Blogs e Colunistas

sábado, 28 de abril de 2012

9:32 \ Economia

Os sapatos do Eike

Eike de olho em mais um negócio

Eike Batista está negociando a compra de um portal de vendas de sapatos online, a Dafiti.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

15 Comentários

  • GEORGE

    -

    26/5/2012 às 12:30

    O NEGOCIO DO EIKE BATISTA E VENDER IPOS. DEPOIS DA VENDA AS EMPRESAS SO DAO PREJUIZOS MAS ELE CONTINUA A FABRICAR NOVAS IPOS PORQUE O SUPRIMENTO DE OTARIOS E DINHEIRO DO BNDES CONTINUA ROLANDO.

  • João Moura

    -

    30/4/2012 às 13:15

    O Gilson está certo, diferente das mulheres que compram pela beleza, mesmo que destrua seus lindos pezinhos… Como Homem não como vou comprar uma coisa que eu não sei se vai ser comfortável… Mas, como compro um sapato por ano e as mulheres compram um por semana, pode ser que a fórmula dê certo…

  • Paulista

    -

    30/4/2012 às 10:06

    Acho que tem alguma informação desencontrada ai… Minha noiva trabalha na dafiti, tem contato com os 4 sócios e com a diretoria e os mesmos estão dizendo que é mentira. Disseram também para os funcionários que vão cobrar satisfações da redação de VEJA para maiores informações.

  • po

    -

    30/4/2012 às 9:45

    Mintira

  • Cat

    -

    29/4/2012 às 23:45

    De acordo com o e-bit, Moda (sapatos, acessórios e etc) saltaram da posição 26 para a 5 no ranking de vendas, ultrapassando o número de vendas de livros, por exemplo. Com a popularização da internet e o aumento da renda da Classe C, me parece muito natural o movimento. Não aceitar a venda de objetos simples, como sapatos, pela internet é negar o futuro. É como, estando na década de 90, dizer que o DVD nunca iria ultrapassar o VHS… Não há como fechar os olhos – a migração já está acontecendo. E caminha a passos largos…

  • Podrespoderes

    -

    29/4/2012 às 18:34

    Ele está entre o petróleo, cosméticos, hotelaria e agora sapataria. Em breve lança mais uma IPO para se capitalizar. O resto o BNDES empresta! No Brasil quem diversifica muito, acaba chamuscado!

  • Podrespoderes

    -

    29/4/2012 às 18:27

    Taí uma coisa que para mim não funciona. Sapato pela internet. Já tentei e não compro mais. Sapato é uma coisa complexa , tem que experimentar, andar…

  • Lucia

    -

    29/4/2012 às 17:31

    Iiiihhhh! preferia que ele não se metesse nesse ramo… Já li que o ‘Sr. mais financiado pelo BNDES no Brasil’ teve prejuízos em algumas de suas empresas. Ficaria bastante aborrecida se perdesse esse bom site de vendas: a Dafiti tem coisas de qualidade também e é bem prático poder comprar pela internet. Fora as empresas que ele abre, financiadas pelo BNDES e depois vende parte delas para estrangeiros. Ai, ai…

  • ike batista

    -

    29/4/2012 às 17:11

    OS 20 MIL EMPREGADOS SAO VIRTUAIS, SEU MANE! VOCE NAO SABE O QUE E EMPRESA VIRTUAL PRE-OPERACIONAL? JA O BNDES E REAL E GARANTE A GRANA ROLANDO. APOIADO POR LULA, DILMA, DIRCEU, CABRAL, CAVENDISH E CACHOEIRA, EIKE BATISTA E O MAIOR EMPRESARIO VIRTUAL PRE OPERACIONAL DO PLANETA.

  • Elizabeth the best queen in town

    -

    29/4/2012 às 16:43

    O que eu quero saber é desta espantoda alavancagem da fortuna do Eike no governo Lula. Será uma nova Delta que virá por aí? Por que foi dado a ele comprar tanto do pré-sal? E aqui no Rio, por favor entrem no blog do Garotinho. Cabral está explodindo em fotos. Fotos que são fatos. E fatos que ele não poderá desmentir. ou dizer que não sabia.

  • Juvencio

    -

    29/4/2012 às 12:17

    O homem é um trader!

  • Gilson

    -

    28/4/2012 às 20:46

    Quem vai comprar sapatos pela internet no Brasil ? Aqui o cara calça 41
    as vezes seu sapato é 42 e assim por diante. Se for Tênis a diferença é ainda maior. Eu acho que o cara deixar de ir na sapataria, experimentar
    e depois comprar para comprar pela internet e depois ter que devolver é burrice.

  • Anônimo Paulistano

    -

    28/4/2012 às 18:17

    O empresário Eike afirma no site da EBX que suas empresas empregam aproximadamente 20 mil funcionários, nunca conhecí ninguém que tivesse trabalhado ou que conheceu alguém que trabalhou para o empresário, no quesito fornecedor a coisa é um pouco diferente, eu conheço o seu maior fornecedor: o BNDES.

  • JulioK

    -

    28/4/2012 às 15:36

    Petroleo que é bom, NADA!!!!!!

  • aiQ

    -

    28/4/2012 às 12:23

    como diz a adorável narcisa:
    eike loucura!
    mas vender sapatos pela internet não será dos negócios mais inteligentes propostos por este admirável e bem-sucedido empresário sulamericano.
    como bisneto, neto, filho de sapateiros e aposentado da clark, aviso (sem cobrar pela consultoria. enfim, pimentel, o queridinho do dilmo, só existe um!): na decisão de adquirir um calçado entram inúmeras variáveis, objetivas e subjetivas, que por enquanto a internet não consegue satisfazer.
    e trocas, no brasil, tem-se mostrado difíceis, senão impossíveis.
    assim, eike loucura, eike delícia, eike batista!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados