Blogs e Colunistas

16/12/2011

às 6:00 \ Rússia

Curtas & Finas (Rússia)

Mikhail Prokhorov - Foto Mike Stobe/Getty

Nos últimos dias, os russos puderam viver um pouquinho de primavera política com os protestos que se seguiram `as fraudes nas eleições parlamentares de 4 de dezembro. Mas o homem-forte do país, Vladimir Putin está aí, vigilante, para controlar a temperatura. A classe média urbana protesta. Ao invés da repressão escancarada, melhor para Putin tentar canalizar a frustração. Uma jogada é insistir na competição fajuta nas eleições presidenciais de março, quando ele deve retornar `a presidência, alijando o fantoche Dmitry Medvedev.

Na quinta-feira, Putin disse que o bilionário Mikhail Prokhorov será um “forte concorrente”. Na Rússia, oligarca que desafia Putin acaba no exílio ou na prisão. Prokhorov justamente anunciou sua candidatura esta semana, apregoando ser uma voz desta classe média. Esta mais para ventríloquo do Kremlin. Ele já participou da engenharia de partidos artificiais, que integram o esquema de “democracia administrada” do Kremlin. Obviamente Prokhorov não será presidente russo. O cargo pertencerá a Putin. Putin decidiu. Com fortuna de US$ 18 bilhões, terceiro homem mais rico do país, Prokhorov é dono de patrimônio mineral e do time de basquete americano New Jersey Nets. Não quer liderar nenhuma revolução.

Existe uma especulação que parte da farsa será colocá-lo como primeiro-ministro de Putin depois das eleições de março, numa prova de renovação no país. Pobre Medvedev. Achou que ao menos seria rebaixado para este cargo. Mas a promoção de Prokhorov é improvável. Ele é chegado nas encenações de Putin, de machismos e poses esportivas. A diferença é ter 30 centímetros a mais do que o todo-poderoso. Não pegaria bem na foto do poder. O mais provável é o mais simples: Prokhorov é mais um oligarca fazendo favor ou prestando serviço ao chefe. Se pisar na bola, este homem de basquete (dono de time e jogador) perde seus bilhões.
***
Pessoal, o sistema operacional está muito lento, leva muito tempo para eu responder. Portanto, haverá menos interatividade. Mas os comentários serão liberados o mais cedo possível.
***
Colher de chá para o Felipe (dia 16, 13:23), o kremlinologista de plantão.

Deixe o seu comentário

Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.

» Conheça as regras para a aprovação de comentários no site de VEJA

27 Comentários

  1. Felipe

    -

    17/12/2011 às 0:23

    Já que estamos (na verdade, eu estou, um tanto pretensiosamente) nessa mania de indicar livros e mais livros, indico um que li há muito tempo sobre a Rússia pós-URSS e que se mantém bastante atual: Terra Negra, de Andrew Meier, jornalista da revista Time. Um livraço sobre a nova-velha turma da KGB, os conflitos intermináveis no Cáucaso, a crise econômica do fim da década de 90, etc. Triste constatar que esse livro, editado há uns seis ou sete anos, explica perfeitamente bem a Rússia dos dias de hoje, apesar de avanços pontuais.

  2. Karen

    -

    17/12/2011 às 0:18

    Quase tudo cansa, especialmente trapaceada, corrupcao e ditador. Estou satisfeita que os russos estao se manifestando e se o Prokhorov so for um fantoche para confundir e alienar o povo espero que muitos nao desistam de seus desejos por democracia. E o Putin tambem tem um grave problema, entre muitos, ele e muito confiante e esta tentando desacreditar o movimento que esta sendo criado na Russia contra o processo politico, baseado nos comentarios que fez hoje por varias horas. Acho que nao vai funcionar esta jogada e me preocupo que entao o governo usara violencia para silenciar as pessoas.

    Hitchens era otimo e agora espero, finalmente, ler seu livro de memorias ( Hitch 22) que esta do lado da minha cama desde agosto e conhecer melhor o que foi um jornalista afiado e nao conformista.

  3. Felipe

    -

    17/12/2011 às 0:08

    Caio,

    Você tem toda razão. Eu notei isso depois de escrever meu comentário ao post. Sou um pouco apressado às vezes, hehe. Obrigado pela atenção.

    Abs

  4. Felipe

    -

    16/12/2011 às 22:14

    Caio,

    Morreu Christopher Hitchens. Como notou a Economist, um dia depois de os Estados Unidos darem por encerrada a campanha militar no Iraque.

    Na semana passada, falávamos dos melhores livros deste ano. Faltou lembrar o novo livro de Hitchens, “Arguably”, que reúne os principais ensaios escritos por ele. Prato cheio para quem apreciava a erudição, o humor seco e o gosto pela polêmica de Hitchens.
    Oi Felipe, toda razao, alias te devo uma explicacao: dias atras voce comentou que faltavam alguns livros na resenha que fiz dos melhores,na verdade como disse é minha lista da lista do FT, ali mesmo no texto dou um atalho para listao do jornal e alguns dos livros que voce mencionou la estao, mas é sempre legal fazer como voce e acrescentar sugestoes, abs, Caio

  5. Betty

    -

    16/12/2011 às 21:18

    Oooops, Hitchens.
    Ta’ vendo? Estou em boa companhia: Vera e Carmen , vocês também ficaram chateadas, ne’?
    A todos um bom fim de semana e em especial ao guerreiro, um bom repouso!
    Ah! Só pra terminar, cade o fígado sensual?
    OI Betty, a primeira “cobrança” acho que foi da Andrea e como expliquei o repouso é mais longo, estou prestes a tirar alguns dias de folga. Mas explico isto num texto de amanha. Adoraria escrever sobre Hitchens, mas realmente falta energia física, abs, Caio

  6. Betty

    -

    16/12/2011 às 21:07

    Oi Caio! Cheguei tarde por aqui crente que is achar uma curta sobre o Hitchkins. Comentar KGB, quero dizer Putin, hoje, fica complicado.abs

  7. Rodrigo Boaventura Garcia

    -

    16/12/2011 às 17:14

    Eu não acho que você relega o totalitarismo de Putin. Aliás, quando o assunto é Putin, você é realista e objetivo. Apenas acho que dá muita importância a coisas insignificantes como o marketing político de Putin, que tenta transmitir uma imagem machista (!?) do líder russo através de fotografias nas quais ele faz poses esportivas, etc. Como bem lembrou o leitor maisvalia, o caçador de marajás também explorava uma imagem de atleta, e daí? Não acredito que o narcisismo de Putin seja expressão do seu totalitarismo justamente porque faz parte do marketing político. Se as pessoas em geral associassem narcisismo a totalitarismo, Paris Hilton seria considerada o Ivã, o Terrível do mundo das celebridades.
    Caro Rodrigo, relaxe e capte o papel da sátira, das coisas insignificantes da politica, revisite Moliere, aprenda a ridicularizar o poder, especialmente deste gente como Putin. Nao tem nada de e daí. E realmente nao sei o que dizer se voce nao vê ligacao entre narcisismo e poder, especialmente o mais autoritario, abs, Caio

  8. jorji

    -

    16/12/2011 às 16:00

    O Rodrigo B. Garcia deve ser bom de briga porque tem sangue espanhol, sangue qyente, assim suponho. Olha ai mais uma nova revolução na Russia, o vermelho do sangue misturado com o branco da neve, hum, já vi este filme, Dr. Jivago.

  9. Fernando dos Santos

    -

    16/12/2011 às 15:46

    Vinte anos atrás a Russia iniciou seu processo de democratização com o pé esquerdo.O Ocidente resolveu apoiar o bêbado Yeltsin e esse alojou sua quadrilha no poder ao mesmo tempo em que criou uma falsa democracia.
    E antes de sair ele teve o cuidado de colocar seu filhote politico Vladimir Putin no comando do país(e da quadrilha também).
    O tempo passou e agora Putin já prepara o terreno para seu próprio filhote, o Medvdev.Porém agora parece que o Medvdev pode perder o posto para esse tal de Prokhorov.
    Contudo independente de quem vença a disputa ao cargo de fantoche de Putin, o fato é que a quadrilha que está no poder desde os tempos de Yeltsin vai continuar mandando no país.
    Caro Fernando, sao quadrilhas diferentes, abs, Caio

  10. Felipe Goltz

    -

    16/12/2011 às 15:11

    Caio,
    Gostei da colher de chá e da alcunha de kremlinologista. Mas ainda não estou de plantão, hehe
    Abs.

  11. Érick

    -

    16/12/2011 às 14:53

    Caio, tenho acompanhado as sucessivas provocações do Putin a participação americana na derrubada do Gadaffi. A casa branca reagiu tarjando “ridículas” as acusações. A questão dos mísseis anti-bombas também é complicada, e apesar de ser parcamente comentada, é mais um ponto de instabilidade entre as duas potências. A Rússia ainda acusa os EUA de terem incitado os protestos contra as visíveis e ridículas fraudes eleitorais. O que te parece? Onda dos Russos ou a coisa está ficando mais arisca entre ele? Abraço
    Caro Erick, creio que as duas coisas, creio que a tendencia do Putin carregar mais no nacionalismo, mas sempre tentando calibrar as coisas, este é o padrao dele, abs, Caio

  12. maisvalia

    -

    16/12/2011 às 13:55

    …todos somos estressados, menos o Maisvalia, o mais cuca fresca aqui, hehehe, bom fim de semana, abs, Caio…

    Menas, menas.
    Quando você destila seu desprezo à Sarah eu me estresso e muito, hehehehe
    Vera, bem lembrado sobre o Christopher Hitchens.
    Enquanto isso o arquiteto bananeiro admirador de Stalin festeja 104 anos.

    …faz menções a poses esportivas…
    É que as poses são fakes, estilo caçador de marajás.
    Entendeu ou é preciso desenhar?, hehehehe

  13. Felipe Goltz

    -

    16/12/2011 às 13:23

    Caro Caio,
    Não sabemos ainda qual o real objetivo de Mikhail Prokhorov ( pronuncia-se “Prórrorov”, para quem não sabe ), ao se lançar como candidato em 2012: uma oposição dita liberal-democrática a Vladimir Putin ou apenas uma maquinação do Kremlin, a fim de sugar votos de reais oponentes contra Putin para um suposto marionete, no caso, este bilionário. Mas não esqueçamos que o próprio Kremlin sacou o oligarca como líder de um partido que o próprio fundou, o Causa Justa. Portanto, a coisa é bastante nebulosa, com muitas especulações e pouquíssimas certezas.Nem os próprios russos sabem muito a respeito de Prokhorov, a não ser o trivial: multibilionário, dono de minas de ouro, tem um time de basquete na cidade do Caio, é solteiro, tem um penca de carrões e iates, e isso e mais aquilo. O certo, por enquanto, é que Vladimir Putin é muito, mas muito mais esperto que o Ocidente imagina. E, acredite, ainda é o dono não apenas das principais cartas, mas do baralho inteiro do pôquer político russo. E da mesa também.
    Abs
    Felipe, colher de chá, voce afinal é o kremlinologista deste pedaço antiputinesco, abs, Caio

  14. Rafael

    -

    16/12/2011 às 13:19

    Conforme havia comentado alguns dias atrás, alguns países nunca se deram bem com a democracia. Países que nunca tiveram a sensação triunfante de mudar o destino de sua nação, mesmo que seja para pior, por meio do voto: pularam de impérios para ditaduras, que nada mais eram que reinados com nomes e roupagens diferentes. No Brasil não se tem essa transição direta, passamos por república e então ditadores e ditaduras. O país sobreviveu a tudo, ao custo fatal de ter um sistema eleitoral funcional, mas duvidoso.
    A Rússia, o Egito e a China talvez estejam fadados a cambiar entre ditadores ao longo da história, com breves suspiros de democracia.

  15. Rodrigo Boaventura Garcia

    -

    16/12/2011 às 12:44

    Boa tarde, Caio. É óbvio que o objetivo de Vladimir Putin é perpetuar-se no poder como um ditador. O que eu não entendo é por que você sempre critica Putin pelo suposto machismo e faz menções a poses esportivas. Qual o problema com a vulgar display of power de Vladimir Putin em algumas fotografias? Eu tenho 1,72 de altura e já derrotei caras bem mais altos do que eu em brigas. Qual a relevância de dizer que Prokhorov tem 30 centímetros a mais do que o todo-poderoso e por isso não pegaria bem na foto do poder? Critique Putin mais pelas ambições totalitárias e menos pelo narcisismo.
    Nossa, ainda bem que eu, baixinho, nao sou de briga. Meu caro, voce acha que eu relego o totalitarismo do Putin? O narcisimo é expressaso do seu totalitarismo, o machismo faz parte do marketing politico. Abs, Caio

  16. Andrea

    -

    16/12/2011 às 11:34

    Pois é me toquei que vc tava gravando hj assim q cliquei “comentar”.
    Recesso merecido. Enjoy.

  17. Pedro I

    -

    16/12/2011 às 11:26

    A Russia sempre foi governada com absolutismo, até mesmo com a atual democracia pra bobo ver.

    Vera: Putim é bem sutil. Quem não sabe ser sutil é a FOX NEWS que mostrou imagens de protestos e distúrbios violentos (riots) da grécia dizendo que eram protestos na Russia. Dava para ver palmeiras e cartazes em Grego (Grego é bem diferente do Cirilico) na suposta Moscou da Fox. É mole?!

  18. Rodrigo

    -

    16/12/2011 às 11:17

    Bom dia, Caio!
    Além de ter projeto de poder, Putin não oferece nada aos russos? Quem sabe surja um FHC na Rússia, ou uma Thatcher. Sonhar, por enquanto, não me obriga a pagar imposto.

  19. Vera

    -

    16/12/2011 às 11:06

    Tô um pouco triste agora… morreu Christopher Hitchens um grande e lúcido homem do bem. Aqui uma pitada da sua lucidez!
    http://revistaepoca.globo.com/Mundo/noticia/2011/09/simplesmente-homens-do-mal.html
    OI Vera, compartiho a tristeza, abs, Caio

  20. Vera

    -

    16/12/2011 às 10:23

    Bom dia Caio

    Bom, pelo menos Putin sabe ser sutil né? hehehe…
    Valeria aquela máxima: ruim com ele, pior sem ele? Pelo que tá aí, acho que é né.

    Maisvalia
    Sugestão, usa o primeiro nome do cara, parece um pouco mais fácil hehehe…
    Bom fim de semana p/ vc tb e a todos (eu vou cantar muuuuita moda de viola… huhuhu… p’ra compensar o stress da paciência hehehe)
    abs

  21. Carmem

    -

    16/12/2011 às 9:36

    “As indicacoes sao de uma supermovimentacao dos caciques partidarios e intelectuais do Partido Republicano para afundar o Gingrich”
    .
    Manda ele para Russia, disputar com o Putin!!! Tremendo upgrade para o processo eleitoral russo…
    abs

  22. Andrea

    -

    16/12/2011 às 9:36

    Poxa, Caio, o Hitch faleceu… Tinha q vir aqui… Estou bem triste, eu pensei q ele ia sobreviver.
    Eu o “conheci” há pouco tempo e estava ansiosa para ouvir suas opiniões sobre… bem, tudo.
    Espero que ele não tenha sofrido muito. Doença é uma droga. Hunf!!
    Vc deve estar escrevendo um txt/homenagem agora.
    Tambem lamento, Andrea, Hitch era high, mas infelizmente esta dificil escrever hoje, longo dia de producao e gravacao do Manhattan Connection e em meio a má noticia, antecipo que estou saindo de ferias por dez dias, publico algo comunicando para o fim de semana, abs, Caio

  23. hippie sujo da esquerda festiva

    -

    16/12/2011 às 9:33

    Putin é um hippie sujo da esquerda festiva disfarçado

  24. brasil 2022

    -

    16/12/2011 às 9:29

    A Russia está enriquecendo.

  25. maisvalia

    -

    16/12/2011 às 9:09

    As indicacoes sao de uma supermovimentacao dos caciques partidarios e intelectuais do Partido Republicano para afundar o Gingrich, vamos sentir o impacto nos proximos dias antes das primarias em Iowa, abs, Caio
    *
    Parece que já ta caindo de acordo com algumas pesquisas novas.

  26. André Meurer

    -

    16/12/2011 às 8:51

    Opa, corrigindo:
    André Meurer
    - 16/12/2011 às 8:49

    Seu comentário está aguardando moderação
    Por questões energéticas (quais sejam, fósseis ou atomicas), o ocidente NÃO tem coragem de se manifestar!
    Pobre mundo com sua falta de ‘L’íderes!

  27. maisvalia

    -

    16/12/2011 às 7:54

    Caro Caio.
    Bom dia e bom fim de semana a você e a todos, principalmente às meninas, e em especial à Vera e sua infinita paciência de tentar dialogar com quem só aceita quem pense de seu jeito, indo contra fatos que não se adequem à sua tosca visão.
    Mas voltando ao assunto, e eu pensando que o Prokhorov, eta nome difícil, fosse um candidato sério.
    Estava até torcendo por ele quando você vem e dá uma porretada destas, hehehehe
    PS Você nunca mais vai escrever sobre a Sarah?
    Volta Palin, volta, it is easy!
    Obrigado, na Russia, é fogo. Quando nao é Putin, é oligarca, ultranacionalista de direita ou comunista. Há um pessoal decente nas ruas, poucos, como poucos na praça Tahrir ou outras praças por aí. Sarah who? As indicacoes sao de uma supermovimentacao dos caciques partidarios e intelectuais do Partido Republicano para afundar o Gingrich, vamos sentir o impacto nos proximos dias antes das primarias em Iowa, abs, Caio

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados