Blogs e Colunistas

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

7:01 \ Economia

Efeito Petrobras

Eletrobras: dificuldades

Eletrobras: desvalorizada na Bolsa

O título da nota poderia ser também Efeito Lava-Jato: nos últimos quinze dias, o valor das ações preferenciais da Eletrobras já caiu 21,8% na Bovespa.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

14:38 \ Economia

Reestruturação na Eletrobras

 

Eletrobras: dificuldades

Eletrobras: consultoria contratada

É esperada para a reunião do conselho de administração da Eletrobras da segunda-feira que vem o relatório da consultoria Roland Berger para estudo da reestruturação da estatal.

A ideia é reestruturar o modelo de negócio, de governança e gestão do grupo – totalmente prejudicado desde a implantação da política energética do governo Dilma Rousseff. No quesito demissões, a Eletrobras pretende desembolsar cerca de 3 bilhões de reais com o seu Programa de Desligamento Voluntário.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 12 de agosto de 2014

14:09 \ Economia

Bilhões para a Eletrobras

Trabalho duro

Mantega: empréstimo autorizado

Agora, é oficial: Guido Mantega autorizou o empréstimo de 6,5 bilhões de reais à Eletrobras. De acordo com o governo, a dinheirama será “destinada à recomposição do capital de giro e programa de investimentos da Eletrobras”.

A Eletrobras terá oito anos para quitar o empréstimo, cujos juros anuais não são brincadeira.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 10 de abril de 2014

9:04 \ Cultura

Com dinheiro público

parada gay

Bancada por Petrobras e Caixa

A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo deste ano será patrocinada mais uma vez com dinheiro público. Petrobras, Caixa Econômica e governo federal anunciam logo mais a injeção de recursos no evento.

No ano passado, o custo do evento ano foi de 2,2 milhões de reais. A Petrobras comprou a cota de 200 000 reais e a Caixa de 50 000.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 18 de março de 2014

10:23 \ Economia

Reunião que promete

Eletrobras: dificuldades

Eletrobras: dificuldades

Na quinta-feira, em Brasília, tem reunião do conselho de administração da Eletrobrás. O pano de fundo do encontro são dados nada animadores como:

• Perda de 19,2 bilhões de reais em valor de mercado das ações na estatal
• Demissão de 4 400 funcionários
• A possível mudança do prédio da sede, revelado pelo jornal Estado de S. Paulo

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Apagão nas ações

Eletrobras: dificuldades

Eletrobras: dificuldades

Não são só os níveis dos reservatórios que têm caído. O valor das ações da Eletrobras tem acompanhado a queda. As ações ordinárias da Eletrobras já caíram este ano, 19%. Se o ponto de corte for a data da promulgação da MP 579, que trata da renovação das concessões de energia elétrica e estabelece a redução do valor das tarifas,  a queda chega a 62%.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

10:36 \ Economia

Gestão exemplar

dilma

Não foi só a Petrobras

Do dia 11 de setembro de 2012, quando Dilma Rousseff assinou a MP que impôs a renovação das concessões e a queda de tarifas de energia, até sexta-feira passada, o valor das ações ordinárias da Eletrobras caiu 53%.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 22 de julho de 2013

13:48 \ Economia

Regime de emagrecer

Eletrobras: dificuldades

O governo do PT, ao menos no discurso, é daqueles que pretendem fortalecer as estatais. Beleza. Na prática, porém, atos espetaculosos da era Lula e Dilma fizeram mesmo é emagrecer o valor de mercado de duas jóias da coroa do estado.

A Petrobras desvalorizou-se 53% na Bovespa desde que promoveu seu superlativo aumento de capital de 120 bilhões de dólares em setembro de 2010.

Já as ações da Eletrobras desvalorizaram-se 47% desde o anúncio pelo governo Dilma, em setembro passado, do novo marco regulatório destinado a baixar as tarifas de energia.

Por Lauro Jardim

quinta-feira, 9 de maio de 2013

9:29 \ Economia

Eletrobras despenca

Eletrobras: em baixa

As ações da Eletrobras desvalorizaram-se 69% entre janeiro de 2012 e a semana passada. No meio do caminho, entre uma data e outra, surgiu a MP  do setor elétrico, que caiu como uma bomba na estatal.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 10 de abril de 2013

17:32 \ Esportes, Futebol

Basquete e Eletrobrás

Patrocínio no Basquete vai continuar. Porém um pouco menor

O balanço divulgado hoje pela Confederação Brasileira de Basquete mostra que a Eletrobrás investiu 9 959 717 reais no esporte em 2012. O novo patrocínio que está sendo negociado para os próximos anos terá uma ligeira redução, fruto da política de corte de investimentos da empresa.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 1 de março de 2013

15:29 \ Futebol

Penalty e Vasco

Vasco: próximo patrocínio vem aí

A Penalty já parou de produzir uniformes do Vasco com a marca da Eletrobras estampada e só espera o ok do clube para começar a fabricar camisas com a Nissan como patrocinadora máster. Ainda faltam alguns detalhes para fechar o contrato.

Por Lauro Jardim

sábado, 26 de janeiro de 2013

6:13 \ Economia

Cortes e mais cortes

Estimativa de corte de 15% no efetivo

A Eletrobras já começou a preparar um programa de demissão voluntária para guilhotinar gastos. Estima-se que 3 000 servidores vão aderir, ou seja, 15% do total de funcionários. Inchaço menor na folha de pagamentos é sempre saudável. Neste caso específico, porém, é resultado da nova MP do setor elétrico, que diminuirá drasticamente as receitas da Eletrobras. Vêm aí também cortes de patrocínios, gastos com serviços e consultorias. Em suma, adequações aos novos tempos de vacas magras.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

19:23 \ Diversos

Propostas recebidas

Proposta de 35 milhões

Em meio a expectativa de corte de despesas, a Eletrobras recebeu hoje a proposta de dezoito agências para tocar a sua conta de publicidade de 35 milhões de reais por ano.

A propósito, a Eletrobras recentemente contratou a Escala de Porto Alegre para um job de 11 milhões de reais chamado Energia +.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

14:34 \ Futebol

Eletrobras fora da Copa

Proposta recusada

A Match Hospitality ofereceu à Eletrobras um milionário pacote de camarotes nos estádios da Copa de 2014. A estatal achou caro e recusou.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 25 de setembro de 2012

9:22 \ Esportes

Sem reajuste

Basquete voltou a brilhar depois de anos

Subiu no telhado o reajuste no contrato de patrocínio que a Confederação Brasileira de Basquete esperava para 2013. Com os cortes de custos no setor elétrico, a Eletrobras pretende manter os atuais valores no ano que vem.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 25 de julho de 2012

18:39 \ Governo

Taxa de sucesso

144 ligações telefônicas para receber a "taxa de sucesso"

Outro caso investigado no inquérito de tráfico de influência contra Erenice Guerra envolve os movimentos do filho da ex-ministra, Israel, na Eletrobras.

Em depoimento à Polícia Federal, o ex-piloto de motovelocidade Luís Corsini disse que só conseguiu obter um patrocínio de 200 000 reais da Eletrobras depois de ter aceitado pagar uma “taxa de sucesso” de 40 000 reais a Israel.

Vasculhando dados bancários, os agentes federais confirmaram que os pagamentos de Corsini entraram na conta de Israel. Os agentes federais ainda rastrearam os celulares de Corsini e Israel e identificaram 144 telefonemas  entre a dupla no período da liberação das verbas de patrocínio.

A investigação descobriu ainda que o requerimento que solicitou o patrocínio da Eletrobras chegou à cúpula da estatal sem assinatura, com o nome de Corsini escrito errado, e sem sequer ter sido oficialmente protocolado.

Em depoimento, o próprio diretor financeiro da Eletrobrás não soube explicar como o requerimento apócrifo foi parar nas suas mãos. O que se sabe é que depois da mãozinha de Israel, o patrocínio (mesmo com todos os erros de tramitação) saiu.

Apesar de todas as evidências, o Ministério Público Federal concluiu que “restou evidenciada a participação de Israel nas tratativas para adequação do pedido de patrocínio, bem como que recebeu pelo serviços prestados.

Contudo, não há evidência de que o valor recebido tenha se dado a pretexto de influir em ato praticado por servidor público no exercício das funções”. Registra o MPF:

– O fato em questão está na linha tênue da assessoria que pode ser prestada a um particular, ainda quando pleiteada perante a administração pública, e o ato que levanta forte suspeita que possa ter sido mencionada a influência no servidor público. Contudo, não há prova a sustentar oferecimento de denúncia.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 30 de março de 2012

11:22 \ Brasil

Avaliações adiadas

Provinhas adiadas

Foi adiado para maio o sistema de avaliação que seria feito este mês pela Eletrobras com toda a sua diretoria e membros do conselho de administração.

Será a primeira estatal federal a avaliar sua cúpula por meio de um sistema de notas, hoje raro até mesmo em grandes empresas privadas.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

7:31 \ Economia

Mais disputas

Disputa acirrada por uma vaga na cúpula

Acabaram as inscrições para as chapas dos trabalhadores que concorrerão a uma vaga nos conselhos de administração das dezesseis empresas do sistema Eletrobrás. Serão 102 ao todo. A Eletrobrás Eletronorte é a campeã de candidatos – tem vinte trabalhadores na disputa. A Eletrobras Distribuição Alagoas teve o menor número de inscrições, com apenas três chapas.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

7:32 \ Economia

As notas da Eletrobras

Eletrobras começa a avaliar diretores em março

Começa em março o sistema de avaliação da Eletrobras, em que conselheiros receberão notas conforme o seu desempenho. O presidente José da Costa Carvalho Neto definiu que as avaliações serão anuais. É uma avaliação inédita no serviço público.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

10:32 \ Diversos, Economia

Concorrência milionária

Licitação de 20 a 30 milhões de reais vai agitar mercado publicitário este ano

O ano começa e as principais agências de publicidade já esfregam as mãos para a maior concorrência pública do setor de 2012. Depois de quatro anos, a Eletrobras vai abrir licitação para escolher uma nova empresa para cuidar da conta – hoje quem toca o serviço é a Agência 3.

O que se diz é que a concorrência deve girar em torno de 20 a 30 milhões de reais.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 17 de maio de 2011

16:33 \ Judiciário

As compensações em Angra 3

Há um mês, o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro abriu inquérito para investigar se a Eletrobras e a Funai estão cumprindo as medidas compensatórias, previstas no licenciamento ambiental, para as comunidades indígenas afetadas com a construção de Angra 3.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 16 de maio de 2011

14:23 \ Internacional

Preparando Belo Monte

O Brasil está de olho na tecnologia russa de transmissão de energia. O motivo? A necessidade de transportar com mais eficiência para os grandes centros consumidores a energia a ser produzida pela usina de Belo Monte. A Eletrobras e a Inter Rao UES deverão assinar amanhã um acordo sobre o assunto durante a visita de Michel Temer à Rússia.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 18 de março de 2011

8:22 \ Futebol

Mais um

O Vasco está de olho em mais um patrocínio para o uniforme. Depois da Eletrobras, BMG e Ale, o clube agora quer vender o espaço da barra da camisa e do calção por pelo menos 4 milhões de reais. A propósito, o Vasco acaba de revisar a sua previsão de faturamento em 2011 para 110 milhões de reais.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

9:24 \ Governo

Conexões elétricas

A Breitner, empresa controlada pela Petrobras, recebeu no final do ano passado 292 milhões de reais do governo por meio de uma medida provisória a fim de investir em duas usinas termelétricas localizadas em Manaus.

A companhia tem também entre seus sócios minoritários a Orteng, que chegou a contar com José da Costa Carvalho Neto nos seus quadros e é comandada por Robson de Andrade, também presidente da CNI. José da Costa Carvalho Neto deixou a Orteng no início do mês e assume a presidência da Eletrobras nesta segunda-feira.

O assunto é alvo de requerimento de informação de Pauderney Avelino a Edison Lobão. O deputado reconhece a necessidade de transformar essas usinas em bicombustível, fazendo com que elas também funcionem a gás natural em vez de apenas gerar energia elétrica por meio da queima de óleo. Mas Avelino questiona o uso de dinheiro público.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

6:09 \ Governo

Na corda bamba

Já foi mais tranquila – bem mais tranquila, aliás – a situação de José Antônio Muniz, que deveria trocar a presidência da Eletrobrás pela da Eletronorte. Suas chances de mudar de cadeira diminuíram muito. Como é da cota de José Sarney, porém, há sempre a possibilidade de uma reviravolta.

Por Lauro Jardim

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

9:27 \ Economia

CNI e Eletrobrás

A Orteng, empresa que tem como sócio o novo presidente da Eletrobrás, José da Costa Carvalho Neto, é controlada pelo presidente da CNI, Robson de Andrade.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

15:45 \ Economia

Costinha na Eletrobras

José Costa Carvalho, ex-presidente da Cemig, deve ser anunciado ainda hoje como novo presidente da Eletrobras. No setor elétrico, é conhecido popularmente como Costinha.

Enfim, alguém do setor elétrico que não é ligado a José Sarney. O nome de Costinha foi trabalhado por Fernando Pimentel, depois que Flávio Decat teve que ser delocado para apagar o incêndio em Furnas.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

6:23 \ Cultura

Em busca de grana

Faltam ainda 600 000 reais para a Regina Filmes fechar a captação de recursos do documentário Tom Jobim – O Homem Iluminado. O filme, com estreia prevista para abril ou maio de 2011, está precisando do dinheiro para pagar os direitos de uso das músicas do compositor.

Até agora, o documentário tem 1,4 milhão captado com Petrobras, Eletrobras e BNDES. A segunda parte do filme, batizada de Música segundo Tom Jobim, já está toda garantida. Custará 2 milhões de reais e será toda bancada pela Natura.

Por Lauro Jardim

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

7:31 \ Governo

CVM calada no caso Erenice

Um ex-diretor da CVM acha curioso que ninguém da CVM tenha falado até agora em analisar o comportamento de Erenice Guerra no conselho da Eletrobrás -  uma empresa, afinal, de capital aberto.

Por Lauro Jardim

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

18:34 \ Governo

Erenice saiu da Casa Civil, mas não dos conselhos do BNDES e Eletrobras

Erenice Guerra foi defenestrada da Casa Civil. Beleza. Mas e quanto suas funções nos conselhos de administração do BNDES e da Eletrobras? Quatro dias depois de sair da Casa Civil, Erenice ainda pemanece intocada nesses conselhos. A saída de Erenice do BNDES, onde recebe 5 122 reais por mês para participar de uma reunião a cada três meses, é iminente.

Mas na Eletrobras não ocorre o mesmo. A estatal do setor elétrico informa que não há sinalização por parte do governo para demitir Erenice de seu conselho. Lá, Erenice recebe 33 934 reais por ano.

A manutenção de Erenice no Conselho de Administração da Eletrobras, que tem ações negociadas no mercado, não representaria exatamente uma mudança de postura do governo. Silas Rondeau, por exemplo, permaneceu no Conselho de Administração da Petrobras mesmo depois de deixar o Ministério de Minas e Energia na esteira de um escândalo.

Por Lauro Jardim
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados