Pão de Açúcar/Casas Bahia: fusão ou aquisição?

O meganegócio entre Pão de Açúcar e Casas Bahia será anunciado hoje como uma fusão – assim como foram anunciadas a compra a Antarctica pela Brahma e a do Unibanco pelo Itaú e a da Sadia pela Perdigão, por exemplo. Mas de fato será uma aquisição: a Globex (controladora do Ponto Frio, comprada pelo Pão de Açúcar em […]

O meganegócio entre Pão de Açúcar e Casas Bahia será anunciado hoje como uma fusão – assim como foram anunciadas a compra a Antarctica pela Brahma e a do Unibanco pelo Itaú e a da Sadia pela Perdigão, por exemplo. Mas de fato será uma aquisição: a Globex (controladora do Ponto Frio, comprada pelo Pão de Açúcar em junho) terá 50% das ações mais uma.

Por que, então, não assumir a aquisição?

Há vários motivos, mas um deles pesa muito: vender o negócio como fusão valoriza a parte comprada; como aquisição desvaloriza a marca – e não se trata de uma marca qualquer, mas da maior cadeia de eletrodomésticos do Brasil.

Juntas, Bahia e Pão de Açúcar formam um colosso que deve fechar 2009 com um faturamento de 45 bilhões de reais por ano. Com esse faturamento, o gigante recém-formado passa a ser a quarta maior empresa brasileira. Fica atrás da Petrobras, Vale e Gerdau.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s