Anonymous versus STJ

Os hackers do Anonynous continuam comprando a briga da turma de radicais mascarados que participam de quebra-quebras em nove de cada dez passeatas, principalmente no Rio de Janeiro. Dessa vez, sobrou para o STJ. O site do tribunal foi invadido três vezes nas últimas duas semanas. Os Anonymous exigem que o STJ intervenha para garantir […]

Apoio de hackers

Os hackers do Anonynous continuam comprando a briga da turma de radicais mascarados que participam de quebra-quebras em nove de cada dez passeatas, principalmente no Rio de Janeiro. Dessa vez, sobrou para o STJ.

O site do tribunal foi invadido três vezes nas últimas duas semanas. Os Anonymous exigem que o STJ intervenha para garantir que os mascarados possam continuar frequentando os atos de protesto com os rostos cobertos.

O problema é: a questão da obrigatoriedade de identificação dos chamados black-blocs está com o Tribunal de Justiça do Rio, uma instância inferior, e, pelo menos por enquanto, o STJ não tem nada a ver com isso (Leia mais em: Invasão na Anvisa).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s