Mauricio Lima Radar on-line

Radar on-line

Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Ernesto Neves e Pedro de Carvalho

sobre

O Radar publica informações exclusivas e bastidores de tudo o que for relevante. Da política à economia; do esporte à área cultural; do mundo dos negócios à segurança pública – tudo cabe neste espaço, desde que seja uma informação confiável e inédita.

Radar TVeja: A empresários, Mercadante descarta renúncia de Dilma

Por: Vera Magalhães

Aloizio Mercadante, que havia saído de cena no manejo da crise desde que foi transferido da Casa Civil para o Ministério da Educação, voltou a falar de política em encontro recente com empresários.

Depois de enfileirar dados para tentar animar investidores num encontro sobre inovação promovido pela CNI em São Paulo, Mercadante não escapou de uma metralhadora de perguntas sobre a crise.

Pudera: a reunião acontecia enquanto Lula depunha no aeroporto de Congonhas, após sofrer condução coercitiva.

Mas Mercadante não deu um pio para defender o ex-presidente. Questionado sobre a chance de renúncia de Dilma Rousseff, foi assertivo: “Quem conhece aquela senhora sabe que renúncia é uma palavra que não está em sua alma”.

Diante de tanta certeza, os empresários questionaram sobre a probabilidade de Dilma sofrer impeachment. Mercadante de novo descartou. Disse que o processo perdeu ímpeto, ignorando que a temperatura subiu de novo na semana passada.

O ministro ainda tratou de desmentir as afirmações da delação premiada de Delcídio do Amaral, principalmente a suposta ação de Dilma para nomear um ministro para o STJ para interferir na Lava-Jato.

Disse que, como líder do governo, Delcídio precisava conversar com Marcelo Navarro, indicado ao tribunal, sobre sua sabatina no Senado. Apenas isso.

 

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Amilcar

    Realmente Mercadante está certo, ele não pode renunciar, ela tem de ser presa e descer a rampa algemada.

  2. Cirval

    Descarta a renúncia mas vai ter que engulir o impeachment.

  3. Luiz Alberto

    Mercadante conhece tanto de Dilma quanto de Lula, sua tese de doutorado(!), ou seja, nada. O que ele sabe mesmo é puxar saco.

  4. BOB

    Palavra de Mercadante, o “irrevogável”.

  5. LUG

    A ´presidentA não apreende a gravidade da sua situação. Sabe que ha uma crise, mas atribui esta crise a causas exteriores, alheias à suas ações. Acha que está governando dentro de uma situação de normalidade democrática. Foi eleita e o veredito das urnas sacraliza seu mandato. Pessoalmente, vê-se como uma guerrilheira, foi torturada e resistiu, coração valente. Pena que a cabeça seja fraca e a valentia descerebrada. Devia renunciar, enquanto pode. Impichada, o PT joga fora.

  6. Jorge

    Quando Mercadante descarta renúncia de Dilma, esse é um mau sinal para a presidente, significa que a renúncia se aproxima. Visto que o Ministro é um péssimo leitor da realidade. Lembra Al-Sahhaf (Ministro da informação do Iraque durante a guerra do Golfo). Enquanto a imprensa mundial mostrava o cerco apertando cada vez mais ao redor de Bagdá. O porta-voz otimista dizia o contrário, ou seja, havia uma contradição entre as palavras dele e a realidade, tal qual há entre as afirmações do supérfluo Ministro da educação.

  7. RUSSoNANTE

    Podem Chamar o ora vejA doctor uniCAMp = INCITATUS
    Calígula GENERATION

  8. wall de oliveira

    Quando se começa a negar, é porque ha algo ja pensado.

  9. Paulo-AM

    O pós-graduado em falácias e fã incondicional de ninguém nada menos que Delfim Neto, Mercadante é só mais um parasita sortudo, um autêntico bos….nágua. Deveria agradecer aos céus todos os dias afinal viver numa mamata desta é privilégio de poucos. Morram petezada maldita!

  10. Vando

    Seguindo o exemplo edificante do “chefão” da organização a qual pertence, ele pode enfileirar os número e enfiar naquele lugar preferido do chefão, porque TODOS já sabem que o PT só mente e maquia dados segundo seus propósito nefastos.

  11. Jorge LZ

    Esse Mercadoandante não é aquele que renuncia em caráter irrevogável, e revoga no mesmo dia?

  12. Maria I

    Ainda tem empresarios ouvindo Mercadante? Dilma tem alma?

  13. Ney S. Monteiro

    Renúncia, jamais.
    Como recolocar os mais de 30 mil aspones que gozam das “boquinhas”?