Fiéis da Universal não serão incluídos no SPC por ‘inadimplência’

Notícia falsa afirma que igreja liderada pelo bispo Edir Macedo "sujaria" o nome de fieis que atrasam o pagamento de dízimo

Igrejas evangélicas e seus polêmicos líderes estão entre os assuntos preferidos dos criadores de notícias falsas que operam no submundo da internet brasileira. Manchetes mentirosas com esta temática são tão bem sucedidas no intuito de provocar indignação dos internautas e atrair cliques que acabam sendo requentadas ano a ano.

É o caso da notória “Fiéis que não pagam dízimos vão ser colocados no SPC e Serasa”, que surgiu em 2011 e voltou a circular no início de 2017. O alvo é a Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo controverso Edir Macedo, que, diz a lorota, teria tomado a decisão de incluir fiéis “inadimplentes” nos serviços de proteção ao crédito.

Notícia Igreja Universal do Reino de Deus

Notícia  falsa mira a Igreja Universal do Reino de Deus (Reprodução)

Reencarnado em sites como Jornal do País e Pelo Amor de Deus.com, o texto começa assim: “Parece um absurdo, mas o que esperar da igreja de Edir Macedo? A mais nova agora é justamente da igreja dele, a igreja Universal do Reino de Deus vai colocar no SPC/SERASA os fiéis que estão com os dízimos atrasados, a medida é uma forma de diminuir a inadimplência da igreja que é alta, segundo a igreja o prejuízo mensal é de quase q bilhão de reais”.

Lida cerca de 160.000 vezes só no Jornal do País e curtida 132.000 vezes no Facebook, a notícia falsa ainda dá “detalhes” da suposta iniciativa da Universal, cascateando que “quem quiser pode fazer um acordo com a igreja e renegociar a dívida que pode ser parcelada no cartão de credito com desconto de 50% nos juros”.

Simulando um trabalho de apuração jornalística, a notícia falsa tem até personagem, um tal José da Silva Pimenta, dito fiel da Universal, incluído no texto para dar sua opinião a respeito da medida que o afetaria. “Para José da Silva Pimenta, a media é justa e vai fazer com que os fiéis fiquem pontuais com Deus, pagar dizimo atrasado é um pecado, um descumprimento da bíblia e colocar o membro da igreja no SPC/SERASA vai ajudar o membro a não errar com Deus”, diz a notícia falsa.

Ainda em 2011, quando a informação mentirosa nasceu, a Universal emitiu um comunicado para desmenti-la. A nota da igreja afirma que “os dízimos e as ofertas são bíblicos e a Igreja Universal não impõe ou obriga as pessoas a fazerem suas doações”.

“O Departamento Jurídico da Igreja Universal afirma que não há nenhum tipo de controle de quem oferta ou não dentro da Igreja Universal, por tratar-se de liberalidade do fiel e, como consequência lógica deste fato, não há como a Igreja Universal inserir ou deixar de inserir o nome de quem quer seja no SPC/Serasa”, conclui a mensagem.

Já o SPC explica que “como não há um contrato entre a pessoa física e a igreja regularizando a doação como uma pendência fixa, logo não há uma dívida oficial a ser quitada. Além disso, o dízimo é uma doação, e não um produto ou serviço contratado, não podendo então levar o consumidor à negativação nos birôs de crédito”.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Robson Amakawa

    Engraçado é que estes sites de “notícias” seja ela qual for o assunto não tem um jornalista responsável com CTB e a exposição do expediente da mídia de notícias.

    Curtir

  2. Robson Amakawa

    Corrigindo é MTB e não CTB.

    Curtir

  3. Ronaldo Magnavacca

    Deveriam mesmo incluir os nomes dos fieis da Universal no SPC e SERASA, afinal são todos Otarios mesmos, pois se dignam a dar contribuições a este bispo estelionatario! Quem gosta de tolo também tem que ser tratado como tolo!!!!

    Curtir

  4. E se for mentira?Eles fazem coisas até piores,que eu nao entendo essa defesa da veja.
    É a mesma coisa de dizer que o maniaco do parque nunca passou um cheque sem fundo.

    Curtir

  5. Larissa Spricigo Maximiano Dos Anjos

    A Veja sendo imparcial… parabéns!

    Curtir

  6. Texto mal escrito e sem revisão nenhuma.. Está cheia de erros ! Essa revista já foi boa….

    Curtir

  7. ViP Berbigao

    Ele não precisa por no spc ou Serasa. As administradoras de cartão de crédito fazem isso por ele. Mas o pior eh q se dizem totalmente imunes e isentas de pagar qualquer tributo. coisa do SA tá na is…

    Curtir

  8. Gilberto Goes Junior

    Bando de Ovelhas Cegas,Ficam Sustentando Luxo e Riqueza desses Parasitas,Deviam Mesmo Esses Otários em Vez de Doar uma Quantia a Instituições Serias como GRAAC ou AACD Aquilo sim precisa de Ajuda Vejam seus Idiotas com Seus Olhos os Sofrimentos de Crianças com Defeitos e com Câncer em vez que Sustentar Esses Parasitas

    Curtir

  9. Paulo Freitas

    Pode até ser falso mas não me causaria espanto se fosse verdade…Universal, Igreja Mundial.. Grandes empresas, grandes negócios

    Curtir

  10. Adilson Nagamine

    Superinteressante.

    Curtir

  11. Julio Rodrigues Neto

    Quem pagar dízimo, vai pro Inferno. Esta, ninguem poderá contestar, ou desmintir.

    Curtir

  12. O engraçado e o jeito esperto que a Veja fez para divulgar essa noticia. Eles não informam que e fals e como muita gente so le o titulo da matéria a ideia fica na cabeça das pessoas. A ideia da Veja foi promulgar a noticia falsa.

    Curtir

  13. Veja da emprego para mulheres em troca de favores sexuais. Esta noticia falsa e alarmante.

    Curtir

  14. Ney Gercey L. Barbosa

    Pode ser até boato, mas que tem “fiel” que vai correndo pagar o dízimo atrasado, ah isso vai!
    Tem trouxa pra tudo nesse país de trambiqueiros!

    Curtir