Blogs e Colunistas

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

7:33 \ Brasil

“Deus seja louvado”

"Deus" na nota

Em dezembro do ano passado, o procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira notificou o Banco Central a apresentar defesa em representação por suposta “ofensa à laicidade da República Federativa do Brasil”. Em português claro, o procurador acionou o BC por manter o termo “Deus seja louvado” nas cédulas de Real. Aos olhos do procurador, tal registro na moeda nacional desrespeita o Estado laico e deve, portanto, ser banido das cédulas.

Diante da ação, o BC instaurou procedimento interno para tratar do caso e só na semana passada respondeu ao procurador. Em breves linhas, o banco lembra que, a exemplo da moeda, até a Constituição foi promulgada “sob a proteção de Deus”, e argumenta:

– A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.

O BC também alega que a representação do procurador padece de vício de origem, pois é atribuição do Conselho Monetário Nacional determinar as características gerais das cédulas e das moedas. O MPF analisa o que fazer.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado

355 Comentários

  • Francisco Habemus

    -

    30/10/2013 às 17:07

    Ora com tanta violência latente nas regiões metropolitana e rurais no Brasil que exigem a participação efetiva do Ministério Público seja ele estadual ou federal, mencionada preocupação dos atues é típica de quem não tem o que fazer . O Brasil não é um Estado ateu é um Estado Laico . Estude a laicidade do Estado antes de falar em agressividade de reliosos Ricardo ! Ninguém obriga o cidadão a ser relioso ou não o que não é crível é meu imposto sustentar um procurador que é pago com o dinheiro público para promover uma ação objetivando uma mudança INÓCUA SEM NENHUM BENEFÍCIO PARA VOCE ATEU OU PARA UM RELIGIOSO . ademais se há agressividade ela é manifesta por ateus via de regra incomodados demasiadamente com religiosidade . A pessoa culta é aquela que se preocupa com a destinação do erário público .
    O representante do MP é pago com nossos impostos e certamente existem fatos muito mais relevantes para nós mortais !!! Ou voce Ricardo ateu acha que o Brasil é um país seguro para se viver . Veja a guerra civil existente nas ruas atualmente !! Será que um procurador da republica nao DEVE AGIR PARA EVITAR ISSO ??? OU SERÁ QUE RETIRAR O TEXTO DA MOEDA EM PAPEL CIRCULANTE NO BRASIL É MAIS IMPORTANTE ?? APOIO INTEGRALMENTE O COMENTÁRIO ABAIXO DE PAOLOS BEM ASSIM DO ILUSTRE JURISTA ABAIXO MENCIONADO ….

  • Ricardo

    -

    16/7/2013 às 11:29

    Por que os religiosos são tão agressivos com ateus? Quem precisa gritar para mostrar um argumento só prova que esse argumento é fraco…

  • Mauro

    -

    30/1/2013 às 19:20

    Acho que a ignorância de certas coisas que são feitas não deveriam nem aparecer… Pois se querer tirar o DEUS SEJA LOUVADO da nota, deveriam também contar os anos como 5774 que é o ano que os Judeus comemoram pois eles não contam a partir da data do nascimento de Jesus.

  • Paolos Habemus

    -

    17/12/2012 às 20:46

    Quanta ignorância nos comentários dos ateus, quanta sabedoria em comentários que versam sobre a religiosidade humana . Quanta ignorância em se pretender retirar DEUS SEJA LOUVADO …… Ora, tenham a Santa Paciência ,com pessoas passando fome em regiões remotas, quem vai auxiliá-las , sao os grupos religiosos católicos, evangélicos, espíritas, etc ou são os ateus ?? o que ateu faz no mundo ?? a não ser encher os saco dos outros ???? ateus são ignorantes, sao hipócritas, sem comentários dou o tema por encerrado e caríssimo promotor vai trabalhar com assuntos sérios que não são poucos, ateus , vao catar coquinho …..

  • Danilo

    -

    8/12/2012 às 8:02

    MP para cumprimento de suas atribuições deve realizar “limpeza” na promotoria que utiliza de parcialidade na prática de atos ilícitos. Pesquise no Google: “Corrupção Marcio Anzelotti” e que inicie toda as cautelas legais.

  • Orlando de Almeida Calado

    -

    29/11/2012 às 22:04

    Essa expressão “Deus seja louvado” se deve a José Sarney que, como presidente da República, a impôs à autoridade monetária. Como descrente, acho que ela fere o princípio do Estado laico. O fato de Deus ser citado no preâmbulo da Constituição da República e possivelmente das estaduais é uma aberração que não se justifica. Deixemos esse negócio de “em Deus nós confiamos” para os norte-americanos, capitalistas, que nunca olharam para a fome da África. O “Deus seja louvado” é uma imitação nossa para a expressão que existe no verso das cédulas de dólar. Este é mais um exemplo da nossa imitação. Aqui quase nada se cria. Tudo se copia. O procurador tem toda razão. É o fiscal da lei e tem que se meter em tudo. Juristas conservadores acham que a expressão não fere os princípios do Estado laico. Deixem essas expressões similares para os países cuja lei é o Corão.

  • Arnaldo N Martins Neto

    -

    26/11/2012 às 11:48

    Parabenizo a coluna do Eminente Jurista Ives G. S. Martins, A3 pela elucidação sobre Estado laico e Estado ateu publicada dia 26 pp, com clareza e fundamentação esclarece de forma indelével que a “pretensão ” do representante do parquet é desprovida de fundamentação legal e jurídica. Quem estuda direito sabe que há distinções entre legalidade e juridicidade. Ao prevalescer a esdrúxula pretensão, consoante expresso na matéria com sabedoria pelo Exmo. Jurista e escritor, estaríamos fadados a mudanças de vários nomes de cidades do Brasil ! O Brasil não é um Estado ateu é um estado laico . Para bom entendedor meia palavra basta e para o representante do MP que determinou mencionada retirada do termo convém lembrá-lo da maxima que é principio comezinho do direito penal ” in dubio pro Réu ” Acho que fui claro. Ora com tanta violência latente no Brasil mencionada preocupação é típica de quem permanece em seu gabinete alheio aos anseios sociais e mais importantes.
    O representante do MP é pago com nossos impostos será que não existe assunto muito mais relevante para nós mortais ??? prossigo suportanto manifesta violência urbana, periférica e rural e descalabros políticos no Brasil !!!

    Dr. Arnaldo Nunes Martins Neto – Advogado ex Membro Colaborador da OAB-SP

  • Arnaldo N Martins Neto

    -

    26/11/2012 às 11:39

    Parabenizo a coluna do Eminente Jurista Ives G. S. Martins, A3 pela elucidação sobre Estado laico e Estado ateu publicada dia 26 pp, com clareza e fundamentação esclarece de forma indelével que a “pretensão ” do representante do parquet é desprovida de fundamentação legal e jurídica. Quem estuda direito sabe que há distinções entre legalidade e juridicidade. Ao prevalescer a esdrúxula pretensão, consoante expresso na matéria com sabedoria pelo Exmo. Jurista e escritor, estaríamos fadados a mudanças de vários nomes de cidades do Brasil ! O Brasil não é um Estado ateu é um estado laico . Para bom entendedor meia palavra basta e para o representante do MP que determinou mencionada retirada do termo convém lembrá-lo da maxima que é principio comezinho do direito penal ” in dubio pro Réu ” Acho que fui claro. Ora com tanta violência latente no Brasil mencionada preocupação é típica de quem permanece em seu gabinete alheio aos anseios sociais e mais importantes.
    O representante do MP é pago com nossos impostos será que não existe assunto muito mais relevante para nós mortais ??? prossigo suportanto manifesta violência urbana, periférica e rural e descalabros políticos no Brasil !!!

    Dr. Arnaldo Nunes Martins Neto – Advogado ex Membro Colaborador da OAB-SP

    Tel 11 96834-0000

  • WILLAMES GOMES

    -

    17/11/2012 às 15:02

    se Deus está na moeda:Deus seja louvado,pelo menos o dinheiro tem alguma coisa de benção

  • WILLAMES GOMES

    -

    17/11/2012 às 15:00

    PROMOTOR VÁ PROCURAR UMA MULHER PARA NAMORAR,TALVEZ SEJA A SOLIDÃO QUE O SENHOR TEM POR CAUSA DA TIMIDEZ.DEUS NÃO É CULPADO DISSO

  • Jackson Bueno

    -

    16/11/2012 às 17:47

    Aproveite para retirar da bandeira do Brasil a frase “ORDEM E PROGRESSO”, substituindo a mesma por “PÃO E CIRCO”. Vá procurar o que fazer Sr. desocupado procurador Jefferson Aparecido Dias.

  • Bivar

    -

    14/11/2012 às 16:54

    O Brasil é uma nação cristã por excelência. A escrita nas notas de Real: “Deus seja louvado”, não injuria uma alma vivente.
    Alguns juristas tem apresentado alguns questionamentos sobre o Brasil ser um país laico, contudo, adotar em suas notas de Real inscrições não budistas, ou espíritas, ou islâmicas, ou de qualquer outra religião.
    O que precisamos entender é que o país é laico justamente por ser cristianizado. Aqui, se erguem mosteiros budistas, pirâmides espíritas, mesquitas islâmicas, sinagogas e outas mais, na perfeita paz de Cristo.
    Será que essa liberdade e paz não são suficientes? Ou será que podemos erguer um templo católico ou evangélico no centro de Bagdá, nos Emirados Árabes, Síria ou no Líbano sem ser incomodado. Na verdade, os incomodados é que se mudem.
    Se essa história for avante, de remover a frase cristã da nota de Real devemos nos preparar para logo mais descer o Cristo do Corcovado.
    Deus abençoe a nação brasileira. Feliz Dia 15 de Novembro – Dia da Proclamação da República do Brasil. Florianópolis-SC

  • Mauricio Ruiz

    -

    13/11/2012 às 12:24

    O MPF, em especial o Procurador da República, responsável pelo ajuizamento da ação deveria se preocupar com coisas sérias e que afetam o povo brasileiro. A substituição de todas as notas custará quanto ao país, ou melhor ao povo? MPF porque não investigam casos como corrupção, desvio de erário público, tal como a notícia vinculada pela Folha de São Paulo sob o título “Presidência destinou verba a jornais que não existiam”, o governo pagou mais de R$ 135 mil à jornais inexistentes. Vejam o link: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1183724-presidencia-destinou-verba-a-jornais-que-nao-existiam.shtml.
    Isso o MPF não investiga? Devemos primeiro resolver os problemas principais, para depois nos preocuparmos com detalhes e coisa inócuas ao povo brasileiro.

  • Emerson Oliveira

    -

    12/11/2012 às 16:34

    É muita hipocrisia desses ateístas e outros que pedem isso. Então eu também posso me ofender por não estar escrito ali “Deus seja louvado”. É exatamente pelo fato do país ser laico (não advogar religião oficial) que se pode expressar a fé livremente, e isso não é imposição. Estou começando a achar que esses ateístas que pedem isso são vampiros, pois têm medo de cruzes em tribunais e menção de “Deus” nas cédulas.

  • Ednaldo

    -

    29/10/2012 às 12:17

    Ao entrar em Jerusalém, a multidão aclamava Jesus. Os fariseus ficaram desgostosos e mandaram o Mestre calar o povo. Ao que Jesus retrucou: “Eu lhes digo, respondeu Ele – se eles se calarem, as pedras clamarão” (Lucas 19:40).

  • Ismael

    -

    16/10/2012 às 15:52

    Deus seja louvado

  • Fernando Barra

    -

    11/10/2012 às 12:16

    Queria saber o seguinte, se na nota estivesse escrito: “Deus não existe”; queria saber se os cristãos estariam falando que o dinheiro poderia sim ter uma ideia que eles não concordam, tendo que usar o dinheiro com aquela frase…

  • Bahamut

    -

    29/9/2012 às 19:22

    Quanta hipocrísia nesses comentários, e como era de se esperar, a maioria por parte dos “cristãos”.

    O procurador não está em momento algum defendendo o ateísmo, ele defende o que está previso em constituição, que é o Estado Laico!

    Se ele fosse imparcial estaria pedindo para tirarem o “Deus seja louvado” para colocarem dizeres como: “Viva a ciência”, Alá seja louvado” ou qualquer coisa do tipo.

    Abram a mente! Quem compõe este país são todos, não grupos isolados.

  • MAYCON

    -

    25/9/2012 às 23:36

    QUE COISA,PROIBIR O NOME DE DEUS,NÃO ACREDITO,ISSO É ABUSO DE AUTORIDADE PURA PRECONCEITO…

  • cicero

    -

    25/9/2012 às 23:33

    DEUS SEJA LOUVADO;PALAVRA LINDA,VAI CONTINUAR,PARA SEMPRE.SENHOR PROCURADOR PELO AMOR DE DEUS,VAMOS PRENDER OS BANDIDOS………

  • Ane

    -

    25/8/2012 às 11:14

    Ora não vivemos em uma democracia e a maioria é quem dita os rumos da Nação ! Os incomodados que se mudem para Suécia!

  • André

    -

    23/8/2012 às 14:48

    Ezequiel,
    Você é tão “mente fechada” quanto qualquer outro cristão. Ateu crê apenas no poder da ciência e se a ciência não puder salvá-lo, não há porque “apelar” para figuras imaginárias.

  • milca

    -

    21/8/2012 às 14:19

    Sr. procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira, porque o senhor não proíbe a divulgação e venda de cds e DVDs que contem letras de duplo sentido e com conotação ao crime? Isso sim seria muito útil para a sociedade brasileira.

  • Ezequiel

    -

    9/8/2012 às 8:17

    Todo ateu o é, enquanto tiver saúde, a partir do momento que caí em uma leito de hospital passa a acreditar até em Papai Noel.

  • leandro

    -

    2/8/2012 às 15:51

    o dinheiro é de todos e não devia ser usado para manifestar crença de ninguem, mesmo que seja maioria, pois se você querem um pais 0% laico mude para o Irã. ai sim você vai descobrir o que religião.

  • Letícia

    -

    2/8/2012 às 12:14

    Se o Estado é Laico significa que é indiferente à religião, certo? Isso é diferente de ser contra. Se fosse contra, ele poderia dificultar as expressões religiosas, poderia colocar na nota “Deus não deve ser louvado, até porque ele não existe”. Ao colocar “Deus seja louvado” na moeda, o Estado estaria optando por algumas religiões e filosofias, em detrimento de outras, e, óbvio, não estaria sendo indiferente, logo, não estaria sendo laico. Na minha opinião, está claro que essa expressão deve ser retirada, bem como o trecho “sob a proteção de Deus” do preâmbulo da Constituição, se quisermos buscar a coerência. Não é falta do que fazer, não é implicância dos ateus ou preconceito religioso, é apenas uma questão de lógica. No passado (nem tão distante) fizemos a opção de separar religião e Estado, independentemente do fato da maioria da população ser religiosa. Então, sejamos coerentes, ou então façamos uma nova opção, regredindo. Enfim, temos muito o que aprender ainda e muito o que construir para chegarmos a uma democracia verdadeira. Para tal, temos que manter o respeito e tentar ser lógicos e coerentes.

  • joakineto

    -

    29/7/2012 às 18:39

    Claro que para os Cristãos isso é uma perca de tempo, implicancia de ateus e etc, pois é a religião deles que está sendo propagada nas cedulas. Agora se fosse Alá? Zeus? Odin? Horus? Vocês iam achar bom também? Religião: que cada um vá em busca da sua, e não que ela seja IMPOSTA como o cristianisno sempre quer fazer.

  • Andrey

    -

    29/7/2012 às 17:25

    @Tiago Pirata Garanto que se tivesse escrito “Satánas seja louvado” você não agiria do mesmo modo

    Ninguém precisa engolir a crença dos outros, religião/crença é uma coisa pessoal, cada um tem a sua, não sou obrigado a ter que ficar vendo adorações a uma crença que não é comum a todos numa coisa que é comum a todos, como o dinheiro…

  • Tiago Pirata

    -

    24/7/2012 às 12:15

    Ha.. essas caras os ateus não tem nada pra fazer heim ! pelo o Amor de Deus ! vão trabalhar ! em vez de ficar preocupado com isso.

  • Anne

    -

    15/5/2012 às 18:49

    Pessoal, quem se incomoda com a frase “Deus seja louvado” nas cédulas, faz o seguinte, manda tudo pra mim!!! e Deus seja louvado para todo sempre!!

  • Paulo José

    -

    7/5/2012 às 0:02

    Derrubando a falácia: “Estado laico não é estado ateu”

    O louvou a algum tipo de deus ou deuses, é uma característica das religiões. Então a frase “Estado laico não é estado ateu” é falsa. Mas a crença na existência de deuses(dispensando a visão deísta) é sim, proveniente de religiões. Então meu amigo, sinto muito te informar, mas estado laico é estado ateu sim!

  • DANIEL SILVA

    -

    26/4/2012 às 11:26

    DEUS A DONO DO OURO E DA PRATA

  • Riva

    -

    11/4/2012 às 12:05

    “Deus Seja Louvado”…e os incomodados q se mudem.

    A frase serve p todas as crenças, até p os ateus… o ateu p exemplo: Deus é ele msm então se um país fosse ateu se tornaria uma religião “Eu Seja Louvado” ou melhor “Deus seja Louvado”. Para os evangélicos existe um criador q eles adoram então eles dizem: “Deus Seja Louvado”. Para os católicos…Maria, José, São João, Fátima, Aparecida…são todos santos..então Eles sejam Louvado ou seja, “Deus Seja Louvado”. Dentre outros deuses, até no futebol adoram seus proprios times…virou uma religião “Deus Seja Louvado” ….até para alguns politicos e n politicos…o Deus Deles é o dinheiro…pegam num saco cheio de dinheiro e dizem: “Deus Seja Louvado”.

    Eu por exemplo me orgulho em dizer: “DEUS SEJA LUVADO”

    EU AMO O BRASIL!!!

  • Hellen Engelmann

    -

    3/4/2012 às 7:15

    Estado laico não é Estado Ateu, também não é Estado Deísta ou Estado Religioso…
    Exatamente por isso que não pode colocar “deus seja louvado” nem “deus não existe”….
    Por que não discutem com pensamento no lugar de dogmas?

  • Anders D.

    -

    29/3/2012 às 14:31

    É, realmente os países europeus estão super bem por serem laicos. Devendo até as cuecas… Se ateus são infinitamente superiores, como afirmam, porque perdem tempo discutindo com nós, crentes? Usem a sua genialidade para outros fins mais proveitosos, como cura para o câncer, energia renovável, etc. Mostrem a sua superioridade compreendendo que nós “burrinhos que cremos em DEUS” temos a necessidade disto, e não o seu recalque por expressar com ódio o que não conseguem entender, são bebês estrebuchantes tentando chamar a atenção.

  • Cleomar

    -

    26/3/2012 às 8:39

    Acho interessante esse povo falar que país desenvolvido é país sem religião. Faz-me rir, só isso! Tirando a Dinamarca e alguns outros poucos, todos têm sua religião: EUA (cristianismo), Japão (taoísmo), Reino Unido (cristianismo, sobretudo anglicanismo), Israel (judaísmo), EAU (islamismo), Coreia do Sul (cristianismo)…

  • Cleomar

    -

    26/3/2012 às 8:28

    O Brasil é um estado laico, mas reconhece e valoriza a sua esmagadora maioria da população que acredita em um Deus único. A expressão “Deus seja louvado” é uma referência a 85% da população que crêem no Deus cristão (católicos + evangélicos + simpatizantes) e outros 10% da população que são judeus ou islâmicos ou espíritas ou outros ainda…

  • Adalberto

    -

    19/3/2012 às 11:02

    Já não basta todos os feriados católicos, até nosso dinheiro tem que ter menção ao cristianismo?
    Por que a gente não funda logo uma cede do vaticano aqui?

  • Rafael

    -

    17/3/2012 às 5:39

    1 – Estado LAICO de direito. Está na Constituição.
    2 – Ateus se importam sim. Trata-se de uma crença, assim como qualquer outra.
    3 – Maioria de cristãos não significa todos. Nesse sentido, misturar religião e democracia não é possível.
    4 – E Alá, Shiva, Zeus, Ogum e outros deuses? Como ficam?
    5 – Além da frase das notas, é preciso retirar TODOS os símbolos religiosos de instituições públicas.
    6 – País rico é País sem religião. Quanto atraso!

  • Leonardo Buares

    -

    17/3/2012 às 3:37

    Tomara que tirem mesmo.

  • puppy

    -

    15/3/2012 às 12:19

    que deus se refere ? tem tantos , eu só seguidor de Goku, y ele sempre e louvado, alguns seguem a os Pokemon eu acho uma idiotice ja que goku e mais melhor ,,,

  • wesley

    -

    15/3/2012 às 11:22

    tem mais é que tirar mesmo. quanto menos religioso for esse país, melhor. adiantou alguma coisa a constituição ser “abençoada por deus”? somos o 84° pais no IDH, um dos países com mais criminalidade e problemas do mundo, enquanto que na noruega, país mais desenvolvido do mundo, 70% são ateus. e não é só a noruega. holanda, reino unido, dinamarca, austria e tantos outros tem altos indices de ateus e tem baixíssimos índices de criminalidade.

  • Levy

    -

    15/3/2012 às 11:03

    Religião e Política não deviam se misturar e aqui no Brasil entra outros fatores, o fanatismo e também o desconhecimento, o fanatismo não deixa e não aceita opiniões avessas as deles e tem aqueles que se acham os bons cristãos,que cometem muitos absurdas e quando vêem algum assunto polêmico envolvendo religião se acham os conhecedores das leis quanto divina, quanto as leis dos homens, esses são ainda piores que juntam a isso a ignorância moral chegam a ameaçar as pessoas. O Brasil é um Estado Laico, sem religião oficial, aqui não temos somente cristãos, existem outras religiões, e tirar essa frase das cédulas, não quer dizer que o Brasil será um Estado Ateu, mas, sim uma nação que respeita as demais religiões, Budismo, Hinduísmo, Judaísmo e tantas outras que existem em nosso país.

  • Ricardo

    -

    9/3/2012 às 0:16

    A constituição é clara, o Estado é laico, então obviamente não tem que haver menção religiosa nas cédulas de dinheiro. Daqui a pouco vão querer colocar também algum “saravá”, menções a Buda, Iemanjá, Hórus, Zeus, Allá, Osíris… É só tirar essa frase e ponto final, o governo não tem que fazer nenhuma propaganda religiosa. Será que nem na fabricação do dinheiro se cumpre a lei???

  • FxnKiller

    -

    8/3/2012 às 14:56

    .-. to nem ai pra esse nome ai.

  • veras

    -

    6/3/2012 às 12:53

    AMO TODAS AS CRIATURAS QUE ME ODÊIAM DO FUNDO DO CORAÇÃO. POIS ESSA É A MINHA MISSÃO AQUI NA TERRA.

  • nada

    -

    6/3/2012 às 10:06

    que porcaria

  • V.

    -

    6/3/2012 às 0:51

    “não da pra discutir com essa gente”

  • veras

    -

    3/3/2012 às 17:38

    Amigo Paulo, inicialmente sou do séxo masculino, diga se de passagem. Quero aqui deixar claro que minha opinião anterior não me postei tendenciosamente a religião, partido, ou opinião teológiga, que seria uma outra história como foi observada pelo amigo. Ser humanitário não resulta agradar a todos, não por ser reprovado, mas, ser humanitário ninguém consegue ser 100 %, bem como ninguém consegue entender totalmente alguém que está sendo humenitário, esses instintos são deficiências da imperfeição, pois isso somos. Não tenho o mínimo direito de dizer “EU SOU, EU SEI e etc… busco dar minhas opiniões em assuntos que acredito e defendo dentro de meu singelo conhecimento e uma coisa que aprendi na vida foi: “O meu direito começa onde o do outro termina e o meu termina onde o do outro começa” não sou e nem quero ser o dono da verdade, mas me sinto e procuro ser filho dela. A maldade existe na humanidade aproximadamante 6.000 anos e ao longo dos tempos, pessoas tem imaculado o verdadeiro sentido do Deus verdadeira. Não sou um cara que levanta a bandeira de uma religião ou alguém que usa o nome de Deus para matar e roubar o próximo, mas levanto a bandeira daquela que usa um Deus que dá a vida e estende a mão ao nacessitado. Não sou perfeito e acredito que niguém seja, bem como nenhuma religião, mas a reconhecemos verdadeiramente pelos frutos. As religiãos que originalmente tem seu papel de ligar ou conectar o homem ao seu divino, elas que em sua boa parte é odiada por muitos, inclusive por mim, essas que matam e queimam as bruxas usando o nome de Deus, só existirá na vida de um homem até o quanto ele viver, apartir dai o próprio darar conta de si, pois ele é alma não é animal. Caro amigo Paulo Marcos, saiba que até o MAL usa o nome de Deus para se beneficiar. O Deus MAIÚSCULO que DEFENDO não é esse que mata, mas aquele que dá a vida e nos ensina a amarmos os nossos inimigos. Aquele mesmo que está nas nossas cédulas (em questão) “Deus seja Louvado”; No dólar americano “In God we trust – Em Deus confiamos” e em seu hino “In God is our trust – Em Deus está nossa confiança”; Nos hinos Francês, Italiano e etc. Fique com Deus.

  • Paulo Marcos

    -

    2/3/2012 às 10:12

    Pois é Veras…
    Tipo assim seu trecho (A permanência do nome pelo que se sabe então não tem causado dano nem um ao país. Não vejo motivo algum para exclui-lo, e vejo da parte do procurador, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA). Te pergunto, será?

    Veja por este lado…

    Escravidão – Eles não tem almas mesmo, por isso são só animais (argumento usado pela SANTA IGREJA EM CRISTO), para escravizar os Negros…

    Hitler – Estou fazendo a vontade de DEUS <-(esse mesmo que vc defende), milhares de JUDEUS mortos.

    " "Bruxas" na Fogueira" – são contra a vontade de DEUS <-(esse mesmo que vc defende), matemos todas.

    No decorrer da história sempre assim…Minha Cara.

    Ai vc me diz isso?
    (A permanência do nome pelo que se sabe então não tem causado dano nem um ao país. Não vejo motivo algum para exclui-lo, e vejo da parte do procurador, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA).

    Olha o exemplo de RELIGIÃO se misturar com o ESTADO: O nosso belo SER HUMANO, que se converteu ao CRISTIANISMO no Irã será morto…(vc com certeza viu a reportagem e se indignou assim como eu).

    Então por favor não seja EGOCÊNTRICA no modo que "isso não acontece aqui no BRASIL", ou "aaa lá é outra cultura não tem nada a ver" ou " aff isso é perseguição religiosa do PROCURADOR DO MPF".

    Olhe pelo lado HUMANITÁRIO.

    A coisa vai muito além disso…

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados