Mauricio Lima Radar on-line

Radar on-line

Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Ernesto Neves, Gabriel Mascarenhas e Pedro de Carvalho

sobre

O Radar publica informações exclusivas e bastidores de tudo o que for relevante. Da política à economia; do esporte à área cultural; do mundo dos negócios à segurança pública – tudo cabe neste espaço, desde que seja uma informação confiável e inédita.

Gigante de gestão de recursos quer colocar ‘bilhões de dólares’ no Brasil

Por: Natalia Viri

 

 

Flatt: Surfando na "liquidação"

Flatt: Aproveitando as pechinchas

Toda grande empresa de infraestrutura que busca um investidor ou quer vender ativos no Brasil, cedo ou tarde, bate na porta da Brookfield. É assim com a Braskem, foi assim com as hidrelétricas que o governo colocou à venda no ano passado. Não é à toa.

Mesmo em meio a todo pessimismo com o país, a gigante global de gestão de recursos, que tem mais de 225 bilhões de dólares sob administração, pretende colocar “muitos mais bilhões de dólares” por aqui nos próximos anos, disse o presidente global Bruce Flatt, em entrevista à rede estrangeira “Bloomberg”.

A intenção é voltar entre 10% e 15% dos investimentos para o país.

Tudo é uma questão de oportunidade. Segundo ele, os ativos estão sendo vendidos abaixo do valor de custo, o que dá “uma incrível margem de segurança”. “Estamos tendo chances [de investimento] às quais nunca tivemos acesso antes”, ponderou.

A Brookfield encerrou 2015 com um portfólio de cerca de 40 bilhões de reais no Brasil, contra 34 bilhões de reais um ano antes.

 

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. Marcus

    ..esses caras nunca pensam a curto prazo, compram muito quando se esta barato e uma hora ou outra o Brasil vai voltar a crescer…pois é fato que o mundo todo ta evoluindo e Dilma, Lula, PT e demais porcarias iram fazer parte do nosso passado.. o problema que até as coisas melhorarem, muita gente vai ter comer pão com ovo, inclusive eu, ….”Por favor quero mo meu mexido com bastante sal!”

  2. Cirval

    Governo quebrado transforma o país em pechincha… para quem tem dinheiro.

  3. Victor Dalmolin

    Devemos aceitar é claro mas antes que se faça o negócio as claras e com vários consultores de várias empresas façam acompanhamento e aprovação. Que nenhum político chegue perto ou seja responsável por algo. Político deve fazer uma lei para conduta deles é essa lei ser discutida e aprovada pela população. Aproveitando acabar com esses partidos todos e deixar só 2 ou três partidos. Eles devem se envolver somente em descrever leis e auxiliar no vontrole dos gastos do governo em geral. Vimos que não resolve nada dar cestas da forma que o PT está fazendo. Faça isso de forma a ter um retorno por parte do contemplado ou seja a pessoa é convidada a fazer um curso proficionalizante e com um prazo para terminar de receber ajuda e desse curso.
    Por hoje é só, mas tem muito mais para ser concertado nesse país.
    Victor

  4. Agnaldo Matos

    Será que eles sabem que Dilmanta irá cair? Com ela no poder fica difícil acreditar num Brasil melhor.

  5. João Brasil

    Acreditam mais no Brasil do que os brasileiros. Claro que temos políticos (99,9%) que não merecem sairmos de casa num domingo para votar em quaisquer um deles, mas o país não vai parar, acabar, falir, as pessoas deixarem de produzir, comer, estudar, ler, ver TV, a vida segue. Com dólar a 4,00 tudo ficou barato para eles, e esses fundos vislumbram ótimas oportunidades para ganhar dinheiro. Os nossos (maioria) seus administradores pensam em quanto ELES vão ganhar para aplicar em determinados lugares (papéis, empreendimento, empresa, etc), já esses ai pensam em quanto os cotistas podem (e devem) ganhar se investirem seus recursos com segurança, rentabilidade e liquidez. Uns foram indicados por políticos (oh câncer) e outros são profissionais bem remunerados. Questão básica de cidadania, valores como honestidade, caráter, trabalho, etc, que aprenderam provavelmente nas escolas, ao invés de aprenderem raiz quadrada, números binários e outros, que nunca usarão na vida.

  6. Maurício

    Começou o ataque dos urubus.
    É isso que eles sabem. Infraestrutura pronta poupa investimento.
    Desnacionalização total de ativos. O problema não são os ativos físicos mas sim os intelectuais. Esses tem um preço incalculável! Não voltam mais e são dificílimos de reconstruir, levam décadas, às vezes séculos para se construir semelhantes, pois o perdido, perdido est…

  7. ACHO!

    QUE ELE SABEM
    DE ALGO QUE
    NÓS NÃO
    SABEMOS!

  8. criatura nojenta

    compra logo a petroleira brasileira e façam com que ela dê lucro!não se esqueçam de contratar para o conselho consultivo
    os hábeis e capazes zé marília de dirceu gabi gabrielli e dilmá dilmanta,para entenderem o que vcs não farão nunca mais
    antes e nem depois neztepaiz!isto é,ou seja,façam o inverso de tudo o que eles fizeram e tudo dará certo!

  9. Marcio Ruivo

    A Brookfield quer colocar “muitos mais bilhões de dólares” por aqui nos próximos anos??, o PT tem os consultores certos para realizarem estas transações e negociações, consultores com ampla experiência em administrar bilhões de recursos da Petrobrás, compra de refinarias, construção de novas refinarias, transporte e distribuição de combustíveis, fale com o PT eles tem a pessoa certa a quem conversar e fazer acontecer estes negócios bilionários por aqui.