Blogs e Colunistas

sexta-feira, 23 de março de 2012

7:32 \ Congresso

Crime contra cães e gatos

Para proteger a fauna doméstica

A pretexto de “proteger a fauna doméstica” de qualquer tipo de crueldade, o deputado paulista Paulo Izar apresentou projeto na Câmara nesta semana para proibir a eliminação de cães e gatos em centros de zoonoses do país.

Pelo texto de Izar, o sacrifício dos animais, realizado via eutanásia, estará autorizado apenas nos casos de males, doenças graves ou enfermidades infectocontagiosas incuráveis que coloquem em risco a saúde humana ou de outros bichos.

Se a proposta virar lei, o estabelecimento que desrespeitar a norma responderá pelos crimes previstos na Lei de Crimes Ambientais, que prevê prisão e multa aos infratores.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

34 Comentários

  1. Luana

    -

    02/04/2012 às 17:58

    Eu poderia dar vários motivos pelos quais nós, “vazios”, como o colega fez questão de falar, nos preocupamos com a vida dos animais. Mas como eu sei que seria inútil escrever qualquer coisa aqui, pois isso não mostraria a verdade para aquele que não quer enxergá-la, vou falar apenas uma coisa: Eles merecem viver tanto e tão bem quanto qualquer ser humano. Já pensou se fosse ao contrário, se o abandonado fosse você, e se existissem órgãos com a permissão de realizar a sua eutanásia? Você não teria pedido para ser abandonado, e estaria pagando por um crime que não é seu. Meus parabéns ao deputado, e eu realmente espero que as pessoas que cometem crueldade com animais sejam devidamente punidas.

  2. Rah

    -

    31/03/2012 às 0:09

    É engraçado como pessoas ignorantes não se preocupam com o bem estar do animal, se cada ajuda-se um pouco, não seria necessário matar esses cães. Outros se preocupam com a superpopulaçao dos animais, e a solução é mata-los, e o que diria se fosse uma superpopulaçao de pessoas, essas também deveriam ser mortas? O Ser Humano deveria aprender a dar valor as coisas, a respeitar os outros tipos de vida, e não se preocupar apenas com si próprio!

  3. Flávio Paz

    -

    27/03/2012 às 12:27

    E que tal fazer como nos EUA, onde existe uma policia especializada em abandono e maus tratos de animais…. quando ela atua, as pessoas vão PRESAS ALGEMADAS por não tratar bem seus animais….. ai sim a posse responsavel iria fazer sentido.

    Animal é pra quem pode…e não pra quem quer !

  4. Ana

    -

    26/03/2012 às 18:14

    Não basta proibir a eutanásia, tem de criar campanhas gratuitas de castração e posse responsável. Senão acontece como em SP, como não podem eutanasiar bicho saudável, simplesmente param de recolher…

    E para quem vem com mimimi de “Ah e com as pessoas, ninguém se preocupa?”… Really?

  5. estela

    -

    24/03/2012 às 20:16

    Pois é ainda bem que tem gente preocupada com os bichinhos enquanto isso nas filas dos hospitais, de postos de saúde, do INSS quem se preocupará?

  6. jane sandes

    -

    24/03/2012 às 19:46

    Parabéns deputado Paulo Izar. Se os Centros de Zoonoses resolvessem o problema do cão abandonado já teriamos obtido algum resultado, deste que, no Brasil, este crime perdura deste 1930. O controle da natalidade com a castração seria uma opção e não levar cães sadios para morrer nos centros de zoonose ou para os bichinhos servirem a vivisecçao nas faculdades de medicina e veterinária. Em frente, deputado. Muito sucesso!

  7. Ana

    -

    24/03/2012 às 11:52

    Sinceramente,tem ser humano que faz bem pior do que os animais e ninguém fala nada,ninguém liga e o pior é que se diz ser “racioinal”.Será???

    O maior destruidor do planeta terra,de fato,é o homem em sua essência,que suja,polui,mata,distrói em todos os sentidos possíveis,fora a impunidade que cresce,cada vez mais,dia após dia com crimes bárbaros que acontece demasiadamente e fica por isso mesmo,a maioria dos casos,não existe mais respeito para com o seu próximo e isso tudo é feito com a maior frieza e falta de amor do mundo e tem gente que se acha,ainda, no direito de reivindicar contra os animais. Fala sério!!! ISSO É NO MÍNIMO RIDÍCULO!!!
    Como eu disse no post anterior,torno a repetir quantas e quantas vezes for necessárias:”Sinceramente,o mundo está indo de mal a pior cada dia mais,ainda mais com a frieza e a falta de amor das pessoas.”

    Como disse o “camarada” aí abaixo: “A verdade dói,mas vamos lá” Fazer o que,né? ;)

  8. Oscar Coutinho

    -

    24/03/2012 às 10:55

    meu caro Edilei, infelizmente estes animais estão nas ruas por causa do animal humano, entao vamos começar a exterminar as pessoas animais que abandonam seus caes e gatos nas ruas para os mesmos se proliferarem e proliferarem diversas doenças, como as que o senhor exemplificou aqui embaixo. O que o senhor acha? Sera que o senhor conhece alguem que ja abandonou algum cao na rua e é a favor que esse alguem seja exterminado pq a culpa do animal estar na rua é exclusivamente dessa pessoa? Entao vamos fazer o seguinte, vamos matar todos os mendigos, pois, eles tambem reviram lixos, fazem suas necessidades nas calçadas e muitos deles ainda nos roubam.
    Vamos acabar com o mal pela raiz, exterminando as pessoas que abandonam os animais, EU APOIO.

  9. edilei link de macedo

    -

    24/03/2012 às 3:57

    A verdade dói, mas vamos lá:
    Cães e gatos DE RUA “contribuem” para a sociedade, entre outras, da seguintes formas:
    1)Virando e revirando muito lixo nas calçadas e ruas. Vocês podem reparar que nos arredores de onde se coloca lixo para a coleta do caminhão há sempre uma borra/caldo nojento que servirá unicamente para a proliferação de bactérias, vírus, vermes, moscas, baratas, ratos, ratazanas etc. etc.etc.;
    2)Do item um pode-se inferir muita insalubridade e doenças;
    3)Mau cheiro da urina e das fezes, nas calçadas, nas praças, nos portões de nossas casas, enfim, em todo lugar;
    4) A urina e as fezes minando nossos caminhos proporcionam um meio/cultura também excelente para a proliferação de bactérias, vírus, vermes, moscas, baratas etc. etc.etc;
    5)A sensação nojenta de afundar nosso pés na lama. Só que infelizmente não é lama, é cocô nojento de cachorros nojentos;
    6)São vetores de pulgas, sarnas, carrapatos e muitas doenças.
    Bem, se quiserem mais, posso de bom grado rememorar algumas outras contribuições destas PRAGAS urbanas que andam pelas ruas e que, por medo da opinião pública _leia-se meia dúzia de gente oca e vazia, mas barulhenta_ as autoridades não fazem nada.
    Ah, antes que desta meia dúzia, uma meia dúzia de xiitas guinche afetadamente por sua sensibilidade ferida, que tal uma sugestão:
    QUE TAL VOCÊS QUE NÃO ADMITEM NENHUMA AÇÃO DAS AUTORIDADES PARA POR FIM A ESTAS VERDADEIRAS PRAGAS URBANAS, LEVAREM TODOS ESTES ANIMAIS _CÃES E GATOS DE RUA_ PARA SUA CASA E CRIÁ-LOS COM TODO O MIMO QUE O DINHEIRO LHES PERMITE: BOA ALIMENTAÇÃO, BANHO COM XAMPU, VERMIFUGAÇÃO, TOSAS, REMÉDIOS, CONSULTAS AO VETERINÁRIO ETC. ETC. ETC. ETC. ETC. ETC. Amar _de boca_ teoricamente, é cômodo e conveniente.
    É, vazios! Teorizar é, foi e sempre será fácil. Difícil é agir de forma efetiva e EFICAZ, resolvendo DE FATO os problemas.

  10. Kaos

    -

    24/03/2012 às 0:54

    Lá no RS tem uma ONG que já possui mais de 1.500 animais ! É claro que como toda ONG só sobrevive com o dinheiro público. Tem vídeo na internet, é a favela dos cachorros. Cachorro tem que ter UM DONO e não ficar preso em uma corrente de meio metro e em cima de sua casinha de 0,5 m2 !!!

  11. Ana

    -

    23/03/2012 às 18:18

    “Parabéns pela iniciativa do Deputado Paulo Izar. Ele está sendo a voz, daqueles q não podem gritar por socorro. Animais também têm direito a vida.” (2)
    Tem algumas pessoas que sempre são do contra,deveriam dar sugestões em criar canis.Censurar e criticar a proposta de lei do deputado é muito fácil,por que então não censurar e criticar a impunidade,a corrupção,a pedofilia,a maldade que está tomando conta da nação? Sinceramente,o mundo está indo de mal a pior cada dia mais,ainda mais com a frieza e a falta de amor das pessoas.

  12. Tree

    -

    23/03/2012 às 17:41

    Gostei!………..Centro de Corruptose…………

  13. justice

    -

    23/03/2012 às 17:35

    É melhor mil cachorros e gatos vivos do que qualquer besta humana acomodada no Governo, nos assaltando dia a dia, e a cada esquina .

  14. JOÃO SILVA

    -

    23/03/2012 às 17:31

    Quero ver quem vai sustentar esse monte de animais. Acho que deve haver a posse com responsabilidade.Quem quer um animal que cuide dele!!!

  15. heberpai

    -

    23/03/2012 às 17:03

    ” A GRANDEZA DE UMA NAÇÃO PODE SER JULGADA PELO MODO QUE SEUS ANIMAIS SÃO TRATADOS”.

    Gandhi

    [pelos comentários abaixo lidos, concluo que ainda existem pessoas cujo pequinez de seu carater é compativel com o enorme tamanho de sua
    infelicidade , e por isso descontar nos animais é preciso. E como tem.]

  16. gabriel

    -

    23/03/2012 às 16:27

    Um cão ou um gato jamais vai tentar te assaltar, roubar ou te matar a não ser que um humano o ensine a ser agressivo; Esses bichos não nos atrapalham em nada, se chegamos tristes eles nos alegram tudo que eles querem e nos dar amor e um amor de um animal é o mais puro por que ele não olha cor, condição de vida, beleza tudo o que eles querem é viver sendo respeitados e eles jamais iram te trair ou reclamar; prefiro sustentar uma centena de animais de rua do que alimentar pedofilos estupradores e assassinos e bandidos como fazemos nesse pais de governantes corruptos seja com menslao, tec, etc…

  17. rosana nogueira

    -

    23/03/2012 às 15:32

    Tá faltando lei mais severa para quem pratica qualquer tipo de crueldade a qualquer espécie de animal, a lei atual só incentiva esses monstros a praticar mais tratos, a pena é muito branda se é que se pode chamar de pena.

  18. clown

    -

    23/03/2012 às 15:21

    excelente ideia.
    ao invés de eliminar seres maravilhosos, como os cães, deveriam criar centros de corrupnoses.
    para eliminar políticos ladrões e vagabundos que roubam diariamente nossos impostos.

  19. Rosana

    -

    23/03/2012 às 15:17

    eu apoio! ;)

  20. Marcello S. Nicola

    -

    23/03/2012 às 13:54

    Tá certo! Se falta verba para abrigos públicos é por que os que lucram com o comércio de animais não são devidamente taxados. E quem abandona devia responder criminalmente.

  21. Ana

    -

    23/03/2012 às 13:51

    Sou contra o sacrifício de animais!!!

  22. Celso Magalhães Coronel

    -

    23/03/2012 às 13:47

    Esse sr. deputado não sabe o que está propondo, com certeza.
    A proposta é um atentado contra a saúde pública, haja visto que os cães, principalmente os de rua, são vetores e hospedeiros de vários tipos de zoonoses(será que ele sabe disso?).
    Imagine o risco de uma superpopulação de cães e o ônus ao erário público, para alimentar os cães e mante-los em canis públicos, a não ser que o ilustre parlamentar os hospede em sua casa.
    Sugiro ao Sr. Deputado, que vá estudar e/ou se informar sobre o assunto, com quem conhece do mesmo, antes de sair propondo “um verdadeiro absurdo em forma de proposta de lei.”
    Caramba!
    Se essa moda pega…

  23. Anderson Felix

    -

    23/03/2012 às 13:18

    Engraçado, quer dizer então que seres humanos são superiores aos outros animais? Só me resta uma pergunta, por que?

  24. Ericlécio

    -

    23/03/2012 às 12:20

    Esse deputado sabe quantos filhotes esses animais podem ter de uma vez? E quantas vezes por ano? O mundo teria mais cachorros e gatos do que gente. Essa proposta de lei aumentaria mais ainda a crueldade com esses animais, cachorros seriam atropelados constantemente e as ruas das cidades seriam manchadas de sangue desses animais, por exemplo.

  25. Elen G Moreira

    -

    23/03/2012 às 12:13

    Parabéns pela iniciativa! É triste ver q o nosso país não cuida dos animais, preferindo exterminá-los. Porém,o que podemos esperar de um país que não dá assistência ao seu povo? Que Deus nos ajude!

  26. beatriz

    -

    23/03/2012 às 12:02

    Parabéns pela iniciativa do Deputado Paulo Izar. Ele está sendo a voz, daqueles q não podem gritar por socorro. Animais também têm direito a vida.

  27. Cleusa Maria

    -

    23/03/2012 às 11:29

    Por mim esta lei já estaria aprovada! Tomara q consiga!

  28. jcscz

    -

    23/03/2012 às 10:37

    Só uma pergunta: Este senhor vai assumir a responsabilidade de adotar os animais salvos ou o governo criar um ministério ou secretárias para cuidar deste assunto?

  29. Cristina

    -

    23/03/2012 às 9:47

    Aqui, no Estado de São Paulo, já existe lei parecida, criada pelo Deputado Feliciano Filho (PV) e sancionada pelo então Governador José Serra, em 17 de abril de 2008.

  30. Elisius

    -

    23/03/2012 às 9:43

    A castração deveria ser obrigatória e gratuíta!! Há projetos em varias cidades, mas a fila de espera é muito demorada!

  31. Eleunora

    -

    23/03/2012 às 9:19

    Mata no hospital pode mata pitbull eh crime

  32. Luis

    -

    23/03/2012 às 8:42

    Não! Não sou a favor do sacrifício de animais. Cada animal doméstico(seja cão, gato, ave, etc…) deveria ter um dono que cuidasse bem dele. No entanto, num país no qual até crianças são abandonadas é hipocrisia querer se proibir o sacrifício de animais. Mil vezes um animal sofrer eutanásia (e não sentir dor alguma) a viver revirando latas de lixo, passando fome e sofrendo de maus tratos e doenças…No dia que o Brasil foi uma Suiça, concordarei com a proibição.

  33. Pedro Henrique

    -

    23/03/2012 às 8:32

    Querem permitir o aborto e a eutanásia para seres humanos mas mobilizam o mundo inteiro para proteger ovos de tartarugas e impedir sacrifícios de cachorros. Esse é o mundo em que vivemos.

    Eu sou a favor do sacríficios… de cachorros, não de pessoas. Mas desde que respeitem algumas etapas. Primeiro é retirar o animal da rua, depois tratá-lo como animal e não como pessoa, mas mesmo assim fornecer-lhe o mínimo tratamento digno que até mesmo um animal merece por parte dos humanos, após isso disponibilizá-lo para adoção. Só após essas etapas o sacríficio seria válido e de uma forma que não causasse o animal.

    Mas seria uma boa ideia que o projeto e fosse aprovado e o nobre deputado recebesse em sua casa todos os animais de ruas e fosse responsável pelo custo dos tratamentos.

  34. Joe Silva

    -

    23/03/2012 às 8:27

    Brasil: querem legalizar a eutanásia e os abortos e sustentar cães vira-lata por 15 anos. Um gato de rua tem mais valor que uma vovó ou um bebê.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados