Blogs e Colunistas

11/05/2012

às 3:39

Dono da JBS diz que governo deu aval para comprar Delta e diz que boato sobre descontentamento do Planalto é “conversa de bêbado”

Por Catia Seabra, na Folha:
empresário José Batista Júnior, um dos controladores do frigorífico JBS, disse ontem que o governo foi consultado e deu aval à decisão de sua família de comprar a construtora Delta para impedir a paralisia de suas obras. “O governo quer que salve a companhia e dê continuidade às obras. Não quer que quebre a empresa”, disse o empresário, o primogênito da família Batista. Júnior, como ele é mais conhecido, presidiu a JBS por 25 anos e é conselheiro da J&F, a holding familiar que controla a JBS e anunciou nesta semana que assumirá o controle da Delta.

O empresário chamou de “conversa de bêbado, de louco” a versão de que a holding teria negociado a compra sem consentimento do governo Dilma Rousseff. “Imagina que o doutor Henrique Meirelles [ex-presidente do Banco Central e presidente do Conselho de Administração da holding] vai fazer um negócio que o governo não quer! 99% da carteira da Delta é com governo federal, estadual, municipal. Como vai fazer um negócio desses?”, afirmou ele.

E acrescentou: “Zero chance de fazermos uma loucura dessas. Como comprar uma empresa sem contrato? Ninguém compra”. O discurso de Júnior contraria a informação de interlocutores de Dilma de que ela desaprova a operação. Afronta ainda manifestação oficial da J&F descartando prévia consulta ao governo. “A J&F não procurou o governo. E não haveria por que, pois se trata de uma operação privada, não política. A empresa vai continuar concorrendo nas licitações, conforme a lei 8.666″, disse ontem a assessoria da holding.

A construtora Delta enfrenta dificuldades por causa de seu envolvimento com o empresário Carlinhos Cachoeira, que foi preso em fevereiro e é acusado de comandar um esquema de corrupção. Investigações conduzidas pela Polícia Federal sugerem que o grupo de Cachoeira defendeu interesses da empresa e a ajudou a obter contratos em vários Estados.

Embora integrantes do governo digam que essa é a tendência, Júnior disse duvidar da possibilidade de a Delta ser declarada inidônea, o que esvaziaria o atrativo comercial da empreiteira que mais recebe verbas orçamentárias do Executivo desde 2007. “Isso é conversa de gente que não sabe nada. Viu alguém falar isso no governo? Você sabe que tem muitas construtoras querendo comprar a Delta.”
(…)

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

33 Comentários

  • cidadão comunizado pelo PT

    -

    12/5/2012 às 5:38 pm

    http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/carta-de-tesoureiro-do-pt-a-empresarios-em-nome-da-“presidente-dilma”-tem-cara-de-achaque-e-de-chantagem/

    É dando que se recebe

    É longo o braço da Delta nas campanha eleitorais. Segundo registra a Justiça Eleitoral, a empresa de Fernando Cavendish doou oficialmente R$ 1,150 milhão à campanha de Dilma Rousseff (PT) à presidência da República, em 2010. E se transformou na empresa que mais recebeu recursos para tocar obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Estima-se que esses valores podem ter chegado a R$ 4 bilhões.

    O JBS – frigorífico pertencente à holding J&F, que adquiriu a Delta – doou R$ 12 milhões à campanha da presidente Dilma Rousseff e ao PT nas eleições de 2010. Foram R$ 9 milhões ao comitê financeiro nacional e R$ 3 milhões à direção nacional do partido.

    É dando que se recebe

  • Amaro de Porto Calvo

    -

    11/5/2012 às 11:30 pm

    Gente essa conversa para boi dormir não! É negócio de ladrão e a terrorista disse que não sabia, tem um professor o dezenove dedos.

  • Valdemir Somenzari

    -

    11/5/2012 às 7:18 pm

    Dono da JBS diz que boato sobre descontentamento do Planalto é “conversa de bêbado”. Será que êle está falando de Lula?

  • eumesma

    -

    11/5/2012 às 6:42 pm

    Para salvar a Varig, não deram um tostão e ainda ajudaram a enterrar. Nuncaantenestepaiz se viu um negocião tão rapidão.

  • toninho malvadeza

    -

    11/5/2012 às 4:36 pm

    NÓS ainda vamos pagar essa conta.NÃO PASSARÃO.

  • Zeaugusto

    -

    11/5/2012 às 4:20 pm

    Reinaldo, o Júnior da JBS diz que o governo deu aval na compra de Delta. Pergunto: quem do Governo? O Governo , neste aval, foi representado por quem?
    Isso é conversa para BOI dormir…(Boi somos nós).

  • Orquidia

    -

    11/5/2012 às 3:24 pm

    Só queria saber qual o percentual que a JBS vai levar para ser intermediária nas negociatas entre o PT e o BNDES = banco privado dos petralhas?

  • Marcos

    -

    11/5/2012 às 3:22 pm

    Reinaldo
    Um conhecido analista de economia , quando esta história do Friboi comprando a Delta era apenas balão de ensaio, que informou que havia duas versões sobre o caso :1) Que o Governo havia incentivado a conversa entre as empresas, e 2) Que o negócio estava sendo discutido , sem o aval do governo.É óbvio que faltou a terceira hipótese: O Governo decidiu que a Delta teria que se vendida e já tinha decidido que o beneficiário seria o JBS.
    Alias , como todos sabem, o JBS tem notória ignorância (ops, saber) no ramo da construção civil.
    O fato de não terem pensado primeiro em uma empresa, ou consórcio destas grandes construtoras brasileiras ( Camargo/Andrade/OAS/Galvão/etc) é que o governo teria dito para a Delta que “sua vaquinha tinha ido pro brejo” . Então concluiram que o comprador tinha que ser um frigorífico.

  • Lúcio Lopes

    -

    11/5/2012 às 3:17 pm

    Tio Rei, o governo não só autorizou, como financiou, através do BNDE. Uma vergonha!!!
    Será que é pq a dona dilma está na lista do cachoeira?

  • caito

    -

    11/5/2012 às 3:09 pm

    Hummmmmm essa história de apagar os rastros tá feia ,isso tem coelho na cartola ,ou melhor se cavar vai sair minhoca ra caramba aí tem coisa e acho que é rombo tipico de mensalão

  • David Lopes Camargo Junior

    -

    11/5/2012 às 2:36 pm

    Para complementar todos os comentários, porque o presidente dessa Holding, quer ser candidato a GOVERNADOR de GÓIÁS, nas próximas eleições, onde cogitou muito na anterior, ser candidato a senador.

    O que o ex-presidente do Banco Central, está intermediando esta negociação, onde está a ética?

    Apesar de tudo de ruim que poderá trazer a 30.000 funcionários, isso está cheirando mal!

    Se foi confirmada que a empresa está sendo mal administrada, deixa quebrar!

  • RONALDE

    -

    11/5/2012 às 2:32 pm

    Nós estamos ficando loucos ou essa notícia do aval é correta? Desde quando o Governo tem que avalizar a venda de uma empresa privada? Penso que a Delta é mais “estatal” do que se imagina e o Cavendish é “laranja” do Zé Napoleão. História muito mal contada. A VEJA tem que buscar a verdade.

  • Mairalur

    -

    11/5/2012 às 2:24 pm

    Conversa de bêbados… Pelo palavreado,esse é outro ricaço matutão viralata. Em que país nos tornamos, Deus meu!

  • Milton

    -

    11/5/2012 às 1:44 pm

    A única explicação para alguém querer comprar uma casa que está em chamas, ou desmoronando, é a certeza de que receberá o seguro. Resta saber quem é a seguradora da Delta.

  • Cris Azevedo

    -

    11/5/2012 às 1:03 pm

    Nas moscasss! Conversa de bÊbado mesmo! Bêbado mentiroso com 9 dedos.

  • Anónimo

    -

    11/5/2012 às 1:02 pm

    Rapaz, NAS MOSCAS! Ou…conversa de bêbado, faz sentido!

  • Podrespoderes

    -

    11/5/2012 às 12:41 pm

    Deve ser muito lucrativo comprar contratos superfaturados. Tão lucrativo que a biografia fica em segundo plano, no caso do Henrique Meireles.

  • SG

    -

    11/5/2012 às 12:15 pm

    A Delta é idônea?! Dá vontade de largar tudo e ir morar no Ritz.Não o de Paris, onde a frequência anda decadente…

  • Manoel

    -

    11/5/2012 às 11:40 am

    Hoje foi anunciado a venda da Delta para o Grupo JBS,com o aval do Palacio do planalto, e que segundo o JBS, ele estava louquinho para entrar no ramo da Construção Civil Estatal. Pense numa arrumação abafa escândulo, foi essa venda da Delta para o JBS. Porque vamos e convenhamos, que é em sâ conciência teria tanto interesse de compra uma empresa que está afundada em escândulos com negócios escusos? Com certeza empresário nenhum. Veja se as correntes na Construção Civil tiveram interesse em comprá-la. O negócio foi vapt vupt, em apenas dez dias. Nem auditoria foi exigida pelo JBS que não é do ramo Construção. Podem aguardar as cenas dos próximos capítulos, que o lixo sairá de debaixo do tapete. Aguardem.

  • QQISSO!

    -

    11/5/2012 às 11:03 am

    Dilma posa de “rainha”, mas só se for do lixo em que está envolvida e finge que não ,o que aprendeu com o seu Criador.A farsa continua.

  • Se-Gyn

    -

    11/5/2012 às 10:44 am

    Muito prático: a JBS montou uma multinacional à custa do BNDS – cuja fonte de recursos atual é o cofre da União.

    Aí, mandam que a holding da JBS compre a Delta para disfarçá-la de Batman, no momento em que estão processando o Coringa.

    Como é bom ter amigos na petezada. Como é oportuno para a petezada as amizades feitas no cash!…

  • Ferrabraz

    -

    11/5/2012 às 10:26 am

    Is dai é serríssimo, quase 32% do capital da JBS é do BNDES.
    Vão trocar o endereço das falcatruas, pois o JBS já é um dos grupos ungidos pelo rei. Não tardará teremos novos escandalos com novo endereço. Só mais um traço deste capitalismo de cumpadres e companheiros.
    Vai de mal a pior o governo Dil má.

  • ZÉ FEIRANTE

    -

    11/5/2012 às 10:19 am

    Só no Brasil o povo pode engolir uma istória dessas da caroxinha. E com que dinheiro mesmo a JBS quer comprar a Delta? Do BNDES de novo? Com aqueles juros camaradas e aval do Governo? Conta outra.

  • David

    -

    11/5/2012 às 10:06 am

    Caro Rei,

    A confissão:

    ” O Governo quer que salve a cia…
    ” Não quer que quebre a empresa.”
    ” Imagina que o doutor Henrique Meireles vai fazer um negócio que o governo não quer!”
    É o Henrique Meireles dando as cartas.
    CPI e Impeachment já.
    Fora petralhas.
    Lugar de ladrão é na cadeia.

  • cidadão comunizado pelo PT

    -

    11/5/2012 às 10:02 am

    Salvar a DELTA é salvar o mensalão dos petralhas. A DELTA parece a nova mutação do mensalão-2005, onde bilhões com carimbo de PAC vão parar nas mãos de políticos corruPTos. Tanto é verdade que a petralhada com crachá republicano correu para repassar dinheiro para a DELTA logo que estouraram os escândalos do DILMA$WATERFALL(cachoeira de dinheiro público desviado). Além disso, a petralhado arrumou uma forma de “legalizar” a DELTA com a JBS a fim de desviar mais dinheiro público, ludibriando a justiça que deve tornar a DELTA inidônea para receber verbas públicas, mas como JBS, a companheirada petralha continuará metendo a mão-grande no ervanário público.

  • lin

    -

    11/5/2012 às 9:58 am

    Caro Reinaldo,
    Não sei se vou viver para ver uma COMISSÃO DE VERDADE para desvendar toda esta corrupção, falta de ética, roubo, assalto ao dinheiro suado do povo, compadrismo e sei lá mais o quê. Deveríamos denunciar estes assaltantes como GENOCIDAS, pois agem em detrimento da saúde da população, sugam o dinheiro que construiria melhores escolas, assassinam milhares diariamente ao roubar o dinheiro para tapar os buracos das estradas . BASTA!!!

  • -

    -

    11/5/2012 às 9:42 am

    Etá governo bonzinho… E o dinheiro desviado, o governo não quer que seja devolvido?

  • nathaniel

    -

    11/5/2012 às 9:33 am

    É perfeito, o Brasil é o melhor país do mundo para os empresarios amigos do poder, aora a JBS vai usar os bilhões emprestados pelo BNDES do dinheiro dos impostos pagos pelos brasileiros para comprar a Delta, construtora amiga do poder pega com a boca na butija, e consolidar o butim, afinal quem sai ganhando com isso é o dono da Delta, que sai com um bilhão de reais no bolso, e a JBS que ganha uma construtora com muitos bilhões em contrato com o governo petralha e ganha o governo lullopetralha que paga o maior cala boca da história destepaiz com dinheiro dos impostos dos brasileiros e ainda posam de preocupados copm as obras de infraestrutura necessárias para o brasil parar de engatinhar e começar a andar.
    .
    VOTO DISTRITAL ONTEM, é o único jeito de limpar o congresso e fazê-lo trabalhar vendo nos cidadãos brasileiros seus vhefes e não o governo ou o chefe do partido
    .
    VOTO DISTRITAL ONTEM

  • Eremildo

    -

    11/5/2012 às 9:00 am

    Tudo isso é muito esquisito e incompreensível. Que verdadeiros motivos teria qualquer vivente para salvar o nome de uma empresa envolvida em escândalos de corrupção. A Delta Construções surfou na maré de boas relações com o governo, extrapolou a legalidade e agora deve pagar por seus erros. Haverá consequências? Claro, mas é da vida. As obras do governo sofrerão os reflexos? Naturalmente, mas é da vida. Punam-se os culpados, dentro de lei, e empobreçam-se os devedores. Sejam eles quem forem.

  • mario

    -

    11/5/2012 às 7:56 am

    dinheiro do BNDES #!!!!!!

  • Hattori Hanzo

    -

    11/5/2012 às 7:16 am

    Mais umna observação.

    Garoto meio destemperado pela posição que ocupa não?

  • Hattori Hanzo

    -

    11/5/2012 às 7:15 am

    Pelo visto o Júniorzinho bebe que nem o chefe.

  • Antonio Carlos

    -

    11/5/2012 às 6:16 am

    É mais do que logico que o Planalto vai dar aval, pois todos comem no mesmo cocho sem rosnar !

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados