedimentos ANTES de serem executados. O que estou a falar aqui é uma interatividade de um órgão regulador com uma específica pesquisa e não de normas genéricas SEMPRE CONTESTÁVEIS.
    Vale ressaltar que um órgão desse tipo tem que ser gerenciado por renomados cientistas e não políticos nomeados pelo governo e muito menos médicos cubanos.

  81. Marco

    -

    25/10/2013 às 12:38

    Perfeito, Reinaldo. O que mais perturba em tudo isso, além da profunda ignorância de quem invade uma sala de aula de cirurgia experimental, é a falta de bom senso em publicar o video. Apenas uma correção, que não muda nada o valor de seu artigo, a traqueostomia é um procedimento realizado em condições mais controladas, em centro cirúrgico ou UTI, serve para a obtenção de uma via aérea “definitiva” ou de longo prazo, já a cricotireoidostomia é um procedimento de obtenção de uma via aérea em situações de emergência. Abs.

  82. Fernando

    -

    25/10/2013 às 12:37

    178 beagles roubados! É o Braziu no livro Guiness… E se divulgarem o nome dos ladrões no ditocujo livro, aí é que a coisa não pára mais! Black bloc vai ser pinto.

  83. João p.

    -

    25/10/2013 às 12:33

    A cada vez que acho que atingimos, coletivamente, o nosso limite da estupidez, sou surpreendido por um fato novo. O fundo do poço tem porão. Um dia, talvez daqui a muitos anos, nossa consciência como povo atinja um ponto mais elevado, em que esqueceremos esses delírios de modernidade. Aí poderemos, sinceramente, rir de tudo isso.

  84. fatima Silva

    -

    25/10/2013 às 12:33

    A demagogia campeia noBrasil, como se aqui fosse o paraíso das ONGs que vivem de recursos públicos e de pessoas que dela se utilizam para promoções pessoais e também, em muitos casos, de projeção eleitoral.
    o Senhor Flávio Lamas deve pedir desculpa à ciência e ao povo brasileiro.

  85. Fernando

    -

    25/10/2013 às 12:27

    Não são só os criminosos “ativistas” que são atrevidos… é a ignorância que é atrevida. O pior é que, parafraseando Nelson Jobim (e agravando sua histórica declaração), além dos idiotas também os ignorantes perderam a modéstia. E la nave va, não é, Schettinos de plantão?

  86. Kk

    -

    25/10/2013 às 12:23

    O animal estava sedado e em ótimas condições de assepsia, qual problema? Traqueostomia, muitas vezes é feita sem anestesia e com o que se puder usar para desobstruir uma via respiratória fechada e que se não feita assim mataria o vitimado!

  87. Anónimo

    -

    25/10/2013 às 12:23

    O que me assusta é a domesticação humana.Antes o homem culpava DEUS.Onde DEUS estava?.era a pergunta.Hoje o homem culpa as instituições o próprio homem.preferia quando o homem culpava Deus , saindo da crise ,ele via que era um maluco e crescia um pouco mais moralmente.

  88. Maurício Goldberg Neto

    -

    25/10/2013 às 12:21

    Prezado Reinaldo,

    Se quiseres exemplificar com um caso concreto a importância de um médico treinado para realizar uma traqueostomia de emergência sugiro-te esta matéria do jornal Zero Hora, de Porto Alegre. Trata-se de um caso em que um procedimento de emergência feito no salão de uma churrascaria salvou a vida de um idoso que estava se sufocando com um pedaço de carne. Se lá não estivesse o cirurgião que o salvou, mas estivesse presente algum dos alunos da PUC de Campinas, o idosos ainda assim teria sido salvo. Porém, se lá estivessem, não médicos bem treinados, mas os piedosos “ativistas” dos direitos animais, ou se no mundo vigorassem as normas que eles pretendem impor, aquele senhor teria morrido em asfixia sob seus piedosos olhares.

    http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/08/medico-salva-idoso-com-faca-e-caneta-em-churrascaria-da-capital-3851745.html

  89. hacs

    -

    25/10/2013 às 12:21

    “…mais um elo na cadeia do crime.”
    Perfeito.

  90. Antonio Carlos

    -

    25/10/2013 às 12:18

    TEnho uma solução bastante simples para o problema de aprendizagem dos alunos de medicina: Apenas por imagens não fornece o conhecimento necessário, então do o ilustre Flávio Lamas se voluntarie para que os alunos possam na garganta dele aprenderem como fazer uma traqueostomia. Os alunos precisam aprender porque num caso de emergência terão de atuar rapidamente. Se em porcos não podem, em pessoas podem e nada melhor do que o próprio, Lamas, por amor ao seu semelhante, ceder a sua garganta.

  91. Cau Marques

    -

    25/10/2013 às 12:18

    Há tempos atrás, um laboratório de pesquisa genéticas nos EUA sugeriu a criação de “semi-homens”, ou seja, seres com todas as funções orgânicas humanas, mas com baixa auto-consciência e inteligência. Seria uma espécie de retardado mental, criado via manipulações genéticas. Objetivo? Serem usados como cobaias em testes de medicamentos e procedimentos cirúrgicos. Pergunto à turma do beagle: isso pode?

  92. Ricardo

    -

    25/10/2013 às 12:18

    A PUC deu “sorte”. Já pensou se houvesse a “ala” dos black blocs?

  93. Sibila

    -

    25/10/2013 às 12:12

    Gente, o quê está rolando acerca do Banco doBrasil?

  94. Miguel

    -

    25/10/2013 às 12:11

    Muito Bom Rei! essa militância em favor dos animais chega a ser patética, é impressionante como não conseguem, ou não querem enchergar que as pesquisas são necessárias para a playboizada gastar odinheiro do papai com saúde!! aposto que não irão mais tomar leite, porque a ordenha “maltrada” as vacas! absurdo!

  95. rodrigo

    -

    25/10/2013 às 12:09

    deu na globo hoje que estavam vendendo um dos filhotes sequestrados por 2.700 pilas

  96. M

    -

    25/10/2013 às 12:06

    Ninguém vai sair em defesa das baratas?
    Laboratórios usam (e matam) as mesmas testando inseticidas.
    Vai ter algum deputado que vai levar os bichinhos, grandes, pretos e fedidos, para casa?

  97. Rita Rafaeli

    -

    25/10/2013 às 12:05

    O grito de guerra deles deveria ser: ABAIXO O ILUMINISMO!

  98. M

    -

    25/10/2013 às 12:02

    Na própria Veja

    Instituto Royal acusa ativistas de maltratar beagles: ‘Nossos cães não são pets’

    “Segundo a bióloga, se algo causou estresse aos animais foi a “arruaça” promovida durante a invasão. “A quantidade de fezes e de urina que os ativistas relataram lá dentro…. Você imagina que todos os animais estavam dormindo em uma condição de temperatura, iluminação e umidade controladas. De repente entram 150 pessoas fazendo aquela arruaça, aos gritos. É claro que eles urinaram e defecaram. Os animais ficaram estressados”, afirmou.”

    “Os representantes do Royal ainda não estimaram os prejuízos financeiros e científicos, mas dizem que “não deve ser pouca coisa”. Segundo Henriques, microscópios avaliados entre 80 000 reais e 100 000 reais foram quebrados e equipamentos de laboratório, computadores e materiais de testes, levados. “Além de perdermos as pesquisas que estavam em andamento para drogas anticâncer, diabetes, hipertensão, epilepsia, de antibióticos e anti-inflamatórios, ainda desperdiçamos toda a pesquisa para a padronização genética dos cães usados. Foram dez anos para que eles chegassem aos níveis de padrão internacional para testes de fármacos”, afirma Henriques.”

  99. Arthur

    -

    25/10/2013 às 11:58

    Ai ai, se já não bastava todas essas imbecilidades, ainda temos que ver a Dilma comparando cachorro com criança, a Ana Maria Braga dizendo que o Cavalo é como uma criança, etc etc etc. Já dá pra entender qual é a ideia não é mesmo?

  100. Nélio

    -

    25/10/2013 às 11:57

    Para insensatos como o sr. Lamas, medicina se aprende no vídeogame. …

  101. agente secreto

    -

    25/10/2013 às 11:54

    Velho, tá dando nojo de morar nobrasil, viu… sem comentários.

  102. Elah

    -

    25/10/2013 às 11:54

    Kant – 25/10/2013 às 11:37
    É mesmo? Coloca aí o seu CRM, então. Nem seu nome deve ser “Kant”…

  103. Silvinho

    -

    25/10/2013 às 11:52

    Ao Eduardo, das 10,46:Me parece que quem elegeu o Protógenes foi a sobra de votos dados ao Tiririca. Mais uma aberração, essa do nosso sistema eleitoral. Mas aproveitando, penso que o que leva pessoas(?) a essas manifestações idiotas, é a mais pura falta de horizonte em suas vidas, que não devem ser nada ‘afetivas’ entre a sua espécie, e partem para uma pseudo defesa de outras raças…

  104. JPS

    -

    25/10/2013 às 11:51

    BEM COLOCADA AS PALAVRAS DO NETO GONÇALVES NESTE BLOG.A GLOBO QUER IBOPE ,NAO IMPORTANDO OS MEIOS,MAS SIM OS FINS.PERGUNTO :QUE CONTRIBIUÇAO ESTA DANDO PARA A SOCIEDADE COM SUAS NOVELAS E O JORNALISMO TENDENCIOSO? CERTAMENTE ,PARA QUEM NAO TEM DISCERNIMENTO DAS COISAS,ESTA FOMENTANDO A SUBVERSAO E A MALDADE.

  105. Atlas

    -

    25/10/2013 às 11:50

    A verdade está entre o Reinaldo e os ativistas, mas consigo entender as opiniões algumas vezes extremas do Reinaldo pois ele está lidando do outro lado com extremistas dai ele procurar se explicar tanto, mas quem acompanha os posts dele diariamente há mais de um ano como eu faço sabe que ele é a favor da democracia e da ética e não é um extremista da direita.

  106. Caíque

    -

    25/10/2013 às 11:50

    Por falar em imprensa, aqui em Fortaleza/CE, em frente ao Aeroporto Internacional, ha um terreno particular, extenso, que esta sendo invadido aos poucos por ditos sem-terra com suas barracas de lona e aos olhos de todos, mas não se vê uma linha nos periódicos a respeito e nenhuma autoridade se manifesta. Talvez esperando a justiça antes da legitima força policial, o que eh um absurdo. Fica aquela impressão de que o silencio agora da imprensa rendera bons índices de audiência quando resolverem, tardiamente e com mais dificuldade e uso da força, que dirão truculenta, retirar o cada vez maior número de invasores. Se tiver sangue e morte, melhor ainda. Este eh nosso país do beagles.

  107. Fábio

    -

    25/10/2013 às 11:50

    Ativistas do bem(?!?!) farão outros 2 crimes anunciados:
    - deixarão um dos beagles roubados sem tratamento médico adequado e cuidados especializados;
    - provavelmente o seu possuidor irá largá-lo nas ruas já que o seu cuidado é caro e a pessoa tem receio de devolvê-lo.
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1361842-levado-de-instituto-beagle-ricardinho-corre-risco-dizem-cientistas.shtml

  108. Edanldo

    -

    25/10/2013 às 11:48

    Os arruaceiros que tem defensores como O Caetano Veloso,mais parecem um exército que está em formação, para defender uma Revolução Cultural aos moldes de Mao,Pol Pot,Fidel.

  109. Direitos no STJ

    -

    25/10/2013 às 11:47

    O Bom DiaBrasil – Globo, de hoje, anunciou que cientistas americanos (olha eles aí), descobriram novo vírus da dengue, proveniente de amostras de sangue de malasianos, que ficaram doentes em 2007.
    Imaginem se os “ativistas” de lá tivessem destruído o laboratório com as amostras? Estariam presos e pronto.
    Três conclusões: a) é necessário material “vivo” (humano ou animal) para pesquisas e estudos; b) As forças do ‘mal’ agem para o “BEM”; e c) sinônimo de ativista noBrasil: burro (desculpem-me os naturais).

  110. Mauricio A

    -

    25/10/2013 às 11:42

    O professor registrou BO. Cumpriu sua obrigação. O MP e os juízes vão cumprir a deles? Até onde sei a PUC é privada e os alunos pagam pela aula interrompida. É festa agora?

  111. Paula

    -

    25/10/2013 às 11:39

    Reinaldo, como te adimiro! Tudo o que vc escreveu neste caso e dos beagles, já cansei de gritar por aí, e por consequência, apanhei muito…fui execrada, chamada de coisas que não repetire…..mas neste texto vc escreveu algo muito importante:
    os cientistas precisam se menifestar…e os jornalistas precisam suportar estes cientistas nisso….

    OBRIGADA por fazer a sua parte

  112. Kant

    -

    25/10/2013 às 11:37

    Não sou a favor de ninguém invadindo nada e provocando terror, mas sou médico e logicamente já fui estudante de medicina e presenciei a morte de muitos animais inclusive cães em aulas práticas completamente desnecessárias imagine a imbecilidade de repetirem experimentos do começo do século para mostrarem a nós estudantes coisas que encontramos em qualquer livro ou vídeo. Pesquisas com animais principalmente mamíferos devem ser feitos somente em último caso quando realmente demonstrar-se que as mesmas são essenciais para o entendimento da saúde humana ou animal e que não existem alternativas para se chegar a uma resposta.

  113. eusabia

    -

    25/10/2013 às 11:37

    A imprensa não vem, há anos, estimulando os pichadores e grafiteiros dizendo que fazem arte? Isto não é parte do rol de vandalismos? O prefeito de Nova Iorque, que esteve recentemente no Brasil, liquidou essa praga na sua cidade. Mas, para os jornalistas irresponsáveis, o Brasil é o melhor lugar do mundo e aqui pode tudo.

  114. ADRIANO MAGALHÃES

    -

    25/10/2013 às 11:35

    REVELAÇÕES DE UM VELHO GUERRILHEIRO INDICAM: O PT E O CHAVISMO COMANDAM O PROJETO CONTINENTAL CUBANO.

    Mais, aqui:
    http://aluizioamorim.blogspot.com.br/

  115. GamoR1

    -

    25/10/2013 às 11:35

    Silvia

    25/10/2013 às 10:48
    Até que enfim acharam um ‘jeitinho’ de verem publicados seus comentários. Pra mim merece Reinaldoxxxxxxxxxxxxxx

  116. Elah

    -

    25/10/2013 às 11:34

    Movimento Passe Livre, Black Blocs e PT, PIÇOL, PSTU e toda a ordem de idiotas que saíram ilesos (principalmente nos bolsos) de suas bagunças inúteis, destamparam a Caixa de Pandora, estimulando outros tipos idiotas inconsequentes a saírem por aí impondo suas agendas ainda mais inúteis. Ativistas? Desocupados isso sim! Deveriam criar o movimento “Occupy Yourselves”.

  117. O JUSTICEIRO

    -

    25/10/2013 às 11:32

    OS ANIMAIS, MERECEM NOSSA ATENÇAO E CARINHO,MAS, ANTES, VAMOS, RESOLVER, O PROBLEMA,DESSAS CRIANÇAS, FAMINTAS, CATANDO ALIMENTO NO LIXO,.

  118. GamoR1

    -

    25/10/2013 às 11:32

    Continue Reinaldo mas vá com calma, precisamos de você por muitos e muitos anos ainda. A rede suja petralha está brigando para valer com vistas as eleições de 2014. Infelizmente estamos órfãos de uma Oposição com ‘O’ maiúsculo, se fosse Oposição entrava de “sola” mostrando ao povo brasileiro a desordem reinante.

  119. SILVIO

    -

    25/10/2013 às 11:31

    NO NEOLOGISMO COMUNISTÓIDE ISSO É “INTERVENÇÃO URBANA” QUE PODE SER USADO PELOS ATIVISTAS PACÍFICOS PARA QUALQUER INVASÃO E DEPREDAÇÃO….

  120. Wagner C Souza

    -

    25/10/2013 às 11:31

    Mais uma vez discutem-se detalhes técnicos quando o crime praticado fica de fora! Sem dúvida, perdemos a noção!

  121. Marina

    -

    25/10/2013 às 11:29

    Olá Reinaldo, concordo com as suas ponderações.
    É um absurdo mesmo invadirem uma sala de aula ou destruirem pesquisas cientificas. Sobre essa última, tenho algumas dúvidas, não da atitude errada dos ativistas, mas se realmente esse Instituto em Sao Roque fazia pesquisas sobre cancer…. Nunca ouvi falar de nenhum resultado/publicação ou o que for de relevante desse Instituto sobre cancer. Não eram testes decosméticos? Fica a dúvida também sobre a seriedade desse local… novamente não justificando a atitude dos ditos ativistas

  122. GamoR1

    -

    25/10/2013 às 11:27

    Acredito que esse vandalismo todo faz parte da “tomada de poder”. A prova disso é que quanto mais vandalismos o IBOPE da Presidente está subindo. Logo, logo vão partir para cima de frigoríficos; açougues, granjas. Enquanto isso ninguém fala mais nadasobre corrupção, mensaleiros condenados vivendo tranquilos e rindo do povo. Incrível que no caso do Instituto Royal tive que ser duro na argumentação com muitos amigos que achavam certo a atitude criminosa de vândalos a serviço de uma ‘causa’.

  123. Odilon Rocha

    -

    25/10/2013 às 11:26

    Na Revolução dos Bichos, de George Orwell, os porcos lideram a rebeldia, matam os proprietários, tomam a fazenda, assumem e a “lama” começa. Será…

  124. Kenji

    -

    25/10/2013 às 11:14

    Uma vez li um livro (que recomendo) chamado “O Físico” – Gordon, Noah. E uma das coisas que me chamaram a atenção foi o cenário de atraso da medicina na Europa em relação à vanguarda desta ciência, na mesma época, no Oriente. A Europa vivia todo aquele controle da Igreja da Idade Média. A sangria era a panacéia permitida. Qualquer outro procedimento, bruxaria. No Oriente, a experimentação com modelos animais anatomicamente semelhantes a humanos, a necrópcia etc. era permitida. O simples fato de poder dissecar um porco abatido trouxe enormes avanços na medicina no Egito. O foco de tudo isso: salvar vidas humanas.
    Sou engenheiro e, no meu campo, os softwares e computadores poderosos podem simular várias situações e contribuir para uma solução física e/ou evitar catástrofes. Ainda assim aviões caem, prédios e pontes desabam etc. pois ainda há lacunas não previsíveis pela tecnologia. A falha humana é uma delas.
    Acredito que na medicina, que lida com organismos tão complexos como o ser humano, modelos matemáticos dificilmente conseguirão substituir os modelos reais. Mesmo numa mesma família há indivíduos não compatíveis em uma série de aspectos. Assim fosse, a produção de medicamentos já estaria muito mais avançada e certeira, além de funcionar com todos os indivíduos de uma população.
    Esse comportamento dos ativistas nos remete à Idade Média Europeia.
    Ninguém é a favor de crueldade com animais. O uso deles já está regulado. Qualquer desvio em relação à legislação sobreo assunto deve ser tratado e punido nos devidos órgãos competentes. Existem leis!
    A continuar nessa toada, já já não poderemos ter nossa escolha pessoal de comer um bife!
    Realmente, oBrasil está ficando insuportável!

  125. NETO GONÇALVES

    -

    25/10/2013 às 11:13

    OLÁ SILVIA – 10:48 – “NÃO ACEITA NENHUM ARGUMENTO”??? É SINAL DE QUE VOCE É A MÃE, MADRASTA E MADRINHA DA IGNORÂNCIA. …

  126. PALCOSCENICO

    -

    25/10/2013 às 11:12

    OS PORCOS QUE ELES TENTAVAM DEFENDER ERAM ESPECIALÍSSIMOS;
    -
    - Eram, em especial dois Porcos militantes do PT e do PMDB e uma Porquinha do PT. Seus principais hábitos eram seguir as regras demonstratadas em “Animal Farm” por George Orwell, maltratando e escravizando todos os demais.

    – Vejam esses asquerosos animais em: http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  127. Junior

    -

    25/10/2013 às 11:11

    Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, e tudo o que há no universo para o seu bom proveito. Está faltando humanismo pra essa gente.

  128. NETO GONÇALVES

    -

    25/10/2013 às 11:10

    OLÁ FÁBIO MARQUES – 10:45 – …, TERIA CORAGEM DE COLOCAR O NÚMERO DO SEU CRM-XX AO LADO DO SEU NOME?

  129. Wanderlei Barbosa

    -

    25/10/2013 às 11:07

    Lembrando, Reinaldo – quanto ao episodio dos caes Beagles… Era o caso então dos ativistas começarem proibindo e ou depredando as lojas de Pet shops. Não que eu concorde, mas por questão de coerência deles já que lá eles estão engaiolados, etc.

  130. razumikhin

    -

    25/10/2013 às 11:07

    Desejo lembrar que pacientes com câncer terminal já foram – se ainda são, não posso afirmar – submetidos a tratamentos experimentais com novas drogas etc., se assim o desejaram.

  131. josé reis barata

    -

    25/10/2013 às 11:07

    “Silvia – 25/10/2013 às 10:48

    Sou totalmente contra teste em animais. Nenhum argumento me convence.”
    .
    Nietzsche:
    “Quando colocamos a verdade em cima da cabeça, geralmente não percebemos que nossa cabeça , tampouco está colocada onde deveria”
    .
    “Não foi a luta das opiniões que tornou a história tão violenta, mas a luta da fé nas opiniões, isto é, nas convicções ”
    .
    “As convicções são inimigas da verdade mais perigosas que as mentiras.”

  132. aparecido f.

    -

    25/10/2013 às 11:07

    Já vi um médico fazer uma traqueotomia com uma caneta BIC e salvar a vida de uma garota de doze anos…é operação de emergencia que se faz com faca e canivete…

  133. Luiz Nascimento

    -

    25/10/2013 às 11:05

    O EGOÍSMO NOSSO DE CADA DIA

    Acho interessante a defesa dos animais. Acho de deve ser feita, sim.
    Mas o mais interessante são as pessoas que sofrem tanto com isso que a defesa transcende os animais e e passa a ser dos sentimentos delas próprias, num ato explícito de egoísmo.

    Elas estão com pena, estão com sentimentos ruins e querem que eles passem.
    Para isso defendem o animal e, num ato irracional, mas bem conhecido, defendem seus argumentos atacando. Alegam que humanos devem substituir animais nos experimentos, ou que médicos podem treinar em bonecos para, um dia, realizar de verdade num humano, pela primeira vez.

    Partem sempre para a briga irracional pois sabem que suas pretensões são irracionais. Tamanha é sua certeza de erro que não se consegue conversar ou argumentar com eles.

    Mas não estão errados. Devemos, sim, procurar meios para solucionar esses problemas. Eles estão apenas perdidos, acuados como animais que, nesta situação, param de fugir e lutam por suas vidas.

    Deveriam ser mais racionais para conseguirem discutir o problema e apresentar soluções, pois sem discussão e na força, já perderam. Só vão criar mais problemas e sofrimentos tanto aos animais quando aos humanos.

  134. NETO GONÇALVES

    -

    25/10/2013 às 11:03

    ESTÁ SE TORNANDO INSUPORTÁVEL ESSE COMPORTAMENTO DA GLOBO. JÁ NAO BASTA A APOLOGIA QUE VEM FAZENDO SOBRE A BANALIZAÇÃO DOS VALORES MORAIS DA CÉLULA MATER DA SOCIEDADE – A FAMÍLIA – ATRAVÉS DAS NOVELAS EM QUE TODOS OS CONCEITOS DE ÉTICA, MORAL E BONS COSTUMES VEM SENDO SUCESSIVAMENTE QUEBRADOS PELOS DESTAQUES EXACERBADOS QUE SE DÃO AOS COMPORTAMENTOS DOS FELIXS, NICOS, FILIPINHOS E OUTROS MENOS COTADOS,COMO SENDO OS POLITICAMENTE CORRETOS.
    É REALMENTE O FIM DOS TEMPOS, PATROCINADOS PELA VENUS PLATINADA. SÓ NOS RESTA TORCER PARA QUE UM DESSES ATIVISTAS OU JORNALISTAS E CHEFES DE REDAÇÃO QUE LHES DÃO APOIO TENHAM UM MAU SÚBITO E QUE SEJAM SALVOS POR UM DESSES MÉTODOS (DITOS DESUMANOS), PARA QUE ELES RECONHEÇAM O VALOR DESSAS PESQUISAS. QUEM NÃO APRENDE PELO AMOR ACABA APRENDENDO PELA DOR. TO CONTIGO E NÃO ABRO GRANDE REINALDO. JUNTOS E MISTURADOS.

  135. Marcos P. C.

    -

    25/10/2013 às 10:57

    É a Globo a serviço do governo. Aonde aconteceu? Na PUC de Campinas, Estado de São Paulo. Se tivesse acontecido na Bahia dos Ptistas, não teria essa repercussão. Abaixo os capachos dos idioPtas.

  136. leo guedes

    -

    25/10/2013 às 10:57

    Nesses tempos de relativismo nunca o animal racional esteve tão próximo do verdadeiro animal. Logo teremos menos valor do que uma barata, se é que para muitos já não chegamos a esse estágio.

  137. eduardo

    -

    25/10/2013 às 10:49

    segue o link da postagem desse tal protógenses https://twitter.com/ProtogenesQ/status/392041997088747520/photo/1

  138. Silvia

    -

    25/10/2013 às 10:48

    Sou totalmente contra teste em animais. Nenhum argumento me convence.

  139. SERGIO

    -

    25/10/2013 às 10:48

    O grande esporte dos canalhas é a venda de imagens, da aparência de ser algo…pura enganação, empulhação !! quase todos buscam ser politicamente corretos mas não passam de pessoas moral e eticamente canalhas ! o importante é parecer bacana, quando na realidade não se é nada de fato mas apenas canalha !! a opção preferencial é pela canalhice que se pareça bacana!! qualquer semelhança com os petralhas e com a teologia da libertação não é mera coincidência !!

  140. eduardo

    -

    25/10/2013 às 10:46

    Olha isso Reinaldo. Aquele deputado Protógenses (como elegem um cara desses?) posta no seu twitter váriasfotos chamando o instituto royal de royal canin (que é outra coisa). Não sabe nem o nome do instituto é quer promover investigação.

  141. Fabio Marques (médico)

    -

    25/10/2013 às 10:45

    Olá Reinaldo,
    A realização de traqueostomia é procedimento corriqueiro nas UTIs. Pacientes que ficam por tempo maior internados com necessidade de ventilação mecânica são submetidos à traqueostomia. Esse procedimento não é de urgência e pode ser feito pelo cirurgião ou pelo médico intensivista. A pratica em animais é uma mera simulação da realidade que o médico vai encontrar de fato no paciente.
    Não vejo a necessidade de se fazer treinamentos em animais já que é possível fazer um treinamento real à beira do leito com o auxilio de um médico especialista. Um exemplo: cirurgiões residentes em cirurgia geral não praticam antes em animais. Eles aprendem a operar com a ajuda de seus preceptores em situações reais.
    Uma observação a mais: a cricostomia, e não a traqueostomia, é sim um procedimento de urgência.

  142. Airton

    -

    25/10/2013 às 10:44

    Esse pessoal come peixe, carne de boi, vaca, veado, porco, gamba etc… ou são todos vegetarianos?.
    Se for assim, não podemos comer nada. Só pastar!!!
    Vida boa.
    É lamentável que a imprensa dê guarida a essa gente. E, acreditem não tem fim… vão continuar.

  143. Rodrigo L.

    -

    25/10/2013 às 10:38

    São pessoas que acham que comida nasce no supermercado, remédios por geração espontânea e guerras são vencidas com canções. Acreditam num “mundo melhor” (o que quer que isso signifique para eles) e no ET de Varginha. Mas não hesitariam um segundo em condenar quem pensa diferente ao paredón. Vítimas perfeitas para a doutrinação esquerdopata. Pergunto se essa turma que invadiu a sala de aula não tem que trabalhar não, sabe, fazer coisa de gente ordinária, comum, como pagar contas, cuidar dos filhos, comprar pão, etc. Se seus anseios por salvar o mundo ainda assim não puderem ser contidos, recomendaria que fossem a uma daquelas reuniões de “cosplay” quando todo mundo se veste de super-herói, brincassem ali um pouquinho, e extravasassem suas loucuras. O mundo agradeceria.

  144. Henricão

    -

    25/10/2013 às 10:37

    A imprensa está dominada pela sociabilidade. Hoje em dia o importante é parecer bacana. Defender os animais parece ser uma coisa bacana, assim como defender os probres, fracos e oprimidos. Logo, qualquer coisa que vá nessa linha, conta com o engajamento dos nossos jovens — e bacanas — repórteres e redatores. Todos querem mais é ficar bem na foto com a galera, em vez de cumprir suas obrigações profissionais.
    Isso leva, por exemplo, todos eles a se referir ao roubo dos beagles como “resgate” dos beagles.
    Como é sabido, uma das primeiras medidas de todo totalitarismo é a instituição de uma novilíngua, na qual roubo vira “resgate”, favela vira “comunidade”, velhice vira “melhor idade”, etc, etc, etc.
    Essa demagogia vulgar é o que mais me incomoda. Essa dissimulação toda é tacanha. Acho que estou velho demais …
    Brave new world!

  145. Guilherme Sanchez

    -

    25/10/2013 às 10:35

    Eu queria ver se um desses ditos “lutadores pelos direitos dos animais” precisasse de uma traqueostomia e quem a fizesse fosse um desses médicos que só fizeram o procedimento via simulador.

  146. André

    -

    25/10/2013 às 10:33

    Só mais uma coisa: e se ao invés de beagles fosse pitbulls e rottweilers, será que o ditos ativistas teriam toda essa coragem de pular o muro?

  147. moavani parente

    -

    25/10/2013 às 10:27

    Os nossos “ativistas” deveriam fazer também um estágio
    prático, a título de ganhar experiência: antes de começar
    a militância, teriam TODOS que escalar alguma plataforma
    petrolífera na Rússia.

  148. DAVID

    -

    25/10/2013 às 10:21

    Será que estupidez é contagioso? porque ultimamente é só o que se vê.

  149. Antonio

    -

    25/10/2013 às 10:16

    Parece que a Rede Globo incentiva a prática de delinquentes! A pergunta que fica: o governador de São Paulo vai determinar que a polícia do seu estado seja firme no enquadramento destes ativistas criminosos? Não sei…vamos aguardar!! Agora eu sugiro para o Sr. Flávio Lamas perguntar para os cachorros beagles onde eles gostariam de viver, se é no Intituto Royal, nas casas dos delinquentes ou na rua, visto que três deles foram abandonados ??. Por que se o Sr. Lamas e sua turma invadir a minha casa para roubar os meus cães ou a sala de aula da faculdade dos meus filhos, vai arrumar uma tremenda de uma encrenca pelas vias legais jamais imaginada em sua vida!!!

  150. Cris Azevedo

    -

    25/10/2013 às 10:12

    Rei

    Vi esta matéria ontem e achei absurda! O G1 apelou bonito!

    Você reparou que, APESAR DE SER UM PORCO O PACIENTE, os alunos e medicos estavam em uma SALA DE CIRURGIA, todos DEVIDAMENTE PARAMENTADOS COM MÁSCARAS, TOUCAS, AVENTAIS E LUVAS? REPAROU QUE O PORCO ESTAVA SOB ANESTESIA? (Se não estivesse….imagina só a berraria e como ele “ficaria quietinho”).

    NOTA: Imaginamos que o porco NÃO deve sair da intervenção.. morto, não? Senão, fizeram algo errado. Não deve ser BEM essa a idéia. Sedar, anestesiar, operar, controlar pressão e…?
    Também não imagino os cientistas do Royal “felicíssimos” se, depois de um tese em um beagle – que sabemos ser a linha final dos testes- morrer ou tiver reações adversas ao medicamento testado. Algo me diz (meus três neurônios mancos, talvez) que a idéia é QUE NÃO HAJA MORTES, NEM EFEITOS RUINS naqueles testes. “Ah, mas tinha cachorro com tumor!”. Okay. Em um plantel de 150 cães, é ÓBVIO que alguns terão tumores, principalmente os mais velhos. Se aqui em casa, onde moram 5, há…
    Repito o que disse ontem:

    . é gente maluca
    . é gente que não recebeu limites
    . é gente que , na certa, usa drogas (prá ficar doidão)

  151. Vinicius

    -

    25/10/2013 às 10:11

    Me desculpem por esse testemunho pessoal. Estou vivo, primeiramente graças a Deus, e cientistas e pesquisadores que durante anos trabalharam e continuam trabalhando em busca de uma qualidade de vida para portadores de neoplasmas malignos.
    Os animais utilizados nessas pesquisas, deram a sua vida para que tivéssemos vida.

  152. RPCS

    -

    25/10/2013 às 10:01

    Sistema financeiro
    Governo amplia para 30% participação estrangeira no BB
    Limite da composição de capital estrangeiro já havia sido elevado em 2009, de 12,5% para 20%

    OS PETRALHAS ESTAO VENDENDO O BANCO DOBRASIL AOS GRINGOS E A OPOSIÇÃO IMBECIL NÃO FAZ NADA.

  153. Burduna nelles !!!

    -

    25/10/2013 às 9:59

    “Eu sempre fico muito impressionado com a arrogância dos ignorantes.”

    Não mais me impressiono com a arrogância deles é um fato como qualquer outro gerado na mente desses seres ainda em um estado primitivo de desenvolvimento emocional e espiritual vivem na escuridão perplexos com medo, olham para seu próprio ego, sua vaidade, sua mágoa, seu abandono e tristeza, são contra o a fraternidade e a irmandade, não conseguem respeitar a sim mesmos quem diria os outros, vão levar muuuiito tempo para sair desse estado larval e o que estamos vendo vai crescer e muito.é o caminho que o país escolheu e isso será uma prova e desafio para os demais.

  154. cleverson

    -

    25/10/2013 às 9:59

    enquanto consumirem carne tudo isso é pura hipocrisia…animais criados para abate tem um histórico de sofrimentos profundos durante sua “carreira” confinamento, superpopulação,stress, maus tratos, etc ,etc – será que essa turma que se amarra tanto nos direitos de cachorros e até porquinhos de pesquisas comemoram comendo uma suculenta e “saudável” feijoada?

  155. ss

    -

    25/10/2013 às 9:56

    Tio Rei, isso não merce manchete: BB: decreto eleva limite de participação de estrangeiros no seu capital O Banco doBrasil (BBAS3) comunicou que foi assinado, em 24 de outubro, decreto presidencial não numerado que eleva o limite da participação de estrangeiros no seu capital de 20% ára até 30%. De acordo com dados da BM&FBovespa, atualmente, a composição do capital social do banco é de 50,73% das ações pertencendo à Secretaria do Tesouro Nacional; Caixa FI Garantia Construção Naval com 3,69%; Fundo Fiscal de Inv. e Estabilização com 3,86%; Fundo Garantidor Para Investimentos com 0,26%; Caixa de Previdência Dos Funcionários Do Banco DoBrasil, 10,38%; BB Fgeduc – Fundo de Investimento Multimercado detendo 0,22% da participação e BB FGO – Fundo de Investimento em Ações, 0,33%; além de 29,82% das ações como outros (livre circulação no mercado) e por fim, 0,7% em tesouraria. Fonte Info Money.É redundância mas – como diria Veloso – Sucesso na Folha. Forte abraço

  156. André

    -

    25/10/2013 às 9:51

    No próximo dia 3 de novembro será o aniversário de 54 anos da morte e do voo histórico da cadelinha Laika. Se existissem ativistas preocupados com o bem da humanidade naquela época para salvá-la, hoje talvez não tivéssemos o microchip, o relógio digital, a fotocélula, o GPS e tantas outras milhares de coisinhas. A maioria delas estão dentro dos celulares que os ativistas usam como câmera. Obrigado por tudo, Laika! Só não vou agradecer pelo Lada Laika que, apesar da justa homenagem, é o carro mais feio que já existiu.

  157. Matthias Weinstock

    -

    25/10/2013 às 9:51

    Prezado Reinaldo,
    A ironia do episódio da PUC de Campinas, é que os únicos que desrespeitaram os direitos dos animais foram os ditos ativistas, já que a produção e divulgação das imagens dos animais configura crime e quebra das regras da commissão de ética em pesquisa.

  158. jose flavio

    -

    25/10/2013 às 9:50

    Os dicionários poderiam acrescentar o seguinte na definição de ativismo:
    Ativismo: prática da vagabundagem.

  159. Alex Wie

    -

    25/10/2013 às 9:48

    Ai ai, os comedores de feijoada.
    Como voce disse , é impressionante a audacia dos ignorantes.
    Com relação a big press, lamentável, o JN, esta simplesmente ridiculo, parece que o mundo está uma maravilha.
    Bom, se quiser ver saiu algo importante , o governo cara de pau vem em sao paulo anuncia investimento pra metro e trem, ué, CADE?
    http://noticias.terra.com.br/brasil/politica/dilma-anuncia-investimento-de-r54-bi-para-metro-e-trem-de-sao-paulo,ed7d4ef654be1410VgnCLD2000000dc6eb0aRCRD.html#comment

  160. Paulo Bento Bandarra

    -

    25/10/2013 às 9:48

    Pois é. Além do governo, do PSDB, do MEC, do Ministério de Ciência e Tecnologia, os cientistas e pesquisadores estão devendo. Quando Garotinho e Marina Silva defenderam o criacionismo, saíram para defender a ciência. Agora estão apagados deixando estas mentes obscuras medievais a atacar livremente sem um contraditório a altura. Isto que era retórico apenas, não criminosos, como agora.

  161. Fernando

    -

    25/10/2013 às 9:35

    Idiotas úteis!

  162. PACATO

    -

    25/10/2013 às 9:34

    BOM REI.
    Se essas ações não forem contidas com urgência pelas autoridades,o País terá que ficar,cada vez mais,pagando royalties registrados e patenteados por países desenvolvidos.Países onde essas “frescuras” de invasões à propriedades privadas são punidas rigorosamente!
    ======================================
    Em tempo:
    Aproveito para lembrar aos leitores que não foi fácil para o Sr José Serra,como ministro dasaúde,fazer acordos com as leis internacionais de patentes de remédios e com isto criar os remédios genéricos e os “coquetéis” contra a aids.Uma ação que trouxe benefícios a milhões de brasileiros!

  163. Joe Silva

    -

    25/10/2013 às 9:28

    A imprensa doBrasil, com raras exceções, não vale nada. É medíocre, despreparada e vendida para a esquerda.
    Os ativistas , então, se dividem em dois grupos. Os profissionais, picaretas que descobriram um meio fácil de ganhardinheirono sistema podre em que vivemos, e os bobocas, pessoas deslumbradas e com uma vida de pouco sentido e realizações, que procuram um pouco de excitação em causas sem pé nem cabeça.
    Que esse tipo de gentalha esteja mandando noBrasil é prova que vivemos em uma República de Bananas do terceiro Mundo.

  164. Payxão

    -

    25/10/2013 às 9:26

    Se é assim, invadem, depredam, retiram os animais dos laboratório, etc….por que não vão invadir os grandes frigoríficos para soltar os bois, os frangos, porcos, os patos, os chesters, peixes….
    Esse negócio, já está passando dos limites, ninguém aguenta mais, é muito patrulhamento, quem não concorda é taxado de reacionário, preconceituoso, de direita (mesmo não sabendo o que é isso), a Globo está sofrendo disso, quero crer. O Br-varonil está virando uma bagunça, agora tudo começa com violência e termina em pizza. Acorada!
    A G

  165. gaga

    -

    25/10/2013 às 9:24

    Ativista aquí no Brasil está sendo tratado como heroi. Por muito menos a bióloga ativista brasileira vai amargar alguns anos de cadeia na Russia.

  166. Bruno Sampaio

    -

    25/10/2013 às 9:20

    Mão sei quem falou que se não se investir em escolas, terá que se investir em presidios. Chegou a hora. Cadeia pra essa galera que acha que pode fazer tudo que der na telha.

  167. josé reis barata

    -

    25/10/2013 às 9:19

    Ativista: “Mente vazia oficina do cão”

  168. CRISTINO SANTOS

    -

    25/10/2013 às 9:18

    A IMPRENSA NÃO CRITICA ISSO!
    UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO LATINO AMERICANA
    - Fica em Foz do Iguaçu
    - Despesas a cargo doBrasil
    - Usará recursos de Itaipu também, além dos orçamentários, federais!

    Na concepção da Unila, sobressai como da mais alta relevância a de ser uma instituição bilíngue, com professores e alunos doBrasil e dos diversos países da América Latina. A meta é ter 10.000 alunos e 500 professores, sendo uma metade oriunda doBrasil e a outra da América Latina e Caribe. Essa exigência está no centro das reflexões da Comissão na medida em que se torna necessário conceber um projeto pedagógico de alcance inter e transdisciplinar que, tendo como substrato a convivência intelectual e o diálogo inter­cultural, ofereça um ensino e desenvolva pesquisas e programas de extensão de elevado nível acadêmico.

    PS: Num país em que
    - FALTAM CRECHES
    - a EDUCAÇÃO BÁSICA É´PÉSSIMA
    - o ENSINO MÉDIO NECESSITA REFORMULAÇÃO TOTAL E MAIS RECURSOS
    - o ENSINO SUPERIOR está entre os piores do MUNDO,
    OGOVERNO DECIDIU EM 2010, CRIAR ESSE MONSTRO!

  169. César

    -

    25/10/2013 às 9:16

    Reinaldo
    Esses “próximos” dos porcos talvez não saibam como se mata um porco. O rito começa com uma marretada na cabeça do bicho. Em seguida, enfia-se o punhal no peito para sangrar o animal. Cresci vendo isto. É o método, digamos, caseiro, mais comum … Sempre achei, aí sim, uma forma cruel, ainda que não seja contra o abate.
    Em Juazeiro do Norte, um dia, eu olhava umas ovelhas, em frente a uma loja. Para um pastor evangélico, que sou, ver esse animalzinho ao vivo sempre desperta curiosidade. Ela estava amarrada por uma corda numa coluna de madeira da loja. De repente, veio um homem com uma marreta, e deu com ela na cabeça da ovelha, que ela caiu no mesmo instante. Foi um baque tão forte, que eu ouvi de uns 30 metros.
    Em seguida, ele amarrou outra corda numa das pernas do bicho, passou pela viga do telhado, e puxou, deixando a ovelha pendurada, agonizando. E, pasme, ainda agonizando o animal, já começou a retirar o couro, com uma faca afiada. Isso foi feito em publico, na rua, mostrando que no nordeste é “normal”.
    POR QUE NÃO VÃO ESSES VER AS BARBARIDADES REAIS QUE SE COMETE COM ANIMAIS …, E DEIXAM O QUE É PESQUISA CIENTÍFICA RESPONSÁVEL EM PAZ?

  170. Fernando

    -

    25/10/2013 às 9:13

    Reinaldo, saúde e paz. Essa febre tende a aumentar sim, em todos os sentidos. Você como sempre faz a verdadeira radiografia do momento que atravessamos, um divisor de águas. A continuar essas loucuras, muito breve, os “ativistas”, que inclusive devem ser vegetarianos, proibirão o consumo de carne animal e sairão Brasil fechando frigoríficos, depredando mercearias e açougues, tudo em nome da causa ANIMAL.
    Cada dia é mais verdadeiro, “Quem não usar os olhos para ver, terá que usá-los para chorar! Foerster.
    Abraços e um ótimo fim de semana.

  171. Dinho

    -

    25/10/2013 às 9:11

    Reinaldo, o que me espanta é que a Globo era anteriormente vilipendiada pelas esquerdas como sendo “de direita” (Lembra do caso Time-Life? – mote dos esquerdistas dos anos 60). Casos recentes mostram que, ou os censores de ontem estavam errados, ou a Globo mudou. Se mudou, porque foi? A parcialidade com que ela tem abordado certos fatos me incomoda tento quento a “amebice” do jornal Nacional.

  172. PALCOSCENICO

    -

    25/10/2013 às 9:07

    CONVOCAÇÃO GERAL DE ATIVISTAS EM PROL DA CAUSA ANIMAL!

    – Nas florestas da África neste momento centenas de filhotes de macacos caem das costas da mãe ou de altos galhos e ficam semi-mortos no chão. A mães àz vezes desce e verifica com sua intuição se pode sobrviver. Aí os levas pelo pescoço. Se não, vira comida de abutres e felinos.

    – Mais à frente as hienas decepam e estraçalham filhotes de corsas ou mesmo as adultas e os Leões predadores do segmentos, além dessas, atacam e matam para comer, zebras, bizões e filhotes de elefantes.


    – Mais adiante uma raça de macacos acizentados e de olhos azuis esperam pacientemente que outras espécies de macacos se acasalem, para neste momento atacar e matar.


    – São dezenas de milhares de mortes por dia.

    – Ficam pois covocados os ativistas brasileiros para (com tudo pago) morar no alto de árvores e passar a evitar essas mortes com a sua sabedoria e sem usar armas letais.

    – Como não vejo HOMENS exibicionistas, nem BARRAQUEIRAS com coragem para tal, DUVIDO E FAÇO POUCO.
    – Certo Dep. TRIPLO e o outro estadual do PSDB (não lembro) que só vive de receber medalhinhas e plaquinhas de coisas que nada tem a ver. COVARDES!
    – Vejam esses párias em: http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  173. Aldo Matias Pereira

    -

    25/10/2013 às 9:06

    Reinaldo,
    Dá nojo o que certa imprensa, que a cada dia se torna masi presente, faz com as palavras. É inadmissível que grupos de comunicações que determinam o comportamento de todas as redes de jornais, revistas, radios e televisões dêem guarida a verdadeiros assassinatos do vernáculo quando querem expressar uma opinião ou defender um propósito, um ponto de vista ou interesse. Assim, chamam de “manifestantes” os terroristas que estão a infernizar a vida dos cidadãos, principalmente no Rio de Janeiro e São Paulo e que vai se espalhando pelo país. Ou então, “governabilidade” o assalto aos cofres públicos. Ou então, “sustentabilidade” a contínua perseguição ao agronegócio, que sustenta o país há onze anos. Ou então, “cidadania” a imposição de direitos de minorias organizadas sobre o restante da sociedade. Isso não tem como acabar bem e vejo a vida se deterirando cada vez mais, principalmente nas cidades de pequeno/médio porte do interior, pelo que já se convencionou chamar de participação através das redes sociais. Os crimes estão cada vez mais comuns, violentos e banalizados por um jornalimso que se pretende progressista mas que, de verdade, só faz se proteger e se livrar da responsabilidade de sua missão: INFORMAR!!!

  174. Melissa L'Abbate - São Paulo

    -

    25/10/2013 às 9:06

    No Universo: atingindo-se picos de desequilíbrio-total, no Planeta Terra, é permitido levantar Fogo-Máximo, para ANULAR O MAL! Embora recriminemos as insanas atitudes dos “encapuzados”, devemos admitir que estão sendo usados por seus Anjos de Guarda, na linha-de-frente, para quitarem dívidas de reencarnações anteriores, servindo a Pátria, plenamente. Perguntará o amado irmão: mas o Estado pode defender-se? Pode! E já está defendendo-se. Para conseguir penetrar nas maravilhosas Coordenadas-de-Tempo e Espaço-13, recomendo-lhe chá-de-melissa a cada enfraquecimento energético. A sua dificuldade em abarcar o novo padrão vibracional, do Planeta Terra, explica-se pelo uso exagerado do raciocínio científico. Acrescento: existe raciocínio-lógico na Metafísica! Ampare-se mais na filosofia divina = Gesuismo, para conseguir melhor êxito. Notícia não-tão-boa (mas sobreviverá…): você ainda possui dívidas de seu engajamento juvenil, na política. Estou auxiliando-o, espiritualmente. Se conseguir enxergar-me como uma irmã-de-amor, passará pelo deserto mais facilmente. Só para consolá-lo: sou especialista em sobrevivência na selva-total…

  175. Uber

    -

    25/10/2013 às 8:48

    Viu também a notícia abaixo?
    Como diz aquele provérbio, as boas intenções ladrilham o caminho para o inferno:
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/10/1361842-levado-de-instituto-beagle-ricardinho-corre-risco-dizem-cientistas.shtml

  176. Thiago Monteiro

    -

    25/10/2013 às 8:46

    Um absurdo! E ainda são tratados por parte da imprensa como “heróis” ou “revolucionários”. O que esperar de um país que dignifica terroristas e os promove a arautos da liberdade e da justiça, como na Ditadura. Será que daqui a alguns anos os tais invasores serão honrados? Poderão se candidatar a algum cargo político? Quem sabe poderão se tornar Presidentes da República? E os apoiadores das pesquisas com animais? Terão que enfrentar a Comissão Nacional da Verdade? Alguns brasileiros de fato merecem médicos cubanos, já que acham que a teoria pode substituir a prática…

  177. Melissa L'Abbate - São Paulo

    -

    25/10/2013 às 8:43

    Querido Azevedo: o seu posicionamento justifica-se. Informação adicional: o Planeta Terra, no Terceiro Milênio, está sentindo a gloriosa FORÇA de seu Arcanjo-Protetor, Gesù Cristo e já experimentando novo padrão vibracional. Verdade-Total: no que o ser-humano reconhecer nos mamíferos mais evoluídos o respeito-de-mesma-criação, descobrirá a cura do câncer na fusão: Ciência + Metafísica.

  178. bruno barreto

    -

    25/10/2013 às 8:30

    é o mesmo questionamento que faço da cobertura da imprensa nesses massacres nos eua, acho que caberia sim uma reflexão pra tentar diminuir a publicidade do sujeito, pois acho que isso só estimula mais delinquencia….enfim é um debate a ser mantido

  179. Um Tal Zé

    -

    25/10/2013 às 8:30

    Do jeito que as coisas vão, o Brasil que pouco tem de Ciência, agora sim é que vai retroceder pra valer; incrível como em pleno século 21, pessoas com tal mentalidade retrógrada partam para a desvalorização dos meios que há muito tem demonstrado que o progresso humano depende e muito de pesquisas; este tipo de gente “revolucionária” pertence àqueles grupos que repudiam a modernidade e portanto deveriam deixar a civilização e ir habitar os cafundós, longe dos benefícios da eletricidade, do automóvel, da internet; que eles vão lá pros quintos e que contem com os serviços de pajés pra resolver seus problemas, caso contrário, que eles não fiquem reclamando e ao mesmo tempo usufruindo das benesses que conseguimos através de séculos a duras penas e que agora querem jogar na lata de lixo.

  180. scholo

    -

    25/10/2013 às 8:23

    Certamente tais ativistas, defensores dos cachorros e dos porcos, são por lógica adeptos de Josef Mengele, maior exemplo de experiências médicas com humanos, deveriam defender a sua causa sendo voluntários a cobaias para experiências em laboratórios e faculdades.

  181. Eduardo

    -

    25/10/2013 às 8:22

    Curiosa a afirmação do Sr. Flávio Lamas. Por ela podemos entender que se somos capazes de aprender a fazer um ovo poché vendo um vídeo no Youtube, porque não aprenderíamos uma traqueostomia? Bem, Sr. Lamas, até aprender a fazer um bom ovo poché, alguns ovos acabam perdidos. No caso da traqueostomia…

  182. Bertozo

    -

    25/10/2013 às 8:16

    Desculpa….esqueci de um detalhe que tem me revoltado. A imprensa e até o ministro chamando o ato de ” RESGATE DOS BEAGLES” . A SOnia Racy disse que os cães foram ” RETIRADOS “… Depredação, ROUBO, vandalismo no dicionário dos ativistas passou a ser “resgate” , “retirada” ….por isso Banânia está como está e ficará cada dia pior.
    Está mais que na hora do Governador deixar de lero-lero e soltar a policia em cima dessa corja.

  183. Bertozo

    -

    25/10/2013 às 8:12

    Trata-se de um bando de delinquentes, miseráveis. Quem olhar as fotos da FSP da invasão do Royal, verá instalações impecáveis, posteriormente depredadas pelos criminosos. A única foto que tem cocô de cachorro pelo chão é claramente montada a cena, por que?, porque tem foto de invasores abrindo canis absolutamente limpos e impecáveis e olha que tudo com piso branco.
    Cadê as fotos do beagle sem uma das patas ? Cadê a foto do beagle que foi cegado propositadamente pelo Royal?
    Até agora o que vejo é : beagles abandonados nas ruas de São Roque, beagle com problema renal que corre risco de morte, beagle sendo anunciado no Mercado Livre (anuncio concluido nesta madrugada de pois de denuncias), por 2,7 mil reais, onde o valente diz no texto que o cachorro é um “monumento” ( sic) da manifestação.
    Para mim é um bando de canalhas da pior espécie.

  184. maria augustina deves

    -

    25/10/2013 às 8:07

    Dou uma sugestao ao tal lamas: ensine seu filho a andar de bicicleta vendo videos e depois sorria quando ele,talvez,sofra uma queda ( ou se surpreenda,”pois como nao aprendeu”??.)Caro Reinaldo.Sou medica formada em 1984 e ,naquele seculo,podiamos ter aulas de tecnicas cirurgicas com caes.Parece que agora nao pode.Tenho medo de pensar em como os estudantes de agora estao aprendendo cirurgia…abraços.

  185. BH

    -

    25/10/2013 às 7:59

    Sr Reinaldo Azevedo:

    O que esperar de uma sociedade como a nossa.
    Historicamente somos o rebostelho do mundo,os bandidos de Portugal eram deportados para cá,quem lê Vieira e seus sermões, sabe como era a sociedade de São Luis em 1653 e de lá para cá não mudou nada.
    O que esperar de uma sociedade que proíbe e faz campanha para não dirigir bêbado,mas vota em um bêbado para dirigir a nação ou vota em quem o bêbado indicou e fica indignado com o aumento do IPTU de São Paulo e as abobrinhas ditas pelo coxinha,sem contar as bobagens ditas pela presidente.”atrás de um criança tem um cachorrinho”
    O que esperar de uma sociedade que cultua a “esperteza”que valoriza os bichinhos e deixa as crianças abandonadas nas cracolândias ou embaixo de um viaduto.Vota em um “esperto” mal caráter.
    O que esperar de uma sociedade que não sabe que, além de um valor, a sinceridade é a medida do caráter.Vota em um mentiroso.
    O que esperar de uma sociedade que fica indignado com a corrupção dos políticos e estaciona o carro na calçada,ou pego em flagrante delito no transito, quer dar uma baba para o guarda.Vota em um corrupto.
    O que esperar de uma sociedade que defende a honestidade,mas rouba no peso ou na quantidade e comenta com os amigos se estivesse no serviço público faria a mesma coisa.Vota no ladrão.
    O que esperar de uma sociedade que defende o casamento monogâmico e por debaixo do pano é um fornicador furtivo.Vota no fornicador furtivo.
    Está aí o retrato de um um ex-presidente da república com a cara do Brasil.
    Bêbado,mal caráter,mentiroso,corrupto,ladrão e agora fornicador furtivo.
    O que eu posso esperar disso?Que vai ficar pior bem pior.
    Saudações
    Ps A SEMEADURA É LIVRE A COLHEITA OBRIGATÓRIA.
    Saudações

  186. josé reis barata

    -

    25/10/2013 às 7:53

    Sem sim, sem não, sem depende; sem espertezas.
    .
    Perdão estimado Reinaldo, não concordo com isto:
    .

    “Uma questão ao jornalismo
    Digamos que um criminoso decidisse filmar o sequestro de, atenção!, uma personalidade pública, registrando detalhes que, de outro modo, ninguém teria. Pergunto: seria o caso de levar ao ar esse filme? Um espertinho poderia tentar sair do “sim” ou “não” afirmando um “depende”… Como? “Ah, se ajudasse a esclarecer o caso e fosse no interesse da vítima, sim…” Errado! O bandido sabe melhor do que você, espertinho, o que é bom para ele e para a sua causa. Divulgar as imagens seria entrar como mais um elo na cadeia do crime.”
    .
    Ia indo tão bem na leitura, mas… Reinaldo, amigo, como bem teceu Max Weber, no campo da ética sempre há uma saída, seja pela porta da responsabilidade, seja pela da convicção. Jornalismo embora ande pari passu com a política, a instrumentalize, em tese, deve lidar com a verdade dos fatos, em fazer deles palavra e não o inverso. A informação dos fatos não pode ficar ao deleite de considerações éticas do informante, do profissional ou da empresa que tem por objeto a divulgação deles. A verdade e consequências dela não desaparecem quando dela não se toma conhecimento. Agir de modo diverso é crime, é estelionato, é fraudar a profissão. A verdade dos fatos não tem dono.
    Consideremos isto: “os fatos são teimosos; não desaparecem quando os historiadores ou os sociólogos se recusam a ouvi-los, embora possam desaparecer quando todos os esquecem – H. Arendt”
    O mais covarde que piedoso conhecido adágio:
    “O que os olhos não vêem, o coração não sente” é aplicável ao amor e a verdade não tem sentimento, é. O que necessita ser justificado é o ideal, o dever ser, não o ser, os fatos.

    “Doutrinas
    Pra se fazer otimista,
    precisa ser alquimista,
    também um malabarista,
    viver vida de artista!
    .

    As vezes fico pensando,
    comigo filosofando:
    será que estou errando,
    no que estou enxergando?
    .

    Penso a personalidade,
    influir na realidade:
    defeitos e qualidades,
    satisfazem a vaidade.
    .

    Otimismo ou pessimismo,
    faz um viver com cinismo:
    palavras, malabarismo,
    rotulações, sectarismo”

  187. Lucerna Juris

    -

    25/10/2013 às 7:49

    Marcha batida rumo a Idade Media do futuro. Medicos e pesquisadores deverao der purificados pelo fogo. O Sol voltara a girar em torno da Terra que, nos confins da Peninsula Iberica despencara num abismo !

  188. Eduardo MM

    -

    25/10/2013 às 7:42

    Reinaldo,
    Flavio Lamas foi meu colega de turma na PUC-Campinas, Biologia/83, sempre o tive em alta estima, por sua dedicação, afinco, aos estudos, coleguismo, em uma época em que certas “profissões” eram tidas como “glamour”, muito até, “exóticas”. Flavio fazia estágios no Zoológico Municipal, até onde me fazia conhecimento, com excelente aproveitamento, sinal de que tivera um grande aprendizado. Quando da formatura, tivemos a oportunidade de “agradecer” aos organismos vivos, através de um JURAMENTO, onde a ética, o respeito às formas de vida, prevalece… Flavio, se acaso ler este comentário, mantenha o seu JURAMENTO e, um conselho de um velho amigo, conhecido como “EDÚ”, amadureça seu pensamento, não se deixe levar por “progressistas de araque”, se houver “maus-tratos”, que se comprovem e que se punam os responsáveis… À propósito, não se esqueça das aulas práticas de BIOFÍSICA, onde o uso de animais eram imprescindíveis para pesquisas e, sempre tratados com a maior DIGNIDADE!!!Em tempo, Flavio, eu segui com meus estudos na área de saúde humana. Grande abraço!!
    P.S.: Reinaldo, obrigado por ceder o espaço.

  189. Jose Carlos

    -

    25/10/2013 às 7:38

    Bom Dia Reinaldo!
    Parece que a insensatez está tomando conta de diversos setores da sociedade.Difícil acreditar que coisas tão óbvias, como a pesquisa científica, possam ser questionadas. Na minha opinião, só a ignorância é que pode explicar essa enxurrada de absurdos.

  190. Betho Lins

    -

    25/10/2013 às 7:38

    O Politicamente correto é atuar no processo político de forma a atender todas as demandas legais ligadas a este processo, sendo ainda honestos, íntegros e socialmente responsáveis.
    Isso não diz respeito somente àqueles que possuem cargos políticos-públicos, mas também a todo cidadão, seja ao votar de forma consciente, seja ao divulgar informações para defender suas ideias, que na maioria das vezes são feitas com falsidade e manipulação, quando não estão sendo enganados. Esse é um termo que, no Brasil, existe somente na teoria, pois acredito que 99% dos brasileiros (com cargos políticos ou não) são politicamente safados, seja por omissão, conformismo, por falta de senso crítico, por preguiça de investigação dos fatos, ou por safadeza, bem como, a maioria de todos esses tipos de ativistas, que são antes de tudo uns hipócritas, idiotas e irresponsáveis.
    Gostaria de vê-los invadindo os frigoríficos e abatedouros bovinos,os frigoríficos e abatedouros de aves, dos frigoríficos e abatedouros de porcos, os frigoríficos e pesqueiros,etc.
    Que fossem fechadas todas as churrascarias, restaurantes e afins que vendessem carne animal e, eles próprios depois de suas medíocres manifestações e investidas ilegais, hipocritamente não se sentassem a mesa para comer um suculento filé ou uma picanha ao ponto. Bandido é bandido, porque está no seu DNA ser bandido. Simples assim. Reinaldo continue; você é um dos poucos ou o único que tem a hombridade e coragem de enfrentar essa canalhice dos falsos politicamente corretos, que utilizam de falácias, que tem como objetivo levar os incautos a crerem que os seguindo não estão lutando contra eles próprios.

  191. Karol

    -

    25/10/2013 às 7:27

    Infelizmente parece que o abrasio foi tomado por um bando de malucos. Enquanto isso a População fica calada. Acho que estes ativistas são pessoas hipócritas, pois já que é para lutar pelos direitos dos porcos, porque não aproveitam para invadir a Perdigão, os Supermercados, o churasco alheio… É fácil fazer este tipo de ação para escandalizar, complicado mesmo é viver de acordo com o princípio que prega. Se é para lutar pelos direitos dos animais deve ser de TODOS os animais, seres humanos inclusos. Pior, muitos deles acabam atraindo mais ódio aos ativistas sérios, que agem de acordo com a lei atrapalhando uma causa justa.

  192. luiz alberto mg

    -

    25/10/2013 às 7:25

    Eu estou cada vez mais perplexo com o rumo tomado por esse assunto.
    Desde que existe um curso de medicina- e aí entram também a veterinária e a odontolgia- se fazem pesquisas e aulas são dadas com os alunos exercitando a prática em animais.
    Na maioria das vezes os animais não sofrem dor, pois são sedados e, pode ter certeza no caso dos porcos, suturados e recuperados na sua higidez anterior.
    Ainda acho que é muita tempestade num dedal de água.
    Desde Hipócrates as pesquisas são assim…
    Tem alguém querendo levar vantagem nisso…

  193. Nuvem negra

    -

    25/10/2013 às 7:23

    Onde anda a SBPC que até agora não se manifestou…

    Os “porra-ludistas” estão tomando conta…

  194. Geraldo

    -

    25/10/2013 às 6:55

    Ativista X Passivista. Ativista atua em favor de uma causa. Passivista espera que os outrs atuem por ele.`
    É possivel ser ativista e passifista, Gandi provou que sim. Ativista não precisa praticar atos violentos, violar leis ou regras de conduta moral de convivencia humana, ativista respeita o direito do outro de ser contra de se opor a suas ideias. O dever da imprensa (jornalista) é informar, o que vale a pena ser informado uma especie das três peneiras de Socrates.
    Tens certeza de que isso que queres dizer-me é verdade?
    - Bem, foi o que ouvi outros contarem. Não sei exatamente se é verdade.
    - Com certeza, deves ter passado a informação pela peneira da bondade.
    - A terceira peneira é a da UTILIDADE. Pensaste bem se é útil o que tem a dizer.

  195. Heitor

    -

    25/10/2013 às 6:29

    Eu reclamei no facebook e aqui por que as guerrilheiras socialites não invadiam as salas das faculdades e universidades, pois ali faziam as mesmas experiências com muitos outros animais, além dos beagles. Veja o poder das redes. As mensagem se espalham e tornam-se reais.

  196. Alexandre Tavares

    -

    25/10/2013 às 6:14

    Reinaldo,
    veja o absurdo a que estará sujeita a sociedade brasileira. Há situações no Pl do Trípolli cuja pena pode chegar a 20 anos.
    Segue abaixo um resumo retirado do site da Câmara dos Deputados daquilo que se pretende com o Pl 2833/11.

    O aumento da pena está previsto no Projeto de Lei 2833/11, do deputado Ricardo Tripoli (PSDB-SP), que está pronto para ser votado pelo Plenário da Câmara. Em setembro, os líderes dos partidos apresentaram requerimento de urgência para a inclusão da matéria na pauta.

    A proposta que será analisada pelos parlamentares em Plenário é o texto aprovado no dia 2 de julho pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) com emenda do relator da matéria na comissão, deputado Márcio Macêdo (PT-SE). O parlamentar defendeu a aprovação da medida, mas abrandou algumas penas em comparação ao texto original.

    Macêdo estabeleceu que a punição para quem provocar a morte de animais será de três a cinco anos de reclusão. O projeto do deputado Tripoli previa reclusão de cinco a oito anos. No caso de crime culposo, quando não há a intenção de matar, a pena ficou de detenção de três meses a um ano, além da multa. O projeto original previa, nesses casos, detenção de três a cinco anos.

    Agravantes
    Na hipótese de morte do animal, o texto a ser votado pelo Plenário também especifica como agravante o fato de o crime ter sido cometido com emprego de veneno, fogo, asfixia, espancamento, arrastamento, tortura ou outro meio cruel. Nesses casos, a pena passa a ser de seis a dez anos de reclusão. O projeto prevê ainda a aplicação da pena em dobro se o crime for cometido por duas ou mais pessoas ou pelo proprietário ou responsável pelo animal.

    O texto estabelece punição também para os casos de abandono do cão ou do gato pelos seus responsáveis (detenção de três a cinco anos) ou ainda para a exposição do animal em situações que coloquem em risco sua integridade física (de dois a quatro anos). O mesmo período de detenção será aplicado no caso de falta de assistência ou socorro em vias e logradouros públicos ou propriedades privadas para grave e iminente perigo.

    Nas hipóteses em que essas condutas causarem mutilação permanente do animal ou implicarem perda de membro, órgão, sentido ou função, a pena prevista será aumentada em 1/3.

  197. Alexandre Tavares

    -

    25/10/2013 às 6:06

    Caro Reinaldo,
    não é só imprensa q está a estimular esses atos criminosos. A Câmara dos Deputados, ontem, parece que em apoio aos militantes criminosos, aprovou regime de urgência para o projeto de lei de autoria do irresponsável Deputado Ricardo Trípolli que visa a punir atos de violência física e “psicológica” (o q será violência psicológica contra um animal?) contra cães e gatos. Entre outras pérolas do PL está a q pune com pena de prisão quem mantiver um cão preso com corrente no pescoço em sua propriedade. O referido projeto de lei é um absurdo total, penaliza condutas absolutamente irrelevantes. Constitui um verdadeiro atentado ao bom senso e a razoabilidade, principalmente se considerarmos as penas previstas para os crimes previsto no PL, que, tal como o Projeto de Lei do novo Código Penal, estabelece sanções superiores àquelas previstas para proteção da saúde e integridade física dos seres humanos. É o especifismo reverso, ou seja, o animal com valor superior ao humano. O PL é fruto da mente doentia destes militantes fanáticos, patrocinados por ONGs internacionais milionárias, que financiam a campanha deste Deputado irresponsável. Enfim, os Deputados mandaram um recado bem claro para os ecoterroristas, qual seja: invadam, depredem, roubem, destruam que assim aprovaremos e criaremos leis para atender seus desejos, em detrimento da maioria da população ordeira, pacífica e trabalhadora.

    Projeto de Lei nº. 2833/2011
    (do Sr. Ricardo Tripoli)

    Criminaliza condutas
    praticadas contra cães e
    gatos, e dá outras
    providências.

    O Congresso Nacional decreta:

    Dos Crimes contra Cães e Gatos

    Art. 1º. Esta Lei criminaliza condutas praticadas contra cães e gatos, que atentem contra a vida, a saúde ou a integridade física ou mental desses animais.

    Art. 2º. Matar cão ou gato:
    Pena – reclusão, de cinco a oito anos.
    §1º. Não há crime quando o ato tratar-se de eutanásia, que consiste na abreviação da vida de um animal em processo agônico e irreversível, sem dor e sofrimento, de forma controlada e assistida.
    §2º. Se o crime é cometido para fins de controle zoonótico quando não houver comprovação irrefutável de enfermidade infecto-contagiosa não responsiva a tratamento preconizado e atual, ou para fins de controle populacional:
    Pena – reclusão, de seis a dez anos.
    §3º. Se o crime é cometido com emprego de veneno, fogo, asfixia, espancamento, arrastadura, tortura ou outro meio cruel:
    Pena – reclusão, de seis a dez anos.

    §4º. Se o crime é culposo:
    Pena – detenção, de três a cinco anos.

    Art.3º. Deixar de prestar assistência ou socorro a cão ou gato, em vias e logradouros públicos ou propriedades privadas, em grave e iminente perigo, ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública:
    Pena – detenção, de dois a quatro anos.
    §1º. A pena é aumentada em um terço se o crime é cometido por autoridade pública.

    Art. 4º. Abandonar cão ou gato:
    Pena – detenção, de três a cinco anos.
    §1º. Entende-se por abandono deixar cão ou gato, de que detém a propriedade, posse ou guarda, ou que está sob seu cuidado, vigilância ou autoridade, desamparado e entregue à própria sorte em vias e logradouros públicos ou propriedades privadas.

    Art. 5º. Promover luta entre cães:
    Pena – detenção, de três a cinco anos.

    Art. 6º. Valer-se de corrente, corda ou de aparato similar para manter cão ou gato abrigado em propriedade particular:
    Pena – detenção, de um a três anos.

    Art. 7º. Expor a perigo a vida, a saúde ou a integridade física de cão ou gato:
    Pena – detenção, de dois a quatro anos.

    Disposições Comuns

    Art. 8º. As penas aplicam-se em dobro quando, para execução do crime, se reúnem mais de duas pessoas, ou quando cometido pelo proprietário ou responsável pelo animal, não sendo esta hipótese já condição para a infração.

    Art. 9º. Na hipótese de incidência de debilidade permanente, que importe em perda de membro, órgão, sentido ou função, a pena é aumentada em um terço.

    Art. 10. Em caso de morte do animal a pena cominada para o crime será aplicada conforme previsão do artigo 2º desta Lei.

    Art. 11. Esta Lei passa a vigorar na data de sua publicação.

    Art. 12. O Poder Executivo regulamentará esta Lei no prazo de 30 (trinta) dias.

  198. joao couvert

    -

    25/10/2013 às 5:20

    Não basta a policia ser atuante nestes casos, pois pior do que a policia não fazer nada, é ela prender, e instantes depois deste fato, o sujeito sair livre e desafiador da delegacia, correndo o risco o policial de ser acusado de ter sido truculento e ser este sim punido.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados