Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

As 10 coisas mais irritantes de viajar

Filas intermináveis, Wifi que não funciona e cobranças adicionais. Veja o que pode te tirar do sério ao fazer uma viagem de lazer ou trabalho

As coisas mais irritantes de viajar

Não me entendam mal. Viajar é bom demais. Para mim, o melhor investimento que existe. Mas vamos combinar que muitas vezes é preciso ter paciência e respirar fundo durante uma viagem para não perder o controle.

A quantidade de coisas irritantes que temos que enfrentar é enorme. Fora a chance enorme de várias coisas darem errado.

Claro que nunca viajo pensando na parte ruim, que sim, sempre existe. Ou vai me dizer que você adora enfrentar aquela fila quilométrica na imigração do aeroporto de Miami depois de enfrentar oito horas num avião como se fosse uma sardinha em sua latinha para descobrir que sua mala se perdeu pelo caminho e não desembarcou nos EUA com você?

Sempre viajamos pensando na parte boa e com as melhores intenções possíveis. Mas nem sempre é possível ficar só nisso. A quantidade de coisas que fogem do nosso controle e podem nos deixar de mau humor por algumas horas (ou em casos extremos acabar com uma viagem) é enorme.

Confesso que sempre tento relevar e respirar fundo, lembrando que estou viajando e que poderia estar trancada num escritório naquele momento, esteja viajando a trabalho ou de férias. Mas algumas coisas simplesmente me irritam TODA vez que viajo _em maior ou menor grau.

Não, não sou rabugenta e nem sou de ficar reclamando de tudo quando viajo _muito pelo contrário. Mas fiz uma lista com as dez coisas que mais me tiram do sério (só por alguns instantes, juro!). E você, o que mais te irrita quando você viaja?

1. Muvuca na esteira de bagagem

Esta é sem dúvida minha campeã de irritação. Mas  vou ser honesta. Só quando chego ao Brasil ou desembarco em algum lugar em que a maioria dos meu companheiros de viagem são brasileiros. Infelizmente. Até hoje não entendo porque cargas d’água as pessoas precisam ficar amontoadas na beira da esteira sem dar espaço para os demais passageiros se aproximarem dela ou até mesmo enxergarem suas malas à distância. É sempre uma guerra e sempre me irrito. Várias vezes, aliás, já discuti com pessoas mais afoitas e “mais espertas” que os demais. Se todos ficassem a alguns passos da esteira, sem carrinhos atrapalhando o caminho, não seria melhor para todos?? Educação e bom senso na hora de pegar as bagagens é o mínimo!

2. Filas nos aeroportos

Esta é outra irritante, mas que me pega mais quando estou com o horário apertado para pegar meu voo. Como sei que vou dar de cara com várias filas e sei que isso me estressa, sempre opto por chegar bem antes aos aeroportos justamente para evitar que isso aconteça. Porque é batata. Basta chegar ao aeroporto que você vai encontrar fila para fazer o check-in, fila para passar na segurança, fila para a imigração, fila para ir ao banheiro, fila para comprar aquelas comidas caras e insossas de aeroporto, fila para embarcar… Haja fila e haja paciência. Pelo menos na maioria dos lugares _exceção feita à China_ as pessoas tendem a respeitar a ordem.

3. Eletrônicos sedentos

Tudo bem que a quantidade de gadgets que usamos ao viajar hoje em dia aumentou absurdamente: computador, smartphone, tablet, relógio, máquina fotográfica, goPro, GPS, etc e tal… E que o tempo que gastamos com eles ligados também é maior. Mas ainda assim sou só eu ou você também tem a sensação que precisa de uma tomada 24 horas por dia à disposição quando viaja? Gente, como esses bichinhos são carentes de eletricidade!! Seja num café durante uma parada, no restaurante que a gente está jantando ou mesmo no quarto de hotel elas parecem não mais ser suficientes para tantos eletrônicos. E aí, na hora que você vai fazer aquela foto ou precisa do mapa que estava no seu celular, pronto, o bichinho morre. Problemas da vida moderna!

4. Madrugar para tomar café

Ok, confesso que não sou uma pessoa muito acostumada a acordar cedo (e por cedo digo antes das 9h ). Mas ainda assim, tem hotel que exagera. Ninguém quer sair de férias e ter que colocar o despertador pra não perder a primeira refeição do dia, né?. Fico passada quando vejo algo tipo café das 6h30 às 9h30. Pior é quando o horário vai até mais tarde mas a comida acaba e a reposição, digamos, não é ideal. Como meu dia só começa depois de uma xícara de café, ficar sem ele logo cedo é certeza de algumas rosnadas durante o dia 😉

5. Falta de conforto em hotéis

Claro que amo um hotel 5 estrelas, mas não tenho muita frescura quando o assunto é hospedagem. Tendo uma cama confortável e um banheiro limpinho eu estou feliz. Mas quando estes dois itens básicos deixam a desejar é garantia de mau humor durante minha hospedagem. Quer coisa mais desagradável do que chegar no seu quarto depois de um dia inteiro de turismo e ter nojo de deitar na cama do hotel? Ou ter que tomar banho de chinelo para não encostar seu pé no chão do chuveiro? Ninguém merece, né? Irritação mais que justificada.

6. Fotos que não condizem com a realidade

Dando continuidade ao item acima, esta é outra coisa extremamente irritante quando estamos viajando. Quando estamos longe de casa e da nossa zona de conforto, é importante nos sentirmos bem e seguros no nosso destino para que a viagem transcorra bem. Mas quer coisa mais chata do que reservar aquele quarto de hotel ou Airbnb e chegar no lugar para descobrir que as fotos não tinham nada a ver com a realidade? Frustrante e irritante. Mas, dependendo do grau de frustração, reclame e lute por seus direitos. Peça outro quarto no hotel ou reclame com o Airbnb pela propaganda enganosa. Se seu problema de expectativa x realidade foi num ponto turístico, pesquise mais das próximas vezes para ter certeza de que sabe o que te espera no próximo destino.

7. Wifi que não funciona

Quando não estou viajando a trabalho sou bem relaxada com a necessidade de estar conectada. Tirando necessidades básicas, como usar um mapa, procurar um lugar para comer ou tirar alguma dúvida sobre meu destino, não sou do tipo que senta num restaurante e antes de falar bom dia pede a senha do wifi. Mas quando chega no fim do dia, que você volta para o seu hotel e quer colocar algumas fotos em redes sociais, fazer um FaceTime com alguém que está longe ou checar seus email, tem coisa mais irritante do que aquele wifi com sinal fraquinho e que fica caindo o tempo todo? Quem nunca teve que descer para a recepção do hotel para conseguir um sinal melhor ou resolver apelar para o roaming mesmo depois de horas tentando subir uma foto? Se o hotel oferece wifi, que tenta wifi decente!

8. Cobranças adicionais

É sempre a mesma coisa. Você reserva o carro ou o hotel pela internet e vira e mexe tem aquela surpresa desagradável que acaba com seu dia _para não dizer o orçamento. No caso dos hotéis, se prevenir contra estes sustos é mais fácil, já que a maioria dos sites de reserva mostra claramente as taxas que não estão incluídas no momento de fazer a reserva _é apenas uma questão de prestarmos mais atenção na hora de clicar no botão reservar. Mas no carro das locadoras de carro é sempre mais “nebuloso”. Você faz sua reserva, coloca os seguros e quando chega no balcão da locadora quase sempre tem que pagar a taxa X ou Y que você não sabia que existia. Lembro de uma vez chegar a Miami com o aluguel pago, tudo certinho, e ter que pagar mais do que o valor que já tinha só em taxas e cobranças adicionais. Muitas vezes, aliás, a gente nem tem certeza de que tem mesmo que pagar. É garantia de irritação. Fora quando você vai para os EUA, por exemplo, e as taxas e impostos não estão incluídos. Você acha que vai comprar aquele monte de roupas por X e quando chega no caixa lembra que tem que pagar X + Y. Aliás, você sabia que os Estados têm impostos diferentes e alguns nem cobram taxas (Alaska, Delaware, Oregon, Montana e New Hampshire não cobram taxas nas vendas!)? Pesquise antes de sair gastando seu rico dinheirinho!

9. Fazer, refazer e desfazer mala

Não tem jeito. Por mais que eu viaje e faça malas com muita frequência esta é uma parte de viajar que eu dispensaria sem pestanejar. Já até fiz um post para mostrar como nunca mais sofrer ao fazer malas, mas sempre sofro, hahaha. Verdade seja dita, sofro menos do que há alguns anos, mas ainda assim sofro. A gente sempre acha que está levando roupas de menos, sempre acaba esquecendo alguma coisa e muitas vezes tem que fazer uma ginástica louca para fazer tudo caber, especialmente na volta. Mas vou além. Refazer mala durante a viagem também me tira do sério, apesar de ser mais fácil, porque a única preocupação é fazer caber o que já está viajando com você, sem a ansiedade da escolha. E digo mais. Desfazer mala então é mais chato ainda. Detesto. As minhas chegam a ficar semanas (pra não dizer meses) semi-desfeitas na minha casa. Tiro as roupas sujas e que precisam de um banho e deixo o resto esperando a próxima viagem. Não me orgulho, mas é fato.

10. Ter que voltar

Eu sei que a maioria das pessoas diz que o melhor de viajar é voltar pra casa. Desculpem, mas eu discordo. Amo minha casa, mas amo viajar, conhecer novos lugares, outras culturas, pessoas, aprender, experimentar coisas diferentes, enfim, explorar o mundo. Sempre sofro na última noite de uma viagem e meu caminho para o aeroporto é como se estivesse caminhando no corredor da morte (hahaha, que dramática!!). Mas voltar significa voltar à rotina, significa deixar para trás tantas coisas boas… Sempre fico com um aperto no coração. Com o passar do tempo desenvolvi algumas táticas para colocar fim à depressão pós-férias e até já falei sobre elas num post. Mas ainda assim, ter que voltar é sempre a pior parte de viajar.

 

Veja também

 

 

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Além da muvuca na esteira, outra coisa que me irrita profundamente é, mal o avião parou, todo mundo já vai para o meio do corredor pegar as bagagens de mão… Creio que em ambos os casos, mais atrapalha do que auxilia na resolução do objetivo, ou seja, seguir em frente…. e ainda acho uma tremenda falta de educação…
    Quanto ao “viajar é bom, mas voltar para casa….” tenho que discordar de vc (rsrs)…. Amo viajar, mas sinto uma felicidade incrível ao voltar para casa…. por melhor que seja a viagem, no penúltimo ou último dia a alegria de voltar já vai se anunciando….rsrsr

    Curtir

  2. Dúvida em relação à postagem de comentários: após certo tempo, a caixa de comentários é fechada? Pergunto isso pq desde semana passada estou tentando comentar em alguns posts antigos e, mesmo após clicar em “postar”, volto para ver o resultado e não aparece nada…. tento novamente e, nada…. além disso, às vezes aparece a seguinte mensagem: “Detectado comentário repetido; parece que vc já disse isso”. Sim! Já disse, mas não aparece a publicação. Mesmo após dias… e creio que não escrevi nada de mais para não merecer a visualização. Como exemplo: acabei de tentar novamente comentar no “10 dicas fáceis para economizar dinheiro nas próximas férias” e novamente veio a mensagem de duplicação. Grato pela atenção.

    Curtir

  3. Tatiana Cunha

    Não sei te dizer, Luis. Como eu não aprovo os comentários (eles são publicados diretamente), não tenho controle sobre isso… Mas obrigada pela participação sempre!

    Curtir