Blogs e Colunistas

13/01/2011

às 4:17

Cabral além do limite

Que coisa!

Na terça, às 12h37, publiquei um post intitulado “Chega a ser chique morrer soterrado no Rio. Ou: A politização das águas”. A nova tragédia ainda não havia acontecido. Eu me referia, naquele texto (parte dele extraído do blog Flanela Paulistana), à maneira como a grande imprensa trata São Paulo e Rio quando ocorrem catástrofes. Num caso, pau nas autoridades; no outro, plumas. Gilberto Kassab, que está na cidade e fala com a imprensa, leva porrada. Sérgio Cabral, em viagem ao exterior, é apresentando como um visionário. Já volto a esse ponto. Antes, algumas considerações.

Não! Eu não sou do tipo que, por princípio, culpa governantes quando ocorrem tragédias. Isso é coisa dos petralhas – se estiverem na oposição, é claro! No ano passado, São Paulo sofreu com 47 dias ininterruptos de temporais, a maior quantidade de água em seis décadas. Segundo boa parte do Partido da Imprensa Petista, especialmente a facção paulista, os responsáveis eram o tucano José Serra e o democrata Gilberto Kassab. Até que o Rio viesse abaixo. E aí todos descobriram, compungidos, que a natureza pode ser má…

Neste ano, por incrível que pareça, assistimos à mesma seqüência: chuvas em São Paulo, cacete impiedoso nas autoridades “demotucanas”, blogs de aluguel assanhadíssimos, já prevendo a volta do PT à Prefeitura… Até que o Rio se transformasse numa sepultura de lama. Aí os vigaristas se calaram: vinte cadáveres em São Paulo são um escândalo que beira o pedido de deposição do prefeito e do governador do Estado; 257 no Rio fazem de Cabral um herói. Duas dezenas de mortos assanham os críticos do governo paulista; quase três centenas deles, os apologistas do governo fluminense.

Já escrevi ontem à tarde um post a repeito: enquanto houver moradores em encostas ou na várzea de rios, as chuvas farão suas vítimas. Ou se rompe o círculo – e o circo – da irresponsabilidade e do populismo, que não reprime as ocupações irregulares, ou viveremos com a rotina macabra de mortos. Não há PAC de moradia ou pilantragem do gênero que dê conta dessa questão. Sigamos.

Uma coisa é censurar, e eu censuro, a politização da tragédia, que faz baixa exploração do sofrimento da população. Outra, muito diferente, é cobrar resposta das autoridades – e esse é um dos papéis da imprensa – e apontar suas eventuais irresponsabilidades. Ora, chega a ser inacreditável que o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), esteja em viagem de férias num período como esse. Querem uma previsão? Morrerão pessoas soterradas no Rio em janeiro ou fevereiro de 2012… Será que Cabral conseguiria desde já mudar os planos para os folguedos do ano que vem?

Prevenção
Assim como é certo que morrerão pessoas soterradas em 2012, era certo que morreriam também neste ano. Depois de tudo por que passou o Rio em 2010, o lugar de Sérgio Cabral seria o batente. Deveria ter-se articulado com o governo federal para montar um gabinete provisório de prevenção de catástrofes e socorro às vítimas. E teria de ser ele o grande comandante desse grupo.

Em vez disso, ficamos sabendo que ele telefonou para a presidente Dilma Rousseff – muito bem! – e pediu o auxílio da Marinha. É justo! As Forças Armadas têm mesmo de ajudar em situações assim. É um mandamento constitucional. Mas Cabral tem de se lembrar que o poder no Rio de Janeiro – e em todo o Brasil – é civil. Daqui a pouco, ele se torna uma vivandeira às avessas, sempre a solicitar dos soldados algum mantimento…

Desta vez, Cabral exagerou. Mas aparecerá como herói na TV daqui a pouco. E ainda distribuindo alguns pitos! Vamos fazer outra aposta?

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

230 Comentários

  • caubi duarti siva

    -

    3/5/2012 às 5:10 pm

    senhor, sergio cabral em 2002 votei em ti, para ajuda a impedi que o senhor Leonel brizola ganhace, se o senhor soubece do meu arependimento, nuca gostei da polica do Brizola, mas a do senhor é ruin demais. mil desculpa, o senhor quis governar assim.

  • Cws Multiradio

    -

    16/1/2011 às 12:49 am

    A responsabilidade pelas tragédias é de um ex-presidente fora da lei.
    Da Constituição Federal:

    Art. 21. Compete à União:

    XVIII – planejar e promover a defesa permanente contra as calamidades públicas, especialmente as secas e as inundações.

    O ex-presidente assinou, em 17 de fevereiro de 2005, o Decreto-Lei 5.376, criando o Sistema Nacional de Defesa Civil, com o objetivo de centralizar a prevenção de desastres, a preparação para emergências e desastres, a resposta aos desastres e a reconstrução e a recuperação. Um órgão, chamado CONDEC, Conselho Nacional de Defesa Civil seria o grande articulador de todas as ações na área, em todo o Brasil. Veja como está o CONDEC nesta matéria do Contas Abertas. Além disso, o Decreto-Lei determinava uma série de obrigações que não foram seguidas por quem tinha esta responsabilidade. No Brasil, pratica-se uma máxima que é uma verdadeira proteção a criminosos. Aquela que afirma que existem leis que pegam e leis que não pegam. Está na hora do Brasil amadurecer e pegar os culpados. Neste caso, o culpado é ele. Morreram muito mais pessoas em tragédias no Brasil, desde 2005, do que em todo período que a tal Comissão da Verdade quer investigar. Deveriam era processar o ex-ditador que esteve no comando do país, de 2003 a 2010. Ele e o seu braço direito.

  • Jose carlos Silva

    -

    15/1/2011 às 9:31 pm

    Recentemente ouvi e vi pela tv, o sr. Sergio Cabral dizendo que não teria nada a reclamar do governo federal, no que se refere as tragedias anuais anunciadas para a nossa cidade maravilhosa, que ele tanto ignora. Entaõ pergunta ao sr. Sergio, onde esta o dinheiro???? E alem disso daria uma sugestão simples de ser feita: sr. Sergio, mude-se com toda a sua familia para um dos locais atingidos e vejamos depois de 1 mes( nao precisa serem anos nao ) apenas 1 mes, para ver se o sr. e a sua familia teria algo a reclamar. Por acaso a sua famila vale mais do que as vitimas anuais, em funçao da sua inação inadequada???
    Não sei se a nossa presidenta Dilma vai aturar o sr por muito tempo não. Ela, super eficiente tomou uma medida radical e correta para resolução definitiva das dificuldades, coisa que nenhum ptresidente anterior fez. Aqui vai um forte abraço com todo o carinho e respeito para a nossa Dilma. E para o sr.seu Sergio, bem ainda descobrirei a palavra certa.

  • Jose carlos Silva

    -

    15/1/2011 às 9:21 pm

    Nao entendo como o pessoal continua elegendo esse tal de sr. Sergio Cabral. Por outro lado viva a nossa predidente Dilma pelas decisoes tomadas!!!!!!

  • Antonio Carlos

    -

    14/1/2011 às 6:10 pm

    Numa Cidade (TERESOPOLIS)onde existe O DEDO DE DEUS e A AGULHA DO DIABO…. a batalha final só está começando…. APOCALIPSE NOW!

  • eli

    -

    14/1/2011 às 4:01 pm

    NUM PAIS SERIO VC ESTARIA NA ROÇA CABRAL , AGRADEÇA ESSA MALDITA MISTURA DE RAÇAS.AGORA QUE ESSE 50 ESPIRITOS VAO AZUCRINAR SUA VIDA E DE SUA FAMILIA ISSO VC TENHA CERTEZA

  • Cws Multiradio

    -

    14/1/2011 às 10:05 am

    Bom Dia…Pediria ao Reynaldo autorização para usar este espaço,para divulgar endereços para doações em Petropolis e Teresopolis….A sensação de tristeza e impotencia,vivendo a cerca de 2 km do inicio dessa tragedia em Itaipava,eu só posso tentar ajudar essas pessoas de alguma maneira por intermedio das redes sociais,dos amigos da Internet…A quem puder ajudar ,a quem tiver alguma roupa,seringas descartaveis,mantimentos não pereciveis,DOAÇÃO DE SANGUE,(importantissimo),desinfetantes(importantissimo),colchonetes,calçados,agasalhos,leite em pó,alcool…enfim,aquilo que as vezes não sirva para vocês,..por favor..ajudem nossos irmãos,pois o que sobreviveram,estãosomente com a roupa do corpo…A tristeza,a dor,as lágrimas,o desespero ao meu redor,nos fazem sentir a pequenez que somos, perante Deus..Alguns pontos que vc pode colaborar>>.”Ainda em Teresópolis foi montado um outro posto para receber donativos. As contribuições podem ser levadas para o Ginásio Pedrão, onde foi montado um abrigo de ajuda às vítimas. O local fica na Rua Tenente Luiz Meirelles 211, no bairro Várzea, no centro da cidade.

    Petrópolis

    Foram montados três postos para doação de água, colchão e material de limpeza e higiene na região de Itaipava: na Igreja Wesleyana, no Vale do Cuiabá; na Igreja de Santa Luzia, na Estrada das Arcas; e no centro de Petrópolis, na sede da Secretaria de Trabalho, Ação Social e Cidadania (R. Aureliano Coutinho, número 81).

    Polícia Militar

    Todos os batalhões da PM do Rio de Janeiro vão receber doações a partir desta quinta-feira (13). Os comandantes dos batalhões recomendam a doação de água mineral, alimentos não perecíveis e material de higiene pessoal.

    Rodoviária

    A Rodoviária Novo Rio recebe doações para a Cruz Vermelha. Os donativos serão recebidos no piso de embarque inferior, das 9h às 17h.

    Eu confesso,que mesmo estando a salvo,mas tão próximo dessa tragédia,eu me sinto pequeno,inoperante,e só mesmo a solidariedade e união,poderá tentar pelo menos,devolver a Dignidade a essas pessoas(e confesso que a mim também…a desolação é total)…Obrigado Reynaldo…

  • Lucia R.

    -

    14/1/2011 às 12:39 am

    Nosso governador ALKIMIN, arregassou as mangas e TRABALHA desde o primeiro dia de seu governo.
    Que diferença, não?
    E a Globo faz questão descaradamente, nos primeiros dias das enchentes emS.Paulo de culpar AlKIMIN e o Prefeito KASSAB pelas enchentes. E ambos, educadíssimos dando entrevista, visitando os lugares e dando apoio aos bairros dizendo o tempo todo o que foi feito e o que será feito para prevenção.
    Esse é o nosso querido GOVERNADOR DE SÃO PAULO.
    Que Deus dê o conforto e muita coragem as pessoas que perderam seus entes queridos no Rio de Janeiro e S.Paulo.
    Abs.

  • Sufie

    -

    14/1/2011 às 12:20 am

    Jornalista Reinaldo, obrigada, Vossa Senhoria juntamente com alguns colegas do site da Veja é quem deveriam estar a frente de um programa de TV, e falar tudo isso que só encontramos aqui. Deus te ilumine sempre.

  • Sufie

    -

    14/1/2011 às 12:17 am

    algumas pessoas que comentaram o texto, menciona apenas São Paulo e R de Janeiro, e Minas Gerais que tb esta no mesmo caos? Esqueceram que o ex-ministro do ex-Lulla somente repassou verba para a Bahia, sendo que na carta magna os estados teem direito ao repasse de verbas contra catastrofe? Onde esta a verba? somente quando acontece que sobrevoam a desgrama e dai dizim vou repassar xxx milhões para reconstruir? Caramba não tem um mortal na midia que fale sobre isso? Comparar São Paulo com o Rio de Janeiro é folclore, nem de longe comparar pois o que houve em SPaulo foi agua demais, o que devia chover em um mês aconteceu em um dia e não ouvimos falar em mortes em série como vemos no RJaneiro. Deus tenha piedade, porque o que vemos hoje no RJaneiro não passou de uma filmagem de exibicionistas, por que a Dilma e o Cabral não foram também no IML para saberem do saldo de tantas mortes e faltando de tudo, luvas, mascaras, até para os enfermeiros. Sobrevoar para erem filmados e dai apenas discursar é facil e mediocre, queria ve-los no meio daquela gente procurando pelo seus filhos,maridos, esposas, pais e mães. é muito sofrivel. Meios de comunicação, trabalhem para o povo, informe com clareza, e não para apenas quem lhes dão grande soma para se omitirem.

  • Cws Multiradio

    -

    13/1/2011 às 11:35 pm

    QUEREM FAZER ALGUMA COISA DECENTE??/DE VERDADE???

    Onde está aquela moça dos Direitos Humanos?
    O PT e a esquerda não estavam alucinados para procurar os desaparecidos dos anos setenta? Façam algo mais decente: arregacem as mangas e vão procurar os desaparecidos de Teresópolis, Petrópolis, Nova Friburgo e outras cidades do Rio de Janeiro. Até agora a moça aquela dos Direitos Humanos, que roncou grosso com o General, ainda não botou o pé lá para ver se a população está sendo respeitada e se o governo federal e estadual estão dando o atendimento que deveriam. Queriam desaparecidos? Eles estão lá. Fresquinhos. Inocentes.Vítimas da incompetência dos PAC da vida e de oito anos de desmando petista. Que tal montar uma Comissão da Verdade para ver onde foram parar os milhões que deveriam der sido aplicados nas áreas de risco? Viraram comissão de verdade! Queriam desaparecidos? Agora existem centenas na consciência de vocês….pODEM IR A LUTA

  • adorovoce

    -

    13/1/2011 às 9:36 pm

    http://www.whopopular.com/Reinaldo-Azevedo
    votar no tio rei.

  • silviop

    -

    13/1/2011 às 9:15 pm

    Oi Rei
    É muito mais fácil pegar o telefone, e pedir à presidANTA para ajudar. E não é que a governANTA foi até lá ANUNCIAR ajuda.

  • J J L

    -

    13/1/2011 às 5:45 pm

    Pois é, Reinaldo…o impressionante mesmo foi que, com as chuvas e alagamentos em SP há dias atrás, os blogueiros ditos “progressistas” logo se assanharam, teve um que chegou a dizer, na maior desfaçatez, que a culpa era do “PIG”…e hoje, como era impossível permanecer ignorando a tragédia no Rio, trouxe artigo com o título: “Tragédias no Rio e em SP – iguais e diferentes”…diferentes no quê? Posso elencar…no Rio morreram quase 400 pessoas (oficialmente), enquanto em SP não chegou nem perto disso…em SP Kassab e Alckmin estavam nas ruas, dando entrevistas…Cabral, até pouco tempo atrás, onde estava? Em Paris, ao que se soube…nada como sofrer em Paris…é realmente muito ridícula essa politização da tragédia, é de uma pobreza de espírito ímpar…quer colocar a culpa dos desastres nos governantes? Eu não concordo com isso, mas vá lá…coloquem…mas o façam decentemente, deem nomes aos bois…Se criticaram Alckmin e Kassab, deveriam tê-lo feito também com relação ao Cabral…igual e diferente??? A diferença está na cabeça perturbada desses ditos jornalistas puxa-sacos…afinal, para eles, a tragédia do PT é mais bonita…façam-me o favor…

  • Simone Miranda

    -

    13/1/2011 às 5:27 pm

    carlos -13/01/2011 às 15:11
    Isto seria exigir demais de uma população sem o mínimo de educação.

  • tino

    -

    13/1/2011 às 5:18 pm

    Com toda essa tragédia vivida, faz bem não ter mais que escutar a irritante voz do “sapo barbudo”, com toda aquela hipocrisia que o caracterizava. Que fique no seu botequim curtindo a sua canhina 51.

  • Wagner Carvalho

    -

    13/1/2011 às 5:03 pm

    Se discordo de uma coisa Reinaldo Azevedo:
    A Natureza não é má, ele segue seu curso, infelizmente a falta de políticas sociais e de habitação no Rio de Janeiro (Nem tão lindo assim)é responsável por essas tragédias, mas não liga não, vem aí o carnaval, Copa do Mundo e Olimpiadas.
    E de mais a mais ele ja conseguiu o que queria mesmo né!
    Vergonha

  • Cws Multiradio

    -

    13/1/2011 às 5:00 pm

    ESTA ACONTECENDO: OS 2 mandatarios o do Brasil e 0 do Rio estão falando,pra variar,politicamente…e ignorando os 401 mortos até agora,está realmente a defesa politica sendo efetuada ” a lot”,ou no portugues correto,PRA CACETE…e os dois pilantras estão falando o que fizeram,o que não fizerem…e só estão esquecendo de falar realmente no que interessa:SOBRE A CALAMIDADE DE PETROPOLIS,TERESOPOLIS E FRIBURGO…ao contrario…estão isentando (o Cabral picareta) os atuais prefeitos…que como não poderia deixar de ser são do PT..cala a boca ANIMAL…pelo menos deixa essa estatua que está ao seu lado,que foi colocada como dona do Pais por um cachaceiro sem vergonha…deixa essa dona falar alguma coisa….pelo menos tentar,pra justificar os votos …SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO…

  • PAULO ROBERTO PINHEIRO

    -

    13/1/2011 às 4:29 pm

    Prezado Reinaldo

    Parece que governador do Rio é o único emprego no Brasil em que o individuo tem direito a férias antes de completar um ano de serviço.Cabral tomou posse no inicio do mês e já está de férias.

  • ivo ferreira

    -

    13/1/2011 às 4:25 pm

    É, o Sergio Cabral deveria ter ficado na parte de baixo do morro, com um balde, juntando a água da chuva que caía!
    Quando chove o que choveu, pode ser onde for, Brasil, EUA, Alemanha, Austrália etc. ninguém segura.
    Quanto as encostas, todo mundo sabe do risco, todo ano alguém morre numa avalanche, mas continuam a fazer barracos e casas nessas áreas. A culpa é de todos e de ninguém.

  • hetfield & mustaine

    -

    13/1/2011 às 4:23 pm

    CabraLL não dá !!! Chega de aturar esse picareta !!! Chega de aturar esse vendedor de iLLusões !!! Nos livramos do LuLLa, mas infelizmente desse outro PilanTra (do PMDB adesista) ainda não !!!

  • Marco Campinas

    -

    13/1/2011 às 4:16 pm

    Na TV ainda não vi, mas hoje de manhã em entrevista a Lúcia Hipólito na CBN, culpou os prefeitos das cidades atingidas, o excesso de chuvas e a topografia do estado do Rio de Janeiro.

  • tiago

    -

    13/1/2011 às 4:11 pm

    Tirar moradores de áreas de risco não rendem votos – ALIÁS TIRAM VOTOS DOS PILANTRAS DOS NOSSOS POLÍTICOS

  • Nina

    -

    13/1/2011 às 3:57 pm

    Sergio Ferrari 11:11hs
    Vc Tem toda razão, é evidente que a Globo anda em um campanha ferrenha contra o Est. de são Paulo, sou do Mato Grosso do Sul, e percebo nítidamente, esta tentaviva de denegrir SP.

  • Marcos

    -

    13/1/2011 às 3:52 pm

    Reinaldo, na manhã de terça-feira, acordei e liguei a TV na Bandeirantes e lá estava o jornalista Luciano Faccioli, tentando achar um culpado pros alagamentos de São Paulo, como por exemplo no Jardim Pantanal. Elencou desde Jânio Quadros até os últimos. Não sei nem se ele é simpatizante de algum partido, mas ali achei um pouco de exagero no trato com o assunto. Primeiro, que a quantidade de chuvas está totalmente fora do normal pra época. Segundo, que as pessoas tem ciência que morar em área de varzea é arriscado. Quando cai água na quantidade que ninguem espera, o que podemos fazer? Não estou defendendo ninguem. Acho que os governantes tem que fazer sua parte, como fez o subprefeito de S.Miguel Paulista juntamente com o prefeito Kassab com a região do Jardim Romano que no ano passado passou por caos parecido. Lá foi construído um piscinão e este ano eles não tiveram este problema. Mas a população também tem que colaborar, seja não jogando lixo na via publica ou procurando lugar melhor pra viver.

  • Gilmar Iendrick

    -

    13/1/2011 às 3:51 pm

    A MIDIA NOTICIOU ONTEM QUE O GOV. SERGIO CABRAL ESTÁ EM VIAGEM DE FÉRIAS, POR ISSO QUEM ESTÁ RESPONDENDO PELO GOVERNO É O VICE PEZÃO, EXATAMENTE IGUAL AO ANO PASSADO NA TRAGÉDIA DE ANGRA DOS REIS.

    A PERGUNTA QUE FAÇO AOS PELEGOS É:

    PODE ALGUÉM QUE FOI EMPOSSADO NO DIA PRIMEIRO ULTIMO JÁ TER DIREITO A FÉRIAS ?

    AS DUAS TRAGÉDIAS COM ELE AUSENTE ME FAZEM CHEGAR AS SEGUINTES CONCLUSÕES:
    - RUIM COM ELE PIOR SEM ELE
    - ESTE PEZÃO É UM PÉ FRIO, OU MELHOR UM PEZÃO FRIO DANADO.

  • Renato Ferreira

    -

    13/1/2011 às 3:43 pm

    Antes de Cabral, São Paulo teve uma prefeita que estava em Paris com o namorado enquanto a cidade ficava submersa. Eis o estilo petista de governar: sumir nas horas de aflição e aparecer nas horas de louros.

  • ALDAIR TORRES

    -

    13/1/2011 às 3:43 pm

    Reinaldo,
    Aproveite e analise a visita de inauguração da primeira obra feita pelo PAC mãe-Dilma: foi inspecionar um prédio derrubado pelas aguas de Janeiro.

  • Marcus

    -

    13/1/2011 às 3:42 pm

    Cabral vive chamando a guarda nacional, exercito,marinha… Todos pagos pelos outros estados (guarda “nacional”) ou pela união. E os impostos do Rio vão para onde??? Quando acaba quer dividir o suposto pré-sal ficando com a maior parte.
    E não venha dizer que é mesquinharia em um momento de sofrimento, pois, como se vê, são ocorrências previsíveis que viraram rotina.

  • Mundico

    -

    13/1/2011 às 3:41 pm

    O abutres vermelhos petistas são os arautos da desgraça alheia. Ao contrário da ação profilo-ecológica das aves originais, esse tipo de abutre espalha a cizânia, a hipocrísia e toda uma gama de estágios de sua putrefação pestilenta.

  • Alexandre Rodrigues

    -

    13/1/2011 às 3:38 pm

    Há pouco vi um jornaleco da Record tentando a todo custo “cercar” o governador Alkmin, questionando a situação de Franco da Rocha e reclamando que ele não deu entrevista. Isso, mesmo o governador indo lá, de pés no chão, ver a situação. Mesmo impotente nessa hora, o governador se fez presente. É o mínimo que o governante deve fazer. Agora, sobre o estranho sumiço do Sr. Cabral no Rio, o jornaleco não falou nada, claro. Afinal Cabral é amigo de Lula e Dilma. Jornalistas porcos estes. Solidariedade aos nossos irmãos brasileiros.

  • Rodolfo

    -

    13/1/2011 às 3:32 pm

    A VERDADE vai ficando cada vez mais CLARA, ÓBVIA: mesmo com tantos recursos em caixa, o Governo do PT NUNCA teve capacidade mental para tocar projetos e programas de governo.

    Vide o FRACASSO do Fome Zero, do Minha Casa, Minha Vida, dos PACs……

    Nesses 8 anos, os únicos projetos que deram certo com a PILANTRAGEM do PT no comando foram o MENSALÃO, o AUMENTO da CARGA TRIBUTÁRIA, o CONTROLE TOTAL da MÍDIA(sim, isso já é uma realidade. Vide o Casseta e Planeta, a falta de um jornalismo ISENTO, a demissão esses dias do jornalista Prates da RBS no Sul, o aparelhamento dos blogs VAGABUNDOS….), as PROPAGANDAS NAZISTAS tão bem elaboradas pelo Franklin Martins e o projeto maior, o projeto de PERPETUAÇÃO de PODER e COMPRA do LEGISLATIVO e do JUDICIÁRIO!

    Fora isso, desafio algum PETRALHA VAGABUNDO de vigia nesse blog que liste algum projeto ou reforma que o Governo do PT tenha feito nesses 8 anos e que tenha dado certo!

    PS: e não me venham com esse papo BESTA de xxxx milhões que foram tirados da miséria e a taxa de desemprego!

    O brasileiro está há anos luz de sair da miséria e quem deu emprego nesses 8 anos foram os EMPRESÁRIOS do SETOR PRIVADO, que ainda são ACHARCADOS com a CARGA TRIBUTÁRIA mais perversa do planeta!

  • Estevan natolo Junior

    -

    13/1/2011 às 3:31 pm

    Ah! Esqueci do Garotiho e Garotinha. É mole?

  • Estevan natolo Junior

    -

    13/1/2011 às 3:24 pm

    2011, começou bem: a posse da rainha, digo, presidenta, com festa pra ninguém botar defeito, principalmente o pessoal que está no “puuder”, sim, que está no “puuder”, não no governo, porque pra este pessoal governar é um “saco”, tem que ter responsabilidade, dedicação, trabalho, competência, etc, mandar não, você mente, mente, mente e tudo bem. Continuando, sem assunto a mídia se volta para as nomeações dos ministérios que ao invés de serem diminuídos, foram aumentados, depois, veio o segundo escalão que está emperrado. Diferente do seu criador, parece que a rainha vai mostrando um estilo de “gerentona” que trabalha dia e noite e não aparece muito. Fora isso, a mídia só tinha a contratação do Ronaldinho Gaucho que depois de um leilão esquisito foi parar no Flamengo. Aí começou a chover, como sempre nesta época, em SP inundou onde sempre inunda, marginal, vila Carrão, Anhangabaú, a cidade pára e o Datena, claro, estoura de felicidade. Agora, no Rio de Janeiro, é impressionante, é a festa e a alegria juntas com a tragédia, ontem, enquanto cerca de vinte mil torcedores do Flamengo, desocupados, festejavam a chegada do seu novo ídolo, na região serrana morriam mais de 300 pessoas por causa das chuvas. Incrível este povo do Rio de Janeiro que canta e chora ao mesmo tempo. A chuva cai, casas desaparecem, gente morre e o Cabral viaja, mas quando ele voltar, vai fazer uma verdadeira peça de teatro do absurdo, seguindo o seu guru Lula da Silva, vai mentir, mentir e mentir. É bom lembrar que o Cabral não é o primeiro político do Rio de Janeiro que tem este estilo de governar, por lá já passaram: Brizola, Cesar Maia, Moreira Franco… estilo que faz parte da cultura carioca/fluminense que nasceu há muito tempo, acho que foi ainda no Brasil imperial. O governo do Cabral veiculou entre o final de 2010 e início de 2011, uma campanha que apresentava as favelas do Rio num clima cívico jamais visto antes na história deste país, uma maravilha, usaram a bandeira do Brasil sendo carinhosamente desenrolada e hasteada, mostrando que o estado esta presente e que as pessoas agora tem segurança e bem estar de verdade. Tudo mudou e vai melhorar ainda mais, o Brasil antigo, o “daselite”, acabou. Só faltou combinar com São Pedro.

  • carlos

    -

    13/1/2011 às 3:11 pm

    O engraçado é que a maior parte da culpa não é nem do governo, nem da natureza. É da própria população. Excluindo os que moram em áreas de risco, quantos não jogam lixo nas ruas? Desce a água, é um lixão. Se a massa começar a se tocar que um papelzinho no chão faz diferença, as coisas melhoram e muito. Não digo que a chuva e a falta de estrutura básica não tem sua parcela de culpa. Mas continuar culpando só essas duas variáveis não adianta. Moro em Belém e é incrível como o povo não tá nem aí pra nada. Transito, trabalho, educação (nos dois sentidos)… não é raro ver alguém abrindo a janela do carro em plena avenida e atirando uma lata de refrigerante pra trás. Aliás, é quase uma regras.
    Se a gente não se tocar, claro que tudo vai continuar assim. Pode ter a melhor estrutura do mundo, mas se a cidade tiver moradores que sujam as ruas, enchentes continuam.

  • lilian

    -

    13/1/2011 às 3:05 pm

    Com heroismo ou não vai ter que se resolver,Serra,Lula,FHC,Marina qualquer um que estivesse no poder isso e muito mais que está por vir iria acontecer ,esse país foi feito a migué o presente é sim resposta do que não foi feito no passado,e o futuro tem que olhar para ontem urgentimente.Pois quando se trata de anunciar condominios luxuosos ninguem quer saber se a construtora está fazendo certo,coloca logo a propaganda seja revista,jornal,tv e os orgãos público se fazem de surdos,mudos e cegos ,no mais os politicos tão recebendo as tragédias no seu tempo pois um dia a casa cai mesmo e que comecem a resolver, e tratem o passado como exemplo das invasões urbanas e sem planejamento de crescimento,todo mundo quer uma vista linda da varanda porém doa a quem doer tem que bater retirada.

  • Ney do MS

    -

    13/1/2011 às 3:00 pm

    Os PeTralhas não se cansam de tentar manipular os fatos e transformá-los em “factóides” a seu favor. E a oposição, que representa – ou pelo menos deveria representar – os 44% de brasileiros lúcidos, continua deixando as coisas correrem soltas .. “deixa a vida me levar, vida leva eu”. Pobre Brasil!

  • Vernaschi

    -

    13/1/2011 às 2:55 pm

    Caro Reinaldo e amigos.
    Infelizmente no Brasil nada é planejado, nada é previsto. Os nossos políticos só ficam correndo atrás das tragédias, dos acontecimentos macabros e sempre acabam culpando a natureza. É o bom e velho ditado: “tragédias não acontecem, elas são contruídas passo a passo”.

  • POSTE do Gambá Fanfarrão

    -

    13/1/2011 às 2:46 pm

    … Se toda vez que o Governo precisa de gente séria e competente recorre ao exército e a marinha, então porque já não colocamos, de novo, os militares no poder ?

  • Ismael

    -

    13/1/2011 às 2:20 pm

    Reinaldo é lamentável! Após comonuncanestepaiz, isto acontecer? Após oito ano vai ver que o FHC será o culpado, outra, será que os órfãos, viúvas e familiares enlutados vão receber o mesmo tratamento do Ministério dos Direitos Humanos? Pagando as mesmas indenizações como a dos anistiados do poder? A ajuda será governamental ou novamento da população? Esta herança do Lula será bendita ou maldita? Gostariamos de saber a verdade!!!!!

  • Tony_Bahia

    -

    13/1/2011 às 2:14 pm

    Duas perguntas: Cadê Dilma? CADÊ A OPOSIÇÃO?

  • Alexandre

    -

    13/1/2011 às 2:12 pm

    Ótimo texto, mas acho que seria também de grande valia se os veículos de comunicação usassem manchetes que apontassem a real causa. Culpar a chuva é fácil.

  • André Luiz Oliveira

    -

    13/1/2011 às 2:09 pm

    Olélé!!! Olálá!!! Ronaldinho vem aí!!! E o Rio vai melhorá!!!

    Olélé!!! Olálá!!! Ronaldinho vem aí!!! E o Rio vai melhorá!!!

  • RENEZAO

    -

    13/1/2011 às 2:09 pm

    acabo de escutar o CANALHA do DATENA falar mal do KASSAB e do ALKMIN quando fala de SP, e diz ser “tragédia” no RJ e que a presidenta DILMA sobrevoa a área, rasgando elogios ao PAC. É UM CANALHA mau carater , petralha, só, perde do inseto paulo h amorim. Desculpe-me Reinaldo, mas é revoltante ver esses petistas comandando programas televisivos. Eles não tocam no nome do comparsa CABRAL.

  • Alberto Leão

    -

    13/1/2011 às 2:05 pm

    Insensível, bobão, falastrão. Sérgio Cabral gosta do Rio de postal. Cadê o governador? Ano passado, na tragédia em Angra, ele estava em um município vizinho, Mangaratiba, e levou dias para chegar lá. Chega o verão e ele foge.

  • gaúcha indignada

    -

    13/1/2011 às 2:04 pm

    Coitado do “zé povinho” carioca, acreditou no viajante cabral e no criatura fantasma.

  • mario

    -

    13/1/2011 às 1:54 pm

    Infelizmente assistiremos a este filme nos próximos anos, enquanto houverem canalhas tipo Cabral, no poder.

  • bastião

    -

    13/1/2011 às 1:48 pm

    Parabéns DEPUTADO BOLSONARO,pela entrevista ontem na globonews, vc pegou os dois terroristas e eles se empapussaram com as suas batatas,lambiam os beiços igual o chaves em seus discursos pela internacional comunista.MILITAR tem que ter o orgulho em ser e de ter sido servidor da pátria e não esses bundas moles da beira da praia,militar tem de ser homem.VIVA Bolsonaro,Gal. Newtom Cruz,Gal. Leônidas Pires.Quem não cuida de um morro vai cuidar do pré sal.Comunistas canalhas.Sempre colocando as vidas dos brasileiros em risco,no passado assaltando,matando e explodindo os brasileiros:hoje roubando o dinheiro da contenção das encostas.

  • lilian

    -

    13/1/2011 às 1:48 pm

    O problema é sério e tem culpados de todos os lados,porém o importante é todos com humildade assumirem e é isso que quero saber quem vai se culpar primeiro tanto no Rio como em São Paulo. Os governos são culpados mesmo a diferença é que um partido tem 4 anos de governo e o outro tem 16 ,mas o problema existe independente do tempo e castastrofes como essas, têm que ser analizadas historicamente e futuramente já que o leite derramou de vez agora.Lamentavel esse País ainda tem muito que consertar de governos anteriores isso não é só dos governos atuais.Porém vou dizer esse País ainda tem muito para resolver,ele ficou muito tempo sem cuidados essenciais em todos os sentidos.Deus conforte as familias e meus sentimentos pelas vitimas dessas castratófes.E que todos que estejam a frente desses problemas urbanos se unam para resolver por que o que vejo é colocando a culpa na chuva tudo com cara de santinho e na hora do governo fazer campanha de comunicação é tudo lindinho tanto em São Paulo como no Rio tudo igual.

  • diego almeida

    -

    13/1/2011 às 1:47 pm

    Reinaldo, moro no Rio e te digo: aqui é a Babilônia, o tecido social inexiste. Ao primeiro fim de semana ensolarado os portavozes da sociedade já atirarão ao esquecimento tudo o que se deu.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados