Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lula não foi agredido durante almoço em restaurante

Texto repleto de erros publicado por blog afirma que o petista foi alvo de empurrões, pedradas e ovadas

Um dos alvos preferenciais de boatos na internet, dadas as paixões e a aversão que desperta e os cliques que atrai, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a protagonizar uma manchete mentirosa nos últimos dias.

O site Revista NP – Notícias do Brasil e do Norte Pioneiro do Paraná inventou que Lula foi agredido durante um almoço com lideranças do PT e publicou um texto com o título “o pau quebrou geral: Lula apanha durante Almoço em restaurante”.

A “reportagem” é ilustrada com uma foto do ex-presidente rodeado por aliados, clicada no dia em que ele foi conduzido coercitivamente a depor na Operação Lava Jato, em março de 2016.

Em dois dias, a lorota foi compartilhada cerca de 103.000 vezes em redes sociais como o Facebook e o Twitter e no WhatsApp:

O pau quebrou geral: Lula apanha durante Almoço [sic]. em restaurante

Tentando dar uma de amiguinho do povo [sic.] Lula vai em [sic.] restaurante e é agredido, durante um almoço com líderes do PT, [sic.] Partido dos Trabalhadores Lula se envolveu em uma confusão com manifestante que ali aguardavam a chegada de Lula.

Após se sentir ofendido pelas palavras dos manifestante [sic.] Lula levantou e tentou se retirar do local, quando foi surpreendido por 2 empurrões de uma mulher ainda não identificada, quando conseguiu se retirar do local [sic.] os manifestante que ali estavam jogaram ovos e pedras, quando Lula conseguiu entrar no carro os manifestantes tentaram virar o carro com Lula dentro, A [sic.] polícia logo chegou no [sic.] local ai [sic.] que a confusão aumentou, um dos vidro [sic.] da viatura foi quebrada [sic.] por um manifestante chamado: [sic.] Anderson de Almeida 32 Anos [sic.], após Lula conseguir se retirar do local, a confusão continuou quando alguns integrantes do MST chegaram e começaram a agredir os manifestante que tentaram agredir Lula, a confusão durou cerca de 40 minutos somente acabando com a chegada de reforços policiais.

Lula saiu ileso apenas com os empurrões, mas se borrou todo. O povo está perdendo a paciência, acorda Polícia Federal [sic.]

A falsidade galopante do texto é facilmente diagnosticada em dois elementos: o português sofrível e a falta de cobertura do fato pela imprensa.

Como o Me engana que eu posto frequentemente alerta, o desprezo pelas regras gramaticais é uma das principais características dos boatos online e é a primeira a ser levada em conta pelo leitor quando se depara com informações fantásticas e bombásticas em ambientes como o WhatsApp e as redes sociais.

De tão mal escrita – tem 14 erros de gramática e grafia em apenas 14 linhas, uma média de um erro por linha, além das dez repetições do termo “Lula” – chega a ser difícil ler e entender o texto da Revista NP. Ao contrário das correntes criadas anonimamente e disseminadas por aí, neste caso não é possível relevar os erros, já que o portal tem estrutura de um site jornalístico, formato que induz leitores incautos a acreditarem no que é publicado ali.

À parte as agressões à Língua Portuguesa, o leitor não encontrará essa informação em nenhum veículo de imprensa confiável. Assim como um ovo atirado sobre a cabeça do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), foi notícia nesta semana, é certo que a imprensa divulgaria amplamente empurrões, pedradas e ovadas em um ex-presidente da República durante um almoço com lideranças de seu partido.

Além do mais, o texto, passado à frente como notícia verdadeira por milhares de pessoas, tem lacunas de informação que não sobreviveriam em um veículo de imprensa minimamente responsável. Em qual cidade se deu a tal confusão? Em qual restaurante foi o almoço? Quem é a mulher que empurrou duas vezes o ex-presidente? A briga entre manifestantes e militantes do MST deixou feridos? A ocorrência não foi registrada junto à polícia? Lula, o PT, o MST e a polícia não se pronunciaram sobre o episódio? Não há imagens das agressões? Nenhuma das questões encontra resposta na “reportagem”.

É absolutamente falsa, portanto, a notícia de que Lula foi agredido durante um almoço em um restaurante. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. sinesio gimene

    pena que estamos no Brasil, aqui até os bandidos , os assassinos sao covardes, sao assassinos e bandidos que matam e roubam gente inocente , pai de familia, sao as escoria da covardia, nao servem nem pra eliminar bandidos politicos, em qualquer lugar do mundo estes trastes, ja teriam sido eliminado, estes bandios politicos ja estariam a 7 palmos debaixo da terra

    Curtir

  2. Creio sim que Lula foi agredido, apanhou e perdeu um dedo nessa briga! Pobrezinho! 🙂

    Curtir