Blogs e Colunistas

04/12/2012

às 11:18 \ governo Dilma Rousseff

Dilma comete gafe e é vaiada em evento

A presidente Dilma Rousseff cometeu uma gafe durante a Conferência Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência na manhã desta terça-feira, em Brasília. Com um discurso caloroso, ela ressaltou a importância da tecnologia inclusiva, para “dar melhores oportunidades para portadores de deficiências”. Nesse momento, uma grande vaia ecoou no salão.

O termo portadores tem sentido pejorativo. A presidente logo se retratou: “Desculpa, eu quis dizer ‘pessoas com deficiência’. Eu entendo que vocês tenham esse problema. Portador não é muito humano, né? Pessoa é”.

A justifica deu certo e a presidente virou o jogo, voltando a ser aplaudida várias vezes ao longo do seu discurso de quase 30 minutos. Ao terminar sua fala, a plateia seguiu gritando o nome da presidente, que voltou ao microfone declarou: “É recíproco”.

Reinaldo Azevedo: vaias são injustas

(Marcela Mattos, de Brasília)

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

74 Comentários

  1. jorge

    -

    28/06/2013 às 8:43

    em nosso pais existe milhões de gente que ver o filho se prostituindo usando droga roubando matando e ainda fala q o filho nao faz nada como acima os patriotas do Pt dão a vida a dilma enquanto ela tira a vida dos brasileiros vcs tem que ver q a quatro anos aqui no rj valor de uma passagem comprava um litro de gasolina sobrava 24 centavos hoje a passagem e 2.75 e a gasosa e 3.79 nao tem saúde educação segurança os preços sao absurdos vc ver na tv no supmarketing uma promoção de um produto enquanto q próximo a vc e o dobro um salário mínimo a dez ou quinze anos atras dava pra comprar algo agora nao se compra mais nada eu me refiro a isso nao por me mas pela as pessoas q depende do pouco pra sobreviver entao gente vamos acordar e pensar no futuro

  2. Ana Célia

    -

    16/04/2013 às 17:46

    Portador de deficiencia, portador de necessidades especiais, pessoa deficiente, pessoa portadora de deficiencia mental grave, … não importa o termo. E parabens Maria Aparecida Correa Lopes pelo seu depoimento, pela sua luta.

  3. Jonas

    -

    06/12/2012 às 19:05

    A bobeira é que essa oposição a ela está sendo orquestrada por partidos emergentes, que se opõem à lei que recomenda incluir nas mesmas salas pessoas com deficiência e sem. A terminologia era adotada até bem pouco tempo, agora virou um tabu, uma ‘gafe’. Putz …

  4. Déborah Maria

    -

    05/12/2012 às 19:20

    Não entendo as vaias! Em alguns cadastros que preenchemos, inclusive da Secretaria da Educaçao, aparece a pergunta: E portador(a) de deficiência física?.

    Déborah

  5. Jefferson

    -

    05/12/2012 às 12:47

    Todos cometemos equivocos, mas, saber se retratar é uma grande virtude.

  6. Mariana

    -

    05/12/2012 às 6:40

    Não percebo gafe alguma. “Gafe” é um termo usado pelo articulista somente para chamar a atenção do leitor à notícia. Recurso bem pobre no jornalismo. Ela se justificou, explicou-se, sorriue, depois, recebeu aplausos, risos em troca.

  7. Frabcisco

    -

    05/12/2012 às 1:02

    Portador = com… Mesma coisa. Vaia boba…

  8. DAVID NOMERO DE MACEDO

    -

    04/12/2012 às 21:26

    BONITA ATITUDE PRESIDENTE DILMA, RECONHECER O ERRO E CORRIGIR É DIGNO,É HUMANO.

  9. mpp

    -

    04/12/2012 às 21:05

    Não vejo qualquer problema. A Presidenta Dilma “reforçou” o substantivo e, elegantemente, pediu desculpas. Mais importante que isso é sua iniciativa-continuidade em projetos sociais. Muito aplaudida, como não poderia deixar de ser. Avante brasil, apesar da grande inveja de muitos de LULA e da PRESIDENTA. Que Deus os proteja.

  10. EUGENIO

    -

    04/12/2012 às 19:58

    SE É “VERO”,PODER-SE-IA DIZER QUE A EMENDA ” MELHOROU O SONETO”?

  11. Adelaide Singer

    -

    04/12/2012 às 19:31

    “O termo portadores tem sentido pejorativo”. Agora surgiu uma dúvida: em outra matéria do site (Psiquiatrias revisam critérios para o diagnóstico de distúrbios mentais) está escrito: “Outra mudança do novo manual é a inclusão dos ‘distúrbios de humor desregulado’, que foi estabelecido com a finalidade de diagnosticar crianças que apresentam irritabilidade frequente e episódios de explosões como PORTADORAS de uma doença mental”. Neste caso, usar o termo “portadoras” não é pejorativo?

  12. Fernando Jorge

    -

    04/12/2012 às 18:55

    Assumir um erro em público e corrigir-se é algo muito bonito, ainda mais para um chefe de estado.

  13. ADILSON CARNEIRO

    -

    04/12/2012 às 18:47

    QUERO PARABENIZAR O DR. REINALDO AZEVEDO QUE ASSEGURA AO POVO BRASILEIRO A DIGNIDADDE DA INFORMAÇÃO SOBRE ESSA CANALHA INSTALADA NO PODER, OS PETRALHAS.ASUALUTA PELA LIBERDADE DA IMPRENSA MERECE APOIO DE TODA A GRANDE MIDIA PARA QUE ELE POSSA LEVAR A FRENTE DERROTAR ESSAS IDEIAS DE CONTROLE .QUANDO VIER AO RECIFE VOU LEVAR O LIVRODOS PTRALHAS QUE ADQUIRI PARA RECEBER O SEU AUTOGRAFO. PARABENS ADILSON CANEIRO ENGENHEIOR CIVIL 71 ANOS.

  14. Guilherme Felipe Agapto

    -

    04/12/2012 às 18:46

    Ela teve um erro comum. Pronunciou de uma maneira errada, mas acredito que a causa disto foi que se ouve falar isto na mídia e ela automaticamente proferiu esta palavra por hábito. Mas ela foi forte, guerreira e virou o jogo e sendo aplaudida. Aplausos para a Dilma!

  15. Sylvio Haas

    -

    04/12/2012 às 18:37

    Não sabia que era ofensivo dizer “portador”. Não vejo a razão, portador é quem carrega algo –no caso, algo pesado e difícil, não vejo nada de pejorativo aí, mas aceito. Aprendi mais uma.

  16. andre

    -

    04/12/2012 às 18:26

    que frescura. Muito recalque.

  17. Adrienne Machado Costa

    -

    04/12/2012 às 18:22

    Quanto a isso, uso de termos, modismos, acho tudo uma grande bobagem…

  18. Ronaldo Castro

    -

    04/12/2012 às 18:17

    Incrível como a veja sempre arranja uma forma de dar a noticia pelo viés negativo

  19. Gabriel Augusto

    -

    04/12/2012 às 18:05

    Que moralismo bobo! Não se pode falar mais nada nesse país, pois as pessoas se doem por tudo.

  20. Maria Aparecida Correa Lopes

    -

    04/12/2012 às 17:46

    Gostei muito das palavras da nossa presidente apesar da gafe. Principalmente quando ela diz: – “Somos a favor da educação inclusiva, para valer, e também das instituições especiais. Uma coisa não exclui a outra – afirmou”.
    Essas palavras me animaram muito, pois a alguns dias escrevi uma carta com os seguintes dizeres: “Preconceito na primeira infância.
    A quem possa interessar.
    Meu nome é Maria Aparecida Correa Lopes, sou mãe de uma criança deficiente de 26 anos. Digo criança porque, apesar da idade, tem uma mente infantil, e é também deficiente física. Mas, apesar dessas deficiências, é uma criança maravilhosa, que gosta de ir à escola. E mesmo com dificuldades em aprender, se sente útil, fazendo algo importante ou que a torne importante de alguma forma. E é sobre essa criança e outras que estudam juntas na ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO ESPECIAL DE VENDA NOVA, Bairro Letícia, que gostaria de comentar.
    A escola foi criada em 1991 pelo então prefeito EDUARDO AZEREDO, escola essa, especial, para crianças especiais, portadoras de necessidades especiais. Não são crianças com um intelecto normal, são crianças com alguma deficiência no aprendizado. Para ser mais clara: “são crianças, apesar da idade com baixo nível intelectual”. Vejam bem, não são deficientes visuais, auditivas, ou simplesmente paraplégicas. Mais uma vez: “são crianças com baixo nível intelectual, ou com algum grau de deficiência no aprendizado”.
    Gostaria de deixar isso bem claro para que pessoas não confundam o deficiente físico com o deficiente de Baixo nível intelectual. O portador de deficiência física está sempre apto a cumprir tarefas com alto grau de dificuldade. Mas o portador de baixo nível intelectual necessita de um ensino adequado, adaptado, com técnicas especiais voltadas para tal nível intelectual.
    Esclarecido isso e bem esclarecido, vamos ao ponto que interessa.
    O fato é que, o atual prefeito Marcio Lacerda, talvez na melhor das intenções, fechou a Escola Infantil Vereador Antonio Meneses, Venda Nova, para reparos e a cinco anos transferiu professores e alunos para junto das crianças especiais da ESCOLA DE ENSINO ESPECIAL DE VENDA NOVA. Até ai tudo bem. Para os pais dos especiais não teve problema algum. Mas para a diretora atual da escolinha infantil e alguns pais, criou se um processo de intolerância ao deficiente com baixo nível intelectual, ou seja, um verdadeiro preconceito contra crianças especiais. Chegando a ponto de proporem grades separando as duas escolas. Grades separando recreio, rampa, banheiro cantina professores e quem sabe passeio, rua, bairro e etc. Grades separando a escola que foi criada e é adaptada para os deficientes.
    Será que essa diretora e esses pais já não estão criando crianças preconceituosas?!!! E o pior, já estão ensinando a essas crianças a viverem atrás das grades!!! É assim que querem resolver o preconceito?! Como podemos falar em inclusão se o preconceito começa na infância. Professoras, diretoras e profissionais despreparados que, na pré – escola, ensinam o preconceito, querendo separar crianças com grades.
    Essas palavras são de pais que lutam angustiados por seus filhos, que buscam o melhor para eles, acreditam neles e apesar de lutarem contra políticos, professoras e diretoras preconceituosas tem a solidariedade de pessoas de bom coração que sabem que um deficiente necessita de ensino especial e não de preconceito.
    E digo mais, se realmente colocarem grades separando crianças com preconceito, gritarei ao mundo e serei incansável, mostrando fotos das grades de escolas preconceituosas em Belo Horizonte, Minas Gerias, Brasil”.
    “O preconceito começa na deficiência intelectual das pessoas normais”.
    Parabéns a Dilma, essa maravilhosa mulher, mãe e presidente.
    Obrigada, agora me sinto mais confiante em lutar pela escola especial de nossos filhos.

  21. Ismael Pescarini

    -

    04/12/2012 às 17:41

    Pô, ela também é uma pessoa com deficiência. É recíproco.

  22. carlos robertson

    -

    04/12/2012 às 17:37

    A gerentona ta mordendo o beiço.Só fala asneiras

  23. jotapê

    -

    04/12/2012 às 17:22

    Juro que não entendi. Onde está a gafe? Observo que a expressão “portadores de deficiência” é usada frequentemente por todos os meios de comunicação. Então, por que a vaia?

  24. Jose Francisco

    -

    04/12/2012 às 17:12

    Realmente estamos chegando ao cúmulo do absurdo no que tange à ambiguidade e eufemismo exigidos das pessoas que se referem a cidadãos com qualquer deficiencia física no Brasil.
    O ridículo de há muito tempo foi ultrapassado nesse aspecto, pois na inglória busca de se tentar não milindrar os deficientes de qualquer tipo, parte-se para a total falta de bom senso.
    Com essa estupidez já institucionalizada na imprensa, novelas e nos mais diversos setores da sociedade,nos vemos utilizando adjetivos compostos e construções verbais obtusas, simplismente para não vocalizarmos palavras pelas quais na realidade a deficiencia deveria ser representada !!!
    Cego, nos países de língua inglesa é blind e não existe nenhuma busca ali de tentar fazer com que a cegueira fique menos feia chamando-a por outros nomes “visual deficicency” por exemplo.
    Só aqui,onde os nativos nutrem complexo de inferioridade, é que se busca com nomes pomposos, designar deficiencias físicas que são apenas o que são. Não há que se falar em conotação pejorativa a meu ver ao usar a designação correta da doença.
    Ora, cego é cego e o conceito pejorativo só é emprestado a esse termo como a tantos outros como surdo, aleijado etc, por indivíduos eivados de de preconceitos vários, que somente são cada vez mais reforçados por atitudes idiotas como essas.

  25. erre

    -

    04/12/2012 às 17:10

    Eles/elas fazem do público o que querem. Oh, povinho ignorante!

  26. augusto

    -

    04/12/2012 às 17:03

    A platéia entendeu perfeitamente a garfe de Dilma após o seu pedido de desculpas. Afinal, como pessoas com deficiência não reconheceriam uma igual? A “Presidenta Gerenta” é acometida da deficiência intelectual. hahahahahahahahVai ser anta assim na casa do pai lula.

  27. Mário Borges

    -

    04/12/2012 às 17:02

    O deficiente não é portador de nada, é apenas deficiente. Portador é aquele que carrega alguma coisa, por exemplo… uma pasta, uma arma, uma sacola…e ai por dinate.

  28. Fernando

    -

    04/12/2012 às 16:57

    A maior gafe que ela cometeu foi ter nascido.

  29. Rodrigo Soares

    -

    04/12/2012 às 16:44

    Parabéns, presidenta Dilma. Reconhecer e corrigir um erro é que se espera de uma pessoa de bem. Quem sabe possamos todos, seguir o exemplo, seja governo ou oposição. Em tempo: crimes, como os do mensalão, não devem ser tratados como simples erros.

  30. Anthytezes

    -

    04/12/2012 às 16:12

    .Poderiam publicar assim:Dilma comete gafe mas é aplaudida diversas
    vezes.Porque com a negatividade vende mais sei disso.Mas com certeza es
    tão dando mole e atraindo o NEGATIVO p*/a perto de vcs.

  31. Brasilino Brasa

    -

    04/12/2012 às 16:01

    Fossem tão críticos com o que se faz quanto com o que se diz, já seria um avanço. Palavras proibidas, frases politicamente incorretas, mas uma realidade escrachante em relação ao que se faz contra a corrupção, impunidade, superfaturamentos e o pesadíssimo custo de vida do brasileiro. Muito críticos com palavras e nada críticos com sua realidade, com os fatos que lhes gritam todos os dias.

  32. antonio

    -

    04/12/2012 às 15:46

    coitadinha gente a nossa dilma nao tem muita cultura…nao adianta puxar muito por ela.

  33. maria patricia

    -

    04/12/2012 às 15:27

    Ela não merecia ser vaiada!

  34. vicente de paulo rodrigues de arruda

    -

    04/12/2012 às 15:11

    Como sempre: Manchetezinha sem-vergonha. Não têm coragem de mudar para melhor.

  35. roberto ribeiro

    -

    04/12/2012 às 15:04

    discursos são palavras jogadas ao vento… a realidade impõe que as pessoas tenham atitudes, esperar desse governo atitudes para solucionar problemas é sonhar acordado, é – aproveitando a ocasião – acreditar em papai noel! e papai noel, nós que já somos crescidinhos infelizmente não acreditamos mais!

  36. D.Roscito

    -

    04/12/2012 às 14:56

    Desculpe a ignorância, mas não entendi a vaia !!! Vivemos em uma era do politicamente correto, que alias eu acho ridículo, e as pessoas se sentem ultrajadas com um termo errado, mesmo sabendo que não foi intenção ofender . Esqueçam essas picuinhas, e viverão melhor.

  37. fernando

    -

    04/12/2012 às 14:41

    A manchete pra variar não corresponde a realidade dos fatos que o próprio texto explica. Êta revistinha sem vergonha.

  38. DK R

    -

    04/12/2012 às 14:28

    dilmaaaaaaaaaaaaaaa te amamos!!!! nossa presidentaaaaaaaaaa :)) e viva o PT

  39. araujo

    -

    04/12/2012 às 14:28

    Eta povo politicamente correto!!!!?????

  40. 100destino

    -

    04/12/2012 às 14:25

    Pela cara que ela ta fazendo , tenho quase que serteza que está com diarreia.

  41. gastao

    -

    04/12/2012 às 14:15

    vai mal de ladeira a baixo gafe mesmo e esta copa de 2014 cuiaba esta um caos tudo atrasado e ainda superfaturamento vergonhoso se continuar passara vexame sem concerto.tudo atrasado nao ficara pronto.aposto

  42. Renato

    -

    04/12/2012 às 14:08

    Esse é o nível dos “comandantes” da nação. Nível zero ! ! Afinal, pra que investir em educação?

  43. er

    -

    04/12/2012 às 13:59

    Quem aplaudde esse governo é porque não tem noçõa do mal que esse partido está fazendo para o Brasil

  44. zepovinhodasilva

    -

    04/12/2012 às 13:55

    A gafe que ela cometeu não é grave não. Ela só teve que usar um sinônimo mais suave para referir-se as pessoas com deficiência. A onda do politicamente correto tá deixando difícil se expressar. Qualquer mínimo vacilo é vc já cometeu uma gafe. Posso dizer que uma pessoa é gorda, sem ter má intenção, e ser taxado de preconceituoso, e no entanto não sou. Agora se eu disser que uma pessoa é ‘obesa’ o problema não vai existir.
    Vamos ter que tomar muito cuidado com o que dissermos agora.

  45. ROMULO

    -

    04/12/2012 às 13:55

    BOBOLOGICAMENTO CORRETOS

  46. Sherlock

    -

    04/12/2012 às 13:47

    Só voltaram a aplaudir porque a presidente é do pt e, portanto, “do bem”. Se fosse um presidente de outro partido, portanto, automaticamente “do mal”, teria levado tomatada do começo ao final.
    O politicamente correto tem esse inconveniente: é bom ou mau a depender de quem diz – não do termo em si. O Lula, por exemplo, chamou os gaúchos de, bem, todo mundo sabe…, e o pt continuou bem votado no estado – incluindo o atual governador.

  47. Eliana Fernandes

    -

    04/12/2012 às 13:43

    Por que a veja sempre põe as piores fotos da presidente??? Estranho; muito estranho….

  48. Ilmar Dalcin

    -

    04/12/2012 às 13:41

    No Brasil de hoje, é incrível a preocupação para não dizer uma palavra que possa ofender. Dá nojo. Vamos parar com hipocrisia. O que vale é o sentido que a palavra faz na frase.

  49. Luiz Lima

    -

    04/12/2012 às 13:30

    Essa é portadora de uma clara disfunção verbal.

  50. Microempresário

    -

    04/12/2012 às 13:30

    A cultura do politicamente correto significa que algumas pessoas tem o direito de determinar o que as demais podem ou não falar. Consequentemente:

    politicamente correto = ditadura

  51. CLAUDIUS

    -

    04/12/2012 às 13:22

    A GovernANTA é a gafe em pessoa.

  52. Franklin Nicácio

    -

    04/12/2012 às 13:11

    Não foi bem gafe. Foi mais um ato falho…

  53. Manero

    -

    04/12/2012 às 13:11

    pobrezinha…a debilóide anda muito nervosa.
    pensou que era a única destinatária dos porcos afetos de seu ordinário mentor e patrão – lula da silva, o ‘omem’ que tirou a corrupção do tapete e botou na cama.

  54. TAMIRES FIDELIS

    -

    04/12/2012 às 13:10

    CARAMBA NÃO ACREDITO QUE ELA DEU ESSE GAFE….

  55. TAMIRES FIDELIS

    -

    04/12/2012 às 13:09

    CARAMBA NÃO ACREDITO QUE ELA DEU ESSE GAFE….
    QUE VERGONHA SE FOSSE EU NÃO SABERIA DAR A VOLTA POR CIMA

  56. Lucio Martim

    -

    04/12/2012 às 13:02

    E o circo continua. Esta é outra de péssima índole, é petralha.

  57. Arildo Paulo Viana

    -

    04/12/2012 às 13:01

    Dilma é uma populista, que está piorando as coisas no Brasil. Merecemos algo melhor.

  58. SILVANO FEBRONI

    -

    04/12/2012 às 12:49

    Tentando de todas as maneiras dar sentido a fala desta múmia, o que observo são os jornalista sempre no puxasaquismo, tendo mostrar o que ela não tem, inteligencia.

  59. liberato

    -

    04/12/2012 às 12:47

    trocar uma expressão não tem muita importancia dna. dilma; o mais importante
    seria que voçê tivesse competencia e decencia para gerenciar o Brasil.
    Em dois anos veremos a draga(a desgraça)em que vais deixar nossa nação;
    Por isto o Aécio neves , o Alkimin ou outro preparado para bem gerenciar que
    dê tempó ao tempo que esta venerável dilma estará num curto prazo caindo pelas tabelas; o próprio Zé Serra dá de 1000 a zero na incompetencia desta ilustre cria do lularápio , ou alguém tem alguma dúvida..
    falta pouco , só dois anos de enganação e descaminhos.

  60. Leonardo

    -

    04/12/2012 às 12:42

    Ignorantes vaiando a presidenta, apartir do momento que voce é privado de fazer algo sem a necessidade de meios externos como por exemplo se mover, voce é deficiente.

  61. luiz

    -

    04/12/2012 às 12:32

    Cara MARCELA, vc esperava o que de Dilma “A BURRA”.

  62. carlos robertp pereira almeida

    -

    04/12/2012 às 12:29

    dona dilma tem crédito, ela esta sob pressão.

  63. franklin coutinho

    -

    04/12/2012 às 12:26

    Nao sei porque, mas gosto do jeito desta mulher; percebo que ela ate tem bons propositos, o diabo e o – dize-me quem te botou e ti direi quem es ou poderas ser – vejam os exemplos que temos na STF (pelo menos dois )

  64. Dulce Regina

    -

    04/12/2012 às 12:23

    Eta povo otário!!! Tipo: Me engana que eu gosto..

  65. Jose Maria

    -

    04/12/2012 às 12:20

    Vaiaram por que? Porque são ignorantes, deficientes ou não. A presidente apenas quis ser gentil, nada mais. Aff!!!

  66. diogo

    -

    04/12/2012 às 12:19

    Só o senhor acha que ela virou o jogo.

  67. alemao

    -

    04/12/2012 às 12:14

    Chega de palhaçada. É portador, sim e fim de papo.

  68. LUIZ OLIVEIRA

    -

    04/12/2012 às 12:11

    O politicamente correto hoje domina tudo. Infelizmente.

  69. PeCam

    -

    04/12/2012 às 12:09

    Marcelo, o “ghost writer” dos discursos dela vai ser demitido! Que mancada dela….rsrsrs

  70. Robert

    -

    04/12/2012 às 12:05

    Gafe? Sem dúvida, uma platéia de deficientes.

  71. Marcelo Leite

    -

    04/12/2012 às 12:01

    Eu odeio o PT e não gosto da gestão da Dilma, mas não a teria vaiado por uma razão destas! Como esse povo é difícil, meu Deus!
    Se eu fosse presidente, teria um grupo de especialistas em “linguagem politicamente correta” que redigisse meus discursos, e meditaria muito antes de dizer qualquer palavra.
    Já pensaram se ela tivesse de discursar para um grupo composto por deficientes, negros (er… desculpem-me, afro-descendentes) gays e feministas?? Seria necessário consultar uma equipe antes de dizer cada palavra!

  72. João Neto

    -

    04/12/2012 às 11:45

    PresidANTA.

  73. lenin esta vivo

    -

    04/12/2012 às 11:45

    Caro Maq e comentaristas.!!
    Como se diz la no meu rincao, Puxa-faca nao nasce, Brota, até os especiais tem que pagar Mico, vê se pode

  74. Newton

    -

    04/12/2012 às 11:43

    Vaia para a Dilma é sempre bom, quem sabe ela se toca que está conduzindo o país para o lado errado.
    Agora essa vaia foi politicamente correta demais. Algumas expressões estão sendo banidas do nosso cotidiano porque alguém achou que é ofensivo e apareceu um outro padrão.
    Eu tenho uma deficiência em um dos meus olhos e me considero portador dessa deficiência, pois ela está comigo para onde eu vou.
    Estamos prestando atenção na forma e esquecendo o conteúdo.
    Newton

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados