Blogs e Colunistas

24/03/2011

às 15:08

O Brasil, os direitos humanos no Irã, a “sensibilidade feminina” e a carta indecorosa de Celso Amorim

O Brasil votou na manhã de hoje a favor de uma resolução do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, para investigar violações no Irã. O texto prevê o envio de um relator especial ao país. Trata-se, agora sim, de uma mudança de postura em relação à política externa da dupla Lula-Celso Amorim. Há quatro meses, o país se absteve na votação de uma outra resolução que condenava o governo iraniano por agressões sistemáticas nessa área. Em dezembro, já eleita, Dilma Rousseff concedeu uma entrevista ao jornal americano Washington Post e afirmou que discordava do voto do Brasil.

Comentando a sua entrevista, escrevi então:
O discurso é, sem dúvida, de alguém neófito na área, mas melhor do que aquilo que se tem hoje. A presidente eleita disse não concordar com “as práticas medievais características que são aplicadas quando se trata de mulheres” e que não fará “nenhuma concessão em relação a isso”. Afirmou ainda: “Não sou a presidente do Brasil, mas ficaria desconfortável, como uma mulher eleita presidente, em não me manifestar contra o apedrejamento. Minha posição não vai mudar quando assumir.”

A questão, obviamente, não era “de gênero”. Isso é bobagem. Um homem não teria por que se sentir “mais confortável”. Fez-se, agora, o certo e o óbvio.

A crítica à postura brasileira tinha dois fundamentos:
a) há, claro, a questão de princípio — o Irã é um óbvio violador dos direitos humanos, e cumpre ao Brasil deixar claro com quais valores se alinha;
b) se a intenção do país era — e é — obter, um dia, uma vaga permanente no Conselho de Segurança da ONU, seus votos atuavam contra a sua pretensão.

Na era Lula-Celso Amorim, a loucura foi grande. No fim de julho do ano passado, o Itamaraty enviou uma carta a todos os países-membros da ONU defendendo que o organismo evitasse condenar os países por violação dos direitos humanos. Segundo Amorim, a condenação é contraproducente. Deve-se buscar sempre o diálogo. No documento, sustenta o Itamaraty:
“Hoje, o Conselho de Direitos Humanos da ONU vai diretamente para um contencioso (…). Elas [as condenações] servem aos interesses daqueles que estão fechados ao diálogo, já que lhes dá uma espécie de argumento de que há seletividade e politização”.

O Itamaraty precisa agora revogar aquela carta. Se Antônio Patriota, o substituto de Amorim, não o fizer,  o Brasil ficará por conta da “sensibilidade feminina” de Dilma…Não se esqueçam de que o Brasil se negou a condenar até o governo patologicamente homicida do Sudão pela morte de 400 mil pessoas em Darfur.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

40 Comentários

  • 100destino

    -

    25/3/2011 às 9:48 am

    Eu sabia que o Lula iria voltar pra lata de lixo da hidtótia onde nunca deveria ter saido , mas não sabia que seria tão rapido. Seja bem vindo ao seu lugar a onde estão os nomes mas imundos e co-var-des do mundo contemporaneo. Portanto Sr Lula , continue a fazer jus a sua biografia para que os es-tu-pidos possam aplaudi-lo.

  • Maria Helena

    -

    25/3/2011 às 8:10 am

    Eu tenho uma dica a dar a dilma. Se ela deseja lograr êxito em seu governo tem um caminho bem simples: olhar o direito de lula e optar por seu avesso.

  • manuela

    -

    25/3/2011 às 3:53 am

    O fundo do poço . Do carbono és do carbono voltarás.
    O islã conforta uma antropologia de grupos tribais.
    Tribo é unidade biológica. O outro não é o mundo.
    As mulheres reproduzem a materialidade da tribo nas unidades familiares. No aspecto social não podem ser diferenciadas e nem desarticular a hierarquia masculina com a infidelidade.
    Democracia é uma temporalidade baseada na unidade sem gênero e nas iniciativas certas ou erradas.
    Na medida em que se julga , será a medida em que será cobrado pela moralidade do Islã .
    O posicionamento brasileiro oscila entre o bloco dos senhores ou no bloco dos ricos pobres.
    Incompatibilidade social só é resolvida com o tempo , armas e mortes é primal. Não dá muito para cantar olhos nos olhos e dizer o que fazer, não tem jeitinho para o sim ou para o não.

  • Luis

    -

    25/3/2011 às 12:35 am

    O que andam fazendo Samuel Pinheiro Guimarães e Marco Aurélio Garcia?
    Alguém sabe?

  • Luiz

    -

    24/3/2011 às 10:43 pm

    Rei, o Apedeuta deve estar se revirando no túmulo! Nem ele — e nem nós! — esperávamos que o governo Dilma fosse ter opiniões próprias. Sejam elas duradouras ou não, reafirmo o que disse há algumas semanas: me sinto bem melhor vivendo no Brasil de Dilma do que no pavoroso Brasil de Lula. Um abraço!

  • marconi

    -

    24/3/2011 às 9:46 pm

    e recohencer o governo democrático de Honduras

  • Ivaldo Oliveira

    -

    24/3/2011 às 9:41 pm

    A DEFESA DOS DIREITOS HUMANOS É UMA QUESTÃO DE PRÍNCIPIO !PORTANTO , NÃO DEVE SER FEITA APENAS NA INTENÇÃO DE GARANTIR UM VAGA PERMANENTE NO CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU !

  • LIMA

    -

    24/3/2011 às 8:34 pm

    REINALDO.
    QUE O MOLUSCO E O CELSO, MEGALOMANICO SEJAM MANDADOS PARA O INFERNO E BREVE, MAS TALVEZ O DIABO OS REJEITE. ELES SÃO HORRIVEIS E PODERÃO BAGUÇAR O REINO DO SATANAS.

  • Jonas Aldo

    -

    24/3/2011 às 8:01 pm

    Essa gente só precisa dar uma folga nesse já tão gasto e cansativo lugar-comum, essa visão largamente distorcida da Idade Média, de atribuir o que não presta ao período medieval. Sejamos honestos, a modernidade cometeu muito mais atrocidades, até proporcionalmente.

  • Ségolène

    -

    24/3/2011 às 8:00 pm

    Esse Amorim parece o Aécio Neves, pede diálogo ao que não tem diálogo.

  • Starling

    -

    24/3/2011 às 6:38 pm

    O lulllllla podia dar um pulinho, num avião de carreira, na Libia para ajudar o seu amigo e “irmão bandido” chamado Kadafi e desse modo ele prestaria um grande serviço ao País se ficasse por lá, afim de evitar a triste possibilidade de um outro periodo de obscurantismo ético, moral,como os oito anos patrocinado por este individuo destituido de qualquer senso de limites e vergonha na cara.

  • Starling

    -

    24/3/2011 às 6:28 pm

    O amorim na sua ansiedade de puxa-saco juramentado, concordava com todas as bobagens e ranço de esquerda vagabunda impregnado no apedeuta sem limites, que só será reconhecido pela história como o maior e mais deslavado defensor de bandidos, traficantes, assassinos institucionalizados, ditadores e terroristas mundo afora o que reforça dito de que aves de mesma plumagem procuram o mesmo poleiro.

  • ilmarnasc

    -

    24/3/2011 às 5:20 pm

    Rei.Não devemos nunca acreditar nessa quadrilha petista.Dilma não é isso aí que parece,educada,fina amorosa…ela é uma terrorista,quer agora mostrar um lado que não tem.Só está enganando.Cadê as creches,as casas…esta história de ser diferente do lula não convence,isso é só pro povo esquecer das promessas mentirosas pra ganhar as eleições…

  • Creuza Maria

    -

    24/3/2011 às 5:05 pm

    Digo e repito:lula já está no limbo da História!

  • Sam Spade

    -

    24/3/2011 às 5:03 pm

    Não acredito que a posição “simpática” de DiLLma em relação a política externa seja por causa de seu pensamento político (ella é unha e carne com LuLLa) e muito menos por causa de Patriota. A verdade, acho eu, é que a posição brasileira com política externa de LuLLa-Amorim, com uma série histórica de vexames, era insustentável. DiLLma e o Itamaraty só estão dobrando a esquina para não passar na frente…

  • CW

    -

    24/3/2011 às 4:59 pm

    Como um país pensa em cadeira de segurança na ONU, se não consegue trazer segurança nem ao seu próprio povo? Aqui no Brasil, os honestos ficam enjaulados em cercas elétricas dentro de casa e o ladrão solto na rua. Aqui em 2010, foram assassinadas mais pessoas que no Iraque. Façamos primeiro o dever de casa, depois vamos pensar no mundo!

  • Alexandre Rocha

    -

    24/3/2011 às 4:31 pm

    “Brasil auxiliará no ataque à Líbia com golpes de capoeira, diz Obama” http://www.sensacionalista.com.br/?p=3897

  • ricardo

    -

    24/3/2011 às 4:30 pm

    a melhor coisa que aconteceu nos últimos tempos foi o sumiço de Lula, Amorim e Marco Aurélio Garcia…um alivio para o pais…o pais definitivamente não precisa dessa trinca de inúteis…

  • Lucaveira

    -

    24/3/2011 às 4:20 pm

    Veja onde chegamos, fazer o óbvio é motivo de elogios.

  • edson

    -

    24/3/2011 às 4:20 pm

    Não nos deixemos enganar. O pt de dilma é igual ao pt de lula. Trata-se apenas de uma correção de rumo para alcançar o mesmo objetivo: a tal da cadeira no CS da ONU. Provavelmente o Brasil alcançará a cadeira quando o seu voto já não fizer diferença. Será uma coisa assim apenas para lustrar o ego, tal como foi o pagamento da divida com o FMI. Para o povo, no entanto, essa cadeira não faz a menor diferença. O que importa é o que acontece aqui dentro. E no Brasil as coisas andam muito mal. Pelo andar da carruagem a partir deste ano vamos começar a descer a ladeira em direção ao fundo do poço. Quem viver verá.

  • carlos

    -

    24/3/2011 às 4:17 pm

    Reinaldo, sem dúvida que isso é o correto, mais no deve iludirse, já que é apenas um paso atrás no enorme prejuizo que o cara e amorin fizeram, mais ela estava lá e na epoca não diz nada, se fose convicção teria saido.
    A situação não vai ficar fácil para o Brasil nem com essas correções media boca, o mesmo ocorre com as cobranças sobre as barreiras a média duzia de productos competitivos que o brasil tem, mais não dizem nada que é o segundo pais mais denunciado na OMC após a China por protecionismo, todas as potencias desejam abertura real do Brasil especialmente a os serviços, mais ainda com os eventos a serem realizados e a grande necesidade de infraestrutura, mais esse terreno o governo defende com unhas e dentes para as empreiteras camaradas financiadoras de campanhas, se tirarem esses monopolios como também o de distribuição e comercialização de combustiveis tenho certeza que todos os custos cairiaão pela metade ou mais, vejamos so na europa o litro de gasolina de 98 octanos custa 1,2 euros o mesmo que aqui e eles importão 100 %, é mole.

  • angelo

    -

    24/3/2011 às 4:09 pm

    Senhores,o povo brasileiro é em sua maioria católico,mas na
    era da mediocridade e insensatez,o Brasil se negou a ir
    contra certos governos insanos,não será desta vez que a
    sensibilidade feminina mudará o tom dos acontecimentos!!!

  • Prof Helena

    -

    24/3/2011 às 4:01 pm

    Eu acho que os machoman irão deixar por conta da “sensibilidade feminina”. Saem de cena botando a culpa na mulher. Ontem já postei aqui que “ressucitaram a Idade Média”.

  • Quaker

    -

    24/3/2011 às 3:54 pm

    Este dircurso madame Dilma.
    É tão medieval que seria desnecessário se pronunciamento.
    Bastasse ser um ser humano homem ou mulher animais irracionais de qualquer espécie jámais poderia ser apedrejado,judiado.O Brasil precisa de um presidente que obedeça as Leis,os princípios de humanidade e conceitos
    onde não se coaduna com nada que seja conhecidamente crimino e covarde.
    No Irã,talvez os omens (isto mesmo sem H) além de não ter compaixão com seres humanos não e animais,não devem gostar de mulher.Nunca vimos Ahmadinejad visitar qualquer país ao lado de uma mulher que fosse a sua própria esposa por exemplo.Bem como Hugo Chaves,Evo Morales e outros.
    As mulheres brasileiras não precisam se preocuparem.Não é porque o Brasil hoje é governado por uma mulher que elas precisam achar que o mundo dos homens acabou.Muito pelo contrário o homem brasileiro está dando um exemplo ainda que tardio não ter nenhum problema em confiar na capacidade feminina.
    Quem é inteligente sabe disto.Eu,o rei Roberto Carlos e o rei do blog por exemplo.Fique fria senhora Dilma não será a única,nem a última, e muito menos a melhor.
    Virão outras graças a Deus.O que não pode é repetir a senhora com todo o respeito. Lula,Sarney,Collor pelo amor de Deus!

  • T. M.

    -

    24/3/2011 às 3:53 pm

    No âmbito internacional, leniência tem limite. São coisas assim, repetidamente despercebidas, que ME FIZERAM PERDER a fé no povo brasileiro. E só tenho 23 anos.

  • Amadeus

    -

    24/3/2011 às 3:48 pm

    Reinaldo,

    Eu não confio nos alegados bons propósitos do poste de saias e sua troupe.
    A atitude de agora não passa de oportunismo rasteiro visando a compra de uma cadeira na ONU em detrimento da India.
    Passaram do confronto infantil para a sabujãncia barat

  • Chacon

    -

    24/3/2011 às 3:48 pm

    Elouquisa, sabe que você disse algo muito interessante?
    Me ocorreu agora… não se fala no Paloffi já perceberam? Não está esquisíto? Abraço

  • Chacon

    -

    24/3/2011 às 3:46 pm

    Quaker, creio que ela não vai porque não foi convidada ou outro motivo, pois até Fidel Castro e Almadnejad já estiveram nos USA, creio que a questão é outra, se fosse o Franklin Martins ai sim, o cara não pisa nem na linha da fronteira. abraço

  • Tito Livio Bereta Bereta

    -

    24/3/2011 às 3:45 pm

    Gostaria de saber se Amorim, no topo de sua sapiência e sensibilidade ainda permanece mamando nos seios da mãe pátria ou foi defenestrado.

  • Indignada

    -

    24/3/2011 às 3:44 pm

    Não confio em PT, não acredito em boas intenções de PT, não acredito que a guerrilheira tenha mudado de ideia. Uma vez guerrilheira sempre guerrilheira. A casca mudou, mas a assência é a mesma. E para enganar e descaracterizar o golpe que anda por aí seu marqueteiro, brejeito, manda a guerrilheira em programete de TV junto a uma loira decadente fazer ometele. E o rombo nas contas públicas sendo maquiado. A inflação subindo, desemprego aumentando.
    E nós assistindo a tudo isso vendo o CGU praticamente absolver o braço direito de Dilma, sua pupila Erenice.
    Bem disse Augusto Nunes, se Erenice perder a cabeça, no dia seguinte teremos a de Dilma servida numa bandeja. AMÉM!!!!!

  • morg

    -

    24/3/2011 às 3:43 pm

    Ao Quaker
    Dilma não tem problemas para ir aos EUA, inclusive esteve lá em maio de 2010 e cumprimentou o Obama. Também está prevista uma visita de retribuição de Dilma em juhno.
    morg

  • Quaker

    -

    24/3/2011 às 3:35 pm

    Dilma não me encanta.
    Isto é uma pergunta.”porque Obama se quer,insinuou para que Dilma fosse aos USA”?
    Porque se falou muito pelo menos nas ruas que o visto americano para brasileiro deveria ser abolido durante a visita do presidente americano?
    Dizem eu não sei se é verdade,que Doilma não pode ir aos
    USA por não ter visto no passaporte.Alguém sabe a verdade
    afirma sim ou não?
    É estranho.Normalmente é praxe o convite muto entre presidentes que um vá ao país do outro.
    Algo está confuso nesta história.Merece um esclarecimento.

  • Webao

    -

    24/3/2011 às 3:34 pm

    Hitler teria se deliciado com nossa diplomacia…

  • Gonçalves

    -

    24/3/2011 às 3:32 pm

    Essa “mudança” de lado nada tem a ver com a posição do governo brasileiro em relação aos países governados por tirânos. É o vale tudo para obter assento permanente no no CS da ONU. Se conseguir continuará fazendo o que sempre fez: votar a favor dos terroristas ou no máximo se abstendo.

  • Indignada

    -

    24/3/2011 às 3:31 pm

    SERÁ QUE ESTAMOS ASSISTINDO MAIS UM JOGO DE MARKETING??
    A DILMA PRESIDENTE É A FAVOR DA ONU OU É CONTRA O APEDREJAMENTO DE MELHERES? SE DILMA FOSSE HOMEM SERIA A FAVOR??

  • Elouquisa

    -

    24/3/2011 às 3:31 pm

    Sabe Rei,estou começando a ficar de saco cheio desses assuntos!Está tudo muito bem montadinho,bem orquestrado!Todos elogiando a forma digna como estão conduzindo o Brasil agora!Tudo de forma a não chamar muito a atenção dos críticos!Me parece que a petralhada de 2011 não é mais a mesma dos 8 anos do molusco!Para mim não passa de método!Estão todos lá,no mesmo lugar,à espreita do melhor momento!Exagerei?

  • Marcos

    -

    24/3/2011 às 3:26 pm

    Prezado Reinaldo,

    Um assunto sem relação, mas que tem certa importância ou desperta curiosidade.

    A UNICAMP não registra a tese de doutorado do Mercadante em sua biblioteca digital.

    Vá ao sistema nou-rau, no site da Unicamp
    Pesquisar: Mercadante
    Autor
    Teses e Dissertações
    Instituto de Economia – IE
    e
    Clicar “Pesquisar”, só vai aparecer:

    Título [PT]: Estado autoritario e desobediencia operaria : os trabalhadores metalurgicos de São Bernardo do Campo e Diadema
    Autor(es): Aloizio Mercadante Oliva

    Idioma: Português
    Data de Publicação: 1988
    Local de Publicação: Campinas, [SP
    Orientador: João Manuel Cardoso de Mello
    Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Economia
    Nível: Dissertação (mestrado)
    UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Economia

    Ou seja, a tese de doutorado do Mercadante é secreta, se for mais do que um PowerPoint.

  • Marcos

    -

    24/3/2011 às 3:24 pm

    Prezado Reinaldo,

    Um assunto sem relação, mas que tem certa importância ou desperta curiosidade.

    A UNICAMP não registra a tese de doutorado do Mercadante em sua biblioteca digital.

    Vá em http://cutter.unicamp.br/
    Pesquisar: Mercadante
    Autor
    Teses e Dissertações
    Instituto de Economia – IE
    e
    Clicar “Pesquisar”, só vai aparecer:

    Título [PT]: Estado autoritario e desobediencia operaria : os trabalhadores metalurgicos de São Bernardo do Campo e Diadema
    Autor(es): Aloizio Mercadante Oliva

    Idioma: Português
    Data de Publicação: 1988
    Local de Publicação: Campinas, [SP
    Orientador: João Manuel Cardoso de Mello
    Instituição: Universidade Estadual de Campinas . Instituto de Economia
    Nível: Dissertação (mestrado)
    UNICAMP: Programa de Pós-Graduação em Economia

    Ou seja, a tese de doutorado do Mercadante é secreta, se for mais do que um PowerPoint.

  • Paulo Bento Bandarra

    -

    24/3/2011 às 3:21 pm

    Lula vai reclamar da imprensa que fica só fazendo comparações. Agora, será que Mahmoud Ahmadinejad virá visitar a Presidente do Brasil e jantar no Palácio? Certamente Lula irá mesmo sem tradutor.

  • Renato Barbosa

    -

    24/3/2011 às 3:21 pm

    Enfim uma pequena boa notícia deste governo.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados