Blogs e Colunistas

05/09/2010

às 4:45

Como o Partido do Polvo vai estendendo seus tentáculos

Já passam de 21 mil os cargos de confiança no governo federal sob a gestão petista.  Isso quer dizer que os nomeados não precisam prestar concurso público, mas ter um padrinho — e, não raro, a carteirinha de filiação ao PT. Abaixo, transcrevo trechos da reportagem de Fernando Mello, na VEJA desta semana, com dados sobre o aparelhamento do Estado brasileiro pelo petismo. Não deixe de ler a reportagem completa na revista. Trata-se do documento de um tempo. É nesse ambiente que o estado policial está se instalando,  de que os descalabros da Receita são um exemplo. Para Lula, tudo não passa de “futrica”.

(…)
Desde 2003, quando Lula chegou ao poder, seus seguidores aceleraram uma operação de conquista de postos-chave do estado que, aliás, já vinha sendo disciplinadamente seguida em governos anteriores sem que se soassem alarmes. Dos quarenta cargos mais cobiçados do governo, os partidários de Lula e filiados ao PT ocupam 22. Nesses postos eles controlam orçamentos anuais que, somados, chegam a 870 bilhões de reais. Isso representa um quarto do produto interno bruto brasileiro. Ou seja, que 25% da riqueza nacional está sob administração direta de quadros partidários e ligados a sindicatos e centrais sindicais, todos comprometidos com um programa duradouro de poder.
(…)
Com o preenchimento dos 1.219 cargos especiais de “direção e assessoramento superior”, as famosas DAS 5 e 6, os governos formam o que se poderia chamar de “núcleo duro” da administração. Antes de Lula e do PT, esses cargos eram ocupados em parte por indicação política, já que a maioria dos postos era reservada para especialistas de reconhecido conhecimento técnico. No governo de Lula, 45% desses cargos foram entregues a sindicalistas, sendo que, entre eles, 82% são filiados ao PT. (…) Tratar o estado como se fosse o partido é uma liberalidade a que poucos governantes se entregam tão alegremente quanto Lula o fez nos mais de sete anos de governo. (…) Os servi¬dores passaram a agir como funcionários camuflados: apesar de oficialmente desempenharem tarefas públicas e terem remuneração paga pelo estado (ou seja, por todos os contribuintes), dedicam-se a cumprir objetivos táticos e estratégicos definidos pelos líderes de sua sigla.
(…)
Um cruzamento de dados realizado por VEJA  mostrou que 6 045 servidores federais de alto nível se filiaram ao PT desde o início do governo Lula. Sete em cada dez desses convertidos tiveram sua carreira turbinada e, em pouco tempo, foram elevados a postos de chefia ou receberam alguma espécie de promoção. (…) “As instituições do estado passaram a ser subservientes aos inte¬resses do governo do PT – e não do restante da população”, diz Maria Celina D’Araujo.
(…)
O cientista político Pedro José Floriano Ribeiro, professor  da   Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). estudou durante oito anos as mudanças na base social do PT e em seus programas. Ele diz que a sigla pode hoje se encaixar na definição de partido cartel: retira cada vez mais do estado recursos vitais à sua sobrevivência.
(…)
Onde faltam carreiras estruturadas e com promoções definidas pelo mérito, a possibilidade de ingerência política é ainda maior. Por exemplo: somente no organograma da Fundação Nacional de Saúde, que tem a missão crucial de gerenciar os recursos destinados a ações de saneamento básico, há 1500 petistas incrustados. O que será que todos eles querem “Quando esse quadro de aparelhamento começa a ser dominante no serviço público, como acontece no Brasil do PT, o estado passa a servir apenas ao partido do polvo e não ao povo.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

38 Comentários

  • Morena Peters

    -

    23/10/2010 às 12:08 am

    O Brasil está sendo privatizado para o PT. O partido está se apossando do estado. É o maior roubo da História brtasileira.

  • Rafael

    -

    9/9/2010 às 9:43 pm

    Caro Reinaldo,

    a reportagem está incompleta!!!!

    Falta o leteamento que se dá no SISTEMA “S”, a começar pelo SEBRAE.

    Basta olhar com pouco mais de carinho.

  • Patrícia Zanatta

    -

    8/9/2010 às 12:13 pm

    A ameaça a nossa democracia é eminente. Isso o “Polvo” no percebe, pois agora está de barriga cheia e a boca fechada com tanta bolsa e mais bolsa… É por este motivo que o meu voto nesta eleição será a favor da democracia e contra este aparelhamento instalado que ameaça a nossa democracia. Se é que alguém me entende. Que Deus nos ajude…

  • Junior

    -

    7/9/2010 às 2:51 pm

    Texto claramente partidário pró demo-tucanos. A parcialidade desta revista é tão gritante que não sei como ela não vem com adesivos do Serra e do PSDB como brinde. Só mesmo um ser exacerbadamente alienado para acreditar e dar crédito a tudo que ver e ler, principalmente nesta revista. Deve ser por isso que o PSDB nunca investe e sucateia a educação pública para produzir uma massa cada vez maior de analfabetos funcionais a fim de sempre manipulá-los. Parabéns a Gaby, único comentário lúcido de 36 que aqui li. Ah só pra constar foi a Sr. Veja que em inúmeras de suas capas trouxe o Collor como salvador da pátria, sr. imáculo, o “caça-marajás”. Revista esta que mostra o mesmo do Sr. Aécio “Never”, denunciado claramente por jornalistas mineiros em um documentário independente de censurar e cercear a imprensa, pedindo inclusive a “cabeça” de muitos que falam contra suas vontades.

  • Gaby

    -

    7/9/2010 às 12:30 pm

    “A super VEJA salva a população do vilão mau (PT) e mostra o bem (Serra)”.
    Quem é idiota de acreditar num texto partidário como este da Veja???
    Estou isatisfeita com o governo, com a candidatura de Dilma, de Serra e demais… o Brasil está precisando melhorar e muito.
    Mas esta matéria, mal escrita, que usa termos chucros, muitas acusações sem o mínimo conteúdo de povas, para desmoralizar os adversários, está longe de ser uma matéria confiável.
    Mostra sim o interesse eleitoral partidário da revista.
    Qual o meio de comunicação a que se deve confiar? se todos parecem ser partidários, só mostrando um lado da moeda!
    A matéria se contradiz também quando fala do estado a serviço do partido, cita a receita federal, caixa economica e polícia como ferramentas partidárias, denegrindo também os movimentos sindicais (e é enfático em citar a CUT e que funcionam com muito dinheiro púbico), mas esquece que os outros órgãos citados do estado mostram que não são ferramentas do partido, como a Justiça eleitoral (que tem multado Lula por transgredir a legislação…), e o Superior Tribunal Federal (lembrar-se que o Gilmar Ferreira Mendes foi empossado ministro do Supremo Tribunal Federal em 2002, por indicação de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), então Presidente da República do Brasil), e que mesmo com o Lula como presidente em dois mandatos consecutivos, continua no seu cargo.
    Desta forma o Estado não está tão a mercê do partido (PT) como se faz menção.

  • Giba

    -

    7/9/2010 às 10:11 am

    E o DÍZIMO???? Faltou a reportagem informar o quanto os funcionários públicos filiados pagam ao PT. Ou seja, uma promoçãozinha aqui e 10% alí, e todos saem ganhando, certo? claro, às custas de dinheiro público.

  • Elvis Trivelin

    -

    6/9/2010 às 7:10 pm

    Trabalho ótimo. O Brasil precisa disso.

    Posso declarar que, aos quase 28 anos de idade, sei bem o que faz uma administração do PT assim que toma conta de uma cidade.
    Ingressei numa Prefeitura há pouco mais de três anos, depois de aprovado em um concurso público. No momento em que ingressei não podia esconder a esperança de dias melhores que vinham, ao mesmo tempo – com a perspectiva de exercer um trabalho descente – voltado aos interesses da população, como muita gente gostaria de fazer.
    Assim que cheguei comecei a notar a forma despojada com a qual os funcionários comissionados, de chefe de sessão a diretor de departamento e Secretário (escalão só abaixo do Prefeito) lidam com suas opções políticas. Notei que funcionários, em eleições, eram deslocados para supostos serviços externos – que na verdade eram realizados em sedes e diretórios partidários na cidade. Pude ver também processos de compra de materiais por licitações fraudulentas. Pude ver também o uso dos cargos para negociação de vendas de imóveis, de apoio político de ong’s, de instituições, uso de veículos para conforto desses indivíduos e também venda de pareceres técnicos a certos empresários, por sinal, contribuidores das campanhas do prefeito, petista, atualmente em exercício.
    Tudo o que posso dizer é que neste tempo pude me assustar e não tardei em ser perseguido e prejudicado por petralhas que usavam uma ONG de nome “Projeto Integrar” supostamente contratada para subsidiar programas de políticas de gênero e de geração de renda. Existia a idéia de projeto de reciclagem usado para trazer renda a pobres catadores desempregados da cidade, mas por melhor que fossem as idéias, elas inexplicavelmente davam lugar a idéias absurdas… então percebidas como idéias que conciliavam interesses de sindicatos e de políticos petistas.
    As pessoas eram contratadas por supostos currículos mas, (não) coincidentemente eram todas militantes do PT. E foi justamente uma delas, que nunca tinha visto, que veio de outra cidade, que atrapalhou planos na carreira há pouco mais de um ano. Apesar de ter ficado bastante deprimido, de cara, e revoltado pela injustiça, tinha de ocultar o fato de estar mal para ser aprovado em estágio probatório.
    Passados 3 anos não posso esconder a profunda descepção em atuar no serviço público, infestado de criminosos de todos os tipos, de espertalhões, estelionatários a gangsters perigosos. Todos eram do PT. Desde então, essas palavras, desse trabalho acadêmico interessantíssimo, fazem um tremendo sentido pra mim, pois vivenciei na pele muito do que está escrito ali. Recomendo a todos que querem saber desse fantasma aberrante que age em grande parte do Brasil, chamado PT, o que dá sentido a tantos escândalos noticiados em mídias locais ou nacionais, desde que entraram e tomaram o controle em várias cidades.

  • José Cassais

    -

    6/9/2010 às 4:48 pm

    Gostaria de lhe enviar um link que achei interessante e que tem a ver com o seu artigo. É da Heritage Foundation e me parece que é sobre esta questão de aparelhamento do Estado através do preenchimento de cargos públicos por membros de sindicatos trabalhistas, se é que entendi bem. Estes empregados podem bem servirem como um apoio importante a governos de esquerda, a nível mundial, para a consecução de seus objetivos. Será uma estratégia mundial da esquerda?

    http://blog.heritage.org/2010/09/06/morning-bell-labor-day-has-become-government-day/?utm_source=Newsletter&utm_medium=Email&utm_campaign=Morning%2BBell

  • Rinaldo

    -

    6/9/2010 às 3:46 pm

    Reinaldo,

    Segue abaixo um artigo do Ferreira Gullar na Folha.

    6.9.10
    “Vamos errar de novo?”
    Ferreira Jullar
    FAZ MUITOS ANOS já que não pertenço a nenhum partido político, muito embora me preocupe todo o tempo com os problemas do país e, na medida do possível, procure contribuir para o entendimento do que ocorre. Em função disso, formulo opiniões sobre os políticos e os partidos, buscando sempre examinar os fatos com objetividade.
    Minha história com o PT é indicativa desse esforço por ver as coisas objetivamente. Na época em que se discutia o nascimento desse novo partido, alguns companheiros do Partido Comunista opunham-se drasticamente à sua criação, enquanto eu argumentava a favor, por considerar positivo um novo partido de trabalhadores. Alegava eu que, se nós, comunas, não havíamos conseguido ganhar a adesão da classe operária, devíamos apoiar o novo partido que pretendia fazê-lo e, quem sabe, o conseguiria.
    Lembro-me do entusiasmo de Mário Pedrosa por Lula, em quem via o renascer da luta proletária, paixão de sua juventude. Durante a campanha pela Frente Ampla, numa reunião no Teatro Casa Grande, pela primeira vez pude ver e ouvir Lula discursar.
    Não gostei muito do tom raivoso do seu discurso e, especialmente, por ter acusado “essa gente de Ipanema” de dar força à ditadura militar, quando os organizadores daquela manifestação -como grande parte da intelectualidade que lutava contra o regime militar- ou moravam em Ipanema ou frequentavam sua praia e seus bares. Pouco depois, o torneiro mecânico do ABC passou a namorar uma jovem senhora da alta burguesia carioca.
    Não foi isso, porém, que me fez mudar de opinião sobre o PT, mas o que veio depois: negar-se a assinar a Constituição de 1988, opor-se ferozmente a todos os governos que se seguiram ao fim da ditadura -o de Sarney, o de Collor, o de Itamar, o de FHC. Os poucos petistas que votaram pela eleição de Tancredo foram punidos. Erundina, por ter aceito o convite de Itamar para integrar seu ministério, foi expulsa.
    Durante o governo FHC, a coisa se tornou ainda pior: Lula denunciou o Plano Real como uma mera jogada eleitoreira e orientou seu partido para votar contra todas as propostas que introduziam importantes mudanças na vida do país. Os petistas votaram contra a Lei de Responsabilidade Fiscal e, ao perderem no Congresso, entraram com uma ação no Supremo a fim de anulá-la. As privatizações foram satanizadas, inclusive a da Telefônica, graças à qual hoje todo cidadão brasileiro possui telefone. E tudo isso em nome de um esquerdismo vazio e ultrapassado, já que programa de governo o PT nunca teve.
    Ao chegar à presidência da República, Lula adotou os programas contra os quais batalhara anos a fio. Não obstante, para espanto meu e de muita gente, conquistou enorme popularidade e, agora, ameaça eleger para governar o país uma senhora, até bem pouco desconhecida de todos, que nada realizou ao longo de sua obscura carreira política.
    No polo oposto da disputa está José Serra, homem público, de todos conhecido por seu desempenho ao longo das décadas e por capacidade realizadora comprovada. Enquanto ele apresenta ao eleitor uma ampla lista de realizações indiscutivelmente importantes, no plano da educação, da saúde, da ampliação dos direitos do trabalhador e da cidadania, Dilma nada tem a mostrar, uma vez que sua candidatura é tão simplesmente uma invenção do presidente Lula, que a tirou da cartola, como ilusionista de circo que sabe muito bem enganar a plateia.
    A possibilidade da eleição dela é bastante preocupante, porque seria a vitória da demagogia e da farsa sobre a competência e a dedicação à coisa pública. Foi Serra quem introduziu no Brasil o medicamento genérico; tornou amplo e efetivo o tratamento das pessoas contaminadas pelo vírus da Aids, o que lhe valeu o reconhecimento internacional. Suas realizações, como prefeito e governador, são provas de indiscutível competência. E Dilma, o que a habilita a exercer a Presidência da República? Nada, a não ser a palavra de Lula, que, por razões óbvias, não merece crédito.
    O povo nem sempre acerta. Por duas vezes, o Brasil elegeu presidentes surgidos do nada -Jânio e Collor. O resultado foi desastroso. Acha que vale a pena correr de novo esse risco?

  • SILVIO

    -

    6/9/2010 às 8:48 am

    “O GOVERNO POPULAR É AQUELE QUE HÁ DE FATO DEMOCRACIA PURA, NA QUAL O POVO SE GOVERNA, SEM INTERMEDIÁRIOS. ESTUDIOSOS INDICAM PROFUNDAS RAÍZES DESSA DEMOCRACIA EM SOCIEDADES ANIMAIS”.POR EXEMPLO EM ALGUNS TIPOS DE SÍMIOS, NÃO EM TODOS OS TIPOS DE SÍMIOS….VIVA A DEMOCRACIA!!!!

  • Fernando

    -

    5/9/2010 às 11:47 pm

    Alguém tem dúvida que o próximo passo é atender “melhor” quem tiver carteirinha do Partido do Polvo? Ou seja, já já será o Partido do Polvão. Ou já é?

    Vai ser “obrigatório”.

  • João Fernando

    -

    5/9/2010 às 9:32 pm

    O Senador Mão Santa cansou de dar este aviso em sessões do Senado Federal. Ninguém ouviu.
    Uma sugestão:
    Seguir o exemplo, NO SERVIÇO PÚBLICO, que em seu Estatuto considera o exercício da ADVOCACIA imcompativel com determinadas funções ou atividades, conforme esta discriminado em lei. O servidor público de carreira seria proibido de ter filiação partidária. Isto tornaria o serviço público despolitizado.

  • sem_opcao

    -

    5/9/2010 às 9:14 pm

    Em um país onde 85% dos alfabetizados não conseguem interpretar um texto a desonestidade, inclusive intelectual, reina absoluta. Temos que parar essa hemorragia.

  • Leitor de Icaraí

    -

    5/9/2010 às 7:54 pm

    Esse é o cara.
    Um livro proibido num país democrático?
    Pela internet pode, pois os que vivem de bolsas esmolas
    e votam no apedeuta et caterva, não têm acesso a ela.

    O LIVRO PROIBIDO…

    O jornalista Ivo Patarra levou ‘O Chefe’ a duas editoras,
    que recusaram a publicação do livro.
    O livro sobre as falcatruas do Lula, que foi proibido, está disponível
    para leitura na Internet.

    DIVULGUEM ESTE LIVRO SEM RESTRIÇÃO PARA A LISTA DE E-MAILS…

    O livro que compila todos os escândalos do desastroso governo Lula,
    não conseguiu ser publicado!

    Todos se negaram a publicá-lo.
    Assim sendo, seu autor resolveu colocá-lo na Internet à nossa disposição,
    para ler online ou baixar.
    Acesse o site:

    http://www.escandalodomensalao.com.br

    Não deixe mesmo de ver esse site, nem que seja só
    para confirmar que ele existe.

    Divulguem!

    TRATA-SE SE UM DOCUMENTO HISTÓRICO.

  • Antonio Filho

    -

    5/9/2010 às 7:33 pm

    Já faz varios anos que tento abrir uma conta no “bb”, o banco do polvo, e a gerente diz que só abre contas para funcionarios públicos. Ô pais fuleragem. E essa sequestradora ainda vai ganhar as eleições

  • Ziu

    -

    5/9/2010 às 7:29 pm

    Reinaldo,
    É asim que se formam e perduram as ditaduras de esquerda.
    Acorda Brasil!!!

  • contribuinte esfolado pelo PT

    -

    5/9/2010 às 6:21 pm

    O LULA descobriu a pólvora, digo a “política”, da ditadura travestida de democracia.Os ex-terroristas adestrados por FIDEL CASTRO tentaram implantar sem sucesso o comunismo no BRASIL com guerrilhas, armas e bombas, nas décadas de 60 e 70, contemporaneamente, seguindo a cartilha de Antonio Gramsci, esses mesmos ex-guerrilheiros, anistiados e regiamente indenizados em nome da democracia, trocaram a violência pela ocupação de diversos setores da sociedade, como igrejas, escolas, sindicatos, etc…até chegarem ao poder e lotearem o serviço público. O escolhido para capitão-mor-do-governocomunista, nada mais que um suposto metalúrgico que pouco trabalhou na vida, mas soube manipular os pobres com discurso fácil,vocabulário coloquial e convincente, oferecendo programas sociais em troca de voto, viciando a maioria a viver do dinheiro público sem precisar trabalhar, pois é melhor ter máscara de pobre e receber tudo de graça, desde apartamento, remédio, universidade sem concurso,previdência pública sem precisar contribuir, alimentos, transporte gratuito,até enterro de R$1.800,00, etc.do que assinar carteira de trabalho e ganhar um salário-mínimo bem abaixo dos R$2.000,00/mês calculados pelo DIEESE, ou um salário melhor que exigiria o esforço cansativo de estudar,cumprir horários e obrigações e, a maior punição imposta ao trabalhador formal: até 27,5% de imposto-de-renda. Ai estava o sucesso da idéia do lula, quanto mais miséria, mais dominação e enriquecimento da casta comunista com mensalões, cartões-corporativos, bolsa-ditadura milionária sem incidência de impostos, mordomias em viagens para o primeiro mundo,multiplicidade de cargos e comissões, muito bem remunerados para um mesmo companheiro empregado em diversos órgãos(ministérios , estatais, esferas administrativas, poderes da república, instituições, ONGs financiadas pelo erário) etc.Uma das facetas mais cruéis da ditadura petista é a impunidade, desde os 50.000 homicídios/ano contabilizados pela ONU nestepaiz, como a impunidade em nome da democracia onde companheiros cometem toda sorte de crimes comuns e são perdoados porque lula governa para os pobres, como mensalão, aloprados,bb-visanet, gautamaduto, dudaduto, banestado,rede13, etc…recentemente invasão da vida de cidadãos honestos em nome da democráticadura re-re-eleição do PT. E a popularidade do lula? A pobreza conveniente atinge a maioria e, cada pessoa conta um voto ou dado de pesquisa. E a opinião pública mundial, e a ONU? Lula neutraliza com as maiores taxas de juros do planeta com isenções de impostos para investidores estrangeiros, pois aqui existe até um refrão:”quem quer dinheiro?”…quem não quer, lá no mundo civilizado esses lucros revertem em segurança e qualidade de vida, aqui na banânia em miséria e violência urbana, o lula, bem, deixa a vida me levar…se me pagam bem, que mal tem…o povo gosta de sofrer, que culpa tenho eu…a ONU está cheia de ditadores e o mundo mudou mesmo:rico é rico, pobre é voto.

  • lazaro peixoto

    -

    5/9/2010 às 4:43 pm

    MEU CARO REINALDO.esta turma de bandeneros,vai levar uma taka daquelas espera e vera.

  • 2011

    -

    5/9/2010 às 3:28 pm

    Ô Cezar – 05/09/2010 às 10:56, desligar a TV na hora do Jornal Nacional, agora que o bicho está pegando pro lado delles??? De jeito nenhum!

    Temo é que ir para as RUAS!!!

  • Lidia

    -

    5/9/2010 às 3:18 pm

    Li toda a matéria da revista, ou melhor desde que caiu a minha ficha em relação ao atual governo leio cada vez mais e fico aterrorizada em imaginar um País sendo dirigido por pessoas que se deixam envolver por puro comodismo, status, carreiras, aumentos. A que ponto chegou o ser humano, aonde está os princípios básicos para que as pessoas consigam viver em sociedade. Por isso é cada vez mais comum o desrespeito, a imoralidade, os abusos que as pessoas corretas sofrem todos os dias, pois cruzam com esse tipo de gente sem ética nem moral, acham que podem tudo a qulquer preço, será que vale a pena!!!!!!!!!!!!!!!.

  • Indignada!

    -

    5/9/2010 às 2:29 pm

    A côrte está ficando cada vez maior. Essa tática dá certo, né, não!!!

  • Indignada!

    -

    5/9/2010 às 2:28 pm

    Erraram o nome do molusco,rsrsrs. É Polvo e não Lulla.

  • ANTICOMUNAS RJ

    -

    5/9/2010 às 1:12 pm

    Reinaldo,

    Grande sacada! o partido do polvo, um pequeno eufemismo em relação ao PT.

  • Elah

    -

    5/9/2010 às 1:10 pm

    190 milhões de escravos para uma “côrte” de 1,6 milhão de petistas.
    O Brasil vai mal, muito mal.

  • ludovico

    -

    5/9/2010 às 12:19 pm

    E eu (assim como muitos brasileiros) ralei estudando, comparando livros e apostilas pra fazer concursos.
    Seria tudo mais simples se eu tive me filiado ao PT. @_@

  • Dora

    -

    5/9/2010 às 11:11 am

    Acabei de tomar meu café da manhà e já estou enjoada…

    Tá cada dia pior…

  • LABOR

    -

    5/9/2010 às 10:58 am

    Ótimo assunto a ser explorado pela oposição . Tem que ser
    logo.

  • Cezar

    -

    5/9/2010 às 10:56 am

    Pessoal, vamos fazer uma MANIFESTAÇÃO contra a ditadura do PT. Vamos todos apagar as luzes e desligar as TVs todos os dias às 20:00, durante 5 minutos.
    Vamos provar que podemos resistir à essa ditadura e derrubar a audiência dessas emissoras omissas.
    Vamos começar HOJE (dia 5/9) horário nobre. Divulguem na rede!

  • Jeferson

    -

    5/9/2010 às 10:25 am

    O PT foi fundado por um grupo de Intelectuais Esquerdista militantes e uma ala da Igreja Católica derrotados pela ditadura que viu nas greves do ABC uma oportunidade de aparelhar o movimento sindical transformando-o num aríete para a tomada do poder. Deu certo! Conseguiram tomar o poder, mas o que não saiu conforme o previsto foi o alijamento destes intelectuais e da igreja pelos sindicalistas que ocuparam vorazmente os principais cargos no governo e aparelharam as instituições do estado brasileiro. Intelectuais não sindicalistas como Zé Dirceu, Frei beto e outros fundadores do PT, estão fora do governo vendo o PT ser comandado por sindicalistas. Os sindicalistas pelêgos estão tomando conta de tudo. Foi nisso que deu a trama dos intelectuais esquerdistas.

  • artus james lampert dressler

    -

    5/9/2010 às 9:57 am

    O POVO GOSTA DE FESTA!!!! VAMOS VER COMO SERÁ A RESSACA… QUEM SABE, COM O SABOR AMARGO DA “TEQUILA” , A MODA “PRI” MEXICANO, QUANDO COMPLETADOS TRINTA ANOS NO PODER….

  • USURA

    -

    5/9/2010 às 9:53 am

    Prezado Reinaldo e leitores: parabéns pelo lúcido e claro texto. Gostaria apenas de contribuir lembrando que um determinado partido (está escrito nas normas do partido, não invento nada) exige pagamento de 10% do salário mensal para quem ocupa cargo público, isto significa que além de ditar os destinos das parcas verbas federais, amealha 10% para o partido!!! Na idade média o clero exigia o DÍZIMO e o senhor feudal a CORVÉIA. Provavelmente os corruPTos designam assim: “ô malandro…passa o meu aí!”

  • COELHO-DF

    -

    5/9/2010 às 9:15 am

    Faça uma pesquisa nas Agências Reguladoras. Aquilo lá sim é que é um primor de aparelhamento. hehehehehe.

  • Carlos

    -

    5/9/2010 às 8:56 am

    Reinaldo, um erro muito comum em reportagens sobre o aparelhamento petista é tratar como cargos políticos somente os DAS, que aumentaram de 18 mil para 21 mil no governo Lula. No entanto, uma outra forma que o PT usa para cooptar o funcionalismo de carreira é através de funções gratificadas, onde a escolha do funcionário de carreira que vai receber a gratificação depende sempre do poder discricionário de algum comissionado. Interessa muito ao PT cooptar funcionários de carreira justamente para exercer o poder sem precisar ganhar eleições e ter acesso a informações privilegiadas.Essas gratificações aumentaram mais que os DAS no governo Lula. Consultando o boletim estatístico de pessoal de maio, disponível no site do Ministério do Planejamento, se encontra, na página 101, tabela que soma todos os cargos comissionados e funções gratificadas no governo federal, incluindo também os DAS. A quantidade de ocupantes aumentou de 68931 em 2002 para 82979 em 2010. Nota-se que a maior parte desse aumento se deu no segundo mandato.

  • Netto

    -

    5/9/2010 às 8:21 am

    Cairam de pau em cima do Tiririca por ele ter afirmado no seu programa eleitoral, que queria se eleger para arrumar o povo e a sua família. Diferente do Lula que afirmou iria deixar o povo com emprego, comida 3 x ao dia e felicidade; Tudo mentira, ele estava se referindo aos seus e cumpanherada, somente. O povo que vote nele e se lasque.

  • Rodrigo

    -

    5/9/2010 às 8:03 am

    Ah, agora entendi o que Lula quis dizer quando afirmou não querer o tercerio mandato para “assar meus coelhos”. Nòs somos seus COELHOS! Ele e o PT vão nos assar todos !!!

  • Anônimo

    -

    5/9/2010 às 6:58 am

    É, o Serra terá um trabalho hercúleo para promover a limpeza que o serviço público está exigindo. O mais difícil será colocar essa gente para trabalhar.

  • Marcus Meyer

    -

    5/9/2010 às 6:53 am

    Diante de um quadro tão funesto e macabro, o que nos resta esperar? É claro que o Partido está pronto para vencer as eleições à qualquer custo, não importa a fraude ou ilegalidade que tenham que executar. Em São Paulo já há sinais que buscam inflar a candidatura de Mercadande vislumbrando um segundo turno. As urnas eletrônicas estão sob o seu controle e não há como sabermos se estão ou não viciadas. Esta é a nossa situação, precaríssima!

  • José Pereira

    -

    5/9/2010 às 6:44 am

    Como pode o estado brasileiro, que deve estar a serviço da sociedade em geral tornar-se tão somente um comitê político-eleitoral partidário? E, nesse tom, se não forem barrados, só tende a piorar! Ave, Maria!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados