Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Record vai à Justiça contra censura a sátira sobre Eduardo Cunha

Ação movida por ex-deputado federal proibiu distribuição do livro 'Diários da Cadeia', assinado pelo pseudônimo Eduardo Cunha

A editora Record entrou com recurso na Justiça para liberar a circulação do livro Diários da Cadeia – Com Trechos da Obra Inédita Impeachment, narrado por um personagem fictício chamado Eduardo Cunha — o mesmo nome do ex-presidente da Câmara dos Deputados, cujo mandato foi cassado e que, atualmente, está preso. Em nota, a editora esclareceu que a publicação não é uma autobiografia, mas uma obra de ficção assinada por um pseudônimo — quando o verdadeiro autor usa um nome falso para encobrir a sua identidade real.

A pedido do Eduardo Cunha real, a obra teve a sua distribuição proibida pela 13ª Vara Cível de Brasília, sob pena diária de 400 000 reais à Record, em caso de descumprimento. Segundo a juíza responsável pelo caso, Ledir Dias de Araújo, há evidências de que a obra tenta iludir o leitor sobre a sua verdadeira autoria. “A própria capa do livro nos leva a pensar que o mesmo foi escrito pelo autor da ação, uma vez que é ele quem se encontra recluso, não sendo crível que o pseudônimo também se encontre recluso a justificar o título escolhido para o livro”, destacou a magistrada. Vale lembrar, no entanto, que a palavra “pseudônimo” aparece já na capa da obra.

Segundo a Record, o livro está registrado como um romance e foi indexado pelas livrarias como uma obra de ficção. A editora encarou a medida como “censura”, e promete lutar “pela democracia” e “pelos autores” da casa até os últimos recursos.  

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. O “cara” é bandido convicto, vale nada, está em cana e ainda mexe seus pauzinhos. Incrível! E a Justiça aplica censura sem o menor constrangimento! É o ESTADO Brasileiro de exceção mesmo. Para políticos e ex-políticos TUDO! Vergonhoso!…..

    Curtir