Engavetado, projeto de 500 milhões de dólares previa a despoluição da Baía de Guanabara

Não fosse a burocracia, a poluição da Baía de Guanabara poderia ter sido reduzida já para a Rio 2016. A ONG americana Second Chance ofereceu 500 milhões de dólares para a limpeza e construção de uma rede de esgoto nos rios da região. A empresa ATS foi contratada para o serviço e fez um projeto para quatro anos, com início em fevereiro de 2016. O plano […]

Dinheiro perdido

Dinheiro perdido

Não fosse a burocracia, a poluição da Baía de Guanabara poderia ter sido reduzida já para a Rio 2016.

A ONG americana Second Chance ofereceu 500 milhões de dólares para a limpeza e construção de uma rede de esgoto nos rios da região.

A empresa ATS foi contratada para o serviço e fez um projeto para quatro anos, com início em fevereiro de 2016. O plano perdeu-se, no entanto, entre as gavetas do governo do Rio e da Cedae.

Detalhe: o dono da ONG morreu. Bye, bye, 500 milhões de dólares.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s