Blogs e Colunistas

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

7:33 \ Brasil

“Deus seja louvado”

"Deus" na nota

Em dezembro do ano passado, o procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira notificou o Banco Central a apresentar defesa em representação por suposta “ofensa à laicidade da República Federativa do Brasil”. Em português claro, o procurador acionou o BC por manter o termo “Deus seja louvado” nas cédulas de Real. Aos olhos do procurador, tal registro na moeda nacional desrespeita o Estado laico e deve, portanto, ser banido das cédulas.

Diante da ação, o BC instaurou procedimento interno para tratar do caso e só na semana passada respondeu ao procurador. Em breves linhas, o banco lembra que, a exemplo da moeda, até a Constituição foi promulgada “sob a proteção de Deus”, e argumenta:

– A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.

O BC também alega que a representação do procurador padece de vício de origem, pois é atribuição do Conselho Monetário Nacional determinar as características gerais das cédulas e das moedas. O MPF analisa o que fazer.

Por Lauro Jardim

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

361 Comentários

  1. Francisco Habemus

    -

    30/10/2013 às 17:07

    Ora com tanta violência latente nas regiões metropolitana e rurais no Brasil que exigem a participação efetiva do Ministério Público seja ele estadual ou federal, mencionada preocupação dos atues é típica de quem não tem o que fazer . O Brasil não é um Estado ateu é um Estado Laico . Estude a laicidade do Estado antes de falar em agressividade de reliosos Ricardo ! Ninguém obriga o cidadão a ser relioso ou não o que não é crível é meu imposto sustentar um procurador que é pago com o dinheiro público para promover uma ação objetivando uma mudança INÓCUA SEM NENHUM BENEFÍCIO PARA VOCE ATEU OU PARA UM RELIGIOSO . ademais se há agressividade ela é manifesta por ateus via de regra incomodados demasiadamente com religiosidade . A pessoa culta é aquela que se preocupa com a destinação do erário público .
    O representante do MP é pago com nossos impostos e certamente existem fatos muito mais relevantes para nós mortais !!! Ou voce Ricardo ateu acha que o Brasil é um país seguro para se viver . Veja a guerra civil existente nas ruas atualmente !! Será que um procurador da republica nao DEVE AGIR PARA EVITAR ISSO ??? OU SERÁ QUE RETIRAR O TEXTO DA MOEDA EM PAPEL CIRCULANTE NO BRASIL É MAIS IMPORTANTE ?? APOIO INTEGRALMENTE O COMENTÁRIO ABAIXO DE PAOLOS BEM ASSIM DO ILUSTRE JURISTA ABAIXO MENCIONADO ….

  2. Ricardo

    -

    16/07/2013 às 11:29

    Por que os religiosos são tão agressivos com ateus? Quem precisa gritar para mostrar um argumento só prova que esse argumento é fraco…

  3. Mauro

    -

    30/01/2013 às 19:20

    Acho que a ignorância de certas coisas que são feitas não deveriam nem aparecer… Pois se querer tirar o DEUS SEJA LOUVADO da nota, deveriam também contar os anos como 5774 que é o ano que os Judeus comemoram pois eles não contam a partir da data do nascimento de Jesus.

  4. Paolos Habemus

    -

    17/12/2012 às 20:46

    Quanta ignorância nos comentários dos ateus, quanta sabedoria em comentários que versam sobre a religiosidade humana . Quanta ignorância em se pretender retirar DEUS SEJA LOUVADO …… Ora, tenham a Santa Paciência ,com pessoas passando fome em regiões remotas, quem vai auxiliá-las , sao os grupos religiosos católicos, evangélicos, espíritas, etc ou são os ateus ?? o que ateu faz no mundo ?? a não ser encher os saco dos outros ???? ateus são ignorantes, sao hipócritas, sem comentários dou o tema por encerrado e caríssimo promotor vai trabalhar com assuntos sérios que não são poucos, ateus , vao catar coquinho …..

  5. Danilo

    -

    08/12/2012 às 8:02

    MP para cumprimento de suas atribuições deve realizar “limpeza” na promotoria que utiliza de parcialidade na prática de atos ilícitos. Pesquise no Google: “Corrupção Marcio Anzelotti” e que inicie toda as cautelas legais.

  6. Orlando de Almeida Calado

    -

    29/11/2012 às 22:04

    Essa expressão “Deus seja louvado” se deve a José Sarney que, como presidente da República, a impôs à autoridade monetária. Como descrente, acho que ela fere o princípio do Estado laico. O fato de Deus ser citado no preâmbulo da Constituição da República e possivelmente das estaduais é uma aberração que não se justifica. Deixemos esse negócio de “em Deus nós confiamos” para os norte-americanos, capitalistas, que nunca olharam para a fome da África. O “Deus seja louvado” é uma imitação nossa para a expressão que existe no verso das cédulas de dólar. Este é mais um exemplo da nossa imitação. Aqui quase nada se cria. Tudo se copia. O procurador tem toda razão. É o fiscal da lei e tem que se meter em tudo. Juristas conservadores acham que a expressão não fere os princípios do Estado laico. Deixem essas expressões similares para os países cuja lei é o Corão.

  7. Arnaldo N Martins Neto

    -

    26/11/2012 às 11:48

    Parabenizo a coluna do Eminente Jurista Ives G. S. Martins, A3 pela elucidação sobre Estado laico e Estado ateu publicada dia 26 pp, com clareza e fundamentação esclarece de forma indelével que a “pretensão ” do representante do parquet é desprovida de fundamentação legal e jurídica. Quem estuda direito sabe que há distinções entre legalidade e juridicidade. Ao prevalescer a esdrúxula pretensão, consoante expresso na matéria com sabedoria pelo Exmo. Jurista e escritor, estaríamos fadados a mudanças de vários nomes de cidades do Brasil ! O Brasil não é um Estado ateu é um estado laico . Para bom entendedor meia palavra basta e para o representante do MP que determinou mencionada retirada do termo convém lembrá-lo da maxima que é principio comezinho do direito penal ” in dubio pro Réu ” Acho que fui claro. Ora com tanta violência latente no Brasil mencionada preocupação é típica de quem permanece em seu gabinete alheio aos anseios sociais e mais importantes.
    O representante do MP é pago com nossos impostos será que não existe assunto muito mais relevante para nós mortais ??? prossigo suportanto manifesta violência urbana, periférica e rural e descalabros políticos no Brasil !!!

    Dr. Arnaldo Nunes Martins Neto – Advogado ex Membro Colaborador da OAB-SP

  8. Arnaldo N Martins Neto

    -

    26/11/2012 às 11:39

    Parabenizo a coluna do Eminente Jurista Ives G. S. Martins, A3 pela elucidação sobre Estado laico e Estado ateu publicada dia 26 pp, com clareza e fundamentação esclarece de forma indelével que a “pretensão ” do representante do parquet é desprovida de fundamentação legal e jurídica. Quem estuda direito sabe que há distinções entre legalidade e juridicidade. Ao prevalescer a esdrúxula pretensão, consoante expresso na matéria com sabedoria pelo Exmo. Jurista e escritor, estaríamos fadados a mudanças de vários nomes de cidades do Brasil ! O Brasil não é um Estado ateu é um estado laico . Para bom entendedor meia palavra basta e para o representante do MP que determinou mencionada retirada do termo convém lembrá-lo da maxima que é principio comezinho do direito penal ” in dubio pro Réu ” Acho que fui claro. Ora com tanta violência latente no Brasil mencionada preocupação é típica de quem permanece em seu gabinete alheio aos anseios sociais e mais importantes.
    O representante do MP é pago com nossos impostos será que não existe assunto muito mais relevante para nós mortais ??? prossigo suportanto manifesta violência urbana, periférica e rural e descalabros políticos no Brasil !!!

    Dr. Arnaldo Nunes Martins Neto – Advogado ex Membro Colaborador da OAB-SP

    Tel 11 96834-0000

  9. WILLAMES GOMES

    -

    17/11/2012 às 15:02

    se Deus está na moeda:Deus seja louvado,pelo menos o dinheiro tem alguma coisa de benção

  10. WILLAMES GOMES

    -

    17/11/2012 às 15:00

    PROMOTOR VÁ PROCURAR UMA MULHER PARA NAMORAR,TALVEZ SEJA A SOLIDÃO QUE O SENHOR TEM POR CAUSA DA TIMIDEZ.DEUS NÃO É CULPADO DISSO

  11. Jackson Bueno

    -

    16/11/2012 às 17:47

    Aproveite para retirar da bandeira do Brasil a frase “ORDEM E PROGRESSO”, substituindo a mesma por “PÃO E CIRCO”. Vá procurar o que fazer Sr. desocupado procurador Jefferson Aparecido Dias.

  12. Bivar

    -

    14/11/2012 às 16:54

    O Brasil é uma nação cristã por excelência. A escrita nas notas de Real: “Deus seja louvado”, não injuria uma alma vivente.
    Alguns juristas tem apresentado alguns questionamentos sobre o Brasil ser um país laico, contudo, adotar em suas notas de Real inscrições não budistas, ou espíritas, ou islâmicas, ou de qualquer outra religião.
    O que precisamos entender é que o país é laico justamente por ser cristianizado. Aqui, se erguem mosteiros budistas, pirâmides espíritas, mesquitas islâmicas, sinagogas e outas mais, na perfeita paz de Cristo.
    Será que essa liberdade e paz não são suficientes? Ou será que podemos erguer um templo católico ou evangélico no centro de Bagdá, nos Emirados Árabes, Síria ou no Líbano sem ser incomodado. Na verdade, os incomodados é que se mudem.
    Se essa história for avante, de remover a frase cristã da nota de Real devemos nos preparar para logo mais descer o Cristo do Corcovado.
    Deus abençoe a nação brasileira. Feliz Dia 15 de Novembro – Dia da Proclamação da República do Brasil. Florianópolis-SC

  13. Mauricio Ruiz

    -

    13/11/2012 às 12:24

    O MPF, em especial o Procurador da República, responsável pelo ajuizamento da ação deveria se preocupar com coisas sérias e que afetam o povo brasileiro. A substituição de todas as notas custará quanto ao país, ou melhor ao povo? MPF porque não investigam casos como corrupção, desvio de erário público, tal como a notícia vinculada pela Folha de São Paulo sob o título “Presidência destinou verba a jornais que não existiam”, o governo pagou mais de R$ 135 mil à jornais inexistentes. Vejam o link: http://www1.folha.uol.com.br/poder/1183724-presidencia-destinou-verba-a-jornais-que-nao-existiam.shtml.
    Isso o MPF não investiga? Devemos primeiro resolver os problemas principais, para depois nos preocuparmos com detalhes e coisa inócuas ao povo brasileiro.

  14. Emerson Oliveira

    -

    12/11/2012 às 16:34

    É muita hipocrisia desses ateístas e outros que pedem isso. Então eu também posso me ofender por não estar escrito ali “Deus seja louvado”. É exatamente pelo fato do país ser laico (não advogar religião oficial) que se pode expressar a fé livremente, e isso não é imposição. Estou começando a achar que esses ateístas que pedem isso são vampiros, pois têm medo de cruzes em tribunais e menção de “Deus” nas cédulas.

  15. Ednaldo

    -

    29/10/2012 às 12:17

    Ao entrar em Jerusalém, a multidão aclamava Jesus. Os fariseus ficaram desgostosos e mandaram o Mestre calar o povo. Ao que Jesus retrucou: “Eu lhes digo, respondeu Ele – se eles se calarem, as pedras clamarão” (Lucas 19:40).

  16. Ismael

    -

    16/10/2012 às 15:52

    Deus seja louvado

  17. Fernando Barra

    -

    11/10/2012 às 12:16

    Queria saber o seguinte, se na nota estivesse escrito: “Deus não existe”; queria saber se os cristãos estariam falando que o dinheiro poderia sim ter uma ideia que eles não concordam, tendo que usar o dinheiro com aquela frase…

  18. Bahamut

    -

    29/09/2012 às 19:22

    Quanta hipocrísia nesses comentários, e como era de se esperar, a maioria por parte dos “cristãos”.

    O procurador não está em momento algum defendendo o ateísmo, ele defende o que está previso em constituição, que é o Estado Laico!

    Se ele fosse imparcial estaria pedindo para tirarem o “Deus seja louvado” para colocarem dizeres como: “Viva a ciência”, Alá seja louvado” ou qualquer coisa do tipo.

    Abram a mente! Quem compõe este país são todos, não grupos isolados.

  19. MAYCON

    -

    25/09/2012 às 23:36

    QUE COISA,PROIBIR O NOME DE DEUS,NÃO ACREDITO,ISSO É ABUSO DE AUTORIDADE PURA PRECONCEITO…

  20. cicero

    -

    25/09/2012 às 23:33

    DEUS SEJA LOUVADO;PALAVRA LINDA,VAI CONTINUAR,PARA SEMPRE.SENHOR PROCURADOR PELO AMOR DE DEUS,VAMOS PRENDER OS BANDIDOS………

  21. Ane

    -

    25/08/2012 às 11:14

    Ora não vivemos em uma democracia e a maioria é quem dita os rumos da Nação ! Os incomodados que se mudem para Suécia!

  22. André

    -

    23/08/2012 às 14:48

    Ezequiel,
    Você é tão “mente fechada” quanto qualquer outro cristão. Ateu crê apenas no poder da ciência e se a ciência não puder salvá-lo, não há porque “apelar” para figuras imaginárias.

  23. milca

    -

    21/08/2012 às 14:19

    Sr. procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira, porque o senhor não proíbe a divulgação e venda de cds e DVDs que contem letras de duplo sentido e com conotação ao crime? Isso sim seria muito útil para a sociedade brasileira.

  24. Ezequiel

    -

    09/08/2012 às 8:17

    Todo ateu o é, enquanto tiver saúde, a partir do momento que caí em uma leito de hospital passa a acreditar até em Papai Noel.

  25. leandro

    -

    02/08/2012 às 15:51

    o dinheiro é de todos e não devia ser usado para manifestar crença de ninguem, mesmo que seja maioria, pois se você querem um pais 0% laico mude para o Irã. ai sim você vai descobrir o que religião.

  26. Letícia

    -

    02/08/2012 às 12:14

    Se o Estado é Laico significa que é indiferente à religião, certo? Isso é diferente de ser contra. Se fosse contra, ele poderia dificultar as expressões religiosas, poderia colocar na nota “Deus não deve ser louvado, até porque ele não existe”. Ao colocar “Deus seja louvado” na moeda, o Estado estaria optando por algumas religiões e filosofias, em detrimento de outras, e, óbvio, não estaria sendo indiferente, logo, não estaria sendo laico. Na minha opinião, está claro que essa expressão deve ser retirada, bem como o trecho “sob a proteção de Deus” do preâmbulo da Constituição, se quisermos buscar a coerência. Não é falta do que fazer, não é implicância dos ateus ou preconceito religioso, é apenas uma questão de lógica. No passado (nem tão distante) fizemos a opção de separar religião e Estado, independentemente do fato da maioria da população ser religiosa. Então, sejamos coerentes, ou então façamos uma nova opção, regredindo. Enfim, temos muito o que aprender ainda e muito o que construir para chegarmos a uma democracia verdadeira. Para tal, temos que manter o respeito e tentar ser lógicos e coerentes.

  27. joakineto

    -

    29/07/2012 às 18:39

    Claro que para os Cristãos isso é uma perca de tempo, implicancia de ateus e etc, pois é a religião deles que está sendo propagada nas cedulas. Agora se fosse Alá? Zeus? Odin? Horus? Vocês iam achar bom também? Religião: que cada um vá em busca da sua, e não que ela seja IMPOSTA como o cristianisno sempre quer fazer.

  28. Andrey

    -

    29/07/2012 às 17:25

    @Tiago Pirata Garanto que se tivesse escrito “Satánas seja louvado” você não agiria do mesmo modo

    Ninguém precisa engolir a crença dos outros, religião/crença é uma coisa pessoal, cada um tem a sua, não sou obrigado a ter que ficar vendo adorações a uma crença que não é comum a todos numa coisa que é comum a todos, como o dinheiro…

  29. Tiago Pirata

    -

    24/07/2012 às 12:15

    Ha.. essas caras os ateus não tem nada pra fazer heim ! pelo o Amor de Deus ! vão trabalhar ! em vez de ficar preocupado com isso.

  30. Anne

    -

    15/05/2012 às 18:49

    Pessoal, quem se incomoda com a frase “Deus seja louvado” nas cédulas, faz o seguinte, manda tudo pra mim!!! e Deus seja louvado para todo sempre!!

  31. Paulo José

    -

    07/05/2012 às 0:02

    Derrubando a falácia: “Estado laico não é estado ateu”

    O louvou a algum tipo de deus ou deuses, é uma característica das religiões. Então a frase “Estado laico não é estado ateu” é falsa. Mas a crença na existência de deuses(dispensando a visão deísta) é sim, proveniente de religiões. Então meu amigo, sinto muito te informar, mas estado laico é estado ateu sim!

  32. DANIEL SILVA

    -

    26/04/2012 às 11:26

    DEUS A DONO DO OURO E DA PRATA

  33. Riva

    -

    11/04/2012 às 12:05

    “Deus Seja Louvado”…e os incomodados q se mudem.

    A frase serve p todas as crenças, até p os ateus… o ateu p exemplo: Deus é ele msm então se um país fosse ateu se tornaria uma religião “Eu Seja Louvado” ou melhor “Deus seja Louvado”. Para os evangélicos existe um criador q eles adoram então eles dizem: “Deus Seja Louvado”. Para os católicos…Maria, José, São João, Fátima, Aparecida…são todos santos..então Eles sejam Louvado ou seja, “Deus Seja Louvado”. Dentre outros deuses, até no futebol adoram seus proprios times…virou uma religião “Deus Seja Louvado” ….até para alguns politicos e n politicos…o Deus Deles é o dinheiro…pegam num saco cheio de dinheiro e dizem: “Deus Seja Louvado”.

    Eu por exemplo me orgulho em dizer: “DEUS SEJA LUVADO”

    EU AMO O BRASIL!!!

  34. Hellen Engelmann

    -

    03/04/2012 às 7:15

    Estado laico não é Estado Ateu, também não é Estado Deísta ou Estado Religioso…
    Exatamente por isso que não pode colocar “deus seja louvado” nem “deus não existe”….
    Por que não discutem com pensamento no lugar de dogmas?

  35. Anders D.

    -

    29/03/2012 às 14:31

    É, realmente os países europeus estão super bem por serem laicos. Devendo até as cuecas… Se ateus são infinitamente superiores, como afirmam, porque perdem tempo discutindo com nós, crentes? Usem a sua genialidade para outros fins mais proveitosos, como cura para o câncer, energia renovável, etc. Mostrem a sua superioridade compreendendo que nós “burrinhos que cremos em DEUS” temos a necessidade disto, e não o seu recalque por expressar com ódio o que não conseguem entender, são bebês estrebuchantes tentando chamar a atenção.

  36. Cleomar

    -

    26/03/2012 às 8:39

    Acho interessante esse povo falar que país desenvolvido é país sem religião. Faz-me rir, só isso! Tirando a Dinamarca e alguns outros poucos, todos têm sua religião: EUA (cristianismo), Japão (taoísmo), Reino Unido (cristianismo, sobretudo anglicanismo), Israel (judaísmo), EAU (islamismo), Coreia do Sul (cristianismo)…

  37. Cleomar

    -

    26/03/2012 às 8:28

    O Brasil é um estado laico, mas reconhece e valoriza a sua esmagadora maioria da população que acredita em um Deus único. A expressão “Deus seja louvado” é uma referência a 85% da população que crêem no Deus cristão (católicos + evangélicos + simpatizantes) e outros 10% da população que são judeus ou islâmicos ou espíritas ou outros ainda…

  38. Adalberto

    -

    19/03/2012 às 11:02

    Já não basta todos os feriados católicos, até nosso dinheiro tem que ter menção ao cristianismo?
    Por que a gente não funda logo uma cede do vaticano aqui?

  39. Rafael

    -

    17/03/2012 às 5:39

    1 – Estado LAICO de direito. Está na Constituição.
    2 – Ateus se importam sim. Trata-se de uma crença, assim como qualquer outra.
    3 – Maioria de cristãos não significa todos. Nesse sentido, misturar religião e democracia não é possível.
    4 – E Alá, Shiva, Zeus, Ogum e outros deuses? Como ficam?
    5 – Além da frase das notas, é preciso retirar TODOS os símbolos religiosos de instituições públicas.
    6 – País rico é País sem religião. Quanto atraso!

  40. Leonardo Buares

    -

    17/03/2012 às 3:37

    Tomara que tirem mesmo.

  41. puppy

    -

    15/03/2012 às 12:19

    que deus se refere ? tem tantos , eu só seguidor de Goku, y ele sempre e louvado, alguns seguem a os Pokemon eu acho uma idiotice ja que goku e mais melhor ,,,

  42. wesley

    -

    15/03/2012 às 11:22

    tem mais é que tirar mesmo. quanto menos religioso for esse país, melhor. adiantou alguma coisa a constituição ser “abençoada por deus”? somos o 84° pais no IDH, um dos países com mais criminalidade e problemas do mundo, enquanto que na noruega, país mais desenvolvido do mundo, 70% são ateus. e não é só a noruega. holanda, reino unido, dinamarca, austria e tantos outros tem altos indices de ateus e tem baixíssimos índices de criminalidade.

  43. Levy

    -

    15/03/2012 às 11:03

    Religião e Política não deviam se misturar e aqui no Brasil entra outros fatores, o fanatismo e também o desconhecimento, o fanatismo não deixa e não aceita opiniões avessas as deles e tem aqueles que se acham os bons cristãos,que cometem muitos absurdas e quando vêem algum assunto polêmico envolvendo religião se acham os conhecedores das leis quanto divina, quanto as leis dos homens, esses são ainda piores que juntam a isso a ignorância moral chegam a ameaçar as pessoas. O Brasil é um Estado Laico, sem religião oficial, aqui não temos somente cristãos, existem outras religiões, e tirar essa frase das cédulas, não quer dizer que o Brasil será um Estado Ateu, mas, sim uma nação que respeita as demais religiões, Budismo, Hinduísmo, Judaísmo e tantas outras que existem em nosso país.

  44. Ricardo

    -

    09/03/2012 às 0:16

    A constituição é clara, o Estado é laico, então obviamente não tem que haver menção religiosa nas cédulas de dinheiro. Daqui a pouco vão querer colocar também algum “saravá”, menções a Buda, Iemanjá, Hórus, Zeus, Allá, Osíris… É só tirar essa frase e ponto final, o governo não tem que fazer nenhuma propaganda religiosa. Será que nem na fabricação do dinheiro se cumpre a lei???

  45. FxnKiller

    -

    08/03/2012 às 14:56

    .-. to nem ai pra esse nome ai.

  46. veras

    -

    06/03/2012 às 12:53

    AMO TODAS AS CRIATURAS QUE ME ODÊIAM DO FUNDO DO CORAÇÃO. POIS ESSA É A MINHA MISSÃO AQUI NA TERRA.

  47. nada

    -

    06/03/2012 às 10:06

    que porcaria

  48. V.

    -

    06/03/2012 às 0:51

    “não da pra discutir com essa gente”

  49. veras

    -

    03/03/2012 às 17:38

    Amigo Paulo, inicialmente sou do séxo masculino, diga se de passagem. Quero aqui deixar claro que minha opinião anterior não me postei tendenciosamente a religião, partido, ou opinião teológiga, que seria uma outra história como foi observada pelo amigo. Ser humanitário não resulta agradar a todos, não por ser reprovado, mas, ser humanitário ninguém consegue ser 100 %, bem como ninguém consegue entender totalmente alguém que está sendo humenitário, esses instintos são deficiências da imperfeição, pois isso somos. Não tenho o mínimo direito de dizer “EU SOU, EU SEI e etc… busco dar minhas opiniões em assuntos que acredito e defendo dentro de meu singelo conhecimento e uma coisa que aprendi na vida foi: “O meu direito começa onde o do outro termina e o meu termina onde o do outro começa” não sou e nem quero ser o dono da verdade, mas me sinto e procuro ser filho dela. A maldade existe na humanidade aproximadamante 6.000 anos e ao longo dos tempos, pessoas tem imaculado o verdadeiro sentido do Deus verdadeira. Não sou um cara que levanta a bandeira de uma religião ou alguém que usa o nome de Deus para matar e roubar o próximo, mas levanto a bandeira daquela que usa um Deus que dá a vida e estende a mão ao nacessitado. Não sou perfeito e acredito que niguém seja, bem como nenhuma religião, mas a reconhecemos verdadeiramente pelos frutos. As religiãos que originalmente tem seu papel de ligar ou conectar o homem ao seu divino, elas que em sua boa parte é odiada por muitos, inclusive por mim, essas que matam e queimam as bruxas usando o nome de Deus, só existirá na vida de um homem até o quanto ele viver, apartir dai o próprio darar conta de si, pois ele é alma não é animal. Caro amigo Paulo Marcos, saiba que até o MAL usa o nome de Deus para se beneficiar. O Deus MAIÚSCULO que DEFENDO não é esse que mata, mas aquele que dá a vida e nos ensina a amarmos os nossos inimigos. Aquele mesmo que está nas nossas cédulas (em questão) “Deus seja Louvado”; No dólar americano “In God we trust – Em Deus confiamos” e em seu hino “In God is our trust – Em Deus está nossa confiança”; Nos hinos Francês, Italiano e etc. Fique com Deus.

  50. Paulo Marcos

    -

    02/03/2012 às 10:12

    Pois é Veras…
    Tipo assim seu trecho (A permanência do nome pelo que se sabe então não tem causado dano nem um ao país. Não vejo motivo algum para exclui-lo, e vejo da parte do procurador, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA). Te pergunto, será?

    Veja por este lado…

    Escravidão – Eles não tem almas mesmo, por isso são só animais (argumento usado pela SANTA IGREJA EM CRISTO), para escravizar os Negros…

    Hitler – Estou fazendo a vontade de DEUS <-(esse mesmo que vc defende), milhares de JUDEUS mortos.

    " "Bruxas" na Fogueira" – são contra a vontade de DEUS <-(esse mesmo que vc defende), matemos todas.

    No decorrer da história sempre assim…Minha Cara.

    Ai vc me diz isso?
    (A permanência do nome pelo que se sabe então não tem causado dano nem um ao país. Não vejo motivo algum para exclui-lo, e vejo da parte do procurador, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA).

    Olha o exemplo de RELIGIÃO se misturar com o ESTADO: O nosso belo SER HUMANO, que se converteu ao CRISTIANISMO no Irã será morto…(vc com certeza viu a reportagem e se indignou assim como eu).

    Então por favor não seja EGOCÊNTRICA no modo que "isso não acontece aqui no BRASIL", ou "aaa lá é outra cultura não tem nada a ver" ou " aff isso é perseguição religiosa do PROCURADOR DO MPF".

    Olhe pelo lado HUMANITÁRIO.

    A coisa vai muito além disso…

  51. Alinson

    -

    01/03/2012 às 23:19

    quanta ignorancia destes comentarios cristaos…

  52. veras

    -

    01/03/2012 às 23:15

    A minha reprovação a atitude do procurador meu caro Paulo Marcos, conforme muito bem observada por você (obrigado), não é uma forma egoista por causa de nosso país ter uma predominância de cristãos, até porque a citada frase discutida é imparcial há qualquer religião, pois serve pra todas, “gregos e troianos”, pois todas acreditam em um Deus ou divindade. É difícil imaginar que essa idéia tenha partido de um homem tão culto, em não conhecer direitos sociais de um estado, até mesmo se ele fosse ateu, pois sendo, estaria deixando de ser, por ACREDITAR NA EXISTÊNCIA DE DEUS. E a outra minha defensiva à permanência do nome na moeda, além de minha opinião teológica não comentada aqui, é que acontecendo a retirada da frasse, deixem morrer os que são contra? A permanência do nome pelo que se sabe então não tem causado dano nem um ao país. Não vejo motivo algum para exclui-lo, e vejo da parte do procurador, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA.

  53. Paulo Marcos

    -

    01/03/2012 às 16:19

    Pois é né Veras…
    Num planeta onde a maioria são brancos – deixem morrer os negros africanos.
    Num planeta onde a maioria é Hétero sexual – que se espanquem os gays.
    Na minha cidade a passagem de ônibus subiu só 0,15 centavos, protestos pra que subiu tão pouco. (num total já de R$ 2,85).
    17% a na energia elétrica, protestar pra que subiu só 17%.
    Entrar com processo contra a operadora de telefonia cobro só R$10,00 à mais na conta desse mês pra que?
    3 horas numa fila pra ser atendido num posto de saúde, protesto pra que? não fico doente mesmo!!
    Votar pra que? todos os políticos roubam mesmo!!!
    A só meu voto não muda nada…
    VIVER PRA QUE ENTÃO? COMER PRA QUE? LIMPAR PRA QUE? ESTUDAR PRA QUE?

    Pesamento de GENTE IGNORANTE, MARIA VAI COM AS OUTRAS, BURRO DE CARGA..eu não serei assim, não serei mais um na multidão… sinto muito…

    POR ISSO O BRASIL ESTA O LIXO QUE É…
    Isso mesmo procurador faça isso mesmo, nas minimas coisas mudaremos as grandes.

    (ou da qui uns dias estaremos com inquisição novamente)

  54. veras

    -

    01/03/2012 às 0:17

    Um país que na maioria de seu credo religioso é cristão – catílico e protestante, é mais do que dígno manter o “DEUS SEJA LOUVADO”. isso não fere o país de ser um país laico, pois há várias igrejas, e elas não se sentem prejudicadas com isso, acredito que nem os ATEUS, pois eles não acreditam em nada mesmo. DEVIA ERA ESSE PROCURADOR SE PREOCUPAR COM NOSSAS CRIANÇAS, POR ELAS TEREM LIVRE ACESSO AS LANS HOUSES, EM QUE CRIANÇAS BRICAM VIRTUALMENTE COM IMAGENS DE ALTA PRECISÃO LIVREMENTE DE JOGOS VIOLENTOS, COM USO DE ARMAS POTENTES (FOGO E BRANCA) QUE MATAM SEUS ADVERSÁRIOS. MAS DE PROVA QUE ESSE PAÍS TEM PESSOAS QUE ENGOLE UM ELEFANTE MAS SE ENTALA COM UM MOSQUITO, UMA CRIANÇA PORTAR UMA ARMA DE BRINQUEDO, É CRIME. ESSA IDÉIA SÓ PARTE DE PESSOAS COMO ESSE CAMARADA E OUTROS CEGOS E IGNORANTES VISTOS ALGUNS POR AQUI.

  55. Fernando

    -

    29/02/2012 às 21:09

    Em um estado verdadeiramente laico, como boa parte dos europeus, jamais seria tolerado esta frase. Linchar o procurador por não ter o que fazer é típico de quem deseja manter o status quo mas não dispõe de argumentos racionais. Lamentável o posicionamento do colunista através da ironia: “O MPF analisa o que fazer”.

  56. Camilo

    -

    29/02/2012 às 19:09

    Engraçado o CRISTÃO falar que nós anti-cristo criamos essas polemicas porque o pais esta como vocês gostam. Importante ressaltar que vocês cristãos hipócritas que falam que não nos importamos com outras coisas como pessoas debaixo de pontes e a grande corrupção, não conseguem ver a si mesmo com esse DEFEITO ACIMA DE QUALQUER OUTRO, VOCÊS QUEREM PREGAR A RELIGIÃO E ESQUECEM QUE O MUNDO LA FORA ESTA SE FODENDO POR CAUSA DESSA MERDA! se vocês pensassem por si próprio e tivessem pelo menos a cara de pau de eleger pessoas e TER UM PAIS LAICO QUE É OQUE TODO MUNDO PRECISA, vocês iam entender porque fazemos isso! PAÍS LAICO JÁ É UM DIREITO COMO QUALQUER OUTRO… SE VOCÊ QUER ACREDITAR EM UM LIVRO ANTIGO E PROVAR QUE ELE ESTA CERTO GUARDE ISSO PRA VOCÊ E SUA FAMILIA, POIS CADA UM TEM O DIREITO DE DECIDIR OQUE QUER SER E ACREDITAR… DEUS SEJA LOUVADO É O CARALHO! (se tivesse a palavra “Deus não existe”) 99% dos cristãos iam estar protestado…

  57. Cristiano

    -

    28/02/2012 às 0:32

    Curioso, muitos aqui falam que o procurador não tem o que fazer, mas ficam no maior debate sobre o assunto, que já rendeu 301 comentários. Será que o assunto é tão desimportante assim?

  58. Fiszpan Porcel

    -

    26/02/2012 às 12:39

    Olá!
    Se esse Procurador tá sem nada pra fazer, por que ele não vai e abre um negócio? Se não quer fazer bem a ninguém, que, ao menos, não o impeça a outros! Sr. Procurador: tenha a sua própria firma e gere emprego!

  59. Paulo

    -

    24/02/2012 às 14:48

    A questão é a seguinte, o dinheiro nunca teve este “Deus seja louvado” foi o merda do Sarney que colocou no Cruzeiro, este por sinal que foi uma bosta.

    Além disso o “Deus seja louvado” dar uma tendência a determinados tipos de religiões sim, pois existem religiões politeístas e o certo seria “Deuses sejam louvados” , existem religiões não teístas como o Budismo onde o certo seria “Se deus existe que seja louvado”

    O “Deus seja louvado” é uma frase tendenciosa onde tendencia para o lado das religiões monoteístas como o Cristianismo por exemplo.

  60. francisco mendes

    -

    23/02/2012 às 22:54

    Sr procurador nao seria melhor o senhor procurar os milhoes de reais levados pelos politicos curruptos deste pais a ter que, excluir Deus do dinheiro? Deus pode ate ficar de fora mas do dinheiro sujo no limpo pode permanecer poupe nos por favor náo algo melhor pro senhor fazer?

  61. Thiago Narciso

    -

    23/02/2012 às 14:09

    As pessoas se importam com tão pouco, só porque um termo usado em uma cédula pode causar tanta polemica e outras coisas absurdas, mais a fome os impostos altissimos ninguem se manifesta, enquanto tem gente morando embaixo de ponte gente matando roubando o outro ninguem se importa agora só por causa que tem uma frase na cédula aí tem o ser humano que se manifesta, enquanto haver os anti cristo na terra sempre será assim, os que não creem adoram fazer e criar polêmicas e falar que Deus é um ser imaginario, pode ser pra quem quiser acreditar um ser imaginario, mais pra mim Ele é o Rei dos Reis o dono do ouro e prata o criador dos céus e da terra agora tem gente que insiste em falar que Deus é imaginação do ser humano, acredite quem quizer. Ninguem é obrigado a adorar a Deus, adora quem crê e acredita no poder e que tenham fé NEle.
    Cada um com a sua crença e com a sua religião mais não adianta nenhum ateu ficar desdobrando e encontrando soluções pra me desmentir porque eu iria acreditar em um ateu?
    perca de tempo discutir com pessoas que não tem o minimo de sensibilidade humana’

  62. Luc Anderssen

    -

    22/02/2012 às 19:35

    Não me importo se irão tirar deus da nota ou não. Tanto um quanto o outro já causaram destruição o suficiente da humanidade.

  63. elias fernando

    -

    21/02/2012 às 11:23

    Se estiver faltando serviço para esse Procurador e para o MPF (sei que não está!) ele pode vir procurar (já que é Procurador) aqui em Mato Grosso do Sul. Como ele é Federal, basta dedicar-se com afinco e isenção às obras do PAC. Se for mesmo preocupado com o dinheiro público, como o fez com a moeda nacional, aqui ele vai ter muito o que fazer. Deus seja louvado por existirem profissionais que tanto querem o bem deste nosso país.

  64. Max

    -

    21/02/2012 às 7:16

    Tanta coisa pra esses políticos se preocuparem, e vão se preocupar com essas besteiras!?
    Que eu saiba, o Estado Laico não é anti-religioso nem ateu, Só é neutro! Não tem pra que ficar fazendo essas confusões!
    Só fazem perder o meu e o seu tempo. O Brasil devia se preocupar com coisas mais relevantes!

  65. paulo barros

    -

    20/02/2012 às 22:04

    boas,nao entendo nada da constituiçao,nem o que ela significa,se e que significa alguma coisa,mas nela segundo comentarios,(POIS NUNCA A LI), ta escrito,que todo cidadao tem direito a MORADIA,CULTURA,ALIMENTAÇAO,SALARIO QUE O MANTENHA COM DIGNIDADE. POIS BEM, VAMOS RESOLVER ISTO PRIMEIRO.AI VAMOS FALAR DE OUTRAS BABAQUICES, DO GENERO DESTE POST.

  66. Cesar Silva

    -

    20/02/2012 às 13:52

    Isso pra mim tem outro nome: APOSTASIA

  67. Divainer 2012

    -

    20/02/2012 às 13:49

    Talvez esse tipo de situação não parece ser tão lúdrico assim, mas que ao fundo mostra o que ainda esta por acontecer, pra mim é apenas um sinal pra aqueles que ainda dormem e se esquecem das profecias de mais de 3 mil anos (Isaias)
    Acordem gente estamos em 2012! Isanidade humana!

  68. Loner

    -

    17/02/2012 às 18:49

    Mateus 6:19-34

    Tesouros no céu
    19-21Não arrecadem os vossos lucros aqui na Terra, onde podem consumir-se ou ser roubados. Entesourem, sim, no céu, onde nunca perdem o valor e estão a salvo dos ladrões. Se os vossos lucros estiverem no céu, aí também estará o vosso coração.

    22-23Se o teu olho for puro, a tua vida será limpa. Mas se o teu olhar for mau, viverás em trevas. E como essas trevas podem ser profundas!

    24Não se pode servir dois patrões: Deus e o dinheiro. Porque ao se desprezar um, acaba por se preferir o outro.

    Bem, cristão verdadeiros certamente ficariam felizes com a decisão!

  69. Thor

    -

    17/02/2012 às 11:31

    Desde quando o princípio da dignidade humana surge de uma religião assassina?

  70. Ricardo

    -

    17/02/2012 às 11:11

    Além de ser uma mera imitação dos dizeres da nota americana. Eta paisinho…

  71. Heitor Linhares

    -

    17/02/2012 às 2:19

    Evangelicos não tem moral para fala. Existe vários processos em nome deles para retirada de simbolos e feriados de outras religiões, incluindo católicos. Por que será incomodo? A verdade é que sai a “Cruz” entra “Deus seja louvado” esse estado laico heim! Favorecimento!!!!

  72. Lécio

    -

    17/02/2012 às 1:25

    Virou moda falar em “estado laico”…
    Isso não está na Constituição Brasileira, ou então não haveria nenhum feriado, nacional ou local, pertencente à tradição de uma religião específica.
    Bem que seria adequado, em um contexto ideal de laicidade, que os feriados fossem alguns dias distribuídos no calendário como memorial de eventos naturais, como o início ou o fim da época das chuvas, ou a colheita dos produtos agrícolas locais, e assim por diante. Então, cada pessoa ou família, segundo suas crenças religiosas particulares, festejaria com gratidão (ou não) tais eventos.

  73. Rafael

    -

    17/02/2012 às 0:43

    O comentário feito pela Sra. Janete mostra o grau de desconhecimento e confusões conceituais do público quando o assunto é Estado Laico. Sra. Janete, Estado laico significa Estado sem religião oficial, não significa Estado ateu,
    confusão conceitual extremamente primária. Ademais, apontar algo “inconstitucional” no fato de invocar-se Deus no início das sessões legislativas, por alegada ofensa ao artigo 19 da Constituição é prova de leitura absolutamente divorciada do texto em questão. Vejamos o artigo 19:

    Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

    I – estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;

    Onde a invocação de Deus seria “estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-las ou manter relações com seus representantes?

    Se todas as religiões giram ao redor da ideia de Deus, então invocá-Lo não é invocar religião alguma, porque se invoca Deus, não a religião X ou Y. Ademais,o Estado não é impermeável a questões religiosas, porque se o fosse não adotaria o valor jurídico supremo, a dignidade da pessoa humana. Este valor é o epicentro do Direito e fator basilar da interpretação constitucional. “Dignidade humana” é uma ideia que surge com o cristianismo, fato documentado historicamente e lembrado em obras de jusfilósofos do porte de Miguel Reale, que apontava a religião cristã como fonte de valores para o Direito. Se invocar Deus fere o Estado laico, então fere muito mais o laicismo o fato do Estado adotar princípios jurídicos com origem religiosa. Assim, se Estado e religião não podem se misturar, podemos abolir o princípio da dignidade humana, porque é da religião que tal princípio surge.

  74. Jose Mendes

    -

    16/02/2012 às 21:58

    Bom pessoal, acho assim como a imprensa se defende para não voltar a ditadura,acho que os evangelicos deve lutar contra este pessoal que não tem que fazer! MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira,

  75. Roberto Felippe Santiago

    -

    16/02/2012 às 18:40

    Com tanta coisa mais importante p ser solucionada no Brasil, o MPF inventa picuinha com o que esta escrito na cédula de real? Façam-me o favor, senhores! Estado laico não é anti-religioso, nem ateizante. Deste jeito, daqui a pouco vão proibir a circulação das notas de dólar porque nelas tem a frase “In God we trust”. Parem de perder tempo (o de vocês e o nosso) com insignificâncias.

  76. Heitor Linhares

    -

    16/02/2012 às 15:50

    O estado é laico por que não apoia e nem promove qualquer forma de religião, a palavra menciona claramente uma postura religiosa, o principio da democracia e o respeito ao espaço individual o limite entre o deve e o direito, são principio que somente quem tem instrução suficiente sabe. Seguindo o principio que a democracia baseada na maioria então podemos considerar justo o julgamento de seu salvador jesus cristo (que somente existe na literatura cristão-a biblia).

  77. Ana

    -

    16/02/2012 às 14:21

    Vejo que poucos que opinaram entendem alguma coisa sobre o assunto, então, não vou nem me dar ao trabalho de rebater.
    Simplesmente não há porque o Estado fazer qualquer manifestação religiosa. Dentro das salas de audiência dos fóruns tem Jesus pregado na cruz, que é outro absurdo. Eu sou cidadã brasileira e cristã, porém não sou católica ou evangélica e esses crucifixos me agridem. Por que tenho que tolerar isso numa sala representativa do Estado se sou tão brasileira quanto qualquer outro? Por que Oxalá não pode ser louvado nas notas, então? a palavra Deus não é universal, como muitos pensam. e mesmo que fosse, os que em nada acreditam devem ser respeitados também!!

  78. Carlos Oliveira

    -

    16/02/2012 às 14:07

    Alguém aí já viu na Constituição, o artigo que diz que o Estado brasileiro é laico. Porque eu ainda não vi…

  79. Weberson

    -

    16/02/2012 às 9:10

    Os ateus não estão interessados em banir qualquer tipo de manifestação religiosa, pois são estes mesmos ateus que apoiaram o uso indiscrimanado de simbolos católicos na parada gay.
    ALGUÉM AI VIU UM NEO ATEU, SE MANIFESTAR CONTRA ISSO?
    Não, ninguém viu, o verdadeiro intento dessas pessoas vis é banir o cristianismo da face da terra para que eles possam dominar as pessoas com suas ideologias maxistas.
    Quanto a frase, porque não abrir espaço para democracia e deixar o povo decidir se é adequado ou não, afinal, é o povo quem usa as cédulas, saberemos o que é melhor ou não permanecer na nota que usamos… ;)

  80. Bruno Moraes

    -

    16/02/2012 às 8:50

    Francisco Vieira Jr. 15/02/2012 às 2:07
    Janete 16/02/2012 às 0:49
    DISSE TUDO !!!!!

  81. Haroldo de Sousa

    -

    16/02/2012 às 8:20

    Sou cristão e até acho que quem não crê em Deus se ache no direito de solicitar tal coisa.

    Agora, num país como o nosso, ainda mais em São Paulo, onde a corrupção está por todos os lados (Morei 15 anos lá e fui vítima constante disso), um camarada que deveria representar o interesse do povo quanto ao cumprimento da lei se prestar em perder tempo com uma coisa destas.

    Dá uma olhadinha em volta, pra cima e pra baixo e vais achar tanto o que fazer que se você vivesse 200 anos não daria conta.

    Quando der uma arrumada em 20% dessa lama que encharca São Paulo daí até acho que poderia cogitar perder tempo com uma bobagem dessa.

  82. José Kleber

    -

    16/02/2012 às 3:01

    Brincadeira, com tanta coisa para se preocupar em um país continental (nem tão continental assim), o Sr. procurador substituto do MPF em São Paulo Pedro Antonio de Oliveira, vai preocupar como é confeccionado um pedaço de papel que o brasileiro paga as contas…
    Acredito que ele sempre foi incomodado com o que é ou não escrito na moeda brasileira, talvez ele queira printar uma nova moeda com a cara dele, ou simplesmente substituir o nome de Deus pelo nome que está na certidão de nascimento dele.
    Enquanto no senado, nas câmaras dos deputados e nas assembléias de vereadores tem gente preocupada em meter a mão no bolso de muito cidadão brasileiro, aparece mais um, que não tem o que fazer.
    O dinheiro do povo que paga esse tipo de gente…

  83. Janete

    -

    16/02/2012 às 0:49

    Lamentavelmente o preâmbulo da Constituição Federal tem a expressão “sob a proteção de Deus”. Contudo, o preâmbulo não possui força normativa. O normativo é o que está disposto nos artigos da CF, e, neste caso, a laicidade é o normativo. De fato, assim como os símbolos religiosos, as expressões de invocação a Deus , tão comuns em aberturas de sessões de câmaras legislativas, e inscrita nas cédulas viola o artigo 19 da CF. Ainda no Brasil é forte a confusão do espaço público com espaço privado. Fé é do foro íntimo e a liberdade religiosa, tanto quanto a de não ter religião, está assegurada pelo artigo 5. da CF, inclusive com o direito de livre manifestação, desde que dentro da forma da lei. E o Estado, justamente por ser laico, deve estar atento e garantir isto para todas as religiões e para quem não tem religião também. Isto não é um modismo, mas direito e dever constitucional. O não cumprimento da CF tem desencadeado uma onda de intolerância religiosa no Brasil. O que se chama de cultura e tradição é uma imposição, resultado do processo de colonização bélica, econômica e religiosa. Quem defende os simbolos e expressões cristãs como cultura e tradição do país está em uma zona de conforto por ter sua pertença a esta chamada cultura do Brasil. O Brasi não é cristão em sua totalidade, mas é um país marcado por um rica diversidade que deve ser valorizada e respeitada. Lembro que a raíz de nossa pátria não é cristianismo, mas a religiosidade indígena. Há muito o que se aprender sobre isso ainda, pois cada qual quer impor seu sistema de verdade religiosa como única verdade (que pode ser para si, mas não necessariamente para os demais). Pena que na escola a Constituição não é ensinada e os direitos fundamentais não são conhecidos. Mas sempre há tempo de aprender, também com a escola da vida.

  84. Bruno Roberto

    -

    16/02/2012 às 0:32

    Parabéns ao banco Central.
    Estado Laico ñ significa Estado ateu. PERFEITO.
    O Estado é laico mas a população é religiosa. Como há aqueles que ñ são religiosos, prevalece a vontade da maioria. A isto se chama DEMOCRACIA.
    Esses neo-ateus que alegam a laicidade do estado contra as manifestações religiosas na vida pública, defendem na verdade seus caprichos acima da vontade do restante da população. Isto é, essa campanha anti-religiosa é, por sua natureza mesma, ditatorial.
    Se os ates estão “sentidos”, que convençam o restante da população a pensarem como vocês e aí sim vocês entram com manifestações contra as manifestações religiosas. Até lá, qualquer tentativa de censurar essas manifestações religiosas será uma ditadura.
    E o engraçado é q são esses mesmos individuos q posteriormente dizem defender a “liberdade” e o “livre pensamento”. Como se pode ver, a medida da liberdade de pensamento q esses neoateus pretendem é até onde ela (pensamento) se coaduna com o q eles pensam. Passando disso eles imediatamente procuraram te censurar.
    Aja hipocrisia!!!

  85. Élio Estácio Dall'Agnol

    -

    15/02/2012 às 23:42

    Boa noite caro Lauro,parabéns ao belo e bem argumentado comentário do sr.Luís André,pois somos um povo Cristão e com certeza devemos sempre Louvar a Deus. E assim,deve ser na sociedade tanto política quanto econômica,social,religiosa… Abraços desse gaúcho Cristão de coração.

  86. Airton Costa

    -

    15/02/2012 às 22:27

    Sim, “Deus seja Louvado”! Essa é a crença de muito mais que a metade da população brasileira. Essa é a nossa tradição. Modismos acontecem e desaparessem, têm curtíssimo período de vida, não têm consistência, não fazem história. Um procurador ganha do povo para representar o povo e não para disputar a mídia com Lula e cia.

  87. Luís André

    -

    15/02/2012 às 19:11

    Há uma onda americana invadindo nosso país em que tudo o que os americanos fazem nós o devemos fazer. Há também aqueles que ficam buscando coisinhas para polemizar e serem vistos na mídia. Lembro a este procurador que nossa pátria tem suas raízes no cristianismo e mais… todo aquele que perde sua raiz padece, mucha, cai e morre… Será que o sr. Pedro Antonio de Oliveira já perdeu sua raiz familiar? Porque se a perdeu é explicável tal preocupação em retirar o Louvor a Deus pelas dádivas alcançadas pela nossa amada pátria que com Deus é +. O estado é o povo… e o povo desta pátria na sua totalidade é cristã ou crê em Deus.

  88. Guilherme Paim

    -

    15/02/2012 às 18:05

    Francamente,não vejo motivo pra tanto alarde por causa dessa frase. Se for por isso, teríamos que tirar de circulação também todas os livros sagrados de todas as religiões,, impedir cultos religiosos a toda e qualquer entidade espiritual, proibir orações… Que tal se ele mandasse executar os cristãos? Pois as religiões “ferem a laicidade do Estado”. Não sou ateu, pelo contrário, sou cristão.Mas isso é palhaçada.Uma frase que poucas pessoas percebem não irá ferir a “laicidade da República Federativa do Brasil. A menos que fosse “República Ateísta do Brasil”.

  89. André

    -

    15/02/2012 às 14:42

    “Quem é ateu, nem olha para o dinheiro, pois não acredita no poder do mesmo.” (everson – 14/02/2012 às 21:11)
    Achei que católicos acreditassem no poder de Deus, não no do dinheiro.

  90. Thor

    -

    15/02/2012 às 14:41

    Pela campanha: THOR SEJA LOUVADO

  91. Marcelo Veras

    -

    15/02/2012 às 14:39

    Se na nossa constituição vem dizendo q o estado é laico, então deveria assim se-lo, senão poderíamos queimar a constituição.A livre escolha de acreditar, não acreditar em deus(es) deveria ser livre.

  92. LIVIO LUIZ SOARES DE OLIVEIRA

    -

    15/02/2012 às 14:21

    É para isso que pagamos impostos, dentre outras coisas? Para que procuradores que não tem mais o que fazer ocupem seu tempo a decidir que não é adequado que as notas de real tragam essa frase religiosa?

  93. Thiago

    -

    15/02/2012 às 13:49

    Até porque se é no dinheiro, o correto é “Mammon seja louvado”. Javé não tem nada a ver com dinheiro!

  94. Marcelo Aruda

    -

    15/02/2012 às 13:36

    Finalmente alguém acordou para esse escandalo que é a veiculação de mensagens regiliosos numa República secular. Desde 1891, com o decreto 119-A, a Igreja [ou seja toda e qualquer material atinente à religião] e Estado foram separados, são esferas absolutamente distintas e, não cabe que suportes, como as cédulas de dinheiro, desse Estado secular, fazer proselitismo regioso.
    Processo e responsabilidade às autoridades que estão à frente de órgão públicos que deveam preservar a separção das esferas e garantir a laicidade do Estado brasileiro.

  95. Gil Vicente Gama

    -

    15/02/2012 às 12:12

    O Dolar traz desde a sua criacao o termo: IN GOD WE TRUST, talvez isto também tenha contribuído para que seja uma das moedas mais fortes em circulacao… Reconhecer Deus como soberano é um ato de humildade, assim como guiar todas as nossas açoes pela inspiracao divina um ato de sabedoria!

  96. Leandro

    -

    15/02/2012 às 11:07

    Isso era tudo o que faltava, um ser que ocupa um cargo e que deveria se preoculpar com tanta irregularidade no Brasil, passa o dia inteiro Olhando pra uma nota checando cada simbolo e marca d’agua do dinheiro que nós que realmente trabalhamos pagamos de Impostos.
    Questionar um Ato de Louvar a Deus é simplesmente Não ter Noção da Vida!
    DEUS SEJA LOUVADO, eu acrescento ETERNAMENTE!

  97. Rodrigo

    -

    15/02/2012 às 6:26

    A imbecilidade alcançou o Costa (14/02/2012 às 19:36). Desde quando Procurador da República é membro do Judiciário??? Vai estudar primeiro, antes de escrever asneiras.

  98. Ricardo Oliveira

    -

    15/02/2012 às 2:41

    Questiono a própria “laicidade” do Estado. Ora, a Constituição Federal, em seu preâmbulo, diz ter sido promulgada “sob a proteção de Deus”. Além do mais, em seu artigo 5°, inciso VII, assegura prestação de assistência religiosa em “entidades civis e militares de internação coletiva”. Mais ainda adiante, em seu artigo 210, parágrafo 1°, reconhece o ensino religioso nas escolas públicas de Ensino Fundamental.
    NÃO HÁ UMA SÓ PALAVRA, LETRA, PONTO, VÍRGULA OU ESPAÇAMENTO na Carta Magna falando sobre laicidade do Estado. Isto é algo meramente presumido, não possuindo qualquer argumento legal.

  99. Francisco Vieira Jr.

    -

    15/02/2012 às 2:07

    “– A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo”.

    1. Retirar a expressão “Deus seja louvado” da cédula equivaleria a ser neutro em relação a essa questão teológica, e não a ser “anti-religioso ou anti-clerical”;

    2. “Deus seja louvado” refere-se sim a uma específica doutrina religiosa de certo e determinado credo – o cristão, já que “Deus” é a forma usual utilizada para se referir à deidade judaico-cristã Javé (YHWH). Por exemplo, tal expressão jamais poderia fazer referência ao Deus do Deísmo, já que este, por ser absenteísta, não pode ser louvado/exigir louvores;

    3. Apelar para o preâmbulo constitucional é torpeza, já que tanto este preâmbulo quanto a cédula padecem do mesmo mal: fazer uma apelação particularista a uma divindade específica – a entidade abraâmica.

    Portanto, conclui-se que o respeito ao Estado laico configura-se na neutralidade em relação à religião – e não no uso tendendioso de seus simbolos.

  100. flavio

    -

    15/02/2012 às 2:04

    dpois d anos com um Búzios na moeda de cruzerio lá pelos anos 80…..me vem esse patife questionar isso ????

  101. NETON

    -

    15/02/2012 às 2:03

    Esses neo-ateus fundaram a Era dos Analfabetos Cheios de Opinião. Sustentar o ateísmo hoje em dia é se expor ao ridículo promovido pelos… ateus!

  102. Alan Séllos

    -

    15/02/2012 às 1:33

    Pena que haja idiotas infiltrados até mesmo no Ministério público. Será que não têm mais o que fazer?
    Implicar logo com Deus?
    Tomara que sejam castigados devidamente.

  103. Ana

    -

    15/02/2012 às 0:39

    “everson – 14/02/2012 às 21:11″
    Você está sugerindo que Deus ficou feliz com a homenagem e resolveu ajudar a economia do país?

  104. Fábio

    -

    15/02/2012 às 0:38

    FAÇAM ASSIM A PARTIR DE AGORA!

    Quando vocês pegarem uma cédula, apaguem o D e o S, vai ficar assim:

    “EU SEJA LOUVADO”

    Entenderam?
    ;)

  105. joao avelar

    -

    15/02/2012 às 0:29

    Já que a expressão diz respeito a Deus sinceramente acho que ele está pouco interessado nesta controvérsia que nem aumenta nem diminui a sua divindade.

  106. Matheus

    -

    15/02/2012 às 0:21

    Olha só, quem segue uma religião diferente da sua ou não segue nenhuma (meu caso) não é obrigado a ver uma frase como essa no dinheiro ou em qualquer coisa de uso público.Aposto que a maioria que defende essa frase é católico, evangélico, etc. e acreditam nesse específico “Deus”. Mas e se na nota estivesse escrito “Thor seja louvado”? Aí iam reclamar não é mesmo? Porque o direito dos outros é menos importante que o seu? Tudo o que é de uso público NÃO DEVE de maneira alguma interferir na religião e nos costumes de ninguém.

  107. leandro

    -

    15/02/2012 às 0:03

    Pessoas como você envergonha a raça humana. É inacreditável, que um individuo tenha a ridícula e imbecil capacidade de achar, que tem a autonomia de existir sem que algo muito superior permita.
    Caro sujeito, guarde para você suas idéias. Você serve apenas como exemplo do que um ser humano não deve ser. Tenho pena de você.
    Este desocupado procurador com certeza não saber das suas funções e atribuições mais relevantes. Nada é perfeito não é mesmo? Infelizmente uma pessoa desprovida de capacidade intelectual exerce num pais como o nosso uma função tão importante.
    Procurador ateu, informe-se com seus colegas de trabalho o que vc pode fazer pela sociedade, para você valha o que recebe… ok ? Coloque-se em seu lugar, e não envergonhe a classe de procuradores.
    E que seja colocado muito maior o nome de DEUS nas cédulas.

    Leandro motta

  108. Nei Schlltefeldt

    -

    14/02/2012 às 23:20

    Sempre que alguem mexe com a igreja seus adeptos vem com o mesmo papinho,”não tem coisa mais importante pra fazer?”, o direito dos outos é sempre menos importante.

  109. Michelly

    -

    14/02/2012 às 23:11

    A existência ou a inexistência da frase ”Deus seja louvado” nas cédulas de Real são igualmente inúteis para a gestão do sistema financeiro nacional e do nosso País. Com todo o respeito Senhor Procurador, vá procurar o que fazer!

  110. Davi

    -

    14/02/2012 às 22:09

    O que houve com o MPF?tem tanto corrupto por ai e o cara perdendo tempo com um dizer na nota de dinheiro,afff quer ser ateu problema e seu não dos outros,não gostou pede pra receber em yens,xilins sei la pq ate no dollar tem GOD BLESS hahahah o povo otário viu

  111. Felipe

    -

    14/02/2012 às 21:25

    Tem que tirar sim, isso é uma coisa ridícula. Imagine escrito “Allah seja louvado”, ou “Zeus seja louvado” ou “Saci-pererê seja louvado”. A idiotice é a mesma.

  112. etlon

    -

    14/02/2012 às 21:23

    esse procurador deveria procurar o que fazer….

  113. Vera Porto

    -

    14/02/2012 às 21:20

    Que tal por todas as notas de 50 na minha conta?

  114. everson

    -

    14/02/2012 às 21:11

    A partir do momento que colocaram a frase, por “coincidencia” , o Brasil comecou a ter uma economia estável. Melhor não retirar não. Quem é ateu, nem olha para o dinheiro, pois não acredita no poder do mesmo.

  115. everson

    -

    14/02/2012 às 21:07

    Desde

  116. Juca

    -

    14/02/2012 às 20:56

    Com tanta coisa para o MPF fazer, vem unzinho qualquer e decide mudar algo que não afeta em nada o andar do país. Sinceramente, senhor procurador “substituto”!! Francamente.

  117. ivan cosme da motta filho

    -

    14/02/2012 às 20:48

    Tem que tirar sim. o estado é laico, sem quaisquer deuses.

  118. lea

    -

    14/02/2012 às 20:45

    CONCORDO TOTALMENTE Edinei
    - 14/02/2012 às 11:54

    Tirar a frase da cédula, tirar o crucifixo da parede e abolir todos os feriados religiosos. Aí concordo que o Estado é laico.
    OBS; TEM QUE RETIRAR AS IMAGENS DAS REPARTICOES PUBLICAS E DOS SUPERMECADOS TAMBEM…

  119. joao batista de souza

    -

    14/02/2012 às 20:17

    DEUS SEJA LOUVADO

    “Do suor do teu rosto comerás o teu pão”. (Gn 3.19)

    Deus na sua infinita sabedoria, determinou ao homem que comesse a partir do suor do seu próprio rosto. Isto quer dizer, que o homem comeria, conquistaria, seria próspero, mas tudo isso viria com muito esforço. Deus não determinou isso simplesmente porque queria ver o homem trabalhando arduamente, mas fez isso porque conhece o coração do homem, e saberia que não haveria outra forma para o homem valorizar tudo o que tem, se não fosse pelo suor do rosto. Para entender melhor, imagine que você possuiu dois carros semelhantes, um comprou com muito esforço, o outro ganhou num sorteio. Qual dos dois você daria mais valor? Certamente o que fora comprado com muito esforço, porque conquistou com o suor do teu rosto, e isto lhe imputou grande valor.

    “Os bens que facilmente se ganham, esses diminuem, mas o que ajunta à força do trabalho terá aumento”. (Pv 13.11)

    Deus sabia que para o homem agregar valor ao que tem, precisaria suar o rosto, se esforçar por este. Interessante, porque será que muitos não tem dado valor à sua família? Será que não é pelo fato de não suarem o rosto por estas? Porque será que aquele filho é rebelde? Será que não é porque os seus pais não deixaram ele suar o próprio rosto? Porque será que o cônjuge procurou um amante ou outra família para sustentar? Será que quem foi traído não lhe imputou a responsabilidade de cuidar e zelar pela sua família? Muitas esposas perdem os seus maridos, porque ao invés de deixar a responsabilidade de ser o cabeça da casa para o marido, tomam a dianteira e resolvem tudo. Como o velho ditado diz, não deveriam permanecer cada macaco no seu galho?

    Fonte:

    Anderson M. Ferreira

    Palavra de Cristo

  120. Cezar

    -

    14/02/2012 às 19:53

    Deveria escrver assim: O equilíbrio do mundo se dará quando o último rei for enforcado nas tripas do último padre. (Denis Diderot).

    Acho que ia ficar bem legal e ia simbolizar muito bem a minha opinião.

    A frase acima foi escrita por um filósofo iluminista do século 17. Até hoje discutimos as mesmas besteiras. A diferença é que naquela época a pessoas lutavam para separar o estado da religião (rev. francesa). Hoje a população estúpida luta para manter a ligação entre o estado e a religião cada vez mais forte????!!!!

    Estranho…. muito estranho…

  121. Rafaela

    -

    14/02/2012 às 19:41

    Definindo que deus, estão especificando que todos tem uma doutrina religiosa ou pelo menos acreditam em deus e mais ainda que ele deve ser louvado. Isto é está espcificamente determinando credo. Portanto, incoerente com um estado laico.

  122. Costa

    -

    14/02/2012 às 19:36

    Como sempre estes membros do judiciario brasileiro só mostrando sua imbecilidade e falta de foco.Tanta coisa errada no país,tantos processos parados no judiciario, tanto serviço a fazer por eles.E o cara arranja tempo para implicar com isto..Garanto que o proximo passo deste promotor sera questionar a existencia de religiosos no país , pois se o país é laico porque existir pessoas que creem em Deus?Acho que vai solicitar as forçar armadas para exterminar todos….

  123. Marcos

    -

    14/02/2012 às 18:46

    e pensar que esse ocupadissimo procurador ganha 18 mil…
    O estado é laico mas não é ateu cazzo!

  124. Fe/Brasil

    -

    14/02/2012 às 18:35

    ACORDA PANACÃO! – Ô procurador panaca. Você sabia que há pastores, padres, bispos, macumbeiros, espiritas, represententes de ONGS e outros malandros que, com o dinheiro dos miseráveis pagam milhões de reais por horários na TV e em “encontros religiosos” e de trabalhos de lavagem cerebral? Em sendo assim, já imaginou quanto desviam para seus próprios bolsos? Isso é um verdadeiro assalto contra o pobre miserável que paga por milagres que esses cretinos dizem possuir e não possuem. Por que você não faz um levantamento disso? De macumba e de malandros você não tem medo, né, ou tem? Pare de fazer jogo para a platéia, sô.

  125. Eduardo

    -

    14/02/2012 às 18:31

    “Lula e seu PT corrupto seja louvado”.

  126. Victor Ouriques

    -

    14/02/2012 às 18:30

    Num pais LAICO é necessário isso.Ja estamos cansados da religião interferir na nossa política.

  127. Maurício Sullivan

    -

    14/02/2012 às 18:14

    Corretissimo! Retirar a frase “Deus seja louvado” é uma questão de respeito ao Estado Laico e àqueles que não acreditam em um Deus. A frase na nota do real é, por si só, um desrespeito a constituição

  128. Bruno

    -

    14/02/2012 às 17:52

    Tudo é questão de gosto. Particularmente prefiro “Eric Clapton seja louvado”

  129. Claudio Almeida

    -

    14/02/2012 às 17:21

    Nosso país está tão certinho, nossos políticos são de tal maneira honestos que uma simples frase louvando a Deus incomoda este procurador. Será que não seria mais produtivo a este funcionário público, que vive do dinheiro do contribuinte, cuidar de coias mais urgentes? O dinheiro desviado da Casa da Moeda, por exemplo, mesmo com a frase, está num paraíso fiscal. Que tal se preocupara com quem roubou, só prá variar???

  130. Silva Júnior

    -

    14/02/2012 às 17:19

    Com tantas bandalheiras no País e este senhor, regiamente pago, perde tempo com isso, sinceramente! Outra coisa, se por um lado o Brasil é País laico, por outro ele não é um Estado ateu.

  131. Jonathan Dias

    -

    14/02/2012 às 17:10

    Apesar dessa toda declaração do BC,que diz não ser anti-religiosa ou anti-clerical,alguém sabe de qual “Deus” eles estão falando???
    Eu tenho minhas duvidas

  132. Glaucia Alves Borges Ferreira

    -

    14/02/2012 às 17:00

    Que falta de sabedoria!Tem tanta coisa para se buscar mudanças neste país!Até na família dele deve ter problemas que ele não deu atenção e nem sabe…vai prá casa “padilha”!

  133. Fernando Carvalho

    -

    14/02/2012 às 16:55

    tanta coisa mais importante , senhor procurador, para focarmos ….agora o senhor teve seus 15 minutos de fama , vamos ao que interessa: Quando teremos investigação sobre desvios ; falcatruas; leis nanicas e outras coisas mais ?

  134. Élio Estácio Dall'Agnol

    -

    14/02/2012 às 16:37

    Boa tarde caro Lauro,realmente que Deus seja sempre louvado em todos os setores sociais,políticos e econômicos,pois somos Cristão.Abraços desse gaúcho de Passo Fundo,a Capital Nacional da Literatura.

  135. Marta

    -

    14/02/2012 às 16:29

    Acho que deveria está escrito: ” Que o dinheiro, nunca seja lavado ou roubado ou rasgado”!Frases com o nome de Deus ultimamente são muito ofensivas ao Diabo!

  136. Humberto

    -

    14/02/2012 às 16:26

    É o que já devería ter acontecido a muito tempo. ESTADO LAICO!

  137. Indignada de Curitiba

    -

    14/02/2012 às 16:22

    REALMENTE DEVERIAM RETIRAR O NOME TÃO ESPECIAL DAS NOTAS E DA BOCA DE PESSOAS MALDITAS COMO UNS E OUTROS AQUI QUE SE DÃO AO DESPLANTE DE FALAR MAL DE DEUS QUE CRIOU CADA UM DE NÓS E ESSE PLANETA QUE VOCÊS VIVEM E ESTÃO DESTRUINDO, DEVERIA RETIRAR, POIS MUITAS DESSAS NOTAS SÃO ROUBADAS DE PESSOAS POBRES PELO GOVERNO CORRUPTO, É CAUSA DE MORTES TODOS OS DIAS, E PASSAM NAS MÃOS DE PESSOAS SEM O MENOR MERECIMENTO DE SEQUER OUVIR FALAR DE DEUS. FECHEM A BOCA PRA FALAR MAL DAQUELE QUE CRIOU A HUMANIDADE.

  138. Mauro

    -

    14/02/2012 às 16:21

    Todo apoio ao procurador Pedro Antonio de Oliveira. Aos que consideram haver coisas mais importantes e urgentes para o MPF, respondo que isso não diminui a importância desse debate. Garanto que se a frase em questão soasse minimamente ofensiva aos religiosos, nenhum de vocês consideraria esse debate perda de tempo.

  139. zaratruta borges

    -

    14/02/2012 às 16:16

    Sobre os comentários que colocaram que essa é uma questão sem importância e que devíamos estar discutindo outras coisas…Bem, se a frase é sem importância, por que não omiti-la de uma vez?

    Ocorre que a presença ou ausência da frase é um assunto importante sim. Esta frase representa um lastro religioso em um artefato que é de direito comum a todos os cidadãos utilizarem. Eu, na minha descrença, me sinto negligenciado dos planos do Estado e humilhado, uma vez que a tal frase é usada por religiosos para caçoarem da minha descrença e numa demonstração de que Deus está no estado. Mesmo que esta declaração não tenha nada de legal, sendo apenas mais um objeto de crença, ele só existe porque o Estado oferece esse suporte, imprimindo a tal frase nas cédulas.

    Abaixo a frase!

  140. Marta

    -

    14/02/2012 às 16:14

    O Estado é laico e daí!? É só uma frase! Pra quem acredita em Deus, ótimo! Pra quem não acredita mal não fará! Todos vão continuar comprando e vendendo com o dinheiro! Nossa moeda!

  141. zaratruta borges

    -

    14/02/2012 às 16:13

    Quer dizer que o que o Conselho Monetário Nacional determina não pode ser contestado por ninguém? Isso me parece um entrave democrático.

    Além do mais, afirmar que existe esta menção à Deus na constituição, não é um argumento para defender a permanência da frase nas notas, porque ambos são contestáveis. Não só são contestáveis como eu mesmo contesto ambos.

    O respeito a todas as crenças só seria garantido se fosse estabelecido um território neutro, sem menção a objetos de crença de certas ideologias e religiões particulares…A comunidade não crê, por exemplo, é desrespeitada.

  142. Cristiano

    -

    14/02/2012 às 16:10

    Quanta bosta escrevem aqui. Gandalf seja louvado!

  143. Dimas Roberto

    -

    14/02/2012 às 16:09

    Ai… ai… tanta corrupção sem nenhum corrupto preso (alguns até autoridades da República) e o Ilustre Procurador preocupado com firulas… devia ajuizar ação na Suprema Corte Americana para retirar a inscrição IN GOD WE TRUST… e o povo de lá e os Procuradores americanos são incopravelmente mais atuantes que os nossos… Será que ele nunca observou que as armas da República Brasileira incentiva o danoso vício com as folhas de tabaco que nela aparecem? Acho isso muito mais preocupante… uma República que incentiva o vício… e todos começaram com o cigarro antes de passar pra maconha, crack, cocaína… Parece um comportamento mais midiático de quem quer os holofotes porque Deus dá ibope… Ronald Reagan na sua limitação intelectual era muito mais esperto do que essa pseudo vanguarda de nossas carreiras típicas de Estado quando observou que era hipocrisia que todos os defensores do aborto já haviam nascido. E atacar Deus dá Ibope… Alow, Montenegro…

  144. givanildo nunes de oliveira

    -

    14/02/2012 às 16:09

    bom,jah q começou com a inscriçao na moeda tem tb q ao menos terminar com os feriados religiosos q eh muitio pior. a questao eh q ninguem quer s indispor com os catolicos

  145. Bruno

    -

    14/02/2012 às 16:09

    Tudo é questão de gosto. Particularmente prefiro “Eric Clapton seja louvado”

  146. Eli Vieira

    -

    14/02/2012 às 16:08

    Assinem a petição para pressionar o Conselho Monetário a remover a frase ou substituí-la por algo laico:
    http://www.change.org/petitions/conselho-monetrio-nacional-exigimos-dinheiro-laico-em-estado-laico

  147. Amanda

    -

    14/02/2012 às 16:04

    Se nos apegarmos a detalhes superficiais como este, em breve teremos grupos solicitando a implosão do Cristo Redentor no Rio de Janeiro ou exigindo a troca de nome de cidades como Salvador ou estados como o Espírito Santo, pois fazem referência a uma determinada religião, chega a ser RIDICULO pra não dizer outra coisa.

  148. Taise

    -

    14/02/2012 às 15:52

    Gente! acordem é o fim dos tempos! as ceitas satanicas está ai para te entreter e tirar o seu foco de glorificar ao unico Deus, que criou todas as coisas, a quem mereci toda majestade e lovor. a ceita tem como objetivo tirar a gloria que pertenci a Deus. mais Deus não dá a gloria dele a niguem.
    Ei ! pesquisem! peço-vos a Sociedade e Politicos deixem de hipocritas!

  149. Malu

    -

    14/02/2012 às 15:50

    Exceto alguns comentarios, eu nunca vi tanta conversa sem importãncia. Eh por isso que este pais não vai para frente. Porque o povo brasileiro se prende a pequenos detalhes e o que realmente deveria ser prioridade, fecham os olhos. Independente do Brasil ser laico, eu ser ateu, cristão, macumbeiro ou seja la o que for. Sera mesmo que alguém nas alturas de sua importância e inteligência, recebendo o salario que recebe, deveria mesmo estar preocupado com uma frase? Ele realmente não tem com o que se preocupar? E as discussões? Colocar ou tirar a frase, mudara o que na situação horrivel na qual o Brasil se encontra?
    Desculpem! Mas me recuso até a dar minha opinião sobre o assunto em si. O que me deixa realmente perplexa, é ver que a garra que muitos aqui transmitem por uma questão tão irrelevante, e se esquecem que este mesmo dinheiro com frase ou não é roubado discaradamente dos nossos bolsos. Eu prefiro me sentir mais afrontada por estas situaçoes vergonhosas do roubo do dinheiro publico entre outras…

  150. Tiago

    -

    14/02/2012 às 15:46

    Belo argumento do BC “até a constituição está sob a proteção de Deus”, está sim, e essa é outra frase que tem que sair de lá. O Estado é Laico (deveria ser) portanto não deve fazer menção religiosa alguma, pois temos ateus e agnósticos neste Estado que não veem qualquer objetivo em colocar uma nota na proteção de Deus, que não existe. Seria melhor algo como “O trabalho seja louvado”

  151. Kleber Taffarel

    -

    14/02/2012 às 15:43

    Muitas pessoas ignoram a DEUS até precisar dele realmente. Tantos problemas para resolver, deve ser só para criar polêmica e aparecer mesmo.

  152. Taise

    -

    14/02/2012 às 15:38

    isso é um absurdo! a frase sempre esteve na moeda e jamais incomodou, apareci uma criatura de uma determinada ceita, queredo tirar algo que engrandeci o nome de Deus, a quem mereci toda a Gloria.

  153. Juvencio

    -

    14/02/2012 às 15:33

    Só mesmo o desconhecimento da história do Brasil pode fazer alguém acreditar nessa laicidade arranjada. O Brasil foi praticamente colonizado por padres jesuítas. A primeira missa foi rezada antes da comitiva de Cabral explorar o Monte Paschoal . São Paulo de Piratininga foi fundada com uma missa no Páteo do Colégio. Não é por acaso que os trabalhos na camara e senado se iniciam “sob a proteção de Deus”!

  154. Guilherme

    -

    14/02/2012 às 15:32

    Apoiado, já estava na hora do governo respeitar a própria constituição. Não quero o amigo imaginário alheio estampado no meu dinheiro

  155. Marcos Rosa

    -

    14/02/2012 às 15:30

    “Louvar Deus” é uma das atividades monetárias mais rentáveis. Portanto, associar Deus ao dinheiro parece muito lógico… ainda mais quando o dinheiro sai da mão dos clientes, digo, fiéis, para os bolsos dos “representantes” de Deus. Mantenham a frase aí para lembrar aos fiéis que esperam milagres divinos em troca do dízimo o quanto são hipócritas e ignorantes…

  156. Caroline

    -

    14/02/2012 às 15:30

    É errado haver uma frase como essa nas nossas cédulas. Não se deve fazer propaganda religiosa. Por que está escrito “Deus seja louvado” e não “Que os deuses sejam louvados” ou “Que as vacas sejam louvadas”. O país é laico, oras! Além disso, acredito que até os que creem em deus não deveriam gostar dessa frase no dinheiro, afinal de contas, está escrito na cédula. Isso não é pecado? Usar o nome do seu deus em vão?

  157. Diana

    -

    14/02/2012 às 15:27

    A MAIORIA das pessoas q pagam os IMPOSTOS dessas cedulas CRÊEM em DEUS, portanto a MINORIA NÃO pode IMPEDIR a VONTADE da MAIORIA.

  158. Paulo Cesar

    -

    14/02/2012 às 15:12

    O deus deles é o próprio dinheiro, e por esse motivo essa frase nunca vai sair da nota.

  159. Ana Paula

    -

    14/02/2012 às 15:11

    Eu acho engraçado usar como fundamento o fato do Estado ser laico. E então o que se explica o fato daquela catedral católica no centro do plano piloto de Brasília????

  160. Marat

    -

    14/02/2012 às 15:08

    O estado é Laico, não tem que louvar a ninguém, nem Deus, dem o Diabo, nem Buda nem porcaria de entidade religiosa nenhuma, quem quer acreditar em tolices como Deus que acredite, mas o estado não pode se manifestar religisamente, principalmente em prol de uma religião e em detrimento de tantas outras.
    Tirem esta porcaria de frase das cédulas e a polêmica acaba.

  161. Marisa

    -

    14/02/2012 às 15:06

    Eu acho que as pessoas estão sem ter o que fazer,Sr. Procurador, vá se preocupar com coisas mais importantes,o senhor acha que alguém se preocupa com o que está escrito em uma nota de cinquenta reais????
    As pessoas estão trabalhando para tentar ter algumas destas notas,pelo menos 5 dias por mês no bolso,enquanto tem políticos por aí,com tantas que não sabem nem onde colocar.Ah!Vai Procurar o que fazer.
    A propósito isto é tão relevante que esta nota é chamada de “ONÇA”,pelos menos favorecidos.

  162. Chico

    -

    14/02/2012 às 15:04

    O dólar exalta a Deus. E daí?
    Esse povo fica enxendo o saco. O que vai incomodar a um ateu ter um “Deus seja louvado” MINUSCULO em uma cédula.

  163. Marco

    -

    14/02/2012 às 15:00

    Sobre a questão do Dolar exaltar tb Deus, como levantada em outro comentário aqui, é importante dizer que isso foi colocado na maracutaia, na década de 50, sem que o Senado ou a Câmara aprovassem, e antes disso não havia qualquer referência religiosa no dinheiro, como os sábios fundadores daquele país queriam que fosse. Mesmo assim, se for pra copiar os EUA, então vamos tb acabar com as aulas de educação religiosa e a presença de crucifixos em cortes de justiça, que nos fazem questionar se as leis ali aplicadas serão a dos homens ou a de Deus.

  164. Talita

    -

    14/02/2012 às 14:55

    Estou sem palavras p/ comentar um fato tão discrepante quanto este…
    Desde quando a palavra DEUS é motivo de escândalo para uma órgão estatal como o MPF? Desde quando ele intervém na crença ou descrença de um povo a ponto de julgar o que é relevante ou não?
    Há tantos outros fatos mais incômodos para se preocupar, como por exemplo, a má distribuição deste dinheiro.
    O Brasil é mesmo um país de pessoas criativas!

  165. Paulo

    -

    14/02/2012 às 14:51

    Está correto. Se o estado é laico, a frase impressa na nota não deveria existir. O problema é que o estado é laico até a página 2.
    Ser laico é comportar todas as crenças (e a ausência delas) sem tomar partido. É estar num posicionamento de neutralidade. Se “a República Federativa do Brasil não é anti-religiosa”, ela não deve promover propaganda contra as religiões. Mas uma vez que é laica, também não pode (ou não deveria) promover propaganda pró (seja a favor do cristianismo, satanismo – imagina um “Satã seja louvado” – ou qualquer outra).
    Ah, as religiões… Essas influências socio-culturais dogmáticas que se arrastam através dos séculos. Até quando, humanidade?

  166. Paulo

    -

    14/02/2012 às 14:50

    Àqueles que não concordam com a frase, comecem a utilizar moedas ou cédulas de outros países. É claro que o Dólar por exemplo, também exalta a Deus.
    Discutir sobre a cédula é tão pouco, quando nossa constituição também exalta a Deus.

  167. Marco T.

    -

    14/02/2012 às 14:48

    Concordo totalmente com o procurador, o Estado é Laico e não se deve dobrar à vontade das instituições religiosas!

  168. Marcos Vinhal

    -

    14/02/2012 às 14:43

    Eu estive lendo vários comentários aqui, e ao contrário de muitos, eu acho que a frase nas cédulas tem importância sim. E temos que louvar a DEUS em todos os instantes, em todos os lugares por tudo que fazemos devemos dar graças a DEUS, amém.

  169. Pablo

    -

    14/02/2012 às 14:42

    Troque a expressão “Deus seja louvado” por “Ala seja louvado” ou “Shiva seja louvado” e vejam o quão descabida é a utilização dessa expressão nas nossa cédulas. Lamento os que criticam dizendo que o MPF tem “coisa mais importante para fazer”.

  170. Eduardo

    -

    14/02/2012 às 14:42

    1) Quem paga pela produção das cédulas é a população;

    2) Parte dessa população é composta de pessoas que não creem em “Deus” e/ou discordam da frase ser posta nas cédulas; e

    3) O Estado brasileiro é laico.

    Dados esses fatos, a única conclusão possível é de que a frase deveria deixar de ser posta nas cédulas imediatamente. Não há nenhum argumento razoável pra mantê-la.

  171. Anderson l.

    -

    14/02/2012 às 14:41

    Nao atoa, mesmo a União Europeia, em crise, eh mais avançada do que a nossa Nação. Voltei de lah depois de 4 anos de estudos, e desde quando retornei ao Brasil, me assusta a religiosidade desse povo, que, não bastasse acreditar em tantas lendas e mitos, forca o cristianismo e forca todo o resto da população a acreditar em coisas de tao baixo nível. Como ateu, me sinto extremamente desrespeitado!

  172. Cristian Roger

    -

    14/02/2012 às 14:37

    Realmente existem muitas coisas a se fazer nesse país, e uma delas é tirar essa frase escrota da cédula de Real, ou então deve sair impresso também as frases “Monstro de Espaguete Voador seja louvado”, “Zeus seja louvado”, “Poseidon seja louvado”, “Ala seja louvado”, “Hades seja louvado”, “Ares seja louvado”, “Meu pênis seja louvado”, entre outros.

  173. Lucas Gagliardi

    -

    14/02/2012 às 14:37

    Quem concorda com a escrita “deus seja louvado” em nossas cédulas, provavelmente seria contrário se estivesse escrito “budah seja louvado” ou “jah seja louvado”.

    Se é proibida apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo, a citação “deus seja louvado” vai contra as religiões que não tem “deus” como seu ser superior e muito mais contra as pessoas que não acreditam em deus.

  174. Vitor

    -

    14/02/2012 às 14:35

    Sou ateu e sou totalmente contra este tipo de coisa, cada vez que toco numa nota e reparo nessa maldita frase sinto-me totalmente insultado. Isso! vamos todos lutar contra a religião, a favor da legalização da maconha, e a favor do casamento gay. Já que não nos falta comida, nem moradia, nem segurança, nem saude publica… Que mal me faz se esses politocs roubam o dinheiro desse povo pobre ai, pra mim nenhum.. Se eu puder fumar minha erva, dar o rabo sem ninguem encher e não ouvir mais falar sobre essas religio~es escrotas, tudo bem. To Feliz.

  175. Igor Cruz

    -

    14/02/2012 às 14:35

    Correto o procurador! O estado é laico e não tem que se prestar a isso, independentemente de ser a vontade da maioria, como quer o JB CRUZ. JB, seu conceito de democracia está errado. Se todos aqui acham que é um detalhe sem importância, porque então a preocupação enorme com a possibilidade da frase ser retirada?

  176. Em defesa de Voltaire

    -

    14/02/2012 às 14:31

    Definição de “laico” do dicionário Priberam:
    “1. Que ou quem não pertence ao clero ou não fez votos religiosos.”
    Acho que “não faz votos religiosos” resolve a questão. Também concordo que existem coisas mais importantes a serem discutidas no país, mas isto não significa que esta não seja importante.
    Temos que respeitar a nossa constituição.

  177. Jucy

    -

    14/02/2012 às 14:29

    o brasil não é e nunca vai ser laico, o brasil só é laico pra gringo ver… esse pais é hipócrita igual a população.

  178. Hugo

    -

    14/02/2012 às 14:27

    Eita Brasil pseudo laico! Triste ¬¬ E ainda me perguntam por que eu sou contra religião no governo e na mídia…

  179. Paulo Brocco

    -

    14/02/2012 às 14:24

    Ah tá, e nessa brincadeira vamos até quando ter que conviver com esse detalhe?

  180. anti

    -

    14/02/2012 às 14:19

    Deus nao existe.
    Acerdite se quiser :)

  181. Renato Manfrim

    -

    14/02/2012 às 14:16

    Desde que eu tenha algumas notas no bolso, podem louvar a vontade…

  182. Think tank

    -

    14/02/2012 às 14:16

    Deus sejam louvados, anjos sejam louvados, arcanjos sejam louvados, diabos sejam louvado, demônios sejam louvados, capetas sejam louvados, satanás sejam louvados, pois até os Lularápios são louvados…

  183. Mário

    -

    14/02/2012 às 14:16

    Se estivesse escrito “Alá seja louvado” ou “Shiva seja louvada”, queria ver as mesmas pessoas que disseram que iniciativa é ridícula discordando da atuação do Procurador.

  184. Renato Oliva

    -

    14/02/2012 às 14:16

    estamos num estado laico e por este motivo não deve haver o termo deus seja louvado nas notas, pois o dinheiro é uma representação do capital fita pelo estado, logo uma representação do estado não pode ser tendenciosa para uma religião, isso feri a constituição, os estados unidos tem referências a deus por não ser um estado laico, outros exemplos são Bolívia e Argentina

  185. Thiago

    -

    14/02/2012 às 14:16

    J.B.CRUZ Voce está completamente enganado. Democracia não é a vontade da maioria e sim liberdade de expressão de todos. Reveja seus conceitos. Quanto a frase na nota, a partir do momento em que o Estado se diz laico, não deverá haver nem “deus seja louvado” nem “deus está morto”. Deve ser respeitado que há ateus e há crentes e como nao da pra agradar os 2, que nao tenha pra nenhum.

  186. Kaio

    -

    14/02/2012 às 14:16

    deus seja louvado o caralho, demoro pra tirar essa porra das notas, afinal vivemos em um estado laico ou não? não é todo mundo que acredita nessas merdas!

  187. Milhouse

    -

    14/02/2012 às 14:13

    Ah… Muita falta do que fazer por parte do procurador, o Brasil não tem mais com o que se preocupar. Pra que tanto estudo. Ah uma roça bem grande pra esse moço capinar.

  188. Thayanne

    -

    14/02/2012 às 14:09

    Acredito que os Brasileiros deveriam se preocupar mais com os reais problemas que afetam a vida deles menos, ao inves de ficar se preocupando com um simples detalhe de merda. ok, se nao consideram o Brasil um estado laico, mas , nao tem a necessidade de reafirmar isso o tempo todo, uma simples frase nao interferirá na vida,, nem na opção religiosa de ninguém!

  189. Daniel Torres

    -

    14/02/2012 às 14:05

    Povo burro! Se é pra o Estado ser laico tem que começar por algum lugar não é? Se resolveram começar pelas cédulas de real o que vocês tem a ver com isso? Se começassem tirando as imagens religiosas das instituições públicas vocês iriam reclamar do mesmo jeito! E não faz sentido achar que porque existem problemas maiores os pequenos devem ser deixados de lado. “Santa” ignorância.

  190. Wilson Rodrigues

    -

    14/02/2012 às 14:05

    O Sr. Pedro Antgonio de Oliveira deveria pedir desculpas à nação por receber tanto para fazer tão pouco e, ainda assim, deste pouco quase nada, só ser possível encontrar besteiras, destas de envergonhar qualquer pessoa com um minimo de entendimento. Mas é para isto que serve esta e tantas outras instituições, que vivem cheias de come-e- dorme, são tantos que, se você tiver que ir à uma delas, não tem nem vaga para estacionar, todas elas ocupadas por esta gente, que não tem com que se preocupar, pois que o dinheiro cai religiosamente (e gordo)a cada fim de mês, até o fim da vida. Vá procurar o que fazer “Doutor|”.

  191. Marcelo Santos

    -

    14/02/2012 às 14:04

    O procurador deveria parar de ficar olhando o que está escrito ou não na sua grana e olhar para a qualidade no atendimento dos hospitais, das licitações mal feitas, da corrupção, recursos mal distribuídos/utilizados pelos municípios, entre outros.

    Quando o Brasil estiver funcionando como deveria, aí sim, ele poderia procurar algo menos importante para fazer.

  192. fpenin

    -

    14/02/2012 às 14:03

    Como esperar respeito à condição laica do Brasil, se coisas fundamentais à sociedade são solenemente desrespeitadas. Eu concordo com o procurador,plenamente. Hoje, observa-se uma polarização muito grande entre católicos e evangélicos, e até mesmo entre os últimos.Há uma guerra não declarada, mas toda a sociedade é compelida a participar. A maioria de nosotros temos religião, não há interesse em ouvir mantras decorados, eivados de fanatismo, e que muitas vezes agridem a lógica.A frase “Deus seja louvado” foi introduzida nas cédulas por sugestão de um homem religioso,um príncipe da ética,chamado José.Havemos de lembrar que o Brasil tem budistas, agnósticos e ateus, que não têm o conceito de Deus que nós temos.Sendo assim,que o procurador cumpra o seu trabalho.

  193. Raul

    -

    14/02/2012 às 14:02

    Boa iniciativa do procurador. A expressão “Deus seja louvado” é claramente cristã. No máximo poderíamos adicionar o Judaísmo e o Islamismo como contemplados… mas e quanto às demais religiões e quanto aos não religiosos? Jesus disse: “Dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”… mas hoje ficaria confuso?

  194. Gabriel

    -

    14/02/2012 às 14:01

    Vocês cristãos deveriam apoiar essa iniciativa, visto que iriam se incomodar se na nota do real tivesse escrito alá seja louvado, Buda é meu caminho ou Oxum é o maior como o chico citou. O Laicismo e o secularismo não são medidas antirreligiosas, pelo contrário, a separação do estado da religião garante a liberdade religiosa, para que cada um tenha a liberdade de expressar a sua crença ou descrença sem sentir constrangimento.

  195. Paulo

    -

    14/02/2012 às 13:57

    Se o estado é laico, por que as igrejas nao pagam impostos?

  196. Marcos

    -

    14/02/2012 às 13:56

    Com tanta falcatrua e roubalheira para investigar, em todas as esferas da administração federal, este procurador se preocupa em fazer isso? Tenha paciência… Com relação à resposta do BC ela demonstra que o(s) responsável(eis) pela mesma tem mais bom senso que o Sr. Pedro Antonio de Oliveira…

  197. Pablo

    -

    14/02/2012 às 13:56

    se viesse um seguidor de Alá exigindo o direito de ter alá na nota de dinheiro, vcs iam todos mandar ele tomar no cú né seus critões cheio de amor pra dar. Ai iam dizer alá naum existe, bla bla bla, isso é importante sim, tiurar essa porra religiosa da sociedade!
    E dizer que não é pertinente só porque tem coisas mais importantes é falta de argumento. É o mesmo que falar que o problema dos corruptos brasileiros não é pertinente pois existem crianças na África passando fome.

  198. alessandro

    -

    14/02/2012 às 13:52

    palhaçada!

  199. André Rossi

    -

    14/02/2012 às 13:50

    O proximo passo será o de remover os cruxifixos e imagens de santo dos tribunais e repartições publicas.
    Se deus é o criado e dono desse mundo, ele anda cuidando muito mal dele e dos que ele habita.

  200. osclimar gomes

    -

    14/02/2012 às 13:48

    FAÇA ME UM FAVOR SENHOR PROCURADOR.ACREDITO QUE O SENHOR ESTÁ NO LUGAR ERRADO.QUER APARECER VAI SE INSCREVER NO BIG BROTHER.LÁ O SENHOR VAI GANHAR FAMA.DEVERIA CRIAR UM MANIFESTO CONTRA A CORRUPÇÃO EM NOSSO PAÍS.

  201. Thiago Lara

    -

    14/02/2012 às 13:44

    Ridículo, tem que ser retirado sim. Esse pessoal não sente a ausência de um estado laico por que pra eles é mais fácil impor seu credo. É ridícula essa inscrição. Ao esperto que escreveu que as maiores democracias tem a maioria crente em algum deus, está enganado meu amigo, estude(bastante) pra depois vir falar essas asneiras, acreditar na pseudo-democracia que os USA dizem ter é um ato de extrema imbecilidade. Além do que a democracia não é fazer o que a maioria deseja e sim tentar conciliar os desejos de todos, mas infelizmente a democracia corrupta que você conhece é a do voto, a maioria quer explodir o país então explode. Pense bem, se na nota estivesse escrito Ala seja louvado ou Buda seja louvado se as cristãos aí não se sentiriam ofendidos. Por fim, mais uma vez a religião a serviço da segregação das pessoas! Lindo isso…

  202. K

    -

    14/02/2012 às 13:43

    Para os religiosos:

    Eu sou ateia e me incomoda sim todas essas menções a um deus que para mim, não passa de um ser mitológico.
    Também não gostaria de lidar com cédulas com a frase “Viva as fadas”.
    Respeitem!

  203. Mamed

    -

    14/02/2012 às 13:43

    Fazendo um apanhado dos comentários abaixo, sugiro um meio termo:
    .
    As notas deverão ter inscrições com o nome de todos os credos: Alá, Deus, Buda, Oxum, na proporção dos credos declarados no último censo. Também estaria assegurada uma quantidade de cédulas proporcional aos ateus; A Casa da Moeda então, ficaria obrigada a enviar ao Altamente Desocupado Procurador da República, que em seu (ofici)ocioso tempo se debruçaria em relatórios acerca do fiel cumprimento das metas de impressão de cada lote de cédulas, contendo as frases para cada credo e o lote sem frase.
    .
    Tais relatórios deverão ser enviados ao diligente MPF a cada três meses, de modo a assegurar a exata representatividade da população, e acima de tudo, o que fazer o ilustre defendor laico da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e difusos.
    .
    Munido de tais relatórios, o Procurador convocaria a imprensa para divulgar os resultados e solicitar que a população denuncie enventuais favorecimentos de certos credos em detrimento de outros, em determinadas regiões, onde fiéis estivessesm tendo dificuldades para obterem notas com a frase específica de seu credo.
    .
    Certamente, os recursos públicos estariam perfeitamente empregados em tão louvável missão, à qual o procurador (que procura mesmo) se imbuiu, e estaríamos todos felizes, cada um portando cédulas com isncrições apenas de seu credo!

  204. Marco

    -

    14/02/2012 às 13:43

    Nada mais justo que o nome de Deus apareça no dinheiro. O primeiro é uma mera invenção dos homens para ganhar o segundo.

  205. rosemeri bordignon

    -

    14/02/2012 às 13:34

    esse procurador não tem serviço pra estar se preocupando com uma coisa dessa? se ele é ateu não interessa. só pode ser por uma qustão pessoal que ele está fazendo isso. o brasil tem tantos problemas para o MPF resolver e esse funcionário, pago pelo povo, tomando essa atitude. está am busca de promoção pessoal. vai de dar muito mal, porque o povo brasileiro é religioso e será contrário a isso.

  206. Lzardo

    -

    14/02/2012 às 13:32

    Porque simplesmente não removem esta frase sem precisar criar caso? Em tempo, os eua Não são um estado laico, por isto podem escrever Deus na frase, o brasil teoricamente o é)

    E, quanto aos que citaram “democracia” como o motivo de termos tal frase, decidir por base no que a maioria quer não é democracia, é ditadura da maioria, esta frase desrespeita os que possuem uma religião diferente e os que não possuem nenhuma e não vai fazer a menor falta.

  207. Eduardo Almeida

    -

    14/02/2012 às 13:32

    Bom, primeiro Deus seja louvado em qualquer das situações, a frase nas notas do real,são uma das coisa que a massa menos se preocupa em ver. outra coisa que o procurador deveria fazer era estudar porque o Brasil é um país de crises, procurando meios para a melhor desenvolvimento do País ou mesmo o porque dos Deputados, senadores e outros recebem um absurdo de salário sendo que existem outros setores que precisa de renda para alguma melhora e sempre o Governo pra conseguir essa renda ao envés de aumenta a inflação sobre os produtos comerciais reduzir o montante absurdo do salario. sabendo que para retirar uma simples frase do dinheiro iria gastar mais um absurdo só pra satisfazer a vontade de um mero procurador.

  208. Álan Machado

    -

    14/02/2012 às 13:31

    Eu acho que Tupã é o criador de Tudo. Tem que vir escrito “Tupã seja louvado” então, porque é desrespeito com a minha crença em Tupã.
    Ah, e meu vizinho na verdade acha que foi Ahura Mazda quem criou tudo. Então tem que vir “Ahura Mazda seja louvado” TAMBÉM.

  209. Bruno

    -

    14/02/2012 às 13:29

    A laicidade nesse pais nao existe, o que dificulta o desenvolvimento de uma democracia tao recente. E o argumento de “tem mais coisas pra fazer”… Se este e o modo correto de pensar, o unico assunto a ser discutido eh a fome. Espero um dia viver em um pais laico, sem proselitismo.

  210. aleandre tk

    -

    14/02/2012 às 13:28

    deveria ser respeitado a posicao do ateu em nao querer tal manifesto como este, imagine se a minoria tbm reinvidicasse nas notas frases como: salve krisna, oxala , viva maome , e por ai vai… realmente seria uma democracia .o Brasil como estado laico como diz que eh, devesse respeitar nao so a maioria mas as pessoas de pensamentos diferenciado

  211. Rodrigo Hlatki

    -

    14/02/2012 às 13:28

    Carinha aí disse que não se deve ligar dinheiro a Deus. O homem criou deus prá poder arrancar dinheiros dos otários de mente fraca. Já viu alguma igreja pobre? O vaticano com suas portas e tronos de ouro e a Universal com seus templos de milhões. A igreja católica possiu um patrimonio de 80 bilhões de dólares. Tá bom ou não. Se vc sustenta isso, parabéns, vc é um otário!

  212. Abbadon

    -

    14/02/2012 às 13:26

    Eu concordo com a retirada da inscrição. Nao ha a menor necessidade dessa frase nas cedulas e o Estado deve e pode permanecer laico.

  213. silart

    -

    14/02/2012 às 13:25

    No Brasil a Maioria é Religiosa, e a maioria também é ignorante, Democracia não significa que a maioria manda, mais que suas decisões serão acatadas, cabe ao MP defender o direito das minorias, de agnostas e ateus, que tem seus princípios ultrajados,e também da outra minoria, que talvez só ela compreenda a quem me refiro.

  214. Raphael

    -

    14/02/2012 às 13:25

    Antes de alguém comentar, acho que antes deveriam entender o significado das palavras.

    Primeiro: Estado Laico, ou Laicismo é um conceito que denota a ausência de envolvimento religioso em assuntos governamentais, bem como ausência de envolvimento do governo nos assuntos…
    Fonte: religiosos.http://pt.wikipedia.org/wiki/Laicismo

    Segundo: Religião é um conjunto de sistemas culturais e de crenças, além de visões de mundo, que estabelece os símbolos que relacionam a humanidade com a espiritualidade e os valores morais.
    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Religi%C3%A3o

    Agora vamos a lógica prática… as pessoas acham que religião se refere apenas ao cristianismo, ou as demais religiões monoteístas que acreditam em um deus único e onipotente… Porém religião se refere a todas as crenças, sejam elas para um único deus ou para vários deles… discriminar um único deus em uma nota é o mesmo que dizer que a única religião válida e aceita neste país é o cristianismo ou as religiões que aceitam apenas esse deus… e discriminar culturas que são até mais antigas como as crenças indígenas, a umbanda e todas as outras religiões que acreditam em outros deuses ou entidades… se o estado é laico, o mesmo não deveria discriminar qualquer outra espécie de crença religiosa, a não ser que esta fira ou vá contra qualquer um dos direitos atribuídos na constituição. Vocês que se dizem cristãos deveriam ler mais e aprender mais sobre o verdadeiro significado das coisas antes de sequer ter a intenção de tecer argumentos contrários a qualquer assunto discutível… mas esqueço que vocês preferem dizer a simples frase “religião não se discute” para qualquer um que vá contra sua religião… aprendam que a religião de vocês não é a única que existe no mundo, e nem sequer é a mais antiga.

  215. Fabiano

    -

    14/02/2012 às 13:25

    Mais engracado eh ver o povo sendo contra. O Estado é LAICO e nao deve se portar favoravel ou tendencioso para uma religiao. Estava mais que na hora mesmo.

  216. Luiz

    -

    14/02/2012 às 13:25

    NO MPF SÓ TEM ATEUS???

  217. Romário Carlos

    -

    14/02/2012 às 13:22

    Alguém nunca percebeu que essa mensagem no dinheiro é inconstitucional? Fere a constituição no que se diz o “estado laico” aí estão falando pra procurar o que fazer… porque tem muita corrupção pra ir atrás, mas votar bem que é bom ninguém vota, colocam uns “Bolsonaro” da vida lá em Brasilia, bando de hipócritas ESTADO LAICO TÁ NA CONSTITUIÇÃO! E TEM QUE SER SEGUIDO!! FORA INFLUÊNCIA RELIGIOSA NESSE PAÍS!! Lembrando que a religião em sí não é ruim, o ruim é pregar preconceitos em favor da “liberdade religiosa”, valeu?

  218. Rogério

    -

    14/02/2012 às 13:21

    Este procurador deveria procurar algo mais útil para fazer. Com tantos desvios que ocorrem por aí ele vem com esta só para aparecer.
    Por que não questiona o fato de o marido da Graça Foster ter uma empresa que presta serviço para a Petrobrás?

  219. Henrique

    -

    14/02/2012 às 13:19

    (lai.cis.mo)
    sm.
    1. Doutrina contrária à influência religiosa nas instituições sociais
    2. Estado ou qualidade de laico
    [F.: laico + -ismo]

    O Estado é laico no Brasil. Não há espaço para uma declaração de fé na moeda corrente. Ou na Constituição, na verdade. Deviam remover aquela benção vazia de lá também.

  220. Giulliano Dias

    -

    14/02/2012 às 13:17

    acho q esta certo pois é a remoção é uma forma de mostrar respeito as outras religiões, queria ver os cristões fanaticos se fosse uma frase do tipo “Insha’Allah” se eles estariam falando esse monte de coisas q foram ditas nos comentarios, sou religioso, porem não acho correto um pais q se diz laico ter uma atitude dessas.

  221. Bruno RG

    -

    14/02/2012 às 13:16

    Está certíssimo!!!

    A Constituição Federal deve ser respeitada. Nela existem vários direitos, regras e garantias. Uma delas é que o Estado é laico.

    Isso serve para afastar o Estado da Igreja, poi quando eram um só, ocorreram as maiores atrocidades. A religião é uma forma de poder e manipulação de massas, e o que se espera de um Governo são ações voltada para o povo, e não para a dominação dele!

    Da mesma forma, não importa se é vontade da maioria. Senão já teriam exterminado os homossexuais e, em tempos mais antigos, os negros. A constituição garante também o direito das minorias.

    Fora Deus das notas brasileiras!!!!

  222. Thales

    -

    14/02/2012 às 13:15

    Certíssimo a iniciativa do procurador. Por mais que em seu preâmbulo a Constituição Federal atribuiu a “proteção de Deus”, nada mais a dizer a não ser que os Constituintes entenderam que existe algo superior e, não, necessariamente, ao “deus” dos católicos, evangélicos, budistas, etc… Contudo, a inscrição “deus seja louvado” nas notas de real, atribui entendimento da predominância Católica religiosa, assim como visto em TODAS AS REPARTIÇÕES PÚBLICAS uma insígnia da Cruz católica. Deste modo, certíssima a iniciativa deste procurador, já que fere a Laicidade do estado Democrático de Direito Brasileiro. Deste modo, minha humilde opinião é favorável a retirada desta inscrição nas notas, assim, pelo menos os fundamentalistas religiosos, bem como a bancada religiosa que contaminam nosso Congresso Nacional, se coloquem a praticar um pouco dos seus votos de humildade e respeitem as ideias e opiniões dos que advém de religiões diversas das deles. E se não gostaram da iniciativa, INTIMEM DEUS PARA VER O QUE ELE DIZ A RESPEITO rsrs

  223. Eli Vieira

    -

    14/02/2012 às 13:13

    Ele está completamente certo e está amparado no artigo 19 da Constituição Federal. Quero ver qualquer crente aqui conseguir defender que tal coisa esteja no dinheiro quando estamos sob um Estado laico, nem todos os brasileiros acreditam em Deus, e democracia não é ditadura da maioria.

  224. Vanessa

    -

    14/02/2012 às 13:12

    É apenas uma frase… poderia estar escrito “Super Homem seja louvado”, “Gasparzinho seja louvado”, “Saci-pererê seja louvado”… Qual a diferença?. Todos não passam de lendas. Com certeza, temos coisas muito mais importantes para nos preocuparmos.

  225. Eduardo Constantino

    -

    14/02/2012 às 13:07

    Que legal né? Deve ta faltando serviço pra esse procurador…tanta coisa pra se preocupar e ele olhando as notas de R$50,00 que ele tem no bolso…enquanto a população espera que a justiça ande com processos eles contam dinheiro…

  226. Robson Braga

    -

    14/02/2012 às 13:07

    Vejam bem: o cara é procurador do MPF. Em vez de se preocupar com causas mais humanas ele quer aparecer…

  227. kiko

    -

    14/02/2012 às 13:03

    Agora entendi por que aqueles politicos safados oraram depois de terem enfiado as propina na cuecas, ta explicado ..

  228. luis

    -

    14/02/2012 às 13:02

    Alguém pode arrumar algo mais importante para este funcionário publico fazer.Com tanta corrupção neste pais,o cara se preocupando com uma frase em notas de cinquenta reais,onde este pais quer chegar.

  229. Edson

    -

    14/02/2012 às 13:01

    Será que o eminente procurador não poderia ocupar seu precioso tempo com questões mais importantes para a nação? Nosso Estado não é laico, nunca foi, me perdoem os agnósticos, ateus e outros, mas nosso país é um país em que se respeitam as religiões. Qual será o verdadeiro motivo do desconforto do senhor procurador, a ponto de ocupar seu tempo com tal ação? Se nosso país fosse realmente laico, não haveriam símbolos religiosos em nenhuma repartição pública, ou escola públicas, ou em hospitais públicos. Ah, senhor procurador, acreditamos em tantas coisas, deixe a inscrição lá, há coisas que realmente podem incomodar!

  230. Thiago Castro BA

    -

    14/02/2012 às 13:00

    O Brasil não tem problemas maiores e mais importantes para serem resolvidos? Dá uma trouxa de roupa suja pra esse procurador RESERVA Pedro Antonio de Oliveira lavar, ele está sem o que fazer.

  231. Rodolfo

    -

    14/02/2012 às 12:58

    Se o tal procurador(deve ser procurador do EXÚ, só pode!) pudesse, mandava colocar, ao invés da palavra DEUS, as palavras CAPETA e PT!
    VAI TRABALHAR, Sr. Procurador do BELZEBÚ!

  232. Felipe

    -

    14/02/2012 às 12:55

    Será que se estivesse escrito ‘Satã seja louvado’ ou ‘Lúcifer é nosso rei’, ninguém ia querer tirar também? =]

    Estado é Laico, concordo que não é necessária uma modificação ‘total’ do dia pra noite, mas a partir de hoje as novas notas poderiam ser impressas sem isso…

    Afinal, não é porque a maioria é religiosa que o estado deve discriminar e tratar ‘pior’ os não religiosos, ou panteístas por exemplo.

    O estado deve tratar todos igualmente, sem distinção de CREDO, CLASSE SOCIAL ou COR.

  233. Marcos Vinnicius

    -

    14/02/2012 às 12:54

    Estado Laico, simples assim, tem que tirar!

  234. Wesckeley

    -

    14/02/2012 às 12:54

    A questão aq não é vontade da maioria como dizem alguns e também a questão não é quem vai pagar a conta, é produzido novas notas continuamente, então é só tirar das novas notas esse texto que não haverá aumento nas contas. Não quero discutir religião aqui, o Brasil é um estado laico, gostando os religiosos ou não, ou seja o estado laico deve ser respeitado.

  235. joão batista de souza

    -

    14/02/2012 às 12:54

    Poxa gente, esse tal procurador, deve ser mesmo um sujeito que procura a dor. Contrariado em seu gabinete, cansado de despachos protelatórios, esquecidos dos prazos processuais, de saco cheio de suas ausências às audiências, não satisfeito de atrapalhar a vida pessoas que ele nem pensa existir, resolveu, assim, de bate pronto, implicar com o Banco Central, tudo bem, é assim mesmo, talvez ele seja a incorporação e renascimento daquele procurador Joaquim Francisco de triste memória, a Constituinte de 1988 criou esses mostrengos e agora não se sabe como domá-los. Haja saco.

  236. zezinho

    -

    14/02/2012 às 12:51

    não adianta debater as pessoa religiosas são tão intolerante que são capaz de inicia a 3 guerra mundia so pra acabar com quem discorda deles e a existência
    de deus

  237. Adriano Mascarenhas

    -

    14/02/2012 às 12:51

    Retirar essa menção é uma questão de bom senso, e um gesto necessário para simbolizar que nós queremos de fato ser um país laico, e não um que apenas é laico “no papel”.

    Traduzindo a explicação do Banco, temos o seguinte: “Nós nos comprometemos apenas a não nos vincularmos nominalmente a igrejas específicas, mas ninguém pode questionar se o vínculo for geral”, portanto esqueçam isso de apagar nossas referências religiosas.

    O “vício de origem” é só a cereja do bolo. Não seria mais adequado em falar na origem do vício? As pessoas que podem tomar esse tipo de decisão querem tomá-la?

    O Brasil não é um Estado laico. Ele é tão hipócrita que se contenta em se fingir de laico. Desemaranhar as relações promíscuas entre poder secular e religioso? Nem pensar, dá trabalho demais. Aliás, as omissões de quem deveria estar fazendo isso estão nos custando caro: Dilma já é refém dos evangélicos, e está incapacitada de tratar aborto e casamento gay como temas de saúde pública e direitos civis, respectivamente, por exemplo, porque foram eles que definiram a última eleição presidencial, e ela se comprometeu com eles.

    Pouco a pouco, os faraós evangélicos estão percebendo que podem ter mais que dinheiro: poder é o que eles querem, e eles precisam apenas fazer um aceno para fazer mover a massa, que é quem interessa aos que precisam do voto da maioria. Logo esses indivíduos começarão a aproveitar que seus currais eleitorais são uma moeda de troca para enriquecer ainda mais, ou pior, começar a propagar uma “agenda moral” para o país. Talvez queiram proibir o consumo de bebidas alcoólicas. Talvez queiram proibir nudez e qualquer tipo de conteúdo adulto na TV aberta. Talvez queiram restituir a obrigatoriedade do Ensino Religioso nas escolas. Talvez queiram barrar tudo que vá contra seus interesses, enfim. Lei por lei, logo eles conseguirão o que querem. Só espero que o povo não demore demais para perceber o quanto isso será ruim.

  238. Giovanni

    -

    14/02/2012 às 12:51

    Pra quem acha que não Ofende, ofende sim, ter uma constituição que se julga laica e Obriga pessoas como eu, que são Ateias, ou também os Não-religiosos e agnósticos, a se deparar com uma ofensa a liberdade de Opnião que deveria ser garantida por Lei, Partindo do ponto de vista Religioso é Fácil julgar Inpernitente, mas Pensem no nosso estado o Racismo também é proibido, se houvesse a Frase, Pele Amarela seja louvada, quem iria gostar ? Antes de Ofender nosso Procurador que fez mais doque o seu Papel, que é defender a constituição e as nossas Leis , tentem ter um olhar crítico, e perceber que mesmo que sejamos cerca de 10% da população ,os quais não tem religião, está defendido perante a Lei de que temos nosso direito, Então não me venham me impor Oxalá seja louvado, alah, deuz ou gezuis ou afins.

  239. Sandro Ribeiro

    -

    14/02/2012 às 12:51

    Tanta barbárie acontecendo no nosso país e o digníssimo procurador se preocupando com isso… É dif´´icil não pensar que o mesmo queira os holofotes… Vamo trabalhar, povo!!!

  240. Jacob Wilson

    -

    14/02/2012 às 12:49

    Sempre achei essa contradição absurda. Que eu saiba, na América do Sul, o Uruguay é o único país verdadeiramente laico.

  241. André

    -

    14/02/2012 às 12:48

    Gostaria de salientar também…aqueles que não tem crença, tampouco religião.
    Estado laico, já!

  242. Não importa

    -

    14/02/2012 às 12:47

    O nosso estado é laico? Nossa! E a propósito, quem garante que deus realmente exista?

  243. arlochiii

    -

    14/02/2012 às 12:45

    Angela…e se na cédula estivesse escrito “Lúcifer Seja Louvado”…vocês iriam fazer algo, ou deixariam estar por existirem problemas maiores?

  244. Carlos Mello

    -

    14/02/2012 às 12:44

    Então a crentalhada não se importaria se colocasse outra frase? Por exemplo “Deus é uma crendice” afinal se já estivesse na nota não poderia ser questionada por algum procurador.
    Um dia quando este Brasil largar esta atrasada cultura medieval e se transformar num Estado laico, estes representantes do atraso vão pedir para o nome ser República Cristã do Brasil.

  245. Cresus Jisto

    -

    14/02/2012 às 12:44

    gente… ninguém entende… deus É O DINHEIRO.

    AHUuuahAHuauAUHIauHAHUuaaiUHahuIAIIHAahiuAUIa

    E todos louvam o dinheiro, sendo ateus [como eu] ou não. Bjs.

  246. Silvio Fernando

    -

    14/02/2012 às 12:44

    Tem tanta coisa pra esse MPF fazer em nosso Pais….e vem se preoculpar com DEUS SEJA LOUVADO …esse e o nosso Brasil…

  247. arlochiii

    -

    14/02/2012 às 12:44

    DEMOCRACIA? VONTADE DA MAIORIA? Calma aí né? A questão é, faça-se acontecer a laicidade aqui…nada mais justo que isso, ou os religiosos precisam disso nas cédulas? Vocês ja tem seu deus no coração, não precisamos dele nas cédulas também. É questão de bom senso e assim, de democracia realmente clara.

  248. JCLopes

    -

    14/02/2012 às 12:43

    Senhor procurador substituto…que tal o senhor dar uma lida nos comentários feito pelos leitores??? Quem sabe, talvez o senhor possa aprender alguma coisa lendo as opiniões de pobres mortais, que conhecem a dura realidade dos serviços públicos oferecidos a população brasileira.

  249. Adan

    -

    14/02/2012 às 12:41

    J.B.CRUZ: seguir a maioria religiosa não caracteriza um estado laico.

  250. Luciano de Aguiar

    -

    14/02/2012 às 12:40

    Creio que para Deus não fará diferença, mas para quem crê ou não, faz.
    Sou cristão e também não gostaria de ver escrito no dinheiro do meu país “Em Buda nós confiamos”. Contudo isso talvez seria um capricho meu de ver escrito na cédula aquilo que eu acredito.
    Considerando que a função da moeda é ser unidade de troca, realmente não conseguimos entender o que faz um procurador nosso empenhado em capricho pessoal, já que definitivamente não representa consulta à vontade da maioria que ele deveria representar. Contudo eu também não sei o que esta frase está fazendo lá, já que não representa a verdade do estado.
    Enfim, mais uma polêmica que não nos levará a lugar nenhum.

  251. Luiz

    -

    14/02/2012 às 12:40

    E quem tem outro(s) deus(es), como fica? Quero cédulas com “Zeus seja louvado”!

  252. André

    -

    14/02/2012 às 12:40

    Tomo a liberdade de copiar o que o Chico escreveu…perfeito!
    “Está certo o procurador!
    Se é pra agradar aos cristãos e ser justo com as outras religiões deveria também estar impresso:
    Alá esteja convosco.
    Oxum é o maior.
    Buda é meu guia.”

  253. Albert Fish

    -

    14/02/2012 às 12:39

    Esses religiosos são mesmo uma pedra no sapato da sociedade.
    Nada democratico supor que todos os brasileiros devam louvar o maior besteira já criada pelo ser humano.

  254. Mayara

    -

    14/02/2012 às 12:39

    Ele tá certo, nunca nem deviam ter colocado essa besteira na nota.

  255. Humberto

    -

    14/02/2012 às 12:39

    Acho absurdo esse monte de comentários que li abaixo. É claro que essa frase deve ser removida, aliás, isso já deveria ter ocorrido há muito tempo.
    E não é porque tem problemas mais graves que isso ñ deve ser levado em consideração, porque se for pensar assim ñ vamos fazer mais nada, porque sempre existe algo mais importante (até porque o mais importante muitas vezes é subjetivo).

  256. Rodolpho

    -

    14/02/2012 às 12:39

    JB Cruz um exemplo de ignorância.
    “ENTÃO QUE SE RESPEITE A VONTADE DA MAIORIA….” partindo da sua ideia, negros, homossexuais, asiáticos, ateus, entre outras minorias existentes no nosso país devem ser desrespeitados, pois o importante é a vontade da maioria. Estúpido seria um elogio para você meu caro.

  257. JCLopes

    -

    14/02/2012 às 12:38

    Ao que parece, o senhor procurador substituto do MPF não deve ter muito o que fazer. Gostaria de vê-lo atuando em favor da população, movendo ações contra os governos no sentido de cobrar melhoria na educação pública, na saúde pública e em outras áreas que estão necessitando urgentemente de intervenção e atenção das autoridades. A propósito, a resposta do BC foi muito boa…não podia ter sido melhor.

  258. Vitor

    -

    14/02/2012 às 12:38

    Alguem aqui votou para que isso fosse escrito na cedula? Entao parem de falar besteira. Um estado democratico NAO OBRIGA ninguem a VER nada so porque uma maioria de gente sem cerebro que paga moedinha pro padre quer.

    Crescam e que seus cerebros crescam com voces, adoradores de pedofilos e ladroes malditos.

  259. lucinei

    -

    14/02/2012 às 12:38

    Ola’ bom dia a todos deixa o nome de DEUS nas notas porque muintos so’ se lembra que ele esiste quando pega uma nota de dinheiro na mao e le em pequenas letras muintos nem assim se lembra.

  260. Gisele

    -

    14/02/2012 às 12:38

    Meus Deus, esses caras não tem mais o que fazer? Vão capinar um jardim ou até mesmo lavar roupas, porque implicar com isso? Fala sério! Até a própria Constituição Federal alega que Deus existe!

  261. Joe

    -

    14/02/2012 às 12:37

    Vai fazer economias na tinta. Francamente, é uma blasfema por o nome de Deus numa coisa tao suja quanto dinheiro!

  262. Pouco Trabalho

    -

    14/02/2012 às 12:34

    Para mim é uma ofensa. O Estado se diz laico e diz que é abençoado por deus! Até a igreja condena o “vil metal”. Por que manter tal dizer nas cédulas. Eu como ateu acho um desrespeito às minhas convicções. Por que é necessário abençoar uma cédula de dinheiro? Ela perderia valor caso não tivesse esses dizeres? a religião, qualquer uma, deve ser banida dos afazeres do Estado. Cabe ao Estado garantir a liberdade religiosa de todos, para crer ou não crer, isso é do íntimo de cada cidadão e não do dinheiro que ele carrega na carteira.

  263. André

    -

    14/02/2012 às 12:33

    Certíssimo, tem que tirar mesmo o pais é laico! isso é um tapa na cara da sociedade! mas por outro lado se não for tirar temos que exigir o respeito as outras religiões e colocar “JEOVA SEJA LOUVADO”, “EXU SEJA LOUVADO E “ALÁ <-(NÃO SEI COMO SE ESCREVE) SEJA LOUVADO". Sou ateu mas respeito o próximo! tem que fazer valer, chega de vagabundagem é com isso que vamos resolver os outros problemas é acabando com "probleminhas' que se acaba com o 'problemão"!

  264. André Alcântara

    -

    14/02/2012 às 12:33

    Enquanto o MPF encrenca com coisas fúteis, milhõe$$$$$$ são desviados dos cofres públicos, milhares de crianças padecem de fome, milhões não têm residência, saneamento básico, emprego… Parabéns, MPF! Temos “orgulho” da sua capacidade de se fazer inútil!

  265. Yea

    -

    14/02/2012 às 12:32

    Realmente tem que tirar essa frase religiosa da nota. Uma coisa não tem nada a ver com a outra. Ou na verdade tem? Afinal as igrejas adoram um dinheiro de seus fiéis.
    E também deveria ser retirado aqueles crucifixos em tribunais. Realmente ridículo.

  266. arthur

    -

    14/02/2012 às 12:32

    pode paracer besteira pra voces, mas pra quem não consegue conviver com isso é realmente horrivel, a igreja ta controlando tudo, vemos ate bispos em açoes da PM, estado laico tem que ser neutro em relação a religião, esta mais que certo tirar essa vergonha do dinheiro brasileiro, e concordo que há coisas melhores há se rebelar, mas isso é o começo

  267. luciana

    -

    14/02/2012 às 12:31

    Tanta coisa pra se preocupar no Brasil, Saúde, Segurança, Educação, justiça… esse procurador vai dar atenção a uma simples frase na nota de real. Bem-vindo!. Esse é o nosso Brasil . VAI TRABALHAR DE VERDADE, É PRA ISSO QUE PAGAMOS IMPOSTOS ALTÍSSIMOS. #prontofalei

  268. Lucas

    -

    14/02/2012 às 12:31

    Nada mais justo, afinal o estado é LAICO! Porém não sou a favor que se gaste mais dinhiro com isso. o ideal é que as próximas notas não tenham mais isso!

  269. Rick

    -

    14/02/2012 às 12:31

    “sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.”

    E cristianismo não é “determinado credo”?
    E Buda? E Alah?

  270. valerio

    -

    14/02/2012 às 12:30

    cadê nosso pais laico ? ver uma frase assim escrita em uma nota de dinheiro é vergonhoso e fere nossa constituição.

  271. Rick

    -

    14/02/2012 às 12:29

    A medida é positiva.
    Demorou anos para alguém tomar essa atitude. E também deveriam tirar “isso” da constituição. Quem que autorizou escrever sobre deus lá?

  272. Guillermo

    -

    14/02/2012 às 12:28

    Tanta coisa pra se fazer e essa gente ta se importando em comentar essa notícia? Será falta do que fazer?

    É fácil ver problema em alguém reinvindicar seus direitos quando isso não lhe diz respeito ou não lhe é incômodo, né.

    Ou parem com essa putaria de alegar vivermos em um estado laico quando ele é obviamente religioso, ou tornem o estado de fato laico.

  273. wesley

    -

    14/02/2012 às 12:28

    Boa. É mais um passo rumo ao estado laico.
    Só lembrando que nos países mais desenvolvidos, a maioria é ateu.

  274. Tarcísio Medeiros

    -

    14/02/2012 às 12:28

    Tirar “Deus seja louvado” não é ser anti-clerical nem anti-religioso. Até porque existem diversas religiões e todas elas estão sendo discriminadas com esta frase. Então até mesmo pessoas religiosas podem se sentir ofendidas com esta frase.

  275. Bruno Lius Follmann

    -

    14/02/2012 às 12:27

    Que hipocrisia ! Olha o que foi dito :

    ”– A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.”

    UM CERTO E DETERMINADO CREDO

    Acreditar em Deus é exatamente isso.
    O Estado Laico do Brasil é uma piada !

  276. petronio

    -

    14/02/2012 às 12:25

    Bom dia,eu q o problema desse procurador, eh que por ser substituto ele quer marcar presença, e aparecer criando polemica com fatos vazios.

  277. Sérgio Hizidio

    -

    14/02/2012 às 12:25

    Apoiadíssimo!
    Um Estado laíco não pode permitir esse tipo de direção religiosa. Até hoje, as religiões só fizeram mal para o mundo!

  278. Paulo Sampaio jr

    -

    14/02/2012 às 12:23

    Daqui a pouco vão querer mudar nome de cidades e estados… Espirito santo… São paulo…… tanta coisa pra se preocupar… ora francamente….

  279. Ricardo

    -

    14/02/2012 às 12:21

    Eu não me incomodo nem um pouco com isso e sou Ateu desde sempre.
    Se eles acreditam que um determinado deus vai ser louvado por causa de uma inscrição microscópica numa nota de real que quase ninguem vê…então ele que coloque.. EU não vou louvar um deus desses nem que tal inscrição fosse tatuada a força na minha testa… Resumindo…. Tanto faz ter a inscrição ou não…. quem acredita louva…e quem não acredita repudia….

  280. Nina

    -

    14/02/2012 às 12:20

    Sim! Por favor, retirem mesmo! Vamos parar de fazer de conta que a gente é estado laico e parar de imitar os EUA (In God we trust), com o perigo que é misturar religião com governo. Ah, e aproveito pra falar que eu acho ridículo quem acha que “a gente tem que se preocupar com educação, dinheiro e não com uma coisa assim tão boba”. Quando a gente não capricha no governo do nosso próprio país por que tudo é “coisa boba”, no final, ninguém faz nada.

  281. Givanildo

    -

    14/02/2012 às 12:19

    Sinceramente, acho que o Brasil não tem problema nenhum e a segurança do pais está em prefeito estado, e não há o que fazer nos tribunais. Só sendo!
    Tanta coisa pra se preocupar Dr. Pedro Antonio e o senhor vem se preocupar com uma frase nas cédulas da moeda nacional! Sinceramente…! Só sendo no Brasil, viu!

  282. Murilo

    -

    14/02/2012 às 12:18

    Faz sentido, mesmo assim o Estado Laico ainda sofre desrespeito com os feriados religiosos que são vários e prejudicam o progresso do país, afinal uma superpotência não pode ficar muito tempo parada, como o Japão por exemplo. Mas com essa cultura que temos…

  283. Mauro

    -

    14/02/2012 às 12:14

    A gente já paga tão caro o salário dele para fazer coisa útil e o (já sabem o que) fica querendo se aparecer…

  284. Paulo

    -

    14/02/2012 às 12:13

    As pessoas estudam de ouvir falar e começam a distorcer os conceitos dos direitos humanos.
    Estes servem para proteger as minorias contra as maiorias. Isso é pacífico no estudo de tais direitos.
    Assim, no tocante à religião, as minorias têm o direito de professarem o credo que quiserem e, até mesmo, de não ter credo algum. Mais: o Estado não pode impor qualquer credo ou associar-se a religião alguma.
    Porém, isso não quer dizer que o Estado não possa traduzir a vontade da maioria, pois há também o valor democracia em jogo, e nele prevalece a vontade da maioria (desde que essa não o mínimo de direitos das minorias, que são os direitos humanos).
    Na questão da inscrição nas notas, não há qualquer problema ou agressão às minorias – não são obrigadas a absolutamente nada, continuando com a liberdade de crença ou não-crença.
    Não havendo tal agressão, prevalece o direito da maiorias: isso é a democracia! O problema é que no Brasil (como acontece em todas as áreas do conhecimento) há uma clara distorção do tema dos direitos humanos, e o que vemos são minorias ruidosas impondo suas vontades a maiorias silenciosas.
    Saudações.

  285. JORDANA

    -

    14/02/2012 às 12:13

    NOSSA QUE FALTA DE SERVIÇO! DEUS INCOMODA OS DERROTADOS, MAL AMADOS!!!!!!!

  286. Diogo

    -

    14/02/2012 às 12:12

    Tantas coisas … Acontecendo! e esse infeliz preocupa-se com isso, talvez fosse do agrado dele se tivesse escrito “Ai se eu te pego…Delícia” . Por favor vai cuidar das processos atrasados, tem muita gente precisando dos resultados deles !

  287. Osni rocha

    -

    14/02/2012 às 12:11

    tanta coisa para se preocupar no país e esse mané ateu do crl quer tirar a frase q nao intefere em nada na moeda,

  288. Alexandre Kravetz

    -

    14/02/2012 às 12:10

    A retirada do nome de Deus é mais do que certa. todas religiões pregam o nome de Deus mas nem uma delas encina seus fieis à respeitar a natureza que deus criou.A concentração do ter pela ganancia é quem mais agride nossa mãe planeta terra.

  289. Luciano

    -

    14/02/2012 às 12:09

    Acho que esse representante do MPF deveria se interagir mais com a realidade do país e ver que temos necessidades urgentes de intervenção do glorioso MPF em casos escandalosos. Acorda Brasil!!!

  290. Marcos Manzano

    -

    14/02/2012 às 12:09

    Esse Promotor tem que resolver trabalhar em coisas mais uteis, temos outros direitos na constituição que não são tão severamente observados, como direito a moradia, a liberdade de expressão e imprensa, deveria tambem, já que o tempo desse promotor esta sobrando, olhar um pouco da corrupção do nosso País e a impunidade, ajudar tambem em andamento de processos que muitas vezes ficam meses, ou até anos parados nos ministerios publicos da vida, deveriam olhar tambem o comercio que da religião no Brasil, bom mas como é mais fácil fazer algo para aparecer na mídia ao invez de trabalhar, nós o povo, o brasileiro, que é assolado com um estado fraco sem representatividade efetiva e e ainda com uma carga triburtaria enorme, nos resta olhamos tudo e orarmos para ver se melhora, só deus mesmo para resolver, “Deus seja Louvado”.

  291. JotaErreFerraz

    -

    14/02/2012 às 12:09

    Eu acho que procede a alegação do BC , não fere em nada nossa formação democrática . Talvez o procurador esteja com falta de trabalho ou esta querendo deixar de ser substituto . Ai sim se justifica rs .

  292. Rebeca

    -

    14/02/2012 às 12:07

    Eu sabia que um dia ainda iam querer mudar isso. O BC respondeu direitinho, e eu espero que o “Deus seja louvado” continue lá pelas próximas gerações.

  293. celio queiroz junior

    -

    14/02/2012 às 12:06

    Com tantas coisas para serem consertadas neste pais, este senhor se preocupa com uma frase nas cedulas, Deus seja louvado e tenha piedade de nós e coloque no nosso caminho pessoas sensatas e que queiram levar a serio a nossa justiça.

  294. luiza

    -

    14/02/2012 às 12:05

    Tem é que tirar mesmo, país religioso idiota. O Brasil é um estado LAICO. Vocês crentes sabem o que é isso? Se tivesse na nota uma frase “Exu seja louvado” ninguém ia gostar. Então porque com o Deus de vocês podem? O deus de vocês é melhor? Religiosos ignorantes. Tem é que tirar mesmo. Brasil nunca vai pra frente por causa de religião.

  295. Thais

    -

    14/02/2012 às 12:05

    Outra coisa, se não é pertinente a inscrição na nota, pois nosso Estado é laico, devemos por fim a todos os feriados religiosos em nosso país, principalmente pq são, em sua maioria, católicos.

  296. Binho

    -

    14/02/2012 às 12:04

    Deveriam agir mais nas questões SAÚDE,EDUCAÇÃO(etc..)sera que pra isso vocês não tem tempo? mas para fazer esse tipo de showzinho tem né? tenho certeza que daria muito mais ibope na midia falarem de algo que realmente precisamos,por que pelo que vejo,nesse momento abriu mais discussão do que elogios..entao parem pra pensa..ou si é que vocês tem capacidade pra isso!

  297. Tião

    -

    14/02/2012 às 12:03

    Pensei que MPF tivesse o que fazer, esse procurador deve ser ateu, um infeliz, como não tem Deus no coração, quer tirá-lo até das notas, se quer aparecer que coloque uma melancia no pescoço e va para avenida pular carnaval.

  298. JOSE

    -

    14/02/2012 às 12:03

    Tantos corruptos para prender, esse procurador esta sendo pago para que? Se preocupar com algo que não incomoda ninguem ‘DEUS SEJA LOUVADO”, isso ja faz parte da nossa história cultural LOUVAR A DEUS.

  299. Isabel

    -

    14/02/2012 às 12:03

    Esses politicos nao tem o q fazer da vida nao?

  300. Thais

    -

    14/02/2012 às 12:02

    O que???? Um Procurador preocupado com isto??? Com certeza é um mala sem alça querendo aparecer. O que o nosso país precisa é de muitas notas de 50 reais sendo investidas em saúde, educação, segurança….

  301. Fellipe Figueiroa

    -

    14/02/2012 às 12:02

    Sugiro trocar por DAI A CESAR.

  302. Lucas

    -

    14/02/2012 às 12:02

    Impressiona-me a preocupação deste Procurador do MPF. Chega a ser vergonhoso acompanhar esse tipo de atitude, que parte de um indivíduo concursado em alto escalão. Essa necessidade de autopromoção que queima-lhe as entranhas só faz com que seu nome fique cada vez mais sujo.
    Que nojo. MPF perdendo o resto de dignidade que lhe restava.

  303. Victor Cabral

    -

    14/02/2012 às 12:01

    Eu apoio este procurador, devemos começar a atuar na prática como Estado Laico e criar vergonha na cara e deixar de mimimi.

  304. Daniela

    -

    14/02/2012 às 12:01

    Se ele está incomodado com a inscrição na cédula a solução é fácil – doa seu “misero” salário pra quem não sabe nem o que está escrito na nota porque quase não vê o dinheiro. O estado é laico por convenção, mas as pessoas que aqui nascem e morrem em sua maioria acreditam em Deus. Mas pensando bem, na verdade pra Deus deve ser uma vergonha ver menção a sua Pessoa na nota, porque afinal de conta é por conta “dela” que tantos horrores são cometidos. Para muitos o deus é o próprio dinheiro.

  305. wilson

    -

    14/02/2012 às 12:00

    Tanta coisa com que se preocupar e eles ficam discutindo o que está ou não está escrito no dinheiro ,vao dormir por favor ,pra não falar outra coisa

  306. Nadilson Lima

    -

    14/02/2012 às 12:00

    ISPI!!! que absurdo,a saúde e a segurança e a Educação está precisando de mais atenção do que uma frase colocada no dinheiro brasileiro.

  307. Daniel - jlle

    -

    14/02/2012 às 11:58

    “O MPF analisa o que fazer.” Analisar o que?? o atestado de demência do cidadão que inventou essa baboseira? Estado laico… to vendo a encrenca que isso vai gerar.

  308. Helianna Carvalho

    -

    14/02/2012 às 11:57

    Semana passada tive uma aula de história sobre isso, que diz que o Estado é laico, ou seja, ele não deve ter nenhuma manifestação religiosa. Porém entramos em repartições públicas e vemos um crucifixo na parede… Sou católica e não me incomodo com esses atos, nem o da cédula, mas outras pessoas diferente de mim não gostam disso.

  309. Aline

    -

    14/02/2012 às 11:56

    Esse pessoa poderia procurar algo melhor pra se preocupar, do que se preocupar em tirar esta frase tão linda das cédulas.
    Tenho certeza que ninguém nunca se incomodou com isso.
    Porque ele se incomoda ?
    Sei qe não devemos associar Deus ao dinheiro, mas deixem a frase nas cédulas, para que nós possamos lembrar cada vez mais daquele que não nos esqueçe.
    Deus seja louvado hoje, amanhã e sempre.

  310. Rubens

    -

    14/02/2012 às 11:55

    Nunca tinha nem percebido que tinha isto escrito, o dinheiro vai embora muito rápido rs;

  311. Edinei

    -

    14/02/2012 às 11:54

    Tirar a frase da cédula, tirar o crucifixo da parede e abolir todos os feriados religiosos. Aí concordo que o Estado é laico.

  312. O Justiceiro

    -

    14/02/2012 às 11:53

    1) A frase está associada a um credo religioso: acreditar em deus. Não deve, portanto, existir.

    2) O MPF tem, sim, competência para analisar casos de desrespeito à Constituição.

    Chega de atraso, chega de religião.

  313. Raul

    -

    14/02/2012 às 11:50

    “A República Federativa do Brasil não é anti-religiosa ou anti-clerical, sendo-lhe vedada apenas a associação a uma específica doutrina religiosa ou a um certo e determinado credo.” BC

    Perfeita descrição de laicidade do Estado. Estado-laico não significa estado-ateu, e sim um estado que respeita todas as crenças até de não acreditar em nada como um ateu.Livre expressão meu povo, vamos deixar de radicalismos.

  314. lea

    -

    14/02/2012 às 11:50

    o comentario do REGIS faz sentido..tenho um apergunta… sera consciencia mesmo?eles sao imunis a isso. REGIS.. talvez estejam é procurando um jeito de tirar mais dinheiro da populacao. se mexer ali alguem vai ter que pagar.conclusao mais dinheiro la, mais chance de pegar…

  315. Lucas FC

    -

    14/02/2012 às 11:50

    ele ñ gosta da frase na cédula, mas pergunta a ele se fica sem passear nos feriados santos.

    ele trabalha nos feriados santos e qnd perguntam o porque ele explica: “ofensa à laicidade da República Federativa do Brasil”

    ta bom, senta lah claudia

  316. Raul

    -

    14/02/2012 às 11:46

    Perfeita descrição de laicidade do Estado. Estado-laico não significa estado-ateu, e sim um estado que respeita todas as crenças até de não acreditar em nada como um ateu.Livre expressão meu povo, vamos deixar de radicalismos.

  317. Felipe

    -

    14/02/2012 às 11:45

    Tem que tirar mesmo! Respeito ao estado Laico e aos não-religiosos! Já chega de instituições como a Igreja e o PT impondo sua fé e suas doutrinas a quem quer pensar livremente.

  318. lea

    -

    14/02/2012 às 11:40

    mas que coisa porque ele nao procura o que fazer? se procurar encontra
    vai se ocupar com outra coisa eu em?..se ele nao acredita em DEUS o problema é dele o outros brasileiros acreditam. pq nao perguntam para nos brasileiros o que achamos disso?

  319. Fe/Brasil

    -

    14/02/2012 às 11:39

    AH!!! PARE DE ENCHER O SACO, PROCURADOR! Esse procurador deve ser um panaca. Se fosse em função de ser o Brasil um estado laico, o bispo Macedo, a igreja católica, os milionários pastores e bispos “pedidores de dinheiro” teriam de ser presos. Aliás, por que esse procurador ao invés de encher o saco com “mixaria” não procura saber o faturamento dos bispos e pastores que gastam verdadeiras fortunas nas rádios e TVs? De onde sai o dinheiro? Dos miseráveis trabalhadores enganados pelos lacaios? Deus está sendo usado sim, mas por malandros enganadores que o procurador faz de contas que não vê. – Vai que é sua procurador.

  320. Angela

    -

    14/02/2012 às 11:32

    Bom dia a todos!! O nosso país está precisando que funcione bem a saúde, a segurança publica, acabar com os politicos corruptos e um ser humano entra com uma ação pra tirar uma frase do dinheiro! Tenha a santa paciência!!!Deus tenha misericórdia!! Deus seja louvado mesmo pq Ele é o criador e dono desse mundo!

  321. Mago77

    -

    14/02/2012 às 11:27

    Acho justo isso, afinal o filho dele foi vendido por 30 malditas moedas.

  322. Guilherme

    -

    14/02/2012 às 11:16

    Finalmente. Fingir que o estado é laico todo mundo faz, mas quando é pra ser de verdade, o pessoal reclama falando que o povo é religioso e isso não incomoda.

    Claro, não incomoda quem é religioso. E pra quem não é?

    E dizer que não é pertinente só porque tem coisas mais importantes é falta de argumento. É o mesmo que falar que o problema dos corruptos brasileiros não é pertinente pois existem crianças na África passando fome.

  323. cezac de berno

    -

    14/02/2012 às 11:11

    Fazendo embaixadinha pra torcida.

  324. savio

    -

    14/02/2012 às 11:10

    E ai Sr Pedro Antonio de Oliveira, antes de tudo quem vai pagar a conta??????

  325. Réges

    -

    14/02/2012 às 10:56

    Talvez o motivo desta ‘tão importante’ solicitação seja o fato de esta frase pesar na consciência daqueles que manipulam o dinheiro de forma ilícita. É só imaginar vc recebendo uma nota de R$100,00 de alguma propina, corrupção, etc,… e ao olhar a nota declarar: Deus seja louvado!

  326. J.B.CRUZ

    -

    14/02/2012 às 10:53

    Em todos os PAÍSES onde o regime é DEMOCRÁTICO, há mais crédulos que ateus; e como nas DEMOCRACIAS o que manda é a maioria, deve se manter a inscrição DEUS SEJA LOUVADO…Nos EUA que é a maior democracia do mundo, vê-se nas notas de dólares a inscrição “IN GOD WE TRUST”(NÓS CONFIAMOS EM DEUS”, ENTÃO QUE SE RESPEITE A VONTADE DA MAIORIA….

  327. valdir f campos

    -

    14/02/2012 às 10:41

    se e certo ou errado e uma discurssao filosófica,em um pais que os procuradores tem uma imensa quantitidade de coisas mais importantes pra fazer e dizem que nao tem tempo. este rapaz ta fazendo besteira e se preocupar com coisas menos importantes

  328. Frank

    -

    14/02/2012 às 10:40

    Pessoal,

    Será que o MPF não tem coisa mais importante para fazer? Ridículo!!!!!!

  329. Juliana S.A.

    -

    14/02/2012 às 10:39

    Lamentável. Quando pensamos que não há mais com o que se surpreender aqui no Brasil, fatos novos, lúgubres e inoportunos surgem nos mostrando que ainda há muita ignorância debaixo do couro cabeludo daqueles que deveriam usar a pretensa inteligência em prol de coisas produtivas.

  330. Vanderlei

    -

    14/02/2012 às 10:29

    Bem, ligar dinheiro a Deus é questão de falta de bom senso. Só vai ficar bom pra certos pastores que pedem, descaradamente, dinheiro em nome de Jesus. Aí poderão dizer: O Pai está na nota, agora você pode doar ao Filho.

  331. fabricio

    -

    14/02/2012 às 10:28

    Pois é, esse procurador presta um desserviço a Deus e à Nação brasileira!!! Deveria ser exonerado do cargo!!!

  332. Juu

    -

    14/02/2012 às 10:27

    Sinceramente?? Que Ridiculo um procurador criar conflito por uma frase que está na nota, se fosse assim se o Estado fosse realmente laico todas as imagens seriam retiradas das cidades, as igrejas e outras instituições religiosas não poderiam ter nenhuma relação com os municipios e etc… Falta do que fazer mesmo.

  333. Cris

    -

    14/02/2012 às 10:11

    Ele só quer criar polemica, para ser lembrado nas próximas eleições.Como ele é substituto,precisa chamar a atenção pra si, nos seus quinze minutos de fama.

  334. Vitor Carneiro

    -

    14/02/2012 às 10:09

    É cada uma que aparece! A Palavra Deus seja louvado não agride a Constituição. Embora o Brasil seja laico. E o Estado não tenha religião, o povo brasileiro é religioso e isso precisa ser respeitado.
    Os feriados religiosos agridem muito mais o estatuas de Estado laico do que uma frase em nossa moeda.
    Manda o reocupados e combater a corrupção que aí ele terá bastante trabalho pra fazer.

  335. jose adirailto conceição

    -

    14/02/2012 às 10:08

    com tantos politicos, traficante e as mais diversas classes de canalhas a solta no pais, este procurador deveria procurar condenar bandidos e não aparecer as custas de uma coisa tão insignificante para o povo brasileiro.

  336. Cicero Marinho da Silva

    -

    14/02/2012 às 10:05

    Eu ia mandar esse procurador procurar o que fazer mas já disseram aí embaixo.

  337. Sales

    -

    14/02/2012 às 9:58

    talves esse palhaço estivesse sem fazer nada, só coçando os “olhos”, e aí fica inventando besteiras, deve ser um desocupado, só mamando nas tetas do governo.

  338. Salazar

    -

    14/02/2012 às 9:56

    A gente bem sabe a que deus essa nota se refere… E dizer “tem assunto mais importante pra tratar” é bobagem. É pertinente.

  339. gameler

    -

    14/02/2012 às 9:49

    Tantos problemas mais serio a ser resolvidos o todo poderoso procurador vai se preocupar com um semples mensagem religio.Deus todo poderoso tenha compaixao de nos

  340. Junior

    -

    14/02/2012 às 9:24

    Isso é falta do que fazer ????

  341. romeu

    -

    14/02/2012 às 9:20

    Será que o MPF não tem outra coisa com que se preocupar? Querem aparecer? Pendurem uma melancia no pescoço.

  342. hugo ribeiro

    -

    14/02/2012 às 8:50

    concordo plenamente! o estado é laico! é um absurdo ter crucifixos nos tribunais de justiça!

  343. LAURO SOUSA

    -

    14/02/2012 às 8:44

    Bom dia, leia o blog do magno.com.br Saiba mais sobre contratos fantasmas do Governo de Pernambuco com locadoras de veículos que nunca existiram…

  344. cc

    -

    14/02/2012 às 8:43

    Podiam escrevar nas notas Satã seja louvado, só pra contrariar um pouco.

  345. LAURO SOUSA

    -

    14/02/2012 às 8:42

    Chará, manda alguém investigar vários contratos de locação de automóveis entre o Governo de Pernambuco e diversas locadoras FANTASMAS supostamente existentes na cidade de Moreno/PE. Um deles envolve uma picape Hilux utilizada pelo Secretário Estadual de Transportes Isaltino Nascimento, flagrado recentemente numa blitz ALTAMENTE alcoolizado, ao volante da Hilux locada numa empresa fantasma. LEIA O BLOG DO MAGNO!! Eduardo Campos montou uma verdadeira MÁFIA em pernambuco…

  346. Fernando Lima

    -

    14/02/2012 às 8:25

    Acho que as maracutaias dos políticos corruptos deste país são mais importantes do que discutir o que está escrito na cédula de dinheiro, coisa que ninguém se preocupa em ler, pois até dinheiro falso passa fácil no mercado…

  347. Jeová Peixoto

    -

    14/02/2012 às 8:24

    Ministro desocupado,veja quanto problema tem esse país pra você querer usar milhões pra tirar uma frase que não altera em nada o direito de quem quer ou não ser cristão.Acho,isso é na minha pouca visão querer desviar a atenção dos cidadões pra algo que querem realmente fazer.Abra os olhos Brasil.

  348. BETHS

    -

    14/02/2012 às 8:21

    Atenção, MPF! O procurador Pedro Antonio de Oliveira está sem nada para fazer, por favor, arrumem trabalho para o gajo!

  349. Tatu

    -

    14/02/2012 às 8:13

    Tanta coisa pra se fazer e essa gente ta se importando com essa frase na nota? Será falta do que fazer?

  350. Chico

    -

    14/02/2012 às 8:11

    Está certo o procurador!
    Se é pra agradar aos cristãos e ser justo com as outras religiões deveria também estar impresso:
    Alá esteja convosco.
    Oxum é o maior.
    Buda é meu guia.

  351. Anti besteirol.

    -

    14/02/2012 às 8:10

    O MPF não tem que fazer nada. Perde tempo com coisas superficiais. A tantos problemas por resolver como combate a corrupção, desvios de verbas, investigar políticos bandidos, reduzir criminalidade, rever o código penal,… etc, etc, etc. Talvez por isso ele seja um procurador substituto. Fica catanto coquinhos na ladeira. Vá perguntar nas ruas quantas pessoas prestam a atenção nesse detalhe!

  352. jml

    -

    14/02/2012 às 8:02

    Será que sua excelência não tem nada mais importante a fazer não?

  353. bruno almeida

    -

    14/02/2012 às 7:57

    bela resposta do banco central

  354. Antonio

    -

    14/02/2012 às 7:52

    Este procurador não tem o que fazer da vida? Não tem trabalho pra ele? Vai ser produtivo para o país, procurador.

  355. tonio cunha

    -

    14/02/2012 às 7:48

    Talves se trocar para “Lula seja louvado” o procurador podera considerar a frase mais adequada. O MPF hoje representa um braço direito do governo e nao defende que lhe paga o salario, o povo brasileiro, contra os corruptos que assolam o Brasil.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados