Blogs e Colunistas

luiz inácio lula da silva

06/11/2013

às 15:35 \ Uncategorized

Amizade intacta

fotomaquiQuando VEJA mostrou o exército de perfis falsos criados a mando do governo do Distrito Federal para espalhar elogios a Agnelo Queiroz e atacar adversários nas redes sociais, o petista disse que nada tinha a ver com o caso. Mas, pelo visto, o governador não ficou muito irritado com Sérgio Diniz e Rosa Sarkis, o casal que operava a fábrica de robôs na internet. Ele continua se encontrando com os responsáveis pela farsa, donos de uma empresa que recebeu recursos públicos do governo do DF. Na semana passada, Rosa esteve ao lado do governador e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no evento que celebrou os dez anos do Bolsa Família – e cuja presença era restrita a convidados. Orgulhosa, ela exibiu a foto na internet.

A propósito, a fábrica de perfis falsos de Rosa e Diniz continua operando, embora mais discretamente.

(Gabriel Castro, de Brasília)

 

09/10/2013

às 12:11 \ Eleições 2014

Marina apresentará Campos a empresários em SP

marinaeduardo

A ex-senadora Marina Silva, recém filiada ao PSB, estará em São Paulo nesta quinta-feira para apresentar ao presidente de seu partido, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, empresários ligados a ela. A ideia é iniciar uma aproximação entre o grupo financeiro que dá suporte a seu projeto político e o pernambucano, com vistas à campanha presidencial de 2014. Entre os convidados estão o presidente da Natura, Guilherme Leal, vice de Marina na campanha presidencial de 2010, os empresário Roberto Klabin e Pedro Passos e representantes do banco Itaú. O encontro dá início às viagens que Marina e Campos farão pelo país.

Apesar de o governador já ter boa relação com alguns segmentos do empresariado, fruto de rodadas de conversas desde que assumiu o governo de Pernambuco, a cúpula do PSB acredita que o encontro desta quinta-feira é fundamental para aumentar o leque de relações de Campos no estado mais rico do país. Com a adesão de Marina, o governador espera atrair o apoio de grandes empresas que carregam a bandeira da sustentabilidade, mantra da ex-senadora, como, por exemplo, a Natura e a Klabin. O governador ensaia discurso sobre o tema.

(Com Estadão Conteúdo)

13/09/2013

às 18:15 \ Eleições 2014

Dilma e Lula se reúnem na Granja do Torto

A presidente Dilma Rousseff está reunida com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na Granja do Torto, em Brasília, na tarde desta sexta-feira. Lula chegou à capital federal antes do almoço e já esteve com alguns petistas e com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo (PCdoB).

Com a missão de ajudar o PT a montar palanques para 2014, Lula tenta desfazer problemas com os partidos da base de sustentação do governo – que estão com a relação desgastada com a presidente – e atrair aliados para a campanha da reeleição de Dilma. Os petistas estão convencidos de que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), será candidato ao Palácio do Planalto, no ano que vem. Eles têm medo de que Campos estrague o plano do partido de manter-se no poder levando a disputa para o segundo turno.

(Com Estadão Conteúdo)

22/08/2013

às 13:47 \ governo Dilma Rousseff

Dilma encontra Lula antes de agenda oficial em São Paulo

Dilma e Lula em encontro do PT em Salvador no mês passado

A presidente da República, Dilma Rousseff, adiantou sua chegada a São Paulo nesta quinta-feira para se encontrar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com agenda oficial marcada apenas para as 15h, a presidente desembarcou no aeroporto de Congonhas, na Zona Sul da capital paulista, às 11h. De lá, seguiu de helicóptero até o Comando Militar do Sudeste, perto do Parque do Ibirapuera e, em seguida, para o Hotel Renaissance, na região da Avenida Paulista. Acompanha a presidente o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

O encontro, que não consta da agenda oficial, é discreto e com pouca movimentação no hotel, onde agentes civis de segurança da Presidência circulam pelo saguão. A assessoria de imprensa do Instituto Lula está no hotel, mas não quis confirmar o encontro.

À tarde, Dilma participará da cerimônia de comemoração de um milhão de contratos assinados pelo Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) na Vila Mariana, Zona Sul. Participará do evento o prefeito Fernando Haddad (PT). Lula viajará para o Acre nesta tarde, onde visita um projeto de piscicultura do governo do estado, comandado pelo petista Tião Viana.

É a segunda visita de Dilma a São Paulo nesta semana. Na segunda-feira, ela esteve em São Bernardo do Campo, cidade onde reside Lula, e anunciou a liberação de 2,1 bilhões de reais para os sete municípios do ABC paulista. O último encontro entre os petistas aconteceu na quarta-feira da semana passada, em um café da manhã no Palácio Alvorada, em Brasília.

(Felipe Frazão, de São Paulo)

09/05/2013

às 15:09 \ Eleições 2014

Dilma debate palanques eleitorais com Lula no Alvorada

Tarja Eleições 2014A presidente Dilma Rousseff se reunirá nesta quinta-feira com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do PT, Rui Falcão, e o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, no Palácio da Alvorada. Na pauta, o palanque para 2014 nos estados. Os acertos partidários para a campanha eleitoral do ano que vem e a ampliação do espaço do PSB também estarão no cardápio.

Mais tarde, Dilma receberá o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, no Palácio do Planalto.

Nesta quarta, Dilma se reuniu com o PMDB gaúcho, no Palácio do Jaburu, a convite do vice-presidente Michel Temer. A presidente recebeu o apoio dos peemedebistas gaúchos para a sua reeleição, mas foi avisada que o partido terá candidato próprio em 2014 ao governo do Rio Grande do Sul contra o PT.

(Com Estadão Conteúdo)

23/04/2013

às 13:23 \ Julgamento do mensalão, Lula

Ex-presidente Lula terá coluna mensal no ‘New York Times’

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinará uma coluna mensal no jornal americano The New York Times. De acordo com o instituto do ex-presidente, o acordo foi fechado nesta segunda-feira em uma reunião com o diretor-geral do serviço de notícias do jornal, Michael Greenspon.

Segundo a assessoria do petista, a coluna “tratará de política, economia internacional e iniciativas para o combate à fome e à miséria no mundo”. A data de início da publicação não foi divulgada.

No ano passado, em entrevista ao jornal americano, Lula afirmou que o mensalão não existiu. O petista repetiu sua versão fantasiosa sobre o maior escândalo de corrupção da República, que terminou com 25 réus condenados pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

08/04/2013

às 9:42 \ governo Dilma Rousseff

Dilma escapa de Brasília para festa de Marisa em SP

A presidente Dilma Rousseff saiu discreta e sigilosamente de Brasília na noite de sábado para comemorar os 63 anos de Marisa Letícia em São Paulo. O Planalto apenas informara que a presidente teria uma “agenda privada”. Dilma e cinco ministros do governo participaram da festa surpresa que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva armou para sua mulher no restaurante Rodeio, nos Jardins, bairro nobre da capital. A presidente chegou por volta das 21h30, permanecendo na festa por cerca de duas horas. Dilma estava num um Ômega prata, carro não oficial. O trajeto de Brasília a São Paulo foi feito no avião da Presidência.

Dilma foi aplaudida ao entrar no salão e fez questão de cumprimentar todos antes de se sentar entre Lula e Marisa. Entrou e foi embora pela porta dos fundos, que dava acesso direto à área reservada à festa. A assessoria de Dilma disse que ela embarcaria direto para Brasília. Em uma semana, a festa foi o segundo evento secreto de Dilma. Na quinta-feira passada, ela também deixou a capital federal e reuniu-se com Lula, o ministro Aloizio Mercadante (Educação), o ex-ministro Antonio Palocci e o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, por sete horas no Hotel Unique, em São Paulo. O Planalto não informou nenhum tipo de detalhe do encontro por se tratar de “agenda privada” da presidente.

Lula tirou Marisa do apartamento em São Bernardo com a desculpa de que iriam à casa de um dos filhos. Os noventa convidados insistiam em dizer que conversas políticas não entraram em pauta. Entre os presentes estavam os ministros Edison Lobão (Minas e Energia), Marta Suplicy (Cultura), Alexandre Padilha (Saúde), Mercadante e Guido Mantega (Fazenda), além do cabeleireiro Wanderley Nunes e do médico do casal, Roberto Kalil. O prefeito Fernando Haddad e a família também foram à festa. Na saída, questionado por repórteres sobre o pedido de investigação da denúncia de Marcos Valério sobre seu envolvimento com o mensalão, Lula fugiu da pergunta. “Foi surpresa”, disse, referindo-se à festa.

(Com Estadão Conteúdo)

04/03/2013

às 15:48 \ Presidência

Dilma, o pibinho e a pneumonia

Em viagem a João Pessoa (PB), a presidente Dilma Rousseff demonstrou nesta segunda-feira estar cada vez mais influenciada pelo clima pré-eleitoral – e cada vez mais dada aos exageros verbais do antecessor, Luiz Inácio Lula da Silva. A petista parece ter aprendido com Lula a redobrar as frases de efeito quando a situação não é das melhores. Apesar do crescimento frustrante do PIB em 2012 e de a própria equipe econômica ter atribuído o baixo desempenho à crise internacional, Dilma afirmou que o Brasil não vai ser “contaminado”: “Quando há um espirro no exterior, o Brasil não pega pneumonia”, declarou.

“O Brasil só vai andar para frente se mexer naquelas questões que transformam a competitividade; por exemplo, porto e aeroporto”, declarou a presidente.

As declarações de Dilma foram dadas durante uma cerimônia de entrega de moradias populares em João Pessoa. Esta é a primeira viagem dela à Paraíba.

(com Estadão Conteúdo)

Após usurpar articulação com a base, Lula se encontra com Dilma em SP

Depois de “dar aula” para a cúpula da prefeitura de São Paulo, colocando o novo prefeito da capital paulista, Fernando Haddad, na posição constrangedora de subordinado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reunirá com a presidente Dilma Rousseff na próxima sexta-feira, em São Paulo, após as comemorações do aniversário da cidade. Nesta segunda, o ex-ministro da Secretaria de Direitos Humanos e diretor do Instituto Lula Paulo Vannuchi afirmou que Lula tomará para si as articulações com a base de Dilma para tentar garantir apoio à reeleição da presidente. “Na disputa federal, ele vai gastar toda a energia para a manutenção da aliança entre PT, PMDB e PSB”, disse o ex-ministro, avaliando que a aliança teria sofrido arranhões pelas tensões provocadas pelo processo municipal de outubro do ano passado.

A principal preocupação é com o presidente do PSB e governador de Pernambuco Eduardo Campos. Lula teme que ele se desgarre e cresça como uma liderança de oposição na disputa de 2014. O risco é maior ainda por se tratar de um político que tem base no Nordeste, região que ajuda a segurar a votação e a popularidade da presidente. Recentemente, Dilma começou uma série de viagens pela região para tentar resgatar o prestígio entre os nordestinos.

Na mesma data, a presidente tem encontro marcado com Haddad e com o governador do estado, Geraldo Alckmin (PSDB). Para o encontro com o prefeito – que também faz aniversário na sexta-feira –, o governo federal preparou uma agenda positiva com a entrega de unidades habitacionais e ambulâncias, além de anúncios de parcerias nas áreas de Educação e Saúde.

(Com Estadão Conteúdo)

21/01/2013

às 19:12 \ Uncategorized

Lula reúne amigos e (novamente) foge da imprensa

O ex-presidente Lula em encontro com intelectuais (Ricardo Stuckert/Instituto Lula)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reuniu nesta segunda-feira em um hotel de luxo em São Paulo um grupo de “intelectuais sul-americanos”, na definição vaga dada por seu instituto, para tratar de temas referentes à região. Na prática, o encontro serviu apenas para o petista rever antigos aliados, como venezuelanos chavistas, argentinos pró-Kirchner e ex-integrantes da administração do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo. Também participam o ministro da Defesa, Celso Amorim, o presidente do BNDES, Luciano Coutinho, e o assessor especial a Presidência para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

Não foi permitida a entrada de jornalistas no local. Assessores do ex-presidente informaram que ele não pretendia falar com a imprensa, prática que se tornou rotina desde o estouro do escândalo envolvendo a ex-chefe do escritório da Presidência em São Paulo Rosemary Noronha, que havia sido nomeada por Lula e mantida no cargo no governo Dilma a pedido dele.

(Jean-Philip Struck, de São Paulo)

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados