Blogs e Colunistas

quarta-feira, 26 de maio de 2010

18:54 \ Economia

Conar e as flores da Vivo

O Conar determinou hoje a alteração de um comercial de tevê da Vivo. O motivo beira o ridículo. Na propaganda, um cachorro destrói o buquê de uma noiva na Igreja. Desesperados, os convidados lançam torpedos para pessoas que ainda não chegaram no casamento e a solução encontrada é criar um novo arranjo com flores arrancadas de lojas ou vasos nas ruas.

E não é que teve gente incomodada com a possibilidade do anúncio incentivar roubos e ataques ao meio ambiente? E não é que o Conar aceitou a reclamação?

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

23 Comentários

  1. Cida

    -

    28/05/2010 às 12:31

    Agora fiquei muito a fim de ver esse comercial, pois não vi…onde eu estava?
    Mas que cachorrinho danado, ainda bem que inventaram os torpedos E que idéia boa essa de solucionar arrancando flores de vasos e/ou lojas…huumm somos todos condicionados. Vamos pra rua arrancar as flores..rsrsssssss Fala sério!! Viva a Vivo!
    Quem reclamou do comercial tá doidinho, né, não?

  2. Francisco Magalhães Barros Junior

    -

    27/05/2010 às 10:56

    Querem um conselho? Vamos acabar com todas essas porras de conselhos.
    PS. E não é que tem gente que vota na osmarina.

  3. Maria de Lourdes

    -

    27/05/2010 às 9:38

    E o que dizer então de uma candidata a presidente da República que é uma ex-presidiaria e com uma enorme ficha corrida que circula na internet?
    Deus salve o Brasil!

  4. Alexandre A.C. Resende

    -

    27/05/2010 às 8:19

    Nós, do distinto público somos estúpidos e não temos discernimento nem moral ou ética para determinar o certo e errado, dessa maneira necessitamos que uma pequena elite pensante determine para nós o que é ético e moral.

    Discurso nem em fins do sec XIX seria aceitável. A continuar assim a filosofia anarquista será ressuscitada em breve.

  5. Julio

    -

    27/05/2010 às 3:11

    Poderzinho de síndico esse, não?

  6. cleide bragliollo

    -

    27/05/2010 às 2:59

    Lauro
    O “Politicamente Correto” e o “Eco-correto” já beiram à paranóia.
    Mulheres com a bunda de fora, pode.
    É politicamente correto, porque é a cara com que Brasil se vende lá fora, para incentivar o turismo.
    Já, colher flores, num claro exagero de efeito (ninguém monta um buquê de noiva dessa forma…) não pode.
    O senso de humor de quem reclama – e de quem aceita a reclamação – realmente se esvai em grande velocidade.
    Nesse ritmo, dentro de alguns anos, não só a Propaganda será uma mídia chata, como o humorismo será uma “arte morta”.

  7. Roberto Xavier

    -

    27/05/2010 às 0:09

    Certamente não foi pelo incentivo ao crime que o anuncio remete, mas sim pela pobreza, pela falta de idéias, pela fealdade do anuncio e pela mediocridade da campanha e de seus elaboradores.

  8. Vanderlei Simionatto

    -

    26/05/2010 às 23:23

    Conar? Depois da proibição da Devassa, pela simples razão que Paris Hilton é norte-americana, essa josta está sem moral. Quando Juliana Paes aparecia de tanga, chamada de boa, o Conar achou legal? Onde estava a diferença de Juliana e Paris. Uma é morena e a outra é loura. É só.
    Esse tal Conselho Nacional é de Arrepiar.

  9. eidia

    -

    26/05/2010 às 23:19

    Pior do que este, é o comercial de um carro, que o mané dono dele entra num prédio sem que o porteiro o conheça e ainda o idiota do porteiro faz gracinha….este é um comercial idiota.
    eidia
    http://www.oquevivipelomundo.blogspot.com

  10. JOEL PALMA

    -

    26/05/2010 às 23:16

    Chegamos ao momento em que o colunista não vê mal em algo que simplesmente não deve ser incentivado…Oh! tempos, Oh! costumes…leia o que escreveu, Lauro…e reflita…

  11. Carlos Renato Fortes Vendramini

    -

    26/05/2010 às 23:11

    É a ditadura do politicamente correto. Deixaram o vírus social se alastrar, agora lidem com ele.

  12. ROGERIO MELLO

    -

    26/05/2010 às 22:38

    ESSA HIPOCRISIA DO ECOLOGICAMENTE CORRETO, POLITICAMENTE CORRETO, SOCIALMENTE CORRETO E TODOS OS OUTROS …MENTE CORRETO, JÁ TÁ ENCHENDO O SACO.
    SE ALGUÉM SAIR ROUBANDO FLORES, SEJA DE UM JARDIM, DE UMA LOJA, DO CEMITÉRIO, OU SEJA LÁ DE ONDE FOR E SE, COMO DESCULPA, DISSER TER SIDO INFLUENCIADO POR UM COMERCIAL DE TV, ALÉM DE SER PRESO, MERECE UMA BOA SURRA.
    ESSE PESSOAL DO CONAR PRECISA ARRANJAR ALGO DE MAIS PRODUTIVO PRA FAZER. DEVE TÁ SOBRANDO TEMPO OU O TEMPO DESSA GENTE NÃO VALE NADA.

  13. Sergio G

    -

    26/05/2010 às 22:29

    E não é que o comercial é estúpido mesmo?

  14. Diego

    -

    26/05/2010 às 22:20

    Isso é ridiculo. Esses orgãos parece mesmo não ter o que fazer!

  15. SILVIO RANGEL

    -

    26/05/2010 às 22:15

    EXISTE UM COMERCIAL DE CAMERA DIGITAL, EM VARIOS CANAIS , COM A PROPAGANDA ENGANOSA DE QUE DARA UM DESCONTO DE R$ 360,00 ” SOMENTE PARA QUEM LIGAR NOS PROXIMOS DEZ MINUTOS ” ACREDITO QUE JA COMPLETOU UM ANO E O COMERCIAL CONTINUA, SE FALTAVA TRABALHO, ARRUMEI UM.

  16. Almeida

    -

    26/05/2010 às 22:02

    Este pessoal está sem serviço. Garanto que ganham bom salários.

  17. alberto oliveira

    -

    26/05/2010 às 21:37

    É que els conhecem o público que assiste TV.

  18. Dolores

    -

    26/05/2010 às 21:36

    O que mais me encanta na propaganda é a peraltice do cachorro.
    Talvez, pque eu nunca tenha pensado em furtar ou roubar alguma coisa de alguém.

  19. VALENTI

    -

    26/05/2010 às 21:30

    -PREFEITURAS DE CURITIBA E VITÓRIA.ES TEM PREJUISOS MENSAIS COM LADRÕES DE FLORES. E É GENTE DA DITA “CLASSE MÉDIA”.
    .

  20. Johnnybegoode

    -

    26/05/2010 às 21:17

    a falta do que fazer deixa muita gente ocupadíssima…

  21. annalygia

    -

    26/05/2010 às 20:27

    Fosse assim, comercial de pétista não poderia ir ao ar: afinal, fazem o que querem com dinheiro público, são pegos em flagrante com dinheiro com origem não declarável em cueca ou em mala, e Judiciário nenhum os bota na prisão… Que tipo de exemplo estão dando?

    Isso para não falar no Sirney & Cia Ilimitada…

  22. Jarivânio Alencar

    -

    26/05/2010 às 19:25

    esses órgãos não tem nadinha para fazer!

  23. felipe

    -

    26/05/2010 às 19:13

    ao inves d criar caso com td, o Conar devia criar é vergonha na cara!

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados