Blogs e Colunistas

11/04/2011

às 6:35

É PRECISO INVESTIGAR, SIM, SE ASSASSINO DO RIO TINHA VÍNCULO COM TERRORISMO ISLÂMICO

Um delegado havia comentado que cartas deixadas por Wellington Souza, o assassino da escola do Rio, fazia referências ao islamismo. Um dos textos divulgados logo depois da tragédia aludia a alguma seita cristã. Segundo o homicida-suicida, membros de sua família e ele próprio eram testemunhas de Jeová. E não se falou mais em islamismo. Reportagem exibida no Fantástico de ontem — não tinha visto, mas leitores chamaram a minha atenção —, no entanto, recolocam a questão. O vídeo segue abaixo. Transcrevo o trecho mais importante. Comento depois:

Transcrição de um trecho

(…)
Em nota, a liderança das Testemunhas de Jeová no Rio de Janeiro diz que “o homem que cometeu os crimes bárbaros na Escola Municipal Tasso da Silveira não era membro da religião das Testemunhas de Jeová.” E expressa “solidariedade às famílias das vítimas”.

Nos últimos anos, Wellington parece se interessar também por outra religião: o islamismo. Uma das irmãs do atirador disse à polícia, em depoimento, que Wellington passou a freqüentar uma mesquita no Centro do Rio. Na carta, ele relata um conflito:
“Já errei com minha família, mas eu mudei com o alcorão e eles não confiam em mim…”

Wellington faz referência ao que seria um grupo. E relata dividir o próprio tempo entre orações e reflexões sobre o terrorismo.
“Estou fora do grupo, mas faço todos os dias a minha oração do meio-dia, que é a do reconhecimento a Deus, e as outras cinco, que são da dedicação a Deus e umas quatro horas do dia passo lendo o alcorão. Não o livro, porque ficou com o grupo, mas partes que eu copiei para mim. E o resto do tempo eu fico meditando no lido e algumas vezes meditando no 11 de setembro”.

Para o professor de Teologia, a mudança é um sinal claro da confusão mental de Wellington: “Acharia muito difícil um Testemunha de Jeová realmente trocar Jesus por Maomé. Não é que seja contraditório, que seja um contra o outro, mas acho meio complicado um fanático por Jesus ser fanático por Maomé, acho difícil acontecer”.

O sheik Jihad Hassan diz que Wellington não era muçulmano e afirma categoricamente:
“A religião islâmica proíbe esses atos. A religião islâmica não dá amparo, não ensina, a religião islâmica não dá esses ensinamentos, ela não acolhe esse tipo de pessoa, esse tipo de pensamento, a religião islâmica ensina o bem. Ensina a preservar a vida, e não a tirar a vida”.

Apesar de viver em aparente isolamento, Wellington Menezes de Oliveira deixou muitas pistas que precisam ser seguidas para entender qual foi o caminho que o levou a praticar tal barbaridade. Seguir essas pistas não é um trabalho fácil, porque é preciso separar o que é fato, realidade, do que é pura ficção.

Documentos como os que o Fantástico apresenta levantam muitas perguntas, que precisam ser respondidas. Por exemplo: Wellington participou de algum grupo extremista, com ligações até no exterior, como diz nos papéis? Ou isso é apenas fruto de uma imaginação fértil e doentia?

No manuscrito, Wellington volta a citar o “grupo” e o nome de alguém que teria vindo do estrangeiro se repete: Abdul.
“Tenho certeza que foi o meu pai quem os mandou aqui no Brasil. Ele reconheceu o Abdul e mandou que ele viesse com os outros precisamente ao Rio, porque quando eu os conheci e revelei “tudo” a eles eu fui “muito” bem recebido e houve uma grande comemoração”

No mesmo trecho, ele diz algo que pode ser uma referência ao atentado de 11 de setembro. O tal Abdul parece ter se vangloriado de quase ter participado do atentado às torres gêmeas, uma fanfarronice para impressionar Wellington, se for verdadeira essa interpretação:
“E o Abdul teve uma conversa comigo e me revelou que conheceu meu pai e que chegou a comprar uma passagem para um dos voos, mas não fazia parte do plano e usou uma identidade com algum dado incorreto pensando no futuro para não reconhecerem ele”.

Mais adiante, surge um novo nome, Phillip. E sinais de desentendimento dentro do grupo.
“Tive uma briga com o Abdul e descobri que o Phillip usava meu PC para ver pornografia. Com respeito ao Phillip, eu já esperava isso. Mas do Abdul eu não esperava isso. Nos dávamos bem e ele sempre foi flexível nas nossas conversas e dessa vez ele foi muito rígido.”

O motivo da briga teria sido uma menina, de uma certa igreja, que Wellington teria tentado levar ao grupo:
“É que eu resolvi falar sobre a menina que me convidou a ir à igreja dela e antes de eu terminar, ele já foi cortar ela logo no início, ao invés de ouvi-la. Depois disso ele me ligou umas vezes e eu disse que estou saindo por respeito ao grupo”

Wellington também manifesta vontade em conhecer países de população islâmica:
“Pretendo trabalhar pra sair desse estado ou talvez irei direto ao Egito.”

Além da carta, a polícia encontrou uma folha com anotações soltas, e uma referência à Malásia, um país de maioria islâmica, onde há alguns dos edifícios mais altos do mundo. Ele anota que é preciso verificar as condições climáticas da Malásia em setembro, mês dos ataques de 2001 em Nova York. Sinais de uma mente delirante, obcecada por atentados:
“Retornar fotos e dados sobre tais condições climáticas na Malásia no mês de setembro”.

A fixação pelo terrorismo tinha sido percebida por pessoas que conviviam com Wellington, como o barbeiro que o atendia há sete anos. À polícia, ele disse que “no último ano Wellington passou a deixar a barba crescer, atingindo o comprimento até o peito”. Quando brincou com Wellington, dizendo que cortaria a barba dele, o cliente o impediu, dizendo: “Vou ser expulso”.

O barbeiro entendeu que Wellingon se referia ao grupo de islamismo, pois ele dizia que o islã era a religião mais correta, e que estava estudando o alcorão. De tudo o que veio à tona, não há dúvida de que o assassinato dos 12 alunos foi obra solitária de Wellington. Mas os manuscritos revelados pelo Fantástico podem levantar uma ação paralela: o atirador teve contato com algum grupo radical? Abdul e Phillip existem? A polícia vai investigar?

“Eu acho que é uma necessidade. Nenhuma prova pode ser excluída. Há necessidade de se buscar tudo, desde uma simples suspeita. Se a gente pensar num quebra-cabeça, e uma investigação é sempre um quebra-cabeça, uma peça pequena pode estabelecer várias ligações e pode dar a solução para a montagem de um mosaico. Tudo é importante numa investigação. Qualquer policial sabe muito bem disso”, avalia Walter Maierovitch, jurista especializado em criminologia.

Voltei
Estou entre aqueles que consideram que o assassino suicida fez o que fez porque estava mentalmente perturbado — esquizofrênico, esquizóide, psicopata, sei lá… OS FATOS, NO ENTANTO, E NÃO OS PRECONCEITOS, indicam que seu eventual contato com o extremismo islâmico no Brasil tem, sim, de ser investigado — ainda que, existindo, isso  eventualmente não tenha relação direta com o que aconteceu.

Note-se que essa aproximação não é apontada só pelas cartas. Uma irmã sua diz que ele tinha passado a freqüentar uma mesquita. O barbeiro informa que ele se referia ao islamismo como a religião correta. “Abdul” e “Phillip” existem? Se existirem, as mensagens que Wellington deixou indicam que não são exatamente boas companhias.

Descartar a aproximação ou uma tentativa de conversão por conta das incompatibilidades entre islamismo e cristianismo, como faz o professor de teologia, é bobagem. Conversão religiosa não pede congruência entre o que se era e o que se passa a ser — aliás, o antes e o depois são necessariamente incongruentes.  Quanto ao sheik Jihad Hassan, um pouco mais de rigor não faria mal. Existem o islã pacífico e o violento, não é mesmo? Ou ele nega que os afegãos que massacraram recentemente funcionários da ONU fossem islâmicos? Podem até ser maus islâmicos, mas são.

O rapaz queimou o seu computador e ainda deixou uma mensagem para a Polícia sugerindo que era inútil tentar encontrar pistas; eles estaria protegendo seus amigos… Tudo delírio?

Terroristas no Brasil
Se não houvesse notícia sobre a atuação de extremistas no Brasil, todos poderíamos ficar mais tranqüilos. Mas a verdade é que há. Reportagem de capa da VEJA da semana passada e outra publicada
nesta semana tratam das raízes que o extremismo islâmico fincou no Brasil. Isso é fato inquestionável; nada tem de delírio.

Se algum grupo pretende montar uma célula extremista no Brasil, mobiliza gente como Wellington? Depende o propósito. Se alguém estivesse em busca de um doidivanas capaz de tudo, não de um de formulador, ele parecia uma pessoa bastante “cooptável”, certo? Não pensem que os homens-bomba são mentalmente muito mais saudáveis do que o maluco daqui. Também eles são movidos pelo ódio a tudo aquilo que admiram.  Sendo verdade que ele manteve esses contatos, nota-se que houve também o distanciamento. Poderia estar sendo preparado para coisa muito diferente, mas as vozes de sua mente perturbada podem ter triunfado sobre as eventuais vozes perturbadas de estranhos interlocutores. Não sei se sua narrativa é falsa. Verossímil, ao menos, e boa parte ao menos, ela é.

O terrorismo já opera em solo brasileiro, como está evidenciado. Se essa gente começar a se aproximar dos Wellingtons da vida, poderemos colher frutos bem desagradáveis. Lembrem-se que uma célula do terror iraniano cometeu dois atentados contra judeus na… Argentina! Um dos mentores do ataque, demonstrou a VEJA na semana passada, entre e sai do Brasil quando lhe dá na veneta.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

231 Comentários

  • Diego Velmud

    -

    17/11/2011 às 12:16 am

    A VERGONHA DO FUTEBOL BRASILEIRO
    Começa com a ditadura de 22 anos do comando da CBF.O que se escuta da maioria dos torcedores que o Campeonato Brasileiro e a Copa Brasil é feito p/ as equipes do eixo Rio S. Paulo.A arbitragem erra descaradamente a favor do eixo.Quem acompanha de perto os jogos percebe facilmente vê tudo isso. A maioria das TVs tapam o sol com a peneira com imagens e comentários tendenciosos, analisam os fatos como caso isolado e na verdade é acumulativo.Ao longo dos anos penaltes é na proporção de 10/1, expulsão 20/1 revogaram a Ciência da probabilidade.Tem jogos que é verdadeiro massacre como subtrair jogador, penalte a favor penalte contra não marcado faltas perigosas invetadas, gol impedido, gol legítimos anulado,impedimento inventado, etc. A quem diga que em 2010 o camp. Brasileiro foi tomado do Cruzeiro e a copa Brasil tomada do Curitiba.Na rodada de hoje o Flu garfeou o Grêmio e no jogo do Inter o zagueiro tirou a bola com a mão para não entrar o juiz deu escanteio não deu penalte nem expusou o jogador, depois a bola foi cortada com a mão dentro da área novamente e nada, tudo nas claras, o que leva a pensar que queriam eliminar o Inter de vez.Essas irregularidades que povo comenta começa desde da primeira rodada.

  • ELIZA

    -

    2/6/2011 às 2:15 pm

    ANTES DE JULGARMOS QUALQUER PARTICIPAÇÃO EXTERNA NA DECISÃO DE MATAR DE ALGUEM, DEVEMOS ANALISAR O INTERNO DO INDIVÍDUO, POIS O EXTREMISTAS (FANÁTICOS) EXISTEM EM TODAS AS RELIGIÕES E CRENÇAS (SEM NENHUMA EXCESSÃO). PORTANTO, NÃO É A RELIGIÃO QUE INCENTIVA, MAS A FALTA DE INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA PENSAR ANTES DE AGIR E O EXTREMO ÓDIO DE SI MESMO……NO CASO DO “NINGUEM”, QUE DEVE SER UM “NINGUEM” MESMO, QUEM AGIU COMO MACACO (IRRACIONAMENTE) FOI O MATADOR.

  • ninguem

    -

    13/4/2011 às 10:18 pm

    vão se ferra ele mato pq ele tava certo eu tambem matava essas crianças macacas

  • Conceição

    -

    13/4/2011 às 2:29 am

    Coincidentemente na madrugada do dia que aconteceu a tragédia, a Rede Globo exibiu o filme “Nova York Sitiada” que trata de vários ataques terrorista em Nova York, neste filme tem uma cena em que um terrorista invade uma escola e coloca crianças com reféns. Talvez seja uma triste coincidência ou um jovem pertubado que confunde realidade com ficção.

  • Horácio

    -

    12/4/2011 às 10:42 pm

    Tenho uma opinião: percebe-se claramente que o jovem encontrava-se isolado da família, uma caracteristica dos “desassociados” das testemunhas de Jeová, que sofrem ostracismo até da família quando saem da organização. Se esse for o caso, não é de admirar que ele estivesse perturbado do juizo! Junte-se a isso a esquizofrenia! O fato de o representante das TJ declararem que ele “não era da religião das testemunhas de jeová” não é tão significativo, pois para as testemunhas de Jeová quando alguem sai da organização delas é dado um anuncio onde a pessoa é descrita como não sendo mais uma TJ, neste sentido o representante das TJ pode ter omitido o claro envolvimento desse jovem com as Testemunhas de jeová. Repito: não estou culpando a religião, nem a biblia, nada disso. Mas se o jovem era um desassociado das TJ, isso ajuda a explicar o isolamento e o distanciamento da família dele (o rapaz assassino vai ser enterrado como indigente, porque, se a todo caso ele tem irmãos e irmãs? a resposta PODE SER: a familia dele é testemunha de jeová! pessoas que jamais iriam participar de um enterro de um “desassociado”, mesmo que este fosse seu parente).

  • Sandra

    -

    12/4/2011 às 3:55 pm

    Concordo que devam prosseguir investigando… ah, para os testemunhas de Jeová, Jesus é um profeta… eles não são fanáticos por Jesus, não… o teólogo não sabe disso???

  • Rodrigo

    -

    12/4/2011 às 3:45 pm

    O fato de ele frequentar uma igreja ou religião, tal como as Testemunahs de Jeová, tenho certeza que ele não erá menbro, testemunha de Jeová verdadeira numca irá fazer uma atrocidade dessa, pois preza, prega e vive a paz, odeia a violência, tanto é que as testemunhas de Jeová são visto como exemplo, em conduta, moral, e honestidade, ele Não erá Testemunha de Jeová.

  • Paulo Roberto Ramos

    -

    12/4/2011 às 3:08 pm

    Acho que boa parte dos jornalistas brasileiros, esses alinhados ideologicamente com quem manda no País, estão de tal maneira desconectados da realidade, principalmente da nacional, que só vão dar atenção a esse assunto e informar o povão do que de fato ocorre no País, quando formos vitimados por terrorista aqui, embaixo do nariz das autoridades brasileiras, se é que já não estamos sendo. E tudo em nome do insano comunismo.

  • PAULO

    -

    12/4/2011 às 11:23 am

    O FATO DE ELE PERTENCER OU NAO A UMA RELIGIAO NAO FOI O QUE O IMPELIU A COMETER TAL ATROCIDADE. JUDAS ISCARIOTES ERA UM DOS 12 DISCIPULOS E NAO TRAIU JESUS? OS ULTIMOS DIAS SAO TERRIVEIS, E OS INIQUOS ESTAO PASSANDO DE MAL A PIOR… 2 TIMOTEO 3:1-5,13

  • Ronalde

    -

    12/4/2011 às 7:38 am

    Reinaldo, você poderia comentar sobre o tsunami e a questão nuclear. O problema de Chernobyl foi o total sucateamento da URSS. E no Japão?
    O Japão é uma ilha cercada de terremotos por todos os lados. Ao construirem usinas atômicas, não previram a ruína das mesmas? Trata-se do maior exemplo da famosa tragédia anunciada!

  • Celina Vieira

    -

    12/4/2011 às 6:32 am


    Epa!!!Explica uma coisa pra mim…entao esse lunatico frequentou uma mesquita no centro do Rio de Janeiro e a reportagem do Fantastico faz entrevista com um lider islamico de Sao Paulo?

    Quantas mesquitas possui o centro do Rio de Janeiro? Porque a reportagem do Fantastico nao se dirigiu aos lideres muculmanos cariocas?

    Estranho…muito estranho…”
    2

  • Roubocoop

    -

    12/4/2011 às 3:42 am

    Contradições máximas existem. Exemplo: Cometer um atentado terrorista, tipo jogar uma bomba, (matar gente) numa clínica de aborto num estado dos EUA onde a lei permite tal prática. Combater o mal com um mal igual ofende a inteligência. Isso ocorre entre “religiosos” e entre “ateus”, como a história comprova. O mal é sempre feito em nome do bem. Como os bandidos que dizem que só matam bandidos. Não dá para livrar a cara de “religiosos” nem de “ateus” que assim o fazem. Conheço de perto uma testemunha de Jeová, e posso assegurar que o desprezo que ele sente por católicos, é tão grande quando o que sentem outros “religiosos”, como por exemplo, certos ditos “islâmicos”, mas que não são islâmicos, nem religiosos e nem ateus… A ética médica não permite deixar morrer de fome ou de sede. As testemunhas de Jeová fazem isso em nome de seus dogmas, porque dizem que não se pode alimentar de sangue. Seria como condenar a morte aquela equipe de Rúgbi que caiu nos Andes e se alimentou dos corpos de companheiros mortos. Deixar que uma pessoa morresse em nome de uma “vida sagrada”, transforma o “sagrado” em sacrilégio.

  • Elena Sophia Schmidt

    -

    11/4/2011 às 10:10 pm

    Calma Reinaldo,
    Assim você desmoraliza o combate ao terrorismo islâmico. O rapaz era um pobre diabo, um cachorro louco sem nenhuma condição psicológica de estabelecer vínculos interpessoais.

  • Fabio C

    -

    11/4/2011 às 9:36 pm

    Epa!!!Explica uma coisa pra mim…entao esse lunatico frequentou uma mesquita no centro do Rio de Janeiro e a reportagem do Fantastico faz entrevista com um lider islamico de Sao Paulo?

    Quantas mesquitas possui o centro do Rio de Janeiro? Porque a reportagem do Fantastico nao se dirigiu aos lideres muculmanos cariocas?

    Estranho…muito estranho…

  • Everson

    -

    11/4/2011 às 9:29 pm

    Reinaldo,

    Como você, também acho lamentável que os mesmos de sempre estejam politizando a tragédia.

    Nas entrevistas vazias com políticos, uma me deixou curioso. O Senador José Sarney classificou o ato como terrorismo.

    Eu pensava que o terrorismo não existia no Brasil. O governo obtusamente se recusa a usar o termo para classificar os atos das FARC, do doidão do Irã, dos amigos do Sudão, do italiano fugitivo.

    Interessante que sirva para classificar justo esta barbárie.

    Também acho que as conexões com o terrorismo islâmico devem ser analisadas.

  • Olavo

    -

    11/4/2011 às 9:29 pm

    E ainda querem desarmar a população.
    Quando quiserem invadir os lares nada poderemos fazer em defesa de nossa família.
    Esses são nossos políticos. Esse é o pt em ação.

  • Olavo

    -

    11/4/2011 às 9:24 pm

    Gente.Essa polícia federal é a mesma que já investigou outros fatos e nada ficou provado.
    Ela está no des/serviço a nação.
    Eu ,infelismente , não tenho esperança nenhuma nela.
    Estou errada ?

  • ARMAGEDOM

    -

    11/4/2011 às 9:24 pm

    ADMA-DAS 20:48.A MAIORIA PERTENCE A IRMANDADE UNIFICADA DO ROUBO DEMOCRATICO MAIS CONHECIDA COMO IURD!!!

  • André Felix

    -

    11/4/2011 às 9:17 pm

    Quando a liderança das testemunhas de Jeová diz que ele não era membro omite que ele apenas não era um membro batizado. Toda testemunha de Jeová é obrigada a participar no trabalho de ensino do grupo, apresentando relatórios mensais com quantidade de horas trabalhadas, publicações colocadas com o públicos, estudo bíblicos domiciliares dirigidos, entre outras informações. Existem os que são “publicadores não batizados”, que não estão aptos ainda para o batismo mas que já participam no trabalho de pregação. Eles são considerados testemunhas de Jeová. Nesse grupo estão incluídos novos membros e os jovens, filhos de testemunhas de Jeová, que podem se batizar apenas na pré-adolescência. Quanto os líderes das testemunhas de Jeová dizem que o atirador não era membro da religião eles estão simplesmente mentindo ou omitindo. Um filho de uma testemunha de Jeová é obrigado a acatar as diversas proibições que incluem não comemorar aniversários, feriados como o Natal, não receber transfusões de sangue, não falar com ex-testemunhas de Jeová, participar no trabalho de pregação, entre outras.
    Um dos principais ensinos das testemunhas de Jeová inclui a vindoura destruição de todas as pessoas que não fazem parte do grupo. Como não esperam a conversão em massa isso representa a morte de 99,99% da humanidade. Pessoalmente, acho que esse tipo de ensino nutre um profundo ódio contra a humanidade. Claro que a matança será feita por Deus, não pelas testemunhas de Jeová mas numa mente já doentia isso deve causar algum estrago. Todas as outras religiões são “Babilônia, a Meretriz” as pessoas de fora do grupo são rotulados de “mundanos”, “incrédulos”, destinados à destruição. Ex-membros são “apóstatas”, “porcas lavadas que voltaram ao lamaçal”, “cadelas que comem o seu vômito” e são tratados como se tivessem morrido, passam a ser ignoradas.Isso mesmo que a pessoa tenha apenas mudado de denominação cristã. Toda a cristandade é apóstata. E ser testemunha de Jeová é difícil para um jovem que segue as orientações morais da liderança – não podem namorar fora do grupo, só podem namorar com o objetivo de casar, não podem participar de eventos sociais que envolvam feriados como o natal, páscoa, dia das mães, etc., não podem cantar o hino nacional, participar de qualquer cerimônia nacionalista, entre outras proibições. Se forem batizadas, e geralmente se batizam entre os 10 e 14 anos de idade, não podem desistir pois isso implica em desprezo de toda a comunidade, que é impedida até de dizer um “olá” para um ex-membro. Pais chegam a expulsar filhos de casa, filhos deixam de visitar pais ex-membros. Mesmo que neguem e façam questão de pregar sua religião publicamente com largos sorrisos amistosos esse grupo religioso carrega um profundo ódio contra toda a humanidade.

  • -

    11/4/2011 às 9:14 pm

    Exatamente, Sr Azevedo. A Polícia Federal tem que investigar e não apenas apoiar a Policia Civil Carioca, para provar o já evidente (vide reportagem do Fantástico) vínculo do atirador com células terroristas que operam no Brasil, buscando apoio e o que ainda mais preocupante, simpatizantes (no PT tem um montão)e elemntos dispostos a cometerem seu atentados. Nas Olimpíadas em 2016 teremos problemas. Mas as próprias autoridades já estão distorcendo a investigação, seria por “ordem” abafamento das implicações políticas? O sujeito cometeu o atentado sozinho, em princípio, ao que parece já rompido com o “grupo”, mas houve contato,doutrinação e quase certo que treinamento. Não tem nada haver com a Religião Islâmica, os extremistas de lá, assim como extremistas daqui, os esquerdopatas, mentem ao povo e se apoiam nessas mentiras para atingirem seus objetivos sinistros. Esses terroristas e outros mais precisam ser neutralizados.

  • Roberto P. Pedroso

    -

    11/4/2011 às 9:10 pm

    Caro Reinaldo,
    Fico indignado como os políticos aproveitam-se de tudo para de auto promover, com certeza você já viu – Cabral promove PMs que agiram contra massacre em escola (folha.com), acredito que isto se transforma em uma jurisprudência – sempre que um policial fazer aquilo que deve ser feito tem que ser promovido.

  • Lúcia R.

    -

    11/4/2011 às 9:08 pm

    Reinaldo,
    Agora a pouco no JNac./Globo, deu a notícia que a PF vai dar apoio no caso p/investigar, junto c/polícia do Rio, todo o conteúdo (as cartas, manuscritos) nada vai ser descartado. Inclusive na Internet o perfil no MSN. (na foto ele aparece de barba).

  • ANA

    -

    11/4/2011 às 9:03 pm

    CAKITO , DAS 17:25 . COPIEI SEU TEXTO E NESSE MOMENTO TÔ MANDANDO POR EMAIL PARA VÁRIAS CIDADES DO BRASIL.
    VALEU MESMO !!!!!

  • adma

    -

    11/4/2011 às 8:48 pm

    Conheço alguns muçulmanos: honestos, trabalhadores, cidadãos de bem. Temso telhado de vidro. O crime organizado no país, assemelha-se ao terrorismo. Não foram muçulmanos a venderem as armas ao lunático assassino. Suas declarações são de uma mente doentia e mistura Deus, Jeová, Jesus. Acho uma temeridade estarmos levando para o terreno do terrorismo e mais ainda, impondo aos nossos irmãos muçulmanos (sou católica), um ato de um maluco e covarde. As chacinas semelhantes em outros países, foram também de muçulmanos? A que religião pertencem os bandidos de alta periculosidade que temos em nosso país?

  • Geek

    -

    11/4/2011 às 8:15 pm

    Perfeito, Cakito!

  • ANA

    -

    11/4/2011 às 8:13 pm

    SE ESTIVÉSSEMOS NOS ANOS 60/70 ISTO JÁ ESTARIA APURADÍSSIMO.
    ÉRAMOS FELIZES E NÃO SABÍAMOS.
    _____
    MAS …PAU QUE DÁ EM CHICO , DÁ EM FRANCISCO .
    O PRÓXIMO TAMBEM PODERÁ SER OS MILITARES, OS PETISTAS, OS POLÍTICOS,OS SEM TERRA E VERGONHA , O SENADORES , OS CONGRESSISTAS, O PLANALTO ………

  • Ronaldo

    -

    11/4/2011 às 8:08 pm

    Quem assistiu o filme Cristovao Colombo, com Gerard Depardieu, deve ter visto a zona que o caboclo arrunou quando assentou sua barraca na america.
    No final das contas o sujeito estava achando que ele era um enviado de Deus e estava ali para fundar o paraíso na terra. O melão da moçada de bunda de fora, dos nativos, é que foi pro saco, ficaram todos malucos com tanta piração dos colonizadores.
    Passaram-se 500 anos e essa terra ainda é de índios e escravos. Índios porque amam morar no mato e não querem saber de civilização. Escravos porque sempre se rendem e abanam o rabo ao primeiro tirano que aparece no terreiro cantando de galo.
    Agora os novos colonizadores são mulçumanos. Já elegeram o Apedeuta como seu representante, um verdadeiro showmã, bravo feticeiro que com o poder do marketing hipnotizou a tribo.
    Não comento a vontade de ser dominado, escravo, mas cito o exemplo dos chineses, pobres coitados, porque se não é o antigo imperador da dinastia ming é o partido comunista chinês.
    A explicação pode ser genética, porque como o brasileiro, vai gostar de uma coleira no pescoço lá na pqp. Ao contrário da Argentina que não teve escravidão e que na ditadura militar, morreram 30.000, nós filhos de escravos, aqui morreram 100.
    Se depender de sair uma lei pra prender terrorista, esquece, brasileiro não tem peito pra tanto.

  • ANA

    -

    11/4/2011 às 8:04 pm

    SÓ DESRRATIZANDO BRASÍLIA PRA EXTERMINAR ESSA IMUNDÍCIE QUE ASSOLA O BRASIL. OU 2012 E SEU ” SACULÊJO “.

  • ANA

    -

    11/4/2011 às 8:01 pm

    ESTAVA MAIS DO QUE NA HORA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA FICAR SABENDO E SER ESCLARECIDA DEVIDAMENTE. ATÉ MESMO PARA QUE DENÚNCIAS POSSAM SER FEITAS .
    UNS 60% DA POP. NEM IMAGINA QUE ISSO POSSA EXISTIR POR AQUI E DO QUE SERIAM CAPAZES.
    MAS QUAIS EMISSÔRAS SE PRESTARIAM A UMA
    ” BOBAGEM ” DESSAS ?
    É AÍ QUE JÁ ESTAMOS NO BREJO.

  • Carlos E.

    -

    11/4/2011 às 7:30 pm

    Reinaldo, muitos tem analisado e tentado entender o que levou esse rapaz a cometer essa brutalidade. Não psicológo ou pisquiatra, mas fica quase evidente o apelo relogioso na atitude desse que é, sem dúvida, um dos maiores monstros na história policial. Quando seu foco se direcionou às meninas -virgens, era como se ele estivesse se premiando com as virgens prometidas nos atentados suicidas. Nesse caso, o número poderia chegar a 40. Não é isso que pregam os assassinos a serviço de Osama?? Na mente deturpada desse rapaz, além de executar o que pregam esses falsos profetas, levaria consigo seu próprio harém: virgens, puras. E pensar que achávamos estar livres desse tipo de coisa.

  • ARMAGEDOM

    -

    11/4/2011 às 7:29 pm

    NAO PODEMOS ESQUECER DO MOLUSCO MOR,QUE VIAJOU MUITO PARA AQUELES LADOS E CONTINUA A NEGOCIAR COM ESSA GENTE.LEMBRO DE UMA FRASE QUE LI MUITAS VEZES NESTE BLOG E HOJE FAZ SENTIDO:”LULA SO TEM MORAL NO EIXO DO MAL”

  • Oswaldo

    -

    11/4/2011 às 7:05 pm

    Esse negócio de desarmamento me parece mais uma estratégia de desvio da atenção pública.
    As pessoas esquecem rápidamente dos fatos, não é porque não está havendo mais ataques terroristas que os diabos desapareceram.
    Os caras estão sofisticando e ao invés de ataques aqui e ali, vão ter seu próprio estado bem aqui na america latina, com o apoio dos próprios nativos.

  • Heriberto Fernandes de Araújo

    -

    11/4/2011 às 6:58 pm

    Quer saber algo sobre o Islã, é só ler o alcorão, e ver o que eles tem preparado para aqueles que continuam infiéis, todo o ocidente cristão, hoje é alvo maciço da intolerância religiosa islâmica, eles não aceita uma unica igreja cristã, exemplo da Arábia Saudita, nem um cristão pode falar de Jesus, públicamente, é passivo de ser preso e morto, sem nem uma defesa. EX. dos países Irã, Sudão, Arábia Saudita, etc.

  • Ted

    -

    11/4/2011 às 6:48 pm

    Os USA e a França têm que fazer pressão contra o governo brasileiro.
    Esse governo está colocando o mundo em perigo.

  • Joao Marcos

    -

    11/4/2011 às 6:47 pm

    Não foi à toa que o Papa se manifestou nas eleições no Brasil.
    É hora de todas as igrejas (católicos, crentes, etc) se unirem para salvar o rebanho da bestialidade. É essencial que padres, pastores e rabinos informem e orientem principalmente os jovens.

  • Tia Neide

    -

    11/4/2011 às 6:41 pm

    O terrorismo “existe hoje por que o cristianismo não está sendo suficientemente cristão”, frase de Martin Luther King.

  • bastião

    -

    11/4/2011 às 6:34 pm

    Sou a favor que a investigação seja feita pelas polícias Israelense,Espalhola e Americana(usa).Os da terrinha vão pegar “pau”.O terrorismo aqui fez carreira. O nome do filme é Uma Mente Brilhante.

  • Cakito

    -

    11/4/2011 às 6:32 pm

    Rei,a Franca acaba de proibir o veu muculmano das mulheres da tal seita.Se o marido da infeliz a obrigar a usar,vai direto pra cadeia.
    Ta dado o recado para o muhamedismo na europa.A Espanha,e Alemanha estao para adotar o plebiscito sobre a humilhacao do uso do tal veu em seus paises.Conhecendo esse povo como conheco elas vao desafiar a lei e sair pelas ruas usando o tal veu,e a batata vai comecar a acar aqui na Europa.Como eu ja falei antes,esse povo vai colocar fogo no mundo.A coisa vai ficar feia por aqui.Vc,do tal dos direitos humanos,q e contra o fato de se impor leis nossas contra esse povo,vai la no Egito,ou Iran e sai de mini saia com um decote daqueles,pra ver o q te acontece.Vai direto pra cadeia e vai sofrer humilhacoes de toda ordem.Se eles querem viver entre os Ocidentais,tem q respeitar nossas leis.Como eles exigem q se respeitem a leis deles nos seus paises.Se vc,muhamedista,nao esta contente…fora!

  • Sergio

    -

    11/4/2011 às 6:21 pm

    Pode-se, pois, fazer um balanço histórico positivo do cristianismo, o qual levou a uma nova relação do Homem consigo mesmo e a um novo modo de ser humanitário. A democracia grega antiga baseava-se na garantia sagrada dos deuses. A democracia cristã da época moderna baseia-se no caráter sagrado dos valores garantidos pela fé que são subtraídos à arbitrariedade das maiorias. O balanço do séc. XX mostra que, quando se retira o cristianismo, voltam a irromper, de repente, forças arcaicas do mal que estiveram banidas por causa dele. Pode-se dizer, de um ponto de vista puramente histórico, que não há democracia sem um fundamento religioso, “sagrado”.
    Mostrando quando muito um interesse polido pelas diretivas da hierarquia católica, quando não as rejeitam publicamente e simplesmente como abusivas e deslocadas, Lula e seus companheiros petistas concebem mais e mais continuar senhores de seus juízos sobre tal ou tal aspecto da moral, para restingir ou diminuir as exigências desta. A autonomia religiosa de Lula e seus companheiros petistas se mainifesta por uma indiferença e mesmo uma aversão crescente em face da religião católica.
    Essa indiferença abre espaço para a infiltração de tradições estranhas nessas terras da Santa Cruz, ou seja, grupos religiosos de todas as matizes e arsenais militares se sentem livres para entrar no país e arrebanhar discípulos e militantes, pois se o presidente do país e o maior partido do país não se importam em preservar as tradições e ensinamentos cristãos… Por que não trazer concepções novas de religiões nunca antes praticadas no país?!

  • André

    -

    11/4/2011 às 6:20 pm

    País corrupto é isso aí! Os investigadores preferem enfiar a cabeça debaixo da terra do que… investigar!É muito mais fácil né?Eles preferem não procurar conexões entre fatos, e fazer de conta que foi tudo obra do acaso. Foi o acaso que fez com que ele aprendesse a atirar, foi o acaso que o levou ao assassinato e tal! O quê que esse pessoal da polícia faz mesmo… investiga? Pra que, se foi tudo obra do acaso?

  • joão silva

    -

    11/4/2011 às 6:13 pm

    Concordo que se deva investigar a possibilidade de ligação terrorista. Você pode imaginar como estão as mentes das pessoas predispostas, sob um bombardeio perene e cruel de estímulos a assassinatos por motivos ideológicos ou não.
    A televisão e outros meios de comunicação estão aí para comprovar isso.
    Aqui mesmo nesse blog de altíssimo nível, que eu acompanho sempre, você encontra indivíduos fazendo previsões de como serão as religiões daqui há 300 anos!! E parecem manifestar ódio gratuito a cidadãos que possuem e praticam uma religião!!
    Será que em pouco tempo teremos também que nos reunir em catacumbas como na Roma Antiga, para manifestar a nossa fé ?
    Preocupa-nos muito esse comportamento.

  • bpistelli

    -

    11/4/2011 às 6:11 pm

    Fonte de renda e experimentação do uso de armas de fogo, em alguma boca de fumo do RJ, ele pode ter sido nos oito últimos meses traficante dono de boca e usuário de cocaína, talvez a cheirasse, pois não se viu cachimbos, o traficante pequeno pode ter renda pequena se usa parte da droga para uso próprio e não ganhasse mais de 2000 reais por mês, o suficiente para manter sua casa com internet de banda larga por meses e dinheiro para compra dos carregadores de 38 ( ele carregava na hora ) ao invés de dez segundos. Se fosse um da Al qaeda, teria pelo menos uma pistola automática com carregador ou uma metralhadora tipo UZI, mataria muita gente e daria chance dele sair vivo para continuar no crime e planejar os outros crimes da mente doentia dele, drogas causam psicose e esquizofrenia quando as pessoas deixam de usar por um tempo e isto pode ter ocorrido com ele.

  • André

    -

    11/4/2011 às 6:08 pm

    O PT com certeza é contra investigar a fundo isso. Com certeza!

  • carlos

    -

    11/4/2011 às 6:06 pm

    Aquele livro do Ali Kamel, mostra alguns trechos do Corão e eles pregam mesmo a morte de todos os infieis no mundo todo e que o Islam terá que dominar o mundo. Para eles a guerra santa nunca terminará.

  • carlos

    -

    11/4/2011 às 6:01 pm

    Nos jornais arabes estão falando que o carinha era sim musulmano.

  • PAU NELE

    -

    11/4/2011 às 5:54 pm

    ATENCAO!!! O PETRALHA E MILIONARIO “DATENA”,LOGO DEPOIS DO MASSACRE E DIVULGADA A CARTA DEIXADA PELO ASSASSINO SE ANTECIPOU POR VARIAS VEZES EM DIZER QUE ERA UMA BOBAGEM LIGAR O MASSACRE A0 ISLA OU COISA PARECIDA.NA HORA PENSEI,TERRORISMO ABAFADO MESMO!!!

  • Mauricio

    -

    11/4/2011 às 5:42 pm

    Estamos no Circo Brasil, onde o palhaço é você! Nada será investigado, nem quem confessa crime vai pra cadeia. Talvez criem uma CPI para dar uma disfarçada…..que acabará em pizza, obviamente. Esse tipo de crime começará a acontecer com mais frequencia, até que todos se acostumem, como tudo neste circo. Logo capacete de aço e colete a prova de balas fará parte do uniforme escolar das nossas crianças. Logo farão licitações para fornecimento dos novos uniformes para escolas públicas, que serão superfaturados e os uniformes apresentarão defeitos. Descobrirão que a empresa vencedora da licitação é do irmão do presidente do senado. O presidente da república conseguirá colocar a culpa nos países ricos e as irregularidades acabarão em pizza. Uns anos depois, todos serão reeleitos.

  • Cakito

    -

    11/4/2011 às 5:25 pm

    Reinaldo,sou leitor assiduo de seu blog.E sei q fui um dos primeiros a denunciar a instalacao esse povo do mal ai no Br.
    Vcs brasileiros,precisam se concientizar q a luta contra o terrorismo,nao e feita apenas por americanos,canadenses,e a europa.Essa uma uma luta muitissimo dificil de se vencer,por isso temos q nos concientizar q fazemos parte tbm dessa luta.Cada um de nos!!!Eles estao ai.Como ja disse moro em Londres e perdi uma grande amiga,q estava no onibus q foi explodido.Havia pedacos de corpos espalhados por mais de 200 metros.Muita gente ficou cega devido aos estilhacos de vidros do onibus.Cheiro de sangue,misturado com carne queimada.Foi uma coisa terrivel!Na epoca foi divulgado um video em q mostra o terrorista dentro do trem.Pasmem…ele se levantou,com sua mochila nas costas,foi do outro lado do trem em q havia uma mulher carregando seu bebe,virou-se de costas para ela e acionou o artefato,na cara do bebe,q felizmente falhou.Foi uma correria maluca dentro daquele trem.Infelizmente o muhamedizinho conseguiu fugir.Eles nos odeiam!O tal livrinho do mal diz q os infieis devem ser eliminados.Vc e o infiel,meu querido amigo.Vc,sua esposa,seus filhos,teu pai,tua mae,e seus amigos,sao os infieis.O tal do profeta deles q escreveu o livrinho do mal era mais maluco q o Wellington.Acorda meu povo.Esta na hora de abracarmos essa luta contra o mal.E a escuridao q se aproxima.Vamos acordar!Nao sou cacador de muhamed e nem estou aqui para incentivar uma guerra religiosa,ou coisa parecida.E um depoimento de quem convive com esse povo diariamente.Por favor,me oucam!Grande abraco a todos

  • noach

    -

    11/4/2011 às 5:12 pm

    prezado sr. Nilson, não estamos a discutir religiões…de qualquer forma, não me parece que o sr. esteja 300 anos a frente…

  • VIDENTE

    -

    11/4/2011 às 5:11 pm

    TA AMARRADO (16.45)- NA MOSCA!NAO PRECISA SER DO ISLA PARA COMETER ATROCIDADES!!!!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados