Celso Daniel: dez anos e oito cadáveres depois. Ou: Bruno Daniel, Gilberto Carvalho e José Dirceu

Nesta quarta, o seqüestro do então prefeito de Santo André, Celso Daniel, completa dez anos. Dois dias depois, seu corpo foi encontrado numa estrada de terra em Juquitiba. Desde aquele dia, tem-se uma fila imensa de cadáveres e poucas respostas. A tese do Ministério Público é a de que Celso foi vítima de um crime […]

Nesta quarta, o seqüestro do então prefeito de Santo André, Celso Daniel, completa dez anos. Dois dias depois, seu corpo foi encontrado numa estrada de terra em Juquitiba. Desde aquele dia, tem-se uma fila imensa de cadáveres e poucas respostas. A tese do Ministério Público é a de que Celso foi vítima de um crime de encomenda, desdobramento de um esquema instalado na própria Prefeitura, coordenado por ele, destinado a desviar recursos para o PT. Membro do grupo, Sérgio Sombra, amigo pessoal do prefeito, é acusado de ser o mandante.

Até agora, o único condenado é Marcos Roberto Bispo dos Santos, o Marquinhos. O julgamento aconteceu no Fórum de Itapecerica da Serra. Adriano Marreiro dos Santos, seu advogado, diz que  seu cliente confessou sob tortura. O Ministério Público reuniu evidências de que ele dirigiu um dos carros que abalroou a picape em que Celso estava, encomendou o roubo de outro veículo que participou da operação e conduziu a vitima da favela Pantanal, em Diadema, para Juquitiba, onde foi assassinada.

Bruno Daniel, um dos irmãos de Celso, afirma que, no dia da Missa de Sétimo Dia, Gilberto Carvalho, hoje secretário-geral da Presidência do governo Dilma, confessou que levava dinheiro do esquema montado na Prefeitura para a direção do PT. Carvalho lhe teria dito que chegou a entregar R$ 1,2 milhão ao então presidente do partido, José Dirceu. Carvalho e Dirceu negam. Bruno e sua família são os únicos brasileiros na França que gozam do estatuto oficial de “exilados”. Tiveram de deixar o país, ameaçados de morte. Francisco, o outro irmão, também teve de se mandar. Eles não aceitam a tese de que o irmão foi vítima de crime comum.

O ressentimento de Bruno – ele e a mulher eram militantes do PT – com o partido é grande. Ele acusa os petistas de terem feito pressão para que a morte fosse considerada crime comum. Outro alvo seu é o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh, então deputado federal pelo partido. Greenhalgh acompanhou a necropsia do corpo e assegurou à família que Celso não tinha sido torturado, o que foi desmentido pelo legista Carlos Delmonte Printes em relato feito à família. A tortura é um indício de que os algozes do prefeito queriam algo mais do que seqüestrá-lo para obter um resgate, o que nunca foi pedido. Por que Greenhalgh afirmou uma coisa, e o legista, outra? Difícil saber: no dia 12 de outubro de 2005, Printes foi encontrado morto em seu escritório. A perícia descartou morte natural e não encontrou sinais de violência. A hipótese de envenenamento não se confirmou. Não se sabe até agora o motivo.

Todos os mortos
A lista de mortos ligados ao caso impressiona. Além do próprio Celso, há mais sete. Um é o garçom Antônio Palácio de Oliveira, que serviu o prefeito e Sérgio Sombra no restaurante Rubaiyat em 18 de janeiro de 2002, noite do seqüestro. Foi assassinado em fevereiro de 2003. Trazia consigo documentos falsos, com um novo nome. Membros da família disseram que ele havia recebido R$ 60 mil, de fonte desconhecida, em sua conta bancária. O garçom ganhava R$ 400 por mês. De acordo com seus colegas de trabalho, na noite do seqüestro do prefeito, ele teria ouvido uma conversa sobre qual teria sido orientado a silenciar.

Quando foi convocado a depor, disse à Polícia que tanto Celso quanto Sombra pareciam tranqüilos e que não tinha ouvido nada de estranho. O garçom chegou a ser assunto de um telefonema gravado pela Polícia Federal entre Sombra e o então vereador de Santo André Klinger Luiz de Oliveira Souza (PT), oito dias depois de o corpo de Celso ter sido encontrado. “Você se lembra se o garçom que te serviu lá no dia do jantar é o que sempre te servia ou era um cara diferente?”, indagou Klinger. “Era o cara de costume”, respondeu Sombra.

Vinte dias depois da morte de Oliveira, Paulo Henrique Brito, a única testemunha desse assassinato, foi morto no mesmo lugar com um tiro nas costas. Em dezembro de 2003, o agente funerário Iran Moraes Rédua foi assassinado com dois tiros quando estava trabalhando. Rédua foi a primeira pessoa que reconheceu o corpo de Daniel na estrada e chamou a polícia.

Dionízio Severo, detento apontado pelo Ministério Público como o elo entre Sérgio Sombra, acusado de ser o mandante do crime, e a quadrilha que matou o prefeito, foi assassinado na cadeia, na frente de seu advogado. Abriu a fila. Sua morte se deu três meses depois da de Celso e dois dias depois de ter dito que teria informações sobre o episódio. Ele havia sido resgatado do presídio dois dias antes do seqüestro. Foi recapturado. O homem que o abrigou no período em que a operação teria sido organizada, Sérgio Orelha, também foi assassinado. Outro preso, Airton Feitosa, disse que Severo lhe relatou ter conhecimento do esquema para matar Celso e que um “amigo” (de Celso) seria o responsável por atrair o prefeito para uma armadilha.

O investigador do Denarc Otávio Mercier, que ligou para Severo na véspera do seqüestro, morreu em troca de tiros com homens que tinham invadido seu apartamento. O último cadáver foi o do legista Carlos Delmonte Printes. Perderam a conta? Então anote aí:
1) Celso Daniel
: prefeito. Assassinado em janeiro de 2002.
2) Antonio Palacio de Oliveira
: garçom. Assassinado em fevereiro de 2003
3) Paulo Henrique Brito
: testemunha da morte do garçom. Assassinado em março de 2003
4) Iran Moraes Rédua:
reconheceu o corpo de Daniel. Assassinado – dezembro de 2003
5) Dionizio Severo:
suposto elo entre quadrilha e Sombra. Assassinado – abril de 2002
6) Sérgio Orelha:
Amigo de Severo. Assassinado em 2002
7) Otávio Mercier:
investigador que ligou para Severo. Morto em julho de 2003.
8 ) Carlos Delmonte Printes:
legista encontrado morto em 12 de outubro de 2005.

PS : Evitem acusações nos comentários, ainda que a vontade seja grande, ok?

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Comentado por:

    domingos roberto

    É fácil entender, se não investigaram a fundo, provavelmente o governo tem culpa no cartório.

    Curtir

  2. Comentado por:

    carlinhos brasil alves

    com certeza campos foi eliminado ele era o braco direito do pt no nordeste, e com sua campanha a presidencia iria tirar milhoes de votos do pt naquela regiao pois era o queridinho do nordeste homen de bem engajado na luta contra pobreza. nao acredito em acidente, campos tambem foi eliminado.

    Curtir

  3. Comentado por:

    Francisco Barroso

    Caro jornalista. Devido à sua coragem em relatar fatos para a sociedade, sem leviandade, embora por vezes ácida – um dos poucos que o faz – e estar na lista negra do PT, tenha cuidado e que Deus lhe proteja!

    Curtir

  4. Comentado por:

    Matheus

    Não se esqueçam do assassinato do também prefeito de Campinas Toninho (Antônio da Costa dos Santos)

    Curtir

  5. Comentado por:

    Leudinir de Souza

    Esses “esqueletos no armário” clamam por justiça.

    Curtir

  6. Comentado por:

    Nadia

    Quadrilha do PT é isso aí. Só tem criminoso neste partido. Quero ver se vão ser punidos ou vai ser que nem as CPIs que os políticos saem que nem anjinhos.

    Curtir

  7. Comentado por:

    Marcelo Eduardo Tellaroli

    ReinaldoXXXXXXXX na cascuda petralho-pixuleca!

    Curtir

  8. Comentado por:

    jose carlos

    Temos que passar o Brasil a limpo, tirar esta quadrilha do poder e graças a “santo Mouro” isto esta acontecendo , vamos todos
    participar desta corrente de pessoas esclarecidas graças a jornalista como Reinaldo, vamos divulgar.

    Curtir

  9. Comentado por:

    Luiz Carlos Fernandes Dias

    A Suprema Corte de Justiça do Brasil, está esperando a ressurreição do Celso Daniel, para ele afirmar o que todos os advogados, Promotores, Procuradores, Juízes e Desembargadores, tem consciência do ocorreu crime mafioso.

    Curtir

  10. Comentado por:

    MGBotelho

    A senadora do PSOL Heloisa Helena que antes de migrar para o PSOL fora membro do PT, disse uma vez que Lula mata todos aqueles que não concordam com ele. E isto ai. E o Toninho do PT, Eduardo Campos. Estes tbem precisam ser investigados.

    Curtir

  11. Comentado por:

    Eduardo Moreira Alves

    Não vejo muito mistério nisso tudo , considerando que eles são capazes de fazerem o diabo , isso dito pela atual mandante do país , e o ex. mandante já declarou : Voces não tem idéia do que somos capaz de fazer .
    Uma organização criminosa (e isso já restou esclarecido que é ) que tem o objetivo do poder pelo poder é sim e por força de preservar seus objetivos ,obrigada fazer o que for preciso para preservar a integridade do projeto . E isso se vê claramente . A queima de arquivo é um recurso muito usado , a máfia se utiliza deste tipo de ação inumeras vezes ,mesmo que tudo isso cause extranheza , mesmo porque é melhor e mais seguro para a organização que as ações causem extranheza do que certeza , é um preço alto , mas se for bem executado , fica o dito pelo não dito , e considerando que a justiça pensa por escrito , nada mais pode avançar , tendo em vista que quem poderia contribuir objetivamente para avançar já não mais se encontra em condições . É assim que é e sempre foi , é uma prática extrema , mas contumaz das organizações criminosas , é assim no mundo inteiro .

    Curtir

  12. Comentado por:

    antonio

    Não vou falar nada, mas leiam essa reportagem ai da revista ISSOÉ, que tem mais força agora, já que o amigão de lula esta envolvido na Operação Lava Jato http://www.istoe.com.br/reportagens/403624_A+EMPREITEIRA+E+O+AMIGAO+DE+LULA

    Curtir

  13. Comentado por:

    antonio

    Não vou falar nada, mas leiam essa reportagem ai da revista ISTOÉ, que tem mais força agora, já que o amigão de lula esta envolvido na Operação Lava Jato http://www.istoe.com.br/reportagens/403624_A+EMPREITEIRA+E+O+AMIGAO+DE+LULA

    Curtir

  14. Comentado por:

    Alfredo A. Maia

    Acrescentem mais um nome à lista. O delegado Josimar Ferreira de Oliveira que fez o BO da morte de Celso Daniel foi morto em casa no dia 15 de janeiro de 2015. Agora são 9.

    Curtir

  15. Comentado por:

    DIOGO QUEROL

    Sou totalmente anti-PT, mas se eles são realmente isso tudo, o que se pressupõe, por que o Délcidio resolveu delatar e acusar Dilma e Lula sem o menor receio? Tudo bem que as suas delações ainda estão em fase preliminar, mas pelo que ele indicou, nas próximas semanas vai revelar coisas cabeludas. Creio que essas mortes estejam mais na esfera municipal. Até mesmo porque ele era um simples prefeito. Não tinha grandes influencias sobre o governo federal.

    Curtir

  16. Comentado por:

    Dunha

    Entrei só pra me interirar sobre o tema! o Fantasma resurge!

    Curtir

  17. Comentado por:

    FIllipe

    http://www.folhapolitica.org/2015/01/delegado-que-registrou-morte-de-celso.html
    O último foi o delegado que registrou o caso… foi morto em 2015

    Curtir

  18. Comentado por:

    sandro putnoki

    NADA DE ESTRANHO NAS MORTES ,TODO MUNDO VAI MORRER UM DIA ,COINCIDENÇIA PURA NESTE CASO……
    COELHO DA PASCOA POR FAVOR TRAGA UM OVO PARA MIM

    Curtir

  19. Comentado por:

    Paulo Tavares

    Aqui está um vídeo sobre o crime na Secretaria da Saúde de Salvador, administrada pelo PT na época:


    Curtir

  20. Comentado por:

    Mauro Ferreira

    todos estez acontecimentos parecem sair devem filme. Há muita sugeria ainda embaixo do tapete. Com a lava jato o mensalão virou coisa pequena. Temo que com o que estar por vir (Celso Daniel, BNDES, etc…) a lava jato vire brincadeira de criança

    Curtir

  21. Comentado por:

    Ronaldo

    Vcs não bem crescidinhos para ficarem com Teoria de Conspiração??? tudo foi obra do acaso…. não tô a fim de ser o nono nome na lista não…. hehehe

    Curtir

  22. Comentado por:

    Guilherme

    Todas as mortes foram por alto teor de chumbo no organismo. A culpa é da poluição

    Curtir

  23. Comentado por:

    Edith Siqueira

    Sr. Reinaldo Azevedo,
    Suas matérias, o estilo e as colocações são excelentes. Algo coloquial, mas bastante didático.
    Parabéns, antes de tudo.
    – entretanto, nesse artigo, o “PS” chama mais atenção que tudo! Toquezinho genial!
    As certezas do caso Celso Daniel, só é uma… Ninguém investigou e penso que não há o menor interesse.
    Porém, a lista de mortes nos induz, sem que sejamos especialista. Somos apenas seres dotados com alguma lógica. O certo é que a IMPUNIDADE venceu e as consequências são danosas.
    Hoje li sobre o advogado, de Guarulhos, assassinado com 12 tiros. Esse número, segundo a investigação, enquadra o crime na faixa de “passional”. Rapidamente afastando a hipótese de “crime político”.
    – infelizmente, pensei.. ” outro Celso Daniel”.
    Acusar? Não cabe a mim, cabe a polícia. E é tudo que se espera.
    Mas, talvez, essa lista macabra que condensa seu texto, precise de espaços paralelos.
    Sucesso !

    Curtir

  24. Comentado por:

    Indignada

    Poe Mais um ai na lista Reinaldo.
    SOMBRA !

    Curtir