Blogs e Colunistas

sexta-feira, 3 de julho de 2015

6:04 \ Governo

Quem Dilma consegue atrair?

Dilma: quem chamar?

Dilma: quem chamar?

Uma pergunta tem rondado as conversas entre Lula e os seus interlocutores mais próximos:

- Onde buscar as estruturas para a recomposição do governo?

Em outras palavras: que aliados Dilma Rousseff tem hoje a capacidade de atrair, mesmo com a sempre poderosa caneta presidencial?

Por Lauro Jardim
Share

quinta-feira, 2 de julho de 2015

18:24 \ Governo

Dilma e Temer reunidos

Dilma e Temer reunidos

Dilma e Temer reunidos

Dilma telefonou mais cedo para Michel Temer e o chamou ao Palácio do Alvorada. Os dois estão reunidos neste momento. Aloizio Mercadante também está lá.

O assunto? Não vai faltar. A começar pelo futuro do governo diante do que se avizinha no TCU e no STF.

Por Lauro Jardim
Share
18:24 \ Brasil

Ajuda divina

Rodovalho: possibilidade de Adins

Pastores apoiam penas mais duras a corruptos

Os procuradores da Operação Lava-Jato ganharam um apoio ao projeto que prevê o endurecimento das penas para crimes de colarinho branco no Brasil, com até 25 anos de prisão para corruptos.

A recém-lançada Confederação dos Conselhos de Pastores do Brasil, associação capitaneada pelo bispo Robson Rodovalho (líder da Sara Nossa Terra), vai coletar assinaturas entre seus fieis de apoio ao projeto.

Por Lauro Jardim
Share
17:22 \ Congresso

Os sigilos de Pinto Rôla

Monteiro: de olho em Pinto Rola

Monteiro: de olho em Pinto Rôla

A CPI da Petrobras aprovou no início de junho a transferência dos sigilos bancário e fiscal de Alexandre Pinto Rôla, da Empresa Industrial Técnica (EIT), suspeita de participar da roubalheira na Petrobras.

O deputado Fernando Monteiro (PP-PE) foi o autor do requerimento que colocou Pinto Rôla na mira da CPI.

Apenas três membros da comissão, os petistas Afonso Florence, Leo de Brito e Valmir Prascidelli, votaram contra a investigação que poderia aprofundar onde Pinto Rôla se meteu.

Por Lauro Jardim
Share
16:37 \ Brasil

Acesso negado

Edinho: Teori barrou

Edinho: Teori barrou

Teori Zavascki acaba de negar aos advogados do ministro Edinho Silva acesso à delação premiada de Ricardo Pessoa. A um interlocutor, Edinho reclamou que não tem como se defender sem ter acesso às gravações.

Por Lauro Jardim
Share
16:21 \ Economia

Operação tartaruga

Sob investigação

Carf tem 30% dos cargos vagos

As confederações patronais pretendem não indicar os novos representantes a que têm direito no Carf. A ideia é promover uma espécie de operação tartaruga para impedir que o órgão volte a operar até que as novas regras (tidas por eles como exageradas) sejam flexibilizadas.

Por Lauro Jardim
Share
15:26 \ Televisão

Juntas novamente

slaviero

Slaviero, da Abert, será o presidente

Uma dissidência de dez anos entre as empresas de rádio e TV chegou ao fim. A tradicional Abert, que representa a Globo, SBT e centenas de rádios, e a Abra, que tem a Band e RedeTV! à frente, vão se unir. O presidente será Daniel Slaviero, atual presidente da Abert.

A Abra foi fundada em 2005 pela Band, RedeTV!, SBT e Record. Há alguns anos, o SBT já deixara associação dissidente. E a Record, que criou a dissidência da dissidência, ao criar a Abratel e deixar a Abra, continuará separada das outras redes.

Por Lauro Jardim
Share
14:21 \ Economia

Diretores ao volante

Vale

Sem mordomias

A Vale, que já havia cortado uma leva de garçons em sua sede, acabou agora com a mordomia de motoristas para os cargos da diretoria.

Por Lauro Jardim
Share
14:19 \ Governo

Cansado e criticado

Cardozo: colaboração com a CPI

Cardozo está cansado de defender o governo sozinho

José Eduardo Cardozo de fato está cansado de ser ministro da Justiça, conforme relatou a Folha de S. Paulo hoje. Mas não tomou a decisão de sair ainda.

Cardozo desabafou com amigos que está esgotado com as tentativas de setores do PT de miná-lo e, mais do que isso, com a falta de solidariedade de outros ministros – por exemplo, Aloizio Mercadante.

Cardozo entende que faz parte do ônus de ser ministro da Justiça ter que defender o governo, mas está cansado de fazê-lo sozinho.

Sentiu-se sobrecarregado especificamente na terça-feira, após divulgar uma nota criticando a oposição por ter pedido que Rodrigo Janot investigue Dilma. Ninguém no governo fez o mesmo nem o apoiou.

Mas vem do PT de São Paulo, dos arredores do Instituto Lula, as principais críticas à atuação de José Eduardo Cardozo. A insatisfação maior é com a Lava-Jato e a suposta falta de controle da PF (leia mais aqui). Mas não só isso.

Boa parte do PT e dos aliados acha Cardozo um ministro da Justiça fraco. Disse há pouco um petista da Câmara:

- Quem critica o Cardozo por falta de controle da PF, para mim, é bandido. Se realmente não faz isso, ele está certo. Mas o Cardozo é fraco. São assassinados 50 000 por ano no Brasil e o ministro da Justiça foi incapaz de lançar em quatro anos e meio um programa sólido de redução de homicídios.

Na Câmara, José Mentor dedica-se com afinco a criticá-lo devido à PF. Wadih Damous, ecoando Lula, também faz muxoxos – ainda que mais moderados.

Em sua defesa, principalmente no PT de São Paulo, trabalham José Américo e Emídio Souza.

No Congresso, Paulo Teixeira e Vicente Cândido, deputados com boas relações entre juristas paulistas, reforçam a linha de frente a seu favor.

Mas sua principal defensora é a dona da caneta. Dilma nem pensa em substituí-lo e não aceitaria sua saída numa boa.

Por Lauro Jardim
Share
14:13 \ Congresso

Preparados pelo PMDB

PF investiga compra de casa

CPI vai ouvir suspeitos de grampos na PF em Curitiba 

A propósito, alguns deputados estão com dinamites na mão para usar na sessão da CPI da Petrobras que vai ouvir o agente da Polícia Federal Dalmey Fernando Werlang e o delegado José Alberto de Freitas Iegas, ex-diretor de Inteligência.

Conforme VEJA revelou, delegados da Lava-Jato suspeitam do envolvimento de ambos em grampos na Superintendência do Paraná – o que eles negam.

Hugo Motta está com o dever de casa pronto, passado por Eduardo Cunha. Aluisio Mendes, deputado federal do PSDC e ex-secretário de Roseana Sarney, também vai chegar preparado.

No meio dos ataques, a Lava-Jato.

Por Lauro Jardim
Share

Esquecidos por Dilma

Dilma: sem ministros das concessões

Dilma: sem ministros das concessões

É forte a mágoa com Dilma nos ministérios do Transporte, da Aviação Civil e dos Portos.

Nenhum dos ministros das três áreas, estratégicas para o sucesso do pacote de concessões, foi convidado para ir com ela aos EUA.

Por Lauro Jardim
Share
12:35 \ Diversos

Apesar da crise…

rock in rio

Recorde de licenciamento de produtos

Apesar da crise econômica que não para de ganhar corpo, a edição deste ano do Rock in Rio conseguiu licenciar 643 produtos – o recorde histórico do festival. Em 2013, foram cerca de 600 licenciamentos e em 2011, 350.

Por Lauro Jardim
Share
11:27 \ Brasil

Reservatórios mais vazios

reservatorio

Reservatórios em baixa

O consumo de energia no Brasil caiu 2,2% no primeiro semestre, quando comparado ao mesmo período de 2014.

Ainda assim, os níveis dos reservatórios de todos os quatro subsistemas que abastecem as hidrelétricas terminaram junho abaixo daqueles observados em 2014, que, a sua vez foram infinitamente mais baixos do que os registrados em 2013.

Os reservatórios estão mais vazios num país que enfrenta uma forte retração da economia e com o parque termelétrico operando a todo o vapor – 28% de toda energia consumida no Brasil é oriunda das térmicas.

Por Lauro Jardim
Share
11:02 \ Economia

Eike, Thor e Dilma

Eike Thor

Eike e Thor passaram por Nova York

Quem estava em Nova York ao mesmo tempo que Dilma Rousseff era Eike Batista. Em outros tempos, aqueles em que ele era o maior empresário do Brasil, estaria ao lado de Dilma para cima e para baixo. Agora, circulou por Nova York acompanhado do filho Thor.

Por Lauro Jardim
Share
10:53 \ Economia

Solução alternativa

BTG Pactual: na Suíça

BTG articula pela BR Properties

O BTG Pactual anunciou  ao mercado hoje que o seu fundo Bridge desistiu de comprar a BR Properties. Beleza. Mas está sendo articulada uma outra solução pelo BTG: a possível entrada do fundo Blackstone no negócio.

Por Lauro Jardim
Share
10:23 \ Brasil

Alexandrino versus Youssef

alexandrino

Alencar irritado com Youssef

Alexandrino Alencar, o diretor da Odebrecht (ou ex, pois pediu demissão na semana passada, já preso), anda irritadiço na carceragem de Curitiba. O alvo prioritário do seu ressentimento é o doleiro Alberto Youssef.

Por Lauro Jardim
Share
10:02 \ Judiciário

Janot numa encruzilhada

Janot sem muitas opções

Janot sem muitas opções

O pedido da oposição para que Rodrigo Janot investigue Dilma pelo crime de extorsão colocou o procurador-geral num beco com poucas saídas.

O principal argumento de Janot na outra vez em que a oposição pediu uma investigação contra Dilma foi de que não se tratavam de fatos relacionados ao mandato vigente. Isso impediria Janot de investigá-la, com base no artigo 86 da Constituição.

Desta vez, a história contada por Pessoa tem a ver com a maneira pela qual Dilma obteve dinheiro para a campanha que a elegeu.

Mesmo procuradores próximos a Janot dizem que é difícil encontrar argumentos jurídicos para que ele pelo menos não abra uma investigação.

Mas, no terreno da subjetividade, ele pode dizer que não vê elementos suficientes para abrir um inquérito. Mas a campanha pela sua recondução à Procuradoria-Geral da República, que Janot toca a pleno vapor, complica o quadro.

Ao pedir uma investigação contra Dilma, poderá desagradar setores do PT e de aliados. Se decidir não pedir ao STF a abertura de um inquérito contra a presidente, Janot dará argumentos fortes para que Renan Calheiros e a oposição o critiquem pela seletividade em uma eventual sabatina no Senado.

Investigação não é condenação, mas politicamente a oposição usará um eventual inquérito para ressuscitar a tese do impeachment.

São grandes as chances de, desta vez, Janot ajudá-los na empreitada.

Por Lauro Jardim
Share
9:27 \ Esportes

Mais três surfistas

Patrocínio ao surfe

Patrocínio ao surfe

A Oi decidiu vincular de vez a sua marca ao surfe. Depois de fechar contrato com Gabriel Medina, agora decidiu patrocinar Adriano Souza, o Mineirinho, Filipe Toledo, o Filipinho e Silvana Lima.

Cada empresa de telefonia tem definida a sua estratégia esportiva. A Claro é patrocinadora oficial da Olimpíada do Rio de Janeiro; a TIM expõe a sua marca em quatorze clubes brasileiros; e a Vivo fechou em abril um contrato de dois anos com o zagueiro David Luiz.

Por Lauro Jardim
Share
8:26 \ Judiciário

Vitória do McDonald’s

McDonald's

McDonald’s: vitória judicial

O desembargador Fermino Magnani Filho, do TJ-SP, deu fim anteontem a uma sucessão de recursos e tentativas do Procon e do Instituto Alana de multar o McDonald’s em 3,3 milhões de reais por acreditar – veja só – que a rede não deveria fazer propaganda de  seus produtos.

A saga judicial, que começou em 2010, por causa de uma das campanhas do McLanche Feliz, foi anulada pelo TJ por três votos a zero.

O molho da decisão veio do texto do relator, que se baseou em quatro premissas: a sociedade brasileira é capitalista; cabe à família dar a boa educação aos filhos; crianças bem educadas saberão, certamente, resistir aos apelos consumistas. E, finalmente, o Estado não pode sobrepor-se às obrigações familiares de forma paternalista.

Segundo ainda o desembargador, “ao defender o fim de toda e qualquer comunicação mercadológica que seja dirigida a crianças”, o próximo passo do Alana será a “reivindicação de censura publicitária a outros grupos tido como vulneráveis como idosos, gestantes, vestibulandos, etc”.

Por Lauro Jardim
Share
8:04 \ Governo

Por que sancionou?

Dilma

Dilma regulamentou as delações

Dilma Rousseff, na segunda-feira, disse que não respeita delator e toda aquela patacoada que tomo mundo viu. Beleza.

Mas se Dilma tem essa opinião por que sancionou a lei que regulamentou a delação premiada?

Por Lauro Jardim
Share
7:21 \ Economia

À venda

contax

Contax: avaliada em 3 bilhões de reais

Carlos Jereissati e Sergio Andrade voltaram a botar combustível no processo de venda da Contax, a maior empresa de call center do Brasil. Imaginam que a empresa valha algo em torno dos 3 bilhões de reais.

Por Lauro Jardim
Share
6:34 \ Esportes

Indenização de 750 000 reais

Ronaldo: condenado

Ronaldo: condenado

Ronaldo Fenômeno e o Corinthians foram condenados ontem pela Justiça de São Paulo a pagar uma indenização referente ao contrato de patrocínio da Hypermarcas ao clube em 2009.

A 3ª Vara Cível decidiu que o empresário Paulo Palomino tem direito a receber 750 000 reais por ter ajudado a intermediar o patrocínio. Na ocasião, Ronaldo e o Corinthians deveriam ter repassado 10% do contrato de 7,5 milhões de reais – e não o fizeram.

Por Lauro Jardim
Share
6:01 \ Governo

Um lugar para Patriota

patriota

Patriota: derrotado no Senado, vai a Genebra

O embaixador Guilherme Patriota, irmão do ex-chanceler Antonio Patriota, será designado o número dois da missão brasileira junto aos organismos internacionais sediados em Genebra.

Em maio, o Senado impôs uma durá derrota ao governo ao rejeitar a indicação de Patriota para o cargo de representante permanente do Brasil na OEA.

Evidentemente, desta vez não será necessária a aprovação pelo Senado. Frágil, o governo não quis arriscar e expor Patriota novamente.

Por Lauro Jardim
Share

quarta-feira, 1 de julho de 2015

19:21 \ Governo

Não é bem assim

Dilma Rousseff

Dilma: outra falha no discurso em solo americano

Além da infeliz comparação entre delatores da Lava-Jato e presos políticos da ditadura (leia aqui), a passagem de Dilma Rousseff pelos EUA teve uma contradição no discurso da presidente.

Ao responder sobre a citação dos ministros Aloizio Mercadante e Edinho Silva, da cozinha do Planalto, na delação premiada de Ricardo Pessoa, Dilma disse nunca ter nomeado ou demitido ministros com base em revelações feitas pela imprensa e que “só se condena quando se provar”. Não é bem assim.

Entre julho e dezembro de 2011, quando oito ministros perderam suas pastas, seis deles deixaram a Esplanada depois de reportagens.

O caso mais emblemático foi o de Alfredo Nascimento (PR), ex-ministro dos Transportes. Em 2 de julho de 2011, um sábado, VEJA publicou detalhes de um esquema de cobrança de propinas no DNIT e na Valec. No dia 6 de julho, uma quinta-feira, sem ser julgado ou condenado pela Justiça, Nascimento pediu para deixar o Ministério. “Pediu” oficialmente, claro, pois foi instado a demitir-se.

Por Lauro Jardim
Share
19:07 \ Economia

Troca-troca na BR

BR: na Lava-Jato

BR: na Lava-Jato

A BR Distribuidora terá uma mudança na sua diretoria de Operações. Vilson Reinchembach deixará o posto e dará lugar a Ivan Sá, ligado ao secretário de Fazenda do Rio de Janeiro, Julio Bueno.

Por Lauro Jardim
Share
18:45 \ Economia

Petrobras vende ativos

Navio da Shell em Salema

Navio da Shell em Salema

A PetroRio, ex-HRT, vai comprar os 20% da Petrobras nos campos de Bijupirá e Salema. Em janeiro, a petroleira já havia comprado os 80% da Shell.

O valor do negócio é de 25 milhões de dólares e os campos têm uma produção diária de 24 000 barris de óleo. O negócio deve ser anunciado a qualquer momento.

Por Lauro Jardim
Share
18:24 \ Governo

Celulares longe de Cardozo

Cardozo sem celular

Sem celulares nas reuniões com Cardozo

A prática de deixar telefones fora das reuniões, típica dos empreiteiros e adotada por Lula, faz parte da rotina de José Eduardo Cardozo desde o Carnaval.

Ou melhor: desde que seus encontros com advogados da Lava-Jato vieram à tona.

Por Lauro Jardim
Share
18:08 \ Congresso

República do Cunha

cunha

Cunha foi direto com o PR

Nem só com atropelos regimentais Eduardo Cunha consegue (quase sempre) fazer o que quer na Câmara.

Além de ter repetido hoje o que fez há três semanas com o financiamento privado – quando repautou o tema após ser derrotado – Cunha também lançou mão de um expediente mais eficiente para convencer os deputados a votar pela redução de maioridade penal.

Com o PR, por exemplo, a conversa foi direta. Ou todo o partido vota com Cunha, ou o PR não participará mais de sua empreitada com os recursos do fundo do Pró-Saúde, o plano de saúde dos servidores da Câmara.

Cunha quer fazer um seguro de vida para os deputados com dinheiro do fundo, que hoje acumula 360 milhões de reais. Cunha quer Fernando Giacobo, do PR, cuidando disso.

Perguntado há pouco sobre a negociação, disse o líder do PR, Maurício Quintella:

- O PR já votou praticamente fechado na maioridade. Cunha nunca tratou de Pró-Saude comigo. Nosso representante na mesa é o Giacobo. Ele pode falar sobre isso.

Por Lauro Jardim
Share
18:05 \ Congresso

Eleitor em primeiro lugar

Luiz Lauro

Luiz Lauro: quem votar contra “está ferrado” em SP

A propósito, o deputado federal Luiz Lauro Filho, do PSB de São Paulo e sobrinho do prefeito de Campinas, Jonas Donizette, resumiu bem agora há pouco, numa conversa no cafezinho da Câmara, a lógica que tem prevalecido para convencer os parlamentares pela redução da maioridade.

Disse Luiz Lauro:

- Tô espalhando na bancada de São Paulo que quem votar contra a PEC da redução está ferrado no estado. O eleitor quer. Pode até ser contra reduzir, mas tem que votar a favor. Não dá para fazer como a anta do Heráclito (Fortes), que se absteve.

Por Lauro Jardim
Share
17:46 \ Economia

Abilio, a biografia

Abilio Diniz

Biografia de Abilio a caminho das livrarias

Abilio Diniz (editora Sextante/Primeira Pessoa), a biografia do empresário, escrita por Cristiane Correa, que já vendeu 300 000 livros com Sonho Grande, chega às livrarias no dia 18.

Em 272 páginas, Cristiane narra as brigas do empresário (com parentes, sócios e concorrentes) e as crises que Abilio enfrentou – crises do país ou dos seus negócios.

Por Lauro Jardim
Share
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados