Mais tempo no xilindró

Foram incluídos na pauta de amanhã da CCJ do Senado dois projetos que buscam o recrudescimento da legislação penal do país. Um é o parecer de Kátia Abreu que aumenta de trinta para cinquenta anos de prisão a pena máxima permitida no Brasil. A exceção é para os condenados com cinquenta anos de idade ou […]

Foram incluídos na pauta de amanhã da CCJ do Senado dois projetos que buscam o recrudescimento da legislação penal do país.

Um é o parecer de Kátia Abreu que aumenta de trinta para cinquenta anos de prisão a pena máxima permitida no Brasil. A exceção é para os condenados com cinquenta anos de idade ou mais, para quem a pena máxima continuaria sendo de três décadas.

O outro item é de autoria de Demóstenes Torres, o qual acaba com a redução do prazo de prescrição de penas para condenados menores de 21 ou que tenham mais de setenta anos de idade.

Ambos os projetos tramitam em regime terminativo na CCJ. Ou seja: se aprovados, seguirão diretamente para a Câmara.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s