Blog Reinaldo Azevedo

Reinaldo Azevedo

Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura

sobre

Reinaldo Azevedo, jornalista, escreve este blog desde 2006. É autor dos livros “Contra o Consenso” (Barracuda), “O País dos Petralhas I e II”, “Máximas de Um País Mínimo — os três pela Editora Record — e “Objeções de um Rottweiler Amoroso” (Três Estrelas).

É claro que a PF está sob ameaça. Ou mudar o ministro, sob a ordem de Lula, por quê?

Lula tem saudade daqueles tempos em que sua polícia colaborou para quebrar as pernas do DEM, por exemplo. Bom era prender Daniel Dantas, José Roberto Arruda, Carlinhos Cachoeira, destruindo, de quebra, Demóstenes Torres. Aí era o caso até de cantar o Hino Nacional. Mas eis que essa Polícia Federal decide atuar com isenção partidária, não perguntando qual é a filiação do investigado. Aí Lula passou a ver uma ameaça ao estado de direito

Por: Reinaldo Azevedo

É evidente que José Eduardo Cardozo foi um péssimo ministro da Justiça. Basta ver as questões que estavam afeitas à sua área. Só pioraram ao longo do tempo — ok, reconheço que esse não é um privilégio só dele. Mais de uma vez, teve um comportamento detestável com o governo de São Paulo, por exemplo, que pertence a um partido adversário. Então não me peçam lágrimas por ele. Mas não é menos evidente, também, que foi derrubado por Luiz Inácio Lula da Silva.

Se essa é a última concessão de Dilma para tentar impedir que o cerco se feche em torno de Lula ou se é apenas a primeira, isso é o que vamos ver. Uma coisa é certa: desde que teve início a Operação Lava Jato e, depois, a Zelotes, que investiga Luís Cláudio, o filho mais novo do chefão petista, a carga do ex-presidente sobre a sua sucessora se tornou quase insuportável.

Lula nunca gostou de Cardozo. Durante o mensalão, achou que o então deputado se empenhou pouco na defesa dos companheiros. Mais: à época, o ministro defenestrado alinhou-se com aqueles que pregavam a renovação do partido. O Apedeuta é homem de ódios eternos quando a sua cidadela está em disputa. Ele pode fechar acordo com José Sarney, Fernando Collor e com o capeta, caso estes se dignem a fazer a genuflexão. Adversários convertidos viram amigos eternos. Já os amigos que ousam contestá-lo vão para o inferno.

O Poderoso Chefão já derrubou três ministros de Dilma. Não entro no mérito da competência de cada um, mas é fato que Aloizio Mercadante (ex-Casa Civil, hoje Educação); Joaquim Levy (Fazenda) e agora Cardozo caíram pelas mãos de Lula. Se vocês olharem bem, nos três casos, eram o seu interesse pessoal e as necessidades do partido que estavam em pauta. A esta altura, o homem quer que o Brasil se dane.

Mas o tal Wellington César tem como interferir na Polícia Federal? Em tese, não. Na prática, vamos ver. Desde logo, ele pode substituir, se quiser, Leandro Daiello, diretor-geral da PF. O cargo é de confiança do ministro. Ainda assim, a autonomia fica tecnicamente preservada. Nem o número 1 da instituição tem poder para mandar um policial parar de fazer uma investigação.

Ocorre que isso que se escreve aqui não ilumina os corredores, não é? Aliás, sabemos, as coisas são diferentes. Até porque a gente se obriga a ser lógico: se nada houvesse a fazer, então substituir o ministro para quê? A demissão de Cardozo da Justiça só foi exigida por Lula porque ele acredita que a PF pode voltar a funcionar mais ou menos nos moldes de quando ele foi presidente.

E a gente sabe que raramente se viu tamanha politização do órgão. Lula tem claro que, na sua gestão, os alvos preferenciais da Polícia Federal eram adversários do governo e do petismo. E aí eles batiam no peito e se orgulhavam de uma Polícia Federal que não poupava ninguém. A eficiência do órgão chegou a fazer parte de horário político e de campanha eleitoral.

Lula tem saudade daqueles tempos em que sua polícia colaborou para quebrar as pernas do DEM, por exemplo. Bom era prender Daniel Dantas, José Roberto Arruda, Carlinhos Cachoeira, destruindo, de quebra, Demóstenes Torres. Aí era o caso até de cantar o Hino Nacional. Mas eis que essa Polícia Federal decide atuar com isenção partidária, não perguntando qual é a filiação do investigado. Aí Lula passou a ver uma ameaça ao estado de direito.

O corolário é o seguinte: quando a PF algemava os inimigos de Lula, estávamos diante da evidência de que, “nestepaiz”, os ricos também choram. Agora que a PF prende petistas, mesmo sem algemas, então é porque existe no país um estado policial. Segundo o preclaro Rui Falcão, setores da PF e do MPF foram “capturados” pela direita…

É evidente que a troca de guarda no Ministério da Justiça obedece aos piores propósitos. Ou, então, fazê-la pra quê? Dilma não queria que Cardozo saísse; Cardozo não queria sair. E, no entanto, isso aconteceu.

Tenho fé que o tiro acabe saindo pela culatra. Afinal, a PF tem todo o direito, dadas as circunstâncias, de se sentir sob ameaça.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

133 comentários
  1. Airton Coelho

    A sociedade de bem não quer no território brasileiro uma nova GESTAPO e sim uma polícia cidadã e disciplinada. Acorda sociedade!

  2. Paulo

    Essa mudança do ministro Cardoso
    Pra mim, é uma grande farsa

  3. Paulo

    Essa mudança do ministro Cardoso pra mim, é uma grande farsa

  4. RODRIGUES

    A unica coisa que o funcionário público tem medo é de perder o emprego. Mas isso não o impede de cometer crime de peculato e corrupção porque tem a mente fraca e acredita que nunca vai ser pego. Ai vem o “mais”. Mais, quando sofre influência de políticos generosos esquecem o que é honestidade. Apesar da Polícia Federal e o Ministério Público Federal ter atuado contra ladrões do erário constantemente, mesmo contra a vontade dos bandidos e seus beneficiários, acredito que estão fazendo um bom trabalho e, pelo Brasil, não se vendam por alguns milhões.

  5. Tiago

    NOTA TÉCNICA

    EMENTA: Nomeação de membro do Ministério Público para cargo político. Vedação expressa na Constituição Federal. Violação. Configurado crime de Responsabilidade. Cabimento de ação de responsabilização do Presidente da República perante a Câmara dos Deputados e de ação popular para anulação do ato lesivo à moralidade administrativa.

    O exercício de outras funções públicas por membros do Ministério Público gera profundos questionamentos, tendo em vista a expressa vedação constitucional prevista no art. 128, § 5º, II, “d”, da Constituição Federal, abaixo transcrito:

    Art. 128. O Ministério Público abrange:
    […]
    § 5º Leis complementares da União e dos Estados, cuja iniciativa é facultada aos respectivos Procuradores-Gerais, estabelecerão a organização, as atribuições e o estatuto de cada Ministério Público, observadas, relativamente a seus membros: […]

    II – as seguintes vedações: […]

    d) exercer, ainda que em disponibilidade, qualquer outra função pública, salvo uma de magistério;

    Acerca disso, o Supremo Tribunal Federal já se manifestou várias vezes em sede de Ação Direta de Inconstitucionalidade, não deixando dúvida quanto a vedação prevista na Constituição Federal, conforme precedentes que passamos a citar.

    EMENTA: Ação direta de inconstitucionalidade. 2. Art. 105, VII, da Lei Complementar no 95, de 28 de janeiro de 1997, do Estado do Espírito Santo. 3. Exercício de cargo comissionado estadual ou federal fora da instituição por membros do Ministério Público. 4. Violação ao art. 128, § 5o, II, “d”, da Constituição. 5. Os membros do Ministério Público somente podem exercer função comissionada no âmbito da administração da própria instituição. 6. Precedentes. 7. Procedência da ação.
    (ADI 3298, Relator(a):  Min. GILMAR MENDES, Tribunal Pleno, julgado em 10/05/2007, DJe-047 DIVULG 28-06-2007 PUBLIC 29-06-2007 DJ 29-06-2007 PP-00021 EMENT VOL-02282-03 PP-00526)

    EMENTA: AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE. LEI COMPLEMENTAR DO ESTADO DE SERGIPE. MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL. EXERCÍCIO DE OUTRA FUNÇÃO. ART. 128, § 5º, II, d, DA CONSTITUIÇÃO. I. O afastamento de membro do Parquet para exercer outra função pública viabiliza-se apenas nas hipóteses de ocupação de cargos na administração superior do próprio Ministério Público. II. Os cargos de Ministro, Secretário de Estado ou do Distrito Federal, Secretário de Município da Capital ou Chefe de Missão Diplomática não dizem respeito à administração do Ministério Público, ensejando, inclusive, se efetivamente exercidos, indesejável vínculo de subordinação de seus ocupantes com o Executivo. III. Ação direta julgada procedente para declarar a inconstitucionalidade dos itens 2 e 3 do § 2º do art. 45 da Lei Complementar sergipana 2/90.
    (ADI 3574, Relator(a):  Min. RICARDO LEWANDOWSKI, Tribunal Pleno, julgado em 16/05/2007, DJe-028 DIVULG 31-05-2007 PUBLIC 01-06-2007 DJ 01-06-2007 PP-00024 EMENT VOL-02278-02 PP-00239)

    EMENTA: AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE. MEDIDA CAUTELAR. LEI COMPLEMENTAR DO ESTADO DE MINAS GERAIS. ORGANIZAÇÃO DO PARQUET ESTADUAL – REQUISIÇÃO DE SERVIDORES PÚBLICOS PELO PROCURADOR-GERAL. MATÉRIA DA COMPETÊNCIA DO GOVERNADOR. PRERROGATIVAS DE FORO. EXTENSÃO AOS MEMBROS INATIVOS DO MINISTÉRIO PÚBLICO. INADMISSIBILIDADE. FILIAÇÃO PARTIDÁRIA, DISPUTA E EXERCÍCIO DE CARGO ELETIVO. NECESSIDADE DE LICENÇA PRÉVIA. AFASTAMENTO PARA O DESEMPENHO DE FUNÇÕES NO EXECUTIVO FEDERAL E ESTADUAL. IMPOSSIBILIDADE. 1. A competência outorgada ao Procurador-Geral de Justiça para requisitar servidores públicos, por prazo não superior a 90 (noventa) dias, estando subjacente o caráter cogente da cessão, envolve imposição indevida de condições de governabilidade ao Chefe do Poder Executivo local, a quem cabe a direção superior da administração estadual. Violação aos artigos 84, II e VI; e 61, § 1º, II, c, da Constituição Federal. 2. As prerrogativas de foro dos membros do Ministério Público, em atividade, retratam garantias dirigidas à instituição como forma de viabilizar, em plenitude, a independência funcional do Parquet (CF, artigo 127, § 1º). Não se destinam a quem exerceu o cargo ou deixou de ocupá-lo. Inaceitável a extensão da excepcionalidade aos inativos. 3. A filiação político-partidária, a disputa e o exercício de cargo eletivo pelo membro do Ministério Público somente se legitimam acaso precedida de afastamento de suas funções institucionais, mediante licença. Precedentes. Interpretação conforme a Constituição dos dispositivos da norma legal que regula a matéria. 4. Incabível a imposição de restrições à concessão do afastamento do membro do Parquet para o exercício de atividade política, como não estar respondendo a processo disciplinar, cumprindo o estágio probatório ou, ainda, não reunir as condições necessárias à aposentadoria. 5. O afastamento de membro do Parquet para exercer outra função pública viabiliza-se apenas nas hipóteses de ocupação de cargos na administração superior do próprio Ministério Público. Inadmissibilidade da licença para o exercício dos cargos de Ministro, Secretário de Estado ou seu substituto imediato. Medida cautelar deferida em parte.
    (ADI 2534 MC, Relator(a):  Min. MAURÍCIO CORRÊA, Tribunal Pleno, julgado em 15/08/2002, DJ 13-06-2003 PP-00008 EMENT VOL-02114-02 PP-00309)

    Além de expressa vedação constitucional, a nomeação de membros do Ministério Público para o exercício de cargos no Poder Executivo revela nefasto e indesejável conflito de interesses, em que o fiscal passa a exercer a função do fiscalizado, numa simbiose deletéria que não atende ao interesse público.

    Sendo o fiscal da lei por excelência, o Ministério Público exerce atividade de controle dos atos do Poder Executivo. Segundo o art. 127 da Constituição Federal, incumbe ao Ministério Público a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis.

    Nesse sentido, seria de se esperar que o próprio Ministério Público vedasse o exercício de cargos no Poder Executivo por seus membros, o que não se verifica na prática, revelando, tanto da parte do Ministério Público como do Chefe do Poder Executivo que promove a nomeação, uma clara e manifesta forma de violação à moralidade administrativa.

    Com efeito, dentro da doutrina jurídica, toda vedação ou determinação legal deve ser acompanhada de uma sanção para o caso de descumprimento.

    No caso da vedação contida no art. 128, § 5º, II, “d”, da Constituição Federal, que impede a ocupação de qualquer função pública por membro do Ministério Público, sua violação configura crime de responsabilidade do Presidente da República, podendo sujeita-lo ao processo de impeachment, além de autorizar o manejo de ação popular por qualquer cidadão a fim de anular o ato de nomeação.

    Nesse sentido, o art. 85 da Constituição traz o rol de hipóteses que caracterizam os crimes de responsabilidade do Presidente da República, dos quais destacamos os incisos V e VII, abaixo transcritos:

    Art. 85. São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentem contra a Constituição Federal e, especialmente, contra: […]

    V – a probidade na administração; […]

    VII – o cumprimento das leis e das decisões judiciais

    A Lei 1.079/1950, que define os crimes de responsabilidade e regula o respectivo processo de julgamento, em seu art. 4º repete a hipótese de crime de responsabilidade do Presidente da República no caso de ato contra a probidade na administração:

    Art. 4º São crimes de responsabilidade os atos do Presidente da República que atentarem contra a Constituição Federal, e, especialmente, contra: […]

    V – A probidade na administração;

    Igualmente importantes são as situações que caracterizam o crime de responsabilidade por ato contrário à probidade na administração, previstos nos incisos 4 e 5 do art. 9º da Lei nº 10.79/50, que se aplicam perfeitamente ao caso, vejamos:

    Art. 9º São crimes de responsabilidade contra a probidade na administração: […]

    4 – expedir ordens ou fazer requisição de forma contrária às disposições expressas da Constituição;

    5 – infringir no provimento dos cargos públicos, as normas legais;[…]

    Nos casos de crime de responsabilidade, segundo o art. 14, é permitido a qualquer cidadão denunciar o Presidente da República ou Ministro de Estado, por crime de responsabilidade, perante a Câmara dos Deputados.

    Feitas essas colocações, nota-se que a nomeação de membro do Ministério Público configura violação à vedação expressa contida na Constituição Federal, caracterizando evidente crime de responsabilidade do Presidente da República, fundamentado nos dispositivos acima citados.

    Além de eventual responsabilização do Presidente da República, a nomeação de membro do Ministério Público para cargo ou função pública fora da própria instituição autoriza o manejo de ação popular a fim de anular o ato atentatório à moralidade administrativa.

    Nesse sentido, o art. 5º, LXXIII, da Constituição Federal prevê que “qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência”.

    A Lei nº 4.717/65, por sua vez, que regulamenta a ação popular, dispõe em seu artigo 2º, alínea “c”, que são nulos os atos lesivos nos casos de ilegalidade do objeto.

    O parágrafo único do art. 2º dispõe sobre o conceito de ilegalidade do objeto, estabelecendo que “a ilegalidade do objeto ocorre quando o resultado do ato importa em violação de lei, regulamento ou outro ato normativo”.

    No caso em análise, o resultado da nomeação de membro do Ministério Público pelo Presidente da República importa em grave e irremediável violação não só à lei, mas à Carta Magna, o que não só autoriza, mas exige a ação de qualquer cidadão no sentido de restabelecer a moralidade e a legalidade dos atos do poder público, inclusive do Presidente da República, se for necessário.

    Por fim, com relação ao membro do Ministério Público eventualmente nomeado para cargo ou função pública fora de sua instituição, ele está sujeito a responsabilização por ato de improbidade administrativa, previsto no art. 11, I, da Lei nº 8.429/1992, assim redigido:

    Art. 11. Constitui ato de improbidade administrativa que atenta contra os princípios da administração pública qualquer ação ou omissão que viole os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições, e notadamente:

    I – praticar ato visando fim proibido em lei ou regulamento ou diverso daquele previsto, na regra de competência;

    Sendo membro do Ministério Público o eventual violador da referida norma moralizadora da administração pública, mostra-se ainda mais importante fazer valer a Constituição Federal e as leis, razão pela qual devem ser instadas as instâncias correicionais do Parquet no sentido de que tisnar atos atentatórios à moralidade administrativa, uma vez que a restrição quanto aos legitimados para propor ações de improbidade administrativa, que se concentra basicamente no próprio Ministério Público, permite a proteção entre seus membros.

    Forte em todo o exposto, conclui-se que a nomeação de membro do Ministério Público para cargo de Ministro de Estado, Secretário de Estado ou qualquer outra função ou cargo público, fora do âmbito do Ministério Público, é vedada expressamente pela Constituição Federal e assim reconhecido em vários precedentes do Supremo Tribunal Federal, no âmbito de diversas ações de controle direto de constitucionalidade.

    E em caso de violação da citada vedação, tal ato pode ser classificado como crime de responsabilidade do Presidente da República, autorizando sua denúncia por qualquer cidadão à Câmara dos Deputados, bem como autoriza a propositura de ações populares para anulação do ato, além de também configurar ato de improbidade administrativa do membro do Ministério Público que concordar em exercer função para a qual está vedado constitucionalmente.

  6. Alberto

    Essa organização criminosa acha que vai esfriar a Lava Jato.
    Vem uma nova delação aí que vai sacudir tudo e não estou falando de Marcelinho Acarajé, esse sim vau estourar o resto.
    O cretino do Collor fez 1% em relação a essa anta e botaram pra correr e esse lixo ainda sobrevive.
    Lula foi uma das piores coisas que aconteceu no Brasil.
    O Brasil pede socorro, o cidadão médio como diz no direito pede socorro, estamos sendo sufocados.

  7. Carvalho da Font'Seca

    Este sujeito, o luis inacio da silva apedeuta lula, é a pessoa mais nefasta deste país! O que necessitamos, portanto, é por fim definitivo nesta aventura dantesta que foi o governo petista. Para tanto, já que a cozinheira não quer a saída honrosa através da RENÚNCIA, então que seja RENUNCIADA, ou seja, sofra o IMPEACHMENT, pois sua presença só serve para manter esta gangue rodeando que nem urubu na carniça as instituições e a economia brasileiras!

  8. Adilmar Pereira Fernandes

    Não conheço o funcionamento da PF, mas creio que esse ministro vai transferir os policiais que integram a força tarefa pra bem longe de Curitiba, e colocar outros alinhados com a facção. Penso também que se não houvesse como interferir em alguma coisa, não faria sentido mexer no ministério.

  9. covarde sei que me podem chamar

    a PF está sob ameaças!e para o barba está claro e evidente que nós escravos do estado brasileiro,somos um bando de carneiros,veados campeiros e citadinos,além de galinhas polacas,inclusive os delegados,técnicos e policiais desta instituição,que correm em disparada,ziguezagueando desesperados,ao menor zurrar deste estuprador de muares e da
    língua portuguesa!o problema consiste no seguinte:o barba combinou alguma coisa com o pessoal da PF?
    alguém da PF estará disposto a comprometer seu currículo profissional para blindar um capo caído em desgraça?
    ou a ira que brota de corações honestos do pessoal da PF,cuidará de lançar suas flechas gélidas no coração do transtornado mental que acha que é DEUS?

  10. Andre Noschese

    A PF têm autonomia prórpria. Não se esqueçam que a PF é o braço executor do MP e Judiciário de 1a. instância como o Juiz Sergio Moro por exemplo. Esses sim são completamente independentes pela constituição e não vão parar por nada. São profissionais jovens, ganham suficientemente bem e estão com sangue nos olhos e faca na boca. Querem fazer a diferença. Vivemos a Revolução Francesa Brasileira guardadas devidas proporções. Não sobrará viva alma sem punição.

  11. DIZ

    No dia que prenderem o Lula, os cegos e os surdos pensarão que o Brasil ganhou a Copa do Mundo.

  12. Rafael Roldan

    E mesmo aparelhada pelo Lulla, a PF nunca se preocupou em investigar os tucanos. Agora que a água bateu e passou dos fundilhos dos petralhas, resolvem vir à tona com um caso de menor importância do FHC… É muito desespero! Pena que vai acabar em pizza.

  13. Carlos Augusto

    Agora quero ver se A PF quer umn brasil limpo, ou só pensava em benefícios próprios..Vamos ver!

  14. Wagner Campos

    Se Lula tem tanta influência assim ao ponto de tirar o ministro da justiça, isso significa que teria muito mais influência nas decisões do Brasil e que Dilma não resolve nada,e quem na verdade governa este país é ele . Dilma seria apenas uma presidente sob a autoridade maior no caso Lula. É o pior é Lula ter autoridade de impedir que a justiça se aplique nas irregularidades contra ele, aii configura que quem manda no Brasil é ele, é até ao ponto de impedir que a justiça seja feita contra ele. Seria como um injusto assima da lei e de tudo neste pais . É Dilma seria apenas alguém que faz a vontade de alguém acima dela.

  15. Kevin Lomax

    FATOS DA ERA DILMA

    DILMA de PASADENA – esse é o seu novo apelido da presidente, pois segundo Nestor Cerveró ela sabia de tudo sobre Pasadena e cobrou pessoalmente o diretor sobre a compra da Refinaria Ruivinha.

    MÃE DO PETROLÃO – pois ela era Presidente do Conselho de Administração da Petrobrás, Ministra de Minas e Energia, Ministra Chefe da Casa Civil e Presidente da República durante o maior escandalo de desvio de recursos públicos da história da política mundial que aconteceu na Petrobrás.

    PIOR PRESIDENTE DA HISTÓRIA DO PAÍS – Na sua gestão ela conseguiu quebrar o Brasil, fechando o ano com um rombo de 120 bilhões de reais nas contas, cometeu crime de responsabilidade fiscal apontada pelo TCU,está sendo denunciada no TSE por usar dinheiro de propina da Petrobrás na sua campanha eleitoral, volta da inflação, desemprego, violência desenfreada em todas as capitais, transporte público precário, obras da Copa superfaturadas, desastres ambientais por falta de fiscalização correta como o de Mariana, crescimento do desmatamento das florestas, saúde pública vergonhosa usando o ministério como barganha política, falta de saneamento básico que possibilitou o ZIKA VIRUS que atinge as populações mais carentes, educação com números vergonhosos tendo 3 ministros em menos de 1 ano e ainda tentou dividir o pais entre Norte contra Sul, Negros contra Brancos, Homens contra Mulheres, Gays contra Héteros, Ricos contra Pobres, Católicos contra Evangélicos. Entre outros diversos erros de gestão por falta de competência, habilidade política e conhecimento teórico. Lembrando que 70% dos impostos pagos pelos brasileiros fica com o Governo Federal.

    GOVERNO NOTA 10-
    10% de popularidade
    10% de inflação ao ano.
    10% de desemprego.

    GOVERNO MAIS CORRUPTO DA HISTÓRIA DO BRASIL – Participa a 13 anos do governo que mais patrocinou corrupção na nossa história com diversos filiados do seu partido presos como Jóse Dirceu, José Genoino, Delubio Soares, Silvinho Pereira Land Rover, João Vaccari, Renato Duque, André Vargas e o líder do seu governo Delcidio do Amaral, fora diversos empresários ligados aos esquemas.

    Teve o seu marqueteiro, guru e maior conselheiro PRESO, por ter recebido dinheiro no exterior da ODEBRECHT para lavar dinheiro do Petrolão e pagar sua campanha presidencial.

    CONTRA FATOS NÃO EXISTE ARGUMENTOS.

    PS: Quem concorda com o texto, por favor repasse ele nas redes sociais e e-mail os verdadeiros motivos da saída da presidente. Não é Dilma contra Cunha é Dilma contra o Brasil. FORA DILMA, FORA RENAN e FORA CUNHA!!!!

    Dia 13 de Março todos na rua de verde amarelo azul e branco. ( MEGA MANIFESTAÇÃO PELO IMPEACHMENT )

  16. D.

    Caso o ministro da justiça empossado e indicado pelo ministro da casa civil realmente comesse a interferir na operação lava-jato o povo irá pedir a cabeça dos dois ministros, casa civil e justiça, e os congressista farão pressão seguindo as vozes das ruas pensando nas eleições de 2018.Todos nas ruas em 13 de março,”se não for para a rua a Dilma fica”.

  17. José Antonio, de Olinda

    Na década de 90 do Século passado, Cardozo integrou uma comissão de ética do PT e pediu a cabeça de Teixeira, o advogado de Lula, e por isso nunca foi perdoado.
    Cardozo, ao ser designado para A AGU, dá o primeiro passo em direção ao STF. Nesse caso, Dilma se vinga de Lula, colocando na Suprema Corte um adversário do Éneadactilo (eis um bom nome para uma eventual operação de prisão do
    Lula).
    É a velha história, da mesma forma que no mundo do futebol a única inocente é a bola, no mundo político o único inocente é o eleitor.

  18. Gilceo Jair Klein

    JUSTIÇA
    STF manda Delazari optar pelo governo ou MP
    Supremo negou pedido do secretário para acumular funções

    10/07/2007 19h09 Caio Castro Lima
    00Comentários (0)
    O Supremo Tribunal Federal (STF) negou ontem o mandado de segurança pedido pelo secretário estadual de Segurança Pública e promotor de Justiça, Luiz Fernando Delazari, para permanecer no governo e continuar com o cargo no Ministério Público Estadual (MP). Com essa decisão, do ministro Celso de Mello, Delazari terá de escolher se abandona a carreira no MP ou se sai da secretaria, informou a assessoria de imprensa STF.

    Segundo o tribunal, Delazari pode ainda tentar um recurso, uma vez que a decisão foi de um único ministro. Nesse caso, ele teria de entrar com um agravo regimental e o caso seria julgado em agosto, pelo plenário do STF. Mas, até lá, de acordo com a assessoria da instituição, o promotor terá de se afastar do cargo de secretário de estado. Isso, porém, só deve ocorrer após a notificação oficial de Delazari. A posição de ontem do STF, segundo o órgão, ratifica a decisão do Conselho Nacional do Ministário Público (CNMP), que determinou que Delazari se afastasse da secretaria.

    A reportagem entrou em contato com o advogado de Delazari, Guilherme Gonçalves, mas foi informada de que ele estava em viagem para um local onde o telefone celular não funciona. Já a Secretaria de Estado da Segurança Pública afirmou que não vai se manifestar sobre o assunto.

    Luiz Fernando Delazari vem tentando acumular as duas funções desde o início do ano. Por determinação do CNMP, de acordo com a Constituição Federal, um promotor de Justiça não pode exercer cargos no Executivo. Delazari tentou em todas as instâncias administrativas e jurídicas permanecer nas duas atividades. Há, inclusive, um processo disciplinar contra ele no MP por causa da situação.

    Delazari recorreu da decisão do CNMP e pediu uma licença ao MP para tentar continuar no governo e no MP. Mas a licença foi negada pelo procurador-geral de Justiça do Paraná, Mílton Riquelme de Macedo. Então, o secretário foi ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJ) para obter a licença e a conseguiu. O MP recorreu e Delazari teve novamente a licença anulada. A última tentativa do secretário foi recorrer ao STF.

    Assessores do secretário vêm afirmando que Delazari está disposto a abandonar a profissão de promotor de Justiça e terminar o mandato de Roberto Requião (PMDB) no cargo governamental. Caso isso ocorra, ele estaria abrindo mão de uma carreira vitalícia, com um salário mensal de cerca de R$ 14 mil, para receber, por mais três anos e meio, R$ 11,9 mil por mês no cargo de secretário.

    Delazari alega que iniciou um trabalho na Segurança e teria de terminá-lo. Caso ele decida retornar ao MP, há governistas que acreditam que o próprio governador, assim como fez em 2003, acumule a função de secretário da Segurança até escolher um substituto.

  19. GILBERTO MARTINS DA SILVA

    Indignado – Março 1, 2016 às 1:08 pm. Vou trabalhar em cima disso e disponibilizar uma minuta no blog, caso Reinaldo não se imoporte em ceder o veículo. Aguarde e grato pela atenção. Vamos preparar para divulgação no dia 13 e início de coleta de assinaturas. Abraço

  20. A. Meneses

    Lula, o PT, Renan Calheiros, Cunha, e muitos outros calhordas que abundam na política, governo e justiça no Brasil, ainda estão atuando com os mesmos princípios que os guiava 3 ou 4 ans atrás. Ou seja, pode fazer o quizer que no final tuso se ajeita. A Justiça está no bolso, o Congresso está no bolso, a imprensa está no bolso, e por ai vai.
    Parece que ainda náo perceberam que com o advento de homens como Sergio Moro, muitos profissionais de Polícia Federal, alguns representantes da mídia, a Internet e as redes sociais, o jogo está mudando rápido. E não é na direção de fazer crescer a entropia.

  21. Anticorrupto

    Caso a PF receba uma ordem desastrada desse “camarada” que Lulla nomeou, no sentido de, infringir as leis constitucionais, não seria o caso da desobediência e insubordinação da PF e, ainda por cima, prender esse “camarada”, tendo em vista que a Constituição está acima de qualquer autoridade?

  22. Salvador Sotero

    Pelo menos o ex está vivo. Stalin mandava matar – lembra de Trotsky?

  23. leandro

    Aqueles que se sentem mais atingidos e prejudicados, MPF e PF, já podem começar a investigar o passado de engavetador e procrastinador do novo ministro. Se tudo que a oposição disse é verdade, a cabeça do “padrinho” Wagner vem de lambuja.
    Tiro no pé, tiro pela culatra.

  24. Nelson Marchetto (79)

    (Tenho fé que o tiro acabe saindo pela culatra. Afinal, a PF tem todo o direito, dadas as circunstâncias, de se sentir sob ameaça.) É claro caro Reinaldo que a ameaça não é “velada” é “anunciada” mesmo com todas as letras mal escritas pelo lula e o pt!!!

  25. Osmario

    Vão lá e metam a algema, no vigarista-mor da Republica. Isso acabaria de vez, com a balela, de que o povo brasileiro entraria em convulsão social se o pilantra for preso. O povo vai é festejar nas ruas, o dia em que aparecer uma autoridade com culhão ,para meter na cadeia esse ladrãozinho barato que se acha dono do Brasil.

  26. Osmario

    Qualquer calhorda que ousar ameaçar, quem quer que seja, da Policia Federal, deve receber “voz de prisão” imediatamente e ser conduzido a presença da “Autoridade Policial”, para ser lavrado o termo de “Prisão em Fragrante”. É isso que diz a legislação brasileira. E é isso que vai acontecer, com qualquer que seja o quadrilheiro petista, não interessa o cargo que ocupe. Só mesmo a mente doentia, desses esquerdopatas, para achar que lula e seus asseclas estariam acima da lei. Tudo bem que existem idiotas que acreditam nisso. Mas idiotice ainda não é crime… ainda bem né…

  27. A. Meneses

    Quando o chefe da polícia SA de Hitler, Ernest Rohm, começou a tomar atitudes que estavam desagradando o chefão, ele logo tratou de romover ( e aliás mandou matar Rohm) o incoveniente e o substituiu por Himmler, que foi o maior carniceiro da história, e que só fazia o que o chefe queria.
    Parece que já tivemos parecido com o Ministro de Justiça e vamos ter o mesmo com a PF.

  28. vania

    este sapo maledito ja deveria estar na jaula, e até uma ofensa aos sapos ..este traste é o demo em pessoa

  29. NONSENSE

    O Wellington tem como interferir no idioma com a pérola “CONSPURCAR CONTRA” (vide matéria de O Antagonista onde ele discorre sobre a redução da idade penal).

  30. Kalil Boanova

    Rei,desse jeito é melhor a Dilma,vulgo anta paralitica,pedir para cagar e ir embora

  31. SILVIO JD

    MAIS UMA MANOBRA ATORDOADA DO PT, É O DESESPERO PROVOCADO PELO MEDO DA CADEIA BATENDO À PORTA. MAIS UM TIRO NO PÉ. VAI DAR ERRADO. (JÁ DEU).

  32. Prof. Pinheiro

    Acho que a PF vai se ouriçar mais ainda pra cima da petralhada, junto com o MPF.
    Bem feito pro Lula, que cometeu mais um erro.
    De erro em erro Lula vai se credenciando para a masmorra…

  33. Sergio Ferreira

    EU ODEIO O PT E OS PTRALHAS

  34. Cris Azevedo

    Rei

    Concordo com o Davi Almeida das 10:43. Esta gente e lisa e perigosa. Veja o caso do Odebrecht. Só prenderam quando o acúmulo de provas incontestáveis contra ele era tamanho, que nem com reza brava daria para livra-lo. Veja só o tamanho e a extensão das “operações”da empreiteira. Está mais para máfia internacional! Os caras são bandidos com B maiúsculo!
    Acho que, com Lula, será a mesma coisa. Uma vez caído na boca do lobo, não se salva nunca mais. As provas serão muitas, imensas, fortes e definitivas.

  35. ronaldo bezerra da silva

    Reinaldo, trabalhei numa escola técnica em SP e para contratar um promotor de justiça para dar aulas de direito e legislação [2º grau técnico], aprendi que o promotor ou o juiz só pode acumular cargo ou função pública com a sua carreira e o magistério em qualquer grau. É o que determina a Carta Cidadã de 05-10-2008 [que saudade do Dr. Ulisses] e na esteira as constituições estaduais.

  36. Adriano

    Parece-me que as pessoas ainda não se deram conta do que está acontecendo. Vejo apenas “notinhas” em sites e jornais sobre esse assunto, que ao meu ver é da mais pura gravidade: uma presidente da república e toda a sua turma mudando cargos para abafar casos que os envolvem. QUEREM COISA MAIS BOLIVARIANA QUE ISSO?

  37. Indignado

    GILBERTO MARTINS DA SILVA. Elabore esse abaixo assinado então. Se cada um tem que fazer sua parte, faça isso e nós todos assinamos. E dia 13 todos vamos às ruas também.

  38. João Freedom

    A Constituição Federal impede a posse do procurador baiano no Min. Justiça?
    Art. 128. § 5º II – as seguintes vedações:
    “d) exercer, ainda que em disponibilidade, qualquer outra função pública, salvo uma de magistério;”
    E aí Reinaldo?

  39. Junior

    “HOJE VOCÊ É QUEM MANDA. FALOU, TÁ FALADO…” (chico buarque)

    EU SOU MEU VOTO!
    NÃO REELEJO!

    O -“ômi”- lula quer hoje o MPF e a PF que tinha em 2005 quando foi aberto inquérito para apurar aporte de R$5.200.000,00 na gamecorp (lulinha) pela então Telemar, hoje Oi.

    Esse MPF, um dos tantos MPF(s) brasileiros e essa PF, uma das tantas PF(s) brasileiras, arquivaram o inquérito sem ter ouvido ninguém.

    Ninguém?!?

    Bem, houve sim um esforço de apuração.

    Em sete anos fizeram três consultas por escrito : à Gamecorp (lulinha), à Telemar (Andrade Gutierrez) e ao honroso BNDES.

    As três honrosas entidades responderam não saber de nada!

    Pronto!

    Concluída a investigação.

    Dispendiosos sete anos de trabalhos.

    Após esse período de trabalhos -tempo suficiente para esquecimento do público-, em 2012 os valorosos MPF e PF, após exaustivas 03 diligências concluíram pelo arquivamento do inquérito.

    Mas, tudo indica que ele ainda os tem. Os movimentos das instituições indicam que ele tem mais.Tem cnmp -conselho nacional do ministério público-, tem o ministério da justiça, tem o stf, tem o stj.

    “…VOCÊ QUE INVENTOU ESSE ESTADO…”(cb)

    Não será surpresa o “ômi” mais “onesto” “destepaiz” assumir um cargo que lhe confira foro privilegiado por prerrogativa de função para fugir do Sérgio Moro e ir para os confortáveis -para ele- braços do stf.

    Os mesmos braços “garantistas” que dão colo a renan calheiros.

    O hoje presidente do apequenado stf foi indicação da “madame” -como parece que a tratam diretores da oas-, a mulher do “ômi”.

    “…AMANHÃ HÁ DE SER OUTRO DIA…VOCÊ VAI SE DAR MAL…
    …ONDE VAI SE ESCONDER?…” (chico buarque)

    EU SOU MEU VOTO!
    NÃO REELEJO!

  40. Moritz

    A democracia interessou ao PT quando o partido não estava no poder. Chegando ao poder, a democracia tornou-se um obstáculo para o projeto dos petistas.

  41. Fora PT

    http://fatoonline.com.br/conteudo/16948/cardozo-confidenciou-a-amigo-que-sairia-do-ministerio-para-nao-acabar-como-nisman

  42. Arauto

    Enfim começou aquilo que todos esperavam desde quando quadrilha do PT organizou o saque aos cofres públicos. Dentro da própria quadrilha os gangsteres entraram no fogo cruzado, e o tiroteio terminará em baixa em ambas as facções, como está escrito nas estrelas. O problema é que falta quem faça a limpeza do terreno e construa uma nova nação que tenha um povo soberano. Quem sabe quando a Terra entrar em outra galáxia?

  43. bh

    LULA PODERIA TAMBÉM SER CHAMADO DE NEWTON CARDOSO (newtão) . Só vivem por destilar ódio. O mais interessante é ver esse cara mandar no péssimo governo. Ficamos sem saber quem deve sair de sena primeiro: lula/marisa ou zica, digo, dilma.

  44. Darazoom

    Contando… contando… tic-tac… tic-tac.
    Faltam 12 dias. Todos nas ruas pra botar esse povo pra fora.
    Fora dilma! Fora pt!

  45. AVATAR !!!

    Os ZUMBIS petistas estão em polvorosa! Foi MEDONHO, asqueroso e aviltante assistir a tv senado ontem à noite e ver a caricatura gleise repedindo o discurso do Apedeuta!
    Até quando o senado vai continuar sendo o curral petista, essa casa dos Horrores!!!

    IMPEACHMENT JÁ !

  46. ser

    Bom dia brasileiros e brasileiras da razão e coração.
    Bom dia RA.
    Não vai adiantar estes conchavos, que a todo dia são bordados no governo, instituições, entidades e afins, para que a impunidade seja preservada em nosso país.
    A justiça, aquela de olhos vendados, como instituição não existe mais, mas, sempre o “mas” no Brasil, temos os entes e agentes da razão e coração, que de alguma forma, impedem que o projeto de poder pelo poder vingue definitivamente em nossa pátria.
    Somos a resistência contra esta aberração de gestão temerária da União, contra a manipulação da democracia e do estado de direito.
    Eventos para restabelecer o equilíbrio, ocorrem e vão ocorrer, mesmo com as mordaças de todas as matizes que são impostas a sociedade brasileira, aos entes e agentes que ocupam cargos, mandatos e togas, os quais honram suas atribuições e prerrogativas constitucionais.
    E quando chegar a hora, e vai chegar, vamos nos lembrar de todos, os que trilharam o caminho do mal para se perpetuarem no poder.

  47. gilberto

    Será que a POLICIA FEDERAL vai se submeter a tudo isso?

  48. Newton

    A ida do Ministro Cardozo para a AGU fará dele o novo encarregado da leniência empresarial.

  49. roqque

    Wellington César que fique bonzinho. A esta altura a PF já sabe o que ele fez em veroes passados.Como todo ministro deste Governo tem sujeira à esconder,este novato nao deverá se exceçao.É só uma questao de dias e vamos ver se Welington Cesar vai agir como um cao fiel do pt, detonando a investigaçao sobre Lula e outros petralhas.Esperemos que a PF nao fique passiva.

  50. Francisco Barreto

    O novo ministro vem lá da Bahia, deve ser um discípulo da seita petista, porque vai entra na maior barca furada em todos os tempos..