Blogs e Colunistas

sexta-feira, 25 de março de 2011

6:32 \ Judiciário

Necrofilia e zoofilia

A procuradora da República em Brasília Ana Carolina Araújo Roman investiga se Silas Malafaia, pastor da Assembleia de Deus, teve conduta homofóbica em uma audiência pública na Câmara dos Deputados na qual se discutiu o chamado Estatuto das Famílias.

O encontro, realizado em maio passado, foi marcado para discutir mudanças no direito de família. Malafaia fez um discurso contrário à união homoafetiva. Até aí,nenhuma surpresa em relação às posições conservadoras defendidas pelos evangélicos em geral.

Mas Malafaia foi mais fundo. Exagerou. Pegou pesado. Na sessão, o pastor chegou a dizer que se fosse para concordar com a união gay, então que se liberasse a zoofilia e a necrofilia.

No início de fevereiro, Ana Carolina converteu uma investigação preliminar sobre o caso em inquérito por entender que era necessário continuar com as apurações.

O que Malafaia disse na audiência da Câmara:

– Vamos liberar tudo que tem na sociedade. Vamos colocar na lei tudo que se imaginar. Quem tem relação com cachorro, vamos botar na lei, porque tem gente que gosta de ter relação com cachorro. Eu vou apelar aqui, mas tem que dizer, é um comportamento, ué. Vamos aceitar?

– Quem tem relação com cadáver? É um comportamento, vou botar na lei. Ah, se é um comportamento, ué, estão espantados, vão discriminar, ué? É a favor de quê? Então vamos colocar tudo na lei e onde é que vai parar a sociedade brasileira?

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

263 Comentários

  1. lana

    -

    01/05/2013 às 22:59

    Pastor lhe peço desculpas e ao mesmo tempo de parabenizar pelos seus pensamentos en relacao a humaninidade so que vc esquece de quem sabe tudo e deus ele criador de tudo que ha e nem caia uma folha da arvore sem ele queira um grande abraço.

  2. lana

    -

    01/05/2013 às 22:41

    atendo o senhor pastor.

  3. alvin

    -

    30/11/2011 às 16:24

    deus não fez merda nenhuma, deus é uma piada, que um bando de merdas acreditam, esse crentes homofobicos vivem atacando os gays, mas quer ver coisa mais gay que cristo, o deus salvador deles é o deus mais baitola ja inventado, cristo além de afeminado era sadomasoquista, cristo é o deus mais ridiculo que ja conheci no mundo da literatura de fantasia, engreaçado que o silas malafaia ser todo machão encher a boca pra falar de cristo, esse deus dragqueen do caralho, cristo é um lixo, é um fraco

  4. jerffeson bezerra de macena

    -

    25/10/2011 às 18:08

    que isso e a liberdade de expressão, o pastor silas esta certo em cobrar não os seus mas também o direito de todos. se for assim também devem criar uma lei pra privilegiar a todos. sou contra o casamento homoafetivo!

  5. Maicon Dias Fagundes

    -

    09/10/2011 às 3:06

    Reconheço que a prática da homossexualidade é algo que choca a sociedade, não fico surpreso, pois as pessoas reprovam e abominam tudo que não é “normal”. Normal, para a sociedade, é aquilo que é padronizado. Exemplo: “homem deve casar com mulher”, “um homem deve ter apenas uma mulher”, reputo como inglória e infrutífera a luta de todos que são contra a homossexualidade, bissexualidade ou outras formas de as pessoas demonstrarem suas paixões, uma vez que há mais mistérios entre as paixões humanas do que o céu e a terra. Abomino a prática de relações sexuais bizarras e não vejo relação direta entre o fato de alguém ser homossexual ou bissexual com a necrofilia, zoofilia ou pedofilia, existem pessoas sujas em todo tipo de orientação sexual. O que quero deixar claro é que a homossexualidade é apenas mais uma variante das orientações sexuais existentes e não deve ser considerada como doença ou aberração. Sou contra o casamento de homossexuais, mas sou a favor que seus direitos sejam respeitados, mas não vejo problema algum em um casal homossexual adotar um filho, pois cientificamente não há comprovação de que a criança irá sofrer algum tipo de trauma, e como homossexualidade não é doença, e muito menos contagiosa, a criança não vai “pegar” homossexualidade. Ademais, tenho pena de quem ousa taxar quem quer que seja, uma vez que não sabemos porra nenhuma do motivo de nossa existência e não sabemos nada de nada. Devemos, pois, respeitar a todos, pois somos todos iguais, somos todos humanos.

  6. Francisco

    -

    17/09/2011 às 9:43

    Discriminação é uma coisa, homofobia é outra coisa. Deus nos fez com características definidas, homem e mulher. As relações homossexuais existem desde o inicio dos tempos. Vejamos, que coisa mais estúpida e antinatural, um homem introduzir o pênis no ânus de outro homem. O ânus é a saída dos excrementos, dejetos resultantes da alimentação que não servem para o bom funcionamento dos órgãos do corpo. As fezes, nauseabundas, contaminadas, indesejáveis, cheias de bactérias, contaminam sem dúvidas o sujeito ativo, assim como se contrai HIV e outras doenças e afinal de contas não se reproduz a espécie pelos intestinos. Isso é aberração deslavada, aceita pela sociedade e se acham seus seguidores imunes a criticas. É recriminável sim e também é hipocrisia de aqueles que defendem essas práticas, principalmente os políticos que para ganharem votos criam leis e situações favoráveis a esse seguimento. A necrofilia e outros desvios também unem duas ou mais pessoas. Imaginem uma pessoa defecando na boca da outra. Tem coisa mais asquerosa e nojenta? Na homossexualidade os parceiros também fazem sexo oral anal.Isso é normal? É no minimo asqueroso. No fundo, acredito que se deva respeitar os direitos dos outros, mas não se confunda respeitar com incentivar abertamente para correr o risco de influenciar crianças e jovens a seguir essas trilhas como se fosse normal e natural, ser homossexual. Deve ser grande a decepção de pais que descobrem filhos que são homossexuais, quando eles sonharam com uma família normal, filhos, netos e etc., se esses pais aceitam depois do descobrimento, é porque é humano fazer isso e não porque o filho ou a filha tem que ser feliz dessa maneira. Quem escolheu ser assim viva sua vida como quer, mas não tentando publicamente influenciar a sociedade a aceitá-los como um fato normal, porque não é normal, é uma parafilia. A mesma coisa diria que, quando a sociedade aceita a adoção de crianças por homossexuais, isso é contraditório para a formação da personalidade de qualquer criança. O menino homem , por exemplo, descobre que o pai e a “mãe” são dois homens, que se beijam na boca e dormem juntos. A criança vai se perguntar: o que esta acontecendo? Vou ser igual a quem? A ele ou “ela” (ele de novo)?. Meus Deus! Terrível. Nesse aspecto sou contra e não estou fazendo discriminação.

  7. amanda emidia oliveira

    -

    21/07/2011 às 8:17

    pastor estar mais uma vez certo,quem duvida leia romanos capitulo 1 vers.26 em diante:PELO QUE DEUS OS ABANDONOU AS PAIXÕES INFAME,POR QUE ATE AS SUAS MULHERES MUDARAM O USO NATURAL AO CONTRARIO A NATUREZA,E SEMELHANTEMENTE O HOMEM DEIXANDO O USO NATURAL DAS MULHERES,A SE INFLAREM SUAS SENSUALIDADES UNS PARA COM O OUTRO, COMETENDO TORPEZA,E RECEBENDO EM SI MESMO A RECOMPENSA QUE CONVINHA AO SEU ERRO…. O texto fala claramente de relações homossexuais.

  8. Fubas

    -

    12/05/2011 às 14:57

    O cara é bom hein?! Que bom que há pessoas defendendo-nos desta lei perigosa.
    Daqui para frente ser Homem – Branco – Hetero será um crime.

  9. Adilson dos Santos

    -

    20/04/2011 às 2:57

    É surpreendente como o conflito de interesses é instigador de discussões. Mas, lendo os comentários dos leitores, que no embate de palavras e pensamentos absolvem e condenam. Fica nesse meio uma pergunta sem resposta. Qual é a família que queremos ter?
    Atrevo-me a afirmar que a grande maioria das pessoas deseja ter uma família grande, pequena feliz, unida ou simplesmente normal. E ai eu pergunto aos senhores, Qual é o conceito de vocês de uma família normal? Para mim é uma família constituída no matrimônio entre um homem e uma mulher. Se eu estiver errado desculpem a minha ignorância e o atrevimento de estar entre vocês. A estrutura da família normal não é mudada, alterada, customizada ou até mesmo feita um upgrade na Bíblia pilar do Catolicismo, Protestantismo e Evangelismo ou no Alcorão pilar do Muçulmanismo, ao contrário em ambos os livros sagrados é veementemente condenável a relação entre pessoas do mesmo sexo ou relações entre humanos e animais. Senhores a quem absolver ou condenar? Quantas leis irão criar para atender ao interesse de grupo A, B, C ou D? Temos é que como cidadãos usar do bom senso e discernimento para defender os valores que acreditamos serem os mais corretos e benignos para a sociedade, afinal de contas a família é à base da sociedade. Vamos participar proativamente combatendo o lobby dos grupos que lucram com a desestruturação das nossas famílias. Sim não sejamos ingênuos ao ponto alicerçarmos nossas convicções em praticas liberalistas ao extremo. Para finalizar, a orientação sexual das pessoas é uma prerrogativa de cada uma, não tenho nada a ver com isso, mas, institucionalizar uma relação condenável é um absurdo. Absurdo maior é a população brasileira assistir a tudo isso, incólume, sem fazer nada.

  10. livre

    -

    18/04/2011 às 3:07

    Gostemos ou não do que o Silas Malafaia diz, o certo é que ele tem (ou deveria ter) o direito de expressar suas posições (se vivêssemos numa deomocracia), sem ser policiado e ameaçado por Ministério Público e outros agentes da Polícia do Pensamento gayzista e da esquerdopatia institucionalizada. Liberdade de expressão, alguém ainda sabe o que é isso, ou já foi completamente pro saco, como tanta coisa mais neste país?
    E uma questãozinha básica pros militantes gays donos da verdade e para os capachos da ditadura politicamente correta em geral (otoridades e mídia incluídas): Por que a comparação com zoofilia e necrofilia é “ofensiva” aos gays? Isto não seria um “preconceito” gay contra os zoófilos e necrófilos, adeptos de outras preferências sexuais? Os gays não gostam de pregar em suas paradas de orgulho e pelos meios de comunicação que “toda forma de amor” é válida?? Ou será que os mui tolerantes gays se acham superiores, melhores que os zoófilos e necrófilos?? Quanto preconceito, quanta zoofobia e necrofobia da parte desses gayzistas fundamentalistas!!

  11. Rafael Jácome

    -

    07/04/2011 às 15:46

    Mas a união homossexual não é composta por dois seres racionais, pensantes e de livre escolha social? A necrofilia e zoofilia não…

  12. Rafael Jácome

    -

    07/04/2011 às 15:40

    Mas a união homossexual não composta por dois seres racionais, pensantes e de livre escolha social? A necrofilia e zoofilia não…

    Dois homossexuais que vivem de acordo com os padrões éticos ACEITÁVEIS, tais como responsabilidades, afetividade, conduta monogâmica, conduta psicológicamente racional e saudável são capazes de educar de educar uma criança SIM!
    O erro da sociedade é em ACHAR que todo gay é “bicha loca” que vive de dá, o que não é verdade, existem muitos homossexuais mais responsáveis e fieis a seus parceiros do que muito hetero politicamente correto por ai. Silas muito bom orador e pensador, o adimiro em alguns aspectos, mas ai foi totalmente equivocado! (Não sou gay, só acredito que carater moral/sexual não depende da escolha sexual e sim como vc exerce a mesma.)

  13. André LDC

    -

    02/04/2011 às 9:18

    Deus ama até aqueles que não creem na sua existência.
    Respeitemos o direito de todos acreditar ou não acreditar em algo.
    O resto é proselitismo estúpido e excludente.

  14. Xavier

    -

    01/04/2011 às 12:34

    Que absurdo! Tantas declarações pessoais, algumas até com certa coerência e outras cheias de insanidade.
    Conclusão: “O mundo sem DEUS é frustrado.”

  15. cildo menezes

    -

    31/03/2011 às 11:47

    Esse “pastor”, demonstra absoluta falta de conhecimento em relação ao homossexual. Compará-lo ao necrófilo e ao zoófilo, são são doenças, o Silas Malafaia se apresenta como alguém incapaz de defender a pessoa humana, menos ainda conseitos religiosos.

    Aconselho-o estudar mais, sobretudo: Psicologia, antropologia, História, a Hermeneutica e a Hesegesa das Sagradas Escrituras para não ficar por ae posnado de sábio, não passa de um pastorzinho “miope”.

  16. André LDC

    -

    31/03/2011 às 9:32

    Marcio Pompilio, que comentou em 30/03/2011 às 19:17:

    Seu comentário foi sensato.
    Aos que, pelas minhas opiniões, pensam que sou militante desse ou daquele movimento, advirto que eu sou a favor de que todos sejam tratados com igualdade.
    E que, se há situações que levem a subtração injustificada de direitos a certas pessoas, a lei deve buscar a correção deste problema. Contudo, de forma equilibrada, para evitar novas injustiças.
    Além disso, a lei deve acompanhar as mudanças sociais, mas de forma ponderada.
    Infelizmente, a bancada religiosa do Congresso Nacional quer barrar até mesmo mudanças normativas simples, apenas pelo prazer de demonstrar que pode fazê-lo.
    É o caso da possibilidade de casais homoafetivos declararem Imposto de Renda em conjunto, objeto de ação judicial por dois parlamentares declaradamente evangélicos, sendo um deles, infelizmente, eleito pelo povo do Estado de Goiás, de onde venho e onde (ainda) moro.
    Por outro lado, sou contra a beligerância de certos militantes homossexuais. Reconheço sua coragem e o fruto dos seus esforço. Porém, não sou a favor de que haja uma classe de privilegiados por conta de sua orientação sexual, seja ela qual for.
    O meu desejo é que a vida privada de cada um, no que não se imiscuir com a vida pública, não sirva de pretexto para que ainda existam no Brasil cidadãos de segunda classe.
    E que cada pessoa vítima de alguma espécie de preconceito (e isso inclui os evangélicos, que por décadas foram proibidos de professarem sua fé livremente no Brasil, mas se esquecem deste passado ao perseguirem outros grupos) tenha um mínimo de empatia e compreenda o impacto das palavras.
    Não é o caso de se defender cegamente o politicamente correto, e sim reconhecer que palavras podem ferir.

    Depois de tudo isso, reafirmo a importância de se buscar o equilíbrio, conforme você disse. Saber diferenciar uma condição inata do ser humano de desequilíbrios psicológicos é um bom passo rumo ao entendimento.

  17. Marcio Pompilio

    -

    30/03/2011 às 19:17

    Calma, Silas Malafaia. Vc sempre foi exagerado. Até nas suas pregações. De certa forma, eu entendo a abordagem dele. Ele tentou fazer um exercicio de lógica, apresentando premissas polêmicas….Mas não vamos exagerar!!! Ele está colocando tudo no mesmo balaio (psicopatia com homossexualismo) Será que ser homossexual é doença física ou mental??? A ciência já disse que não! Ser necrófilo ou zoófilo ou pedólio é ser portador de psicopatia.

    Agora em relação à homofobia, a Constituição nossa já previa que o Estado deveria luta contra toda discriminação, por sermos uma nação plural, etc, etc. O duro é implementar isso.

    Mas espero que nossos legisladores pensem estas questões com muito cuidado. Se não, logo, logo, nós os heterossexuais, é que seremos as vítimas de preconceito.

    Como dizia o ditado “Nem tanto ao mar, nem tanto à praia”.

    Que façam as coisas com equilíbrio, por que já dizia um filósofo (Sócrates ou Cícero?): “A virtude está no meio”.

    O norte a ser seguido é a ordem e a paz social. Não iniciem uma guerra, pois o nosso país ainda é pacífico, apesar de tudo!!

    Que os contrários se entendam, sem tirar direitos há muito estebelecidos e sem impor deveres por demais excessivos!!!

  18. Fernando

    -

    30/03/2011 às 18:44

    Graças a Deus não conheço o Sr. Ricardo D. e assim que fechar a página, nem vou lembrar que ele existe.

  19. -

    30/03/2011 às 15:05

    Hj em dia QUALQUER COISA QUE FAÇA OU DIGA é PRECONCEITO…
    Esse negócio de “politicamente correto” É UM SACO!
    Logo logo, graças ao pt quem for branco, paulista, heterossexual SERÁ PRESO!
    RIDICULO!

  20. Fadrick Paiva

    -

    30/03/2011 às 14:12

    Meus sinceros e devotos votos de parabéns ao Ricardo D. pela sua explanação simples e direta. Já estou copiando e salvando, porque afirmações tão bem explicadas e de conteudo denso devem ser preservadas. Você deveria estar no lugar dos tiriricas, dos malafaias e similares.

  21. MARCIO

    -

    29/03/2011 às 22:03

    ricardo d , é por esses seus motivos que Deus esta neste momento indignado com o destino que sua criação tomou, uma vez que ele deu a criatura o livre arbítrio.

  22. André LDC

    -

    29/03/2011 às 19:56

    Ricardo D., que comentou em 29/03/2011 às 16:08:

    Seu comentário foi excelente, no mínimo.
    Sua argumentação foi direto ao ponto.
    Parabéns!

  23. Ricardo D.

    -

    29/03/2011 às 16:08

    Deus se parece tão preocupado com a orientação sexual do indivíduo que soa estranho Ele ter criado um Universo, há mais de 14 bilhões de anos, com cerca de 200 bilhões de galáxias, cada uma com 200 bilhões de estrelas, trilhões e trilhões de planetas, eventos sublimes como supernovas, raios gama, pulsares, quasares etc só para, chegando na minúscula e insignifante Terra, condenar os homossexuais ao sofrimento eterno do inferno. Não parece absurdo demais o que se prega em vossas igrejas e na Bíblia? Pq Deus cria o sujeito com o impulso biológico para os do mesmo sexo e depois condena isso? Pensem no contrário e perceberão o absurdo: se a heterossexualidade fosse pecado, vc teria como escapar da condenação eterna do inferno? Teria vc condições de virar homossexual? Tem como vc, heterossexual, deixar de sentir atração pelo sexo oposto?
    Agora Deus tem esse peculiar interesse na orientação sexual do sujeito e, pior, coloca lado a lado com “pecados” como homicídio, desonestidade etc. Dizem que tudo ocorre por conta da queda do Homem no Éden. Daí em diante o Homem se tornou responsável pela sua escolha.
    Pois é, um sujeito peca e o resto paga, um belo exemplo do princípio da intranscendência.
    Antes de argumentar contra a homossexualidade, pq não se perguntam pq Deus criou um Universo há tanto tempo (14 bilhões de anos), com tantas galáxias, estrelas e planetas? Só para que fosse matematicamente possível nossa existência derivar do caos e assim nos confundir com a ciência, a qual, inclusive, Ele próprio nos deu? Pq Deus teria criado a Terra há mais 4 bilhões de anos? Só para que fosse possível e plausível o surgimento espontâneo/imotivado da vida e sua evolução até os dias de hoje? Contraponham os fatos à Bíblia e sairão desconcertados. Parem de discriminar os homossexuais pq foi “Deus” quem os fez assim. Ninguém pede para nascer homossexual. Aliás, se pudessem pedir pediriam para nascer heteros, uma vez que lidar com o preconceito que permeia a nossa era é algo insuportável.
    Pensem antes de seguir cegamente o que lhes é vomitado.
    Abraços

  24. André LDC

    -

    29/03/2011 às 13:29

    Ricardo, que comentou em 29/03/2011 às 9:32:

    Começo lamentando que você não conheça o significado da palavra “ironia”.
    Se você fosse mesmo um padre ou um pastor, eu ficaria ainda mais abismado com a sua falta de respeito, a sua arrogância e sua ignorância calculada.
    Aliás, que negócio é esse de dizer o modelo do seu carro?
    A quem você quer impressionar?
    Ridículo é o adjetivo mais suave para um ato desse tipo.
    Fico feliz por você não ir à missa para pedir bens materiais. Se bem que isso é obrigação de todo cristão, mas a tal da “teologia da prosperidade” está aí à solta.
    Realmente, o resto da sua vida não me interessa. Tampouco a minha vida é da sua conta.
    Não participo de passeatas, tampouco as organizo. Prezo pela minha individualidade.
    Mas se houver um motivo justo e a passeata não for um mero instrumento de proselitismo, seja ele qual for, eu participarei.
    Continuo postando neste tópico em parte para expor meu ponto de vista (ou acha que a democracia só funciona a seu favor?), em parte para responder aos ataques de indivíduos feito você.
    No mais, comento em blogs de vez em quando. A frequência com que o faço não é algo tão intenso quanto você imagina, embora isso, reafirmo, não seja da sua conta.
    E é muita baixeza da sua parte imaginar que eu pretenderia mudar de sexo.
    Aliás, a mudança de sexo não é algo leviano como poderia pensar.
    Sua falta de conhecimento não lhe autoriza a fazer pouco de pessoas que nasceram em um corpo cujo sexo não corresponde ao gênero com o qual se sente à vontade.
    Tanto é verdade que o processo de mudança de sexo exige avaliações médicas e psicológicas bastante intensas, por ser um procedimento drástico e irreversível.
    Não é um mero capricho.
    E a lei deveria, após comprovada a alteração de sexo, prever expressamente a alteração de todos os documentos da pessoa, algo cuja importância nem todo juiz compreende (antes que você faça coro ao Xavier e alegue que o juiz só pode decidir sobre o que consta na lei, procure ler o art. 4° da Lei de Introdução ao Código Civil).
    Não tenho nenhum conflito com o sexo com o qual nasci. E mesmo que tivesse, mereceria o respeito que qualquer ser humano merece.
    Não quero ter apoio de plateia alguma.
    Sigo a minha consciência.
    Se eu quisesse gente para me aplaudir, seguiria pensamentos retrógrados feito os seus, os quais são compartilhados por muita gente por aí.
    E sobre isso de dar a “marcha à ré”, é algo que não é da conta de ninguém.
    Não vou me rebaixar ao seu nível subterrâneo para argumentar sobre o respeito à intimidade alheia.

  25. André LDC

    -

    29/03/2011 às 13:08

    Xavier, que comentou em 29/03/2011 às 8:31:

    Não retiro nenhum dos adjetivos que usei para qualificá-lo.
    Se os usei, foi porque seus comentários falaciosos me ofereceram subsídio para tanto.
    Quem me conhece pessoalmente é que pode dizer se sou equilibrado emocionalmente ou não.
    Quanto a não ter preconceitos, todos nós os temos.
    A melhor forma de quebrar um preconceito é admiti-lo.
    Quando alguém diz não ter preconceitos, é um mentiroso, consciente ou não disso.
    E você, percebe-se, não admite seus preconceitos.
    Você se refere à minha “opção sexual”. Primeiro que isso não é do seu interesse. E, em segundo lugar, o certo é “orientação sexual”.
    Afinal, se fosse para conviver com gente refratária feito você, muitos homossexuais não quereriam ser o que são.
    Eu não disse que você se considera acima dos outros por ser cristão, e sim que a Constituição já protege os religiosos de forma bastante específica.
    Aliás, muita gente desonesta usa a religião como escudo para se proteger de críticas.
    Muitos advogados, no afã de defender seus clientes em juízo, apelam a expressões do tipo “fulano é religioso”, “temente a Deus” e outros argumentos tíbios.
    Você não compreendeu que o espírito do PL 122 é o mesmo das leis contra o racismo.
    Não é por causa das nominações que usei quanto à sua pessoa que você não quer prosseguir o debate.
    É porque você prefere desqualificar meus argumentos e não se digna a responder minhas indagações.
    Falando nisso, a prova de que a homofobia e o racismo são irmanados está no que aconteceu no programa CQC de ontem: o deputado Jair Bolsonaro, uma das pessoas mais detestáveis do Brasil, afirmou que um filho seu não correria o risco de namorar uma mulher negra, pois foi bem criado.
    Antes disso, alegou que jamais correria o risco de ter um filho homossexual, como se isso fosse uma moléstia.
    É para os Bolsonaros e Malafaias da vida que o PL 122 precisa ser aprovado.

    Se você não ficar fazendo ctrl+c e ctrl+v da Constituição e quiser discutir o assunto seriamente, inclusive do ponto de vista jurídico, esteja à vontade.
    Aliás, mesmo sabendo que você prefere desqualificar seu opositor a responder a uma pergunta que seja, indago-lhe: em que estaria erradas as centenas de decisões judiciais que reconhecem direitos que a lei sonega a várias pessoas tão somente por sua orientação sexual?
    Não vale dizer que não há lei sobre o tema, porque isso não é desculpa (o art. 4° da Lei de Introdução ao Código Civil diz o seguinte: “Quando a lei for omissa, o juiz decidirá o caso de acordo com a analogia, os costumes e os princípios gerais de direito”).

  26. André LDC

    -

    29/03/2011 às 11:56

    Dye, obrigado pelas suas palavras.
    Embora eu acredite em Deus, sou simpático aos ateus.
    Porque honestidade, respeito ao próximo e outros bons valores independem da crença num deus ou de qualquer religião.
    Fico triste quando o ateísmo é associado à falta de moral ou a outros deméritos.
    Gostei da sua argumentação no seu último comentário.
    Não precisamos da “voz rouca das ruas” a nos defender, por volúvel.
    Já temos a ciência a nosso favor.
    Apenas um reparo: não é que eu tenha tanto conhecimento sobre os assuntos que comentei. Qualquer pessoa minimamente sensata, seja qual for a sua orientação sexual, deve aprender a debater honestamente.
    Parabéns por sua coragem e firmeza de princípios.

  27. Ricardo

    -

    29/03/2011 às 9:32

    Senhor(a) André LCD, não sou pastor/padre como sugere preconceituar. Aos domingos pego meu Mercedes CLK 320 Avangard e vou à missa adorar e agradecer ao Criador, sobretudo. Menos pedir algo material. De sobra ainda ouço o padre e cumprimento o semelhante, jamais para arrebanhar pessoas e organizar passeatas. De resto, não te interessa. E vc, o que faz além de organizar passeatas e ficar postando em blogs como um alucinado e obcecado defendendo a sua mudança de sexo para ter apoio da platéia e dar a “marcha à ré” com tranquilidade de quem não está fazendo nada de anormal?

  28. Xavier

    -

    29/03/2011 às 8:31

    André LDC – que comentou em 28/03/2011 às 19:12
    Sinceramente, pensei que você se tratava de alguém equilibrado emocionalmente e sem preconceitos. Grande engano !
    Primeiro vc me chamou de mentiroso, agora de preconceituoso, hipócrita, fariseu, legalista, etc.
    Saiba que vc não é melhor que ninguém por sua opção sexual; somos todos iguais desde que cumpramos as leis. Também não me considero cidadão acima de qualquer outra pessoa por ser Cristão. Desse modo, tanto como os homofóbicos, estás agindo preconceituosamente ao me nominar desta forma.
    Só para teu governo, não é sugestão pessoal, mas do texto contido nessa lei que tentam aprovar, com textos, inclusive discriminatórios; estes permitem essa interpretação. Também para tua informação, esse texto que mencionei foi extraído de um parecer jurídico, considerando inconstitucional o texto encaminhado.
    Sem mais, encerro aqui nosso debate, pois as nominações feitas por você me incapacitam em fazê-lo.
    DEUS TENHA MISERICÓRDIA DE VOCÊ!

  29. Dye

    -

    29/03/2011 às 1:35

    eu não encontro eco na sociedade mesmo, eu encontro milhões de vozes pelo mundo dizendo que eu não sou a unica, mais milhões que me defendem, a ciência dizendo que eu não sou doente.
    E alguns ainda se negam a ver isto, fazem teorias sem fundamento, distorcem a interpretação das leis.

  30. José

    -

    29/03/2011 às 1:24

    Silas Malafaia não pegou pesado nem exagerou. Leia o livro “Antes que Anoiteça”, do grande escritor e militante gay Reinaldo Arenas, e saberá do que estou falando.

  31. Dye

    -

    29/03/2011 às 1:13

    e eu sou ateísta a tanto tempo, ou antes de me descobrir homossexual tah…
    “deus” me deu pouca fé desde criança
    e ele nunca voltou ver se eu precisava de mais um pouquinho dela

  32. Dye

    -

    29/03/2011 às 1:09

    Obrigada André LDC pelos elogios anteriores e a defesa, seus comentários são muito inteligentes e se vê que você tem mto conhecimento no que está dizendo…

    enfim, eu não entro “na casa” de quem não me aceita.
    lembrando que o protestantismo veio depois do catolicismo, e mto antes sempre houveram mtas outras religiões, ou seja deus não fez o homem a sua imagem e semelhança e sim O HOMEM FAZ DEUS A SUA IMAGEM E SEMELHANÇA.

    e quando disse repugnancia a ser tocada pelo sexo oposto digo sexualmente…
    tenho mtos amigos, irmão, pai, familiares e um abraço um gesto de amizade, de carinho são mto bem vindos

  33. Maciel

    -

    28/03/2011 às 23:44

    creio que a discução sobre homobia esta um pouco que confusa , vivemos num país livre se um homem quer morrar com outro e mulher com outra,ter relação sexual com outro é problema deles pois já acontece , futuramente poder aparecer um outro grupo dizendo que o alcolotrar , pdofilo ou qualquer coisa que tal grupo julgue como um ato de homofobia fico imaginando onde vamos parar se somos entrer aspa livres então qualquer pessoa tem o direito de se manisfetar com quiser , ditadura j,a passou ou ressucitaremos o famoso AI5,que matou ,prendeu em nome da LEI , sou a favor de um plebiscito para que o povo escolha e não pessoas que por alguns previlégio ou grpo politico faça algo incosequentemente.

  34. André LDC

    -

    28/03/2011 às 19:17

    Ricardo, sua crítica à Dye é pusilânime.
    De onde você tirou essa de que os gays inventaram seu próprio deus?
    Muitos gostariam de serem aceitos por suas religiões de origem, mas são vítimas da falta de compaixão dos seus pares.
    Uma sociedade que não tolera a diversidade está doente.
    Considerar os gays como “doentes”, como você leva a pensar, é tratar o sintoma em vez da causa do problema.
    Aliás, o doente, aqui, é você.
    Vá pastorear com esse papo furado em outro canto!
    Tenho pena do seu rebanho, sabia?

  35. André LDC

    -

    28/03/2011 às 19:12

    Xavier, que comentou em 28/03/2011 às 14:29:

    O tratamento igualitário que todos devem receber da lei não se limita a aspectos formais.
    Caso contrário, por que você não defende a paridade entre a licença-maternidade e a licença-paternidade?
    Parto deste exemplo para dizer que, perante o Direito, o que importa mesmo é a igualdade material.
    E é em nome dela que se admite tratamentos diferenciados entre algumas pessoas, considerando que, naturalmente, elas recebem tratamentos desiguais, portanto injustos.
    Assim ocorre com o casal homoafetivo que constitui uma unidade sentimental e patrimonial, dentre outros aspectos.
    Quando duas pessoas vivem em comunhão afetiva e adquirem bens e direitos em conjunto, não faz sentido tratá-las como se fossem meras sociedades de fato, pois o assunto, aí, se inclui no Direito de Família.
    E não falo apenas de direitos. Recentemente, o TJ-SP concedeu um pedido de liminar para que um homem pudesse receber pensão alimentícia de um ex-companheiro que o deixou sem condições de se sustentar, considerando que viviam como um casal há alguns anos e que o réu na ação se beneficiou dos frutos adquiridos pelos dois, situação que se inverteu quando o autor ficou desempregado e, algum tempo depois, foi abandonado pelo companheiro, que havia lhe prometido assistência enquanto não pudesse retornar ao mercado de trabalho.
    A liberdade de expressão não deve servir de pretexto para humilhar pessoas indiscriminadamente.
    Aliás, toda liberdade é válida até o momento em que conflitua com outra liberdade. Quando isso ocorre, cabe ao Direito dizer qual liberdade prevalecerá.
    Portanto, se até o direito à vida admite limitações (ex.: estado de necessidade, legítima defesa, etc.), por que o mesmo não se daria com as liberdades?
    Quanto ao art. 8º do PL 122, o que isso difere do que consta dos crimes de racismo e de injúria qualificada por racismo?
    Aliás, se quisessem mudar o Código Penal para criar o tipo penal da injúria qualificada por homofobia, você seria contra?
    Cabe ao julgador interpretar a lei para evitar punições exageradas.
    Negar direitos a um grupo de pessoas sob o pretexto que você apresentou é ridículo.
    Ou você acha que a lei deveria mudar para que chamar alguém de nomes depreciativos em razão da cor da sua pele deixe de ser “delito de opinião”?
    O ideal, na sua visão torpe, é que regredíssemos ao tempo em que a expressão “preto de alma branca” era algo aceitável?
    Não venha com essa de que uma lei que vise reduzir a discriminação contra homossexuais é sinal de totalitarismo.
    Quando “a oposição seja de cunho moral, ético, filosófico ou religioso”, você ignora o fato de que muitos indivíduos racistas e/ou homófobos se valem de argumentos de cunho moral, ético, filosófico ou religioso para justificarem suas perseguições a quem lhes desagrada por ser “diferente”.
    Sua visão do Direito Penal procede.
    Agora, convenhamos, quando se sabe que milhares de pessoas no Brasil são ofendidas, tem seu direito de ir e vir limitado, são demitidas, perdem promoções, são humilhadas, tem vários direitos sonegados, são agredidas fisicamente e, em alguns casos, até assassinadas, tão somente por não serem heterossexuais, você ainda acha que não é o caso de se recorrer ao Direito Penal para ao menos não estimular a impunidade nesses crimes todos?
    Por acaso a integridade física e moral, a honra, a dignidade, a liberdade e a vida dos homossexuais vale menos do que a das demais pessoas?
    E não me venha com essa de que essas garantias são plenamente tuteladas pela legislação vigente!
    Ninguém perde nada na vida por se dizer heterossexual.
    Mas quando se é homossexual, olhares enviesados são apenas a manifestação mais leve de desapreço que se pode sofrer.
    Quando um homossexual é agredido apenas por sua condição, a lei não servirá de exemplo para o agressor. Muito pelo contrário.
    Você ignora que existem pessoas perturbadas, provavelmente por não admitirem seus próprios desejos sexuais, e que, quando em grupo, agridem e até matam gays, lésbicas, travestis e afins.
    Por acaso esse tipo de conduta não merece ser tratada de forma mais rígida pela lei?
    Sabe o que é abusivo?
    É ver um jovem sendo vítima de bullying na escola por não ser heterossexual e a direção da escola, não raro, punir o aluno agredido em vez do agressor.
    É saber que milhares de jovens desistem dos estudos porque não suportam serem humilhados diuturnamente por jovens filhos de pais preconceituosos feito você.
    É tomar conhecimento de que muitos homossexuais inteligentes e esforçados recebem tratamento inferior a heterossexuais não tão competentes em seu trabalho.
    É ainda ver que jovens ainda são expulsos de casa porque seus pais não os aceitam como são.
    E por aí segue.
    Eu até gostaria que os homossexuais fossem respeitados por serem cidadãos, e não por sua orientação sexual.
    Porém, no mundo em que vivemos, onde o que se faz entre quatro paredes ainda é objeto de chantagem, perseguição e violência contra o próximo, a lei precisa responder a essa desigualdade de tratamento sendo calculadamente desigual, para que se chegue à igualdade material.
    É muita má-fé da sua parte supor que a demonstração de afeto a que se refere o PL 122 possa abranger atos obscenos.
    Um ato obsceno, sejam quem forem seus praticantes, não pode ser praticado em público.
    Agora, um beijo entre dois homens e duas mulheres, quando não venha acompanhado de gestos mais lascivos, é ato obsceno?
    Pode ser desagradável aos seus olhos, está no seu direito.
    Mas não tente classificar isso como obscenidade, considerando que há casais hetero que se agarram em frente a crianças e, não obstante, não se ouve falar em pessoas constrangendo-os a não se beijarem para não ofender a sensibilidade alheia.
    Enquanto isso, casais homo, ao trocarem inocentes selinhos em público, são, no mínimo, convidados a se retirarem do recinto.
    A palavra “lei” é polissêmica, caso não saiba.
    Ademais, o Direito prevê que, acima das regras, há os princípios gerais do Direito, os quais devem ser respeitados por toda lei.
    E a Lei de Introdução ao Código Civil prevê que a ausência de norma sobre determinado tema obriga o julgador a recorrer à analogia, aos costumes e aos princípios gerais do Direito.
    Por isso é que, quando um juiz reconhece uma união homoafetiva, ele não está inventando uma lei, mas preenchendo uma lacuna legal.
    Por analogia, compara-se essas uniões às heterossexuais, no que não conflitar. Por costumes, há incontáveis casais similares, alguns já com seus direitos em parte reconhecidos. E por princípio, temos o da dignidade da pessoa humana.
    Quando você se apega às leis em demasia, age com a mesma hipocrisia quando fala em religião.
    Enquanto religioso, você é um fariseu.
    Enquanto defensor da lei, você é um legalista encabrestado.
    Se o PL 122 prevê uma pena para discriminação maior do que a do homicídio, cabe a adequação devida.
    É claro que uma morte é mais grave do que uma ofensa.
    Porém, muitos homossexuais morrem e seus assassinos recebem penas mais brandas do que pessoas que se valem da liberdade de expressão contra certas pessoas públicas e são vítimas da indústria da indenização por dano moral.

    Com isto, encerro minha argumentação.
    Se vier com legalismo barato pra cima de mim, receberá uma resposta à altura.
    A lei deve ser respeitada. Porém, o Direito se presta à justiça.
    Quando a lei é aplicada sem esse cuidado, perde o sentido.

  36. André LDC

    -

    28/03/2011 às 18:04

    Dorothy Lavigne, que comentou em 28/03/2011 às 13:29:

    Começo agradecendo por ter lido meus comentários.
    Quanto aos seus apontamentos, vejamos:
    1) Boa pergunta. Seria o caso de proibir não apenas o matrimônio entre pessoas estéreis, mas também entre idosos, caso a reprodução seja o único pretexto válido para o casamento. É como o impagável Zé Simão dizia quando George W. Bush se manifestava contra o casamento entre homossexuais: não precisa se preocupar, não será obrigatório.
    2) Sobre a Lei Geral das Religiões, ela foi uma resposta à concordata firmada entre o Brasil e o Vaticano. A rigor, malgrado o Vaticano ser um Estado soberano, nosso país não tinha por que assinar essa concordata, que está servindo de base para os que defendem o ensino religioso obrigatório nas escolas públicas, assunto cuja constitucionalidade está em discussão no STF.
    Os religiosos que se manifestam contra o PL 122 se esquecem de que a Constituição Federal lhes assiste de forma clara e específica. Os templos possuem imunidade tributária. O Estado não pode criar obstáculos para os cultos. E isso só para começar.
    Ao passo que a lei não traz nenhuma ressalva contra o preconceito por motivo de orientação sexual.
    Não, a lei não deve conter nenhuma vantagem às religiões além das que já existem. Portanto, essa Lei Geral das Religiões pretende tratar os religiosos como cidadãos com mais direitos do que os demais.
    Curiosamente, esse argumento é usado por eles para rechaçar a criação de uma lei anti-homofobia.

    Enfim, o assunto vai longe. De qualquer forma, grato pela sua contribuição ao debate.

  37. Ricardo

    -

    28/03/2011 às 16:03

    Os Gays buscam resposta para seu comportamento e não encontram eco na sociedade, na igreja, nas religiões, na bíblia, na família… e então passam a rejeitar/abominar tudo isso. Uns tornam-se descrentes e outros perfilam uma religião “particular” e até idealizam um Deus próprio, para sentirem-se melhor e não precisarem assumir compromisso com nenhuma doutrina, apenas a sua própria. Alguns gays passam a “viver na deles”, outros se revoltam contra a sociedade em geral, agridem verbalmente quem lhes confrontam, formam lobbys para postarem, e outros encontram eco e se aliviam apenas na Avenida Paulista. Alguns são eternos conviventes do medo e preferem acreditar que “nasceram assim” e experimentam a verdadeira homofobia na forma de “Sabe o que é repugnância de ser tocado por uma pessoa do sexo oposto?”

  38. César Silva

    -

    28/03/2011 às 15:17

    Não vejo comparação alguma feita pelo pr. Malafaia do homosexualismo à zoofilia ou necrofilia.

  39. Xavier

    -

    28/03/2011 às 14:29

    André LDC,
    Art.5 º. Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza,garantindo -se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida,à liber-
    dade,à igualdade,à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
    [...]
    VI –é inviolável a liberdade de consciência e de crença,sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida ,na forma da lei,a proteção aos locais de culto e as suas liturgias ; [...].
    Art. 18 “Todo homem tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença pelo ensino, pela prática, pelo culto e pela observância isolada ou coletivamente, em público ou em particular”.

    É livre a manifestação de pensamento (art. 5º, IV CF), inviolável a liberdade de consciência (art. 5º, VI CF), do mesmo modo que são invioláveis a intimidade, a honra, a imagem e a vida privada das pessoas (art. 5º, X CF).

    Parece realmente que vc desconhece o texto original que está em questão, no que tange a PL 122 .

    O Artigo 8° do PLC 122/06, que altera o art. 20 da Lei 7716/89, pela redação aprovada, é crime praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de orientação sexual e identidade de gênero. O disposto no art. 20 engloba a prática de qualquer tipo de ação capaz de produzir algum constrangimento de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica. Com tal legislação o Brasil estaria instituindo o chamado delito de opinião, o que é inadmissível. É a face mais horrenda do totalitarismo: o Estado decretando uma suposta “verdade absoluta” – e qualquer proibição ou oposição a esse corolário de “verdade” (é passível de prisão), nada importando que a oposição seja de cunho moral, ético, filosófico ou religioso.

    Por fim, deve-se lembrar que o Direito penal é a “ultima ratio” vale dizer, só deve ser chamado a agir quando estiver em risco bens jurídicos de altíssima relevância e cuja proteção não possa ser garantida por outros ramos do direito. No caso em tela, a honra, a dignidade, a integridade e a liberdade sexual dos homossexuais já são plenamente tuteladas, e a violação aos seus direitos já acarretam conseqüências ao infrator, sendo eficazmente reprimida por sanções administrativas ou civis. Assim, a sanção penal é desnecessária e, por isso, abusiva. Nota-se que o que se pretende com o chamado projeto de lei da homofobia não é garantir direitos, mas sim dar aos homossexuais mais direitos do que já têm. É certo que os homossexuais devem ter sua dignidade e seus direitos respeitados, não em razão de sua orientação sexual, mas por serem cidadãos; e isso já é garantido pela lei. Mas o PL 122/06 transforma os homossexuais em uma classe de privilegiados, sendo o Direito Penal seu instrumento de opressão, o que é inadmissível face ao principio da isonomia previsto na Constituição Federal.

    Outro tópico é a chamada “demonstração de afeto”, (Art. 8º), pois o termo, assim como foi formulado, poderia abranger uma variedade de comportamentos que vão do menos ao mais obsceno.

    Dito isso, um tipo de comportamento “obsceno” em lugar público, poderia ofender qualquer pessoa, seja que se trate de um ato “homossexual” ou “heterossexual” . “Nem os heterossexuais possuem direito irrestrito de demonstrar afeto em público”

    Falando em direitos, eles só existemn realmente quando estão previstos em lei. Então, nenhum direito está sendo negado a casais homossexuais, pois a lei inexiste. A aplicação das leis existentes até pode ser ineficiente neste país onde cada um busca seus próprios interesses, mas as leis de igualdade existem. O próprio texto da PL 122, pasmem, O PLC considera que MATAR UM SER HUMANO, inclusive homossexual, merece pena mais branda que discriminá-lo? Isto é muito sério! A discriminação apontada neste PLC é mais séria do que o homicídio?

  40. Dorothy Lavigne

    -

    28/03/2011 às 13:29

    André LDC,

    Parabés pela sua exposição, mas queria apresentar mais dois apontamentos:

    Primeiro, se o casamento e as relações sexuais são legitimas apenas para a procriação, como pregam alguns, por que não proíbem o casamento entre casaias estéreis?

    Em segundo lugar, se a Constituição já prevê a punição de crimes de preconceito em geral, por que se criou no ano passado a Lei Geral das Religiões (também, conhecida como “AI-5 evangélico”)? Para que conceder previlégios aos religiosos?

  41. André LDC

    -

    28/03/2011 às 13:26

    Xavier, que comentou em 28/03/2011 às 11:17:

    O fato de eu não ser cristão e de não temer a Deus (acredito na existência d’Ele, mas o temor é algo que se deve sentir quanto aos demais humanos, e não a quem a tudo criou) não significa que eu não seja defensor da unidade familiar.
    Porém, minha mente não é tão limitada a ponto de apenas considerar como família a união pai-mãe-filho(s).
    Defender esse modelo como o único a receber direitos e a prestar deveres é injusto.
    Afinal, quantos pais e mães solteiros criam seus filhos sozinhos ou com a ajuda de outras pessoas?
    Por que certas pessoas, em vez de se manifestarem contra a adoção por casais homoafetivos, não procuram ser coerentes e tentem sugerir que pais ou mães solteiros se casem apenas para que as crianças tenham necessariamente pai e mãe?
    Quantos jovens nem parecem terem pais, de tão menosprezados por eles?
    E quantos jovens, mesmo sem um pai ou uma mãe em casa, são pessoas minimamente realizadas?
    Se eu pareci arrogante em algums momentos, foi apenas porque certas pessoas neste espaço foram ainda mais arrogantes, supondo-se monopolizadoras da verdade.
    Agora, com a devida licença, você mente ao dizer que o PL 122 voltou a tramitar “na calada da noite”. Se você não leu o noticiário da época, o problema é seu.
    Quando o projeto já estava em vias de ser arquivado, houve a manifestação de parlamentares em número mais do que suficiente para que retomasse seu curso.
    Eu poderia reclamar da orquestração das bancadas religiosas no Congresso para que esse e outros projetos de lei fossem desidratados até perderem sua força, em vez de discutir o assunto.
    E olha que já foram realizadas diversas concessões, pois a ideia original é que o casamento entre homossexuais e a adoção por esses casais fossem direitos, independentemente do que as religiões contrárias viessem a dizer.

  42. André LDC

    -

    28/03/2011 às 12:41

    Xavier, que comentou em 28/03/2011 às 9:32:

    Não entrarei no mérito sobre a possível existência de uma lei escrita pelo próprio Deus. Isso implicaria em uma discussão metafísica que não vem ao caso.
    Se você acredita que relações sexuais só se prestam para fins procriativos, faz sentido você considerar o sexo entre homossexuais algo anormal.
    Contudo, se o sexo é apenas para fazer filhos, não deve servir para o prazer.
    Portanto, qualquer prática sexual que não seja a penetração do pênis na vagina deveria ser condenada.
    Ou você acha coerente demonizar o sexo entre dois homens e duas mulheres e permitir o sexo oral entre homem e mulher?
    A homossexualidade, salvo prova em contrário, nunca foi uma ameaça à procriação de qualquer espécie. Tampouco o seria quanto aos humanos.
    Até porque, talvez por falta de conhecimento, você ignora que muitos homossexuais tem filhos em relações heterossexuais, por diversas razões (para evitar suspeitas sobre sua sexualidade, pela pura vontade de ter filhos, etc.).
    Portanto, argumentar que a perpetuação da espécie humana seria afetada pela homossexualidade não procede.
    Quanto ao PL 122, ele só seria capaz de criar privilégios a uma categoria de pessoas se a estas não fossem negados dezenas de direitos que, em tese, deveriam ser concedidos a todos.
    Você disse que uma lei com vistas a obrigar todo brasileiro a ser cristão não seria justa.
    Acontece que, ao restringir a legalidade das uniões apenas aos casais heterossexuais, vários direitos são negados a esses indivíduos.
    O que você acha das leis antiracismo no Brasil?
    São justas ou seriam uma forma de privilegiar um grupo de pessoas em relação às demais?
    Já imaginou que a liberdade de crença e de culto impede a intromissão do Estado nos templos religiosos?
    Dizer que padres e pastores serão presos por se manifestarem contra a homossexualidade, caso a lei antihomofobia seja aprovada, é mentiroso.
    É fora dos templos que a lei fará diferença.
    Para que não existam mais aberrações do tipo “tratamento para cura da homossexualidade” ou para que milhares de jovens não desistam dos estudos porque são excluídos por seus pares apenas por não serem heterossexuais.
    A lei brasileira já possui recursos para punir qualquer tipo de discrinação, certo?
    Errado!
    A expressão “orientação sexual” deveria constar no rol de proibições de discriminação na Constituição Federal. Porém, foi rechaçada pelos constituintes mais retrógrados.
    Acredito que, se a Constituição proibisse claramente a discriminação por orientação sexual e não restringisse a união estável (ou mesmo o casamento) a casais homem-mulher, não seria preciso nenhuma lei anti-homofobia.
    Porém, não é este o cenário que encontramos.

  43. Dye

    -

    28/03/2011 às 12:40

    Eu sou ateísta e não sou obrigada a seguir a lei do deus de vocês.

    SE NASCE ASSIM,SIM…
    Sabe o que é repugnância de ser tocado por uma pessoa do sexo oposto?
    É o que se sente… vocês nunca vão compreender…mas podem fazer ideia ao pensar q se fosse uma pessoa do mesmo sexo tocando vocês
    E ser obrigado a casar com uma pessoa tendo esse tipo de sentimento?
    Amar uma pessoa e não poder estar com ela… Não, NUNCA

  44. Xavier

    -

    28/03/2011 às 11:17

    Felizmente ainda existem pessoas tementes a Deus ! Independente de serem evangélicos ou não, zelam pela unidade familiar. Porém, no decorrer dos comentários vem se perdendo o foco da reportagem, levantando-se muitas outras questões e opiniões pessoais controversas ou distintas entre si, inclusive expondo uma postura arrogante em alguns casos. Isso demonstra um certo descontrole e incita movimentos prós e contrários a esse ou aquele ponto de vista, criando desconforto e demonstrando a total falta de civilidade e incapacidade em debater assuntos dessa relevância.
    A PL 122, no texto original, como poucos sabem ou ignoram, foi encaminhada durante a calada da noite, na madrugada, tentando-se aprovar mesmo com um quórum reduzido, numa manobra intencionalmente manipulatória. ISSO SIM É UMA VERGONHA! E PIOR, SEM DIVULGAÇÃO PÚBLICA ! ESSE É O PAIS DO JEITINHO ! QUANDO ISSO MUDAR, MUITA COISA MUDARÁ !

  45. André LDC

    -

    28/03/2011 às 10:53

    Maicon Dias Fagundes, que comentou em 27/03/2011 às 7:40:

    Fico feliz que haja ao menos alguém declaradamente religioso e que compreende quão absurdas foram as palavras do Pr. Malafaia.
    É bom saber que ainda existem pessoas que sabem demonstrar suas opiniões sem ofender a inteligência alheia.
    Discordamos em alguns pontos, mas seu comentário foi razoável e justo.

  46. André LDC

    -

    28/03/2011 às 10:50

    Ricardo, cansei de perder meu tempo com você.
    Pra você, é justo que dois homens ou duas mulheres vivam como um casal e que, quando uma das partes do casal morre, a família do(a) falecido(a) leve o patrimônio construído em conjunto pelos dois, deixando a parte sobrevivente sem direito a nada?
    Se você se diz cristão, deveria ter um mínimo de compaixão.
    Mas vejo que você é um fariseu.
    Você é um mentiroso da pior espécie.
    Não é o caso de você ser contra ou a favor da homossexualidade (custa escrever isso em vez de “homossexualismo”?).
    São os seus argumentos repugnantes.
    Há muitos casais homossexuais cujos filhos são criados da mesma forma do que se o fossem por um casal heterossexual.
    Mas isso você faz questão de ignorar.
    Mentiroso, mentiroso, mentiroso!

    Tenho pena do seu rebanho.

  47. Xavier

    -

    28/03/2011 às 9:32

    Para André LDC (postado em 25/03/2011 às 17:04)
    Caro André, percebi seu interesse em debater o assunto, mas gostaria de ressaltar que existe sim um perigo iminente escondido por trás desta lei absurda. Primeiramente, como Cristão aprendi que devemos amar uns aos outros, incondicionalmente. Isto é mandamento bíblico e todo que se disser cristão e o descumpre está indiscutivelmente desobedecendo uma lei divina. As leis humanas são criadas para nos preteger e isto pode ser alterado sempre que necessário. Diferentemente ocorre com a lei de Deus que foi escrita, creio assim, pela própria mão de Deus, creia você ou não. A criação humana, outra questão discutida cientificamente, inclusive, traz dentro da mesma espécie, assim como na espécie animal, um macho e uma fêmea. Isto resume a questão genética referente a sexualidade. Senão eu poderi deduzir que um casal gay poderia gerar outro gay; o que é geneticamente inconcebível.
    A lei PL 122, confere sim privilégios exclusivos e isto é que não aceitamos. Como disse, temos livre arbítrio, respaldados inclusive pela lei divina. Imagina se criássemos uma lei obrigando o povo brasileiro adotar o cristianismo. Esta certamente não é nossa intenção, apenas estamos oferecendo uma opção de escolha, dando-lhes o direito de recusar se assim o desejar. No caso desta lei, fica especificado como crime qualquer tipo de opinião contrária, restringindo o direito das demais classes, obrigando por lei a concordarmos e não somente aceitarmos a escolha pela opção sexual.
    A legislação brasileira já possui lei para punir criminalmente qualqueer tipo de discriminação.

  48. Paulo César

    -

    27/03/2011 às 23:59

    Nascer preto, branco, com cabelo loiro ou preto, alto ou baixo, homem ou mulher é genética e gênero, agora nascer Gay não existe, se nasce ou homem ou mulher, não é Genética, nem gênero meu caro ELISIUS é opção que faz parte da conduta sexual e homosexual de um indivíduo, muitas vezes é até um vício.

  49. Carlos Eduardo

    -

    27/03/2011 às 23:32

    Não gosto do Malafaia, mas ele tá certo.

  50. www.eyelegal.tk

    -

    27/03/2011 às 22:09

    Na ONU Vaticano denuncia ataques difamatórios contra aqueles que se opõem à conduta homossexual
    Rebecca Millette
    GENEBRA, Suíça, 23 de março de 2011 (Notícias Pró-Família) — O representante do Vaticano disse no Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra na terça-feira que muitos que se opõem à homossexualidade estão sendo injustamente atacados por suas opiniões. Ele também frisou a diferença entre orientação sexual e conduta sexual.
    “Um país jamais deveria punir uma pessoa ou privá-la da alegria de qualquer direito humano com base simplesmente nos sentimentos e pensamentos de uma pessoa, inclusive pensamentos e sentimentos sexuais”, disse o arcebispo Silvano Tomasi.
    Entretanto, ele destacou que existe “alguma confusão desnecessária” com referência à proteção da orientação sexual. A orientação, disse ele, “refere-se a sentimentos e pensamentos, não conduta”.
    “Os países podem e devem regular condutas, inclusive várias condutas sexuais”, disse o arcebispo. “Certos tipos de condutas sexuais devem ser proibidas por lei. A pedofilia e o incesto são dois exemplos”.
    Uma “tendência preocupante” se tornou proeminente: intolerância àqueles que têm oposição moral à conduta homossexual, continuou Tomasi.
    “As pessoas estão sendo atacadas por assumir posições que não apoiam a conduta sexual entre pessoas do mesmo sexo”, disse Tomasi. “Quando essas pessoas expressam suas convicções morais ou convicções sobre a natureza humana… elas são estigmatizadas, e pior — elas são caluniadas e sofrem ações legais”.
    “Esses ataques são violações de direitos humanos fundamentais e não dá para justificá-los sob nenhuma circunstância”, disse o representante do Vaticano.
    O Conselho de Direitos Humanos da ONU está tentando, exatamente como em 2008, introduzir a “orientação sexual” e a “identidade de gênero” como classes protegidas de discriminação no direito internacional. O escritório do Alto Comissário de Direitos Humanos afirma que mais que 70 países punem a atividade homossexual como crime, inclusive prendendo, torturando ou aplicando a pena de morte em homossexuais praticantes.
    Embora o Vaticano seja contra a violência e discriminações injustas contra os homossexuais, líderes importantes continuam a declarar que acabar com a violência contra os homossexuais não deve significar garantir novos direitos especiais.
    Em 2008, o núncio apostólico do Vaticano na ONU, o arcebispo Celestino Migliore, disse que a Santa Sé se opõe ao reconhecimento da homossexualidade como um novo direito humano por preocupação de que tal direito levaria as nações a serem forçadas a reconhecerem o “casamento” de mesmo sexo.

  51. Dye

    -

    27/03/2011 às 20:29

    Aborto é outra questão, e tenho certeza absoluta que não são os homossexuais que estão querendo fazer aborto, afinal é humanamente impossivel não é mesmo? Mtos casais homossexuais gostariam de ter filhos enquanto os heteros fazem os seus irresponsavelmente e os que não abortam maltratam, e novamente pergunto: Nós é que estamos errados?
    Nós buscamos a liberdade e obrigaríamos nossos filhos a se vestir de maneira ou de outra? Não mesmo neh,isso seria uma grande hipocresia, e existem leis que defendem as crianças, existe varios criterios para adotar e a saúde mental está incluida. exatamente sobre a liberdade de escolha que estamos buscando.

    NÃO ESTAMOS FALANDO DE IGREJA. E SIM DAS LEIS DE UM ESTADO ****LAICO***, DOS CIDADÃOS DO MESMO.

    Nada vai obrigá-los a ser a favor da homossexualidade, e sim não vai permitir que nós sejamos maltratados por ser homossexuais.

    Acredite no seu deus, viva de acordo com o que você pensa
    e deixe-nos viver a nossa maneira, como nós deixamos vcs viver a de vcs.

    Não estamos fazem mal a ninguém.

    Eu quero o direito de ter uma casa com a minha parceira, pq trabalhamos como vcs, batalhamos como vcs e temos o direito de ser feliz e é só isso que vocês estão tentando impedir.
    Os nossos direitos adquiridos não vai tirar o de vcs.
    Temos os mesmos deveres que todos os cidadãos, então pq não temos os mesmos direito?

    Ensinar as crianças a respeitar as diferenças não vai torna-los homossexuais e sim humanos de respeito.

    Mas eu vejo que os tempos tem mudado, assim como os negros já sofreram e muito injustamente, hj eles são respeitados. Eu sei que vamos ganhar essa luta. O mundo tem que progredir e as cabeças tbm.

  52. Ricardo

    -

    27/03/2011 às 18:44

    Imaginem a cena: Uma parelha de macho ou de fêmea, andando com duas crianças; uma menina travestida de menino e um menino travestido de menina. É isso que os gays pretendem com a aprovação dessa lei. Querem igualdade de condições com a entidade familiar tradicional, adotar crianças e chamar de criminoso(“criminalização”) quem se manifestar contra. Sem contar com os benefícios resultantes de seguros, heranças…

  53. Ricardo

    -

    27/03/2011 às 16:47

    Concordo na tática Nazi-fascista do governo em perpetuar-se no poder. O governo alicia susceptíveis membros do seu poder, que servem para manipular o povo, no sentido de criar rejeição àquelas pessoas que se opõem contra o governo. Também vai pipocar na mídia, ações contra pessoas que se opõem contra o aborto…Assim o PT “pró-vida”, mas não contra a “criminalização” do aborto, atua sutilmente na sociedade, jogando as pessoas contra si, através de pessoas do seu governo que se sujeitam à sua vontade, para galgar ou manter seu emprego.

  54. Gilda

    -

    27/03/2011 às 16:20

    Decio, cuidado com as blasfêmias levantadas contra servos de Deus. Vc irá prestar conta delas no Juizo.

  55. Gilda

    -

    27/03/2011 às 16:14

    Sou contra transformação de Igreja em comércio empresarial. Mas ser contra o homosexualismo é direito de cada cidadão. Deus não aceita homosexualismo. Quem não crê e nem quer nada com Deus, não está se importando com isso. É o livre arbítrio. “Cada um prestará conta de si mesmo à Deus.”

  56. afranio

    -

    27/03/2011 às 16:04

    Incitar o ódio ou o preconceito torna-se uma atitude criminosa porque pessoas de pouca formação se influenciam e depois saem ai agredindo e matando. Por que a injuria contra uma pessoa é crime e a injuría contra um grupo social não é crime? Porque injuriar um negro por sua cor é crime e injuriar um gay por sua orientação sexual não é crime?
    FREUD já dizia que somos todos por natureza bissexuais e somente por educação nos tornamos deste ou daquele comportamento. Portanto ninguem pode atirar a primeira pedra.

  57. Dye

    -

    27/03/2011 às 13:22

    Malafaia tem o direito de dizer o que pensa DENTRO DA IGREJA DELE,e lá ele pode fazer as regras que quiser, mas no governo, ele tem que ter um motivos jurídicos para se colocar contra as leis, lá ele não é pastor, é representante da sociedade, está defendendo o ponto daqueles que pensam como ele, mas deve respeito as pessoas.
    EX.
    EU SOU CONTRA O FANATISMO RELIGIOSO,porém não ofenderei ninguém, se eles fossem perseguidos eu seria a favor de uma lei que os protegesse, não estamos em tempos de Brasil-Colônia para sermos obrigados a seguir determinada religião. A OMS tirou a homossexualidade da lista de doenças, pois já se sabe que não é o caso.
    O São Paulo faz cirurgias de mudança de sexo, pois entende que a transexualidade é uma disfunção do corpo e não da mente.

    Já se formam teorias de que a homossexualidade,transexualidade seja genética.

    Ninguém está livre de ter filhos homossexuais, pois se nasce homossexual, não se escolhe ser, mas temos a escolha de procurar entender, aceitar e respeitar essas pessoas como merecem.

    A questão não é comparar o QI entre heteros e homos, mas acredito (não posso falar por ele) que seja mostrar que homossexualidade não seja um fator que rebaixe uma pessoa.
    Mas temos que convir que ir contra as IMPOSIÇÕES que a sociedade (des)HUMANA, nos torna mais críticos, exercita a mente tentar mostrar pro mundo quem somos, tendo que ir além do que é aprendido, tendo que formar novas filosofias.
    Existem lugares do mundo que a família tem orgulho de ter um homossexual.
    O Brasil principalmente é um pais que foi inundado por uma gama de culturas e por isso uma unica religião não pode ser fundamento para o Estado.
    E o estado deve fazer o necessário, nos proteger e atender nossos interesses, pois fazemos parte desse pais.

  58. www.eyelegal.tk

    -

    27/03/2011 às 12:37

    Não se está discutindo aqui se o pastor acertou ou errou, nem tampouco sobre a legalização da união estável homossexual. Está se discutindo que o Ministério Público Federal não tem base legal para investigar ninguém por condutas que não são proibidas pela lei penal.
    Isso é a criminalização da opinião, uma perseguição político-ideológica contra pessoas que têm posições contrárias à agenda homossexual e ao modelo de “politicamente correto” desse Estado nazi-fascista em que o Brasil está se transformando nas mãos desses Petralhas.
    Se Malafaia exagerou ou pegou pesado, isso se resume na esfera da sua liberdade de expressão numa audiência pública. Ele foi infeliz, nada além disso. Não feriu direitos dos gays, porque não existem direitos gays. Ninguém tem quaisquer direitos porque é gay ou lésbica, as pessoas têm direitos porque são cidadãs.
    O MPF está fazendo perseguição, ao que tudo indica a Procuradora da República pode estar prevaricando para perseguir Silas Malafaia, cumprindo ordens do Governo que quer a aprovação do famigerado PLC 122/2006.

  59. Ricardo

    -

    27/03/2011 às 8:30

    Pergunta: Quem é o preconceituoso?
    1. Os que expuseram aqui uma lista de supostos “gênios gays” ou, eu se expusesse uma estatística comparativa do QI entre gays e a população em geral?
    2. Eu que digo: Tenho amigos homossexuais, tenho colegas de trabalho homossexuais, sou pastor/padre e recebo homossexuais na minha igreja… e, sou franco e aberto em afirmar a todos, que sou taxativamente contra a homossexualidade mas sinceramente respeito a opção de cada um.
    Ou aqueles que se juntam aos milhares em ruas públicas, provocam, desrespeitam, debocham, chamam de homofóbicos, retrógrados… qualquer um que é contrário à sua opção?

  60. Maicon Dias Fagundes

    -

    27/03/2011 às 7:40

    Silas Malafaia exagerou e denota em suas palavras um alto nível de desequilíbrio para falar de um assunto muito melindroso, qual seja, a legalização da união estável. O que se discute é a previsão jurídica no direito positivo da formalização de uniões homossexuais. Pronto. Não está se discutindo as inúmeras inclinações e comportamentos sexuais a que os seres humanos se submetem. A homossexualildade é um fato na sociedade e como tal não pode ser desprotegido pela lei. O comentário do pastor muito se assemelha a de líderes religiosos radicalistas do Oriente Médio, não está a par da realidade brasileira. Portanto, reprovo o comentário do Pastor, apesar de eu, particularmente, ser contra o casamento de homossexuais, acredito que seus direitos devem sim ser resguardados na formalização da união civil em nível federal. Devemos sim ter o temor a Deus, mas não podemos ser radicalistas e discriminarmos as pessoas.

  61. Dye

    -

    27/03/2011 às 2:26

    Homofobia-já era(65.062 membros)
    Eu apoio o Casamento Gay-(54801 membros)
    PARADA GAY 2011… EU VÔ!!!(65176 membros)

    o orkut pode é uma ferramenta pro bem ou pro mal depende de quem usa..
    mas esses dados simples mostram não somos poucos, e os que nos apoiam são menos ainda.
    Em uma pesquisa do Jornal Hoje sobre a pena por homofobia a maioria dos votos foram a favor da pena. E olha q eu nem votei…
    Eu estou aqui tentando sensibilizar as pessoas a uma causa da qual faço parte, mas que eu faria por qualquer um que eu achasse necessário, se pessoas recriminarem um evangélico,católico, corinthiano, rico, pobre, velho, criança, que nada faz contra as pessoas, eu viria defende-lo ou pelo menos não tentaria dificultar a vida deles.

  62. Lucio Alves

    -

    27/03/2011 às 0:59

    O Nobre pastor tem o direito de se posicionar contra a aprovação da Lei. O que ele não vai conseguir é superar a evolução do Estado Democrático de Direito, que a nossa Sociedade conquistou e irá estender a todas as camadas da população, como manda a Constituição. Ele terá que “engolir” que o Estado é Laico.

  63. Tais

    -

    27/03/2011 às 0:46

    Esse homem é ridículo!! Pior que ele só o povinho que ouve e ainda diz Amém sem nem questionar. A Bíblia diz que é pecado? A Bíblia também diz que trabalhar aos domingos é pecado, que os pais podem vender as filhas como escravas, e aí? Esses “ensinamentos” também são seguidos ou será que são só os que interessam para os “fiéis”?

  64. Dye

    -

    26/03/2011 às 23:02

    ele defende o que pensa ofendendo as pessoas… é essa a diferença… quando não se tem base pra defender tentamos fazer no grito.
    Eu respeito absolutamente o que as pessoas pensam, a religião que seguem, desde que tbm me respeitem, ainda assim aqueles que vierem a me desrespeitar eu tentarei de maneira argumentativa me defender, e se fores capaz de fazer mudar, de verdade, eu irei, pq eu não sei sobre tudo, mas procuro saber. Eu não irei bater em ninguém, criticar ninguém que me disser que é cristão, pois é direito de cada um seguir o que acredita, desde que tbm deixe o outro ser, e eu não sou ninguém pra dizer o que é correto. Mas quando se parte para a ignorância, falar de
    explosivamente, usar argumentos generalistas, como se tudo fosse a mesma coisa não são válidos.
    Cada um deve seguir o deus que acredita, mas somos um pais de varias culturas.

  65. Luciana Violante

    -

    26/03/2011 às 22:40

    Malafáia não falou nada de novo, a palavra de Deus já existe a muitos anos se vcs acham alguma coisa errada nelas vão reclamar com o próprio o pastor só é um ungido de Deus para nos ajudar.
    Ele pode ter sido rude em suas palavras mas o “SENHOR” nos diz q devemos ser firmes com as palavras.Nós evangélicos seguimos o q Jesus diz , amamos os pecadores e não o pecado e homoxessualismo é pecado aos olhos de Deus, assim como os budistas seguem a buda, os kardecistas a Alan Kardec nós devemos obedecer e seguir a um único Deus e espero que nossas opniões sejam respeitadas.

  66. André LDC

    -

    26/03/2011 às 22:11

    Ricardo, que comentou em 26/03/2011 às 19:32:

    Você não aprendeu nada, não é mesmo?
    Não é qualquer opinião contra a homossexualidade que corresponde a preconceito. E sim, por exemplo, as suas opiniões sobre o assunto nos comentários abaixo.
    Se os gays fossem tão poderosos para influenciar a opinião da sociedade sobre eles, certamente teriam força para que o casamento entre pessoas do mesmo sexo ou a adoção por casais homoafetivos se tornasse palavra de lei.
    Suas ilações são desonestas, meu caro.
    E outra: quando uma pessoa diz que a homossexualidade é doença, ou que se equivale à pedofilia, não é um mero juízo de valor, mas sim uma ofensa à inteligência humana.
    Você tem todo o direito de não concordar com a homossexualidade alheia.
    Mas não tem o direito de que os homossexuais continuem sendo cidadãos de segunda classe, com os mesmos deveres de todos, mas sem os mesmos direitos.
    Não vem com esse papo de “ditadura gay”, que isso não cola.
    Abra sua mente e não restrinja suas leituras àquilo que o padre fala na missa.

  67. Dye

    -

    26/03/2011 às 22:10

    Preconceito … pré-conceito… conceito sem conhecer..
    É isso, conheça, e forme um conceito, mas conheça de verdade…
    e ainda assim respeito sempre
    mesmo para religiosos, na biblia diz que só deus pode julgar…
    então não pequem
    não julguem aqueles que fazem mal
    ***eu estarei sendo irônica a seguir, por favor não façam isso***
    e não deixem suas mulheres usarem tranças pq isso tbm está escrito na biblia, matem os filhos desobedientes, pois está escrito na biblia… e se vc duvida do que eu acabei de dizer… vivem em completa hipocresia, pq só conhecem o que interessa sobre a biblia…

    obs: eu não discuto religião… cada um tem a sua e fim

  68. André LDC

    -

    26/03/2011 às 22:05

    Nonato Recife, que comentou em 26/03/2011 às 20:52:

    Sabia que o Malafaia é psicólogo? Irônico, não?
    Se ele, ao atender seus pacientes, dissesse asneiras como a que justifica a notícia acima, teria seu registro cassado.
    O caso dele é de polícia.
    Liberdade de expressão é um direito fundamental.
    Mas há outros direitos fundamentais.
    Não existe liberdade absoluta perante a lei.
    O direito de dizer o que se pensa não deve ser usado para humilhar as pessoas indiscriminadamente.
    E não me interessa o que diz a Bíblia. Quem quiser, que a siga. Mas ser cristão não significa ter salvo-conduto contra qualquer opinião divergente.

  69. André LDC

    -

    26/03/2011 às 22:01

    Para Dye, que comentou em 26/03/2011 às 19:00:

    Sua coragem e sua inteligência são um bálsamo em meio a tantas opiniões tortuosas neste espaço.
    Você é uma pessoa destemida e com mais sorte na vida do que a maioria, pois sabe quem é e não abrirá mão de sua felicidade para que os Malafaias da vida possam vomitar suas diatribes contra quem pensa diferentemente deles.
    Meus parabéns!
    Abraço!

  70. Dye

    -

    26/03/2011 às 21:59

    só ****não**** vai permitir que o nossa maneira de viver seja prejudicada.

  71. Dye

    -

    26/03/2011 às 21:57

    Eu não acho que qualquer opinião seja preconceito, um exemplo é meu irmão ele tem a religião dele e ao saber sobre minha orientação sexual disse que, apesar de não compreender, me respeitaria, e isso é o que acontece. Assim como meu pai, disse que não era o que ele esperava, mas ele não deixaria de ser meu pai por isso.
    As leis não vão fazer com que o pensamento de ninguém mude, só vai permitir que o nossa maneira de viver seja prejudicada.
    Não vai obrigar ninguém a colocar um homossexual dentro da casa de cada um, ou que alguém seja homossexual. Se vocês não tem a intenção de nos agredir, de nos ofender levianamente, Não tem com o que se preocupar.
    Permitir que nós tenhamos os mesmos direitos que você só vai ajudar a nossa vida, e não prejudicará a de ninguém. Nós também queremos ter a nossa casa, nossos bens e é só isso que essa outra lei vai permitir.
    Qual o problema de um casamento homoafetivo NO CÍVIL, a lei não tem religião, pq não é uma só, Silas tem a convicção de que a religião dele eh a correta tanto quanto um budista, e até hj ninguém provou qual ou se existe uma correta, por isso a lei Não deve ter como base a religião e sim a ética, a moral, e o bem estar dos cidadãos.

  72. Decio

    -

    26/03/2011 às 21:42

    Robin Hood segundo relatos históricos era gay, assim como Ricardo Coração de Leão. E ainda o Papa Julio II, Isaac Newton, o maior cientista de todos os tempos (morreu virgem mas nutriu uma paixão por um jovem matemático), Christian Andersen, dos contos, além de gay era efeminado. Rumores sobre Abraham Lincoln, Vasco da Gama,São Patrício e o próprio São Paulo.Santo Agostinho relata sua experiências em sua biografia. Era gay o filósofo Wittgenstein, Marlon Brandon (bissexual),o matemático Alan Turing, O musico barroco Handel,Alexander von Humboldt, Frida Kahlo, o economista John Maynard Keynes, Fernando Pessoa , Mario de Andrade,Tyrone Power , o pintor Rafael,o compositor Maurice Ravel, Rainer Maria Rilke,
    Arthur Rimbaud, Rodin, Arthur Schopenhauer,Bessie Smith , Sócrates,Luchino Visconti, o sultão Suleimão I,Torquato Tasso, Henry David Thoreau , Trajano, Julio Verne, os reis ingleses William II (1056-1100) e William III (1650-1702),Marguerite Yourcenar ,Franco Zeffirelli,… a lista é muito grande

  73. Ana Rúbia

    -

    26/03/2011 às 21:23

    Silas Malafaia: Homem de DEUS!!!!! Doa em quem doer eu quero é servir ao meu DEUS!!!! Q DEUS tenha misericórdia de todos os homossexuais deste mundo, pessoas que o diabo brinca e leva ao sofrimento! Q DEUS tenha misericórdia daqueles que não houvem a sua palavra!

  74. Nonato Recife

    -

    26/03/2011 às 20:52

    Este nefasto senhor vai arder no fogo dos infernos!
    Antes disso seria melhor ele procurar um psiquiatra.

  75. Ricardo

    -

    26/03/2011 às 19:32

    Os gays iniciaram a estratégia incutindo na sociedade que, qualquer opinião contrária á homossexulalidade corresponde à preconeito. Isso não é verdade. Preconceito tem significado diferente de opinar à favor ou contra. Muitas pessoas de todos níveis “cairam nessa” e simplesmente se manifestamà favor com medo de serem taxadas de “preconceituosas”.

  76. Paulo César

    -

    26/03/2011 às 19:31

    Se o famigerado PL 122 for aprovado, quero ver como fica a liberdade de expressão e opinião poética do nobre Deputado Tiririca que disse:

    Amizade é a melhor coisa do mundo
    Num amigo de verdade não se vê defeito
    Como disse o poeta:
    O amigo é pra se guardar no lado esquerdo do peito ( 2x)

    Ele é corno, mas é meu amigo
    Ele é viado, mas é meu amigo
    Ele é baitola, mas é meu amigo
    Ele pode ter defeitos, mas é meu amigo ( 2 x)

    Um amigo é pra acudir o outro (mensagem subliminar que quer dizer no Nordeste-Ce: um amigo é pra CÚ de outro, se não sabiam)
    Eu to aqui pra acudir você
    Um amigo com defeitos é pouco ( 2 x)

    Ele é corno, mas é meu amigo
    Ele é viado, mas é meu amigo
    Ele é briguento, mas é meu amigo
    Pode ser fofoqueiro, mas é meu amigo

    Ele é corno, mas é meu amigo
    Ele é viado, mas é meu amigo
    Queima a arruela, mas é meu amigo ( queima a ruela….precisa dizer?)
    Ele pode ser briguento, mas é meu amigo

    Eu acho o seguinte,
    Eu acho que tirando todos os defeitos
    Ele é uma pessoa excelente!

    E agora nobre Deputado como vc ficará nessa?

  77. Dye

    -

    26/03/2011 às 19:24

    *obs: quando disse “casal hétero infeliz como meus pais”
    quis dizer que fossem meus pais,
    não q eu meus pais são infelizes..

  78. Dye

    -

    26/03/2011 às 19:22

    … e mais, se eu pudesse escolher entre ter um casal hetéro infeliz como meus pais, e um casal homo feliz, fosse por 2 mulheres, 2 homens, adotada, eu queria aquela que me mostrasse o que é amor. O que é precisar de uma pessoa.
    Não permitir que um casal de pessoas do mesmo sexo estejam juntas, não os obriga a ter um relacionamento hetero nem a ter filhos, nem extingue a heterossexuais e que eles tenham filhos.
    Nenhuma religião é uma verdade imutável. Sabe o que é imutável? As pessoas merecem respeito, ter empatia(se colocar no lugar uns do outro) e realmente saber o que dizem, não ter um cabresto de ideias retrógradas, não devem fazer mal uns aos outros.
    Nós só queremos poder sair sem olhares maldosos que vem de quem não entende nem procura nos entender, nós só queremos poder andar de mãos dadas sem levar um golpe com uma lâmpada fosforescente no rosto.
    Ir ao cinema e não ser expulso por um bjo comum, que um casal hetero pode fazer sem ter problemas,são demonstrações de afeto, quem não gosta? não olha… não tem porque olhar, não é nenhum show pra se ficar olhando
    aliás não tem o que gostar ou não gostar,a vida é de cada um,cada um vive a que tem.
    Se as leis que já existem fossem suficientes essas violências e comentários de julgamento não aconteceriam.
    Esses comentários sim machucam, você pode pensar o que quiser, eu não sou obrigada a ler ou ouvir sabendo que não estou cometendo nenhum erro
    Esse tipo de lei não seria necessário em um povo consciente, que respeitasse as diferenças

  79. Dye

    -

    26/03/2011 às 19:00

    Ricardo, eu tenho uma família ótima, moro com meus pais, eles sempre se deram muito bem. Minha vida nunca teve conflitos importantes, pelo contrario, tenho mta sorte, qnto a minha família, ao meu futuro que está sendo conquistado, pois entrei na faculdade assim que sai do colégio e tenho amigos que me apóiam,e uma pessoa maravilhosa na minha vida pela qual sou absolutamente apaixonada e que também tem uma estrutura familiar mto bem organizada. Contei um pouco da minha vida aqui, só pra você ver que seu pensamento não tem fundamento. Agora me diga se eu devo largar de tudo que me deixa feliz, que faz as pessoas a minha volta feliz, pra seguir a massa?? Acho que não néh?

  80. jurandir

    -

    26/03/2011 às 18:05

    Estamos criando um monstro chamado homofobia. Em breve a ditadura gay impedira qualquer critica ou analise de comportamentos, criando e dramatizando uma politica de uma minoria homossexual por uma imensa maioria heterosexual. Existem leis que punem a conduta em crimes contra homo e hetero. Que droga de Brasil estamos vendo “crescer”. Se houver casais homossexuais, entao nao havera continuidade de especie humana. E o fim, e o caos. So existe procriacao entre macho e femea…

  81. Ricardo

    -

    26/03/2011 às 16:58

    “Robin Hood”??!!! gay? Então o papai noel, o coelhinho da páscoa, a mula sem cabeça, o boi tatá,chupa cabra, saci pererê…também são!

  82. Esc_el

    -

    26/03/2011 às 16:51

    Adolfo meu caro, você é mais burro do que eu!!!! primeiro: um livro que fala de animais que vivem segudo o instinto não é argumento para um cara que “entende” de ciencias como você; Motivo: um animal não sabe o que esta fazendo; o mesmo, é voluvel; como exemplo, posso falar de um pitbull; quantos exemplos que vemos desses animais que são criados com o maior carinho do dono e de repente ataca fulminantemente o proprio dono; Porque ? instinto!!! provavelmente se ele pensasse, ele iria raciocinar e perceber que o cara que ele esta atacando é o cara que criou ele desde pequeno; no mundo animal se um leão que se esfrega em outro leão , pensasse, ele ate se suicidava depois, por causa do lugar de destaque que tem na vida selvagem, como diz´a lenda : O leão é o rei da selva; o mesmo nunca que ia querer dormir do lado de outro rival, (que no caso é o que outro leão siginifa na maioria das vezes); essa babozeira de recorrer ao comportamento dos animais pra justificar o comportamento dos humanos é pura idiotice de quem não tem como responder o motivo de suas falhas; segundo filhinho!!!: quando falo que o o homem é o “Y” na genetica, estou falando de alelo dominante, quer dizer, o que faz do homem, é o gene que predomina no caso o “Y”; realmente temos o gene “X” no codigo de DNA so que ele é recessivo, se em você ele é dominante significa que você deve ter um par de seios; estude um pouco mais antes de falar besteira por aí!!! falou !!!!

  83. André LDC

    -

    26/03/2011 às 16:37

    Ricardo, que comentou em 26/03/2011 às 11:17:

    Você é mais hipócrita do que eu imaginava.
    Me acusou de não saber do que eu estava falando num comentário anterior e, agora, é você que não sabe do que está falando.
    Sua psicanálise de boteco dá nojo!
    Nem todo filho de pai ausente vem a se perceber homossexual.
    Nem todo filho criado por ambos os pais é heterossexual.
    E o caso do filho do ex-jogador Edmundo é a prova de que, apesar de um pai distante e de uma mãe desequilibrada, ele possui firmeza de caráter e, no escândalo que culminou com a prisão de Cristina Mortágua mostrou-se mais maduro do que muitos adultos por aí.
    É o preconceito contra os homossexuais que pessoas feito você alimentam que é o principal motivo para que muitos homossexuais vivam conflitos internos.
    Acredite, há heterossexuais que sofrem de complexo de Édipo.
    Mas chega de gastar argumentos, por ora.
    Você, por outro lado, deveria pensar mil vezes antes de soltar esse psicologismo barato do seu último comentário.
    Procure um terapeuta para ver o que se passa na sua mente turva.

  84. André LDC

    -

    26/03/2011 às 16:30

    Cristino castro, que comentou em 26/03/2011 às 13:22:

    Você e esse Julio Severo se merecem!
    Por que não entram pra Igreja Batista de Westboro?
    Lá é o lugar de pessoas doentes feito vocês.
    Sei que os religiosos de verdade não são ignaros feito você e o tal Julio.
    De presente para os dois, duas trouxas de roupa suja para terem o que fazer em vez de ficarem tão obcecados com a sexualidade alheia.
    Eu não costumo suspeitar sistematicamente da orientação sexual de quem prega o ódio aos não-heterossexuais.
    Mas esse Julio e o Malafaia me fazem repensar essa ideia.

  85. Decio

    -

    26/03/2011 às 14:04

    O rei David, Julio Cesar. Alexandre, Michelangelo, Leonardo da Vinci, Platão, Nicola Tesla, Thomas Mann, Proust, Gide, Shakespeare, Gracia Lorca, Virginia Wolff, Tchaikovsky, Marlene Dietrich, Greta Garbo, James Dean, Cole Porter,Robin Hood, Rainha Cristina da Suécia, Cervantes, Salvador Dali, Lord Byron, Almodovar, Pasolini, Eleanor Roosevelt, Oscar Wilde, Paul Newman, Caravaggio, Nureyev, George Cukor,Michel Foucauld, Franz Schubert, Frederico o Grande, Sir Lawrence Olivier, eram todos gays e gênios da Humanidade. Quem é este pastor obscuro e terceiro mundista para pontificar sobre a vida íntima de terceiros? Quem muito condena é porque esta reprimindo os mesmos desejos.

  86. Cristino castro

    -

    26/03/2011 às 13:22

    http://juliosevero.blogspot.com/2011/03/justica-investiga-silas-malafaia-por.html vejam todos os fatos sem maquiagem e nem camuflagem..

  87. Ricardo

    -

    26/03/2011 às 11:17

    Os gays vivem um conflito interno tão intenso que os próprios não compreendem. Geralmente têm origem no seio da sua própria família e pela ausência da figura paterna nos primeiros anos da infância e adolescência. Muitos gays fazem a opção sexual apenas para se vingar do pai ausente, ou da mãe que excluiu o pai da vida da criança. Em contrapartida o gay vê a estrutura familar normal como algo “imprestável”, renega a própria sexualidade e pretende envolver todas famílias e a sociedade para o seu drama. Para sentir-se melhor. (Correlacionar estes dados com o adolescente gay recém revelado na mídia filho de um ex-jogador de futebol famoso).

  88. Santos

    -

    26/03/2011 às 11:08

    O pastor silas malafaia estar com todo direito de defender os conceitos afirmados na bíblia, ou então estaria contrariando toda palavra Deus contida nas sagradas escrituras.

  89. antonio

    -

    26/03/2011 às 10:13

    NO MUNDO ATUAL com 7 bilhões de pessoas, em crise ecológica, tsunami, quanto menos pessoas nascerem, melhor. A natureza tem seus meios para voltar ao equilíbrio.

  90. André LDC

    -

    26/03/2011 às 8:44

    Dye, que escreveu em 25/03/2011 às 21:53:

    Parabéns pela sua lucidez e sensibilidade!

  91. Pensador

    -

    26/03/2011 às 2:27

    E OS GAYS CONTINUARAO NASCENDO DE UMA RELACAO HOMEM X MULHER (FAMILIA), OU SERA QUE…

  92. Pensador

    -

    26/03/2011 às 2:18

    Muito interessante quando Malafaia diz que os gays tambem sao o fruto da “FAMILIA” e que agora, nao dao mais valor!!

  93. César

    -

    26/03/2011 às 2:10

    Na verdade são 2 vídeos que mostram a participação do pr. Silas Malafaia. Este é a segunda parte. Creio que não houve declaração homofóbica contra o pastor. Para se ter melhor compreensão do que ele quis dizer é melhor assisir o outro vídeo.

  94. FOX

    -

    26/03/2011 às 1:49

    Ta cheirando sim, uma armacao enorme em cima da aprovacao da pl 122. Tudo o que o PT quer e ver o circo pegar fogo! E nesse caso Dilma nao poe a colher,ao contrario, da a faca!!!!

  95. sol

    -

    25/03/2011 às 23:17

    Armagedom das 21:39 – tambem senti algo estranho na materia do ataque ao militante gay.nao senti firmeza nas declaracoes dele.

  96. POLIANA

    -

    25/03/2011 às 22:16

    A Materia do jornal nacional nao me convenceu!acho que desta vez foi armaçao!

  97. Dye

    -

    25/03/2011 às 21:53

    As pessoas colocam somente o sexo como parâmetro… Não é só isso, seja um casal hetero, homo, a base para uma relação é o amor… Se é que sabem do que estou falando. E sim, existe amor. Pq não garantir que essas pessoas tenham os mesmos direitos que um casal hetero. Procriação?? mtos desses casais tem filhos que maltratam, abandonam e eles é que estão certos?
    Homens e mulheres que não podem ter filhos devem ser descartados?
    Idosos não tem direito de ter alguém ao lado?
    Necrofilia? desrespeito…
    Zoofilia? maltrato de animais
    Pedofilia? abuso, maltrato, desrespeito, repugnante, traumático

    Homossexualidade? AMOR entre duas pessoas, que ocorre com o consentimento de ambas
    Os comentários e atitudes homofóbicas?
    Causa dor, ofende, reprime pessoas que nada tem de maldade, pelo menos não relacionado a sua ORIENTAÇÃO sexual.
    Não causamos danos a ninguém, não influenciamos ninguém, pois se sexualidade fosse influencia ninguém seria homossexual, todos gostariam do mesmo estereótipo de pessoas.
    Pensem no sentimento das pessoas. E o que ocorre entre quatro paredes consentido entre os dois, cabe somente aos envolvidos avaliar.

  98. Marcos

    -

    25/03/2011 às 21:51

    Vcs deveriam se envengonhar em defender o tema e a Globo. A Veja com o histórico que tem agora sendo manipulada pela Globo. Meus amigos, podem espernear, fazer barulho, tentar convencer o público com argumentos contra os valores da família, mas Malafaia está correto. Talvez com algumas palavras mal colocadas. Pensem bem o que estão apoiando. Procurem entender através da Palavra…

  99. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 21:39

    ATENCAO!!!!ACABEI DE VER O JN,E FOI CLARA A INTENCAO DE DEIXAR NO AR, QUE A HOMOFOBIA ESTA CRESCENDO INDISCRIMINADAMENTE,E QUE AGORA ATINGIU UM MILITANTE DO MOVIMENTO GAY.MUITO ESTRANHO TUDO ISSO!!SENTI CHEIRO DE PETRALIAS NO AR!!!!CUIDADO BRASIL!!!!

  100. André LDC

    -

    25/03/2011 às 20:26

    Sobre meu comentário anterior, meu afã ao escrevê-lo me impediu de notar uma série de erros de concordância da minha parte.
    Tirando isso, mantenho tudo o que escrevi.

  101. André LDC

    -

    25/03/2011 às 20:24

    Ao Ricardo que comentou em 25/03/2011 às 19:47:

    Primeiramente, é uma pena que não entendeu quando escrevi “raciocínico” para classificar seus argumentos.
    Em seguida, eu não entrei no mérito do casamento religioso. Caso não saiba, o casamento civil existe no Brasil desde 1891. E, para mim, que não sou religioso, é o único que realmente faz a diferença. Para os religiosos, cada forma de casamento dentro de sua doutrina é importante e deve ser respeitada. Mas não se confunde esse tipo de matrimônio com aquele que efetivamente cria direitos e deveres entre os nubentes.
    Sobre a possibilidade da anulação de casamento celebrado pela Igreja Católica po motivo de infertilidade, e se um homem e uma mulher, já idosos, ambos viúvos, quiserem se casar perante a Igreja? Sabemos que essa união não resultará em procriação. A Igreja se recusará a casar essas pessoas? Vários casos dos quais tive conhecimento dizem que não.
    Você se contradiz ao falar do amor como motivo para a manutenção do casamento. Decida-se: ou o casamento é apenas para procriar, como você sustentou no comentário anterior, ou há outros motivos para duas pessoas se casarem.
    Respeito a sua convicção religiosa, respeite a minha convicção não-religiosa.
    Segui o catolicismo, acreditei por um tempo no kardecismo e hoje sou um livre-pensador. Acredito em Deus e isso me basta.
    No entanto, não quero que os meus princípios sejam obrigatoriamente por todos, livre-pensadores ou não.
    Não é justo você querer que toda a sociedade brasileira siga os princípios nos quais você acredita, sejam católicos ou não.
    Concordo que a sexualidade precisa ser ensinada. E demonizar uma variante sexual feito a homossexualidade não tem nada a ver com ensino. É puro obscurantismo.
    Não é da sua conta, com o perdão das palavras, se meu pai foi presente ou não na minha infância. Por acaso, tive pais que me educaram desde pequeno. E os seus? Eles o educaram ou apenas inculcaram ideias mofadas em sua mente?
    Se você se achou no direito de se intrometer na minha vida privada, intrometo-me na sua.
    A psicanálise freudiana ainda é relevante. Contudo, certos conceitos devem ser estudados com mais distanciamento. Sobre o complexo de Édipo, foi o que ele conseguiu utilizar para compreender a possível origem da homossexualidade. E, como toda teoria científica, é passível de ser questionada.
    Suas ilações sobre minha formação e a ligação disso com o complexo de Édipo é torpe e contraproducente.
    Achei que você, malgrado sua comparação ignara entre bois e homens, era uma pessoa minimamente apta a uma discussão inteligente sobre os assuntos suscitados pela notícia acima.
    Creio que me enganei.

  102. Luis Eduardo

    -

    25/03/2011 às 20:19

    Ele simplesmente não observa que as imundas palavras que ele lança, só gerará mais ódio entre as pessoas. Discriminação. É um irresponsável, leviano e deveria ser preso por esses e outros crimes. Basta procurar no youtube o video do Pastor que rasga toda verdade sobre Silas Salafrário e a outra trupe de ladrões imundos de que ele faz parte.

  103. Luis Eduardo

    -

    25/03/2011 às 20:18

    Ele simplesmente não observa que as desprezíveis palavras que ele lança, só gerará mais ódio entre as pessoas. Discriminação. É um irresponsável, leviano e deveria ser preso por esses e outros crimes. Basta procurar no youtube o video do Pastor que rasga toda verdade sobre Silas Salafrário e a outra trupe de ladrões imundos de que ele faz parte.

  104. Luis Eduardo

    -

    25/03/2011 às 20:15

    Esse lixo, ladrão, psicopata frio que engana sordidamente seus fiéis, não tem moral nem com outro demônio como ele. Lixo, desprezível. Jesus não vai me fechar as portas que eu não tive escolha de abrir! Esses sim são os falsos profetas. Esse homem é tão perigoso quanto aqueles que dão suportes aos regimes fundamentalistas islâmicos. O vejo como um ditador, capaz de perseguir e até matar pessoa assim como faz muamar kadafi!

  105. Adolfo

    -

    25/03/2011 às 19:59

    @Esc_el

    Você é BURRO? Não natural? Já ouviu falar de um livro chamado “Biological Exuberance”? Ele descreve váaaarios comportamentos homossexuais entre vários animais diferentes. Ignorante falando de ciência é foda.

    Ah, e nós, homens, também temos X, sabia?

  106. J.Batista Santos

    -

    25/03/2011 às 19:58

    Por aquilo que entendo esses pastores deveriam sim, era proporcionar aos fiéis o entendimento da Biblia como uma leitura de oração. Essa maneira de interpretar cada uma a Biblia dá margem para a criação de muitas imagens que não levam a nada. Atende exclusivamente aos interesses financeiros dos Srs. Pastores. Muita cautela.

  107. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 19:47

    Caro André LDC, 25/03/2011 17:07
    Com todo respeito, vc tocou exatamente no assunto que desconhece e deveria se cultuar antes de rir do “raciocínio” dos outros. Realmente o casamento tradicional, criado pela igreja católica, prega a união entre um homem e uma mulher com o fim exclusivamente de procriar. E digo mais. Se alguém casou na igreja católica e posteriormente vir a descobrir que o parceiro é infértil, a igreja católica anula o casamento se o parceiro pedir. Agora, fique sabendo que, o casamento só será anulado se o parceiro provar que se casou sem saber do fato.
    Você poderá questionar-me porque então, há tantos casais inférteis e porque não se separam? Posso lhe dizer alguns motivos como por exemplo, é possível que o casamento deveu-se com o consentimento da condição, a igreja católica não estimula a separação nessas condições e os cristãos costumam casar por amor e este amor supera a incapacidade de procriar.
    Esta é a religião que eu aprendi e eu defendo. E a sua? O que você aprendeu? Pois, até uma religião precisa ser ensinada, do mesmo modo que a sexualidade precisa ser ensinada. Vc poderia começar a nos informar se o seu pai esteve presente na sua infância e se vc tem uma boa relação com ele, o que duvido. E esta é uma sinalização que lhe faço para poder entender a inclinação homossexual, e não me venha com essa conversa de “espíritos afins”, “afetividade/atração involuntária”… Aproveita e veja a explicação de Freud… crise de Édipo… (em tempo, não correlaciono boi com o semelhante

  108. André LDC

    -

    25/03/2011 às 19:41

    joseane, que comentou em 25/03/2011 às 18:14:

    Sabe por que há tantos homossexuais que não conseguem viver em paz? Não é porque estão indo contra a vontade do Criador. É por culpa de pessoas intolerantes que ainda os tratam como abominações. Você é um dos piores tipos de intolerantes: aquele que se pretende esclarecido, mas que só sabe diminuir quem não segue as regras que você mesma, garanto, não segue à risca, por total impossibilidade.
    Se o mundo não julgasse as pessoas pela sua orientação sexual, haveria menos homossexuais problemáticos neste mundo.
    Pense nisso antes de agir com farisaísmo.

  109. Silva,,,

    -

    25/03/2011 às 19:40

    Brincadeira!!! O ser humano cada vez perde o temor de Deus! Onde vc vai parar??? Continua tu achando que tudo pode ser feito na vontade do homem vcs vão ver o que vai acontecer!!! Pai perdoa nossa nação por favor!!!!

  110. Ana Wanda Lemos

    -

    25/03/2011 às 19:34

    Sou cristã evangelica, tb me posiciono contra uniao entre o mesmo sexo.
    Lembram de CLODOVIL HERNANDEZ? ele falava em alto e bom som, que era contra a legalização dessa uniao, porque nao havia fundamento e ele reconhecia que nao formava um casal e debochava de Marta Suplicy que foi a primeira a levantar esta bandeira como deputada federal. LAURO JARDIM, POR FAVOR BUSQUE NOS ARQUIVOS JORNALISTICOS A POSIÇÃO DE CLODOVIL, um senhor que nunca negou a sua opção sexual, mas tambem, nunca concordou com a formação de “familia gay”. Ele era adotivo de um casal normal e amava e respeitava seus pais. É SÓ UM EXEMPLO.
    DEUS CRIADOR, FORMOU HOMEM E MULHER.

  111. André LDC

    -

    25/03/2011 às 19:32

    Danielle Lopes, que escreveu em 25/03/2011 às 17:31:

    A sua opinião sobre a homossexualidade alheia não vale a mínima. Seus amigos gays, se tivessem um pingo de vergonha na cara, repudiariam a sua postura ridícula de “amar o pecador e odiar o pecado”.
    Não queira que toda a sociedade seja obrigada a seguir os princípios nos quais VOCÊ acredita.
    Os que reclamam da alegada intolerância por parte dos defensores do PL 122 deveriam se olhar no espelho e ver que muito mais intolerantes são os que tratam a Bíblia acima da Constituição Federal.
    Como eu disse antes: deixemos os assuntos religiosos para dentro dos templos. Fora deles, a vida é bem mais diversa e mais complexa.
    Não é o caso de, conforme o estúpido do Malafaia, abrir uma brecha para legalizar a pedofilia e a zoofilia.
    O próprio Reinaldo Azevedo que muitos citam fora de contexto já disse várias vezes: não sendo com bicho, não sendo com criança e não sendo à força, pouco importa o que se faça em matéria de sexo.
    Seguindo esses limites, é muito cruel negar direitos a milhões de pessoas que não são heterossexuais.

  112. dejair

    -

    25/03/2011 às 19:24

    nao a nada p/ se falar existe homem e mulher……………………..

  113. dorgival b,ramos

    -

    25/03/2011 às 19:11

    esse cidadão é lobo vestido com pele de cordeiro[um ante cristo]

  114. Robbin Soars

    -

    25/03/2011 às 18:55

    Ele teve conduta a favor da moral e da familia. Exageros a parte, a sociedade cada vez mais afunda-se num lamaçal sem fim. O mundo puxa para baixo com energias negativas e o reflexo esta aí pra todo mundo ver. Assassinatos, pai que mata filho e filho que mata pais , atira-se crianças na lata de lixo, pede-se liberação da maconha e atrai-se novos vicios e a espiral de baixa continua.Ao Malafaia meu apoio.Sou família e fora com as perversidades e degradação social.

  115. Leonardo

    -

    25/03/2011 às 18:38

    Ah,isso é um claro cerceio á liberdade de expressão.Parabéns ao Silas Malafaia,por dizer umas boas verdades em relação a a atual deterioração moral da sociedade.

  116. ROGERIO D.MENDES

    -

    25/03/2011 às 18:27

    Leiam 2timóteo cap.3vers.16 e tentem entender um pouco mais.

  117. joseane

    -

    25/03/2011 às 18:14

    Caros amigos, quero deixar meu comntario pois acho importante dizer para vcs que Deus ama o pecador, mais abomina seu pecado e na verdade a criatura de Deus ela propria já se auto-condena, conheço alguns hoossexuais que não conseguem ter paz, pois a criatura no fundo sabe a vontade do criador. Mas sei que não é facil vencer a nossa carne, desejos. Sendo que nas maos de Jesus a poder para curar sua alma, que está doente, e te trazer realmente a verdadeira paz que excede todo entendimento. Todo homm qur ter uma familia, filhos e ser orgulho de seus pais. Ess é o verdadeiro desejo do coração de todos. sem exceção.
    Beijos para todos!

  118. ACORDA BRASIL

    -

    25/03/2011 às 18:13

    O pastor MalaqueFala esta correto eu sou apaixonado por minha cabritinha gabriela a muito tempo, legaliza logo que eu quero namorar na praça

  119. Chuck

    -

    25/03/2011 às 17:42

    Leiam I Corintios 6 9-10. Não precisa ser muito inteligente pra entender.

  120. Danielle Lopes

    -

    25/03/2011 às 17:31

    “De fato, o que está em baixa no país é a liberdade de expressão. Ainda convivemos mal com esse fundamento da democracia”. Reinaldo Azevedo. [2]

    Pra quem é cristão de fato, a Bíblia, que é a palavra de Deus, está acima da Constituição Federal.
    Sou cristã, tenho amigos gays que amo muito e que sabem a minha opinião a respeito de sua condição. Sou a prova viva de que é possível respeitar sem necessariamente concordar com a prática homosexual.

  121. Alan

    -

    25/03/2011 às 17:22

    O Pastor pode ter exagerado, mas há um fundamento: perversão não pode fundamentar o direito de família. Família é família, p…taria é p….taria. Quem quiser que faça o que bem entender, desde que não seja crime, mas daí a transformar o desejo incondicionalmente em base para a formação da célula mater da sociedade, já é um absurdo. A sociedade moderna é cancerosa, mas daí a aceitar isso como estado normal das coisas…Back into the closet!!

  122. BRUNA

    -

    25/03/2011 às 17:18

    SOU APAIXONADA PELO MEU CACHORRO E O MEU VIZINHO PELA DEFUNTA DA MULHER DELE.E DAI!!!QUEREMOS TODOS OS DIREITOS TAMBEM!!VALE TUDO!!!

  123. Gilberto

    -

    25/03/2011 às 17:17

    Caro Luciano e Rogério, respeito a decisão e posição de vocês, mas não concordo com a forma como defendem esta posição. Vamos ser mais inteligentes e menos exagerados em condenar. Não sou contra os homossexuais, e sim contra a pratica do homossexualismo, pois é contrário à Bíblia, como cristão, creio plenamente nela(Bíblia) aconselho vocês a lerem a mesma e vão encontrar Em 1 Corintios 6:9-10 “9 Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os hmossexuais, nem os sodomitas,
    10 nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.” Que Deus abençoe a todos.

  124. berlatto

    -

    25/03/2011 às 17:17

    Xavier, você é um tolo. Vem com essa conversa de Bíblia. Interpretar a Biblia ao pé da letra é ser muito ignorante. Na Bíblia existe muita alegoria, muitos mitos que tem que ser interpretados a luz da razão. O resto é fanatismo.
    Para sua informação Xavier, existe sim, homossexualismo na vida animal. Pesquise na revista Superinteressante da Abril.

  125. Esc_el

    -

    25/03/2011 às 17:11

    Acho engraçado… todos, eu disse todos nós, sem exceção sabemos que o homossexualismo é uma pratica bizarra praticada por pessoas; ate mesmo fisicamente a natureza nos mostra isso: homem e mulher; a carga genetica que carregamos mostra isso: o “X” da mulher e o “Y” do homem; não existe um terceiro gene que compreve existir uma terceira “raça”;a partir de qualque diferença genetica, a propria ciencia comprovadamente, trata como deformidade genetica, ou mais claramente falando, defeito irreversivel; todas as pessoas que falam defender a pratica homossexual, no fundo no fundo, sabem que estão defedendo algo não natural; repulsam dentro de si mesmas quando veem um homem beijando e babando a boca de outro homem; os proprios homossexuais sabem que são uma falha da natureza; não sabem o porque; acredito que muitos se pudessem agiriam como homem ou mulher; mas a grande maioria não consegue; eu mesmo conheço varios amigos meus que são “alegres” mais não andam da forma que muitos andam e não fazem o que muitos homossexuais fazem; talvez por vergonha, mas tambem porque não quer se “liberar” sem vontade, só porque a “sociedade” fala que isso é normal; o que o pastor Silas falou é simplismente a voz da sociedade que dá valor a familia, ou seja mais de 99% dos brasileiros; concordo que todo tipo de crime, tanto contra negros, nordestinos, gays ou judeus é errado e sei que a igreja evangelica é contra; agora, apontar o dedo pra sociedade ( no caso a maoiria) só porque repugna uma pratica errada, é o cúmulo do absurdo; é so colocar a pauta pra população votar; vai ser vergonhoso pra quem criou essa lei; a sociedade convive, mas não aprova essa pratica essa é grande verdade.

  126. André LDC

    -

    25/03/2011 às 17:08

    ERRATA:

    No comentário ao Ricardo, onde consta “forem”, leia-se “fossem”.

  127. André LDC

    -

    25/03/2011 às 17:07

    Para Ricardo, que postou em 25/03/2011 às 16:01:
    Seu comentário é risível, meu caro.
    Caso seu “raciocínico” seja válido, homens e mulheres só poderiam se casar se forem ambos férteis.
    Afinal, na sua visão encabrestada, casamento só se presta à procriação.
    Comparar homens a bois demonstra a tibieza das suas ideias.

  128. antonio figueredo

    -

    25/03/2011 às 17:07

    SOU CRISTÃO A 16 ANOS, CONHECEDOR DE QUEM EU VIVO, PORQUE HJ VIVO NÃO MAIS EU POIS CRISTO VIVE EM MIM, FIZ UM COMENTARIO QUE REPUDIO NÃO AS PESSOAS POR QUE DEUS AMA O PECADOR ASSIM COMO ELE ME AMA, QUE POR SINAL TAMBEM SOU UM DESTES MILHARES, MAS VOLTO A ESCREVER QUE REPUDIO O ATO DE UNIÃO DE PESSOAS DO MESMO SEXO, O SENHOR NÃO FARIA UM SER DESTA FORMA SEM OPÇÃO COM O ROGERIO SITOU AINDA POUCO EM OUTRO COMENTARIO, DEUS É MUITO PERFEITO NÃO ERRARIA A FORMULA, OU SERA QUE VC ACHA QUE O MESTRE ESTA VELHO DE MAIS PARA CONTINUAR TRABALHANDO?
    DEUS É MUITO SABIO NÃO DORME, VC ROGERIO QUE DISSE A POUCO QUE CONHECEU, ME DESCULPE PELA CINCERIDADE, MAS VC SO O CONHECEU DE OUVIR FALAR NÃO ANDOU COM ELE, NDE FICA O DEUS CRIOU MACHO E FEMEA, HOMEM E MULHER, CRECEI E MUTIPLICAI, CUIDADO, BUSCAI AO SENHOR ENQUANTO SE PODE ACHAR INVOCAI ENQUANTO ESTA PERTO, CRISTO ESTA VOUTANDO, AINDA DA TEMPO.

  129. André LDC

    -

    25/03/2011 às 17:04

    Para Xavier, que comentou em 25/03/2011 às 16:01:

    O Ministério Público Federal demorou demais para agir contra esse indivíduo chamado Silas Malafaia.
    Não sou leviano. Sei que a maioria dos evangélicos não age de forma destemperada feito esse pastor.
    Contudo, estou farto de argumentos iguais aos que você apresentou.
    Não caia na conversa de certos fanáticos que não leram o PL 122 em sua atual forma.
    Não é a intenção dessa lei criar direitos especiais para homossexuais e afins, mas tão somente protegê-los em face dos heterossexuais.
    Ou você já ouviu falar de alguém ser ridicularizado, hostilizado ou perseguido por ser heterossexual?
    A lei protege as vítimas de racismo, e nem por isso seria justo dizer que os negros, os principais beneficiários dessa norma, são uma classe privilegiada.
    Deixe as questões religiosas em sua esfera e as questões legais em outra.
    A Constituição garante a liberdade de culto de forma bastante profunda, vide a imunidade tributária dos templos.
    Porém, a proibição à discriminação contida no mesmo diploma legal não fala de “orientação sexual”. Portanto, cabe a mudança na legislação para que milhões de pessoas deixem de ser tratadas como cidadãos de segunda classe.
    Não se trata de oferecer aos homossexuais mais direitos do que aos demais indivíduos, mas sim de torná-los mais iguais aos outros em direitos e deveres.

  130. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 17:03

    O Malafaia é bem claro, é a favor da união de um homem e uma mulher. Vcs gays são contra isso?

  131. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 16:54

    FERNANDA(14:47) Vc diz que e lesbica e tambem discriminada e maltradada.Gostaria que vc relatasse onde e como e discriminada.Com certeza sua bronca e nao poder beijar onde quizer,tranzar onde quizer,extravazar onde quizer….e porai vai.Na verdade vc se acha discriminada na SACANAGEM!!!!!

  132. antonio figueredo

    -

    25/03/2011 às 16:48

    A Biblia dis que nos fins dos tempos isso iria acontecer , o povo de Deus não deve se preocupar, por que é biblico, isso vai ocorrer para que Cristo separe os seus desta raça humana perverça, incredula e conrropida, a vida que este povo leva o inferno esta bem proximo, loucura homem com homem, mulher com mulher, Deus não teria feito homem e mulher para mais tarde a humanidade se perverter,se homosexissualidade focee normal como muitos dizem por mundo a fora, exemplo( Deus não teria criado adão e éva, seria adão e ivo),a palavra de Deus nos encina que, conheceres a verdade e a verdade vos libertara.

  133. jj

    -

    25/03/2011 às 16:47

    Ana, Marco Antonio e Fernanda “comentários nota 10″.

  134. Luciano

    -

    25/03/2011 às 16:46

    Esse Silas Malafaia é um demente homofóbico que fala um monte de asneiras para pintar a pior imagem possível dos gays a fim de conseguir adeptos ignorantes para as suas causas intolerantes e homofóbicas. O lugar desse verme ou é na cadeia ou num hospício.

  135. Rogério

    -

    25/03/2011 às 16:46

    Fui assembleiano durante mais de 15 anos,fui batizado, cantei na mocidade, frequentei escola dominical, cheguei a dar aula para os jovens e preguei a palavra de Deus nos púlpitos. Passei a minha infância e adolescência lá e só decidi sair no período em que estava na faculdade.
    Sempre tive um coração sincero diante de Deus e nunca usei a Igreja pra me esconder. Porém desde a minha infância sentia uma atração AFETIVA por homens, algo tão involuntário como a atração que um hétero sente por mulheres.
    Depois de muito sofrer e muito lutar, percebi que não há pecado onde não há escolha. Não se escolhe nascer hétero, e não se escolhe nascer homo. Simplesmente a gente é assim.
    Quando eu assisti o filme Orações para Bobby [Prayers for Bobby] vi um retrato de tudo que sofri e tudo que passei por querer mudar o imutável. Decide que não queria que o meu final, fosse como o final do Bobby.
    É muito fácil julgar, difícil é se colocar no nosso lugar e tentar fazer um esforcinho para nos entender, ao invés de aceitar verdades prontas e simplistas.
    Hoje eu aceito a minha sexualidade, me aceito como sou e tenho a plena certeza de que não sou um pervertido que escolheu um estilo de vida assim, até mesmo porque se fosse escolher, escolheria ser como a maioria, o que me pouparia de muito sofrimento.
    Creio que Deus tem a sua palavra, mas ela está muito além de ser um livro físico que passou por diversas traduções e mutações e serviu para o interesse de muitos que tão somente almejava poder e riqueza.
    Atualmente tenho um namorado e vivo em paz com ele, com Deus e com o jeito que Ele me fez!
    Espero que o amor de Deus, que excede todo o entendimento e que é tão proclamado nas igrejas alcance a todos, inclusive aqueles que não vive esse amor, mas estão encima dos púlpitos pregando o ódio e fazendo fama e fortuna.
    Um abraço,
    Rogério.

  136. jj

    -

    25/03/2011 às 16:44

    Silas Malafáia: Lí os comentários abaixo da ANA,Marco Antonio, Fernanda etc., quero somente que vc. respeite a individualidade das pessôas; Vc. tem que entender que a união entre duas pessôas não acontece necessariamente p/ fazer sexo “SÃO ESPÍRITOS AFINS”, qdo vc. se refere animais e defuntos, a tua mente poluída pensa logo em sexo, daí a diferença, portanto cidadão, vá c/ calma em suas afirmações, pq. o povo que vc. consegue iludir são filhos de DEUS de verdade, no que um dia tua máscara vai cair.

  137. Silva Júnior

    -

    25/03/2011 às 16:42

    “Aliás, uma coisa que ocorre, hoje, é que as pessoas que têm uma opinião contrária às ditas minorias, praticamente são execradas em praça pública. Isso é errado. Peguemos o caso da hipotética MINORIA X: quem quer que cometa contra eles uma violência, ou um preconceito, deve ser punido. Mas ninguém tem que ser obrigado a gostar da MINORIA X. Há quem não goste de mim, mas o cara não pode ser preso só por isso. Agora, se ele me bater ou me demitir por preconceito, aí ele tem que ser punido. Mas o direito à opinião deveria ser sagrado.” Snitram
    - 25/03/2011 às 16:35.

  138. Silva Júnior

    -

    25/03/2011 às 16:28

    “Todos amamos a liberdade, à direita e à esquerda, dos liberais aos socialistas; em tese, vigoram os artigos 5º e 220º da Constituição. Mas calma, lá! No caso dos “oprimidos”, bem…, no caso dos oprimidos, há a “exceção moral”: para defendê-los, é aceitável que se violem esses artigos em nome da reparação histórica — ou sei lá que diabo se queira argumentar.” Reinaldo Aevedo.

  139. Silva Júnior

    -

    25/03/2011 às 16:26

    Estamos diante “…dos malefícios da patrulha “politicamente correta”, que é a forma mais perversa de censura porque feita, em tese, em defesa das “minorias exploradas”. Estamos diante do que seria a ‘Exceção Moral’” Reinaldo Azevedo.

  140. Silva Júnior

    -

    25/03/2011 às 16:16

    “De fato, o que está em baixa no país é a liberdade de expressão. Ainda convivemos mal com esse fundamento da democracia”. Reinaldo Azevedo.

  141. Xavier

    -

    25/03/2011 às 16:01

    Em meio a tantas declarações inflamadas, percebo inúmeras distorções, tão hipócritas quanto a lei em questão.
    Como Cristão, gostaria de esclarecer que não somos homofóbicos e tampouco desejamos qualquer mal àquelas pessoas com esse tipo de conduta, mas entendemos ser a Bíblia A LEI DE DEUS .
    A legislação brasileira já considera crime qualquer tipo de discriminação, certo ?
    Desse modo seria inconstitucional criar uma nova lei beneficiando uma classe em detrimento de outra.
    Analisemos então o conteúdo da PL 122, que se for aprovada considerará crime qualquer manifestação ou expressão de discordância com a prática homossexual. Partindo desse ponto, a Bíblia seria considerada um livro homofóbico, tornaria todos os cristãos e os defensores dos valores familiares criminosos e o Cristianismo seria impraticável.
    A Bíblia diz que temos livre arbítrio, ou seja, somos livres para fazermos nossas próprias escolhas. Cada indivíduo, seja pela lei de Deus ou dos homens, tem liberdade de escolha, mas ambas as leis não nos isenta das responsabilidades e das consequências destas escolhas. Naturalmente ninguém nasce homossexual; isto é uma questão de escolha. Por acaso você já viu algum animal gay ? Certamente não, eles nascem e morrem na forma que Deus os criou, macho e fêmea.
    A hipocrisia desta lei sugere, justamente um tratamento discriminatório aos que discordarem do contexto, considerando-os criminosos.
    EIS AÍ MEU ALERTA ! VAMOS ACORDAR PARA O CONTEÚDO DESTA LEI ABSURDA QUE FERE NOSSO DIREITO RELIGI0SO. LEMBRO MAIS UMA VEZ QUE O FATO DE DISCORDARMOS DE ALGUMA PRÁTICA NÃO NOS TORNA PRECONCEITUOSOS. AFINAL, NINGUÉM É INQUESTIONÁVEL !

  142. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 16:01

    União de dois gays não é casal, é parelha.
    Dois bois formam uma parelha. Um boi e uma vaca formam um casal. No sentido de casamento, de acasalar(no sentido de procriar).

  143. Roberto Victurino

    -

    25/03/2011 às 15:58

    Há muita gente que pensa como ele, mas os gays falam mais alto e tem a midia a seu favor, o povo que pensa como o Pastor Malafaia são a grande maioria. O povo brasileiro que não tem voz neste pais, nem na midia e nem nos governos. Como a moda é somente ouvir as minorias, eles ganham força. Que Deus tenha piedade deste pais.

  144. Terra

    -

    25/03/2011 às 15:52

    Pastor,
    vai arrecadar seu dízimo e enxer o bolso de dinheiro fazendo lavagem cerebral no povo seu mesquinho, mensageiro das trevas !!! Coloca-se no seu lugar , você não pode ter essas opniões seu idiota, e mais retardado ainda é quem preza em esculta-lo num culto! Nossa eu ja odeio esses pastores , agora eu vomiteiiiiii!!! LixãoOO

  145. Alejandra

    -

    25/03/2011 às 15:50

    que ridículo, pastor sem argumentos, e mais ridiculo ainda os fanáticos religiosos, oque falta é uma população de mente aberta e sem preconceitos, e um exemplo de que homossexualidade nao prejudica em nada é a Holanda, tem o casamento gay liberado e lá isso é super normal, e ta na lista dos melhores países para se viver, com os melhores indices de IDH. é um país super liberar e tá com tudo.

  146. Rogério

    -

    25/03/2011 às 15:40

    Fui assembleiano durante mais de 15 anos,fui batizado, cantei na mocidade, frequentei escola dominical, cheguei a dar aula para os jovens e preguei a palavra de Deus nos púlpitos. Passei a minha infância e adolescência lá e só decidi sair no período em que estava na faculdade.
    Sempre tive um coração sincero diante de Deus e nunca usei a Igreja pra me esconder. Porém desde a minha infância sentia uma atração AFETIVA por homens, algo tão involuntário como a atração que um hétero sente por mulheres.
    Depois de muito sofrer e muito lutar, percebi que não há pecado onde não há escolha. Não se escolhe nascer hétero, e não se escolhe nascer homo. Simplesmente a gente é assim.
    Quando eu assisti o filme Orações para Bobby [Prayers for Bobby] vi um retrato de tudo que sofri e tudo que passei por querer mudar o imutável. Decide que não queria que o meu final, fosse como o final do Bobby.
    É muito fácil julgar, difícil é se colocar no nosso lugar e tentar fazer um esforcinho para nos entender, ao invés de aceitar verdades prontas e simplistas.
    Hoje eu aceito a minha sexualidade, me aceito como sou e tenho a plena certeza de que não sou um pervertido que escolheu um estilo de vida assim, até mesmo porque se fosse escolher, escolheria ser como a maioria, o que me pouparia de muito sofrimento.
    Creio que Deus tem a sua palavra, mas ela está muito além de ser um livro físico que passou por diversas traduções e mutações e serviu para o interesse de muitos que tão somente almejava poder e riqueza.
    Atualmente tenho um namorado e vivo em paz com ele, com Deus e com o jeito que Ele me fez!
    Espero que o amor de Deus, que excede todo o entendimento e que é tão proclamado nas igrejas alcance a todos, inclusive aqueles que não vive esse amor, mas estão encima dos púlpitos pregando o ódio e fazendo fama e fortuna.
    Um abraço,
    Rogério.

  147. Fabio Maia

    -

    25/03/2011 às 15:35

    Não sou seguidor de malafaia, Mas estamos perdendo o direito de fala o que achamos nesse país. em que Ordem estamos vivendo? Não tem nada contra o que ele escolheram. Mais eu tambem de tenho direito de dizer que eu não sou favor.

  148. Dayvi

    -

    25/03/2011 às 15:21

    Quando falta o argumento, o jeito é apelar…

  149. Ana

    -

    25/03/2011 às 15:19

    Fico tão ou mais chocada com os comentários do que com a posição do pastor. A Lei não visa impor que as igrejas aceitem e façam casamentos gays, é apenas o reconhecimento de um direito CIVIL, perante à sociedade. Se duas pessoas passam uma vida inteira juntas, constroem uma vida juntos, quem pode negar o direito a ter uma união civil reconhecida?
    E como comentou alguém sensato, duas pessoas do mesmo sexo ESCOLHEM se relacionar, seja por amor, afinidade, paixão, sentimentos que TODOS temos, caso muito diferente de um cachorro ou um defunto.

  150. Marco Antonio

    -

    25/03/2011 às 15:17

    Comemtário ofensivo, discriminatório e sem nenhum embasamento. Zoofilia e Necrofilia são doenças reconhecidas e estudadas pela comunidade cientifica mundial. Não existe base para comparação! Ele tem q ser investigado sim! Discriminação é crime e merece punição!

  151. adrônico pereira néto

    -

    25/03/2011 às 15:08

    o pr silas tem razão,o que não pode acontecer é deixar de lado a verdade, em canaa da galiléia ”jesus” foi a um casamento… ou seja ele abençoou a uniâo estável de um casal!

  152. Fernanda

    -

    25/03/2011 às 15:08

    Triste ler esses comentários. Mas teve gente burra o suficiente para eleger esse Silas Malafaia. Na boa gente, vão ler a bíblia! Seu amigo Jesus ia ficar muito desapontado em ver tanta gente preconceituosa. Esse Silas malafaia não fala por nenhum Deus que eu conheça. E a Sra Procuradora deve sim entrar com representação contra essa pessoa. Quero ver meus amigos e amigas felizes, casados e com todos seus direitos civis garantidos. Eles pagam impostos como nós, vivem como nós e vão estar no céu ao meu lado quando a hora chegar. Já vocês, gente de coração ruim e mesquinho, não tenho tanta certeza.

  153. Alexandre

    -

    25/03/2011 às 15:01

    Voces sao todos uns animais e a unica cura para ignorancia e a morte. Morram, lixo da sociedade.

  154. Alexandre Guimarães

    -

    25/03/2011 às 14:59

    Putz, tá faltando pouco para a fundação da República Fundamentalista Evangélica do Brasil, com pastor-ditador mandando queimar gay em praça pública.

    Não sou gay, mas não tenho nada com a vida particular de ninguém. Se duas pessoas do mesmo sexo querem morar juntas e fazer o que quiserem em suas casas, quem tem alguma coisa a ver com isto? Também não sou religioso e nem por isto quero proibir as pessoas de rezarem (ou orarem, sic) em suas casas. Esta mania imbecil que os imbecis têm de querer ditar as regras para os outros é ph…

    Já vimos isto na idade média, acontece agora no oriente médio e com este povinho medíocre.

  155. Edson Dias Costa

    -

    25/03/2011 às 14:54

    O que tinha que se criar era impostos para estas igrejas que arrancam dinheiro de pobres coitados.
    Eu acho que diminuiria muito este bando de pastores ladrões.

  156. Jaqueline

    -

    25/03/2011 às 14:53

    Povo crente e burro…deveriam respeitar qualquer forma de amor…é repugnante que se compare a zoofilia e necrofilia! Povo ignorante…da todo seu dinheiro pra igreja e deixa um pastor otario desses dizer o que é certo e errado!

  157. Renato Cardoso

    -

    25/03/2011 às 14:52

    Isso porque são evangelicos né… Imagine ao contrario. Infelizmente a grande maioria dos evangelicos hoje nao tem a minima noçõa doque é ter respeito pelo proximo, ou aceitar as diferenças. Para eles , somente eles que estão correto e vão para o céu.. Agora eu pergunto, que céu é esse? que Deus é esse? que promove esse tipo de comentario, e que por incapacidade de entender que independente de qual seja sua fé,opção sexual ou sei lá oque, Deus acolhe a todos sem excessão..
    Me desculpa a todos evangelicos que aqui postam, mas a grande maioria pensam que já estão garantido a entrada no céu , pelo simples fato de frequentar a igreja todos os dias, mas se esqueçem de fazer o bem a pessoa que está ao lado. Ao inves de orar por ela, joga pedra e tudo oque tiver na mão…

  158. berlatto

    -

    25/03/2011 às 14:51

    Atenção!, cambada defensores de Malafaia. Não adianta defender o indefensável. Parece que receberam uma ordem do “pastor” para encher o Blog do Lauro de idiotices. Santo Deus!, ninguém merece, né? Vejam os comentários dessa turma. Quanta inteligência. O ex é o do cidadão aí de baixo, Cleber Olympio. Por favor… vá estudar, Cleber!

  159. Fernanda

    -

    25/03/2011 às 14:47

    O que que isso? Olha bem o que vocÊs estão falando. Ser homossexual não faz mal pra ninguém! Mas fazer sexo com cadaver e animais, pelo amor de deus! Vocês são todos hipócritas! Este pastor querendo comparar um relacionamento homossexual com essa baixaria. Eu sou lésbica, minha familia me aceita perfeitamente, eu só quero poder andar nas ruas sem sem descriminada, sem ser maltratada, pois não estou fazendo nada absolutamente nada que prejudique alguém.
    Pelo amor de Deus acorda Brasil!

  160. RENATO

    -

    25/03/2011 às 14:45

    é a ignorância que atrasa o ser humano…

  161. Cristian

    -

    25/03/2011 às 14:28

    Me dá asco escrever aqui. Hipocrisia pura. A mensagem é clara e seria melhor entendido se vocês fossem imparciais. Onde está a liberda de expressão? Onde está a liberdade religiosa garantida pela constituição. Perseguição é o que milhares de cristãos estão passando, não estes grupos. A Veja vai fazer alguma reportagem sobre a pedofilia oficial, porque não vai demorar muito até tornar-se realidade. E a frase do jornalista “Exagerou. Pegou pesado”, que vergonha. Falar lam de crente pode. Os frutos disso tudo vão ser amargos. É uma vergonha.

  162. jaime kalb

    -

    25/03/2011 às 14:28

    Não faltou coerencia em suas palavras, foi firme como deve ser um pai de famalia protegendo seus filhos.

  163. Rodolfo

    -

    25/03/2011 às 14:28

    O Silas estar corretissimo , ele não disse nenhuma mentira , Deus abomina estas coisas, em que mundo estamos vivendo hoje….

  164. Dorothy Lavigne de Beumont

    -

    25/03/2011 às 14:27

    O Pastor está claramente desesperado. E se esqueceu de duas coisas importantíssimas. Primeiro, segundo a Constituição Federal, todos somos iguais perante a lei, ou seja, a paridade entre as familias homoparentais e “tradicionais” (seja lé em que planeta isso exista) é plenamente constituconal, sendo o inverso, crime.
    Segundo, alguem precisa avisar a ale que os paises nos quais as drogas e aunião estavel entre homossexuais foi regulamentada, estão entre os mais desenvolvidos do mundo.
    Agora usar o suposto senso-comum do Big Brother como argumento é o cumululo do ridículo. Será que a igreja do pastor permite seus fiéis assistirem esse tipo de programa, oui só a liderança assiste?

  165. Paloma Costoya

    -

    25/03/2011 às 14:26

    É a comparação mais ridicula que eu ouvi na minha vida! Sem mais!

  166. Suely

    -

    25/03/2011 às 14:21

    tá certo o Silas.. esse negócio de casamento entre homens é uma falta de vergonha.. CONCORDO COM O SILAS MALAFAIA

  167. murilo borges freitas

    -

    25/03/2011 às 14:16

    É uma vergonha essa procuradora fazer isso, tudo que malafaia disse foi relacionado a comportamentos. Querem aprovar um comportamento de um homem se relacionar com outro. E depois aquele que tem um comportamento de se relacionar com cachorro ? E depois aquele que tem um comportamento de se relacionar com cádaver ? Esses também não deverão ser autorizados, pois querem se comportar dessa maneira, e ae ? Instituição familia = Homem+Mulher = Filhos, esses filhos são “produtos” da instituição familia, e eles são livres para se relacionar com quem quiserem, agora obrigar a sociedade a reconhecer como legal esse tipo de comportamento é um abuso !

  168. Cleber Olympio

    -

    25/03/2011 às 14:16

    O grande problema de quem critica o pastor Malafaia nessa oportunidade é não enxergar a real questão: se é para liberar uma conduta, liberem-se todas, inclusive a zoofilia e a necrofilia. Se pode para os homossexuais, pode para todos… Não há qualquer tipo de homofobia e, se há conduta errada, deve ser a dos homossexuais por condenarem indiretamente, a necrofilia e a zoofilia. Parabéns, pastor, por sua coragem em afirmar tais posições diante de uma CPI.

  169. Nancy

    -

    25/03/2011 às 14:14

    Bom. a constituição fala de liberdade de expressão, então se as pessoas que são a favor do homosexualismo podem usá-lá, porque que quem é contra tem que ficar calado?
    A liberdade de expressão tem que ser respeitada acima de qualquer que seja o asssunto em questão, e é valida tanto para os que são a favor como para os que são contra. Portanto, uma coisa é certa, o Pr. Silas merece aplausos, pois são poucas as pessoas que tem coragem de expor opiniões que são contrários aos intereces que parecem ser da maioria, é muito mais facil nadar á favor da correnteza do que contra ela, mesmo que no fundo você não concorde com o rumo a que ela está lhe levando.

  170. Maria CM

    -

    25/03/2011 às 14:14

    o pastor e todos da igreja vão queimar no inferno!!! gente burra e preconceituosa merece o inferno!!!!!!!!!!!!

  171. Cicero Marinho

    -

    25/03/2011 às 14:12

    Ô dona procuradora, vai procurar coisas mais sérias para abrir investigações e processos!!

  172. Wagner

    -

    25/03/2011 às 14:10

    O homem de Deus Silas Malafaia está coberto de razão.Ele defende o que está escrito na infalível Palavra de Deus,e ela condena veementemente essa união abominável,que tem se alastrado pelo Brasil e o mundo.Qualquer nação que legaliza essa terrível união homossexual por si só já está nas profundezas da depravação moral,e seus representantes pagarão por tão grande ofensa ao Criador.Graças a Deus por ter criado a mulher!!!

  173. Alexandre Guimarães

    -

    25/03/2011 às 14:10

    Devemos instituir a pastorfilia. O meu é bem passado, por favor!

  174. Humberto

    -

    25/03/2011 às 14:03

    GRANDE MALAFAIA!!! Presta um imenso favor à Nação brasileira que é cristã e temente a Deus!
    Não se intimide, pastor! Nós cristãos estamos consigo e somos maioria!

  175. Janice

    -

    25/03/2011 às 13:55

    Concordo com o Pr. Silas Malafaia!

  176. Ruben

    -

    25/03/2011 às 13:54

    armagedom, essa é a especialidade do lula.

  177. Wander

    -

    25/03/2011 às 13:46

    O que me espanta em toda essa discussão sobre o casamento gay é o simples fato de ela existir.
    Que direito tem o Estado de impedir a união entre 2 pessoas, uma decisão tomada na esfera particular? Que direito tem a Igreja em impor seus preceitos e levar as pessoas a seguir compulsoriamente suas verdades, mesmo que isso vá contra o princípio básico da livre escolha? Que direito tem as outras pessoas em julgar um ato que diz respeito tão somente ao casal envolvido? O que vale aqui é aquela velha máxima: “meu direito acaba onde começa o do outro”.
    É inconcebível algumas pessoas acharem que seu direito de se ofender ou se chocar com algo que vai contra as suas verdades pré-estabelecidas tem maior peso que a decisão individual de alguém em compartilhar seu dia a dia com outro, seja por amor, por conveniência, para serem menos solitários ou pelo que quer que seja. Cabe ainda frisar que essa é uma decisão que não implica em dano algum ao coletivo e nem diminui o direito de ninguém.

    Ah, e como se tudo isso não bastasse, o nosso Estado é laico…

  178. berlatto

    -

    25/03/2011 às 13:38

    Edmundo às 12:56. Volte para os livros. Você não sabe nada de espiritismo.

  179. carlos

    -

    25/03/2011 às 13:37

    O “Mala saco cheio de dinheiro” é inteligente mesmo. Além de arrancar todos os trocados destes crentes retardados, ainda gera uma discução desta. A propósito, para fundar uma igreja é muito complicado?? Preciso dar um geito de ganhar dinheiro também.

  180. Lucas Mendes

    -

    25/03/2011 às 13:35

    Leis que se fazem sob pressão de grupos, não são leis, são decretos arbitrários, por mais que haja alguma classe que reivindique. Isso prova que não vivemos num Estado de Direito. Além do mais, a real discussão é sobre o projeto de poder do movimento homossexual. Eles querem nivelar tudo, inclusive a educação, vide o Kit Gay, desde o seu horizonte sexual preferencial. Leis que são feitas desde as preferencias sexuais de pessoas, só pode ser uma grave infração ao bom senso e a justiça.

  181. berlatto

    -

    25/03/2011 às 13:34

    Caro Lauro. Malafaia, Edir Macedo, RR Soarez, et, etc, bando de hipócritas. Esses são os nossos “religiosos”. Fazem da religião meios para enriquecer.Também, temos otários prá tudo aqui na nossa querida américa-bananeira.
    Querer comparar união de gays com zoofelia e necrofilia (são doenças que devem ser tratadas) é de uma vigarice sem tamanho. Homoxessualismo não é escolha, a pessoa já nasce com essa tendência. Não existe ex-gays. Isto é papo de pseudos pastores. Gostaria de ver a reação sobre isto se Malafaia tivesse um filho, filha ou um parente gay. Qual seria sua atidude?
    De resto, o fato é que essa cambada de vigaristas são preconceituosos.
    O negócio deles é tirar o dízimo dos otários. Abs.

  182. Olavo

    -

    25/03/2011 às 13:33

    Corajoso o pastor Silas Malafaia. Nessa atual sociedade politicamente-chata-correta, ser honesto e sincero ofende. Mesmo não concordando com ele, sua opinião merece respeito, assim como sua convicção religiosa e a opinião dos que discordam. Parabéns! Quem sabe a Globo agora percebe que não está agradando todo o mundo com sua “modinha” nas novelas e aí pode estar a resposta para a queda considerável de sua audiência..

  183. pericles

    -

    25/03/2011 às 13:32

    União civil em homssexuais para garantia das duas partes, tudo bem. Agora chamar isso de casamento, não. Dois homssexuais podem se reproduzir? Sem essa de barriga de aluguel! No caso de adoção, qual o exemplo que se tem em casa para os “filhos”? Posso continuar a dar nó um atrás do outro.
    A procuradora deve saber que em debates as pessoa podem usar de exemplos extremos para defender suas posições. Isso não quer dizer que o pastor seja a favor de concretizar tais excessos.
    Aí está a falha dessa lei contra homofobia. Qualquer opinião pode ser desvirtuada para que a pessoa seja enquadrada. Se um empregado homossexual for pego em atitude desonesta e demitido, vai denuciar o patrão como preconceituoso e inverte a condição de réu.
    Para tratar de preconceitos já temos as leis!

  184. Rodolfo

    -

    25/03/2011 às 13:29

    Sou CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO, tenho pavor de evangélico, mas CONCORDO em GÊNERO, NÚMERO e GRAU com o pastor!

  185. Matheus Sisdeli

    -

    25/03/2011 às 13:29

    Mais preocupante do que um trambiqueiro desse ainda ter espaço para falar besteira é ver tanto cabeça oca regurgitando as palavras dele e aplaudindo suas sandices. Rebanho? de fato, somente ruminantes para pastarem cada vez mais rumo ao abatedouro.

    Esses que apóiam discursos de segregação como desse moralista barato são os verdadeiro neonazistas.

    Nunca niguém foi morto em nome da imperfeição, já em nome da situação perfeita…

    E eu que achava a igreja católica caduca. Santos isso sim!

  186. silvio

    -

    25/03/2011 às 13:28

    SAI DO ARMARIO SILAS, O BIGODINHO JA FOI,SO FALTA O SILICONE.
    SERA QUE ELE NÃO FOI A PARADA GAY, DISFARÇADO DE LADY GAGA?
    JA IMAGINOU VAZAR QUE ELE TEM UM CASO COM O MACEDO?
    DIFIL VAI SABER QUEM É O ATIVO OU O PASSIVO.

  187. Gilberto Ramos Ribeiro

    -

    25/03/2011 às 13:26

    Malafaia é um cidadão que usa da religião para angariar seus objetivos gananciosos. Usar a bíblia para defender seus pontos de vistas é mesquinhes. Daqui a pouco as demais religiões existentes no país irão desejar usar seus livros sagrados para impor normas de condutas.

  188. Paulo Henriqe

    -

    25/03/2011 às 13:25

    Homoafetividade coisa nenhuma. O nome é homosexualidade. Além de quererem privilégios que o tornem incriticáveis e acima de qualquer outro cidadão, o significado das palavras está sendo modificado para torná-los ainda mais especiais. O pastor quis dizer que nem tudo que se pode fazer por força de vontade e liberdade deve, no entanto, ser aceito legalmente pela sociedade. Homofobia praticamente inexiste no Brasil. Basta ver os números e interpretá-los sem a militância de plantão. O Ministério Público só não investiga, me parece, o que é verdadeiramente relevante no país. A corrupção desvairada no centro do poder político, assassinatos de milhares de brasileiros, tráfico de drogas e armas.

  189. Robespierre

    -

    25/03/2011 às 13:24

    Deviam é de proibir religiões de ser meterem em política em geral. Tudo o que religião está se enfiando apodrece, se contamina. Religião cria guerras, discriminação, mortes, doenças e a peste. Quem se importa com a opinião de um cara desses? Quem quer ter relações com pessoas do mesmo sexo que tenham, oras! Sempre foi assim na antiguidade, até que inventaram, ADIVINHA? Religiões! Uns matam os outros, carros bomba, guerras. Acho que nem Deus, caso exista mesmo, entende esse povo. Vocês já viram algum país/grupo ateu em guerra? Matando em nome de uma ‘coisa’ invisível, inanimada?

  190. Marcelo

    -

    25/03/2011 às 13:21

    Quem assiste os programas do Pr. Silas Malafaia sabe que sua ofensiva é contra o homossexualismo (prática) e não contra os homossexuais (pessoas). Senão vejamos: posso ter amor por um filho, amigo ou vizinho e contudo discordar de determinadas práticas adotadas por eles. Esta é a essência defendida pelo Pr. Malafaia.

  191. Agricio

    -

    25/03/2011 às 13:14

    Parabéns Pastor Malafaia, não sou seu fã, mais concordo inteiramente com seu argumento.

  192. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 13:14

    BRASILEIRO ROUBADO(13:04)-Acho que vc errou o endereço do seu comentario!!!!

  193. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 13:11

    Toda mãe ou pai, ou Senadora… que têm um filho(a) gay, gostaria que a sociedade lhes apoiassem; para se sentirem melhor.

  194. João Carlos Pina

    -

    25/03/2011 às 13:11

    Estou com o Malafaia. Sou católico e não suporto viadagem.

  195. ADRIANA

    -

    25/03/2011 às 13:09

    SOU CATÓLICA, E CONCORDO COM O PASTOR SILAS MALAFAIA. O QUE ELE DEFENDE É A MORALIDADE, ESTA QUESTÃO DE HOMOXESSUALISMO JÁ VIROU POUCA VERGONHA, A SOCIEDADE NÃO É OBRIGADA A ACEITAR ESSA QUESTÃO COMO UM VALOR MORAL, POIS, É CONTRA A NATUREZA HUMANA.

  196. Regina Célia Souza

    -

    25/03/2011 às 13:08

    Acho que devemos ter nossas opiniões respeitando as pessoas e suas posições quanto aos mais diversos assuntos. Se você é homosexual tudo bem, viva a sua vida, mas eu tenho o direito de não ser, de não realizar uma união com pessoas do mesmo sexo (se eu fosse um pastor,por exemplo), sugeriria que procurasse uma igreja que concorde, que aceite e cada segue sua vida com suas crenças, do jeito que acredita, COM DIREITO A ESCOLHA, sem sermos rotulados de preconceituosos ou homofobicos. Parabéns Pastor pela sua coragem e por defender o direito do cidadão a escolha, a democracia.

  197. Diogenes Souza

    -

    25/03/2011 às 13:06

    Malafaia está correto! Não faltou com a verdade em nenhum momento.

    Parabéns Pastor! Argumentação lógica e precisa.

  198. Vigia-noturno

    -

    25/03/2011 às 13:05

    O rato do Silas baú-cheio se acha o dono da razão quando chega um desesperado em seu antro que fornerce marmitas e doa um dizimo alto o ordinario não quer saber de onde veio,nem, quem deu, ainda finge que vai orar pelo o doador de marmitas, e dizimos respectivamente

  199. Brasileiro Roubado

    -

    25/03/2011 às 13:04

    O problema do Sila Malacheia e que ele nao tem carater para condenar ninguem. Ele mesmo vive mudando de opiniao em suas conviccoes, e usa a religiao para se enriquecer. Se ele quer mesmo fazer a vontade de Cristo, em vez de criar discursoes politicas, usa os milhoes de reais que ele arrecada por semana para ajudar pobres e necessitados. deixe o julgamento dos gays por conta de Deus, pois Ele nao delegou o direito de julgamento a ninguem mais que eu saiba.

  200. Jonas Sutareli

    -

    25/03/2011 às 13:04

    Não vi nada de homofóbico. Vejo informações tendenciosas na notícia, isso sim. Ele apenas foi irônico, um tanto quanto infeliz em sua ironia, mas foi apenas irônico e não homofóbico. E na maioria de suas colocações, ele tem razão. Se a união homoafetiva pode adotar uma criança, daonde essa criança vem? Da união da família tradicional, ora bolas! Ou, no mínimo, da ajuda de alguma delas. Como barriga de aluguel ou algo do tipo… Sem mais.

  201. Ingrid

    -

    25/03/2011 às 13:02

    @Jemima “Só os homossexuais têm direito à liberdade de opinião?
    E eu? Que sou contra o homossexualismo? Pra mim a Constituição não vale?”

    Brilhante!!!

  202. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 12:56

    pois é!!!gente.Tai, mais uma do PT.Ja conseguiram colocar irmaos do norte contra os do sul,classe media contra a menos media,inflamao o racismo e a religiosidade e agora homo contra hetero e vice versa!!!O pior,estao conseguindo!!vamos reagir Brasil!!!!

  203. edmundo cruz rodrigues

    -

    25/03/2011 às 12:56

    Sou Espírita, assisto eventualmente nos sábados pela manhã a sua pregação, o admiro pela sua sinceridade, seu rebanho está muito bem representado por voçe, continue assim. Agora vem esses gatos pingados juntamente com esses PTralhas querer botar goela abaixo nas famílias brasileira a libertinagem, a safadeza e todas as coisas que só fazem mal. Devemos sim, lutar para o bem, ou seja, pela ética, bons costumes e pelos nossos valores morais e cristãos. Parabéns Partor!

  204. Joana

    -

    25/03/2011 às 12:53

    Faço das palavras da Keila as minhas… minha nossa em que mundo vou deixar meus filhos? A cada dia os valores vão se invertendo…

  205. Mandy

    -

    25/03/2011 às 12:46

    Vote em Silas para PRESIDENTE kkkk Muito Bom!!!!!!!

  206. darcy

    -

    25/03/2011 às 12:46

    ele é simplesmente um lobo no meio das ovelhas não tem moral nenhuma para pregar a palavra de DEUS,não tem nada de bom para oferecer.

  207. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 12:42

    Todo gay sabe porque fez essa opção. Aos 5 anos de idade não tinha nenhuma opção.

  208. priscila sousa santos braz

    -

    25/03/2011 às 12:37

    ah outra coisa parem de citar o nome de igrejas uma coisa não tem nada a ver com a outra …os assembleianos como dizem ai não tem nada a ver com o assunto em si pronunciado ,,acho que devemos tomar cuidado ao profewrir nomes , ok e outra não estamos aqui para atacar uns aos outros mas sim descutir o assunto em questãao, nos amamos em cristo jesus os homosesuais .so não concordamos com o ato. mas apessoa em si nos respeitamos (que fique bem claro)e jesus veio para todosme trouxe salvação e libertação

  209. Patrick

    -

    25/03/2011 às 12:35

    Não vi nada demais, apenas uma opinião.

    A comparação do Pastor entre zoofilia, necrofilia e homosexualismo é pautada no fato de que todos são distúrbios comportamentais. Ora, se aceitamos um desses distúrbios, natural aceitarmos outros.

  210. Leila

    -

    25/03/2011 às 12:30

    Na verdade os homossexuais ganharam terreno pois fazem por onde e tem aliados de nome por eles; o povo brasileiro é parado vamos fazer a parada do orgulho hetero, pois eles fazem a parada do orgulho gay. Tem que mostrar a cara pra bater, como eles fazem, mostrar que tb temos voz e atitude, dizer não ao que querem colocar como lei e apoiar esses que estão ai, como o Pr Silas Malafaia, que nos mostram a verdade nua e crua na luz da palavra de Deus. Se o povo diz não é não, nós é quem votamos neles. Fica ai a minha dica o microfone está na mão de voces.

  211. priscila sousa santos braz

    -

    25/03/2011 às 12:30

    ue ele não esta certo ?se e pra a banalização da sociedade,,,então que se aprove todas as leis …não e pra detonar o ambito familiar ? entãoque aprove td que esta descrito ai,,ja que não querem preservar a sociedade e a familia..então libere

  212. keila

    -

    25/03/2011 às 12:27

    o egberto mais abaixo disse:O homosexualismo não é desvio de conduta, por isso não cabe a comparação.
    então me explique por favor o que É o homosexualismo?

  213. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 12:21

    A PRIMEIRA COISA QUE A MARTAXA FEZ, FOI DESARQUIVAR A PL 122.FICA CLARO QUE OS GAYS SAO INTRUMENTOS E ESCUDOS PARA ESSA CAMBADA DO PT.

  214. keila

    -

    25/03/2011 às 12:19

    defitivamente ele não disse nada demais… está completamente correto. se dizem q a união homoafetiva é um tipo de comportamento a necrofilia e a zoofilia também, os tres são iguais em “inormalidade”(pra não pegar muuuito pesado e ser acusada também de homofobia). era só o que faltava…. daki a pouco a pedofilia também vai ser tida como um comportamento…

  215. Natalia Santos

    -

    25/03/2011 às 12:19

    Na minha opinião o pastor Malafaia pode ter exagerado um pouco sim, mais a essência do discurso dele é totalmente defendida pela bíblia, sou evangélica a 10 anos e não acho que estejamos errados pois a palavra de Deus é clara quanto ao homosexualismo isso é abominável aos olhos de nosso Deus, quem não acredita basta ler a bíblia esta clara lá para quem quiser ver, muitos homosexuais frequentam a igreja onde congrego e nunca os tratamos mal ou discriminamos mais eles sabem que não aprovamos pois nosso Deus não aprova, e você que nos critica cuidado para não estar sendo preconceituoso com nos evangélicos TEMOS TODO DIREITO DE NÃO CONCORDARMOS E QUEREMOS RESPEITO PELA NOSSA RELIGIÃO.. Glória ao nosso Senhor Jesus.

  216. Vanessa

    -

    25/03/2011 às 12:14

    Aiii seu Silas tenha santa paciência… Um Cadaver não pode escolher se relacionar sexualmente com um vivo e cachorro tbm não tem consciência do que está fazendo, comparar um relacionamento homosexual com esses outros ocmportamentos é de pirar o cabeção hein… Melhora seus argumentos, essa ansia por impor a sua verdade dá nos nervos… não sou homosexual, sou evangélica e não concordo com a Lei que impõe as igrejas aceitarem e serem obrigadas a realizar cerimônias de casamento e aceitar como membros na igreja casais homosexuais… entendo que há de se buscar um meio termo e discutir com a sociedade uma melhor forma de cada um ter seu direito sem que pra isso tenha que se desrespeitar e marginalizar o outro!

  217. Hélida Thays

    -

    25/03/2011 às 12:12

    O Pr. Silas Malafaia está correto, as leis no Brasil viraram piada, existem varias inócuas e o congresso não se cansa de criar novas leis.
    O Pr. Malafaia expressa a opinião da maioria dos brasileiros e conta ainda com a liberdade para falar, amparado pela democracia. Dessa forma não cabe ser investigado por tal conduta.

  218. Hélida Thays

    -

    25/03/2011 às 12:11

    O Pr. Silas Malafaia está correto, as leis no Brasil viraram piada, existe varias inócuas e o congresso não se cansa de criar novas leis.
    O Pr. Malafaia expressa a opinião da maioria dos brasileiros e conta ainda com a liberdade para falar, amparado pela democracia. Dessa forma não cabe ser investigado por tal conduta.

  219. Thiago Henrique

    -

    25/03/2011 às 12:10

    Estou totalmente de acordo com o Silas, se é pra permitir, que seja permitido tudo. Nao estou aqui julgando os padroes de normalidades que devem ser seguidos, nem tampouco fazendo comparaçoes,mas se todo comportamento deve ser aceito e aderido à leie à sociedade, porque nao aceitar pedofilia, necrofilia, zoofilia ou até mesmo a pedofilia, sao todos comportamentos. Todos tem o direito de querer ser o que quiser, mas incorporar isso aos padroes de uma familia tradicional? Tenta explicar pra uma criança… Parabéns Silas, precisamos de muitos como você!

  220. Ana

    -

    25/03/2011 às 12:10

    Ok, Pr. Silas, tb sou a favor da família SEMPRE, mas que tal lembrar que tem um telhadinho de vidro c/ seu irmãozinho corrupto e orar mais pelos não-cristãos, afinal, está me parecendo não só preconceituoso, como homofóbico, além de não ter misericórdia (Jesus amava e ama os pecadores), enfim, olhe-se num espelho, vai!!! TUDO É A FORMA COMO SE FALA… QUE TAL TENTAR FALAR POR PARÁBOLAS COMO JESUS, E PARAR DE BATER DOÍDO? ACHA BONITO ISSO? ISSO SÓ SERVE P/ AFASTAR O POVO QUE NÃO CONHECE A CRISTO E AFAGAR O SEU EGO, PQ SÓ QUEM GOSTA DISSO SÃO OS SEUS ASSEMBLEIANOS…

  221. Edno de Freitas Junior

    -

    25/03/2011 às 12:06

    Comparação “BEM justa”, afinal os animais, cadáveres e crianças AUTORIZAM o ato sexual com eles da mesma forma que ocorre entre os homossexuais, certo???? Bando de ignorantes hipócritas! Prestem bem atenção ao que estão dizendo. Religião quer dizer “religar” o homem a Deus, através de atitudes boas e de amor. Preconceituar gays NUNCA foi desígnio de Deus mas de homens como esse Malafaia. Coitadas das ovelhas deste pastor… E o primeiro que vier me falar de “esturpo” e “deturpar” a inocência lembre-se que isso ocorre muito mais entre sexos opostos do que entre pessoas do mesmo sexo. Direito de expressão todo mundo tem e defendo isso, mas usar esse direito para enganar e manipular os que te seguem, isso sim é crime.

  222. Gilmar Azevedo

    -

    25/03/2011 às 12:04

    Bom dia a todos que comentaram, talves o que muitos não saibam é que esta nova lei que estão tentando aprovar torna “CRIME” se pronunciar contra o “HOMOSSEXUALISMO”,não contra um homossexual pelo fato dele ter esta pratica. A lei diz que se você não concordar com o homossexualismo e expressar esta opinião, podera ser processado e preso.
    É o mesmo que se a lei que pune o racismo proibisse alguem de dizer que não gosta de usar roupas pretas,por causa da cor.
    E para todos que seguem alguma das religiões cristãs, saibam que seu padre, pastor,obreiro, colaborador ou como seja chamado em seu grupo, não podera mais ler a biblia nas reuniões, pelo fato de a propria biblia conter textos que condenam o , repito, “HOMOSSEXUALISMO”.
    Então meus amigos antes de escreverem comentarios dizendo bobagens, procurem conhecer o assunto a respeito do qual vão opinar, seja ele qual for. Bom dia a todos.

  223. Herbert

    -

    25/03/2011 às 12:02

    Concordo com o pastor, antes homossexualismo era visto como coisa outro mundo e agora é tratado muita das vezes como algo genético (vamos respeitar hein!). Para efeito de comparação, hoje a pedofolia é algo de outro mundo né?!?

  224. Marcio Rodrigues

    -

    25/03/2011 às 12:02

    Gostei da posição do Silas Malafaia, enquando somos maioria, que respeita a familia, uma menoria ficam querendo muda a natureza divina dos seres humanos.

  225. Hugo

    -

    25/03/2011 às 12:00

    Só não entendo pq os que fazem comentários pesados não colocam o nome! Falar é fácil, colocar o nomezinho é dificil!

  226. Hugo

    -

    25/03/2011 às 11:59

    O Silas Malafaia, com toda sua forma de falar está correto! A sociedade confunde liberdade com libertinagem, nações onde tudo é liberado caminham para um abismo profundo e sem volta. Desde o início Deus estabelece: homem com mulher e ponto final! Podemos ver que 99% de pessoas com conduta homossexual tem algum grave problema familiar, ou seja, a questão de tudo está na estrutura familiar atual! Deus não é inimigo dos homossexuais, mto pelo contrário Ele ama a todos, mas abomina a conduta homossexual, isso não é preconceito é viver conforme princípios!

  227. marco

    -

    25/03/2011 às 11:59

    Bom dia..na realidade a verdade doi, nenhum evangelico é contra a pessoa do homem sexual, sim contra o ato do homesexoalismo…para quem acredita na biblia, leia a historia da cidade de sodoma e gomorra, a biblia fala que essas cidaes foram destridas por Deus por esse motivo, que era home com homem e mulher com mulher…Deus fez Adão e Eva..não Adão com Adão…Deus ama a todas mais não ama o pecado q homem cometem..O brasil é um pais da democracia todos tem direito de opna, quantas pessoas falam q evangelico são todos bandidos, é um direito dele uma opnião, nem por isso os evangelicos saim por ai processando todo mundo..pare para pensar, a biblia é contra o ato do homem sexoalismo mais amam a todos eles..

  228. Jemima

    -

    25/03/2011 às 11:56

    Faltam argumentos pra esse povo. Eles podem falar e fazer o que quiserem, mas os contrários, não, aí vira crime.
    Só os homossexuais têm direito à liberdade de opinião?
    E eu? Que sou contra o homossexualismo? Pra mim a Constituição não vale? Eu não posso expressar o que penso que vira crime?
    Vão procurar o que fazer, tá louco!
    Me poupe!

    “Tô com o Silas. A maneira dos homossexuais se defenderem é acusar quem os confrontam”.

    “Investigar o quê, Procuradora? O que ele disse está aí, pode-se não gostar de Malafaia, mas se tem uma coisa que não se pode negar é que ele diz tudo às claras, sem meio termo. E depois, concordo com ele: se é pra liberar casamento gay, que se libere tudo, afinal para setores “pensantes”, na sociedade de hoje em dia não se deve mais ter regras, tudo é uma questão de “diversidade”, não é mesmo?! Ademais, essa procuradora não tem mais nada pra fazer?”

    CONCORDO! CONCORDO! CONCORDO!

  229. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 11:55

    Porque os gays necessitam da afirmação de que são “normais”? Que “nasceram assim”? …? Aliás, ou se nasce homem(masculino) ou mulher(feminino). Não me vem com outra conversa, como diria o Malafaia!

  230. ARMAGEDOM

    -

    25/03/2011 às 11:53

    Acho o que Silas Malafaia “falou”, muita gente gostaria de falar em publico,na midia na tv etc.Essa PL 122 e um perigo para a democracia e o Brasil nao e um pais preparado para certas “leis”.Como eu,a maioria e a favor dos direitos gays,mais a lei trata de CRIMINILIZACAO e e ai que mora o perigo!!!

  231. Alexandre

    -

    25/03/2011 às 11:52

    Não concordo com as práticas das igrejas evangélicas, nem vou discutir sobre isso. Mas eu nunca ouvi algo tão perfeito da boca de um ser humano. ELE ATACOU A HIPOCRISIA DOS SERES HUMANOS de um modo que eu nunca teria conseguido. Parabéns para ele.
    Agora, a questão se ele rouba ou não, ai é problema dos otários que doam dinheiro para ele.

    A questão em pauta agora é outra.
    Perfeito.

  232. Re

    -

    25/03/2011 às 11:50

    Parabéns ao Reverendo Pastor! Que hipócrita essa democracia, onde não se tenha direito de expor seu pensamento! Na verdade essas classes falantes só são democratas quando interessam a eles… no fundo são as novas formas de tirania.

  233. Ricardo D.

    -

    25/03/2011 às 11:47

    Deveríamos ser como os Estados Unidos. Lá, a Suprema Corte decidiu favoravelmente a um grupo de evangélicos, da melhor estirpe, ao garanti-los o direito de expressão, in casu, o direito de levar em funerais de homossexuais cartazes e dizeres como: “Deus odeia bicha”, “Vc está indo pro inferno”, “Obrigado, Deus, por mais esse morto”.
    Isso é importante pois mostra o delírio de tais seres, que possuem uma mentalidade medieval. Para a crença deles, mesmo sem saber, é terrível, mas para o secularismo é ótimo. Que continuem assim.

  234. Paulo Carvalho

    -

    25/03/2011 às 11:47

    Apesar de não concordar com a comparação que ele fez, eu concordo com o seu posicionamento em relação a união homosexual. Até a liberdade tem um limite, a natureza é perfeita, tudo foi criado para ser do jeito que é, se Deus criou homem e mulher é para ser homem e mulher, isso não é um julgamento,mas um alerta para que as pessoas pensem a respeito de suas proprias certezas.

  235. Pedro Henrique Borba Vilela

    -

    25/03/2011 às 11:43

    Quanta hipocrisia nesse mundo…esses ´´pseudos religiosos´´ficam falando que devemos amar e respeitar as pessoas. Mas na prática, só estimulam o ódio contra as pessoas. não sou gay, mas acho que as pessoas tem o direito de viverem a sua vida como quiserem, afinal, não estão prejudicando ninguém. O caráter das pessoas não se mede pela orientação sexual, diga-se de passagem

    ….

    Justamente pelo fato do rapaz acima ter dito que eles tem que viver a vida do jeito que escolheram que não estão prejudicando ninguem, pois bem por isso mesmo que devemos liberar tudo na lei, pois o cara que faz sexo com o cachorro tambem não esta “prejudicando” ninguem, e a pessoa que adora uma transa legal com um defunto tambem não prejudica ninguem, portanto liberem tudo pois ninguem prejudica ninguem

  236. Marcos

    -

    25/03/2011 às 11:42

    Pois é, o pastor e os demais fiéis, como sempre, morrem pela própria boca.

  237. Botelho Pinto

    -

    25/03/2011 às 11:42

    Não disse nada de mais. Está coberto de razão nesse caso, porque, no mais, ele é doido.

  238. jj

    -

    25/03/2011 às 11:37

    Pela insistência desse sujeito à essas práticas necro e zoofilia nota-se que ele gosta de praticar, uma coisa não tem nada a ver c/ a outra “União de pessôas do mesmo sexo, são espíritos afins, o que temos que respeitar” : Esse verme é um violentador de consciência das pessôas humildes “simples”

  239. LC

    -

    25/03/2011 às 11:22

    Você só pubica comentários de quem concorda com o pastor silas “hitler” Malafaia. Porque?
    O homossexualismo não é um problema para o Brasil. Hipocrisias a parte todos sabemos disso.
    Esse (falso) moralismo visa encobrir e desviar a atenção do grande problema do Brasil : a imoralidade pública ( corrupção e afins) praticada por políticos e líderes religiosos. Não á toa tão misturados.

  240. Cleio

    -

    25/03/2011 às 11:18

    Figuras como Silas Malafaia e Jose Luiz Datena, travestem-se de enviados de Deus na terra para destilar preconceitos, violência e desrespeito aos diretos individuais das pessoas. A Procuradoria da republica, Ministério publica e principalmente a sociedade civilizada, precisam se unir e cobrar dessas figuras, uma postura civilizada, postura essa que não combina com pregações e matérias travestidas do mais puro preconceito.

  241. Egberto

    -

    25/03/2011 às 11:13

    O homosexualismo não é desvio de conduta, por isso não cabe a comparação.
    Homofobia ou qualquer outra forma de preconceito não leva a pessoa a Deus, pelo contrário, afasta dele.

  242. Joel

    -

    25/03/2011 às 11:03

    Nem conheço e nem acompanho o Malafaia, mas ainda acho que ele foi muuuuito ameno. Precisamos de pelo menos uns 1.000 malafaias pra colocar ordem nessa cachorrada que tá por aí.

  243. valder costa

    -

    25/03/2011 às 10:56

    O Pastor apenas emitiu sua opinião.Esse País é ou não uma Democracia?Acho que com tanto bandido a solta,a Justiça deveria se preocupar com eles.

  244. telmo duarte de faria

    -

    25/03/2011 às 10:39

    Desde quando os homossexuais sao minoria e precisam de leis para defende-los? quem precisa de leis proteção sao os heterossexuais que estão indefesos diante da grande mídia gay que impera no pais.

  245. Gustavo

    -

    25/03/2011 às 10:32

    apenas corrigindo o post anterior: o que pensa a maioria…

  246. Gustavo

    -

    25/03/2011 às 10:31

    Proponho a investigação da atuação de alguns procuradores da República, que agem mancomunados com Ongs e outros “movimentos sociais”, assim como uma revisão sua esfera de competências (sentido jurídico do termo), pois é notório que esses senhores têm uma carga de trabalho pífia e ingressam com ações esdrúxulas para tentarem preencher seus tempos. O pastor Silas disse apenas o que pensam a maioria dos brasileiros e não a meia dúzia que pensa vocalizar a opinião pública, pseudointelectuais de SP e RJ, incluída a classe jornalística.

  247. Jaime

    -

    25/03/2011 às 10:18

    Silas Malafaia, um homem de coragem pra dizer o que pensa, outros politicos que também comcordam com ele deveriam se manifestar em combater este descaradamento em que se transforma a sociedade brasileira, caminhando rumo ao fim dos valores familiares.

  248. Paola

    -

    25/03/2011 às 10:08

    Parabéns Pr. Sillas Malafaia, É disso que precisamos.Determinação e verdade.

  249. Luiz Oliveira

    -

    25/03/2011 às 10:04

    Embora eu tenha discordâncias quanto a alguns posicionamentos do pastor Silas Malafaia,concordo plenamente com ele sobre esta questão. O movimento gay está tentando criminalizar o Silas usando a justiça como instrumento. Silas defendeu seu pensamento, que é também o de milhões de pessoas neste país sobre esta questão, de forma aberta, pública e não atacou ninguém, não praticou calúnia, injúria ou difamação. A Constituição do Brasil assegura liberdade de pensamento e de expressão. Ou será que para a procuradora Ana Carolina a nossa Carta Magna não vale mais?

  250. Dielson Franklin

    -

    25/03/2011 às 9:58

    Este foi um dos melhores vídeos que assisti em defesa da família,muito bom mesmo!!!!!!! valeu Silas,precisamos de alguém que nos represente bem,parabéns.

  251. Maikon

    -

    25/03/2011 às 9:52

    O Pr. Silas está mais do que certo. essa procuradora deveria procurar alguma coisa pra fazer. rs

  252. sidney

    -

    25/03/2011 às 9:51

    Lauro !!
    Sem desconsiderar o – MERITO – ; temos muitas , muitas outras coisas a serem investigadas …. ( algumas ja estao em banho maria neee ) e o passa bola continua ; ATE QUANDO ????
    Investigar… por investigar….. ???
    Jogo de Cena , Maquiagem e puro Teatro nao ???
    Abracos

  253. Gustavo Lopes

    -

    25/03/2011 às 9:43

    Não sou evangélico,mas concordo em numero e grau com o Malafaia, ora desse jeito vão logo aceitar a bigamia,poligamia ou seja o casamento de um homem com varias mulheres e vice-versa, o uso da maconha. crak etc. Porque ninguém investiga a corrupção no Brasil? muita falta do que fazer dessa procuradora.

  254. guilherme castro

    -

    25/03/2011 às 9:38

    Quanta hipocrisia nesse mundo…esses ´´pseudos religiosos´´ficam falando que devemos amar e respeitar as pessoas. Mas na prática, só estimulam o ódio contra as pessoas. não sou gay, mas acho que as pessoas tem o direito de viverem a sua vida como quiserem, afinal, não estão prejudicando ninguém. O caráter das pessoas não se mede pela orientação sexual, diga-se de passagem

  255. Antonio

    -

    25/03/2011 às 9:36

    Afinal se é para liberar, por que não liberar a necrofilia e a zoofilia, não liberar o sadomasoquismo e a pedofilia. Não pode se reprimir nada, deve-se buscar o prazer a qualquer custo, vale para todas as psicoses…
    é o proibido proibir da década de 1960.. Chegaremos lá!!!

  256. Elisius

    -

    25/03/2011 às 9:13

    Cada caso é um caso, mas que este pastor Silas Malafaia é homofóbico, isto ele é, e fazer estas comparações foi o meio de dizer que ele repudia os homosexuais,só que ele não pensa que ele pode ter um filho homosexual e não saber, na igreja dele deve haver vários homosexuais inrustidos, mas por causa da pressão que este tipo de pessoa causa, quem com um pai deste se atreveria a sair do chamado armário, se vc perguntar para as pessoas: – vc escolheu nascer negrou ou branco, vc escolheu nascer homem ou mulher, vc escolheu nascer com cabelo liso ou crespo, vc escolheu nascer com alguma deformarção, vc escolheu nascer gay ou hétero??? Pois então pergunte a um gay que vc conhece se ele tivesse escolha, a maioria responderia que preferia ser hétero, pois sabem do preconceito que os gay passam! Nenhum pai ou mãe gostaria de ter um filho gay, mas como isto não se escolhe, tomará Deus que este pastor não tenha nenhum filho, neto ou sobrinho gay,pois uma pessoa como este pastor que não respeita as diferenças não merece a mídia que tem, ele só respeita o dinheiro que entra no bolso dele!

  257. vagalume

    -

    25/03/2011 às 9:10

    bota Silas malacheia na cadeia dôtora esse energumeno se acha todo tempo que a palavra é a dele como se todos fizessem parte da seita dele cana nele dôtora bota esse rato na cadeia lá em catanduvas urgente pra ontem

  258. Ricardo

    -

    25/03/2011 às 8:14

    Tô com o Silas. A maneira dos homossexuais se defenderem é acusar quem os confrontam.

  259. Natal Santana

    -

    25/03/2011 às 7:53

    Inestigar o quê, Procuradora? O que ele disse está aí, pode-se não gostar de Malafaia, mas se tem uma coisa que não se pode negar é que ele diz tudo às claras, sem meio termo. E depois, eu sou católico, mas concordo com ele: se é pra liberar casamento gay, que se libere tudo, afinal para setores “pensantes”, na sociedade de hoje em dia não se deve mais ter regras, tudo é uma questão de “diversidade”, não é mesmo?! Ademais, essa procuradora não tem mais nada pra fazer?

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados