Blogs e Colunistas

11/06/2012

às 5:27

Brasil já gastou quase R$ 2 bilhões no Haiti

Por Rubens Valente, na Folha:
O que começou como uma operação emergencial de seis meses, com um custo previsto de R$ 150 milhões, completou no início deste mês oito anos de duração, a um preço de quase R$ 2 bilhões. A operação militar do Brasil no Haiti, iniciada em 1º de junho de 2004 como parte do plano do governo Lula para obter um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU, consumiu até agora mais de seis vezes o que foi gasto pelo governo federal com a Força Nacional brasileira entre 2006 e 2012. Além disso, equivale a cerca de dois anos de gastos do principal programa de segurança pública da União, o Pronasci.

O valor de R$ 1,97 bilhão, já descontada a inflação do período, foi obtido pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação junto ao Ministério da Defesa. A conta total é ainda maior, pois o ministério alegou não dispor de informações sobre auxílios, indenizações e outros benefícios previstos numa lei, criada após a entrada do Brasil no Haiti, que trata da remuneração de militares que atuam em missões internacionais de paz. Mais de 16 mil militares brasileiros estiveram no país desde 2004.

Segundo o levantamento, uma boa parte do dinheiro gasto pelo Brasil no Haiti foi dirigida à modernização de equipamentos. O Brasil adquiriu veículos (R$ 162,3 milhões), explosivos e munições (R$ 24,3 milhões), armamentos (R$ 22 milhões) e embarcações e equipamentos para navios (R$ 18,1 milhões). Uma parte dos gastos do Brasil no Haiti é reembolsada pela ONU, responsável pela missão de paz. Até outubro de 2010, foram R$ R$ 328 milhões, ou apenas 25% do total (o ministério não repassou números atualizados).

Em nota, o ministério afirmou à Folha que os gastos estimulam a indústria militar brasileira. “A aquisição de material moderno para equipar os militares brasileiros permite, além da eficiência no emprego da tropa, fomentar a indústria de defesa brasileira e projetar o Brasil internacionalmente.” Um dos generais que lideraram a missão no Haiti disse, sob garantia de não ser identificado, que o Brasil “já devia ter pensado em sair” do país caribenho. O oficial reconhece que o Brasil não vai retirar suas tropas “tão cedo” e por uma razão política: a missão é usada como cartão de visitas do Brasil no exterior, como um exemplo de sucesso.
(…)

Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

32 Comentários

  • Júnior

    -

    22/9/2013 às 11:06 pm

    Além do gasto financeiro, temos o problema da imigração desenfreada que o governo liberou, não sabemos nós cidadãos comuns, quais os interesses estão por trás disso.

  • josé

    -

    18/1/2013 às 8:08 pm

    como um país como o Brasil,que tem sérios problemas na sua segurança quer resolver a segurança de outro país

  • joao

    -

    25/12/2012 às 8:42 am

    mesmo com esse gasto q e feito no haiti com as tropas ater pq saco vazio nao segura emper,da pra aumenta o salario dos militares, e nao 30/de tres vez, sendo em tres anos. isso e q desanima muitos mili q a foca ta perdendo muitos e pode ver q a maio perda e o salario quem perde E A FOCA.

  • A. Soares

    -

    14/6/2012 às 10:44 am

    Se não tem dinheiro para aumento dos salários dos militares, como pode o Governo Brasileiro gastar 2 Bi com nossos militares em outro país.

  • Jost Rodrigues

    -

    12/6/2012 às 11:05 am

    Já passou da hora, o Brasil precisa ser administrado e não “tocado”. Porém, o mais triste, o mais lamentável, é a propaganda, em forma de notícia, que mostra à população o quanto é importante manter esta tropa no Haiti. Do custo, ninguém fala.

  • Roberto K.

    -

    11/6/2012 às 8:04 pm

    Com que autoridade nós, brasileiros, queremos levar segurança para algum lugar, se não temos nem aqui na nossa própria pátria?

  • Angela

    -

    11/6/2012 às 6:48 pm

    Há anos estou aguardando a oposição no Brasil, se manifestar contra essa roubalheira generalizada e descarada que foi implantada no país a partir de 2003. Não que não houvesse corrupção antes: claro que havia. Mas desde então, e cada vez mais e mais, essa corrupção escapa ao nosso controle e deixa emparedada a sofrida população brasileira. Sobre Dilma, só ouço e leio elogios, como se tudo o que acontece no Brasil nada tem a ver com ela Fiquei petrificada com a capa da mais recente edição da revista Exame(!!!!!!!!!). A soberana está literalmente acima do bem e do mal e com muita competencia e firmeza!!!!!! Quero sair desta ditadura civil e voltar urgente à ditadura militar: a democracia não é para o Brasil.

  • Varlice

    -

    11/6/2012 às 6:12 pm

    Consideraram nesse valor o repasse de verbas para todas as ONGs que foram criadas com fins humanitários de ajuda aos pobres e desvalidos haitianos?
    Corto o polegar direito do Lula como não chegou nem um centavos para quem realmente necessitava.

  • Lúcio Lopes

    -

    11/6/2012 às 5:48 pm

    Este é o custo petralha de governar, fora o roubo!

  • MARIZE

    -

    11/6/2012 às 5:15 pm

    E OS APETRECHOS DAS FORÇAS ARMADAS, CAINDO AOS PEDAÇOS.PRAÇAS SEM COMIDA, ROUPA DE CAMA, E OUTRAS MISÉRIAS MAIS. SE VIER UMA GUERRA, NÃO TEMOS DINHEIRO NEM PARA A GASOLINA.

  • Osmar Fernandes Peixoto

    -

    11/6/2012 às 5:06 pm

    Se esse valor foi gasto com equipamentos e salários dos militares, menos mal. Pior é ver nosso dinheiro ser roubado por Hugo Chaves no caso da Petrobrás assim como o caso do gás boliviano do cocaleiro Evo Morales além da energia elétrica do Paraguai. A intenção do apedeuta de se tornar conselheiro da ONU naufragou e a conta continua até hoje para a população pagar. Enquanto isso a saúde, educação…………

  • Renato

    -

    11/6/2012 às 3:04 pm

    Reinaldo, veja o que a UNESCO e a UNICEF patrocinam com nosso dinheiro: http://palwatch.org/main.aspx?fi=845&fld_id=845&doc_id=6856

  • montgomery lira

    -

    11/6/2012 às 2:00 pm

    Meus amigos, diferenças à parte, me perdoem, mas, devagarinho os brasileiros de ontem e hoje foram acertando o passo de estrada, após o fim da revolução militar, o Brasil ficou melhor, o jogo de interesses paga mais a quem sabe mais e tem raça, peito e não tem medo de perder, por isso o Haiti, só quem perde nesta missão além-mar são os trabalhadores assalariados brasileiros, miseráveis, salário mínimo, impostos exorbitantes, sem escolas, sem empregos e esperando jesus cristo voltar, porque politicamente…!

  • Luiz Fernando

    -

    11/6/2012 às 12:15 pm

    Reinaldo, você poderia fazer uma conta e ver quanto custou para o Brasil, o projeto do Lula em ser eleito como secretário geral da ONU, ou cargo equivalente ( não acredito nessa história de assento permanente no Conselho de Segurança). Vejamos: Qual o valor das dívidas “dos países necessitados” que o nosso Grande Timoneiro perdou ? Me lembro de US$ 50 milhões de um país africano, mas sei que tem mais. Acho que se somar tudo dá para chegar a um valor razoável.
    O interessante é que o Brasil gasta dois bilhões, mantém tropas mobilizadas, etc, etc, mas quando teve o terremoto os americanos ignoraram tudo e todos, fecharam o espaço aéreo, assumiram o controle das operações de resgates e nem aí para nossos bravos compatriotas. Até o Jobim colocou roupa de campanha – se lembram dele com uniforme de general ? – e os americanos nem olharam para a cara dele.

  • Nélio

    -

    11/6/2012 às 12:00 pm

    Quem não sabia que a intervenção humanitária no Haiti, solenemente rebarbada pelos americanos, tinha somente a porta de entrada, não a de saída? Só a diplomacia megalonanica, interessada em prioritariamente confrontar de igual para igual os EUA. Ou, como diz um compositor famoso pelos furtos inacreditáveis de Jabutis, é o Brasil que fala grosso com os EUA e fino com Evo. Estamos vendo na prática como se faz isso…

  • ivanor

    -

    11/6/2012 às 11:45 am

    Os próprios Militares não querem sair desse filão. Voltar pra cá e retornar ao salário daqui, convenhamos é colocar a tods em depressão. É muito mais lucrativo cuidar dos marginais do Haiti do que ficar aqui fazendo palavras cruzadas nos gabinetes a espera de aviões Franceses.

  • nitordo

    -

    11/6/2012 às 11:27 am

    E então uma pequena parcela do Exército Brasileiro tem armas e equipamento? Isso é realmente tranquilizador. Por que o MD não infoma também o custo em vidas brasileiras perdidas no Haiti? Será que as famílias estão recebendo as mesmas polpudas indenizações que os terroristas recebem, e as pensões também estão garantidas.

  • Angelo

    -

    11/6/2012 às 11:25 am

    Senhores,Esse valor alto não é o valor exato dos gastos,
    visto não haver ainda informações sobre auxílios,outros
    benefícios,indenizações e outras…cositas más que cobre
    o pano de fundo”O cartão de visitas” do Brasil no exterior
    como exemplo de sucesso,em mundo civilizado e democrático
    existe o respeito ao dinheiro público,enquanto no reino de
    Banânia,deve-se encarar como dinheiro não contabilizado.

  • Rodolfo

    -

    11/6/2012 às 11:19 am

    O ApDELTA poderia montar uma cabana junto com a MARISCA e seus ApeDELTINHAS AMESTRADOS e fazer caridade PESSOALMENTE lá no Haiti, e não com o DINHEIRO do POVO BRASILEIRO!
    Governo VAGABUNDO!

  • esther correa

    -

    11/6/2012 às 11:17 am

    Tio
    Tá na cara que o dinheiro está indo para as cuecas dos petralhas e desviado p/ os paraisos fiscais do Caribe. Jamais acreditarei que essa dinheirama toda é p/ o Haiti.

  • Jacilma

    -

    11/6/2012 às 11:13 am

    Até hoje o Hospital Pedo II no Rio de Janeiro não foi reformado após dois anos do incêndio, com isso o Rocha Faria está sobrecarregado, trabalhando precariamente e às vezes com uma médica somente no plantão conforme reportagem da TV Record. Os médicos não querem mais trabalhar no Estado ou município por causa de baixos salários e condições de trabalho(macas com ferrugem, etc). A Sra. Dilma deveria visitar os nossos hospitais com os secretários de saúde e cobrar dos governadores mais eficiência e aplicar esses 2 bilhões na saúde, pagar melhores salários aos médicos, enfermeiros e professores.
    Está na hora de darmos um basta nas próximas eleições.

  • naldig

    -

    11/6/2012 às 10:47 am

    É mais uma das muitas frias que o ex-presidente LULA nos meteu, tentando abrir espaço internacional para o seu pequeno delírio de poder! Lula sempre foi dado a estas coisas! Pagando com o nosso dinheiro, é claro! Alguém esqueceu de dizer pro APEDELTA que Presidente da Republica não é dono do país! Uma sindicância sobre doações a fundo perdido e financiamentos de ” projetos” para países amigos fariam o povo brasileiro ficar de cabelo em pé!

  • Noah Shuster

    -

    11/6/2012 às 10:44 am

    Uma palavra resume bem: Megalomania.

  • Podrespoderes

    -

    11/6/2012 às 10:41 am

    Esse governo maldito deixa de fazer aqui, para fazer na Venezuela, Bolívia, Uruguai, Paraguai, Equador, Cuba e no Haiti. Até parece que somos a Escandinávia das Ámericas e não temos graves demandas por aqui. PALHAÇOS.

  • Uber

    -

    11/6/2012 às 10:27 am

    R$ 2 bilhões jogados fora enquanto nossas fronteiras ficam desprotegidas.
    Sucesso? Sim, essa operação é um sucesso no envio de imigrantes ilegais haitianos, porque nunca antes “naquelepaiz” houve tanto interesse em vir para cá.

  • eusabia

    -

    11/6/2012 às 9:59 am

    Presente do apedeuta com nosso dinheiro. Não basta termos que pagar pensão para todos esses terroristas petralhas.

  • Anti petralha

    -

    11/6/2012 às 9:25 am

    Não sou defensor de nenhuma ação desses petralhas, mas esse gasto pelo menos é justificado pelo fato de atualizar a tropa. Pior é o dinheiro doado a Cuba, sem contar financiamento do Porto de mariel pelo BNDES, que nunca vai ser pago. Petralha no poder, esconda seu dinheiro, senão…

  • Carlos

    -

    11/6/2012 às 9:16 am

    Com esse dinheiro dava pra fazer muitos restaurantes bom prato, ETECs e Fatecs

  • carioca comunizado pelo PT

    -

    11/6/2012 às 8:26 am

    A INGLATERRA e a ALEMANHA, cada uma doou US$100 milhões ao HAITI, porque no mundo democrático e civilizado, existe respeito pelo dinheiro dos contribuintes. A BANÂNIA MANSALEIRA E COMUNISTA gasta bilhões de reais, inclusive em CUBA. Enquanto isso, a ONU registra 50.000 HOMICÍDIOS/ANO nestepaiz, ainda, temos 50.000 mandados de prisão não-cumpridos sendo que 94% dos processos de homicídios são inconclusos, por falta de investigação policial e falhas nos processos, garantindo a liberdade de marginais soltos nas ruas e com licença para matar.A ONU deveria mandar uma força de paz para o RIO DE JANEIRO, capital, pois o cidadão carioca perdeu o direito de IR e VIR, existem 70.000 mandados de prisão não cumpridos e a polícia não recebe ordens de prender marginais, a capital olímpica 2016 nem presídio federal de segurança máxima tem, faltam cadeias de custódia e, os índices de violência foram pacificados pelo governador itinerante em Paris. No RJ, exagerando, quando aparece um cadáver crivado de balas, se o matador não se apresentar na polícia afirmando que assassinou a vítima e com duas testemunhas garantindo o assassinato, o governo declara que a vítima suicidou e não entra nas estatísticas. Aliás não existe ESTATÍSTICA/MÊS de mandados de prisão cumpridos para não atrapalhar a pacificação dos índices de criminalidade no RIO e, as viagens nababescas do governador pelo mundo civilizado. FORÇA DE PAZ da ONU JÁ! Que os olhos azuis façam doações para a ONU combater a violência urbana no RIO, em prol da COPA DO MUNDO 2014 e das OLIMPIADAS MUNDIAIS 2016.

  • Ibn Nacle Abu Nacle Ras

    -

    11/6/2012 às 8:24 am

    O Haiti,como outros paises pobres, com constantes conflitos internos, são de responsabilidade da ONU, do mundo todo. Agora fica o Lulla e PT fazendo graça com o nosso dinheiro.

  • militar

    -

    11/6/2012 às 8:06 am

    E o salário dos militares das forças armadas, oh!
    O MENSALÃO consome tudo que pode da arrecadação federal, como na DELTABRAS, apesar de recordes em cima de recordes de arrecadação com impostos, não sobra nada para as forças armadas pagarem com dignidade seus militares, há 11 anos sem re-estruturação dos vencimentos e sem reajustes decentes. É como a Apedeuta, então comandante supremo das forças armadas declarou na Colômbia ” eu sempre dei migalhas de reajustes pra eles…”, sendo assim o BRASIL comunizado pelo PT nunca será merecedor de vaga permanente no CONSELHO DE SEGURANÇA DA ONU, quem humilha seus subordinados com migalhas não pode assumir cargos de responsabilidade na ONU e, em qualquer lugar, tanto que o Apedelta vive no ostracismo, apenas fazendo discursos políticos inoportunos tentando chamar à atenção, aliás, inutilmente, pois não tem liderança e credibilidade, foi bajulado pelos políticos só por causa do recebimento de MENSALÕES…sem dinheiro público virou um ex-operário apedeuta com uma fortuna milionária incalculável e às custas do dinheiro dos nossos impostos…

  • Marcus Meyer

    -

    11/6/2012 às 7:22 am

    O conceito de sucesso dessa gente é bem diferente do nosso! Até aqui, o Brasil se arrasta no que diz respeito à algum avanço social, político ou econômico naquele país. A contribuição brasileira é pífia, mas a grana desembolsada é monumental. Resta saber se toda esta dinheirama foi efetivamente jogada fora ou se parte foi parar nos bolsos, cuecas ou outros acessórios dos petistas de plantão, já que eles não fazem nada de graça!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados