Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

A vantajosa conexão entre Picciani e o Grupo Petrópolis

Cervejaria é uma das mais beneficiadas em isenções fiscais

Ao explicar porque as contas do Rio entraram em colapso, o Ministério Público Federal destrincha a conexão entre o líder peemedebista Jorge Picciani e o Grupo Petrópolis.

A procuradoria explica que o governo concedeu R$ 138 bilhões em isenções fiscais a empresas ao longo desta década. O instrumento, que deveria trazer desenvolvimento econômico, foi usado para favores políticos e enriquecimento ilícito.

“Dentre as vinte maiores empresas beneficiárias está a CERVEJARIA PETRÓPOLIS S/A, pertencente ao GRUPO PETRÓPOLIS, cuja renúncia fiscal alcançou o saldo de R$ 283.575.945,59 (duzentos e oitenta e três milhões, quinhentos e
setenta e cinco mil e novecentos e quarenta e cinco reais)”, escreveram os procuradores.

“Essa empresa, que possui negócios com JORGE PICCIANI, intermediou doações clandestinas feitas pela Odebrecht a PAULO MELO e ao próprio PICCIANI, como será demonstrado oportunamente”, afirma o MPF.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s