Blogs e Colunistas

05/05/2010

às 5:33

Empreiteira contratada pela Petrobras dá R$ 1,2 mi ao PT

Por Rubens Valente, na Folha:
A empreiteira UTC Engenharia doou mensalmente, entre junho e dezembro de 2009, R$ 150 mil ao diretório estadual do PT de São Paulo. As contribuições, legais, totalizaram R$ 1,2 milhão e foram declaradas ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) paulista.

O primeiro dos pagamentos mensais ao partido foi efetuado no dia 22 de abril do ano passado. Dois dias depois, a UTC fechou um contrato com a Petrobras no valor de R$ 114 milhões.

Ela foi escolhida por convite -modalidade pela qual empresas previamente selecionadas formulam propostas. Desde 2006, a UTC fechou contratos de pelo menos R$ 900 milhões com a Petrobras. A primeira parcela das doações feitas ao PT em 2009 foi a única realizada no final do mês. As demais foram sempre depositadas entre os dias 9 e 11.

Nos registros entregues ao TRE, o PT informou um outro nome nas doações, “VTC Engenharia”. Contudo, o número do CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) indicou ser a UTC. Indagado, o PT não se manifestou sobre a divergência. Informou que as doações são legais.

O diretório obteve receitas de R$ 3,7 milhões em 2009. Desse total, R$ 2,15 milhões vieram de empreiteiras. A UTC foi a campeã: doou 55,6% do bolo total das construtoras. Além dela, doaram a Santa Bárbara Engenharia (R$ 300 mil), a Queiroz Galvão (R$ 265 mil) e a OAS (R$ 160 mil).

O dinheiro da UTC representou mais do que todo o Fundo Partidário do PT-SP do período (R$ 1 milhão) e correspondeu a 32% das receitas, permitindo que a sigla fechasse o ano com superavit de R$ 337 mil.

O valor das empreiteiras ficou muito acima do entregue por parlamentares (R$ 132,2 mil) e filiados (R$ 422,7 mil).
Sediada em São Paulo e com base de operações em Macaé (RJ), a UTC é especializada na construção de plataformas de óleo e gás e também atua em petroquímica e energia.

O presidente e sócio da UTC, Ricardo Ribeiro Pessoa, presidiu, entre 2004 e 2008, a Abemi (Associação Brasileira de Engenharia Industrial), que congrega empresas do setor petroleiro. Em 2006, a entidade assinou convênio com a Petrobras de R$ 228 milhões para treinamento de mão de obra.

Nas eleições de 2006, a UTC doou R$ 1,21 milhão para a campanha à reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e outros R$ 1,55 milhão para candidatos a deputado federais, senadores e governos estaduais. Do total, 89% foram para candidatos filiados ao PT, 9,6% para candidato do DEM e 1,6% para um do PMN. Aqui

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

55 Comentários

  1. jose carlos

    -

    17/01/2012 às 8:31

    OLHA COMO BRASILEIRO É BOMZINHO SE ALGUN BRASILEIRO VAI LÁ FORA PROCURAR EMPREGO SÓ TEM DE VARREDOR DE RUA ETC.ETC.
    QUE OS BONS SÃO PARA QUEM É DE LÁ AGORA TÁ CHEGANDO UM MONTE DE GENTE AQUI DISPUTANDO EMPREGO COM NÓS BRASILEIROS E NINGUEM SE DÁ CONTA DISTO NÉ AS PORTAS ESTÃO ESCANCARADAS NOS ENFRENTAMOS RECEÇÕES E RECEÇÕES COMEMOS O PÃO QUE ….. E AGORA

  2. paul r dicastro

    -

    13/10/2011 às 18:32

    fluent en ingles/espanhol construcao civil/import/export tenho estas experencias como faço para trabalhar com voçes

  3. Rudson

    -

    26/03/2011 às 11:35

    gostaria de saber como faço para enviar CV para contratada da petrobras

  4. bento lopes teixeira

    -

    09/02/2011 às 22:22

    gostaria de saber como fsco pra trabalhar na petrobras .

  5. Leitor assíduo

    -

    06/05/2010 às 9:38

    Nosso povo mantém uma velha maldição que pesa sobre seus ombros. A cultura de que empresas doam dinheiro para candidatos fazerem campanhas eleitorais, é tida, pelo cidadão, como sendo financiamento particular. Não querem acreditar que o fundo desse financiamento é suprido pelo seu bolço, através dos impostos recolhidos, e portanto desviados de sua finalidade. Os eleitos já carregando esse passivo fatídico, tratam de desviar mais verbas não só para saldar compromissos de campanha, mas para levarem mais algum para sí, porque ningém é de ferro né? Tudo somado a conta é paga pelo contribuinte. É ou não é um esquema genial?

  6. Roberto K.

    -

    05/05/2010 às 21:26

    Olha o pedágio aí, geeente!

  7. C.R.

    -

    05/05/2010 às 18:09

    E aí? Isso é legal?
    Conheço uma pessoa, dona de uma pequena empresa que participou de uma licitação na Petrobras e ganhou.
    Só que não era para ela ter vencido essa licitação. Deus sabe o quanto ela sofreu por pura ingenuidade.
    Deu pra entender?

  8. L.Candeia

    -

    05/05/2010 às 17:19

    É a regra dos “cumpanheros” no exercício do poder e no trato com a coisa(verba) pública:
    “UMA MÃO LAVA A OUTRA. E AS DUAS ABREM O COFRE…”.

  9. Ismael

    -

    05/05/2010 às 17:02

    Mais grave que apropina ao PT é a quantidade de dinheiro pago pela Petrobrás: 900 milhões em 4 anos.
    Pensem nisso: quantos empresários honestos não “ralam” dez, vinte anos, para juntar um patrimônio pessoal de dois ou três milhões de reais? Essa empreiteira deu em 4 anos pelo menos uma mega sena acumulada para seu proprietáro, algo ente 50 e 60 milhões de lucro líquido. É justo?

  10. Marcos

    -

    05/05/2010 às 16:54

    Há um segundo problema com a reportagem da Folha, que não tem a ver com contratação da empreiteira pela Petrobras. Logo no lead eles dizem que as doações são legais:

    “A empreiteira UTC Engenharia doou mensalmente, entre junho e dezembro de 2009, R$ 150 mil ao diretório estadual do PT de São Paulo. As contribuições, legais, totalizaram R$ 1,2 milhão e foram declaradas ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) paulista.” Aí depois eles colocam um “outro lado” com o título “Partido e empresa dizem que doações foram legais”. Como isso pode ser “outro lado”, se a própria reportagem já diz que a doação é legal? O “outro lado” é a defesa de uma parte denunciada, mas qual é a denúncia?

    Não tem denun

  11. Amadeu Marques

    -

    05/05/2010 às 15:09

    Sabemos que afiliados do PT, e de outro partidos de esquerda em todo País, participaram da luta armada contra o regime militar. Um de suas ações era assaltar bancos para obter fundos para a “causa”. Em algumas destas ações, brasileiros inocentes acabaram mortos. O fim justificava os meios e assim aplacavam a consciência. Vejo que hoje a mentalidade continua a mesma. Cada vez mais acredito que a “causa”final do PT não é a democracia e a liberdade que tantos lutamos para alcançar.

  12. Tizinho

    -

    05/05/2010 às 15:00

    Se os órgãos competentes nada fazem, o que já é público, devido a uma boa parte já se encontrar aparelhada, agora só um milagre.

  13. Ético

    -

    05/05/2010 às 14:57

    Ideologia petista. Esperava o que desses petistas.A “Ética” já foi sepultada.

  14. Milagres existem

    -

    05/05/2010 às 14:55

    É compreensível que a esmola renda um milagre. No Brasil de hoje é dando que se recebe.
    Não há mais limites para a mediocridade. Está valendo tudo no reino do PT.

  15. Paulo Potiguara

    -

    05/05/2010 às 14:40

    Reinaldo, os petralhas não tem vergonha nenhuma de “morder” empresários. Isso acontece em todas as prefeituras governadas por eles. Em todo o Brasil.
    É uma prática partidária.

  16. Anônimo

    -

    05/05/2010 às 14:28

    Ministros criticam FHC e dizem que Lula não deixará abacaxi para sucessor

    “o governo Lula decidiu usar as derrotas de terça-feira na Câmara dos Deputados para alfinetar os tucanos. ”

    http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u730557.shtml

  17. Nélio

    -

    05/05/2010 às 14:16

    VTC – TRE=Vai Tomar no C* TRE!

  18. Carlos Pontes

    -

    05/05/2010 às 14:12

    Conforme noticiário político, chego a conclusão que a roubalheira tem até classificação penal “neztepaiz”: valores em bilhões e com rara exceção valores em milhões, desde que tenha pedágio político – todas as facilidades; Valores em milhões, sem um advogado “influente” – o rigor da lei; Valores em milhares, inaceitável – prisão preventiva, humilhação e julgamento sumário.

  19. fofa

    -

    05/05/2010 às 13:40

    Essa gente nem disfarça…Também, disfarçar pra quê?

  20. Carlos Pontes

    -

    05/05/2010 às 13:25

    Com tanta roubalheira e esculhambação “neztepaiz”, o dinheiro fácil com pedágio político declarado torna-se legal. É impressionante!

  21. Candando

    -

    05/05/2010 às 13:21

    Um milhão e duzentos mil reais… Assim, SEM QUALQUER INTERESSE… Acredite quem quiser.

  22. sidney

    -

    05/05/2010 às 12:14

    Uma maooooooo ; lavando a outra !!!!!!

  23. ney

    -

    05/05/2010 às 12:08

    A promiscuidade entre a classe política e as empreiteiras já virou tradição neste país. Enquanto não ocorrer uma reforma eleitoral que crie barreiras a este modo operante, vamos presenciar fatos como este em abundância. As campanhas eleitorais cada vez mais caras leva o político a sacar antecipado das empreiteiras, com o compromisso de retribuí-las com generosos contratos futuramente e a população do Brasil trabalha para pagar a festa.

  24. MILTOM

    -

    05/05/2010 às 12:08

    Pensem bem qdo lhe disserem algo do tipo :

    “O BANESPA é nosso”
    “O petróleo é nosso”
    “A energia é nossa”

    “nosso” = “nossa” = propriedade dos manos do PT.

    Cade o ministério público?
    cade aquele promotor, se não me engano um tal de Luis Francisco que infernizava o FHC????

  25. Renato racional - MG

    -

    05/05/2010 às 11:47

    Reinaldo,

    não sei o que pior, doação legal ou campanha paga pelo país, a grande verdade é que o político brasileiro não tem jeito não, os petistas principalmente dão uma aula de como é triste nos brasileiros lermos tanta coisa sobre doações “legais” e ninguem faz absolutamente nada!!! Não tem um qubra pau, uma passeata, nada!!! E sabe porque ??? Por que os brasileiros tambem são corruptos no seu dia a dia, querem dar um jeitinho em tudo, é uma escapada no imposto de renda, no ICMS e por ai vai…, infelizmente somos um país sem conserto, sem etica, sem vergonha, sem principios, sem consciencia, sem cidadania, sem “saco roxo”, aqui tudo se resume a esperteza, pura e simples !!!

  26. Ivan

    -

    05/05/2010 às 11:44

    Como ensinou “nosso Delúbio”, esse negócio de receitas não contabilizadas acaba derrubando todo mundo!
    Agora o negócio é por dentro mesmo e fim de papo. É sexo esplícito!

  27. Tiago

    -

    05/05/2010 às 10:35

    Já reconheceram que ser Petralha é profissão?

    UTC = União Trabalhista dos Companheiros.

  28. PSDB denunciou em 2009

    -

    05/05/2010 às 10:35

    Publicado no G1 em 07/10/2009:
    Informações levantadas pela assessoria técnica do PSDB mostram que menos de um ano depois de serem denunciadas pelo Ministério Público por suspeita de fraudes em licitações e contratos de reforma de plataformas petrolíferas, três empresas envolvidas na Operação Águas Profundas da Polícia Federal voltaram a firmar contratos com a Petrobras. Somadas, as contratações totalizariam cerca de R$ 2,3 bilhões. As informações foram apuradas pela assessoria do PSDB no site da estatal e levadas a conhecimento da CPI da Petrobras pelos senadores Sérgio Guerra (PE) e Alvaro Dias (PR) em reunião realizada ontem.

    Deflagrada em julho de 2007, a operação Águas Profundas da Polícia Federal culminou no indiciamento de 26 pessoas (sendo 5 funcionários da Petrobras) e resultou em ação penal que está em curso na Justiça Federal do Rio de Janeiro. No entanto, ainda em 2007, uma das empresas investigadas – Estaleiro Mauá S/A (ex-Mauá-Jurong) – firmou quatro contratos para reparações em embarcações com a Transpetro S/A, subsidiária da Petrobras, que somam R$ 660 milhões.

    Em 2008, nos meses de outubro e dezembro, a Iesa Óleo e Gás S/A e o consórcio Quip S/A (formado por Iesa, Queiroz Galvão e UTC Engenharia), também alvos da investigação da PF, firmaram três contratos com a estatal que juntos totalizam R$ 1,7 bilhão, um deles com prazo de encerramento em 2012. Os contratos preveem a construção dos módulos de remoção de sulfato, compressão e integração da plataforma P-55.

    Os senadores tucanos questionaram, durante reunião de ontem da CPI da Petrobras, os contratos firmados entre a Petrobras e as empresas investigadas. Os oposicionistas quiseram saber se a estatal não leva em conta o histórico das participantes de suas licitações, sobretudo porque as concorrências se deram pela modalidade “convite”, ou seja, em que a licitante escolhe as empresas que disputarão os contratos. “Embora possa ser considerada uma empresa quadrilheira, ela a Iesa continuam ganhando muito dinheiro da Petrobras. Os senhores não acham que há aí uma relação de promiscuidade?” questionou Alvaro Dias.

    A assessoria de imprensa da Petrobras informou que uma comissão técnica da empresa também investiga os contratos. Segundo a assessoria, a comissão técnica avalia se existe “responsabilidade na condição de pessoa jurídica (se houve de fato uma ação corporativa na fraude denunciada pelo MPF)” ou se foi uma ação isolada, de responsabilidade individual de pessoas ligadas a essas empresas. Embora alguns desses contratos estejam em vigor há quase dois anos, a comissão técnica não enviou suas conclusões aos foros competentes da empresa.

  29. Passo aqui de vez em quando.

    -

    05/05/2010 às 10:34

    Reinaldo, vai aí a pauta: Desde que virou parte da EBC, a Agência Brasil virou um pandemônio na internet! Todo o arquivo de notícias e fotos foi migrado para o novo website da EBC (e isso já tem quase 1 ano), e agora os arquivos não passam de 2010 (mesmo assim parciais), várias páginas contém erros. Antes, no primeiro mandato de Lula, já haviam feito uma limpeza nos arquivos dos anos FHC, sumindo com eles (uma barbaridade!), mas ao menos o governo Lula estava todo lá em fotos e pressreleases. Agora, nem isso mais. Só temos arquivos desse ano, e falho ainda. O boteco custa 500 milhões por ano pra isso? Pra piorar? E nem é questão de tempo de ajustes, pois virou zona desde o início.

  30. Claudino

    -

    05/05/2010 às 10:27

    É só mais um mensalão, gente.

  31. Jacira Freire

    -

    05/05/2010 às 10:26

    PSDB R$ 1,28 milhões:
    Obteve R$ 220 mil em doações de empresas e mais R$ 70 mil em contribuições de parlamentares. Do total de R$ 1,28 milhão em receitas, o Fundo Partidário continuou sendo a principal fonte, com R$ 939 mil. Entre as empresas, a que mais doou a importadora Brasif, com R$ 135 mil.
    PT R$ 3,7 milhões:
    Desse total, R$ 2,15 milhões vieram de empreiteiras. A UTC foi a campeã: doou 55,6% do bolo total das construtoras. Além dela, doaram a Santa Bárbara Engenharia (R$ 300 mil), a Queiroz Galvão (R$ 265 mil) e a OAS (R$ 160 mil).
    O dinheiro da UTC representou mais do que todo o Fundo Partidário do PT-SP do período (R$ 1 milhão) e correspondeu a 32% das receitas, permitindo que a sigla fechasse o ano com superavit de R$ 337 mil.

  32. Amarildo Mendes

    -

    05/05/2010 às 10:18

    Como uma empresa privada pode tirar do seu caixa milhões para “investir” em campanhas de um só partido, ao final para eleger políticos que em sua maioria querem apenas se locupletar e “pagar”seus financiadores. Poderiam sim é investir em novos negócios, gerar empregos e desenvolver mais o País. O País precisa quebrar esta ciranda maldita. Outro ponto importante é que R$ 228 milhões para treinamento representa um gasto médio mais de R$ 4 mil por funcionário. Que treinamento é este!! Onde estão os acionistas minoritários, em boa parte o povo, que não questionam um gasto destes????

  33. vocês exageram!!!!

    -

    05/05/2010 às 10:11

    é só um mimo, pessoal….

  34. Ricardo

    -

    05/05/2010 às 9:56

    Reinaldo,é incrível,onde tem pt,tem maracutáia.Já não posso ver ninguém de barba rala,que dá vontade de dar porrada.

  35. BASTIÃO

    -

    05/05/2010 às 9:49

    TÁ DIFICIL TIRAR A BANDIDAGEM DO “PUDE”

  36. Vanderly

    -

    05/05/2010 às 9:49

    Este é o jeito PeTista de fazer negócios né.
    Fica bem claro por que o PT não quer privatizar nenhum empresa estatal e ainda que reativar outras, tudo é pro bem do povo, dizem, só esqueçem de dizer que o povo de que falam são eles próprios, outra coisa que história é esta VTC ao invés de UTC, se eles afirmaram que é legal podem procurar rastro que ai tem pegada suspeita.

  37. Anderson Soares

    -

    05/05/2010 às 9:38

    Pronto!. Vejam que bonitinho- descobriram um jeito de tornar a coisa LEGAL. Fala sério, né!. “Doação” de R$ 1,2 MILHÃO, com a “primeira parcela” sendo depositada às vésperas da empreiteira fechar um negócio milionário com PETRALHOBRÁS é uma agressão à inteligência do Heremildo!. NÃO EXISTE ALMOÇO GRÁTIS!.
    PÔ, HEREMILDO, VOCÊ NÃO VAI CHIAR, NÃO???

  38. Leonel Gomes

    -

    05/05/2010 às 9:30

    AGORA ENTENDI
    Estava intrigado com os altos custos da pré-campanha de Dilma, totalmente assumido pelo PT. Essa tal empreiteira, conforme o PT, fez as doações legalmente, devidamente contabilizadas nos termos da legislação; o que intriga é a retribuição do governo ao destinar à tal empresa a execução de obras, estas sem as devidas normas legais ou usando de subterfúgios na lei que o jeito PT de governar é especialista. Ao que parece ou se tem certeza, esse episódio revela a ponta de um enorme iceberg.

  39. saulo cachaça

    -

    05/05/2010 às 9:24

    O mais triste é notar que nos tomam por debiloides. VTC, ups! UTC, mero erro de digitação, claro!

  40. Leonel Gomes

    -

    05/05/2010 às 9:19

    AGORA EU SEI.
    Estava intrigado com o montante de gastos na pré-campanha de Dilma, inteiramente coberto pelo PT. As doações da tal empresa estão contabilizadas, conforme manda a lei. Rsrsrsrsrs. O que é estranho – na verdade não é estranho a quem conhece o jeito PT de governar – são os serviços prestados pela tal empresa ao governo sem seguir as exigências legais ou usando brechas na legislação para “legalizar” assaltos aos cofres públicos. Isso serve para confirmar a ponta do iceberg… quantas e quantas doações

  41. Fabio Guedes

    -

    05/05/2010 às 9:03

    É a nova fase do PT: depois de mensaleiro, agora é mesadeiro.

    Ou, na linguagem delubiana: é uma propina ‘contabilizada’.

  42. Alex

    -

    05/05/2010 às 9:03

    Isto é pt, tão seguro da impunidade que faz tudo na cara como se fosse absolutamente normal… é um marco no uso do óleo de peroba estatal, depois deles tudo será possível! Se for do partido…

  43. Cris Azevedo

    -

    05/05/2010 às 9:01

    Dispensa explicações e comentários, né, Rei?!

    Alô, MP? Tem algupem aí? DESLIGUEM A TELEVISÃO, PÔ!

  44. Lageano

    -

    05/05/2010 às 8:48

    Cego é quem não quer ver, o desespero da Petralhada em não largar o poder, é sómente o bem estar da companheirada acompanhada pelos partidos da base, tudo está explicado cada vez mais, o cidadão comum que votar na candidata do Lula, é, e será o responsavel, por tudo o que acontece de errado no Brasil, em matéria de mau uso do dinheiro público. Chega de assaltantes no poder.

  45. Joao Carlos

    -

    05/05/2010 às 8:47

    Reinaldo,

    Agora entende-se as manifestações contrarias à CPI da Petrobrás. A quadrilha petista não abre mão da robualheira escancarada feita nos contratos com as estatais. É dose.

  46. MAUAMADA

    -

    05/05/2010 às 8:33

    Nós entendemos tudo,
    mas os fanáticos entendem?
    ou se contentam com as borsas da vida.

  47. Incréu

    -

    05/05/2010 às 8:31

    Com a grana o corruPTo partido vai presentear seus diretores com Land Rovers zero Km.

  48. Marcus Meyer

    -

    05/05/2010 às 8:23

    Até aqui, nenhuma surpresa, não?

  49. A história se repete

    -

    05/05/2010 às 8:21

    Reinaldo,
    Existem na Internet artigos que demonstram fortes evidências da enorme injeção de fundos pela Royal Dutch Shell no Partido Nazista Alemão em troca de favorecimento em negócios com a Alemanha e, agindo desta forma desta forma, salvou-o de um colapso que, indiretamente, contribuiria anos depois para milhões de mortes na Segunda Guerra Mundial.
    Temos que ter cuidado!

  50. Elouquisa

    -

    05/05/2010 às 8:12

    Será´que ninguém sabe disso?MPF, onde está vossa senhoria?

  51. esculacho

    -

    05/05/2010 às 7:27

    É o roubo legalizado. Mas vejam bem, isso vem do tempo de Pedro Álvares Cabral e a petrobrás é do povo companheiro. Nunca antez na hiistória deztepaiz.

  52. Arnaldo

    -

    05/05/2010 às 7:13

    Reinaldo,

    O PT-SP teve superávit, então sobrou dinheiro para o Genoino pagar uma parcela da divida feita no BMG em que ele era avalista.

    Ou o BMG cancelou essa divida?

    Abraço.

  53. jovem

    -

    05/05/2010 às 6:46

    Uma empreiteira (não é nem construtora…) recebe num ano R$ 228 milhões para treinamento de mão de obra…será que o SENAI ou SENAC tem receita tão alta?

    Nossa Sra, conta outra para mim, conta!

    Tá tudo dominado mesmo!

    Muito difícil tirar esses vampiros de onde estão…

  54. anônimo

    -

    05/05/2010 às 6:05

    Caramba, eles têm enorme máquina pública funcionando a todo vapor e ainda são abastecidos por empreiteiras?

    Que diabos fazem com tanto dinheiro? Para onde vai tanto dinheiro?

    Esse pessoal deve estar estocando um arsenal de armas poderosas em algum lugar. Só pode ser isso.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados