Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apocalipse de Janot e Fachin – 5

Joesley: Temer disse para manter pagamentos a Lúcio Funaro, operador de Cunha

Em depoimento de delação premiada gravado em vídeo o dono da JBS, Joesley Batista, afirmou que ouviu do presidente Michel Temer que era “importante manter” pagamentos mensais de R$ 400 mil a Lúcio Funaro, apontado como operador do ex-deputado Eduardo Cunha, para “garantir o silêncio”.

— Eu ouvi do presidente Michel Temer que era importante manter isso. A primeira missão era essa. Saber dele se o compromisso era necessário, ele me disse de pronto que sim — disse Joesley.

O dono da JBS disse que se reuniu com Temer para saber dele se mantinha os pagamentos feitos ao doleiro, chamado pelo empresário de “operador financeiro” de Cunha, Temer e do PMDB da Câmara.

— Tem o problema do Eduardo Cunha e do Lúcio Funaro. OLúcio Funaro é o operador financeiro do Eduardo, do esquema do PMDB da Câmara, composto pelo presidente Michel, pelo Eduardo e alguns outros membros. Eu fui lá dizer: o Eduardo está preso, o Funaro está preso e a gente paga uma mensalidade para o Lúcio — disse Joesley, acrescentando:

— Eu fui lá falar com o presidente isso, que tinha acabado o saldo do Eduardo. Por outro lado, seguia pagando o Lúcio R$ 400 mil reais por mês. Queria informar isso a ele e saber a opinião dele. De pronto ele me disse: “é importante continuar isso”.

Joesley disse ainda que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha já preso, como saldo de uma dívida de propina de R$ 20 milhões.:

— Depois que ele foi preso, a gente pagou R$ 5 milhões de um saldo de dívida que ele tinha de créditos ilícitos, de propina, que tinha ficado de um saldo anterior. Era 20 milhões relacionados a renovação do incentivo da exoneração tributária do setor de frango, na época o Eduardo Cunha tramitou essa prorrogação e ele pediu R$ 20 milhões.

O dono da JBS disse que recebeu “sinais” do ex-ministro Geddel Vieira Lima para manter os pagamentos a Funaro. Depois que Geddel saiu do governo, Joesley disse que procurou Temer para saber a opinião do presidente sobre os pagamentos, e entendeu que sim, deveria continuar.

— Eu entendi aquilo como um reforço da necessidade de eu manter. Existe um grupo que parte está preso e parte está no poder.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Sabemos que as decisões de Janot e Fachin estão pautada em evitar a reforma da previdencia. O que voces, do sistema judiciario tem contra a reforma da previdencia?
    Preferem a volta da crise. Estudem um pouco de economia e finanças antes de tentarem um golpe judicial disfarçado de renuncia. Farão o mesmo que fizeram com Getulio?

    Curtir

  2. Alexsandro Vieira

    Sugiro ao MPF buscar o sr. Isley, em NYC urgente pra ver o bife na cadeia, qual é o gosto

    Curtir

  3. Alexsandro Vieira

    Não querem reforma da previdencia, mas liberam uma multinha de 252 milhas?

    Curtir

  4. walter tadeu de lima

    SR. JORNALISTA, DE ONDE JORRA TANTO DINHEIRO ASSIM ????
    É UMA FÁBRICA DE GRANA ????? ME EXPLICA POR FAVOR !!!!!!!!!!!!!!!

    Curtir

  5. Alexsandro Vieira

    Este JOesley é uma belo de um fanfarrão, fala grosseiro, até agora não entregou nada de inédito e não tem nem tornozeleira eletrônica, e ae Janot? cortou os super salários?

    Curtir

  6. Alexsandro Vieira

    Aguardo sentado os srs. do MPF/PGR, parece que deram um bilhete premiado de fircarem livres da bullish,greenfield etc, ou seja salvo conduto.Ou seja bilhete premiado

    Curtir

  7. Alexsandro Vieira

    JBS sai de boa com salvo conduto das operações Greenfield, Bullish, ou seja anistia ampla, geral e irrestrita a JBS, fica facil a vida assim né.
    Ah não vou salvar a pele dos citados…, só acho que a balança está errada

    Curtir

  8. ´É o troço mais sem vergonha, mais descarado que eu já li. Se essa delação foi aceita o Brasil está ferrado.

    Curtir

  9. Carlos Aurélio

    Faz tempo que o Brasil está ferrado. Desde mil quinhentos e pouco.

    Curtir

  10. Contra Temer só tem blá, blá, blá. “Eu tive a impressão…” Isso sim é golpe!

    Curtir