Blogs e Colunistas

02/10/2013

às 18:45

Dilma volta a demonizar os médicos brasileiros, acusando-os de negligentes. E dá a receita: os brasileiros não precisam nem de hospitais nem de postos de saúde, mas de cubanos que possam apalpá-los

A presidente Dilma Rousseff esteve no Rio Grande do Norte para inaugurar três institutos federais de educação e concedeu duas entrevistas a rádios locais. E aproveitou para demonizar os médicos, categoria que, pelo visto, vai servir de saco de pancada da campanha eleitoral petista. Disse a governanta:
“Uma pessoa me disse: ‘O médico não me toca’. Ela queria que o médico tocasse nela. Ela queria que o médico lhe tocasse, aquilo que a gente, pelo menos eu, meu médico sempre me apalpou, olhou o coração, olhou a garganta.”
A gente perdoa o uso muito particular que Dilma faz da língua portuguesa, quase um idioleto às vezes. O “apalpar”, claro!, está no sentido mais denotativo possível: “tatear, tocar com as mãos”.

As palavras, então, fazem sentido. Quando a presidente afirma que seu médico “olha o coração”, “olha a garganta”, está fazendo uma acusação generalizada de descaso que atinge toda uma categoria profissional. Por um desses milagres de opinião pública de que só o petismo é capaz — em razão da Al Qaeda eletrônica que o partido controla com o intuito de difamar os inimigos da vez —, Dilma está apontando os supostos culpados pela calamidade que vive a saúde no Brasil: os médicos!!!

Pois é… Quando Dilma assumiu o governo, anunciou as suas metas para 2011 As mais vistosas na área de Saúde eram a construção, NAQUELE ANO, de 2.174 Unidades Básicas de Saúde e de 125 UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Só para não deixar passar: as metas de 2011 incluíam ainda 3.288 quadras esportivas em escolas, 1.695 creches (seriam 5 mil até 2014) e 723 postos de policiamento comunitário. Não tente saber o que aconteceu com cada uma dessas promessas. Elas sumiram do mapa. No ano que vem, a presidente as renova, entenderam?

O fato é que a saúde mergulhou no caos — e Dilma, é bom que vocês saibam, não vê a hora de se livrar de Alexandre Padilha, o ministro da pasta. Vai fazer de tudo para tentar elegê-lo governador de São Paulo. E aí os paulistas que se virem. Não que ela saiba direito o que fazer na área. Ocorre que ele também não. O programa “Mais Médicos” é, assim, um golpe marqueteiro para supostamente oferecer atendimento à população em postos caindo aos pedaços, sem infraestrutura, remédios, ataduras, nada. Na noite de ontem, no entanto, no “Profissão Repórter”, da Globo, comandado por Caco Barcellos, ficamos sabendo que os brasileiros pobres recebem os médicos estrangeiros sob aplausos, com solenidade e até festinha. Restou a sugestão de que as vilãs são mesmo as associações médicas, que resistem ao programa.

O governo petista tem algumas marcas na área de saúde, conforme noticiei aqui no dia 22 de agosto. Entre 2002, último ano do governo FHC, e 2005, terceiro ano já do governo Lula, o número de leitos hospitalares havia sofrido uma redução de 5,9%. Era, atenção!, A MAIS BAIXA EM TRINTA ANOS! Números fornecidos pelo PSDB? Não! Por outra sigla: o IBGE. Em 2002, havia 2,7 leitos por mil habitantes. Em 2005, havia caído para 2,4. A OMS recomenda que essa taxa seja de 4,5. “Ah, Reinaldo, de 2005 para cá, já se passaram oito anos; algo deve ter mudado, né?” Sim, mudou muito! O quadro piorou enormemente: a taxa, agora, é de 2,3 — caiu ainda mais. E caiu não só porque aumentou a população, mas porque houve efetiva redução do número de leitos púbicos e privados disponíveis: só entre 2007 e 2012, caíram de 453.724 para 448.954 (4.770 a menos).

No dia seguinte, em outro post, informava que, entre 2005 e 2012, o SUS havia perdido 41.713 leitos — vale dizer: hospitais privados pediram descredenciamento do sistema por causa da tabela indecorosa.

Mas agora tudo será diferente, não é mesmo? Dilma não fez as UPAs prometidas, não fez as UPs prometidas, e, durante o governo do PT, o número total de leitos no país caiu 15%, e o SUS perdeu 41.713.

Tudo besteira! O que os brasileiros precisam é de cubanos que os apalpem.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

217 Comentários

  1. Cinara Marinho

    -

    15/10/2013 às 1:21

    a senhora presidente deveria ter mais respeito com a classe medica brasileira. Ao falar isso ela esta confirmando que nossos medicos nao sao capazes de exercer seu trabalho. Ao inves de tantas asneiras falar, porque a presidente nao da qualidade, remedios, alem do salario, e claro, para que esses nossos medicos, uma grande maioria, muito bem intencionado possa exercer sua funcao digninamente?

  2. Vladia Carvalho

    -

    07/10/2013 às 15:08

    Só a título de conhecimento, Sr. Ary Magalhães: os bolsistas que são a maioria que o Sr diz, são os que o PT pagou para estudarem fora do Brasil e estão voltando agora pelas portas dos fundos. Porque os que fizeram faculdades públicas no Brasil, com certeza são excelentes médicos, pois tiveram capacidade de passar no Vestibular de Universidades concorridíssimas. E, aí meu ver, a culpa do caos no país, não só na Saúde, é de todos os políticos corruptos que só visam benefício próprio! E em nenhum momento exercem seu cargo para o bem estar do país!!!

  3. roberto caldeira soares

    -

    05/10/2013 às 17:40

    É o mesmíssimo caso da Educação Pública: O governo destruiu a disciplina em sala de aula, impedindo os alunos delinquentes de serem punidos, assim como obrigando os professores a aprovar a maioria dos alunos, mesmo se tiverem notas baixas.E ainda coloca a culpa nos professores, que “não sabem lidar com esta nova geração de alunos”. Assim como a cracolândia é uma instituição criada, apoiada e mantida pelo governo, a escola que não ensina é outra grande invenção do comunismo petralha.

  4. Daniel Rezende

    -

    05/10/2013 às 14:47

    Dona Dilma, dona Dilma… apalpar pacientes é indevido.
    A senhora como presidente desta nação deveria tomar mais cuidado com o que diz. Seu cargo é muito importante para continuar a proferir as asneiras que o seu ministro Padilha tem lhe orientado a dizer. Lembre-se que ele não é médico de verdade.
    Médico de verdade realiza o exame físico dona Dilma… Não poderia esperar que entendesse a diferença por mais que a senhora e a maioria do povo brasileiro acredite conhecer profundamente a minha bela a antiga profissão. Eu mesmo, após mais de 10 anos de formado, ainda não a compreendo em todas suas nuances, desejos subjetivos e necessidades objetivas mas isto é assunto para quem vivencia o dia a dia de um consultório médico, salvando vidas uma consulta por vez sem demagogias ou pseudociência. Assunto de quem se dedica a manter a honra da medicina brasileira como uma das melhores do mundo, reconhecida por pares internacionais e com grandes nomes em sua história. Gostaria de lembrá-la que também faz parte essencial do ato médico a anamnese mas isso seria muito difícil da senhora entender já que acedita também que o médico não precisa falar a mesma língua do doente bastando que o apalpe para curá-lo. Que o povo brasileiro, mesmo aquele que me aflige neste momento com impropérios descabidos influenciados pela cruel postura deste governo tresloucado, saiba que nós médicos de verdade estaremos aqui para ajudá-los sempre que necessitarem e não os abandonaremos ao xamanismo e retrocesso que a dona Dilma insiste em instaurar em nosso país.

  5. Ary Magalhães

    -

    05/10/2013 às 13:04

    Acabou já. A culpa de toda falência da saúde no país é dos médicos brasileiros. Para os bolsitas que são a grande maioria.

  6. Nina

    -

    04/10/2013 às 16:12

    Por que Dilma nao foi tratar do câncer com os medicos de Cuba como fez Hugo Chaves?

  7. estudante primario

    -

    04/10/2013 às 14:41

    Sr reinaldo eu tenho uma idea !! ja que lamentaveil mente estas dois figuras sao victimas desa enfermedade tao infame !! pergunto perguntandole na cara mesmo!!!!
    PORQUE A SENHORA NAO SE TRATA COM UN ONCOLIGISTA CUBANO ,, AQUI MESMO NO BRAZIL!!!
    E AO OUTRO SENHOR !! PORQUE NAO MANDA FAZER A QUIMIO LA NOS LABORATORIOS DE CUBA , QUIEN SABE DESCUBREN QUE O VIRUS NO E DOS AMERICANOS SI NAO DE SUA PROPIA IGNORANCIA BANDIDA..!!! ALGUIEN SE CANDIDATA A PASAR POR ESTE DESAFIO !! CLARO QUE NO COVARDES … VOCES SAO UMA BANDO DE MEQUETREFES QUE PENSAN QUE ENGANHAN AO POVO…. VAN A ESTUDAR SI E QUE CONSEGUEN!!!

  8. estudante primario

    -

    04/10/2013 às 14:38

    Sr reinaldo eu tenho uma idea !! ja que lamentaveil mente estas dois figuras sao victimas desa enfermedade tao infame !! perguntp perguntandole na cara mesmo!!!!
    PORQUE A SENHORA NAO SE TRATA COM UN ONCOLIGISTA CUBANO ,, AQUI MESMO NO BRAZIL!!!
    E AO OUTRO SENHOR !! PORQUE NAO MANDA FAZER A QUIMIO LA NOS LABORATORIOS DE CUBA , QUIEN SABE DESCUBREN QUE O VIRUS NO DOS AMERICANOS SI NAO DE SUA PROPIA IGNORANCIA BANDIDA.. ALGUIEN SE CANDIDATA A PAZAR POR ESTE DESAFIO !! CLARO QUE NO COVARDES … VOCES SAO UMA BANDO DE MEQUETREFES QUE PENSAN QUE ENGANHAN AO POVO…. VAN A ESTUDAR SI E QUE CONSEGUEN!!!

  9. Thais

    -

    04/10/2013 às 14:28

    Acho engraçado como é fácil distorcer a real situação e colocar a culpa em profissionais que se dedicam anos a finco, muitas vezes, sem vida própria.
    O governo dissimula a situação para justificar a má administração pública e os extremados desvios de verba.
    É simples promulgar uma MP, inconstitucional,dizer ser a salvação do Brasil. A questão é de estrutura, investimentos!! Não de formação, como é a ideia que se pretende incutir! Ótimo pagar um Albert Einstein e ser atendido pelos melhores BRASILEIROS, difícil e ser um medico PSF nos rincões do país sem qualquer estrutura.
    Com uma política populista o que pretende o governobfederal é a distribuição de pão, pizza e circo a um Brasil ainda carente de espírito

  10. MAIS MÉDICOS ESTRANGEIROS?

    -

    04/10/2013 às 11:47

    Com a devida vênia, respondendo à má informação do Senhor Paulo – (03/10/13 às 15:46) na sua instrução. Senhor Paulo, talvez, Vossa Senhoria não tenha tido tratamento adequado por um profissional despreparado, inadequado, ou …, muito pior, por um falso médico. Entretanto, em se tratando de CRM, sob o meu ponto de vista é uma instituição autárquica que atua com o extremo rigor em cumprimento às Leis e Regulamentos Internos. Fundamento, assim, porque conheço médicos amigos que atuam por décadas e, os mesmos tem recebido inúmeras advertências quase que punitivas do CRM, em razão da existência de inúmeros casos, tais como, os mais frequentes de Atestados Médicos ilícitos ou falsos expedidos em nome deles. Para se livrarem dessas notificações(advertências), os mesmos, tem tido o trabalho de registrar o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia, muitas vezes, com muita dificuldade em razão de certas burocracias impostas para, posteriormente, contestar junto ao CRM, justificando e provando que os documentos não são de emissão de suas titularidades. O procedimento é um martírio para o profissional médico, tendo em vista que, o lapso tempo de espera pelo julgamento leva certo tempo para que a comissão de ética de conselheiros analise, até o seu parecer conclusivo. O Senhor, já pensou na dificuldade e bagunça que irá ficar com a contratação de MAIS MÉDICOS ESTRANGEIROS em nosso país? Haja fôlego para as burocracias criadas pelo governo federal e o aumento de trabalho na área de fiscalização médica. Será que o governo irá dar suporte financeiro para as entidades? Dificilmente, não!

  11. antonio

    -

    04/10/2013 às 10:59

    e muito triste reinaldo como a classe medica esta sendo tratada no governo dessa terrorista.medicos aposentados proibidos de fazer psf,tendo que se conformar com 3 mil reais de aposentadoria.agora querem tirar do conselho federal de medicina o poder de vetar medicos duvidosos,com documentos feitos e cuba. e a classe medica sofre calada.pessoal acabou a dignidade?a vergonha na cara?quanto a presidente ser apalpada no einstein e opçao dela.presidente dizem que os cubanos sao bons apalpadores…….

  12. Anónimo

    -

    04/10/2013 às 10:24

    Com a devida vênia, respondendo à má informação do Senhor Paulo – (03/10/13 às 15:46) na instrução. Senhor Paulo, talvez, Vossa Senhoria não tenha tido tratamento adequado por um profissional despreparado, inadequado, ou …, muito pior, por um falso médico. Entretanto, em se tratando de CRM, sob o meu ponto de vista é uma instituição autárquica que atua com o extremo rigor em cumprimento às Leis e Regulamentos Internos. Fundamento, assim, porque conheço médicos amigos que atuam por décadas e, os mesmos tem recebido inúmeras advertências quase que punitivas do CRM, em razão da existência de inúmeros Atestados Médicos ilícitos ou falsos expedidos em nome deles. Para se livrarem dessas notificações(advertências), os mesmos, tem tido o trabalho de registrar o Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia, muitas vezes, com muita dificuldade pelas burocracias impostas para, posteriormente, peticionar junto ao CRM, justificando e provando que o documento não é de sua expedição. O procedimento é um martírio para o profissional médico, tendo em vista que, o lapso tempo de espera pelo julgamento leva certo tempo para que a comissão de ética de conselheiros analise o caso, até o seu deferimento. O Senhor, já pensou na dificuldade e bagunça que irá ficar com a contratação de MAIS MÉDICOS ESTRANGEIROS em nosso país, a responsabilidade e o trabalho de fiscalização a ser perseguida pelo órgão do CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA?

  13. Cristina Valentim

    -

    04/10/2013 às 10:21

    Esse negócio da apalpada deve ter sido ensinado no curso intensivo de medicina, português, de uma semana que os médicos estrangeiros receberam. Ontem assisti uma entrevista com um médico espanhol que alegou que a paciente precisa as vezes somente de um sorriso. E o pior a paciente falou que a consulta tinha sido ótima, comentou até que ele explicou tudo direitinho, é claro, estava om o sorriso no rosto.
    Sei não, quando entrar num hospital público e encontrar um médico participante deste projeto, com um sorriso aberto, vou procurar um outro para checar as orientações.

  14. Ana Eliza

    -

    04/10/2013 às 9:52

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda!

  15. luiz antonio - rj

    -

    04/10/2013 às 9:04

    A gerenta deve ficar muito feliz no atendimento médico no Albert Einstein. É examinada e palpada com muita competência. E a custo exorbitante pago pelo contribuinte. Só assim a sílfide se sente “apalpada”. Ela viaja…

  16. Luciano

    -

    03/10/2013 às 23:28

    Sou médico formado em 2005. Apesar de alguns não acreditarem ser médico no Brasil já não é mais a profissão do futuro. Trabalho na rede pública e no “sistema” privado, ando tão desanimado e sem perspectivas de que algum dia as coisas vão melhorar que estou pensando em parar de exercer a profissão e abrir um negócio. Nove anos de estudos (faculdade + especialização)para isso. Não somente pelo programa mais médicos. Mas pelo sistema degradante que se transformou a saúde tanto pública como na maioria da rede particular onde somos reféns dos planos de saúde.
    Os próprios médicos se prostituíram em aceitar condições de trabalho inadequadas no serviço público ou por preços irrisórios nas consultas pagas pelos planos de saúde.
    Isso levou a grande maioria a não mais apalpar como diz a presidenta, pois o médico tem que atender rápido ou pela grande demanda muitas vezes mal direcionada devido a falta de funcionamento no fluxo de atendimento da rede pública ou para garantir a sua renda com as consultas a preços vis dos planos de saúde ou vc acha que é barato manter um consultório aberto.
    Hoje parece que todo mundo é contra o médico. O paciente é desconfiado, com os familiares então nem se diga, pois muitas vezes o desrespeito é a regra.Sem falar nos planos de saúde que só sabem dizer Não, Não e não. Para piorar sem a aprovação do ato médico já tem gente diagnosticando e prescrevendo sem fazer medicina.
    Pra vc que é da área da saúde ou entende como funciona o atual sistema de saúde na pratica, deixo a pergunta; Tem jeito? Desanimador não…

  17. Gustavo

    -

    03/10/2013 às 22:50

    Claro que os pacientes sofrem com um atendimento inadequado agora: com os malditos “gestores” da saúde exigindo níveis absurdos de produtividade, como alguém pode fazer um exame adequado (o “apalpar” da Dilma)? Não vai demorar nada, e os cubanos escravizados vão fazer a mesma coisa, pois como escravos institucionalizados, eles podem ser submetidos a níveis muito mais absurdos de exigência, sob penalidades provavelmente cruéis. Eles vão começar a tratar só com o olhar. Eu acho ridículo esse governo achar que a saúde só se faz com médico. E a grande maioria, os necessitados, permanecerão padecendo com a ilusão de estarem na bonança. E os índices de saúde não vão melhorar. Do que adianta qualquer tipo de médico se ele só vai poder passar paracetamol? Não adianta nenhum deles, seja o brasileiro, cubano, argentino, marciano, jupiteriano, kriptoniano, do Reino das Águas Claras (que fez a Emília falar)…

  18. Jorge

    -

    03/10/2013 às 22:14

    Tio Rei,
    Fila de espera para primeira consulta no INCA beira 03 meses para algumas especialidades. Faltam leitos e recursos humanos em oncologia (alta complexidade). Acontece em todas as áreas de alta complexidade no SUS. Desesperador ver os pobres coitados dos pacientes, perplexos, sem qualquer direção. A contratação de médicos que fingem que clinicam e fingem que recebem é um insulto à população e à classe médica.

  19. eduardo

    -

    03/10/2013 às 20:11

    A nossa presidente e o seu cabo eleitoral (Lula) tiveram os
    melhores médicos e hospitais, à custa de nossos impostos.
    Será que eles teriam coragem de entregarem suas vidas nas mãos de médicos Cubanos? Nossos médicos são competentes, o problema é a falta de condições de trabalho. Não tem como tapar o sol com a peneira. Este Brasil não é um pais sério…

  20. junior

    -

    03/10/2013 às 19:44

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  21. Katiane Castro

    -

    03/10/2013 às 19:24

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  22. réPTil

    -

    03/10/2013 às 18:44

    Prezado Reinaldo: sou médico, portanto suspeito para falar. No entanto posso dar um testemunho, o qual a maioria de seus leitores já sabe por experiência própria. A situação dos leitos hospitalares está tão crítica que nem mesmo na rede particular você consegue encontrar leitos disponíveis. Sei que pode parecer apocalíptico, mas a situação está abaixo da crítica, exceto se você for um dos privilegiados do Sirio-Libanês.

  23. Emerson

    -

    03/10/2013 às 18:41

    Caro Paulo, pelo visto você não é da área da saúde, basta abrir o jornal do CREMESP, na penúltima e última páginas para ver as punições e advertências aos médicos, e é assim com todos os CRMs.
    É sim em UPA e UBS que se usam ataduras, afinal são nelas que seriam atendidos todos os pacientes, antes de irem ao hospital e são necessária ataduras para fazer curativos, dos mais simples aos mais complexos.
    Lá também são necessários analgésicos, luvas, fios de sutura, disponibilidade de exames, entre outros, que já cansei de reclamar, e o governo vai levando com a barriga e com o marketing.
    E por fim, qual a diferença que farão 4000 médicos em um país que forma quase 18000 médicos por ano?
    Sem mais

  24. Janilson Carvalho

    -

    03/10/2013 às 18:14

    Ela mereceu as vaias!

  25. Claudemir

    -

    03/10/2013 às 16:57

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  26. paulo

    -

    03/10/2013 às 15:46

    CRMs não servem ao país, não punem erros medicos,apenas serem a si mesmos,embora seja verdade quanto aos leitos hospilares, saúde não se faz apenas com internações , e corrigindo ataduras se faz em UPA não em UBS, portanto só o medico serve,mas tudo isso REINALDO ja sabe MAS IGNORA POR CONVENIENCIA,OU SERA MA FE???Agora quem acredita nas boas intenções dos medicos????

  27. Valdivino Diniz

    -

    03/10/2013 às 15:35

    A Cada dia mais eu fico impressionado com a forma que este governo Comunista do PT trata a Saúde, trabalhadores da saúde e os pctes do Sus!!
    Será mesmo que o povo Brasileiro acordou????

  28. nauseada

    -

    03/10/2013 às 15:14

    PSICOSSEMIÓTICA E O IDIOLETO …
    Idioleto é a atividade semiótica, produtora e/ou leitora das significações – ou o conjunto de textos relativos a isso -, própria de um autor individual, que participa de um universo semântico dado. Na prática das línguas naturais, as variações individuais não podem ser muito numerosas nem constituir desvios muito grandes: elas correriam, assim, o risco de interromper a comunicação interindividual. Neste sentido, são consideradas geralmente como fenômenos de superfície, que afetam, em primeiro lugar, os componentes fonético e lexical da língua. Em estado puro, o idioleto depende da psicolingüística patológica e poderia ser identificado com a noção de autismo.
    GREIMAS, A. J. e J. Courtés
    *
    NO CASO:IDIOLETO=>DIALETO …

  29. Francisco Roberto

    -

    03/10/2013 às 14:55

    Reinaldo, se você me permite a sugestão, a matéria que segue abaixo merece ser lida:

    http://m.g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2013/10/universitario-se-recusa-fazer-trabalho-sobre-marx-e-escreve-carta.html

    Acho que merece um comentário seu e se você acessar o link talvez venha a concordar. Abs,

  30. Indignado

    -

    03/10/2013 às 14:48

    Eu acho que o PSDB não é oposição coisa nenhuma. No fundo, no fundo, acho que gostariam de se fundir aos petralhas. Ja ouvi essa conversa antes, ainda no tempo da primeira candidatura (derrotada) de Serra.

  31. John

    -

    03/10/2013 às 14:35

    Acontecido no MA.

    “Paciente 30 anos , febre há vários dias , hemoptise (sangue + catarro ao tossir) , dor torácica , tosse produtiva. Diagnóstico: Dor muscular. Conduta: Diclofenaco de sódio (antiinflamatório não esteroidal)”

    Aí eu te pegunto? Quem atendeu? Cubano! Óbvio que o cara não tem formação em medicina. Seria impossível isso. No RX dele apareceu uma bela de uma condensação em lobo inferior direito. Diagnóstico verdadeiro: Pneumonia comunitária. Conduta: Internação urgente + antibioticoterapia.

    O paciente já está melhor e foi orientado a registrar BO. Enviaremos as fotos do RX, receituário para o CRM-MA para averiguar o caso.

  32. Marcos

    -

    03/10/2013 às 14:20

    Corrigindo social nao, fiscal

  33. Marcos

    -

    03/10/2013 às 14:18

    A soluçao para contrataçao de medicos no Brasil é bem simples, tirem a contrataçao de medicos do teto da lei de responsabilidade social. Pensem nisso…

  34. luiz ferreira

    -

    03/10/2013 às 14:11

    Que preparo … tem para vir falar mal dos médicos brasileiros? Assim como o Lula, acha que a sua situação atual, lhe dá o direito de sair falando besteiras e asneiras, que tudo vira verdade. No seu raciocínio ilogico e desvirtuado, julga que nossa inteligência está no nível primitivo da “inteligência” dos seus companheiros de partido e a dos seus eleitores. Nós não caímos nesta conversa e respeitamos todos os profissionais
    brasileiros que dedicam sua vida aos estudos a fim de minimizar o sofrimento alheio.

  35. Mako

    -

    03/10/2013 às 13:52

    Reinaldo, alguém precisa contar estas coisas para a “oposição” porque sozinhos eles não conseguem descobrir…

  36. José Machado

    -

    03/10/2013 às 13:45

    Espero que a classe médica dê uma resposta enérgica nas próximas eleições. Reajam à altura do desrespeito aos CRMs imposto pelo Ministério da Doença. Mas, afinal, o que significa respeito para o PT que sempre passou e continua passando por cima das leis? Cuidado, gente, pelo andar da carruagem, logo veremos em nossa bandeira a inscrição República Bolivariana do Brasil, aquela que transforma as mentiras em verdades.

  37. Yrenys

    -

    03/10/2013 às 13:40

    Reinaldo, está chegando uma nova leva de cubanos. Pasme… eles estão com bandeirinhas de time de futebol.

  38. Yrenys

    -

    03/10/2013 às 13:35

    Vi o programa do Caco e achei os médicos cubanos muito assanhadinhos. Um deles, ao ser questionado sobre o estado civil, respondeu que a sua esposa é que era casada. Essa história de apalpadelas não vai prestar.

  39. rastilho

    -

    03/10/2013 às 13:29

    Os meus pesares aos que se foram.Quem esta vivendo mais:tão certo como eu vivo,os que falam que hoje se vivem mais,espalham uma grande mentira.Aqui,posso escrever alguns dos que já se foram com pouca idade que desmente a tese dos que acham que hoje vive-se mais?Chorão e seu amigo,Raul Seixas,Claudio Cavalcanti,Zacarias,Mussum..,claro que é uma lista grande,posso incluir Cazuza,com isso noticias sobre óbitos. Correu a noticia que estamos vivendo mais,que é uma falácia.Portando,mandou esta noticia,que não tem base nenhuma,inocentes testar:foi para o crack e morreu,foi se meter no olho do furacão,acabou em óbito.Também posso desenhar que testam avenidas movimentadas,atravessando-as.Ora eu já tinha visto mandar pestes,mas em coisas que não se sustentam é a primeira vez.Assim afirmo,só conheci uma pessoa que durou bastante e essa foi vovó margarida,a negra escrava que em sua juventude,viu só Guerra!!

  40. JOSÉ DE CPS.

    -

    03/10/2013 às 13:26

    A não ser que o CRM, tambem já esteja contaminado pelo cancer petista, como a OAB, este governo ou seja a sargentona e seus ministros estão merecendo uma resposta a altura da classe médica. A hora que um desses figurões do poder sofrer um “piripaque”, devem pegar um avião e se dirigirem para Cuba, em Havana onde o beiçola de Caracas foi se tratar, cujo resultados todos sabemos. Vão pra lá seus merdas, quando necessitarem de tratamento médico, já que gostam de ser apalpados(as). O CRM, deveria sair em defesa dos médicos brasileiros, dedicados às pesquisas e ao aprimoramento profissional para atender as necessidades e ansiedades daqueles que os procuram, na maioria das vezes são muito mal remunerados. O médico brasileiro é valoroso, é competente, o que falta é o governo fazer a sua parte, oferecer remuneração condizente e condições diginas de trabalho, não estas espeluncas fedorentas que temos visto por aí.

  41. João Batista

    -

    03/10/2013 às 13:25

    Mas nem Odorico Paraguasu seria tão discarado. Aliás, se tivesse lido apenas o trecho com o discurso ridículo em vermelho, juraria que se tratava do cachaceiro. A que ponto chegamos.

  42. marylago

    -

    03/10/2013 às 13:18

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  43. Luiz C.

    -

    03/10/2013 às 13:17

    Vamos ver o voto dos médicos e seus familiares em 2014!!!

  44. O pecador que se nomeou Juiz dos Juízes escapou por pouco de enfrentar a primavera pendurado em embargos infringentes

    -

    03/10/2013 às 13:16

    Na festa promovida pela OAB para celebrar o 25º aniversário da Constituição de 1988, que o PT se recusou a assinar no dia da promulgação, o ex-presidente Lula confirmou que, se descobrissem que o governo simpatizava com o calendário gregoriano, os ferozes oposicionistas do século passado proporiam a adoção do calendário chinês. “O PT foi o único partido que, no dia da instalação da Constituinte, entregou um projeto de Constituição”, lembrou o palanque ambulante. “Só tínhamos 16 deputados, mas éramos desaforados como se fôssemos 500?. (Desaforado, como ensina o glossário da novílingua lulopetista, é o adjetivo que se deve aplicar a companheiros carentes de juízo e neurônios, que não resistem à tentação da molecagem irresponsável quando deliberam sobre assuntos relevantes).
    “Se a Constituição que a gente apresentou fosse aprovada”, admitiu com o sorriso jocoso de quem retransmite uma previsão de Guido Mantega, “certamente seria ingovernável, porque éramos muito duros na queda”. No glossário da novilíngua, duro na queda é a expressão que designa quem confunde teimosia com coerência, é incapaz de refletir sobre ideias divergentes, rejeita o convívio dos contrários, sonha com o partido único e persegue o poder perpétuo. Há dez anos no controle do governo federal, os devotos continuam tão “duros na queda” quanto nos velhos tempos. O mestre mudou para pior.
    Nesta terça-feira, por exemplo, aproveitou o sarau na OAB para proclamar-se Patrono do Judiciário e Controlador-Geral do Supremo Tribunal Federal. Caprichando na pose de Juiz dos Juízes, informou ter descoberto que os ministros devem usar a toga por menos tempo. “Se tudo no país pode ser renovado, por que um juiz tem que ficar a vida inteira?”, comparou. “Eu acho que tem que ter mandato em tudo quanto é lugar, porque senão as pessoas ficam 35, 40 anos”. Ele garante que a nova fórmula “teria outra vantagem: a alternância”. Mas ainda não decidiu se a idade limite para a aposentadoria “vai ser 75 anos ou vai ficar como está”.
    O fundador do Brasil Maravilha reiterou que, se pudesse voltar no tempo, corrigiria um dos raríssimos erros que cometeu. “Eu teria mais critério para nomear ministros do Supremo”, penitenciou-se com sotaque de pecador no confessionário. Mais critério, no caso, quer dizer mais desfaçatez, ou nenhuma vergonha. Lula nunca levou em conta os dois pré-requisitos constitucionais que antigamente orientavam o preenchimento de vagas no STF: eram indicados pelo chefe do Executivo e sabatinados pelo Senado apenas juristas dotados de notório saber e reputação ilibada.
    Lula sempre indicou (e os senadores engoliram sem engasgos) doutores que lhe pareceram prontos para pagar a toga com a absolvição de bandidos companheiros e cumprir disciplinadamente as determinações do presidente que lhes garantiu o empregão. Com o julgamento do mensalão, descobriu que existem juízes independentes e sem medo. A decepção e o ressentimento induziram o estadista de galinheiro a parir a aberração com que sempre sonharam os bahcaréis de porta de cadeia: a Teoria do Mais Critério.
    Dos ministros nomeados por Lula, permanecem no STF Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Os dois primeiros não chegariam lá se o chefe do Executivo tivesse seguido a teoria que inventou. O nome de Lewandowski foi soprado por Marisa Letícia, que vivia ouvindo da vizinha elogios superlativos ao filho desembargador. A indicação acabou dando certo, mas o primeiro dos selecionados com mais critério foi Dias Toffoli. Duas vezes reprovado no exame para o ingresso na magistratura, ex-advogado do PT, ex-assessor de José Dirceu na Casa Civil, ex-chefe da Advocacia-Geral da União, tinha tudo para brilhar como ministro da defesa dos quadrilheiros do mensalão. Bingo.
    Lula deveria ser mais amável com juízes que qualifica de “ingratos”, caso do já aposentado Ayres Britto e, sobretudo, de Joaquim Barbosa. Se fossem menos clementes, ambos teriam argumentos de sobra para defender a instalação do ex-presidente no banco dos réus. Os ministros fingiram acreditar que Lula nunca soube de nada que ocorria nas salas ao lado, acima e logo abaixo do gabinete presidencial. Também fingiram nunca ter ouvido o que disse José Dirceu mais de uma vez: “Nunca fiz nada sem a autorização do presidente Lula”.
    Se os julgadores optassem por um tratamento menos compassivo, este começo de primavera encontraria o Juiz dos Juízes pendurado em meia dúzia de embargos infringentes. E Dirceu teria muito mais chances de repassar a patente de chefe de quadrilha. ? Augusto Nunes <– Maria Clara

  45. Valeria

    -

    03/10/2013 às 13:14

    Quanto custa apalpar, 10.000,00, vou começar a apalpar.

  46. JDavid

    -

    03/10/2013 às 13:06

    Vejam, se isto é a forma de um presidente de qualquer país civilizado do mundo se dirigir ao seu povo.
    “Dilma volta a demonizar os médicos brasileiros, acusando-os de negligentes”. E dá a receita: ‘os brasileiros não precisam nem de hospitais nem de postos de saúde, mas de cubanos que possam apalpá-los’”
    Esquece a Presidente Dilma que, já temos casos de assédio moral, pedofilia e ataques de médicos a pacientes, principalmente, às mulheres e às nossas crianças, agora, manda médicos estrangeiros apalparem os brasileiros, mulheres e crianças.
    Nossa polícia não consegue tirar tantos tarados das ruas e agora, já pensou ter que tirar médicos cubanos metidos a “apalpadores” e “engraçadinhos” de brasileiras, brasileiros e de nossas crianças indefesas.
    Esquece também, que o fato, que mais horroriza qualquer pessoa; homem, mulher, idosa ou crianças indefesas é o comportamento “libidinoso” de qualquer profissional, sejam eles, da saúde, segurança, policial, serviço público.
    Talvez, ela goste de ser apalpada por médico cubano, o que é problema dela.
    Ora! Que vergonha excelência das excelências.
    Isto é ridículo e imoral; uma vergonha para o povo brasileiro.
    Até quando teremos que conviver com esta distorção moral em nosso país.
    Convidem os médicos cubamos para apalparem os membros da sua família, apalparem também, o Lula e sua gente.
    Pois vejam, isto é uma desconstrução dos nossos valores mais sagrados, quando sagrado significa; intocável, eterno e de grande valor para nossa gente.

  47. toninho malvadeza

    -

    03/10/2013 às 12:56

    Cuidado MÉDICOS do Brasil,vocês são a bola da vez…

  48. Muita política, pouca saúde

    -

    03/10/2013 às 12:40

    A cada dia que passa, as peripécias do programa Mais Médicos só reforçam aquilo que se suspeitava desde o seu lançamento – que debaixo da retórica demagógica que o envolve está apenas uma jogada política destinada a favorecer a candidatura do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, ao governo de São Paulo, que é hoje, junto com a reeleição da presidente Dilma Rousseff, o grande objetivo do PT. É isso que explica a sua improvisação – cujas consequências negativas se multiplicam – e o fato de que esse programa não tem muito a ver com as verdadeiras prioridades do setor de saúde.
    Movido pela ânsia de tornar popular o ministro, o governo improvisou aquele programa e atropelou as entidades representativas dos médicos brasileiros. Com uma medida provisória, contornou a obrigatoriedade legal do exame de revalidação dos diplomas dos médicos estrangeiros e dos brasileiros formados no exterior, substituindo-o por um registro provisório a ser dado pelos Conselhos Regionais de Medicina (CRMs), com base em exigências mínimas.
    Não satisfeito, vem recorrendo à Justiça Federal para obrigar os CRMs de alguns Estados – que a seu ver demoram muito a liberar esse registro – a fazer isso rapidamente. E tem conseguido decisões favoráveis em primeira instância. Inconformado, o presidente do CRM de Minais Gerais, João Batista Gomes Soares, renunciou. Antes dele, seu colega do Paraná, Alexandre Augusto Bley, sentindo-se pressionado pela sofreguidão do governo, já havia feito o mesmo.
    Mas isso ainda é pouco perto do que acaba de acontecer. O governo conseguiu que a Comissão Mista do Congresso que analisa a Medida Provisória do Mais Médicos aprovasse dispositivo que transfere dos CRMs para o Ministério da Saúde o poder de dar o registro provisório aos médicos estrangeiros.
    A matéria ainda precisa ser aprovada pela Câmara e pelo Senado, mas, com a ampla maioria que tem nessas duas Casas, isso será fácil para ele. Em resumo, quem quer que se oponha ao programa será neutralizado.
    O governo não aceita limites e se mostra determinado a passar como um trator sobre as objeções das entidades médicas, que tentam tomar um mínimo de cuidados com relação ao preparo de médicos de cuja competência técnica dependem milhares de vida. Ele vence, mas não convence, porque o seu diagnóstico da saúde no Brasil deixa muito a desejar, para dizer o mínimo. Não podia ser diferente, pois o que o move, antes de tudo, é o interesse eleitoral, não o desejo genuíno de identificar e atacar as deficiências do sistema de saúde brasileiro.
    A falta de médicos, que é real, está longe de ser a principal delas, como quer fazer crer o governo. Antes dela estão, por exemplo, os graves problemas de infraestrutura – referentes a hospitais e equipamentos médicos – que dificultam o trabalho dos próprios profissionais que estão sendo contratados a toque de caixa. Tanto é verdade que o governo parece cego pela paixão política, que o Ministério da Saúde se descuidou de gastar nesse item fundamental o dinheiro que para isso tem disponível em 2013. Até agosto, investiu apenas 26,5% dos R$ 10 bilhões que reservou para a compra de equipamentos e a execução de obras.
    Para onde os médicos cubanos e de outras nacionalidades, que o governo está importando com tanto alarde, vão enviar os casos mais graves que diagnosticarem? Para os corredores de hospitais superlotados que, além de vagas, não dispõem também de equipamentos para os exames necessários?
    Mais grave ainda que esse é o velho e bem conhecido problema da defasagem da tabela de procedimentos do SUS, que cobre apenas 60% dos custos. Como as Santas Casas e os hospitais filantrópicos não têm como arcar indefinidamente com esse prejuízo, já se aproxima o momento em que, ou deixarão de atender pelo SUS, ou irão à falência. E, como respondem por 45% dos atendimentos dos SUS, isto significará o colapso do sistema público de saúde.
    Esses são os verdadeiros problemas da saúde, mas cuidar deles não dá votos a curto prazo. Logo, isso não ajuda o ministro Padilha. [Estadão] Guiomar

  49. José Domério

    -

    03/10/2013 às 12:34

    Será que a precisão dela, da magistrada, e daquelas a quem se refere ela, é ser(em) tocada(s)? Mas, diz dos olhos que não tocam. Feliz seu texto. Obrigado.

  50. Aninha

    -

    03/10/2013 às 12:34

    O que se viu no “Profissão Repórter” além de aplausos para a TV, foi uma propaganda as avessas da real situação dessa população no dia a dia. A carinha de desolação do médico espanhol com aquilo que encontrou… O que esse desgoverno está fazendo efetivamente com esse programa, é fornecer farto material, para a imprensa internacional, das reais condições de saneamento, infraestrutura e atendimento por parte das “autoridades” para a grande maioria da população. Dona Dilma e seu marketing tupiniquim só estão mostrando para o mundo, ao vivo e em cores, aquilo que a Economist ilustrou em sua ultima capa. Como diz o velho ditado popular “Por fora bela viola por dentro pão bolorento”.

  51. Casca Fina

    -

    03/10/2013 às 12:15

    Prefiro morrer abstinente que apalpar chefa-em-top.

  52. odair

    -

    03/10/2013 às 11:31

    ESTOU COM E.L.A., UMA DOENÇA DEGENERATIVA, E TODO O TRATAMENTO FEITO NO H.C./U.S.P., DOLORIDO MAS DE EXCELENTE QUALIDADE.NEM DURMO SÓ DE PENSAR QUE UM DIA O PT PODE ASSUMIR O GOVERNO DE SÃO PAULO. REINALDO! QUANDO TIVER TEMPO, DA UM PULO NA FARMÁCIA DO HC E VEJA A QUALIDADE DO ATENDIMENTO, COM O PT ISSO VAI ACABAR.

  53. Arlix

    -

    03/10/2013 às 11:31

    Eu não entendo porque grande parte da imprensa apóia esse programa de forma irrestrita. Parece que ninguém parou para ouvir os argumentos de quem é contra. Esse sempre é esquecido ou tratado com desprezo e até ironia. O Programa é uma furada em todos os sentidos, a começar do nome midiático. Cheio de inconsistências, arbitrariedades e agressões à Ordem Jurídica e à Contituição. Mas só se escuta argumentos contra os médicos brasileiros, como se eles fossem invasores extra-terrestre ou, pior ainda, estadunidenses.

  54. CARLOS

    -

    03/10/2013 às 11:06

    FALTA ATENDIMENTO, POR TODOS OS FATORES. INCLUSIVE PELA FALTA DE MÉDICOS. IMPORTAR MÉDICOS (QUE É BOM PARA O POVO)É UM ITEM PARA SOLUÇÃO EMERGENCIAL, MAS É NECESSÁRIO AMPLIAR A FORMAÇÃO DE MÉDICOS EM TODAS AS REGIÕES DO BRASIL, JUNTO COM SETOR HOSPITALAR.

  55. Marcos Tannhauser

    -

    03/10/2013 às 11:04

    Com certeza a saúde em função dos investimentos necessários tem sofrido perdas em todos últimos mandatos. A análise feita neste blog analisa os fatos com espantosa clareza.
    Desde o início da campanha para desqualificar a profissão médica no Brasil parecia a nós médicos que ninguém estava percebendo o real problema. Por favor Srs políticos com atendimento nó hosp..Sírio-libanês façam investimentos para dar o mínimo de condições aos milhões de brasileiros. A propósito, apalpar os ou as pacientes pode gerar demandas judiciais de assédio sexual!

  56. Daniel

    -

    03/10/2013 às 10:43

    Assim, então em vez de ir no hospital, vou curar meu câncer no psicólogo…

  57. DanielAvlis

    -

    03/10/2013 às 10:38

    A última desse descontrole geral que eu ouvi e vi foi ontem no jornal. Agora o governo dará a autorização para os médicos estrangeiros de forma direta, sem o órgão de controle, no caso os CRM’s. A que ponto estamos chegando.

  58. Luciano

    -

    03/10/2013 às 10:32

    Excelente!

  59. O Fim do Muro de Berlim

    -

    03/10/2013 às 10:26

    Já estão prontas as licitações para a construção de 100 grandes hospitais de referência por todo o Brasil? Dilma garante que se preocupa com a nossa saúde e como já gestionava há quase dois anos a vinda de médicos cubanos visando “melhorar” a saúde pública do Brasil. Nossa PresidantA, que espero não ter sido pelo menAs uma estudantA ignorantA, já teve também todo este tempo para preparar licitações para a construção destes hospitais que já deveriam fazer parte do programa “Meu leito hospitalar, minha vida futura”! Onde estão os hospitais? Já sei serão feitos depois da conclusão da transposição do São Francisco!

  60. O Fim do Muro de Berlim

    -

    03/10/2013 às 10:21

    A associação dos pajés do Alto Xingu está também preocupada, pois Dilma está ameaçando a situação da saúde de lá mandando curandeiros de Cuba, pois certamente sabem que a mortalidade por boçalidade governamental aumentará muito!

  61. O Fim do Muro de Berlim

    -

    03/10/2013 às 10:18

    Se os médicos brasileiros fosse negligentes Dilma há muito, junto com ser manipulador de cordas, já estariam nos braços do capeta, vontade certamente é o que não falta a muitos médicos de que isto venha logo acontecer, mas certamente não o será por negligência, menos ainda por má fé,característica esta que sobra nas salas imundas dos palhaços do planalto!

  62. augusto

    -

    03/10/2013 às 10:09

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  63. PALCOSCENICO

    -

    03/10/2013 às 10:01

    DILMA ESTÁ COM SORTE. EM MATÉRIA DE MÃOS PARA “APALPAR EM TERMOS CLÍNICOS”, OS CUBANOS , AO QUE PARECE DETÉM AS MELHORES E MAIORES MÃOS PARA TAL.

    – O médico cubano, padrão, neste aspecto, é um profissional reconhecidamente experiente e já prestou serviços humanitários ao redor do mundo. Um exemplo de ética e de dedicação aos pacientes, como ficou patente nos países onde atuou e que deve merecer todo o nosso respeito. UM GIGANTE A SER ADMIRADO.

    – Vejam uma foto especialíssima das mãos deste profissional em: http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  64. Rods

    -

    03/10/2013 às 9:38

    REI.
    NOTAMOS QUE, EM QUE PESE O APOIO QUE RECEBEU, INCLUSIVE,DOS MÉDICOS E DOS CONSELHOS DE FISCALIZAÇÃO, NA CAMPANHA, VEMOS QUE O BRASIL ELEGEU UMA DESCLASSIFICADA E, PRINCIPALMENTE, DESQUALIFICADA A EXEMPLO DO QUE OCORREU COM O APEDEUTA DE GARANHÚNS.
    LOGO, SERÁ QUE O BRASIL ESTÁ MERECENDO COISA MELHOR?
    Rods

  65. Anónimo

    -

    03/10/2013 às 9:35

    Reinaldo, tratando-se de PT, ao invés de ideoleto, já não seria o caso de se falar em ecoleto?

  66. Cristina Valentim

    -

    03/10/2013 às 9:33

    Como não tenho plano de saúde vou pedir uma coisa só, se é para apalpar, em vez de fazer um diagnóstico correto, que seja pelo menos um médico bonitinho tá Dilmão?

  67. Alex

    -

    03/10/2013 às 9:31

    Na comissão dos direitos humanos no senado, representantes da saúde brasileira mostraram o programa mais médico é uma furada.Um problema de administração publica e estrutura do sistema que não vai resolver com um programa cheio de falhas, começando pelo trabalho escravo e desumano.Indo de desencontro com a democracia de no país,o governo vincula propaganda de direitos humanos e aceita este contrato com OPAS e Cuba.O representante do ministério dos direitos humanos não foi consistente em nada ,nas resposta dos senadores da comissão. Alienado ao governo parecia que tinha medo de falar, chegando a se contradizer totalmente despreparado para um cargo tão importante. Na terça feira que vem querem aprovar no senado o programa eleitoreiro do governo,que é um vergonha dos senadores aliados e do PT.Todos o profissionais da saúde devem lutar pelos seus diretos, e ir no senado não deixar eles aprovar um ato de totalitarismo. O problema está na falta de planos de carreira e melhorias de estrutura do sistema de saúde, e não culpar uma categoria tão importante da sociedade.Se não o Brasil vai regredir em sua democracia,pelo aparelhamento do governo no poder passando como um rolo compreensor encima das leis já constituidas.O nosso judiciário não julga nada e nem condena integrante do governo acusados de corrupção e crimes de colarinho branco ,pelo aparelhamento do governo na justiça criando um clima de impunidade.Não devemos deixar protestar e nem mostrar a verdade por medo ,todo o médico é bem vindo sem diferença de tratamento e direito de liberdade. É fácil criticar a ditadura e criar comissão da verdade, e fazer igual ou pior que no passado, em uma época de mais informações digital como a internet os meios de comunicação.

  68. Anónimo

    -

    03/10/2013 às 9:29

    O Brasil já pode prescindir de médicos, sobretudo, médicos nativos. Que venham os curandeiros cubanos!

  69. toma lá ta cá

    -

    03/10/2013 às 9:28

    ainda fico estarrecido por pessoas ditas ” esclarecidas ” votarem no PTralhas. bem como disse minha mãe ‘ pau que nasce torto mija fora da bacia ‘

  70. Zeca

    -

    03/10/2013 às 9:27

    Uma pergunta sem resposta. Porque da exigência de tutores e supervisores para os médicos do programa?. Afinal de contas são médicos graduados com boa formação ou são estudantes de medicina, residentes ou agentes de saúde. Porque exige-se o registro provisório sem a exigência de revalidação do diploma obtido no exterior? A atitude do governo é uma medida oportunista, anti constitucional, autoritária e irresponsável que quer por nos costas dos médicos anos de descaso com a saúde. Chegou mo momento da classe médica se unir e reagir contra essa medida populista e despótica.

  71. Anónimo

    -

    03/10/2013 às 9:23

    O médico da Dilma a apalpa e olha seu coração. Sei não, acho que a presidente está “in love”…

  72. luiz

    -

    03/10/2013 às 9:19

    Que lixo! Quanta imoralidade. Essa gentalha brinca até com a vida das pessoas. Eles vão para o Sírio Libanês, o povo que paga impostos vai pro chão dos hospitais. Que nojo! Na campanha vai contar mais um monte de mentiras e o povo vai achar lindo, pois na ignorância a que foram jogados, imploram as migalhas jogadas pelo petralhas de plantão. Pior, usam o peso do estado para colocar a população contra a categoria médica. Que país é esse?

  73. Biagione Rangel de Araujo

    -

    03/10/2013 às 9:16

    Meu caro Reinaldo você já viu leito de hospital votar, mas médico sempre consegue eleitor, não é atoa que há tantos médicos políticos. Assim nada melhor que colocar médicos cubanos nas periferias, que além de angariar votos ainda possibilita a doutrinação das massas. A SAÚDE QUE SE DANE E POBRE QUE EXPLODA, COMO DIZIA O JUSTO VERÍSSIMO.

  74. Mauro Moreira

    -

    03/10/2013 às 9:01

    Quando Aécio Neves dirá isso em seu programa eleitoral na TV: Quando mostrará vídeos com o abandono de obras iniciadas em períodos eleitorais? Quando fará menção a todas essas mentiras do PT, com vídeos, fotos, estatísticas. Como podem ignorar tudo isso que está sendo dito com provas nessa suas postagem, Reinaldo? É muita incompetência. Lula não tem e nunca teve oposição. Quanta incompetência!

  75. Alex Wie

    -

    03/10/2013 às 8:58

    Ai ai, PAulistânia, só falta o KUMULO da burrice agora eleger o kadrilha governador, ae fia tudo amarrado.
    É um pesadelo mesmo.
    festival de mentira .
    A sauda esta um KAOS.Nâo é de hoje que bato na tecla que este program é eleitoreiro. Bom elegeram o Hadad, só falta kuadrilha pra começar a afundar o estado.

  76. Jacob

    -

    03/10/2013 às 8:33

    Vergonhosa a presidente de vocês, parecem com o taleba, burros e sem causa.

  77. Ricardo

    -

    03/10/2013 às 8:09

    faltou no título deste post: “…. apalpá-los por R$ 10 mil mensais.”

  78. juca deschamps

    -

    03/10/2013 às 8:02

    Ela que fique à vontade…

  79. Mariazinha

    -

    03/10/2013 às 7:59

    O médico da Dilma olhou dentro da cabeça dela e nada encontrou. Quanto ao “apalpamento medicinal holístico transcendental” ainda estou sem palavras.

  80. André

    -

    03/10/2013 às 7:55

    Hahaha, essa gente acha que os médicos são curandeiros, que pra curar é só “tocar” no paciente!

    Ora, se eles fossem “curandeiros”, poderiam curar todo o planeta com uma mágica!

    É muita demência…

  81. Maria

    -

    03/10/2013 às 7:27

    Obrigada Pedro pelo comentário 02.10 às22.25. Depois de quase chorar lendo o que escreveu o Reinaldo, desatei a rir lendo a sua piada. Muito bom!

  82. Adriano da llha

    -

    03/10/2013 às 6:38

    Reinaldo, tem coisa mais ridícula que mostrar os médicos estrangeiros descendo do avião com jalecos ??? Lembro de ter visto uma reportagem pedindo para que os médicos evitem sair às ruas com jalecos para evitar a propagação de alguma doença. E o que vemos é esta palhaçada.
    Quanto ao CRM, por que não fazem propagandas esclarecendo seus pontos de vista ??? Demonstrando os motivos que os levam a serem contra o programa Mais Médicos ? Será que só os imbecis de esquerda sabem fazer marketing ? Será que eles não conseguem defender pelo menos o óbvio ??
    Assim não dá, pois está claro que a imprensa não vai lhes dar espaço para falar a verdade sobre o programa..

  83. Marcus Meyer

    -

    03/10/2013 às 5:05

    O que pode ser dito à respeito? O país está sendo governado por um poste e sem luz própria!

  84. Afonso

    -

    03/10/2013 às 2:50

    E quanto dinheiro será enviado a Cuba? Um médico cubano declarou que ficará com só 1000 reais da sua bolsa (absurdo que fere as leis trabalhistas). Se o Brasil pretende trazer 2000 médicos cubanos (por enquanto), o governo castrista deve arrecadar uns 18 milhões de reais por mês. Um negócio e tanto financiado por todos nós.

  85. André

    -

    03/10/2013 às 2:49

    A dilma tem a mesma mania do Babalorixá de Banânia que é a seguinte: eles adoram dar palpites em assuntos que não entende bulhufas…

  86. Afonso

    -

    03/10/2013 às 2:42

    Os médicos brasileiros viraram inimigos do partidão. E são responsabilizados pelo caos na saúde e chamados de “mercenários”, “mafiosos” e “coxinhas de jaleco” pelos governistas de internet. Dilma, Padilha e Rogério Carvalho pouco se importam com os médicos brasileiros e devem saber que são rejeitados por mais 90% destes. Os médicos têm um bom motivo: o conjunto de obra petista instalou o caos na saúde e suas medidas eleitoreiras passam por cima de leis e das entidades que buscam regulamentar a profissão no país. Essas medidas foram pouco negociadas e empurradas goela abaixo pelo governo. Um absurdo que recebe propagandas caríssimas na TV com Milton Gonçalves e etc.

  87. André

    -

    03/10/2013 às 2:42

    a realidade é que vivemos num circo !

  88. André

    -

    03/10/2013 às 2:26

    A dilma não vai falar sobre a perda de 41.713 leitos. ela não vai falar nada sobre a falta de infraestrutura dos hospitais. é mais fácil atacar os médicos. é obvio que ela não tem capacidade para resolver os problemas da saúde. só falta ela dizer para os médicos tirarem dinheiro do bolso para comprar remédios , leitos etc. É brincadeira !

  89. HENRIQUE CARLOSGONÇALVES

    -

    03/10/2013 às 2:23

    PREZADO REINALDO – AGORA A PRESIDENTA OFENDEU A EQUIPE MÉDICA QUE A ATENDE. O TUMOR QUE ELA TEVE NÃO FOI DIAGNOSTICADO COM PALPAÇÃO. FOI DIAGNOSTICADO POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA. LEIAM AS PUBLICAÇÕES NA ÉPOCA.

  90. HENRIQUE CARLOSGONÇALVES

    -

    03/10/2013 às 2:19

    QUE NINGUÉM CONHEÇA ESTES DADOS OFICIAIS É TUDO QUE OS MARQUETEIROS QUEREM.

  91. André

    -

    03/10/2013 às 2:17

    o “poste“ vai voltar a demonização e as farsas. que covardia ! os hospitais estão numa “maravilha“ , né ?! o médico que não “apalpa“ não é bom ?! a dilma com seus palpites rídiculos ….

  92. Gregor Samsa

    -

    03/10/2013 às 1:57

    Reinaldo
    também já havia feito as mesmas contas da Ângela das 22:19.
    O PSDB em SP, desde a época do COVAS, vem construindo hospitais e socorrendo as Santas Casas locais da falência. Isto quer dizer que em SP os leitos públicos devem ter aumentado consideravelmente, os de entidades beneficentes se diminuíram foi menos do que no resto do país, e os leitos particulares todos nós vemos as constantes ampliações e aberturas de novas unidades. Assim sendo, no resto do país – que ficou a cargo do PT – a situação deve ser bem mais grave do que faz supor essa média nacional.
    Outra coisa que observei foi que até o período FHC os políticos de Brasília se socorriam no INCOR/HC/USP, sendo que logo após a inauguração do Hosp.do Rim do Hospital SP/UNIFESP o próprio FHC passou a fazer os seus check-ups nessa unidade do serviço público federal. Isto quer dizer que até aquela época o governo federal deveria repassar uma verba considerável à essas duas instituições públicas para atendimentos dos políticos de Brasília, verba essa que era revertida em benefício do ensino e do atendimento à população. Tão logo o PT assumiu, o atendimento aos mesmos políticos passou a ser feito no SÍRIO-LIBANÊS, hospital particular que visa o lucro e não o atendimento à população carente. Não tenho dúvida de que essa verba está fazendo falta à USP e à UNIFESP, mas está beneficiando alguém …
    Desculpe se me alongo um pouco mais.
    Não faz muito tempo as pessoas passaram a se queixar da demora na marcação de consultas e outros procedimentos por parte dos planos de saúde. O governo federal – como sempre – apresentou a desculpa esfarrapada de que isso se dava porque o povo havia ascendido economicamente e mais pessoas estavam contratando planos de saúde, sobrecarregando o sistema. Mais uma vez o que é negativo é torcido para parecer positivo. Observando meu plano de saúde nesse período, o que ocorreu foi o descredenciamento de vários hospitais – os de maior porte e melhor qualidade – concentrando o atendimento dos clientes do plano em um número menor de hospitais, acontecendo o mesmo com muitos médicos que deixaram de atender o plano por conta dos baixos honorários pagos. Assim não foram os clientes que aumentaram e sim a rede de atendimento que encolheu. Agora, me surpreendi com o comunicado de que o plano havia vendido a carteira de clientes individuais à uma outra operadora de saúde, me concedendo um prazo de 1 dia útil apenas para passar a operar com a nova empresa. Consultas marcadas há mais de um mês precisaram ser canceladas pois os médicos não são credenciados da nova operadora. Mas o pior é que a nova operadora possui hospitais próprios, coisa que considero incompatível com um bom atendimento visto que se tais hospital possuem clientes cativos não têm motivos para buscarem a excelência no atendimento.
    Esta explicação toda para fazer uma pergunta: A quem serve a ANS?
    Ao consumidor dos planos de saúde é que não!
    Avalisando essa prática a ANS permite que algumas operadoras fiquem apenas com o “filé-mignon” dos clientes (pessoas que estão no mercado de trabalho e portanto jovens) e deixam o “osso” (aposentados) ao deus-dará. Resta a quem está fora do mercado de trabalho de primeira classe (empresas de porte que incluem planos de saúde no pacote de benefícios) e aposentados se “contentarem” com planos de saúde de quinta categoria que cobram caro para dar a falsa impressão ao associado de que o mesmo e sua família estão amparados.
    Lógico que o lucro dessas empresas também deve ser fabuloso, nada devendo às operadoras do “filé-mignon”, pois me parece que vendem o que não entregam.
    E qual foi a resposta do representante da ANS para esse descalabro: “a ANS restringiu o reajuste dos planos individuais, e assim tornou não atraente a essas empresa a operação de tais planos.” Simples assim, como se dissesse que faz frio mesmo no inverno e o governo – a exemplo de tantas outras mazelas – não tem nada a ver com isto.
    Se a ANS defendesse os consumidores as operadoras que quisessem vender planos empresariais seriam obrigadas a ofertarem planos individuais nos mesmos moldes. A exemplo do que acontece com as empresas de ônibus que para operarem uma linha com demanda alta são obrigadas a operarem outra de baixa demanda.
    - Para que serve a ANS ?
    - A quem serve a ANS ?
    E ainda por cima é paga com o nosso dinheiro!

  93. Jeremias-no-deserto

    -

    03/10/2013 às 1:53

    Bem lembrada a sabujice do repórter Caco Barcelos, mais um dos que moram em Higienópolis mas morre de amores pelo lulopetismo. Com aquela cara de cura de província em fim de carreira, os pobres médicos cubanos que mais parecem um bando de caminhoneiros que se perderam em alguma estrada nordestina, tornam-se heróis salvadores dos grotões mais miseráveis desse país. A cara desses pobres coitados são reveladoras da tragédia que eles estão vivendo: sem falar a língua do país que os recebe e sem saber porque estão aqui e o que vão fazer, parecem perdidos em alguma galáxia distante. Caco faz sempre o bom mocinho, com aquela cara forçada de isenção ele até pode enganar os pobres facultativos forasteiros. Mas a imensa maioria de gente decente e esclarecida desse país não se deixa enganar pelas interpretações do repórter nanico. Esses truques estão cada vez mais desmoralizados.

  94. Casca Fina

    -

    03/10/2013 às 0:19

    Ora, Professor, o “idioleto” em que a chefe-em-top (cacófato intencional) se expressa horroriza a qualquer adolescente afeito aos bons autores.
    É uma vergonha nacional: atenta contra a sintaxe, não tem encadeamento lógico, superabunda (intencional também!) em anacolutos, e, sobretudo, é ridículo.
    Vergonhoso, sim, para uma chefe-em-top. Entendível, porém, se se considerar o padrinho, “o cara”. Farinha do mesmo saco (literalmente intencional).
    Por coerência, tão logo caia enferma novamente, ao invés de se hospedar no Sírio-Libanês, melhor se se socorrer das competentíssimas apalpadelas (sempre intencional) cubanas.
    Coerência e apalpadelas cubanas fazem bem. Muito bem.

  95. Emily

    -

    03/10/2013 às 0:10

    O que me impressiona é como o PT consegue impor um aglomerado de asneiras contra o bom senso, e todo mundo passa a discutir a besteira como se fosse o que realmente importa. A saúde no Brasil, como você disse, mergulhou no caos – um quadro horripilante. E o governo nem está aí, não dá a menor bola para o sofrimento das pessoas. Qualquer um com o mínimo de bom senso sabe que o problema não é falta de médicos. Um pouquinho de objetividade constata que as dificuldades vêm da falta de condições materiais e estruturais para oferecer um sistema de saúde decente. No que diz respeito aos médicos, não custa muito esforço perceber que o xis da questão está no modo como são tratados, nas condições que encontram para exercer seu ofício. O que qualquer criança de cinco anos já consegue entender é que o programa Mais Médicos não tem a finalidade de melhorar a saúde brasileira. Foi criado tão somente para trazer cubanos ao Brasil e enviar dinheiro para a ditadura de Cuba. É um insulto à soberania brasileira. Mas dona Dilma prefere reclamar da espionagem de Obama… E dizer que os culpados são os médicos… O Brasil está na pior, estamos caminhando para o inferno.

  96. Marco Felix

    -

    03/10/2013 às 0:09

    O Brasil é o que é. E no somar dos pontos estamos lá no fim da fila. Qualquer fila é lá que estamos. A vagabundagem politica aqui é cotidiana. Dilma, Lula, Zé Dirceu e claro não se pode deixar o $$$ Delubio, a conta é sempre nossa. E esses escravos cubanos o que dizer então. Alguém recebe a grana e não são eles mas novamente pagamos nós. Apalpar? somos apalpados todos os dias e sorrimos, até quando. 2014.

  97. MarceloBV

    -

    02/10/2013 às 23:56

    10 anos de SUS com gestão do PT é deprimente.
    Eles são craques somente em propaganda e ilusionismo.

  98. Sergio

    -

    02/10/2013 às 23:54

    Esse programa de mais médicos é moderno, pois na época antiga a política era vista de forma diferente!
    Segundo a tradição aristotélica, a política mais ou menos coincide com a ética social. Para os modernos, tratar-se-ia mais de uma técnica de governo, técnica grosseiramente sobrecarregada de utilitarismo, como testemunha o famoso tratado de Maquiavel, exemplificado espetacularmente por esse programa do governo Dilma…
    No sentido aristotélico do termo política teríamos igualmente justiça social, contudo no sentido moderno não há justiça social, visto que Dilma continuará se tratando nos melhores hospitais brasileiros com médicos brasileiros, enquanto a população servirá de cobaia para os médicos cubanos!!!

  99. Clio

    -

    02/10/2013 às 23:35

    Apalpe-me ou deixe-me.

  100. Joana Lima

    -

    02/10/2013 às 23:29

    No Brasil não faltam médicos, estamos no quarto lugar, entre os 21 países da América Latina em número de médicos por habitantes. Toda esta história de falta de médicos foi criada para tirar a atenção das pessoas sobre a responsabilidade da falência total do sistema de saúde. Fazendo a atenção das pessoas se voltar para a suposta falta de médicos e mobilizando a vinda de médicos estrangeiros para cá, a população mais carente acredita que o governo está solucionando o problema de saúde.

  101. Anônimo

    -

    02/10/2013 às 23:25

    O melhor que pode acontecer é colocar esses cubanos para atender de uma vez.Ainda que algum seja competente vai encarar a penúria nossa de cada dia.Será que essa senhora ingrata tratou o próprio linfoma a apalpadelas e esqueceu de nos informar?Sempre me disseram que stalinista era assim,frio e manipulador.

  102. Daniel

    -

    02/10/2013 às 23:25

    João Santana = Joseph goebbels

  103. Mauro

    -

    02/10/2013 às 23:23

    Donde saiu essa muieh meu Deus! Da escolinha do professor Raimundo?

  104. ...e eu que tudo o que çei é que de nada çei...

    -

    02/10/2013 às 23:14

    Hãa? Serão os cubanos massagistas? Aí nada de fazer Revalida mesmo.
    Um biombo e uma apalpadela…

  105. Odivar Meneghetti

    -

    02/10/2013 às 23:05

    Agora sei porque ela frequenta o Sirio Libanes, lá os médicos a apalpam.

  106. Daniel

    -

    02/10/2013 às 23:04

    “…meu médico sempre me apalpou, olhou o coração, olhou a garganta.”
    O médico da Dilma deve ser então algum cubano que trabalha no Sírio Libanês
    Infraestrutura não importa, não é?
    No Sírio Libanês só tem médico descalço, que olha no seu olho, pega na sua mão e, com a força do seu humanismo, dá um jeito!

  107. Tálib

    -

    02/10/2013 às 23:04

    Dilma é uma mulher asquerosa.
    Culpar nossa classe pela situação da saúde no Brasil é acintoso.
    Mas implantar o comunismo no Brasil, como ela sonha, isso ela não conseguirá.
    Resistiremos com o que há de mais raro no petismo: inteligência

  108. Carlos Chagas

    -

    02/10/2013 às 23:03

    É o holocausto dos médicos brasileiros!

  109. vera

    -

    02/10/2013 às 22:48

    Reinaldo, mas ela é “apalpada” no Sírio Libanês!

  110. Regina

    -

    02/10/2013 às 22:41

    o médico da Dilma é realmente um fenômeno! Ele consegue ver o coração da presidenta numa simples consulta!

  111. Anónimo

    -

    02/10/2013 às 22:39

    A governanta ainda estava falando do mais médicos ou já tinha mudado de assunto, passando a falar do clube das mulheres?

  112. Márcio

    -

    02/10/2013 às 22:35

    Sugiro que ela procure pelos cubanos na próxima vez que adoecer. O Estado de São Paulo, governado pelo PSDB, agradece.

  113. Anónimo

    -

    02/10/2013 às 22:34

    Para se comunicar com os pacientes (haja paciência!), muitos dos supostos médicos cubanos terão de apalpar, gesticular e desenhar, pois, a exemplo de muitos petistas, sequer falam o Português.

  114. Juris Imprudência

    -

    02/10/2013 às 22:32

    Reinaldo,
    .
    Vamos todos então fazer um apelo ao Dr. Roberto Kalil, … quando ela retornar ao Sírio Libanês.
    .
    E se for apenas para apalpar, ficaria mais barato trazer massagistas cubanos, ao invés de médicos.
    .

  115. Anónimo

    -

    02/10/2013 às 22:26

    Já com relação à gestão do quer que seja, sempre caberá uma pergunta à petezada: “Vão ‘parpá’ ou vão ‘garrá’?”

  116. Pedro

    -

    02/10/2013 às 22:25

    Agora fiquei ofendido. Quer dizer que Dilma não acha os brasileiros machos o suficiente? Tem que chamar cubano para “apalpar” as brasileiras?

  117. wilson

    -

    02/10/2013 às 22:23

    Se são médicos porque não fazem o revalida ? Claro! Não
    São médicos obvio.

  118. Tá óia

    -

    02/10/2013 às 22:22

    o golpe da espionagem americana e o golpe de culpar os médicos pela falência do sistema da saúde nacional realmente, golpes de mestre.
    Parabéns, João Santana. Hitler ficaria com inveja dessa assessoria de marketing, da qual dispõe dona Dilma.

  119. fogoamigo

    -

    02/10/2013 às 22:19

    Como é de conhecimento de todos (os que lêem e pensam), o programa ‘+ médicos’ é eleitoreiro e destina-se a mostrar serviço da ‘incompetenta’. Para isto, decidiram eleger a classe médica como inimiga do povo, que não quer o seu bem-estar, o que os cubanos amigos desejam desde crancinhas. E assim será durante toda a campanha para reeleição daquele poste que, até hoje, ainda não foi capaz de acender nem lamparina.
    Agora, o novo texto da MP do programa estabelece que o ministério da Saúde(?) passe a expedir o registro dos profissionais formados no exterior, competência dos CRMs.
    Se tivessem um pouco de “brio” (acho que está fora de moda “nestepaiz”), os presidentes do CFM e dos CRMs deveriam, no mínimo, a um só movimento, renunciar aos seus cargos em protesto, em nome da decência da classe.
    Já sabemos que com petralhas não existe a força dos argumentos mas, apenas, os argumentos da força.

  120. Angela

    -

    02/10/2013 às 22:19

    O problema de gestão federal na Saúde pode ser ainda pior, pois pelo que entendí, a conta é do total de leitos no país todo, públicos e privados. Sendo assim, como diversos hospitais e muitos leitos foram criados no estado de SP, então no norte/nordeste o deficit deve ser bem pior.

  121. PALCOSCENICO

    -

    02/10/2013 às 22:14

    LULA TRAMOU ESSA VINDA EM MASSA PENSANDO EM OUTRA COISA QUE NÃO A SAÚDE DOS BRASILEIROS, MAS O RETORNO DE PARTE DO DINHEIRO NA FORMA DE DÍZIMO PARA O PT E PARA O CAIXA DOIS DOS CACIQUES DO PARTIDO.
    – Já Dilma dissimula pensando no “apalpar”, que se traduza em votos para ela. Mas, a verdade é que teremos uma doutrinação psicológica de dezenas de milhões de brasileiros para serem simpáticos ao comunismo, o grande objetivo real dessa tramoia.
    – Vide foto comentada sobre o tema em http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  122. DuraLexSedLex

    -

    02/10/2013 às 22:03

    CAríssimo.
    Ao “Marcus – 02/10/2013 às 20:20).
    Respeitosamente, vou discordar.
    Se for pelos “melhoramentos” feitos por déspotas, teremos de citar, de Lenin a Stalin, passando por Mao, Fidel e outros…
    A “Nuremberg” que você cita, virá, mas não sei se vai ser tão cedo assim. Gostaria que os “bolivarianos” provassem do próprio remédio de “justiçamentos”, “paredóns”, e algo parecido com o que aconteceu com Duce na Itália.
    Ou que alguém recordasse o que foi preciso para “pegar” aquele ditador da Nicarágua… Acho que foi uma bazuca, se não me falha a memória.
    Mas, verdade verdadeira, é que gostaria que surgissem onze “Barbosas” no STF, um moreninho, outro de olhinhos puxadinhos, talvez um ou outro loirinho de olhos claríssimos, um outro com o nariz semítico característico, mas todos com ética, para julgarmos esses desonestos, corruptos e “entregadores da pátria”como merecem ser julgados.
    Queremos (embora possa parecer utópico), um país justo, onde cada um tenha o que realmente merece e produz. Cada qual terá o necessário e suficiente, produto do seu próprio suor. Dinheiro não clareia a pele de ninguém, nem “cotas” corrigiriam erros passados. Cada gota de suor, lágrima ou sangue derramado, seja lá por quem for, caíram na terra, e a tornou fértil, produzindo tijolos para edificar moradias e fábricas.

  123. Sara

    -

    02/10/2013 às 21:57

    Se os médicos cubanos vieram só por solidariedade, então não precisa pagar os 10 mil por médico para Cuba, não é mesmo?
    Essa solidariedade está saindo muito cara para o Brasil!

  124. Sara

    -

    02/10/2013 às 21:54

    Eles abusam da covardia e da burrice do povo.

  125. Anônimo

    -

    02/10/2013 às 21:50

    A DILMONA NUNCA GOSTOU DO BRASILEIRO
    ELA E O LULALAU GOSTAM É
    DO SÍRIO E LIBANÊS

  126. Anônimo

    -

    02/10/2013 às 21:47

    Já sei! O médico della é o super-homem, só ele tem visão de raio x que lhe permite olhar o seu coração.

  127. Mendes

    -

    02/10/2013 às 21:47

    Lembrei do caipira que disse ao medico quando ele foi apalpar a mulher “Doutor, eu aparpo e o senhor pregunta”.

  128. Sara Váz

    -

    02/10/2013 às 21:46

    Reinaldo.
    Conheço médico com seis, sete empregos.
    É humanamente impossível ter tantos empregos, e cumprir horário em todos.
    Existe um corporativismo em que os chefe (também médicos), “entendem” que o colega “tem que ganhar a vida”, e permite que cheguem atrazados, saiam mais cedo, ou que “revezem-se” em plantões de 12 horas, em vez do plantão de 24 horas que deveriam trabalhar. Cada “colega” trabalha 12 horas por dois médicos…
    Aí, em certos “empregos” de médicos, basta atender “X” pacientes, sem cumprir todo o horário “de contrato”, ou seja, atendem dez, quinze, vinte pacientes, e a “cota do dia” está cumprida…
    Saem correndo de emprego em emprego…
    O motivo? Péssimos salários, mesmo públicos, municipais, estaduais ou federais…
    PSF? Os filha das P*tasdos prefeitos prometem um salário de encher os olhos, o médico vai para o interiorzão, o prefeito paga um mês ou dois em dias, e aí passa a atrazar…até o médico desistir…
    Médicos existem aos montes, o que faltam são salários dignos, e condições mínimas para trabalhar.
    Claro que os médicos não querem encontrar um INCOR ou Sírio-Libanês no interiorzão… Mas que tenha alguma estrutura…
    Enfim, o que não pode, é trazer “médicos de Cuba”, que com o devido respeito, o dono da farmácia local sabe muito mais…

  129. Carruagem de Fogo

    -

    02/10/2013 às 21:45

    É bom que algum opositor de vergonha,digo, político com P maiúsculo,se utilize dos dados apresentados neste post,e,comunique à que propõem-se!,antes de começar as promessas de sempre e de costume-,mesmo,eu,achando que já está tarde demais,para o que se quer:-Cortar o mal pela raiz!

  130. me

    -

    02/10/2013 às 21:45

    Ai que pena. Eu lido com essa gente simplória. A fala dessa petralhada os confunde por inteiro.
    Se o apalpador disser a eles que tome chá de rolha vão estar gratos.
    Crueldade. Conheço essa maldade dos coronéis do norte e nordeste. Nunca imaginei isso acontecer no continente todo.
    E o grupo só fica mais rico. Cada ano mais e mais rico.

  131. eusabia

    -

    02/10/2013 às 21:42

    A presidANTA é uma mulher inculta. Não teve tempo de ler, estudar, refletir, porque esteve o tempo todo fazendo subversão e roubando cofres. Por isso, tudo que ela fala é de um vazio profundo.

  132. Eugenio

    -

    02/10/2013 às 21:34

    Essa história de “tocar”, “apalpar” da o entendimento de assédio. Dilma foi assediada? Procure o CRM e faça a denúncia

  133. Maria do Socorro

    -

    02/10/2013 às 21:29

    E apalpar não pode ser considerado assedio sexual? Há, mas para turma o PT, tudo pode, até mensalão e trabalho escravo.

  134. Renato

    -

    02/10/2013 às 21:28

    Infelizmente o uso do idioma deixa muito a desejar nessa terra. Muita gente lembra o que foi dito pela candidata, no entanto não dizem o que deveria ser dito: ela disse que faria isso e aquilo e não fez, mentiu, portanto é mentirosa. Simples assim, ela é mentirosa.

  135. Lun_ático

    -

    02/10/2013 às 21:28

    BENGALA BRANCA
    É por essas e tantas outras situações bisonhas (e ao mesmo tempo irresponsáveis) que os lulopetistas evidenciam sua caminhada ÀS APALPADELAS, completamente sem rumo, quais cegos guias de cegos…
    No atrevimento político-fisiológico que lhes é peculiar, imaginam que a população inteira é obtusa e acredita nas mal traçadas histórias que inventam.

  136. Roberto bh

    -

    02/10/2013 às 21:28

    Não se preocupem. A Globo vai pagar todas as dívidas que tem nosso desgoverno e sobrará dinheiro para a saúde. Então essa emissora poderá ser honesta.

  137. Nelson

    -

    02/10/2013 às 21:26

    Parabéns Reinaldo.
    Pena o Brasil não ter mais profissionais como você.

  138. claudia

    -

    02/10/2013 às 21:26

    Quer dizer que os médicos cubanos vêm pra cá a fim de apalpar, é isso mesmo? Se o salário de dez mil tem essa finalidade, as pessoas bem que poderiam se tratar nas zonas, pois não?

  139. Rogério

    -

    02/10/2013 às 21:24

    Hoje liguei num hospital para marcar um cardiologista do centro médico. Pelo nome estranho que deram fiz o que nunca pensei fazer na vida: perguntei onde ele nasceu e por onde se formou. É brasileiro formado pela Santa Casa. Graças a Deus!

  140. Marcos Pereira

    -

    02/10/2013 às 21:22

    É o que tenho dito e repetido: dilma e toda a corja petralha são TRAIDORES DA PÁTRIA.
    Jogando brasileiros contra brasileiros para defender e justificar o absurdo da invasão cubana.
    Esse psicopatas, e dilma é um exemplo claro de psicopatia em estado avançado, estão destruindo nossa Soberania, lesando Nossa Pátria. Definitivamente tentando transformar o Brasil em Banânia e esta se decompondo num cuzil.
    Pena que parte da população não tem percepção da realidade.
    O pt deve urgentemente ser afastado da vida partidária brasileira.Com seu projeto voltado para o caos institucional, estão demolindo todas as nossa conquistas, mantendo-se no poder às custas de dinheiro público para manter anestesiadas mentes fracas e desavisadas.
    Estão a um passo da bancarrota e essa quadrilha continua distribuindo bolsa para tudo quanto é salafrário. Armaram inúmera bombas relógio contra nossa sociedade. Espero que algumas delas explodam nas cabeças desse psicopatas.

  141. Pedro

    -

    02/10/2013 às 21:18

    Não sou médico mais sou contra a formula de introduzir um programa que desvia o foco do problema principal que é falta de Hospitais e Postos de Saúde. O mais triste é ver a maior parte da imprensa dar a maior enfase para esta enganação.

  142. CLAUDIUS

    -

    02/10/2013 às 21:17

    Com cubanos ou sem cubanos o problema continua…Se agravando cada vez mais. Haverá um ponto de saturação. Novas medidas pantagruélicas serão urdidas nos redutos da propaganda indecorosa Governamental. E a morte continua. Dilma e o PT governam sobre os cadáveres dos brasileiros e agora sobre o conhecimento cientifico das Universidades. É o fim trágico. Já aconteceu. Sem hospitais, estradas, portos, aeroportos, saneamento, água encanada caríssima, luz elétrica mais ainda, não há um caminho para os brasileiros trilharem. Estamos regredindo aos idos de 1900. Como em Rebelais, está tudo de pernas para o ar.

  143. marcelo aranha de sousa pinto

    -

    02/10/2013 às 21:13

    No Brasil sempre se pode provar o contrário, afinal, sempre há como enviar uma medida provisória jabuticaba flexibilizando a Lei da Gravidade !

    Anotem: um ex-presidente “sociólogo” não fez a reforma política e um ex-presidente “operário” não fez a reforma trabalhista.

  144. Lord B

    -

    02/10/2013 às 21:09

    Idioleto é maravilhoso e perene, Uncle Rei.
    “The unsophisticated life is unworthy living”
    Lord B
    Oct’13

  145. JoaoR

    -

    02/10/2013 às 21:07

    A globo sempre se mostrou ao lado de quem está no poder apesar de fazê-lo, na maioria das vezes, veladamente.
    Atualmente, o adesismo da globo está escancarado, se tornou a emissora “chapa branca” campeã de audiência.

  146. Marcos fernandes Nunes

    -

    02/10/2013 às 21:05

    Ta ficando cada vez mais perigoso tomara que a imprensa nao pare porque pode ser a próxima vitima que e um sonho antigo do Pt de Zé dircel e Lula criar instrumentos para controlar a imprensa já começaram esse quantidade de cubanos e assustador

  147. Bruno Sampaio

    -

    02/10/2013 às 21:05

    Só pra concluir, os professores por enquanto estão poupados, mas é so por que são do PSTU e têm o apoio dos blac blocs bancados pelo pt e assemelhados mais à esquerda. Se o vento muda, eles, assim como os PMs podem virar a bola da vez como culpados pelos imensos problemas na educação, a começar pelo conteúdo ideologicamente adequado.

  148. Cláudio Humberto

    -

    02/10/2013 às 21:03

    Parabéns pelo post Reinaldo! Infelizmente, poucos são aqueles que tem coragem para criticar esse governo populista e enganador. A cada dia vejo o quanto a mídia brasileira é manipulada, comprada pelo PT (basta ver o site da Globo – não me lembro de nenhuma reportagem com críticas ao atual governo)…

  149. Marcos fernandes Nunes

    -

    02/10/2013 às 21:01

    Elase esqueceu de falar que ela e seus companheiros adoram ser palpados por medicos brasileiros de um ds melhores hospitais do Brasil sírio libanês jogo sujo dela e do Pt e o pior comtratando ” medicos de Cuba ” para fazer campanha pro Pt em 2014 inclusive ficando preso os passaporte

  150. Bruno Sampaio

    -

    02/10/2013 às 21:00

    Dilma (leia-se lula, já que dilma não tem cérebro) já escolheu os seus judeus: os médicos,com amplo apoio da Globo, que de uns tempos para cá vem lambendo as botas do governo pelo lado da sola, com muito mais digamos, aplicação.
    Quero ver é se a imprensa vai divulgar quando acontecer o primeiro caso grave de erro médico cometido por apalpadores que não passaram pelo revalida.
    Provavelmente vão dar um jeito de abafar o caso, mas é só questão de tempo até acontecer algo assim.

  151. Adilio Belmonte

    -

    02/10/2013 às 21:00

    Não adianta APALPAR se os médicos não têm os instrumentos mínimos necessários para fazer diagnósticos. A demagogia do PT agora se faz numa área muito difícil de administrar. Sem condições de diagnóstico qualquer tratamento é aventura e pode custar o preço de vidas. Se bem que um pobre a mais ou de menos no Brasil só se conta nas estatísticas eleitorais e eleitoreiras.

  152. João Lavador.

    -

    02/10/2013 às 20:59

    No meu entendimento:Professor Reinaldo, eu também acho que o estetoscópio, via de vida ao vivo, tem parecido somente um objeto de adorno nos pescoços de médicos brasileiros.Sou capaz de apostar 1 contra 1000.000 que, pelo menos seja o caso de 75% dos médicos, inclusive os que atendem pelos planos de saúde. Hás de concordar que não estou sendo incoerente com o que já manifestei a respeito disto mesmo: O que vem a significar, realmente, o estetoscópio para a maioria dos médicos brasileiros?A pressão arterial já é, via de regra, incumbência do enfermeiro da triagem de casos. Este que escreve, só tem tido ausculta cardio-pulmonar, na maioria das vezes, quando “convence” ao dito-cujo a realizar tal procedimento. Perdoe-me quando concordo que há um espírito de…preguiça gratuita, até! Abraços!

  153. Um Tal Zé

    -

    02/10/2013 às 20:59

    Este negócio de apalpar não está me cheirando direito; quer dizer então que basta isto e já está aprovado?; os cubanos são mais gostosos?; pessoal, acabo de me tornar Doutor; se apalpar resolver, contem comigo; bem, tirem a Dilma do pedaço e os marmanjos também; ridícula ela e lamentável esta ausência de uma imprensa que deixa de noticiar a ineficiência do Governo e não noticia insistentemente o fato dele mentir tanto; estamos bem arranjados.

  154. Miguel

    -

    02/10/2013 às 20:55

    Ela vai ser apalpada no Sírio?

  155. Anônimo

    -

    02/10/2013 às 20:54

    Dilma foi apupada na abertura da Copa das Confederações.

  156. Santana*100

    -

    02/10/2013 às 20:51

    O que eu vi neste país foi um … ser tratado com se fosse um deus!
    É daqui pra pior.

  157. Luiz

    -

    02/10/2013 às 20:48

    Essa Dil má … surtou de vez. Mais uma vez culpando os médicos brasileiros, agora dizendo que nos não colocamos as mãos nos doentes (pode ter alguns que não faz isso,mas a maioria examina e coloca a mão sim !!) disse que Paciente não precisa de hospital nem de posto de saúde. No bom português, ela não quer gastar dinheiro equipando hospitais e postos de saúde, e sim sustentando cuba e médicos cubanos. Quer dar saúde de quinta para o povo brasileiro. Quero ver, qdo ela precisar, e ela e uma brasileira, se vai atrás de cubano para apalpa-la ou vai para o Sírio Libanês, como faz sempre.

  158. Lucia

    -

    02/10/2013 às 20:45

    Tio, eu acho que não é problema com o português não… É ato falho mesmo, como a psicanálise diz… Sabe como é, a solidão do poder é muita, deve ser um verdadeiro terror ter que se reunir com o Ministério que ela nomeou…umas apalpadas aliviam o stress, ela deve estar querendo umas apalpadas, até a do médico está servindo…

  159. Flávio Augustus

    -

    02/10/2013 às 20:45

    Exatamente, ela quer médicos ao estilo Roger, o pegador…
    Infelizmente, veremos logo, logo, os médicos brasileiros sofrerem agressões vindas do povo. Escrevam aí! Não demora e andar vestido de branco vai ser perigoso. A que ponto chegamos?

  160. elouquisa

    -

    02/10/2013 às 20:44

    Acredito que a piora no sistema de saúde foi um caso muito bem estudado pelos petralhas.A vinda dos militantes cubanos para o nosso país estava nos planos dos petralhas a muito tempo!O Programa Mais Médicos não é solução,é método.

  161. Maria do Socorro

    -

    02/10/2013 às 20:39

    Todo povo tem a saúde que merece. Todo povo tem a educação que merece. Todo povo tem o governo que merece e no qual votou. Pobre Brasil.

  162. Erasmo Moraes Oliveira

    -

    02/10/2013 às 20:37

    Caro Reinaldo , como é que um Médico OLHA um Coração é abrindo o Peito ? .

  163. Danilo

    -

    02/10/2013 às 20:36

    Nossa dissimulada ComandANTA defende, que apalpada esta acima da competencia e do conhecimento e de locais adequados ao exercicio medico profissional, de preferencia apalpada curativa e magica cubana.

  164. Santana*100

    -

    02/10/2013 às 20:36

    “Os cubanos que posam apalpá-los”
    - O que essa dona quis dizer com isso?

  165. Coroné Grotão

    -

    02/10/2013 às 20:35

    Marcus às 20,20 disse tudo. Heil lula e seus asseclas nazistas, tiranizando um país com vocação libertária.Vão se dar mal. É só uma questão de tempo!

  166. fontana

    -

    02/10/2013 às 20:29

    Se é só para apalpar, por que pagar dez mil reais por cubano?

  167. Flávio Augustus

    -

    02/10/2013 às 20:26

    Reinaldo, agora fiquei com uma dúvida. O Neurônio Solitário quer mais médicos ou mais michês para o povo? Idioleto búlgaro? Será que pelo menos os búlgaros entendem?

  168. paulo sobreira

    -

    02/10/2013 às 20:22

    traz o doutor roger, foragido da justiça para a dilma entao…

  169. elione

    -

    02/10/2013 às 20:21

    Por que Dilma nao foi tratar do câncer com os medicos de Cuba como fez Hugo Chaves?
    Pelo que me consta, foram os medicos brasileiros que a curou. ( infelizmente?)

  170. Marcus

    -

    02/10/2013 às 20:20

    Como médico, saindo do hospital escola fui ameaçado por um motoqueiro que pegava uma mulher com um papel de consulta na mão. Parecia contrariada, acredito que por ter a consulta agendada para muito tempo depois, ou mesmo rejeitada.
    Êle parou na minha frente e com uma expressão de ódio começou a gritar: “tem que trazer mesmo é médico de fora”, e saiu em disparada.
    Fomos escolhidos como os “judeus” dos novos nazistas, a ptzada.
    Não basta o que enfrentamos dentro dos hospitais. E eu nem estava de branco.
    No mínimo,é muita ingratidão essa generalizada instigação ao ódio dos brazileiros contra uma classe de trabalhadores que a cuidou tão bem na sua (Dilma) doença.
    Espero viver pra ver o nossso Nuremberg, e eles condenados. Ela na frente.
    O Hittler pelo menos melhorou a vida dos alemães, ainda que por pouco tempo.

  171. Daniela

    -

    02/10/2013 às 20:11

    Será que não existem mais pessoas inteligentes nos postos de comando do ministérios, pois é muita incompetência administrar a saúde publica no Brasil dessa forma. É tão simples… bastar pagar um pouco melhor os médicos que trabalham no SUS, equipar os hospitais, pagar um pouco mais todos os procedimentos, aumentar os leitos, pagar mais para médicos especialistas, investir nas pessoas que gostariam de ser médicos bancando seus estudos. Falta no Brasil, inclusive nos outros serviços públicos, administradores profissionais competentes.

  172. Marcos

    -

    02/10/2013 às 20:11

    Rodolfo, parabéns, vou fazer o mesmo, cancelar minha assinatura de O Globo!

  173. Míriam

    -

    02/10/2013 às 20:07

    A presidente poderia aproveitar e ser apalpada pelos médicos cubanos que são tão bons, como ela diz, e deixar o Sírio e Libanês para os demais cidadãos.

  174. Luis

    -

    02/10/2013 às 20:06

    E a tabela do SUS que remunera as entidades particulares e beneficentes que trabalham para o SUS não é reajustada há muito tempo. Há procedimentos médicos, fisioterápicos, com remuneração de R$4,50,R$7,00 e fica nisso. Pode dar certo? Ao invés de propagandear os pseudos médicos cubanos deveriam, os repórteres, investigar quanto paga o SUS aos hospitais e associações.

  175. Eduardo

    -

    02/10/2013 às 20:03

    As quatro maneiras de examinar um paciente, na época em que a radiografia era o mais sofisticado método de diagnostico, eram a Inspeção, palpação, percussão e ausculta.
    Hoje, contando com o recurso da ultrassonografia, a palpação passou a ser um método de diagnóstico limitado e inconclusivo..
    Dilma não quer que o médico tenha um equipamento de ultrassom para dar um atendimento moderno ao paciente, ela quer que “apalpe”. Como é para o brasileiro pobre, qualquer coisa resolve.

  176. Andre M. Andrade Jr

    -

    02/10/2013 às 20:02

    Não entendi porque ainda não entraram com ação na justiça contra esse programa estúpido do governo com médicos estrangeiros.Estão destruindo uma organização médica do país que não apresentava problema algum,pelo contrário é correta e não é criticada.O SUS é criticado mas não os médicos.Dilma e o ministro da saúde deveriam comparecer ao banco dos réus.

  177. canelaverde

    -

    02/10/2013 às 20:01

    Olá Reinaldo. Acertou em cheio: a petralhada culpa os médicos brasileiros pela péssima administração da saúde no Brasil. O pt iniciou uma guerra contra os médicos brasileiros. É acintosa a maneira como essa categoria é descrita pela petralhada,como se fossem preguiçosos e arrogantes. Chegaram ao Espírito Santo uma leva de médicos cubanos e o porta voz afirmou que veio fazer aquilo que os médicos brasileiros não querem fazer. É chocante a desfaçatez de tal cubano, pago com o dinheiro de nossos impostos, vir aqui ofender uma categoria de trabalhadores, que passam no mínimo 6 anos estudando. Dilma devia pedir para que os cubanos a apalpem procurando doenças.

  178. Anónimo

    -

    02/10/2013 às 19:56

    Obviamente, o médico da Dona Dilma não poderá olhar o coração de toda a gente. Logo, só resta uma saída: convocar os apalpadores cubanos, que podem até nem ser médicos, mas prometem dar muita atenção à população (afetivamente) carente.
    PS: Caramba! Como é possível suportar uma presidente que pensa e se comunica de maneira tão precária?! Que país miserável é o Brasil!

  179. Indignado

    -

    02/10/2013 às 19:49

    Como resolver estas contradições da prática diuturna e noturna da profissão médica:

    1) Se o médico não toca é porque não gosta de examinar. Se toca muito é tarado! Será que a presidenta sabe a diferença entre uma consulta psiquiátrica e um exame ginecológico?

    2) Quando estão aguardando atendimento reclamam que está demorando muito. Quando estão dentro do consultório não querem sair!

    3) Por que segunda-feira de manhã é o dia mais lotado de qualquer pronto-socorro? Tem a ver o fato do brasileiro ser um povo muito e ir quere pegar um atestado para não ir trabalhar?

    Não adianta a presidenta arrumar um bode expiatório: os petistas são diretamente responsáveis pelo caos na Saúde e um marqueteiro não conseguirá esconder isso por muito tempo. Ou então o povo é muito burro e merece estes genéricos de médicos…

  180. J.R.

    -

    02/10/2013 às 19:47

    *
    Reinaldo, a análise é muito boa. Aqui na minha cidade o povo reclama que “o hospital está ruim”. A “saúde” aqui elegeu 4 vereadores de um total de 11. O que eles fazem? Dois trabalham em farmácia, ou seja, facilitam distribuição de remédios. Um, trabalha no hospital e o outro já trabalhou. Facilitam agendamentos em outras cidades, passando na frente de outras pessoas, os cidadãos que os procuram. Essa realidade é nacional. O hospital local está sempre endividado. Além dos postos de saúde, não existe um sistema unificado. Pessoas são atendidas nos postos de saúde e depois vão ao hospital.
    A saúde(população doente) rende muitos votos. Pode ver que a base eleitoral é com distribuição de remédios e alimentos. Todos sabem que a base de boa saúde é boa alimentação e bons hábitos de vida, perspectiva, mente saudável. Nas escolas, para as crianças, ainda são servidas salsichas. Vão implantando a pornografia, lentamente, alegando educação sexual.
    As análises são muito boas. Essa realidade tem que chegar a toda população. Meu melhor discurso tem sido mostrar para as pessoas a realidade que ela vive. O PT mente descaradamente. Diz que vai investir bilhões. Aqui não chegou nada. Então o povo imagina que foi em algum lugar.
    *

  181. Rita

    -

    02/10/2013 às 19:47

    É justificável que o médico apalpe a “presidenta” toda, como também escute o coração e verifique a garganta. Imagina o preço da consulta no Sírio Libanês! O que o médico fizer ainda vai ser pouco. Porque ela não vai se tratar com esses médicos cubanos novos? Acho que deveria seguir o exemplo de Chaves e se tratar com um desses. O povo brasileiro agradeceria muito, se livrar desse estrupício que já transformou nosso país em uma ditadura. Para mim, hoje ficou claro que já vivemos numa ditadura disfarçada de democracia, após quase estar aprovado que o registro médico do mais Médico seja dado pelo Ministério da Saúde e não pelo CRM.

  182. Pedro

    -

    02/10/2013 às 19:42

    Afinal de contas, a mulher que reclamou com a Dilma queria um médico ou um massagista? O pior é a Dilma ter encampado a ideia, sem o menor discernimento.

  183. Ferreira Pena

    -

    02/10/2013 às 19:39

    Governo de gente safada Reinaldo! Os petralhas tem sempre que encontrar um bode expiatório para assumir seus erros. Se os médicos resistissem à malandragem seria ótimo, contribuiriam para desmascarar essa incompetente!

  184. luiz

    -

    02/10/2013 às 19:39

    Eles estão trazendo tantos médicos cubanos, que vai acabar esvaziando a ilha. Também não entendo como eles tem tantos médicos, será que toda a população cubana é formada em medicina ?
    PT, PARTIDO DA ÉTICA E DA MORAL.
    FORA LULA, FORA DILMA, FORA PT.

  185. Onagro.

    -

    02/10/2013 às 19:37

    Reinaldo.
    Tenho uma ideia,vamos aferir a eficiência dos médicos cubanos com apalpatógrafos.
    Alguém se habilita a projetar a geringonça apapaldora.

  186. samuel

    -

    02/10/2013 às 19:37

    Arrazador esse texto! kkkkk Pena que poucos brasileiros saibam ler para poder aprecia-lo…

  187. R Q

    -

    02/10/2013 às 19:33

    Ao invés de … usar nosso dinheiro no Sírio-Libanês, então ela que deixe os cubanos apalpá-la. É verdade que existem médicos daqui que só por Deus, mas não podemos generalizar na questão do atendimento, pois na gestão anterior da Prefeitura de São Paulo precisamos de atendimento em UBS/AMA ao lado de casa, bem como AMA Especialidades sempre fomos bem atendidos mesmo em meio a alguns imprevistos. Sei que não é em todo lugar assim. DILMA quer DENEGRIR a imagem dos médicos brasileiros para justificar suas manobras com os cubanos.

  188. niette

    -

    02/10/2013 às 19:33

    Eu tenho uma família de médicos e futuros. São oito no total.Ainda netos adolescentes que poderão estudar para esta dura profissão! Como uma governante pode falar tanta bobagem? Um curso difícil, mal remunerado e com sérios problemas de base. Farão milagres os cubanos?

  189. Seta

    -

    02/10/2013 às 19:31

    Na avaliação do petralha-mor, o Nefasto, o SUS é “o melhor sistema público de saúde do mundo”; deveria explicar, também, que ele e a “presidenta” , por motivos óbvios, nunca fizeram nem pretendem ser atendidos naquelas dependências, pelo menos enquanto nós, brasileiros, financiarmos seus tratamentos no Sirio. Essa gente não tem limites!. Quanto à Globo, servilismo é seu objetivo primordial. Um dia, provavelmente, ainda farão seu “mea culpa” por ter bajulado tão descaradamente essa facção política hora no poder.

  190. Rolando

    -

    02/10/2013 às 19:30

    A Globo não tem vergonha, está sempre elogiando o governo, mesmo pelo que ele não faz ou se o que ele faz está errado.

  191. Isaias

    -

    02/10/2013 às 19:28

    O STF vai fazer audiências públicas! Ele avaliará se contratar médicos-curandeiros estrangeiros não remunerados e sem estrutura ou logística é compatível com a ordem… e progresso!
    http://veja.abril.com.br/noticia/saude/stf-fara-audiencias-publicas-antes-de-julgar-constitucionalidade-do-mais-medicos?utm_source=redesabril_veja&utm_medium=twitter&utm_campaign=redesabril_veja&utm_content=feed&amp;

  192. ismael

    -

    02/10/2013 às 19:27

    Médicos brasileiros deviam não atender PeTistas e repórteres
    comprados!Deixem os Cubanos cuidarem deles.

  193. IassaI

    -

    02/10/2013 às 19:25

    Genial essa do “IDIOLETO”! Tudo a ver com uma “PRESIDANTA”. KKKKK…Tem brasileiro louco pra fazer o exame do toque no “CUBANO”. KKKKKKK…

  194. Renato

    -

    02/10/2013 às 19:25

    Será que o médico dela seria um destes cubanos?

  195. bento 12

    -

    02/10/2013 às 19:24

    Sabe, Reinaldo, deveríamos ter no Brasil, algum portal para verificar aquelas verbas que o governo apresenta, vou liberar 20 bilhões para saúde, vou liberar mais bilhões para transportes e aí vai, só que ninguém vê melhora, não vê esse dinheiro, só vê notícias de obras paralisadas e dizendo que está faltando ajustar os contratos para mais. Agora, essa senhora chamar os médicos para briga é muito desaforo, ela teve câncer e não foi a cuba fazer igual seu colega Hugo Chaves, atrás de seu Certidão de Óbito.

  196. Jayme Guedes

    -

    02/10/2013 às 19:23

    Entendo, para o eleitor brasuca, cubanos; para os eleitos, Sírio Libanês. Tudo certo desde que seja a vontade do povo. Mesmo que seja um povo imbecil.

  197. Moacyr

    -

    02/10/2013 às 19:22

    Reconheço o DNA dessa fala da presidanta, e tenho certeza que vc também, Reinaldo.

  198. Paulinho 44

    -

    02/10/2013 às 19:22

    A oposição deveria denunciar na ONU o governo brasileiro por explorar trabalho escravo no Brasil, pois é o que os medicos cubanos estão sofrendo aqui.

  199. m

    -

    02/10/2013 às 19:19

    Depois que tal ‘flexão de gênero’ foi implantada pela ‘presidenta’,qualquer flexão (de incompetência,de destempero,de ignorância,etc) é possível.

  200. Antonio

    -

    02/10/2013 às 19:19

    Olá
    Reinaldo
    Desculpe-me as outras mulheres, mas me parece que a mulher … Como em todas as profissões existem os bons e os maus e a do médico não foge a regra.
    Examinar os pacientes mesmo que este esteja com uma simples dor deve ser a rotina de todos os médicos, mas como eles tem que atender muitas pessoas ora ai então já parte para os exames e depois com estes nas mãos é que se vai examinar o paciente direitinho.
    A mídia comprada sempre irá falar muito bem deste programa, irão falar, falar até que todos acreditaram que ele existe mesmo e funciona de verdade, duvido que os Cubanos consigam fazer o que os médicos brasileiros não quiseram nem tentar, pois os preliminares já dava conta de como seu trabalho seria sem as mínimas condições do ponto de vista da medicina brasileira.
    Na novela o autor coloca a personagem “PALOMA” para não falar “PAMONHA”, como aquela (Médica) que não pensa no dinheiro e sim na saúde das pessoas carentes, montou um consultório na periferia só para atendê-los e ainda da a eles remédio de graça o tal Amostra Grátis aquele que vem com a caixa pela metade de seu conteúdo.
    O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ENXERGAR

  201. Leonardo

    -

    02/10/2013 às 19:18

    Texto sensacional!… Falou toda a verdade

  202. Gerson Moraes

    -

    02/10/2013 às 19:17

    O pronunciamento da mandatária Dilma não me surpreende pois, orientada exclusivamente por marqueteiros repletos de pesquisas de opinião,mira precisamente o alvo que personaliza o imaginário popular da elite insensível e alheia aos sofrimentos do povo, quando não a responsável direta por suas mazelas: os médicos.Assim como na Alemanha dos anos 30 em que os judeus eram os responsáveis pela ruína do povo alemão, guardadas as devidas proporções, o petismo fascista elege os médicos como perfeito bode expiatório para bater a vontade.
    A expressão usada pela mandatária- não apalpar – antes de ser inadequada para significar o exame físico não realizado pelo médico transmite para o interlocutor o distanciamento, a ojeriza até, que os médicos possam ter em relação a população humilde. Algo como o distanciamento que se tem do leproso. Nada mais cruel,nada mais ultrajante , nada mais inverídico tratar assim milhares de brasileiros que escolheram livremente a profissão médica que traz no seu cerne o cuidado e o zelo com o próximo.Nada mais escandaloso e perverso que o governo do seu país tratar como cães os profissionais que custaram e que custam na sua formação tempo, recursos e energia para cuidar e assegurar aos brasileiros esse bem que não se pode dispor que é a saúde.
    A sociedade brasileira não se comove com a vida; não se importa com a vida. É uma sociedade brutal, mesquinha, que relativizou a vida e banalizou a violência, o uso das drogas, que da as costas ao SUS e não aprofunda as discussões para resgatar a dignidade saúde pública. Como você ,Reinaldo, lembrou muito bem de todas as promessas de campanha da candidata Dilma na área de saúde e que não foram concretizadas o tratamento da discussão dos problemas complexos na saúde é sempre rasteiro e limitado a “obras”. Agora “avançamos” um pouco pois encontramos os culpados da desfaçatez na saúde: os médicos.Pobres médicos…….

  203. CW

    -

    02/10/2013 às 19:16

    Acaba de ser crido no Brasil o médico Apalpatologista! Com um apalpatômetro e um apalpatógrafo, os seus problemas acabaram. Te cuida Organizações tabajara!

  204. Pedro

    -

    02/10/2013 às 19:13

    O médico dela é o molusco-rex?

  205. Jorge Silva

    -

    02/10/2013 às 19:12

    off-topic: Centro de Doutrinamento, outrora conhecido como USP, cai no conceito global. Previsível…
    http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/usp-cai-em-ranking-e-brasil-deixa-elite-universitaria-global

  206. OLHO POR OLHO

    -

    02/10/2013 às 19:12

    ELA TERÁ ATÉ 2014 UNS DEZ MIL MEDICOS COMO CABOS ELEITORAIS E NA HORA DA DOR AS PESSOAS FICAM MAIS FRÁGEIS E FACIL DE CONVENCIMENTO. ESSE GOLPE DO MAIS MEDICO FOI DE MESTRE.

  207. hdrummond

    -

    02/10/2013 às 19:11

    A história toda desse programa e desse tipo de fala é de um ridículo que não tem igual na história destepaiz. É vergonhoso e demonstra o caminho da servidão que estamos trilhando. Primeiro foram os médicos, quem serão os próximos bois de piranha pra disfarçar a incompetência e má fé?

  208. rere

    -

    02/10/2013 às 19:08

    A mania que essa criatura tem , bem como seu antecessor, de jogarem brasileiros uns contra os outros é:IMPRESSIONANTE>

  209. Rafael Castelo

    -

    02/10/2013 às 19:07

    E o hospital construído na Palestina, com nossos impostos, é verdade? Está pronto e é de primeiro mundo?

  210. Renato Trancoso Petrusco

    -

    02/10/2013 às 19:06

    E quantas creches ela prometeu mesmo?Cadê a Transposição?Cadê a Transnordestina?Cadê os Aviões da Fab?Cadê a Norte/SUL?Cadê a Ferrovia do Centro Oeste?Cadê a Mobilidade Urbana nas sedes da COPA?Enquanto isso aumentou o analfabetismo no Brasil,será que foi o legado de seu antecessor?Quando ela teve o problema de Saúde foi para o Sirio Libanês que tem muitos médicos que são do Hospital das Clinicas, ou seja, do Governo de São Paulo.Dilma se espelhe pela Noruega e não por CUBA.

  211. CÍNICO

    -

    02/10/2013 às 19:05

    Mais uma obra do PT, “nunca antes na história deste país a USP teve uma classificação tão baixa”. A USP não esta mais entre as DUZENTAS melhores universidades do mundo; a USP cai e o analfabetismo sobe; é o Brasil do PT.

  212. Surfista Prateado

    -

    02/10/2013 às 19:05

    Não tenho dúvida que o plano petralha dará certo… Ano que vem dirão, que agora ao menos há médicos, e que estão providenciando a melhora dos hospitais, que estão ruim por culpa do FHC. E vai colar. 100%.

  213. sério

    -

    02/10/2013 às 19:04

    Dilma, Lula, PT… mestres da pilantragem…
    .
    Não reajustam a tabela do SUS, por ANOS, muitos hospitais fecham, outros são seduzidos a praticarem ilegalidade para ficarem de pé, como falsificar procedimentos.
    .
    Nenhum cargo de carreira FEDERAL para médico.
    .
    Hospitais e faculdades sucateados.
    .
    Apenas um objetivo : trazer médicos de cuba, especificamente pra populações na miséria, para :
    .
    1 – Pra fazer proselitismo partidário e ideológico
    2 – Criar fatos constantes de pura demagogia
    3 – Infiltrar agentes que organizarão todas as informações possíveis o NSA de Cuba está aqui.
    4 – Mandas dólares pra Cuba, e receber comissão.
    .
    CRIARAM O CAOS pra darem o GOLPE.
    .
    E ainda dão atestado de IDIOTA aos oponentes e aliados.
    .
    Não sei como tem jornaleros que lambem esta gente !!!

  214. Observadordepirata

    -

    02/10/2013 às 18:57

    Falta pouco para adotarem a pajelança coletiva no SUS. PT, qualidade ZERO, marketing DEZ!

  215. Rodolfo

    -

    02/10/2013 às 18:55

    A melhor coisa que eu fiz nesses últimos tempos foi ter cancelado a minha assinatura de O GLOBO!
    É besteira, não é nada, uma rebeldia meio tola, eu sei, mas se cada um fizer a sua parte…. Cúmplice dessa VAGABUNDICE é que eu não vou ser!

  216. Antonio Casca

    -

    02/10/2013 às 18:53

    Apalpa-la?
    Que sacrifício!
    Além de ser um herói, o médico deveria ganhar por insalubridade.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados