Blogs e Colunistas

17/08/2007

às 16:26

Cala a boca, Magda!

Havia um programa de TV, Sai de Baixo, que popularizou um bordão: “Cala a boca, Magda!”. A atriz Marisa Orth disse outro dia que a frase a persegue ainda hoje. Magda, vocês sabem, não conseguia entender muito bem o que estava à sua volta e disparava o que lhe desse na telha. Então…

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse hoje não ver razão para o Copom não baixar a taxa de juros, uma vez que inexistem sinais de que a inflação preocupe. Ainda que o dólar tenha valorizado 7%, o que pode pressionar os preços. É mesmo, né? Num momento em que o dinheiro migra em busca da segurança máxima — os títulos do Tesouro dos EUA —, por que não tornar menos atraente as aplicações no Brasil? Não descarto que o Banco Central brasileiro seja criativo desta vez, fazendo as vontades de Mantega. Espero que não…

Proselitismo vulgar
Mantega aproveitou para fazer graça. Afirmou que, em outros tempos, diante de igual crise, o BC já teria elevado as taxas de juros para “segurar a manada” e tornar atrativa a aplicação no País. E assegurou que isso não adiantaria porque os recursos fugiriam ainda assim. E foi adiante: “O ministro da Fazenda ligaria para o FMI e diria: ‘precisamos de sua compreensão e condescendência, vamos fazer lição de casa, mas precisamos de um empréstimo’”. Orgulhoso, emendou: “Sequer liguei para o FMI. E isso mostra a diferença fundamental em relação a outros momentos de turbulência”.

Trata-se de pura depredação da história. Mantega está tentando comparar esta crise, que nasce do estouro da bolha imobiliária americana, com outras que colheram, em outros tempos, países emergentes como o Brasil. Quem foi que disse que elevar taxa de juros é ação inócua a depender do tipo de movimento especulativo? Não é, não. Agora e por enquanto, seria mesmo inócuo.

Sim, o governo brasileiro já precisou de aporte do FMI. Foi o caso de 2002. Lula destacou José Dirceu para negociar o socorro com o governo tucano, que chegava, então, ao fim. Um dos motivos do estresse — vejam que coisa! — era justamente a chegada do PT ao poder. O ministro poderia muito bem fazer o que estão fazendo algumas autoridades econômicas mundo afora: fechar a boca.

Ah, não custa lembrar. O FMI ajudou, então, menos o governo do PSDB, que estava no fim, do que o governo Lula, que viria. E sabem quem garantiu que o PT não daria o calote? FHC! Sem o seu aval, Lula começaria o mandato na lona. É o que os petistas fariam com os tucanos. Não foi o que os tucanos fizeram com os petistas. O reconhecimento, como se vê, quando não tarda, falha.

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

57 Comentários

  1. Gabriel Birkhann

    -

    16/11/2013 às 20:07

    Grande sai de baixo!

  2. iury lima

    -

    19/08/2007 às 21:56

    Reinaldo, uma outra Magda anda impunemente por aí.
    Essa mulherzinha da Anac está se achando acima do bem e do mal.
    Você ainda não abordou o que pra mim é caso mais flagrante da crise aérea.
    Veja só, a Anac forjou um documento para liberar as pistas de Congonhas dando como “garantia” justamente a norma de se pousar com todos os reversos funcionando.
    Conclusões lógicas:
    1) Agiam como lobistas das cias aéreas., o interesse público vinha (e vem) em último lugar.
    2) Sabiam muito bem o quanto os reversos eram importantes, tanto que usaram esse argumento para liberar uma pista problemática, porém lucrativa.
    3) Mentiram para a justiça pois esse documento de fato foi feito “sob medida”, pra “inglês ver”, como argumento legal, sem efeito prático algum.
    4) Os diretores da Anac deveriam ser condenados por assassinato culposo. A começar por essa cara de pau do charuto.

  3. Fred

    -

    18/08/2007 às 12:45

    Caro Reinaldo,
    acho prudente o ministro Mantega se acautelar,pois com mais uma crise dessas é bem capaz do Lula convocar o Gustavo Franco e o Armínio Fraga para segurar a onda assim como fez com a crise aérea.
    A verdade é que o PT não possui entre seus filiados pessoas com competência para lidar com problemas estratégicos do país.S´são bons de palanque e de discursos!

  4. Ana Maria

    -

    18/08/2007 às 2:24

    Também tem o “cala boca Batista”, mas é do idiotinha/arrogante JS.

    “Batista” também sempre falava o que não devia.

    Enquanto isso, Guidinho voltou a discorrer.

  5. nelson® - São Paulo/SP

    -

    18/08/2007 às 2:05

    MáGuido Mantega.

    kkkkkkkkkkkkkkkk!

  6. Javier Solanich

    -

    18/08/2007 às 0:46

    Esse discurrrso Manterrrrga, essa saliência, nada mais é do que o rrresultado do silêncio do psdb. Eles falavam o que querrriam quando errram oposição, e os economistas do psdb rrrebatiam com pouca enerrrgia. Se depedesse do Materrrrga não haveria nem plano rrrreal. O Rrresultados do goverrrno de hoje é frrruto do que se plantou no governo anterrriorrr. E o Manterrrrrga, pimpão, querrr ficarrr com todas as glorrrias. E os economistas do psdb, onde esTão? por que não rrreagem com veemência?

  7. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 23:23

    A lógica é a seguinte: se vier uma crise daquelas a economia empaca, o luLLarápio terá uma boa desculpa para justificar o fracasso do PAC e ainda vai escapar de uma crise por falta de energia.
    De quebra veremos o espetaculo do crescimento da pobreza criando uma legião de miseráveis que receberão bolsa esmola do noço guia e votarão no candidato que ele indicar para presidente, se não for ele mesmo.
    Viu porque ele não vai fazer nada para acalmar as coisas por aqui.

  8. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 23:18

    Paulista 73

    Diga o que foi “mérito do Lulla” que não seja a continuidade do governo de Fernando Henrique.

    Até os “programas sociais” começaram no governo do PSDB (acho um desperdício sustentar com meus impostos gente que só sabe fazer filhos, mais nada, mas vá lá, é “politicamente correto” sustentar esses tarados pervertidos que só sabem tr@#$%).

    A diferença é que no governo do presidente Cardoso a pobraiada precisava dar contra-partida (tipo criança na escola).

    Neçse (des)governo de hoje, a contra-partida é votar no Analfabeto de Mãe.

  9. Nicola

    -

    17/08/2007 às 22:33

    Excelente Reinaldo!
    Para cada desonestidade dos petistas é possível uma resposta imediata e que os destrói na hora.
    Mas está faltando ainda um estudo mais aprofundado sobre o mal que o lula e o pt causaram ao Brasil nos últimos anos.
    Cito como exemplo os aumentos de preços, provocados pela desvalorização do Real frente ao dólar quando começaram a aparecer as primeiras pesquisas eleitorais em setembro 2001, que colocavam o lula em vantagem na corrida presidencial.
    Ainda como exemplo, vale a pena citar a campanha movida pelo pt, contra as privatizaçãoes.
    Entre os muitos artigos escritos sobre esse assunto, indico um (Privatização “marvada”), escrito pelo economista Alexandre Schwartsman, sobre o impacto das privatizações na dívida pública. Para quem quiser ler, esse é o link:
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi1511200603.htm

  10. paulista73

    -

    17/08/2007 às 22:27

    Acho o ministro Mantega ridículo. Agora é inegável que, com os indicadores macroeconômicos que o país exibia na época do FHC, já estaríamos quebrados depois de 10 dias de alta instabilidade global. Nesse quesito específico, não dá pra tirar o mérito do governo Lula.

  11. Marconi

    -

    17/08/2007 às 22:18

    Oi Reinaldo.
    Olha aí um comentário do craque Roberto Romano sobre o que disse o lunático (lulático, lulista, sei lá, hehe, ou é tudo isso junto!?!) ministro da economia, confabulando sobre a crise…

    “Só uma rapidinha:o mesmo Mantega (derretida) que assegurava de pé junto que não havia crise aérea, mas prosperidade, dias atrás voltava a dirigir seu imenso nariz de madeira para o engodo geral da nação, afirmando dogmáticamente que o país estava sólido e que a crise nada tinha a ver conosco. Agora, diz que há risco. Enfim….é o mdo petista de governar, que segue o paradigma do Líder presidente”.

    Roberto Romano.

    Impecável, não?
    Grande abraço.

    PS: Também te incluo (faço isso humildemente) no time de craques brasileiros.

  12. blogilda

    -

    17/08/2007 às 22:00

    Essa do FHC eu não sabia, talvez tenha que me sentir orgulhosa pela reputação internacional de FHC ter ajudado o país num momento crucial, apesar do PT/Lula e apesar delles jamais terem admitido isto, pelo contrário, são tão canalhas que lhe negam todas as glórias, eles não se contentam em sujar seu nome, eles querem apagá-lo da curta memória brasileira.
    Mas muito pior do que o ódio petista é o tratamento que os próprios tucanos (a maioria) reservam aos feitos de FHC.
    Isto sim é imperdoável.

  13. Giovanni

    -

    17/08/2007 às 21:42

    Ok,

    Alguém me corrija se eu estiver errado, mas a história ontem não era que necessitávamos da CPMF por causa da crise que é “Boba, feia, cara de pum e de meleca”?
    Agora mudou e a crise não abala é? Dá para cancelar “Canalhice Para Me Falir”?

  14. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 21:22

    Petralha das 8:52 – recadinho para você:

    1- o ´pacotaço´ de USD41 bi de 98 foi durante a crise da Russia – o Brasil tinha um déficit em conta corrente de USD25 bi/ano – contra um superávit de 45bi/ano agora (não me venha tentar vender que isso é mérito de Lulla I, por favor… aqui não!) – a crise não foi culpa de FHC, mas ele soube contornar, mesmo com condições adversas;

    2- você REALMENTE acha que ´os candidatos foram forçados a aceitar ajuda em reunião no Planalto´??!! se achar, é burro ou desinformado; o que aconteceu DE FATO foi uma atitude corretíssima de FHC de ajudar seu sucessor (na realidade, o país), algo que Lulla I JAMAIS – J-A-M-A-I-S faria, pois sempre fez o oposto: o quanto pior, melhor. Cabe lembrar: o câmbio explodiu quando se consolidou que Lulla estava realmente na frente das pesquisas – o mesmo Lulla que até então pregava a MORATÓRIA… lembra-se? Então, quando for falar de FHC, lave a boca antes e tente pensar, se conseguir.

  15. clePTomaníaco

    -

    17/08/2007 às 21:21

    É uma obscenidade ler um petralha (ANÔNIMO 8:52 PM) escrever “num dos mais humilhantes episódios da soberania brasileira”, querendo referir-se a um governo anterior. Isso depois do episódio de deportação dos boxeadores cubanos. Ora, seu petrlha, vá se danar!

  16. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 21:11

    Este Mantega é um ridículo!
    Vaidoso, arrogante e mentiroso!
    Me diz qual a grande medida econômica que ele tomou ou precisou tomar?
    Superávits fiscais e comerciais são faceis de fazer com a economia estabilizada.
    Queria ver este ministrinho pegar o touro da inflação à unha!
    Comemora como dele obras alheias.
    Não passa de um medíocre.

  17. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 20:52

    O Reinaldo, você só pode estar de brincadeira. Ou você ignora que o primeiro pacotaço do FMI ocorreu em 1998, e só saiu com a ajuda do Bill Clinton? Foi a maior ajuda financeira concedida pelo orgão. Coisa de quarenta bilhões de dólares. E no pacote de 2002 foram os candidatos a presidente que se viram forçados a aceitar a ajuda em reuniões no Palacio do Planalto, num dos mais humilhantes episódios da soberania brasileira. Porque você não conta a história inteira para informar bem os seus leitores?

  18. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 20:07

    Jeffersom Peres confirma apoio ao governo na cobrança da CPMF…
    Não sente pagar, decerto.

  19. Claudino

    -

    17/08/2007 às 19:56

    Reinaldo,

    Este sujeito, este mantega, ainda vai acabar derrubando o ministro da fazenda, o Meireles, porque não aceita ser apenas seu dublê protocolar, como o fez o Palloffi, que era petralha, mas não burro, aceitou assessorar, até trabalhar junto, fazendo de contas que era ele o ministro.
    Ele só aceita outra situação que não subjugar Meireles: fazê-lo espirrar do ninho petralha da economia; e não é por burrice não senhor: é método; este dublê de ministro da fazenda de hoje, apesar da aparência parva e a competência como economista idem (tenho até vergonha de ter um colega como ele), por isso mesmo, sonha ainda antes do fim deste mandato por em prática o plano b do pt para a economia brasileira, aquele um, o mesmo desde sempre, sabe?

  20. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 19:17

    O pior é que esses petralhas mentirosos não reconhecem e, sempre que podem, continuam a colocar a culpa da crise de 2002 na incompetência do governo de FHC. Faz parte do joguinho deles pelo poder.
    Quanto ao Mantega, ele tem carinha de palhaço, jeitinho de palhaço, fala como palhaço, enfim, ele é um palhaço.

  21. Margarina

    -

    17/08/2007 às 18:37

    É a lei de Murphy a funcionar: quando um petista abre a boca é pra dizer asneira!

  22. Peregrino

    -

    17/08/2007 às 18:28

    Reinaldo,

    Não sei a qual é a frase mais infame do senhor Mantega, se essa em que faz alusão à desnecessidade de recorrer ao FMI ou um por ele proferida, ao defender a continuidade da CPMF: “CPMF é fácil de pagar e você quase nem sente!”. É de lascar.

  23. Sandra

    -

    17/08/2007 às 18:27

    Reinaldo

    Controlar a inflação é baixá-la de 900% para 10% ao ano, não de 10% para 6%.

    Não adianta. O FHC sabia controlar uma crise. A crise atual só acaba se não depender do Lula, pois, se depender, estamos fritos.

  24. Sueli

    -

    17/08/2007 às 18:20

    Reinaldo,
    Pena que nem todos têm a sua brilhante memória para poder esfregar no nariz dessa gente as suas canalhices. Você tem razão: o PT não faria por FHC o que FHC fez, talvez não apenas pelo PT, mas pelo Brasil. É isso o que falta: lealdade a princípios e não politicalha, digo: política de canalhas.

  25. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 18:17

    esse governo me cansa, eles insistem em nos convencer que só existe o Brasil D.L.

    Nada existia antes de lula e a situação economica de hoje se deve ao governo falastrão petista. Imagino uma situação de crise braba, em que a decisão tem ser tomada em minutos, como eles se sairiam. Primeiro, levariam meses procurando um culpado, depois mais algumas semanas batendo cabeça, e por aí afora…. até chegar ao ponto de o fmi nem atender o telefonema do ministro.. Deus que nos proteja desse quadro!!!
    Tenho certeza que se a situação economica hoje é um pouco mais tranquila, provavelmente não devemos isso as greves, manifestações e boicotes petistas através dos tempos… Poderíamos estar muito melhor hoje, se no passado, eles tivessem preocupados com o todo e não só com o deles.

  26. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 18:17

    Aff…Tô pasma com tanta “consciência” política e econômica do anônimo das 5:28.Esse tipo de consciência você só encontra em “Caros Amigos”.

  27. Cris

    -

    17/08/2007 às 18:15

    REI,

    TIRA ESSE HUGO CHAVEZ DAÍ! (5:09)

    ECA! OU SERIA O MARADONA?

  28. WEIMAR

    -

    17/08/2007 às 18:14

    A vida tem mistérios!

    O sucesso de pessoas por merecimento, suposto ou comprovado, só me traz alegria por eles. Sinceramente. Do fundo do meu coração.

    Suponho o merecimento quando, muitas vezes, nem conheço a pessoa. Por exemplo, noto que, por onde costumo passar, um negócio qualquer, uma loja, um posto de gasolina, mostra sinais de progresso, de melhoria. Fico feliz pelo dono(a)(os)(as), pelos empregados atuais e pelos que certamente virão a ser contratados.

    Comprovado, claro quando conheço a pessoa ou o resultado do seu trabalho. Exemplo é você, Reinaldo, e seu blog. Triste fiquei com o fechamento da P.L., e agora, alegre com o sucesso deste blog.

    Mas há casos que me intrigam, de sucessos que nada têm a ver com o que posso perceber. Como exemplos: Mantega e, há algum tempo, Bresser Pereira, ambos no cargo de Ministro da Fazenda. Pra mim, é um mistério! Ou dois.

    Um é rápido na fala e lento no raciocínio; o outro, lento sempre.

    Por mais suposições que faça (algumas não meritórias quanto ao caráter), esses dois casos são supreendentes, estranhos, misteriosos. Nem o mistério da Santíssima Trindade me intrigou tanto.

    Weimar

    P.S. – Acesso por eleição não se enquadra no caso. Itamar, na Presidência, é caso especial. Não se trata de resultado direto de eleição. É um semimistério, ou quase-mistério, ou pequeno mistério. É uma extravagância e uma estravação.

  29. Cris

    -

    17/08/2007 às 18:11

    REI,

    DIA 7 DE SETEMBRO É O DIA DA INDEPENDÊNCIA. E, CLARO, DE MAIS UMA

    GRAAAAAAAAANDE VAIA!

    O PESSOAL ESTÁ SE ORGANIZANDO NOVAMENTE! E DESSA VEZ, ESTAREMOS TODOS LÁ!

  30. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 18:09

    A incompetência deste governo está mais na questão estrutural. Desperdiçamos cinco anos de bonança mundial, não crescemos o suficiente e agora estamos aí, com esta baita carga tributária, falta de infra-estrutura no setor de transportes e energia, falta de segurança e caos moral. Não há dúvida que o mundo será outro depois desta crise, mais difícil. E o Brasil vai pagar o preço de NÃO ter feito o “trabalho de formiguinha” (vocês já viram como elas constroem rápido um formigueiro …).

    Com relação ao Mantega, o que ele fala ou não fala por enquanto tem passado em brancas nuvens no mercado- ninguém tá nem aí. Nem o Lula com aquela patacada que ele falou ontem (“.. por enquanto”) foi ouvido! O pessoal tá com a atenção focada é nos Estados Unidos, pois de lá vem a salvação ou a danação geral .. eheheh. Infelizmente mais uma vez estamos nas mãos dos gringos.

  31. Paulo Boccato

    -

    17/08/2007 às 18:06

    REPITO O QUE SEMPRE DISSE AQUI ;

    A IMPRENSA BRASILEIRA TEM SE PRESTADO AO MAIS VERGONHOSO DOS PAPÉIS DESDE A REDEMOCRATIZAÇÃO E EM ESPECIAL A FOLHA !

    EU TENHO VERGONHA DAS IMPRENSA BRASILEIRA !!

  32. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 18:06

    Quando a crise estourar, nós derrubamos o Lula.

  33. MD Jr

    -

    17/08/2007 às 18:03

    Pois é Reinaldo, quando o cargo é preenchido por “cumpanhero” corremos sérios riscos, se é assim com todos os Ministérios desse país(e olha q nao sao poucos heim!!!) nao seria diferente com o Sr. Guido. Nao é difícil ter noção exata da capacidade intelectual da criatura, é só lembrar da frase dita por ele para explicar o caos aéreo(q pra ele nao era caos nenhum).Pra nao sermos injustos com ele, basta dizermos q a única coisa q ele fez e tem algum valor é a sua linda filhinha…

  34. neliodom

    -

    17/08/2007 às 18:01

    Pois é!
    Sabe quanto foi a ajudinha do FHC junto ao FMI/EUA para a estabilidade nos 2 primeiros anos do Governo Lula? US$ 30 bilhões.

    Sabe por que deste vez não sentimos um alvoroço nas Finanças apesar das empresas em Bolsa terem desvalorizado em R$ 200 bilhões (G1.com.br) ?

    Porque FHC implantou o câmbio flutuante, porque durante os últimos 4 anos o país (as empresas) acumulou reservas através de exportações (o Mundo nunca cresceu tanto), e o Banco Central as converteu em Reais fazendo reservas de US$ 150 bi.

    É isto. O Lulinha paz e amor só colhe, é o cara mais sortudo do mundo.

  35. hibnd

    -

    17/08/2007 às 17:59

    ..

    ” O governo vai retornar em serviços os impostos pagos “

    ” O caos aéreo é consequência do progresso promovido pelo governo Lula “

    Infelizmente, o meu sogro, além de piadista, não sabe nada. É um coitado…

    ..

  36. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:58

    Reinaldo, sinto desta vez discordar de você. O melhor caminho no momento é pela redução das taxas mesmo. Esta crise vai pegar pesado no consumo e, além disto, o setor de crédito brasileiro tem alguns “subprimes nacionais” escondidos no armário, no segmento de credito para baixa renda, que cresceu muito, mesmo com adoção de ferramentas como o crédito consignado. Tem muita financeira de fundo de quintal operando e banco alavancando em cima delas. Aumentar o juro agora é perigoso. Pode anotar aí. O juro vai cair no mundo todo. Nos EUA, por exemplo, só não aposto que vai ser de forma imediata porque isto poderia causar um efeito reverso, ao passar ao mercado insegurança, como num atestado de gravidade da crise.

  37. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:56

    Reinaldo,

    Tem uma frase dele de ontem que é páreo para o “relaxa e goza” da Marta Botox:

    “CPMF é fácil de pagar e você quase nem sente” (Guido Mantega)

    É muito desrespeito com o cidadão ou o quê?

  38. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:56

    É a primeira vez que vejo isto no papel. Preto no branco.

    Me refiro aos dois últimos parágrafos do texto.

    É a pura verdade. A vida do Brasil complicou desde o momento em que as pesquisas apontaram o PT à frente nas intenções de voto. Fosse o FHC como os que ai estão. Sei não…

  39. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:48

    ai, ai, Mantega é um ignorante, coitado…

    Está tirando uma onda errada.
    A equação que não fecha é a da dívida pública interna.
    Se o governo baixar os juros para 10%, não vai haver investidor, se não houver investidor, não haverá rolagem de dívida, se não houver rolagem de dívida, não há dinheiro para cobrir o déficit público crescente.

    Entendeu?
    Para essa equação ficar melhor, temos que começar pelo final, reduzindo o déficit público.

    Abraços
    Paulo Portinho

  40. Ernesto

    -

    17/08/2007 às 17:47

    Reinaldão,
    Neste exato momento o Uol está vinculando duas matérias para lá de petralha sobre o Cansei:
    http://noticias.uol.com.br/ultnot/2007/08/17//ult23u504.jhtm

    http://noticias.uol.com.br/ultnot/2007/08/17/ult23u503.jhtm

    Sugiro a todos ligarem para a central de assinantes, a reclamarem e caso uma cobertura tão “imparcial” assim continue cancelarem suas assinaturas.
    Abraços

  41. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:43

    Tio Rei
    Vc precisa lembrar aos leitores aquela epoca que os petralhas viviam gritando fora FHC fora FMi. Lembra para o pessoal que foi o atual ministro da justiça e fumante de charutão que comandou o grito e foi seguido pela CUT, MST e UNE. Falar nisto onde anda esse pessoal? Não vão dar as caras nas manifestações de vaia e Fora Lula?
    Esses caras são hipocritas e cinicos demais. E o PSDB cade ele? Tb não vai participar das manifestações? O Agnaldo Rayol cantando o hino nacional estava bonito demais.

  42. Paulo Boccato

    -

    17/08/2007 às 17:39

    TERRORISMO !

    ‘Familiares das vítimas se dizem usados pelo “Cansei”…’

  43. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:35

    Boa tarde, Rei. Tem um tal de Rodrigo Bertolotto, na UOL, que é digno do Paulo Henrique Amorim e outros. Voçê sabe quem é o iluminado?

    Sidney Melo

  44. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:30

    Cada um no seu estilo, nossos amigos de hoje possuem uma grande característica em comum: a arrogância em relação a nós todos.
    São arrogantes, acima de tudo, na presunção de que, neztepaiz, somos ignorantes, idiotas funcionais, ou sofremos todos de irremediável amnésia.
    Claro, eles são também exímios na distorção dos fatos e ao chamarem para si próprios os louros das ações – que que antes execravam -, dos outros.
    Gente, como é desonesta e ingrata essa gente…
    E sabem também, alguns deles, se fazer um pouco de inocentes, assumindo assim, digamos, uma breve ignorância, como uma que dia desses me indagava, candidamente, copo de vinho na mão, depois de se mostrar muito preocupada com o destino do lixo do mundo, se eu realmente acreditava no capitalismo e se não haveria alternativa a esse sistema tão selvagem.
    Mas voltemos aos estilos.
    Temos o estilo pândego de Lula ou Mantega; o “analfabético-sindical” do nosso Ministro do Trabalho – acho que se chama “Marinho” o cara -, este que poderia ser também o de Lula; e o estilo pornô chic da nossa estimada Suplicy…
    Mas, entre todos, acho que fico mesmo com o estilo de Dilma Sempre Séria e Última Palavra Roussef.
    Haja!…

  45. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:28

    Num momento em que o dinheiro migra em busca da segurança máxima — os títulos do Tesouro dos EUA —, por que não tornar menos atraente as aplicações no Brasil?”

    Não depredar a história também é lembrar do que o Brasil já fez para tornar suas aplicações mais atrantes.

    Estou falando, claro, da famosa frase do Gustavo Franco (foi do Gustavo Franco?): “Wall Street quer sangue”, a propósito do, também palavras de gente do governo FH, “saco de maldades” do pacote 43.

    Ainda bem hoje em dia o país não precisa mandar tanta hemoglobina para os vampiros de Wall Street quanto nesse tempo.

  46. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:27

    Olá Rei!…Dona Marta “Bacana” Suplicy disse ontem que o ministro da defesa Jobim é o “RAMBO”.Fala sério depois de tantas declarações desastradas a mulher continua não pensando antes de se pronunciar .Quando ouví aquilo eu disse exatamente isso: Cala a bôca,Magda!!!

  47. Blogildo

    -

    17/08/2007 às 17:20

    Acho que até Deus deve alguma coisa a Lula. O dia que Lula reconhecer dívida com alguém o mundo acaba!

  48. Cris

    -

    17/08/2007 às 17:20

    Além de ser um “gênio” da Economia, só comparável, talvez ao Mercadante, ele ri. Ri muito. Ri demais para o meu gosto.

    Bem, ele foi aquele que disse que não havia crise aérea. Que era sinal de prosperidade. Então, tá.

  49. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:20

    Reinaldão,

    Este desgoverno Lulla não deu certo mesmo. O que funcionou mais ou menos foi um ou outro do PSDB colocado por Lulla por saber da incompetência total do PT.

  50. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:16

    Lula lero-lero.

  51. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 17:16

    Reinaldo,
    Já leu isto (http://www.estadao.com.br/nacional/not_nac36558,0.htm)? Nem precisou de 24 horas para rolar um movimento contra a Phillips. Já parodiando o cansei, como um movimento de preconceito contra o nordeste. Não surpreende que eles sejam liderados por movimentos ligados ao PCdoB. Aliás, a USJ deveria se revoltar contra a acusação de “falta de consciência política” que Lula disse ontem no Rio, não acha?

    abraço,
    Fábio Eirado de Almeida

  52. Akhenathon

    -

    17/08/2007 às 17:12

    Olha outra batatada do Magdo Manteiga. Essa foi a pior:

    “‘(A CPMF) é um tributo fácil de cobrar e fácil de pagar, porque não precisa preencher nenhuma guia e você quase não sente’, disse o ministro.”
    (do Portal Invertia)

  53. Linguição

    -

    17/08/2007 às 17:11

    Boa tarde Tio Rei,
    o engraçado é que faz uns 10 dias que a “Magda” fala que o Brasil está imune à crise, e faz 10 dias que a “Magda” aparece todo dia na imprensa para se explicar…se não existe crise pra que tantos esclarecimentos???

    Um grande abraço

    Linguição

  54. A. Smith

    -

    17/08/2007 às 17:06

    Reinaldo,
    esse mantegão não estudou, do compêndio de ciência economia, uma página além da introdução e da primeira seção do capítulo 1.

    E, acho, ainda perdeu o livro que era da biblioteca da faculdade para ninguém ficar sabendo mais do que ele…

    É um grande Carreirista

  55. Giovani MacDonald

    -

    17/08/2007 às 16:54

    Sempre me repreendo quando, ao ver a imagem de Mantega, penso que ele não parece muito inteligente. “Preconceito” penso comigo. O problema é que ele teima em abrir a boca. Depois disso já é pós-conceito…

  56. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 16:53

    E eu lhe pergunto: todo esse cuidado em prover o “governo” que entrava com essas condições facilitadas foi bom ou mau pro país?

    Facilitar pro Lula foi bom ou mau pro país?

    A princípio sim, né? Mas em retrospecto… ai, ai…

    einesellesenie

  57. Anônimo

    -

    17/08/2007 às 16:45

    Rei, você é o máximo, mesmo.

    Um abraço daquela pianista clássica corintiana de Campinas.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados