Blogs e Colunistas

Arquivo de 6 de março de 2012

Curtas & Finas (Caciques & Índios)

Romney precisa selar o casamento com a base - Foto Brian Snyder/ Reuters

Com calculismo, com relutância e com alarme, cada vez mais caciques republicanos se alinham com Mitt Romney. Eles esperam que as prévias desta terça-feira em 10 estados, a Super Tuesday, sele o casamento desconfortável, porém, definitivo (até que a vitória na eleição presidencial de novembro os separe) entre a base partidária e um candidato que durante meses (inclusive por este colunista) foi definido como inevitável, até que obstáculos inevitáveis em qualquer campanha surgiram. Obstáculos como gafes, surpresas, volatilidade e a radicalização para a direita da base do Partido Republicano.

Estão aí os números da pesquisa Wall Street Journal/NBC News. Romney recuperou a liderança nas prévias republicanas (em termos nacionais). Mas a má noticia para ele é que sofreu ferimentos graves, na percepção da opinião pública, devido à guerra civil republicana e o tom negativo da campanha. A taxa de aprovação do presidente democrata Barack Obama alcançou a marca de 50%, a mais alta desde maio, com maior confiança popular na economia e também mais desconfiança dos candidatos republicanos. Por esa pesquisa, Obama venceria Romney por seis pontos (50 a 44)). Se o adversário fosse Rick Santorum, a diferença seria de 14 pontos (53 a 39). No caso de Newt Gingrich, de 17 (54 a 37). Depois de Romney, o adversário mais forte contra Obama seria Ron Paul (8 pontos  de diferença, 50 a 42), uma mostra do appeal deste político iconoclasta entre eleitores independentes e democratas desencantados com o presidente. E mesmo entre eleitores republicanos existem sinais de fadiga com a maratona das prévias presidenciais, com queda de interesse para participar da eleição de novembro.

Mesmo influentes senadores e deputados conservadores, como Eric Cantor, o líder da maioria republicana na Câmara, já se alinham com Romney. Os cálculos dos caciques republicanos fazem sentido. Só falta combinar com os caciques dissidentes e os índios rebeldes.

***
O cacique aqui dá colher de chá matinal para o Ricardo (dia 6, 10:04), pelo comentário sobre os índios republicanos. E um prêmio especial para o Carlos Cezar. Ele  merece uma chaleira pela profusão de comentários na manhã desta terça-feira. Nossa, quanta premiação hoje, parece o Golden Globe. E uma colher de café para a Karla (dia 6, 11:14) por inflar meu ego e elogiar os títulos criativos desta coluna.

 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados