Blogs e Colunistas

25/02/2011

às 6:49

Governo Dilma estuda idade mínima para aposentadoria

POr Natureza Nery e Gustavo Patu, na Folha:
O governo federal estuda a adoção de idade mínima para concessão de aposentadoria integral a trabalhadores do setor privado. A proposta está em discussão nos ministérios da Fazenda e da Previdência e deve ser apresentada à presidente Dilma Rousseff em março. Segundo a Folha apurou, a proposta mais forte hoje é 65 anos de idade para homens e 60 para mulheres, no caso dos segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), que atende aos trabalhadores do setor privado. A mudança valeria apenas para quem ainda não entrou no mercado de trabalho. Pelas discussões, a ideia é substituir, no futuro, o atual fator previdenciário -fórmula de cálculo do valor do benefício para desencorajar aposentadorias precoces, adotado a partir de 1999.

O fim do fator é uma demanda das centrais sindicais e tem apoio de alas petistas. Mas, como não há hoje idade mínima para aposentadorias em valor integral no setor privado, o Executivo alega não poder abrir mão de um instrumento que evite ampliação do deficit previdenciário. Em 2010, a despesa com o INSS chegou perto de 7% do PIB e a 36% dos gastos da União, excluindo da conta os encargos da dívida pública. O Palácio do Planalto foi informado sobre a elaboração da proposta e não desautorizou o debate. Segundo alguns interlocutores da presidente, Dilma irá fazer um cálculo político para decidir se leva o tema adiante. O assunto é polêmico. Como a mudança seria somente para futuros trabalhadores, ministros argumentam que o embate seria menos amargo do que uma iniciativa que mexa em direitos atuais.

Na campanha eleitoral, a então candidata disse que não tocaria uma reforma da Previdência. Se patrocinar a medida, pode encontrar pela frente forte resistência das centrais, com as quais já se atritou na definição do salário mínimo de R$ 545. “Acho que dá para discutir, mas a presidente não pode querer fazer imposições. Sem negociar, haverá confusão”, disse à Folha o deputado Paulo Pereira da Silva, da Força Sindical. Apesar de uma certa simpatia à causa, há na Esplanada quem aconselhe a presidente a não comprar brigas que não tragam dividendos políticos ou ganhos orçamentários imediatos. Outros afirmam que o momento para mudanças é exatamente agora, no embalo do primeiro ano de mandato. A votação seria um teste real à governabilidade dilmista, e significa um obstáculo muito maior do que a votação do salário mínimo, aprovado com tranquilidade no Congresso. Aqui

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

45 Comentários

  • jose luiz

    -

    30/1/2012 às 5:58 pm

    A pevidencia não e deficitária,o problema e que o dinheiro que entra é usado pelo governo para outros fins, e nos pagamos a conta,voces já viram tamanha imoralidade a relação do numero de aposentados do setor privado e do setor publico,gasta se muito com poucos aposentados do setor publico, devido a vários beneficios, nada contra, mas é imoral o tratamento que se dá aos aposentados do setor privado

  • Nery

    -

    18/8/2011 às 12:51 am

    Não acredito que a Dilma vai assinar aumento de idade para aposentar…
    Tenho 59 anos e trabalho desde os 14 anos. Casei tive filhos, cuidei de casa, marido e filhos. Fiquei por ai trabalhando sem registro por que sou vendedora e vivo de comissão, Os governantes sabem da nossa existencia, na maioria de nos vendedores temos varias carteiras de vendas, ganhar um pouco aqui outro ali é normal qdo se é jovem. Hj faltam 8 meses para eu completar 60 anos, Não tenho mais energia para continuar a minha vida de vendas, vivendo mês a mês para ter um salario decente. Votei na Dilma e espero não ganhar de bonus trabalhar mais 5 anos, pq acho q nem chegarei lá de tão cansada que estou de rodar por esta cidade com uma pastinha na mão a fazer vendas, tomando multas de transito e sendo assaltada em qq semafaro que precisamos parar. Cara presidenta tenha dó do nosso povo sofrido de tanto trabalhar para pagar impostos e saber que a turma da politica aposentam com tão menos de tempo trabalhado.

  • tadeubrito@ig.com.br

    -

    17/8/2011 às 10:11 pm

    Meu caro José Reginaldo dos santos, aproveite bem sua aposentadoria e faça um bom curso de português. Você está tão herrado (errado) que vai precisar de um…

  • luiz antonio

    -

    15/8/2011 às 8:31 pm

    eu não votei nela e nem no lula, estou sofrendo por culpa
    dos desavisados….

  • josé reginaldo dos santos

    -

    28/7/2011 às 10:38 am

    Eu estou para me aposentar e isto que estam fazendo com quem precisa aposentar o que querem fazer a presidente Dilma esta herrado presidente Dilma olhe pornos aposenta com o salario inimo quer matar quem já trabalho 36 meses prdidente nos veja com carinho obrigado.

  • Jorge Luiz

    -

    6/6/2011 às 5:48 pm

    Senhores,

    Acho que o realmente teriam que fazer é uma lei em que não fôsse obrigatório a contribuição com a previdência(INSS). Só quem realmente fôsse querer esse benefício que é uma indecência nacional…..o trabalhador privado paga para os funcionários públicos poderem se aposentar com salário integral….veja se tem algum trabalhador que se aposenta com o salário integral na iniciativa privada…
    Isso é uma verdadeira vergonha nacional…..A DILMA…o LULA…o FHC…e muitos outros tantos por aí…Não estão nenhum pouco preocupados realmente com a população…só mesmo nas épocas das eleições….

  • Jeane

    -

    26/5/2011 às 8:46 pm

    Isso é ridiculo ela deveria esta preocupada é com os absurdos que recebe os deputados, e a propria Dilma não com um pobre aposentado que trabalhou tantos anos e chega no seu tempo de descansar, dinheiro esse que ás vezes não dápara pagar o remedio que toma .Isso é vergonhoso Dilma..

  • Terezinha

    -

    12/5/2011 às 1:12 am

    Como dizia um certo reporter, Isto é uma vergonha….

  • Terezinha

    -

    12/5/2011 às 1:10 am

    Se Dilma for em frente com a mudança de idade ela é uma hipócrita, pois durante a campanha ela se dizia povo, isso não é ser povo, se ela quer mudar alguma coisa, porque não muda a aposentadoria dos politicos de 8 para 16 anos, afinal a aposentadoria deles é astronômica e resolveria bem mais os problems de economia do País do que a miséria da aposentadoria do povo, que neste Pais tem a maioria se aposentado por doença porque a idade atual já é muita para o trabalhador que começou aos 14 anos de idade a tabalhar aguentar, assim a mulher teria que trabalhar 50 anos da vida para aposentar, será que ela já trabalhou de verdade, pelo menos 10 anos.

  • jose luiz honorio

    -

    5/5/2011 às 10:29 pm

    carissimo amigos eu não concordo com a aposentadoria de 545.oo reais a uma pessoa que trabalha durante 33.6 anos e tem de idade 55 anos porque esse salario ai vai ter uma redução de pelo menos 50% a menos do que ganhava o trabalhador na ativa eu acho injusto que isso aconteça pois hoje estamos em uma democracia pois nos depositamos toda a nossa confiança em nossos politico esperando o melhor sabemos que é dificil para o estado mais eles tem que achar outras medidas que não prejudique tanto au trabalhador eles avaliam pela expectava de vida de um brasileiro que vive na faixa de 70 anos mais eles não avaliam que uma grande quantidade desses brasileiro são diabeticos sofre de impertenção e outras doenças que vive proque ainda não chegou a sua hora de morrer espero que ninguem tome esse comentario como ofensa pois é apenas um desabafo de mais um brasileiro que arregaça as manguas da camisa em busca de seu pão de cada dia muito obrigado por esse espaço

  • antonio claudio miguel

    -

    18/3/2011 às 7:25 pm

    quando o veto do então presidente lula a queda do fator previdenciario será apreciado e votado pelo congresso nacional ???
    1- ele volta para o Senado ??? ou ele volta para a Camara ??? e dpeois sim sera apreciado pelo C ongresso ??? e mais as duas casas aprovaram por unimidade a queda do fator, e agora os congressistas derrubarao o veto para honrar a sua postura ?? ou nao ???

  • Marco

    -

    18/3/2011 às 6:46 pm

    Caso tal regra seja implamtada, a minha geração de trabalhadores seria prejudicada pela terceira vez, como aconteceu em dezembro de 1998 com o advento das regras de transição e em 1999 com a imposição do fator previdenciário.
    O que sempre acontece neste país é que o trabalhador tem que pagar a conta dos descalabros perpetrados por governos e setores empresariais que, por anos a fio, desviou recursos da previdência e da saùde (cadê o dinheiro da CPMF, já que continuam morrendo pessoas nas filas dos hospitais públicos)
    Devemos sim lutar pelo fim do fator previdenciário sem a imposição de nenhuma idade mínima já que a remuneração média do brasileiro é ridícula enquanto políticos aprovam para si, a toque de caixa, aumentos exorbitantes.
    A sociedade deve aprender a se mobilizar no sentido de evitar os chamados desvios de verbas.
    Penso na situação do trabalhador com mais de 50 anos e desempregado, para o mercado de trabalho é considerado velho, para a previdência social é considerado novo demais para pleitear a aposentadoria.
    Lutemos!!!

  • Marcos

    -

    27/2/2011 às 7:14 am

    Nosso país pode ter um PIB alto, mas a renda percapita é muito baixa perto dos EUA, Alemanha ou Japão, aqui o pessoal contribui pouco (por causa da renda percapita baixa, que é ridícula) e querem ganhar muito e ainda se aposentarem cedo aos 50 anos, ganhando integral. Solução a curto prazo? Nenhuma… mas se eu fosse a Dilma e o Congresso iria pra cima dos agricultores obrigando a ter as mesmas regras dos trabalhadores urbanos. Proibia os ganhos das filhas solteiras de militares (que casam escondidas) e ganham sem fazer nada. Pensão só pra pessoas idosas e que não tenha nenhuma outra aposentadoria. O setor público federal ganha 6 ou 7 vezes mais que o privado daria pra diminuir isto, nivelaria a idade de homens e mulheres pra 65 anos, afinal as mulheres vivem 7 anos a mais que os homens. A mulher só se aposentaria antes aos 60 anos se tivesse filhos. Nosso País parou de crescer por causa do rombo da previdência e também da corrupção. Mas os políticos oportunistas mentem, mostram dados malucos, forçam respostas…precisamos copiar os países mais desenvolvidos na área da previdência e ensinar um pouco de estatística, história, economia e matemática pros políticos oportunistas.

  • Jorge

    -

    26/2/2011 às 4:10 pm

    Prezada Cil,
    O PSDB sempre será lembrado como o partido que instituiu o Fator Previdenciário, diminuindo ainda mais as aposentadorias do INSS.
    Será que o PT e o PMDB irão incorrer no mesmo erro?

  • Cil

    -

    26/2/2011 às 1:40 am

    Pois eu quero que ela faça. Quem sabe o povo aprende para a próxima eleição que petralha não é confiável… isso se tivermos uma! Quem saber o próximo presidente também será indicado por decreto?!

  • Jorge

    -

    25/2/2011 às 8:48 pm

    A idade mínima no momento da aposentadoria ao meu ver não é a melhor alternativa, porque induz as pessoas a iniciarem na previdência com idade mais avançada.

    O Brasil possui a “Aposentadoria por Tempo de Contribuição” muito mais interessante e eficaz, basta estipular a idade mínima de ingresso, o tempo mínimo de contribuição e complementar com o *Fator Incentivo.

    *Facultativo aos que completam o tempo de contribuição e desejarem postergar a aposentadoria, recebendo por isto um plus para cada ano a mais de contribuição.

  • ex-craque

    -

    25/2/2011 às 8:29 pm

    Mauro de Curitiba
    - 25/02/2011 às 11:14

    Dentre os absurdos previdenciários, é preciso destacar que os trabalhadores da iniciativa privada carregam nas costas as aposentadorias de valor integral dos funcionários publicos.
    Os próprios funcionarios do INSS se aposentam com salário integral.
    Não há quem aguente carregar nas costas esse trambolho.
    Perdão pelo copiar/colar Mauro, mas vc disse tudo.
    Criem coragem para enfrentar o verdadeiro buraco, os parasitas da nação!!!!!!! q ódio!

  • Pedro Couto

    -

    25/2/2011 às 6:29 pm

    Este pessoal do Governo é tão safado que vive mexendo no regulamento para prejudicar o coitado do trabalhador. Se eu tivesse conhecimento de que eles procederiam desta maneira, teria aposentado bem antes só para não dar este gostinho ao governo. Trabalhei durante 45 anos, ininterrutos, para chegar no fim e ficar assistindo esta palhaçada que o Governo apronta com os aposentados. Com aumentos ou reposições salariáis que não satisfazem as necessidades e alem do mais eles vão reduzindo aos pouquinhos para que o pobre do aposentado não perceba a sacanagem. Nunca soube que um Sindicato de classe, tivesse levantado sequer uma palha em defesa do aposentado, tambem pudera, o aposentado não tem a obrigação de contribuir com esta corja de ladrões, assim sendo, niguem se interessa mesmo. Porque somos considerados bananeira que já deu cacho.

  • Roberto Souza

    -

    25/2/2011 às 5:35 pm

    Sonia,

    admiro sua esperança mas… que oposição?

  • Roberto Souza

    -

    25/2/2011 às 5:32 pm

    Caro Reinaldo,

    acho que ninguém deve ficar preocupado, afinal de contas o combativo, ínclito e incomparável paladino das causas trabalhistas, Paulinho da força já avisou que sem negociar haverá confusão.
    Falando sério, isso quer dizer que depende do que lhe será oferecido em troca de apôio.

  • SOLANGE

    -

    25/2/2011 às 4:36 pm

    O MESMO TRATAMENTO QUE FIZERAM COM OS HOSPITAIS PÚBLICOS,ONDE QUEM PODE OPTOU POR PLANO DE SAÚDE , PENSAM EM REPETIR A DOSE COM APOSENTADORIAS.
    É MELHOR QUE SE FAÇA A APOSENTORIA PRIVADA .
    O PAÍS TÁ NA MISÉRIA .E O POUCO QUE AINDA TEM , SERÁ ABOCANHADO PELO LÍDER DA MATILHA.
    ENTENDERAM O CONVITE DA ” MADAMA ” ?
    OS BANCOS AGRADECEM.
    BEM FEITO PRA QUEM ACREDITOU NESSA CORJA.

  • OhMyGod-o verdadeiro

    -

    25/2/2011 às 3:28 pm

    Caríssimo.
    Na legislação atual, numa tungada do governo FHC, o valor da aposentadoria é calculada como de 80% das 80 melhores contribuições, multiplicada pelo Fator Previdenciário. Se imaginarmos um indivíduo que pagou sempre sobre 10 salários, de cara o indivíduo deixa “lá” 20%. Se tiver menos da idade prevista (65 para homens e 60 para mulheres), o Fator Previdenciário é sempre menor que Um, e aí, tem casos do valor da aposentadoria cair para perto de 7 salários, isto para quem contribuiu sempre sobre 10.
    Dentro da normalidade legislativa, qualquer alteração numa lei, só vale a partir da data da publicação no DO. Já caiu por terra a dita “expectativa de direito” que FHC tentou impor aos trabalhadores brasileiros. Se a tal modificação for aprovada pela Dilma, a Muda, só vale daí para frente, NUNCA retroagindo. Portanto, esse tipo de anúncio de alteração das regras de aposentadoria, só vai provocar uma corrida de pedidos de aposentadoria, aumentando ainda mais o défict da previdência social. A não ser que o objetivo seja esse…

  • nana

    -

    25/2/2011 às 1:14 pm

    Seria tão providencialmente humano que jornalistas especializados nos colocassem em valores quanto o governo leva, fazendo um cálculo de perdas, quando aumenta a idade de contribuição. Vemos, na prática, que serviços pagos tão caros por nós são capengas e muitas dessas pessoas que contribuem e contribuirão morrerão por falta de atendimento ou, vítimas de uma estrutura ralé. Calcular, por exemplo, a quantidade de usuários de internet, fazer uma média de valores pra termos noção de quanto as empresas lucram mensalmente e que este valor pago é arbitrário. Costumo levar pessoas a fazerem o cálculo com gastos de luz, água, IPTU, IPVA ou qualquer outro serviço coletivo contarem quantas casas tem na sua calçada, depois quantos quarteirões na sua rua e assim por diante sem se estenderem demais pois tem ruas gigantescas para que saibam que naquele microcosmo os valores ali arrecadados são completamente acima da realidade de quase 100% da população. Tão importante o jornalismo nos dar uma visão macro, suas teias, seus responsáveis e precisamos muito, mas muito mesmo que estes números sejam divulgados a cada notícia veiculada. Sabemos quanto vale cada centavo e precisamos que vcs profissionais também batam na tecla dessas contas pagas por nós, tão altas e todos os meses de nossas vidas. Matemática é uma matéria tratada com arrogância pelos profissionais da educação justamente para que a população tenha dificuldade para entender essa maquinaria perversa da corrupção.

  • Surfista Prateado

    -

    25/2/2011 às 1:03 pm

    Acho que devia implantar 65 anos para homens e mulheres (que vivem mais, porque se aposentar antes?), para todos que tem ainda 5 anos de trabalho pela frente ou mais. E acabar com a aposentadoria integral dos funcionários públicos, isto é até mais prioritário.

  • O locutor

    -

    25/2/2011 às 12:46 pm

    Dou um recado a Dilma, veja o que aconteceu na França, quando o presidente Sarkozy,tentou aumentar a aposentadoria para sessenta e dois anos dos jovens.

  • sonia maria silva

    -

    25/2/2011 às 12:17 pm

    A OPOSIÇÃO TEM QUE PARTIR PRA CIMA!SE FOR APROVADO MAIS ESSA MARACUTAIA DELES, TEM QUE VALER PRA TODOS, INICIANDO SETOR PUBLICO EM GERAL

  • Gustavo Vasconcelos Jacobina Jacobina

    -

    25/2/2011 às 12:15 pm

    e como fica um segurado como meu caso que pago o inss sobre 10 salarios a 33 anos e tenho 50 anos? se for como eles querem só irei me aposentar com 47 anos de contribuição sobre 10 salarios aos 65 anos, haja contribuição … eles porecisam saber é que o setor público é que arromba a previdência com 10 ou 20% dos aposentados que levam mais de 80% do dinheiro da previdência, sem falar das aposentadorias espoeciais, governadores, legislativo e do judiciario.e ainda as aposentadorias dos “revolucionários comunistas” e tantas outras benesses..

  • bpistelli

    -

    25/2/2011 às 11:46 am

    Idade mínima menor para mulheres é cruel pois elas vivem sete anos a mais que os homens. Se todos se aposentassem aos 65 anos sem interessar o sexo do requerente ( diferenciar pessoas por sexo é discriminação machista ou feminista tambem e é inconstitucional ). Como nascem menos crianças e os idosos querem continuar na ativa quando podem, quem trabalha e é aposentado deveria perder metade da aposentadoria enquanto trabalha, se requerer aos 35 anos de contribuição e não pedir demissão, ganharia 25% a mais no salário e a aposentadoria (50%), o que motivaria as pessoas aposentadas a trabalhar, e depois o dar o direito de recalcular o tempo de serviço ( desaposentar para recálculo ) e se parar aos 75 anos que ganhem 50% a mais que quem não esperar o tempo.

  • bpistelli

    -

    25/2/2011 às 11:39 am

    Aposentadoria é assunto particular, deveria ser apenas uma decisão do trabalhador, contribuir com previdência privada para constituir as reservas que custearão o tempo de vida do cidadão entre a aposentadoria ( demissão do último emprego ) e a morte. Se o cidadão tem 50 anos e se aposentar, tudo que for juntado é pouco e dará um salário mínimo mensal até o fim da vida e usará ou a assistência social, que paga pensão a pessoas maiores de 65 anos que nunca contribuíram. Quem espera aposentar por 1 salário mínimo nem precisará se preocupar com previdência, pois o governo faz um INPS diferenciado que só cobre seguro social e auxílio doença e outros ( sem aposentadoria ).
    Quem junta muito, retira-se tardiamente do mercado de trabalho, terá renda muito maior que o próprio salário que ganhava e até pagar seguro saúde e ainda assim ter renda alta até o fim. O pote que sobra é ou seria dos herdeiros, descontada parte para o banco (seguro social) para custear o gasto dos que aposentaram por invalidez ou com pouco dinheiro em caixa ( 65 anos e 15 de contribuição ao banco) e o dinheiro acabará, ficando parte do tempo com o banco e o governo simultaneamente, e o banco pagaria metade do salário da ativa ( isto já contado o SM do INPS ).

  • Cristiano - 100 para homens, 99 para mulheres

    -

    25/2/2011 às 11:17 am

    Logo vai chegar a isso… enquanto o roubo deles é cada vez mais prodígio.

  • Mauro de Curitiba

    -

    25/2/2011 às 11:14 am

    Dentre os absurdos previdenciários, é preciso destacar que os trabalhadores da iniciativa privada carregam nas costas as aposentadorias de valor integral dos funcionários publicos.
    Os próprios funcionarios do INSS se aposentam com salário integral.
    Não há quem aguente carregar nas costas esse trambolho.

  • Vera L.

    -

    25/2/2011 às 11:10 am

    Dilma com quase todo o Congresso na mão NÃO vai conseguir fazer nenhuma reforma de verdade, só remendos muito ruins. Aí lá na frente a imprensa vai dizer que Dilma repete FHC, LULA nas reformas, sendo que FHC está no bolo devido a não reforma política. O PT como sempre vigarista e com a ajuda da imprensa, com essa oposição totalmente desarticulada, NÃO tendo um tsunami, se elege DE NOVO e a ladainha vai continuar. O Brasil deixou de ser o país do futuro e tornou-se um país SEM futuro.

  • Brasileiro

    -

    25/2/2011 às 10:22 am

    Reinaldo, avisados por Vc e por nós leitores foram,
    preferiram cumprir as determinações do home e as bolsas misérias,
    esquecendo que teria um preço,
    agora abracem,
    não adianta chorar,
    choradeira é no Pau da Bandeira, eu quero é mais para os
    Imbecis de Carteirinha,
    eu até sugiro uns 70 anos p homens e 65 p mulheres,
    é a cara deles…

  • ivanor

    -

    25/2/2011 às 10:06 am

    O problema da Previdência, está insuflada de atitudes de espertalhões. Aposentados que siquer ocontribuiram,outros que o corte puro e simples de um dedinho lhes proporcionou as benesses quando ainda jovem.(Hoje um tetra-plégico leva anos para conseguir) Depois veio a aposentadoria por 30 dias de detenção. Aposentadoria com o mesmo valor da ativa e por ai vai. Como diria um meu antigo Professor; Daria um calhamaço, hoje seria do tamanho das folhas corridas de nossos bandidos.

  • Nilton Santos

    -

    25/2/2011 às 10:04 am

    O fator previdenciário foi uma conquista! Muito melhor do que o limite de idade obrigatório. Quem quiser se aposentar mais cedo, ganhando menos, qual o problema? O importante é que haja o tal equilíbrio atuarial. A imposição dos 65 ou 60 anos é uma medida autoritária! As pessoas devem ter o direito decidir sobre o que é melhor para as suas vidas e nenhum governo deve ter o direito de tratar a todos como idiotas…

  • BELO

    -

    25/2/2011 às 10:02 am

    LULA SO TEM MORAL NO EIXO DO MAL !

  • Ferrabraz

    -

    25/2/2011 às 9:50 am

    É preciso tornar mais justa esta mudança, que é louvável.
    É preciso que desapareçam a diferença entre os generos, o argumento em favor da mulher é falso.
    É preciso rediscutir as aposentadoria antecipadas por penosidade, insalubridade e periculosidade, alguma não tem cabimento, são clara malandragem adquirido.
    É preciso mofificar as aposentadorias de políticos, afinal o que tem de extraordinário ser político e se aposentar antes do 65.
    Tem muita malandragem adquirida e certamente este não é um direito defensável.

  • Marcus Meyer

    -

    25/2/2011 às 9:35 am

    Encontrar resistência das Cantrais Sindicais, fala sério! Com esta gente o governo não negocia, apenas compra. Quantas vezes o próprio Lula não se vendeu durante o período em que era líder sindical? Quantas vezes ele não mandou os interesses dos trabalhadores às favas para construir a sua imagem?

  • diogo

    -

    25/2/2011 às 9:10 am

    O molusco vagabundo deixou tudo enrolado para quem o substituisse(salario minimo,aposentadorias,aviões,batisti,inflação,inundações) e ainda saiu com 80 e tantos por cento de aprovação.Vai entender este pais.

  • Dalvo José Rossi - dalvojrossi@yahoo.com.br

    -

    25/2/2011 às 8:30 am

    Aposentadoria integral só a partir dos 65 anos para a turma da CLT? e a os “sofridos” funcionários públicos dos três poderes e das três esferas poderão aposentar-se integralmente com qual idade? (Vale lembrar que os últimos são (em quantidade) 10% dos primeiros e produzem o “rombo” de mesmo tamanho).

    IDADE MÍNIMA E TETO DE APOSENTADORIA IGUAL PARA TODOS. DESCONTOS NO PAGAMENTO BASEADOS NESSE TETO E QUEM NÃO ESTIVER SATISFEITO VÁ COMPLEMENTE COM PLANOS PRIVADOS.
    TEM QUE VALER PARA CÍVIL E MILITAR; PARA CELETISTAS E ESTATUTÁRIOS; PARA PEÕES E JUÍZES; PARA …

  • marini

    -

    25/2/2011 às 8:29 am

    Quantos trabalhadores estão na faixa de aposentadoria por idade?? É muito comum a demissão de gente muito “jovem” na faixa dos 45/50 anos com muito pouca oportunidade de arrumar outro emprego com ” carteira assinada “. Existem números à respeito??

  • ricardo

    -

    25/2/2011 às 7:31 am

    não consigo entender esse “bônus” de 5 anos que dão para as mulheres!!! não estamos na época da igualdade???? elas não estão “dominando” todos os setores??? por que diabos poderão se aposentar cinco anos mais cedo do que os homens?

  • Antonio Augusto Carvalho

    -

    25/2/2011 às 7:22 am

    Parei de ler no primeiro parágrafo: “…trabalhadores do setor privado…”??? A MARACUTAIA no serviço público vai continuar?

  • anonimo

    -

    25/2/2011 às 7:21 am

    Brasileiro medíocre, aquele do bolsa-justiçasocial, só está preocupado com o SEU bolso.
    Dilma ou qualquer governante pode mudar o que quiser na Previdência desde que ressalte que tudo mudará para quem entrar na previdência agora. Dane-se o outro.

  • Lopes

    -

    25/2/2011 às 7:19 am

    Por que a diferença entre homens e mulheres? Não é moda direitos iguais para todo mundo? Além disso, as mulheres vivem bem mais que os homens e, consequentemente, curtem mais meses de aposentadoria. Mas como vivemos no país dos coitadinhos ninguem fala nada!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados