Blogs e Colunistas

20/02/2011

às 5:27

O “Bolsa Cadeia” do governo federal é maior do que o mínimo que Dilma quer pagar!

Por Jailton Carvalho, no Globo Online:

O governo federal deverá pagar este ano cerca de R$ 210 milhões para parentes de presos contemplados com o auxílio-reclusão. O benefício é uma ajuda de custo a quase 30 mil dependentes de presos de baixa renda que contribuíam para a Previdência Social, antes de cometer o crime. O valor médio é de R$ 594,28, acima do salário mínimo de R$ 545 aprovado esta semana pelo Congresso. A bolsa é paga há 50 anos pela Previdência Social, mas causa polêmica. Nesta semana, o assunto começará a ser discutido na Câmara dos Deputados. O deputado Fernando Francischini (PSDB-PR) apresentará projeto que proíbe a concessão do benefício para presos condenados por crimes hediondos como estupro e homicídio.

Para Francischini, delegado licenciado da Polícia Federal, não faz sentido o governo premiar a família de um criminoso com uma ajuda financeira e deixar familiares da vítima sem qualquer proteção. O deputado entende que pessoas que cometeram crimes graves devem sustentar dependentes com trabalho em presídios. “É um absurdo: a família da vítima não tem benefício, enquanto a família do cara que mata tem. Dar auxílio-reclusão para quem comete estupro é inaceitável”, disse Francischini.

A idéia de exigir trabalho de presos é antiga, mas desta vez o deputado acredita que poderá ser levada adiante. Com a criação nos presídios de parcerias público-privadas (PPPs), Francischini entende que pode viabilizar a proposta. A partir de um acordo com os governos estaduais, empresas ofereceriam trabalho aos presos. Com a renda obtida com esforço físico próprio, o detento teria condições de ajudar financeiramente a família. A restrição só teria validade, porém, nos presídios onde os presos possam trabalhar e receber alguma recompensa.

O auxílio-reclusão foi criado há 50 anos pelo extinto Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Marítimos e, depois de incluído na Lei Orgânica da Previdência Social, foi ratificado pela Constituição de 1988. O benefício é pago a dependentes de presos de áreas urbanas que, antes da detenção, contribuíam com a Previdência Social e que tinham renda de no máximo R$ 862,11. O benefício é pago também a presos egressos da zona rural, mesmo que não tenham contribuído com a Previdência. Aqui

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

147 Comentários

  1. Ricardo

    -

    22/02/2014 às 4:57

    para cada vagabundo preso tem 10 parentes q vao votar no pt…

  2. José Augusto

    -

    13/12/2013 às 23:03

    Totalmente contra este incentivo ao crime. Minha esposa contribuiu para o INSS por 19 anos, sofreu um acidente, ficou impossibilitada de trabalhar e vem lutando para conseguir auxílio doença a anos, sem sucesso. Se tivesse cometido um crime bárbaro, já estava recebendo do governo. É assim que as coisas acontecem neste país. Bolsa detento maior que o salário de um trabalhador, só no brasil de políticos corruptos.

  3. Adauto Gonçalves dos Santos

    -

    11/05/2013 às 21:19

    Morena Flor, só deve ser punido o autor do crime, não seus familiares, seus filhos. Um infame livro chamado “bíblia sagrada” diz que deus punirá o pecado dos pais nos filhos, e nos filhos dos seus filhos, até a 3ª e 4ª gerações. Com essa loucura, Morena Flor, provavelmene você iria concordar. …

  4. Adauto Gonçalves dos Santos

    -

    11/05/2013 às 18:40

    Todos os condenados deveriam trabalhar para prover seu sustento e o de sua família. Considero bastante razoável essa tese. Entretanto, querer que o Estado abandone os filhos de criminosos, que não lhes dê qualquer tipo de assistencia, é uma postura criminosa e desumana. O deputado deveria gastar melhor seu tempo e suas energias defendendo que tanto os flhos de bandidos quanto os filhos de vitimas (lembrando que filhos de bandidos não podem pagar pelos crimes cometidos pelos seus pais, e que pumní-las por causa dos crimes de seus pais seria um retrocesso inaceitável. Punir os flhos no lugar dos pais é dos ensinamentos mais absurdo e insanos contidos na bíblia, popularmento conhecida como “bíblia sagrada”.Este que é uma manual de bestialidades, asneiras e insanidades, amplamente distribuido entre o povo.

  5. nilda

    -

    10/05/2013 às 3:29

    QUE VERGONHA !!! …minha aposentadoria é de R$=678,oo=mês…

  6. Carlos Alberto dos Santos

    -

    07/05/2013 às 17:14

    Não entendo mais nada!Governo não pode pagar salário dígno para professores,aposentados,policiais,médicos…Mas pode pagar um bom salário para os vagabundos.Ah,agora entendi,o governo entende que os tais,são integrantes do seu partido e que precisam ser valorizados,entendi.

  7. LAIDE

    -

    19/04/2013 às 12:33

    O Brasil mostra pro mundo que o CRIME COMPENSA!
    Quem tem coragem de investir em, um país onde o incentivo,
    ao CRIME é, maior que a dignidade, de um trabalhador?
    Absurdo,como diz: Boris Casoy uma vergonha!

  8. LAIDE

    -

    19/04/2013 às 12:16

    ISSO É O BRASIL INCENTIVANDO E PATROCINANDO A VIOLENCIA!

  9. Rosana

    -

    21/02/2013 às 0:15

    Nao faz sentido nenhum manter esse tipo te auxilio, pois em muitos casos as famílias que foram lesadas por esses criminosos recebem somente o salário mínimo. Deveriam usar esse dinheiro para criar trabalhos dentro das cadeias, dessa forma eles sustentariam suas famílias. e uma vergonha, pois aqui nos Estados Unidos muito se fala do desenvolvimento do Brasil, de sua participação no BRIC,existe ate um incentivo para que pessoa procurem o mercado Brasileiro, mas temos muito chão para percorrer.

  10. Ricardo

    -

    14/02/2013 às 0:30

    presidiario tem que trabalhar para pagar a estadia na prisao! deviam privatizar as penitenciarias!!

  11. Carlos A. Silva

    -

    22/01/2013 às 13:31

    Como cidadão e contribuinte eu me sinto lesado. É revoltante ver o dinheiro de nossos impostos sendo utilizado para auxiliar essa corja de vagabundos, enquanto temos pessoas morrendo as dezenas sem atendimento médico adequado em nossos hospitais.

  12. Ronaldo Benedito Silva

    -

    12/01/2013 às 19:04

    Eu acho que isso e incentivar o crime,deveria se incentivar o
    Trabalho a educação,os detentos deveriam trabalhar e o seus salários iriam pra suas famílias deveriam estudar enquanto estivessem presos assim apos cumprirem suas penas estariam aptos a se reintegrarem na sociedade;do modo como esta sendo feito o estado fica sobrecarregado isso explica os impostos exorbitantes que pagamos

  13. Tulio

    -

    14/11/2012 às 18:53

    Primeiramente um bandido não deveria receber nenhum auxilio! Eu pergunto o seguinte será que existe algum caso que uma pessoa foi vítima de algum marginal que a familia dele recebesse essa ajuda? Tenho inveja dos nossos hermanos argentinos pq por menos eles vao pra rua com as sua panelas e faz com seus direitos sejam respeitados…Acorda Brasil!!! antes que seja tarde demais….

  14. Mario

    -

    06/11/2012 às 19:25

    Eles nao deveria receber nada, alias deveria trabalhar na cadeia pra se sustentar, o governo deveria dar esse dinheiros pras vitimas desses bandidos… e nao pagar pra eles cometer crime, no Brasil o crime compensa….rouba mata e ainda recebe pensao do governo…vergonha de pais……

  15. Alex

    -

    19/08/2012 às 21:21

    O que adianta os filhos do presidiário ganharem dinheiro para viver se nunca terão uma boa educação num país onde o ensino em escolas pública é péssimo e acabarão seguindo o mesmo caminho que o presidiário?

  16. Zuleide

    -

    26/07/2012 às 12:55

    Então! É uma vergonha nesse pais, um trabalhador quando aposenta , isto se ele consegue aposentar, pois meu pai faleceu e não conseguiu, recebe um sálario mínimo e um marginal que mata um pai de família, ceifando sua vida e deixando a sua família desamparada, tem o direito de ganhar mais.Quero parabenizar este deputado e delegado Fernando Francischini pela sua iniciativa , sou totalmente a seu favor.

  17. Gil Hegeto

    -

    23/07/2012 às 20:50

    Esse deputado acabou de ganhar meu voto. Fernando Francischini. E ainda digo mais! O preso tinha que trabalhar para pagar sua marmita e sua estadia. A cadeia deve ter 2 seções: uma para quem trabalhar (melhores condições: água quente no banho, cama, colchão bom) e outra para quem se recusa a trabalhar (banho de água fria, colchão no chão). Mas prestem atenção! Defendo sim que sejam privatizadas as cadeias, mas os impostos devem diminuir quando isso acontecer!!! Desoneração!

  18. marcos

    -

    12/07/2012 às 16:38

    É GENTE, NOS MORAMOS EM UM PAIS EM QUE VALE MAIS A PENA ROUBAR DO QUE TRBALHAR. FINACEIRAMENTE FALANDO.

  19. Cristiane Bastos

    -

    03/07/2012 às 10:00

    Acho isse tipo de auxilio um cumulo!!! Não vou negar que os filhos deles realmente necessitam de cuidados, assim como tantas outras crianças espalhadas por ai. Quantos pais de familia trabalham duro durante o mês todo e sustentam sua prole com um salário minímo ou até menos, isso ninguem vê, agora “bandido” que na maioria das vezes só pensam em conseguir as coisas da forma “mais fácil” e tiram de pessoas que tanto lutaram pra conseguir as coisas que tem, ficam o dia todo de um lado pro outro, comendo e engordando, organizando ações criminosas e usando drogas e genham esse valor?? Essas pessoas tinham mesmo é que ser colocados pra trabalhar lá dentro e com isso sim merecer o dinheiro prar sustento dos seus dependentes, não ganhar de graça, recompensando aqueles que cometem crime contra o real trabalhador!!! Até quando nossos governantes irão tratalos com moleza?? è preciso menos roubalheira, investimento em educação e trabalho, incentivo para quem realmente dá duro e pusso firme pra bandido….

  20. Ermeson Diego

    -

    22/06/2012 às 13:46

    não faz sentido isso, criminoso receber mas que um trabalhador, só no brasil mesmo que governo em! uma vergonha

  21. Silvia Rischbieter

    -

    11/06/2012 às 15:33

    Quanto ao fato de o governo ter que pagar 210 milhões, não sabemos com certeza se o número é alto, pois devemos saber qtos milhões foram arrecadados dos contribuintes!
    30 mil dependentes, deveria ser levantando o numero de presos no Brasil, para sabermos se tal numero é alto ou não. Quanto a este deputado querer extinguir o auxilio reclusão, sugiro a ele que ande mais nas periferias e principalmente que de uma lida no ECA. Acho que independentemente do auxilio reclusão o preso deveria não só trabalhar, mas também ter acesso a educação! Não façamos juízo de valor, cidadãos de bem devem ser esclarecidos e não serem tomados por sentimentos de injustiça , afinal de contas , não podemos dizer que o cara que esta preso esta vivendo uma vida confortável. Se alguém duvida, dê um pulinho em uma delegacia na hora do almoço e observe a comida que lhes são servidas, bem como as noções de higiene.

  22. Silvia Rischbieter

    -

    11/06/2012 às 15:26

    AUXÍLIO RECLUSÃO

    Bolsa cadeia não existe, existe um beneficio concedido pelo INSS a pessoas que trabalhavam em condição estável por no mínimo cinco meses antes de serem presas. Esse benefício chama-se auxílio reclusão.
    Para ter direito a este beneficio a pessoa deve ter estado trabalhando em regime CLT antes da reclusão, pois só tem direito a benefícios do INSS, aqueles que estejam regulares com suas contribuições. Afinal de contas é para isso que existe este tipo de recolhimento, o previdenciário, para que quando você necessite, ele volte, assim como é o caso dos auxílios doença, maternidade, e também da aposentadoria e afins.
    Para a concessão do benefício precisa ser agendada uma consulta em um posto de atendimento do INSS, onde o preso deverá comparecer com todos os documentos juntados. (não sei se o Juiz precisa autorizar a saída deste preso, uma vez que ele deve ser escoltado). Caso o benefício seja concedido a pessoa que esta presa precisa voltar de tempos em tempos ao posto do INSS e comprovar a situação de preso.
    Bom, geralmente a maioria das pessoas presas não trabalhava anteriormente em regime CLT, e quando trabalhavam não tem conhecimento de seus direitos. O advogado, quando contratado somente faz a sua defesa criminal, não realizando serviços de assistência social. Os defensores públicos, provavelmente, salvo honrosas excessões, muito menos. Então analisem a dificuldade deste processo.
    No caso do auxilio reclusão não estou protegendo criminosos, acho que quem errou deve pagar sim, para isso existe todo o sistema legal, juiz criminal , promotoria e legislação, onde o criminoso será enquadrado em artigo especifico para o crime cometido. O criminoso é recolhido na delegacia e quando julgado, será transferido para um presídio. Até ai tudo bem, o problema deste assunto todo é a desinformação associada a preconceito.
    Num dos posts constava um comentário que filho de bandido receberia R$ 915,00 e que cada filho receberia tal valor:
    1º -Não existe “filhos de bandidos”, existem crianças que conforme o ECA (estatuto da criança e adolescente) tem que ter assistência mínima para condições de sobrevivência.
    2º – A criança não pode ser julgada muito menos condenada pelos erros de seus pais. 3º- O valor do beneficio não é multiplicado pelo número de filhos, mas sim dividido entre eles, sejam quantos forem.
    Agora imaginem o seguinte exemplo: Um pai de família comete um crime e é preso, ele esta trabalhando em regime CLT, tem quatro filhos e através de muito esforço é concedido a ele o auxilio reclusão. A família, vamos supor, paga aluguel de R$ 350,00, mais água e luz. Somando despesas de moradia temos algo em torno de R$ 450,00. Restaram, portanto, menos de 500 reais para pagar alimentação, vestuário e outras despesas. Você ainda acha que o auxilio reclusão não é válido? Você acha que o valor de R$ 915,00 é muito alto?
    Não levantando a bandeira de que o Brasil deveria ter políticas sociais adequadas e etc…isso gera uma discussão infinita e meu objetivo é ser pontual.

  23. César Castro

    -

    10/06/2012 às 23:19

    Cara, isso é sério?

  24. Elisangela

    -

    09/06/2012 às 11:49

    Nossa até onde vai a mente desses nossos Politicos e até onde vamos com essa maneira de aceitar tudo mesmo não concordando!!!
    Acordaaaaaaaaaaaaaaaaaa Brasieirol ese é o nosso Pais!!!

  25. CIBELLE

    -

    07/06/2012 às 17:34

    Esta Bolsa Reclusão é uma vergonha para nossa nação. Num país em que gasta-se milhares de reais com a custódia de presos, onde não se pode obrigá-los a trabalhar, dar auxílio pecuniários aos seus familiares é, de certa forma, apoiar suas condutas criminosas. Enquanto que o cidadão de bem, trabalhador, que acorda cedo, que trabalha seis dias por semana, tem uma carga tributária sobre sua renda absurda e inaceitável. A verdade é que impera neste país uma inversão de valores, onde o correto é esquecido e o errado se enche cada vez mais de direitos. Enquanto isso, vamos, aqui fora das cadeiras, sobrevivendo com nossos salários e se ganhar muito, por méritos próprios, já sabe… o Imposto de Renda abocanha boa partes dos seus reais. Triste realidade…

  26. Marcos

    -

    17/04/2012 às 17:33

    E tem mais, só as polícias (todas elas) trabalham nesse país. A justiça só beneficia bandidos e políticos. A cada dia criam-se leis beneficiando essas classes, e o povo está aí morrendo na fila de hospitais. Fala-se que estamos vivendo mais, mas nessas “pesquisas” pesquisa-se como os velhos estão, se estão amputados, doentes, esclerosados, dementes isso eles não veem. Aí vem com essa de aumentar o tempo de contribuição para o INSS.

  27. Marcos

    -

    17/04/2012 às 17:28

    Cara gostaria muito de saber porquê a imprensa não apoia uma revolução nesse país?. Pelo menos divulguem como as coisas seriam se os monarcas governassem. A cada dia estou mais triste com esse país e não adianta dizer que o país é novo. A coisa não vai melhorar.

  28. Paulo

    -

    07/02/2012 às 14:32

    Nao entendi um pequeno detalhe: esse beneficio eh historicamente mais alto do que o salario minimo ou nao? Onde estah um grafico que mostra o valor desse beneficio e o valor do salario minimo em funcao do tempo. Aih sim, talvez, caso haja uma separacao gritante entre os valores a partir do governo Dilma, justifica-se a forma como o titulo foi escrito. Caso contrario, o titulo deveria ser alterado, pois trata-se de ataque politico vazio.

  29. Luiz Gonzaga Martins

    -

    07/10/2011 às 8:45

    Parabéns pelo artigo elucidativo. Infelizmente, setores da mídia usam esse fato como sendo invenção dos últimos governos, com o claro intuito de jogar a opinião pública contra as instituições.
    O direito de assistência é da família do preso que pagou pelo benefício. A família não pode ser prejudicada por um erro que não cometeu. O não pagamento desse auxílio vai jogar mais gente na criminalidade.

  30. Luiz Gonzaga Martins

    -

    07/10/2011 às 8:43

    Parabéns pelo artigo elucidativo. Infelizmente, setores da mídia usam esse fato como sendo invenção do últimos governos, com o claro intuito de jogar a opinião pública contra as instituições.
    O direito de assistência é da família do preso, que pagou pelo benefício. A família não pode ser prejudicada pou um erro que não cometeu. O não pagamento desse auxílio vai jogar mais gente na criminalidade.

  31. ricardo carriel

    -

    27/08/2011 às 16:28

    Estou no ultimo semestre em Administracao e fazendo o meu tcc sobre unidades de trabalho dentro do sistema prisional, concordo plenamente com o seu argumento e esse artigo vai me ajudar ainda mais no meu trabalho.

  32. OTARINOS DO BRASIL

    -

    31/05/2011 às 14:23

    É UMA VERGONHA !!!! UM PAÍS FEITO PARA CRIMINOSOS SEMPRE LEVAREM A VANTAGEM !!!! QUE DROGA É ESSA !!!!!

  33. Pedro

    -

    07/03/2011 às 10:09

    Ta ai a nova profissão, o coitado do aposentado que deixa o seu coro no serviço durante longos anos,não tem dinheiro para pagá-los,mas a nova profissão tem, jovens ter filhos sem ter a mínima condições de criá-los,vai para escolas para atrapalhar aulas, e também a nova profissão ser presidiário é negocio bom o salário é melhor do que quem trabalhou a vida inteira ééé o crime compensa, a bíblia já diz que o governo humano pertence a satanás Mateus 4 : 8 – 10, mas não precisava dar tanto na cara néééé.

  34. Jorge

    -

    05/03/2011 às 22:53

    Parabéns Deputado Francischini, depois de acabar com o bolsa bandido para crimes hediondos, será a hora de entrar com uma nova PEC para acabar com esta excrescência para todo bandido, seja crimes comum ou hediondo. Muita gente alega que a familia do bandido não tem culpa dele ser bandido….ora??? O bandido que pensasse antes de cometer crimes e se preocupa-se com sua “família”. Aliás? Falando tudo isso me ocorreu! E as vítimas desses bandidos, vão ter algum auxílio? Auxílio, DOR, SAUDADE, TRAUMA, DEPRESSÃO, enfim para a vítima como fica? Tem que acabar com visita intima, saidinhas em datas comemorativas, tem que fazer esses caras trabalharem nos presidios para pagar seu sustento lá, afinal eles tem 5 refeições por dia, assist médica, odontologica, psicólogos, advogados e NÓS É QUE BANCAMOS ESTA CORJA.
    Jorge Damus Filho, pai do Rodrigo.
    http://www.atequando.com.br

  35. tatiana

    -

    26/02/2011 às 7:43

    é melhor ser trabalhador ou presidiário?! tisc tisc…
    já passou da hora de modificarem isso…
    preso só devia ter direito a receber o que quer que fosse se trabalhasse…

  36. Anônima

    -

    24/02/2011 às 23:56

    Reinaldo, a petralhada está explorando politicamente o caso da escrivã corrupta, exposta a humilhação injustificável. Em minha opinião, todos os envolvidos nesse episódio absurdo, inacreditável, merecem estar presos! Inclusive ela, evidentemente. Petistas agora investem em isentar a mulher de todas as culpas e vitimizá-la. De fato, como disse, ela foi vítima de abuso, porém é corrupta. Logo deve pagar pelo ilícito, assim como aqueles que abusaram da autoridade e patrocinam esse espetáculo de horror que foi parar no You Tube.

    Talvez você tenha bons motivos para não opinar a respeito, afinal seria dar chumbo aos petistas. Mas bem que eu gostaria de conhecer a sua opinião sobre esse caso…

  37. Silva

    -

    21/02/2011 às 23:51

    E que tudo mais vá pro inferno, já dizia Raul Seixas.

  38. Ricardo

    -

    21/02/2011 às 23:20

    Rodolfo, acorda pra vida, cara.
    Esse benefício foi criado em 1960 e passou por todos os governos desde então, inclusive de seu queridinho FHC. Aliás, saiba que esse valor foi instituido pelo FHC, através da EC/20 de 98, tá?

  39. Bene

    -

    21/02/2011 às 22:06

    Reinaldo está havendo uma confusão ai, estão confundindo o “Auxilio Reclusão” com o “Bolsa Cadeia”. O auxilio Reclusão está valendo este ano R$ 862,11 (Portaria nº 568, de 31/12/2010). Auxilio este que é concedido à esposa e aos filhos do presidiário.
    Já o “Bolsa Cadeia”, que vale hoje R$ 594,28, muito mais do que o salário mínimo que será aprovado pela presidente que é apenas de R$545,00. O “Bolsa Cadeia” é dado aos parentes do presidiário, como por exemplo: pais, irmãos, etc. Duplo auxilio! E se negam a dar um salário mínimo digno para o povo brasileiro. Que injustiça!…
    Pergunto agora e como fica a família do cidadão de bem que foi assassinado pelo bandido, será que a família vai ser indenizada, será que os parentes vão receber uma, ajuda igual ao “Bolsa Cadeia”. Muitos que foram assassinados, ou acidentados que morreram ajudavam os seus pais, seus irmãos, e ai o Estado vai ajudar eles. Lógico que não, morto não vota!…

  40. Ruslan Queiroz

    -

    21/02/2011 às 20:16

    Isso FOMENTA o DESCRÉDITO, ou sera uma FUTURO AMPARO a GALERA do PT?
    ===============
    MUDANDO de ASSUNTO
    .
    Antonio Palocci DEU UM RECADO (ORDEM) a imprensa e estar sendo SEGUIDO a RISCA, curioso, ele AGORA pode FAZER e nao se ENCOMODADO; em outros tempos haveria uma CAMPANA, se fosso a galera do PSDB q fala-se ISSO! MEU DEUS uma SARAIVADA de PERGUNTAS, mas é o PT…

    A IMPRENSA LIVRE E AMARROM ESTÃO CALADA COM ELE.

  41. mariluci

    -

    21/02/2011 às 19:48

    Eu chamo a este absurdo benefício, de auxílio de incentivo à marginalidade. É revoltante saber que o Governo se preocupa em amparar a família do marginal, mais uma vez priorizando os direitos humanos de criminosos em detrimento de cidadãos honestos, que cumprem as leis, pagam impostos e que, estes sim, deveriam ter seus direitos humanos respeitados.

  42. ma

    -

    21/02/2011 às 19:47

    Eu chamo a este absurdo benefício, de auxílio de incentivo à marginalidade. É revoltante saber que o Governo se preocupa em amparar a família do marginal, mais uma vez priorizando os direitos humanos de criminosos em detrimento de cidadãos honestos, que cumprem as leis, pagam impostos e que, estes sim, deveriam ter seus direitos humanos respeitados.

  43. Hercilio

    -

    21/02/2011 às 18:45

    Acho que já passou da hora de tentar vincular esse benefício ao governo do PT, a própria notícia diz que o assunto é muito velho, porque tanta vontade em atribuir tal façanha ao governo atual.
    Pelo menos o deputado citado tem uma proposta, melhor do que quem fica na internet atribuindo a coisa a quem não a criou.

  44. João Augusto

    -

    21/02/2011 às 16:32

    Realmente o Brasil precisa é de educação. Um texto claro como esse e nenhum dos abaixo que emitiram opinião, conseguiram entendê-lo. É como dizem, o brasileiro lê, mas não consegue entender o que leu.

  45. Daniella Goldberg

    -

    21/02/2011 às 14:04

    Esta é mais uma herança da onstituição de 88.
    Os constituintes ram, na maioria, egressos dos movimentos anti-governo militar e montaram uma constituição para garantir direitos para quem atua à margem da lei, como eles mesmo fizeram.
    O resulrado foi uma carta magna plena de direitos e parca em obrigações.
    Triste Brasil, onde o criminoso é protegido pela lei e o cidadão não tem direito a nada.

  46. Maria

    -

    21/02/2011 às 13:10

    Meia dúzia de filhinhos de papai, carentes, revoltaram-se contra a ditadura e tempos depois foram indenizados com altos valores. Os Negros foram escravizados, amordaçados e jamais ouvi dizer que um só recebeu a menor indenização. O cara honesto trabalha e recebe como recompensa um vil salário ferindo o art. 7º – IV da CF que diz: salário mínimo, fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social,com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim;
    O texto é claro, falta cumpri-lo, qualquer outra medida adotada já está ferindo a própria Carta Magna. NÃO HÁ O QUE SE COMENTAR. O resto é bla-blá, enchimento de linguiça, pois lei tem só falta aplicá-la com imparcialidade e coerência.

  47. AnÔnImA

    -

    21/02/2011 às 12:29

    No Brasil o crime realmente compensa. Esse negócio de dar bolsa para familiar de preso tem que acabar para qualquer tipo de crime. O familiar do preso tem que dar um jeito de ganhar dinheiro. Chega de choradeira!

  48. LC Albino

    -

    21/02/2011 às 12:25

    - Nosso código penal adora dar benefícios aos meliantes. Eles praticam todo tipo de barbaridades, estupram, matam pelos motivos mais fúteis, arrancam bens e dinheiro de pessoas honestas, que à duras penas conseguem pagar por suas coisas. Às vítimas, desamparo, tristeza e dor: aos bandidos, progressão da pena por “bom comportamento”, visitas íntimas, “saidões”, indultos. Porquê nossa legislação hipócrita não deixa trancados esses animais daninhos pela proporção de seus crimes? por exemplo, um latrocida, que cumpra sua pena integralmente, trabalhando todos os dias para pagar suas despesas, e a bolsa auxílio que vá para a família das vítimas. No país da mentira, um bandido é apenas uma vítima do sistema capitalista, que foi obrigado a tomar de assalto o que lhe é de direito, “um agente da minoria oprimida”, não um mau-cárater vagabundo, imprestável e improdutivo.

  49. TX

    -

    21/02/2011 às 12:05

    Há muita lenda envolvendo esse benefício. Não é qualquer presidiário que tem direito a ele, apenas aqueles que contribuíam para a Previdência. Por isso mesmo a Previdência chama o beneficiário de “segurado”. O criminoso “profissional” não recebe esse benefício, pois não é comum nesse ramo de atividade fazer contribuições para a Previdência… Penso que a Previdência não deveria pagar nenhum benefício acima do mínimo, inclusive aposentadorias – com redução na contribuição também, claro. Mas a regra é a do benefício proporcional a contribuição e é provavelmente por conta dessa regra o valor desse benefício fica acima do mínimo.

  50. Disraeli

    -

    21/02/2011 às 12:02

    Dinheiro para aumentar o salário mínimo nãop tem, mas para os bandidos, assassinos, estupradores, esse não falta. O que eu admiro é o tal dos Direitos Humanos, humanos só os crminosos, para as vítimas e familiares, banana!

  51. Disraeli

    -

    21/02/2011 às 11:49

    Este é o país do arco da velha, o infeliz trabalhador que pena 08 hs. de trabalho arduo, perde 03, 04 hs. num ônibus, recebe menos do que um criminoso, que matou, extuprou, etc., enquanto isso, a família da vítima que se dane! Lei criminosa, como os que ela protege. E antes de mais nada, um incentivo para a criminalidade para muitos.

  52. Paulo Roberto Barbosa

    -

    21/02/2011 às 11:27

    Que BRASIL é esse.Qual é a qualidade que possuem os nossos deputados e senadores para votar leis que so beneficiam os marginais e deixam as familias das vitimas no desamparo.Politica no BRASIL é a pratica do poder pelo poder e não para servir à aqueles que os escolheram para representação.Não podem dar aumento melhor para os trabalhadores porque a previdencia ficaria com as contas no vermelho.SUGESTÃO:Tirem da folha da previdencia os marginais e os aposentados do campo que nunca contribuiram e teremos uma previdencia capaz de assumir suas obrigações com o contribuinte. CRIEM um Instituto com fundos do tesouro para arcar com o socialismo do governo. Deixem os trabalhadores com oque é seu por direito.PAREM de enganar o povo seus PETRALHAS olhem o que esta acontecendo no mundo arabe.Por menos do que isso ja caiu um presidente.VOCES sabem que essa inflação que estão publicando não é verdadeira,portanto o trabalhador esta sendo surrupiado na negociação .

  53. Fernando

    -

    21/02/2011 às 11:20

    O preso deveria trabalhar em dobro para ressarcir também aos que prejudicou. Caso contrario, os trabalhos são forçados somente para os probos.
    A atual inversão é um escárnio.

  54. Flavio

    -

    21/02/2011 às 11:05

    Antes de nos indignarmos com isso, acho que é interessante pensar um pouco… Algumas considerações sobre esse benefício:
    1) É melhor deixar os dependentes do criminoso na penúria (e possivelmente também levá-los ao crime), ou dar a eles um sustento básico até que o responsável saia da cadeia? Só lembrando, o benefício vai para os dependentes, e não para o criminoso. Se ele não tiver dependentes, não recebe o benefício. No entanto, talvez realmente seja interessante aumentar os requerimentos para obter o benefício.
    2) O preso precisa estar trabalhando (com carteira assinada) até 12 meses antes da reclusão para fazer jus a esse benefício. Portanto, isso exclui, em tese, os criminosos profissionais e/ou contumazes.
    3) O valor do benefício depende do valor do salário que o preso recebia antes de ser preso. O valor de R$ 862 é o máximo que os dependentes poderão receber (mesmo que o criminoso eventualmente recebesse um salário maior que esse, antes de ser preso).
    Atenciosamente,
    Flavio

  55. Mauricio Guilherme Vasconcelos Ribeiro

    -

    21/02/2011 às 10:40

    Leio no Blog de Reinaldo Azevedo que presos no Brasil levam seus familiares a terem direito a receberem benefício da Previdência Social e,por mais incrível que pareça, superior ao novo salário mínimo pago a aposentados e encostados no INSS. Basta apenas que antes de matar uns 10 ou estuprar menores ou praticar atos de pedofilia tenha contribuido para a Previdência.
    Por mais incrível ainda é que esse benefício é pago a mais de 50 anos.E olha o valor do salário mensal: R$ 594,28. O mais interessante é que o nome pelo pagamento é pomposo. auxílio recrusão para os trabalhadores urbanos.Para completar a sacanagem os presos provenientes de áreas rurais, mesmo que não tenham contribuido para o INSS, terá apenas que cometer um crimessinho e terá direito ao pecúlio.
    É o mesmo ato ignóbil do pagamento de aposentadorias ao trabalhador rural com dinheiro que nós contribuimos sem que eles paguem um tostão.E aí funciona aquela máxima de que a Previdência Social vai quebrar. É inacreditável. Coisas como essa só devem acontecer no Brasil e em outras republiquetas.Leio no Blog de Reinaldo Azevedo que presos no Brasil levam seus familiares a terem direito a receberem benefício da Previdência Social e,por mais incrível que pareça, superior ao novo salário mínimo pago a aposentados e encostados no INSS. Basta apenas que antes de matar uns 10 ou estuprar menores ou praticar atos de pedofilia tenha contribuido para a Previdência.
    Por mais incrível ainda é que esse benefício é pago a mais de 50 anos.E olha o valor do salário mensal: R$ 594,28. O mais interessante é que o nome pelo pagamento é pomposo. auxílio recrusão para os trabalhadores urbanos.Para completar a sacanagem os presos provenientes de áreas rurais, mesmo que não tenham contribuido para o INSS, terá apenas que cometer um crimessinho e terá direito ao pecúlio.
    É o mesmo ato ignóbil do pagamento de aposentadorias ao trabalhador rural com dinheiro que nós contribuimos sem que eles paguem um tostão.E aí funciona aquela máxima de que a Previdência Social vai quebrar. É inacreditável. Coisas como essa só devem acontecer no Brasil e em outras republiquetas.

  56. Anticomuna

    -

    21/02/2011 às 10:32

    POUCA VERGONHA!!!

  57. arilton

    -

    21/02/2011 às 9:55

    É isso aí, para os aposentados migalhas para os presidiários e para o salários dos politicos tudo.
    Que país é esse, é o país dos aproveitadores e bandidos.
    Não existe politico no BRASIL existe aproveitadores, preguiçosos, e corruptos.

  58. Joel

    -

    21/02/2011 às 9:38

    Aos comentaristas, relembro: “…presos de baixa renda que contribuíam para a Previdência Social, antes de cometer o crime”. Não se trata aqui de bandidos por profissão, vagabundos em geral, pessoas que iniciaram suas vidas no crime desde crianças e adolescentes. Estamos falando de pais de família trabalhadores que, por algum motivo, cometeram um crime e foram presos. Concordo que crimes hediondos não deveriam entrar na lista, mas as famílias dos presos não podem ser punidas junto com eles.

  59. J. Reis

    -

    21/02/2011 às 9:26

    Cada bolsa-cadeia é menos uma bolsa família para gente honesta e cada emprego remunerado para criminosos é menos uma vaga para algum necessitado honesto.

  60. BETHS

    -

    21/02/2011 às 9:16

    É revoltante!

  61. Redneck

    -

    21/02/2011 às 9:08

    Mas tem um outro lado do “beneficio”: soube do caso de um vapor barato que amargou prisao por trafico. Sem querer minimizar, era um pe rapado, a droga pesada era de outros, mas ele ta la, pagando o pato. Sua familia nem se mexe pra arranjar um advogado. Desde que o bolsa cadeia entrou naquela familia, sua mae nao tem mais que fazer faxinas pra garantir a pensao da neta bastarda, os objetos nao somem mais de casa e os traficantes achacadores sumiram de vista. O vaporzinho vai amargar cadeia por anos… gracas ao bolsa cadeia!

  62. Paulo Vivas

    -

    21/02/2011 às 8:41

    Que crime cometeu o cidadão que mora embaixo de uma ponte? se quiser comer tem que ir catar latinha e papelão.
    Ora..ora.. Porque o preso não tem que trablhar, no mínimo para se sustentar?Porque a sociedade gredida ainda deve sustentar o preso? ESSA DO AUXLIO RECLUSÃO SER MAIOR QUE O SALÁRIO MÍNIMO É O FIM DA PICADA, SÓ NA REPÚBLICA BANANERA MAIS UM INCENTIVO AO CRIME!

  63. Ananias Costa

    -

    21/02/2011 às 8:40

    Pais bonzinho aonde os criminosos pagam os advogados com dinheiro conseguido com o sangue de vítimas da violência, por mim assassinos teriam direito apenas a advogados cedidos pelo estado, mas a sociedade gosta mesmo é de sofrer e aceitar numa boa a inversão de valores.

  64. Marinho

    -

    21/02/2011 às 8:23

    Não concordo em hipótese alguma com o pagto.do bolsa cadeia.Sómente neste país que é nada mais do que um grande circo que estas coisas acontecem.Chega de hipocrisia,vamos colocar estes assassinos irrecuperáveis para fazer estradas.Pelo menos assim eles pagarão pela comida que consomem.Sigamos o exemplo dos americanos.

  65. Jorge Luiz

    -

    21/02/2011 às 8:23

    Decididamente, no Brasil, o crime compensa…

  66. Arnaldo J. Bento

    -

    21/02/2011 às 8:11

    e a OBAÊ quer dizer a OAB aprova isso?

  67. Arnaldo J. Bento

    -

    21/02/2011 às 8:09

    peraí Reinaldo, o mundo é dos organizados, bandido tem organização já o porra do assalariando não, então…

  68. Morena Flor - Indignadíssima com a inversão de valores no Brasil

    -

    21/02/2011 às 1:16

    “Ao que eu saiba o apenamento a um criminoso não é extensivo à sua família.A pena no ordenamento jurídico brasileiro é individualizada na pessoa a quem foi imputada.O Estado tem sim que oferecer alguma proteção financeira,mínima que seja, a familiares de pessoas condenadas seja por que crime for”.

    Ah, éééé???

    Pois saiba q bandidos qdo assaltam, roubam, sequestram, MATAM, estupram e outras barbaridades inomináveis não pensam em família, nem nada… Não pensam q irão pra cadeia e ficarão privados do convívio familiar, bem como de um trabalho fora da cadeia para ajudar em casa.

    Pois então, concordo com uma sugestão q foi dada aqui, a própria família q se vire e trabalhe para sustentar o CRETINO CANALHA CRIMINOSO na cadeia, q leve a marmitinha, a roupinha, a merendinha, o sabonetinho, o creminho de barbear e outras “benesses” para o canalha q está na cadeia(q é o lugar dele, viu? Bandido tá na cadeia por OBRIGAÇÃO, não pra colônia de férias!). Quem merece um aumento desses é o trabalhador q rala de sol a sol e a família da vítima, q, em muitos casos, acaba sendo, por consequência de crimes cometidos por esses facínoras q lotam as cadeias por aí, se transformando em famílias de órfãos e viúvos(as), sofrendo tbm, além do prejuízo emocional, q já é enorme, o prejuízo financeiro advindo da morte ou incapacidade de um de seus provedores.

    BANDIDO tem q pagar pelos seus crimes, não nós, pagadores de impostos q devemos sustentar bandido, prole e cia ltda. Independente de ter matado, roubado, sequestrado, estuprado, etc. CRIME É CRIME, e ponto final.

  69. Ivaldo Oliveira

    -

    20/02/2011 às 22:59

    SE A BOLSA CADEIA É MAIOR QUE O MINIMO , ENTÃO O CRIME COMPENSA !

  70. solange mota

    -

    20/02/2011 às 22:38

    Essa discussão precisa ser levada a frente e ser aprovada, pois é uma vergonha acoitarmos um criminoso e deixarmos de dar amparo a família da vítima. Além do mais, há muito penso qu os presos tem qu trablhar, pois só assim há ressocialização e não estaremos criando parasitas que ociosos terão tempo para fazer mais maldades, já que mente vazia é o laboratório do diabo.

  71. Claudio Loureiro

    -

    20/02/2011 às 22:34

    REINALDOXX!!!

  72. Alzira

    -

    20/02/2011 às 22:30

    Se alguém estiver contribuindo para uma aposentadoria de um salário mínimo, é melhor esse alguém cometer um crime e ir para a prisão para ganhar o “bolsa cadeia”!

    SÓ neste país de M@#@***&%erda mesmo!

  73. Roberto de Paula

    -

    20/02/2011 às 21:48

    Não será no governo do PT que veremos bandidos punidos com rigor e… trabalhando. TRABALHANDO?!?!?!?!? (sic)

  74. Isabela

    -

    20/02/2011 às 21:06

    Cadeia então serve pra aposentadoria? E nem precisa completar o tempo de serviço, basta cometer um crime nesse meio tempo? Se bem que o deputado Fernando Francischini (PSDB-PR) vai apresentar projeto contra a concessão do benefício no caso de crimes hediondos… E nos outros casos, pode continuar dando MAIS QUE O SALÁRIO MÍNIMO aos familiares do pobre meliante?
    Reinaldo, não entendi. Me esclareça, por favor.

  75. wilson

    -

    20/02/2011 às 20:23

    Nesta Republiqueta bananaria de bachareis quanto mais bem
    bom do meliante melhor.
    Se falar em cela individual, trabalho e estudo para o meliante não ficar 24 horas matutando mais crime eles a OAB tem xilique e n doutos em lei sem lei aparecem..

  76. c.c. a patrulha

    -

    20/02/2011 às 20:18

    Caro Reinaldo,
    A vida aqui na cadeia não é ruim não!O problema é que aqui
    a gente não se entende, de vez em quando aparece um ou outro
    decapitado!

  77. pericles

    -

    20/02/2011 às 20:09

    Quem disse que o crime não compensa? Às vezes compensa e muito. Vejam o exmplo dos mensaleiros!

  78. Janine

    -

    20/02/2011 às 19:03

    Eu nao sabia desse auxilio mas descobri atraves de uma pessoa que teve o marido preso. Ela recebeu todos os atrasados … Provavelmente a familia da vitima nao recebeu nada.
    Esse incentivo nao foi criado agora. Estava meio que escondido mas agora vai ter muita gente recebendo os atrasados.
    Enfim ja que decidiram nao educar o povo decidiram incentivar o crime.
    Vai ter mae pedindo aos filhos para virarem bandido.

  79. marina silva

    -

    20/02/2011 às 16:52

    É o que antigamente se chamava de socialismo moreno,os meliantes teem 4 refeiçoes diarias(com a quantidade que querem incluindo carne)casa,comida,roupa lavada,motel para visita intima,camisinha gratis,vaga em cama de hospital da rede própria(no hospital do sistema penal nao há lista de espera)luz eletrica a vontade roupa de cama,banho de sol,sesta depois do almoço e essa infamia de receber pagamento sem trabalhar ou ter que acordar cedo para encarar o trem da central.É um governo de petralha para petralha,por isso é que em todos os filmes os bandidos fogem para aqui porque nao há pais em que o crime compense tanto como aqui inclunido com remuneraçao maior que o salario minimo!

  80. marina silva

    -

    20/02/2011 às 16:43

    É por isso que o Battisti quer ficar,aqui o crime compensa e MUITOOOOOO

  81. Raskol: lei ignominiosa e de desestímulo ao trabalhador

    -

    20/02/2011 às 16:24

    Eu acho que não se deveria pagar nada. Assim, o crime está sendo estimulado e, além disso, faz com que mulheres vagabundas não busquem serviço, preferindo viver às expensas desse dinheiro ROUBADO DO BRASILEIRO TRABALHADOR.
    Esse deputado devia fazer uma campnha nacional contra essa mordomia. Assassinos e bandidos não podem propiciar mordomia às companheiras e, muitas, que preferem o homem na cadeia para se locupletar. Vadias, é o que são!
    A lei é antiga, mas agora encontrou os maiores amigos de assassinos e traficantes, os ptralheiros. E todos os partidos precisam se lembrar quem quem lhes paga a mordomia somos nós, os trabalhadores e não os vagabundos!!
    Deputados e senadores, essa lei deveria cair por unanimidade se vocês tivessem alguma dignidade, çporcos lazarentos!!!!

  82. Raissa Pedra

    -

    20/02/2011 às 16:36

    REINALDO E COMENTARISTAS,BOA TARDE.
    Mesmo sem tempo para comentar,tenho lido os textos para me manter atualizada e também tenho deixado meus votinhos.
    Chega-se à triste conclusão que no Brasil o crime compensa
    Ninguém é punido e quando o é,a ajuda financeira que recebe é maior do que o salário mínimo de um cidadão que respeita as leis e a sociedade.As mudanças só podem ocorrer atrvés da educação dos eleitores.

  83. Marcelo Machado

    -

    20/02/2011 às 16:27

    Nesse tema PT e PSDB são petistas. O auxílio-reclusão une situação e oposição.

  84. Marcos F

    -

    20/02/2011 às 16:25

    Na periferia, as propensas mães-solteiras, preferem fazer seus derivados nas barraquinhas das penitenciárias. Pensão garantida, elas pensam.
    (notícia passada pela minha empregada, que rala muito)

  85. Neile

    -

    20/02/2011 às 16:18

    Se um ABAIXO ASSINADO contra essa mordomia funcionar ,a gente vai precisar fiscalizar os 210 milhões.Sabemos que dinheiro na mão de PETRALHA é vendaval.

  86. Fabricio Bassani

    -

    20/02/2011 às 16:02

    Caro Reinaldo,

    Peço que veja e comente esta matéria veiculada ontem na Folha “Caso de delegados que deixaram escrivã nua é arquivado”. É asqueroso. O vídeo em questão está difícil de ver, mas é chocante o flagrante abuso de poder. Pergunto: se própria corregedoria pode desrespeitar a lei assim, quem está a salvo?

    Abraços.

  87. meg

    -

    20/02/2011 às 15:53

    Pois é, eu li alguns dias atrás – 862 reais! – e me surpreendi. Aliás, por que ainda me surpreendo? O que menos vale nesse país governado pelo Partido dos Trabalhadores é o trabalhador.

  88. ALBERTO SANTO ANDRE

    -

    20/02/2011 às 15:51

    NO BRASIL A INVERSAO DE VALORES ESTA CADA VEZ MAIS ACENTUADO,TANTO MAIS QUE EM BREVE TEREMOS VERGONHA DE SERMOS HONESTOS , ESTE SEM DUVIDA SERA O MAIOR LEGADO DO PT E SEUS ASSECLLAS ,;;;ESTA INVERSAO ESTA EM TAO ALTO GRAU NO BRASIL DE HOJE QUE EM CADA DEZ POLITICOS ELEITOS, PELO MENOS SEIS DEVERIAM ESTAR NA CADEIA, PRINCIPALMENTE NO GOVERNO FEDERAL, ONDE A CORRUPCAO E O ASSALTO AO ERARIO PUBLICO E SIMPLESMENTE VERGONHOSO.

  89. fraternidade

    -

    20/02/2011 às 15:40

    para problemas como esse e para resolver outors que infelicitam a nação só há uma solução , com em 1964 !!!

    O POVO NAS RUAS MARCHA COM DEUS PELA MORALIZAÇÃO DA NAÇÃO

  90. toninho

    -

    20/02/2011 às 15:36

    E esse o governo que premia os bandidos. Se gasta bilhões com os vagabundos que, no passado atentaram contra a Democracia e hoje são premiados com indenizações milionárias, quanto as famílias que os valentes, trucidaram seus entes queridos, que trabalhe e pague os impostos para que os vagabundos sejam sustentados hoje.

  91. cleusa

    -

    20/02/2011 às 15:34

    corrigindo; -triunfa

  92. cleusa

    -

    20/02/2011 às 15:32

    O que podemos fazer para que esse projeto seja aprovado? Concordo que os familiares do criminoso (muitas vezes) não tem culpa pelos delitos cometitos pelo mesmo, mas é um absurdo que esse valor seja maior que o recebido pelo trabalhador honesto. Ufa…parece que nesse país só trinfa “nulidades”.

  93. Anônimo

    -

    20/02/2011 às 15:29

    A burrice do povo brasileiro está no DNA.

  94. Nilo

    -

    20/02/2011 às 14:17

    COMENTÁRIO REMOVIDO PELA MODERAÇÃO

  95. Capixaba Indignado

    -

    20/02/2011 às 15:14

    Absurdo e inaceitável é a família do cara que mata, estupra e rouba ter “bolsa-cadeia”, enquanto a família da vítima só levar paulada na cabeça. Quer paulada pior do que o aumento de 61% dado pela classe política para si mesma no final do “guvernu qui num róba i nem deixa robá” (vide site abaixo)? Trabalho já para essa gente à toa!
    http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/deputados-aprovam-reajuste-de-61-a-si-mesmos

  96. eli

    -

    20/02/2011 às 15:05

    RECORDEM AS ELEICOES PASSADA “NOSSA SENHORA DE TODAS AS FORMAS” E O MINISTRO DA “SIENSIA E TEQUINOLOJIA GANHARAM EM TODOS OS PRESIDIOS ONDE OCORREU ELEIÇOES. LEMBREM-SE BEM SAO PAULO TEM QUE ESTAR ATENTA. CONTAMOS COM REINALDO PRA ISSO.

  97. Titus Petronius

    -

    20/02/2011 às 15:03

    A família do preso é que deveria pagar pelo sustento do criminoso que não trabalhasse na cadeia. O Brasil é um país de cabeça pra baixo mesmo.

  98. Rodolfo

    -

    20/02/2011 às 14:41

    O PT e a ESQUERDA VAGABUNDA sempre ficam do lado do BANDIDO e do CRIMINOSO e sempre contra a vítima e/ou a FAMÍLIA brasileira!

    Preso deveria TRABALHAR como qualquer outra pessoa normal e pagar as suas contas.

    Em 2009, o custo MENSAL de um preso numa cadeia federal era de R$ 4.800,00!!! Isso dá quase R$ 60.000,00 ANO!

    Eu que sou HONESTO, CIDADÃO brasileiro, PAGADOR de IMPOSTOS… não tenho esse custo fixo por mês!!!!!!

    O que será que tem nessas cadeias federais? Splits de 30.000 btus, televisão de LCD com 3D, Blu-Ray, champagne com caviar…. só pode!!! Ah, claro, e umas garotinhas de programa de vez em quando, porque preso no Brasil segundo a “lógica” do PT e da esquarda merece uma trepadinha de vez em quando para aliviar a tensão!

    Quer dizer, o preso no Brasil custa mata, estupra, sequestra…. custa R$ 4.800,00 por m~es aos cofres públicos e mais R$ 594,00 para a pobre família! ABSURDO, VERGONHOSO!

    Alegam que é para manter a família! Mas que família? Quem disse que o preso era casado na Igreja, pai de família, vivia com a mulher e os filhos, etc…?

  99. Angelo

    -

    20/02/2011 às 14:40

    Senhores,mais uma imoralidade,cometida contra o povo,
    esses vagabundos tem é que plantar e trabalhar na prisão,
    mais uma vez está provado que trabalhador nestePaís é
    inferior a vagabundos.A Justiça da imoralidade,vigora neste
    País.

  100. Prof Helena

    -

    20/02/2011 às 14:11

    Mais uma forma para angariar votos. Só assim se mantém o poder. Que desgosto!!!!

  101. SULY

    -

    20/02/2011 às 14:10

    Perguntar nao ofende!!!!!a familia do Cesari Batiste esta recebendo em euro?????

  102. Nilo

    -

    20/02/2011 às 14:10

    Caro Reinaldo, a propósito deste assunto já passou da hora da imprensa nacional como um todo começar a questionar diuturnamente a tal Lei de Execuções Penais, verdadeira panacéia para juizes, desembargadores e os bons cozinheiros dos tribunais superiores se valerem de uma outra lei, a “do menor esforço”, soltando a todo e direitos criminosos de alta periculosidade, traficantes, homicidas, estupradores, pedófilos e o que há de pior em qualquer sociedade civilizada. A sociedade não aguenta mais a falta de responsabilidade pessoal desses funcionários públicos cujo o único patrão é o POVO, se escondendo atrás de uma lei hoje fajuta para justificar as inconsequências cometidas agaçalhados naquelas togas e vestimentas que já não impõem respeito a eles por parte da população. País de bandidos deve ter tantos presídios quanto necessário e não esvaziar os atuais através destas irresponsabilidades legais e funcionais. O integrante do judiciário que libera criminoso para cometer novos crimes deveria responder com o patrimônio pessoal sob a forma de ressarcimento e ir imediatamente para a cadeia no lugar do meliante solto de qualquer jeito, ao invés de se esconder atrás da lei e cobrir a cabeça com a toga. Não é possível que O POVO que carrega estes magistrados nas costas pague de NOVO através do Estado tais inconsequências! E não se vê uma iniciativa da Associação Brasileira de Magistrados propondo um projeto de lei em regime de urgência para acabar com esta situação já revoltante para a POPULAÇÃO DE BEM! Parece até que eles querem o país pegar fogo de novo…

  103. Ingrid Nodario

    -

    20/02/2011 às 14:04

    É um descaso com as pessoas de bem que passam necessidades, é uma afronta ao trabalhador ralar o dia inteiro e ainda ter que contribuir para uma vergonha dessa.

  104. BENTO

    -

    20/02/2011 às 13:57

    Heli Roberto das 13,47-So para lembrar,que o preso antes de cometer o crime nao pensou nos filhos,na muher,nos pais,na FAMILIA!!!!!!!

  105. eli

    -

    20/02/2011 às 13:49

    Alo trabalhador um meio mais rentavel de sustentar sua familia,E VOCE AINDA TERÁ BANHO DE SOL, FUTEBOL, DIRETO A FAZER SUA TATUAGEM, CELULAR E VISITA INTIMA E BOA COMIDA…..FALANDO ASSIM ATÉ ME LEMBRA MORDOMIAS DOS PETRALHAS.

  106. robbos

    -

    20/02/2011 às 13:47

    862,11!!!!que conhecidencia essa portaria 568 de 31/12/2010.O que vcs acham!!!!!!!

  107. Heli Roberto da Silva

    -

    20/02/2011 às 13:47

    Ao que eu saiba o apenamento a um criminoso não é extensivo à sua família.A pena no ordenamento jurídico brasileiro é individualizada na pessoa a quem foi imputada.O Estado tem sim que oferecer alguma proteção financeira,mínima que seja, a familiares de pessoas condenadas seja por que crime for.Talvez fosse melhor regular com exigências mais rígidas a concessão do benefício.Como por exemplo:se os membros da família do apenado trabalham, o montante da renda familiar,as condições financeiras do próprio condenado-preso.Dizer que família da vítima não tem proteção alguma ou que não recebe qualquer benefício é uma vigarice.Eu concordo que seja sim uma injustiça, as vítimas ficarem sem reparação alguma.Mas, o erro, a falha e a omissão estão aqui.Não se pode fazer um coisa em detrimento da outra, ao menos nesta situação.Ou será que o criminoso cometeu o crime em “parceria” com a família ou por estímulo dela?Vamos devagar!Quem comete crimes, sejam eles quais for, os comete por escolha individual de ser…criminoso.Tanto é assim que sofre a punição individualmente.A condenação, caso se dê para o individuo, não para sua família, não importanto quão hidiondo tenha sido o ato cometido.Sou viceralmente contra o tal projeto!
    FORMIGA-MG

  108. ARMAGEDOM

    -

    20/02/2011 às 13:37

    Mais uma portaria do ultimo dia do MOLUSCO,deve ser para garantir o futuro da familia!!!!kkkkkkkk

  109. fabio

    -

    20/02/2011 às 13:23

    Salve Stallone!!!Na Banania é tudo ao contrario!!!!

  110. E. de Frankfurt

    -

    20/02/2011 às 13:15

    Chamem o Gandooola!

  111. Axel Honneth

    -

    20/02/2011 às 13:11

    Emprego na Banânia é ouro.
    Familiares da vítima têm trabalho ou estão desempregados?
    Emprego envolve reconhecimento.
    Não basta ter, há que sentir orgulho de si mesmo.
    Sou da direita e contra a impunidade do mensalão.

  112. Re

    -

    20/02/2011 às 13:10

    Tio Rei,

    O valor do bolsa-preso é MAIOR do que diz a ‘notícia’.

    Bolsa-preso: R$ 862,11

    O auxílio reclusão, a partir de 1/1/2011 é de R$ 862,11 – Portaria nº 568, de 31/12/2010.

  113. Descabelado

    -

    20/02/2011 às 12:56

    Ou seja: é melhor ter um pai na cadeia do que trabalhando, dá mais lucro.

  114. Nilo

    -

    20/02/2011 às 12:52

    Isto sim é fomentar e incentivar a CRIMINALIDADE NACIONAL!!!! Estes putralhas conseguem se superar a cada dia com o MEU, SEU, NOSSO DINHEIRO. Eu tenho o direito constitucional de ter muita, mas muita saudade mesmo, do regime militar, apesar de não terem sido competentes o suficientes e deixar para o povo de bem esta herança maldita que guardam dinheiro até o epicentro localizado na parte traseiras de cuecas, meias, sacolas de supermercados, malas, etc. O pior é que esta quadrilha nacional sucateou nossas FFAA fazendo cafuné e agradinhos a meia dúzia de generais com data de validade funcional já vencidas que ficam confortavelmente assentados em Brasília.

  115. ARMAGEDOM

    -

    20/02/2011 às 12:40

    Robbos das 9,48- Muito bem lembrado!Um pais economiza 30 milhoes no horario de verao e premeia 280 milhoes para familia de bandido!!!Horario de verao so funciona onde a palavra TRABALHO ja foi excluida a muito tempo!! BRASILIA!!!!!!!!

  116. Claudiney

    -

    20/02/2011 às 12:21

    Reinaldo,
    A constituição de 88 estava com mania de perseguição, os politicos da época estavam apavorados com a perseguição dos militares de 64, aí fizeram a nova carta para proteger a todo tipo de facínora, progressão de pena para assassino e estupradores vide o caso Tim Lopes e Pimenta Neves,os marginais estão numa boa, por isso, hoje se vc tiver 15.000 reais pra gastar com advogado, pode matar qualquer cidadão, vai responde em liberdade até caducar a pena e se for preso por asar, cumprirá 1 ano, esse é o Brasil de hoje, onde o PT manda e desmanda, mente e sustenta como verdade é uma vergonha! abs.

  117. Ana Paula

    -

    20/02/2011 às 12:21

    Tem mais presos que trabalhadores?

  118. Henrique Lima

    -

    20/02/2011 às 12:20

    Se o detento tem o direito de exercer sua cidadania em regime de reclusão através do voto, assim como todos ele também deverá ter deveres. O trabalho é o único meio de regenerar um marginal ou senão a única graduação dele sempre será a da qualificação do crime.

  119. US

    -

    20/02/2011 às 12:14

    Muitos dos problemas do brasileiro estão ligados à sua herança genética portuguêsa.
    Além da burrice herdamos o gosto por terroristas, corruptos e meliantes.
    “É um absurdo: a família da vítima não tem benefício, enquanto a família do cara que mata tem. … A partir de um acordo com os governos estaduais, empresas ofereceriam trabalho aos presos”.

  120. Milena

    -

    20/02/2011 às 12:10

    E o que me diz dos bilhões que estão depositados nos bancos suiços? A quem pertencem?

  121. gaúcha indignada

    -

    20/02/2011 às 12:01

    Tenho piedade dos aposentados no Brasil. Os bandidos no partido da seita, percebem mais que os trabalhadores. No governo atual, “direitos humanos” só para marginal, a vítima que trabalhe 35 anos, para depois receber o SM.

  122. Heloísa

    -

    20/02/2011 às 12:00

    Minha faxineira vai combinar com um tipo que não vale nada,(pai de seu filho), para arranjar um modo de ficar na cadeia…

  123. Luiz Fernando

    -

    20/02/2011 às 11:56

    O crime compensa.Só no país dos petralhas.

  124. Cassio

    -

    20/02/2011 às 11:52

    Achei bastante coerente: quem, mais do que eles, pra acreditar piamente que o crime compensa mesmo?

  125. Ségolène

    -

    20/02/2011 às 11:51

    Pois é, tem APAC pra todo lado, recebendo dinheiro público e presos trabalhando não sabemos pra quem. Se esse sistema é tão bom, que comece a funcionar remunerando o detento em lugar do INSS. Seria um começo.

  126. isaac martins

    -

    20/02/2011 às 11:44

    O pior é que a proposta é velha no congresso, mas muitos detentos até agradeceriam se ela realmente passar, todos sabem que o tempo não passa para quem como os petralhas não fazem nada. como disse muitos presos gostariam de estar prestando serviços, a BR 101 já estaria toda refeita se sob a mira do departamento de engenharia do Exército eles estivessem lá trabalhando. Afinal só assim se pode pensar em resocializa-los

  127. huumm

    -

    20/02/2011 às 11:41

    embora os descalabros que alguns do pt comete…vejo no senador paim sempre uma postura de um homem equilibrado. um polico digno homem. fazendo juz ao cargo que ocupa.

  128. luis pinheiro

    -

    20/02/2011 às 11:31

    TEM TAMBÉM UMA BOLSA MATERNIDADE ,OU ALGO ASSIM, CADA FILHO QUE NASCE SE PAGA ALGO EM TORNO DE R$700,00. TAIS BOLSAS AQUI NO NORDESTE TÊM SE TRANSFORMADO EM MOTO-CICLETAS. QUME TA ADORANDO SÃO OS FABRICANTES DE MOTOS.
    E VIVA O “SOCIALISMO”.

  129. Artur

    -

    20/02/2011 às 11:30

    Interessante a lógica das leis no Brasil,um bandido mata um pai de familia, se for preso e condenado a sua familia passa a receber auxilio reclusão do governo, agora a familia da vitima que perdeu quem a sustentava que se dane, que se vire, é a famosa inversão de valores, o mal recebe recompensa, o bem……

  130. arilson sartorato

    -

    20/02/2011 às 11:22

    NÃO É NOVIDADE ALGUMA O PT PROTEGER DELINQUENTES.POIS NOS SEUS QUADROS ESTÁ CHEIO.

  131. Noah Shuster

    -

    20/02/2011 às 10:56

    Nesse país quem produz não tem vez.
    .
    Isso é uma vergonha.
    .
    Sou favorável que todo preso tenha que trabalhar pra pagar as despesas do Estado com sua reclusão. Mente desocupada é mente perdida.

  132. nihil

    -

    20/02/2011 às 10:48

    Ora, isso é o PT legislando em causa própria…assim que o judiciario criar vergonha.

  133. Nina

    -

    20/02/2011 às 10:35

    Reinaldo,
    Este absurdo de bolsa presidiária tinha que acabar. Como pode? Se recebe salário, matar é uma profissão, não é?
    Cometeu qualquer crime, tem que trabalhar e de graça para poder receber café da manhã, almoço e jantar, e já é muito…
    Aliás, tive uma idéa! Deveria ter uma Lei que aquele que cometer algum crime seria enviado para Marte (viagem sem volta, claro!) Seria um alivio o planeta sem cadeias e com certeza, estes profissionais pensariam muito antes de cometer um crime…
    Que tal começar por enviar todos os petralhas do desgoverno lula/dilma para esta grande viagem?
    Nos livraríamos de uma vez só de toda a quadrilha. Seria bom demais!!!!

  134. Surfista Prateado

    -

    20/02/2011 às 10:28

    Estamos perdidos mesmo. Só existem vítimas quando o crime é de estupro? Pensei que sempre que se comete um crime, existe uma vítima. No mundo esquerdopata, isso não é verdade… Este tipo de prêmio a criminosos e a tal progressão continuada vem do mesmo DNA, que nos remete à esquerdopatia e ao fundo do poço.

  135. Rubens Cosga

    -

    20/02/2011 às 10:17

    Reinaldo, bom dia! É inacreditável!!!!!!! Isso é simplesmente o atestado de falência do Estado brasileiro. Como um preso pode receber um salário para sustentar a sua família? Já não basta termos que pagar a comida e a estádia desses assassinos na cadeia? E a família que ele privou do seu provedor? Quem sustenta essa família? Parece que os políticos e os “direitos humanos” tem interesses não revelados nesse esquema todo…

  136. robbos

    -

    20/02/2011 às 9:48

    Ah!!so para lembrar!30 milhoes foi o que o pais economizou com o horario de verao em QUATRO meses,as custas e prejuizos na saude de muitas pessoas e de vidas perdidas pela violencia!A corrupcao no Brasil leva meia hora para arrecadar esses 30 milhoes!!!FORA, HORARIO DE VERAO!!!!

  137. vítima do PT

    -

    20/02/2011 às 9:39

    É muito simples: para evitar “rombo’ na Previdência, basta não prender ninguém…economizaria os milhões em “bolsa-bandido”. O programa de TV “FANTÁSTICO” reportou, recentemente, o caos das prisões brasileiras, honestamente, quem viu teve a impressão que o presidentedestepaíz nos últimos 8 anos: só bebia…a “VEJA” mostrou os “presídios de segurança máxima” onde o preso comanda o crime no RIO DE JANEIRO de dentro da cadeia no PARANÁ, além da permitida “visita íntima”, honestamente, o apedeuta só pensava naquilo, quando construiu os parcos presídios. Concluindo, o Brasil tem 500.000 mandados-de-prisão não cumpridos (economizando na bolsa-bandido e, espremendo o salário-mínimo-minimorum muito abaixo dos R$2000,00/mês calculados pelo DIEESE). DANE-SE a população com marginais infernizando a vida das pessoas, aqui na cidade olímpica, marginais ocuparam espaços públicos de estacionamento e sinais de trânsito, para EXTORSÃO de motoristas, milhares e milhares de crianças pobres estão nos braços de falsos-mendigos, adultos criminosos que achacam pedestres usando a criança com péssima aparência para sensibilizar as vítimas desses achaques, bem…não tem polícia, não tem cadeia, não tem dinheiro para bolsa-bandido…mal, o povo chinfrim que se dane, político vive encastelado, com segurança e passeando na EUROPA, tudo com o dinheiro economizado na segurança pública. A criança pobre , nem parentesco tem com o adulto achacador e nem leite bebe de todas as bolsas sociais de todos os governos, porque não tem como se defender, não tem quem as defenda e, principalmente, não tem título de eleitor… veja ao vivo na R Conde de Bonfim no RIO, crianças exploradas pos falsos-mendigos, cujas imagens você nunca vai ver na propaganda política.

  138. antonio

    -

    20/02/2011 às 9:32

    fazendo uma analogia “canhestra” do que o PT e a sua troupe pensa, conclui-se que para as famílias dos que roubam, assaltam, matam, estupram e cometem todas as espécies de crimes, é bem melhor do que trabalhar; ou seja:o trabalho não pode ser mais bem remunerado do que as ações criminosas.
    Salve o PT !!!!!!!!!!!!!!!

  139. Perola

    -

    20/02/2011 às 9:30

    FHC já disse há tempos que o Brasil é um país injusto.E muito!Esse auxílio-reclusão é só um exemplo das muitas injustiças que estão por aí.

  140. Robmac

    -

    20/02/2011 às 9:23

    É realmente espantosa a inversão de valores em nosso país. Cada vez mais aparecem distorsões com essa.
    E depois querem que o país cresça.

  141. Roberto Flores Martins

    -

    20/02/2011 às 9:16

    A cada passo verificamos que a nossa Justiça é voltada exclusivamente para beneficiar o criminoso.Certa vez,conversando com um francês sobre as gracinhas que ocorrem no Brasil e que beneficiam aos infratores, levando a índices de criminalidade altíssimos, o francês me perguntou gravemente:¨Mas no Brasil não existe Justiça?Confesso que até o presente momento não saberia como responder a aquele meu pobre interlocutor perplexo.

  142. Chris-SP

    -

    20/02/2011 às 8:37

    Reinaldo,
    Acho justa a proposta do delegado Francischini. Onde já se viu termos que sustentar bandidos na cadeia, enquanto as famílias de vítimas sequer têm proteção. Os DH só funcionam para bandidos por aqui. Vide o Caso Vanessa, a moça que foi barbaramente assassinada na semana passada por um elemento que estava foragido da cadeia, com uma pena de 14 anos a cumprir. Como este bandido, de alta periculosidade, recebe a progressão de pena para o regime semi-aberto, foge e a polícia não vai a sua captura?? Será que este bandido tem direito de receber o bolsa-reclusão???? Acho que todos os presídios deveriam ser privatizados, modernizados, para que todos os presos custeassem a sua própria estadia nos presídios, enquanto estivessem cumprindo pena, não importa o crime. E por quê o bolsa-reclusão é maior do que o SM?? Esta também é outra distorção!

  143. anonimo

    -

    20/02/2011 às 8:37

    “É um absurdo: a família da vítima não tem benefício, enquanto a família do cara que mata tem. Dar auxílio-reclusão para quem comete estupro é inaceitável”, disse Francischini.

    ___

    Só no BR tem que se acordar no domingo com uma notícia dessas.
    Estupra e tem ajuda do governo. O lesado que se dane.
    -
    Parabéns, Deputado Francischini! E onde estão os demais deputados? Dormindo?

  144. robbos

    -

    20/02/2011 às 8:30

    Meu DEUS!!!Em pais serio a familia do preso recebe a conta, da “BALA”

  145. Mariazinha

    -

    20/02/2011 às 7:57

    Nos outros países existe essa “maravilha” chamada auxílio reclusão ou é mais uma pérola brazuca?

  146. Paulo Fernandes

    -

    20/02/2011 às 7:41

    O Brasil conseguiu estabelecer em leis algo inédito no mundo: premiar o criminoso e penalizar o cidadão honesto que trabalha. Em todos os sentidos o crime no Brasil compensa, e muito.
    E uma sociedade às avessas.

  147. Marcus Meyer

    -

    20/02/2011 às 7:20

    Isto ainda é bem menos do que se paga a título de bolsa-ditadura a quem saiu por aí agredindo pessoas inocentes, queimando coisas ou assaltando bancos. No Brasil, quanto mais calhorda for o cidadão mais incentivo ele recebe do governo!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados