Gravação pode ser entregue depois do inquérito de Temer

Limite foi fixado pelo STF para esta segunda (19)

Com prazo limite fixado pelo Supremo Tribunal Federal para esta segunda (19), o inquérito que investiga Michel Temer pode ser entregue sem a perícia das gravações.

Isso porque a perícia terá de obedecer a critérios muito rigorosos, que são exigidos em 170 países. Eles incluem a recuperação de toda a conversa, identificação dos pontos de edição e das interrupções.

Os peritos, no entanto, tentam finalizar tudo já nesta segunda. Fizeram, inclusive, uma força-tarefa durante o feriado de Corpus Christi.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Temer quer porque quer a gravação para saber o que ele pode deixar de contar e o que ele pode tentar desfigurar.

    Curtir

  2. Se a Polícia Federal não é capaz de fazer uma perícia numa fita que se arvora a servir de prova para depor um Presidente, o Brasil foi para a casa do……….

    Curtir