Blogs e Colunistas

quarta-feira, 27 de maio de 2015

10:49 \ Futebol

O nome diz tudo

Com o nome do dono estampado

Com o nome do dono estampado

Nunca é demais lembrar que a nova sede da CBF, inaugurada no ano passado no Rio de Janeiro, leva o nome do detido José Maria Marin.

Seu nome na porta do prédio soa como um cartão de boas vindas do que vai se encontrar ali dentro.

Por Lauro Jardim
10:48 \ Futebol

De Mônaco para o Rio

Marco Polo te Teixeira: unidos

Teixeira (à direita) e o atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero

A propósito, Ricardo Teixeira desembarcou ontem no Rio de Janeiro, vindo de Mônaco.

Por Lauro Jardim
10:34 \ Governo

Base irritada

Temer e Mercadante em meio à articulação política

Temer e Mercadante: entre eles, o segundo escalão

A articulação política do governo tem estranhado a demora da Casa Civil em aprovar os nomes para os cargos de segundo e terceiro escalão já negociados com a base aliada. Interlocutores de Michel Temer dizem que, se isso tivesse sido concluído, seria mais fácil aprovar o ajuste e outros temas de interesse do governo.

Chamou a atenção de Temer o caso de Vinícius Lemmertz, indicado pela bancada de Santa Catarina para a presidência da Embratur. Seu nome estava há dias na Casa Civil. Ontem, quando Temer assumiu a presidência, quis saber a situação da indicação. Tudo estava pronto, esperando sabe-se lá o quê. Temer, então, assinou a nomeação.

A Casa Civil alega que a checagem da idoneidade do candidato tem sido mais severa, tendo por base a Lei da Ficha Limpa. Em alguns casos, os órgãos a que se pede informação demora ou nem responde.

Na base aliada, a suspeita é que, no fundo, a demora pode ser obra de um Aloizio Mercadante saudoso do poder que teve outrora na articulação política.

Por Lauro Jardim
9:22 \ Futebol

Contra o Vasco

Paolo Guerrero

Rubro-negros na torcida contra o Peru

A diretoria do Flamengo já sonha com a estreia de Guerrero num jogo contra o Vasco, marcado para o dia 28 de junho, no Maracanã. Para isso, basta que a seleção do Peru, na qual Guerero é titular, seja eliminada na primeira fase da Copa América.

Por Lauro Jardim
8:16 \ Economia

Vai encolher

Petrobras

Comunicação da Petrobras vai demitir

A reestruturação da área de comunicação da Petrobras acontecerá em breve. Lá estão instalados 1146 pessoas, entre jornalistas, relações-públicas, publicitários e desocupados.

Ontem, houve várias reuniões no setor. Os chefes falaram aos terceirizados, sem concurso, que é bom começar já a procurar emprego.

Por Lauro Jardim
7:03 \ Brasil

INPI acéfalo

inpi

INPI: sem presidente

Não está fácil escolher um presidente para o Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Com um comando interino desde fevereiro, o INPI já teve dez nomes indicados para o posto. Nenhum foi aceito pelo governo federal.

Por Lauro Jardim
6:36 \ Futebol

O Zé das Medalhas

Marin, o Zé das Medalhas

Marin, o Zé das Medalhas

José Maria Marin está entre os acusados pela Justiça dos EUA de ter recebido propinas em seus tempos de comandante da CBF. Na Suíça para um congresso da Fifa, Marin foi levado a uma delegacia para depôr. Até onde se sabe, as suspeitas tratam de coisas graúdas.

A célebre medalha que Marin embolsou no Pacaembu três anos atrás, com tudo devidamente fotografado e filmado, não está na lista das investigações da justiça americana. Até porque neste caso não é preciso investigar nada.

Por Lauro Jardim
6:17 \ Congresso

Que ninguém se engane

Cunha: o imperador foi derrotado, mas...

Cunha: o imperador foi derrotado, mas…

Eduardo Cunha viveu uma noite rara ontem na Câmara. Perdeu uma votação em que manobrou muito, com suas armas de sempre e na qual apostou tudo.

Não é a primeira vez que Cunha é derrotado desde que se tornou o soberano da Câmara, no início de fevereiro.

(Aliás, a turma de fiéis escudeiros de Cunha, Leonardo Picciani à frente, deu entrevistas dizendo que não via na rejeição ao Distritão uma derrota do seu chefe. É uma atitude padrão de Cunha e sua tropa de choque: tentam negar o óbvio, como se isso bastasse para mudar os fatos como eles são.)

O revés de Cunha, contudo, não deve ser exageradamente comemorado ou superdimensionado por seus adversários.

Significa apenas que ele não pode tudo, sobretudo impor qualquer coisa aos seus pares.

Mas convém não subestimá-lo. Ninguém ganhará nada fazendo isso. Todo cuidado é pouco. Cunha ainda detém muito poder.

É o político mais poderoso e influente do parlamento. Com causas menos espinhosas, como era a do Distritão, pode continuar dando passeios no governo nas votações.

Por Lauro Jardim
6:03 \ Brasil

A bola da vez

suzano

Antigos donos da Suzano na CPI

A família Feffer, que ganhou uma fortuna com a venda da Suzano Petroquímica para a Petrobras, vai virar alvo da CPI do Petrolão. Já há um requerimento convocando integrantes dos Feffer para depor sobre o setor petroquímico. Interlocutores da família trabalham para retirar o assunto de pauta.

Por Lauro Jardim

terça-feira, 26 de maio de 2015

23:03 \ Congresso

Toma lá, dá cá

 

Jandira: voto no distritão

Jandira: voto no distritão

O PCdoB negociou com o PMDB seu voto a favor do distritão, derrotado há pouco na Câmara, em troca de não votar haver cláusula de barreira.

O partido teme ser extinto pela barreira.

Após orientar a bancada ao microfone, Jandira Feghali, líder do PCdoB, baixou a cabeça e mexeu no celular, cabisbaixa.

Por Lauro Jardim
19:59 \ Governo

Da caneta do Temer

Temer ouve os pedidos

Temer na presidência enquanto Dilma viaja

Presidente em exercício, Michel Temer assinou hoje a sanção da Lei da Arbitragem e a nomeação de Vinicius Lemmertz para a presidência da Embratur.

Lemmertz foi secretário de Políticas para o Turismo.

Por Lauro Jardim
19:23 \ Esportes

Derly luta pelos incentivos

derly

Vigência da lei vai até o final do ano

O deputado João Derly (PCdoB-RS) vai propor uma emenda à MP do Futebol para prorrogar por tempo indeterminado a Lei de Incentivo ao Esporte, cuja vigência vai até o final do ano. A lei permite que pessoas físicas destinem até 6% do imposto de renda aos incentivos, valor que é de 1% para empresas.

Ex-judoca, Derly conta com a simpatia de Otávio Leite, relator da MP que deve ser votada no início de junho, e busca os apoios de George Hilton e do COB. Resta saber se, às vésperas das Olimpíadas, a tesoura de Joaquim Levy vai poupar os incentivos ao esporte que, no ano passado, somaram 254 milhões de reais.

Por Lauro Jardim
18:02 \ Congresso

Crise antiga

Muy amigos

Muy amigos

A relação entre Lindbergh Farias e Dilma Rousseff e, consequentemente, com todo o Palácio do Planalto nunca foi boa.

Piorou muito durante a campanha pelo governo do Rio de Janeiro, quando Dilma abandonou Lindbergh.

E desandou de vez agora, quando ele tenta comandar uma rebelião contra o ajuste.

Por Lauro Jardim
17:53 \ Economia

Empréstimos transparentes

BNDES deverá dar informações ao TCU sobre os empréstimos

BNDES deverá dar informações ao TCU sobre os empréstimos

A Primeira Turma do STF acompanhou por maioria o voto de Luiz Fux e decidiu que o BNDES deverá prestar as informações pedidas pelo TCU sobre os empréstimos ao grupo J&F.

São elas: o rating de crédito, o saldo das operações de crédito, a situação cadastral e a estratégia de hedge do grupo.

O J&F é o dono de JBS, Eldorado Celulose, Vigor, Banco Original, entre outras empresas.

Trata-se da primeira grande derrota do BNDES na briga por manter os empréstimos da política de campeões nacionais em sigilo.

Por Lauro Jardim
16:49 \ Futebol

Além das derrotas

Na rua, novamente

Na rua, novamente

A lista de irritações da diretoria do Flamengo com Vanderlei Luxemburgo era extensa. Mas o que esgarçou de vez a corda foi a oposição de Luxemburgo em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte – além, claro, do desempenho medíocre do time.

Luxemburgo se declarou contra a proposta de o dirigente ser responsabilizado com os próprios bens por desvios ou má gestão. A medida é defendida com todas as forças pelo Flamengo. Ao posicionar-se contra um tema tão caro à diretoria, Luxemburgo comprou uma briga grande demais – uma briga que ele só poderia bancar se estivesse vencendo, vencendo e vencendo.

A lista de contrariedade se estendia a uma agenda própria de Luxemburgo que, de acordo com a cúpula, se manifestava sobre temas que não eram de sua alçada (como e Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte) e dava entrevistas sem combinar nada com o clube.

Irritava também o que um  dirigente do Flamengo classifica de “estilo Luxemburgo” de justificar os resultados:

- Ele sempre se colocava na seguinte posição: eu ganho, nós empatamos e eles perdem.

Os dirigentes do Flamengo não negam, porém, que o que o derrubou mesmo foram os resultados em campo. Se o time estivesse vencendo, teriam que aturar Luxemburgo como ele é.  Com desempenhos pífios da equipe, certas características do técnico ficaram insuportáveis.

Por Lauro Jardim
16:23 \ Congresso

Carta na manga

Cunha: mais uma carta na manga

Cunha: mais uma carta na manga

Cunha guarda para esta semana, de votação da reforma política, uma poderosa – e perigosa – carta na manga, que ele pode sacar ao seu bel-prazer.

Trata-se da PEC 20/1995, que estabelece o parlamentarismo no Brasil.

Por Lauro Jardim
15:19 \ Diversos

Invasão brasileira

Naouri: problema com brasileiros

Naouri: problema com brasileiro

Será ouvido amanhã em audiência em Paris, o brasileiro Humberto Machado, preso no dia 1º por tentar invadir a casa de Jean Charles Naouri, o chefão do grupo Casino, dono do Pão de Açúcar.

Naouri mora numa mansão em Suresne, subúrbio chique a dez quilômetros do centro de Paris.

A Justiça francesa, que investiga qual era a intenção de Machado, decidirá se mantém o brasileiro preso em definitivo.

Por Lauro Jardim
14:14 \ Brasil

Inquérito reaberto

PM rio

PM e Guarda do Rio de Janeiro vão se explicar

O Ministério Público Federal no Rio de Janeiro reabrirá o inquérito civil público para apurar o uso por policiais e guardas de bombas de gás lacrimogêneo, canhões sônicos – os chamados “infernos” – e outras armas não letais.

A investigação tinha sido aberta em 2013, mas arquivada pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, satisfeita com a explicação dada pela PM e pela Guarda Municipal do Rio.

A reabertura agora foi decidida por um núcleo especializado da Procuradoria Regional da República da 2ª Região (Rio e Espírito Santo), que julgou o contrário.

A PM e a Guarda devem explicar especificamente se o nível de concentração do gás supera os 10% do limite legal.

Por Lauro Jardim
14:06 \ Internacional

O nome para a OEA

Costa: o indicado

Costa, o indicado

O anúncio oficial ainda demora, afinal é tempo de deixar a poeira baixar (leia mais aqui), mas o Itamaraty já escolheu o nome que será indicado para o cargo de embaixador do Brasil na OEA. Será José Luiz Machado e Costa, atual embaixador no Haiti.

A propósito, não é um bolivariano. Só será rejeitado pelo Senado se as relações entre Dilma Rousseff e os senadores estiverem muito esgarçadas.

Por Lauro Jardim
13:27 \ Economia

Apagando as luzes…

Mais cara

Consumo de energia menor nos primeiros cinco meses do ano

De acordo com dados oficiais, o consumo de energia de janeiro a maio (até o dia 24) comparado com o mesmo período do ano passado diminuiu 2,3% – parece pouco, mas é o suficiente para abastecer 4,8 milhões de residências por um mês.

Por Lauro Jardim
13:23 \ Economia

…e ligando as térmicas

Termelétricas em ação

Termelétricas em ação

Com o consumo de energia em baixa, é hora de diminuir o uso das caras e poluentes termelétricas, certo? Deveria ser assim, mas elas estão funcionando a todo o vapor.

Devido aos baixos níveis dos reservatórios, as termelétricas continuam sendo responsáveis por 25% de toda energia consumida no Brasil.

Um indicador de que outros aumentos nas contas de energia virão ao longo de 2015.

Por Lauro Jardim
12:24 \ Internet

Facebook mira o Brasil

Mark Zuckerberg dá o próximo passo

Mark Zuckerberg dá o próximo passo

Grandes empresas brasileiras de mídia foram convidadas a participar de testes do Instant Articles, recém-lançada ferramenta do Facebook que permite a visualização de conteúdo jornalístico nos celulares e tablets e já conta com nove parceiros de peso, entre eles, o The New York Times,  The Guardian, National Geographic, BuzzFeed,  NBC News, BBC News e Spiegel Online.

As conversas, no entanto, ainda estão muito mais no campo da sondagem do que da negociação.

Por Lauro Jardim
11:32 \ Brasil

Questão de transparência

Fux: voto apresentado hoje

Fux: voto apresentado hoje

Luiz Fux apresenta hoje seu voto sobre o sigilo de operações do BNDES, o que pode abrir jurisprudência a favor da transparência no banco (leia mais aqui).

O caso que será julgado pela Primeira Turma do STF é um pedido do BNDES para não atender a determinação do TCU, que pediu informações sobre empréstimos ao grupo J&F, dono da JBS, Eldorado Celulose, Vigor, Banco Original e outras empresas mais. O BNDES alega, mais uma vez, que se trata de sigilo bancário. O MPF diz que, por ser dinheiro público, não há sigilo.

A expectativa no STF é que o voto de Fux seja a favor da transparência.

Por Lauro Jardim
10:26 \ Judiciário

O passaporte do Toffoli

Toffoli: passaporte cheio

Toffoli: passaporte cheio

Dias Toffoli completou na semana passada um ano à frente do TSE. No período, Toffoli viajou para nada menos do que treze países, o que o leva a faltar às sessões do STF (leia mais aqui).

Viajou, nesta ordem, para Angola, México, França, Indonésia, Peru, República Dominicana, Espanha, Índia, Chile, Sudão, Equador, Inglaterra e, ufa, Itália.

Toffoli ainda ficará por mais um ano como presidente do TSE.

Por Lauro Jardim
9:29 \ Futebol

O sobrevivente

Marco Polo: mudanças na CBF

Marco Polo: mudanças na CBF

Marco Polo Del Nero demitiu quase todo mundo ligado a Ricardo Teixeira na CBF. Quase todos, menos um: o diretor jurídico Carlos Eugênio Lopes, o Carlô. É ele quem sabe os detalhes de todos os contratos da CBF.

Por Lauro Jardim
8:32 \ Congresso

Mais um

Veneziano: oito inquéritos e uma ação penal

Veneziano: oito inquéritos e uma ação penal

O ritmo em que chegam inquéritos no STF para investigar Veneziano Vital do Rêgo, irmão do ministro do TCU, parece o 7 a 1 da Alemanha contra o Brasil (leia mais aqui). Bastou piscar, chega mais um.

Na semana passada, Cármen Lúcia autorizou a abertura de mais um inquérito, novamente para investigá-lo por suspeita de crimes contra a Lei de Licitações, quando ele governou Campina Grande.

Desde fevereiro, quando Veneziano tomou posse, já são oito inquéritos e uma ação penal.

Por Lauro Jardim
7:22 \ Economia

Que ajuste que nada

picciani

Picciani e os seus setores protegidos

Leonardo Picciani, relator do projeto de lei que reduz as desonerações na folha de pagamento, pediu a Joaquim Levy dados e projeções sobre o tema, incluindo os números dos setores que ele quer proteger, como transportes, tecnologia da informação e telecomunicações.

Todos os dados, na verdade, estão já há mais de um mês no site do Ministério da Fazenda. Bastaria pedir a um assessor para compulsar a numeralha.

E o que diz o material que a Fazenda já disponibilizou? Que nada menos que 30% da efetividade da medida sugerida por Levy se evapora se a proposta de Picciani tiver êxito – em reais, está-se falando de 4,5 bilhões.

Por Lauro Jardim
7:07 \ Economia

A Queiroz vende

Funcionários de volta

Queiroz Galvão deve embolsar 1 bilhão de reais

Está na reta final o processo de venda de uma reserva florestal de 88 000 hectares da Queiroz Galvão, no Maranhão, avaliada em 1 bilhão de reais. Os candidatos mais fortes à compra são a Eldorado Celulose, Brookfield e a Suzano.

Por Lauro Jardim
6:26 \ Diversos

Pelo mundo

Milton: documentário

Milton: documentário

Vem aí um documentário sobre Milton Nascimento. A Ancine acaba de aprovar projeto para o filme que custará 938 000 reais. Milton Nascimento – Pelo Mundo será produzido pela Terra Firme Produções Cinematográficas.

Por Lauro Jardim
6:02 \ Congresso

23 bilhões de reais

Temer: mais um pepino pela frente

Temer está preocupado com o ajuste

Michel Temer começou a semana preocupado com as votações do ajuste fiscal no Congresso.

Como conseguir votos necessários depois que 23 bilhões de reais em emendas parlamentares foram engolidos pelos cortes anunciados na sexta-feira passada pelo governo?

Temer sabe que a liberação de emendas pelos ministérios é o instrumento básico de fazer política com o Congresso.

Sem essa ferramenta, nada passa. Como lidar com isso? Nem Temer tem a resposta.

Por Lauro Jardim
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados