Blogs e Colunistas

carnaval de uruguaiana

27/03/2011

às 21:08 \ AVENIDA, CARNAVAL 2011

COVA DA ONÇA É CAMPEÃ

Escola de Renata Santos é bicampeã em Uruguaiana


A escola vermelho e branco venceu novamente o Carnaval temporão da fronteira

Apesar da chuva que atrapalhou muito o Carnaval no desfile de sexta-feira (manhã de sábado, na verdade), a escola de Renata Santos e a rival Os Rouxinóis se superaram, e na manhã de domingo confirmaram sua superioridade em relação às demais agremiações da cidade gaúcha, o que se refletiu quando da abertura dos envelopes dos jurados. Se o nervosismo da primeira noite ampliou o efeito negativo da água que caia sobre os sambistas, no segundo desfile as escolas se soltaram e, segundo relatos da crônica local, do portal Samba Sul e da rádio 96 FM, passaram muito bem, como verdadeiras favoritas ao título de 2011. Não foi fácil, Os Rouxinóis, donos de 27 títulos no Carnaval da cidade, perseguiram o campeonato até o final, liderando a apuração por meio décimo ou um décimo de ponto. As duas escolas foram ombro a ombro até cruzar a linha de chegada. Na apuração da primeira noite de desfiles, Os Rouxinóis ficaram na frente com 0,1 (um décimo de ponto) à frente da Onça. Fundada em 1953, a Escola de Samba Os Rouxinóis dominou o cenário até 1970, quando apareceu a Cova da Onça para lhe opor resistência. Com o reforço do puxador-de-samba da Grande Rio, Wantuir, e do diretor de harmonia da Beija-Flor, Laíla, a escola ficou à frente desde a metade da apuração do primeiro dia de desfiles. Mas sempre com a Onça nos seus calcanhares. No final da apuração da segunda noite, a Onça bebeu água, empatou com a rival faltando apenas um quesito a ser apurado: bateria. As escolas conseguiram notas máximas no ritmo e na definição, com base no quesito Harmonia, quarto item para o desempate, a onça ficou com o título. O décimo terceiro de sua história. A vermelho e branco contava com Renata, além do casal de mestre-sala e porta-bandeira do Salgueiro, Sidcley e Gleyce Simpatia, e do puxador de samba Ito Melodia, da Ilha do Governador. Por fim, deu Cova da Onça, com um total de 438,2 pontos, com Os Rouxinóis em segundo, com os mesmos pontos. Uruguaiana provou que na fronteira com a Argentina há samba de qualidade.  Todas as escolas perderam 0,5 ponto e foram multadas em 10% do cachê pelo atraso na armação. A Imperadores do Sol perdeu ainda 1,5 ponto por falta de baiana, falta de número de componentes e falta de uma alegoria no segundo desfile. A Acadêmicos de São Miguel perdeu mais 1 ponto por falta de componentes nos dois dias de desfies. Em tempo: Imperadores caem para o Acesso e Acadêmicos do Negão, campeã do acesso, sobe para o Especial,

Classificação final:

1º Unidos da Cova da Onça: 438,2
2º Os Rouxinóis: 438,2
3º Bambas da Alegria: 436,6
4º Unidos da Ilha do Marduque: 430,4
5º Apoteose do Samba: 422,4
6º Acadêmicos de São Miguel: 421,4
7º Deu Chucha na Zebra: 417,5
8º Imperadores do Sol: 391,5

27/03/2011

às 21:07 \ AVENIDA, CARNAVAL 2011

RENATA SANTOS NO SUL

Uma deusa mangueirense na Cova da Onça 


Renata e seus afilhados sulistas bons de samba 

Renata Santos, a madrinha da bateria da Mangueira, destilou à frente da bateria da vermelho e branco sulista e de lá proclama: “A Cova da Onça é a Mangueira aqui em Uruguaiana”. Os desfiles na cidade gaúcha não respeitaram nadinha os horários pré-estabelecidos e entraram manhã a dentro. Cada escola do Grupo Especial desfila duas vezes, metade delas na quinta e no sábado e a outra metade na sexta e no sábado. “Segundo dia do desfile da Cova da Onça. Desfilei às 6 da manhã. A escola fez um belíssimo Carnaval. Fiquei muito feliz com tudo”, escreve Renata, nossa correspondente de suas próprias glórias. Clique abaixo e veja mais fotos da morena em terras da fronteira do Brasil com a Argentina: 

» Clique para continuar lendo e deixe seu comentário

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados