EU É QUE NÃO PONHO O MEU PESCOÇO PARA BATER UM PAPO SOCRÁTICO COM A CORDA

Lembrei ontem aqui que a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, se disse, no programa Roda Viva, a favor de uma Constituinte ad hoc, que faria a reforma política e, talvez, a tributária. Constituinte ad hoc, vocês sabem, é aquela criada com a finalidade de elaborar o texto constitucional, dissolvendo-se em seguida. Enquanto estivesse escrevendo […]

Lembrei ontem aqui que a candidata petista à Presidência, Dilma Rousseff, se disse, no programa Roda Viva, a favor de uma Constituinte ad hoc, que faria a reforma política e, talvez, a tributária. Constituinte ad hoc, vocês sabem, é aquela criada com a finalidade de elaborar o texto constitucional, dissolvendo-se em seguida. Enquanto estivesse escrevendo a nova Carta, teríamos dois “congressos” em funcionamento. Sei…

Imaginem… Essa “Assembléia da Reforma Política” seria bicameral ou unicameral? Representaria só os cidadãos ou se tentaria garantir o equilíbrio federativo já no processo de representação? Vai saber o que se passa pela cabeça tumultuada de Dilma Rousseff. Ela não conseguiu dizer ao Globo nem por que quer ser presidente do Brasil…

O programa de governo enviado pelo PT ao TSE e devidamente rubricado pela candidata trouxe algumas suspeitas sobre o caminho que Dilma pretende seguir se eleita. Os petistas correram para dar sumiço do documento, mas ele está arquivadinho aqui no blog, para servir de advertência aos que acreditam que podem brincar de casinha com o PT.

“Você realmente acredita que o PT tentaria uma constituinte exclusiva, Reinaldo?”
EU ACREDITO QUE O PT TENTARÁ TUDO O QUE O TAMANHO DE SUA BASE LHE PERMITIR, INCLUSIVE UMA DITADURA QUE TRANSFORME A DEMOCRACIA NUM MERO RITUAL HOMOLOGATÓRIO.
Acredito é nisso.

Por que eu deveria confiar na profissão de fé democrática do partido? “Ah, Lula nem tentou a reeleição!!!” Não tentou porque poderia perder no Senado, e aí estaríamos com uma crise política dos diabos. Tentativas de encabrestar a democracia foram inúmeras.

E elas foram ressuscitadas no programa entregue ao TSE. E a mesma candidata que meteu sua chancela em cada página daquele documento (íntegra aqui) vem falar em Constituinte exclusiva? Ora, as palavras têm sentido. Quem quiser pôr o próprio pescoço para levar um papo socrático com a corda que o faça. Eu não topo o diálogo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s