Blogs e Colunistas

20/12/2010

às 21:40

Ah, não! Fala de Mano Brown é coisa de mocinha; enfezado da cara feia tem de ter coragem de fazer apologia do crime

Em outubro de 2007, dei um pau no tal Mano Brown, que ganha dinheiro de trouxa estuprando a língua portuguesa e fazendo cara de mau, e, acreditem, chegam comentários até hoje me tachando, por isso de reacionário… É, vai ver sou mesmo. Lembro-me  de  um antigo Roda Viva com esse cara — sim, ele foi convidado e foi tratado como pensador  — e do ar embevecido de Maria Rita Kehl, a “intelectual” dos bacanas se rendendo ao charme do rebelde primitivo que faz fru-fru para a indústria cultural. Como isso tudo é desagradável, não?

Leio na Folha que a Racionais MC’s, a banda que ele lidera, deu um show num lugar chamado Royal, em São Paulo, a R$ 200 por cabeça.  O Mano fez algumas declarações: que o qualificam a ser líder de bando. “Em São Paulo, os nordestinos construíram a cidade e são tratados que nem cachorros. Mas o presidente é nordestino. E tá indo pro terceiro mandato, porque agora é Lula de novo”. E depois: “Para mim, o Bope não é herói. Os heróis estão presos.”

É isso aí! Os heróis estão presos? Bem, então Mano Brown considera “heróis” os líderes do narcotráfico, certo? Liberdade de expressão? Claro! Ele tem toda, inclusive para responder por apologia do crime. Pediria ao rapper que fosse só um pouco mais específico, defendendo alguns nomes e os crimes por ele praticados. Esse negócio de falar que os “heróis estão presos” é o que, na minha periferia, a de antigamente, a gente chamava de “coisa de frutinha” ou “coisa de mocinha?”. Sem preconceito — quer dizer, era o preconceito daquele povo primitivo.

Se Mano Brown é mesmo valente, ele tem de dar nome aos heróis: “Ó, Marcinho VP é legal; ele trafica, mata, manda queimar inimigos numa pira de pneus; quem faz isso é herói. O Bope é coisa de bandido; o Beira-Mar também é gente boa por isso!”.

Se Mano Brown é mesmo tão enfezado quanto aquela cara que ele faz para ganhar uns trocos dos idiotas, ele tem de desafiar o Artigo 287 do Código Penal, sem dar chance para advogados ficarem fazendo firula:
Artigo 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime:
Pena
– detenção, de 3 (três) a 6 (seis) meses, ou multa.
Bem, e sem essa de multa, né?, que também é coisa de cagão. Machão da cara feia, calça caindo e cuecão à mostra, mesmo sendo um rapper da segunda idade — que coisa melancólica!—, tem de ser porreta; ir lá e conviver com os “manos”! Ah, sim: os crentes da igreja deste sacerdote da periferia de butique não tentem emplacar comentários aqui. Não passarão!


Por Reinaldo Azevedo

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

130 Comentários

  • talita

    -

    6/8/2014 às 5:30 pm

    Não concordo com nada disso… adoro o mano brown…

  • Rafael

    -

    12/6/2014 às 2:42 am

    No meu ponto de vista, as letras são pesadas e retratam a visão que o bandido tem, o que ele pensa e faz! não faz apologia, não diz o que é certo ou errado, todas as letras o personagem é o bandido, mas nunca diz olha isso que ele faz é certo, acho que a música é pra assustar mesmo, o ladrão na letrras sempre tem a vida curta e eles exaltam o trabalhador honesto, bom eu que ouvi várias músicas e prestei atenção nelas tenho essa opinião, a maioria que julga ouviu e só entendeu as partes de crime e morte

  • Tiago Maves

    -

    14/2/2014 às 4:31 pm

    ReinaldoXXXXXXX na cascuda!

  • Sandro

    -

    14/1/2014 às 1:46 am

    Morei no Capão Redondo, mais precisamente no Jardim São Bento por 29 anos e hoje tenho 39.
    Pois bem…posso dizer sem medo de errar e sem ninguém com moral para me contestar que todos que defendem e admiram esse idiota útil chamado Brown, são como ele marginais e pessoas sem nenhum caráter. Que não admitem e nunca admitirão que eles próprios são os culpados por suas vidas miseráveis! E quando digo vida miserável não digo apenas no sentido econômico mas também no sentido intelectual e moral. São pessoas vazias, medíocres, invejosas, racistas, desonestas e que ainda tem a cara de pau de vir com esse discurso pseudo revolucionário. E essa Marcia Santana com essa conversinha mais batida que papo de botequim, sobre políticos de Brasília que roubam, justificando que as bandidos traficam e roubam por causa disso. Nunca ouvi tamanho absurdo! Só pode ter saído da boca de mais uma fiel do tráfico que idolatra esses vermes que destroem famílias e vidas. Ela esta afirmando que todos os pobres são pessoas sem moral e sem dignidade como eles (Bandidos)e manos Brown da vida.

  • Rogerio Cardoso

    -

    7/12/2013 às 4:55 pm

    Morei na periferia de Diadema durante 28 anos, vivi o rap, cantei, fui a shows, e sabe o que ele acrescentou na minha vida? NADA. Mas tive, familia e estrutura que não me deixaram ser influenciado pela imagem enganosa expressada pelo rap. A mensagem que o rap passa, é de crime, violência e racismo. Sabe quem ganha com isso? Somente que faz essas mensagens. A unica manifestação cultural decente que existia na periferia era o samba, mas até esse hoje em dia já não tem valor. Enquanto ao rap, e o funk são dois cancers na periferia.

  • negro canabarro

    -

    28/9/2013 às 12:54 am

    os verdadeiros heróis são os que acordam cedo da manhã pra trabalhar, mas a sociedade é injusta com eles, então eles percebem que no brasil não vale a pena ser herói,pq herói brasileiro só apanha, então entram pro mundo do crime

  • Marcia santana

    -

    10/6/2013 às 7:47 pm

    a maioria dos bandidos estao lah em Brasilia, as pessoas traficam e roubam porque estao vendo que o Brasil e um pais com desigualdade em todos os sentidos, mano brown so expressa o que ele ver nas maioria das favelas do Brasil, pois o Brasil cada dia que passa fica pior. Os politicos que roubam sao condenados e tao ai solto enquanto o pobre nao tem direito a nada, a sociedade vive no mundo da pobreza, e o rap so expressa a realidade do dia a dia. E as pessoas que gostam da musicas, sente q alguem lembra da pobreza que ainda existe no pais. Eu gosto de mano brown e admiro seu modo de pensa…

  • Jhony-Pk

    -

    10/6/2013 às 1:53 am

    Pcc é ilegal, mas presente sempre ta
    E o governo que é legal, que a gente nunca ve
    Quando precisa de um remédio pra sobreviver
    Adivinha quem que ta, sempre pronto pra ajudar
    Os menino do marcola, do fernando beira-mar
    Fica aí a questão quem que é mais ladrão
    Quem governa o país ou quem te mostra um oitão

  • Augusto

    -

    8/6/2013 às 2:07 am

    Fazer apologia ao crime, idolatrar traficantes e eleger criminosos a cargos políticos tornou-se atividade prestigiada no Brasil. Assim, não só temos que suportar aberrações como essas, como também precisamos vê-los chegar ao status de intelectual. Ora, esse sujeito não passa de um analfabeto, dono de mente infantil, mas que, regado a anabolizantes e cheio de marra, pensa poder impor o seu ridículo pensamento aos gritos e ameaças. Mano Brown é analfabeto funcional, não sabe fazer rimas e tampouco escrever. Falsificação barata do black panther, racista e garoto de meia-idade. É curioso ver a mídia transformar um ladrão de galinhas em um porta-voz nacional do crime.

  • Alex

    -

    27/1/2013 às 4:50 pm

    Mano brown é um aproveitador.

  • MC RAM

    -

    18/12/2012 às 1:32 am

    Mano Brown não é a voz da periferia. É a voz dos bandidos, uma vez que a maioria da população que mora na periferia é avessa ao crime, e ele faz apologia a ele. Pense nisso…

  • FATIMA

    -

    9/10/2012 às 4:52 pm

    bem cada tem o direito de expressar o que quer , tanto o mano brow de cantar a realidade dele e o sr Reinaldo de escrever essa reportagem , o RAP o verdadeiro ele não e só letras em dialetros e uma verdade que acontece todos os dias nos bairros pobres não so a favor de defender a bandidagem mas vcs sabem pq o crime nunca acaba pq não e interresante para o governo aõ contrario e muito lucrativo enquanto a mentalidade da periferia for só achar que seus problemas e só culpa dos mas favorecidos e não de quem nós rouba e nos explora realmente nada vai mudar
    infelizmente a realidade na periferia e bema mas cruel do que os racionas canta so quem e dela sabe o que acontece

  • Guilherme

    -

    6/10/2012 às 8:32 pm

    Por favor retire esse texto do ar antes que recebe um processo por preconceito.

  • Moisés cordeiro vilela

    -

    5/10/2012 às 5:36 pm

    Tenho grande apreciação pela música dos racionais,pois as letras que foram criadas abordam uma expressão crítica plausível à realidade, mas em relação ao vocalista, tenho que ser sincero ao afirmar que ele tem um comportamento em sua maioria, uma grande falta de ética.

  • Tamires

    -

    2/10/2012 às 6:30 pm

    Na minha opinião, o Mano Brown é um grande pensador da atualidade. Ele foi capaz de transmitir muitas idéias através da música. E se as pessoas pagam tão caro pra ver um show dele, convenhamos que é porque vale a pena. Ele não é apenas uma “modinha”, tá ai de geração em geração. Eu sou prova disso, tenho 18 anos e tenho orgulho em falar que cresci ouvindo Racionais e que foi de grande importâncias as letras deles em minha vida. :)

  • denis

    -

    2/10/2012 às 4:11 pm

    ReinaldoXXXXXXXXXX na cascuda!

  • ios

    -

    24/9/2012 às 11:51 am

    acorda pra vida zé povinho ,, voce e apenaS MAIS UM SEM IDEOLOGIA .. VOCE DEFENDE O SEU NAZISMO DITADOR … O MUNDO E DIFERENTE DA PONTE PRA CÁ. ESCULTE AS MUSICAS DEPOIS VOCE CRITICA …PRESTE BASTENTE ATENÇÃO NA MUSICA SOU 157 , NO FINAL DA MUSICA …ELE FALA ALGO BOM.

  • Denão

    -

    20/9/2012 às 3:35 pm

    ReinaldoXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  • denis

    -

    19/9/2012 às 1:03 pm

    ReinaldoXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  • Denis

    -

    18/9/2012 às 3:41 pm

    ReinaldoXXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  • Anónimo

    -

    13/9/2012 às 9:08 pm

    Vivo dos dois lados do muro,concordo com todos dois e pode ter certeza que ambos os lados tem o pessoal do bem e o pessoal que apodrece o sistema.

  • Denis

    -

    11/9/2012 às 5:32 pm

    ReinaldoXXXXXXXXXXXXX na cascuda!

  • Leonardo

    -

    30/8/2012 às 7:31 pm

    Falou o cara de terno e gravata!, você vive sua realidade bela sem saber o que tem no outro lado do muro, tente viver a realidade do mano brown!

    “O mal usa gravata, mesmo!”

  • Luiz

    -

    22/8/2012 às 2:51 am

    Cara nesse país está tudo invertido. Vagabundo, ladrão, traficante é herói. E nós professores, médicos, policiais somos nada. E para piorar, as crianças da periferia se espelham nesse tipo ai, no Mano!

  • DREAD NINJA

    -

    7/8/2012 às 2:04 pm

    Embora Mano Brown não seja um poço de ética, a suas músicas demonstram uma complexidade que só a ignorância de Mano Brown pode permitir e não obstante contraditórias com a nova realidade que o PT permite ao Brasil.
    Revolução de Mano Brown? Ou revolução de superfície?

  • Rai Souza Costa

    -

    21/7/2012 às 9:29 pm

    Ates de mais nada e preciso ter mente aberta para percebermos que existem diferentes realidades alem das que estamos acostumados, nem todo o pobre de periferia, favela , palafita, lixão ou conjunto habitacional esquecido pelo governo passa pelo mesmo tipo de problema embora passem por muitos, mano Brown cresceu numa realidade em que de fato a policia era comprada pelo governo que invadiam e destruíam os barracos de pais de família que ralavam pra ganhar um salario minimo e os traficantes assim como o crime organizado mais precisamente o PCC amenizou a situação pelo menos em parte segundo entrevista do próprio mano Brown, e preciso lutar com as armas que temos, não faço apologia ao crime e nem critico conduta de órgão publico que em nosso pais corrupto e a maior perda de tempo, simplesmente e preciso analisar os fatos sob a sua óptica assim como a de quem você critica, pra você parece e absurdo ele tratar da criminalidade como algo errado mas nescessario a depender da situação , bem, se precisasse roubar pra sobreviver ou sustentar sua família depois de todo mundo bater a porta na sua cara negando-se a dar um emprego talvez sua opinião fosse paciva de mudanças, não sou criminoso , não compactuo com quem tem esse tipo de pratica, encaro mano Brown como um exemplo de quem deu entrevista pra para o programa roda viva da tv cultura que pelo proprpio nome da emissora subentende-se que so vai la quem tem algo a agregar culturalmente e uma entrevista na mtv que foi gravada no seu bairro Capão Redondo se não me engano do lado de um lixão, ganha dinheiro e nunca abandonou seu bairro, e de pessoas de personalidade que nosso pais precisa para galgar os degraus do progresso e da democracia e não de posers escondidos atras de uma gravata amparados por revistas, desde já muito obrigado

  • Anónimo

    -

    12/7/2012 às 7:56 pm

    Eu gosto muito do Mano Brown, e sou totalmente contra essa entrevista

  • Fábio Martins

    -

    10/7/2012 às 11:20 am

    Sr. Reinaldo Azevedo, foi a favor da ditadura Militar?

  • Anónimo

    -

    7/7/2012 às 11:13 pm

    Bom,em parte,concordo com você. Eu gosto das músicas dele,não posso negar. Mas ele é contraditório,as vezes diz que o crime não compensa em suas músicas,acusa o “sistema” pelos problemas sociais,e acaba defendendo o tráfico de drogas. E também o “Artigo 157″.

  • Crisvano

    -

    29/6/2012 às 1:53 am

    Mano Brown, o problema é que ele parece não ter feito uma escolha do que defender, mas talvez ele veja o lado bom dos dois lados, mesmo no chiqueiro existe amor entre os porcos. Compositor incrível, de palavra forte e comovente, um combatente do sistema.

  • edson

    -

    21/6/2012 às 11:25 am

    mano brown a voz do povo um dos maiores rappers de todos o melhor compositor do brasil

  • Flávio

    -

    22/5/2012 às 5:18 pm

    Mano Brown: O maior letrista brasileiro da atualidade. Salve!

  • Sérgio

    -

    8/4/2012 às 9:27 pm

    Mano Brown é um palhaço, luta tanto pela liberdade e racismo que proibiu as emissoras de televisionar seu show.
    Babaca hipócrita. E ainda existem trouxas que defendem tal palhaço, viva ao circo Brasil.

  • Thiago

    -

    9/3/2012 às 2:17 pm

    O iluminati retardaddo e preconceituoso,SER de ideologia primitiva que se acha intelectual.Quando o Mano Brown se refere a invasão do B.O.P.E na favela dizendo que “Os heróis estão presos” ele quis dizer que os heróis na verdade são nada mais nada menos,o povo,que são submetidos a trabalharem 12 horas por dia,pelo seu sitema politico racista e opressor,que fazem milagres com o tal salário minímo,e foram reféns durante o período da invasão dos tais heróis citados pela Midía que colabora com a alienação do povo deste país.Então eu lhe sugiro a seguinte idéia,quando você for ler algum artigo que envolva o povo que diferente de você não nasceu em “berço de ouro” não teve as mesmas oportunidades que você e seus seguidores favorecidos pelo sistema.Procure ser mais humano e racional, abra a sua mente, deixe seu narcisismo social de lado.Iluminati babaca kkk.

  • maria luiza

    -

    1/3/2012 às 1:26 pm

    NÃO podemos generalizar!existe apologia no termo usado pelo cantor mano brown?existe! porém,não podemos deixar de citar os ‘poliíticos” que ROUBAM e DESVIAM verbas que PODERIAM ser aplicadas muitas das vezes em educação aos jovens de PERIFERIA!VIELAS E CURTIÇOS!!MUITAS DAS VEZES enquanto os jovem de classe BAIXA (PERIFERIA )ESTA batendo “raxinha de futebol” os filhos dos BURGUESES DE CLASSE ALTA ESTÁ EM SUAS AULAS EXTRA CURRICULARES,COMO;MÚSICA PIANO ENTRE OUTROS! o que a sociedade precisa é de OPORTUNIDADE!

  • Matheus

    -

    23/2/2012 às 4:57 pm

    Tem musica dele que são poemas ouve formula magica da paz, ele fala sobre coisas vividas na favelas ele não faz apologia não ENTÃO ME FALA AONDE ESTA A APOLOGIA

  • Gabriela

    -

    20/2/2012 às 1:55 am

    Tem músicas do Mano Brown que ele se transforma num poeta com musicas que abordam os problemas sociais, mas tem coisas que ele diz que realmente não seriam necessárias.Do tipo como ele citou:”Os heróis estão presos”.Gente quem em sã consciência defende a citaçao de alguem que chama de herói quem tirou a vida de um pai de família,ou melhor vamos mais além, que esta apoiando quem tira a vida de crianças e jovens TODOS OS DIAS através da droga e da criminalidade.Quem defende a citaçao de uma pessoa assim é alienada e não chegou nem perto de uma clinica de recuperaçao para dependentes quimicos, quem defende não viu a cena que eu vi de um menino de 7 ANOS desnorteado, chapado pode se dizer assim por causa do efeito da pedra ou (crack),quem defende é porque esquece que tem criança lá fora que sofre abuso sexual para conseguir a droga que o “HERÓI” preso fornece, se esquece que eles morrem todos os dias em confrontos.Fora os sequestros e roubos que eles planejam presos.
    Ou seja quando se defende e apoia alguem que abre a boca para dar uma declaraçao dessa é porque voce é a favor da ideologia dele,e nao venha me dizer voce seu egoista, hipócrita o contrário.Ridiculo é defenderem quem apoia a criminalidade, você que defende é um RIDICULO, rap não quer dizer apologia ao crime seu ridículo.É por isso que o Brasil está do jeito que está, as pessoas não estão pensando direito, e meus parabéns vamos criar uma geração com essa linha de raciocínio fútil aonde se apoiam os criminosos que no futuro poderão dar drogas, abusar, sequestrar e matar os seus filhos e os seus netos.Cuidado, vocês vão acabar conseguindo

  • alex fc

    -

    6/2/2012 às 1:22 pm

    Artigo 287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime: Procura saber por (FACÇÃO CENTRAL) Ai vc tampas os ouvidos, porque vai conhecer o que é apologia de verdade!!!!!!!

  • Rodrigo

    -

    26/1/2012 às 9:59 pm

    Kara, olha o tamanho da sua ridicularidade, fala em liberdade de expressão e diz: “que os crentes da igreja deste sacerdote da periferia de butique não tentem emplacar comentários aqui. Não passarão!”, acorda kara ! … Ao invés de postar um “post” inútil, vá fazer análises políticas deste país, ao invés de se preocupar com “apologia ao crime”, vá criticar os políticos que assassinam a sociedade! Se liga “Tio Rei”, vc faz parte de uma das maiores midias manipuladoras desse país, hipócrita !

  • anderson

    -

    17/1/2012 às 10:40 pm

    Alguns anos atrás,Ronaldo(época do “Barça”)desfilava de Ferrari por aqui.Brown disse que quem “pagasse”de boy desse jeito merecia sequestro e diante disso o próprio Ronaldo o processou.Dias desses Ronaldo fez 3 gols e pediu a música Negro Drama por direito no quadro do programa e agora os “caras” babam um ovo pro Ronaldo cantando musiquinha na Globo…..Quanta hipocrisia!!!!!!!!!Sem falar que Brown até o “Sobrevivendo no inferno” era preto.Vendeu 500 mil na primeira semana e no disco seguinte se dizia pardo.E nesse que está pra sair???Sera que já vai estar loiro????

  • anderson

    -

    17/1/2012 às 10:32 pm

    Olha que agora tem Racionais na Globo fazendo música para o Ronaldo sendo que anos atrás o Ronaldo veio para o Brasil e estava desfilando de Ferrari e o Brown disse que gente assim merecia sequestro.Ronaldo o processou e depois pediu Negro Drama no Fantástico quando fez 3 gols,e agora,os caras fazem música para o Ronaldo….que hipocrisia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • WIlson Leal

    -

    12/1/2012 às 1:36 am

    Não sei quem perdeu mais tempo. Eu lendo ou você escrevendo. Cara os trouxas que vc citou são pessoas da periferia de grande maioria pobres. O que você chama de apologia ao crime, é a educação que o governo oferece para essas pessoas da periferia, que como maneira de se defender ou se expressar transforma violencia em poesia. Isso é chamado de Revolução Através das Palavras (RAP).
    Enquanto existir pessoas iguais a você o RAP será tão agressivo quanto a sua idiotisse facista…
    Abraço!

  • jonatas

    -

    27/12/2011 às 5:39 pm

    já que tu ta preocupado com impunidade, faça-me o favor, se vc usar seu tempo de sobra pra pesquisar um pouco ai, verá que têm muitos outros crimes impunes que são bem mais graves do que pegar um microfone e agradar milhares de brasileiros!
    RAP sempre!

  • samuel

    -

    25/12/2011 às 5:59 pm

    Senti uma ponta de inveja nos comentários do proprietário do blog.

  • Anónimo

    -

    12/12/2011 às 4:15 pm

    lamentável.

  • fabiano

    -

    7/12/2011 às 11:00 pm

    Esse cara e uma piada viu.como ele fala bobagem como ele reclama tenho pena de vc rapas branquinho dos cabelinhos bons que estudou em boas escolas nao conheceu a fome o frio e o precoceito das pessoas antes da fama. .fama essa que ele pouco se importa deve ser por isso q vc nao aprova nao e un desse indiotas q. Vao pros programas de tv vender suas almas pra midia,os cobaias de audiencia pra redes de televisao encher o saco de dinheiro e se ele cobra 200 ou 500reais e todo mundo vai ne como pode isso,mas vc deve ser do tipo q pagar ate mais pra ver o de luan santana….

  • Celeste

    -

    6/12/2011 às 3:45 pm

    Caro Reinaldo, o que falar e o que criticar o Brown sendo que em seu texto tem as palavras desse calão: cagão. Machão da cara feia, calça caindo e cuecão à mostra, mesmo sendo um rapper da segunda idade…
    Quem mesmo você estava criticando?

  • Adriana

    -

    16/11/2011 às 12:34 am

    CARA!VC NÃO SABE INTERPRETAR UMA LETRA DE MÚSICA??? ACHO QUE NÃO SÃO APENAS COMUNIDADES CARENTES QUE ESTÃO PRECISANDO DE MELHORIA NO ENSINO.AFFF!!

  • Desconhecido

    -

    2/11/2011 às 10:58 am

    E complementando a belíssima exposição, qual a razão por não haver funk universitário… Há pagode universitário, sertanejo universitário, rock universitário, axé universitário. Simples a grande maioria do pessoal seguidor “dos mano” não passam da quarta série do ensino fundamental…

  • Celso

    -

    20/10/2011 às 7:59 am

    esse cara ai não sabe o que é musica de verdade ele dever viver de sertanejo é um playboy otario, véi RAP é CULTURA que seu filho curte RAP NACIONAL.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados