Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Cabral é réu pela sétima vez

Fraudes e propinas em obras do Maracanã podem chegar a R$ 35 milhões

O juiz Marcelo Bretas aceitou ontem uma nova denúncia contra o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral. O peemedebista se tornou, assim, réu em uma ação penal pela sétima vez. Agora, ele é acusado de fraude em licitações e recebimento de propinas de 5% sobre o valor das obras de reforma do Maracanã e no PAC das Favelas. Além do ex-governador, outras 19 pessoas, entre agentes públicos e empresários, foram denunciadas. Os procuradores afirmam que Cabral e representantes de empreiteiras fraudaram a licitação das obras de reforma e modernização do estádio do Maracanã. A obra havia sido orçada em R$ 700 milhões, mas, com os aditivos, custou aos cofres públicos R$ 1,2 bilhão. Pelo menos R$ 35 milhões teriam sido pagos em propina. O MPF afirma também que os investigados fraudaram licitações envolvendo o PAC direcionado a favelas do estado. Há suspeita de superfaturamento de lotes em Manguinhos, no Complexo do Alemão e na Rocinha.
Entre os denunciados estão também o ex-secretário de Obras na gestão de Cabral, Hudson Braga, e o ex-secretário de Governo Wilson Carlos. Braga já está preso no Complexo de Gericinó, no Rio, e Wilson Carlos em Curitiba.
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Inides Bonelar da Fonseca

    A situação do Cabral piora a cada dia. E não deve parar por ai, pois as investigações continuam.

    Curtir