Blogs e Colunistas

16/03/2013

às 5:21

Difamador do papa supera a própria delinquência e diz que Pontífice faz parte de complô para dominar a América Latina

Este é o pilantra que, a serviço de Cristina Kirchner, sustenta que o papa pertence ao complô para dominar a América Latina

O jornal “Página 12”, da Argentina, se destacou pelas críticas ferinas e bem-humoradas que fazia a Carlos Menem. Horacio Verbitsky, agora alçado pelo governo argentino à condição de difamador oficial do papa Francisco, é um dos seus fundadores. Pois bem, o antes tido como independente e corrosivo “Página 12” se transformou numa espécie de diário oficial das maluquices do casal Kirchner, em especial de Cristina. A publicação apoia de maneira descarada a saga da presidente contra a imprensa do país. Nos meios políticos argentinos, dá-se como certo que Verbitsky é o seu principal inspirador.  O homem é, assim, um Franklin Martins que deu certo, entenderam? O link do primeiro texto deste senhor contra o papa não está mais disponível por razão que desconheço. Lendo o texto, fica evidente que ele não tinha uma só evidência concreta contra Francisco, nada! Ao jornal italiano La Repubblica, admite isso. Acontece que o ex-terrorista montonero está “trabalhando”. Ele tem uma causa — e essa causa atende pelo nome de Cristina Kirchner.

Em novo artigo publicado no Página 12, Verbitsky volta a atacar o papa, agora em termos ainda mais baixos. Abre o artigo relatando um suposto telefonema da irmã de Orlando Yorio (um dos jesuítas presos em 1976). Ela estaria brava, indignada, lembrando que seu irmão, que já morreu, sempre afirmava que Jorge Bergoglio queria ser papa. Mais: ela também opina que o papa Francisco seria o homem certo para “tapar a podridão” da Igreja. Verbitsky vai mais longe: o papa faria parte de uma grande conspiração para dominar a América Latina.

Quem se dispuser a ler o texto na íntegra vai se deparar com uma peça pusilânime, eivada de acusações infundadas e anticatolicismo militante. Verbitisky faz pouco caso dos católicos, afirmando que, aos eventos mais inexplicáveis, a Cúria atribui a ação do Espírito Santo. O autor acusa Bento XVI de ter acobertado casos de pedofilia, o que é espantosamente mentiroso. Referindo-se à proximidade do então cardeal Bergoglio com os pobres, escreve o ex-montonero: “E nem mesmo estranharia se, com a brocha na mão e com seus sapatos gastos, Bergoglio empreendesse uma cruzada moralizadora para branquear os sepulcros apostólicos”. A expressão “sepulcros apostólicos branqueados”, no caso, é uma metáfora para a mera maquiagem dos problemas da Igreja.

Mais uma vez, sem provas, sem documentos, sem evidências, o autor recorre ao testemunho de terceiros para atacar Francisco. Um de seus interlocutores “católicos” (???), vejam lá,  é ninguém menos do que Leonardo Boff. Então tá…

Delírio conspiratório
Na nova peça asquerosa vinda a público, há ao menos um aspecto positivo: Verbitsky se entrega. Não tem vergonha nenhuma — comenta-se nos meios jornalísticos argentinos que é regiamente pago pra isso! — de fazer a defesa escancarada do governo de Cristina Kirchner no mesmo artigo em que volta a atacar o papa e o catolicismo.  A canalhice de Verbitsky assume proporções inigualáveis neste trecho, que traduzo (em vermelho). Leiam. Volto e seguida.

*
Sua biografia [do papa] é a de um populista conservador, como foram Pio XII e João Paulo II; inflexíveis em questões doutrinárias, mas com uma abertura para ao mundo, sobretudo para as massas despossuídas. Quando rezou sua primeira missa numa rua de Trastevere ou num terminal de Roma, falando às pessoas exploradas e prostituídas por poderosos insensíveis que fecham seu coração a Cristo; quando os jornalistas amigos contam que viaja de metrô ou ônibus; quando os fiéis ouvem suas homilias, pronunciadas com gestos de ator e em que as parábolas bíblicas coexistem com a fala lhana do povo, haverá os que vão delirar com a esperada renovação da Igreja. Nos 15 anos à frente da Arquidiocese de Buenos Aires, fez isso e muito mais. Mas, ao mesmo tempo, tentou unificar a oposição ao primeiro governo que, em muitos anos, adotou uma política favorável a esses setores, acusando-o de promover o conflito e o confronto justamente com aqueles setores que ele [o papa] acusava em seu discurso.

Agora poderá fazê-lo em outra escala, o que não quer dizer que ele vá se esquecer da Argentina. Se Pacelli [o papa Pio XII] recebeu financiamento da CIA para fortalecer a democracia-cristã [italiana] e impedir a vitória dos comunistas na primeira eleição pós-guerra e se Woytila [João Pulo II] foi um aríete que abriu o primeiro rombo no muro [regimes comunistas] europeu, o papa argentino poderá desempenhar o mesmo papel em escala latino-americana. Sua passada militância na Guarda de Ferro [juventude peronista de direita], o discurso populista que permanece — e, com ele, poderia até mesmo adotar causas históricas, como a das Malvinas — o habilitam a disputar a liderança desse processo, afrontando com palavras os exploradores e pregando mansidão aos explorados.

Voltei
No trecho acima, fica evidente que Verbitsky está empenhado em defender o governo de Cristina Kirchner, o primeiro que teria se preocupado com os pobres. Acusa o agora papa de ter tentado unificar a oposição contra essa grande líder… É uma mentira estúpida!  Mas isso ainda é o de menos.

Verbitsky incita os tolos a acreditar na mais recente teoria conspiratória: a de que Francisco faria parte de um grande complô para dominar a América Latina. Sei… Dominar contra quem e a favor de quem? Ele responde: a função do papa seria acalmar os pobres e, quem sabe?, indispô-los com líderes da qualidade de Cristina Kirchner, Rafael Correa ou Nicolás Maduro…

O jornalista demonstra ser também um homem sem nenhuma vergonha do ridículo. Dá curso a outras fantasias, como a história de que a CIA financiou Pio XII para que este garantisse recursos à democracia cristã italiana (por que a CIA precisaria do papa pra isso?) e a de que João Paulo II fazia parte de um complô para pôr fim ao comunismo…

É impressionante que tal grau de estupidez acabe influenciando o noticiário internacional. Por quê? De onde vem a credibilidade de Verbitsky? Ora, do fato de ter sido um terrorista e de ser um militante de esquerda, que conta com uma impressionante rede de difamação mundo afora. Não! Essa rede não obedece necessariamente a um comando de conspiradores. A maioria dos que veiculam essas porcarias é formada por idiotas, por inocentes úteis.

As teorias conspiratórias só prosperam porque rematados cretinos se querem superiormente inteligentes para detectar agentes secretos em ação. Quanto mais atrasado e miserável é o país, maior é o número de teorias conspiratórias influentes. Vejam Evo Morales: conseguiu convencer a maioria do povo boliviano de que capitalistas cúpidos sonham em dominar a Bolívia… Naquele país, o Brasil é visto como um satã imperialista… 

Texto originalmente publicado às 20h11 desta sexta
Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

444 Comentários

  • Alex Vianny

    -

    24/3/2013 às 5:36 am

    http://www.clarin.com/opinion/Caza-brujas_0_887911315.html – Você irá gostar, Reynaldo. Verbitsky comprovadamente colaborou com a própria ditadura Argentina. Veja o final da matéria. O paroxismo da hipocrisia e da desfaçatez.

  • GEROLOZANON

    -

    19/3/2013 às 1:42 pm

    É tudo verdade o comentário do Helder ainda bem que temos gente igual o Helder

  • Helder

    -

    19/3/2013 às 8:24 am

    Complô para dominar a América Latina é o esquema de poder totalitário marxista leninista do FORO DE SÃO PAULO, da qual a porra da Cristina e toda a patota dela, …. Bem como Evo Morales, Nicolas Maduro, o Mujica, Daniel Ortega, Rafael Correa, Dilma, Lula, PT, PPS, PDT, PCdoB, PSB, FARC, MIR, ELN, M-19, Sendero Luminoso, e muito mais… Esses sim, esses partidos e pessoas e organizações de esquerda que estão fazendo COMPLÔ pra dominar a América Latina.

    Eles acusam os outros daquilo que eles mesmos fazem. Como dizia o Lênin, “Acuse-os daquilo que você faz, Xingue-os daquilo que você é”, como já explicou o mestre Olavo de Carvalho.

  • Alfredo

    -

    18/3/2013 às 8:13 pm

    O Pagina 12 seria uma espécie de Cata Capital?

  • Márcio

    -

    18/3/2013 às 6:21 pm

    OPA!NÃO POSSO PERDER ESSA OCASIÃO!
    É A MINHA CHANCE…
    A Cristina já mudou o discurso, comunista age de acordo com a oportunidade!
    A principio surpresa e abalada pela noticia nada interessante de um papa argentino e depois de analisar bem a situação: comovida pela sua eleição, uma maravilha, quem sabe nos devolverá as Malvinas…
    Ao invés do o hostilizarmos, vamos sensibilizá-lo, nosso joguinho tem de ser assim, dessa forma ele cairá nas nossa, vamos compará-lo a Chavez, Bolívar…
    Tá tudo muito certinho; aguardem, Cristina e Dilma, o desmonte em breve dos PCs latinos!

  • ELEONORA FLEURY

    -

    18/3/2013 às 6:08 pm

    ReINALDO AZEVEDO,

    Ontem, o mais ferino e heavy metal difamador dos dois Papas, João Paulo II e Bento XVI, o OFICIALMENTE SILENCIADO teólogo, Leonardo Boff, atuante na mídia tendenciosa, estava no “É Notícia”. Sempre chamado em primeiro plano, como entrevistado e convidado único, exatamente pelos que tendenciosamente, o aclamam como a sumidade mais isenta e habilitada para se pronunciar sobre a Igreja Católica. O que faz e fez, impiedosa e sordidamente contra ela, quer durante a direção sob a batuta do querido Karol Wojtyla (mais exaltadamente ainda, em todos os dias que antecederam sua triste morte), quer full time, durante toda a firme direção, com carga letal, depois da renúncia do cultíssimo e corajoso, não menos “íssimo”, Joseph Ratzinguer. Posicionando-se no tal “pinga fogo”, com costumeira cara de pau, sobre os dois Pontífices, SEM QUALQUER RESPEITO, na sua habitual FORMA, de NÃO DEIXAR ALGUMA DUVIDA de não ser MESSSMO uma remanescente vozinha “doce” de ex frei católico que faz dele um homem de PAZ. NUM MORDE E ASSOPRA asqueroso, ELOGIANDO O PAPA FRANCISCO,mas, abrindo espaço até para a discussão do aborto e pretendendo REVERTER A TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO A UM MESMO ESPÍRITO DE COMPAIXÃO e RESPONSABILIDADE SOCIAL CRISTÃ PELOS POBRES, DO ATUAL PAPA- COMO SE, LONGE DE TER SIDO ELA, UM INDECOROSO ASSÉDIO POLÍTICO E IDOLÓGICO NO SEIO DA IGREJA, ATENTADO PORÉM DEBELAFO COMO FOI, COMO FOI, ELA TIVESSE RESSUSCITADO COM O “FRANCISCO” E QUE ENTÃO, AINDA,NESTES MOMENTOS CRUCIAIS, por uma bajulação absurda, ESTEJA A OLHOS VISTOS, QUERENDO SE ENTURMAR, NEGANDO A SUA PRAXIS MARXISTA E ESSENCIALMENTE POLÍTICA. E AO INVÉS de tirar a trave do seu olho para AO MENOS, SE ENXERGAR EM “seu próprio pelo”, prefira ainda chamar o nosso PAPA EMÉRITO de “papa frustrado” MESMO TENDO SIDO ELE, O MAIOR PROTAGONISTA JÁ TRIUNFANTE DE UMA BATALHA INCANSÁVEL, PELA UNIDADE DA IGREJA.ELE O PAPA VITORIOSO por essa SUA SACADA e ÚLTIMA TACADA tão MAGISTRAL. PLENA DE TAMANHA ARGÚCIA, HUMILDADE E… PRECISÃO !

  • Alex Mamed

    -

    18/3/2013 às 3:47 pm

    Que o Papa Franisco seja o martelo da heresia na América Latina hueaheuahuehauheaea

  • Wilsonn

    -

    18/3/2013 às 2:17 pm

    Pilantra “revolucionário” como tantos que conhecemos por aqui. Pelego de Cristina Kirchner. Será que na Argentina tambem existe bolsa-ditadura, a vergonha tupiniquim ? Caso exista com certeza é um beneficiado.

  • flavio

    -

    18/3/2013 às 12:26 pm

    Diga para ele ir na praça principal de B.Aires e la conclamar o povo argentino para ouvi-lo, e ajuda-lo.
    Enforcam ele no primeiro minuto,.

  • celso

    -

    18/3/2013 às 11:20 am

    Na moral Reinaldo, … argentino está escrevendo ou não. Eu não teria sabido se não tivesse lido no seu site.

  • di Carvalho - Minas/ Sul

    -

    18/3/2013 às 10:03 am

    Como diria o saudoso pe. Leo: ”É o encardido querendo dominar a América Latina”.

  • Luigi Agnoli

    -

    18/3/2013 às 8:21 am

    Só o fato de ser de família judaica, Verbitsky deveria ter mais vergonha na cara e não ficar a soldo de um governo medíocre como o da doida de Buenos Aires.

  • Silva

    -

    18/3/2013 às 7:39 am

    … Se tirarem um “comunistinha” colocam dois no lugar dele, cínicos, habilidosos, sutis, malandros, que vão induzir a grande massa de leitores e ouvintes ingênuos ou não.O uso da calúnia é praticamente irreversível por isso eles adoram esse método.

  • Felipe Goltz

    -

    18/3/2013 às 6:59 am

    Reinaldo,

    Tente ver esta situação pelo lado positivo: é bom ser criticado por Verbitsky ( que deve estar achando o máximo tantos holofotes sobre ele neste momento. Nem quando era terrorista sonharia com tal coisa…), Kirchners, Los K e outras “sumidades” oriundas da fossa cloacal. Ruim, mas ruim mesmo, seria se o Papa Francisco fosse elogiado por esta catrefa. Aí, sim, seria um problema de caráter moral. Por isso, digo: Vamos lá esquerdopatas de todo o mundo, uni-vos em sua campanha contra a Igreja! Em tudo aquilo que vocês se metem, vocês sempre perdem! Mais coragem! Falta pouco!

  • Marilene L'Abbate - São Paulo

    -

    18/3/2013 às 6:16 am

    A esquizofrênica Dilma-Comunista, a maior CARA-DE-PAU das Coordenadas de Espaço e Tempo de 13/03/2013 = 13 = 4 = Número-de-Morte, sob as fortes influências das Energias-Superiores de San Pietro e San Paolo = Ano-da-Justiça-Divina, foi para Roma = Terra-dos-Gladiadores, para receber das mãos de Gesù Cristo o fechamento do Círculo-de-Fogo-de-sua-Vida. Olha-se para a Dissimulada-Guerrilheira-Esquerdista e observam-se dois corpos espirituais: em primeiro plano, o da “traidora-distraída” Rousseff, e logo atrás o do também “traidor-distraído” Cesare Battisti. Esses Traidores-da-Pátria desembarcaram na Cidade-Eterna, com a finalidade de concluírem esse nefasto ciclo antifraternal. É Tempo-de-Transformações, senhores, pois a morte ronda o Planeta Terra.

  • Fernando

    -

    18/3/2013 às 5:47 am

    Mais um site, ainda não sei de quem é, mais me parece que são de funcionarios da Petrobras, a ser averiguado, mais é muito interessante pois me parece que vai aumentar o tom das denuncias mais especificamente nos desmandos na Petrobas > http://maracutaiasnapetrobras.com/

  • Anónimo

    -

    18/3/2013 às 2:32 am

    Descrente Radical
    Prêmio Nobel de literatura, o peruano Mario Vargas Llosa fala sobre a importância cultural do erotismo e o perigoso vazio das redes sociais
    17 de março de 2013 | 2h 11
    Ubiratan Brasil – O Estado de S.Paulo
    “Se tivesse que salvar do fogo apenas um de meus romances, salvaria Conversa no Catedral.” Anos depois de dizer essa frase, o escritor Mario Vargas Llosa garante que a mantém viva. Considerado um de seus principais livros, traz o retrato do Peru durante a ditadura dos anos 1950 a partir de Zavalita, jornalista que prefere a omissão a compactuar com os políticos. Colaborador do Estado, Llosa virá a São Paulo em abril para o Fronteiras do Pensamento e falou por telefone com o repórter na sexta-feira, desde Lima, sobre a obra agora relançada pela Alfaguara.

    Veja também:
    Ceticismo e fanatismo na obra de Vargas Llosa

    Joaquim Sarmiento/Reuters
    Llosa: Em defesa do Estado laico com liberdade religiosa
    Quais lembranças o senhor guarda do romance?

    O romance me faz lembrar uma história interessante. Quando foi publicado, em 1969, passou despercebido pela crítica e público – só era lembrado de forma negativa, por conta de sua estrutura narrativa. Só com o tempo, foi ganhando leitores e, curiosamente, hoje é um dos meus livros mais conhecidos. Venceu a prova do tempo.

    No texto escrito especialmente para o ‘Estado’, o crítico Carlos Granés faz uma pergunta que repasso ao senhor: que papel têm as crenças e a moral na vida humana?

    É um tema atual. Um dos grandes problemas do nosso tempo é a corrupção, que afeta por igual países ricos e em desenvolvimento, democracias e ditaduras. Há um desrespeito generalizado da ética, o que provoca delinquência, especialmente na política. Isso não acontecia antes. É o que explica como governos, embora imundos e apoiados pelo narcotráfico, algumas vezes contam com apoio da população, que acredita ser assim a política. É uma atitude cínica frente ao poder, o que explica o desaparecimento da censura social ao delito. Esse é o tema central de Conversa no Catedral.

    Outro detalhe importante do livro é seu personagem principal, Zavalita, que parece ser único em sua obra, não?

    Sem dúvida. Zavalita é mais passivo, menos lutador, mas um personagem épico. Há uma frase vulgar no livro que o define bem: “Quem não se f…, f… os demais”. Ele não quer triunfar, pois, no país em que vive, só progride quem prejudica os outros. Prefere ser vítima. Assim, embora ético, é um homem medíocre por opção e ele se destaca, sim, no contexto de meus personagens, mas é uma forma que encontrei para protestar contra a delinquência mundial.

    A dificuldade de entendimento que o romance enfrentou na época de seu lançamento me fez lembrar outro livro seu, A Civilização do Espetáculo, que sairá no Brasil em outubro, no qual o senhor elogia obras que exigem do leitor um esforço tão grande como o desprendido pelo autor.

    É um livro para leitores ativos, participativos, pois existe na trama uma obscuridade que reflete uma sociedade onde tudo é turvo, opaco. Procurei descrever aqui o impacto provocado pela ditadura em minha geração. Quando o general Odría deu o golpe de Estado, em 1948, éramos crianças e, quando ele deixou o poder, oito anos depois, já éramos adultos. Ou seja, passamos a adolescência em uma sociedade vertical, sem partidos políticos ou imprensa livre, além do medo instalado na população, com policiais cercando universidades. Era esse momento que tentei descrever no romance: mostrar como uma ditadura não estava confinada na política, mas que degradava a vida das famílias.

    O efeito pernicioso avançou no tempo e chegou aos nossos dias, quando é cada vez mais escassa a figura do intelectual, concorda?

    Totalmente. Esse é outro fenômeno inquietante de nossa época. O desaparecimento do intelectual significa também o desaparecimento das ideias e da razão como um fator central da vida social e política. Hoje em dia, as ideias foram trocadas pelas imagens, que são mais facilmente manipuláveis. Isso é uma grande ameaça para a democracia, pois uma sociedade com escassez de ideias tem suas instituições sob forte risco.

    O que o senhor pensa sobre o poder das redes sociais?

    Por um lado, há um aspecto positivo, pois as redes sociais aumentaram o poder da comunicação e da informação. Também dificultam a instauração da censura, como acontecia na América Latina há 40 anos – as redes sociais rompem qualquer controle. Por outro lado, o excesso de informação leva à confusão. Parece que vivemos em um bosque confuso onde não sabemos como nos orientar com segurança. Isso porque hoje em dia praticamente desapareceu uma instituição que, no passado, cumpria uma importante função na vida cultural e política: a crítica. Nas redes sociais, não há uma valoração da informação seguindo hierarquia tradicional, que distingue o essencial do secundário. Daí a confusão a que me referi antes.

    E qual seria, nesse caso, a função da religião? O senhor sempre defendeu uma vida espiritual plena, mas sem nenhuma identificação com o Estado, certo?

    As religiões, sem exceção, são intolerantes, pois trazem verdades absolutas, o que não combina com o espírito democrático. Ao mesmo tempo, uma democracia sem uma vida espiritual se converte em uma selva, como já disse Isaiah Berlin, em que os lobos comem todos os cordeiros. E, para que a cobiça e ambição material não regulem a vida, é preciso alimentar a vida espiritual. Mas o Estado não pode se identificar com qualquer religião – a história é pródiga em exemplos nefastos como perseguições, intolerância, inquisição. É importante ter um Estado laico com liberdade religiosa.

    O que o senhor espera do novo papa, Francisco?

    Espero que inicie o processo de modernização da Igreja, libertando-a de anacronismos como não tratar de temas como sexo e mulher. Caso contrário, vai continuar perdendo audiência. Os problemas com pedofilia que quase destruíram a Igreja nasceram dessa intolerância ao sexo. E Francisco parece ser moderno, com atitudes mais congregacionais.

    Por falar em sexo, no livro A Civilização do Espetáculo, o senhor defende o erotismo como obra de arte.

    Sim, o erotismo é resultado da cultura que, vinculado ao sexo, é transformado em uma atividade criativa. O erotismo é uma manifestação das civilizações e acontece em sociedades que alcançaram um certo nível de progresso humano. Por isso que cito muito Georges Bataille, defensor desse pensamento: ele sempre foi muito reticente à permissividade total, responsável por matar as formas, o que levaria o homem a retornar à uma espécie de sexo primitivo, selvagem. Infelizmente, isso ainda acontece em nosso tempo.

  • Fernando

    -

    18/3/2013 às 1:11 am

    E o supercoxinha esteve no SBT no de frente com Gabi, e achei-o fraco, covarde, não respondeu diretamente a nada, ate sobre a religião que professa foi evasivo.
    Não sei como a oposição não consegue se contrapor a eles.
    Olha com a imprensa que temos e a oposição que estamos vendo, vai ser dificil virar esta realidade.

  • Andnet

    -

    18/3/2013 às 12:13 am

    Sou protestante e quero manifestar meu profundo apresso aos irmãos católicos. Até agora o Papa Francisco tem demonstrado ser uma pessoa que merece o todo o nosso respeito e consideração. Quanto a esse esquerdopata vermelhinho asqueroso é só mais um comunistasinho a serviço da louca de Buenos Aires. Engraçado que o nome e a foto do indivíduo só vemos aqui. Coitados de nós se dependessemos da chamada grande imprensa. Continue a detonar esse palhaço. O Bom Jornalismo e a verdadeira democracia agradecem. Dá neles Tio Rei!

  • Rodolfo

    -

    17/3/2013 às 11:02 pm

    Eles não respeitam ninguém! Não respeitam leis, nada!
    Já que aqui pelo Sul e Sudeste o brasileiro não quer saber disso, mandaram para o pobre do Norte e do Nordeste!
    http://oglobo.globo.com/pais/governo-federal-recolhe-kit-educativo-anti-homofobia-7866048

  • Dodô

    -

    17/3/2013 às 11:00 pm

    Os cretinos do Carta Maior já saíram em socorro do Página 12… “jornal que incomoda fardas e batinas”

    http://cartamaior.com.br/templates/postMostrar.cfm?blog_id=6&post_id=1209

  • Jorge Marum

    -

    17/3/2013 às 10:32 pm

    Elio Gaspari chamou esse palhaço de “fidedigno”…

  • Charles A.

    -

    17/3/2013 às 10:25 pm

    Dlma e,se não me engano, a própria CK e o Boffe ,todos querem lucrar com o novo Papa “latinoamericano”.A Dilma e sua comitiva de petistas já estão em Roma, passeando às nossas custas,o que seria totalmente dispensável,para catequizar para o pt o eleitorado católico;o “frei” comunista já anda por aí a elogiar o Papa e a dizer que ele é um teólogo da comunistização da igreja; e CK parece-me que vai dar ordens ao Papa no Vaticano.A América do Sul é uma latrina de políticos e seus puxa-sacos…

  • Dijaime Sampaio

    -

    17/3/2013 às 10:23 pm

    Caro Reinaldo, na verdade aproveito este espaço para divulgar a nova peripécia da Marilena Chauí. Chamo de roubando vidas. Neste link a nobre amante do PT mostra uma foto de Martha Rocha como se fosse ela mesma mais nova!!!Chega a ser ridículo. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=293984444021991&set=a.293984434021992.70996.100918473328590&type=1&theater

  • Francisca

    -

    17/3/2013 às 9:38 pm

    bruno – 17/03/2013 às 12:30

    Mas o que impressiona mesmo, é ver pessoas perderem seu tempo falando daqueles que apregoam a “morte” do
    catolicismo quando acreditam que a Igreja está “ essencialmente moribunda”. Curioso, não?

    Resta dizer: “ Pai perdoai -lhes porque não sabem o que dizem.”

    E como a caridade é a essência do catolicismo sugiro ver o vídeo e conhecer um pouco da História da Igreja
    Católica : Construtora da Civilização, um belíssimo
    documentário do Prof. Thomas Woods, que mostra a
    fantástica obra da Santa Madre Igreja.

    http://www.youtube.com/watch?v=t6bnO7N1AMU&list=PL72BBBAF853714404

    “Pois a sabedoria faz-se distinguir pela língua; o bom senso, o saber e a doutrina, pela palavra do sábio ; e a firmeza, pelos atos de justiça. Não contradigas de nenhum
    modo a verdade, envergonha-te da mentira cometida por ignorância.” (Eclo 4,29-30)

  • PalcoScenico

    -

    17/3/2013 às 9:01 pm

    EL CADETE HORACIO VERBITSKY, ¿SOBREVIVIR TIENE EL PRECIO DE “ENTREGAR A SUS CAMARADAS”?

    - Horacio Verbitsky, periodista, formó parte de la organización terrorista Montoneros. Manejó las comunicaciones de dicha organización; en 1975 estuvo en el copamiento del Regimiento de Monte 29, donde terroristas asesinaron a conscriptos cuando estos se duchaban o estaban durmiendo la siesta.
    Fue acusado de participar en dos intentos para asesinar al General Perón: una vez en Ezeiza, cuando se producía el definitivo retorno de Perón a la Argentina (Junio de 1973) y el otro en una visita a la Argentina del Presidente de Uruguay (Febrero de 1974), ocasión en la que se pretendía asesinar a ambos Presidentes (Perón y Bordaberry).
    Se le vincula con múltiples enfrentamientos armados, confirmado por él mismo en un reportaje para la Revista 22 en el año 2000. También se le vincula con el secuestro de los hermanos Born, hecho ocurrido también en el país trasandino, donde Horacio Verbitsky actuó como “Subsector Policía Federal” del Servicio de Inteligencia de Montoneros. Fue el responsable y ejecutor del atentado explosivo al edificio Libertador (Marzo de 1976) donde hubo varias de víctimas civiles inocentes. Se le relaciona con el asalto al cuartel de La Tablada, que dejó 39 muertos y decenas de heridos en 1989.

  • Trindade

    -

    17/3/2013 às 8:45 pm

    Reinaldo eu não sou católico, mas entendo perfeitamente quando o Papa passa as orientações desde o Vaticano, quando o faz, eu sei que o faz para católicos, portanto eu aprendi a respeitar todos os credos religiosos e como tal, posso não concordar, mas também não me sinto ofendido e nunca fui perseguido ou prejudicado por nenhuma Encíclica papal, portanto eu gostaria de saber por que essas agressões a um líder de uma religião que passa orientações para os fiéis dessa religião? E essas orientações SÓ serão seguidas por tais fiéis; Nesse caso em particular, porque esse difamador-mor da Argentina tem tanta voz entre os católicos? Sim porque a BOCA (você escreve Louca, mas para mim é Boca) de Buenos Aires é católica e como tal também deveria estar junto e comungar com o Pontífice.
    Essas são para mim uma das coisas que não entendo em nossa época, pois ninguém é obrigado a seguir na ICR, lá só tem voluntários, portanto não cabe os famosos “os incomodados que se mudem”, pois a voluntariedade derruba isso.

  • Antônio

    -

    17/3/2013 às 8:12 pm

    Reinaldo,
    Boa noite.
    Você bem que poderia fazer comentário sobre a participação do grande Leonardo Boff no último Painel da Globo News, que versava sobre os caminhos da Igreja (as estultices do rancoroso e amargo Boff chegam as raias da idiotice, ele está em outro mundo, tanto que espera que Papa Francisco o atenda, caso contrário,… a Igreja “não terá salvação”).
    Até,
    Antônio

  • Ségolène

    -

    17/3/2013 às 8:01 pm

    Adoraria que fosse verdade que o papa poderia acabar com a esquerdanalha da América Latina.

  • Cansei dos jurássicos

    -

    17/3/2013 às 7:56 pm

    Está na hora de certos malas que se acham progressistas desistirem de fazer da Igreja Católica Apostólica Romana, um partido à serviço da esquerda jurássica latino-americana. Está na hora de certos jornalistas e esquerdistas em geral QUE NÃO SÃO CATÓLICOS deixarem os católicos serem o que são. Desistam, esquerdopatas, de fazer da igreja ferramenta. Ela é mais que isso. Muito mais, aliás. Vão para o raio que os parta. Já não criaram um partido que ambiciona a ser igreja? Fiquem com ele e deixem os católicos serem católicos.

  • Silvio Gomes

    -

    17/3/2013 às 7:35 pm

    O Papa Francisco é muito mais carismático que o Bento XVI. Nem bem o conheci e já o adoro. E olhe que não sou católico, sou ateu. Mas os princípios da igreja Católica são importantíssimos para o ocidente. E sobretudo para a AL, infestada pela praga esquerdopata. Os esquerdistas querem a igreja, no Brasil, como mais uma franja do PT. Mas a igreja é a igreja, com seus princípios, e assim deve continuar. Viva Francisco.

  • Fernando

    -

    17/3/2013 às 7:31 pm

    Pois é as pessoas estão começando a se mover nas redes sociais e denunciando aqueles que realmente querem nos levar o caos. Quem concordar por favor vamos compartilhar. Aqui > http://www.facebook.com/photo.php?fbid=500268753341934&set=a.404026322966178.79697.100000764405037&type=1&theater

  • S.R.

    -

    17/3/2013 às 7:25 pm

    Silva (14:47)
    Não perdem com uma pessoa falando. Quando chega a 100, 200, 1000…o caso muda de figura. E se você tamém contar que jornais estào sendo comprados e há tentativas de controle estatal sobre estes na AL, fica melhor ainda.
    Media is big business, my friend. Tente colocar política nisso e os big bosses perdem dinheiro. E quando perdem dinheiro, amigo, o repórter comunistinha vai pra rua.
    Cínico. Mas real.

  • Casca Fina

    -

    17/3/2013 às 7:20 pm

    O Horacio é o guerrilheiro terrorista, que a soldo da Cristina, pretende uma jihad argentina contra o Papa Francisco.
    O Horacio e a Cristina precisam de vergonha na cara.

  • Oliveira

    -

    17/3/2013 às 7:16 pm

    REINALDO – onde andas???
    Acabo de ler no http://www.alertatotal.net/
    Barbosa e Eike: procurem o Francisco, urgentemente!
    Alguns Generais quatro estrelas do Exército Brasileiro, que recebem informações privilegiadas e confiáveis da área de inteligência, já sabem de um plano montado pela cúpula do PT para tentar desmoralizar, pessoalmente, o presidente do Supremo Tribunal Federal. Barbosa pode ser vítima de uma espécie de extorsão moral e política, como vingança pela mão pesada contra os mensaleiros. Barbosa acaba de ser vítima de uma arapongagem ilegal que pode prejudicar sua imagem protegida pelo Santo Guerreiro e sua turma.
    Se eu fosse o Joaquim Barbosa, procuraria, com a máxima urgência, o novo Papa Francisco. Sempre é recomendável recorrer a Deus – seja na forma de religare (diretamente) ou indiretamente, via representantes dele – no momento em que os podres poderes das trevas nos ameaçam. No caso de Barbosa, não está resolvendo gritar, simbolicamente, “Salve, Jorge”. Nem a cúpula do EB consegue saber como ajudá-lo na covarde escaramuça armada agora pela arapongagem petralha. O caso é tão grave que não devo e nem posso publicar aqui. Te cuida, Barbosa! Te cuida, EB! Salve, Jorge, se for possível.
    …..
    Desde a semana passada, ocorrem tensas reuniões para encontrar uma solução para as empresas do grupo EBX. Já se identificou que o “X” do problema são o excesso de endividamento, o não cumprimento de metas firmadas com acionistas/investidores e a perda de credibilidade com reflexos nas constantes quedas de cotações nas Bolsas de Valores. Eike estaria em um mato com os cachorros rosnando ferozmente contra o bolso e o patrimônio bilionário dele. No meio do governo, quem anda falando horrores de Eike é o empresário Jorge Gerdau. Por isso, se Eike gritar “salve, Jorge!” toma um ferro – literalmente, com o “patrocínio” do grupo Gerdau…
    Eike não pode quebrar. Qualquer problema sério com os negócios bilionários dele significa o atestado de óbito da política econômica de Lula-Dilma. Na propaganda, vivemos no melhor dos mundos possíveis, rumo ao crescimento e ao desenvolvimento. No mundo real, o Brasil se consolida, cada vez mais, como um País mal gerenciado, que exporta pouco e com baixa qualidade e que importa menos ainda e com qualidade muito mais duvidosa. Basta dar uma olhadinha atenta nos números oficiais exibidos no assustador artigo de Edmar Bacha, publicado pelo Valor Econômico no último dia 11 de março e que não recebeu a devida atenção dos analistas econômicos: Existe uma cura para a doença brasileira?
    ……

  • Saulo

    -

    17/3/2013 às 7:07 pm

    Reinaldo, a semeadura ainda é livre e a colheita jamais deixará de ser obrigatória. O inferno é um estado de alma.

  • Saulo

    -

    17/3/2013 às 7:03 pm

    Principalmente o Brasil, país de grande massa de católicos e, acima de tudo, Cristãos, saberá valorizar o Papa Francisco e entender o seu posicionamento em relação à corrupção de valores morais, principalmente dos políticos deste país.

  • Dilza

    -

    17/3/2013 às 6:58 pm

    O Papa, com sua simplicidade e humildade, será um grande líder não só na Igreja Católica como nos países da América do Sul.

  • CerradoemChamas

    -

    17/3/2013 às 6:16 pm

    O Elio Gaspari considera este senhor argentino como fidedigno. Como dizia Clodovil, boi preto conhece boi preto.
    Reinaldo, uma coisa que podemos antever sobre o pontificado do Papa Francisco é que na mais antiga tradição dos jesuítas será que terá que desagradar e enfrentar os poderosos do mundo. Os caudilhos e latino-americanos que se cuidem!

  • Burduna nelles !!!

    -

    17/3/2013 às 6:09 pm

    The Book of Life – Krishnamurti

    ” Relação”

    A relação baseada em necessidade mútua apenas gera conflito. Sendo interdependentes um do outro, estamos usando um ao outro para um propósito, para um fim. Com um fim em vista, não há relação. Você pode me usar e eu posso usá-lo. Neste uso, perdemos contato. Uma sociedade baseada no uso mútuo é a base da violência. Quando usamos o outro, temos apenas o quadro do fim a ser alcançado. O fim, o ganho impede a relação, a comunhão. No uso do outro, conquanto gratificante e confortante possa ser, existe sempre medo. Para evitar este medo, devemos possuir. Desta posse surge inveja, suspeita e constante conflito. Tal relação não pode nunca trazer felicidade. Uma sociedade cuja estrutura se baseia na mera necessidade, seja fisiológica ou psicológica, deve gerar conflito, confusão e miséria. A sociedade é a projeção de você mesmo em relação com o outro, onde a necessidade e o uso são predominantes. Quando você usa o outro para sua necessidade, física ou psicologicamente, na realidade não existe absolutamente relação; você realmente não tem contato com o outro, nem comunhão com o outro. Como você pode ter comunhão com o outro quando o outro é usado como uma peça da mobília, para sua conveniência e conforto? Portanto, é essencial compreender o significado da relação na vida cotidiana.”

  • PalcoScenico

    -

    17/3/2013 às 6:07 pm

    Creio que o PAPA FRANCISCO, NÃO VAI DOMINAR A AMÉRICA LATINA; “ELE JÁ GANHOU A SIMPATIA DE TODO O POVO”, INCLUSIVE DE OUTRAS CRENÇAS. Este é o desespero de pessoas co “Dna. Maria – A LOUCA” e de Dna. DILMA ROUSSEF, que como se viu, chegou a aventar a posibilidade de mandar um representante na posse do Trono de Pedro. Mas, depois, lembrou que ele virá ao Brasil em julho e mudou de idéia. Veja imagens no Link: http://www.flickr.com/photos/pietro_mascagni

  • ricardo

    -

    17/3/2013 às 6:01 pm

    só receio que o novo papa, com essa visão exagerada da simplicidade das coisas, incorra na ridicularização do cargo que exerce…obvio que estar perto do povo cristão e ter hábitos simples eh algo memorável, mas agora ele eh papa, e acho que eh preciso seguir algumas das liturgias do cargo, inclusive a da segurança…essa de voltar ao hotel, vestido de papa!, para pagar a conta pendente foi o que acendeu o sinal amarelo pra mim… não era necessário e nem prova absolutamente de nada…algum encarregado do Vaticano poderia te-lo feito sem o menor problema…espero que o papa não transforme seu papado em uma especie de “reality show da humildade”…

  • Robson di Cola

    -

    17/3/2013 às 5:34 pm

    Reparem no pescocinho do cidadão: onde tem vermelho, tem encrenca. Isso vale para toda a história recente da humanidade…

  • LUIZ

    -

    17/3/2013 às 5:32 pm

    CUBANIZAÇÃO DO BRASIL: ESTUDANTES DE DIREITO SERÃO OBRIGADOS A TRABALHAR PARA O ESTADO

    O Governo Federal anunciou que os estudantes de Direito deverão exercer trabalho obrigatório para o Estado. Do ponto de vista governamental, a iniciativa privada não seria boa opção. Qual será a próxima categoria a ser engolida pelo monstro estatal brasileiro?

    O jurista André Karam Trindade fez um ótimo texto criticando a obrigatoriedade e a oficialização do ensino cartorial:

    Revista Consultor Jurídico, 16 de março de 2013”…….

    Fonte:
    http://www.conjur.com.br/2013-mar-16/diario-classe-estagio-obrigatorio-oficializacao-ensino-cartorial

  • Homero

    -

    17/3/2013 às 5:11 pm

    Digo, … totalitários sejam fotografados ….

  • Homero

    -

    17/3/2013 às 5:11 pm

    Espero que o Vaticano tenha a perspicácia de evitar que esses governantes latino-americanos populista, esquerdistas e totalitários não sejam fotografados ou filmados com o papa para futura exploração políticas do encontro.

  • maria cristina

    -

    17/3/2013 às 5:04 pm

    Viva o Papa Francisco I !!!
    Desejo muito sucesso, que ele arrebanhe as ovelhas desgarradas, e tape a boca desses idiotas com sua humildade, doçura, e tenha também um pulso firme.

  • Jorge Silva

    -

    17/3/2013 às 5:03 pm

    “(…) Se Pacelli [o papa Pio XII] recebeu financiamento da CIA para fortalecer a democracia-cristã [italiana] e impedir a vitória dos comunistas na primeira eleição pós-guerra e se Woytila [João Paulo II] foi um aríete que abriu o primeiro rombo no muro [regimes comunistas] europeu, o papa argentino poderá desempenhar o mesmo papel em escala latino-americana.”

    Impressionante como este homem não consegue esconder a simpatia pelo comunismo, ideologia responsável pela morte de 100 milhões de pessoas mundo afora. Se for assim, está claro o que se pretende fazer com a Argentina o governo da louca Kirchner…

  • Nelson Gonçalves Filho

    -

    17/3/2013 às 4:46 pm

    Reinaldo, bom dia.
    Estou no aguardo de sua resposta.

    Nelson

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados