Blogs e Colunistas

16/09/2011

às 6:45

DESCONSTRUINDO A RASA MORAL PROFUNDA DAS ESQUERDAS. OU: EM NOME DO PAI, DO MEU PAI.

Estão preparados para uma viagem um tantinho longa? Vamos lá. Acho que passaremos por paisagens intelectuais, morais e políticas interessantes. Se gostarem, multipliquem o texto por aí.

Muitos leitores reclamaram da minha suposta severidade na na censura que fiz ao discurso da presidente Dilma Rousseff, naquela solenidade em que ela inaugurou, pela segunda vez, a promessa de construir 6.427 creches. Não há truncamento nenhum no meu texto. Eu escrevi mesmo “inaugurar promessas”, uma categoria de discurso introduzida na política por Luiz Inácio Apedeuta da Silva. Dilma ontem seguiu-lhe os passos até no vocabulário. Chegou a soltar um “nunca antes na história destepaiz”.

Como já demonstrei aqui, seu plano de governo prevê, para este 2011, 1.695 creches. Não vai entregar nenhuma. Mas renovou a promessa de mais de seis mil para daqui a três anos e quatro meses… Então tá. Critiquei a fala da presidente porque ela afirmou, vejam lá, que, “com crianças bem-educadas”, teremos “uma sociedade mais ética.” Esse episódio e um outro ocorrido nesta semana — o Machado de Assis branco na propaganda da Caixa Econômica Federal — contam um pouco do nosso tempo. Na verdade, o que denuncia esse tempo nem são esses acontecimentos em si, mas o silêncio daqueles acostumados a reagir. Essas duas ocorrências são muito mais reveladoras de certo estado de coisas do que notamos à primeira vista. Aqui vou ter de fazer uma digressão que mistura um tantinho de memória pessoal com outro de memória da civilização. Vamos lá.

A digressão
Acho que já contei aqui, mas relembro. Eu andava meio afastado da esquerda — perdido, ou achado, cá em meus pensamentos — em abril de 1982, mas ainda não tinha tido aquele ímpeto do rompimento definitivo, que liberta. Aí veio a “orientação” de fora: deveríamos adotar a palavra de ordem “As Malvinas são argentinas”. As ilhas tinham sido invadidas pelo general Galtieri, numa tentativa de dar sobrevida àquela que foi a segunda ditadura mais sanguinária da América Latina — só perdeu para a cubana: 30 mil mortos e desaparecidos contra 100 mil, caso se considerem todos os que se afogaram tentando fugir do “paraíso” dos irmãos Castro, de onde ninguém podia sair. Confesso, constrangido, que usei aquela tragédia como uma janela: “Desculpem, camaradas! Eu não consigo defender essa porcaria”. Mas o meu rompimento intelectual, moral, ético e até sentimental era anterior. Vi de perto como as coisas funcionavam. O PT existia havia apenas um ano; lá estava o ovo da serpente.

O que pensavam, de fato, aqueles “progressistas” todos sobre o operariado, gente com a qual eu convivia, que havia me dado boa parte da minha memória afetiva? Como aqueles “amigos do povo” veriam, por exemplo, o meu pai operário, suas unhas tingidas de graxa e sua ignorância revolucionária? “Povo”? As esquerdas jamais se interessaram de verdade pelos homens e mulheres que há. Eles são meros coadjuvantes de uma narrativa protagonizada pela elite revolucionária em nome do “homem a haver”. E, para que se construa esse novo tempo, tudo é, então, permitido. Aqueles esquerdistas com os quais convivi dos 14 aos 21 anos eram os herdeiros, intelectuais ao menos, do Lênin que mandara fechar a Assembléia em 1918 porque teria se transformado em instrumento dos reacionários.

O chefão homicida do golpe bolchevique abusou como quis da teoria marxista, mas não neste particular: a concepção de que uma elite intelectual deve conduzir uma classe que nem mesmo tem consciência de seu papel revolucionário é um dos pilares demoníacos do marxismo. O “demônio” entra aqui como uma metáfora. Recorro à imagem porque aí está a justificação do mal — de qualquer mal. Este homem que se define por tudo o que não sabe e por tudo o que não é se torna mero instrumento do ente de razão que vai conduzir a luta: o partido — que será a correia que fará girar o motor da história.

Os homens reais, com seus problemas reais, desaparecem. Na verdade, eles são considerados, muitas vezes, entraves ao correto ordenamento da história. A coletivização da agricultura soviética a partir de 1929, que matou milhões de pessoas de fome, não foi só uma tara stalinista. Era uma exigência do “modelo” de industrialização forçada para “construir o socialismo”, nada que um esquerdista qualquer não pudesse ou não possa ainda hoje justificar moralmente.

Fim da digressão
Faço essa digressão com o propósito de evidenciar que, para os esquerdistas de ontem ou de hoje, um ato, um discurso, uma decisão, uma escolha etc. não têm um valor em si, não se definem pelo conteúdo que encerram. Seu significado depende do uso que o grupo considerado progressista (no passado, dir-se-ia “a classe revolucionária”) possa fazer dele. Como queria o teórico comunista italiano Antonio Gramsci, pai das esquerdas contemporâneas, para um esquerdista, “todo ato é concebido como útil ou prejudicial, como virtuoso ou criminoso, somente na medida em que tem como ponto de referência o próprio Moderno Príncipe e serve ou para aumentar o seu poder ou para opor-se a ele.”

Em Gramsci, como vocês sabem, o “Moderno Príncipe” é o partido. Assim, uma fala tida por “criminosa” na boca, por exemplo, de um tucano ou de um democrata pode ser considerada absolutamente virtuosa se dita por um petista. O mesmo vale para as decisões de governo. Os petistas, só para vocês terem uma idéia, no primeiro mandato de Lula, eram favoráveis à reforma da Previdência para os servidores federais e contra a mesma reforma para os servidores de São Paulo, governado pelo PSDB…

Agora Dilma
Imaginem vocês se FHC estabelecesse uma relação de causa e efeito entre educação formal e apuro ético, como fez Dilma; se sugerisse que pessoas com mais escolaridade se tornam também capazes de ações e de escolhas mais justas. Logo diriam que o “sociólogo da Sorbonne” estaria fazendo pouco caso do Apedeuta; que sua fala era expressão típica da arrogância das elites; que estaria culpando o povo e os pobres pelas lambanças do país. Metralhariam o tucano indagando se os desmandos no governo federal são praticados pelo povo ou pelos bacanas no poder.

O petralha mais espertinho — é aquele que consegue, por algum tempo, tirar as patas dianteiras do chão — esfrega os cascos de satisfação e estala as orelhas: “Pegamos o Reinaldo Azevedo! Aquilo que ele diz que nós faríamos com FHC ele faz com Dilma; se nós estaríamos errados, então ele está”. Não! Podem voltar a coluna à posição original. EU TENHO UM HISTÓRICO NESTE BLOG E FORA DAQUI. Já escrevi dezenas, talvez centenas, de textos NEGANDO essa bobagem de que, por falta de informação ou de educação formal, o povo é incapaz de fazer escolhas morais — ou as faz, mas de modo prejudicado.

Meu pai estudou até o terceiro ano primário. Depois teve de ir pra roça. Mais tarde virou domador de cavalos. Era a pessoa mais honesta que conheci.  Padecendo enormemente no fim da vida, nunca — e nunca quer dizer “nunca” — eu o ouvi reclamar, nem mesmo das dores lancinantes. “Tem gente que sofre muito mais”, ele me disse.  E não encompridou o assunto porque era econômico nas palavras. Escrevo em nome do pai. Do meu pai.  Ele  não era pobre e, por isso, decente. Isso é tara moral de antropólogo vigarista. Era um homem decente, circunstancialmente pobre. A esquerda vagabunda não vai entender isso jamais.

Aquela minha digressão não foi à-toa. Cheguei aos 50 sem perder o fio; penso com começo, meio e fim. Expliquei acima por que repudio a concepção marxista de que uma elite revolucionária é consciência crítica e vanguardeira da massa inconsciente de seu poder revolucionário. Especialmente quando debato segurança pública, trato com verdadeiro asco a tese de que pobreza condiciona atos criminosos e predispõe à violência. Quem quer que expresse esse pensamento na minha presença ouvirá uma severa contraposição. Os petistas, eles sim, operam com um peso e duas medidas, desequilibrando a balança da justiça; eles, sim, aplaudem na boca de uma aliada o que vaiariam na boca de um adversário.

Assim, os orelhudos não me pegaram, não! Eu sempre afirmei que essa sociologice barata, aparentemente piedosa, é preconceituosa. E seus efeitos são os mais deletérios. Tem reflexos nas políticas vagabundas de segurança pública, que evitam o confronto com o crime porque supõem que ele não deixa de ser expressão de uma revolta que, na origem, é socialmente motivada. Tem reflexos na escola, que passa a ser vista como palco de integração social e de vivência comunitária — para os “pobres de ética”, já estaria de bom tamanho —, não como um lugar de ensino e aprendizado, que lida com o saber e com a ciência.

Colei o “apedeuta” ao nome de Lula. Muita gente passou a chamá-lo assim, e isso me rende  a pecha de “preconceituoso”. Tudo o que escrevi está em arquivo. Jamais ousei, porque repudio esta idéia, associar o padrão ético ou moral de Lula, que acho baixo, à sua pouca educação formal. Nunca! Aliás, eu sempre dissociei a sua notável inteligência de sua não menos notável ignorância. De resto, chamo-o “O Apedeuta” não por sua formação escolar, mas porque ele é profundamente orgulhoso de tudo aquilo que ele não sabe. Acho que essa questão ilustra bem esse capítulo. Eu, porque colei no ex-presidente o apelido de “apedeuta”, sou um elitista desprezível; Dilma, que associa apuro ético a educação formal — num governo que teve de demitir quatro ministros sob suspeita de corrupção — é só a mãe severa do povo…

De volta a Machado de Assis
É evidente que eu não acho que há racistas no comando da área de marketing da Caixa Econômica Federal ou da agência que produziu aquele filme em que o nosso maior escritor, sabidamente mestiço, parece um ariano. Eu até tomo bastante cuidado com isso porque sei o quanto apanho por ser um defensor da Constituição e me opor às cotas. Recomendo, se me permitem, o texto que escrevi ontem sobre o tema sobre o tema. Até identifico ali um tipo de racismo que chamo “de segundo grau”, que é aquele que tenta impor aos pretos uma agenda, como se eles não fossem livres para fazer suas escolhas. Não acho que a peça seja racista. É uma acusação exagerada. Mas é, quando menos, ignorante e frauda uma verdade factual. Numa peça publicitária que apela à história, é inaceitável. Se não foi ainda tirada do ar, tem de ser. Que seja refeita!

O meu ponto é outro. Pergunto por que a Secretaria da Igualdade Racial, por exemplo, não protestou. Fico cá imaginando qual seria a reação de algumas ONGs fosse essa uma propaganda de um “governo adversário” ou mesmo de alguma instituição bancária privada. Notaram? De novo, voltamos àquela questão do conteúdo: o que seria considerado criminoso nos “adversários” é, quando menos, aceitável nos aliados. A CEF não tem de se abespinhar. Tem mais é de reconhecer o erro. Esse é o governo que tentou censurar Monteiro Lobato. Decidiu-se colar na obra — depois houve um recuo — uma espécie de tarja de advertência. Não dá para ignorar, igualmente, que o governo federal aplica uma agressiva política de cotas raciais nas universidades federais, com requintes de estupidez em certas instituições, a exemplo da seleção “racial” por fotografia da UnB  — não sei se em vigor. E, ainda que nada disso existisse, há o fato: Machado de Assis não era branco. Ponto. O fato de o nosso maior escritor ter sido um mestiço, aclamado ainda em vida numa sociedade escravocrata, diz muito de nossa história e de nossa identidade.

Vou encerrando…
Eu abandonei a esquerda, entre outros motivos, porque deixei de me interessar pela humanidade como um projeto. Eu me ocupo de homens reais, por sua história, por sua individualidade, por suas diferenças, por seus traços particulares. Tenho verdadeiro horror ao aparelhamento a que os esquerdistas, especialmente o PT hoje em dia, submetem as chamadas “lutas populares” ou de segmentos da sociedade, sejam os sindicatos, sejam as chamadas minorias. Tudo se converte, no fim das contas, em mero discurso ideológico, destinado a exaltar a igualdade como uma abstração. Não exalto nem  satanizo “o povo” porque nem mesmo reconheço a existência dessa “entidade” — há muitos “povos” dentro de um povo.

Denunciar e desfazer a falácia de que certas forças políticas têm o monopólio do bem, pouco importando o que digam ou façam, é essencial. Trata-se, em última instância, de reafirmar o princípio da democracia. Se concedemos a uma corrente política ou a um indivíduo a certidão prévia da virtude, pouco importando o que eles digam ou façam, estamos escolhendo o caminho da nossa servidão.

E eu acho que é preciso dizer: “Não, vocês não podem!”

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

209 Comentários

  1. Jack

    -

    11/11/2012 às 0:49

    Colossal. Talvez o seu melhor texto, Reinaldo. Estupendo.

  2. montanha

    -

    05/12/2011 às 17:40

    OS GUERRILHEIROS NAO MORREM,NÓS REAGRUPAREMOS NO Ceu.dilma 2014

  3. carloz a.a.

    -

    28/09/2011 às 13:36

    Prabens,Reinaldo,Pai do meu Pai.

  4. Bia/RS

    -

    18/09/2011 às 22:15

    Caro Rei!
    Permita-me fazer um comentário exclusivo para marcio Luiz (argh) das 16:39 e para o andré (argh) das 8:28:
    Criaturas vampirescas, por que vocês não fazem um favor a si mesmos e desaparecem deste blog que tanta repulsa lhes causa? Saibam que uma repulsa infinitamente maior nos causa sua presença aqui. Sejam coerentes e, como vocês gostam de apregoar ser o bem do “povo” o seu objetivo, façam MILHARES de leitores felizes desaparecendo daqui!
    PETRALHAS = ARGH!!!
    FORA PT : LARGA ESTE PAÍS, POIS ELE NÃO TE PERTENCE!!!
    FORA PETRALHADA VAGABUNDA!!!
    FORA, FORA E MAIS MIL VEZES MIL VEZES FORA!!!
    Rei, nunca entenderei a completa AUSÊNCIA de vergonha dessa gente: sabem que desagradam e não arredam pé daqui!
    Obrigada pelo espaço, meu Rei.
    E parabéns por MAIS UM MAGNÍFICO TEXTO! (Coisa que jamais poderá ser dito de um texto petralha…)
    Bia/RS

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a Cascuda

  5. Adams

    -

    18/09/2011 às 20:11

    Parabéns e obrigado por dizer o que milhões gostariam de gritar em alto e bom som e não podem. Enquanto existirem pessoas como vc, sinto que o nosso País ainda tem uma réstia de esperança de transformar-se na nação que todos gostaríamos.

  6. fogoamigo

    -

    18/09/2011 às 18:06

    Ao André (17/09 às 8:28):
    Então dirija-se à privada, aproveite e se jogue de cabeça, só não se esqueça de pedir para que alguém puxe a descarga!

  7. fogoamigo

    -

    18/09/2011 às 17:55

    Ao Marcio Luiz (17/09 às 16:39):
    Se achas horrível, não uses o blog! Talvez sejas tu, o mal amado!

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a Cascuda

  8. Orlando Catanduva

    -

    18/09/2011 às 15:01

    Reinaldo,
    Delicio-me com os seus textos. Eles me ajudam e me ensinam a pensar melhor; com mais clareza. Não só a respeito da política brasileira, mas também a respeito da vida.

    Parabéns!

  9. JaKo

    -

    18/09/2011 às 8:37

    Passeando pelo interior do Uruguai, vi escrito numa parede da sede “do partido” algo do tipo: “as causas importam mais do que os homens” – Pepe.
    Consequencia inevitavel: homens sao descartaveis.

  10. TERCIDIO DA BAHIA

    -

    17/09/2011 às 23:50

    Prezado Marcio Luiz, desde quando apontar os defeitos de uma pessoa pública ou partido político é falar mal de alguém. Se você não entendeu ou não soube interpretar o que está escrito nas entrelinhas deste texto, é simples, mude de blog, ou vá lê alguém que só fale bem dos outros. Será que existe, esse? “Triste” mesmo é ver pessoas como você sair em defesa de um partido/governo que, descaradamente mais mentiu em toda história do país, até o momento pode ser considerado o governo mais corrupto que se conhece e teve um presidente que mais defendeu ladrão e malfeitos em todos os tempos. O nobre ainda vir dizer que não aguenta mais o eminente jornalista deste blog viver falando mal de toda essa canalhice que se vê todo dia. Paciência meu nobre. Não tenho tanta escolaridade, mas ignorante eu não sou. Agora faça-me uma vergonha, diga-me se o que deu certo até aqui nesse governo, foi mérito do partido (PT) ou de governos passados, principalmente o de FHC. Pelo visto você faz parte da “Burguesia do Capital Alheio” e não pretende largar o osso tão cedo. Só pode ser.

  11. Tereza Da Cruz Thompson

    -

    17/09/2011 às 23:19

    Caro Tio Rei, e pena que tenha desperdicado parte de sua juventude acreditando nesses desajustados. Foi melhor assim porque voce reconheceu cedo que algo estava errado e abandonou as ideias comunistas. Sabe que comunismo era algo de que meus pais nem falavam, de tanto que eles temiam essa desgraca? Cresci com verdadeiro horror a essa palavra. Ja adulta entao que comecei a ler sobre os paises que o adotaram entao passei a evitar contato com qualquer individuo que apoiasse esse sistema de governo. Meus pais nao sabiam ler nem escrever mas a educacao que transmitiram aos seus nove filhos fez com que todos nos jamais votassemos no PT ou em qualquer partido comunista. Bom te-lo do nosso lado e otimo pelas licoes que da a outros remanescentes do comunismo e que ainda nao reconheceram o mal que estao fazendo ao nosso amado pais votando nesses meliantes, cujo deus e o dinheiro.

  12. Paraense Revoltado

    -

    17/09/2011 às 22:48

    Marcio Luiz, este blog é político. Se você não gosta do que está escrito aqui, não o acesse. Por quê você não acessa o blog do Paulo Henrrique Amorim, ou algo assim? Pare de encher nosso saco, ou então por quê você não vai a pqp? Aliás, por quê você acessa esta blog todos os sábados? Você está querendo virar anti-petista?

    REINALDO AVISA
    Reinaldox pegou a Cascuda

  13. marcio luiz

    -

    17/09/2011 às 16:39

    REINALDO AZEVEDO AVISA
    Reinaldox pegou a Cascuda

  14. José Luiz Gordilho

    -

    17/09/2011 às 15:59

    Reinaldo,
    Estou cem por cento com você quando diz que a liberdade é o nosso mais precioso bem. Acredito nos indivíduos e acho que eles vivem sob enorme pressão de grupos e interesses que, empunhando a bandeira da igualdade, os sufocam com iniciativas que atropelam a constituição e o estado de direito. Mas como sustentar que todos devem ser iguais perante a lei ? Existem centenas de leis que criam direitos e deveres diferentes para fatias da população. Idosos, cegos, portadores de vários tipos de síndromes ou lesões, menores de idade, cadeirantes e por aí vai. Acho a maioria dessas leis justas e bem intencionadas. Minha dúvida é como traçar um limite para evitar abusos. Quem vai determinar o que é justo e o que não é ?

  15. David Riker

    -

    17/09/2011 às 10:50

    Excelente desconstrução! Que se levantem mais homens deste calibre! Basta das mentiras da Esquerda espartana!

  16. *Mari Labbate*44milhões

    -

    17/09/2011 às 9:51

    Reinaldo, as Ilhas Malvinas pertencerão, novamente, à Argentina, pois a Inglaterra apoderou-se delas e não investiu em seu processo civilizacional. Interessante observar os nomes das duas mulheres envolvidas: Rainha Elizabeth II, da Inglaterra, e Cristina Elisabet, presidente da Argentina. É o mesmo caso de Obama e Osama. A reconquista será efetivada por vias diplomáticas, visto que a Cristina Elisabet Wilhelm, de ascendência alemã, por parte de mãe, já acessou-a. FINAL FELIZ, portanto, para esse covarde conflito! Outro estudo: Dalai Lama sairá vitorioso na luta pela Libertação do Tibet, pois a China criou terríveis dívidas com o Mundo e as energias dessa região combinam, totalmente, com as do Vaticano. Tibet, no oriente, e Vaticano, no ocidente! Dois pontos fortíssimos de Cristianização do Planeta Terra! Essas descobertas resultam de meus Estudos Metafísicos, nos quais analiso fatos históricos, observando as “Coordenadas de Tempo e Espaço” e a Evolução da Humanidade. “Deus escreve certo por linhas tortas”, diz o velho ditado… Quem resolveu defender As Malvinas e quem libertou o Vaticano? Pois é! E você somente acertou vindo para a CENTRO-DIREITA, querido! Nesse ponto energético reside a VERDADE! Vamos comprovar!

  17. marias

    -

    17/09/2011 às 5:14

    Mas que beleza!
    Eu queria ter esse dom, escrever e todo mundo (pensante) entender.
    Obrigado por voce estar aqui!

  18. Toni Bahia

    -

    17/09/2011 às 0:38

    Reinaldo, graças a você eu consigo lhe entender!!! Entendeu???
    Deus lhe abençoe…

  19. Nilton Santos

    -

    17/09/2011 às 0:24

    Parabéns pela brilhante desconstrução! Vale lembrar que Gramsci bebeu na fonte de Maquiavel: “na conduta dos homens, especialmente dos príncipes, contra a qual não há recurso, os fins justificam os meios. Portanto, se um príncipe pretende conquistar e manter o poder, os meios que empregue serão sempre tidos como honrosos, e elogiados por todos, pois o vulgo atenta sempre para as aparências e os resultados; o mundo se compõe só de pessoas do vulgo e de umas poucas que, não sendo vulgares, ficam sem oportunidade quando uma multidão se reúne em torno do soberano”. Infelizmente, o Brasil ainda lembra o século 16 de Maquiavel, com ampla maioria de pessoas desinformadas e ignorantes. Lula e o PT souberam como manipular essa grande massa e transformaram o Brasil num grande e atrasado sindicato! Fernando Haddad tem sido muito eficaz em manter a educação estagnada para que esse quadro não se altere. O apartheid cultural na sociedade brasileira sempre garantiu o poder aos príncipes-coronéis e agora o garante aos príncipes-companheiros. Com coronéis e companheiros hoje estão aliados será muito difícil derrotá-los…

  20. rafael

    -

    16/09/2011 às 23:42

    Prezado Reinaldo, lendo esse texto hoje percebí que cometi uma rata em algum comentário passado. Está nos meus arquivos. Como não há nada que possa fazer agora, pelo menos tento me livrar do eterno rubor.
    Pronto falei.

  21. Abreu

    -

    16/09/2011 às 22:49

    Bravo!

  22. Victor

    -

    16/09/2011 às 22:42

    Reinaldo, alguns de seus textos publicados aqui, como este, são verdadeiras aulas magnas. Eu me sinto um privilegiado de poder, ao custo de simplesmente acessar este blog, ler análises tão precisas, fundamentadas, bem estruturadas, simétricas, belas. Trago vivos na memória textos seus que me valeram mais do que bibliografias inteiras do meu curso (da área de Humanas). Depois de ler est post, saio daqui hoje me sentindo em dívida com você. Em retribuição, só posso lhe desejar muita saúde, vigor e paz, que lhe permitam continuar escrevendo sempre e nos dando o prazer da sua leitura.

  23. José Roberto

    -

    16/09/2011 às 21:47

    Dois trechos particularmente emocionantes: primeiro o que fala so o Pai, o seu pai, o meu pai. Vi meu pai em seu pai, seu pai em meu pai. O meu: homem mais honesto que já conheci, me ensinou a nascer, viver e morrer. Morreu em condições extremamente dolorosas sem dar um piu. Segundo, aquele que fala de quando abandonou a esquerda, cedo ou tarde, não importa, a decisão foi correta. Também perdi boa parte do meu precioso tempo de juventude dando ouvidos aos mesmos sociopatas.
    Parabéns Reinaldo.

  24. aramis oliveira

    -

    16/09/2011 às 21:43

    Eu acredito que a coletivização da agricultura soviética resultado da tara stalinista(eu acredito nisto) durou um certo período pois na Rússia atual não existe mais aquela miséria indecente da época do czar. As pessoas chegavam a comer rato para matar a fome. E os comunistas contribuíram para que isto acabasse sim senhores! Miséria com 30 graus abaixo de zero de jeito nenhum. Não dá para acreditar que possa existir uma superpotência que lança satélites, manda astronautas para o espaço com milhões morrendo de fome! Te recomendo parar um momento de mandar bala no pt(que eu abomino) e nos seus petralhas para dar paulada em outros partidos como o pmdb e o psdb por exemplo. O vice-presidente seu Temer é um tremendo sem-vergonha(para não dizer coisa pior que é um palavrão)igual ao apedeuta! O psdb do seu Serra também fez das suas procuras divulgar isto também. Aliás eu votei nele na última eleição não porque eu o considere um grande político e sim comparando com a dona Dilma porque os dois são dois cocôs! Eu votei no cocô que fedia menos que era o seu Serra. Admito que a economia foi o único setor que melhorou do governo do apedeuta até hoje mas tudo foi planejado no governo do Fernando Henrique este sim um grande político! Abraços!

  25. Aldo Matias Pereira

    -

    16/09/2011 às 20:41

    Reinaldo,
    Só posso ficar agradecido ao seu texto. Por isso mesmo não vou comentá-lo para não correr o risco de maculá-lo. Só pessoas corretas como você podem produzir algo desse porte. Mas não posso deixar de observar que, quando você comenta a respeito de seu pai, vi o meu:um homem decente, honesto, probo, semi alfabetizado, que lutou uma vida inteira e fez de seus dez filhos uma prole digna e trabalhadora, apesar de todas as dificuldades. Nunca esmoreceu nem reclamou por isso. Pelo contrário, sempre nos apresentou seu exemplo de tenacidade, de dignidade, de honradez e de amor à sua família e ao país que o acolhia. Hoje somos cincoenta e quatro pessoas irmanadas em uma família que ainda preserva e cultua seus ensinamentos e, principalmente, seus exemplos. Pena que os filhos e netos de luisinacio não possam ter esse tipo de privilégio. Vão ter de conviver com a farsa pelo resto de suas vidas.

  26. Virgílio

    -

    16/09/2011 às 20:22

    Plá, Plá, Plá, Plá. Depois que o PT chegou ao poder, não vivo mais sem seus textos, se não fosse assim, teria que mudar de país. Como dizia minha avó, muito cuidado com as pessoas de vida fácil e com as coisas fáceis demais.(Laranja madura, na beira da estrada…!).

  27. mceu

    -

    16/09/2011 às 19:34

    excelente texto, didático, por que não ? concordo com o comentarista anterior, mais uma vez, parabéns pelo seu blog e meu muito obrigado !

  28. RitaZ

    -

    16/09/2011 às 19:19

    É isso, seu pensamento tem começo, meio e fim e isso torna seus textos muito claros, até didáticos.

  29. Elvis Trivelin

    -

    16/09/2011 às 18:47

    Minha história é parecida com a descrita no texto. Já atuei na esquerda e tinha aquela ilusão de que as escolhas dos indivíduos se reduziam a imperativos da ordem econômica e que, portanto, esta deveria ser mudada em favor de uma outra economia, outra ordem. Foi durante a faculdade que comecei timidamente a questionar aquilo que para os outros alunos era óbvio: mais-valia, o homem como produto definido das “relações de produção”, etc, etc, etc. O curso que eu fazia, sob a roupagem de ‘acadêmico’, era um curso de doutrinamento de novos marxistas. Ali, autores conservadores ou liberais eram tratados como bandidos travestidos de intelectuais. Os alunos absorviam essa fraude, a cuspiam em provas e os queridos doutores (hoje, alguns deles estão na FFLCH) avalizavam tudo com boas notas, e os alunos finalmente se convenciam de que estavam se tornando bons profissionais, quando estavam se tornando idiotas politicamente corretos, assim como eu.
    No fim da faculdade via que os tais “representantes dos alunos” – como se intitulavam militantes de partidecos como PSOL, PSTU, PCO e afins -, entre eles, praticavam tudo aquilo que diziam repudiar sob um palco improvisado. Eu via que os velhos comunistas professores tinham carrões e pregavam contra a produtividade nas aulas… enfim, era tudo uma hipocrisia de dar nojo!
    Os alunos estavam ao mesmo tempo sendo preparados para justificarem a si mesmos que o fracasso eventual em suas vidas não seria por escolhas ruins, mas por uma tal “ordem” que já vem definida pelo “sistema”. Assim, continuariam a consumir o “ópio das massas” do século XIX (aqui, claramente desdenhando da provocação infame daquele sujeito abjeto chamado Karl Marx – sobre o Cristianismo) e a depositar esperanças naqueles vigaristas que se nutriam (projetavam) das vidas de seus “representados”.
    Depois de ler bons pensadores e economistas liberais, sobretudo da escola austríaca, consegui resgatar as origens do contrato social e daquilo que fez a sociedade avançar como um todo.
    A busca é para que todos produzam riqueza e não simplesmente distribuir riqueza de quem produz para quem não vem sendo aproveitado pelo mercado.
    Em segundo lugar, todas as teorias que tentavam vincular as escolhas dos homens a um ambiente ou condição sociais falharam vergonhosamente e continuam a apresentar tais falhas, afinal, tais teses presumem que o homem seja incapacitado de pensar, sentir, refletir a realidade que o cerca, de romper com o que vê de errado, de reconhecer e buscar o certo.
    Por não conseguirem reconhecer isso, eles continuam tratando verdadeiros assassinos (Che Guevera e Fidel Castro, por exemplo) como bons homens sonhadores por um mundo melhor.

  30. paulo carvalho

    -

    16/09/2011 às 18:45

    Caro Rei: Nunca abracei a causa desta gente, como sou contra a qualquer governo e quando este pessoal era oposição me juntava ao coro. Tou fora.

  31. Ronaldo T

    -

    16/09/2011 às 18:43

    Segundo Dilma, a ética é consequência da educação formal, do acesso à cultura. Aceitando essa premissa como válida, podemos dizer que ela deduz que Lula, reconhecidamente pouco educado, que até se vangloria de sua ignorância, é aético, não?

    O governo se vangloria de ter tirado da miséria coisa de 25 milhões de pessoas. Bem, se fosse verdade a máxima dos socialistas de que a violência decorre da pobreza, podemos esperar então que haja um impacto positivo significativo nos índices de violência, não?

  32. anônima-RJ

    -

    16/09/2011 às 18:35

    Belíssimo texto a ser usado em salas de aula! Os males estão na essência, nos núcleos. A frase de Dilma Rousseff é relevante e reveladora. Mais uma vez, texto maravilhoso! Obrigada, Reinaldo.

  33. Gottardello

    -

    16/09/2011 às 18:27

    Bravíssimo Reinaldo. Este tributo ao teu pai, desejo estender tambem aos meus pais (já falecidos), com pouca escolaridade, mas muita sabedoria e respeito a todos, o que me ensinaram muito antes de frequentar os bancos escolares.Todas as filhas tiveram curso superior e sempre com os primeiros ensinamentos como o norte de suas vidas, e assim transmitindo aos nossos filhos. Abraços.

  34. sergio

    -

    16/09/2011 às 17:49

    Você foi rápido em pular do barco. Eu demorei até 2005 (com 35 anos) pra “sacar qual era a real” do PT. Antes tarde do que nunca.

  35. UNK

    -

    16/09/2011 às 17:49

    Reinaldo e amigos.
    isto tudo com a dinheirama pública!!

    o mal deste país é a moral (ou amoral) imposta pela mídia a serviço desta quina de malfeitores
    LULLA-PT-SARNEY-ZÉDIRCEU-DILLMÁ

    PELO CONJUNTO DA OBRA E CONTINUIDADE DA MEDIOCRIDADE DO MUNDO LULL0-PETISTA:

    ==========================================================
    FORA DILL-MÁ………..IMPEACHMENT JÁ!!
    ==========================================================

  36. Beto gaúcho

    -

    16/09/2011 às 17:35

    Muito lindo! Gostei desse, de certo modo, tributo ao seu pai!
    Eu gostaria Reinaldo que essas pessoas exemplares, trabalhadoras e não nascidas em berço de ouro, tivessem DIREITO À UMA VIDA DIGNA NESTE PAÍS!!!!
    Que a essas pessoas exemplares pudesse não lhes faltar nada, e a custa, sim dos seus esforços, VIVER BEM!!
    NÃO DO JEITO QUE CAMINHA ESTE PAÍS,
    OS CANALHAS, CORRUPTOS, FRAUDADORES, GOLPISTAS estejam soltos e tratados, não raro, como pessoas “decentes”.
    .
    PODE PARECER INACREDITÁVEL PARA ESSES ESQUERDOPATAS, MAS A ÉTICA não está necessariamente relacionada ao estudo formal!!
    Anos de estudo não garantem, necessariamente, honestidade, lisura, ética.
    .
    Eu gostaria que se alguém tivesse que receber prêmios, homenagens, louvores nesta vida, seriam pessoas como seu pai.
    Portanto, eu acho que o mundo muitas vezes injusto (como gostam de dizer os esquerdopatas), mas não exatamente no mesmo sentido que eles apregoam.

  37. Ali

    -

    16/09/2011 às 17:18

    Texto sensacional, mas acho que o termo “inteligente” é errado para definir Lulla, eu diria “espertalhão” no sentido malandro da palavra…

  38. Fernão Silva Pinto

    -

    16/09/2011 às 17:18

    Não serei original. Texto maravilhoso, uma delícia de ler.

  39. Rogerio Morais

    -

    16/09/2011 às 17:12

    Reinaldo, chegamos num ponto( Brasil de forma geral ) onde possuir valores/principios morais/éticos, tomar/assumir posição, defender/fazer coisas sem auferir nada em troca, ser altruista, valorizar a meritocracia, agir direito, exigir direitos, respeitar as leis/normas, regras e costumes…,
    ser auto-disciplinado antes de meramente disciplinado, procurar ser educado, tratar bem o semelhante( nas coisas mais simples do dia a dia ),
    ter bons constumes em lugares públicos( não falar alto, respeitar a mesa ao lado etc… ).
    Tudo isso( coisas básicas/elementares/obvias… ) quando comentado/exigido me sinto em outro planeta, pois parece que tudo isso, se foi num piscar de olhos, nada mais existe ( independente classe social ), a “lei de Gerson” infelizmente virou regra…

  40. Rogerio Morais

    -

    16/09/2011 às 17:10

    Reinaldo, chegamos num ponto( Brasil de forma geral ) onde possuir valores/principios morais/éticos, tomar/assumir posição, defender/fazer coisas sem auferir nada em troca, ser autruista, valorizar a meritocracia, agir direito, exigir direitos, respeitar as leis/normas, regras e costumes…,
    ser auto-disciplinado antes de meramente disciplinado, procurar ser educado, tratar bem o semelhante( nas coisas mais simples do dia a dia ),
    ter bons constumes em lugares públicos( não falar alto, respeitar a mesa ao lado etc… ).
    Tudo isso( coisas básicas/elementares/obvias… ) quando comentado/exigido me sinto em outro planeta, pois parece que tudo isso, se foi num piscar de olhos, nada mais existe ( independente classe social ), a “lei de Gerson” infelizmente virou regra…

  41. Eber

    -

    16/09/2011 às 17:10

    Parabéns Reinaldo, pelo excelente texto e análise.
    Um dia todos nós nos lembraremos das suas palavras, pois, alguém haverá de confronta-las com a realidade futura que nos espera.
    O tempo será o senhor da razão.
    Abraço

  42. selminha

    -

    16/09/2011 às 16:57

    Reinaldo, só não concordo quando você diz que Lula é inteligente. Se fosse, teria estudado, teria se instruido, e não faria apologia à ignorância, debochando de quem tem estudo e cultura. Ele pode ser esperto, manhoso, ter capacidade de liderança. Inteligente, nunca. De resto, o artigo está brilhante. Parabéns!

  43. indignada

    -

    16/09/2011 às 16:51

    DILMA DEVERIA OLHAR PARA SEU PASSADO E SEU GOVERNO DE QUASE 9 ANOS E VERIA O QUANTO DEIXARAM DE REALIZAR NA EDUCAÇÃO.
    OS EXEMPLOS SE MULTIPLICAM NO DIA A DIA DESTE GOVERNO: NÃO É A FALTA DE ESTUDO QUE FAZ A PESSOA NÃO TER ÉTICA E MORAL, MAS É A FALTA DE CARÁTER DO QUAL SEU GOVERNO ESTÁ CHEIO. E CARÁTER NASCE COM SER HUMANO, VEM DE BERÇO.
    DILMA ESTÁ SEMPRE MAL ACOMPANHADA OU MELHOR DILMA ESTÁ SEMPRE COM SEUS IGUAIS.

  44. ethan edwards

    -

    16/09/2011 às 16:48

    A associação entre escolaridade e aperfeiçoamento ético é praticamente natural, num país como o Brasil, onde as esquerdas controlam, a partir do segundo grau, praticamente todo o sistema de ensino. Como é a intelligentsia (majoritariamente esquerdista) quem estabelece o que vem a ser “ética”, uma coisa (a educação formal ministrada por esquerdistas) leva à outra (ajustar-se à “ética” estabelecida pela intelligentsia de esquerda). O caso mais notável de uso “inconsciente” (?) dessa tese é o livro “A Cabeça do Brasileiro”, em que, após serem examinados todos os “preconceitos” que ainda sobrevivem no País, apresenta-se a conclusão consoladora: à medida que a educação formal se eleva, os preconceitos desaparecem. Não preciso acrescentar que muitos dos “preconceitos” apresentados no livro são, na verdade, escolhas morais conservadoras.
    Dilma falou uma bobagem, as usual. Mas desconfio que 99% dos brasileiros “cultos” concordam com ela…

  45. indignada

    -

    16/09/2011 às 16:47

    QUE BOM VOCÊ NÃO PERTENCER MAIS AO PT. É POR ISSO QUE LHE ACHO INTELIGENTE E LHE ADMIRO MUITO.

    VENHO SEMPRE EM BUSCA DE CONHECIMENTO E ORIENTAÇÃO NESTE BLOG.
    OBRIGADO REINALDO.

  46. MALDONADO

    -

    16/09/2011 às 16:40

    ALÉM DO TEU COMENTÁRIO, TAMBÉM É ÓTIMO O DÁS 15:55 Hs. SOBRE A MARINHA PIRATA DO CORSÁRIO/FACHADA/APARECIDO MELÂNCIA NO PESCOÇO LULA, POIS ALÉM DE FICAREM NO SUPER “FATUREICHOM OBA OBA”,FAZEM A NAU CAPITANEA “NAS COCHA” BATIZAM COM “MARVADA”, SOLENIDADE E TUDO, MAS O BICHO NÃO “DECOLA” OU MELHOR NÃO FLUTUA, MAS NÃO IMPORTA NÃO, MANDA LÁ A CONTA PRÚ SEU “ERÁRIO/OTÁRIO”, POIS TUDO NÃO “PASSAR” DE MANOBRAS PRÁ INGLÊS VER.

  47. ocidental

    -

    16/09/2011 às 16:38

    PAULO FRANCIS DIZIA QUE OS FILHINHOS DA CLASSE ‘A’ VIRAVAM COMUNISTAS POR CAUSA DO COMPLEXO DE CULPA QUE SENTIAM POR SEREM RICOS E,QUEM SABE (DIGO EU) NÃO QUESTIONAVAM AS ORIGENS DESSAS FORTUNAS ? SERIAM HONESTAS? PAIS FAZENDEIROS,DONOS DE ESCRAVOS? RICOS INDUSTRIAIS EXPLORANDO OPERÁRIOS ? AFINAL AS LEIS TRABALHISTAS ATUAIS NEM EXISTIAM DIREITO!

  48. Reno

    -

    16/09/2011 às 16:19

    Cara, que vitamina você toma? Você está se superando.
    Magnífico!

  49. Izabel

    -

    16/09/2011 às 16:06

    Aula magna, verdadeiramente.

  50. Raskol: em nome dos meus pais, da graxa e do tanque

    -

    16/09/2011 às 16:01

    Seu texto está maravilhoso.
    Quando você falou de seu pai e de sua passagem pela esquerda, parecia que eu estava lendo a minha história. Também sofri o sonho esquerdista e tive pai sujo de graxa com somente o curso primário. Mas que honestidade!
    Acho que o esquerdismo, pelo menos pelo que conheci, tem uma grande ligação com os filhos da classe A. Essa praga foi uma espécie de droga que a esquerda inoculou nos pobres meninos ricos, chantageando-os com o complexo original de culpa que carregariam por conta da situação financeira de seus pais.
    Seria algo como pagarem uma conta do passado, um dívida que seus pais e avós tinham contraído, uma dívida com a qual tinham nascido. É por isso que os mais radicais sociólogos e antropólogos sempre foram da esquerda mais nefasta e mais orelhuda.
    Veja do que resultou a extensão contínua da Raposa Serra do Sol. Miserabilizou índios e brancos. Para essa gente brancos são sempre exploradores e indios, mesmo quando cometem crimes, são inimputáveis. Os indios devem ser um enfeite como esses que tais antropólogos mantêm nas salas de luxo de suas casas. E sendo uma nação à parte ficam à deriva da integração à nação brasileira. Índios, acho, são cidadãoa brasileiros e deveriam ter os mesmos direitos e obrigações de todos nós.
    As esquerdas não suportam que as pessoas, como indivíduos, lutem para construir uma vida melhor para sí e para seus descendentes e o façam de acordo com suas capacidades.
    Isso, para essa gente era coisa de “pequeno-burguês”. É como se o Sebastian Vettel tivesse de ir para a fila 15 só lá está o Barichello. Solidariedade de classe.
    Também abandonei as esquerdas pelos mesmos motivos. Não quero roesilver os problemas da humanidade. Prefiro, como dizia Voltaire, cuidar de meu jardim. Se cada um fizer o mesmo…

  51. Thiago - RJ

    -

    16/09/2011 às 16:00

    _É a mesmíssima lógica, caro Reinaldo, dos mortos com (os “deles”) e sem pedigree. Dos “nossos” (os “deles”) terroristas e os deles (não os nossos, mas todos os outros). Muito triste, de fato.
    _O deputado Jair Bolsonaro fará uma palestra a respeito de homossexualidade na UFF, em Niterói/RJ. A militância já se movimenta nas redes sociais: um gay militante, no Facebook, questionou (em verdade, ironizou) a “autoridade” que Bolsonaro teria para falar de tal tema, afirmandoque seria como Hitler palestrando sobre igualdade racial e tolerância religiosa.
    _Ora, Bolsonaro não é um “deles”; pior, é “a direita” (apesar de ser a prova viva de que não há direita como força política efetiva no Brasil). Então, antes de falar o que quer que seja, já está falando besteiras, merece boicote, chacota, até censura, ainda que moral. Quando vier a dar, efetivamente, a palestra, mesmo que diga coisas certas, terá dito tudo errado.
    _Quanta hipocrisia! Os mesmos que criticam atos e palavras saindo da boca dos “reacionários” ficam calados e olham para o teto, ou para o chão, quando é um “deles” a dizer ou fazer a mesma coisa! Colei no meu mural reportagem sobre a condenaçãode Cristovam Buarque por improbidade administrativa: rapidinho apareceram os relativizadores da moral! “Poxa, pegaram um dos ‘menos piores’ num negócio tão bobo! Ah, mas se for olhar, isso aí todo político faz, se for o usar o mesmo critério…”
    _Ridículo! Se em vez de Buarque, em petista e pedetista, fosse um Alvaro Dias, um Demóstenes Torres, uma Katia Abreu, o mundo cairia em cima deles! A esgotosfera estaria em festa! E nem se pode apontar tal contradição, porque só isso já prova de reacionarismo…
    _Tá difícil, viu…
    _Abraço!

  52. Fitzcarraldo Silva

    -

    16/09/2011 às 15:55

    Naufrágio em terra
    Na segunda-feira, Lula vai falar para empregados e empresários de construção naval no estaleiro Mauá, me Niterói: repetirá que, quando assumiu o governo, o setor tinha dois mil empregados e hoje, caminha para 70 mil. No ano passado, na campanha, Lula e dilma inauguraram o petroleiro João Cândido, no porto de Suape, o primeiro construído no país depois de 13 anos. Era uma armação: o navio voltou ao estaleiro e nunca mais saiu de lá. A embarcação que custou à Petrobras R$ 336 milhões (o dobro do valor de mercado) tinha soldas defeituosas, tubulações que não encaixavam e, se fosse lançado ao mar, afundaria. O Estaleiro Atlântico Sul era o responsável pelo João Cândido e por mais 21 petroleiros, tudo com dinheiro do BNDES. Principais sócios: as empreiteiras Camargo Corrêa e Queiroz Galvão, que vivem patrocinando palestras de Lula.(do blog do Giba Um)

  53. PATRULHA do PARTIDO POGREÇISTA PORCARIA VIGARISTA

    -

    16/09/2011 às 15:53

    COMO VOCE MESMO JA NOS ALERTOU, CARISSIMO REINALDO, ELES SEMPRE TENTAM DESVIAR O ASSUNTO QUANDO CONFRONTADOS E QUESTIONADOS SOBRE A IMBECILIDADE DE SUAS IDEIAS..
    É IMPORTANTE MANTER O FOCO QUANDO ARGUMENTAREM COM A CORJA VERMELHA ! ALGO COMO; NAO FOI ISTO Q PERGUNTEI OU VOCE ESTA SE DESVIANDO DO ASSUNTO , ESTE NAO É O PONTO EM QUESTAO, ETC ETC
    .
    ELES FINGEM QUE SAO DUROES MAS SAO COVARDES E SABEM QUE ESTAO PERTO DO LIMITE… MAIS UM POUCO E COMEÇARAO A SE AUTO-DESTRUIR. ELES ATIRAM A CASCA DE BANANA , SE PEGAR , PEGOU !
    .
    OS PETRALHAS SABEM QUE SAO A ESCÓRIA DA SOCIEDADE… PORISSO QUEREM TRANSFORMAR TODA A SOCIEDADE EM ESCORIA, PARA FICAR TUDO NIVELADO POR BAIXO !

  54. fogoamigo

    -

    16/09/2011 às 15:51

    Uma verdadeira aula magna! Merece muita reflexão! Parabéns!

  55. Alexis de Tocqueville

    -

    16/09/2011 às 15:43

    A consciência crítica de uma sociedade é tanto mais apurada quanto mais desenvolvida for sua educação formal, pois esta dissemina conceitos basilares de ética, moral e civismo. A importância que uma coletividade dispensa ao modo como os políticos tratam a coisa pública decorre em boa parte de sua familiaridade com as letras, pois ela dificilmente irá se compenetrar do inestimável valor de que se reveste o bem-comum se não dispuser de uma sólida base cultural. Tivesse a sociedade brasileira um elevado grau de conscientização política, o ex-presidente Lula seguramente teria sofrido um processo de impedimento após o escândalo do mensalão ter vindo à tona, pois ela não aceitaria passivamente o uso desbragado de recursos do Erário para a cooptação criminosa de membros do Poder Legislativo. O simples fato de grande parte de nossos concidadãos ignorar que os recursos financeiros do Estado derivam dos impostos que ele arrecada da sociedade revela que as exigências éticas de um povo não podem ser dissociadas de sua formação intelectual. Embora a moral de um indivíduo não dependa necessariamente de seu nível educacional, sua disposição de demandar dos homens públicos um comportamento condizente com a ética que deles se espera é condicionada em larga medida por seu conhecimento acerca dos direitos e deveres inerentes ao exercício da cidadania.
    O papel propedêutico da escola não pode se resumir na mera reprodução dos conhecimentos acumulados pelo saber humano, pois ela deve incentivar seus alunos a formular raciocínios lógicos e incutir-lhes o desejo de aprender a pensar por si mesmos. As instituições de ensino não só podem como devem conciliar a eficaz transmissão dos conceitos esculpidos pelas mais diversas disciplinas acadêmicas com o desenvolvimento da consciência cidadã, pois essas duas facetas do labor educacional não são apenas compatíveis mas complementares.

  56. Jean Piaget

    -

    16/09/2011 às 15:35

    Texto de formação. Inspirador e muito educativo.
    :-)

  57. Liziê Moz Correia

    -

    16/09/2011 às 15:34

    Olá, Tio Rei!
    Este foi um dos melhores textos que tive o prazer de ler em seu blog. A meu ver, essa fala da presidente reflete o pensamento esquerdista q toma conta da educação brasileira: o d q o dever da escola é trazer consciência política aos alunos, ou fomentar o “senso crítico”, a despeito da formação em conteúdos. Um ex claro disso são as aulas d Português, nas quais não importa q o aluno ignore a sintaxe, basta q ele “interprete o texto” ou “se expresse” ou ainda “crie uma identidade literária”. Isso p/ ñ falar nas aulas d Filosofia e Sociologia, nas quais temos d engolir textos analfabetos falando sobre a “sociedade proletária”. Meu prof. chegou ao ponto d dizer-me, durante uma discussão: “Sou contra as notas, pois são um método capitalista d avaliar o aluno (!!!).” Até hj, ñ há noticias d algum aluno q tenha sido reprovado em alguma das três matérias q ele “leciona”. E tbm ñ há notícia d alguém q tenha aprendido algo além d odiar aos patrões e a outros “opressores do povo”. Ah, Tio Rei, onde é q vamos parar…?
    Um abraço d uma fã.

  58. Daniel Cohen

    -

    16/09/2011 às 15:25

    É um orgulho ler um texto tão claro e conciso. Permita-me parabenizá-lo.

  59. @Medeyer

    -

    16/09/2011 às 15:24

    “Se concedemos a uma corrente política ou a um indivíduo a certidão prévia da virtude, pouco importando o que eles digam ou façam, estamos escolhendo o caminho da nossa servidão.”

    Lembra do Chico Anísio? MÁ’QUIBELEZA DI PENSAMENTO, “CORONÉ”!

    PS: Rei, gostaria de ver seu comentário sobre o pedido de Abbas…

  60. Vera

    -

    16/09/2011 às 15:21

    Sabe, Reinaldo, nunca é tarde demais…
    E com certeza…dinheiro e educação não fazem uma pessoa mais ou menos honesta!
    O que a faz assim é aquela índole…que nasce com ela…que vem de berço…e que se aperfeiçoa…ou não…com o meio onde vive!

  61. Heloah

    -

    16/09/2011 às 15:18

    Corretíssimo!
    Se fosse um tucano a pronunciar as mesmas palavras da Presidente, seria malhado impiedosamente!

  62. Wallace Emerich

    -

    16/09/2011 às 15:18

    Você fez uma das melhores leituras sobre a esquerda que eu já tive o prazer de ler, compartilho da sua visão em vários aspectos.
    De certa forma obrigado por publicar algo assim.

  63. magoo

    -

    16/09/2011 às 15:13

    Conhecendo o apedeuta velhaco, ella por ato falho (quando o tico está dormindo o teco se vira sozinho e vice versa),deve ter falado essa baboseira, porque para ella o saber é muito importante, tanto que ella vive na biblioteca lendo, (só não pergunte o nome do livro e o assunto), dito isso o seu merdistério tem até doto feito nas coxas e todos elles são dazelite.

  64. Anônimo

    -

    16/09/2011 às 15:12

    Muito bom o texto. Enquanto não encararmos o marxismo e todas as suas variantes como LIXO ideológico, ficaremos vulneráveis a vigaristas de quinta categoria. O marxismo é toda uma cultura, que se infiltra em todos os setores da sociedade. Eles querem nos impor, além desde seu modelo político-econômico, até como deve ser nossa conduta ética, moral, sexual e religiosa; o que devemos ou não comer, ouvir ou ler. É o total controle da sociedade pelo Estado, e isto nós não podemos permitir NUNCA.

  65. Nelson Carmona

    -

    16/09/2011 às 15:07

    Sr. Reinaldo, seu texto será impresso e guardado junto a tantos outros que tenho e que retratam parte da história viva desse país. Se o senhor permitir vou usá-lo em minhas aulas futuras.

  66. A. Cabral

    -

    16/09/2011 às 15:04

    Esquerdilmo (subs masc): 1. corrente de pensamento (!) caracterizado por ambiguidade, falta de norteamento ético, ausência de planejamento, todavia pragmático quanto à assimilação de recursos públicos. 2. Derivação do lulopetismo, tão parecida que só alguns especialistas conseguem discerni-los.

  67. Roubocoop

    -

    16/09/2011 às 14:59

    AS MALVINAS SÃO ARGENTINAS.
    .
    O chato é usar isso para só para o gáudio da galera.
    .
    John Kenneth Galbraith disse na época da guerra “As Malvinas são dois pedaços de pedra no meio do mar e quem perdesse a guerra deveria ser obrigado a ficar com elas”

  68. Baianinho

    -

    16/09/2011 às 14:55

    - A criminalidade, segundo os falsos especialistas – e os papagaios que os repetem -, seria fruto das desigualdades sociais e não de causas diversas, a exemplo da própria escolha moral do indivíduo. É um discurso útil às esquerdas porque, a um só tempo: estimula a própria criminalidade justificando-a dessa forma, incute a culpa nas camadas melhor aquinhoadas, gera nestas o pânico e oferece a proposta da transformação socioeconômica como solução. Perfeito, não?

  69. Marcos F

    -

    16/09/2011 às 14:55

    Acho engraçado você se lembrar que tenha tido um pai – e orgulhar-se dele.
    Meu pai e meu avô tinham também esse defeito, que eu herdei.
    Falo “esse defeito” porque sinto que hoje, “parlando con qualcuno” … é meio feio!
    “Cuidado … tem um paulista aqui” – diz o garçon para o caixa do bar na Oscar Freire.
    “Você fala isso, porque tem família” – diz a professora uspiana que não sabe de onde veio.
    “Não vem com história que você compôs uma música” – diz a dona de um curso de auto-ajuda, depois de fazer um curso trimestral de psicologia nanotecnológica.
    “Eu vendo o leite da escola … é para ajudar os pobres” – diz a professora petista que mora na Granja Vianna.
    Rei, sua digressão em texto explica a digressão em conduta.
    Se lembra do carro Presidente? Ele tinha um estepe pendurado no parachoque, tornando-o pesado … I feel the same.

  70. Ricardo Salazar

    -

    16/09/2011 às 14:55

    o povo não aceita mais esta esquerda.só vê o que acontece com o kassab.o futuro da dilma é um kassab.

  71. ricardo salazar

    -

    16/09/2011 às 14:52

    partidos promiscuos como o pt,tendem a ser uma esquerda repugnante.mas a exemplo do kadhaf,a própia promiscuidade o fez sucumbir.

  72. dórius

    -

    16/09/2011 às 14:49

    A honestide, o caráter, a decência, não estão atrelados à condição social, absolutamente. Estes valores não se aprende na escola; a escola instrui, mas somente o LAR educa. O lar é a célula mater de uma sociedade bem constituída. É nele que se adquire os verdadeiros valores, para a formação do cidadão exemplar, capaz de transformar o meio em que vive através dos exemplos. O Reinaldo veio de uma família pobre, mas recebeu, dentro das quatro paredes, todos os ensinamentos que moldaram o seu caráter, incutindo-lhe os valores do justo e do certo. O Lula também foi criado na pobreza, entretanto, tão logo sentiu o gosto do poder, deixou-se corromper pelas facilidades que o cargo lhe permitiu, porque não teve, quando criança, alguém que lhe transmitisse os valores aos quais me referi. Dono de um caráter duvidoso, mesmo antes de ser sindicalista, já aprendera a levar vantagem sobre seu colega de profissão, delatando-o ao seu patrão, como funcionário pouco produtivo, a fim de se beneficiar com aumento de salário. E o pior é que usava da mesma artimanha, para jogar outro colega que produzia mais que ele, contra o patrão, dizendo-lhe que, enquanto o patrão enriquecia, ele ficava na miséria. Aliás, foi com este conceito que ele se embrenhou nas lutas de classe, provocando dezenas de greves, que lhe garantiram sua ascensão à presidência da república. Temos aí dois exemplos claros de que é no cadinho doméstico que nasce o homem ou o monstro, o honesto ou o vigarista, o trabalhador ou o vagabundo, o estadista ou o ditador, o mártir ou o tirano, o bem ou o mal. As exceções também fazem parte, mas só poderão, talvez, ser explicadas pela psicanálise.

  73. Gaucho

    -

    16/09/2011 às 14:46

    Reinaldo, pela 1º vez vejo voce falar de seu pai, imaginava que ele devia ser uma pessoa honesta e querida tambem….digo isso porque a pessoa que mais tive orgulho e segurança foi do meu Pai – a pessoa mais honesta que eu tambem conheci – ele ao contrario de mim, era muito inteligente e culto, assim como voce, foi Exator(governo Estadual)

  74. Henrique Litaiff

    -

    16/09/2011 às 14:38

    ” um homem decente e devido as circunstâncias pobre”. E uma honra falar de um Pai assim. Mas posso lhe dizer como um pequeno professor de química , percebemos que os alunos não tem a base moral que deve ser aprendida em casa. Quando falo dessa base moral me refiro ao respeito a pessoa humana, até mesmo boas maneiras. Sou um homem adulto e de vez em quando preciso ser lembrado por outros de que de devo ser mais tolerante, compreensivo. A escola e de modo geral a educacao pode em parte dar essa base moral para uma dita sociedade melhor. O conhecimento junto com um trabalho digno torna o homem mais critico e intolerante com o que é errado. Creio que é isso que pode formar homens parecidos com seu Pai.

  75. Fernando

    -

    16/09/2011 às 14:37

    Reinaldo meu amigo veja isto e se o senhor puder comentar sobre esse assunto eu lhe agradeço muito
    http://www.orapiulas.com/2010/04/contra-lei-edson-portilho-pelo-fim-da.html?spref=fb
    (isso é coisa de petistas do Rio Grande Do Sul)

  76. zetonho

    -

    16/09/2011 às 14:36

    Prezado Reinaldo, já li muitos dos seus textos. Este, longo, comoveu-me, pois é mais um daqueles manifestos seus, que explicam de modo lúcido e transparente o porquê de sua luta e de seus valores. Parabéns! Digo-lhe com simplicidade: você tem prestado ao Brasil um serviço notável! Num mundo e um Brasil que tendem ao acomodamento medíocre ao pensamento único, seus escritos são verdadeiramente revolucionários, subversivos, antídotos potentes contra toda cretinice! Continue oxigenando nossos debates e análises das nossa situações!

  77. Memyself

    -

    16/09/2011 às 14:36

    A história de seu pai me trouxe à memória lembranças idênticas do meu, de minha família. Riqueza ou pobreza nunca foram tema em nossa casa. Esperava-se de nós, crianças, e de todos honestidade, disciplina e honradez. Passamos por muitas dificuldades, pelas mais variadas razões. Meus pais nunca deixaram de procurar solucioná-las, nos mostrar o valor do estudo e principalmente o valor do trabalho. Lembro-me sempre de duas coisas que minha mãe dizia:você não vê o que não conhece (tradução: leia, estude, informe-se)e nunca dependa de ninguém. Éramos pobres, constatação que só fiz na vida adulta. E isso não nos traumatizou ou revoltou. Apenas estudamos e trabalhamos. Mais um texto de formação, caro mestre.

  78. luiz adams

    -

    16/09/2011 às 14:34

    Caro Rei:
    Brilhante seu post, como de hábito. É mais um texto seu, dentre vários outros, a ser perenizado em livro.
    Grande abraço,
    Luiz

  79. MarceloT

    -

    16/09/2011 às 14:25

    Muito bom ler um texto que sirva de parâmetro, de base, de padrão, de referência. Não temos tempo, as vezes, para nos debruçar-mos sobre algum livro mas na correria do dia-a-dia um texto curto mas profundo como esse é um estímulo imprescindível. Obrigado.

  80. misael

    -

    16/09/2011 às 14:22

    Mais uma vez escrevo REI!
    Belíssimo, perfeito, irretocável seu texto.
    No último parágrafo consta nosso grito de guerra:
    “E eu acho que é preciso dizer: “Não, vocês não podem!”
    Agora nosso segundo grito será:
    “QUEREMOS O PAÍS DOS PETRALHAS II” com este texto e os outros recentes tão belos e magníficos,POR FAVOR!

  81. Nino (SP)

    -

    16/09/2011 às 14:20

    Mais um texto fundamental que todo brasileiro de bem deveria ler e distribuir. Com uma diferença: esse texto foi de deixar os olhos marejados.

  82. Anónimo

    -

    16/09/2011 às 14:16

    Reinaldo, alguns de seus brilhantes textos, mais do que profundamente verdadeiros, são pungentes, de deixar os olhos marejados… Este foi mais um deles.
    Quanto ao luís inácio, uma dia eu tive uma luz: ele não deixou de estudar apenas e tão-somente porque não quis. A opção por não estudar foi uma ação deliberada de preservar nele a suposta “pureza” do homem simples, humilde, que enfrenta os poderosos em nome de seus semelhantes, portanto homem bom e puro. Se luís inácio tivesse frequentando uma universidade (tempo e dinheiro não lhe faltaram), ele perderia a aura de homem puro e bom. Assim, na construção do mito, ele recebeu uma certa “imunidade” para falar qualquer asneira que lhe vem à mente. Afinal, quem poderá atacar um homem tão puro e tão bom quanto luís inácio? (Só mesmo outro suposto mito, o da “elite insensível”).

  83. danir

    -

    16/09/2011 às 14:13

    Quero dizer que você foi fundo na colocação de sua idéia, que não por coincidência é absolutamente igual à minha. Quando você fala em seu pai, vejo a imagem de meu pai, que chegava às raias da exasperação pela simples idéia de não poder honrar um compromisso assumido. E tambem o fato de apesar dos parcos recursos ter me proporcionado e à minha irmâ, uma educação voltada para o ato de pensar e assumir responsabilidades. Eram com certeza absoluta pessoas do bem, e quando erravam estavam apenas exercendo uma característica do ser humano; a falibilidade. É o que eu não vejo nestas pessoas que defendem as esquerdas, o pt e todo o seu conjunto de colocações ideológicas. Lula é um indivíduo extremamente inteligente. Mas é uma criatura maligna, ignorante e sempre a espreita para dar um golpe. É abjeto como pessoa humana. Gosto muito de escrever, e dizem que costumo ser preciso em minhas colocações, mas não acredito que poderia colocar de forma melhor as ideias contidas em seu texto. Coisa de profissional. Que o seu pai esteja em um lugar aprazível no mundo espiritual, junto com o meu e com tantos outros que merecem esta paz.

  84. Henrique

    -

    16/09/2011 às 14:12

    O grande problema é que a imprensa brasileira tá infestada de esquerdistas, Reinaldo. Eles dominam as redações da grande maioria dos jornais e pautam a linha editorial dos setores de jornalismo de praticamente todos os canais de TV existentes no Brasil. E aí, se espalha mais facilmente esse conceito, tão perverso quanto falso, de que tudo que vem da esquerda é para o bem geral da Nação. Bom, estamos vendo o que a esquerda petista fez com as instituições do País, né? Hahaha! A prova em contraprova tá aí. Só a imprensa que não vê…ou não quer ver.

  85. 44%Fernando44%

    -

    16/09/2011 às 14:00

    Tio Rei…
    Você não para de me superar… só saí do ex-PT, para não me tornar petralha, em 1989 quando Lulla e Collor foram para o segundo turno e o Mario Covas não foi. Ali eu pressenti o que aconteceria nestepaíz a partir daquele falso binômio. E passei a desejar que aquilo nunca acontecesse. Infelizmente, deu no que deu… Um impeachment e agora 12 anos sem presidente(a) e com cúpula federal corrupta. E o mau exemplo frutifica muito mais (Millôr Fernandes). Pobre Banânia.

  86. Renata

    -

    16/09/2011 às 13:56

    Aquela gente é tão burra, que confunde as pessoas com as idéias. Tem-se que fechar com a pessoa sempre, não com as idéias, independente de quem as manifesta. Assim, espera-se que quem gosta de FHC sempre concorde com ele, ainda que determinada opinião dele possa ser questionável, e quem não gosta tem que sempre discordar, ainda que ele faça algo certo. Que tapadice!

  87. MALDONADO

    -

    16/09/2011 às 13:48

    SOBRE O COMENTÁRIO DÁS 11,16 Hs., A PALAVRA “ESTREMA” VAI ENTRE ASPAS MESMO, NO MAIS, ÓTIMA A REPORTARGEM DE VEJA OS – 3 D/NAZI, OS DIRIGINTES “BRASILIS” ATUAIS, DEVERIAM DEIXAR SE FOTOGRAFAR DESTA MANEIRA, AFINAL A “PROPAGANDA/MARQUETERA” NUM TEM MUITA DIFERENÇA NA FORMA DE CONDUZIR AS “COISA QUE ROLAM PORAI”.

  88. ze ricardo

    -

    16/09/2011 às 13:46

    Quando eu era jovem e meio metido a esquerdista, escrevi estes maus versos:
    “Povo, querer-te meu ou eu a ti, como tu és
    Mas sou tão diferente
    Igual a tantos que comigo andam
    E que de ti não sabem mais que eu mesmo..”
    Eram maus versos, é certo, porém já me diziam que aquele conceito de povo com o qual trabalhávamos era de uma hipocrisia sem par

  89. Luiz Fernando

    -

    16/09/2011 às 13:39

    É inegável, a esquerda tem o monopólio da farsa e da mentira.

  90. Silvia

    -

    16/09/2011 às 13:38

    Lindo, lindo seu texto Reinaldo, adorei. Eu pessoalmente não conheço uma pessoa pobre que não seja honesta. Conheço pessoas que não tiveram oportunidade escolar por terem que trabalhar desde a infância e nem por isso são desonestas,muito pelo contrário prezam pela honra e vergonha na cara. Quem tem honra tem, não precisa nem explicar e, isso não tem nada a ver com educação escolar,riqueza ou pobreza.
    Eu, graças à Deus, nunca acreditei no Lula e nos petistas. De cara percebi que era tudo falácia partindo do princípio de que quem gera emprego é o rico e que o rico é rico ou porque trabalhou e conquistou ou herdou e qual é o problema disso? Parti ainda do princípio que assassinos que justificam seus crimes não merecem a minha atenção,então como Lula e seus seguidores intelectuais ou não apoiavam assassinatos em nome de um “bem comum” considerei arrogância e prepotência. E levei ainda em consideração que Napoleão saiu do meio do povo e deu no que deu, Hitler também. Então, nunca me iludi, mas não nego que cheguei a torcer (não Lula como presidente),mas o PT no poder só para que fosse provado que eles mentiam que,só queriam roubar,enriquecer, fazer parte das eleites e aindapor cima acabar com os ricos por meio do poder. EM SUMA SÃO UNS MER… INVEJOSOS.

  91. Sherlock

    -

    16/09/2011 às 13:37

    Rei,

    Mesmo na correria aqui, não posso deixar de registrar: texto excelente e verdadeiro, em cada linha. Identifiquei-me em muitos aspectos, e creio que o mesmo tenha ocorrido com diversos leitores.
    Abraço, saúde e paz!!

  92. Leticia Martelle Maynard

    -

    16/09/2011 às 13:37

    Prezado Ricardo Boechat .
    Tive a grata satisfação de ouvi-lo comentando sobre a mudança(Saida) de Lula quando ele deixou o planalto onde ele fez a mudança com varias carretas levando da Presidência até os Bens que não é de direito dele.
    Quero fazer uma pequena observação(Correção) quando o senhor diz que os brasileiros não se importaram pelo fato da quantidade de bens que Lula levou da presidência não s e importaram porque era Lula, isso não procede .
    Olha, lembro-me bem que na época teve sim muitas criticas sobre esse fato, além de outras pelo fato de Lula ter Roubado até o crucifixo do Planalto .
    Não tenho dúvida que Lula s e revelou o maior 171 que já tivemos na presidência, além de ser um tremendo Cara de Pau, Demagogo e Hipócrita que tentou de todas as formas aproximar o Brasil de países com regime ditadores e de Terroristas além de querer até hoje criar leis para censurar a nossa imprensa .
    Lula é o que temos de mais contraditório como pessoa e como político , resumindo, um perigo a democracia e liberdade de expressão .
    Ele fala e elogia a democracia, mas tudo não passa de Blá, Blá, Blá desse hipócrita enganador que no fundo quer mesmo é censurá-la
    Não votei na presidenta Dilma, e não votarei nela até porque comunistas e esquerdas hipócritas que pregam um tal socialismo que na pratica não passa de uma ditadura disfarçada para perpetuar esses comunistas no poder como se fez Fidel e tenta fazer Hugo Chávez já estou cheio . mas algo tenho que reconhecer, que Dilma Herdou sim uma baita HERANÇA MALDITA de seu antecessor , a HERANÇA MALDITA DA CORRUPÇÃO GENERALIZADA que hoje coloca a estabilidade do real em dúvida
    Também preciso reconhecer que ela é bem diferente do Barba, e tem sido reveladora para o melhor .
    Ou seja, tudo que for de opinião contrária a Lula , deve ser melhor !!!
    O que sei é que o maior sonho de Lula e dos comunistas do PT , é fazerem do Brasil uma Venezuela Ou Cuba para se perpetuarem no poder.
    Duvidam que o sonho deles é esse ?
    Algo é certo, confiar neles , NUNCA !!!!
    Abraços Boechat, e estamos sempre lhe vendo no jornalismo da Band.
    Parabéns !!!
    Leticia Mertelle
    28 anos
    Funcionária Pública Federal

  93. OTARDO XEDRAS

    -

    16/09/2011 às 13:18

    Reinaldo,
    Perfeito!
    Qualquer simpatizante das esquerdas que leia e entenda este seu texto, se ainda guardar em si um mísero grão de honestidade, terá que repensar suas simpatias e escolhas.

  94. Sofia Maria

    -

    16/09/2011 às 13:17

    E outra coisa Tio Rei,o que dizer do discurso do deputado henrique eduardo alves no encontro do pmdb?segundo ele “este partido não tem medo de cara feia,de constrangimento,de ameaças”…meu deus,a quantas anda o nível de hipocrisia da quadrilha!”Nuncaantesnahistóriadestepaíz”!Ver este discurso na TV e ouvir as boçalidades ditas é tão chocante e repugnante que a cena deveria ser classificada como “não permitido para menores de 21 anos”.É,o pmdb não tem de ter medo de nada mesmo,quem tem de ter medo somos nós,os roubados diariamente pela cambada petralha&associados.Como é que se explica tanto poder à um ser tão abjeto quanto o sarney madre superiora?

  95. Emilio José De Andrade

    -

    16/09/2011 às 13:16

    Grande Rei,
    Mais uma vez brilhante. Ja repassei para meus amigos.

    Saudações democraticas

  96. Gedeão

    -

    16/09/2011 às 13:14

    Texto admirável. Li que o filósofo Leibniz disse que Aristóteles fo o primeiro a escrever sobre a lógica fora das matemáticas. Graças a Deus, no Brasil, temos você que também não abre mão da lógica,mesmo não militando no chamado campo das exatas.

  97. Sofia Maria

    -

    16/09/2011 às 13:13

    Eu também passei por estas fases que você cita Tio Rei e assim como você fui criada de acordo com a ética e a honestidade.Por isto,continuaremos a repetir o nosso bordão:
    “NÃO,VOCÊS NÃO PODEM!

  98. Badger Vicari

    -

    16/09/2011 às 13:11

    Reinaldo, acho que está na hora de você pensar num “país dos petralhas 2″. São muitos textos recentes excelentes sobre democracia, moral, ética,corporativismo,reforma política… Acho que vale um livro. Livro sempre é bom! Um abraço.

  99. Leticia Martelle Maynard

    -

    16/09/2011 às 13:11

    DEVOLVAM OS PASSAPORTES DIPLOMÁTICOS !!!
    A propósito : Lula seus netos e Filhos já devolveram os Passaportes ?
    Se não devolveram, devolvam seus aproveitadores e explorados do contribuinte .
    Devolvam o que não lhes pertence, o que não lhe es de direito !!!
    Lula da Silva, você e sua família tem a obrigação e o dever de parar de ficar explorando o contribuinte .
    Não podemos bancar suas lega lias e privilégios .
    Chega !!!
    Parem de nos explorar !!!!

  100. Leticia Martelle Maynard

    -

    16/09/2011 às 13:07

    Lula da Silva
    PARA NÓS , ELE NÃO PASSA DE LIXO !!!!!
    Esse tal de NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS, vai fica r marcado por ter sido o nome do governo mais corrupto nunca antes já ter visto nesse pais .
    Lula da Silva, o homem que aperfeiçoou e ampliou a CORRUPÇÃO no Brasil .
    O HOMEM DO NÃO SEI DE NADA, NÃO VI NADA E NADA SEI, sempre se safa , mas algo é certo, um dia a casa cai para esse Cara de Pau, Demagogo e Hipócrita chamado Lula da Silva .
    Lula, você nos Enoja !!!!!!

  101. Cláudio Vitório Dos Santos

    -

    16/09/2011 às 12:59

    Bom Reinaldo, muito bom texto. A máquina de propaganda do PT, está pondo em prática um somatório de pensamentos de Gramsci, Lênin, Goebbels e afins. Este é o verdadeiro projeto de nação desta quadrilha. Mas é claro que não, eles não podem tudo (como pensam que podem).

  102. Custódio

    -

    16/09/2011 às 12:58

    Gostaria de saber se a democracia acabou por propiciar a seleção feitas pelos brasileiros o que resultou na melhora no perfil dos politicos brasileiros? É fato a melhora mesmo que lentas das condições economicas e sociais do povo brasileiro a partir da redemocratização do pais em 1988 que só foi possível através da participação de todos que atuaram como mandatários eleitos pelo povo. Apostar na democracia e na melhora do sistema político não é melhor do que somente credidar na população uma falsa imputação de que o brasileiro não sabe votar, justificando em tese da volta da ditadura que é inaceitável.

  103. Italo Mascarenhas

    -

    16/09/2011 às 12:56

    Perfeito, sem tirar nem por.
    É para ler uma, duas ou mais vezes e ter sempre guardado.

  104. Paulo

    -

    16/09/2011 às 12:55

    Texto ótimo e esclarecedor .
    Parabéns.

  105. Enides

    -

    16/09/2011 às 12:44

    Maravilha.Texto já multiplicado. E reafirmando: “não, vocês não podem!”

  106. GamoR1

    -

    16/09/2011 às 12:43

    hêhêhêhê…”O petralha mais espertinho — é aquele que consegue, por algum tempo, tirar as patas dianteiras do chão — esfrega os cascos de satisfação e estala as orelhas”

    Essa foi demais, hêhêhê comecei bem o dia hêhêhê…

  107. Rosana Diôgo de Lima

    -

    16/09/2011 às 12:41

    Reinaldo, espero que algum dia possa conhecê-lo pessoalmente! Fico de alma lavada e encantada com os seus artigos. A sua lucidez é extraordinária. Parabéns mais uma vez!

  108. Baianinho

    -

    16/09/2011 às 12:34

    A criminalidade, segundo os falsos especialistas – e os papagaios que os repetem -, seria fruto das desigualdades sociais e não de causas diversas, a exemplo da própria escolha moral do indivíduo. É um discurso útil às esquerdas porque, a um só tempo: estimula a própria criminalidade justificando-a dessa forma, incute a culpa nas camadas melhor aquinhoadas, gera nestas o pânico e oferece a proposta da transformação socioeconômica como solução. Perfeito, não?

  109. Cesar Augusto Araki Contiero

    -

    16/09/2011 às 12:33

    Um dos seus melhores textos que eu já li. Abraços

  110. Otavio

    -

    16/09/2011 às 12:31

    “Doando dos outros. Trabalhador morre e deixa no testamento para o filho a fazenda do patrão. Trabalhador rural fez testamento doando para o filho a fazenda que é do patrão e o caso foi parar na justiça”. rs

  111. misael

    -

    16/09/2011 às 12:31

    Lindoooooooooooooooooooo REINALDO!
    Sem comentários cara, estou neste momento chorando, emocionado com seu texto, que me fez lembrar meus pais. Pessoas POBRES, DE POUCA INSTRUÇÃO INTELECTUAL e extremamente honestos E de DIREITA.
    Quando jovem na faculdade me perguntava meu DEUS eu sou POBRE e naturalmente me identifico com as idéias de DIREITA, porque eu não consigo assim como a maioria dos meus AMIGOS de mesma origem social ser de ESQUERDA,porque as idéias ESQUERDISTAS não fazem pulsar meu coração tais como as de DIREITA?
    Já fiquei várias tardes e noites em minha solidão de pensamento refletindo sobre meu posicionamento, já que minoria, perguntava, meu DEUS, será que eu sou tão ignorante assim?
    Lendo seu texto agora vejo que eu era, na faculdade principalmente, vítima desta MENTIRA muito bem construída e divulgada pela elita acadêmica, artística e intelectual a de que se POBRE então ESQUERDA, porque ELA que pensa no seu bem.Quando na realidade ELA só nos olha como CORREIA de transmissão de seus RELATIVISMOS MORAIS.
    Jamais consegue ou nos QUER ver como indivíduos, com características, necessidades e sonhos particulares.
    Graçãs a DEUS tem quem nos olhe assim: a DIRETA.

  112. Custódio

    -

    16/09/2011 às 12:30

    Acho o texto bom para refletir. O problema é que a maioria das discussões passam pela demonisação de algumas pessoas e santificação de outras o que provoca uma cegueira coletiva com discursos raivosos e pouco evolutivos em matéria de civilidade. Sinceramente, mostrando o Reinaldo a sua origem familiar e social, acho que falta maiores discussões a respeito do questionamento da ainda enorme desiqualdade social. O que fazer? Aceitar a desiqualqdade como coisa fática imutável e parte do salve quem puder em uma socidade de consumo?
    Qual a proposta para que as pessoas possam disputar cargos e salários com isonomia diante de uma sociedade tão desiqual? Como acabar com o apadrinhamento político que legitima a falta de competência e a promoção sem méritos, uma vez que essa é a realidade da prática dos políticos?Gostaria de ver respondida essas questões.

  113. Otavio

    -

    16/09/2011 às 12:29

    Essa coisa de querer o bem do próximo é conversa pra boi dormir. Observe que o PT e base tentam de qualquer forma implantar uma ditadura do partido único alegando o bem comum e erradicação da pobreza e etc e tal.
    Eles estão preocupados consigo mesmos, papo de aranha. Estão todos ricos, Fidel, russos e chineses do part. comunista. Farsa, mas tem gente ainda que acredita em paraíso.
    Dizem alguns comunistas que quem está travando o capitalismo hoje em dia é a democracia, dir. humanos e dir. em geral, e aí citam o capitalismo chinês que está indo de vento em popa. Dá pra acreditar?

  114. Gil

    -

    16/09/2011 às 12:28

    Quando vc menciona sobre seu pai isso me faz viajar no tempo, de volta a minha infância e juventude e de como eram as coisas e pessoas, estabelecendo assim um parametro.Bons tempos aqueles, que sem duvida dariam um livro dos bons.Obrigado

  115. Ex-petista

    -

    16/09/2011 às 12:26

    Meu pai nasceu analfabeto e estudou até a 8ª série, se não me engano.

    Sempre foi honestíssimo, e é até hoje. Posso afirmar com toda a certeza: se ele achasse R$1 milhão num envelope perdido na rua, procuraria o dono.

    Não é à toa que o velho tem aversão total a qualquer tipo de comunista… dos declarados aos disfarçados. E ele sabe direitinho como identificar um vagabundo preguiço que queira comunizar bens alheios.

  116. Leitor

    -

    16/09/2011 às 12:20

    Este texto, caro Reinaldo, mostra como pode ser profunda, não a moral das esquerdas, mas a moral que induz o ser humano a reagir a tudo o que fere as regras da lógica e as leis da razão. Carregado com vigor moral e com particular emoção ao rememorar os valores passados pelos seus genitores, reavivou em mim a mesma identidade nos valores que recebi dos meus, oriundos do continente europeu e aqui chegaram portando consigo uma cultura mais evoluída – com as exceções cabíveis em termos de grupos humanos, o que deve ser considerado – e tinham a dignidade, a moral e a honra como princípios de vida em comunidade. Mas estes valores eram válidos no Século XX, argumentam os desviados da sociedade civilizada. Estamos no Século XXI, por isso quem se postar na liderança, de posse de mais poder de dissuasão e de indução, quer seja por fidúcia, quer pela força, pode conduzir uma sociedade, desde que a mantenha sem liberdade. Aos que assim pensam, procurem se informar nas Sagradas Escrituras que foram fundamentadas há quatro mil anos e nunca serão desatualizadas ou contestadas, mas sempre serão os sustentáculos da humanidade, e do ser civilizado que vive em sociedade.

  117. Observadordepirata

    -

    16/09/2011 às 12:17

    O Lulla é um tosco que nem em seu mais lindo sonho, acreditou que um dia chegasse à presidência de fato. Os intelectualóides do PT, esses sim, acreditavam. Quando chegou, sem nenhum estofo moral, os únicos intentos foram: as negociatas políticas e as financeiras, com intuíto de comprar e concentrar poder. Ele vivenciou e conhecia bem a história do Collor e não queria repeti-la. E conseguiu!

  118. Alex

    -

    16/09/2011 às 12:17

    Atualmente os petistas estão assustados com o movimento popular apartidário tomando conta de sua ferramenta exclusiva, a manifestação pública. Querem de qualquer modo infiltrar o movimento no seu aparelho vergonhoso, a vexaminosa une está tentanto, fora vagabundos! Vocês não podem!

  119. Sandra

    -

    16/09/2011 às 12:12

    Lindo texto, Reinaldo!!!!!!

  120. Ernane

    -

    16/09/2011 às 12:11

    Parabéns ótima reflexão para quem deseja pensar

  121. hdrummond

    -

    16/09/2011 às 11:58

    Belo texto, meu Rei.

  122. Nicão

    -

    16/09/2011 às 11:56

    Sem comentários, Reinaldão, além de… parabéns. Foi compartilhado.

  123. Gil

    -

    16/09/2011 às 11:50

    São textos esclarecedores e brilhantes iguais a esse que nos fazem entender pq as forças do mal tentam desesperadamente, de todas as formas legais ou ilegais calar a imprensa livre e independente.Parabéns!!

  124. Zeca

    -

    16/09/2011 às 11:39

    Duplipensamento: a capacidade de acreditar em duas “verdades” contraditórias entre si. Um dos pilares do regime totalitário no livro ’1984′. Leitura obrigatória para tempos cada vez mais sombrios.

  125. Ricardo

    -

    16/09/2011 às 11:36

    Perae !!! Perae !!! Quer dizer que a Dilma, consulta o GOOGLE, para saber quem pode ou não trabalhar com ela? Ver a ficha (limpa ou cagada) do sujeito? Dependemos então de Sergey Brin e Larry Page, para saber quem pode ou não trabalhar no governo??? É O FIM DO MUNDO ……

  126. pedrao

    -

    16/09/2011 às 11:36

    Rei; Em “Breve introdução à história da estupidez humana”,W.Pitkin escreve em um capítulo que, se uma pessoa se sente profundamente orgulhosa de tudo aquilo que ela não sabe,ela é primariamente,uma pessoa ESTÚPIDA.
    Agora ,se uma pessoa estúpida é mentora de uma organização,de uma sociedade,de um partido,esses,com certeza agirão de forma estúpida.Porisso…
    Não! Voces não podem!,estúpidos!!!

  127. Creuza Maria

    -

    16/09/2011 às 11:34

    É isso aí, Reinaldo!

  128. Paulão

    -

    16/09/2011 às 11:33

    Bom dia Reinaldo,
    Esse trololó da presidAnta, de que “com crianças bem-educadas teremos uma sociedade mais ética” é apenas um ato falho, uma exteriorização não censurada daquilo que vai na essência do pensamento petralho-esquerdopata, e que me permito traduzir: “Crianças doutrinadas em nossas madrassas pré-escolares (criadouros de petralhinhas) serão seguidoras e disseminadoras da conhecida ética petista, que é ROUBAR!!”
    Por falar em roubo, a super-ética e pós-graduada doutora gleisi hoffmann já devolveu a grana que eticamente desviou da Itaipu Binacional e do FGTS?

  129. Saulo

    -

    16/09/2011 às 11:29

    REI, quando você cita o senhor seu pai, nós citamos o nosso. Nossos velhos nos ensinavam em primeiro lugar, a decência, a dignidade e a honra. Eles nos queriam puros como eles eram. Hoje, o politicamsnte correto é roubar, mentir, enganar. O novo Brasil PTralha é assim. Quem acompanhou o PT desde o seu nascimento jamais poderia imaginar que essa caterva fosse tão traidora e mesquinha, totalmente divorciada dos bons costumes, ou como você escreveu a respeito do honrado senhor seu pai: (…) – Era um homem decente, circunstancialmente pobre. A esquerda vagabunda não vai entender isso jamais.

  130. Walter Faro

    -

    16/09/2011 às 11:26

    Gostei!

  131. Hemorragia

    -

    16/09/2011 às 11:22

    Clap!clap!clap!Parabéns por mais esse lúcido e claro artigo, dentre tantos. Caráter e moral são virtudes raras. Mas não impossíveis!
    Na realidade eles sabem muito bem o que é benfeito e malfeito(as vezes me pergunto, será que sabem mesmo?). Bem, cada um acredita naquilo que pense ser o correto. Ainda assim tenho minhas dúvidas…
    No poder, com posição previlegiada, excelentes salários, benesses, etc., assim até eu quero ser de esquerda(não é o caso!. Onde estão os antigos metalurgicos? UNE? Todo amordaçado pela verdinha, essa é que é a verdade!

  132. Venâncio D Vicente

    -

    16/09/2011 às 11:19

    Muito bem! Tem meu aval, embora insignificante, para tudo o que disse aí acima. Desnecessária até a mudança de qualquer vírgula. A ética e a moral está no caráter e não na formação acadêmica. Na antiguidade, tempo em que a maioria absoluta da pessoas era “apedeuta”, a honradez era a tônica das pessoas. Hoje, os “formados” justificam a apropriação de recursos do Estado como virtude. Enriquecem com o dinheiro do suor dos contribuintes, mas campeiam de homens honrados.

  133. MALDONADO

    -

    16/09/2011 às 11:16

    OH MEU! O CONTEXTO REAL TEMPO ATUAL, JÁ NÃO É DENTRO DO CLÁSSICO FIGURINO IDEOLÓGICO SÉCULOS 19/20, “IN TERRIS TUPINIQUIN”, O QUE AQUI VIVE OU “VÊVÊ”, REESCREVE E REPETE É PRÓXIMO DOS ANOS 20/30, SÃO POLITICOS FEIJOADA/MICELANIA/MESCLA DE “CAPONES”, “GANGSTER”, “DILLIGERS”,”BONI/CLAIDE”,”STARLETs” “BIG SHOTs”, METIDOS A BESTA, NEOFITOS SEM A COMPETÊNCIA DOS ORIGINAIS, MAS ESTREMAMENTE NOCIVOS A NAÇÃO, É SÓ QUE SE VÊ DENTRO DE PREPOTENTES LIMONISES, MAL VERSADA DE ALGUM ERÁRIO/OTÁRIO “PELA AI”, QUE A CHEFONA MAIOR, TEIMA EM PROTEGER, CONDUZINDO A UM PANORAMA VIOLÊNCIA/IGNORANCIA “NUNCA DANTES VISTO”. NOTA: MAS TAMBÉM OH REI! VOCÊ TÁ ESPERANDO DEMAIS “DAS IDÉIA” “HOMI LULA”!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!?????????????????????OBs.: OS HITORIADORES FUTUROS, TERÃO MUITA DIFICULDADE EM EXPLICAR A SUA JUVENTUDE, O QUE AQUI ACONTECEU NESTES TEMPOS, COMO UM BANDO DE IDIOTAS ENTREGOU O COMANDO DA NAÇÃO NAS MÃOS DE CORRUPTOS.

  134. Paulo

    -

    16/09/2011 às 11:16

    Leia esta matéria:
    O POVO – Operador da Máfia dos Sanguessugas recebido com festa no PMDB de Icapuí
    O link é este: http://www.opovo.com.br/app/opovo/politica/2011/09/16/noticiapoliticajornal,2299253/a-disputa-politica-tem-limites.shtml

    Ouça o audio onde Lacerda confessa que participou da Mafia dos Sanguessugas (Lacerda é da Família do Dep. Federal José Airton do PT)
    http://soundcloud.com/joeliomachado/lacerda-fala-camara

  135. Samuel

    -

    16/09/2011 às 11:15

    Os homens reais, com seus problemas reais, desaparecem. Na verdade, eles são considerados, muitas vezes, entraves ao correto ordenamento da história. A coletivização da agricultura soviética a partir de 1929, que matou milhões de pessoas de fome, não foi só uma tara stalinista. Era uma exigência do “modelo” de industrialização forçada para “construir o socialismo”.
    Antológico esse pensamento. Até hoje não entendo como o socialismo afeta tanto os intelectuais. Vemos professores de História falando apenas dos méritos do modelo soviético,esquecendo dos gulags, das mortes pela fome, sa opressão às republicas soviéticas.

  136. eu hein?

    -

    16/09/2011 às 11:15

    Se ser pobre é não ter ética ou ser bandido estaríamos todos ferrados .Minha mãe que criou os filhos sozinha era analfabeta,da roça e não aceitava erros graves e muito menos bandidagem e ainda dizia que se a gente praticasse certas coisas nos entregaria a polícia.A maioria dos pobres (eu sou pobre)é ética e honesta e os mais desonestos são os poderosos corruptos e corruptores.

  137. Mauro

    -

    16/09/2011 às 11:15

    Concordo em dizer que é bobagem dizer que “falta de informação ou de educação formal, o povo é incapaz de fazer escolhas morais — ou as faz, mas de modo prejudicado.”

    E ia dizer que, apesar disso, a educação formal, se não ajuda, nas escolhas morais (e eu acho que ajuda), não as prejudica, e dá mais substância a elas.

    Mas no fundo acho você tem razão mesmo: a espinha moral é a mesma, seja qual for o nível de educação formal que se tenha – a educação formal edulcora a escolha moral correta e disfarça a incorreta, mas não é responsável por uma, nem por outra.

    Fora isso, é agradável ler sobre seu pai – o meu, embora tenha tido fortuna variável, também tinha mãos calejadas – essas não mudaram nunca. E o melhor exemplo das escolhas morais que eles fizeram você sabe quem são.

    Abraços.

  138. Rodrigo

    -

    16/09/2011 às 11:14

    Reinaldo está certíssimo! Dilma é uma figura pública, não uma esquerdista de botequim. Tudo que disser adquire uma superdimensão pela própria natureza do cargo. Não tem essa de querer desculpar como fazem com Lula, que só fala besteiras ciclópicas. Se é presidente, tem de pensar antes de falar!

  139. Evaristo

    -

    16/09/2011 às 11:12

    Reinaldo meus parabens por escrever uma matéria tão inteligente e esclarecedora sobre um assunto tão sério. Como seria bom se todo o povo brasileiro ficassem sabendo o que são essas mentes ordinárias de certos líderes.

  140. Seavon

    -

    16/09/2011 às 11:12

    No meu minúsculo entendimento de sua vasta narrativa em um discurso que deveria, “por bem” interesssar ao máximo de pessoas para melhorar seus vocabulários, o corte e a introdução de mais informações sobre o tema, só ajuda e colabora para melhoria de nossa formação.
    Não vejo como acrescentar nada mais que possa ampliar tão vasto conhecimento, inclusive focando anos anteriores que foram vividos “em dúvida” e hoje podendo ser ditos com afirmação.
    Por isso e por essas, concordo plenamente com o que lí, e que muitos outros leitores se interessem aos ensinamentos a ser seguidos.
    Forte abraço, Reinaldo.

  141. Paulo

    -

    16/09/2011 às 11:12

    Reinaldo, da uma mexida nos teus pausinhos de informacao, pois parece-me que governos estaduais estao comprando aviao (pra variar superfaturados heheh) para apagar incendios, quando no Brasil existem centenas de avioes aptos a fazer este servico de maneira qualificada e pelo preco de mercado, lei pra que? o que e isso?

  142. Célio

    -

    16/09/2011 às 11:09

    É indispensável que se escrevam textos como esse, chutando o meio da canela, bem no centro da ferida aberta daqueles que se acham o próprio as pregas da Amélia. Um político que se diz esquerdista nem precisa abrir a boca para falar, porque o pensamento dele, por si só, fede horrores, e o mau cheiro se espraia pelos quatro ventos exalando a forte catinga das essências da mentira, da falsidade, da desfaçatez, do engodo, da vigarice. No fundo, no fundo, querem apenas ocupar o pedaço para fazer o que quase todos os políticos fazem: enganar o povo.

  143. Victoria

    -

    16/09/2011 às 11:05

    Pobres não são mais inclinados a roubar como disse a presidente, já os petistas, estes sim são muito mais inclinados a roubar, enganar e matar do que os outros.

  144. D6

    -

    16/09/2011 às 11:03

    Praça da Liberdade : 16/09/2011 . O poder politico do Brasil com Dilma e Anastacia se reuni em Belo Horizonte para comemorar ( ? ) os 1000 dias para a copa de 2014.Todo o palácio está cercado afastando o querido povo ( ? ) das solenidades. Em frente uma manisfestação de professores da rede pública de MG em greve a 3 meses por condições mais dignas de trabalho, com cerca de 300 pessoas, tenta passar seu inconformismo gritando ” É ou não é piada de salão temos dinheiro para a copa e não para a educação “. Não havia nenhum representante ou bandeira do PT , PSDB, PSOL etc apenas e principalmente bandeiras do Brasil com lideranças em processo de formação. Triste país este que ano após ano vê diminuir a sua admiração e confiança nas nossas lideranças. A muito tempo eu perdi a esperança de dias melhores para o mundo, apenas faço a minha parte dentro do meu mundo particular de adotar e passar para as pessoas com as quais convivo no dia a dia os valores morais que aprendi na minha casa e na minha educação.

  145. José Augusto BH

    -

    16/09/2011 às 10:59

    Prezado Reinaldo:
    O comercial da Caixa está certo, pelos critérios da Igualdade Racial. Não pode haver preconceito de cor nas cotas de artistas a serem contratados pelas estatais ou órgãos do governo. O que vale é o talento. Quando for a vez de mostrar o Pelé abrindo sua conta na Caixa em 1958, poderemos vê-lo na pele de um Miguel Falabella, por exemplo. Ou a criação da Caixa Econômica com Milton Gonçalves no papel de D. Pedro II. São ótimos atores.

  146. capixaba atento

    -

    16/09/2011 às 10:55

    Reinaldo, desculpe-me por aproveitar este espaço para um desabafo extemporâneo … Mas, gostaria que Você fizesse uma análise sobre os CARACTERES que a CBF vem usando nas camisas da seleção brasileira … Talvez eu seja apenas um ignorante na matéria, pode ser, porém, afirmo que aqueles CARACTERES numéricos MAIS parecem “GARATUJAS” de crianças ainda não alfabetizadas, que o Haddad está querendo introduzir em nossas escolas primárias … Insisto, Reinaldo, se Você tiver tempo, verificar o que afirmo. Encontrará NÚMEROS de difícil IDENTIFICAÇÃO, tal a “distorção” feita pela CBF, jamais vista nas camisas de outras seleções do nosso Planeta. São caracteres HORROROSOS, incompreensíveis, e, a menos que eu esteja enganado, TOTALMENTE INJUSTIFICÁVEIS … Acho até que deve ter as DIGITAIS do PT nesse troço mal “ajambrado” … Gostaria muito, Reinaldo, de ler sua abalizada opinião a esse respeito.

  147. Alessandro Ribeiro

    -

    16/09/2011 às 10:53

    E eu acho que é preciso dizer: “Não, vocês não podem!” —- o unico é erro é o “eu acho”, deveria ter escrito: “De fato, …”

  148. Roberto Vieira Cavalcanti

    -

    16/09/2011 às 10:51

    Como já era esperado aqui.
    “Lula quer manifestação popular por reforma política

    Por sugestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidentes das fundações do PT, PDT, PSB e PCdoB vão debater, nesta sexta-feira, a possibilidade de realizar uma manifestação popular em Brasília para defender a reforma política.”

  149. Clemenceau Chedier

    -

    16/09/2011 às 10:51

    Reinaldo, tudo que dizes em tua longa e construtiva explanação, já o digo há muito tempo. Primeiro a cota racial é nada mais nada menos que o mesmo que dizer que o criminoso o é por ser pobre. São formas utópicas de se tentar nivelar as pessoas(não povo) pelo crivo da raça, da religião, da pobreza. Se formos à Rui Barbosa, veremos que el em brilhante discurso aos jovens define as diferenças dos seres humanos e suas desigualdades. Qunado falas em pai, tenho como você a lembrança de um casal de libaneses que veio ao Brasil e aqui com onze filhos, construiu um patrimonio que hoje suoirta a sobrevivência de seus filhos (como eu). Eles nos ensinaram o valor da ética, da honestidade, da moral interior e não a faz de conta, e na esteira deste linha absorvemos o quanto era necessário e o é hoje, ser pessoa correta, cumpridora de suas obrigações no ambito social e familiar. Não são os menos favorecidos que empestinham o pais, não s]ao os pobres que criminalizam os atos, mas estes PROVEDORES DA NAÇÃO QUE NELA SE ACASTELARAM E TORNARAM O PAIS UM FEUDO E TORNARAM OS POBRES, VASSALOS. Já disse lá atrás que devemos ingressar na educação de forma plena para que possamos fazer do Brasil um nação livre de todos os males que hoje a afligem. Vamos erguer a bandeira da educação e dá aos professores suporte economico e eduacional para que produzam uma geração sem peias e sem distorções, mas unidas pelo Brasil

  150. Hugo Stiglitz

    -

    16/09/2011 às 10:49

    Reinaldo, quando você lembra das palavras e atitudes do seu pai, me faz ter uma doce recordação do meu. E me vem à lembrança esta música de James Seals & Dash Crofts:

    Wayland The Rabbit

    Oh my Wayland, there’s deer in the forests and rivers are flowing just for you.
    Oh my father, look down through the mountains and valleys, the grain’s in the silo.
    All for you.

    One fine morning, as Dad was walking, just to see what he could see.
    He spied, a little white rabbit. He was frozen as solid as he could be.
    And Dad cried, as he knelt down beside him. He asked God, “How could you be so cruel?”
    And his heart broke, for the little white rabbit. “But you see that the owl
    Would never have been so gentle,
    And God is so kind.”

    I love Wayland ’cause he’s strong. And I love him ’cause he’s weak.
    And the rabbit is running within him.

    Oh my Wayland, the children are waiting and berries are ripe down below the hill.
    Oh, my father, the shadows of nighttime can’t touch you.
    Immortal go quickly, be thankful the water is cool.
    Drink your fill.

    Today as I walked ‘long beside him, I said, “Dad why do you look so sad?”
    He turned as he stood by the doorway, he said, “Things are not like they used to be.”
    I smiled, as if I could teach him. I said “Dad, it’s mercy in disguise.
    Once you told of a little white rabbit,
    and you said that the owl would never have been so gentle, and God is so kind.”

    And I love you ’cause you’re strong. And I love you ’cause you’re weak.
    And the rabbit is running within me.

    um abraço
    Luiz Guilherme Regis Emediato

  151. Anónimo

    -

    16/09/2011 às 10:49

    Como já era esperado aqui.

    “Lula quer manifestação popular por reforma política

    Por sugestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presidentes das fundações do PT, PDT, PSB e PCdoB vão debater, nesta sexta-feira, a possibilidade de realizar uma manifestação popular em Brasília para defender a reforma política.”

  152. Eduardo

    -

    16/09/2011 às 10:47

    Neste modelo perverso da esquerda, o cidadão perde a sua identidade enquando indivíduo, ele só é reconhecido enquanto participante de uma associação, que por sua vez se associa a um partido,que por sua vez ocupa o Estado, que por sua vez tenta se perpetuar no poder, não se importando com os métodos utilizados, inclusive a ilegalidade, uma vez que os fins justificam os meios. Ocorre, porém, que esses fins, na maioria das vezes, acabam beneficiando os próprios dirigentes que enriquecem pessoalmente, assaltando o Estado, sempre sob o pretexo da “causa”. É o velho ditado, porcos, depois que comem pintinho, não voltam a comer ração. Depois que Lula, Dirceu, Palocci e Cia , começaram a toma vinho Romanee Conti, como é que eles vão largar o “osso” das benesses do capitalismo.

  153. Sem Partido

    -

    16/09/2011 às 10:46

    Texto maravilhoso.
    Uma aula de ética, moral e civilidade.
    Parabéns. Sucesso.

  154. Tony

    -

    16/09/2011 às 10:35

    Caro Reinaldo,

    outros certamente também, mas Olavo de Carvalho tem uma ótima explicação do que é o pensamento revolucionário e como funciona por juízos baseados no futuro hipotético.

  155. Daniel Bruno

    -

    16/09/2011 às 10:22

    Cotas em vestibulares é ruim, mas em concursos, como o do MP do Rio, é o ápice da estupidez, é absurdo e preconceituoso.

    Daqui a pouco ser branco vai ser crime.

  156. Gerson

    -

    16/09/2011 às 10:12

    Tenho alguns amigos de esquerda e sinto ali uma lavagem cerebral muito grande. Simplesmente fogem do debate aberto como o “diabo foge da cruz”. Acho que muitos esquerdistas que visitam este Blog estão em grande conflito interior entre a verdade, que é expressa aqui de forma cristalina, e a lavagem que sofrem em seus redutos do submundo esquerdista. A ação da esquerda é muito semelhante àquela que fazem os “bispos” da Igreja Universal do reino do Edir Macedo. É algo realmente criminoso.

  157. Roberto Oliveira

    -

    16/09/2011 às 10:06

    Excelente texto!
    A historia do chamado esquerdimo, no mundo todo, não produziu um so lider que mereça ser lembrado: só ditadores desumanos.
    É claro que uma questão é o o dom intuitivo,o conhecimento empirico outra o conhecimento cientifico cientifico e outra é inteligencia, habilidade, capaci- dade de assimilar conhecimento, outa cultura, conhecimento acumulado. Ser correto é atributo MORAL e ÉTICO.
    O APEDEUTA do Luiz da Silva é oportunista, esperto, mas é mesmo é apedeuta. Não o connsidero sequer inteligente atributo resultante daqueles que exercitam esta faculdade.
    Porém considero que quanto mais culta for uma pessoa mais condição de ser correta e de distinguir, com amis apuro, o bem do mal.
    Creio que a questão do ser correto ou não é da grade genétia, é da indole de cada pessoa.
    No caso do PT e PMDB, agregam pessoas oportunistas, de má indole: Luiz da Silva, Dirceu, Dilma, Genuino, Pimentel, Pallocci, Sarneys, Temer, Duda, e dezenas e dezenas de outros que perderam os parametros morais de dignidade do que é certo e errado.

  158. Manoel

    -

    16/09/2011 às 10:00

    Texto maravilhoso.

  159. Wiliam Beiró

    -

    16/09/2011 às 9:59

    O Moderno Principe seria o rei filosofo de Platão

  160. Cris Rocha Azevedo

    -

    16/09/2011 às 9:59

    Rei

    Da mesma forma, é ridículo que queiram colar na “classe média” a pecha de “reaconários” ou pouco honestos eticamente. É o que se tenta fazer agora.
    Meu pai era classe média alta. Era o homem mais correto que conheci! Não era um “reacionário”. Era um homem para quem as normas e leis devem ser respeitados, sempre. Sem concessões!Não se pode fazer uma coisa? Então, não pode mesmo! Não pode estacionar ali? Não pode! Então, mesmo que esteja com uma baita dor de barriga, ele jamais estacionaria ali.
    Ele detestava o “jeitinho”, a mentira, a esperteza, o desrespeito ao próximo. Nos ensinou isso, e eu ensinei a mesma coisa aos meus filhos.
    Por isso, me alucina quando um destes degenerados morais vem dizer que a “classe média” isso-ou-aquilo. Falem por sí, mas não me venham com rótulos.
    Pobres são mais propensos a delinquir? Essa é novidade, prá mim! Se mais e mais pessoas delinquem, não é por que são pobres ou ricos, ou classe média. É porque se instituiu neste “buraco” que vivemos, que a lei, as normas, não valem , ou valem para muito poucos.
    Dou um exemplo bobo, que prá mim diz muito: quando começaram a instalar os redares eletrônicos em SP, foi uma gritaria.Ora, se você não ultrapassa os limites de velocidade impostos por lei, não há por que reclamar! Simples assim! O radar não é um instrumento de arrecadação, como muitos enxergaram. É de disciplina.
    Difícil de entender? Parece que é. A lei existe. mas se fizerem com que as cumpramos, estão “reprimindo”! Uau!
    É isso que enfiaram na cabeça das pessoas, nos ultimos 30 anos.

  161. Roberto Silva Neto

    -

    16/09/2011 às 9:57

    Por favor, envie a sua fonte sobre “Os petistas, só para vocês terem uma idéia, no primeiro mandato de Lula, eram favoráveis à reforma da Previdência para os servidores federais e contra a mesma reforma para os servidores de São Paulo, governado pelo PSDB…”.

  162. carlos

    -

    16/09/2011 às 9:57

    Reinaldo, belo e esclarecedor texto e me identifico com ele porque também abandonei a esquerda lá pelos 22 anos e o primeiro motivo foi a falta de honestidade e moral dos dirigentes estudianyis que ante tudo eram pésimos estudantes, apenas querião usufruir das beneses em nome da clase e com um cínismo absurdo, alguns até derramavam lagrimas quando viam Fidel em vivo.
    Alias, ontem na cultura fazendo zaping peguei um pedazinho de uma entrevista ao FHC( mais esquerdista que o lula) onde ao ser preguntado se as revoluções não eram utópias já nem uma tinha dado certo. Ele saiú com a pérola que sim, a cubana tinha dado certo e que ele sempre admirou, tanto que nunca nem quando presidente tinha emitido nem ao menos um comentário contra ela. É mole.Esse cara nunca me enganou desde ateoria da dependencia, alías tem algúm sociologo que preste ou seja digno em suas ideias, são todos fracasados e inmersos em útopias, jamais foram capaces de criar riqueça alguma nem para seusustento.
    FHC como o lula quer levar os louros do plano real quando realmente é do Malán e sua equipe, acho que nem entendia o que estava sendo feito, apenas via algo parecido com o feito no Chile onde tinha dado certo.

  163. Roberto Pires de Albuquerque

    -

    16/09/2011 às 9:57

    Reinaldo, você sabe que sou leitor diário do seu blog, mas este texto se qualifica pelo seu esmero. Um dos melhores que aqui já li. A digressão, buscando lá em Gramsi a origem de toda a estrumeira ética que é o PT e suas ovelhas (a ‘cumpanheirada’), está perfeita. Como o texto todo, afinal.
    Um abraço e muita saúde.
    Roberto Albuquerque.

  164. RPC

    -

    16/09/2011 às 9:55

    É assim a propaganda dos petralhas. A Fantoche fala que vai construir tantas creches. A ministra fala que o poder público já abrir tantas vagas. Tudo para o futuro. Será que ainda enganam alguém.

  165. Chacon

    -

    16/09/2011 às 9:54

    TUDO pelo PARTIDO e o resto é o resto. Diz Arthur Koestler: “O partido tem sempre razão, tu ou eu podemos enganar-nos. Mas o PARTIDO , NÃO. O PARTIDO, camarada, é uma coisa maior do que tu, do que eu, e do que mil como tu e eu”.
    Se a pobreza fosse sinônimo de mal caratismo, as favelas só teriam petistas, bandidos, e toda classe de gente degenerada, e isso não é verdade. O que o individuo menos favorecido procura é melhorar sua qualidade de vida, talvez nem saiba bem como, e ai entram os enganadores esquerdistas fazendo dessa gente seu passaporte ao poder. Uma vez no poder a enganação segue e níveis maiores e tmos o que temos hoje.
    Fazer uma peça com Machado de Assis Branco é ofender os negros que eles tanto defendem, e pelos quais criaram até uma secretaria especial com poderes de Ministério.
    O Brasil precisa de Ordem’. Não! Vocês não podem! Devolvem o meu País!! Abraço
    ah.. sim o texto tá muito legal, gostei muito.

  166. Rodrigo L.

    -

    16/09/2011 às 9:52

    Maravilhoso texto, Reinaldo! E gostaria de lembrar, ainda, que as esquerdas, em toda a História, são os maiores vigaristas que já existiram, superando em muito os estelionatários e golpistas mais sagazes. Porque sempre conseguiram convencer as pessoas a investir num produto que não existe. Sua sociedade idealizada, utópica, jamais foi vista na superfície terrestre. O que mais se aproximou de seus ideais foi um completo desastre, como Cuba ou a extinta URSS. As tentativas de ressucitar esse Frankenstein somente resultam em novos desastres, como a Venezuela e todos os neo-comunas. E isso também é fato.

  167. TITO

    -

    16/09/2011 às 9:50

    A Rainha se superou com mais essa patacoada da pretensa associação de educação com ética.
    O raciocínio dessa pérola faz bem o gênero do Apedeuta.
    Só um texto irretocável como este para aplacar a institucionalização da canalhice,inaugurada pelo lulo-petismo.Parabéns !!!!

  168. Vânia Cavalcanti

    -

    16/09/2011 às 9:47

    Olá, Reinaldo!
    Ah, mas que texto estupendo! A viagem foi longa, mas não tanto quanto maravilhosa; as paisagens, eloquentes; a lembrança do seu tão digno e doce pai, comovente; o sarrafo na esquerdalha, justíssimo. Sou apenas 4 anos mais nova do que você e também desde jovenzinha, entre os meus 14 e 18 anos, estive na barriga do monstro, do PT. A coisa me deixou uma cicatriz do tipo da do Harry Potter: dói, mas adivinho os miasmas desses cadáveres ideológicos e morais antes mesmo de saber seus nomes, basta-me ouvir-lhes as primeiras palavras ou ler suas (lá deles) primeiras linhas. Escapei da lavagem cerebral não porque tivesse o mesmo discernimento que você, mas por ter saído do Brasil, indo viver em outro país de democracia e cidadania robustas, onde esse tipo de vigarice ético-político-intelectual sequer foi cogitado. Mesmo tendo convivido no ambiente universitário de uma das melhores instituições do país, por isso mesmo, talvez, jamais percebi nem a sombra de algo parecido. De lá, enxerguei minha cegueira. Se não o tivesse feito, este seu texto (mais um), em tudo certeiro, teria me forçado a fazê-lo. Com todo o meu respeito e toda a minha admiração, permita-me que diga: você é um cabra porreta! Muito obrigada. Um abraço especial. Vânia Cavalcanti

  169. LG

    -

    16/09/2011 às 9:43

    Dizer o quê, Reinaldo? Nada há a comentar. É um texto luminoso, um dos teus melhores, como poucos na imprensa brasileira são capazes de elaborar. E o que gosto mais num autor e vejo sempre nos teus textos: honestidade intelectual. V. pertence, meu caro, à estirpe dos valorosos democratas liberais (pouquíssimos, na verdade…) que por vezes Deus deixa cair nesta Terra de Santa Cruz, para ver se consegue desasnar a bugrada. Rui Barbosa foi e é o maior de todos. Mas v. é um lídimo herdeiro intelectual de Rui. Como ele, na maior parte do tempo, incompreendido; Quando compreendido, odiado. Mas, também como Rui, sempre luminoso e generoso.
    Orgulho-me por ser um teu admirador e de acompanhar este blog praticamente todos os dias, pois aqui encontro sempre um acalanto contra as misérias da nossa política e vejo invariavelmente inscritas as divisas em que acredito: Abaixo a patifaria ideológica, o valhacouto de ladrões e a baba autoritária!!!
    Viva a inteligência, a razão, a tribuna livre e a democracia!!!

  170. ivanor

    -

    16/09/2011 às 9:42

    Perfeito e elucidativo o comentário de Reinaldo. O LULLA, como não lê, jamais perceberá que a Dilma, sem querer, querendo lhe diz umas verdades.

  171. Anti-pt

    -

    16/09/2011 às 9:39

    Caro Reinaldo, você ao contar sua e história e de seu pai, retrata como era a Educação do nosso tempo, quando ingressávamos na Escola, nós já trazíamos para dentro da sala de aula a Educação formada em nossos lares, ministradas pelos exemplos dados pelos nossos familiares que no seu e no meu e no com certeza de milhões de outras familias eram formadas de pessoas pobres só, que éramos pobres financeiramente mas milionários em matéria de formação moral. Hoje,(trabalho na área da Educação Escolar)vejo com pesar que a maioria das crianças que chegam pela primeira vez ao Ensino Fundamental, não traz de casa aquela educação e respeiro que tínhamos e que nos acompanham até a data de hoje. E, corroborando sua tese, esta falta de Educação que deveria chegar junto com a criança ao ingressar no Ensino Fudamental, é indiscriminada, todos os alunos que chegam sem esta referência positiva, independe de sua classe social, desde o mais simples ao mais abastado, a falta de “limites” está contida em todas as classes sociais. Como eu sempre digo, existem dois tipos de pobres, o pobre de dinheiro e o pobre de espírito e na minha opinião o mais e verdadeiro “pobre” é o de espírito. Bom dia e até otra hora. !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  172. snitram

    -

    16/09/2011 às 9:38

    Aliás, eu era esquerdista ferrenho. Um cara inteiramente à mercê da lavagem cerebral Gramsciana dos jornais, das escolas, da universidade. Sempre estudei com alguns professores esquerdopatas e com livros didáticos feitos por esquerdopatas. Lia jornais infestados de jornalistas esquerdopatas e colunistas esquerdóides. Pois eis que a internet me libertou. Com a internet e sites como este blog aqui e o mídia sem máscara, e o coturno, acabou o monopólio esquerdista da desinformação. Como consequência, nos últimos dez anos eu me livrei do esquerdismo bocó que me dominou na juventude.

  173. PAULO RODRIGUES

    -

    16/09/2011 às 9:36

    Caro Magela,
    A frase deveria ir também para o topo da página do Blog do Reinaldo.

  174. Alexandre

    -

    16/09/2011 às 9:32

    Peço a VEJA para começarmos a campanha ABERTURA COPA 2014 pra ser em Brasília ou Belo Horizonte, afinal a abertura tem que ser numa cidade grande.
    Conto com vcs.

  175. snitram

    -

    16/09/2011 às 9:31

    ótimo texto. Aliás, seria lindo um livro teu sobre a esquerda. Você tem muito a explicar aos bobalhões que aceitam as teses da esquerda, via lavagem cerebral, sem sequer saber disso. Como gramsci queria, aliás. No Brasil, ele conseguiu.

  176. Anônimo de Todo Dia

    -

    16/09/2011 às 9:30

    Na mosca!

  177. ade

    -

    16/09/2011 às 9:29

    meu pai era mestiço um homem inteligente, bom. ensinou as suas filhas a não depender de ninguém.Machado de Assis,Hermenegildo de Barros,Pedro Lessa, não são negros são mestiços admitir a mestiçagem PARA ESSA GENTE DE ESQUERDA ,é quase um pecado.Quando o Barbosa,o juíz do STF,foi nomeado pelo apedeuta em suas ”memoráveis ”palavras destilou :…Posso vir a ser o primeiro ministro reconhecidamente negro.É disto que a esquerda gosta é isto que a esquerda quer.

  178. Wesley Peixoto Costa

    -

    16/09/2011 às 9:28

    É Reinaldo, a coisa é bem assim mesmo. Tenho um colega militante do PT que exemplifica bem como é o mundo petista. Quando foi lançado a ideia do “Voto Distrital” ele apoiou. Quando saiu a “Marcha Contra a Corrupção”, ele apoio. Entretanto foi só os blogueiros petistas dizerem que isso era coisa da “direita nefasta, neoliberalzinha de m****” que ele saiu criticando tudo, como se houvesse descoberto uma arquitetura de golpe ao Estado. Critica tudo que FHC fez, mas quando vez Lula ou Dilma fazendo algo parecido, aplaude de pé com lágrima nos olhos.

  179. Dacem

    -

    16/09/2011 às 9:23

    Reinaldo, voce é do cacete ! Parabéns.

  180. Davi

    -

    16/09/2011 às 9:18

    Muito bom.

  181. José de Araújo Madeiro

    -

    16/09/2011 às 9:11

    Repassando para o Reinaldo,

    LiliCarabina,

    Isto faz parte de um processo para o Estado PTralha eximír-se da responabilidade com à saúde da população, o que já vem acontecendo na Paraíba.

    Quando os recursos financeiros do sistema serão desviados para outros fins, como para o Caixa 2 do PT;

    Haverá precarização do serviço, visto a questão salarial dos profissionais da saúde, particularmente dos médicos.

    O Profissional qualificado certamente irá buscar sua sobrevivência na iniciativa privada ou nas cooperativas de classe.

    E os paciente serão expostos à própria sorte.

    Este é o modelo e o povo precisa reagir.

    Mas o eu, o que posso fazer?

    Com certeza irei conversar com os meus colegas e procurar alternativas para o profissional de medicina.

    Quanto ao povo? O problema não é apenas meu, mas de todos!

    Att. Madeiro

  182. Anna2

    -

    16/09/2011 às 9:07

    Rei,
    Realmente o texto foi uma viagem de informações bem costuradas. Mas eu, particularmente, gostei da definição “somos vários povos de um povo”. E somos mesmo uma miscelânea de cultura, raça e formação moral.
    Confesso que li poucos livros. Os primeiros livros que tive acesso foram os de Origines Lessa, Memórias de um Cabo de Vassoura e Os Homens de Cavanhaque de Fogo. Mesmo, assim, só os li porquê valia ponto na prova de português e foram doados pela antiga e extinta Caixa Escolar. Lembra? A caixa escolar era usada pelos alunos que não podiam comprar o material. A Caixa escolar era mantida pelos alunos que podiam colaborar com esse fundo em detrimento dos menos agraciados financeiramente.
    Depois dessas duas leituras de livros com capa, o resto de minha formação escolar foi todda em cópias de mimiógrafo.
    Rei, percebeu a sutileza da coisa?
    Antes tudo era mais simples e democrático, mesmo na ditadura. Ricos estudavam com pobres e quem podia mais ajudava aos menos afortunados. As pesquisas escolares eram geralemnte feitas nas casas do colegas que podiam oferecer lanche e acomodação confortável, e todos sentia-se bem. O importante era fazer o melhor trabalho escolar. Éramos vários povos inseridos em um povo com um único objetivo: Passar de ano com as melhores notas.

  183. El Obs

    -

    16/09/2011 às 9:03

    Outro exemplo típico da ação do PT quando oposição foi a questão da Petrobrax. A diretoria da Petrobras encomendou na época a uma empresa de comunicação especializada em marcas um estudo sobre as marcas da empresa. Um estudo ainda em fase preliminar, que nem sequer tinha sido entregue para análise pela diretoria, foi “vazado” pela imprensa e o governo FH, que sequer sabia da encomenda – nem deveria, pois era assunto interno da empresa – foi torpedeado pelos petistas. O fato é que o PSDB em peso foi contra, e a proposta de mudança morreu sem nunca ter nascido de fato. Entretanto, até hoje os petistas, ao arrepio dos fatos, sempre usa este episódio como “prova” da intenção do governo FH de privatizar a Petrobras, como aliás tem feitos nas últimas três eleições.

  184. lilian

    -

    16/09/2011 às 9:03

    Isso, Reinaldo! É preciso gritar em caixa alta para essa gente amoral, que vive de tirar vantagem geral da enganaçao: NAO, VOCES NAO PODEM!

  185. di Carvalho - Minas/ Sul

    -

    16/09/2011 às 8:59

    Bom dia a todos.
    Com a sua esplanação do assunto, que é muito pertinente, Reinaldo, fica mais claro a razão da existência desse câncer no país. A parte do pt que é chula se caba mesmo de ser ignorante pelo fato de ter chegado lá, entre áspas.
    Mas, a que se diz “entelequituau” está aí para, apenas contrabalancear, é do mesmo nível; não teve evolução.

  186. Wombatmucholoco

    -

    16/09/2011 às 8:58

    Caro Reinaldo, em relação a tua pergunta sobre o não-protesto da Secretaria da Igualdade Racial a anúncio da Caixa, é muito simples: é porque Machado de Assis era um mulatinho. Se ele fosse realmente negro, retinto como se dizia antigamente, pode apostar que que o anúnci teria vindo com um ator realmente negro ou não teria vindo.
    Mulatos, pardos ou seja lá o que for só se prestam à causa quando é para engrossar os números, terminada sua função são descartados porque não são negros.
    É só mais um sintoma estúpido da estúpida e fictícia questão racial que se insatalou aqui no Brasil.

  187. Maria Cleonice

    -

    16/09/2011 às 8:56

    Texto primoroso. Nunca entendi Gramsci com tanta clareza. Tampouco o “modus operandi” do “Moderno Príncipe”.

    Sim, texto para replicar!

  188. Juliano Cacheta

    -

    16/09/2011 às 8:52

    Enquanto escrevo este comentário, há 14 já publicados.
    E já é possível ver gente que leu tudo, não entendeu nada e ainda ficou procurando frases para te contradizer.

  189. G.Protasio

    -

    16/09/2011 às 8:51

    Não consigo parar de rir: “esfrega os cascos de satisfação e estala as orelhas”.
    Excelente texto, daqueles, que com certeza, estará salvo no HD.
    Vou imprimí-lo agora e usá-lo na “conversão” de alguém que esteja cansado de andar nas quatro patas e só necessite de uma forcinha, mas bem pouquinha, para tirar o focinho do chão.

  190. Paulista indignado

    -

    16/09/2011 às 8:48

    Fora, petralhas!!

  191. BETHS

    -

    16/09/2011 às 8:47

    Obrigada! Belíssimo texto! Penso que o Brasil passa por uma crise moral muito séria e isso talvez seja o maior, por básico, dos nossos problemas.

  192. Samuel Pavan

    -

    16/09/2011 às 8:44

    Parabéns por mais este delicioso texto, Reinaldo. Brilhante! E educativo. Estou no último ano do curso de Direito; a leitura diária de seus textos tem sido um aprendizado extra importantíssimo. Obrigado, Professor!
    Em tempo: comovente a história de seu pai. Vê-se que você teve um excelente berço, e tem um ótimo sangue correndo em suas veias.

  193. AJS-RJ

    -

    16/09/2011 às 8:43

    Reinaldo, perfeito seu texto. Parabéns.

    Chega dessa m**da de esquerda! é a vanguarda do atraso.

  194. Elcio

    -

    16/09/2011 às 8:40

    É claro que a atitude deve sempre ser apontada e criticada, mas “inaugurar promessas” é um vício político que temos no Brasil desde muito antes do cemitério de Odorico Paraguaçu.

  195. Raul

    -

    16/09/2011 às 8:38

    Reinaldo, parabéns! Você está cada vez melhor e formata uma inquietação que também tive na juventude com “as esquerdas” (sempre se veem no plural) mas que não eu não conseguia dar uma forma que juntasse teoria e práxis.

  196. SIDNEY

    -

    16/09/2011 às 8:34

    Reinaldo, além de uma sequência lógica e racional perfeitas, seu texto desnuda o “bom-mocismo” vigarista deaqueles que se pretendem tutores, babás eternas, dos negros. Ora, para mim, poderiam colocar um Machado – até mesmo, sem cabo – para representar o grande autor pois a obra deste vale mais do que o fato de ele ser mestiço, negro,branco, indígena… De assis é brasileiro, orgulhosamente, brasileiro… Mas,não posso deixar de reconhecer que o “discurso vemelho” é hipócrita, estrategicamente, por opção e vocação. Perderam, os vermelhos, digo, a oportunidade ímpar de reiterar seus discursos estéreis. Parabém!!

  197. D.Manolo Santos

    -

    16/09/2011 às 8:31

    Comentar so podere, junto com esta materia a exemplo
    a materia seguinte a PUC,exemplo privilegio de educação,
    para que é por que?????
    ps;não generalizo mas faculdades,educação,valores,ética?

  198. Exquerdopata

    -

    16/09/2011 às 8:16

    Parabéns pelo texto, o problema é que “ele$” não entendem metade do que você escreve.

  199. Brasileiro Honrado

    -

    16/09/2011 às 7:53

    Prezado Reinaldo

    Simplesmente, O TEXTO, somado àquele escrito ontem sobre a Dilma.
    Parabéns por permitir, conhecermos um pouco mais de sua história. Pelo seu Pai, por tudo que ele foi e ensinou a você e família.
    Você está coberto de razão. Todos nós, a imensa maioria dos brasileiros, nascemos e aprendemos no seio familiar, a VERDADEIRA DOUTRINA, EDUCAÇÃO, ÉTICA E VALORES REAIS.
    A imensa maioria, exatamente como você já disse em outras ocasiões, não precisa de “mãe severa ou pai do povo”, ainda mais o que temos por aí.
    Parabéns mais uma vez. Continue a sua luta pois estamos aqui “em guarda”, aprendendo e pensando como conseguiremos um dia melhorar nossso Brasil.
    Saúde e paz.

  200. Magela

    -

    16/09/2011 às 7:49

    Grande Reinaldo.
    A frase “Se concedemos a uma corrente política ou a um indivíduo a certidão prévia da virtude, pouco importando o que eles digam ou façam, estamos escolhendo o caminho da nossa servidão.” deveria ser emoldurada e colada em todas as repartições e salas de aulas deste país, deste não, de qualquer país. Ela define maravilhosamente o conceito de liberdade individual. Parabéns, mais uma vez.

  201. Fernando Lisboa

    -

    16/09/2011 às 7:45

    Braaavoooo…com a troca de alguns nomes e circumstancias, poderia ser também a estória da evolução da minha visão de mundo e de minhas crenças políticas em geral. Inspirado e inspirador, irei compartilhar.

  202. Puxinanã

    -

    16/09/2011 às 7:44

    Mais uma aula, e que aula, de sociologia política do mestre Reinaldo. Eu também fui esquerdopata e ajudei a criar o monstro PT, e sei exatamente o que você quer dizer e diz. Aliás, livrei-me da esquerdopatia já velho (aos quase 60 anos), lendo seus artigos. Não esmoreça, Reinaldo, estamos juntos nessa jornada. Um grande abraço do Puxinanã.

  203. Lucaveira

    -

    16/09/2011 às 7:40

    Nos meus tempos de socioca comentava-se muito, sempre depois de eleições, uma suposta frase de Lenin – 0 povo é uma porção de ninguém.
    O sistema aristocrático tem sobrevida na esquerda, onde o nobreza se dá não pelo nascimento mas pela hierarquia partidária. Chega-se ao topo não pelas relações de sangue, mas pela destreza em fazer jorrá-lo.

  204. odair

    -

    16/09/2011 às 7:37

    Meu pai também era semi-analfabeto mas com moral e personalidade que não se encontra em nenhum político neste imenso pais.Em 1972,eu estava desempregado, um conhecido seu propos um cargo no governo do estado, onde eu não precisaria trabalhar, somente receber o salario. Meu pai, com enormes necessidas, refutou e disse que em sua casa so entraria dinheiro de trabalho honrado.Hoje, sempre que aparece um ministro “suspeito”,
    eu lembro do meu pai. Saudade.

  205. Claudio de bsb

    -

    16/09/2011 às 7:33

    Prezado Reinaldo,
    No meu entendimento e com base no seu brilhante texto, a pessoa ao aderir a uma ideologia, seja política ou religiosa, passa a abdicar de sua capacidade de raciocínio para obedecer a comandos ideológicos emanados de seus líderes. Ou seja, deixa de ser gente para virar máquina à serviço da ideologia adotada. O pior de tudo é que passam a agir, de forma conjunta e manipulada, no intuito de impor essa ideologia, que defendem, ao povo. É dessa forma que os petralhas estão agindo.
    NÃO, VOCES NÃO PODEM.

  206. Juliano Cacheta

    -

    16/09/2011 às 7:32

    Reinaldo, perfeito!
    “Não, vocês não podem!”

  207. Solo

    -

    16/09/2011 às 7:21

    Reinaldo. Muito bem dito. Muito obrigado

  208. veiaco

    -

    16/09/2011 às 7:02

    Somos muito condescentes. O termo correto seria INAUGURAR MENTIRAS.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados