Blogs e Colunistas

20/12/2010

às 21:40

Ah, não! Fala de Mano Brown é coisa de mocinha; enfezado da cara feia tem de ter coragem de fazer apologia do crime

Em outubro de 2007, dei um pau no tal Mano Brown, que ganha dinheiro de trouxa estuprando a língua portuguesa e fazendo cara de mau, e, acreditem, chegam comentários até hoje me tachando, por isso de reacionário… É, vai ver sou mesmo. Lembro-me  de  um antigo Roda Viva com esse cara — sim, ele foi convidado e foi tratado como pensador  — e do ar embevecido de Maria Rita Kehl, a “intelectual” dos bacanas se rendendo ao charme do rebelde primitivo que faz fru-fru para a indústria cultural. Como isso tudo é desagradável, não?

Leio na Folha que a Racionais MC’s, a banda que ele lidera, deu um show num lugar chamado Royal, em São Paulo, a R$ 200 por cabeça.  O Mano fez algumas declarações: que o qualificam a ser líder de bando. “Em São Paulo, os nordestinos construíram a cidade e são tratados que nem cachorros. Mas o presidente é nordestino. E tá indo pro terceiro mandato, porque agora é Lula de novo”. E depois: “Para mim, o Bope não é herói. Os heróis estão presos.”

É isso aí! Os heróis estão presos? Bem, então Mano Brown considera “heróis” os líderes do narcotráfico, certo? Liberdade de expressão? Claro! Ele tem toda, inclusive para responder por apologia do crime. Pediria ao rapper que fosse só um pouco mais específico, defendendo alguns nomes e os crimes por ele praticados. Esse negócio de falar que os “heróis estão presos” é o que, na minha periferia, a de antigamente, a gente chamava de “coisa de frutinha” ou “coisa de mocinha?”. Sem preconceito — quer dizer, era o preconceito daquele povo primitivo.

Se Mano Brown é mesmo valente, ele tem de dar nome aos heróis: “Ó, Marcinho VP é legal; ele trafica, mata, manda queimar inimigos numa pira de pneus; quem faz isso é herói. O Bope é coisa de bandido; o Beira-Mar também é gente boa por isso!”.

Se Mano Brown é mesmo tão enfezado quanto aquela cara que ele faz para ganhar uns trocos dos idiotas, ele tem de desafiar o Artigo 287 do Código Penal, sem dar chance para advogados ficarem fazendo firula:
Artigo 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
Pena
– detenção, de 3 (três) a 6 (seis) meses, ou multa.
Bem, e sem essa de multa, né?, que também é coisa de cagão. Machão da cara feia, calça caindo e cuecão à mostra, mesmo sendo um rapper da segunda idade — que coisa melancólica!—, tem de ser porreta; ir lá e conviver com os “manos”! Ah, sim: os crentes da igreja deste sacerdote da periferia de butique não tentem emplacar comentários aqui. Não passarão!


Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

128 Comentários

  1. Tiago Maves

    -

    14/02/2014 às 16:31

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  2. Sandro

    -

    14/01/2014 às 1:46

    Morei no Capão Redondo, mais precisamente no Jardim São Bento por 29 anos e hoje tenho 39.
    Pois bem…posso dizer sem medo de errar e sem ninguém com moral para me contestar que todos que defendem e admiram esse idiota útil chamado Brown, são como ele marginais e pessoas sem nenhum caráter. Que não admitem e nunca admitirão que eles próprios são os culpados por suas vidas miseráveis! E quando digo vida miserável não digo apenas no sentido econômico mas também no sentido intelectual e moral. São pessoas vazias, medíocres, invejosas, racistas, desonestas e que ainda tem a cara de pau de vir com esse discurso pseudo revolucionário. E essa Marcia Santana com essa conversinha mais batida que papo de botequim, sobre políticos de Brasília que roubam, justificando que as bandidos traficam e roubam por causa disso. Nunca ouvi tamanho absurdo! Só pode ter saído da boca de mais uma fiel do tráfico que idolatra esses vermes que destroem famílias e vidas. Ela esta afirmando que todos os pobres são pessoas sem moral e sem dignidade como eles (Bandidos)e manos Brown da vida.

  3. Rogerio Cardoso

    -

    07/12/2013 às 16:55

    Morei na periferia de Diadema durante 28 anos, vivi o rap, cantei, fui a shows, e sabe o que ele acrescentou na minha vida? NADA. Mas tive, familia e estrutura que não me deixaram ser influenciado pela imagem enganosa expressada pelo rap. A mensagem que o rap passa, é de crime, violência e racismo. Sabe quem ganha com isso? Somente que faz essas mensagens. A unica manifestação cultural decente que existia na periferia era o samba, mas até esse hoje em dia já não tem valor. Enquanto ao rap, e o funk são dois cancers na periferia.

  4. negro canabarro

    -

    28/09/2013 às 0:54

    os verdadeiros heróis são os que acordam cedo da manhã pra trabalhar, mas a sociedade é injusta com eles, então eles percebem que no brasil não vale a pena ser herói,pq herói brasileiro só apanha, então entram pro mundo do crime

  5. Marcia santana

    -

    10/06/2013 às 19:47

    a maioria dos bandidos estao lah em Brasilia, as pessoas traficam e roubam porque estao vendo que o Brasil e um pais com desigualdade em todos os sentidos, mano brown so expressa o que ele ver nas maioria das favelas do Brasil, pois o Brasil cada dia que passa fica pior. Os politicos que roubam sao condenados e tao ai solto enquanto o pobre nao tem direito a nada, a sociedade vive no mundo da pobreza, e o rap so expressa a realidade do dia a dia. E as pessoas que gostam da musicas, sente q alguem lembra da pobreza que ainda existe no pais. Eu gosto de mano brown e admiro seu modo de pensa…

  6. Jhony-Pk

    -

    10/06/2013 às 1:53

    Pcc é ilegal, mas presente sempre ta
    E o governo que é legal, que a gente nunca ve
    Quando precisa de um remédio pra sobreviver
    Adivinha quem que ta, sempre pronto pra ajudar
    Os menino do marcola, do fernando beira-mar
    Fica aí a questão quem que é mais ladrão
    Quem governa o país ou quem te mostra um oitão

  7. Augusto

    -

    08/06/2013 às 2:07

    Fazer apologia ao crime, idolatrar traficantes e eleger criminosos a cargos políticos tornou-se atividade prestigiada no Brasil. Assim, não só temos que suportar aberrações como essas, como também precisamos vê-los chegar ao status de intelectual. Ora, esse sujeito não passa de um analfabeto, dono de mente infantil, mas que, regado a anabolizantes e cheio de marra, pensa poder impor o seu ridículo pensamento aos gritos e ameaças. Mano Brown é analfabeto funcional, não sabe fazer rimas e tampouco escrever. Falsificação barata do black panther, racista e garoto de meia-idade. É curioso ver a mídia transformar um ladrão de galinhas em um porta-voz nacional do crime.

  8. Alex

    -

    27/01/2013 às 16:50

    Mano brown é um aproveitador.

  9. MC RAM

    -

    18/12/2012 às 1:32

    Mano Brown não é a voz da periferia. É a voz dos bandidos, uma vez que a maioria da população que mora na periferia é avessa ao crime, e ele faz apologia a ele. Pense nisso…

  10. FATIMA

    -

    09/10/2012 às 16:52

    bem cada tem o direito de expressar o que quer , tanto o mano brow de cantar a realidade dele e o sr Reinaldo de escrever essa reportagem , o RAP o verdadeiro ele não e só letras em dialetros e uma verdade que acontece todos os dias nos bairros pobres não so a favor de defender a bandidagem mas vcs sabem pq o crime nunca acaba pq não e interresante para o governo aõ contrario e muito lucrativo enquanto a mentalidade da periferia for só achar que seus problemas e só culpa dos mas favorecidos e não de quem nós rouba e nos explora realmente nada vai mudar
    infelizmente a realidade na periferia e bema mas cruel do que os racionas canta so quem e dela sabe o que acontece

  11. Guilherme

    -

    06/10/2012 às 20:32

    Por favor retire esse texto do ar antes que recebe um processo por preconceito.

  12. Moisés cordeiro vilela

    -

    05/10/2012 às 17:36

    Tenho grande apreciação pela música dos racionais,pois as letras que foram criadas abordam uma expressão crítica plausível à realidade, mas em relação ao vocalista, tenho que ser sincero ao afirmar que ele tem um comportamento em sua maioria, uma grande falta de ética.

  13. Tamires

    -

    02/10/2012 às 18:30

    Na minha opinião, o Mano Brown é um grande pensador da atualidade. Ele foi capaz de transmitir muitas idéias através da música. E se as pessoas pagam tão caro pra ver um show dele, convenhamos que é porque vale a pena. Ele não é apenas uma “modinha”, tá ai de geração em geração. Eu sou prova disso, tenho 18 anos e tenho orgulho em falar que cresci ouvindo Racionais e que foi de grande importâncias as letras deles em minha vida. :)

  14. denis

    -

    02/10/2012 às 16:11

    ReinaldoXXXXXXXXXX na cascuda!

  15. ios

    -

    24/09/2012 às 11:51

    acorda pra vida zé povinho ,, voce e apenaS MAIS UM SEM IDEOLOGIA .. VOCE DEFENDE O SEU NAZISMO DITADOR … O MUNDO E DIFERENTE DA PONTE PRA CÁ. ESCULTE AS MUSICAS DEPOIS VOCE CRITICA …PRESTE BASTENTE ATENÇÃO NA MUSICA SOU 157 , NO FINAL DA MUSICA …ELE FALA ALGO BOM.

  16. Denão

    -

    20/09/2012 às 15:35

    ReinaldoXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  17. denis

    -

    19/09/2012 às 13:03

    ReinaldoXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  18. Denis

    -

    18/09/2012 às 15:41

    ReinaldoXXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  19. Anónimo

    -

    13/09/2012 às 21:08

    Vivo dos dois lados do muro,concordo com todos dois e pode ter certeza que ambos os lados tem o pessoal do bem e o pessoal que apodrece o sistema.

  20. Denis

    -

    11/09/2012 às 17:32

    ReinaldoXXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  21. Leonardo

    -

    30/08/2012 às 19:31

    Falou o cara de terno e gravata!, você vive sua realidade bela sem saber o que tem no outro lado do muro, tente viver a realidade do mano brown!

    “O mal usa gravata, mesmo!”

  22. Luiz

    -

    22/08/2012 às 2:51

    Cara nesse país está tudo invertido. Vagabundo, ladrão, traficante é herói. E nós professores, médicos, policiais somos nada. E para piorar, as crianças da periferia se espelham nesse tipo ai, no Mano!

  23. DREAD NINJA

    -

    07/08/2012 às 14:04

    Embora Mano Brown não seja um poço de ética, a suas músicas demonstram uma complexidade que só a ignorância de Mano Brown pode permitir e não obstante contraditórias com a nova realidade que o PT permite ao Brasil.
    Revolução de Mano Brown? Ou revolução de superfície?

  24. Rai Souza Costa

    -

    21/07/2012 às 21:29

    Ates de mais nada e preciso ter mente aberta para percebermos que existem diferentes realidades alem das que estamos acostumados, nem todo o pobre de periferia, favela , palafita, lixão ou conjunto habitacional esquecido pelo governo passa pelo mesmo tipo de problema embora passem por muitos, mano Brown cresceu numa realidade em que de fato a policia era comprada pelo governo que invadiam e destruíam os barracos de pais de família que ralavam pra ganhar um salario minimo e os traficantes assim como o crime organizado mais precisamente o PCC amenizou a situação pelo menos em parte segundo entrevista do próprio mano Brown, e preciso lutar com as armas que temos, não faço apologia ao crime e nem critico conduta de órgão publico que em nosso pais corrupto e a maior perda de tempo, simplesmente e preciso analisar os fatos sob a sua óptica assim como a de quem você critica, pra você parece e absurdo ele tratar da criminalidade como algo errado mas nescessario a depender da situação , bem, se precisasse roubar pra sobreviver ou sustentar sua família depois de todo mundo bater a porta na sua cara negando-se a dar um emprego talvez sua opinião fosse paciva de mudanças, não sou criminoso , não compactuo com quem tem esse tipo de pratica, encaro mano Brown como um exemplo de quem deu entrevista pra para o programa roda viva da tv cultura que pelo proprpio nome da emissora subentende-se que so vai la quem tem algo a agregar culturalmente e uma entrevista na mtv que foi gravada no seu bairro Capão Redondo se não me engano do lado de um lixão, ganha dinheiro e nunca abandonou seu bairro, e de pessoas de personalidade que nosso pais precisa para galgar os degraus do progresso e da democracia e não de posers escondidos atras de uma gravata amparados por revistas, desde já muito obrigado

  25. Anónimo

    -

    12/07/2012 às 19:56

    Eu gosto muito do Mano Brown, e sou totalmente contra essa entrevista

  26. Fábio Martins

    -

    10/07/2012 às 11:20

    Sr. Reinaldo Azevedo, foi a favor da ditadura Militar?

  27. Anónimo

    -

    07/07/2012 às 23:13

    Bom,em parte,concordo com você. Eu gosto das músicas dele,não posso negar. Mas ele é contraditório,as vezes diz que o crime não compensa em suas músicas,acusa o “sistema” pelos problemas sociais,e acaba defendendo o tráfico de drogas. E também o “Artigo 157″.

  28. Crisvano

    -

    29/06/2012 às 1:53

    Mano Brown, o problema é que ele parece não ter feito uma escolha do que defender, mas talvez ele veja o lado bom dos dois lados, mesmo no chiqueiro existe amor entre os porcos. Compositor incrível, de palavra forte e comovente, um combatente do sistema.

  29. edson

    -

    21/06/2012 às 11:25

    mano brown a voz do povo um dos maiores rappers de todos o melhor compositor do brasil

  30. Flávio

    -

    22/05/2012 às 17:18

    Mano Brown: O maior letrista brasileiro da atualidade. Salve!

  31. Sérgio

    -

    08/04/2012 às 21:27

    Mano Brown é um palhaço, luta tanto pela liberdade e racismo que proibiu as emissoras de televisionar seu show.
    Babaca hipócrita. E ainda existem trouxas que defendem tal palhaço, viva ao circo Brasil.

  32. Thiago

    -

    09/03/2012 às 14:17

    O iluminati retardaddo e preconceituoso,SER de ideologia primitiva que se acha intelectual.Quando o Mano Brown se refere a invasão do B.O.P.E na favela dizendo que “Os heróis estão presos” ele quis dizer que os heróis na verdade são nada mais nada menos,o povo,que são submetidos a trabalharem 12 horas por dia,pelo seu sitema politico racista e opressor,que fazem milagres com o tal salário minímo,e foram reféns durante o período da invasão dos tais heróis citados pela Midía que colabora com a alienação do povo deste país.Então eu lhe sugiro a seguinte idéia,quando você for ler algum artigo que envolva o povo que diferente de você não nasceu em “berço de ouro” não teve as mesmas oportunidades que você e seus seguidores favorecidos pelo sistema.Procure ser mais humano e racional, abra a sua mente, deixe seu narcisismo social de lado.Iluminati babaca kkk.

  33. maria luiza

    -

    01/03/2012 às 13:26

    NÃO podemos generalizar!existe apologia no termo usado pelo cantor mano brown?existe! porém,não podemos deixar de citar os ‘poliíticos” que ROUBAM e DESVIAM verbas que PODERIAM ser aplicadas muitas das vezes em educação aos jovens de PERIFERIA!VIELAS E CURTIÇOS!!MUITAS DAS VEZES enquanto os jovem de classe BAIXA (PERIFERIA )ESTA batendo “raxinha de futebol” os filhos dos BURGUESES DE CLASSE ALTA ESTÁ EM SUAS AULAS EXTRA CURRICULARES,COMO;MÚSICA PIANO ENTRE OUTROS! o que a sociedade precisa é de OPORTUNIDADE!

  34. Matheus

    -

    23/02/2012 às 16:57

    Tem musica dele que são poemas ouve formula magica da paz, ele fala sobre coisas vividas na favelas ele não faz apologia não ENTÃO ME FALA AONDE ESTA A APOLOGIA

  35. Gabriela

    -

    20/02/2012 às 1:55

    Tem músicas do Mano Brown que ele se transforma num poeta com musicas que abordam os problemas sociais, mas tem coisas que ele diz que realmente não seriam necessárias.Do tipo como ele citou:”Os heróis estão presos”.Gente quem em sã consciência defende a citaçao de alguem que chama de herói quem tirou a vida de um pai de família,ou melhor vamos mais além, que esta apoiando quem tira a vida de crianças e jovens TODOS OS DIAS através da droga e da criminalidade.Quem defende a citaçao de uma pessoa assim é alienada e não chegou nem perto de uma clinica de recuperaçao para dependentes quimicos, quem defende não viu a cena que eu vi de um menino de 7 ANOS desnorteado, chapado pode se dizer assim por causa do efeito da pedra ou (crack),quem defende é porque esquece que tem criança lá fora que sofre abuso sexual para conseguir a droga que o “HERÓI” preso fornece, se esquece que eles morrem todos os dias em confrontos.Fora os sequestros e roubos que eles planejam presos.
    Ou seja quando se defende e apoia alguem que abre a boca para dar uma declaraçao dessa é porque voce é a favor da ideologia dele,e nao venha me dizer voce seu egoista, hipócrita o contrário.Ridiculo é defenderem quem apoia a criminalidade, você que defende é um RIDICULO, rap não quer dizer apologia ao crime seu ridículo.É por isso que o Brasil está do jeito que está, as pessoas não estão pensando direito, e meus parabéns vamos criar uma geração com essa linha de raciocínio fútil aonde se apoiam os criminosos que no futuro poderão dar drogas, abusar, sequestrar e matar os seus filhos e os seus netos.Cuidado, vocês vão acabar conseguindo

  36. alex fc

    -

    06/02/2012 às 13:22

    Artigo 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime: Procura saber por (FACÇÃO CENTRAL) Ai vc tampas os ouvidos, porque vai conhecer o que é apologia de verdade!!!!!!!

  37. Rodrigo

    -

    26/01/2012 às 21:59

    Kara, olha o tamanho da sua ridicularidade, fala em liberdade de expressão e diz: “que os crentes da igreja deste sacerdote da periferia de butique não tentem emplacar comentários aqui. Não passarão!”, acorda kara ! … Ao invés de postar um “post” inútil, vá fazer análises políticas deste país, ao invés de se preocupar com “apologia ao crime”, vá criticar os políticos que assassinam a sociedade! Se liga “Tio Rei”, vc faz parte de uma das maiores midias manipuladoras desse país, hipócrita !

  38. anderson

    -

    17/01/2012 às 22:40

    Alguns anos atrás,Ronaldo(época do “Barça”)desfilava de Ferrari por aqui.Brown disse que quem “pagasse”de boy desse jeito merecia sequestro e diante disso o próprio Ronaldo o processou.Dias desses Ronaldo fez 3 gols e pediu a música Negro Drama por direito no quadro do programa e agora os “caras” babam um ovo pro Ronaldo cantando musiquinha na Globo…..Quanta hipocrisia!!!!!!!!!Sem falar que Brown até o “Sobrevivendo no inferno” era preto.Vendeu 500 mil na primeira semana e no disco seguinte se dizia pardo.E nesse que está pra sair???Sera que já vai estar loiro????

  39. anderson

    -

    17/01/2012 às 22:32

    Olha que agora tem Racionais na Globo fazendo música para o Ronaldo sendo que anos atrás o Ronaldo veio para o Brasil e estava desfilando de Ferrari e o Brown disse que gente assim merecia sequestro.Ronaldo o processou e depois pediu Negro Drama no Fantástico quando fez 3 gols,e agora,os caras fazem música para o Ronaldo….que hipocrisia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  40. WIlson Leal

    -

    12/01/2012 às 1:36

    Não sei quem perdeu mais tempo. Eu lendo ou você escrevendo. Cara os trouxas que vc citou são pessoas da periferia de grande maioria pobres. O que você chama de apologia ao crime, é a educação que o governo oferece para essas pessoas da periferia, que como maneira de se defender ou se expressar transforma violencia em poesia. Isso é chamado de Revolução Através das Palavras (RAP).
    Enquanto existir pessoas iguais a você o RAP será tão agressivo quanto a sua idiotisse facista…
    Abraço!

  41. jonatas

    -

    27/12/2011 às 17:39

    já que tu ta preocupado com impunidade, faça-me o favor, se vc usar seu tempo de sobra pra pesquisar um pouco ai, verá que têm muitos outros crimes impunes que são bem mais graves do que pegar um microfone e agradar milhares de brasileiros!
    RAP sempre!

  42. samuel

    -

    25/12/2011 às 17:59

    Senti uma ponta de inveja nos comentários do proprietário do blog.

  43. Anónimo

    -

    12/12/2011 às 16:15

    lamentável.

  44. fabiano

    -

    07/12/2011 às 23:00

    Esse cara e uma piada viu.como ele fala bobagem como ele reclama tenho pena de vc rapas branquinho dos cabelinhos bons que estudou em boas escolas nao conheceu a fome o frio e o precoceito das pessoas antes da fama. .fama essa que ele pouco se importa deve ser por isso q vc nao aprova nao e un desse indiotas q. Vao pros programas de tv vender suas almas pra midia,os cobaias de audiencia pra redes de televisao encher o saco de dinheiro e se ele cobra 200 ou 500reais e todo mundo vai ne como pode isso,mas vc deve ser do tipo q pagar ate mais pra ver o de luan santana….

  45. Celeste

    -

    06/12/2011 às 15:45

    Caro Reinaldo, o que falar e o que criticar o Brown sendo que em seu texto tem as palavras desse calão: cagão. Machão da cara feia, calça caindo e cuecão à mostra, mesmo sendo um rapper da segunda idade…
    Quem mesmo você estava criticando?

  46. Adriana

    -

    16/11/2011 às 0:34

    CARA!VC NÃO SABE INTERPRETAR UMA LETRA DE MÚSICA??? ACHO QUE NÃO SÃO APENAS COMUNIDADES CARENTES QUE ESTÃO PRECISANDO DE MELHORIA NO ENSINO.AFFF!!

  47. Desconhecido

    -

    02/11/2011 às 10:58

    E complementando a belíssima exposição, qual a razão por não haver funk universitário… Há pagode universitário, sertanejo universitário, rock universitário, axé universitário. Simples a grande maioria do pessoal seguidor “dos mano” não passam da quarta série do ensino fundamental…

  48. Celso

    -

    20/10/2011 às 7:59

    esse cara ai não sabe o que é musica de verdade ele dever viver de sertanejo é um playboy otario, véi RAP é CULTURA que seu filho curte RAP NACIONAL.

  49. paulo daniel

    -

    18/10/2011 às 7:36

    Como pode um ser que vive do jornalismo não compreender a mensagem do CARA.. Quem sabe se parasse e ouvisse as musicas do inicio ao fim mudaria sua desnecessária opinião. Mas tem que ter cérebro pra compreendert, não é assim tão fácil quanto parece.

  50. wanderson

    -

    25/08/2011 às 22:00

    esse maluco ai é um ignorante,ontes de julgar e falar merda ele devia proucurar entender a letra das musicas,mais acho que ele ñ tem inteligencia pra isso…

  51. sei lá

    -

    13/08/2011 às 18:59

    Esse maluco aí deve curtir Racionais rsrsr… Qual será que é a preferida dele?.. “entrei pelo seu rádio você nem viu”. Ei Reinaldo, faz um rap pra galera pow. ‘BRANCO DRAMA, ENTRE PLAYGROUND E …. Vou deixar o resto pra você rimar. Graças a Deus estou passando por esta vida como pobre, só assim me livrei de ser um fraco como esse c a r e c a.

  52. Rodrigo

    -

    13/08/2011 às 16:22

    Cara esse Reinaldo Azevedo não sabe o que fala… pq o Sr não vai falar mal dos politicos que estão por ai roubando dinheiro em cuecas, roubando dinheiro do povo e continuam em liberdade… onde os hospitais estão em estado de calamidade publica… mas não, o senhor nunca deve ter entrado num hospital assim, por isso não lhe faz mal, agora o que te incomoda é quem sabe o que diz e cutuca na ferida, é fácil falar dos que estão do lado do povo, dificil é falar de quem tem o poder atraves de uma caneta né ? Vai falar do Maluf, do Palocci, José dirceu, Dilma e Cia… ou vc tá com medinho ???

  53. Phelipe Rennan

    -

    03/08/2011 às 14:43

    Ao ler o comentário desse homem, que não fiz questão de gravar o nome, pequei e o julguei, notei uma coisa curiosa, uma coincidência curiosa com o que interpretei sobre ele e o que ele acusa o sr paulo soares, vi que ele, nada mais é, do que o homem que veste suas próprias acusações, aponta e acusa um homem, que como qualquer outro ser humano, não é perfeito, mas que, em se tratando de retratar sua realidade, iguala-se a grandes mestres literários… Não posso afirmar que todos se sentem assim, mas toda a vez que ouço as musicas do mano brown, sinto como se estivesse lendo um livro, pois a riqueza de detalhes me faz sentir assim… Mas, chamar um homem que se manteve firme mesmo depois de tantas pressões, tantas tentações, um homem que nasceu, cresceu, permaneceu e provavelmente irá morrer em sua cidade natal, de aproveitador, fatalmente toma o sentido contrário a intenção… Eu tinha a intenção de escrever muito mais, confesso que com a intenção arrogante de dar uma lição de dar uma lição a esse homem aproveitador, mas os comentários que já li já fizeram isso por mim… gostaria apenas de fazer um desafio a esse homem… O senhor já ouviu falar em, Sarney, Maluf? Eu te desafio a encontrá-los em alguma prisão por aí.

  54. Renan Felipe dos Santos

    -

    30/07/2011 às 23:02

    Na boca de vitimistas revanchistas, ladrão vira herói. Heróis são os favelados que conseguem entrar numa faculdade e arranjar um emprego digno, formar uma família e educar seus filhos dentro da moralidade… não essa escória da humanidade que vive de oprimir com armas e drogas os próprios irmãos. Esta corja não só não é formada por ‘heróis’ porra nenhuma, como é a expressão máxima do culto ao fratricídio e ao banditismo que se ensina neste país.

  55. Wellington

    -

    24/07/2011 às 2:19

    É muito bom ver representates ‘dos que nunca foram ouvidos’ incomodando, e o melhor, ver eles serem atacados: “gente que acredito, gosto e adimiro, brigava por justiça e paz, levou tiro; Malcon X, Ghandi, Lenon, Marvin Gaye, Che Guevara, TuPac, Bob Marley, e o evangélico, Martin Lutherking…” essas foram palavras do pensador Mano Brown, mas se querem mais aí vai: até Jesus (que foi quem fez o certo, e, na minha opnião o maior líder, revolucionário, pensador, que já existiu em todos os tempos) foi mal compreendido pelo povo, perseguido pelos escribas, mestres da lei, farizeus, sacerdotes, e todos os líderes do povo judeu da época e morto por eles, e sempre foi assim. A verdade dói mas liberta.

  56. fernando

    -

    20/07/2011 às 11:36

    Concerteza va continuar recebendo comentários indignados com sua falta de compreensão e censo. Criticar com tal aspereza alguém que tem uma aceitação grande por diferentes classes sociais, que atinge públicos tão divergentes, tem uma única explicação: Fazer fama com sua ferramenta. Ganhar repercussao difamando uma personalidade (pouco considerada por muitos). Quero ver você, que se diz com ímpeto de superior ter repercussão com algo que realmente acrescente algum valor à sociedade. Ele faz isso e você? Não faça de sua coluna uma vitrine de fofocas. Francamente.

  57. julianagulnara@gmail.com

    -

    24/06/2011 às 13:37

    caro colega, sou advogada e digo, que apologia ao crime é a impunidade de Autoridades Juridicas. exemplo, o promotor de Ubatuba, ” esqueceu na geveta ” um processo ambiental onde ele possui uma casa na gleba em demanda. Mano Brown é cultura popular deste pais. É um vencedor

  58. Thiago wilkins

    -

    30/04/2011 às 0:08

    Reinaldo, vc estudou tanto jornalismo e nao sabe o que e ”inferencia textual”? Eu sou de classe pobre! Com orgulho! Sou estudante do Instituto Federal do Maranhao. Mas sou 1 em 1milhao! Pois muitos nao teram a oportunidade que eu tive.
    Sabe porq?
    Pois o sistema(politicos e empresarios que alienam os trabalhadores e favelados como eu e o MANO BROWN) limita nossa vida e ganham em cima da gente e de vc tbm! E lamentavel alguem como vc ser redator… Ou sei la o q que vc e! No dia que vc passar fome vc vai entender MANO BRAWN! RAP E PARA POBRE Q NEM EU! NAO E PARA PLAYBOY!

  59. cat

    -

    21/04/2011 às 10:55

    Heróis que o Brown quis dizer são aqueles que desde pequenos não tem oportunidade alguma,jogados pela rua e que se tornam ladrões!

  60. 012

    -

    12/04/2011 às 10:41

    “Não é moda quem pensa incomoda. Não morre pela droga, não vira massa de manobra.”
    Você fala de apologia? Mas não existe apologia maior para o crime que o um criança pedindo esmola a qual eu você e ninguém faz nada para mudar o destino ‘traçado’.

    “Ordem e progresso e perdão. Na terra onde quem rouba muito não tem punição.”

  61. Renato

    -

    11/04/2011 às 17:52

    Acho que ele deveria chamar de Herói Gilmar Mendes e sua turma do Supremo.

  62. wendell

    -

    07/04/2011 às 21:20

    mano e assim quem gosta de racionais apoia quem nao Gosta Engole* *-*

  63. wendell

    -

    07/04/2011 às 21:19

    Mano e assim quem gosta Apoia quem nao gosta Engola num ferr4 !!

  64. tonhao

    -

    04/04/2011 às 0:32

    mano brown eum demagogo petista que so fala bobagens

  65. Ana Cristina

    -

    02/01/2011 às 14:30

    Vamos la
    Após ler seu texto Reinaldo e também os comentarios aqui fico me perguntando como tantas cabeças pensantes de tantas pessoas instruidas e pertencentes á classes de pessoas “de bem ” como disse Vinicios em seu comentario não foram capazes de compreender o raciocínio de Mano Brown!Diferentemente de voces Suplici consegue graças a Deus! Mas vamos la
    Qual exatamente é a função e o dever de um Heroi? Matar os bandidos, matar quem comete a violencia original certo?
    Pergunto á voces então onde está a violencia original?
    Que classe vem durante seculos roubando e oprimindo os trabalhadores que verdadeiramente construiram esse país?
    Quantos desses trabalhadores morrem por dia por falta de saúde publica e condiçoes basicas de sobrevivcencia?
    Antes que voces me digam e queiram dizer ao Mano Brown que HEROIS são esses trabalhadores que vivem na labuta de sol á sol lutando como podem por sua sobrevivencia eu lhes digo o que Mano Brown diria. Esses servem ao sistema, sofrem, não reagem agressivamente contra quem os explora!São guerreiros mas não são Herois como os dos filmes e historias em quadrinhos que matam quem é do mal!
    Sim é duro de ouvir isso!!!
    Sim não gostamos nós cidadões Honestos e de classe media saber que temos uma divida a ser paga!
    Mas devemos no minimo ter a consciencia de que a violencia que sofremos dos bandidos das favelas é sim uma resposta á violencia original!
    A violencia da exclusão! Da exploração do trabalho! Da negação ao direito de SER!
    Forte a declaração do Brown né! Chocante pra nós!
    Voces deveriam ficar chocados também é com esses bandidos politicos que matam centenas de pessoas só com uma caneta!

    Entenderam agora o que o povo sem instrução sabe e o que pessoas de carater como Eduardo Suplicy sabe ou precisam que eu desenhe pra voces?

    Mano Brown mandou bem em falar assim num lugar com ingressos caros sem dar muitas explicaçoes e assim chamar a atenção de pessoas como voce Reinaldo e tantos outros que aqui comentaram! É Assim que ele faz o preconceito existente vir a tona! Voces mostraram aqui em diversas expressoes o quanto seus valores são equivocados!

    PAZ, AMOR E JUSTIÇA !

  66. Thiago

    -

    29/12/2010 às 17:10

    Reinaldo, normalmente não concordo com o que você escreve, mas desta vez, dada a ‘genialidade’ do comentário do Mano Brown, não posso deixar de endossar sua reprovação quanto ao que disse o rapper. Se ele pelo menos chamasse de heróis os moradores das comunidades oprimidas e não os bandidos…mas considerar os traficantes heróis é de uma ‘miopia’ indefensável.

  67. It's me

    -

    27/12/2010 às 2:42

    Criador desta coluna e blogadores digam para mim: O que siginifica ser homem e o que é cultura brasileira.

  68. Iza Olindrade

    -

    26/12/2010 às 13:37

    Lamentavel…. o mesmo que dizer: – um “baseadinho” só é inofensivo…num dá nada… toneladas e toneladas de “baseadinhos” apreendidos no Morro do Cruzeiro provam isso… “mal nenhum”…. triste demais…. ô pensamento mais “egoista e ignorante”… “meu umbigo, meu mundo”…
    “- o problema é na comunidade.. eu que consumo drogas num tenho nada a ver com isso.. a pobreza que é responsá bel por isso” coisa mais fraca.

  69. Juliana

    -

    26/12/2010 às 12:16

    Ops!Corrigindo: piada de mau gosto!

  70. Juliana

    -

    26/12/2010 às 12:02

    É a Revolução dos Bichos! São os porcos no poder! É a era da inversão de valores, e qualquer dia, os cidadãos de bem serão presos por ganhar dinheiro honestamente!
    Mas pior do que as declarações idiotas deste bandido travestido de ídolo é abrir o jornal e ler que os presos beneficiados com o indulto de Natal (que nem deveria existir) entraram com ação de habeas corpus para não usar a tornozeleira na saída do presídio, por se considerarem vítimas de bullying e feridos na sua dignidade humana. Só pode ser uma piada de mal gosto, não?

  71. Lays Guerrero

    -

    26/12/2010 às 10:12

    Mano Brown assina o diploma de MAIOR IDIOTA VIVO quando começa a falar!
    Ele é o maior babaca do mundo, que vem falar que preso é mais importante que ‘gente’!

    Devia perder a fama dele, ficar pobre de novo e voltar para a favela (que agora, com certeza, está longe da sua mansão) e perder a chance de falar o que pensa e ser levado a sério!

    Ladrão é mais importante que gente honesta, pois enche o bolso dos babacas para defendê-los em suas músicas!!

    Mano Brown e leva suas ‘ideologias’ se estivessem escritas em papel não serviriam nem para enrolar peixe!!

    E parabéns pelo texto, não tenho por onde concordar mais!!!

  72. Wélington Carboni

    -

    26/12/2010 às 9:59

    Acho também que ele é um herói, e dos bons. Pena que os bandidos ainda não o trancaram.

  73. joao

    -

    25/12/2010 às 15:39

    heroi atira na cabeça de aposentado ?
    heroi vende droga pra matar adolescente
    na cracolandia?
    heroi são os policiais da rota que ganham mal,
    mas tem orgulho de prender esses canalhas.

  74. Sandro Chagas

    -

    24/12/2010 às 16:05

    Quem são os verdadeiros heróis ? Os que queimam repórter , que ameaçam a população das favelas a serem conivente com seus crimes , ou que aliciam menores a trabalhar como aviãozinho e os pagam com veneno ?

    A mídia adora bajular ele . Fizeram a mesma coisa com o Lulla por muito tempo .

  75. Almirante Kirk

    -

    22/12/2010 às 19:24

    RESPOSTA AO metidiço esquerdopata “William”
    -21/12/2010 às 22:39:

    Caso você AINDA não saiba,este blog tem dono:Reinaldo Azevedo!
    Você deve ser novo por aqui!
    Aproveito o ensejo para esclarecer:este blog é uma extensão da casa do caro Reinaldo;logo,só são aceitos os comentários que o grande e digno Jornalista aprovar!

  76. Arthur

    -

    22/12/2010 às 13:54

    Quem é esse lixo? É o típico caso do “Não ví e não gostei”.

  77. joão carlos

    -

    22/12/2010 às 12:06

    Os heróis que ele cultua urinaram nas calças, correram mais rápido que o Usain Bolt, não alimentam nem os filhos que fazem, enfim, são um lixo!

  78. Leonardo

    -

    22/12/2010 às 1:43

    O Alemão e a Vila Cruzeiro são a prova viva do resultado que trás esse pensamento do “mano” braun.

  79. Dondoka

    -

    22/12/2010 às 0:13

    Perfeito Reinaldo ODEIOOOOOOOOO esses babacas que criam personagens p/ tirar dinheiro dos panacas que acreditam nessa marra de marginal, pergunta p/ ele do AUDI na garagem dele.Será que é coisa de playboy?

  80. Renata

    -

    21/12/2010 às 23:50

    Tio Rei,
    .
    Lembrando que o ‘Mano’ defendeu uma socialite de ficha corrida…
    .
    No link, a capa da revista que ele estampa com sua amiga. Título da matéria “A Daslu conquista a favela”:
    .
    http://saravaclub.blogspot.com/2006/05/chacota-nria-que-foi-paga-na-caruda-o.html
    .

  81. William

    -

    21/12/2010 às 22:39

    Imagino que a polarização ideológica e partidária daria muito trabalho à moderação de comentários do Blog. Agora, simplesmente transformar o espaço em um fórum de pensamento único, em que todos concordam com o autor, é patético.

  82. Ludovico

    -

    21/12/2010 às 19:05

    Perfeito esse teu post!!! É tudo que eu também penso dessa merda de Mano Brown, e dessa cambada de intelectuais de miolo mole que tratam aquele infeliz como se fosse um poeta.

  83. Almirante Kirk

    -

    21/12/2010 às 17:08

    Parabéns pelos seus comentários,caros “Patricia Huxley” e “Perseus”!

  84. Carlos RM

    -

    21/12/2010 às 15:14

    O remédio é CANA pro marginal.

  85. A. BACCELLI

    -

    21/12/2010 às 15:12

    SUMIRAM TODOS OS COMENTARIOS. QUE MAL EU PERGUNTE : O QUE ESTA’ ACONTECENDO. ? NAO DEIXE A GENTE PERDER TEMPO, REINALDO !

  86. inseto BOLA

    -

    21/12/2010 às 14:47

    há toda uma esquerda de botequim, no Brasil, que adotou a tese do bandido “coitadinho-obrigado-a-ser-bandido-por-ser-pobre”, tese das mais furadas, porque eu vim da pobreza e a imensa maioria dos pobres que conheço é honesto e muito trabalhador. E ODEIAM BANDIDO. Aliado a isso, há o papo besta da luta de classes que também foi botiquinicalizada e virou uma justificação do crime. Ah, “ele assaltou mas é porque ele é um injustiçado social”… haja saco pra aturar isso. No meio disto tudo surgem artistas que sentem que seu ressentimento casa com o discurso esquerdo-babaquara, e vão em frente, repetindo as bobagens da esquerda sem conteúdo.

  87. everal rimbald

    -

    21/12/2010 às 14:39

    Nos meus anos de filho da Puc, nosso C.A estava fechado, era ponto de consumo de drogas, e tinha até umas duas mocinhas que lá faziam ‘atendimento íntimo’. Foi, até onde me lembre, o últiimo ano de funcionamento do DCE, onde o pessoal fazia trilha numa mesa que era totalmente visível de fora, e mandava a gente sair. Atrapalhávamos. A partir dai a coisa funcionava sob um tal de Conselhjo dos Centros, que era da patota legal… ninguém era eleito, a alguns ganhavam dos traficantes. Afinal, da última vez que invadiram a PUC, que me lembre, foi quando passavam aquele filminho ruim do Godart, e deu notícia a nível nacional; e logo o lugar virou QG de bandido.
    Mas voltando à vaca fria… lá sempre tinha passeata e ato público pela liberalização da maconha… Mas só que eram sempre ‘passeatas internas’, com muita gente fumando. Lembro-me de ter oferecido ajuda aos caras, expliquei que não era consumidor, porém que sim defendia o direito às manifestação, sobre seja lá o que for, e que por isso iria com eles, sob uma única condição: que fizessem a passeata no centro, em frente ao Batalhão da Rota, todo mundo com um baseado na mão e cartazes na outra.
    Afinal, o problema não era que a polícia prendia? Não adianta pregar para convertido, o negócio era era ir lá fumar na cara dos ‘homi’.
    Ninguém topou. Onde será que estava a valentia revolucionária?

  88. Rinaldo

    -

    21/12/2010 às 13:52

    Não iria a um show desse sujeito nem de graça.
    Trouxa é quem paga 200,00 para ver mer…cadoria dessa.

  89. Patricia Huxley

    -

    21/12/2010 às 13:34

    Perseus -20/12/2010 às 22:12

    ahahahahah, essa foi boa… Mano Brown + Preta Gil = Brownie, the Black. Olha só, o cara, imita os rappers americanos, se veste igual, quer levar uma vida igual e se diz defensor dos pobres manos, que assaltam, traficam, matam e sequestram por culpa da sociedade. Até o começo da “carreira” dos Racionais, o discurso era até o inverso. Haviam letras em que eles mostravam que o crime não compensa e a ideia deles era passar esta mensagem, pra quem não os conhece. Exemplo disto é o rap “Tô ouvindo alguém me chamar”. Quem já ouviu sabe o que digo. O problema todo é que o discurso anti-crime, anti-drogas se transformou em 2002/2003 em apologia ao crime. O que é lamentável. Mais lamentável ainda é o cara viver montado no dinheiro, se drogando, exatamente como os bandidos grandes. E pra coroar, o moleque da periferia cultuando estes mantras em “dialeto” criminês e seguindo a bela carreira de bandido em detrimento de uma carreira acadêmica. Bandidagem não é falta de escolha como prega o mano Brown, mas sim, falta de vergonha na cara, falta de caráter.

  90. Chacon

    -

    21/12/2010 às 13:14

    Olha Henrique Mendes, já que você disse “vocês” quer dizer que eu estou incluido nesse seu comentário, no mínimo burro. Você, sim não sabe nada, você não sabe o que eu passei na vida para me chamar de burguês, imagino que você nem saiba de onde vem este termo e nem porque, mas chamar de burguês dá para entender o quanto o pensamento petralha é atrasado.
    Você é um IDIOTA: entrar no blog do Reinaldo Azevedo, ou seja lá qual for e fezer de conta que não sabe o nome da pessoa para tentar dar um ar de despreso??? Seja menos moleque, pense grande, não seja mediocre. Eu não sou influenciado por ninguém, eu sei muito bem o que quero da vida, e você, como já disse não sabe o que passei para me chamar de burguês. Você deve ser um garoto que acha a cara do Che linda e usa suas camisetas, sem nem saber o que esse montro fez. Cai no mundo, crime é crime, apologia ao crime é apologia ao crime, e está na lei. Não gostou?, procure seus direitos, enquanto os tem, logo logo não vai ter mais. Abraço

  91. Ricardo-PR

    -

    21/12/2010 às 13:01

    Adorei o post.

    Sempre achei esse Mano Brown bizarro demais, mas não conseguia um termo pra ele, acho que “Marginal de butique” é mesmo o mais adequado.

  92. c.c. a patrulha

    -

    21/12/2010 às 10:31

    Caro Reinaldo,
    O cara botou fogo literalmente na VIRADA CULTURAL DE SÃO
    PAULO, o problema dele não é com o BOPE e sim com a ROTA.
    Alô, alô, galeria 24 de maio!

  93. J.Camargo

    -

    21/12/2010 às 9:59

    Se porventura, bandi… ou melhor, heróis, invadirem sua mansão, e este senhor tiver a oportunidade de fazer alguma coisa, o que será que ele fará: ficará muito feliz por poder contribuir com parte de seu vasto patrimônio com os “correrias” que também precisam sobreviver, ligará para outros “heróis” pedindo ajuda, ou simplesmente teclará 190?.

  94. INHAME INHAME

    -

    21/12/2010 às 0:10

    fetiche das branquinhas…

  95. maria-maria

    -

    20/12/2010 às 23:56

    Esse energúmeno é o representante legítimo daquilo que, segundo os padrões do lullo-petismo, constitui a cultura popular que abocanha verbas públicas fabulosas.A tal bolsa “cultura” destina-se à divulgação desse tipo de lixo.

  96. Douglas Salvarez

    -

    20/12/2010 às 23:31

    Até o Luciano Huck disse que aquela gente que ajudou os traficantes no Complexo do Alemão deveria ser ANISTIADA. No programa gravado na favela ele perguntou a um menino “por que você não virou traficante?”. Tudo isso acompanhado daquele cara paz e amor da erva do afroreggae. Lastimável.

  97. gaúcha indignada

    -

    20/12/2010 às 23:28

    Cadeia nele urgente!

  98. brunatto

    -

    20/12/2010 às 23:21

    na cara do bope ou da rota ele não fala nada,fica bem mocinha!

  99. Prof Helena

    -

    20/12/2010 às 23:19

    Brasileiro malandro de verdade tem fobia americana da boca prá fora e filia demais boca a dentro. Essa história de calça caindo e cuecão aparecendo é código nos presídios americanos. Leia-se: disponível sexualmente. E a moçada acha o “must”.
    Esses são os nossos The Best(as). Ostentam um símbolo sem saber do que se trata.
    Abç (A propósito, Feliz Natal a vc, família e equipe)

    w

  100. artupa

    -

    20/12/2010 às 23:03

    É tudo vigarista e bandido da pior espécie. O negócio deles é o vil metal mesmo. Tão pouco se ligando prá oprimido. Esses são usados como escudo para a criminalidade. São gente sem talento, sem competência, sem cultura…ignorantes mesmo!!! E pior..acham que fazem algum tipo de arte..PORCARIA PURA. O LUGAR DELES É NA CADEIA…

  101. Max

    -

    20/12/2010 às 23:02

    Finalmente vejo alguém lúcido o suficiente em não cair nesse papinho medíocre do “Sr. Mano Brow”. Qualquer um que tiver bom senso e analisar as letras desse pseudo-músico pode constatar que há apologia ao crime e glorificação ao banditismo sim. Parabéns pelo texto, estava mais do que na hora de alguém reagir às abobrinhas que esse cidadão desfere.

  102. FERNANDO

    -

    20/12/2010 às 23:00

    Nobre Reinaldo, parabéns! Você acertou na veia desse mané travestido de rapper. Mano Brown, quem é esse delinquente?. Ah, sei! É aquele cara rabugento que se acha o tal, e que defende os heróis e amiguinhos narcotráficantes no brasil e faz apologia abertamente ao crime, agora sei quem é! Será que ele tem coragem de ir para cima do BOPE? Longe da galera do BOPE a coragem é tamanha e espetacular, perto a história muda, não é Mané Brown? Esse é o pensador, revolucionário, protetor e defensor dos criminosos na república dos PTralhas! Em breve Mané Brown deve ser convidado para ser o garoto propaganda institucional do Ministério da Justiça do novo governo. Fazer o quê hein? E dá-lhe apologia ao crime! Quem vai deter Mané Brown? Com a palavra o futuro Ministro da Justiça, ” Chapolim Colorado “!!!

  103. bil

    -

    20/12/2010 às 22:40

    Quem é esse cara?

  104. Carlos Vendramini

    -

    20/12/2010 às 22:36

    Apologia ao crime virou lugar comum neste país. Parece algo “chique”. É de uma decadência moral sem par. E não somente o insignificante mano brown. Gente como Lula, Sérgio Cabral, Maria do Rosário, André Lázaro, Carlos Minc, inclusive o próprio FHC, entre tanto outros bacanas, vão dando o exemplo para a massa.. ;-)

  105. Perseus

    -

    20/12/2010 às 22:35

    CRRÉÉÉEEEDDOOO TIO REI! Uncle King, falando em “rapper da terceira idade de calça caindo e bunda magra à mostra”!! Que cena revoltante. Socorro,é muita pederastia.
    Manda esse Mano Brown lá pro alto do morro ter um “encontrinho” com o Bope.
    Que igreja ele frequenta, Tio,? o blog vai ser empastelado pelos crentes!!! Help, é muita pederastia mesmo. ODDEEIO essa vagabundagem de rapper, funker, e rebolagens boçais. Vão trabalhar, ô sindicato de urubus.

  106. Margot

    -

    20/12/2010 às 22:18

    Esse cara não já esteve no xilindró? Então tá excplicado…

  107. Perseus

    -

    20/12/2010 às 22:18

    PASSA O RODO NISSO AÍ, BOPE !!!

  108. Perseus

    -

    20/12/2010 às 22:14

    Mas quem em são consci~encia paga 200 reais para ouvir um vagabundo desta magnitude falar, cantar, cuspir ou / e respirar
    Êh -êh, gente…que é isso.

  109. milque

    -

    20/12/2010 às 22:09

    Não era hora de alguém ( um “oposicionista” ??? ) redigir documento relacionando as promessas de campanha e de governo que não foram cumpridas e REGISTRÁ-LO EM CARTÓRIO ?

  110. Perseus

    -

    20/12/2010 às 22:08

    Maria Rita Kehl está na capa de uma revista aí…
    Ela faz parte do “vagalhão de mocréias” do governo Dilma.
    É de arrebentar parapeito !! E assustar lobisomem !!!

  111. Regina Moutinho

    -

    20/12/2010 às 22:05

    Nem de graça assistiria ao show desse cara.
    Cadeia nele.

  112. Dada

    -

    20/12/2010 às 22:04

    Tem que falar mesmo, Rainaldo, pois trata-se de um crime.

  113. Heitor

    -

    20/12/2010 às 22:03

    É cômico também que a Globo de trela para uma pessoas dessas. É como dançar sobre o túmulo de Tim Lopes. Essa Globo … Mano Brown deveria ser mais macho, e morder a orelha de alguém se quer aparecer. Igual ao Mike Tison. Elogiar criminoso é meio Demodé.

  114. Daniel

    -

    20/12/2010 às 22:02

    Uau, essa foi boa.

  115. É isso aí

    -

    20/12/2010 às 21:59

    MANO MARRON É UM BABACA MESMO. SÓ OS OTÁRIOS DA PERIFERIA E OS RIQUINHOS TROUXAS PAGAM PRA OUVIR ESSAS BOS – TAS QUE ELE E OUTROS EMECIS DAS FAVELAS PROPAGAMPOR AÍ. CANA NELES QUE VIVEM DE APOLOGIA AO CRIME. CANA NELES!

  116. Heitor

    -

    20/12/2010 às 21:58

    É cômico esse tal de Mano Brown fazer show a R$ 200,00 por cabeça e exaltar criminosos e assassinos como heróis. No RJ uma turma de DJs foi presa por apologia ao crime. Ele quer ser preso e posar de herói da bandidagem e herói de mauricinhos metidos a traficantes. O próximo show poderá cobrar R$ 300 por cabeça e existe trouxa que pagará só para parecer antenado no meio do banditismo. Devemos ignorá-lo. Aliás, nem sei quem é.

  117. Paulista

    -

    20/12/2010 às 21:57

    Reinaldo não perca tempo c esse ser, se ele tivesse juizo, se acanharia pelo que fez, na Marginal Pinheiros com um Chevrolet NY4444, a uns anos atrás, eu estava lá e assisti uma das coisas mais triste que uma pessoa de bem pode assistir, um pai morto, uma família estirada no asfalto, uma kombi que a família usava para seu sustento, e essa turminha toda fazendo cara de mal, vão plantar batatas, uma coisa é certa, Deus existe e não ficará de graça…
    por outro lado, vai saber quem era mano rogério…

  118. Roberto Alves

    -

    20/12/2010 às 21:57

    Provavelmente para ele Tim Lopes também não é heroi…

  119. antonio

    -

    20/12/2010 às 21:54

    eu nem sei quem é o imbecil,ainda estou escolhendo bem oque quero.

  120. didi iashin

    -

    20/12/2010 às 21:52

    Aliás, quer coisa mais “restart” que calça caindo e cueca à mostra?
    Viadagem pura!!

  121. Camada von Ozonio

    -

    20/12/2010 às 21:51

    NANO BROWN, O CARA CHEIO DE FEZES….

  122. Willian

    -

    20/12/2010 às 21:51

    Quando li essa notícia fiquei tentando entender o que poderia passar na cabeça de um cara desses, sei lá, algum sentido poético pra isso. Mas não tem. Lugar de bandido é na cadeia. Como assim os herois estão presos? Se é que existe preso injustamente,o fato não o tornaria um heroi. Então de quem esse filosofo de merda está falando?
    Só mesmo o tio rei pra lembrar dessas asneiras que passam em branco, ou pior, são vistas como frase de intelctualzinho da favela revoltadinho.

  123. Vinicius

    -

    20/12/2010 às 21:50

    No Brasil pensador são os que em qualquer lugar do mundo são considerados como grandes idiotas. Por aqui não temos fã de Hugo Chaves, Fidel e outros idiotas. Aqui o legal é a cultura, bonitos mesmo e a criançada dançar capoeira, jogar futebol as meninas sonharem ser rainha de bateria. Pra que ciência? Qual a utilidade de formar pesquisadores nessa terra, bonito mesmo é ter fama de festeiros. Esse babaca ai chamado mano brow, que ja tem um nome pra la de suspeito pensa que é algo, ja esta entrando na terceira idade e nunca disse nada que fizesse algum ser pensante a refletir, basta olhar onde as musicas dele faz mais sucesso, lugar que nenhuma pessoa de bem possui a menor vontade de conhecer.

  124. José

    -

    20/12/2010 às 21:48

    É isso mesmo Tio Rei, não sei como tem gente que paga duzentas pilas para ver esse mane destruir a língua portuguesa e fazer sua apologia barata ao crime.

  125. Ubiratan Avênia Puertas Olivério

    -

    20/12/2010 às 21:47

    O Suplicy é fã desses oprimidos dos Radicais MC’s. O que eu quero saber qual oprimido tem R$ 200 para gastar nesse show.

  126. VIEGAS

    -

    20/12/2010 às 21:46

    Desculpe mas um nome ele deu, …LULA

  127. FELIPE

    -

    20/12/2010 às 21:45

    Eu li essa reportagem – Monica Bergamo, se não me engano -e, isso, é lamentável. Ainda bem que existem blogueiros como você, que não tem medo de ser “morno”.

  128. Matheus Costa

    -

    20/12/2010 às 21:45

    Boa noite Rei.

    Ele tb poderia estar se referindo, aos MC´S q foram presos, por fazer apologia ao crime lá no Alemão (os herois, dele calo, ñ os meus), por mim, esses MC´s podem ir todos presos, até o MVBill, q já foi preso, e o GUGU fez até campanha pra o libertar,kkk

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados