Blogs e Colunistas

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

6:15 \ Brasil

“Sou judeu: sei o que é ser perseguido; não persigo”

A polícia baiana prendeu anteontem de um ex-alto integrante do governo da Bahia e aliado de Geddel Vieira Lima. Geddel estrilou. Acusou Jaques Wagner de perseguição. Wagner reage:

- Sou judeu. Sei o que é ser perseguido; não persigo. A verdade é que lá atrás, a aposta numa aliança com o Geddel foi minha. Errei na aposta. Fui eu quem avalizou o Geddel junto ao Lula, fiz ele crescer e o resultado é esse que se vê.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

12 Comentários

  • VICTOR ENRIQUE

    -

    13/7/2012 às 15:51

    SER JUDEU É SER VENCEDOR… POVO SOFRIDO E INJUSTIÇADO…
    ATUALMENTE ISRAEL É A SEGUNDA MAIS PODEROSA FORÇA AÉREA DO MUNDO
    HOJE OS CANALHAS NAZISTAS SERIAM PULVERIZADOS…
    SER JUDEU E ORGULHO E HONRA…..

  • zarathustra

    -

    16/2/2012 às 17:50

    J.Wagner vem com essa de “eu sou judeu” para se fazer de vítima no passado, porque hoje dizer eu sou judeu é o mesmo que eu sou rico, ninguém me incomoda, estou numa boa. Safado esse petista.

  • Cláudio Vigas

    -

    8/2/2012 às 23:15

    …é inevitável não relacionar a “entrada” do líder da IC, Dom Krieger na ‘Greve da Primavera Bahiana’ (GPM)… cm a derrota do governador judeo J. Wagner; que conheci em agosto de 1987, numa assembléia do movimento sindical/polo petroq., no auditório da ETFBa (berço de muitos dos seus secretários de hoje…); fiquei encantado com o seu discurso, com o seu carisma. Mas, entre julho e setembro de 1989; vi a dimensão real daqueles “revolucionários”… junto com toda a ala do PT, que se fez poder! Felizmente, me tornei um simples operário marxista-leninista, e não governo (convites não faltaram…)! J. Wagner e sua turma, fizeram a sua “revolução”… venceram! Por méritos próprios e com uma – claro – ajudazinha de uma grande massa alienada, pobre e miserável e naturalmente, de fácil manipulação! Enfim, essa coisa de ser judeo (vide Israel…) ou ser negro (vide Africa) – sou negro – para mim é uma grande bobagem! Mais faceta do grau de alienação que estamos imersos… onde a burguesia, deita e rola! E, vez ou outra, baixa o cacete! Ter um ‘gestor público’ judeo ou negro (vide o caso Obama…)no palácio de ondina é irrevante, diante da atual estrutura das coisas, e J.Wagner não foge à regra!Eu nunca imaginei em ter que dizer isso… mas, fazendo as devidas correções e pondo as proporções: TODO O PODER AOS PM´S!!! GREVE GERAL!!!!

  • Roni Maciel Braz

    -

    7/2/2012 às 21:51

    É uma benção ter um governador Judeu assim como uma honra por isto, eu tenho pensado ultimamente em ir morar na Bahia, mas por enquanto vou ficar na Paraíba procurando meus antepassados. Que D’us abençoe o governador da Bahia Jaques Wagner, o povo da Bahia e a comunidade judaica da Bahia neste momento difícil em o Estado atravessa devido a greve da polícia.

  • Kiko

    -

    26/10/2010 às 17:40

    Estou surpreso que tenhamos um governador judeu no Brasil. É um fato raro, talvés unico. Abraços católicos a comunidade judaica do Brasil. Jacques é praticante?

  • Ronaldo

    -

    19/2/2010 às 19:52

    O Jacques Wagner é judeu? Caraca, não sabe nem as próprias origens. Wagner jamais poderia ser judeu.

  • Jaime Fortes

    -

    18/12/2009 às 13:02

    Ola!
    Parece que houve um MAL ENTENDIDO, Lendo a notícia, parece que o foco foi deslocado, olha quem foi preso e quem disse que é judeu. A discussão sobre raça e religião é outra coisa.

  • Breno

    -

    26/11/2009 às 21:34

    Como me justifico para os meus amigos de outro estado, a declaração estapafúrdia do governador do meu estado. É triste. Melhor quando está recolhido na sua introspecção esquizóide…

  • Vanderlei Simionatto

    -

    26/11/2009 às 14:06

    Governador, sua desculpa é mais curta que coice de porco.

  • Ref

    -

    26/11/2009 às 9:56

    ha ha ha Só judeus foram perseguidos. Nenhum outro povo foi ! A mídia só foca os judeus pq aquela é dominada por eles. Outros povos foram perseguidos , mortos , torturados , mas isso ninguém comenta ! E se vc fala algo contra é taxado de nazista, racista. É exatamente isto que eles querem. Todos os povos são IGUAIS e Guerra é Guerra, onde não se mede atitudes. Pq não se fala das atrocidades aos Asiáticos, Africanos, Maias , Astecas ? E Aos Russos q estiveram em campos de concentração e não foram os alemães ? Isso de judeu cansa e por isso são as lideranças mais odiadas no mundo. O que estraga o mundo é o extremismo religioso que não permite aceitar acordos de paz e infelizmente é ele que um dia irá devastar esse mundo. Isto se a natureza Não fizer primeiro…

    Pelo fim dessa palhaçada de judeu ser perseguido ! Os judeus que culpem seus próprios dirigentes e os extremistas por não desejarem a paz no Oriente e fazerem da mídia uma arma para denegrir outros povos e promover seu pensamento. Racismo existe entre TODOS os povos e raças. ( falando genericamente já que muitos realmente não vêem distinção ).

  • annalygia

    -

    26/11/2009 às 7:58

    É, os palestinos — que foram obrigados a viverem sob uma Lei Marcial por cerca de 20 anos naquilo que era seu país — conhecem essa “missa” muito bem…

  • Humberto Nemer

    -

    26/11/2009 às 6:28

    Foi tarde pra cadeia esse ai, querendo se valer da religião pra tirar vantagem, manda ele explicar pra um Muçulmano que ele é boa gente.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados