Blogs e Colunistas

24/01/2011

às 19:44 \ governo Dilma Rousseff

Balança, mas não cai

A presidente Dilma Rousseff está preocupada com a credibilidade do Ministério da Educação (MEC). Ela admite que os recentes erros na divulgação do resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e nas inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) prejudicaram não só a imagem do MEC, mas também a reputação do ministro Fernando Haddad.

Apesar das reclamações dos alunos, contam a favor de Haddad alguns fatores: ele tem como padrinho o ex-presidente Lula e representa o PT de São Paulo no governo Lula. Além disso, tem o apoio de reitores federais que adotaram o Enem como vestibular em suas universidades.

Por outro lado, a presidente Dilma já indicou que não vai tolerar erros em sua gestão e que cobrará soluções imediatas. Ela mandou Haddad cancelar as férias para resolver os problemas de sua pasta. Na avaliação de interlocutores da petista no Palácio do Planalto, a situação do ministro poderá ficar muito delicada se ele falhar mais uma vez.

(Luciana Marques, de Brasília)

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

1 Comentário

  1. Brasilino Brasa

    -

    25/01/2011 às 10:15

    Falar em Ministério da Educação com os índices brasileiros parece piada de mal gosto, e é mesmo. O dia em que Ministério no Brasil não for mais cabide de emprego de coligados políticos, aí se pode debater com alguma seriedade este assunto.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados