Ronaldo Caiado e deputados do DEM defendem renúncia de Temer

'Não vai ter outro caminho', disse um aliado a VEJA

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), um dos defensores do impeachment de Dilma Rousseff (PT) e hoje aliado do governo, emitiu nota oficial defendendo a renúncia do presidente Michel Temer (PMDB) e a mudança da Constituição para aprovar a antecipação das eleições de 2018.

“Diante da gravidade do quadro e com a responsabilidade de não deixar o Brasil mergulhar no imponderável, só nos restam a renúncia do presidente Michel Temer e a mudança na Constituição. É preciso aprovar a antecipação das eleições presidencial e do Congresso Nacional”, disse na nota.

Na Câmara, dois deputados do DEM, partido da base aliada de Temer e legenda do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), começaram a defender reservadamente a renúncia do peemedebista como forma de controlar, ainda que parcialmente, a hecatombe política provocada pelas revelações do empresário Joesley Batista. Os parlamentares falaram a VEJA sob condição de anonimato. “Ele vai ter um gesto de grandeza. Não vai ter outro caminho”, disse um deles.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Amyr Feitosa

    mudar a constituição é golpe e pode ser desastroso bem mais simples rasgar de uma vez e refundar a república com o sangue e pescoço dos ladravazes da pátria.

    Curtir