Blogs e Colunistas

quarta-feira, 29 de julho de 2015

10:24 \ Congresso

Rompido com Cedraz

Carreiro diz que está rompido com Aroldo Cedraz

Raimundo Carreiro diz que está rompido com Aroldo Cedraz

Desde que seu nome foi envolvido na Lava-Jato, na delação de Ricardo Pessoa, o ministro do TCU Raimundo Carreiro tem dito aos amigos que parou de falar com Aroldo Cedraz.

Em conversas privadas, Carreiro, que nega qualquer envolvimento com as supostas propinas delatadas por Pessoa,  diz que “se sentiu traído”.

Por Lauro Jardim
Share
9:27 \ Televisão

Sem Globo e sem Globosat

Xuxa: seu programa já tem nome e mês para estrear

Xuxa: limitações para convidados

O programa de Xuxa na Record, que estreia no dia 17, às 22h30, não terá qualquer contratado da Globo entre seus entrevistados. O veto, segundo a Record, estende-se também aos contratados dos canais Globosat.

No caso da Globosat, no entanto, há a esperança na Record que a proibição seja apenas nos primeiros programas.

Por Lauro Jardim
Share
8:26 \ Brasil

Para que mais prazo?

Marcelo Odebrecht: mensagens cifradas

Defesa de Odebrecht ganhou prazo e atacou Moro

As explicações, ou melhor, a falta delas, da defesa de Marcelo Odebrecht sobres as anotações que ele fez em seus oito celulares apreendidos reafirmaram o tom de confronto dos advogados em relação a Sergio Moro.

A pedido de Odebrecht, Moro estendera o prazo para a entrega das explicações. A princípio, a data limite era 23 de julho; por fim, foi anteontem, 27.

Ao invés de usar o tempo extra para explicar de uma vez do que se tratam tantas siglas, cifras e outros mistérios, Dora Cavalcanti & Cia. optaram por escrever coisas deste tipo:

– A defesa não tem motivos para esclarecer palavras cujo pretenso sentido Vossa Excelência já arbitrou. Inútil falar para quem parece só fazer ouvidos de mercador.

A pergunta que fica disso tudo é: afinal, se era para deixar anotações sem explicação, por que Marcelo Odebrecht pediu mais prazo a Moro?

Por Lauro Jardim
Share
7:29 \ Economia

Parou de piorar?

 

Previsão otimista demais

Previsão otimista demais

Numa entrevista concedida na quinta-feira passada à Miriam Leitão, na Globonews, Joaquim Levy  resumiu assim como via o atual momento da economia brasileira: parou de piorar.

Cinco dias depois, a S&P mudou a perspectiva do rating do Brasil para negativa.

Por Lauro Jardim
Share
7:28 \ Economia

O mantra do Levy

Levy:

Levy: alinhamento de entendimentos

O mantra de Joaquim Levy nos últimos dias é  a expressão “alinhamento de entendimentos”.

Levy a tem repetido a diversos interlocutores. Os protagonistas desse alinhamento  são governo e Congresso.

Ou, numa versão mais popular, se o Congresso não colaborar e votar o ajuste, o Brasil se ferra ainda mais.

Por Lauro Jardim
Share
6:29 \ Judiciário

Neves versus Justus – a novela

milton neves

Recurso especial de Milton Neves foi mantido

Mais um round na interminável briga judicial entre Milton Neves e Roberto Justus.

Em dezembro de 2014, o Tribunal de Justiça de São Paulo acatou um recurso especial de Neves na disputa, que Justus já imaginava extinta, e levou a briga ao STJ (leia mais aqui).

Justus, então, entrou com embargos de declaração na Justiça paulista contestando o recurso especial. A defesa do publicitário e apresentador da Record alegou que Milton Neves não cumprira com as custas do recurso.

O presidente da Seção de Direito Privado do TJ-SP, Artur Marques da Silva Filho, no entanto, rejeitou anteontem os embargos de Justus.

O motivo da briga remonta a 2008, quando Neves foi convidado por Roberto Justus para apresentar um talk-show na Band, que seria produzido pelo empresário-apresentador. Milton Neves disse adeus aos bispos da Record e assinou com Justus, mas, dias antes da estreia, o projeto foi cancelado.

Por Lauro Jardim
Share
6:01 \ Brasil

Racha na defesa

Baiano: sem delação

Baiano: sem delação

Ocorreu um racha na defesa de Fernando Baiano. A banca de Nélio Machado agora é a única à frente da defesa daquele que, nas palavras de Júlio Camargo, é o “sócio-oculto” de Eduardo Cunha.

O escritório David Teixeira Azevedo deixou o caso.

A propósito, até agora, Fernando Baiano continua firme na decisão de não fazer delação premiada.

Por Lauro Jardim
Share

terça-feira, 28 de julho de 2015

19:24 \ Brasil

Emoções fortes

gandolfo

Gandolfo, um quadro experiente na Odebrecht

Fabio Gandolfo, alvo de condução coercitiva em mais uma fase da Lava Jato, é um sujeito a quem se pode acusar de tudo – menos de não ser tarimbado.

Na Odebrecht, foi o responsável pelo consórcio de empreitas que construía uma linha de metrô que ruiu em 2007.

Um ano depois, liderou os negócios da empresa no Equador, quando Rafael Corrêa expulsou a Odebrecht por suspeita de falha na construção de uma usina.

Por Lauro Jardim
Share
19:09 \ Brasil

Cartel investigado

avancini

Avancini indicou o cartel na Eletronuclear

A etapa de hoje da Lava-Jato está sendo acompanhada com lupa pelo Cade, que há meses investiga a existência de pelo menos um cartel no setor elétrico.

Desde que Dalton Avancini, ex-presidente da Camargo Corrêa, começou a falar, o Cade conduz a investigação sobre o cartel da Eletronuclear.

Segundo Avancini, a estatal retomou as obras em Angra 3 à base de um cartel formado por Camargo Corrêa, UTC, Odebrecht, Andrade Gutierrez, Queiroz Galvão, Techint e EBE, em dois consórcios.

Por Lauro Jardim
Share
19:03 \ Economia

Vendas em queda

construção

Menos vendas entre janeiro e maio de 2015

Ao contrário de um ou outro setor (leia mais aqui), o varejo de materiais de construção acompanha a crise na economia brasileira.

Entre janeiro e maio, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE, as vendas caíram 5,7% em relação ao mesmo período em 2014. O faturamento, algo em torno de 48 bilhões de reais, recuou 1,2%.

O Distrito Federal teve as maiores quedas em vendas e receita, -13,6% e -7,9%, seguido por Espírito Santo, com -11,4% e -6,5%, e São Paulo, com -10,2% e -5,4%.

Ceará (5,4), Goiás (3,1%) e Santa Catarina (2,5%) foram os únicos estados onde o volume de vendas de materiais de construção cresceu.

Por Lauro Jardim
Share
18:58 \ Economia

Setor estagnado

desemprego

Geração de empregos modesta no comércio de material de construção

Já a geração de empregos no setor, segundo levantamento inédito da Fiesp, cresceu apenas 0,3% nos primeiros cinco meses de 2015 e chegou a 737 500 empregados.

Distrito Federal (-2,1%), São Paulo (-1%) e Paraná (-0,3%) são os estados onde mais vagas foram cortadas; os estados que mais geraram empregos no comércio de materiais de construção foram Goiás (2,2%), Espírito Santo (1,7%) e Bahia (1,4%).

Por Lauro Jardim
Share
18:24 \ Brasil

Suor no rosto

Luiz Sérgio

Sérgio está preocupado

Quem ficou tenso, muito tenso, com a prisão do presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, foi o relator da CPI da Petrobras, Luiz Sérgio. O tempo dirá se há razão para tanto suor no rosto do ex-prefeito de Angra dos Reis.

Por Lauro Jardim
Share
18:23 \ Brasil

O padrinho

othon

Pinheiro da Silva foi indicado por Lobão

A propósito, o agora notório Othon Luiz Pinheiro da Silva, de acordo com informações que os investigadores da Lava-Jato têm em mãos, estava no cargo por indicação do senador Edison Lobão.

(Atualização, às 19h21: Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, advogado de Edson Lobão entrou em contato para afirmar que Othon Silva já estava no posto quando Lobão tornou-se ministro das Minas e Energia)

Por Lauro Jardim
Share
17:22 \ Congresso

Cunha, o coerente

cunha

Cunha esqueceu de mencionar sua atuação

O discurso de Eduardo Cunha ontem a uma plateia de 502 empresários, em São Paulo, pecou pela falta de coerência.

Primeiro, Cunha atacou o ajuste fiscal, mas esqueceu de dizer que foi em parte por sua própria ação, ora dificultando a tramitação, ora interferindo no teor dos projetos, que o ajuste perdeu densidade.

Na desoneração, por exemplo, em que o relator foi seu fiel escudeiro Leonardo Picciani, Cunha agiu para desidratar a proposta o quanto pode para poupar alguns setores.

Depois, ao falar no projeto de repatriação de capitais, apresentado por Randolfe Rodrigues, Cunha acusou o governo de terceirizar a proposta e não assumir a autoria dela. Mas não é exatamente isso o que a Lava-Jato vem provando que Cunha é craque?

Suas digitais estão em requerimentos de informação para a Mitsui e seus aliados coincidentemente só fazem na CPI da Petrobras aquilo que interessa ao chefe (leia mais aqui).

O contrato da Kroll para investigar o delator Júlio Camargo que o diga.

Por Lauro Jardim
Share
17:21 \ Congresso

No STF contra CPI

schahin

Schahin quer evitar perseguição da CPI

A propósito, além de Júlio Camargo e de Alberto Youssef, uma terceira pessoa recorreu à Justiça para tentar frear a ânsia persecutória da CPI da Petrobras.

Milton Schahin, dono da Schahin Engenharia, recorreu ao STF para tentar impedir que a PF faça, a mando da CPI, uma operação de busca e apreensão na empresa.

No começo do mês, Schahin, em entrevista ao Globo, havia acusado Eduardo Cunha de usar a CPI da Petrobras para persegui-lo, em parceria com o empresário Lúcio Bolonha Funaro – em disputa judicial com Schahin.

Celso de Mello já concedeu a liminar e agora analisa o mérito.

Por Lauro Jardim
Share
17:02 \ Judiciário

Lewandowski e Cerveró

Cerveró: pensando em abrir o bico

Cerveró: pouca chance com Lewandowski

Ainda hoje, Ricardo Lewandowski decide se concede o habeas corpus pedido pela defesa do notório Nestor Cerveró. A prudência manda não querer antecipar sentenças judiciais, mas a chance de o presidente do STF devolver a liberdade a Cerveró é a mesma de o Joinville vencer o Brasileirão deste ano.

(Atualização, às 17h56: Lewandowski indeferiu o pedido feito pela defesa de Cerveró)

Por Lauro Jardim
Share
16:21 \ Congresso

“Relaxa e goza”, Marta

marta

Acompanhantes de Marta na classe econômica

Enquanto decide em qual partido vai desembarcar, Marta Suplicy aproveitou o recesso parlamentar para viajar à Itália. A senadora voltou ao Brasil no domingo, em um voo Roma-São Paulo da Alitalia.

A partida já estava atrasada 45 minutos quando os bilhetes preferenciais, como o de Marta, que estava na classe executiva, começaram a ser chamados ao embarque. A ex-petista estava acompanhada de jovens e crianças de sua família, cujas passagens eram de classe econômica e, portanto, não lhes davam direito à preferência. Todos, menos Marta, deveriam enfrentar uma fila imensa.

Com a delicadeza de uma avó contrariada, a senadora argumentou com a funcionária da Alitalia que todos estavam com ela e deveriam embarcar também. Não foi atendida. Foi quando Daniel Magnoni, cardiologista do Hospital do Coração de São Paulo, mandou, em alto e bom som:

– Relaxa e goza.

Surpreendida pela frase infame cunhada por ela em 2007, no auge da crise aeroviária, Marta não passou recibo da provocação.

Por Lauro Jardim
Share
15:23 \ Governo

“Dilmês” em alto estilo

Foi mal

Foi mal

Quem se habilita a explicar essa frase do discurso de hoje de Dilma Rousseff num evento do Pronatec e que foi postado no Twitter do Palácio do Planalto? Fala Dilma :

- @blogplanalto: Dilma: Não vamos colocar uma meta: deixaremos em aberto e quando atingirmos ela, nós dobraremos a meta.

Por Lauro Jardim
Share
14:28 \ Partidos

Processo por dívida

Lindbergh: irmão na campanha

Campanha de Lindbergh deve a publicitário

O publicitário Valdemir Garreta tem ameaçado processar o PT para receber os 6,4 milhões de reais até hoje não pagos pela campanha de Lindbergh Farias ao governo do Rio de Janeiro no ano passado.

Por Lauro Jardim
Share
14:27 \ Partidos

PT sem dinheiro

Alexandre Padilha

Padilha: dívidas de campanha

A propósito, está difícil para o PT captar dinheiro para pagar as dívidas de campanha de 2014 de Alexandre Padilha, em São Paulo, e de Lindbergh Farias, no Rio de Janeiro.

Foi-se o tempo em que as empreiteiras doavam até sem que se pedisse.

Por Lauro Jardim
Share
14:22 \ Brasil

Da Lava-Jato a Coral Gables

catta preta

Catta Preta: fora da Lava-Jato

A advogada Beatriz Catta Preta, que abandonou a defesa de seus clientes encrencados na Operação Lava-Jato e se mandou para Miami, vai bater ponto num endereço nobre da cidade americana: a Minorca Avenue, em Coral Gables, onde Beatriz e o marido, Carlos Eduardo, tocam a Catta Preta Consulting.

Por Lauro Jardim
Share
13:29 \ Judiciário

Lewandowski e o preso

Audiência de custódia em Cuiabá

Audiência de custódia em Cuiabá

Ricardo Lewandowski se deparou com uma situação rara no fim de semana, em Cuiabá, durante o lançamento do programa de audiências de custódia no estado.

Durante o evento, o desempregado Levino Soares Ramos, preso em flagrante por portar uma carteira de habilitação falsa, foi posto em liberdade e, na hora, durante o evento em que estava Lewandowski, recebeu uma oferta de emprego.

Vai trabalhar numa fazenda de gado no interior do estado.

Por Lauro Jardim
Share
12:28 \ Brasil

A favor da Constran

Ricardo Pessoa: empresa beneficiada por decisão de desembargadores do MA

Ricardo Pessoa: empresa beneficiada por decisão de desembargadores do MA

Os desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão acataram recurso da Constran, empreiteira controlada pela UTC de Ricardo Pessoa, sobre a falta de necessidade de uma perícia contábil na ação que executa a dívida do governo maranhense com a construtora.

O recurso reforma decisão da juíza Luzia Nepomuceno, da 1ª Vara da Fazenda Pública dae São Luís, a favor do governo, que discorda dos 99 milhões de reais apontados pela Constran.

Por Lauro Jardim
Share
11:43 \ Brasil

Método peculiar

Depoimento hoje

Defesa de Odebrecht se atrapalha

Os advogados da Odebrecht, na petição que enviaram ontem ao juiz Sergio Moro, sugerem que a PF tenta adivinhar o significado das siglas que constam nas centenas de mensagens que constam dos oito celulares de Marcelo Odebrecht, como se isso fosse um absurdo.

O que a PF deveria fazer, de acordo com a defesa, era ter ouvido Marcelo para desvendar os muitos mistérios que rondam as mensagens.

Taí um método de investigação peculiar: em vez de tirar conclusões próprias, a polícia pede ajuda aos acusados para entender o que quiseram dizer.

Imagine-se o que teria sido a investigação em curso na Lava-Jato se, em vez de tirar suas conclusões com base no que leu e ouviu, a PF pedisse o auxílio de pessoas como os advogados de defesa para interpretar o que os acusados queriam dizer.

Por Lauro Jardim
Share
10:29 \ Brasil

Caiado notificado

Caiado: processado por calúnia, injúria e difamação

Caiado: processado por calúnia, injúria e difamação

Edson Fachin mandou notificar Ronaldo Caiado pela queixa-crime aberta por Lula contra o senador.  Lula está processando Caiado no STF por ter sido chamado de “bandido frouxo”.

Por Lauro Jardim
Share
9:26 \ Congresso

O advogado do Romário

Kakay: ffoco no Congresso

Kakay vai defender Romário

Romário resolveu se movimentar.  Nada de jogar parado como no final de sua brilhante carreira de goleador. Já se acertou com Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, para ser seu advogado no caso de sua conta no BSI.

Por Lauro Jardim
Share
8:21 \ Congresso

DEM na relatoria

Cunha quer entregar CPI ao DEM

Cunha quer entregar CPI ao DEM

A presidência da CPI do BNDES ficará com o PMDB. Eduardo Cunha pretende entregar a relatoria ao DEM.

A propósito, a CPI do BNDES foi uma promessa da campanha pela presidência da Câmara ao DEM.

Por Lauro Jardim
Share
7:27 \ Economia

Em queda

voo

Voos domésticos mais baratos que em julho de 2014

As passagens aéreas para os voos domésticos neste mês de julho estão em média 20% mais baratas do que no  mesmo mês do ano passado. Como resume um executivo do setor:

- Um desastre.

E olha que tal palavra, por razões óbvias, não sai da boca de um executivo do setor à toa.

Por Lauro Jardim
Share
6:32 \ Economia

A crise está f… fogo

oscar maroni

Maroni quer uma campanha que levante seu negócio

Oscar Maroni, dono do Bahamas Hotel Club, a mais famosa casa de “entretenimento adulto” de São Paulo, como reza o eufemismo para o que acontece no local, tem procurado agências de publicidade para criar uma campanha para o seu negócio.

Maroni quer fugir da crise. Aos mais próximos, tem dito que de uma média de 150 clientes por noite no ano passado, caiu agora para quinze neste mês de julho.

Por Lauro Jardim
Share
6:02 \ Governo

Barbosa na mira

Nelson BArbosa

Barbosa pode ser responsabilizado pelas pedaladas

Sem alarde, discute-se no TCU um outro encaminhamento possível para o imbróglio das pedaladas. Se prosperar, atingirá no peito o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Por essa fórmula, já debatida por vários ministros como uma solução, em vez de rejeitar as contas de Dilma Rousseff, o TCU condenaria os responsáveis diretos pelas pedaladas.

Ou seja, a equipe econômica do primeiro mandato de Dilma. Para Guido Mantega, nenhum problema – ele está fora do jogo, retirado em São Paulo.

Mas a decisão atingiria no peito Miriam Belchior, ex-ministra do Planejamento, e atual presidente da Caixa Econômica Federal; e Nelson Barbosa, que ocupou a secretaria-executiva do Ministério da Fazenda entre 2011 e 2013.

Para alguns ministros, se esse for mesmo o caminho escolhido pelos colegas, na prática significa que o TCU estará inviabilizando Barbosa como ministro de Dilma.

Por Lauro Jardim
Share
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados