Blogs e Colunistas

11/04/2011

às 6:35

É PRECISO INVESTIGAR, SIM, SE ASSASSINO DO RIO TINHA VÍNCULO COM TERRORISMO ISLÂMICO

Um delegado havia comentado que cartas deixadas por Wellington Souza, o assassino da escola do Rio, fazia referências ao islamismo. Um dos textos divulgados logo depois da tragédia aludia a alguma seita cristã. Segundo o homicida-suicida, membros de sua família e ele próprio eram testemunhas de Jeová. E não se falou mais em islamismo. Reportagem exibida no Fantástico de ontem — não tinha visto, mas leitores chamaram a minha atenção —, no entanto, recolocam a questão. O vídeo segue abaixo. Transcrevo o trecho mais importante. Comento depois:

Transcrição de um trecho

(…)
Em nota, a liderança das Testemunhas de Jeová no Rio de Janeiro diz que “o homem que cometeu os crimes bárbaros na Escola Municipal Tasso da Silveira não era membro da religião das Testemunhas de Jeová.” E expressa “solidariedade às famílias das vítimas”.

Nos últimos anos, Wellington parece se interessar também por outra religião: o islamismo. Uma das irmãs do atirador disse à polícia, em depoimento, que Wellington passou a freqüentar uma mesquita no Centro do Rio. Na carta, ele relata um conflito:
“Já errei com minha família, mas eu mudei com o alcorão e eles não confiam em mim…”

Wellington faz referência ao que seria um grupo. E relata dividir o próprio tempo entre orações e reflexões sobre o terrorismo.
“Estou fora do grupo, mas faço todos os dias a minha oração do meio-dia, que é a do reconhecimento a Deus, e as outras cinco, que são da dedicação a Deus e umas quatro horas do dia passo lendo o alcorão. Não o livro, porque ficou com o grupo, mas partes que eu copiei para mim. E o resto do tempo eu fico meditando no lido e algumas vezes meditando no 11 de setembro”.

Para o professor de Teologia, a mudança é um sinal claro da confusão mental de Wellington: “Acharia muito difícil um Testemunha de Jeová realmente trocar Jesus por Maomé. Não é que seja contraditório, que seja um contra o outro, mas acho meio complicado um fanático por Jesus ser fanático por Maomé, acho difícil acontecer”.

O sheik Jihad Hassan diz que Wellington não era muçulmano e afirma categoricamente:
“A religião islâmica proíbe esses atos. A religião islâmica não dá amparo, não ensina, a religião islâmica não dá esses ensinamentos, ela não acolhe esse tipo de pessoa, esse tipo de pensamento, a religião islâmica ensina o bem. Ensina a preservar a vida, e não a tirar a vida”.

Apesar de viver em aparente isolamento, Wellington Menezes de Oliveira deixou muitas pistas que precisam ser seguidas para entender qual foi o caminho que o levou a praticar tal barbaridade. Seguir essas pistas não é um trabalho fácil, porque é preciso separar o que é fato, realidade, do que é pura ficção.

Documentos como os que o Fantástico apresenta levantam muitas perguntas, que precisam ser respondidas. Por exemplo: Wellington participou de algum grupo extremista, com ligações até no exterior, como diz nos papéis? Ou isso é apenas fruto de uma imaginação fértil e doentia?

No manuscrito, Wellington volta a citar o “grupo” e o nome de alguém que teria vindo do estrangeiro se repete: Abdul.
“Tenho certeza que foi o meu pai quem os mandou aqui no Brasil. Ele reconheceu o Abdul e mandou que ele viesse com os outros precisamente ao Rio, porque quando eu os conheci e revelei “tudo” a eles eu fui “muito” bem recebido e houve uma grande comemoração”

No mesmo trecho, ele diz algo que pode ser uma referência ao atentado de 11 de setembro. O tal Abdul parece ter se vangloriado de quase ter participado do atentado às torres gêmeas, uma fanfarronice para impressionar Wellington, se for verdadeira essa interpretação:
“E o Abdul teve uma conversa comigo e me revelou que conheceu meu pai e que chegou a comprar uma passagem para um dos voos, mas não fazia parte do plano e usou uma identidade com algum dado incorreto pensando no futuro para não reconhecerem ele”.

Mais adiante, surge um novo nome, Phillip. E sinais de desentendimento dentro do grupo.
“Tive uma briga com o Abdul e descobri que o Phillip usava meu PC para ver pornografia. Com respeito ao Phillip, eu já esperava isso. Mas do Abdul eu não esperava isso. Nos dávamos bem e ele sempre foi flexível nas nossas conversas e dessa vez ele foi muito rígido.”

O motivo da briga teria sido uma menina, de uma certa igreja, que Wellington teria tentado levar ao grupo:
“É que eu resolvi falar sobre a menina que me convidou a ir à igreja dela e antes de eu terminar, ele já foi cortar ela logo no início, ao invés de ouvi-la. Depois disso ele me ligou umas vezes e eu disse que estou saindo por respeito ao grupo”

Wellington também manifesta vontade em conhecer países de população islâmica:
“Pretendo trabalhar pra sair desse estado ou talvez irei direto ao Egito.”

Além da carta, a polícia encontrou uma folha com anotações soltas, e uma referência à Malásia, um país de maioria islâmica, onde há alguns dos edifícios mais altos do mundo. Ele anota que é preciso verificar as condições climáticas da Malásia em setembro, mês dos ataques de 2001 em Nova York. Sinais de uma mente delirante, obcecada por atentados:
“Retornar fotos e dados sobre tais condições climáticas na Malásia no mês de setembro”.

A fixação pelo terrorismo tinha sido percebida por pessoas que conviviam com Wellington, como o barbeiro que o atendia há sete anos. À polícia, ele disse que “no último ano Wellington passou a deixar a barba crescer, atingindo o comprimento até o peito”. Quando brincou com Wellington, dizendo que cortaria a barba dele, o cliente o impediu, dizendo: “Vou ser expulso”.

O barbeiro entendeu que Wellingon se referia ao grupo de islamismo, pois ele dizia que o islã era a religião mais correta, e que estava estudando o alcorão. De tudo o que veio à tona, não há dúvida de que o assassinato dos 12 alunos foi obra solitária de Wellington. Mas os manuscritos revelados pelo Fantástico podem levantar uma ação paralela: o atirador teve contato com algum grupo radical? Abdul e Phillip existem? A polícia vai investigar?

“Eu acho que é uma necessidade. Nenhuma prova pode ser excluída. Há necessidade de se buscar tudo, desde uma simples suspeita. Se a gente pensar num quebra-cabeça, e uma investigação é sempre um quebra-cabeça, uma peça pequena pode estabelecer várias ligações e pode dar a solução para a montagem de um mosaico. Tudo é importante numa investigação. Qualquer policial sabe muito bem disso”, avalia Walter Maierovitch, jurista especializado em criminologia.

Voltei
Estou entre aqueles que consideram que o assassino suicida fez o que fez porque estava mentalmente perturbado — esquizofrênico, esquizóide, psicopata, sei lá… OS FATOS, NO ENTANTO, E NÃO OS PRECONCEITOS, indicam que seu eventual contato com o extremismo islâmico no Brasil tem, sim, de ser investigado — ainda que, existindo, isso  eventualmente não tenha relação direta com o que aconteceu.

Note-se que essa aproximação não é apontada só pelas cartas. Uma irmã sua diz que ele tinha passado a freqüentar uma mesquita. O barbeiro informa que ele se referia ao islamismo como a religião correta. “Abdul” e “Phillip” existem? Se existirem, as mensagens que Wellington deixou indicam que não são exatamente boas companhias.

Descartar a aproximação ou uma tentativa de conversão por conta das incompatibilidades entre islamismo e cristianismo, como faz o professor de teologia, é bobagem. Conversão religiosa não pede congruência entre o que se era e o que se passa a ser — aliás, o antes e o depois são necessariamente incongruentes.  Quanto ao sheik Jihad Hassan, um pouco mais de rigor não faria mal. Existem o islã pacífico e o violento, não é mesmo? Ou ele nega que os afegãos que massacraram recentemente funcionários da ONU fossem islâmicos? Podem até ser maus islâmicos, mas são.

O rapaz queimou o seu computador e ainda deixou uma mensagem para a Polícia sugerindo que era inútil tentar encontrar pistas; eles estaria protegendo seus amigos… Tudo delírio?

Terroristas no Brasil
Se não houvesse notícia sobre a atuação de extremistas no Brasil, todos poderíamos ficar mais tranqüilos. Mas a verdade é que há. Reportagem de capa da VEJA da semana passada e outra publicada
nesta semana tratam das raízes que o extremismo islâmico fincou no Brasil. Isso é fato inquestionável; nada tem de delírio.

Se algum grupo pretende montar uma célula extremista no Brasil, mobiliza gente como Wellington? Depende o propósito. Se alguém estivesse em busca de um doidivanas capaz de tudo, não de um de formulador, ele parecia uma pessoa bastante “cooptável”, certo? Não pensem que os homens-bomba são mentalmente muito mais saudáveis do que o maluco daqui. Também eles são movidos pelo ódio a tudo aquilo que admiram.  Sendo verdade que ele manteve esses contatos, nota-se que houve também o distanciamento. Poderia estar sendo preparado para coisa muito diferente, mas as vozes de sua mente perturbada podem ter triunfado sobre as eventuais vozes perturbadas de estranhos interlocutores. Não sei se sua narrativa é falsa. Verossímil, ao menos, e boa parte ao menos, ela é.

O terrorismo já opera em solo brasileiro, como está evidenciado. Se essa gente começar a se aproximar dos Wellingtons da vida, poderemos colher frutos bem desagradáveis. Lembrem-se que uma célula do terror iraniano cometeu dois atentados contra judeus na… Argentina! Um dos mentores do ataque, demonstrou a VEJA na semana passada, entre e sai do Brasil quando lhe dá na veneta.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

231 Comentários

  1. Diego Velmud

    -

    17/11/2011 às 0:16

    A VERGONHA DO FUTEBOL BRASILEIRO
    Começa com a ditadura de 22 anos do comando da CBF.O que se escuta da maioria dos torcedores que o Campeonato Brasileiro e a Copa Brasil é feito p/ as equipes do eixo Rio S. Paulo.A arbitragem erra descaradamente a favor do eixo.Quem acompanha de perto os jogos percebe facilmente vê tudo isso. A maioria das TVs tapam o sol com a peneira com imagens e comentários tendenciosos, analisam os fatos como caso isolado e na verdade é acumulativo.Ao longo dos anos penaltes é na proporção de 10/1, expulsão 20/1 revogaram a Ciência da probabilidade.Tem jogos que é verdadeiro massacre como subtrair jogador, penalte a favor penalte contra não marcado faltas perigosas invetadas, gol impedido, gol legítimos anulado,impedimento inventado, etc. A quem diga que em 2010 o camp. Brasileiro foi tomado do Cruzeiro e a copa Brasil tomada do Curitiba.Na rodada de hoje o Flu garfeou o Grêmio e no jogo do Inter o zagueiro tirou a bola com a mão para não entrar o juiz deu escanteio não deu penalte nem expusou o jogador, depois a bola foi cortada com a mão dentro da área novamente e nada, tudo nas claras, o que leva a pensar que queriam eliminar o Inter de vez.Essas irregularidades que povo comenta começa desde da primeira rodada.

  2. ELIZA

    -

    02/06/2011 às 14:15

    ANTES DE JULGARMOS QUALQUER PARTICIPAÇÃO EXTERNA NA DECISÃO DE MATAR DE ALGUEM, DEVEMOS ANALISAR O INTERNO DO INDIVÍDUO, POIS O EXTREMISTAS (FANÁTICOS) EXISTEM EM TODAS AS RELIGIÕES E CRENÇAS (SEM NENHUMA EXCESSÃO). PORTANTO, NÃO É A RELIGIÃO QUE INCENTIVA, MAS A FALTA DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA PENSAR ANTES DE AGIR E O EXTREMO ÓDIO DE SI MESMO……NO CASO DO “NINGUEM”, QUE DEVE SER UM “NINGUEM” MESMO, QUEM AGIU COMO MACACO (IRRACIONAMENTE) FOI O MATADOR.

  3. ninguem

    -

    13/04/2011 às 22:18

    vão se ferra ele mato pq ele tava certo eu tambem matava essas crianças macacas

  4. Conceição

    -

    13/04/2011 às 2:29

    Coincidentemente na madrugada do dia que aconteceu a tragédia, a Rede Globo exibiu o filme “Nova York Sitiada” que trata de vários ataques terrorista em Nova York, neste filme tem uma cena em que um terrorista invade uma escola e coloca crianças com reféns. Talvez seja uma triste coincidência ou um jovem pertubado que confunde realidade com ficção.

  5. Horácio

    -

    12/04/2011 às 22:42

    Tenho uma opinião: percebe-se claramente que o jovem encontrava-se isolado da família, uma caracteristica dos “desassociados” das testemunhas de Jeová, que sofrem ostracismo até da família quando saem da organização. Se esse for o caso, não é de admirar que ele estivesse perturbado do juizo! Junte-se a isso a esquizofrenia! O fato de o representante das TJ declararem que ele “não era da religião das testemunhas de jeová” não é tão significativo, pois para as testemunhas de Jeová quando alguem sai da organização delas é dado um anuncio onde a pessoa é descrita como não sendo mais uma TJ, neste sentido o representante das TJ pode ter omitido o claro envolvimento desse jovem com as Testemunhas de jeová. Repito: não estou culpando a religião, nem a biblia, nada disso. Mas se o jovem era um desassociado das TJ, isso ajuda a explicar o isolamento e o distanciamento da família dele (o rapaz assassino vai ser enterrado como indigente, porque, se a todo caso ele tem irmãos e irmãs? a resposta PODE SER: a familia dele é testemunha de jeová! pessoas que jamais iriam participar de um enterro de um “desassociado”, mesmo que este fosse seu parente).

  6. Sandra

    -

    12/04/2011 às 15:55

    Concordo que devam prosseguir investigando… ah, para os testemunhas de Jeová, Jesus é um profeta… eles não são fanáticos por Jesus, não… o teólogo não sabe disso???

  7. Rodrigo

    -

    12/04/2011 às 15:45

    O fato de ele frequentar uma igreja ou religião, tal como as Testemunahs de Jeová, tenho certeza que ele não erá menbro, testemunha de Jeová verdadeira numca irá fazer uma atrocidade dessa, pois preza, prega e vive a paz, odeia a violência, tanto é que as testemunhas de Jeová são visto como exemplo, em conduta, moral, e honestidade, ele Não erá Testemunha de Jeová.

  8. Paulo Roberto Ramos

    -

    12/04/2011 às 15:08

    Acho que boa parte dos jornalistas brasileiros, esses alinhados ideologicamente com quem manda no País, estão de tal maneira desconectados da realidade, principalmente da nacional, que só vão dar atenção a esse assunto e informar o povão do que de fato ocorre no País, quando formos vitimados por terrorista aqui, embaixo do nariz das autoridades brasileiras, se é que já não estamos sendo. E tudo em nome do insano comunismo.

  9. PAULO

    -

    12/04/2011 às 11:23

    O FATO DE ELE PERTENCER OU NAO A UMA RELIGIAO NAO FOI O QUE O IMPELIU A COMETER TAL ATROCIDADE. JUDAS ISCARIOTES ERA UM DOS 12 DISCIPULOS E NAO TRAIU JESUS? OS ULTIMOS DIAS SAO TERRIVEIS, E OS INIQUOS ESTAO PASSANDO DE MAL A PIOR… 2 TIMOTEO 3:1-5,13

  10. Ronalde

    -

    12/04/2011 às 7:38

    Reinaldo, você poderia comentar sobre o tsunami e a questão nuclear. O problema de Chernobyl foi o total sucateamento da URSS. E no Japão?
    O Japão é uma ilha cercada de terremotos por todos os lados. Ao construirem usinas atômicas, não previram a ruína das mesmas? Trata-se do maior exemplo da famosa tragédia anunciada!

  11. Celina Vieira

    -

    12/04/2011 às 6:32


    Epa!!!Explica uma coisa pra mim…entao esse lunatico frequentou uma mesquita no centro do Rio de Janeiro e a reportagem do Fantastico faz entrevista com um lider islamico de Sao Paulo?

    Quantas mesquitas possui o centro do Rio de Janeiro? Porque a reportagem do Fantastico nao se dirigiu aos lideres muculmanos cariocas?

    Estranho…muito estranho…”
    2

  12. Roubocoop

    -

    12/04/2011 às 3:42

    Contradições máximas existem. Exemplo: Cometer um atentado terrorista, tipo jogar uma bomba, (matar gente) numa clínica de aborto num estado dos EUA onde a lei permite tal prática. Combater o mal com um mal igual ofende a inteligência. Isso ocorre entre “religiosos” e entre “ateus”, como a história comprova. O mal é sempre feito em nome do bem. Como os bandidos que dizem que só matam bandidos. Não dá para livrar a cara de “religiosos” nem de “ateus” que assim o fazem. Conheço de perto uma testemunha de Jeová, e posso assegurar que o desprezo que ele sente por católicos, é tão grande quando o que sentem outros “religiosos”, como por exemplo, certos ditos “islâmicos”, mas que não são islâmicos, nem religiosos e nem ateus… A ética médica não permite deixar morrer de fome ou de sede. As testemunhas de Jeová fazem isso em nome de seus dogmas, porque dizem que não se pode alimentar de sangue. Seria como condenar a morte aquela equipe de Rúgbi que caiu nos Andes e se alimentou dos corpos de companheiros mortos. Deixar que uma pessoa morresse em nome de uma “vida sagrada”, transforma o “sagrado” em sacrilégio.

  13. Elena Sophia Schmidt

    -

    11/04/2011 às 22:10

    Calma Reinaldo,
    Assim você desmoraliza o combate ao terrorismo islâmico. O rapaz era um pobre diabo, um cachorro louco sem nenhuma condição psicológica de estabelecer vínculos interpessoais.

  14. Fabio C

    -

    11/04/2011 às 21:36

    Epa!!!Explica uma coisa pra mim…entao esse lunatico frequentou uma mesquita no centro do Rio de Janeiro e a reportagem do Fantastico faz entrevista com um lider islamico de Sao Paulo?

    Quantas mesquitas possui o centro do Rio de Janeiro? Porque a reportagem do Fantastico nao se dirigiu aos lideres muculmanos cariocas?

    Estranho…muito estranho…

  15. Everson

    -

    11/04/2011 às 21:29

    Reinaldo,

    Como você, também acho lamentável que os mesmos de sempre estejam politizando a tragédia.

    Nas entrevistas vazias com políticos, uma me deixou curioso. O Senador José Sarney classificou o ato como terrorismo.

    Eu pensava que o terrorismo não existia no Brasil. O governo obtusamente se recusa a usar o termo para classificar os atos das FARC, do doidão do Irã, dos amigos do Sudão, do italiano fugitivo.

    Interessante que sirva para classificar justo esta barbárie.

    Também acho que as conexões com o terrorismo islâmico devem ser analisadas.

  16. Olavo

    -

    11/04/2011 às 21:29

    E ainda querem desarmar a população.
    Quando quiserem invadir os lares nada poderemos fazer em defesa de nossa família.
    Esses são nossos políticos. Esse é o pt em ação.

  17. Olavo

    -

    11/04/2011 às 21:24

    Gente.Essa polícia federal é a mesma que já investigou outros fatos e nada ficou provado.
    Ela está no des/serviço a nação.
    Eu ,infelismente , não tenho esperança nenhuma nela.
    Estou errada ?

  18. ARMAGEDOM

    -

    11/04/2011 às 21:24

    ADMA-DAS 20:48.A MAIORIA PERTENCE A IRMANDADE UNIFICADA DO ROUBO DEMOCRATICO MAIS CONHECIDA COMO IURD!!!

  19. André Felix

    -

    11/04/2011 às 21:17

    Quando a liderança das testemunhas de Jeová diz que ele não era membro omite que ele apenas não era um membro batizado. Toda testemunha de Jeová é obrigada a participar no trabalho de ensino do grupo, apresentando relatórios mensais com quantidade de horas trabalhadas, publicações colocadas com o públicos, estudo bíblicos domiciliares dirigidos, entre outras informações. Existem os que são “publicadores não batizados”, que não estão aptos ainda para o batismo mas que já participam no trabalho de pregação. Eles são considerados testemunhas de Jeová. Nesse grupo estão incluídos novos membros e os jovens, filhos de testemunhas de Jeová, que podem se batizar apenas na pré-adolescência. Quanto os líderes das testemunhas de Jeová dizem que o atirador não era membro da religião eles estão simplesmente mentindo ou omitindo. Um filho de uma testemunha de Jeová é obrigado a acatar as diversas proibições que incluem não comemorar aniversários, feriados como o Natal, não receber transfusões de sangue, não falar com ex-testemunhas de Jeová, participar no trabalho de pregação, entre outras.
    Um dos principais ensinos das testemunhas de Jeová inclui a vindoura destruição de todas as pessoas que não fazem parte do grupo. Como não esperam a conversão em massa isso representa a morte de 99,99% da humanidade. Pessoalmente, acho que esse tipo de ensino nutre um profundo ódio contra a humanidade. Claro que a matança será feita por Deus, não pelas testemunhas de Jeová mas numa mente já doentia isso deve causar algum estrago. Todas as outras religiões são “Babilônia, a Meretriz” as pessoas de fora do grupo são rotulados de “mundanos”, “incrédulos”, destinados à destruição. Ex-membros são “apóstatas”, “porcas lavadas que voltaram ao lamaçal”, “cadelas que comem o seu vômito” e são tratados como se tivessem morrido, passam a ser ignoradas.Isso mesmo que a pessoa tenha apenas mudado de denominação cristã. Toda a cristandade é apóstata. E ser testemunha de Jeová é difícil para um jovem que segue as orientações morais da liderança – não podem namorar fora do grupo, só podem namorar com o objetivo de casar, não podem participar de eventos sociais que envolvam feriados como o natal, páscoa, dia das mães, etc., não podem cantar o hino nacional, participar de qualquer cerimônia nacionalista, entre outras proibições. Se forem batizadas, e geralmente se batizam entre os 10 e 14 anos de idade, não podem desistir pois isso implica em desprezo de toda a comunidade, que é impedida até de dizer um “olá” para um ex-membro. Pais chegam a expulsar filhos de casa, filhos deixam de visitar pais ex-membros. Mesmo que neguem e façam questão de pregar sua religião publicamente com largos sorrisos amistosos esse grupo religioso carrega um profundo ódio contra toda a humanidade.

  20. -

    11/04/2011 às 21:14

    Exatamente, Sr Azevedo. A Polícia Federal tem que investigar e não apenas apoiar a Policia Civil Carioca, para provar o já evidente (vide reportagem do Fantástico) vínculo do atirador com células terroristas que operam no Brasil, buscando apoio e o que ainda mais preocupante, simpatizantes (no PT tem um montão)e elemntos dispostos a cometerem seu atentados. Nas Olimpíadas em 2016 teremos problemas. Mas as próprias autoridades já estão distorcendo a investigação, seria por “ordem” abafamento das implicações políticas? O sujeito cometeu o atentado sozinho, em princípio, ao que parece já rompido com o “grupo”, mas houve contato,doutrinação e quase certo que treinamento. Não tem nada haver com a Religião Islâmica, os extremistas de lá, assim como extremistas daqui, os esquerdopatas, mentem ao povo e se apoiam nessas mentiras para atingirem seus objetivos sinistros. Esses terroristas e outros mais precisam ser neutralizados.

  21. Roberto P. Pedroso

    -

    11/04/2011 às 21:10

    Caro Reinaldo,
    Fico indignado como os políticos aproveitam-se de tudo para de auto promover, com certeza você já viu – Cabral promove PMs que agiram contra massacre em escola (folha.com), acredito que isto se transforma em uma jurisprudência – sempre que um policial fazer aquilo que deve ser feito tem que ser promovido.

  22. Lúcia R.

    -

    11/04/2011 às 21:08

    Reinaldo,
    Agora a pouco no JNac./Globo, deu a notícia que a PF vai dar apoio no caso p/investigar, junto c/polícia do Rio, todo o conteúdo (as cartas, manuscritos) nada vai ser descartado. Inclusive na Internet o perfil no MSN. (na foto ele aparece de barba).

  23. ANA

    -

    11/04/2011 às 21:03

    CAKITO , DAS 17:25 . COPIEI SEU TEXTO E NESSE MOMENTO TÔ MANDANDO POR EMAIL PARA VÁRIAS CIDADES DO BRASIL.
    VALEU MESMO !!!!!

  24. adma

    -

    11/04/2011 às 20:48

    Conheço alguns muçulmanos: honestos, trabalhadores, cidadãos de bem. Temso telhado de vidro. O crime organizado no país, assemelha-se ao terrorismo. Não foram muçulmanos a venderem as armas ao lunático assassino. Suas declarações são de uma mente doentia e mistura Deus, Jeová, Jesus. Acho uma temeridade estarmos levando para o terreno do terrorismo e mais ainda, impondo aos nossos irmãos muçulmanos (sou católica), um ato de um maluco e covarde. As chacinas semelhantes em outros países, foram também de muçulmanos? A que religião pertencem os bandidos de alta periculosidade que temos em nosso país?

  25. Geek

    -

    11/04/2011 às 20:15

    Perfeito, Cakito!

  26. ANA

    -

    11/04/2011 às 20:13

    SE ESTIVÉSSEMOS NOS ANOS 60/70 ISTO JÁ ESTARIA APURADÍSSIMO.
    ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS.
    _____
    MAS …PAU QUE DÁ EM CHICO , DÁ EM FRANCISCO .
    O PRÓXIMO TAMBEM PODERÁ SER OS MILITARES, OS PETISTAS, OS POLÍTICOS,OS SEM TERRA E VERGONHA , O SENADORES , OS CONGRESSISTAS, O PLANALTO ………

  27. Ronaldo

    -

    11/04/2011 às 20:08

    Quem assistiu o filme Cristovao Colombo, com Gerard Depardieu, deve ter visto a zona que o caboclo arrunou quando assentou sua barraca na america.
    No final das contas o sujeito estava achando que ele era um enviado de Deus e estava ali para fundar o paraíso na terra. O melão da moçada de bunda de fora, dos nativos, é que foi pro saco, ficaram todos malucos com tanta piração dos colonizadores.
    Passaram-se 500 anos e essa terra ainda é de índios e escravos. Índios porque amam morar no mato e não querem saber de civilização. Escravos porque sempre se rendem e abanam o rabo ao primeiro tirano que aparece no terreiro cantando de galo.
    Agora os novos colonizadores são mulçumanos. Já elegeram o Apedeuta como seu representante, um verdadeiro showmã, bravo feticeiro que com o poder do marketing hipnotizou a tribo.
    Não comento a vontade de ser dominado, escravo, mas cito o exemplo dos chineses, pobres coitados, porque se não é o antigo imperador da dinastia ming é o partido comunista chinês.
    A explicação pode ser genética, porque como o brasileiro, vai gostar de uma coleira no pescoço lá na pqp. Ao contrário da Argentina que não teve escravidão e que na ditadura militar, morreram 30.000, nós filhos de escravos, aqui morreram 100.
    Se depender de sair uma lei pra prender terrorista, esquece, brasileiro não tem peito pra tanto.

  28. ANA

    -

    11/04/2011 às 20:04

    SÓ DESRRATIZANDO BRASÍLIA PRA EXTERMINAR ESSA IMUNDÍCIE QUE ASSOLA O BRASIL. OU 2012 E SEU ” SACULÊJO “.

  29. ANA

    -

    11/04/2011 às 20:01

    ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA FICAR SABENDO E SER ESCLARECIDA DEVIDAMENTE. ATÉ MESMO PARA QUE DENÚNCIAS POSSAM SER FEITAS .
    UNS 60% DA POP. NEM IMAGINA QUE ISSO POSSA EXISTIR POR AQUI E DO QUE SERIAM CAPAZES.
    MAS QUAIS EMISSÔRAS SE PRESTARIAM A UMA
    ” BOBAGEM ” DESSAS ?
    É AÍ QUE JÁ ESTAMOS NO BREJO.

  30. Carlos E.

    -

    11/04/2011 às 19:30

    Reinaldo, muitos tem analisado e tentado entender o que levou esse rapaz a cometer essa brutalidade. Não psicológo ou pisquiatra, mas fica quase evidente o apelo relogioso na atitude desse que é, sem dúvida, um dos maiores monstros na história policial. Quando seu foco se direcionou às meninas -virgens, era como se ele estivesse se premiando com as virgens prometidas nos atentados suicidas. Nesse caso, o número poderia chegar a 40. Não é isso que pregam os assassinos a serviço de Osama?? Na mente deturpada desse rapaz, além de executar o que pregam esses falsos profetas, levaria consigo seu próprio harém: virgens, puras. E pensar que achávamos estar livres desse tipo de coisa.

  31. ARMAGEDOM

    -

    11/04/2011 às 19:29

    NAO PODEMOS ESQUECER DO MOLUSCO MOR,QUE VIAJOU MUITO PARA AQUELES LADOS E CONTINUA A NEGOCIAR COM ESSA GENTE.LEMBRO DE UMA FRASE QUE LI MUITAS VEZES NESTE BLOG E HOJE FAZ SENTIDO:”LULA SO TEM MORAL NO EIXO DO MAL”

  32. Oswaldo

    -

    11/04/2011 às 19:05

    Esse negócio de desarmamento me parece mais uma estratégia de desvio da atenção pública.
    As pessoas esquecem rápidamente dos fatos, não é porque não está havendo mais ataques terroristas que os diabos desapareceram.
    Os caras estão sofisticando e ao invés de ataques aqui e ali, vão ter seu próprio estado bem aqui na america latina, com o apoio dos próprios nativos.

  33. Heriberto Fernandes de Araújo

    -

    11/04/2011 às 18:58

    Quer saber algo sobre o Islã, é só ler o alcorão, e ver o que eles tem preparado para aqueles que continuam infiéis, todo o ocidente cristão, hoje é alvo maciço da intolerância religiosa islâmica, eles não aceita uma unica igreja cristã, exemplo da Arábia Saudita, nem um cristão pode falar de Jesus, públicamente, é passivo de ser preso e morto, sem nem uma defesa. EX. dos países Irã, Sudão, Arábia Saudita, etc.

  34. Ted

    -

    11/04/2011 às 18:48

    Os USA e a França têm que fazer pressão contra o governo brasileiro.
    Esse governo está colocando o mundo em perigo.

  35. Joao Marcos

    -

    11/04/2011 às 18:47

    Não foi à toa que o Papa se manifestou nas eleições no Brasil.
    É hora de todas as igrejas (católicos, crentes, etc) se unirem para salvar o rebanho da bestialidade. É essencial que padres, pastores e rabinos informem e orientem principalmente os jovens.

  36. Tia Neide

    -

    11/04/2011 às 18:41

    O terrorismo “existe hoje por que o cristianismo não está sendo suficientemente cristão”, frase de Martin Luther King.

  37. bastião

    -

    11/04/2011 às 18:34

    Sou a favor que a investigação seja feita pelas polícias Israelense,Espalhola e Americana(usa).Os da terrinha vão pegar “pau”.O terrorismo aqui fez carreira. O nome do filme é Uma Mente Brilhante.

  38. Cakito

    -

    11/04/2011 às 18:32

    Rei,a Franca acaba de proibir o veu muculmano das mulheres da tal seita.Se o marido da infeliz a obrigar a usar,vai direto pra cadeia.
    Ta dado o recado para o muhamedismo na europa.A Espanha,e Alemanha estao para adotar o plebiscito sobre a humilhacao do uso do tal veu em seus paises.Conhecendo esse povo como conheco elas vao desafiar a lei e sair pelas ruas usando o tal veu,e a batata vai comecar a acar aqui na Europa.Como eu ja falei antes,esse povo vai colocar fogo no mundo.A coisa vai ficar feia por aqui.Vc,do tal dos direitos humanos,q e contra o fato de se impor leis nossas contra esse povo,vai la no Egito,ou Iran e sai de mini saia com um decote daqueles,pra ver o q te acontece.Vai direto pra cadeia e vai sofrer humilhacoes de toda ordem.Se eles querem viver entre os Ocidentais,tem q respeitar nossas leis.Como eles exigem q se respeitem a leis deles nos seus paises.Se vc,muhamedista,nao esta contente…fora!

  39. Sergio

    -

    11/04/2011 às 18:21

    Pode-se, pois, fazer um balanço histórico positivo do cristianismo, o qual levou a uma nova relação do Homem consigo mesmo e a um novo modo de ser humanitário. A democracia grega antiga baseava-se na garantia sagrada dos deuses. A democracia cristã da época moderna baseia-se no caráter sagrado dos valores garantidos pela fé que são subtraídos à arbitrariedade das maiorias. O balanço do séc. XX mostra que, quando se retira o cristianismo, voltam a irromper, de repente, forças arcaicas do mal que estiveram banidas por causa dele. Pode-se dizer, de um ponto de vista puramente histórico, que não há democracia sem um fundamento religioso, “sagrado”.
    Mostrando quando muito um interesse polido pelas diretivas da hierarquia católica, quando não as rejeitam publicamente e simplesmente como abusivas e deslocadas, Lula e seus companheiros petistas concebem mais e mais continuar senhores de seus juízos sobre tal ou tal aspecto da moral, para restingir ou diminuir as exigências desta. A autonomia religiosa de Lula e seus companheiros petistas se mainifesta por uma indiferença e mesmo uma aversão crescente em face da religião católica.
    Essa indiferença abre espaço para a infiltração de tradições estranhas nessas terras da Santa Cruz, ou seja, grupos religiosos de todas as matizes e arsenais militares se sentem livres para entrar no país e arrebanhar discípulos e militantes, pois se o presidente do país e o maior partido do país não se importam em preservar as tradições e ensinamentos cristãos… Por que não trazer concepções novas de religiões nunca antes praticadas no país?!

  40. André

    -

    11/04/2011 às 18:20

    País corrupto é isso aí! Os investigadores preferem enfiar a cabeça debaixo da terra do que… investigar!É muito mais fácil né?Eles preferem não procurar conexões entre fatos, e fazer de conta que foi tudo obra do acaso. Foi o acaso que fez com que ele aprendesse a atirar, foi o acaso que o levou ao assassinato e tal! O quê que esse pessoal da polícia faz mesmo… investiga? Pra que, se foi tudo obra do acaso?

  41. joão silva

    -

    11/04/2011 às 18:13

    Concordo que se deva investigar a possibilidade de ligação terrorista. Você pode imaginar como estão as mentes das pessoas predispostas, sob um bombardeio perene e cruel de estímulos a assassinatos por motivos ideológicos ou não.
    A televisão e outros meios de comunicação estão aí para comprovar isso.
    Aqui mesmo nesse blog de altíssimo nível, que eu acompanho sempre, você encontra indivíduos fazendo previsões de como serão as religiões daqui há 300 anos!! E parecem manifestar ódio gratuito a cidadãos que possuem e praticam uma religião!!
    Será que em pouco tempo teremos também que nos reunir em catacumbas como na Roma Antiga, para manifestar a nossa fé ?
    Preocupa-nos muito esse comportamento.

  42. bpistelli

    -

    11/04/2011 às 18:11

    Fonte de renda e experimentação do uso de armas de fogo, em alguma boca de fumo do RJ, ele pode ter sido nos oito últimos meses traficante dono de boca e usuário de cocaína, talvez a cheirasse, pois não se viu cachimbos, o traficante pequeno pode ter renda pequena se usa parte da droga para uso próprio e não ganhasse mais de 2000 reais por mês, o suficiente para manter sua casa com internet de banda larga por meses e dinheiro para compra dos carregadores de 38 ( ele carregava na hora ) ao invés de dez segundos. Se fosse um da Al qaeda, teria pelo menos uma pistola automática com carregador ou uma metralhadora tipo UZI, mataria muita gente e daria chance dele sair vivo para continuar no crime e planejar os outros crimes da mente doentia dele, drogas causam psicose e esquizofrenia quando as pessoas deixam de usar por um tempo e isto pode ter ocorrido com ele.

  43. André

    -

    11/04/2011 às 18:08

    O PT com certeza é contra investigar a fundo isso. Com certeza!

  44. carlos

    -

    11/04/2011 às 18:06

    Aquele livro do Ali Kamel, mostra alguns trechos do Corão e eles pregam mesmo a morte de todos os infieis no mundo todo e que o Islam terá que dominar o mundo. Para eles a guerra santa nunca terminará.

  45. carlos

    -

    11/04/2011 às 18:01

    Nos jornais arabes estão falando que o carinha era sim musulmano.

  46. PAU NELE

    -

    11/04/2011 às 17:54

    ATENCAO!!! O PETRALHA E MILIONARIO “DATENA”,LOGO DEPOIS DO MASSACRE E DIVULGADA A CARTA DEIXADA PELO ASSASSINO SE ANTECIPOU POR VARIAS VEZES EM DIZER QUE ERA UMA BOBAGEM LIGAR O MASSACRE A0 ISLA OU COISA PARECIDA.NA HORA PENSEI,TERRORISMO ABAFADO MESMO!!!

  47. Mauricio

    -

    11/04/2011 às 17:42

    Estamos no Circo Brasil, onde o palhaço é você! Nada será investigado, nem quem confessa crime vai pra cadeia. Talvez criem uma CPI para dar uma disfarçada…..que acabará em pizza, obviamente. Esse tipo de crime começará a acontecer com mais frequencia, até que todos se acostumem, como tudo neste circo. Logo capacete de aço e colete a prova de balas fará parte do uniforme escolar das nossas crianças. Logo farão licitações para fornecimento dos novos uniformes para escolas públicas, que serão superfaturados e os uniformes apresentarão defeitos. Descobrirão que a empresa vencedora da licitação é do irmão do presidente do senado. O presidente da república conseguirá colocar a culpa nos países ricos e as irregularidades acabarão em pizza. Uns anos depois, todos serão reeleitos.

  48. Cakito

    -

    11/04/2011 às 17:25

    Reinaldo,sou leitor assiduo de seu blog.E sei q fui um dos primeiros a denunciar a instalacao esse povo do mal ai no Br.
    Vcs brasileiros,precisam se concientizar q a luta contra o terrorismo,nao e feita apenas por americanos,canadenses,e a europa.Essa uma uma luta muitissimo dificil de se vencer,por isso temos q nos concientizar q fazemos parte tbm dessa luta.Cada um de nos!!!Eles estao ai.Como ja disse moro em Londres e perdi uma grande amiga,q estava no onibus q foi explodido.Havia pedacos de corpos espalhados por mais de 200 metros.Muita gente ficou cega devido aos estilhacos de vidros do onibus.Cheiro de sangue,misturado com carne queimada.Foi uma coisa terrivel!Na epoca foi divulgado um video em q mostra o terrorista dentro do trem.Pasmem…ele se levantou,com sua mochila nas costas,foi do outro lado do trem em q havia uma mulher carregando seu bebe,virou-se de costas para ela e acionou o artefato,na cara do bebe,q felizmente falhou.Foi uma correria maluca dentro daquele trem.Infelizmente o muhamedizinho conseguiu fugir.Eles nos odeiam!O tal livrinho do mal diz q os infieis devem ser eliminados.Vc e o infiel,meu querido amigo.Vc,sua esposa,seus filhos,teu pai,tua mae,e seus amigos,sao os infieis.O tal do profeta deles q escreveu o livrinho do mal era mais maluco q o Wellington.Acorda meu povo.Esta na hora de abracarmos essa luta contra o mal.E a escuridao q se aproxima.Vamos acordar!Nao sou cacador de muhamed e nem estou aqui para incentivar uma guerra religiosa,ou coisa parecida.E um depoimento de quem convive com esse povo diariamente.Por favor,me oucam!Grande abraco a todos

  49. noach

    -

    11/04/2011 às 17:12

    prezado sr. Nilson, não estamos a discutir religiões…de qualquer forma, não me parece que o sr. esteja 300 anos a frente…

  50. VIDENTE

    -

    11/04/2011 às 17:11

    TA AMARRADO (16.45)- NA MOSCA!NAO PRECISA SER DO ISLA PARA COMETER ATROCIDADES!!!!

  51. nilson

    -

    11/04/2011 às 16:42

    Hoje olhamos para traz e dizemos: Como eram burros os gregos antigos que tinham como “deus” uma estátua chamada Apolo ou Zeus.
    Como eram imbecís os egípcios que adoravam o “deus” Rã (sol).
    Como eram idiótas os nórdicos, que na época dos Vikings adoravam o “deus” Odin ou Thor.

    Pois é… No futuro nossos ascendentes dirão o seguinte: Nossos antepassados eram uns retardados mentais, pois adoravam um homem invisível lá no céu com uma varinha mágica.
    Tenho convicção que no futuro, talvez 300 anos, não existirá mais religião nenhuma simplesmente por falta de fiéis. A geração futura será bem mais informada e inteligente que a presente.

  52. Caio Frascino Cassaro

    -

    11/04/2011 às 16:42

    Prezado Reinaldo:
    O delegado encarregado do inquérito pelo visto não quer nem ouvir falar em conexão com grupos extremistas. Na verdade, tudo isso é muito estranho. Saiu a reportagem da Veja na semana passada a respeito das conexões de grupos radicais aqui no Brasil, com terroristas procurados até pela Interpol entrando e saindo do país quando bem entendem, com o beneplácito da PF, que “não vê motivo” para abrir uma investigação. Agora, no caso do Rio, o delegado responsável pelo inquérito “não vê motivo” para abrir uma outra linha de investigação por conta das revelações obtidas nos manuscritos e nos depoimentos. Até quando vão esperar para ter um motivo? Quando explodirem alguma coisa por aqui? Não é melhor se precaver e investigar ANTES que algo de pior aconteça, seja aqui, seja em outro lugar, mas eventualmente a partir daqui?
    Insisto: isso tudo é muuuuuuuuuito estranho. Não faz o menor sentido. Parece realmente uma operação abafa. Com a palavra as autoridades envolvidas: Ministério Público, Polícias Estaduais, Polícia Federal e Câmara dos Deputados. Estamos esperando uma ação propositiva por parte dos poderes constituídos de forma a que possamos nos antecipar aos fatos e não ser atropelados por eles.
    Um abraço

  53. gilberto

    -

    11/04/2011 às 16:40

    Acredito que para provar isenção investigativa e pelo ineditismo do Caso Realengo, devem as autoridades então provar que efetivamente foi tudo delírio de um louco. Caso não demonstrem definitivamente, sempre restará uma dúvida…

  54. PauloMarx

    -

    11/04/2011 às 16:40

    Só uma coisa tenho absoluta certeza: Este maniaco foi treinado por alguem! Nào me venham dizer que na Internet se aprende tudo, por que empunhar um treisoitão e atirar com precisão, em uma sequencia assustadora sómente pra quem praticou e muito!

  55. Roger Fischmann

    -

    11/04/2011 às 16:31

    Formalmente é evidente que o islamismo não ensina ou acolhe o tipo de pensamento que norteou este assassino. Mas alguém então me explica o que ocorre com o Islã. De cada dez atentados terroristas, doze são perpetrados por praticantes do islamismo que dizem assim agir em nome de Alá.
    há ± um minuto · Curtir

  56. Anónimo

    -

    11/04/2011 às 16:28

    Perguntas que me atormentam e que a investigação teria que responder:
    Pelo “modus operandi” ele possuia treinamento no uso de armas, e não me venham falar que a Internet ensina, porque entre ver um video de uma pessoa atirando e faze-lo na realidade, a diferença é astronomica! Então, quem deu este treinamento?
    Quanto a ação movida a extremismo religioso, tem um controverso: por que ninguem, ou grupo assumiu o fato, uma vez que a propaganda faz parte da ação?

  57. Jeremias-no-deserto

    -

    11/04/2011 às 16:23

    Penso que é correta a conjectura exposta aqui por você que esse indivíduo tinha ligações reais com pessoas ligadas ao terror e que provávelmente estivesse sendo treinado para algum ato mais espetaculoso. Mas algo não deu certo e o aprendiz de terrorista precipitou os fatos, criando a sua ação terrorista própria fora do combinado.Matar criancinhas, desde que elas NÃO sejam judias, não faz parte do curriculum do terrorismo fundamentalista islâmico. Com certeza, eles não planejaram esse ato monstruoso, não por que sejam piedosos, mas porque não seriam tão idiotas ao ponto de despertarem a ira do povo brasileiro contra seus planos de destruirem tudo que tiver o traço da civilização ocidental judaico-cristã. Mas não parece haver dúvidas que estão atrás da criação desse Frankstein tupiniquim hediondo. E não dá para não desconfiar da seriedade da investigação policial: o criminoso fala em uma sacola que conteria um lençol com o qual deveria ser enterrado e dá instruções típicas dos religiosos do Islã. Cadê esse lençol?Políci disse que não encontrou, que NÃO havia lençol algum..hummmm

  58. noach

    -

    11/04/2011 às 16:15

    No meu comentário anterior, no parágrafo onde digo “ele é menos doente e menos terrorista que qualquer outro terrorista em qualquer lugar do mundo?”, leiam: “ele é mais doente e menos terrorista que qualquer outro terrorista em qualquer lugar do mundo?”

  59. noach

    -

    11/04/2011 às 16:08

    todas as peças se encaixam perfeitamente. PERFEITAMENTE.
    Há, no meu ponto de vista, nos escritos de Wellington, uma “evolução” de sua insatisfação com o mundo.
    Esta insatisfação encontra amparo na ligação que Wellington faz( falei que “Welington faz”, e não que eu faço) entre o Islã e o ato de terror- vejam a menção ao 11 de Setembro, que ao meu ver pode ter sido citado , sem dúvidas, por sua ousadia e estúpida grandiosidade. Obviamente, que se ele citou esse atentado terrorista, ele sabia de muitos outros atentados terroristas praticados por muçulmanos. Aqui fica clara a inspiração de Wellington baseada em atos terroristas praticados por muçulmanos. Afinal de contas, o 11 de Setembro foi praticado por quem?
    Outro detalhe, será que teve alguma influência as 72 virgens que são prometidas a alguns homens-bomba, na decisão de Wellington matar as meninas? Será que ele não pensou assim: ” Estarei com elas no paraíso”. Será que em sua insanidade ele não estava se achando um mártir? Será que este monstro chamado Wellington, em seu delírio, não teria declarado “jihad” (guerra santa) àquela escola?
    E faço uma colocação, se a inspiração de Wellington era esta mesmo- baseada no terror praticado por grupos terroristas muçulmanos- ele é menos doente e menos terrorista que qualquer outro terrorista em qualquer lugar do mundo?
    E por último, quem era Abdul? Quem era Phillip?
    Não estou acusando o Islã por nada, mas talvez grupos terroristas como Hamas, Al Qaeda, e outros, tenham influenciado Wellington em sua monstruosa decisão.

  60. nilson

    -

    11/04/2011 às 16:05

    O brasileiro cristão nem sabe porque é cristão e não muçulmano.

    Então explicarei: São cristãos única e exclusivamente porque fomos colonizados por luso-europeus que assim o eram.
    Caso fosse pelos árabes, estariam prostrados de quatro com a testa no chão e com o fiofó apontado para o sentido contrário à Meca e Medina rezando para um tal Alá.

  61. Antonio M.

    -

    11/04/2011 às 16:04

    Reinaldo, como leitor seu de priscas eras, não esperava essa derrapagem sua ao comentar: “Existem o islã pacífico e o violento, não é mesmo? Ou ele nega que os afegãos que massacraram recentemente funcionários da ONU fossem islâmicos? Podem até ser maus islâmicos, mas são.”

    Os “provos” do IRA provisório que explodiam bancas de jornal e estações de trem eram católicos. Isso significa que existe um catolicismo pacífico e outro violento? De maneira nenhuma. São manifestações errôneas de uma fé que pregou e prega a paz.

    Um abraço.

  62. TA AMARRADO

    -

    11/04/2011 às 16:03

    “Se pararmos para pensar, lavagem cerebral,é muito usada aqui mesmo no Brasil,aliciando pessoas principalmente carentes,frageis,desempregadas,doentes,com problemas sexuais,matrimonias,drogadas, enfim tudo vai depender de como elas serao manipuladas e para qual fim”

  63. Fábio

    -

    11/04/2011 às 16:00

    Reinaldo, acho muito pouco provável que haja qualquer ligação com grupos religiosos islâmicos neste caso. O Brasil na era da “democracia autoritária”, é aliado de todos os regimes ditatoriais que existem. Talvez todos não, só os piores. Qual seria o motivo? Seria um desperdício perder um psicopata tão motivado. Não sei se alguém se lembra do Mateus da Costa Meira, que entrou em uma sala de cinema com uma sub metralhadora. Neste caso tudo bem, pois não isso não pode ser vendido em lojas e a firula do desarmamento não poderia ser aplicada. Na época o culpado foi um joguinho de videogame que foi proibido. Mais legal é pensar o seguinte: E se ele tivesse sido preso? Poderia pegar 6 anos pela nova lei do crime ediondo. Seria uma bela lição! Desculpe a ironia.

  64. bpistelli

    -

    11/04/2011 às 15:58

    Reinaldo, o quebra-cabeças religioso do m… de assassino é notória, as testemunuhas de Jeová não crêem na existência de vida após a morte e espíritos humanos. Para os crentes da seita, os seres vivos são dotados de energia vital, a alma é a pessoa viva e a morte é a aniquilação final da pessoa.
    Crêem que um dia Deus fará o dia do juízo final, Armagedom quando os mortos saem dos “túmulos memoriais”, estariam na memória de Deus os dados dos corpos e individualidade.
    Aos maus a seita prevê dois destinos, a não ressurreição e a segunda morte aos maus que ressuscitaram e não tiverem o merecimento de viver na Terra para sempre, o paraíso perdido seria restaurado por Deus.
    A única ligação com o Islã é o juízo final (armagedom) e a eternidade da situação final das almas. O Islamismo crê em diferentes castigos no inferno. OS PIORES CASTIGOS SÃO RESERVADOS AOS HIPÓCRITAS, os que fingem serem religiosos e praticam atos contrários ao Islã ou qualquer religião.
    Wellinton era um hipócrita e louco simultaneamente, se a doutrina maometana estiver correta, ele ficará para sempre com SATANÁS.
    A linguagem do bandido em cartas era a de um pregador da seita Testemunhas de Jeová, eles não votam, não se alistam ao exército e nem pode jurar à bandeira, odeiam estátuas de santos e qualquer outro objeto de IDOLATRIA, incluso a cruz. O maluco matou-se pois se viu condenado pelas duas religiões ao fogo eterno islâmico ou à inconsciência para sempre, como quem nunca nasceu e o Apocalipse dá esta brecha quando diz sobre a destruição final do diabo e seus seguidores em um “lago de fogo”, a morte eterna.
    -
    O louco não tinha o menor interesse religioso e não era nem normal e nem psicopata, pois tinha sentimentos de ódio e o psicopata não possui sentimentos e não seria como este louco, de deixar barba de Bin Laden. O fato de rezar ou fingir que reza em um templo não faz um fiel.
    Para ser convertido ao Islamismo um pretendente precisa de dizer em voz audível e na presença de três testemunhas muçulmanas (islâmicas) o mantra por três vezes.
    -NÃO EXISTE OUTRO DEUS exceto Alá(Deus).
    São três frases que tem que ser ditas 3 vezes e as testemunhas reconhecerem sinceridade na conversão.
    O islâmico não pode comer carne suína, sangue e “carniça”.
    Jejuar no mês de Ramadan e pagar anualmente o Zakat , que é um imposto único dos países islâmicos onde a Sharia vigora. nos outros o islâmico precisa respeitar as leis do país. Um sobrinho de Mohammad, o profeta viveu muito tempo na Abissínia, viveu de acordo com as leis do país cristão.
    TERRORISTAS E LOUCOS EXISTEM EM TODOS OS PAÍSES E RELIGIÕES DO PLANETA. Os malucos de Columbine, os Kamikaze japoneses são exemplos que loucos independem de religião e demonstrar ter uma, mostra que o bandido não era psicopata e sim um esquizofrênico.

  65. ARMAGEDOM

    -

    11/04/2011 às 15:47

    NUNCA NA HISTORIA DESSE PAIS SE PRENDEU TAO RAPIDO DOIS PERIGOSOS “SENHORES DAS ARMAS”

  66. Blumenau

    -

    11/04/2011 às 15:46

    Rei.
    Sem preconceito,apenas o que leio e assisto.Quem não é islâmico,não é fanático,tem medo dessa coisa que chamam de religiãoe uma máquina de fazer doidos assassinos.
    Parece que o triste acontecimento na escola veio ilustrar a reportagem de capa da Veja.
    Depois da tragédia o Wellington pede pra fazer um enterro com aquele ritual…Pensei exatamente com você.
    Pelo que entendo islã é lavagem cerebral,e para o mau.
    Deus nos dá a Vida,um planeta maravilhoso ,e tem uns doentes que preferem a dor.Eu tô fora.Prefiro o progresso,a alegria ,o respeito.Prefiro a vida.

  67. Wilson

    -

    11/04/2011 às 15:40

    Pode ter sido apenas mais uma coincidência, mas sequer foi lembrada nos noticiários:

    Na mdrugada da tragédia, a Rede Globo exibiu o filme “Nova York sitiada” (acho que é isso) um filme em que as principais cenas são de puro terrorismo Islâmico incluíndo ainda informações sobre como os terroristas deviam se lavar e de como seriam enterrados coom lençóis brancos.

    Realmente choca pela violência contra indefesos.

  68. jfaraujo

    -

    11/04/2011 às 15:36

    Nós não percebemos, mas no Brasil existem muito mais psicopatas e terroristas do que nós imaginamos, e muitos deles continuam promovendo barbáries bem debaixo do nariz do Estado. Vejam dois célebres exemplos, Fernandinho Beira-Mar e Marcola, assassinos cruéis natos, que talvez já tenham matado até centenas. Mesmo presos, foram os líderes dos ataques contra a sociedade no Rio e em São Paulo. Mas um dia, daqui a alguns anos, teremos que soltá-los porque a nossa Constituição nos obriga a fazê-lo. Soa em uníssono, na visão geral da nossa sociedade, a opinião sobre a pena mínima em que esses demônios em pele de humanos deveriam ser condenados: prisão até a morte, isolado de qualquer contato exterior. Esses políticos inúteis parecem viver com os olhos vendados com os ouvidos tapados, pelo menos até que a violência endêmica bata às suas portas.

  69. Marcus Meyer

    -

    11/04/2011 às 15:28

    Quanto a questão do desarmamento não sei como nós, tolos da casse média trabalhadora, não pensamos nisto antes. Se para diminuir a criminalidade basta tirar de circulação as armas dos homens de bem, por quê não fazer o mesmo com as drogas. Vamos proibir a venda legal de entorpecentes e assim acabamos com o tráfego também, não é mesmo? Só que tem um probleminha, a venda de drogas já é proibida e mesmo assim o tráfico prospera!

  70. cuidado com a patrulha

    -

    11/04/2011 às 15:28

    Não sou psiquiatra, mas vai lá o meu palpite.
    Esse mané que cometeu tais atrocidades era um esquizofrênico
    DESORGANIZADO, leu muita bobagem, assistiu muito filme ruim
    e propositalmente queria deixar uma “assinatura”.
    O serial killer clássico, deixa sua assinatura, na maneira
    como conduz o ritual de assassinatos.
    O conhecido serial killer “Zodiáco”, matava e provocava a
    polícia, dando pistas.
    Se esse cara (o de Realengo) fosse paranóico, até hoje a
    polícia não saberia por onde começar as investigações.

  71. Antonio

    -

    11/04/2011 às 15:23

    Tem que investigar sim!
    Mesmo que o assassino fosse um debilitado mental, pode ter sido usado por terroristas.
    Nao se deve descartar nenhuma hipotese. Tem que investigar fundo.

  72. VIDENTE

    -

    11/04/2011 às 15:23

    TAMBEM ME ESTRANHA O FATO DE NINGUEM ATE AGORA RECLAMAR O CORPO DO RAPAZ!ELE TINHA FAMILIA OU NAO?OU TEM MAIS AI????

  73. Tião bento, rj

    -

    11/04/2011 às 15:17

    No Brasil não tem nada disso. È tudo importado. Nada é daqui. Cosa Nostra, Camorra, Máfia chinesa e japonesa,como o próprio nome diz, são de lá. O ministério da justiça está aqui para isso, proteger todo mundo daqui, dali, de lá, de onde seja. Se tornou gostoso proteger pessoa dissociadas, não há mais criminosos e o pr´´oprio crime aqui é relativo, aderindo a Eistein não é absoluto. Mas ele está morto, diria um incauto, ainda não,diz o áulico de plantão,só um telefonema pode confimar isso, o desespero e a dor impedem as pessoas de serem racionais, tudo neste jogo é frouxo. O PT é forte e podre, a china é a melhor oisa do mundo, e Dilma assume que está passeando. Este é o certo. Nada resiste ao verdadeiro. Passaram do escárnio para o confronto, com a certeza de que ninguém vai protestar. Em cem dias perdeu-se um tempo precioso. Ainda estou aguardando a inauguração da primeira das 6000 creches. Se for no Rio, aí então… Que vida…

  74. cuidado com a patrulha

    -

    11/04/2011 às 15:08

    “Não é louco quem quer é só para quem pode.”
    A loucura se manifesta na cretinice.
    A loucura se manisfesta na imbecilidade.
    A loucura se manifesta na futilidade.
    A loucura se manifesta no ser pueril.
    A loucura se manifesta no fanatismo religioso.
    A loucura se manifesta na língua do alcoviteiro.
    A loucura se manifesta na cama entre quatro paredes.
    a loucura se manifesta na ignorância.
    Tem loucura para todos os gostos.
    É só uma questão de ir fundo ou não.
    Você não sabe o que é viver rodeado por loucos de todos os
    matizes.Culpa do Franco Basaglia e não do Simão Bacamarte.

  75. Marine

    -

    11/04/2011 às 15:07

    Uma coisa que precisa ser investigada é como um rapaz que estaria desempregado há alguns meses teria dinheiro para comprar armas e munição e outros apetrechos, que custam bastante dinheiro mesmo no mercado ilegal.

  76. Leitor

    -

    11/04/2011 às 15:01

    Parece que o campo do debate já está bem definido e dividido entre aqueles que querem usar o monstro para aprovar uma lei anti-armas e aqueles que querem usar o monstro para aprovar uma lei anti-terror… Quanto à boa ordem das razões e ao bom ordenamento das causas… Ora… Às favas!

  77. Jurandir don ruã

    -

    11/04/2011 às 14:58

    Também acho desonesto citar trechos das Escrituras para atacar uma religião, afinal existem várias interpretações e significados para essas frases. Basta ver que o “olho por olho” sempre foi entendido no judaísmo como uma compensação monetária no valor do.. hm… “olho” e não literalmente. Ou alguém conhece algum caso que mostre o contrário?
    A diferença é que no islamismo além de grande parte da população não aceitar qualquer tipo de interpretação, os ditos moderados acusam quem chama atenção a esse fato de islmamofóbicos, mas nunca condenam seus irmãos muçulmanos por tais atos. Eles sempre têm uma justificativa. É a ocupação, a decadência dos valores ocidentais, a presença americana, o cristianismo em países islãmicos…

  78. mel

    -

    11/04/2011 às 14:55

    surgiram na primeiras horas que esse maluco um extremistas ligado a algum terrorista mas foi logo abafado dizendo que ele era na verdade testemunha de jeová coisa que a mae dele era e ele naum era mas ha muito tempo segundo sua propria irmã disse… logico que querem abafar isso pegaria muito mal pra imagem do rio descobrirem que extremista internacionais estão pegando brasileiros pra fazer terrorismo em solo brasileiro como ficaria a imagem da cidade pra olimpiadas e copa fora que a policia naum mostro e nem quis dar muito detalhes sobre o que tinha na tal bolsa que ele deixo nas escadas da escola

  79. Russo

    -

    11/04/2011 às 14:51

    Ninguém até agora soube dizer de onde veio tanta munição, só esclareceram como conseguiu as armas, só que não matam sem as balas. Pelo que o cara escreveu, ele mostrava grande interesse em atentados, na religião mussulmana, teve quem o orientasse no manuseio das armas e praticou os crimes com a friesa e a forma peciliar com que terroristas da Al-Qaeda praticam seus atos. A polícia está fazendo corpo mole?

  80. cuidado com a patrulha

    -

    11/04/2011 às 14:51

    Caro Reinaldo,
    Não faz muito tempo, assisti na TV Cultura, um filme chinês
    que tratava de armas e seu perigo para o regime.Peguei o
    filme já pela metade, era a saga de um policial atrás do
    seu revólver que fora roubado, seus superiores lhes mostram a falha gravíssima que cometeu, quantas pessoas
    poderiam morrer apenas com o uso daquela arma.
    Comunistas têm medo de armas nas mãos de outros.

  81. Oswaldo

    -

    11/04/2011 às 14:50

    Reinaldo, eu também quero ir para a Espanha com tudo pago para ver o jogo entre Real e Barça… só deputado pode?

  82. Cidadão

    -

    11/04/2011 às 14:47

    Prezado General Azevedo, boa tarde,

    Por favor, amigo de armas!!!
    Existem mecanismo constitucionais indicando que o Brasil abomina o terrorismo, mas não há – nem nunca existirá, por enquanto – lei alguma regrando a condenação do mesmo.
    É política de estado não perseguir ou “incriminar” o terrorismo.
    =============
    Pelo menos até o dia em que um grande atentado terrorista for cometido num grande centro brasileiro, ceifando a vida de inocentes. Não desejo isso – jamais! No entanto, não é ilógico que isso venha a acontecer um dia, infelizmente.
    =================
    Eu falei no excelente post (QUANTOS SÃO OS ANÉIS QUE SEPARAM O PT DOS TERRORISTAS ISLÂMICOS QUE ATUAM NO BRASIL?) que o Brasil, especialmente o seu canal diplomática, está tornando legal o ingresso, praticamente invisível, de células islâmicas em nosso território. Isso vem ocorrendo há alguns anos, mas se intensificou no final do governo boçalzinho de Garanhuns. O Itamaraty está sendo prostituído e o rufião da história pode ser encontrado na elite majoritária de psicopatas que compõe o PT.
    ==================
    Ah…Se um dia houver, infelizmente, um atentado terrorista no Brasil, ela não estará relacionado a célula islâmica alguma. Pode até ter alguma inspiração, mas não executará…
    Abraços,

  83. LIMA

    -

    11/04/2011 às 14:46

    REINALDO.
    SE NÃO BASTASSE O TERRORISMO DOS PETRALHAS, ALICERÇADO EM ASSALTAR O ERÁRIO, SERÁ QUE VAMOS TER QUE ENFRENTAR O TERRORISMO RELIGIOSO DO ISLAMISMO? O POVO NÃO VAI AGUENTAR!

  84. Russo

    -

    11/04/2011 às 14:44

    Com toda certeza os policiais deveriam verificar todas as evidências antes de descartarem todas as possibilidades. Aconteceu pouco tempo depois de uma visita oficial de um prasidente americano, este deu a ordem de ataque as tropas de Kadafi daqui do Brasil. O ataque foi premeditado, articulado, friamente e calmamente executado. Segundo o testemunho de todas as crianças sobreviventes, ele escolheu sim as vítimas que eram meninas e os meninos matou por acidente. Ele utilizava a internet intesamente e fez questão, ele ou outra pessoa, de destruir o que pudesse ser usado para facilitar futuras investigações. Podem não existir provas mas as evidências são muito fortes para serem descartadas tão rapidamente. Outra coisa, tentam forçar a barra para mudar a interpretação do crime dizendo que as execussões foram a esmo, todas as crianças, que ainda não aprenderam a mentir dizem o contrário. Tem muita coisa a esclarecer nesta história e deve ser escçarecida, doa a quem doer.

  85. Magalhaes

    -

    11/04/2011 às 14:44

    Meu caro Reynaldo,

    Eu iria um pouco mais longe nas suas observações sobre A MOTIVAÇÃO DO TERRORISTA DE REALENGO

    Terrorista geralmente não explica seu ato, mas este assassino da escola de Realengo deixou evidências que nos faz pensar tratar-se de um neo-terrorista brasileiro, com motivações pessoais. Seu bilhete com instruções de como tratar seu corpo, que não deveria ser tocado por mãos impuras nos leva a uma hipótese constrangedora, que por mais estapafúrdia que seja merece ser investigada. Atormentado e fazendo uso de leituras de textos religiosos o criminoso decidiu por fim a sua vida, mas como “mártir”. Na mente do mártir suicida ele vai para o céu onde o aguardam 72 virgens. Ele tinha munição para isso, mas foi impedido a tempo. Depoimento de sobrevivente revela que ele perguntava às meninas se eram virgens. O menino atingido teria sido por acaso. O perfil do assassino indica que não conseguia se relacionar afetivamente com o sexo feminino e se coaduna com a personalidade de um terrorista suicida.

    Agenor Magalhães

  86. Sandra

    -

    11/04/2011 às 14:39

    As religiões evoluem. Importa-me mais se uma religião aprova o apedrejamento de mulheres HOJE do que há três mil anos, uma vez que não temos a opção de viver há três mil anos.

  87. Sandra

    -

    11/04/2011 às 14:33

    Aprendiz de Lógico, quem eu já vi num surto não falava coisa com coisa. Mas a minha amostra é muito reduzida.

  88. antoons

    -

    11/04/2011 às 14:24

    Em momentos como o ocorrido no Rio de Janeiro, com grande comoção social, as brilhantes idéias afloram e os culpados logo são encontrados, neste caso a arma de fogo e não quem a usa. Partindo deste brilhantismo investigativo devemos também, solicitar um referendo para proibir a venda e o uso de motocicleta e de veículos automotores, pois são meios de transporte altamente perigos, provocam acidentes e mortes, o motorista, bem este não tem culpa nenhuma, e só ver os casos de condenações. Basta de demagogia, viva a cultura, a educação, a honestidade o bom caráter.

  89. Aprendiz de Lógico

    -

    11/04/2011 às 14:22

    À Sandra:

    Os esquizofrênicos paranóicos são extremamente inteligentes e racionais. O problema é que misturam fantasias e realidade, mas o fazem de forma lógica. Eles criam estórias coerentes que podem convencer as pessoas da “realidade” dos seus temores e razões de agir. São muito criativos, principalmente se lêem.

  90. Geneurônios

    -

    11/04/2011 às 14:21

    Um Teólogo disse sobre o caso Realengo … “Acharia muito difícil um Testemunha de Jeová realmente trocar Jesus por Maomé.”
    Acho o contrário, é o mesmo que trocar seis por meia duzia, pois qualquer crença em coisas que não existem (deuses, profetas, filhos de deus, jesus) podem levar a pessoa a praticar atos insanos, vide a Inquisição da igreja católica, os homens bomba do islamismo e os crentes que dão suas casas para os pastores. A exploração do cérebro humano é a arte das religiões. Lavagem cerebral. Começa com o batismo.

  91. nilson

    -

    11/04/2011 às 14:18

    Possivelmente o Wellinton estava sendo fiél aos ensinamentos do “deus” da morte.

    Com a palavra o clérigo, sem tergiversação sobre época e contexto. pois em sua infinita sabedoria, as palavras do pai celestial são eternas e não distinguem contextos, sendo totalmente atemporal.

    “Quando teu irmão, filho da tua mãe, ou teu filho, ou tua filha, ou a mulher do teu seio, ou teu amigo que te é como a tua alma, te incitar em segredo, dizendo: Vamos e sirvamos a outros deuses! – deuses que nunca conheceste, nem tu nem teus pais, dentre os deuses dos povos que estão em redor de ti, perto ou longe de ti,desde uma extremidade da terra até a outra – não consentirás com ele, nem o ouvirás, nem o teu olho terá piedade dele, nem o pouparás, nem o esconderás, mas certamente o matarás; a tua mão será a primeira contra ele para o matar, e depois a mão de todo o povo; e o apedrejarás, até que morra, pois procurou apartar-te do Senhor teu Deus, que te tirou da terra do Egito, da casa da servidão.” Dt 13.6-10

    “Se uma mulher for estuprada na cidade, e não gritar alto suficiente, ela deve ser apedrejada até à morte (Dt 22:23-24). Caso seja no campo, então ela vive (Dt 22:25). Enfim, se o estuprador for apanhado, ele deverá pagar uma quantia ao pai e casar com a estuprada (Dt 22:28-29).”

    “Se uma jovem é dada por esposa a um homem e este descobre que ela não é virgem, então será levada para aentrada da casa de seu pai e a apedrejarão até a morte. – Deuteronômio 22:20-21″

    “E quanto àqueles meus inimigos que não me quiserem como rei, trazei-os aqui e MATAI-OS diante de mim”.

    Lucas 19:27

    “Não se enganem, não herdarão o reino de deus: os imorais, os idólatras, os adúlteros, os homossexuais, os devassos, os ladrões, os avarentos, os bêbados, os difamadores e nem os marginais”.

    I Coríntios 6:9-10

    “Com aprovação divina, Josué DESTRÓI com o fio da espada os homens, mulheres e crianças da cidade de Jericó”.

    Josué 6:21-27

  92. Mario

    -

    11/04/2011 às 14:17

    Sarney diz que vai propor novo referendo sobre desarmamento. É o Hugo Chavez brasileiro. Gastaram R$200 milhões com o plebiscito em 2005 (66% a 34%) e agora o ilibado quer um novo. Acho que vou me mudar pro Maranhão.

  93. marcia costa

    -

    11/04/2011 às 14:14

    Ao amigo Mauro Leonardo Calixto da Cruz
    - 11/04/2011 às 11:49, que escreveu entre outros, o trecho abaixo:

    ” Portanto, assim como fomos capazes de criar nas nossas interações sociais um modelo altamente destrutivo de convivência, devemos recriar nossos modelos de consolidação das nossas bases culturais criando um monstro capaz de tornar as explosões atômicas de hoje apenas lembranças, afastadas da figuração de ameaça às nossas futuras gerações.Sensibilidade é a razão, a resposta. E a execução dos meios que justifiquem esse fim é a única solução capaz de trazer a salvação para essa nova potencialidade nuclear que se cria no cerne mental de cada partícula da nossa civilização.”
    QUE PAPO É ESSE, COLEGA?

  94. ARGH!...

    -

    11/04/2011 às 14:14

    Tio, Rei.
    Se começarem a manipular velhos projetos políticos aos quais o povo mostrou rejeição, como o desarmamento, símbolos religiosos (crucifixo) e outros engavetados, numa clara demonstração de que estão aproveitando o momento de consternação no país, dá para começar a desconfiar desses políticos, de novo. Eles não desistem!

  95. Sandra

    -

    11/04/2011 às 14:14

    O que choca é que a escrita do rapaz é muito coerente para quem está num surto psicótico. E seu português era acima da média. Mas o ato foi totalmente insano.

  96. Rony

    -

    11/04/2011 às 14:13

    Pesquisa no oglobo.com

    O massacre de Realengo mudou sua opinião sobre o desarmamento?

    Sim. Votei contra no referendo de 2005 e agora sou a favor do desarmamento 3.74%

    Sim. Votei a favor em 2005 e agora sou contra o desarmamento 1.68%

    Não. Sempre fui a favor do desarmamento 26.36%

    Não. Continuo contrário à campanha pelo desarmamento 68.22%
    ——————————————————————————–

  97. Vera L.

    -

    11/04/2011 às 14:13

    Reinaldo este comentário que vai abaixo enviei logo após ver a entrevista de Cabral, achei TUDO muito estranho, ontem o que eu desconfiava se confirmou. (enviei para o post do Tarso Genro porque a PF está careca de saber que essa gente anda por aqui.
    Hoje na CBN eles estão dizendo que será PRIORIDADE investigar sobre as ligações do psicopata com esses grupos para esclarecer tudo. TOMARA que seja VERDADE, o delegado nega, mas quem sabe eles estão querendo sigilo pela tal imagem do Rio e também para conseguir descobrir sem alertar os que serão investigados? Seria MUITA irresponsabilidade de Cabral NÂO mandar investigar, o maior amor pela cidade é protegê-la de TERRORISTAS
    • Vera L.
    -
    07/04/2011 às 13:00
    Reinaldo,
    Tarso Genro pode ter a ver com o que aconteceu no Rio, o ex aluno usou tática terrorista e a tal carta tem fundamentalismo islâmico. Quantos desses fanáticos estão estão espalhados por aí? Se confirmar essas notícias tem TUDO a ver com o que a Veja noticiou. E as ARMAS, onde ele conseguiu? A cara de Cabral na entrevista como sempre nojenta.
    Estou de luto pelos pais mães que PERDERAM seus filhos de uma forma tão trágica. Tomara que tudo seja esclarecido, pelas omissões já dá para ver que estão querendo esconder a verdade. A Marta Rocha, Cabral, e Eduardo Paes NÃO respondem perguntas…tudo dito MUITO rápido e tchau…aí tem muito mais do que eles estão divulgando.

  98. Malur

    -

    11/04/2011 às 14:10

    Já não nos bastava vivermos em constante sobressalto por causa da corrupção e dos atentados às liberdades individuais de “lavra” da petralhada, agora temos que temer ameaças terroristas. Eu sempre achei que essa corja nos sujeitaria a isso, mais dia, menos dia.

  99. Vô Zeirão

    -

    11/04/2011 às 14:06

    Qual será o próximo discurso desavergonhado da politicalha pestista, principalmente no Congresso? Dirão que “isso sempre ocorreu no Brasil”? Esses vigaristas estão dando é sorte. A série de tragédias está é desviando o foco das atenções da série de incompetências e falcatruas do “novo modelo de gestão” cleptolulopetista. Está caindo no esquecimento público: o desfecho da Polícia Federal no processo do MENSALÃO DO PT; o ÁLCOOL e a GASOLINA beirando R$ 3,00 o litro; a CARESTIA nos supermercados; o AUMENTO DA ENERGIA elétrica; a “CONQUISTA DA VALE” pelo PT e quadrilhas assemelhadas; o desmonte dos Correios; a miragem “MINHA CASA, MINHA VIDA”; o ABANDONO DOS FLAGELADOS atingidos pelas enchentes nos últimos anos; o ATRASO DAS OBRAS DA COPA DO MUNDO E DAS OLIMPÍADAS; o caso dos PASSAPORTES ILEGAIS e do ENRIQUECIMENTO ILÍCITO dos filhos do “amnésico seletivo”; a TRAMÓIA SARNEY-RECEITA; os 100 PRIMEIROS DIAS DE APAGÃO do “guvernu qui num róba nem deixa robá”… Qual será a próxima manchete para desviar o foco? Vamos fazer uma enquete? Desarmamento? Discurso do Aécio? Compra do Imperador pelos corintianos? Homofobia? Racismo? Feminismo? Outro Oba-Oba Obama? “Investigar”; esse verbo não faz parte do dialeto petralha, a não ser se for para produzir dossiês fajutos contra adversários políticos.

  100. ARGH!...

    -

    11/04/2011 às 14:04

    Aí vêm elles. Aproveitam a tragédia na escola do Realengo e começam a trabalhar para empurrar goela abaixo o famigerado projeto governista de desarmamento da população ordeira do país.
    Até parece que foi o povo armado que atacou a escola! Essa gente esquece que bandido sempre vai dar um jeitinho de conseguir suas armas.

  101. Ligia

    -

    11/04/2011 às 14:01

    É incrível como ninguém toca no assunto do terror no Brasil e sua relação com a fatalidade do Rio e a falta de uma legislação contra o terror.
    Cadê nossos legisladores, o Judiciário, os operadores do direito e a opinião pública? Estão todos achando isso comum? Ou é mais uma das besteiras criadas pela oposição?

  102. Silvino Ferreira Jr

    -

    11/04/2011 às 13:59

    Tem uma grande diferença entre o ataque no Realengo e o que aconteceu na Argentina: o alvo. Os malucos radicais do Islã são treinados para atacar alvos políticos.

  103. Liliane

    -

    11/04/2011 às 13:58

    Eu tenho um irmão adotivo que é esquizofrênico. Pelas semenlhanças de comportamento, e também porque a mãe biológica era esquizofrênica, é muito provável que o atirador também o fosse. Estas referências ao islamismo demonstram que ele estava em surto psicótico. Algo que só existia em suas alucinações, mas ele vivia como real (deixando a barba crescer, por exemplo). Mas não tenho dúvida nenhuma de que essa atração pelo terrorismo NADA teve a ver com o ataque `a escola. É só prestar atenção ao bilhete suicida. Ele não diz o porquê do ataque (como chamar as vítimas de infiéis), nem se refere a Deus como Alá. Eu duvido muito que exista algum grupo radical islâmico que ele tenha freqüentado, mas, é claro que a polícia terá de confirmar isto.

  104. Aprendiz de Lógico

    -

    11/04/2011 às 13:52

    À Cris Azevedo:

    A assinatura não quer dizer muita coisa. Já tive alunos que escreviam muito bem e tinham caligrafia sofrível. Um deles me disse que sua letra era a mesma de quando aprendera a escrever ou até pior. Já li a respeito e soube que a caligrafia tem muito a ver com o sistema nervoso do indivíduo. Não tem relação com o nível cultural. O mesmo acontece com a rapidez ou não da escrita.

  105. Luke

    -

    11/04/2011 às 13:49

    Pronto. Já começaram com a falácia desarmamentista. No site G1, a manchete: “Sarney diz que vai propor novo referendo sobre desarmamento”.

  106. mariana

    -

    11/04/2011 às 13:45

    Como foi publicado, o ato do rapaz foi constituído pela múltipla composição de fanatismo religioso, histórico familiar, extremismo islâmico, comércio ilegal de armas e munição e DOENÇA MENTAL. Cabe às autoridades (geralmente corrompidas) as devidas providências no que envolve o poder público e a segurança nacional. Mas cabe à família olhar com responsabilidade por seus entes. Este rapaz que ao cometer os homicídios era maior de idade, já devia apresentar sinais de desequilíbrio mental em idade inferior aos 18 anos. Já é hora do Ministério da Saúde e dos Conselhos de Federais e Estaduais de Psicologia lançarem campanhas educativas, ações e programas que atentem para o fato da SAÜDE MENTAL no Brasil. Hoje, não é só o caso da escola de Realengo que está nas manchetes, mas também do homem que esfaqueou três em um supermercado em Guarulhos.

  107. LIXO AUTORITÁRIO

    -

    11/04/2011 às 13:45

    Caríssimo. È no mínimo preocupante que o delegado, há poucos dias passados do crime, já tenha afastado a hipótese da influência, mesmo indireta, do fundamentalismo islâmico na tragédia do Realengo. De qualquer forma é difícil que a investigação possa resultar em alguma coisa além do que já se sabe, ainda mais se não houver vontade política do governo petista que é chegado aos patrocinadores do terrorismo árabe que já conta com o apoio explícito de figurões do Foro de São Paulo como Fidel e Chaves. Pelo que foi noticiado, as pistas que poderiam conduzir à possíveis cúmplices são poucas e inconsistentes. Os nomes citados na carta, Abdul e Phillip, por exemplo, se reais, devem ser codinomes, recurso muito utilizado por quem age à serviço de organizações clandestinas que adotam o terrorismo como arma. Aqui no Brasil, se alguém ainda se lembra, os militantes petistas José Genuíno, Fernando Pimentel e Dilma Roussef, só para citar alguns, atendiam pelas alcunhas de Geraldo, Oscar e Stela, respectivamente. O delegado está num mato sem cachorro…

  108. Jurandir don ruã

    -

    11/04/2011 às 13:40

    Se o Islam proíbe esse tipo de atos avisa então pro sheik Jihad Hassan que vai faltar muçulmano no mundo.
    Os palestinos, sudaneses, paquistaneses, chechenos, libaneses, indonésios sã todos budistas pelo jeito.

  109. TOLEDO

    -

    11/04/2011 às 13:39

    Quatro dias após o massacre em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, um ex-aluno de uma escola municipal de Campos dos Goytacazes, no norte do Estado, ameaçou atirar em estudantes e na diretora da instituição. Segundo a Polícia Militar, uma viatura da corporação foi enviada à Escola Municipal Fernando de Andrade, no distrito de Guarus, para atender à ocorrência. Aqui => http://migre.me/4dWqj

  110. snitram

    -

    11/04/2011 às 13:38

    O governo tem que acordar para o fato de que está brincando com fogo. Teremos aqui dois eventos internacionais, copa e olimpíada, em que equipes de países que foram e são tradicionais alvos do terrorismo islâmico estarão no Brasil. E nem temos uma lei contra o terrorismo. Esta é a discussão que deveria advir do funesto episódio em Realengo, ALÉM DA MAIOR SEGURANÇA NAS ESCOLAS. Não o papo besta do desarmamento.

  111. Cris Azevedo

    -

    11/04/2011 às 13:31

    Olhei a reportagem agora, Rei. Certo, ele poderia até saber escrever. Mas, então, quem o avaliou na escola era uma anta de rodinhas?!
    Tem alguma coisa errada.

  112. Amadeu

    -

    11/04/2011 às 13:29

    Vamos nos perguntar:A keda do avião q saiu do Rio de Janeiro até Paris não teve uma explicação convicente,a marinha Americana só achou os destroços depois q saiu a sentença na França,devemos acreditar nas explicações mais faceis?(estranho como a França esta decidida nessas lutas em países islamicos)
    Esse crime do Rio todas explicações terminam em ” o menino é louco” mais,os terroristas recrutarião alguem com uma vida normal com familia estabilizada e com o juízo no lugar?
    E pessoalmente eu acho q se o islamismo esta ligado a esses crimes bárbaros nós do ocidente temos q reagir,não temos q ficar reféns desses canalhas!

  113. berlatto

    -

    11/04/2011 às 13:29

    Reinaldo, agora vou me gabar. Citei, acho que foi em 2009 ou 2010 o trecho do poema de Gregório de Matos para demonstrar quão perdulário era o governo Lula. Só hoje tive oportunidade de ler seu post do domingo. Brilhante como sempre.
    Hehehe!, aqui aprendo, aqui me informo. Abs.
    Ps: Tio Rei, acho que você é reencarnação do Boca do Inferno ou Boca de Brasa (no bom sentido) como era conhecido Gregório de Matos. Ah!, mas, acho mesmo que você é a reencarnação de Giordano Bruno. Como sempre está à frente de seu tempo.

  114. Raquel

    -

    11/04/2011 às 13:28

    Rei

    Fiquei impressionada com o fato de que, na semana da tragédia, saiu a matéria na Veja sobre terrorismo. Tb percebi que apenas sites não famosos davam destaque a esse ponto. Pensei que podia ser algo impreciso, mas achava que as coincidências mereciam ao menos investigação. O assunto estava sendo retido? Agora acho bom que isso venha à tona.

  115. Cris Azevedo

    -

    11/04/2011 às 13:26

    Tem um detalhe me intrigando. O rapaz, segundo as notas da escola, tinha muita dificuldade para aprender o básico e necessitava do acompanhamento constante dos professores para realizar as tarefas. Estava bem atrasado. Por sua assinatura nas cartas que deixou, percebe-se que ele não tinha a menor intimidade com a pena. Dá para afirmar que ele, pela letra, era semi analfabeto.
    Então, como ele escreve tão direitinho?! Ele redige melhor que muita gente!
    “O nome não combina com a pessoa”

  116. Davis

    -

    11/04/2011 às 13:25

    retificação: cristãs

  117. Henrique

    -

    11/04/2011 às 13:23

    Reinaldo, viu a nova do Sarney? Parece que quer anular o resultado do Referendo de 2005. Políticos oportunistas usando a comoção popular em benefício próprio. São nocivos ao país e ainda acham que a população lhes deve alguma coisa. Será que algum dia essa gente ainda vai entender que o melhor que pode fazer pela população é se retirar da vida pública? Pena que grande parte da população leve tão a sério novela e futebol por exemplo, e não se interesse nada por política. Te leio diariamente desde Primeira Leitura e peço a Deus que te dê muita saúde porque a jornada é longa e o País está carente de pessoas como você, que têm coerência, e o mais importante, sabem transmitir com clareza o que pensam.

  118. Aprendiz de Lógico

    -

    11/04/2011 às 13:21

    Segundo ele nos manuscritos, o seu afastamento do grupo islâmico se deu porque quis levar uma mulher para o grupo sem a permissão dos demais integrantes. Se isso for verdade, seria bom procurar saber a identidade da tal mulher.

  119. Elson Farias

    -

    11/04/2011 às 13:14

    O OLIVIER tem toda e total razão,a onde esse verme tinha dinheiro para comprar todos os dias uma duzia de ovos e um refrigerante,incrivel mesmo que essa fosse a sua unica fonte de alimentação,tinha que ter dinheiro,o maldito tinha banda larga,para isso tem quer ter dinheiro…ele avia perdido o emprego ou melhor se demitido a 08 meses,sem indenização,de familia pobre,quem o financiava,comprou 02 armas,muita munição,e carregadores especiais,onde conseguiu tudo isso,quem o financiou? ou ele assaltava para isso? não creio que o maldito era pacato,no Brasil temos a cultura de esquecer fatos,que todo morto vira santo,que erros são erros que todos erramos,que todo velho è bonzinho,e esquecemos que bandidos e bandidas também envelhecem,e que velhos bonzinhos,são os que foram bandidos,ou são bandidos envelhecidos,essa é a nossa cultura,claro que não se deve levar ao pé da letra e sim ficarmos atentos…casos como esses abalaram o mundo por ocorrerem no primeiro mundo,mais caso o poder público não aja e reaja estaremos a mecer dessa escoria para outros episódios que poderemos evitar…

  120. Luiz Fernando

    -

    11/04/2011 às 13:08

    Reinaldo você tem toda a razão.Entretanto será possível acreditar que a polícia vai investigar essa ligação?Se investigar, vai divulgar o resultado?Acho difícil.Temo e muito, a ligação desses grupos terroristas com as facções do crime organizado.

  121. Beto gaúcho

    -

    11/04/2011 às 13:08

    Reinaldo, um pequeno off: Laurent Gbagbo foi rendido e entregue ao pessoal de Alassane Ouattara.
    http://veja.abril.com.br/noticia/internacional/gbagbo-e-detido-por-forcas-francesas-na-costa-do-marfim
    Notícia ainda não confirmada pela França.

  122. CW

    -

    11/04/2011 às 13:03

    Segunda surata do Alcorão verso 191:
    “Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque o intriga é mais grave que o HOMICÌDIO. Não combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada,a menos que os ataquem. Mas, se aí vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.”

  123. fmarynunes

    -

    11/04/2011 às 13:01

    Quaker,
    amo seus comentarios e a AVEIA tambem.

  124. Elson Farias

    -

    11/04/2011 às 12:52

    É muito triste esse fato,que chocou a todos nós brasileiros,independente de raça,religião,ou opção sexual,e principalmente idade,tenho uma filha única da idade dessas crianças que foram executadas por esse maldito,sabe doi muito,saber que deixamos nossos filhos a mecer desse tipo escoria humana,onde jamais imaginamos tal episodio em uma escola,a minha filha assim como eu a minha esposa,esta chocada,embora estude em um bom colégio particular onde não quer dizer nada perante a situação…mais doi muito saber,que se pode entrar facilmente em uma instituição de ensino,seja estadual,ou municipal,seja lá no Rio ou aqui em SP,muito triste,e o que me deixa muito intrigado é isso a facilidade,entrou,falou com alguem da Diretoria do Colegio que iria dar uma palestra,ela pediu para ele esperar,e pronto esqueceu dele,assim tambem como a professora ou professor do colegio,como alguem dispara contra seus alunos e você assisti,não vi a professora que lá estava presente sem um arranhão,não a culpo,mais esperava que ela agisse de alguma forma,jogasse uma carteira,agarra-se ao animal,pela própria sobrevivencia,talvel eu esteja errado,muito errado em pensar assim,mais os meus ninguem toca,não sou rico,mais trabalho de dia e de noite para ter a minha filha em um bom colegio,mais isso não quer dizer nada,pois ninguem é igual a ninguem,nem tem as mesmas oportunidades na vida,sou inimigo numero um do serviço público,tudo é muito burocrático,lento e corruputivel,e 70% dos funcionários publicos,sejam em que esferam trabalhem,atenden a população com desprezo,sem a devida atenção,se a diretora ou seja lá quem atendeu o assasino,desse atenção ao fato do marginal dizer que ia da uma palestra,onde não averia alguma planejada,agisse como deveria isso não ocorreia da fora que aconteceu.
    A culpa real disso tudo é do próprio estado,do municipio e principalmente dos funcionários da direção e segurança do colégio…atenciosamente Elson Farias de São Paulo…um brasileiro decepcionado.

  125. Emerson

    -

    11/04/2011 às 12:41

    REINALDOXXX

  126. ovs

    -

    11/04/2011 às 12:36

    Meu nobre Reinaldo.
    Acreditamos a atual situação no universo se divide em duas partes destintas que são:
    1) – Cumprimento da Palavra verdadeira e é para glorificar a Deus, pois o povo estão amando as coisas deste mundo mais doque a Deus e Ele diariamente avisa a todos nós e é dificil de entender porque é pela fé; e
    2 – A causa está em nossos gevernantes, pois dão péssimos exemplos e só para se ter uma idéia é só examinar um livro da Bíblia chamado Miquéias cap. 2.10. Será que tudo que Deus deixou registrado não está acontecendo hoje? Sinceramente não temos dúvidas. Um forte abraço.

  127. Revoltado

    -

    11/04/2011 às 12:30

    Pode sim ser um atentado terrorista por vingança contra o recente voto do Brasil na ONU e alerta de que não estamos imunes. Pelos indícios até agora publicados, seria uma estupidez não investigar o elo com o terrorismo islâmico, a menos que seja uma estranha ordem superior e nesse caso, deveria ser denunciada.

  128. Lopes

    -

    11/04/2011 às 12:30

    Nunca votarei nele mas eh bom investigar o Aecio Neves!

  129. Quaker

    -

    11/04/2011 às 12:29

    GOSTARIA DE SABER QUAL ADESTRADOR ESTÁ ADESTRANDO TÃO BEM A MÍDIA GLOBAL.QUERO ESTES SERVIÇOS PARA AMESTRAR O LEÃO
    DA RECEITA FEDERAL.

  130. Francisco T

    -

    11/04/2011 às 12:26

    Juntando tudo: treinamento em armas do assassino + islamismo radical que o petismo criou no Brasil + testemunho da irmã + os escritos sobre o “Abdul” e “o grupo” + queima dos computadores, na minha humilde opinião, a probabilidade de que o terrorismo islâmico não tenha nada, nada mesmo, a ver com o atentado, é perto de zero.

  131. Quaker

    -

    11/04/2011 às 12:26

    PORQUE RODRIGO O PALPITEIRO DA GLOBO NÃO DIZ:É SERIA BOM INVESTIGAR SE TEM ALGUMA LIGAÇÃO COM O TERRORISMO ISLÂMICO QUE ESTÁ PRESENTE NO BRASIL.AÍ RODRIGO SE FOR FEITO UMA INVESTIGAÇÃO CONFIÁVEL,AGENTE ACREDITA ENTRE
    ASPAS TÁ!…

  132. ivanor

    -

    11/04/2011 às 12:26

    No lo creo, pero que los hay, hay.

  133. Quaker

    -

    11/04/2011 às 12:24

    PARA A GLOBO,RODRIGO FALOU TÁ FALADO.
    SE ELE É TÃO BOM, QUE VOLTE PARA A POLÍCIA OU VÁ SER SECRETÁRIO DE SEGURÂNÇA.
    O DIREITO DELE ACHAR UMA COISA,TEMOS NÓS DE ACHARMOS OUTRA.RODRIGO DÊ UM TIME PLS!GLOBO MENOS TÁ?

  134. Bruna

    -

    11/04/2011 às 12:15

    Realmente a culpa só foi dele,as circunstancias da vida,os mal tratos sofridos na escola,quando enfiaram a cabeça dele no vaso e deram descarga,quando o humilhavam gratuitamente,a ponto de deixa-lo cada vez mais admirador dos animais e odioso as demais pessoas.Todos queremoos o bem,com ele não foi diferente,mas alguma coisa foi acontecendo no meio do caminho e aquele menino sem pai, sem mãe,sem amigos,se transformou naquilo que se transformou.E a culpa é de quem?Sei que aqueles que depredaram a casa que ele morava,aqueles cujo seus irmãos adotivos precisam se esconder também são criminosos.Ou eles teem razão?

  135. Alex

    -

    11/04/2011 às 12:12

    Tem que ser investigada esta ligacao com o extremismo islamico! Existem celulas de terroristas islamicos no Brasil, isto eh um fato comprovado. Eh obrigacao das autoridades investigar todas as pistas – sem essa de descartar um fato sem antes investiga-lo em profundidade.

  136. LMarques

    -

    11/04/2011 às 12:06

    Rei,
    E aquela carta apresentada pela polícia como sendo do Wellington, vc acredita que seja mesmo dele ? Eu penso que a estratégia « apaga a mancha de baton na cueca » começo a ser executada imediatamente após o atentado.

  137. josé benedito tintori

    -

    11/04/2011 às 12:01

    O caso é muito complicado e dá mil interpretações. O maior fator risco, que não pode ser desprezado é a de raízes com terrorismo islâmico operando no Brasil. Como afirma à VEJA que entra e sai do nosso país quando quer, Convém que se fique alerta.

  138. Marcelo Poa

    -

    11/04/2011 às 11:59

    A questão não é declarar o assassino cristão, muçulmano,protestante ou ateu. A questão é verificar se alguém ou algum grupo influenciou decisivamente a cabeça perturbada do assassino(teriamos uma autoria intelectual para o crime). Fragmentos dessa possível influencia foram relatados nos manuscritos do assassino. é necessário investigar se essa influencia é real ou parte do delírio de um mentecapto. Agora, rotular o assassino como crente dessa ou daquela religião não leva a lugar nenhum.

  139. Jacob Samuelson

    -

    11/04/2011 às 11:59

    Reinaldo, após o atentado de 11 de setembro de 2001, muitos psicopatas, carentes e frustrados converteram-se ao islamismo. Aqui no Brasil, o maior terrorista do mundo é reverenciado e idolatrado. Esta foto mostra claramente até onde a imbecilidade irracional de nossos políticos é capaz de chegar.
    http://www.blogdocoelho.com.br/redimensiona.php?imagem=admin/noticias/18-03-2011_21_35_56_.jpg&largura=680&altura=680

  140. Anónimo

    -

    11/04/2011 às 11:58

    Reinaldo, você ~e se esqueceu de citar a fala do delegado responsável pelas investigações, que declarou não achar necessário investigar esta possível ligação.
    Bom, eu não sei você, e tomara que eu esteja errado, mas acho que esta Copa do Mundo e esta Olimpíada serão “explosivas”, se é que você ~e me entende.
    A entrevista com o delegado preguiçosos está gravada. Quero ver a cara deste senhor daqui a três anos.

  141. Pedro Luiz

    -

    11/04/2011 às 11:52

    Fazer guerra ao terrorimo a partir de uma pessoa doente?essa acho que nem Bush embarcava.

  142. Mauro Leonardo Calixto da Cruz

    -

    11/04/2011 às 11:49

    Na rotina de um despertador, um homem aprende a reprimir sua dor. Os olhares de todos, as vozes, ninguém sabe nada de nada. Ninguém quer te explicar. Se és gordo, magro, se cruza os olhos ou se olha de lado, se não tens uma mão ou se anda mancando, ninguém se interessa. Você vai ser o balofo, palito, vesgo, quatro olhos, ou seja lá o que. Teu nome figurará a bizarrice que saciará a cede de toda uma multidão de desamparados que só querem descontar no mundo um pouco de suas mágoas, suas perguntas não respondidas. No mundo dos homens, chama-se “descontração” valer-se da lei animal de sobreposição do coletivo em razão de uma desvantagem que o fraco detém.
    Assim se consolida toda a distorção. A existência, a ciência, o afeto, o social, tudo vai perdendo a razão. A vida daquele se resume a desilusão. O preço? Não tem custo. É um ponto só e tudo vira novo. O ponto da virada não põe mais nada a perder. E ninguém vê o monstro se formando. Ninguém vê a fera treinando. Todo mundo pensa em tudo, e esquece de todo o resto. Enquanto todos caminham, trabalham, estudam, ganham dinheiro, executando tudo o que já foi pensado, pouca gente para pra pensar na gente, e isso compromete o resto inteiro.

    Na carga horária? Têm ciências, biologia, matemática, física, “por que o menino tem que compreender”. Sua razão social se perde, portanto, na falta de filosofia, sociologia, arte, musica, esporte, naquilo que traria à tona a fraqueza que é ser humano, resumida em simplesmente ser impotente, viver sem poder saber a razão. Seria então a intensificação do treinamento das lições do ser enquanto partícula de uma sociedade indissolvível. Se esqueceram de dar a gente a razão de ser gente, de ter gentileza.
    Aí o destino põe-se nas mãos de um imprevisto futuro. De um ciclo social, em um momento desigual, que se forma de maneira aleatória, disposto a expor algumas diversas situações que possibilitem as recuperações que nosso patrocínio não foi capaz de executar. Mas quando não, revolver, metralhadora, ou até mesmo um avião resolve o desamparo dessa civilização que ainda não repensou em como se tratar.

    Desesperados, tem gente querendo desarmar, acabar com as pedras, mesas, cadeiras, madeira… Enfim, tem gente que só pensa besteira, produto de uma costumeira preguiça de pensar.

    Quem matou Leviatã foi Behemoth, monstro de semelhança e de igual aberração. As diferenças? Apenas o propósito. Um foi feito para destruir, outro para destruir aquele que desconstrói. Portanto, assim como fomos capazes de criar nas nossas interações sociais um modelo altamente destrutivo de convivência, devemos recriar nossos modelos de consolidação das nossas bases culturais criando um monstro capaz de tornar as explosões atômicas de hoje apenas lembranças, afastadas da figuração de ameaça às nossas futuras gerações.

    Sensibilidade é a razão, a resposta. E a execução dos meios que justifiquem esse fim é a única solução capaz de trazer a salvação para essa nova potencialidade nuclear que se cria no cerne mental de cada partícula da nossa civilização.

    Fico com medo das proporções que a nossa genética irracional tem alcançado. Temo demais a ignorância. É por isso que peço perdão por todas as minhas burrices, faço promessas de novos tempos, busco teorias de dias melhores e tento treinar para não mais errar, para não mais ser culpado por ninguém morrer ou se machucar.
    Acho que tem que mudar. Todos tem que mudar.

    Ass. Mauro Leonardo Calixto da Cruz

  143. Eduardo

    -

    11/04/2011 às 11:46

    Reinaldo,

    Por que você alerta sobre isso? No Brasil não se investiga TUDO?

    Cheguei agora de Plutão, mas me lembro do escândalo de uma tal Erenice que meteu a mão na grana do povo e empregou toda a familiada em cargos públicos, não públicos, desavergonhados! Mas Mesmo ela sendo amiga da presidente acredito que o processo de acusação da suposta meliante esteja em curso.

  144. Sandra

    -

    11/04/2011 às 11:43

    É preciso saber se há mais loucos nesta história, mas não os considero legítimos representantes de nenhuma religião ou falta delas.

  145. Filipe

    -

    11/04/2011 às 11:41

    É importante lembrar que os muçulmanos acreditam em Jesus como um profeta e que Ele virá novamente.
    (http://www.islam.org.br/jesus_no_islam.htm)

  146. Karin

    -

    11/04/2011 às 11:41

    A esquizofrenia é coisa séria.
    O abdul e o Filip podem ser vozes que ele ouvia
    Tenho uma pessoa esquizofrenica na famlia, e , sem a medicação ela se torna religiosamente perigosa.
    Acredita que tem o dever de reescrever a biblia para que os católicos a compreendam.
    Passou a vida pulando de crença religiosa em crença religiosa, pois Deus não lhe dava as respostas que ela queria ouvir.
    Queimou todas
    as biblias da casa dizendo que estava fazendo o holocausto da religião cristã a mando de Maria .
    Estas pessoas são realmente um alvo facil de terroristas interessados em aprontar alguma.
    o problema é que as vozes é que os dirigem em primeiro lugar, e eles se tornam balas perdidas humanas.

  147. Juvencio

    -

    11/04/2011 às 11:33

    A mídia amestrada está fazendo de tudo para sepultar esse aspecto , com medo de que ele possa respingar no amigo do Amadinejad!

  148. Anónimo

    -

    11/04/2011 às 11:30

    Já se sabe o resultado das investigações nesse caso, concluirão apenas pela urgente necessidade de proibir armas de fogo no país, desconsiderando o recente resultado do plebiscito sobre desarmamento em 2005.
    Os petralhas e a Globo nunca desistirão desse ideia!

  149. Laudelino Marcos Silva

    -

    11/04/2011 às 11:20

    Tio Rei, o Armínio Fraga publicou uma ótima análise sobre o sinuca-de-bico do Guido “Fraquinho” Mantega. Está em O Globo de sábado. Este é o link:
    http://oglobo.globo.com/economia/mat/2011/04/09/artigo-brasil-na-encruzilhada-924199678.asp

  150. Oliver

    -

    11/04/2011 às 11:17

    REINALDO
    Oferecer uma “causa” para os famélicos é o traço que une as religiões neo evangélicas, os fast foods da fé, os PeTezes com seus tentáculos socialistas e os fundamentalistas islâmicos de todas as bombas e aviões. Nem é necessário um contato físico para que se dê tal empatia, mas concordo com você que aos atuais governos não terão o menor interesse em comprová-la, por motivos óbvios. Outra dúvida que paira no ar, desde que começaram a pipocar os perfis do assassino de Realengo é: Quem paga a conta ? O cara teve um empreguinho besta e pediu demissão, o que não lhe daria direito a nenhum benefício trabalhista. Morava sozinho e, mesmo comendo ovo, deveria ter gastos para manter uma casa e sua conexão de internet. Preocupou-se com os destinos de sua herança. Tinha barbeiro, luxo que eu mesmo não tenho. Sabia onde comprar uma arma ilegal e teve tempo para aprender a manejá-la. Encerrar questão dizendo que o maluco aprendeu tudo o que sabia na internet é simplista e equivocado. É óbvio que, quando a polícia sobe o morro e beneficia todos aqueles bandidos com uma rota de fuga, a sociedade está aplaudindo uma solução estúpida, negociada e que vai trazer consequências desastrosas em curto prazo, pois todos aqueles milicianos armados precisarão encontrar um novo emprego para dar vazão aos seus instintos assassinos, vendendo armas, dando curso de homens-bomba para esquizofrênicos e explodindo caixas eletrônicos país afora. Houve um pequeno aumento da criminalidade no interior de S. Paulo e no Espírito Santo. Alguém tem dúvida da relação deste fato com a fuga de toda aquela gente no Rio ? Fala sério.

  151. sheila lima

    -

    11/04/2011 às 11:15

    Na frase “todo boato tem um fundo de verdade”,Na psicose resulta positiva pois, no alto do delírio do sujeito, a pessoa vai investigar e sempre há um pedaço de realidade.Portanto ,concordo com as colocações do Reinaldo e a polícia deve investigar a fundo se há ramificações do terrorismo no Brasil.É bom lembrar que teremos um copa do mundo e um mundial e um planejamento deles para estas datas é possível.

  152. Gabriel

    -

    11/04/2011 às 11:15

    Prezado Reinaldo:
    sugestão a título de colaboração: a análise do último artigo do Noam Chomsky publicado no New York Times, sobre os distúrbios no mundo árabe.
    Abraço
    Gabriel Pintaude
    Poa/RS

  153. Quaker

    -

    11/04/2011 às 11:13

    Tem que vigiar esta mesquita no Rio de Janeiro e trocar urgentemente o nome da cidade de Mesquita na baixada fluminense.Logo logo veremos gente de joelhos adorando maomé.Lula já tem seu álcool.Falta o corão no lombo dele.

  154. Homem Sábio

    -

    11/04/2011 às 11:12

    NUNCA, Reinaldo, NUNCA um islâmico faz referências sobre Jesus, principalmente em relação à Sua Divindade. Quanto mais sobre a sua volta.
    Ele não era muçulmano, não era cristão.
    Era um louco, e ponto final.

  155. Gedeão

    -

    11/04/2011 às 11:12

    É isso aí prezado Reinaldo, a vertente do fanatismo religioso e do terrorismo tem que ser investigada. É uma linha que se distingue porque é de caráter objetivo e a polícia não precisa de nenhum CSI pra levá-la adiante. Também a análise psicológica da personalidade do assassino merece um tratamento apurado, mas logicamente é uma questão que se coloca em segundo plano. Quanto a proibição do porte de armas conforme quer o Ministro Cardozinho, essa questão político/ideológica você já desmontou nos seus artigos mais recentes e também naqueles mais pretéritos.
    Mais uma vez receba o apreço do seu leitor assiduo.

  156. carlos

    -

    11/04/2011 às 11:10

    Há mais diferenças do que semelhanças entre um homem bomba no Paquistão e um esquizofrênico que mata crianças em uma escola do Rio. O homem bomba foi adestrado, convertido, convencido. É um trabalho de fanatização lento e progressivo que funciona com pessoas sem perspectiva e de QI bem baixo.
    O esquizofrênico é um doente que não distingue o ral do imaginário. Ouve vozes e vê coisas que não existem. Facilmente associa elementos religiosos aos seus delírios. Experiências transcedentais estão fequentemente ligadas à doença mental – se vc fala com Deus, vc está rezando; se Deus fala com vc, vc está enlouquecendo.
    As organizações terroristas de qualquer religião, seita ou ideologia costumam ser lideradas por psicopatas (osama, Chê, p.e.), mas não recrutam psicóticos.
    O problema do massacre do Rio está, infelismente, ligado às carências da saúde pública na área da saúde mental.

  157. Paulo Toshiharu Watanabe

    -

    11/04/2011 às 11:05

    Entre maio/1991 a julho/1993, estava no Japão como “dekassegui” para poder pagar as contas, afinal tinha que bancar 3 filhas em idade escolar.
    Entre nov/2008 a jan/2010, voltei ao Japão, para deixar menos “vermelho” o cheque especial e zerar os cartões de créditos.
    Na primeira vez, chamou-me a atenção a quantidade de iranianos competindo comigo, uma vaga no “chão da fábrica”. Nos fins de semana tinha mais iranianos que japonênese no Jardim de Ueno (Toquio).
    Já na segunda vez, só alguns “gatos pingados”, adestrados à cultura nipônica. Trabalhei com 1 iraniano, 1 turco, 2 líbios e 1 marroquino.
    “Speakando”, “parlando”, “japanando” e “falando com as mãos” deu a entender que o Japão começou a dificultar os vistos de entrada, já em meados dos anos 90,e, que se sentiam “vigiados”. Mas não culpavam o Govêrno Japonês. Criticavam o “fanatismo dos respectivos patrícios”.

  158. Aprendiz de Lógico

    -

    11/04/2011 às 11:04

    Penso como você, Reinaldo. Ele deve ter conhecido algum grupo pela internet e passado a frequentar suas reuniões. Mas também não acho que o atentado praticado tenha partido de um grupo. Aliás, ele mesmo menciona ter-se afastado do grupo por desentendimento com seus membros.

  159. Titônio

    -

    11/04/2011 às 11:04

    Só pra pensar um pouco. Será que Welington não estava sendo preparado para outra coisa, como um atentado durante a passagem de Obama pelo Rio de Janeiro, e então seu desentendimento com o “grupo” atrapalhou tudo e, posteriormente, por causa de sua mente pertubada e com remorso por não ter relizado aquilo que colocavam em sua cabeça como sendo a vontade de Alá, fez com que ele mesmo planejasse e realizasse aquilo que, segundo sua mente pertubada, o redimiria perante Alá? Isso seria plausível, afinal o que os terroristas islâmicos fazem é aliciar jovens de mente fraca ou pertubadas e convencê-los a realizar missões suicidas. Essa forma de recrutamento feita pelos terroristas é detalhadamente mostrada no filme “Segredos de Estado – Secrets of State” (http://www.cdpoint.com.br/DVD/GERARD-LANVIN—VAHINA-GIOCANTE—NICOLAS-DUVAUCHE-SEGREDO-DE-ESTADO—SECRETS-OF-STATE-2008-PHILI+++7898920253018-2-2-N-309.html) onde um jovem de mente pertubada e desvinculado socialmente, bem parecido com o caso do Welington, é contatado por dois recrutadores islâmicos, que o envolvem com seu fundamentalismo, depois de estudá-lo por um tempo, e na seqüência vão fazendo com que ele mesmo passe a desejar o sacrifício por “Alá” contra os impuros. O filme é muito bom. Me lembrei do filme porque em uma cena, quando o pertubado é contatado pelos recrutadores, ele fica muito contente por encontrar pessoas que o entendem e gostam dele e, posteriormente, comenta que foi Alá quem os enviou a seu encontro (como o nosso pertubado escreveu).

  160. Rodesiludido

    -

    11/04/2011 às 11:03

    Acredito que uma coisa é certa: os terroristas islâmicos devem estar estudadando todas as possibilidades de surpreender os EUA e o mundo judaico de todas as formas possíveis e os próximos ataques serão onde menos se espera e alguém duvida que terroristas tupiniquins não poderiam ser os ideais por aquí?

  161. Vigilante da Democracia

    -

    11/04/2011 às 11:03

    Prezado Reinaldo
    Se formos usar o racicício primitivo que é usdado pelos esquerdopatas para analisar estes fatos podemos concluir de imediato que é preciso proibir a religião Islâmica para evitar assassinatos em massa. A razão primeira por trás das armas que leva ao impulso de puxar o gatilho seria a religião.Que tal?
    Lógica neles.

  162. Grace Olsson

    -

    11/04/2011 às 11:02

    Reinaldo,

    estamos entrando num beco sem saída. O islamismo fundamentalista está avancando e tem que ser detido. Aqui, na Suécia, vc nao pode sair nas ruas, Reinaldo. Sao tantos, mas tantos islâmicos, que nao sabemos o que fazer. Já ocorreu de tudo, na cidade em que moro. Um rapaz islamico matou a namorada que achava está grávida. na cabeca do rapaz, Reinaldo, nao entrava a idéia de conviver com uma impura.
    A policia, até hoje, nao ver justificativa, além disso. E tem mais: esses fundamentalistas estao em todo a parte. Eu tenho duas amigas, iraquianas e viúvas que sao, o tempo todo, vigiadas…Pelos outros iraquianos. A razao? Segundo elaS, se elaS tentAREM um outro casamento, vao está desrespeitando os…”morto”. Segundo uma das duas, uma ex-professora da Universidade de Bagdá, nao tem como justificar os atos dos fundamentalistas. “Foge a qualquer realidade, Grace” foi o que ela me disse quando eu traduzi a matéria sobre o rapaz no Rio.
    Outro dia, um fundamentalista matoua própria filha por que essa estava se relacionando com um sueco.Tem tantas, mas tantas barbaridades nesse meio que NÓS NAO TEMOS COMO ACHAR EXPLICACAO PLAUSÍVEL. A POLICIA BRASILEIRA TEM QUE IR FUNDO E VER SE ERA DELÍRIO DESSE RAPAZ OU ELE FOI INCENTIVADO A TAL ATO.

  163. Claudio Malagrino

    -

    11/04/2011 às 11:00

    Chama a atenção o fato de o rapaz ser uma pessoa inteligente e bem articulada. Seu uso da linguagem está acima da média.

  164. Fernando Couto

    -

    11/04/2011 às 10:59

    Com certeza deve-se investigar a relação entre o insano e o terrorismo, mas creio que deve-se abrir com ênfase as discussões sobre Bullying e os video games de violência que desvirtuam a juventude e banalizam o ato de matar ou morrer. Numa mente desequilibrada, estes dois elementos servem como uma pólvora para desencadear um ímpeto de crueldade.

  165. Grace Olsson

    -

    11/04/2011 às 10:59

    Reinaldo,

    estamos entrando num beco sem saída. O islamismo fundamentalista está avancando e tem que ser detido. Aqui, na Suécia, vc nao pode sair nas ruas, Reinaldo. Sao tantos, mas tantos islâmicos, que nao sabemos o que fazer. Já ocorreu de tudo, na cidade em que moro. Um rapaz islamico matou a namorada que achava está grávida. na cabeca do rapaz, Reinaldo, nao entrava a idéia de conviver com uma impura.
    A policia, até hoje, nao ver justificativa, além disso. E tem mais: esses fundamentalistas estao em todo a parte. Eu tenho duas amigas, iraquianas e viúvas que sao, o tempo todo, vigiadas…Pelos outros iraquianos. A razao? Segundo ela, se ela tentou um outro casamento, vai está desrespeitando o…”morto”. Segundo ela, uma ex-professora da Unievrsidade de bagdá, nao tem como justificar os atos dos fundamentalistas. “Foge a qualquer realidade, Grace” foi o que ela me disse quando eu traduzi a matéria sobre o rapaz no Rio.

  166. Giovanni

    -

    11/04/2011 às 10:55

    Prezados Don Rei Naldo e demais comentaristas:
    Em tudo isso que está sendo investigado e esmiuçado, noto que o mais importante elemento causador da tragédia está sendo relegado ao “esquecimento”: A INSATISFAÇÃO SEXUAL do assassino.
    Essa bomba relógio foi sendo armada ao longo dos anos, e detonou quando os hormônios não puderam ser controlados pela mente, já adoentada pelas querelas religiosas, e pela incapacidade de se aproximar das virgens que ele quis eliminar, principalmente.
    O restante das “causas” são apenas veículos que o conduziram ao estágio final.
    Mas isso, no Brasil libertário ( ou seria libertinário ) de hoje, não interessa a ninguém.

  167. ivan

    -

    11/04/2011 às 10:53

    vamos policia nos prova a verdade,nao falem mentira so pra agradar os goveranantes.Este caso ,so pode ser ter sido influenciado por extremista.pela mente dele ele nao faria isto.foi influenciado concerteza.tud leva a crer que foi planejado e nao foi sozinho.ta claro .o brasill precisa de uma resposta.Isto nao pode acabar em pizza denovo.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  168. Tuco

    -

    11/04/2011 às 10:51

    .

    Emmanuel – 11/04/2011 às 10:02
    Viram só, que preciosidade?
    O próximo alvo serão as mulheres – as quais
    deverão entregar seus brinquedinhos de prazer…

    .

  169. Fabio

    -

    11/04/2011 às 10:50

    Boas. olha tá na cara que esse sujeito foi aliciado só não vê quem não quer.

    “Tenho certeza que foi o meu pai quem os mandou aqui no Brasil. Ele reconheceu o Abdul e mandou que ele viesse com os outros precisamente ao Rio, porque quando eu os conheci e revelei “tudo” a eles eu fui “muito” bem recebido e houve uma grande comemoração”

  170. Anônimo

    -

    11/04/2011 às 10:46

    A depender a “polícia inteligente” do Rio de Janeiro e mais um pouco vão dizer que ele estava de fato fazendo uma palestra no colégio e o verdadeiro assassino fugiu. No Rio nada do governo tem credibilidade, tudo é mentira , fanatasioso. Pobre de quem acredita nesse governo do Rio.

  171. Anónimo

    -

    11/04/2011 às 10:45

    Caro Rei,
    Protestante da velha escola eu gosto de ler e ouvir Cortese. Mas no caso de Wellington, Cortese está enganado. Testemunhas de Jeová tem abandonada a religião para integrarem confissões cristãs tradicionais. E quando abandonam a religião ocorre a excomunhão, entre eles de chamada “desassociação”, cujo rigor, e, na minha opinião, completamente destituída do espírito cristão. Leia-se a respeito no seguinte endereço: http://www.google.com.br/#hl=pt-BR&source=hp&biw=1067&bih=537&q=desassocia%C3%A7%C3%A3o+testemunhas+de+jeov%C3%A1&aq=3&aqi=g4&aql=&oq=desassocia%C3%A7&fp=2d2dd1485dd97444. Além disso, a influência e crescimento do Islã no Brasil podem ser vistos por meio de uma reportagem da revista Época, cujo endereço é o seguinte: http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI25342-15228,00-ISLA+CRESCE+NA+PERIFERIA+DAS+CIDADES+DO+BRASIL.html.
    As leituras sugeridas levam-me a crer que realmente é preciso investigar!

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  172. ivan

    -

    11/04/2011 às 10:41

    gente num mundo globalizado as ideias sao transportadas com facilidade tanto boas como ruins,entao e possivel sim ele rapz ter sido influenciado,a policia federal,interpol tem que investigar isso sim.
    BRASIL PARE DE SER INOCENTE,PRINCIPALMENTE QUE TEREMOS A COPA AQUI,ENTAO ANTES QUE ACONTECA UM TRAGEDIA AQUI NO BRASIL,AUTORIDADES,MIDIA.Nao vamos ver como um maluco isolado e sim como um celula se criando ai.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  173. Anônimo

    -

    11/04/2011 às 10:39

    O islamismo se confunde com o estado. O islamismo não se contenta somente com a esfera religiosa. Por isso todo seu discurso é centrado na ideologia e no ódio ao “diferente”. Crianças têm lavagem cerebral profunda de horror ao ocidente e as outras religiões que para eles a encarnação de Satã. Daí a indústria permanete de homens-bomba. Acho bom a sociedade ocidental entender que a guerra existe e já foi detonada há muito tempo. O problema não é para psicólogos e antropólogos. O problema é de exército e bombas!

  174. Mário Jr

    -

    11/04/2011 às 10:38

    Qual o sentido de descartar uma linha de investigação? Atentado no Rio de Janeiro? Copa, Olimpiadas: visibilidade, turma do quanto pior, melhor. Com quem o rapaz aprendeu a atirar? Apenas um louco isolado? Não houve um bom tempo planejando? O mundo tá dormindo, literalmente. Olhem o que está acontecendo na África. A turma do politicamente correto, inibe que se fale abertamente destes assuntos: não pode. É discrimanação, segundo eles. Pensem: homens-bomba, Jihad (Guerra Santa), mártires, impuros, infiéis, matar. Aonde você acha que você está encaixado nestas classificações? Proibir que se fale em algum assunto não resolve o assunto.

  175. Leitor

    -

    11/04/2011 às 10:37

    Tudo deve ser investigado em um caso em que a complexidade invade o campo do insolúvel, é preciso saber tudo que for possível. E nesse caso o óbvio merece alguma consideração: uma mente gravemente perturbada e o bullying sofrido na mesma escola parecem peças articuladas de uma bomba relógio. A tendência a achar que o mostruoso só pode surgir entre nós pelas vias do que a nós se configura como exterior, estrangeiro, heterodoxo, exógeno; essa é uma tendência compreensível nos momentos pós-trauma. Uma tendência que mais nos proteje quanto menos nos esclarece sobre o que somos e pouco nos informa sobre o que pretendemos ser.

  176. MAS ELES ENTREGARÃO AS BOMBAS PACIFICAMENTE

    -

    11/04/2011 às 10:37

    Em sendo assim , Rei , é de se esperar que eles entreguem pacificamentew todo o arsenal terroistico que devem possuir , caso uma campanha pleo desarmamento ocorra , mais uma vez , certo ? Veremos filas de barbudinhos entregando bazucas , lança-misseis e bombas caseiras de todos os calibres, né?

  177. maria cristina

    -

    11/04/2011 às 10:35

    Esta história está mal contada desde o começo.E precisa, sim, que seja investigada, doa a quem doer. Na realidade estão tentando misturar várias hipóteses em um único episódio e para matar vários coelhos com uma cajadada só, para desviar a atenção do que, realmente, tem que ser investigado: é um atentado terrorista?.
    Querem voltar à discursão sobre a proibição de armas no Brasil. Por princípios quem tem direito a porte legal de armas, são autoridades policiais,e as demais profissões que são determinadas e resguardadas por lei. Bandido não precisa de porte de armas… Se o Estado cumprisse com o dever dele, talvez evitaríamos esse tipo de polêmica. Depois, fazendo um diagnóstico de quem não pode ser avaliado e nem se manifestar. Que ele tivesse um transtorno mental dessa ordem talvez não possamos negar; mas que uma pessoa com estas características de personalidade, buscou no terrorismo uma via de identificação não podemos negar, tb. Este crime é diferente de todos aos quais já ‘nos acostumamos’ a ouvir todos os dias nos noticiários das manhãs.E, as autoridades, há muito tempo, já sabem do problema da tríplice fronteira, do contrabando de armas,drogas e da falta de coragem para enfrentar as dificuldades pelas quais a população é submetida todos os dias. Não falta mais nada para ficarmos completos: entramos na era do terrorismo.

  178. Tuco

    -

    11/04/2011 às 10:25

    .

    Fora do tópico.

    Lauro Jardim nos traz notícia que, certamente, é
    alvissareira a determinados grupos:
    http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/governo/reestruturacao-na-anac/
    Já se fomenta a construção de estradas para a circulação
    da folha de coca – e, lógico, o produto final -, agora
    o espaço aéreo está franqueado!
    Bons ventos para o tráfico!

    .

  179. LMarques

    -

    11/04/2011 às 10:22

    Bom dia Rei,

    Bingoooo ! No dia do atentado, às 17h30, eu enviei ao blog o comentário abaixo. Ele continua valendo. E mais, a TV Globo segue tentando esconder o óbvio, com seus especialistas de almanaque, fazendo dobradinha com os governos do Rio e Federal trabalhem para desacreditar a tese do islamismo caracterizando o assassino apenas como um doente mental. Para os Jogos Olimpicos e Copa do Mundo, com cronogramas de obras atrasadíssimos, seria desastroso!
    Para quem já morou numa capital européia o dedo do islamismo é evidente !
    O islamismo é um problema gravíssimo e o Brasil está intelectualmente desarmado para enfrentar o problema. Diante desta ameaça a abordagem politicamente correto pode ser letal, custando a vida de muitos inocentes!

    Epa! Eu não estou entendendo. Segundo uma matéria publicada no « O Dia » online, o coronel Djalma Beltrame, do 14º Batalhão (Bangu) reportou que o atirador teria deixado uma “carta de teor fundamentalista”. Anida segundo o jornal, o coronel reportou que “a carta continha frases desconexas, incompreensíveis e com teor fundamentalista. Wellinton Menezes de Oliveira, 24 anos, também menciona o islamismo e até mesmo práticas terroristas.”
    O relato do coronel não corresponde à carta encontrada na residência do assassino.
    Por que a polícia não publica a carta encontrada na escola?
    Tem caroço nesse angú !
    A Lúcia Hipólito reportou o mesmo.
    Aqui está a captuta de tela de “O Dia”

  180. Rodrigo L.

    -

    11/04/2011 às 10:18

    Mais ou menos “on topic” (já que repercutiu), achei a seguinte tabela com causas de mortes no ano de 1995 nos Estados Unidos (talvez a nação com mais armas de fogo com cidadãos no mundo):
    “Causas de morte genéricas.
    Causa/número de mortes
    -Doenças cardíacas: 737.563
    -Câncer: 538.455
    -Derrame: 157.991
    -Doença pulmonar obstrutiva crônica: 102.899
    -Negligência médica: 93.329
    -Veículos: 43.363
    -Armas de fogo (total): 35.673
    Sendo:
    Suicídios: 18.503
    Homicídios: 15.551
    Acidentes: 1.125
    -Suicídios (todos. inclusive armas de fogo): 31.284
    -Acidentes (cinco causas):
    Quedas: 13.986
    Envenenamento: 8.461
    Afogamento: 4.350
    Incêndios. queimaduras: 3.761
    Armas de fogo: 1.225
    -Homicídios (todos os meios): 22.895
    -Doença crônica do fígado. cirrose: 25.222
    Fonte: Salvo pela negligência médica, a informação acima é do ano de 1995 e provém do National Safety Council, Accident Facts: 1998 Edition, pág. 10, 121. O número anual de mortes por negligência médica é baseado no Harvard Medical Practice Study (1990), citado em Kleck, Point Blank. pág. 43.”
    Apenas para pensar, estatisticamente falando, qual seria o impacto da restrição do direito da população ordeira comprar armas de fogo no total de mortes causadas dessa forma, e em comparação com as outras causas?

  181. Ferrabraz

    -

    11/04/2011 às 10:17

    Concordo com você, tem que investigar essa vertente islamitica, não escreveste, mas houve menção em uma das reportagens que li, de que queria atacar o Cristo redentor.
    Tem informação em demasia de que o doidivanas estava a abraçar as ações terroristas muçulmanas.
    Também corroboram esta situação a declaração, claramente alienada e provavelmente mentirosa do tal de sheik Jihad Hassan. Curioso, chamar-se jihad?
    Não dá para crer que tudo foi invenção de uma mente fértil em tramas, tão perfeita que até a queima de seu cumputador seria para validar isto.
    Qual nada, foi mesmo para apagar os passos que o ligariam ao verdadeiro motivo de sua ação.
    Quem sabe se não havia a promessa de encontar no além, as muitas virgens prometidas se matasse infiéis.

  182. LUIZ OLIVEIRA

    -

    11/04/2011 às 10:15

    Esse delegado que mencionou “grupos extremáticos” deve ter pretendido dizer grupos extremistas. Se a competência policial desse delegado tiver correlação com a sua competência linguística, parece que a investigação sobre o caso não deve avançar muito. Vai simplesmente dizer que Wellington era louco e ponto final.

  183. LUIZ OLIVEIRA

    -

    11/04/2011 às 10:12

    Corretíssimo Reinaldo! Infelizmente, pelos depoimentos que vi, um dos responsáveis pela investigação do caso já descartou a possibilidade de seguir as pistas deixadas pelo assassino, de haver ligações dele com um grupo extremista. Não sei se isso é estratégia da polícia para não afugentar os possíveis envolvidos, o que pode ser justificável. Mas se não for estratégia, e simples descarte, o porquê disso? Pressão de grupos poderosos, para que não manchem a imagem do islamismo? Nenhuma possibilidade pode ser descartada a priori. Tem seguir qualquer pista deixada, sem descartar nada.

  184. marli

    -

    11/04/2011 às 10:11

    Olá
    Afrontando o politicamente correto afirmo ser preciso entender realmente o que é o islã (islã = submissão) PORTANTO NÃO É APENAS UMA RELIGIÃO ‘PACÍFICA’, na verdade é um uma teoria polítco-religiosa, onde a religão se restringe a apenas 14% de todo o ensinamento (ou seja, o corão) o resto do livro sagrado consiste na vida do profesta em Medina (onde ele em 10 anos de proselitismo religioso teve que fugir com seus 150 seguidores para Meca). Em Meca nos 9 últimos anos de vida ele aplicou a total submissão, que submeteu pela guerra “santa” (submissão ou morte) todo o mundo árabe da época. é sim uma religiao de guerra e submissão do infiel ou a sua morte sem piedade. Antes de cair nessa balela de religião de paz, é só ver como deve ser tratado todo aquele que não se submete: MORTE!!! Sem querer por mais lenha na fogueira, mas caindo na tentação e pondo… quando foi noticiado que o matador tinha preferencia pelas menininhas, e percebe-se que eram garotas bonitas e bem novinhas passou em minha mente um pensamento: será que ele não estava escolhendo levar suas virgenzinhas para o paraíso??? Quem poderá saber??!!!
    Bem deveríamos conhecer melhor sobre a verdade do islã antes de afirmar certas coisas que não correspondem à verdade em seu mais estrito sentido.

  185. Maria Bueno

    -

    11/04/2011 às 10:10

    Desde o dia da tragédia eu estranhava o fato da imprensa ignorar o fato óbvio de que ele era um fanático religioso. Para mim, parece ser bem claro que o crime tem semelhanças com um atentado terrorista. E confesso que nem estou de todo certa de que ele atacou uma escola por ter sofrido bullying, como muitos interpretam, ou se esse era o plano do tal grupo.

  186. Tuco

    -

    11/04/2011 às 10:09

    .

    A célere investigação que culminou na prisão de dois
    homens intermediadores da compra, pelo facínora, de
    uma das armas, se mostrou altamente eficiente. Seja
    pelo dever de ofício da Polícia, seja pela necessidade
    de pronta resposta à Sociedade.
    Já a investigação – e solução – da questão abordada
    neste tópico, podem ter certeza, pelas características
    intrínsicas a interesses escusos – e aí se que fod,
    desculpem-me, dane famílias-vítimas, Sociedade e os
    cambau – não terá o mesmo denodo.
    Hodienamente está sendo muito fácil se fazer “previsões”
    e acertá-las! Basta se ter acesso ao infindável
    histórico de desserviços e maracutais da situação…

    .

  187. regina

    -

    11/04/2011 às 10:06

    Com certeza Reinaldo, não tem nada de inverossímil nos escritos de Wellington, que ele como muitos brasileiros nesta idade não sabe redigir uma boa redação não tem boa letra, mas mesmo com sua limitação ,ele consegui redigir seu pequeno diário ( porque em diário não existe correção de idéias ou fala, correto?- se escreve o que vem na cabeça. Ele não inventou nomes e fatos com certeza. Quanto a religião não precisa ser perito em teologia para saber que temos a religião de nossos pais e depois mais velhos, decidimos em continuar com ela ou seguir outro caminho e foi o que ele fez. O importante agora é seguir as pistas deixadas para evitar que como voce disse células terroristas se firmem no Brasil.
    E o mais importante que focar no desarmamento é proibir a entrada de armas no Brasil e criar Leis contra o terrorismo ,já!

  188. estrela

    -

    11/04/2011 às 10:04

    Tio Rei, lindo o seu texto. É preciso investigar e exterminar de vez os núcleos terroristas que se aproveitam de mentes doentes para efetuar os ataques terroristas que não só visam somente exterminar judeus, mas qualquer religião que não seja o Islamismo.O assassino manifestou o seu desejo em destruir o Cristo Redentor, símbolo do Catolicismo. Com essa gente estamos todos em perigo, inclusive as mocinhas que gostam de andar de saia curtinha, fumar e beber cerveja. No youtube há videos mostrando nos morros cariocas jovens favelados convertidos ao Islão, usando roupas características.

  189. Emmanuel

    -

    11/04/2011 às 10:02

    Ei, Reinaldo, vc ouviu que vão lançar a “campanha de desarmamento infantil”, para os meninos entregarem as armas de brinquedo…Pois é, é assim que iremos acabar com o crime.
    Eis o link para essa piada http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/04/campanha-de-desarmamento-infantil-vai-recolher-armas-de-brinquedo.html

  190. Anticomuna

    -

    11/04/2011 às 10:02

    Reinaldo. Mas como não investigar? É preciso investigar sim! Ou estão com medo de alguma “descoberta surpresa?” Como o amigo tem mostrado já nesta página oublog, a liberdade que têm as pessoas com intenções dúbias ou suspeitas de circularem pelo Brasil.Terreno muito fértil para bandidos!

  191. anonimo

    -

    11/04/2011 às 10:01

    Reinaldo, bom dia !, e peço sua atenção.

    Sobre o crime lá na escola em Realengo ouso dizer que o foco de todos estão errados, inclusive, inéditamente, o seu.
    Que o governo petista queira se utilizar do fato para calçar ladinamente o seu projeto de desarme, bom, eu não esperava mesmo outra coisa.Este pessoal é pródigo em fabricar e explorar cadaveres.
    Mas me causa esgar que a dona imprensa , sempre ela tão adepta do ‘politicamente correto’ e mesmo voce com sua lógica implacavel não tenham analisado melhor e mais a fundo a o autor.Eu fiz isto com o pouco que a boa imprensa nos deu e convenci-me que ali o que houve isto sim, bem antes de um problema de seg. pública (arma ilegal até no Reino Unido se consegue comprar !) o que tivemos efetivamente primeiro foi um problema de ASSISTÊNCIA SOCIAL ou pior, de sua FALTA ,coisa que evoluiu para um problema de SAÚDE PÚBLICA e aí sim redundou em uma questão policial infelizmente !
    Abandonado pelos pais biologicos, foi adotado ‘á brasileira’ pelos pais que infelizmente vieram a falecer ainda na fase da formação de sua psiquê e caracteres…primeiro o pai, depois, a mãe em pouco tempo, avalie você se para nós , bem criados, se isto já não seria um baque ?
    Some-se o fato da falta de acompanhamento familiar por morte a um individuo abandonado na infancia e cuja atuação escolar e social era no minimo complicada e , pimba !!, aí está a bomba montada !
    Ninguem identificou isto ?
    A boa assistência social antes de ser uma ferramenta tecnica inprescindivel de moderação dos dramas sociais e mais que necessaria em nações pobres, funciona tbem
    como preventivo a situações de pobreza ou abandono que levam fatalmente a desequilibrios mentais e ato continuo, a crimes !!
    Mas como tudo no Brasil de hoje ou é fachada para o proselitismo estatal-ideologico ou apenas para um populismo administrativo de governo sórdido, a assistencia social em seu sistema que deveria ser de alerta e prevenção falhou fragorosamente .
    O resto é a calhordice de um governo que usando de cadaveres infantis, não hesita em disto usar e abusar para implementar sua agenda de poder.
    Repito, o que tivemos ali nao foi um problema de segurança publica como quer fazer crer o governo dilmopetista em sua eterna alegoria em demonizar as armas de fogo e o direito do cidadao em te-las e porta-las, mas sim de falta de assistencia social devida cujo apice, como sempre, depois de se tornar um problema de saúde mental (sisitema este que por sua vez tbem falhou em trata-lo) redundou num crime afetando a seg. pública.
    Como bem diz um missivista hoje na seção de cartas do Estadão, os EUA desde sua fundação defende o uso de armas pelos honestos contra os maus; o nazipetismo em sua sanha, matreiramente, finge que os maus não existem…

    abração.

    ass.: Anonimo

  192. Credulidade Zero

    -

    11/04/2011 às 9:49

    É possível que este caso seja ainda mais escabroso do que parece, caso não esteja sendo manipulado para um resultado mais palatável…

  193. eugênio de godoy machado

    -

    11/04/2011 às 9:42

    Verificando a capacidade do jornalista, pediria que ele divulgasse o pensamento tão importante de que explicar não é o mesmo que justificar. Buscar explicações sobre o que aconteceu naquela escola não nos dá autorização para retirar da decisão de matar a sua responsabilidade. mas não dá para julgar um fato apenas com seus dados momentaneos. recomendo o grande psicólogo Phillip Zimbardo em seu livro O Efeito Lúcifer, ainda não lançado no Brasil ou o filmete do TED “Como pessoas comuns se tornam monstros…ou heróis” e passe a ser um auxiliar para tornar nossa sociedade mais humana. Não adianta o simplismo de culpar a pessoa, mas verificar o que podemos mudar no sistema que a envolvia para que isso não ocorra mais. A primeira coisa que um cancer faz é se isolar do sistema corpo e usufriu dele para o destruir. Pessoas não integradas socialmente facilmente se transformam em cânceres e podem nos destruir.

  194. LG

    -

    11/04/2011 às 9:36

    Mas v. pode ter a certeza de uma coisa, Reinaldo: se o malucão homicida do Realengo manteve realmente vínculos com os insanos de Maomé, haverá pressão petista e da esquerdalha, e muita, sobre a polícia, para tal constatação seja varrida para debaixo do tapete. Sabe porque? Porque o PT é membro do FSP, que, por sua vez, é sócio menor do Novo Eixo Totalitário do Leste, que tem no fascismo de turbante um de seus braços fundamentais.
    ATENÇÃO: ISTO NÃO É TEORIA DA CONSPIRAÇÃO. SÃO FATOS JÁ DEMONSTRADOS POR UMA SÉRIE DE LIVROS E MESMO ATRAVÉS DE REPORTAGENS ESPARSAS DA PRÓPRIA IMPRENSA BRASILEIRA.
    Na reportagem de Veja a que v. alude, Reinaldo, é dito expressamente que o grupo da Polícia Federal montado para investigar as conexões do terrorismo islãmico na Tríplice Fronteira foi desarticulado pelo (des)governo petista, em 2009, sem mais nem menos, exatamente quando as investigações avançavam e começavam a acontecer prisões.
    POR ISSO DUVIDE-Ó-DÓ QUE QUALQUER LIGAÇÃO DO PSICOPATA COM O ISLÃ APARECERÁ, MESMO QUE SEJA ESSA A VERDADE.
    Se não for possível esconder a motivação, digamos, religiosa do atentado, pode ter certeza que irão tentar jogar a batata quente para cima de alguma pequena seita cristã. Testemunhas de Jeová, Mormons, et caterva que abram o olho…

  195. indignado

    -

    11/04/2011 às 9:35

    Eu acho que esse episódio não vai ser único e que existe sim célula extremista no Brasil, o PT esta brincando com fogo e muita gente ainda vai se queimar.

  196. anônima-RJ

    -

    11/04/2011 às 9:32

    Ufa! Estava aguardando por este texto. Eu não fiz comentários porque você estava muito seguro com a versão de doença mental, apesar de ter levantado no seu primeiro post sobre a carta do criminoso, a possibilidade de haver mais por trás daquele texto.
    O que me fez pensar na possibilidade de ligação com extremistas foi ele ter queimado o seu computador, indícios de fanatismo e a matéria de capa da Veja da semana passada.
    Temos uma tendência a analisar certas posturas no nosso contexto cultural.
    Este rapaz, por fragilidade de caráter, poderia ter sido aliciado por grupos fanáticos e extremistas. Pode-se reduzir os homens-bomba a doentes mentais?
    Tem que haver investigação sim!

  197. Rone

    -

    11/04/2011 às 9:30

    Um artigo que vai de encontro a interesses vc vcs não perdem aoportunidade para ligar PT Islamismo .Fidel Chaves, Farc,etc, poderia se dizer tambem que serviços secretos Mossad, Cia etc tambem podem estar por traz, isso não seria leviandade Reinaldo?

  198. Denise

    -

    11/04/2011 às 9:25

    Fiquei indignada com a declaração do Delegado de policia responsável pela investigação do caso, que no programa do Fantástico apresentado nesse ultimo domingo 10 de abril, disse que o crime cometido pelo Wellington não tem nada haver com o terrorismo islâmico.
    Assim como Wellington pessoas aparentemente frágeis, estão sendo recrutadas por grupos terroristas que estão espalhados por todo o mundo e principalmente no Brasil, como foi possível constatar na excelente reportagem da Revista Veja da semana passada.
    Nos últimos dois anos vivi na Europa e lá pude constatar o crescimento desenfreado da população islâmica e das ameaças desses grupos extremistas, mas também o constante empenho do governo com as forças de ordem no combate ao terrorismo.
    Esse crime é mais complexo do que se pode imaginar, provar que levam a solução existe,basta a Policia Civil e o Ministério Público não deixar de lado nenhuma hipótese.
    Sabemos da pouca experiência ou case nenhuma da policia com o terrorismo no nosso país, mas acredito que estar na hora de “querer” acordar para combater esse monstro que estar crescendo nesse território de terras tão férteis devido à irresponsabilidade dos nossos governantes.

  199. roby

    -

    11/04/2011 às 9:24

    Acho que nenhuma hipótese deve ser descartada. Conhecendo o lulopetismo como conhecemos, não seria de admirar que a gana desarmamentista exibida recentemente pelos seus próceres estaria ligada à necessidade de criar uma cortina de fumaça para ocultar sua simpatia pelo terrorismo — afinal, o que são MST, FARCs e Foro de São Paulo?

  200. Durval

    -

    11/04/2011 às 9:23

    O responsável pela investigação afirma, na reportagem do fantástico, não haver necessidade de investigação do assassino com grupos islâmicos é uma figuraça.
    Segundo ele: “Tudo indica que não há ligação com grupos EXTREMÁTICOS”
    Ou está fingindo ou, o que infelizmente é o mais provável: é um ignorante medíocre.

  201. VIDENTE

    -

    11/04/2011 às 9:20

    Se vc fosse Bin Laden,qual o pais que vc escolheria para seus proximos ataques contra os EUA,com certeza onde nao muito distante pessoas do mundo inteiro estarao reunidas,onde a segurança é zero,onde aeroportos é caos,onde governantes sao “amigos”,onde o povo é ingenuo,onde nunca antes na historia desse pais houve um atentado devastador,nao tenho duvidas que é possivel “SIM”

  202. Adrimar

    -

    11/04/2011 às 9:16

    Reinaldo, não sei se você percebeu, mas a carta deixada pelo assassino em sua casa está cheia de erros de português, bem diferente daquela deixada por ele na cena do crime. A sua tese de que outra pessoa poderia tê-la escrito parece encontrar um suporte. Está cada vez mais claro que ele não agia sozinho.

    [WORDPRESS HASHCASH] The poster sent us ’0 which is not a hashcash value.

  203. Arthur

    -

    11/04/2011 às 9:14

    Saiu no Al Arabiya que Wellington é um convertido ao Islã. Segundo o jornal árabe, “os meios de comunicação brasileiros estão com medo de um movimento islâmico crescente associado à Al Qaeda, que opera na América do Sul.” A CBNNews também confirma esta informação:O serviço de notícias árabe Al-Arabiya informou que Oliveira era um convertido ao Islã.

    http://www.cbn.com/cbnnews/world/2011/April/Children-Killed-as-Gunman-Attacks-Brazil-School-/

  204. Rods

    -

    11/04/2011 às 9:12

    REI.

    MUITO ANTES DO IMPOLUTO FANTÁSTICO LEVANTAR A LEBRE, UM COMENTADOR, NO DIA OPSTERIOR AOS FATOS, TINHA ALERTADO QUE A CARTA DEIXADA PELO PERTURBADO, TRAZIA INDÍCIOS DE LIGAÇÃO DELE COM O ISLAMISMO. EXEMPLOS SIMILARES NÃO FALTAM.

    LOGO, A COISA É BEM MAIS CABELUDA DO QUE PARECE SER, MAS, OBVIAMENTE, QUE O GOVERNO LANÇARÁ UMA NUVEM DE POEIRA SOBRE O ASSUNTO E O DESARMAMENTO CIVIL DOMINARÁ O DEBATE, COMO JÁ VEM OCORRENDO E NÃO A INFILTRAÇÃO DESTES DEMENTADOS FUNDAMENTALISTAS NO BRASIL.
    Rods.

  205. Rodrigo Sperb

    -

    11/04/2011 às 9:12

    Mais um ótimo texto e mais uma verdade, meu caro Reinaldo. Parabéns pelo grande trabalho e contribuição que tem feito através de seu Blog. Leio sempre.

    Mas o que eu quero saber, hoje, é se você não vai “desbancar” o especialista em segurança pública da Rede Globo, Rodrigo Pimentel, quanto a sua fala no Domingão do Faustão. Agora com mais tempo, ele pode “se explicar” sobre o que havia dito no Jornal Nacional, quando você deu a ele um voto de confiança, por assim dizer, para que ele pudesse responder, explicar o que queria dizer. Pois ontem ficou muito clara a posição dele. Ele acha mesmo que o problema é que é tão fácil se conseguir uma arma, e por vezes até se confundia, a meu ver, flertando entre o armamento legal e ilegal. Ainda que estivesse se referindo tão-somente ao ilegal, a fala fere a lógica porque ataca o sintoma, sem fazer nada com a doença – que seria a culpa do governo por não impedir que essas armas cheguem na mãos dos bandidos.

    Cada vez que eu escuto esse tipo de discussão no momento de segurança pública que nosso país vive, eu lembro de uma história que me contaram sobre umas árvores a beira de uma rodovia, numa curva, onde praticamente toda semana morria um jovem em acidente de carro. Depois de algum tempo com essas reiteradas mortes, enfim, o governo resolveu a situação: cortou as árvores a beira da rodovia. Como se fossem elas as culpadas, e não bebedeira e negligência na direção daqueles jovens!

  206. Cezar

    -

    11/04/2011 às 9:08

    Há algumas coisas a serem observadas no vídeo acima. Primeiramente, os Testemunhas de Jeová não são fanáticos por Jesus, com disse o teólogo da PUC. Ao contrário, eles subsmtimam o Filho de Deus, negando sua divindade. Este é uma dos marcos de suas diferenças com o Cristianismo histórico.
    Em segundo lugar, qualquer pessoa de bom senso não pode concordar com as palavras do sheik muçulmano, que disse que o Islamismo é amor, que não prega violência. A Bíblia diz que “nada podemos contra verdade, senão pela verdade”, e o sheik mentiu, mais uma vez, porque isto foi dito na época do 11 de setembro. Negar a violência do Islamismo, é negar a própria história. quem o faz, parece que não vê tevê e não lê jornais.
    Outra coisa que me espantou, talvez até não, foi o fato do delegado dizer que esta não é uma linha de investigação a ser seguida, personalizando o fato. Vemos, então, que até mesmo a investigação será uma apuração politicamente dirigida que parte do nada e ao nada voltará. O mais indicado, penso eu, seria que esse inquérito fosse procedido pela Polícia Federal. Mas, do jeito que as coisas estão indo,o que ficará de concreto, neste inquérito, será o ato de bravura do policial, nada mais.
    Por último, digo com a mais absoluta sinceridade que não tenho nenhum desejo, um só que seja, de que se dê conatação religiosa a ese caso para acender diferenças nesta área, mas, convenhamos, ignorar elementos como esses, provadamente coadjuvantes neste caso, é não querer mesmo aprofundar-se numa questão tão complexa, que merece, sim, ume estudo imparcial, apurado e sério. É o que penso.

  207. Decio

    -

    11/04/2011 às 8:59

    Compartilho inteiramente com a idéia.
    Houve provavelmente contato com algum radical islâmico.

  208. Alerta!!

    -

    11/04/2011 às 8:51

    É preciso investigar quem é este Abdul, o porquê das palavras citadas por Welligton como “Egito”, “Malasia”… A polícia federal deve estar atenta para evitar atuação de qualquer grupo terrorista em nosso país. A copa e olimpíada estão se aproximando. Queremos um país livre de absurdos!

  209. Tegucigalpa

    -

    11/04/2011 às 8:48

    “É que eu resolvi falar sobre a menina que me convidou a ir à igreja dela e antes de eu terminar, ele já foi cortar ela logo no início, ao invés de ouvi-la. Depois disso ELE ME LIGOU UMAS VEZES e eu disse que estou saindo por respeito ao grupo”

    Se algumas pessoas acham que é delírio a existência dos tais Abdul e Philip, é só a policia solicitar a quebra do sigilo telefônico do Welington. Não me espantaria se esses “amigos imaginários” fossem bem reais.

  210. Dalton C. Rocha

    -

    11/04/2011 às 8:47

    Sem querer defender terrioristas islâmicos ou não, tá na cara que “Abdul” e “Phillip” não existem. Quem conhece algo de psiquiatria, nota que este finado psicopata tinha a mesma mente louca dos autores do massacre de Columbine e outros do mesmo gênero.

  211. Uber

    -

    11/04/2011 às 8:44

    Terroristas podem estar se preparando para agir na Copa ou na Olimpiada. O demente pode ter sido recrutado, mas saiu do controle e se precipitou, estragando os planos por enquanto. Agora terão de revisar o organograma.
    Esses melindres politicamente corretos sobre esse caso podem nos cobrar um preço muito caro num futuro próximo.

  212. Edson

    -

    11/04/2011 às 8:44

    Não tenho dúvidas de que Wellington era louco. Mas a confusão dele era emocional, misturava sentimentos de raiva e exclusão. As faculdades intelectuais e perceptivas me parecem que funcionavam muito bem.

    Em tudo o que ele escreve, existe coerência. Não me parece possível que ele tivesse “visões” ou “alucinações”. As partes confusas de seus textos – e mesmo confusas, são descritas com bom nível inteligibilidade – são em relação aos seus sentimentos. Em relação a descrição do dia a dia, nada me parece fantasioso ou impossível. Existe uma mesquita no Centro do Rio, sei onde é, que tal perguntar ao iman se ele conheceu Wellington? Que tal investigar ligações e emails do rapaz? Pq ele queimou o computador? Abdul e Philip me parecem personagens reais. Podem ter interceptado sim o Wellington. E mesmo desistindo dele – talvez o achassem instável e passível de expor o grupo – e não tendo relação direta com o crime de Wellington, deve-se abrir uma outra investigação, pois é indício de outro crime.

  213. Ricardo

    -

    11/04/2011 às 8:34

    Concordo com o delegado que a linha de investigação sobre ligações de Wellington com grupos “extremáticos” não deve ser seguida, afinal de contas, grupos “extremáticos” não existem não é. Grupos extremistas sim, existem, mas convenhamos, querer que a PCRJ tenha condições de emitir qualquer juízo sobre isso é irrealista, ela certamente não tem o mínimo conhecimento prévio de inteligência sobre tais grupos, portanto seria exigir-lhe poderes paranormais.

  214. Heitor Bonfim

    -

    11/04/2011 às 8:29

    Wellington Menezes não se converteu ao islamismo de maneira completa, na carta suicida ele se inspira em “Jesus”, não fala em Maomé, parece que criou um islamismo particular. O Hamas usa deficientes mentais par praticar atentados suicidas. Eles sabem como criar as cobras. Dilma e José Sarney falaram sobre o fato como se realmente se tratasse de um atentado terrorista. Alguma coisa eles sabem.

  215. Guilherme_RJ

    -

    11/04/2011 às 8:07

    Viewing cable 09BRASILIA1435 –
    Excerto do item CONFIDENCIAL do telegrama 09BRASILIA1435

    RESUMO: A posição do Brasil na questão da “difamação de religiões” na comissão de Direitos Humanos da ONU reflete a conciliação entre as objeções do país à ideia (objeções baseadas num conceito do que sejam Direitos Humanos) e o desejo de não antagonizar os países da Organisation of the Islamic Conference (OIC) com os quais tenta construir relações e que o Brasil vê como importante conjunto de votos a favor de o Brasil conseguir assento permanente no CSONU. À luz da argumentação a favor da abstenção do Brasil, proponho abordagem de quatro braços, envolvendo aproximação com os altos escalões do Ministério de Relações Exteriores; uma visita a Brasília, para pesquisar meios de trabalhar com o governo do Brasil, nessa e noutras questões de direitos humanos; outros governos que possam conversar com o governo do Brasil; e uma campanha mais intensa pela mídia e mobilizando comunidades religiosas a favor de não se punir quem difame religiões . FIM DO RESUMO.

    Aumentar a atividade pela mídia e o alcance das comunidades religiosas parceiras: Até agora, nenhum grupo religioso no Brasil assumiu a defesa da difamação de religiões. Mas o Brasil é sociedade multirreligiosa e multiétnica, que valoriza a liberdade de religião. Um esforço para difundir a consciência sobre os danos que podem advir de se proibir a difamação das religiões pode render bons dividendos. Grandes veículos de imprensa, como O Estado de S. Paulo e O Globo, além da revista Veja, podem dedicar-se a informar sobre os riscos que podem advir de punir-se quem difame religiões, sobretudo entre a elite do país.

  216. Mariazinha

    -

    11/04/2011 às 8:04

    É assustador, meus amigos. É preciso investigar a suposta relação deste rapaz com extremistas islâmicos, é muito cômodo ficar falando sobre desarmamento e bulying. Depois da reportagem da revista Veja sobre a presença de radicais islâmicos entre nós, é para ficar com a pulga atrás da orelha.

  217. LIXO AUTORITÁRIO

    -

    11/04/2011 às 8:00

    Caríssimo. O PT, que não quer regulamentar o terrorismo, tem uma ministra de direitos humanos financiada pela indústria bélica do Brasil. Veja: http://1.bp.blogspot.com/-pPARqoyzMxw/TaEUJljuK1I/AAAAAAAAL6Y/DwA2X_TCdco/s1600/MaRo.png . Pode?

  218. Elcio

    -

    11/04/2011 às 7:57

    Conversar com Abdul? Grupo de gente sinistra pra lá e pra cá? Acho até que devem investigar, sim, mas tudo evidencia cada vez mais a esquizofrenia.

  219. Bira

    -

    11/04/2011 às 7:55

    Concordo plemanente com o sua tese Reinaldo. E jamais poderemos dizer que estamos livres desses loucos. O Brasil tem sim e esta cheio de terrositas inclusive no planalto e no senado.

  220. EDUARDO LUIS

    -

    11/04/2011 às 7:52

    Tenho respeito por todas as religiões. A Constituição garante a liberdade de crença. De igual forma, como ateu que sou, mereço o mesmo respeito pelos demais cidadãos. Vou dar uma opinião, que, repito, é apenas uma opinião e não uma verdade absoluta: Creio que dificilmente um ateu cometeria o crime que Welington cometeu, matando crianças a esmo. As religiões, quando levam o sujeito ao fanatismo, são capazes de induzí-lo a coisas terríveis, especialmente se a figura já tem uma tendência esquisofrênica.

  221. ARMAGEDOM

    -

    11/04/2011 às 7:45

    QUEM SERIA AQUELE QUE ELE CHAMA DE PAI?SERIA DEUS,JESUS,MAOME,BEN LADEN OU LULA?????

  222. Paranoico

    -

    11/04/2011 às 7:45

    Verdade verdadeira. Uma semana após a rev. Veja noticiar a presença da besta no Br. esse rapaz aparece com um crime inédito aqui, que pode ou não ter relações com os outros.
    Uma investigação inter. com troca de inform. entre PF, FBI, Interpol, CIA.
    Mas o W. mostrou muita períficia em seu ataque e sabia que entraria ali pra morrer, pois, alguém que leva um tiro e ainda tem força e consciencia para disparar em sua própria cabeça…
    Tem Bin Laden nesse meio ou então alguma seita satanica.

  223. Elouquisa

    -

    11/04/2011 às 7:45

    Copa do mundo e Olimpíadas no Brasil,é esperar pra ver.

  224. lucia

    -

    11/04/2011 às 7:33

    O fundamento do islã , é (Alcorão), e é a guerra aos infiéis e não muçulmanos. .Tudo em nome do deus deles, Alá.
    E pretendem dominar o mundo.

    Com o “politicamente correto ” e a ajuda do Ocidente ,os bobos, o islamismo vai dominar o mundo.

    Assim enganam os bobos com palavras doces de que o islã é pacífico.
    Conta outra.Não caiam na lábia dessa gente….

  225. SOL

    -

    11/04/2011 às 7:20

    NAO SEI POR QUE, QUASE TODA MIDIA NAO QUER VINCULAR O ASSASSINO A NADA!!!PRINCIPALMENTE A RELIGIAO E A PARTIDOS,NAO ME PARECE SER UM TEXTO APENAS DE UM MALUCO QUALQUER.EM ALGUNS MOMENTOS ME PARECE QUE ELE SABE MUITO BEM O QUE ESCREVE E DESCREVE.AI TEM!!!!

  226. Anônimo

    -

    11/04/2011 às 7:13

    Outra coisa é também certíssima, Reinaldo, ou seja, que até o Sarney já se mobilizou para desviar a atenção do problema desse assassino para a questão do desarmamento que já existe de fato, o que demonstra realmente se tratar de puro desvio da atenção, embora por plebiscito a maioria tenha se posicionado contra.
    Esse assassino é o típico “filho do Estado”, sem pai, nem mãe e referencial de comportamento algum. Pior, trata-se de um “filho do Estado” que sofria na mão deste através do seus colegas de escola, com distratos físicos e morais. O problema é que o Estado que aí está não cuida de indivíduos, mas só de grupos regularmente representados por amigos e simpatizantes deles. É evidente que outros problemas como esse aí vão aparecer e foi por um verdadeiro milagre que haviam policiais perto extorquindo um tipo comum de transgressor nas terras tupiniquins, ou seja, os motoristas do Brasil, senão o tipo teria gastos todas as balas que possuía com tiros certeiros na cabeça dos jovens que escolheu para fazer a limpeza ideológica que imaginava. É evidente que esse problema faz parte sim da herança maldita da era Lula/Dilma.

  227. Quaker

    -

    11/04/2011 às 7:11

    Que Lula,e petralhas teem comprometimento com os terroristas não tenhamos dúvidas.Só é preciso saber porque a sociedade ainda não percebeu que isto é verdadeiro.De certa forma Lula enloqueceu de vez.Ele só vai levar um tombo quando o fogo Dilma vier.Ela também tem a mesma sede só que não pelo islamísmo mas para o facismo que está no seu dna.É uma maneira psicopáta de imaginar-se a rainha qie veio de longe.Há de chegar a hora neste país que ser filiado ao pt é como se estivesse chegado ao inferno.Vai faltar aparelho de barba no mercado.

  228. Duvido muito

    -

    11/04/2011 às 7:08

    Que tenha sido ele mesmo quem teria destruiu os rastros que porventura oferecessem pistas nesse sentido …

  229. Renata D´Angelo

    -

    11/04/2011 às 7:07

    Se Wellington Souza estava desempregado desde o ano passado, como ele conseguiu comprar a arma e se manter durante todo esse tempo? De onde veio o dinheiro?

  230. OhMyGod - o verdadeiro!

    -

    11/04/2011 às 7:05

    Caríssimo.
    Seria incoerente os islamitas deixarem o assassino agir como agiu. Os islamitas teriam escolhido melhor o “agente”, e melhor ainda o “alvo”.
    Não cometamos o equívoco de imaginar que estes islamitas sejam “trapalhões”. Acho que são muito “profissionais”. Teriam deixado o assassino “solto” para comprar armas mequetrefes (muito embora muito eficientes)? Ou teriam municiado o assassino com explosivos? O alvo não seria algo ligado aos israelitas ou EUA?
    Ou seria tudo um “balão de ensaio” para atentados futuros?
    Acho mais plausível que o assassino “fugiu do controle”, entusiasmando-se com as primediras abordagens dos islamitas, e acabou por concretizar uma vingança pessoal…

  231. Marcus Meyer

    -

    11/04/2011 às 6:55

    Ontém vi, no Faustão, uma “especialista” em psicologia dar uma entrevista patética,atém bastante metida, onde a moça dizia, à partir dos fragmentos de notícia disponíveis, que o assassino havia sido manipulado por pessoas más, na internet, para produzir o atentado como foi feito.Não dá para afirmar que ela esteja errada, mas certamente está chutando, sem base científica, apenas para aparecer na TV como alguém muito capaz. Acho que o caso todo é muito complexo para estes entendidos, sem base, serem capazes de traçar, com perfeição, o perfil do assassino. Tudo o que temos até agora são alguns indícios!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados