Vera Magalhães Radar on-line

Radar on-line

Notas exclusivas sobre política, negócios e entretenimento. Com Severino Motta e Natalia Viri

sobre

O Radar publica informações exclusivas e bastidores de tudo o que for relevante. Da política à economia; do esporte à área cultural; do mundo dos negócios à segurança pública – tudo cabe neste espaço, desde que seja uma informação confiável e inédita.

Seios siliconados

Por: robsonbonin

30 000 próteses vendidas em dois meses

Há pelo menos dois meses, o mercado de próteses mamárias de silicone voltou a ser um orgulho exclusivamente nacional. Depois daquele rolo todo das próteses gringas de silicone industrial implantadas em cerca de 25 000 brasileiras, a Anvisa redefiniu os padrões para certificar a qualidade e autorizar a venda das próteses aqui dentro.

Desde então, apenas a curitibana Lifesil e a carioca Silimed conseguiram atender aos padrões de qualidade do Inmetro. Enquanto os fabricantes estrangeiros ainda aguardam a certificação, as duas empresas nacionais juntas já venderam nesse período cerca de 30 000 próteses.

Voltar para a home
TAGs:

Comentários

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

*

  1. ADRIANA

    Olá Bruno, vc tem algum comentario sobre a marca Lifesil? estou querendo colacar e o cirugião utiliza essa marca….

  2. Bruno

    Aprovacao pelo Inmetro nao garante nada. O orgao esta todo aparelhado e vive de propina. Um risco tremendo ao consumidor.